SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL - CAU/BR TERMO DE REFERÊNCIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL - CAU/BR TERMO DE REFERÊNCIA"

Transcrição

1 L SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL - CAU/BR TERMO DE REFERÊNCIA o Presente Termo de Reerência contempla'.a aquisição no Sistema de Inormação e Comunicação do CAU- SICCAU, do módulo de Sistema de Inormação Geográica- SIG, base Geográica de eixos urbanos, manutenção e serviços de instalação e treinamento, composto dos lotes a seguir descritos: LOTE MÓDULO DE GEOPROCESSAMENTO: Aquisição de 01 (uma) licença de sotware servidorweb de dados geográicos, com as seguintes características: Análise espacial avançada: Inclui modelagem e analises espaciais avançadas como modelagem de terreno, corte e preenchimento e análise de mudanças Edição espacial via WEB: Permite a criação de erramentas e tareas de edição como a adição, remoção e modiicação de eições como pontos, linhas e polígonos via aplicação WEB Ferramentas para aplicações móveis: Possibilita a coniguração de aplicações móveis para a realização de consulta dinâmica e atualização de dados remotamente. Forneça também erramentas para o gerenciamento e implantação de aplicações customizadas para dispositivos móveis, incluindo um "Sotware Developer Kit" (SDK). Que as aplicações móveis possam ser implantadas em dispositivos com Windows CE ou Windows Mobile com.net Compact Framework, Windows XP ou Vista em computadores com.net Framework 2.0. Deverá possibilitar também aplicativos para Sistemas Operacionais Android, Windows Phone 7.5 e los 5 Apple Templates de aplicação Web (Map Viewer) - Fornece modelos para a elaboração de aplicações GIS para Web, assim como a coniguração de dierentes tareas como busca, localizadores, edição, entre outras Cache de mapa - Para melhora de desempenho do sistema, o sistema deve permitir a coniguração de cache de mapas em servidor, aumentando assim o desempenho do sistema Geoprocessamento na Web - Com esta erramenta é possível compartilhar modelos de geoprocessamento deinidos a partir de uma erramenta visual para coniguração de processos. Este recurso permite a distribuição de operações GIS, possibilitando ao usuário o ornecimento de parâmetros para a execução dos processos Visualização de mapas 20 e 3D- A erramenta GIS deve permitir a publicação de serviços de mapas em 20 e 3D (Globe Services), a partir de documentos de mapas Outros Serviços GIS-Web: Além dos serviços de Geoprocessamento e visualização de mapas 20 e 3D, a erramenta GEO deve suportar outros serviços GIS-WEB como Imagens, localizadores, KML, WMS, WCS, WFS, WFS-T e acesso via REST e SOAP.

2 Controle centralizado do GIS - A erramenta GIS deve permitir centraíizar-é)- administração do GIS, reduzindo os custos de distribuição de uncionalidades GIS por toda a empresa, simpliicando as tareas administrativas e acilitando a integração com outros sistemas de TI gerenciada também de maneira centralizada, taís como bancos de dados corporativos. Além disso, deve permitir também o acesso multiusuário para operações de edição na base de dados espaciais. Por meio de versionamento, o usuário pode extrair partes da base de dados para editar em um ambiente desconectado, sem ínterromper o luxo de acesso dos demais usuários que estão acessando a base. Quando este usuário encaminhar as alterações de volta a base de dados, a lógica de consistência se encarregará de veriicar e validar a integridade dos dados espaciais que estão sendo ingressados Recursos Multi-Plataorma - A estrutura de desenvommento deve ser suportada em.net e Java, e pod~rá ser usado em dierente Web Servers (IIS, SunOne, Apache, Websphere,"etc.), e em plataormas operacionais Windows e Unix (incluindo Linux). A lemamenta GIS poderá ser conigurada nos sistemas operacionais: Windows Server (2000, 2003, 2008), Sun Solaris e Linux Segurança da inormação - A erramenta GIS deverá permitir a coniguração em ambientes de alta segurança e disponibilidade Segurança em nível de Rede: A erramenta GIS deve suportar conigurações de redes seguras. É possível, por exemplo, instalá-lo atrás de um Firewall, estabelecendo assim, uma primeira linha de deesa que irá restringir o acesso aos componentes. A comunicação entre os componentes da erramenta GIS pode acontecer por meio de protocolos de segurança (IPsec) e ainda suportam criptograia (SSL) Segurança em nível de Sistema Operacional e Banco de Dados: A erramenta GIS deve suportar coniguração de segurança de acesso usando recursos de autenticação nativa do sistema operacional, integrados com a autenticação eita pelo banco de dados Extensões: A erramenta deve permitir a adição de recursos que ampliam a capacidade do sistema, permitindo a criação de aplicações Web com características soisticadas de geoprocessamento. As extensões suportadas pela erramenta GIS devem ser: Ferramentas de interoperabilidade, publicação de serviços de dados raters, Análise de redes (Rotas, melhor caminho, serviços de áreas), 3D, Esquemáticos, Geostatística e Análise EpaciaJ Devera ser entregue um template conigurado com as seguintes uncionalidades: Personalização de todos os layouts contendo cabeçalho a ser inormado bem como logotipo do Conselho de Arquitetura e Urbanismo: A aplicação devera possuir um layout uncional das demais inormações da CAU, com as logomarcas, estilo de cores e inormações institucionais Tela inicial para login: a solução deve permitir que o usuário acesse a aplicação utilizando nome de usuário e senha Tela de apresentação da solução: deverão estar disponível ao usuário as inormações sobre o desenvolvimento da aplicação web, assim como os contatos dos responsáveis pelo controle do sistema web Impressão e mapas: A aplicação deverá ornecer ao usuário um menu com possibilidade de impressão de mapas, com título editável, legenda editável, inserção de setas indicando o norte, quadrículas latllong e UTM, escalas gráica e numérica, com possibilidade de deinição das escalas pelo usuário, possibilitando a impressão de mapas e tabelas e gráicos direta ou em ormato PDF e deinição de ormato e tamanho de papel; Mapa temático: Após a realização de uma consulta por atributos, deverá ser possível a partir de menus e submenus interativos, a possibilidade de integração de dados temáticos conorme interesse do usuário Exportação dos dados no ormato shape: A aplicação deverá omecer ao usuário a possibilidade de exportar os. dados previamente selecionados para uso local no ormato Shape

3 Busca Espacial: Deve permitir ao usuário realizar a seleção de eições"v através do ornecimento de critérios de iltros baseados nas inormações espaciais de um tema. Através da erramenta de busca espacial o usuário deve ter a possibiidade de deinir uma série de parâmetros de busca: Deinir o método de seleção (Criar nova seleção; Adicionar à seleção atual; Remover da seleção atual; Consultar a partir da seleção atual). Deinir a camada de interesse. Deinir critérios de busca através de ormas geométricas (Ponto, Po/ilinha, Retângulo ou Polígono) Busca por Atributos: Deve permitir ao usuano realizar a seleção de eições atrayés dó ornecimento de critérios de iltros baseados nas inorrrl'ações alanuméricas de um tema. Através da erramenta de busca por atributo o usuário devera ter a possibilidade de busca: de deinir uma série de parâmetros Deinir o método de seleção (Criar nova seleção; Adicionar à seleção atual; Remover da seleção atual; Consultar a partir da seleção atual). Deinir a camada de interesse. Deinir critérios de busca (Combinação de campos, operadores e valores). Recuperar valores distintos de um campo para acilitar a montagem dos critérios de busca. Fornecer expressão SOL com critérios de busca. Salvar em arquivo texto os critérios de busca utilizados na expressão SOL. Carregar a partir de arquivo texto os critérios de busca utilizados na expressão SOL., Veriicar a sintaxe da expressão SOL com os critérios de busca antes de executá-ia. Deinir cor de exibição para as eições selecionadas. Salvar arquivo texto, contendo resultado da busca com as eições selecionadas. Carregar arquivo texto contendo um conjunto de eições selecionadas através de uma busca anterior. Deinir a exibição ou não de janela de inormação, contendo os atributos alanuméricos da eição resultante da busca Ferramenta de Roteirização: Essa erramenta deve oerecer capacidade de criar rotas, deinindo o melhor caminho para se chegar ao local determinado. Assim como deinir a existência de barreiras com objetivo de se localizar outros caminhos de acesso Aquisição de 2 (duas) licenças concorrentes de sotwares desktop para a edição de eições e outras unções conorme descrito a seguir Armazenamento, gerenciamento e acesso a dados: Permite desazer. ou.reazer. mudanças realizadas na base de dados, monitorar o crescimento de sua base e avaliar as possibilidades de melhorias da mesma Criação de "geodatabase", base de dados multi-usuários, sobre Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados corporativos (Oracle, SOL Server, DB2, Inormix e PostgreeSOL).

4 Permite que múltiplos usuários modiiquem simultaneamente o mesmo lt~ dado sem que um interira nos dados do outro, sem que os dados iquem indisponíveis ou que sejam criadas múltiplas cópias de seus dados (edição multiusuário e versionamento) Ferramenta para conversão de CAO para geodatabase automatiza. procedimentos de conversão, incluindo a importação de anotação CAO e usão de nomes, tipos e atributos idênticos nas eições Permite criar geodatabases por conversão de outros ormatos, incluindo CAO ou pela importação de esquemas pré-deinidos em erramentas CASE Que permita a criação e armazenamento de mosaicos de imagens no geodatabase Que permita a criação e gerencia de dados raster num geodatabase multiusuário Os campos de atributos das eições devem permitem anexar arquivos de t diversos ormatos (jpg, pd, doe, xis) Armazenar representações múltiplas de eições GIS num banco de dados geográico para uso em vários produtos de mapeamento Suporte a leitura e escrita direta em Oracle Spatial GeoRaster e geodatabase raster para personal geodatabase (access), ile geodatabase e geodatabase multiusuário (Oracle, SQL Serve r, PostgreSQL, OB2 e Inormix) Análises espaciais e temporais Construir modelos de geoprocessamento para descobrir relações, analisar e integrar dados espaciais LoCalizar eventos sobre uma eição com base em uma reerência linear e analisar estes eventos com relação a outras eições espaciais Eetuar manipulação avançada de eições e processamentos Criação e gestão de dados com base no tempo, permitindo análises temporais, com visualização e animação dos conjuntos de dados espaciais Armazenar resumos de histórico dos seus dados em dierentes visualizações de camadas de mapas que representem cenários de suposição sem aetar as camadas sobre as quais eles são construídos I Interpretação e processamento de imagens com novas erramentas de POI, a exemplo de split raster e pirâmide e estatística recursiva. L Uso de novos iteradores para Modelagem de processos através do Model builder (ex. Colled Values, Get Field Value) Análises usando lógica Fuzzy (Fuzzy Over1ay e Fuzzy Reclassiy) Análises espaciais baseadas em rede, tais como roteamento individual, roteamento de rota, direções de viagem e localização de unidade mais próxima com opção de coniguração de condições da rede, incluindo restrições de sentido da via, limites de velocidade e volume de tráego Relacionamento entre eições Apresentar modelos de conedividade para redes lineares com geométricas O relacionamento entre as eições permite alterar a posição ou atributo de um ponto de interesse e todos os que se relacionam com ele são atualizados automaticamente Preservar a integridade dos dados e mantêm a qualidade da inormação ao localizar e corrigir erros automaticamente de acordo com regras e comportamentos pré-deinidos em seu banco de dados para atender as regras de negócio Coniguração e manutenção de relacionamentos espaciais entre eições utilizando-se regras topológicas e processos de validação Manipulação dos dados Manipulação avançada dos dados geográicos, visando à automatização dos luxos de trabalho de edições com erramentas de edição avançadas Criar regras que dinamicamente manipulem a geometria e a simbologia de uma eição (regras de representação).

5 Realiza novos eeitos geométricos sobre ponto, linha e polígono Rotinas de gerenciamento de dados podem ser executadas também a partir de scripts e modelos, permitindo ao usuário automatizar criação e manutenção de seus dados Deinição de processos de controle de qualidade. processos de Cria e edita camada do tipo anotação associada à eição num geodatabase Método compacto de cache acilitando a criação e gestão de grandes mapas Representação Elaborar mapas cartográicos usando soisticadas técnicas de acabamento, incluindo regras para posicionamento automático e resolução de conlitos gráicos e~ os elementos de mapa ~inhas, polígonos, pontos e textos),..' "Aplicação de textos e etiquetas para mapas de alta qualidade, como "atlas" , Permite generalização dos dados, para apresentação em escalas reduzidas Usar marcador de edição para editar características de um símbolo ponto Edita representação completa ou parte de uma ou mais representações Acrescentar, apagar ou mover vértices de símbolos Modiica eeito geométrico de símbolo: largura da linha, tamanho do traço Redimensiona símbolo pelo redimensionamento de sua caixa delimitadora Redimensiona uma eição e seus eeitos geométricos simultaneamente utilizando proporção Aquisição de 1 (uma) licença do sotware de análise de redes conorme descrito a seguir: Deinir rotas - Compreende as rotas existentes e auxilia na criação de rotas optimizàdas Incluir condicionantes das rotas - Permite incluir janelas de tempo, quebras de rendimento dos condutores, especiicidades de cada condutor, relacionar a capacidade de transporte da rota com a quantidade a transportar Áreas de serviço - Deinir polígonos complexos, com as áreas de atuação Procurar os pontos mais próximos - Inclui elementos ativos e móveis nas rotas e permite respostas céleres em caso de emergência Realizar matrizes de custo (origem-destino) - Permite realizar matrizes do tempo de viagem e maximizar o número de entregas, minimizando as distâncias entre eles Obter direções - Mapas expansíveis e com capacidade de geração automática Modelar a rede, de orma dinâmica, realística e atendendo às características da rede - Permite deinir vários atributos, como a distância, tempo ou visibilidade, de acordo com as necessidades de cada organização Utilizar redes multimodais - Inclui um modelo avançado de conectividade, que pode representar cenários complexos, como as redes de transporte multimodal Serviço de Instalação dos Sotwares. ' Devem ser inclusas no ornecimento, sem qualquer tipo de custo adicional ao proposto: Licenças perpétuas dos programas ornecidos Suporte técnico, manutenção e garantia de atualização da versão do programa pelo prazo mínimo de 24 (vinte e quatro) meses.

6 O meio ísico (mídia) no qual será(ão) omecido(s) o(s) programa(s) deve ser garantido contra deeitos de abricação pelo prazo mínimo de 90 (noventa) dias, contados da data da sua eetiva entrega O licitante deverá garantir que o abricante dará garantia e atualização do objeto adquirido pelo período mínimo de 24 (vinte e quatro) meses O licitante deverá garantir que o abricante ornecerá atualizações (upgrades) para novas versões disponibilizadas durante o período de garantia O licitante deverá garantir canal de acesso através de número de teleone e/ou internet, para abertura de chamados técnicos objetivando a resolução de problemas e dúvidas quanto ao uncionamento do objeto ornecido Os custos reerentes ao deslocamento, hospedagem e alimentação dos técnicos da licitante.. contratada, para prestação de serviços previstos no prese~te Temode Reerência, serão encargos exclusivos da contratada A Iicita~te contratada deverá eetuar a instalação e coniguração do objeto ornecido, a qual realizará num equipamento compatível com o processamento de inormações e de propriedade do CAUIBR e/ou no Data Center indicado Estarão inclusos no objeto, os serviços de suporte à instalação, implantação e treinamento no local de instalação de no mínimo (on site), a realizar-se na cidade de Brasília/DF a im de tomá-lo totalmente operacional e pronto para atender as necessidades de operação, bem como dos usuários autorizados a acessá-lo. Nesse sentido deverão estar previstas as seguintes atividades, além do ornecimento do material didático: A contratada deverá azer o repasse tecnológico para operacionalização da solução para ao menos 05 pessoas assim distribuídas: com carga horária mínima de 76 horas, Sotware servidor Web de dados geográicos (nível usuário): 16 horas; Sotware desktop para a edição de eições e outras unções (nível usuário): 24 horas Sotware de análise de redes (nível usuário): 16 horas; 1.1/ Administrador dos sistemas: 20 horas Suporte técnico para a instalação do programa nas estações Orientação gerenciaj para o inicio do seu uso Monitoração do desempenho durante a instalação do sistema e uso inicial durante 30 (trinta) dias (no mínimo semanalmente), podendo ser de orma remota A licitante contratada deverá transmitir orientações técnicas e práticas para cadastramentos, parametrizações e operacionalização das movimentações e relatórios do programa. Também poderão ser discutidos os relacionamentos entre as parametrizações possíveis do programa e a realidade do CAU/BR. Neste processo os administradores do CAUlBR deverão poder iniciar etapas de cadastramento e parametrização Para execução dos serviços de suporte à instalação, monitoramento de desempenho, orientações técnicas e gerenciais, deverá ser disponibilizado no mínimo 40{quarenta) horas de proissionais qualiicados e certiicados no produto A CONTRATADA deverá realizar a instalação, customização. coniguração das erramentas, veriicação do uncionamento e entregar a CAU o sotware em pereito uncionamento, aqui incluídas 10 semanas de consultoria A instalação e a coniguração pelo ornecedor dos sotwares têm como objetivo a. máxima otimização de sua utilização no ambiente, tendo em vista a necessidade de rápida disponibilização dos dados de Sistemas de Inormações Geográicos já gerados e ainda em produção no ambiente de Rede da Empresa A Empresa contratada deverá instalar os aplicativos e conigurar a integração com o banco de dados bem como realizar toda a coniguração de telas e aplicações, incluindo:

7 Carga Inicial dos dados Coniguração e publicação de mapas para web Coniguração e Alto Desempenho dos Serviços de Mapa Customização das uncionalidades para o Template a serem entregues descritas Documentação Técnica da Solução Repasse Tecnológico sobre o Template Devem estar inclusos ainda os serviços de consultoria, a serem realizados por no mínimo, 1 (um) consultor da licitante contratada, com o objetivo de repasse técnico aos analistas. Deverá possibilitar a implementação integral da solução contratada, com uma qu~tidade mínima de 80 horas de consultoria presencial. Será realizada çlurante- o período de até 2 meses após a assinatura do contrato, no v período de até 4 horas por dia. LOTE Aquisição base digital de dados espaciais que representa, por meio de inormações vetoriais e tabulares, o arruamento e as principais eições urbanas dos municípios Esta Especiicação contempla a ormação/atualização da base digital de dados espaciais dos municípios brasileiros A Base deve apresentar 4 (quatro) camadas de atributos conorme segue: Arruamento - Representa o centerline dos eixos de logradouro dos municípios. Essa camada deve ser segmentado em trechos de ruas. Cada trecho apresenta uma tabela de atributos atrelada com as seguintes características e inormações geográicas: Sigla da Unidade da Federação Nome do Município Código do município Tipo descrito para o trecho (Avenida, Rua, Travessa, Praça, Rodovia, etc) Nome da rua Nome do bairro à esquerda da rua (quando disponível) Nome do bairro à direita da rua (quando disponível) Números correspondentes ao CEP do lado esquerdo da rua Números correspondentes ao CEP do lado direito da rua Número correspondente ao início esquerdo do trecho de rua Número correspondente ao inal esquerdo do trecho de rua Número correspondente ao início direito do trecho de rua Número correspondente ao inal direito do trecho de rua Código correspondente a cada nome de rua Código correspondente a cada trecho de rua Rodovias - Representa o centerline das estradas ederais, estaduais e principais municipais reerente às cidades. As malhas viárias devem estar articuladas entre si e com as principais vias de acesso aos municípios, permitindo uma continuidade no sistema viário e devem possuir no mínimo as seguintes inormações Sigla da Unidade da Federação Nome do Município Descrição Funcional da Rodovia Código correspondente a cada trecho Código Funcional da Rodovia geográicas: 7 de 9

8 Pavimentação da Rodovia '1 Quantidade de Pistas da Rodovia Tipo da Rodovia Nome da Rodovia ocomprimento do Trecho da Rodovia Quilometragem (rodovias ederais e estaduais) Localidades - Representam os pontos das principais concentrações urbanas dos municípios e devem possuir no mínimo as seguintes inormaçõ~s geográicas: ~..... Nome da unidade territorial 2~ Código do Município Código da Unidade de Federação Sigla da Unidade da Federação Nome da UF Correspondente Código da mesorregião correspondente Nome da mesorregião correspondente Nome da microrregião correspondente Código da microrregião correspondente População Limites municipais - camada de polígonos que representam as divisões políticas dos municípios. Devem possuir no mínimo as seguintes inormações geográicas: SigJa da Unjdade da Federação Nome da Localidade Nome da Localidade Tipo da Localidade Código do Município correspondente Devem ser inclusas no ornecimento, sem qualquer tipo de custo adicional ao proposto: Licença e regras de uso da base Os arquivos vetoriais reerentes à base digital de dados espaciais devem ser ornecidos por município, em separado, na extensão SHP (shapeile). Suporte técnico, manutenção e garantia de atualização da base pelo prazo mínimo de 24 meses. O meio ísico (mídia) no qual será(ão) omecido(s) o(s) arquivos(s) deve ser garantido contra deeitos de abricação pelo prazo mínimo de 90 (noventa) ;dias, contados da data da sua eetiva entrega. O licitante deverá garantir canal de acesso através de número de teleone elou ínternet, para abertura de chamados técnicos objetivando a resolução de problemas e dúvidas quanto ao uncionamento do objeto ornecido. A licitante contratada deverá transmitir na entrega, orientações técnicas e práticas para utilização do objeto. Os serviços de suporte à instalação, implantação e treinamento no local de instalação de no mínimo (on site), a realizar-se na cidade de Brasília/DF a im de tomá-lo totalmente operacional e pronto para atender as necessidades de operação, bem como dos usuários autorizados a acessá-lo. Nesse sentido deve estar prevista, além do ornecimento do mateoal didático, o repasse tecnológico para t

9 operacionalização da solução para ao menos 05 pessoas com caroê horária mínima de 40 horas. 3. Condições de entrega dos produtos e pagamento 3.1 Prazo de entrega dos Produtos: O prazo para entrega dos sotwares e execução dos treinamentos serão de, no máximo 30 (trinta) dias e de 2 (dois) meses para as integrações e customizações contados a partir da assinatura do contrato, devendo a CONTRATADA prestar suporte técnico via teleone e e garantia de atualização dos sotwares, quando disponibilizadas pelo abricante, pelo período de 24 (meses) meses a partir da instalação do sotware. 3.2 Local de entrega: O Local de entrega do.~produtos é a sede do CAUlBR, situado à SCN Quadra 1 Ediício Central Park, 3 Andar, salas 3()~e 303, aos cuidados da Diretora Geral. t; 3.3 Meio ísico: O meio ísico (mídia-ovos) no qual será (ão) omecido(s) o(s) programa(s) deve ser garantido contra deeitos de abricação pelo prazo mínimo de 90 (noventa) dias, contados da data da sua eetiva entrega. Devem se acompanhados dos respectivos manuais em mídia digita. 3.4 Fonna de pagamento: O pagamento das licenças será eetuado em até 30 dias após recebimento e instalação dos respectivos LOTES. O pagamento dos serviços de consultoria e treinamentos será realizado em até 30 dias após o término dasua prestação. OLDO PINHEIRO VI R DE QUIIROZ PRESIDENTE DO CAUlBR \

ArcGIS 1: Introdução ao GIS (10.2)

ArcGIS 1: Introdução ao GIS (10.2) ArcGIS 1: Introdução ao GIS (10.2) Duração: 02 dias (16 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Português Descrição Este treinamento ensina o que é o GIS e o que você pode realizar com ele. Trabalhando

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO

CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO CONTROLE DE QUALIDADE e VALIDAÇÃO DE PRODUTO CARTOGRÁFICO Editar dados em vários formatos e armazenar estas informações em diferentes sistemas é provavelmente uma das atividades mais comuns para os profissionais

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Jorge Querido jquer@embratel.com.br. Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas. Sistema GAIA

Jorge Querido jquer@embratel.com.br. Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas. Sistema GAIA Jorge Querido jquer@embratel.com.br Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas Sistema GAIA Histórico - 2004 - Demanda da gerência de SP, sistema GIS para uso departamental. -

Leia mais

SIG - Sistemas de Informação Geográfica

SIG - Sistemas de Informação Geográfica SIG - Sistemas de Informação Geográfica Gestão da Informação Para gestão das informações relativas ao desenvolvimento e implantação dos Planos Municipais de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica

Leia mais

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013

QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 QUESTINAMENTOS AO EDITAL DE CONCORRÊNCIA 01/2013 Prezados Senhores da comissão de licitação da UENF, seguem alguns questionamentos acerca do edital de concorrência 01/2013 para esclarecimentos: 1. ANEXO

Leia mais

GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos

GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos Bruno Perboni Qualityware Conselheiro Laurindo 825 cj. 412 centro Curitiba PR fone: 3232-1126 bruno@qualityware.com.br Maysa Portugal de Oliveira Furquim

Leia mais

COMUNICADO Nº 001/2010 ESTIMATIVA DE DEMANDA PARA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE TREINAMENTO DE SOFTWARES AUTODESK TERMO DE REFERÊNCIA

COMUNICADO Nº 001/2010 ESTIMATIVA DE DEMANDA PARA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE TREINAMENTO DE SOFTWARES AUTODESK TERMO DE REFERÊNCIA COMUNICADO Nº 001/2010 ESTIMATIVA DE DEMANDA PARA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE TREINAMENTO DE SOFTWARES AUTODESK ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA Aquisição de CURSOS DE SOFTWARE AUTODESK,

Leia mais

Gravação e Transmissão

Gravação e Transmissão O D-Guard Center é um poderoso sistema de controle e monitoramento, integrado aos mais diversos equipamentos de segurança eletrônica. Ilimitados dispositivos podem ser controlados e monitorados simultaneamente:

Leia mais

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil

Parceiro Oficial de Soluções Zabbix no Brasil Apresentação A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se ao desenvolvimento e criação de

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc.

Sistemas de Informação Geográfica Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc. Sistemas de Informação Geográfica Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc. SUMÁRIO Apresentação da ementa Introdução Conceitos Básicos de Geoinformação Arquitetura de SIGs Referências Bibliográficas APRESENTAÇÃO

Leia mais

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha!

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha! 1 ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.1.1 SENHA 4 1.1.2 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS DO LYNC 5 1.1.3 REDEFINIR SENHA 7 1.1.4 COMPRAR COMPLEMENTOS 9 1.1.5 UPGRADE E DOWNGRADE 10 1.1.5.1 UPGRADE

Leia mais

Onde estão as novidades?

Onde estão as novidades? Novidades gvsig 2.0 Onde estão as novidades? 2.0 1.12 Migrando e construindo... Alguns exemplos... 1.12 2.0 Legenda em formato de gráfico de pizza e barras Tabela no mapa Importar/exportar símbolos Administrador

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Esplanada dos Ministérios, Edifício Sede, 1º andar, Sala 131 CEP 70.058-900 sinan@saude.gov.

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Esplanada dos Ministérios, Edifício Sede, 1º andar, Sala 131 CEP 70.058-900 sinan@saude.gov. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Esplanada dos Ministérios, Edifício Sede, 1º andar, Sala 131 CEP 70.058-900 sinan@saude.gov.br NOTA TÉCNICA N.º 01/2010 GT-SINAN/CIEVS/DEVEP/SVS/MS

Leia mais

Mandriva Pulse - Especificações e recursos

Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Pulse - Especificações e recursos Mandriva Brasil 2 de abril de 2015 Lista de Tabelas 1 Tabela resumo dos diferenciais do Pulse....................... 9 Lista de Figuras 1 Interface web do Mandriva

Leia mais

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2)

ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) ArcGIS for Server: Administração e Configuração do Site (10.2) Duração: 3 dias (24 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Inglês Descrição Projetado para administradores, este curso ensina como

Leia mais

Power Point. Autor: Paula Pedone

Power Point. Autor: Paula Pedone Power Point Autor: Paula Pedone INTRODUÇÃO O POWER POINT é um editor de apresentações, pertencente ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de apresentações através da

Leia mais

7 Utilização do Mobile Social Gateway

7 Utilização do Mobile Social Gateway 7 Utilização do Mobile Social Gateway Existem três atores envolvidos na arquitetura do Mobile Social Gateway: desenvolvedor do framework MoSoGw: é o responsável pelo desenvolvimento de novas features,

Leia mais

Ferramentas desenvolvidas internamente não atendem às necessidades de crescimento, pois precisam estar sendo permanentemente aperfeiçoadas;

Ferramentas desenvolvidas internamente não atendem às necessidades de crescimento, pois precisam estar sendo permanentemente aperfeiçoadas; APRESENTAÇÃO O Myself é um sistema de gerenciamento de conteúdo para websites desenvolvido pela Genial Box Propaganda. Seu grande diferencial é permitir que o conteúdo de seu website possa ser modificado

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA MANUAL INTERNET ÍNDICE Sistema Integrado de Administração da Receita 1 INTRODUÇÃO GERAL... 4 2 INTRODUÇÃO AO... 4 2.1 OBJETIVOS... 4 2.2 BENEFÍCIOS... 4 2.3

Leia mais

Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA

Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA Introdução ao Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA INTRODUÇÃO GeoServer GeoTools INTRODUÇÃO GeoServer Servidor de informação geoespacial OGC; Utilizado para

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA Página: 1/16 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS DA ACADEMIA Módulo CBDS (Central de Banco de Dados Senior) A quem se destina: Todos que tiverem a necessidade de administrar os dados da base de dados da Senior Sistemas

Leia mais

MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE

MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE ÍNDICE ÍNDICE... 1 CAPÍTULO 01 PREPARAÇÃO DO AMBIENTE... 2 1.1 IMPORTAÇÃO DO DICIONÁRIO DE DADOS... 2 CAPÍTULO 02 CADASTRO E CONFIGURAÇÃO DE RELATÓRIOS... 4 2.1 CADASTRO DE RELATÓRIOS... 4 2.2 SELEÇÃO

Leia mais

Cenário atual de uso e das ferramentas de software livre em Geoprocessamento

Cenário atual de uso e das ferramentas de software livre em Geoprocessamento Cenário atual de uso e das ferramentas de software livre em Geoprocessamento Tiago Eugenio de Melo tiago@comunidadesol.org 1 Sumário Conceitos GIS e Software Livre Ferramentas: Jump Qgis Thuban MapServer

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Ajudando as organizações a compreenderem seus negócios

Ajudando as organizações a compreenderem seus negócios Localização Inteligente Sistema de Informação Geográfica MapInfo Professional v12.5 A solução de localização inteligente de última geração - agora muito melhor, mais rápida e mais forte do que nunca! Ajudando

Leia mais

Manual Software CMS. Introdução:

Manual Software CMS. Introdução: Introdução: O CMS é uma central de gerenciamento de DVRs, é responsável por integrar imagens de DVRs distintos, com ele é possível realizar comunicação bidirecional, vídeo conferência, função mapa eletrônico

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional

Ref.: Consulta Pública Solução Educacional Belo Horizonte, 11 de junho de 2013 À Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais Rod. Pref. Américo Gianetti, Serra Verde - Prédio Minas, 11º andar 31.630-900 Belo Horizonte Minas Gerais Ref.: Consulta

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS

ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS 1. Apresentação Os sites e sistemas web desenvolvidos pela Dynamika apresentam um conjunto de critérios de desenvolvimento que visam entregar o projeto de

Leia mais

OpenJUMP. Pontos fracos do OpenJUMP

OpenJUMP. Pontos fracos do OpenJUMP OpenJUMP No início foi chamado apenas de JUMP (JAVA Unified Mapping Platform), e se tornou popular no mundo livre de SIG(Sistema de informação Geográfica), desenhado por Vivid Solutions. Atualmente é desenvolvido

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

Novidades da Plataforma 10.2 Autor:

Novidades da Plataforma 10.2 Autor: Novidades da Plataforma 10.2 Autor: Marketing Técnico Imagem Plataforma ArcGIS Desktop Web Device Portal Web GIS Server Online Content and Services ArcGIS for Desktop 10.2 Porque é melhor usar? Qualidade

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA ALINE CRISTINA DE FREITAS ANA CLÁUDIA ZANDAVALLE CAMILA RIBEIRO VALERIM FERNANDO DA COSTA PEREIRA

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA

Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA DPI - INPE Criada em 1984, a Divisão de Processamento de Imagens (DPI) faz parte da Coordenação Geral de Observação da Terra/OBT do Instituto Nacional de Pesquisas

Leia mais

Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

Série ArcGIS Online I. Aprenda em 20. Módulo 5. Crie um App. www.academiagis.com.br

Série ArcGIS Online I. Aprenda em 20. Módulo 5. Crie um App. www.academiagis.com.br Série ArcGIS Online I Aprenda em 20 Módulo 5 Crie um App Junho/2015 academiagis@img.com.br www.academiagis.com.br 1 Crie um App Você pode adicionar mais valor para o mapa que criou no módulo anterior,

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907

Aranda INVENTORY. Benefícios Estratégicos para sua Organização. (Standard & Plus Edition) Beneficios. Características V.2.0907 Uma ferramenta de inventario que automatiza o cadastro de ativos informáticos em detalhe e reporta qualquer troca de hardware ou software mediante a geração de alarmes. Beneficios Informação atualizada

Leia mais

SIG VOLTADO PARA A FISCALIZAÇÃO DA ATIVIDADE PROFISSIONAL DE ARQUITETO E URBANISTA

SIG VOLTADO PARA A FISCALIZAÇÃO DA ATIVIDADE PROFISSIONAL DE ARQUITETO E URBANISTA www.caubr.gov.br SIG VOLTADO PARA A FISCALIZAÇÃO DA ATIVIDADE PROFISSIONAL DE ARQUITETO E URBANISTA Máximo Miqueles Coordenador de Geotecnologia CAU/BR São Paulo, SP 07 de maio de 2014 SISTEMA IGEO OBJETIVO

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES

CRM GESTÃO DOS SERVIÇOS AOS CLIENTES Página 1 de 6 Este sistema automatiza todos os contatos com os clientes, ajuda as companhias a criar e manter um bom relacionamento com seus clientes armazenando e inter-relacionando atendimentos com informações

Leia mais

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry

MANUAL DO USUÁRIO. Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry MANUAL DO USUÁRIO Software de imagem via celular (isic) para sistema operacional BlackBerry Software de imagem via celular para sistema operacional BlackBerry Parabéns, você acaba de adquirir um produto

Leia mais

FUNCEXDATA 2.0. Manual do Usuário. Maio/2012. Ajudando o Brasil a expandir fronteiras

FUNCEXDATA 2.0. Manual do Usuário. Maio/2012. Ajudando o Brasil a expandir fronteiras Ajudando o Brasil a expandir fronteiras FUNCEXDATA 2.0 Manual do Usuário Maio/2012 Funcex Av. Rio Branco, 120, Gr. 707, Centro 20040-001 Rio de Janeiro RJ Instituída em 12 de março de 1976 CNPJ 42.580.266/0001-09.

Leia mais

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2009 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas poderá ter

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS

CSF Designer Intuition SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS SOLUÇÕES DE OUTPUT FIS O CSF Designer Intuition TM da FIS ajuda organizações que lidam com o cliente a criar, de forma instantânea e interativa, documentos comerciais respeitando as regulações vigentes,

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

Manual de Atualização Versão 3.6.4.

Manual de Atualização Versão 3.6.4. Manual de Atualização Versão 3.6.4. Sumário 1. AVISO... 1 2. INTRODUÇÃO... 2 3. PREPARAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO... 3 4. ATUALIZANDO GVCOLLEGE E BASE DE DADOS... 7 5. HABILITANDO NOVAS VERSÕES DO SISTEMA....

Leia mais

Gerencie Carteira - PF

Gerencie Carteira - PF Gerencie Carteira - PF Mais negócios para a sua empresa, com melhor resultado e o risco sob controle. Manual do Produto Manual do Produto 1 Índice Produto 02 Meio de acesso 02 Carteira de Clientes Pessoa

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

- ArcGIS for Desktop - ArcGIS for Server - ArcGIS Online - ArcGIS for Mobile - ArcGIS for Developers - Bons motivos para migrar para 10.

- ArcGIS for Desktop - ArcGIS for Server - ArcGIS Online - ArcGIS for Mobile - ArcGIS for Developers - Bons motivos para migrar para 10. Agenda Sistema ArcGIS 10.1 Conectados ao Mundo pela Geografia Novidades: - ArcGIS for Desktop - ArcGIS for Server - ArcGIS Online - ArcGIS for Mobile - ArcGIS for Developers - Bons motivos para migrar

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Importação de arquivos Raster e Vetorial no Terraview

Importação de arquivos Raster e Vetorial no Terraview MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior DEPEM MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Executiva Diretoria de Desenvolvimento

Leia mais

Plano de Aula - Dreamweaver CS6 - cód.5232 24 Horas/Aula

Plano de Aula - Dreamweaver CS6 - cód.5232 24 Horas/Aula Plano de Aula - Dreamweaver CS6 - cód.5232 24 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Dreamweaver CS6 Aula 2 Continuação do Capítulo 1 - Introdução ao Dreamweaver CS6 Aula 3 Capítulo 2 - Site do Dreamweaver

Leia mais

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web

Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web Manual de Configuração de Ambiente para Utilização do Login via Certificado Digital no Cadastro Web AÇÕES IMPORTANTES Ao tentar acessar o Cadastro Web por meio da certificação digital, é fundamental realizar

Leia mais

Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI. Secretaria Nacional de Missões

Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI. Secretaria Nacional de Missões Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI Secretaria Nacional de Missões Manual do Usuário Apresentamos a seguir um guia básico contendo informações gerais para utilização do Sistema de Gerenciamento

Leia mais

O Sistema mais completo. de Captura e GED. do Mercado. MegaGED

O Sistema mais completo. de Captura e GED. do Mercado. MegaGED O Sistema mais completo de Captura e GED do Mercado AutoStore O AutoStore é um software de captura e distribuição de documentos (Texto, Imagens e Arquivos Eletrônicos) Com o AutoStore é possível automatizar

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

Conteúdo Programático do Web Design

Conteúdo Programático do Web Design Conteúdo Programático do Web Design O Ambiente Macromedia Dreamweaver Instalação do Dreamweaver Arquivos Utilizados na Apostila A Inicialização de Dreamweaver Área de Trabalho Dreamweaver Criação de uma

Leia mais

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR;

Vid8 Servidor. Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Vid8 Servidor Versão 8.13.0411 Correção da conexão com o GME, quando placa VP-1616F com 32 canais; Versão 8.12.0311 Correção da conexão com o GME, quando configurado em modo DVR; Versão 8.11.0311 Correção

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

Manual do sistema SMARsa WEB

Manual do sistema SMARsa WEB Manual do sistema SMARsa WEB Módulo Solicitação/Ouvidoria SMARsa WEB Solicitação/Ouvidoria Versão 2.7 1 Sumário INTRODUÇÃO...4 OBJETIVOS...4 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo solicitação/ouvidoria...5

Leia mais

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição 1 Configurando a Conexão com o Banco de Dados 2 Primeiro Acesso ao Sistema Manutenção de Usuários 3 Parametrizando o Sistema Configura

Leia mais

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam.

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam. 1 - APRESENTAÇÃO Este descritivo tem como objetivo, apresentar o Sistema de Identificação de Visitantes enfocando suas funcionalidades e condições técnicas necessárias de implantação. Vantagens do Sistema

Leia mais

iextranet A solução inovadora em gerenciamento e compartilhamento seguro de arquivos e de ambiente colaborativo www.oodrive.com

iextranet A solução inovadora em gerenciamento e compartilhamento seguro de arquivos e de ambiente colaborativo www.oodrive.com A solução inovadora em gerenciamento e compartilhamento seguro de arquivos e de ambiente colaborativo www.oodrive.com Nunca foi tão simples administrar e compartilhar arquivos! Colabore com eficácia e

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Android

Manual do usuário. isic 5 - Android Manual do usuário isic 5 - Android isic 5 - Android Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O novo aplicativo Intelbras isic 5 possui tecnologia capaz de visualizar

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2

Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2 Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center Versão 5.4.2 2006-2014 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedido por escrito, nenhuma licença é

Leia mais

MANUAL DO PVP SUMÁRIO

MANUAL DO PVP SUMÁRIO Manual PVP - Professores SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 6 2 ACESSANDO O PVP... 8 3 TELA PRINCIPAL... 10 3.1 USUÁRIO... 10 3.2 INICIAL/PARAR... 10 3.3 RELATÓRIO... 10 3.4 INSTITUIÇÕES... 11 3.5 CONFIGURAR... 11

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9

TERMO DE REFERÊNCIA TÍTULO: Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD. GECOQ Gerência de Controle e Qualidade 1/9 TÍTULO: ASSUNTO: GESTOR: TERMO DE REFERÊNCIA Termo de Referência para contratação de ferramenta case de AD DITEC/GECOQ Gerência de Controle e Qualidade ELABORAÇÃO: PERÍODO: GECOQ Gerência de Controle e

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Apontamento Web

CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Apontamento Web CATÁLOGO DE CUSTOMIZAÇÕES Apontamento Web Índice CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 DADOS DO PROJETO... 4 OBJETIVO(S) DO PROJETO... 4 ESCOPO... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. PREMISSAS... 17 LIMITAÇÕES E RESTRIÇÕES...

Leia mais

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional

Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Aplicativo web para definição do modelo lógico no projeto de banco de dados relacional Juarez Bachmann Orientador: Alexander Roberto Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

TRBOnet MDC Console. Manual de Operação

TRBOnet MDC Console. Manual de Operação TRBOnet MDC Console Manual de Operação Versão 1.8 ÍNDICE NEOCOM Ltd 1. VISÃO GERAL DA CONSOLE...3 2. TELA DE RÁDIO...4 2.1 COMANDOS AVANÇADOS...5 2.2 BARRA DE FERRAMENTAS...5 3. TELA DE LOCALIZAÇÃO GPS...6

Leia mais

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido

Roteiro. Arquitetura. Tipos de Arquitetura. Questionário. Centralizado Descentralizado Hibrido Arquitetura Roteiro Arquitetura Tipos de Arquitetura Centralizado Descentralizado Hibrido Questionário 2 Arquitetura Figura 1: Planta baixa de uma casa 3 Arquitetura Engenharia de Software A arquitetura

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br

DIGIMAN. WTB Tecnologia 2009. www.wtb.com.br DIGIMAN MANDADO JUDICIAL ELETRÔNICO Arquitetura WTB Tecnologia 2009 www.wtb.com.br Arquitetura de Software O sistema DIGIMAN é implementado em três camadas (apresentação, regras de negócio e armazém de

Leia mais

Etapas e Instruções Gerais para a Migração Educacenso 2015

Etapas e Instruções Gerais para a Migração Educacenso 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Etapas e Instruções Gerais para a Migração Educacenso 2015 1ª ETAPA

Leia mais