Relatório de Estágio no âmbito da Componente de Formação em Contexto de Trabalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Estágio no âmbito da Componente de Formação em Contexto de Trabalho"

Transcrição

1 Instituto Politécnico de Coimbra Instituto Superior de Engenharia de Coimbra Departamento de Engenharia Informática e Sistemas Curso de Especialização Tecnológica em Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Relatório de Estágio no âmbito da Componente de Formação em Contexto de Trabalho Reloading NFC E-Tickets over the Internet Marco António Vieira Antunes LISBOA, 02 de Junho de 2012

2

3 Instituto Politécnico de Coimbra Instituto Superior de Engenharia de Coimbra Departamento de Engenharia Informática e Sistemas Reloading NFC E-Tickets over the Internet 03/01/2012 a 04/05/2012 Marco António Vieira Antunes Orientador(es): Acácio Amaral Docente, ISEC Tutor(es) na Empresa/Instituição: João Almeida Administrador, Card4B Systems, S.A.

4

5 Agradecimentos Em primeiro lugar quero agradecer à instituição ISEC por me ter aceite a realização deste estágio na Card4B - Systems, proporcionando-me desta forma o ingresso no mercado de trabalho numa empresa bem conceituada promovendo assim a minha preparação para um futuro na área da informática do ponto de vista empresarial/profissional. Estou particularmente grato ao João Almeida pelo seu excelente desempenho das funções de orientador de estágio, quer na disponibilidade que sempre demonstrou, quer por todos os conselhos que me deu ao longo do período em que decorreu este estágio e ao Henrique Parente não só pelo exemplar desempenho das suas funções enquanto meu co-orientador, mas também pela oportunidade que me concedeu e por toda a aprendizagem cujo acesso me disponibilizou. Não menos importante, um agradecimento à Filipa Jervis da Novabase e a todos os meus colegas, que de uma forma ou de outra me ajudaram durante este estágio, assim como um agradecimento muito especial à minha família e amigos, por todo o tempo sacrificado longe das suas companhias em prol da elaboração deste documento. iii

6

7 Índice LISTA DE FIGURAS... VII LISTA DE TABELAS...IX ACRÓNIMOS...XI 1 INTRODUÇÃO ESTRUTURA DO RELATÓRIO MOTIVAÇÃO OBJECTIVOS ENQUADRAMENTO NA EMPRESA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO INTRODUÇÃO TECNOLOGIAS PROGRAMA DE TRABALHOS ENQUADRAMENTO E FORMAÇÃO INSTALAÇÃO E PARAMETRIZAÇÃO DO AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO IMPLEMENTAÇÃO DA SOLUÇÃO A PROPOSTA DOCUMENTAÇÃO GLOBAL CONCLUSÕES BIBLIOGRAFIA v

8

9 Lista de Figuras Fig. 1.1 Ferramentas de Automatização.20 vii

10

11 Lista de Tabelas Tabela 1.1 Ferramentas de Automatização...19 ix

12

13 Acrónimos PDF SQL XML ASP CSS HTML CET-TPSI ISEC NFC OTLIS FTP TCP/IP SSL/TLS Portable Document Format Structured Query Language EXtensible Markup Language Active Server Pages Cascading Style Sheets HyperText Markup Language Curso de Especialização Tecnológica em Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Instituto Superior de Engenharia de Coimbra Near Field Communication Organização de Transportes de Lisboa File Transfer Protocol Transmission Control Protocol / Internet Protocol Secure Sockets Layer / Transport Layer Security xi

14

15 1 Introdução Este relatório surgiu no âmbito da componente de formação em contexto de trabalho visando a conclusão do CET em Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, assumindo a forma de um estágio curricular com a duração de 600 horas, o qual teve lugar na Card4B - Systems, S.A., na filial de Lisboa, integrando a equipa ligada ao desenvolvimento de serviços, quer em manutenção correctiva, quer em manutenção periódica através do know-how das equipas de análise funcional e de desenvolvimento inseridas na sua área de negócio que está focada no fornecimento de componentes de software e serviços especializados para soluções integradas de mobilidade e multi-serviços. Neste relatório pretende-se fazer uma descrição da instituição de acolhimento, da equipa em que fiquei colocado, do plano de trabalho a realizar ao longo do estágio curricular e das ferramentas utilizadas no âmbito das actividades inerentes às minhas funções. Serão também transmitidos neste relatório uma visão geral dos conceitos nucleares dos projectos da empresa, assim como apresentar uma descrição do mesmo. Neste documento serão igualmente apresentadas as ferramentas utilizadas, passando-se a incluir a descrição de ferramentas mas que entretanto se tornaram necessárias no âmbito das novas tarefas que me foram atribuídas. Incluem-se ainda descrições pormenorizadas do trabalho realizado durante o decorrer do estágio. No que diz respeito ao planeamento inicial do estágio curricular, estava previsto um maior foco nos NFC E-Tickets over the Internet, mas devido a outros projectos aliciantes, foi-me proposto outras tarefas. No primeiro contacto com a empresa foi proposto o desenvolvimento com a empresa, propuseram-me desenvolver do zero o website da empresa, um desafio que me deixou com alguma responsabilidade. 13

16 1.2 Estrutura do Relatório Este documento procura ter uma estrutura que permita ser de fácil compreensão e percepção de todo o trabalho desenvolvido pelo estagiário. Neste sentido, o relatório de estágio foi dividido nas seguintes subsecções pela seguinte ordem: Introdução Uma breve introdução do relatório, fazendo breves referências à formação em contexto de trabalho. Estrutura do Relatório Nesta secção é descrita a estrutura geral do relatório. Motivação Neste capítulo faz-se um breve resumo sobre todos aspectos a nível da motivação do estagiário. Objectivos Aqui é descrito todos os objectivos que foram atingidos pelo estagiário. Enquadramento na Empresa Nesta secção pretende-se situar o leitor nos principais aspectos do projecto e em que medida o estagiário se enquadra nos projectos Caracterização do estágio Neste campo é focado todo trabalho desenvolvido durante o estágio, tais como as diferentes etapas e actividades. Conclusões Por fim, são registadas as conclusões relativas à formação em contexto de trabalho. Bibliografia Nesta secção apresentam-se as fontes bibliográficas que auxiliaram o desenvolvimento do projecto. Anexo Nesta secção são enumerados documentos considerados importantes para o entendimento de aspectos descritos neste relatório. 14

17 1.3 Motivação O estágio a que este relatório diz respeito decorreu durante aproximadamente 4 meses nas instalações da Card4B - Systems, onde-me foi atribuído a função de programador. Desde cedo encarei a realização deste estágio na Card4B Sytems como um desafio interessante no meu início de carreira, tanto pelas tecnologias que me haviam sido apresentadas como possíveis ferramentas de trabalho, que abrangiam todo um conjunto de áreas importantes no nosso quotidiano, como é o caso dos serviços/tecnologias na mobilidade. Esse foi, sem dúvida, o principal factor de motivação para que tivesse optado por realizar o estágio nesta empresa, o ingresso no mercado de trabalho numa área pela qual me sinto motivado, promovendo assim a minha preparação para um futuro na área da informática e das telecomunicações do ponto de vista empresarial/profissional. Todos os elementos da equipa existente na Card4B Systems se entre ajudavam com o objectivo de promover o desenvolvimento evolutivo da empresa como um todo, mas também para aumentar a qualidade do trabalho desenvolvido individualmente, contribuindo assim para a uma melhoria contínua do nível de serviço e disponibilidade aplicacional. Desta forma, atingese um dos objectivos primordiais da empresa, que consiste em garantir a qualidade dos processos de negócio dos clientes. Outro dos factores de motivação que contribuiu para a realização deste estágio esteve relacionado com as diversas funções e responsabilidades que me seriam atribuídas, tais como o desenvolvimento do site da empresa, e desde já a participação do projecto Lisboa Viva com a parceira Novabase. Com base na necessária interacção com as equipas existentes, ser-me-ia dado a oportunidade de obter uma visão muito completa da realidade vivida na organização e da abrangência da minha participação na melhoria dos serviços prestados por uma empresa bastante conceituada no seu ramo. Por fim, um outro factor de motivação e que sem dúvida influenciou a decisão de realizar este estágio na Card4B - Systems, teve a ver com o facto de se tratar de uma empresa particularmente adequada para os serviços que presta devido à sua experiência e know-how. A quantidade de informação a que tive acesso, o conjunto de boas práticas utilizadas e o conhecimento adquirido enquanto parte integrante da empresa, ser-me-á de grande utilidade para a minha vida profissional. 15

18 1.4 Objectivos Este estágio, conforme foi referido anteriormente, teve entre os seus objectivos primordiais, a consolidação/aperfeiçoamento dos meus conhecimentos num ambiente profissional, o qual serviu para complementar os conhecimentos adquiridos durante a componente lectiva do CET, contribuindo ainda mais para a minha experiência. Tinha ainda como finalidade a minha inserção num ambiente de trabalho no qual se promove bastante a interacção entre as equipas, o que é bastante enriquecedor no sentido em que esta interacção possibilita o meu envolvimento nos vários projectos e do fluxo de informação, permitindo-me obter uma visão mais aprofundada da forma como se processa o funcionamento e a manutenção/evolução de vários sistemas de informação de grande dimensão. Trata-se de uma interacção permanente, uma vez que é fundamental para assegurar o correcto funcionamento, disponibilidade e desempenho dos projectos, bem como suportar o seu contínuo processo evolutivo. Foi-me assim dado a oportunidade de participar na obtenção do objectivo de assegurar o cumprimento dos diferentes requisitos/necessidades aplicacionais inerentes ao projecto Lisboa Viva, contribuindo para o desenvolvimento do seu respectivo portal online, como também criar o respectivo website da empresa Card4B - Systems (www.card4b.pt). 16

19 2 Enquadramento na Empresa Em Janeiro de 2012 integrei a empresa Card4B - Systems, empresa essa que é constituída por um grupo de consultores munidos de conhecimentos técnicos e capacitados para dar resposta nas diferentes áreas de negócio da empresa. Após uma entrevista, que teve a duração de aproximadamente 1 hora em Dezembro de 2011, em que me foi dado a conhecer a empresa e o seu modo de funcionamento, tiveram inicio as minhas funções de estagiário nas instalações da Card4B - Systems. A integração nesta empresa começou com a minha recepção por parte do administrador e tutor João Almeida. No meu primeiro dia realizou-se uma pequena reunião, onde me foi apresentado a unidade, os colegas com quem viria a trabalhar e ainda quais as minhas funções e responsabilidades dentro da organização. Da unidade foi também possível conhecer a sua estrutura funcional, organizacional e algumas metodologias e processos que são utilizados, de uma forma geral, por toda a equipa, nesta reunião foi-me dado a oportunidade de iniciar a concepção e estrutura do website da empresa, com a respectiva troca de ideias e soluções para o mesmo. Terminada a primeira semana em que decorreu o meu período de ambientação à empresa e durante o qual apresentei três proposta para design/estrutura do website, foi-me dado material informativo fornecido pela Card4B - Systems que seria para apresentar no respectivo sítio da internet. Após a escolha do design/estrutura deu-se início às minhas tarefas de desenvolvimento. Quando conclui o website, iniciei uma nova etapa, dei entrada no projecto Lisboa Viva em parceria com a Novabase, na qual tive três reuniões com a Filipa Jervis na OTLIS, fora todo o desenvolvimento na Card4B Systems até ao final do estágio. Logo após os primeiros dias tinha objectivo de aumentar o meu conhecimento e que me permitiram ganhar autonomia suficiente para organizar o meu dia de trabalho e sobretudo tomar a iniciativa de desenvolver algumas actividades rotineiras sem que fosse necessária a dependência de terceiros. O esclarecimento de todas as dúvidas que surgiram foi realizado pelos elementos da equipa onde me encontrava inserido. Sempre que surgiam problemas complexos, os colaboradores Car4B - Systems mais experientes mostraram-se disponíveis para dar o apoio necessário para que a resolução fosse rápida e eficaz, acabando também ela por contribuir para a minha aprendizagem. De um modo geral, a integração na unidade foi fácil, já que além de ter sido muito bem recebida por toda a equipa, encontrei um grupo unido, divertido, sendo um forte contributo para todo o tempo do estágio. 17

20 3 Caracterização do Estágio 3.1 Introdução Com a presente introdução pretende-se descrever os aspectos principais contidos no projecto referente à formação em contexto de trabalho. No contexto de trabalho proposto, foi necessário por parte do estagiário apresentar várias soluções. Após a escolha a solução era da responsabilidade do estagiário testar e ensaiar o mecanismo desenvolvido. Neste estágio foram desenvolvidos vários projectos entre os quais se podem salientar: o site da empresa, o desenvolvimento de um software de leitura do cartão de cidadão a partir de um leitor em C# e a criação de um protótipo de testes para a plataforma Lisboa Viva em ASP.NET. Este estágio iniciou a 03 de Janeiro de 2012 e terminou a 05 de Maio de Tecnologias Apresenta-se de seguida uma breve descrição das tecnologias que foram utilizadas: SQL O SQL (Structured Query Language) é uma linguagem de pesquisa normalizada que permite a recolha e gestão da informação presente num sistema de base de dados. Trata-se de uma linguagem simples e fácil de utilizar, sendo esse o motivo pelo qual é considerada a linguagem padrão no que diz respeito às bases de dados. Para além disso, é uma linguagem declarativa em oposição às outras linguagens procedimentais. Filezilla O Filezilla é um programa que possibilita transferir arquivos de e para servidores FTP através da internet e de outras redes TCP/IP. A sua interface é muito semelhante à do Windows Explorer e como tal, oferece uma visão rápida de todas as transferências, sites e discos o que torna mais fácil a realização de transferências. Esta aplicação permite efectuar múltiplas conexões FTP de forma simultânea, aceitar arquivos com um tamanho superior a 4 Gigabytes, permite ainda a transferência em fila, bem como a edição e pesquisa remota desses mesmos arquivos e ainda a comparação entre os ficheiros locais e os remotos. Trabalha com os protocolos FTP e FTP sobre SSL/TLS e é 18

21 distribuído em licença GNU GPL (General Public License Licença de software livre) para os sistemas operativos Windows, Macintosh e Linux. Existe uma versão disponibilizada para uso portátil (Filezilla Portable), que torna possível a execução do programa a partir de um disco rígido portátil como uma pen-drive. Fig.1.1 Ferramentas de Automatização. Dreamweaver CS4 O Adobe Dreamweaver, antigo Macromedia Dreamweaver é um software de desenvolvimento voltado para a web criada pela Macromedia (adquirida pela Adobe Systems), e que está atualmente na versão CS6. As suas versões iniciais serviam como um simples editor HTML WYSIWYG ("What You See Is What You Get", ou "O que tu vês é o que tu tens"), porém as suas versões posteriores incorporaram um notável suporte para várias tecnologias web, tais como XHTML, CSS, JavaScript, Ajax, outras linguagens Server-side. Adobe Photoshop CS4 Adobe Photoshop é um software caracterizado como editor de imagens bidimensionais do tipo raster (possuindo ainda algumas capacidades de edição típicas dos editores vectoriais) 19

22 desenvolvido pela Adobe Systems. É considerado o líder no mercado dos editores de imagem profissionais, assim como o programa de facto para edição profissional de imagens digitais e trabalhos de pré-impressão. Microsoft Visual Studio 2010 O Microsoft Visual Studio é um pacote de programas da Microsoft para desenvolvimento de software especialmente dedicado ao.net Framework e às linguagens Visual Basic (VB), C, C++, C# (C Sharp) e J# (J Sharp). Também é um grande produto de desenvolvimento na área web, usando a plataforma do ASP.NET. As linguagens com maior freqüência nessa plataforma são: VB.NET (Visual Basic.Net) e o C (lê-se C Sharp). 3.3 Programa de trabalhos O estágio consistiu nas seguintes actividades e tarefas (a unidade da coluna duração é um dia): Actividades e Tarefas Fase Duração Tipo Característica T1 2 T2 1 T3 2 Enquadramento e Formação Instalação e parametrização do ambiente de desenvolvimento Levantamento de Requisitos Análise do âmbito do sistema de informação sobre o qual seria desenvolvido o trabalho. Identificação dos principais módulos, arquitectura do sistema e os componentes tecnológicos utilizados. (ex.: linguagens de programação, bases de dado, etc.) Instalação das ferramentas de desenvolvimento a utilizar, componentes tecnológicos e outros sistemas complementares (por exemplo, repositório para versionamento do código-fonte). Levantamento e documentação dos requisitos funcionais e não funcionais relativos ao módulo a desenvolver. T4 5 Análise e descrição Análise da solução a implementar. T5 55 Implementação Codificação, integração e teste do módulo apresentado. T6 10 Documentação global Documentos globais sobre os módulos desenvolvidos, incluindo manuais de utilização, manuais técnicos (interfaces, APIs, etc.) e os manuais de instalação. Tabela 1.1 Actividades e Tarefas realizadas. 20

23 3.4 Enquadramento e Formação Por fase de enquadramento e formação, entende-se a adaptação e o reconhecimento do actual projecto, ambiente de desenvolvimento, ferramentas e tecnologias necessárias para o desenvolvimento por parte do estagiário. Neste segmento, competia ao estagiário pesquisar conceitos, funcionalidades e documentos que pudessem ajudar o desenvolvimento dos projectos. 3.5 Instalação e Parametrização do Ambiente de Desenvolvimento Antes de avançar para o desenvolvimento e depois de analisada a situação, era necessário instalar o ambiente que permitisse o desenvolvimento da solução usando as tecnologias definidas. Nesta fase, o estagiário em conjunto com o Tutor, definiram quais os programas necessários, que metodologia de desenvolvimento a usar, que ligações seriam importantes e como partilhar o trabalho que ao longo do estágio ia sendo elaborado. 3.6 Implementação da Solução a Proposta O desenvolvimento do site foi pensado tendo em conta as tecnologias leccionadas durante a formação académica, sendo essa a principal razão da escolha das mesmas para a formação em contexto de trabalho. Nesta tarefa, competia ao estagiário dar início ao desenvolvimento do website. Através das tecnologias HTML, CSS foi desenvolvido com a devida aprovação semanal da administração. O design, alteração de imagens e a sua redimensão foi toda feita em Photoshop. O desenvolvimento em si foi no Dreamweaver. O segundo projecto seria o desenvolvimento de um software de leitura do cartão de cidadão a partir de um leitor, em C#. O suporte e documentação disponível sobre a API do cartão de cidadão são muito escassos. Existe um wrapper.net que facilita o desenvolvimento em C# ou VB e ainda um fórum de discussão e demo bastante completo sobre a utilização deste wrapper, sendo este o principal motivo que levam os programadores a escolherem estas ferramentas. Noutras plataformas, JAVA por exemplo, também existe um wrapper disponível, no entanto não existem exemplos nem demos. As falhas do cartão de cidadão terão que ser levadas a sério, pois uma assinatura digital tem mais valor do que uma assinatura manuscrita. No entanto estas últimas têm muitos outros riscos e são mais 21

24 fáceis de ser ultrapassados, pelo que a utilização de assinaturas digitais não será pior do sistema actualmente em uso. A aplicação em si do cartão de cidadão é segura, e mesmo testando com a aplicação externa não conseguimos reproduzir a excepção que levaria ao erro relatado. Tentamos ainda por várias vezes contactar com o autor da denúncia, mas o mesmo não respondeu. Apenas se usar o cartão numa aplicação externa com intenções menos boas poderá ter problemas. Assim, uma boa forma de assegurar a segurança dos cartões de cidadão seria criar uma forma de certificar que o programa utilizado usa a biblioteca eid lib, ou outra que garanta uma ordem correcta de operações sobre o cartão. Neste caso, o utilizador teria uma forma de saber á partida se a aplicação é certificada e poderia utilizar a aplicação de forma segura. Por fim foi a criação de um protótipo de testes para a plataforma Lisboa Viva em ASP.NET. A nível de construção da aplicação web, esta foi desenvolvida sob uma estrutura HTML, aplicando ASP.NET e CSS para os estilos da aplicação. Foi usada uma ligação à base de dados MySQL através do.net. O processo consistia em duas partes distintas. A primeira parte em obter os dados do cartão do cidadão já desenvolvido. A segunda parte consistia em simular pagamentos, em que a documentação de configuração confidencial foi obtida pela instituição SIBS. 3.7 Documentação Global Por fim, mas não menos importante, depois de desenvolvida e implementada a solução e efectuado os testes num ambiente de qualidade, competia ao estagiário elaborar os manuais de utilização, manuais técnicos e manuais de instalação da aplicação. 22

25 4 Conclusões Conforme foi referido anteriormente no presente relatório, o mesmo surge no âmbito da componente de formação em contexto de trabalho visando a conclusão do CET em Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra. Este estágio consistiu na minha inclusão na empresa da Card4B - Systems, como parte integrante na mesma, de modo a poder dar o meu contributo à empresa no cumprimento das suas responsabilidades, nunca deixando de ter em mente o quão importante era deixar uma boa imagem enquanto aluno do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra. Durante o período em que o estágio decorreu, foram adquiridos conhecimentos das linguagens de programação Javascript e XML e técnicas de cardsorting e testes. Foram ainda consolidados e aumentados os conhecimentos obtidos durante o CET de TPSI no que diz respeito às linguagens SQL, ASP.NET e C#, bem como o conhecimento geral inerente a bases de dados. Fora do campo técnico, considero ainda bastante importantes, tanto as noções teóricas adquiridas na vertente das telecomunicações e informática como as relacionadas com o funcionamento do trabalho em equipa na empresa, que me possibilitou dessa forma a compreensão das metodologias de trabalho existentes numa empresa de pequena dimensão e cujo negócio se centra numa das áreas mais importantes dos nossos dias. Devido à constante necessidade de comunicação, não só com elementos da própria equipa, mas também com elementos de equipas diferentes as técnicas e a capacidade de comunicação foram largamente melhoradas, assim como as noções acerca do modo como são feitas as trocas de ideias entre os intervenientes numa determinada tarefa. O facto de ter sido confrontado durante o estágio com a necessidade de cumprimento de prazos e de requisitos num ambiente profissional, aumentou bastante o meu sentido de responsabilidade, já que ao contrário do que sucedia num ambiente académico, o incumprimento desses mesmos prazos tornase prejudicial a várias entidades, entre as quais os clientes, com os quais a empresa assume responsabilidades contratuais, podendo colocar em causa as suas imagens. As supra-citadas conclusões permitem verificar que, do ponto de vista do desenvolvimento de capacidades a nível pessoal e profissional, esta foi uma experiência bastante enriquecedora, que certamente se revelará muito útil na continuidade da minha carreira profissional. No que respeita o trabalho futuro, a empresa continuará o exercício das suas actividades, a fim de dar continuidade ao cumprimento das responsabilidades com que se têm evidenciado até ao momento. 23

26 Por fim, resta voltar a salientar que considero a Card4B - Systems uma empresa particularmente adequada para a realização de um estágio, tanto pela grande quantidade de experiência e Know-How disponíveis, como pelas boas práticas que incute aos seus trabalhadores mais novos no ambiente em que o trabalho decorre. 24

27 Bibliografia Site Oficial Cartão de Cidadão (Manuais, Aplicações Oficiais) eidpt - Cartão de Cidadão.NET Wrapper Serviços Online com o Cartão de Cidadão CUC Manual Técnico Middleware do Cartão do cidadão ang=pt HTML, CSS, SQL, C# (C Sharp), XML, ASP.NET, 25

28

29 27

30

31 29

RELATÓRIO DE ESTÁGIO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO DAVID ANTÓNIO GONÇALVES RODRIGUES RELATÓRIO PARA A OBTENÇÃO DO DIPLOMA DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Sessão de Esclarecimento. Curso de Webdesign

Sessão de Esclarecimento. Curso de Webdesign Sessão de Esclarecimento Curso de Webdesign Alguns factos: A industria de serviços de Webdesign representa um mercado de $24B apenas nos EUA. Todos os meses são publicados cerca de 16M novos websites.

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO M e g a D e s p e r t a r I n f o r m á t i c a

RELATÓRIO DE ESTÁGIO M e g a D e s p e r t a r I n f o r m á t i c a RELATÓRIO DE ESTÁGIO Mega Despertar Informática Identificação Nome do Projecto: Site Publicitário Vinhos Cláudia Cristina Ferreira Morgado N.º 9449 CET, Produtos de Desenvolvimento para a Multimédia IPG

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com. IntroduçãoàTecnologiaWeb FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb

Leia mais

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Aula 1 Desenvolvimento Web Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Plano de Aula Ementa Avaliação Ementa Noções sobre Internet. HTML

Leia mais

Criação de Páginas Web

Criação de Páginas Web MÓDULO 3 Criação de Páginas Web Duração de Referência: 33 horas 1 Apresentação Neste módulo, procura dar-se uma primeira ideia instrumental de como criar, a partir de aplicativos próprios, a organização

Leia mais

Relatório de Segurança em Sistemas Informáticos

Relatório de Segurança em Sistemas Informáticos Relatório de Segurança em Sistemas Informáticos Autenticação em cartões electrónicos Cartão do Cidadão Bruno Duarte ei07136 Pedro Barbosa ei08036 Rúben Veloso ei11001 Índice Índice...2 Introdução...1 Cartão

Leia mais

PÁGINAS WEB. António Ginja Carmo

PÁGINAS WEB. António Ginja Carmo PÁGINAS WEB António Ginja Carmo Índice 1 - Titulo 2 2 Enquadramento 2 3 - Descrição 3 4 - Objectivos 3 5 Público-Alvo 3 6 - Conteúdos 4 7 - Calendário das Actividades 5 8 - Estratégias Pedagógicas 8 9

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

Relatório de Estágio

Relatório de Estágio Instituto Politécnico da Guarda Curso de Especialização Tecnológica Desenvolvimento de Produtos de Multimédia Relatório de Estágio Sentido Comum Anabela Simão Rocha 1 Instituto Politécnico da Guarda Curso

Leia mais

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft

SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft SIBS PROCESSOS cria solução de factura electrónica com tecnologias Microsoft A solução MB DOX oferece uma vantagem competitiva às empresas, com a redução do custo de operação, e dá um impulso à factura

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada(s) Correio(s) electrónico(s) Avenida de Lagos nº 10, Francelos 4405-658 V.N.Gaia Portugal Telefone(s) +351227622347 Telemóvel:

Leia mais

SICOP Sistema de Inovação, Controlo e Optimização de Produtos

SICOP Sistema de Inovação, Controlo e Optimização de Produtos SICOP Sistema de Inovação, Controlo e Optimização de Produtos Célia Alves, Liliana Monteiro, Fernanda Barbosa, Ana Borges, Jorge Barbosa* Resumo De modo a facilitar e estandardizar o ciclo de desenvolvimento,

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

Programador Mobile (m/f) Lisboa. Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação.

Programador Mobile (m/f) Lisboa. Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação. Programador Mobile (m/f) Prestigiada Instituição Financeira pretende reforçar a sua equipa de sistemas de informação. Inserido na equipa de desenvolvimento aplicacional e em estreita colaboração com o

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO. Luís Miguel Nicolau Valente.

INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO. Luís Miguel Nicolau Valente. INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Luís Miguel Nicolau Valente Julho de 2008 RELATÓRIO FINAL PARA A OBTENÇÃO DO GRAU DE NÍVEL IV EM DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Uma ferramenta de apoio à reflexão continuada

Uma ferramenta de apoio à reflexão continuada portefólio Uma ferramenta de apoio à reflexão continuada Destinado a professores Aqui encontrará um conjunto de sugestões de trabalho para a utilização da metodologia dos portefólios no apoio ao desenvolvimento

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Curso Introdução à Informática Ano/Semestre Ano Lectivo Área Científica Dpt. EMP 1ºAno / 1ºS 2005/06 Informática DSI Professor Responsável da Disciplina Miguel Boavida Docente Co-Responsável Martinha Piteira

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

1.2.4. Organizar a estrutura do site

1.2.4. Organizar a estrutura do site 1.2.4. Organizar a estrutura do site 1 Organizar a estrutura do site A organização da estrutura do site passa pela definição das ligações entre as páginas que o compõem Esta organização deve ser intuitiva

Leia mais

24-05-2011. Web. Técnico de Organização de Eventos Módulo III Criação de Páginas Web. Técnico de Organização de Eventos

24-05-2011. Web. Técnico de Organização de Eventos Módulo III Criação de Páginas Web. Técnico de Organização de Eventos Sumário Tecnologias de Informação e Comunicação Introdução ao módulo III. Importância das Páginas Web. Conceitos básicos. Bases de funcionamento de um sistema WWW. Técnicas de implantação e regras básicas

Leia mais

Desenvolvimento de Conteúdos Educativos

Desenvolvimento de Conteúdos Educativos Projecto de Publicação de Informação Educativa Escola Superior de Educação de Bragança Vitor Manuel Barrigão Gonçalves Bragança, 2003 Sumário Contexto Objectivos Modelo Tecnológico e Modelo de Desenvolvimento

Leia mais

Programador Web (m/f) Lisboa. Junte-se a uma empresa sólida no nosso mercado, assumindo a função de Programador Web.

Programador Web (m/f) Lisboa. Junte-se a uma empresa sólida no nosso mercado, assumindo a função de Programador Web. Programador Web (m/f) Junte-se a uma empresa sólida no nosso mercado, assumindo a função de Programador Web. Integrado na equipa de desenvolvimento será responsável pelo desenvolvimento de aplicações web.

Leia mais

Unidade 4 Concepção de WEBSITES. Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1.

Unidade 4 Concepção de WEBSITES. Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1. Unidade 4 Concepção de WEBSITES Fundamentos do planeamento de um website 1.1. Regras para um website eficaz 1.1.1. Sobre o conteúdo 1 Regras para um website eficaz sobre o conteúdo Um website é composto

Leia mais

Junte-se a uma empresa sólida no nosso mercado, assumindo a função de Programador Web.

Junte-se a uma empresa sólida no nosso mercado, assumindo a função de Programador Web. Programador Web (m/f) Junte-se a uma empresa sólida no nosso mercado, assumindo a função de Programador Web. Integrado na equipa de desenvolvimento será responsável pelo desenvolvimento de aplicações web.

Leia mais

Web Designer (m/f) Lisboa

Web Designer (m/f) Lisboa Web Designer (m/f) Integre uma prestigiada instituição assumindo a função de Web Designer. Este profissional será responsável pelo desenvolvimento de conteúdos gráficos adequados aos meios de comunicação,

Leia mais

3 A plataforma Moodle do Centro de Competência Softciências

3 A plataforma Moodle do Centro de Competência Softciências 3 A plataforma Moodle do Centro de Competência Softciências Dar a cana para ensinar a pescar (adágio popular) 3.1 O Centro de Competência O Centro de Competência Softciências, instituição activa desde

Leia mais

Proposta de Estágio Ano lectivo 2011 / 2012 Tema: Designer Gap - Plataforma de agregação de conteúdos

Proposta de Estágio Ano lectivo 2011 / 2012 Tema: Designer Gap - Plataforma de agregação de conteúdos Proposta de Estágio Ano lectivo 2011 / 2012 Tema: Designer Gap - Plataforma de agregação de conteúdos A Load Interactive A Load-Interactive Lda. é uma start-up tecnológica que se foca no desenvolvimento

Leia mais

Viabilidade Técnica - #entrega02 INTRODUÇÃO LISTA DE MATERIAL

Viabilidade Técnica - #entrega02 INTRODUÇÃO LISTA DE MATERIAL Índice INTRODUÇÃO LISTA DE MATERIAL PORQUÊ? TECNOLOGIAS ANDROID MESA TOUCH E COMPONENTES PULSEIRA BLUETOOTH PONTOS DE ACESSO BLUETOOTH SISTEMA DE VIGILÂNCIA ROOTER ECRÃ EXTERNO PLATAFORMAS ADOBE ILLUSTRATOR

Leia mais

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas SiDEI Sistema de Avaliação Automática de Alunos Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas Disciplina de Engenharia de Software Instituto Superior de Engenharia do Porto Alunos: André Serafim

Leia mais

Ferramentas como, por exemplo, linhas de conexão, formas automáticas, sombras pendentes, WordArt, etc.

Ferramentas como, por exemplo, linhas de conexão, formas automáticas, sombras pendentes, WordArt, etc. Ambiente de trabalho Ambiente de trabalho Porquê criar páginas web? A World Wide Web é a melhor forma das pessoas comunicarem umas com as outras. Nos dias de hoje, é importante poder comunicar com outras

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

História e Evolução da Web. Aécio Costa

História e Evolução da Web. Aécio Costa Aécio Costa A História da Web O que estamos estudando? Período em anos que a tecnologia demorou para atingir 50 milhões de usuários 3 As dez tecnologias mais promissoras 4 A evolução da Web Web 1.0- Passado

Leia mais

Estrutura de ensino/aprendizagem da Unidade Curricular Programação na Internet (PI)

Estrutura de ensino/aprendizagem da Unidade Curricular Programação na Internet (PI) Estrutura de ensino/aprendizagem da Unidade Curricular Programação na Internet (PI) Resumo A Unidade Curricular (UC) de PI trata a componente de distribuição e actualização da UI em aplicações Web. Estudam-se

Leia mais

Cursos de Formação Financiados

Cursos de Formação Financiados Cursos de Financiados Modular - Nível III Pós-Laboral Porto Área 213 - Audiovisuais e Produção dos Média Bem-Vindo/a à FLAG! A FLAG é uma empresa prestadora de serviços de formação profissional, especializada

Leia mais

Formação Inicial em Programação. Sobre o curso. Destinatários. Programação e Bases de Dados. Nível: Iniciado Duração: 217h

Formação Inicial em Programação. Sobre o curso. Destinatários. Programação e Bases de Dados. Nível: Iniciado Duração: 217h Formação Inicial em Programação Programação e Bases de Dados Nível: Iniciado Duração: 217h Sobre o curso A GALILEU incluiu no seu portfólio o Percurso de Formação Inicial em Programação permitindo às empresas

Leia mais

OPORTUNIDADES CWI: Principais atividades: - Análise e desenvolvimento de sites Cross-plataform (IE/Firefox/Chrome/Safari).

OPORTUNIDADES CWI: Principais atividades: - Análise e desenvolvimento de sites Cross-plataform (IE/Firefox/Chrome/Safari). OPORTUNIDADES CWI: Analista - Experiência mínima de 2 anos com ASP.NET (C Sharp). - Experiência com atendimento a usuários na resolução de problemas com sistemas já existentes. - Experiência em desenvolvimento

Leia mais

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição

ANEXO 1. Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI. Instituição de acolhimento. Supervisor nomeado pela instituição INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DO TRABALHO E DA EMPRESA Departamento de Ciências e Tecnologias de Informação DCTI Formulário de Candidatura da Instituição Projecto Final de Curso de IGE/ETI ANEXO 1 Instituição

Leia mais

Instalação e Manutenção de Microcomputadores

Instalação e Manutenção de Microcomputadores Instalação e Manutenção de Microcomputadores Conceitos básicos Técnicas de implantação de páginas na Web Criação de páginas Programa de edição Web: FrontPage Programa de animação gráfica Web: Flash Programa

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET 1 CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET DST S A PREVENÇÃO É O MELHOR REMÉDIO - UM NOVO ATRATIVO DE CONHECIMENTO -

Leia mais

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Alunos: Justino Santos, Paulo Neto E-mail: eic10428@student.estg.ipleiria.pt, eic10438@student.estg.ipleiria.pt Orientadores: Prof. Filipe Neves, Prof. Paulo Costa

Leia mais

Fábio Costa e Miguel Varela

Fábio Costa e Miguel Varela Sistema de Informação e Gestão dos Laboratórios do Departamento de Eng.ª Electrotécnica com Tecnologia RFID Projecto Final de Licenciatura em Eng. Electrotécnica e de Computadores Ramo de Electrónica e

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) EDITAL MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

7 Conclusões. 7.1 Retrospectiva do trabalho desenvolvido. Capítulo VII

7 Conclusões. 7.1 Retrospectiva do trabalho desenvolvido. Capítulo VII Capítulo VII 7 Conclusões Este capítulo tem como propósito apresentar, por um lado, uma retrospectiva do trabalho desenvolvido e, por outro, perspectivar o trabalho futuro com vista a implementar um conjunto

Leia mais

X10, Protocolo de comunicação X10, GPIO, Raspberry Pi, Interfaces X10, XHTML, CSS, PHP, JAVA, XML, XOM

X10, Protocolo de comunicação X10, GPIO, Raspberry Pi, Interfaces X10, XHTML, CSS, PHP, JAVA, XML, XOM Lista de Projetos Esta lista pretende mostrar alguns projetos realizados durante a licenciatura em Engenharia Informática, sendo que alguns projetos forma omitidos devido a sua menor importância CIICESI

Leia mais

Oferta de Estágio. iscriptor. Setembro 2011

Oferta de Estágio. iscriptor. Setembro 2011 Oferta de Estágio iscriptor Setembro 2011 DESCRIÇÃO DO ESTÁGIO Um dos principais desafios das plataformas de informação e de negócio é o acesso e a disponibilidade da sua informação. Em particular e com

Leia mais

Desenvolvimento de uma Aplicação WEB para monitorização de BD Oracle

Desenvolvimento de uma Aplicação WEB para monitorização de BD Oracle Desenvolvimento de uma Aplicação WEB para monitorização de BD Oracle Luís Filipe Borges Pinto Resumo: Este projecto consiste na implementação de uma aplicação WEB para monitorização

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Departamento de Sistemas e Informática Projecto Final Computação na Internet Ano Lectivo 2002/2003 Portal de Jogos Executado por:

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Iniciação para docentes Universidade Atlântica Versão: 1 Data: Fevereiro 2010 Última revisão: Fevereiro 2010 Autor: Ricardo Gusmão Índice Introdução... 1 Registo no Moodle...

Leia mais

Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SISMS - sistema integrado de suporte e monitorização para serviços comerciais

Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SISMS - sistema integrado de suporte e monitorização para serviços comerciais Proposta de Estágio Ano letivo 2011 / 2012 Tema: SISMS - sistema integrado de suporte e monitorização para serviços comerciais A Load Interactive A Load-Interactive Lda. é uma start-up tecnológica que

Leia mais

CURSO DE 2º CICLO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS E COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Manual de ESTÁGIOS A COORDENAÇÃO DO CURSO DE 2º CICLO EM GRHCO

CURSO DE 2º CICLO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS E COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Manual de ESTÁGIOS A COORDENAÇÃO DO CURSO DE 2º CICLO EM GRHCO CURSO DE 2º CICLO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS E COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Manual de ESTÁGIOS A COORDENAÇÃO DO CURSO DE 2º CICLO EM GRHCO Coimbra 2014-2015 1 Introdução 1. Competências gerais do estágio

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET 1 CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE MARCENARIA MERLI MÓVEIS KARIN APARECIDA DOMINGOS VIEIRA NICOLY MARIA

Leia mais

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 Controle de Revisões Micropagamento F2b Web Services/Web 18/04/2006 Revisão Data Descrição 00 17/04/2006 Emissão inicial. www.f2b.com.br

Leia mais

Introdução... 3 Requisitos funcionais... 4 Requisitos não funcionais... 6 Viabilidade técnica... 7

Introdução... 3 Requisitos funcionais... 4 Requisitos não funcionais... 6 Viabilidade técnica... 7 Índice Introdução... 3 Requisitos funcionais... 4 Requisitos não funcionais... 6 Viabilidade técnica... 7 1) HARDWARE... 7 Decisão... 10 2) LINGUAGENS E FRAMEWORKS... 11 Decisão... 14 3) SOFTWARE... 15

Leia mais

Software Engineer (m/f) Lisboa

Software Engineer (m/f) Lisboa Software Engineer (m/f) Software house em forte expansão no mercado nacional e internacional procura profissional para a posição de Software Engineer. Alocado a projectos na área financeira o profissional

Leia mais

FICHA DE CURSO. 1. Designação do Curso: 2. Denominação do Diploma ou Certificado. 3. Objectivos Gerais e Enquadramento: 4.

FICHA DE CURSO. 1. Designação do Curso: 2. Denominação do Diploma ou Certificado. 3. Objectivos Gerais e Enquadramento: 4. 1. Designação do Curso: Curso de Especialização Pós-Graduada em Computação Móvel Aplicada 2. Denominação do Diploma ou Certificado Diploma de Pós-Graduação em Computação Móvel Aplicada 3. Gerais e Enquadramento:

Leia mais

Catálogo IDA de INSTRUMENTOS e TÉCNICAS COMUNS. Interchange of Data between Administrations COMISSÃO EUROPEIA

Catálogo IDA de INSTRUMENTOS e TÉCNICAS COMUNS. Interchange of Data between Administrations COMISSÃO EUROPEIA Interchange of Data between Administrations COMISSÃO EUROPEIA DIRECÇÃO- GERAL DA EMPRESA INTERCHANGE OF DATA BETWEEN ADMINISTRATIONS PROGRAMME Catálogo IDA de INSTRUMENTOS Interchange of Data between Administrations

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Faculdade de Negócios e Administração de Sergipe Disciplina: Integração Web Banco de Dados Professor: Fábio Coriolano Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Professor: Fabio

Leia mais

OurDocs. Sistemas Distribuídos Engenharia de Software. Sistema de gestão documental. ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt

OurDocs. Sistemas Distribuídos Engenharia de Software. Sistema de gestão documental. ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt Sistemas Distribuídos Engenharia de Software 2º Semestre, 2006/2007 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: OurDocs Sistema de gestão documental ic-sod@mega.ist.utl.pt ic-es@mega.ist.utl.pt

Leia mais

ÁREA DE COMPETÊNCIAS

ÁREA DE COMPETÊNCIAS Dossier Completo de Competências Profissionais de Carlos Eduardo Dias Coutinho ÁREA DE COMPETÊNCIAS Linguagens de Programação: C# / C / C++ / Win32 J# / Java./ JavaScript XML / HTML / DHTML / ASP / ASPX.NET

Leia mais

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Marx Gomes Van der Linden ( Material baseado no original de Marcelo José Siqueira Coutinho de Almeida ) Ferramentas para Internet Web design: HTML CSS

Leia mais

EFA Educação e Formação de Adultos JOSEFA D ÓBIDOS

EFA Educação e Formação de Adultos JOSEFA D ÓBIDOS EFA Educação e Formação de Adultos 481039 - Técnico de Informática Sistemas JOSEFA D ÓBIDOS ESCOLA Jorge Plácido FORMANDO 2010-2011 # 2011-2011 # 2012-2012 ANO LETIVO http://jorgeplacido.wikispaces.com/

Leia mais

Utilizadores Registados Visitantes Subscrição

Utilizadores Registados Visitantes Subscrição Requisitos Funcionais Descrição Utilizadores Registados Visitantes Gestores Subscrição Registo Permite o registo dos utilizadores no site; Log in Permite o acesso à conta dos utilizadores registados; Log

Leia mais

Palavras-chaves: Informática, Rede Social, Ambiente Virtual de Aprendizagem e Educação.

Palavras-chaves: Informática, Rede Social, Ambiente Virtual de Aprendizagem e Educação. INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFESSOR ISAÍAS REDE SOCIAL COM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM RAVA Leandra Gaspar Dos Santos; Frederico dos Santos Nunes; Cristiano Gomes Carvalho; Franciele da Silva

Leia mais

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Regilan Meira Silva Professor de Informática do Campus Ilhéus Formação em Ciência da Computação com Especialização

Leia mais

Projecto de Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2009-10. Requisitos para a 3ª entrega do projecto. FeaRSe.

Projecto de Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2009-10. Requisitos para a 3ª entrega do projecto. FeaRSe. Departamento de Engenharia Informática Engenharia de Software, Sistemas Distribuídos Requisitos para a 3ª entrega do projecto FeaRSe 6 de Maio de 2010 Índice Índice... 1 1 Sumário... 2 2 Requisitos...

Leia mais

ISHIFT: Informação em Movimento

ISHIFT: Informação em Movimento ISHIFT: Informação em Movimento Contato: www.ishift.com.br +55 51 32798159 contato@ishift.com.br Somos uma empresa completa de produtos e serviços ligados à tecnologia, que procura apresentar soluções

Leia mais

Daniel Paulo de Assis

Daniel Paulo de Assis Daniel Paulo de Assis Brasileiro, solteiro, 32 anos Rua Dr. Seng, 100 Bela Vista - São Paulo SP Telefone: (11) 9-4991-5770 / (18) 9-9119-2006 E-mail: daniel@dpassis.com.br WebSite: dpassis.com.br Linkedin:

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO

Leia mais

Habilitações Literárias. Identificação. Conhecimentos de Línguas Estrangeiras

Habilitações Literárias. Identificação. Conhecimentos de Línguas Estrangeiras Identificação Nome: João Filipe dos Santos Daniel Filiação: João Francisco dos Santos Daniel Anabela Carvalho dos Santos Daniel Naturalidade: Costa da Caparica Nacionalidade: Portuguesa Data de Nascimento:

Leia mais

Proposta Comercial. ITS Inovação Tecnologia Soluções. Responsável Rafael Fernandes de Aquino. Cliente: Faculdade de Engenharia Civil

Proposta Comercial. ITS Inovação Tecnologia Soluções. Responsável Rafael Fernandes de Aquino. Cliente: Faculdade de Engenharia Civil Proposta Comercial ITS Inovação Tecnologia Soluções Responsável Rafael Fernandes de Aquino Cliente: Faculdade de Engenharia Civil Projeto: WebSite Institucional Contato Comercial: E-mail: rafael@its-servicos.com

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA. Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado

A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA. Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado A IMPORTÂNCIA DO JOOMLA NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PEDAGÓGICA Razões justificativas da acção: Problema/Necessidade de formação identificado O Plano Tecnológico da Educação (PTE), aprovado pela Resolução de

Leia mais

Escola Profissional Agrícola de Lamego Ano Lectivo 2008 / 2009

Escola Profissional Agrícola de Lamego Ano Lectivo 2008 / 2009 OBJECTIVOS / COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS ACTIVIDADES/ ESTRATÉGIAS RECURSOS Financeiros, Humanos e Materiais AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO / Gestão lectiva (horas) Instalar e efectuar a diferentes tipologias de Identificar

Leia mais

Lisboa, 18 de Janeiro de 2004

Lisboa, 18 de Janeiro de 2004 Lisboa, 18 de Janeiro de 2004 Realizado por: o Bruno Martins Nº 17206 o Cátia Chasqueira Nº 17211 o João Almeida Nº 17230 1 Índice 1 Índice de Figuras... 3 2 Versões... 4 3 Introdução... 5 3.1 Finalidade...

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES

RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE FORMAÇÃO E ADAPTAÇÕES TECNOLÓGICAS RELATÓRIO ANUAL DE ACTIVIDADES 2006 ÍNDICE 1. Nota Introdutória...

Leia mais

Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores

Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores Faculdade de Ciências, Universidade do Porto Faculdade de Ciências da Universidade do Porto 2006-2008 http://www.dcc.fc.up.pt/mi

Leia mais

Manual do Utilizador Aluno

Manual do Utilizador Aluno Manual do Utilizador Aluno Escola Virtual Morada: Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto PORTUGAL Serviço de Apoio ao Cliente: Telefone: (+351) 707 50 52 02 Fax: (+351) 22 608 83 65 Serviço Comercial:

Leia mais

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas Análise de Sistemas Conceito de análise de sistemas Sistema: Conjunto de partes organizadas (estruturadas) que concorrem para atingir um (ou mais) objectivos. Sistema de informação (SI): sub-sistema de

Leia mais

YMT REQUISITOS FUNCIONAIS + REFLEXÃO VIABILIDADE TÉCNICA

YMT REQUISITOS FUNCIONAIS + REFLEXÃO VIABILIDADE TÉCNICA REQUISITOS FUNCIONAIS + REFLEXÃO VIABILIDADE TÉCNICA YMT DeCA NTC ANO3 PROJECTO NTC SEM2 RENATO COSTA RICARDO CARVALHO TIAGO FIGUEIREDO MARTIM SANTOS JOÃO ELVAS REQUISITOS FUNCIONAIS 1. Paradigma de interacção

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 13 Web Services Web Services

Leia mais

Gaspar Manuel Rocha Brogueira. Desenvolvimento de Software

Gaspar Manuel Rocha Brogueira. Desenvolvimento de Software Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Gaspar Manuel Rocha Brogueira Rua de São Martinho, N.º 15, 2150-153 Golegã (Portugal) 912505559 gasparmrb@gmail.com http://gasparbrogueira.web44.net Sexo Masculino Data

Leia mais

Id: 35719 (34 years)

Id: 35719 (34 years) Foto não disponível Id: 35719 (34 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino Data de nascimento: 05/09/1981 País: Mozambique, Região: Maputo, Cidade: Maputo Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO:

Leia mais

Cartão de Cidadão. Autenticação com o Cartão de Cidadão AMA. 20 de Novembro de 2007. Versão 1.6

Cartão de Cidadão. Autenticação com o Cartão de Cidadão AMA. 20 de Novembro de 2007. Versão 1.6 Cartão de Cidadão Autenticação com o Cartão de Cidadão 20 de Novembro de 2007 Versão 1.6 AMA ÍNDICE 1. I TRODUÇÃO... 3 Modelo base de Autenticação... 3 Modelo de Autenticação Federado... 4 2. AUTE TICAÇÃO

Leia mais

Novas Tecnologias Microsoft. http://formacao.rumos.pt/

Novas Tecnologias Microsoft. http://formacao.rumos.pt/ Novas Tecnologias Microsoft http://formacao.rumos.pt/ Rich Internet Applications (RIA) Carlos Lima carlos.lima@rumos.pt Agenda Objectivos da sessão O que é uma RIA O que é o Silverlight Software necessário

Leia mais

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária)

Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) Curriculum DeGóis Guia de preenchimento do Curriculum Vitae (Informação mínima necessária) /curriculum Julho de 2008 Versão 1.1 1 Introdução O objectivo deste guia é auxiliar o utilizador da Plataforma

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3 REFLEXÃO 3 Módulos 0771, 0773, 0774 e 0775 1/5 18-02-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0771 - Conexões de rede, 0773 - Rede local - instalação,

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Nome Sílvia Maria Gonçalves Tavares Morada Rua do Outeiro, nº250 Ameal 3750-303 Águeda Telemóvel +351 91 200 60 70 +351 96 299 36 29 Correio electrónico Nacionalidade

Leia mais

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos PHC TeamControl CS A gestão de equipas e de departamentos A solução que permite concretizar projectos no tempo previsto e nos valores orçamentados contemplando: planeamento; gestão; coordenação; colaboração

Leia mais

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos

PHC TeamControl CS. A gestão de equipas e de departamentos PHC TeamControl CS A gestão de equipas e de departamentos A solução que permite concretizar projetos no tempo previsto e nos valores orçamentados contemplando: planeamento; gestão; coordenação; colaboração

Leia mais

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior

OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior OPORTUNIDADES CWI: Analista de Sistemas Sênior - Experiência em levantamento de requisitos. - Elaboração de especificação funcional. - Desejável conhecimento em logística e transporte. Analista de Testes

Leia mais

Anteprojecto. Grupo 2. Projecto Informático do 5º ano. Informática de Gestão

Anteprojecto. Grupo 2. Projecto Informático do 5º ano. Informática de Gestão Grupo 2 Projecto Informático do 5º ano Informática de Gestão Índice Índice ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 2 MISSÃO 3 OBJECTIVOS 4 AMBIENTE DE EXPLORAÇÃO 5 Software 5 Hardware 6 POLÍTICA DE HISTÓRICOS 7 POLÍTICA DE

Leia mais

Web. Web. Web. Web. Unidade 4. Conceitos básicosb. Publicação. Web: Frontpage Programa de animação gráfica. Programa de edição

Web. Web. Web. Web. Unidade 4. Conceitos básicosb. Publicação. Web: Frontpage Programa de animação gráfica. Programa de edição Criação de páginas p Unidade 4 UNIDADE 4: Criação de Páginas P Conceitos básicosb Técnicas de implantação de páginas p Criação de páginas p Programa de edição : Frontpage Programa de animação gráfica :

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV

APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV APOSTILA DE LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO IV CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROF. ERWIN ALEXANDER UHLMANN Universidade Guarulhos Página 1 Agradecimentos Agradeço a todos os alunos que com suas dúvidas me ajudaram a

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012

FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012 FICHA TÉCNICA DO CURSO ADOBE MUSE: CRIE E PUBLIQUE O SEU SITE EDIÇÃO Nº 01/2012 1. DESIGNAÇÃO DO CURSO Adobe Muse: crie e publique o seu site 2. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Acesso a novas oportunidades:

Leia mais

Lucas Nascimento Santos

Lucas Nascimento Santos Lucas Nascimento Santos Mobile Application Developer lucassantoos56@gmail.com Resumo Lucas Nascimento Santos (@ll_ucasn), engenheiro de software. Estudante de Ciência da Computação na Universidade Salvador

Leia mais