Reestruturação dos Negócios para a Sustentabilidade. Rafael Tello nhk Sustentabilidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Reestruturação dos Negócios para a Sustentabilidade. Rafael Tello nhk Sustentabilidade"

Transcrição

1 Reestruturação dos Negócios para a Sustentabilidade Rafael Tello nhk Sustentabilidade

2 Reestruturação dos Negócios para a Sustentabilidade Goiânia 10 de junho de 2015

3 Sobre a nhk Sustentabilidade Empresa fundada em 2009 por especialistas em gestão da sustentabilidade formados na Alemanha. Nosso propósito é auxiliar o desenvolvimento de empresas e contribuir para sua capacidade de gerar valor no curto, médio e longo prazo, por meio da gestão estratégica da sustentabilidade. Clientes

4 Assessoria ou Consultoria de Sustentabilidade? A nhk Sustentabilidade oferece 2 tipos de serviços para seus clientes: Consultoria de Sustentabilidade Assessoria de Sustentabilidade Soluções de curto prazo e rápida execução para empresas com urgência de resultados e equipes com experiência em sustentabilidade. Soluções com maior duração e processo dialógico, mesclando formação dos profissionais e estruturação da gestão para perenizar o desempenho em relação à sustentabilidade.

5 MANCHETE

6 Oportunidades com sustentabilidade AMEAÇAS Aumento dos custos de construção Financiamento mais escasso e mais caro Famílias e empresas com orçamento restrito e baixa disposição para gastos Aumento das restrições para construir RESPOSTAS COMPETITIVAS Inovação com foco em desempenho e industrialização Maior investimento em planejamento e gestão Marketing com foco em eficiência e consumo racional Relacionamento com prefeituras (OUC, selos de sustentabilidade, retorno por benfeitorias públicas etc)

7 UM CENÁRIO IMAGINÁRIO

8 Cenário institucional imaginário Estatutos Estatuto das Cidades - atualizações constantes do Plano Diretor Estatuto da Metrópole - governança interfederativa das funções públicas de interesse comum Habitação; Mobilidade; Gestão de Resíduos; e Saneamento Planos Municipais Planos municipais de mobilidade urbana Política Nacional de Resíduos Sólidos Novas regras no setor Norma de Desempenho Resolução do Banco Central para Responsabilidade Social nos

9 Cenário imaginário econômico Fatores macroeconômicos Baixo crescimento Inflação acima do teto da meta Desvalorização da moeda Aumento da taxa de juros Fatores microeconômicos Aumento de preços administrados Possibilidade de racionamento Aumento de custos com disposição de resíduos

10 UMA HISTÓRIA REAL

11 Avaliação do processo de evolução

12 Avaliação do processo de evolução

13 SUSTENTABILIDADE DÁ RETORNO?

14 Valorização empresarial

15 Sustentabilidade dá lucro? O investimento de $1 em 1993 em uma empresa com Alta Sustentabilidade resultou em 2010 em retorno de $22,60. O investimento de $1 em 1993 em uma empresa com Baixa Sustentabilidade resultou em 2010 em retorno de $15,40. Características de empresas com Alta Sustentabilidade : Condução da sustentabilidade pela diretoria executiva Métricas de sustentabilidade inseridas na remuneração de executivos Processos de engajamento de stakeholders Maior orientação para o longo prazo

16 Discurso X Prática (MIT, BCG, 2013) 47% 46% 49%

17 Discurso X Prática (MIT, BCG, 2013) 37% 32% 25%

18 Diagnóstico nhk de Sustentabilidade https://pt.surveymonkey.com/s/diagnostico_nhk

19 MAS TEM EMPRESA GANHANDO DINHEIRO?

20 Unilever

21 Exemplo Cidade Pedra Branca

22 Exemplo Parque da Cidade

23 Operações Urbanas Consorciadas

24 Operações Urbanas Consorciadas

25 Gestão integrada Reduções 28% - espessura do reboco 14% - resíduos classe A 1,65% - absenteísmo Aumento 10% - produtividade

26 Produção mais Limpa Potencial R$ ,00 de resíduos diagnosticados R$ ,00 de potencial de redução Ação R$ ,00 investidos em barrotes metálicos 50 ciclos de vida do metálico em relação à madeira R$ 2.800,00 de economia por obra 15% do CdV do payback

27 Gestão de pessoas Pagamentos ao INSS 3% da folha paga de RAT ao INSS 0,5 a 2 - abrangência do FAP Ação 36,5% redução obtida no RAT R$ ,00 por ano economizados

28 17 de março de 2015 Dá para perder dinheiro? The committee based its decision on the charges of corruption investigated by Lava Jato Operation. The committee announced it will monitor the development of the investigations and Petrobras s position throughout the year, and may reconsider its participation in year-end 2013, more than one out of every six dollars under professional management in the United States - $6.57 trillion or more - was invested according to SRI strategies. (USSIF)

29 POR ONDE EU COMEÇO?

30 O que é Valor Sustentável?

31 Modelo de Valor sustentável Amanhã Inovação e Reposicionament o Mudança de trajetória Externo Interno Redução de custos e riscos Reputação e legitimidade Hoje Fonte: Hart, Milstein. Creating Sustainable Value

32 Modelo de Valor sustentável Amanhã Interno Externo Hoje Fonte: Hart, Milstein. Creating Sustainable Value

33 Onde focar?

34 Onde focar?

35 COMO EXECUTAR?

36 Evolução da sustentabilidade corporativa Fonte: LAURIANO et al, 2012

37 Guia CBIC de Boas Práticas 29 Boas Práticas 1. Gestão empresarial: 6 BPs 2. Relação com stakeholders: 7 BPs 3. Processos construtivos: 8 BPs 4. Saúde e segurança: 3 BPs 5. Desenvolvimento de mão-deobra: 3 BPs 6. Desenvolvimento imobiliário urbano: 2 BPs

38 Evolução da sustentabilidade corporativa ELEMENTAR Implantação de Gestão de Resíduos nos Canteiros Sistema de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalhador Provisão de Recursos para Cobrir Custos com FAP / RAT Ergonomia no Canteiro de Obras e Escritório Plano de Manutenção Preventiva e Retrofit em Condomínios ENGAJADO Incorporação da Sustentabilidade ao Sistema de Gestão da Qualidade Diálogo e Engajamento com Stakeholders Relacionamento com Comunidades Vizinhas às Obras Definição de Critérios de Sustentabilidade para Empreendimentos Implantação da Produção mais Limpa em Obras Otimização de Processo Construtivo para Minimização de Resíduos Formação de Mão-de-Obra em Comunidades Vizinhas Contratação de Mão-de-Obra Feminina

39 Evolução da sustentabilidade corporativa INOVADOR Desenvolvimento do Sistema Integrado de Gestão Implantação de Sistema de Gestão de Riscos na Construção Elaboração de Relatório de Sustentabilidade Alinhamento das Ações de Responsabilidade Social com a Estratégia Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores para Sustentabilidade Apoio à Formação de Conselhos Comunitários Apoio ao Desenvolvimento Local Adoção do BIM (Building Information Model) Eficiência Energética em Edificações (Etiqueta Procel Edifica) INTEGRADO Incorporação dos Requisitos da ISO ao Sistema de Gestão Elaboração de Inventário de Gases de Efeito Estufa Integração ao Índice de Sustentabilidade Empresarial TRANSFORMADOR Construção de Calçadas Sustentáveis Inclusão Social de Detentos e Egressos do Sistema Prisional

40 Da estratégia para a prática Projetos para Geração de Valor Sustentável Sistema de Gestão da Qualidade Análise da Materialidade Temas e questões de sustentabilidade corporativa

41 Elementos chave da gestão Mapear e engajar stakeholders Definir os mais estratégicos e buscar parcerias Identificar os temas materiais Priorizar aqueles poucos com maior possibilidade de retorno para o negócio Alinhar ações com a maturidade da empresa Recursos e competências da empresa devem estar alinhadas com as metas propostas Gerir questões materiais no sistema padrão As metas de sustentabilidade devem ser geridas do mesmo modo que as outras metas da empresa

42 FECHAMENTO

43 Oportunidades com sustentabilidade AMEAÇAS Aumento dos custos de construção Financiamento mais escasso e mais caro Famílias e empresas com orçamento restrito e baixa disposição para gastos Aumento das restrições para construir RESPOSTAS COMPETITIVAS Inovação com foco em desempenho e industrialização Maior investimento em planejamento e gestão Marketing com foco em eficiência e consumo racional Relacionamento com prefeituras (OUC, selos de sustentabilidade, retorno por benfeitorias públicas etc)

44 Muito Obrigado! Rafael Tello

Soluções de Sustentabilidade. Parcerias para a eficiência, inovação e reputação

Soluções de Sustentabilidade. Parcerias para a eficiência, inovação e reputação Soluções de Sustentabilidade Parcerias para a eficiência, inovação e reputação Sobre a nhk Sustentabilidade Empresa fundada em 2009 por especialistas em gestão da sustentabilidade formados na Alemanha.

Leia mais

Sustentabilidade Corporativa

Sustentabilidade Corporativa Sustentabilidade Corporativa Ana Cristina Campos Marques 15/05/2012 Apresentação DNV Pessoal 2 Sumário Fundamentos Aplicação Prática Tendências Mundiais Empresas & Sociedade Papel das empresas? Lucro apenas?

Leia mais

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas.

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas. 1. OBJETIVOS Estabelecer diretrizes que norteiem as ações das Empresas Eletrobras quanto à promoção do desenvolvimento sustentável, buscando equilibrar oportunidades de negócio com responsabilidade social,

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

Sustentabilidade. na Construção Civil. Antônio Barbosa. (Diretor de Crédito Imobiliário) Participação

Sustentabilidade. na Construção Civil. Antônio Barbosa. (Diretor de Crédito Imobiliário) Participação Sustentabilidade na Construção Civil Antônio Barbosa (Diretor de Crédito Imobiliário) Participação O porque do Programa... Sustentabilidade no Banco Real Sustentabilidade na Construção Civil = PROGRAMA

Leia mais

Construção Civil e Sustentabilidade

Construção Civil e Sustentabilidade CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 07 maio de 2014 Organização:

Leia mais

Sustentabilidade em Edificações Públicas Entraves e Perspectivas

Sustentabilidade em Edificações Públicas Entraves e Perspectivas Câmara dos Deputados Grupo de Pesquisa e Extensão - Programa de Pós-Graduação - CEFOR Fabiano Sobreira SEAPS-NUARQ-CPROJ-DETEC Valéria Maia SEAPS-NUARQ-CPROJ-DETEC Elcio Gomes NUARQ-CPROJ-DETEC Jacimara

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em CONSULTORIA EMPRESARIAL Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: 14/08/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

PÓS-FLEX. Pós-Graduação

PÓS-FLEX. Pós-Graduação P U Ó P S Pós-Graduação PÓS-FLE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE O Programa Pós-Flex oferece ao participante a possibilidade de escolher as disciplinas e o prazo para conclusão do curso (de 9

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

de empresas, empreendimentos, projetos e obras: tendências e práticas

de empresas, empreendimentos, projetos e obras: tendências e práticas ENCONTRO DE DIRETORES E GESTORES DA CONSTRUÇÃO Planejamento, gestão e governança corporativa de empresas, empreendimentos, projetos e obras: tendências e práticas Por Roberto Souza CONSULTORIA E GERENCIAMENTO

Leia mais

ROBERTO DE SOUZA. Sustentabilidade Conceitos gerais e a realidade no mercado brasileiro da construção

ROBERTO DE SOUZA. Sustentabilidade Conceitos gerais e a realidade no mercado brasileiro da construção ROBERTO DE SOUZA Sustentabilidade Conceitos gerais e a realidade no mercado brasileiro da construção SUSTENABILIDADE www.cte.com.br Roberto de Souza roberto@cte.com.br Empresa atuando há 19 anos na cadeia

Leia mais

Executive Business Process Management

Executive Business Process Management Executive Business Process Management Executive Business Consulting 1 Executive Business Process Management (EBPM) O aumento da competitividade das organizações passa pela melhoria dos processos, principalmente

Leia mais

Contributo do Balanced Scorecard para Competitividade Sustentável das Organizações

Contributo do Balanced Scorecard para Competitividade Sustentável das Organizações Contributo do Balanced Scorecard para Competitividade Sustentável das Organizações Rita Almeida Dias 18 Setembro de 2012 2012 Sustentare Todos os direitos reservados Anterior Próximo www.sustentare.pt

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

MBA em Gestão de Negócios de Incorporação e Construção Imobiliária

MBA em Gestão de Negócios de Incorporação e Construção Imobiliária REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Negócios de Incorporação e Construção Imobiliária Coordenação Acadêmica: Daniel Ferreira Falcão, MSc Pedro de Seixas Corrêa, MSc REFERÊNCIA PARA SUA CARREIRA.

Leia mais

RHIND Group. Rhind Group. Nossa Equipe. Nosso objetivo

RHIND Group. Rhind Group. Nossa Equipe. Nosso objetivo Rhind Group É uma empresa estruturada para prover soluções em consultoria e assessoria empresarial aos seus clientes e parceiros de negócios. Com larga experiência no mercado, a Rhind Group tem uma trajetória

Leia mais

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS

GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGUROS 2015 E m um período de profundas mudanças socioambientais, torna-se ainda mais estratégico incluir a sustentabilidade

Leia mais

Este material contém um resumo da avaliação realizada pela FDC e seus parceiros. A coleta de dados foi realizada durante julho e agosto de 2013.

Este material contém um resumo da avaliação realizada pela FDC e seus parceiros. A coleta de dados foi realizada durante julho e agosto de 2013. O que é o estudo? É uma avaliação bianual criada em 2012 pelo Núcleo de Sustentabilidade da FDC para observar o estado de arte da gestão sustentável nas empresas brasileiras. Na edição de 2014, contamos

Leia mais

OFICINA TEMÁTICA Canteiros de obras sustentáveis: inovação, redução de custos e riscos. Por Roberto Souza

OFICINA TEMÁTICA Canteiros de obras sustentáveis: inovação, redução de custos e riscos. Por Roberto Souza OFICINA TEMÁTICA Canteiros de obras sustentáveis: inovação, redução de custos e riscos Por Roberto Souza CONSULTORIA E GERENCIAMENTO NA CADEIA PRODUTIVA DA CONSTRUÇÃO 1. EMPREENDIMENTOS 5. USO E OPERAÇÃO

Leia mais

O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações

O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações Webinar O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações Juliana Scalon 4 de Setembro de 2013 Aprimore o desempenho dos fornecedores Para se sobressair no mercado atual

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Síntese O Compromisso ALIANSCE para a Sustentabilidade demonstra o nosso pacto com a ética nos negócios, o desenvolvimento das comunidades do entorno de nossos empreendimentos,

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 336/2014

RESOLUÇÃO N.º 336/2014 MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 336/2014 EMENTA: Estabelece o currículo do Curso de Pós-graduação, nível Especialização, MBA em Desenvolvimento Gerencial

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

RELATÓRIO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL CBIC REUNIÃO DO CONSELHO ESTRATÉGICO 23 DE NOVEMBRO DE 2009

RELATÓRIO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL CBIC REUNIÃO DO CONSELHO ESTRATÉGICO 23 DE NOVEMBRO DE 2009 1 RELATÓRIO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL CBIC REUNIÃO DO CONSELHO ESTRATÉGICO 23 DE NOVEMBRO DE 2009 Participantes: Antônio Othon Rolim (Sinaenco); Augusto Jucá (CNI); Carlos Alberto

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES

PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES PRINCÍPIOS E NORMAS DE CONDUTA EMPRESARIAL NA RELAÇÃO DE FURNAS COM SEUS FORNECEDORES Outubro/2009 1/8 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. ABRANGÊNCIA 3. OBJETIVOS 4. CÓDIGO DE CONDUTA EMPRESARIAL 4.1 NORMAS DE CONDUTA

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios.

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Só assim é possível identificar oportunidades de melhorias

Leia mais

Processo de Negociação. Quem somos. Nossos Serviços. Clientes e Parceiros

Processo de Negociação. Quem somos. Nossos Serviços. Clientes e Parceiros Quem somos Nossos Serviços Processo de Negociação Clientes e Parceiros O NOSSO NEGÓCIO É AJUDAR EMPRESAS A RESOLVEREM PROBLEMAS DE GESTÃO Consultoria empresarial a menor custo Aumento da qualidade e da

Leia mais

SUSTENTABILIDADE SUSTENTABILIDADE SUSTENTABILIDADE PÚBLICA E CORPORATIVA URBANA E DE EMPREENDIMENTOS SELO DE GARANTIA DE QUALIDADE E SUSTENTABILIDADE

SUSTENTABILIDADE SUSTENTABILIDADE SUSTENTABILIDADE PÚBLICA E CORPORATIVA URBANA E DE EMPREENDIMENTOS SELO DE GARANTIA DE QUALIDADE E SUSTENTABILIDADE SUSTENTABILIDADE SUSTENTABILIDADE PÚBLICA E CORPORATIVA SUSTENTABILIDADE URBANA E DE EMPREENDIMENTOS SELO DE GARANTIA DE QUALIDADE E SUSTENTABILIDADE GESTÃO ENERGÉTICA O Grupo SustentaX iniciou suas atividades

Leia mais

Engenharia e Consultoria em Gestão. Buscando Soluções Criativas para a sua Empresa

Engenharia e Consultoria em Gestão. Buscando Soluções Criativas para a sua Empresa Buscando Soluções Criativas para a sua Empresa A Empresa A INFORGEL nasceu com o propósito de buscar soluções criativas para o seu negócio nas seguintes áreas de atuação: Gestão Geral de: Empresas / Negócios,

Leia mais

Proposta de Projeto PPJ PPJSETIN2013028 Consultoria e Gestão de TI. Versão 1.0. Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça

Proposta de Projeto PPJ PPJSETIN2013028 Consultoria e Gestão de TI. Versão 1.0. Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Versão 1.0 Estado do Ceará Poder Judiciário Tribunal de Justiça Histórico de Revisões Data Versã o Descrição Responsável 01/06/12 0.1 Criação do documento Moacir Medeiros 01/06/12 0.2 Revisão do documento

Leia mais

A Straub Sustentabilidade tem como missão prestar consultoria em sustentabilidade para Greenbuildings e toda a cadeia da construção civil.

A Straub Sustentabilidade tem como missão prestar consultoria em sustentabilidade para Greenbuildings e toda a cadeia da construção civil. 1. Quem somos A Straub Sustentabilidade tem como missão prestar consultoria em sustentabilidade para Greenbuildings e toda a cadeia da construção civil. Nossa política é agir com ética, consciência, transparência,

Leia mais

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação.

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. GOVERNANÇA A Fundação Bunge é uma organização comprometida com o desenvolvimento sustentável. Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. Missão: contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

A Produção de Empreendimentos Sustentáveis

A Produção de Empreendimentos Sustentáveis A Produção de Empreendimentos Sustentáveis Arq. Daniela Corcuera arq@casaconsciente.com.br www.casaconsciente.com.br A construção sustentável começa a ser praticada no Brasil, ainda com alguns experimentos

Leia mais

Desenvolvimento de Negócios & Finanças Corporativas

Desenvolvimento de Negócios & Finanças Corporativas Desenvolvimento de Negócios & Finanças Corporativas 2 www.nbs.com.br Soluções eficazes em Gestão de Negócios. Nossa Visão Ser referência em consultoria de desenvolvimento e implementação de estratégias,

Leia mais

OFICINA TEMÁTICA Industrialização da construção: sistemas e soluções aplicadas em empreendimentos. Por Roberto Souza

OFICINA TEMÁTICA Industrialização da construção: sistemas e soluções aplicadas em empreendimentos. Por Roberto Souza OFICINA TEMÁTICA Industrialização da construção: sistemas e soluções aplicadas em empreendimentos Por Roberto Souza CONSULTORIA E GERENCIAMENTO NA CADEIA PRODUTIVA DA CONSTRUÇÃO 1. EMPREENDIMENTOS 5. USO

Leia mais

A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS

A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO Gestão e Tecnologia da Informação IFTI1402 T25 A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS Marcelo Eustáquio dos Santos

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Grupo Tross. O grupo estruturou diversos projetos em sua curta trajetória, totalizando um VGV superior a R$ 200 milhões.

Grupo Tross. O grupo estruturou diversos projetos em sua curta trajetória, totalizando um VGV superior a R$ 200 milhões. Grupo Tross Referência em empreendimentos de alto padrão Foi com a visão de oferecer soluções exclusivas e rentáveis para o exigente público de Florianópolis/SC que Thiago Lapagesse da Costa e Luana Puggina

Leia mais

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS

GESTÃ T O O E P RÁ R TI T C I AS DE R E R CUR U S R OS Ensinar para administrar. Administrar para ensinar. E crescermos juntos! www.chiavenato.com GESTÃO E PRÁTICAS DE RECURSOS HUMANOS Para Onde Estamos Indo? Idalberto Chiavenato Algumas empresas são movidas

Leia mais

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE www.creato.com.br creato@creato.com.br QUEM SOMOS A CREATO CONSULTORIA E PROJETOS LTDA., fundada em 2000,

Leia mais

A CRISE ENERGÉTICA E AS EMPRESAS DE ENERGIA DO FUTURO (*)

A CRISE ENERGÉTICA E AS EMPRESAS DE ENERGIA DO FUTURO (*) A CRISE ENERGÉTICA E AS EMPRESAS DE ENERGIA DO FUTURO (*) Enquanto o Brasil vinha insistindo em uma política energética privilegiando grandes usinas e extensas linhas de transmissão, cada vez mais distantes

Leia mais

UMA VISÃO SISTÊMICA SOBRE A SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO. por Roberto de Souza presidente do CTE Centro de Tecnologia de Edificações

UMA VISÃO SISTÊMICA SOBRE A SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO. por Roberto de Souza presidente do CTE Centro de Tecnologia de Edificações UMA VISÃO SISTÊMICA SOBRE A SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO por Roberto de Souza presidente do CTE Centro de Tecnologia de Edificações Nos últimos cinco anos, a sustentabilidade vem ganhando força significativa

Leia mais

1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia de Curitiba-PR. LOCAL: Curitiba-PR 24/04/2014

1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia de Curitiba-PR. LOCAL: Curitiba-PR 24/04/2014 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia de Curitiba-PR LOCAL: Curitiba-PR 24/04/2014 TEMA DA PALESTRA: Ferramentas de Gestão Estratégica PALESTRANTE: Edison

Leia mais

SELO CASA AZUL CAIXA Seminário Construções Sustentáveis

SELO CASA AZUL CAIXA Seminário Construções Sustentáveis SELO CASA AZUL CAIXA Seminário Construções Sustentáveis 19/OUT/2011 Mara Luísa Alvim Motta Gerência Nacional de Meio Ambiente CAIXA EVOLUÇÃO DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO 2003-2010 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União I Workshop de Governança de TI da Embrapa Estratégia utilizada para

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

Desempenho, gestão e controle da qualidade na construção e a satisfação do cliente

Desempenho, gestão e controle da qualidade na construção e a satisfação do cliente OFICINA TEMÁTICA Desempenho, gestão e controle da qualidade na construção e a satisfação do cliente Por Roberto Souza CONSULTORIA E GERENCIAMENTO NA CADEIA PRODUTIVA DA CONSTRUÇÃO 1. EMPREENDIMENTOS 5.

Leia mais

A Sustentabilidade no HSL. Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social

A Sustentabilidade no HSL. Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social A Sustentabilidade no HSL Diretoria de Filantropia e Responsabilidade Social Sustentabilidade HSL Panorama Geral Desequilíbrio do processo econômico Fonte: New Scientist (18 October 2008, p 40). Legenda:

Leia mais

GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL

GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL O QUE MUDA COM A APROVAÇÃO DA P.N.R.S.? Engo. Eleusis Di Creddo Gerente de Meio Ambiente e Destinação Final SOLVI PARTICIPAÇÕES S.A. ecreddo@solvi.com Realização:

Leia mais

Dream Energis. Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia. Dream Code

Dream Energis. Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia. Dream Code Dream Energis Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia Dream Code Como podemos ajudá-lo a poupar energia? Estimativa de18% de poupança de energia todos os

Leia mais

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão

Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Pós-Graduação Governança dos Negócios: Direito, Economia e Gestão Turmas de Agosto de 2014 Início das Aulas: 18/08/2014 Termino das Aulas: 31/08/2015 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30

Leia mais

PLANEJAMENTO DE DESPESAS- CUSTOS INDIRETOS DE PRODUÇÃO,DESPESAS DE VENDAS E ADMINISTRATIVAS VALDIANA SILVEIRA RAFAEL MESQUITA

PLANEJAMENTO DE DESPESAS- CUSTOS INDIRETOS DE PRODUÇÃO,DESPESAS DE VENDAS E ADMINISTRATIVAS VALDIANA SILVEIRA RAFAEL MESQUITA PLANEJAMENTO DE DESPESAS- CUSTOS INDIRETOS DE PRODUÇÃO,DESPESAS DE VENDAS E ADMINISTRATIVAS VALDIANA SILVEIRA RAFAEL MESQUITA PLANEJAMENTO E DESPESAS O controle de custos deve estar associado a programas

Leia mais

GERIC GERENCIAMENTO DO I.T.I.L E DO COBIT

GERIC GERENCIAMENTO DO I.T.I.L E DO COBIT GERIC GERENCIAMENTO DO I.T.I.L E DO COBIT Angélica A. da Silva, Regiani R.Nunes e Sabrina R. de Carvalho 1 Tathiana Barrére Sistemas de Informação AEDB - Associação Educacional Dom Bosco RESUMO Esta sendo

Leia mais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais VANTAGES PROJETO PEGASUS E RECICLAGEM ENERGÉTICA O problema do lixo é extremamente grave em nosso país. Estimativas baseadas nos dados do IBGE mostram que no País são geradas diariamente cerca de 140 mil

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE www.creato.com.br creato@creato.com.br QUEM SOMOS A CREATO CONSULTORIA E PROJETOS LTDA., fundada em 2000,

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

Implantação da Governança a de TI na CGU

Implantação da Governança a de TI na CGU Implantação da Governança a de TI na CGU José Geraldo Loureiro Rodrigues Diretor de Sistemas e Informação Controladoria-Geral da União Palestra UNICEUB Estratégia utilizada para implantação da Governança

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

Estágio da Sustentabilidade do Setor da Construção Brasileiro

Estágio da Sustentabilidade do Setor da Construção Brasileiro Estágio da Sustentabilidade do Setor da Construção Brasileiro Objetivo da pesquisa Analisar o estágio da gestão da sustentabilidade nas empresas brasileiras do setor da construção. Estágios da Sustentabilidade

Leia mais

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Code-P0 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Agenda de Trabalho Junho 2011 Claudio Langone Code-P1 OPORTUNIDADE PARA O BRASIL 2011 - Jogos Militares Mundiais 2012 - RIO + 20 - Cúpula das

Leia mais

Como melhorar o projeto em BIM utilizando informações de obras anteriores

Como melhorar o projeto em BIM utilizando informações de obras anteriores Como melhorar o projeto em BIM utilizando informações de obras anteriores Marlon Camara Garrido Campestrini Gestão de Projetos Tiago Francisco Campestrini Campestrini Gestão de Projetos Objetivo de aprendizado

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI

Secretaria de Gestão Pública de São Paulo. Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Secretaria de Gestão Pública de São Paulo Guia de Avaliação de Maturidade dos Processos de Gestão de TI Objetivos As empresas e seus executivos se esforçam para: Manter informações de qualidade para subsidiar

Leia mais

O Meio Ambiente e a Indústria da Construção. Andre Aranha Campos Coordenador do COMASP Conselheiro do SindusCon-SP

O Meio Ambiente e a Indústria da Construção. Andre Aranha Campos Coordenador do COMASP Conselheiro do SindusCon-SP O Meio Ambiente e a Indústria da Construção Andre Aranha Campos Coordenador do COMASP Conselheiro do SindusCon-SP SEMINÁRIO TÉCNICO SEGURANÇA E SAÚDE NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO 03 de fevereiro de 2012

Leia mais

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2

O Curso de Administração da ESAG. Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 O Curso de Administração da ESAG Prof. Dr. Nério Amboni (ESAG/UDESC) 2011.2 Missão da ESAG A ESAG tem por missão realizar o ensino, a pesquisa, a extensão, de modo articulado, a fim de contribuir na formação

Leia mais

Sustentabilidade. Brasil, pequenas e médias empresas. E cai o mito...

Sustentabilidade. Brasil, pequenas e médias empresas. E cai o mito... Sustentabilidade Brasil, pequenas e médias empresas E cai o mito... AGENDA Alinhamento Revisão da definição de Sustentabilidade aplicada a negócios Abrangência do tema Onde estão as oportunidades Visão

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO.

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. OneIT A gente trabalha para o seu crescimento. Rua Bento Barbosa, n 155, Chácara Santo

Leia mais

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental 1 Melhoria do desempenho ambiental implementação do Sistema de Gestão Ambiental A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem implementado

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA. Tem como propósito contribuir na melhoria da competitividade e sustentabilidade das organizações.

NOSSA HISTÓRIA. Tem como propósito contribuir na melhoria da competitividade e sustentabilidade das organizações. INSTITUCIONAL NOSSA HISTÓRIA Desde 1988, ano de sua fundação, a Qualtec desenvolve as melhores soluções para seus clientes na implantação, auditoria e treinamentos de sistema de gestão e estratégia corporativa

Leia mais

Competitividade Sustentável. Pesquisa e Desenvolvimento da Gestão e Inovação para a Sustentabilidade das Organizações

Competitividade Sustentável. Pesquisa e Desenvolvimento da Gestão e Inovação para a Sustentabilidade das Organizações Competitividade Sustentável Pesquisa e Desenvolvimento da Gestão e Inovação para a Sustentabilidade das Organizações A Origem do LACOS PGQP e PUCRS assinaram em 21 de novembro de 2011 um Protocolo de Intenções

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Prática essencial para gerar negócios sustentáveis

Gerenciamento de Projetos. Prática essencial para gerar negócios sustentáveis MBA em Gestão de Projetos Gerenciamento de Projetos Prática essencial para gerar negócios sustentáveis Prof: Ângelo Braga, PMP, MBA angelo.braga@fgv.br eu@angelobraga.com.br 2/154 Contatos Prof. Ângelo

Leia mais

Gestão dos stakeholders para a construção de vantagem competitiva l 5. Introdução l l

Gestão dos stakeholders para a construção de vantagem competitiva l 5. Introdução l l Sumário Capítulo l Introdução l l Capítulo 2 Gestão dos stakeholders para a construção de vantagem competitiva l 5 2. l Introdução l 6 2.2 A construção da vantagem competitiva 8 2.3 Classificação dos stakeholders

Leia mais

09:00h Abertura: Alex Costa Cavalcante Gerente Executivo de Compras Bradesco. 09:10h Vídeo Institucional do Bradesco

09:00h Abertura: Alex Costa Cavalcante Gerente Executivo de Compras Bradesco. 09:10h Vídeo Institucional do Bradesco Agenda 09:00h Abertura: Alex Costa Cavalcante Gerente Executivo de Compras Bradesco 09:10h Vídeo Institucional do Bradesco 09:20h CDP Mudanças Climáticas e CDP SupplyChain: Marcelo Rocha -Diretor do CDP

Leia mais

Política Ambiental das Empresas Eletrobras

Política Ambiental das Empresas Eletrobras Política Ambiental das Empresas Eletrobras Versão 2.0 16/05/2013 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Princípios... 3 3 Diretrizes... 3 3.1 Diretrizes Gerais... 3 3.1.1 Articulação Interna... 3 3.1.2 Articulação

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil

Maximize o desempenho das suas instalações. Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Maximize o desempenho das suas instalações Gerenciamento Integrado de Facilities - Brasil Sua empresa oferece um ambiente de trabalho com instalações eficientes e de qualidade? Como você consegue otimizar

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Sumário 1. A Empresa i. Nossas Crenças O Grupo Voitto i Método de Trabalho iv. Nossos Diferenciais v. Nossos Clientes vi. Equipe Societária 2. Mercado de Consultoria no Brasil

Leia mais

Canais de diálogo com públicos impactados e mediação para resolução de conflitos. Junho, 2013

Canais de diálogo com públicos impactados e mediação para resolução de conflitos. Junho, 2013 Canais de diálogo com públicos impactados e mediação para resolução de conflitos Junho, 2013 1 Contexto Concentração espacial, econômica e técnica; Indústria é de capital intensivo e business to business

Leia mais

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna

24/09/2013. COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna 24/09/2013 COBIT5: Novas perspectivas e desafios para a Auditoria Interna Luiz Claudio Diogo Reis, MTech, CISA, CRISC, COBIT (F), MCSO Luiz.reis@caixa.gov.br Auditor Sênior Caixa Econômica Federal Currículo

Leia mais

Planejamento e Gerenciamento Estratégico. Balanced Scorecard

Planejamento e Gerenciamento Estratégico. Balanced Scorecard Planejamento e Gerenciamento Estratégico Balanced Scorecard 2 www.nbs.com.br Soluções eficazes em Gestão de Negócios. Nossa Visão Ser referência em consultoria de desenvolvimento e implementação de estratégias,

Leia mais

Responsabilidade Socioambiental, Negócios e Sustentabilidade

Responsabilidade Socioambiental, Negócios e Sustentabilidade Responsabilidade Socioambiental, Negócios e Sustentabilidade SUSTENTABILIDADE Fonte figura: Projeto Sigma Paula Chies Schommer CIAGS/UFBA Novembro 2007 O que define uma empresa como sustentável? 2 Objetivos

Leia mais

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS CONTEÚDO CRITÉRIO I - POLÍTICA... 2 INDICADOR 1: COMPROMISSO, ABRANGÊNCIA E DIVULGAÇÃO... 2 CRITÉRIO II GESTÃO... 3 INDICADOR 2: RESPONSABILIDADES... 3 INDICADOR 3: PLANEJAMENTO/GESTÃO

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL DAS EMPRESAS ELETROBRAS SUSTENTABILIDADE E M P R E S A R I A L Política de Sustentabilidade Empresarial das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras,

Leia mais

Gestão de Mudanças e Coaching: Uma proposta para intensificar os resultados em Projetos Evento Técnico Mensal agosto/2015

Gestão de Mudanças e Coaching: Uma proposta para intensificar os resultados em Projetos Evento Técnico Mensal agosto/2015 Gestão de Mudanças e Coaching: Uma proposta para intensificar os resultados em Projetos Evento Técnico Mensal agosto/2015 Suellen Pereira Iraci Graziela de Almeida Miguel 1 Agenda Apresentação Gestão de

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS Ana Carolina Freitas Teixeira¹ RESUMO O gerenciamento de projetos continua crescendo e cada

Leia mais

Carlos Henrique Santos da Silva

Carlos Henrique Santos da Silva GOVERNANÇA DE TI Carlos Henrique Santos da Silva Mestre em Informática em Sistemas de Informação UFRJ/IM Certificado em Project Management Professional (PMP) PMI Certificado em IT Services Management ITIL

Leia mais

GOVERNANÇA DE T.I. - CONCEITOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

GOVERNANÇA DE T.I. - CONCEITOS. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GOVERNANÇA DE T.I. - CONCEITOS Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza GOVERNANÇA CORPORATIVA GOVERNANÇA CORPORATIVA Também conhecida como Governança Empresarial " os mecanismos ou

Leia mais

GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future

GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future "Desenvolver a indústria da construção sustentável no país, utilizando as forças Visão de mercado do GBC para conduzir Brasil a adoção (Sonho

Leia mais

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria AMBIENTE EFICIENTE Consultoria ESCOPO DOS SERVIÇOS CERTIFICAÇÃO LEED A certificação LEED pode ser aplicada no Brasil em oito tipologias: Novas Construções (New Construction) Edifícios Existentes Operação

Leia mais

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem Professional Folheto Professional A HP oferece um portfólio abrangente de serviços profissionais em nuvem para aconselhar, transformar e gerenciar sua jornada rumo

Leia mais

Sustentabilidade Empresarial

Sustentabilidade Empresarial Sustentabilidade Empresarial 12º Congresso de Atuação Responsável ABIQUIM São Paulo, 17 de junho de 2008 André Carvalho GVces Centro de Estudos em Sustentabilidade FGV - EAESP DESAFIOS GLOBAIS DA SUSTENTABILIDADE

Leia mais

JT INVEST INVESTIMENTO PROGRAMADO JOAL TEITELBAUM

JT INVEST INVESTIMENTO PROGRAMADO JOAL TEITELBAUM JT INVEST INVESTIMENTO PROGRAMADO JOAL TEITELBAUM O ESCRITÓRIO DE ENGENHARIA JOAL TEITELBAUM O Escritório de Engenharia Joal Teitelbaum foi fundado em 24 de outubro de 1961 e dedicase, desde então, à construção

Leia mais

O movimento de modernização da gestão pública no Brasil e seus desafios

O movimento de modernização da gestão pública no Brasil e seus desafios O movimento de modernização da gestão pública no Brasil e seus desafios 10 de Novembro de 2011 2º Congresso de Gestão do Ministério Público Informação confidencial e de propriedade da Macroplan Prospectiva

Leia mais

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 ISO/IEC 20000:2005 Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 André Jacobucci andre.jacobucci@ilumna.com +55 11 5087 8829 www.ilumna.com Objetivos desta Apresentação

Leia mais