CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 2014 / PORTUGUÊS 5.º e 6.º Anos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 2014 / 2015. PORTUGUÊS 5.º e 6.º Anos"

Transcrição

1 Disciplina: PORTUGUÊS 5.º e 6.º Anos - Responsabilidade: (6%) assiduidade/pontualidade (2%) material (2%) organização do caderno diário (2%) - Comportamento: (5%) cumpre as regras estabelecidas - Empenho/Participação: (6%) - Cumpre todas as tarefas que são propostas Autonomia (3%) Verificação e registo de comportamentos Grelhas de classificação de desempenho Caderno diário 20% Domínios: Leitura e Escrita Oralidade Educação Literária Gramática Avaliação de conhecimentos (resultado das fichas de avaliação) (60%) Leitura e Escrita (8%): Oralidade: - Expressão / Compreensão (4%) Educação Literária (4%) Gramática (4%) 80% - Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelos restantes parâmetros do mesmo domínio. - - O incumprimento de prazos ou regras são passíveis de penalização - Estes critérios poderão ser reajustados de acordo com o Plano de Ação da Turma. A Delegada do Grupo de Português: Celeste Leite

2 Disciplina: INGLÊS 5.º e 6.º Anos Participa com empenho nas tarefas propostas. É assíduo e pontual. Apresenta todo o material. Revela interesse e empenho. Sabe ouvir e respeita a opinião dos outros. Verificação de comportamentos. - 6% Classificação de desempenho. - 14% 20 % Usa corretamente a Língua Inglesa (oral e escrita), com boa estrutura gramatical: - compreensão de textos orais; - compreensão de textos escritos; - conhecimento de formas e regras de comunicação; - capacidade de comunicar em várias situações; - domínio progressivo de técnicas de construção de textos. É autónomo. É capaz de pesquisar, selecionar e tratar informação. Revela capacidade de auto e heteroavaliação. É organizado. Provas escritas. - 50% Trabalhos individuais feitos na aula. - 5% Trabalhos colaborativos. - 2,5% Trabalhos de casa. - 2,5% Avaliação da produção de enunciados orais. - 20% 80 % É criativo. Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio. Incumprimentos de prazos/regras serão passíveis de penalização. A Delegada do Grupo de Inglês: Conceição Araújo

3 Disciplina: PORTUGUÊS 7º e 8º Anos - É assíduo e pontual (2%); - Apresenta todo o material necessário (2%) - Participa com empenho e interesse nas tarefas propostas (8%); - Espírito de iniciativa e criatividade (3%); - Sabe ouvir e falar respeitando a opinião dos outros (5%). - Verificação de comportamentos (4%); - Classificação de desempenho (16%): observação direta, caderno diário, trabalhos de casa, trabalhos de grupo, debates e exposições orais, fichas de auto e heteroavaliação. 20% Domínios: Oralidade Leitura Escrita Educação Literária Gramática - Avaliação de conhecimentos (resultado das fichas de avaliação) (65%) Leitura (3%) Escrita (3%): Oralidade - Expressão / Compreensão (3%) Educação Literária (2%) Gramática (4%) 80% - Qualquer documento de avaliação, que seja copiado, será passível de anulação; - O incumprimento de prazos e/ou regras será penalizado; - Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio; - Estes critérios poderão ser reajustados de acordo com o Plano de Ação da Turma. O Delegado de Disciplina / Coordenador do Departamento

4 Disciplina: PORTUGUÊS 9º Ano - É assíduo e pontual (2%); - Apresenta todo o material necessário (2%) - Participa com empenho e interesse nas tarefas propostas (2%); - Espírito de iniciativa e criatividade (2%); - Sabe ouvir e falar respeitando a opinião dos outros (2%). - Verificação de comportamentos (4%); - Classificação de desempenho (6%): observação direta, caderno diário, trabalhos de casa, trabalhos de grupo, debates e exposições orais, fichas de auto e heteroavaliação. Domínios: Oralidade Leitura Escrita Educação Literária Gramática - Avaliação de conhecimentos (resultado das fichas de avaliação) (70%) Leitura (4%) Escrita (5%): Oralidade - Expressão / Compreensão (4%) Educação Literária (3%) Gramática (4%) 90% - Qualquer documento de avaliação, que seja copiado, será passível de anulação; - O incumprimento de prazos e/ou regras será penalizado; - Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio; O Delegado de Disciplina / Coordenador do Departamento

5 Disciplina - INGLÊS 7º, 8º e 9º Anos. Comportamento Lista de verificação de comportamentos. Participação. Respeito pelos outros. Assiduidade e Pontualidade. Interesse face às atividades letivas. Realização de tarefas propostas de uma forma organizada Material necessário (portefólio, caderno, livro...) 20%. Usa corretamente a língua estrangeira (escrita e oral), com boa estrutura gramatical e sem erros ortográficos. É autónomo. É capaz de pesquisar e selecionar informação Provas escritas (no mínimo, 1 por período) 50% Trabalhos individuais / grupo (incluindo trabalhos de casa) Portefólio do aluno e caderno. Revela capacidade de auto e heteroavaliação Expressão oral (leitura, compreensão do oral e produção) 5% 25% Estes critérios poderão ser reajustados de acordo com o Plano de Ação da Turma. Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio. Incumprimento de prazos e/ou regras serão passíveis de penalização. A Delegada do Grupo de Inglês: Paula Cristina Azevedo

6 Disciplina - FRANCÊS 7º, 8º e 9º Anos. Comportamento Lista de verificação de comportamentos. Participação. Respeito pelos outros. Assiduidade e pontualidade. Interesse face às atividades letivas. Realização de tarefas propostas de forma organizada Material escolar necessário às aulas (portefólio, caderno diário, manual escolar e caderno de atividades...) 20%. Usa corretamente a língua estrangeira (escrita e oral), com boa estrutura gramatical e sem erros ortográficos. É autónomo. É capaz de pesquisar e selecionar informação. Revela capacidade de auto e heteroavaliação Provas escritas (no mínimo, uma por período) 50% Trabalhos individuais e/ou de grupo (incluindo trabalhos de casa) Portefólio e caderno diário do aluno Expressão oral (leitura, compreensão oral e produção oral) 5% 25% Estes critérios poderão ser reajustados de acordo com o Plano de Ação da Turma. Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio. Incumprimento de prazos e/ou regras serão passíveis de penalização. A Delegada do Grupo de Francês: Odete Silva

7 Disciplina - ESPANHOL 7º, 8º e 9º Anos. Comportamento Lista de verificação de comportamentos. Participação. Respeito pelos outros. Assiduidade e Pontualidade. Interesse face às atividades letivas. Realização de tarefas propostas de uma forma organizada Material necessário (portefólio, caderno, livro...) 20%. Usa corretamente a Língua estrangeira (escrita e oral), com boa estrutura gramatical e sem erros ortográficos. É autónomo. É capaz de pesquisar e selecionar informação Provas escritas (no mínimo, 1 por período) 50% Trabalhos individuais / grupo (incluindo trabalhos de casa) Portefólio do aluno e caderno. Revela capacidade de auto e heteroavaliação Expressão oral (leitura, compreensão do oral e produção) 5% 25% Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio. Incumprimento de prazos e/ou regras serão passíveis de penalização. Estes critérios poderão ser reajustados de acordo com o plano de ação da turma. O Coordenador de Departamento A Delegada de Disciplina Sara Ramalho

8 Disciplina - FRANCÊS 10º / 11º Anos. Comportamento Lista de verificação de comportamentos. Participação Material escolar necessário (portefólio, caderno diário, manual escolar e caderno de atividades...). Assiduidade e pontualidade. Interesse face às atividades letivas. Realização das tarefas propostas. Usa corretamente a língua estrangeira (escrita e oral), com boa estrutura gramatical e sem erros ortográficos. É capaz de pesquisar e selecionar informação. Revela autonomia, criatividade nas decisões e resolução de problemas. Revela capacidade de auto e heteroavaliação Provas escritas (no mínimo, uma por período) Trabalhos individuais e/ou de grupo (incluindo trabalhos de casa) Portefólio do aluno Ficha de autoavaliação Expressão oral (leitura, compreensão oral e produção oral) 50% 30% Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio. Incumprimento de prazos e/ou regras serão passíveis de penalização. A Delegada do Grupo de Francês: Odete Silva

9 Disciplina - INGLÊS 10º / 11º Anos. Comportamento Lista de verificação de comportamentos. Participação Material necessário (portefólio, caderno, livro...). Assiduidade e Pontualidade. Interesse face às atividades letivas. Realização de tarefas propostas. Usa corretamente a língua estrangeira (escrita e oral), com boa estrutura gramatical e sem erros ortográficos. É capaz de pesquisar e selecionar informação. Revela autonomia, criatividade nas decisões e resolução de problemas. Revela capacidade de auto e heteroavaliação Provas escritas (no mínimo, 1 por período) Trabalhos individuais / grupo (incluindo trabalhos de casa) Portefólio do aluno Ficha de autoavaliação Expressão oral (leitura, compreensão do oral e produção) 50% 30% Excecionalmente, quando um dos instrumentos de avaliação não for implementado, a sua cotação será redistribuída pelo mesmo domínio. Incumprimento de prazos e/ou regras serão passíveis de penalização. A Delegada do Grupo de Inglês: Paula Cristina Azevedo

10 Disciplina: PORTUGUÊS 10º, 11º E 12º Anos - Participação. - Comportamento. - Interesse. - Poder de iniciativa. - Curiosidade, sentido crítico. - Realização das tarefas propostas. - Civismo e cidadania. - Assiduidade e pontualidade. - Observação na sala de aula. - Lista de verificação. - Grelha de classificação de desempenho. - Autonomia na resolução dos problemas. - Domínio das técnicas de tratamento da informação. - Domínio das expressões. - Conhecimento do funcionamento da língua. - Capacidade de interpretação e análise. - Capacidade de elaborar diversos textos. - Capacidade de autoavaliação. - Provas escritas (uma por período, no mínimo) - Elaboração de trabalhos. - Oralidade 55% 25% - - O incumprimento de prazos e/ou regras serão passíveis de penalização. - Excecionalmente, quando não houver lugar à elaboração de trabalhos, a sua cotação será redistribuída pelas provas escrita. O Delegado de Disciplina / Coordenador do Departamento

CURSO VOCACIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO TÉCNICO DE AQUICULTURA COMUNICAR EM INGLÊS 11º 13 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. SABER Interpretação e Produção de Texto

CURSO VOCACIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO TÉCNICO DE AQUICULTURA COMUNICAR EM INGLÊS 11º 13 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO. SABER Interpretação e Produção de Texto CURSO VOCACIONAL DE NÍVEL SECUNDÁRIO TÉCNICO DE AQUICULTURA COMUNICAR EM INGLÊS 11º 13 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOMÍNIOS CRITÉRIOS INDICADORES INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO Eficácia na aquisição e aplicação

Leia mais

CURSO VOCACIONAL DE ARTE E PUBLICIDADE

CURSO VOCACIONAL DE ARTE E PUBLICIDADE CURSO VOCACIONAL DE ARTE E PUBLICIDADE Planificação Anual - 2015-2016 Ensino Básico 9º Ano 2º Ano - Atividade Vocacional FOTOGRAFIA DIGITAL MATRIZ DE CONTEÚDOS E DE PROCEDIMENTOS Conteúdos Procedimentos

Leia mais

Planificação INGLÊS 6ºAno Ano letivo 2015-16 MATRIZ DE CONTEÚDOS E DE PROCEDIMENTOS. - Leitura de textos

Planificação INGLÊS 6ºAno Ano letivo 2015-16 MATRIZ DE CONTEÚDOS E DE PROCEDIMENTOS. - Leitura de textos Planificação INGLÊS 6ºAno Ano letivo 2015-16 MATRIZ DE CONTEÚDOS E DE PROCEDIMENTOS CONTEÚDOS Teste diagnóstico Atividades recuperação Unidade starter: revisão de identificação pessoal, alfabeto, países

Leia mais

Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior Cód. 152900. CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO

Agrupamento de Escolas Oliveira Júnior Cód. 152900. CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR, ENSINOS BÁSICO e SECUNDÁRIO NOTA INTRODUTÓRIA Ano letivo 2014/2015 Sendo a avaliação um «processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar

Leia mais

ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL

ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL Escola Secundária Dr. Solano de Abreu Abrantes ENSINO SECUNDÁRIO CURSO PROFISSIONAL DISCIPLINA: PORTUGUÊS ANO: 10º ANO LETIVO 2012/2013 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ATIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS INSTRUMENTOS

Leia mais

Escola Básica 1,2,3/JI de Angra do Heroísmo. Critérios de Avaliação em Língua Estrangeira. (1º ciclo)

Escola Básica 1,2,3/JI de Angra do Heroísmo. Critérios de Avaliação em Língua Estrangeira. (1º ciclo) Escola Básica 1,2,3/JI de Angra do Heroísmo Critérios de Avaliação em Língua Estrangeira (1º ciclo) Departamento de Línguas Estrangeiras Ano Letivo 2015/2016 1 Considerações Gerais 1. Pretende-se que a

Leia mais

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. A) Competências COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação. A) Competências COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Informação - Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de: Prova 21 1ª Fase 2013 9º Ano

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO De acordo com o estipulado no Decreto-Lei nº139/2012 de 5 de julho e do Despacho Normativo nº14/2011, estabelecem-se os seguintes Critérios Gerais de Avaliação, que passarão

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ano letivo 2015-2016

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ano letivo 2015-2016 INTRODUÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO LOURENÇO VALONGO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ano letivo 2015-2016 Sendo a avaliação um «processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador

Leia mais

Exame de Equivalência à Frequência 2011/2012 Escola Secundária da Ramada

Exame de Equivalência à Frequência 2011/2012 Escola Secundária da Ramada Exame de Equivalência à Frequência 2011/2012 Escola Secundária da Ramada Ensino Básico INGLÊS INFORMAÇÃO-EXAME Ciclo 3º Ciclo do Ensino Básico Legislação Dec. Lei n.º6/2001, de 18 de janeiro Data 11 de

Leia mais

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução

INGLÊS PROVA ESCRITA. 1. Introdução Matriz da Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de COLÉGIO LICEAL DE SANTA MARIA DE LAMAS Prova de Exame de Equivalência à Frequência do Ensino Básico de: Prova 21 2016 9.º Ano de

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO DOS ALUNOS DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA Este documento contempla as linhas gerais de orientação, para uniformização

Leia mais

DOMÍNIOS PARÂMETROS OBJETIVOS

DOMÍNIOS PARÂMETROS OBJETIVOS TRANSVERSALIDADE (5%) ATITUDES E VALORES (25%) CONHECIMENTOS (70%) DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS ANO LETIVO 2014/2015 DOMÍNIOS PARÂMETROS OBJETIVOS COMPREENSÃO/ INTERAÇÃO /PRODUÇÃO ORAL LEITURA ESCRITA

Leia mais

RESUMO DA PLANIFICAÇÃO ANO LETIVO 2012/2013

RESUMO DA PLANIFICAÇÃO ANO LETIVO 2012/2013 ANO LETIVO 2012/2013 Disciplina de EDUCAÇÃO FÍSICA; Ano escolaridade: 1 AI ; Professora: Carla Rodrigues Período TEMAS SUB-TEMAS AULAS PREVISTAS Força; Resistência; Velocidade; Flexibilidade e Destreza

Leia mais

Português 3.º ciclo Ano letivo 2013/ 2014. Critérios de avaliação 1.º Período

Português 3.º ciclo Ano letivo 2013/ 2014. Critérios de avaliação 1.º Período Domínio cognitivo Domínio das atitudes e valores Português 3.º ciclo Ano letivo 2013/ 2014 Docente: Malvina da Silva Teixeira Sousa Turma: 9.º A Critérios de avaliação 1.º Período Domínios de Avaliação

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. 1. Avaliação. 2. Intervenientes:

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO. 1. Avaliação. 2. Intervenientes: CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 1. Avaliação A avaliação constitui um processo regulador do ensino, orientador do percurso escolar e certificador dos conhecimentos adquiridos e capacidades desenvolvidas

Leia mais

A prova é constituída por duas partes, prova escrita e prova oral, a ter lugar em datas distintas.

A prova é constituída por duas partes, prova escrita e prova oral, a ter lugar em datas distintas. 2015/2016 ANO DE ESCOLARIDADE: 9º ANO DURAÇÃO DA PROVA ESCRITA: 90 minutos TOLERÂNCIA: 00 minutos DURAÇÃO DA PROVA ORAL: ± 15 MINUTOS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 3.º CICLO - 1.ª e 2.ª

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2015 MATRÍCULAS: DE 25 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2015 MATRÍCULAS: DE 25 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2015 MATRÍCULAS: DE 25 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO LÍNGUA ESTRANGEIRA ALEMÃO Prof.ª Luciane Probst Unidade de Ensino I Prédio Pedro Fabro, Sala 303 Unidade

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2015-16

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2015-16 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2015-16 Critérios de : Disciplina de Instrumento Departamento de Sopros, Canto e Percussão Critérios Gerais Critérios Específicos Instrumentos Indicadores de reflexo no domínio dos

Leia mais

D e p a r t a m e n t o d e C i ê n c i a s E x p e r i m e n t a i s G r u p o 5 2 0 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano letivo de 2013/2014

D e p a r t a m e n t o d e C i ê n c i a s E x p e r i m e n t a i s G r u p o 5 2 0 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano letivo de 2013/2014 D e p a r t a m e n t o d e C i ê n c i a s E x p e r i m e n t a i s G r u p o 5 2 0 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano letivo de 2013/2014 Os critérios específicos presentes neste documento constituem uma base

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE FÍSICO-QUÍMICA

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE FÍSICO-QUÍMICA CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE FÍSICO-QUÍMICA 3º Ciclo 7º, 8º e 9º Anos ANO LETIVO 2014/15 1- Domínios Domínios Saber e Saber Fazer Saber ser/ estar Parâmetros a avaliar - Revelar conhecimentos. - Compreensão/interpretação

Leia mais

SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS

SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL Ensino Secundário DISCIPLINA: Português ANO: 10º PROFISSIONAL ANO LETIVO 2011/2012 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS

Leia mais

ESPANHOL Abril de 2015. Prova 15 2015

ESPANHOL Abril de 2015. Prova 15 2015 INFORMAÇÃO PROVA FINAL DE CICLO ESPANHOL Abril de 2015 Prova 15 2015 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação referida e do Programa da disciplina. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARQUÊS DE MARIALVA CANTANHEDE INFORMAÇÃO-PROVA FRANCÊS 2016 Prova 16 3.º Ciclo do Ensino Básico (Despacho Normativo n.º1-f/2016 de 5 de Abril e Despacho Normativo n.º1-g/2016 de

Leia mais

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS (LE II) COMPONENTE ESCRITA

INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS (LE II) COMPONENTE ESCRITA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS (LE II) COMPONENTE ESCRITA PROVA 16 2016 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho)» INTRODUÇÃO O presente documento visa

Leia mais

Informação sobre a Prova de Exame de Equivalência à Frequência

Informação sobre a Prova de Exame de Equivalência à Frequência Informação sobre a Prova de Exame de Equivalência à Frequência Prova de Francês LEII 3º Ciclo do Ensino Básico Duração da Prova: 90 minutos (escrita); 15 minutos (oral) 1.Objeto de avaliação A prova a

Leia mais

Direção Pedagógica Coordenação Pedagógica Orientação Educacional

Direção Pedagógica Coordenação Pedagógica Orientação Educacional 4º ano 2016 Equipe Pedagógica Direção Pedagógica - Verinha Affonseca verinha@escolanova.com.br - Mariana Guaraná marianaguarana@escolanova.com.br - Cintia Areno cintia@escolanova.com.br Coordenação Pedagógica

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS - PROVA ESCRITA e ORAL 2016 Prova 16 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho) O presente documento divulga informação relativa

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores METODOLOGIA CIENTÍFICA Redes de Computadores Metodologia e Introdução à Pesquisa AULA Inaugural AGENDA EMENTA OBJETIVOS GERAIS OBJETIVOS ESPECÍFICOS JUSTIFICATIVA COMPETÊNCIAS REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

Leia mais

ESPANHOL Cont. Ano Letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. 11º Ano de Escolaridade

ESPANHOL Cont. Ano Letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. 11º Ano de Escolaridade Ano Letivo 2015/2016 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL Cont. 11º Ano de Escolaridade Prova 368 2016 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova a que esta

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2015/2016

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2015/2016 05 ÍNDICE 08 Departamento de Línguas 09 Português 13 Inglês 15 Espanhol 17 Departamento das Ciências Experimentais 18 Matemática para as Artes 25 Física e Química Aplicada

Leia mais

Cursos Vocacional Informática e Tecnologias Web Planificação Anual 2015-2016 Educação Física

Cursos Vocacional Informática e Tecnologias Web Planificação Anual 2015-2016 Educação Física Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Cursos Vocacional Informática e Tecnologias Web Planificação Anual 2015-2016

Leia mais

EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E FÍSICO MOTORAS 2016

EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E FÍSICO MOTORAS 2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA TROFA INFORMAÇÃO-PROVA EXPRESSÕES ARTÍSTICAS E FÍSICO MOTORAS 2016 Prova 23 1.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga informação

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de Inglês (Escrita + Oral) Prova Código 06-2016 2º Ciclo do Ensino Básico - 6ºano de escolaridade 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Disciplina de Português 3º Ciclo (7º e 8º anos) Critérios de Avaliação 2013/2014

Disciplina de Português 3º Ciclo (7º e 8º anos) Critérios de Avaliação 2013/2014 Conhecimentos Atitudes Disciplina de Português 3º Ciclo (7º e 8º anos) Critérios de Avaliação 2013/2014 Comportamento (Respeito/Cooperação com os outros) 5% Trabalhos de Casa (Cumprimento das Tarefas)

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2015/2016

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2015/2016 CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO 2015/2016 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM 1- De acordo com o disposto no Despacho Normativo n.º 17-A/2015, de 22 de setembro, no seu artigo 4º, até ao início do ano letivo, o Conselho

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Pé Leve, Liliana Patrícia Monteiro Morada(s) Rua dos Pé Leves nº 46, Vale Mansos, 2100-049 Coruche (Portugal) Telefone(s) 243660191

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com PE da Nazaré

Escola Básica do 1º Ciclo com PE da Nazaré Escola Básica do 1º Ciclo com PE da Nazaré A responsável: Mersília Alves Índice Introdução... 3 Caraterização Geral da Turma... 5 Competências Gerais... 6 Objetivos... 7 Propostas gerais de Atividades/Estratégias...

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2007 / 2008

Plano Anual de Actividades 2007 / 2008 Plano Anual de Actividades 2007 / 2008 Colaboração na Dinamização da Biblioteca Escolar Colaboração no Jornal Escolar Teatro Professores, alunos, toda a comunidade escolar. - Animar a Biblioteca Escolar

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS E NORMAS DE AVALIAÇÃO 2016/2017

CRITÉRIOS GERAIS E NORMAS DE AVALIAÇÃO 2016/2017 CRITÉRIOS GERAIS E NORMAS DE AVALIAÇÃO 2016/2017 Introdução A avaliação constitui um processo regulador do ensino e da aprendizagem, que orienta o percurso escolar dos alunos e certifica as aprendizagens

Leia mais

Prêmio Viva Leitura. Categoria Escola Pública. Projeto: Leitura como fonte de conhecimento e prazer

Prêmio Viva Leitura. Categoria Escola Pública. Projeto: Leitura como fonte de conhecimento e prazer COLÉGIO ESTADUAL DO CAMPO DE LAGOA ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PR 281 KM 20 - LAGOA FONE: 41-3674-1053 e-mail : colegioestadualdelagoa@gmail.com Prêmio Viva Leitura Categoria Escola Pública Projeto: Leitura

Leia mais

GERÊNCIA DE ENSINO Coordenação do Curso de Licenciatura em Letras Português/Inglês CONCURSO DO PROJETO DE INTERVENÇÃO PPP III CIRCUITO 9

GERÊNCIA DE ENSINO Coordenação do Curso de Licenciatura em Letras Português/Inglês CONCURSO DO PROJETO DE INTERVENÇÃO PPP III CIRCUITO 9 GERÊNCIA DE ENSINO Coordenação do Curso de Licenciatura em Letras Português/Inglês CONCURSO DO PROJETO DE INTERVENÇÃO PPP III CIRCUITO 9 SALVADOR - BAHIA - BRASIL 2009 CONCURSO PARA ESCOLHA DO MELHOR PROJETO

Leia mais

3.º ano. Venha conhecer os novos projetos de Língua Portuguesa e Estudo do Meio.

3.º ano. Venha conhecer os novos projetos de Língua Portuguesa e Estudo do Meio. Coleção 3.º ano Venha conhecer os novos projetos de Língua Portuguesa e Estudo do Meio. Oo Projeto de Língua Portuguesa 4 Projeto de Estudo do Meio 6 e-manual Premium 8 Torso humano 9 Alfakit do Professor

Leia mais

GESTÃO DO PROGRAMA DE FRANCÊS - 7º ano. Manual: Magie des Mots

GESTÃO DO PROGRAMA DE FRANCÊS - 7º ano. Manual: Magie des Mots ANO LETIVO 2013 / 2014 GESTÃO DO PROGRAMA DE FRANCÊS - 7º ano Manual: Magie des Mots Professoras: Elsa Teiga, Filomena Parracho, Maria Barreirinha, Teresa Madaíl COMPETÊNCIAS GERAIS 1 Desenvolver uma competência

Leia mais

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros:

Os conteúdos programáticos serão trabalhados de acordo com os seguintes parâmetros: 3º ciclo Oferta Complementar: Apoio ao estudo da disciplina de Português Domínios Ponderação Componente cognitiva (capacidades e conhecimentos) Oralidade Leitura Escrita Gramática 80% Componente socioafetiva

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-escolar da Nazaré Projeto: Ano letivo 2014-2015 Docente: Ana Neves Índice INTRODUÇÃO... 3 CARATERIZAÇÃO DA TURMA... 4 OBJETIVOS DO CLUBE... 5 METAS / ATIVIDADES / CALENDARIZAÇÃO...

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular COMPLEMENTOS DE PROJECTO APLICADO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Mem Martins Informação n.º /2014

Agrupamento de Escolas de Mem Martins Informação n.º /2014 Agrupamento de Escolas de Mem Martins Informação n.º /2014 Prova 527/ 2014 INFORMAÇÃO EXAME FINAL DE ESCOLA: Português 12º Ano de Escolaridade 1. Introdução O presente documento divulga informação relativa

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO (Aprovado em Conselho Pedagógico de 17.fevereiro.2012) (Revisto em Conselho Pedagógico de 06.novembro.2012) (Retificação das ponderações finais de período em Conselho Pedagógico

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CONDEIXA-A-NOVA 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CONDEIXA-A-NOVA 2015/2016 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CONDEIXA-A-NOVA 2015/2016 2 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CONDEIXA-A-NOVA 2015/2016 Índice CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO... 5 CRITÉRIOS ESPECIFÍCOS DE AVALIAÇÃO... 9 Educação Pré-Escolar...

Leia mais

Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro 2011/2012 Formação Cívica 3º Ciclo Previsão do número de aulas disponíveis (45 minutos)

Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro 2011/2012 Formação Cívica 3º Ciclo Previsão do número de aulas disponíveis (45 minutos) Escola EB 2/3 João Afonso de Aveiro 20/202 Formação Cívica 3º Ciclo Previsão do número de aulas disponíveis (45 minutos) Início das aulas...5-09-20 Fim do Primeiro Período...6-2-20 Número de aulas do º

Leia mais

Departamento de Expressões. Critérios de Avaliação Educação Física

Departamento de Expressões. Critérios de Avaliação Educação Física Departamento de Expressões Critérios de Avaliação Educação Física Ano letivo 2015/2016 Domínio Cognitivo, Operacional e Instrumental (60 %) Domínio Socio afetivo (40%) DEPARTAMENTO DE EXPRESSÕES - CRITÉRIOS

Leia mais

INFORMAÇÃO SOBRE A PROVA ESCRITA

INFORMAÇÃO SOBRE A PROVA ESCRITA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês (Prova Escrita + Prova Oral) 2016 Prova 06 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

1.º Objectivo. 2.º Pré-requisitos de acesso

1.º Objectivo. 2.º Pré-requisitos de acesso DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA E ESTUDOS HUMANÍSTICOS Licenciatura em Psicologia Ramo Clínica/Plano pré-bolonha REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR EM PSICOLOGIA CLÍNICA (Documento aprovado em reunião do dia

Leia mais

1º Ciclo. Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a):

1º Ciclo. Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a): 1º Ciclo Componentes do currículo Áreas disciplinares de frequência obrigatória (a): Áreas não disciplinares (b): Português Matemática Estudo do Meio Expressões: Artísticas Físico-motoras Área de projeto

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. Resolução da ficha de diagnóstico

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS. Resolução da ficha de diagnóstico ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL ENSINO SECUNDÁRIO DISCIPLINA: FRANCÊS Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos e Curso Profissional

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI JOÃO DE VILA DO CONDE CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI JOÃO DE VILA DO CONDE CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI JOÃO DE VILA DO CONDE CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Os critérios de avaliação pretendem ajudar a complementar a organização da vida escolar. Tendo em conta esse objetivo, o

Leia mais

CRITÉRIOS PARA A ELABORAÇÃO DOS HORÁRIOS EM 2014/15

CRITÉRIOS PARA A ELABORAÇÃO DOS HORÁRIOS EM 2014/15 CRITÉRIOS PARA A ELABORAÇÃO DOS HORÁRIOS EM 2014/15 No âmbito das competências previstas na alínea l) do artº 33º do D.L. 75/2008 de 22 de Abril, o Conselho Pedagógico, em reunião do dia 13 de maio de

Leia mais

Portfolio: um instrumento de avaliação

Portfolio: um instrumento de avaliação Maria de Lurdes Gonçalves Escola Secundária/3 Dr.ª Maria Cândida Mira Portfolio: um instrumento de avaliação 18º Congresso APPI 30 de Abril de 2004 Portfolio Colecção organizada e planeada de trabalhos

Leia mais

ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA

ARTICULAÇÃO PEDAGÓGICA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO ORGANOGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DA ARTICULAÇÃO PARA O TRIÉNIO 2010-13 MARÇO 2013 ORGANOGRAMA DE DESENV. DA ARTICULAÇÃO 2010-2013 ARTICULAÇÃO 2010/11 2011/12 2012/13

Leia mais

Este documento deve ser dado a conhecer aos alunos para que fiquem devidamente informados sobre o exame que irão realizar.

Este documento deve ser dado a conhecer aos alunos para que fiquem devidamente informados sobre o exame que irão realizar. Exame de equivalência à frequência de Francês - 16 015 3.º Ciclo do Ensino Básico Informação Exame de Equivalência à Frequência 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características do exame

Leia mais

Programação das Unidades de Aprendizagem

Programação das Unidades de Aprendizagem Disciplina: Língua Portuguesa 8ºAno Ano Lectivo: 09 /10 U.A.Nº: 0 metodologias básicas de análise, e investir esse na mobilização das apropriadas à compreensão oral e escrita e na - Apresentação - Apresentação

Leia mais

Nome: Sexo: ( )F ( )M. 1. Você cursou ou cursa Inglês em uma escola de idiomas ou com professor particular? Sim ( ) Não ( )

Nome: Sexo: ( )F ( )M. 1. Você cursou ou cursa Inglês em uma escola de idiomas ou com professor particular? Sim ( ) Não ( ) 1º Questionário para coleta de dados Nome: Sexo: ( )F ( )M 1. Você cursou ou cursa Inglês em uma escola de idiomas ou com professor particular? Sim ( ) Não ( ) 2. Por quanto tempo? Menos de 1 ano ( ) Entre

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS REGULAMENTO DA FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO

CURSOS PROFISSIONAIS REGULAMENTO DA FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO CURSOS PROFISSIONAIS REGULAMENTO DA FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO Artigo 1º Âmbito e Definição 1 - A FCT é um conjunto de atividades profissionais desenvolvidas sob coordenação e acompanhamento da escola,

Leia mais

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro..

Deve ainda ser tido em consideração o Despacho Normativo n.º 24-A/2012, de 6 de dezembro, bem como o Despacho n.º 15971/2012, de 14 de dezembro.. PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Físico-Química 9º Ano de Escolaridade Prova 11 / 1ª Fase Duração da Prova: 90 minutos. Informações da prova INTRODUÇÃO

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação: Desenho 2 Área Científica: Desenho Ciclo de Estudos: 1º Ciclo Carácter: Obrigatória Semestre: 1º ECTS: 6 Tempo de Trabalho: Horas de Contacto:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS. SAU 223 PESQUISA EM SAÚDE SAU 222 Metodologia da Pesquisa em Saúde II

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS. SAU 223 PESQUISA EM SAÚDE SAU 222 Metodologia da Pesquisa em Saúde II UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA U.E.F.S DEPARTAMENTO DE SAÚDE CURSO DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS SAU 223 PESQUISA EM SAÚDE SAU 222 Metodologia da Pesquisa

Leia mais

Critérios de Avaliação do Ensino Básico - 2º Ciclo. Língua Portuguesa

Critérios de Avaliação do Ensino Básico - 2º Ciclo. Língua Portuguesa Critérios de Avaliação do Ensino Básico - º Ciclo Língua Portuguesa DOMÍNIOS COMPETÊNCIAS PONDERAÇÃO NA CLASSIFICAÇÃO TIPOLOGIA DOS INSTRUMENTOS DE FINAL AVALIAÇÃO POR PERÍODO Teste(s) de compreensão oral

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CUBA Escola Básica Integrada c/ Jardim de Infância Fialho de Almeida, Cuba Ano Lectivo 2007/2008

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CUBA Escola Básica Integrada c/ Jardim de Infância Fialho de Almeida, Cuba Ano Lectivo 2007/2008 9. Cooperar com outros em tarefas e projectos comuns. O Império Colonial português no Séc. XVIII: - Recursos naturais e actividades económicas; - Movimentos da população, tráfico de escravos; - A sociedade

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho EE Esterina Placo (Extensão) Código: 091.01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional:

Leia mais

Tipo de Prova: Escrita e Oral

Tipo de Prova: Escrita e Oral INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS 2016 Prova 06 Tipo de Prova: Escrita e Oral 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) Introdução O presente documento visa

Leia mais

Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento

Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ano Letivo 2015/2016 INTRODUÇÃO O processo de avaliação das aprendizagens, na Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento,

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO MANUAL DO ALUNO. APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS (8º/7º semestres)

INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO MANUAL DO ALUNO. APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS (8º/7º semestres) INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSO: MANUAL DO ALUNO APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS (8º/7º semestres) SDE SIMULAÇÃO DE ESTRATÉGIA DISCIPLINA-ÂNCORA GESTÃO MERCADOLÓGICA SÃO PAULO

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR J.I. MAJOR DAVID NETO EJ.I. FOJO ANO LETIVO 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1 1- INTRODUÇÃO A avaliação é um elemento integrante e regulador da prática educativa em

Leia mais

Apresentação da disciplina

Apresentação da disciplina FEUP MIEIG & MIEM Ano letivo 2013/14 Disciplina: Gestão da Qualidade Total Apresentação da disciplina (v1 em 2 de setembro) José A. Faria, jfaria@fe.up.pt Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC DE NOVA ODESSA Código: 234 Município: Nova Odessa Eixo Tecnológico: Segurança Habilitação Profissional: Técnico em Segurança do Trabalho Qualificação:

Leia mais

PLANO NACIONAL DE LEITURA

PLANO NACIONAL DE LEITURA PLANO NACIONAL DE LEITURA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR PROJETO LEITURA EM VAI E VEM PNL ANO LETIVO 2012/2013 1 INTRODUÇÃO A leitura constitui uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento de capacidades cognitivas

Leia mais

ATENÇÃO: Serão desconsideradas as inscrições dos alunos cujo segmento/série não seja integrado à Rede Pitágoras.

ATENÇÃO: Serão desconsideradas as inscrições dos alunos cujo segmento/série não seja integrado à Rede Pitágoras. INFORMAÇÕES GERAIS Podem participar do Simulado ENEMVest 2013 todas as escolas parceiras da Rede Pitágoras, devidamente inscritas, cujos alunos estejam regularmente matriculados na 1.ª, 2.ª e 3.ª séries

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL. 3º C.E.B. DISCIPLINA: Francês ANO: 7º ANO LECTIVO: 2010/2011

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL. 3º C.E.B. DISCIPLINA: Francês ANO: 7º ANO LECTIVO: 2010/2011 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL 3º C.E.B. DISCIPLINA: Francês ANO: 7º ANO LECTIVO: 2010/2011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS

Leia mais

Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Bragança. Mestrado em: Animação Artística

Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Bragança. Mestrado em: Animação Artística Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Bragança Mestrado em: Animação Artística Unidade Curricular: Metodologia de Investigação em Artes 2007 / 2008 Carlos Morais Pré - requisitos Antes da

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento Ciências Sociais e Humanas Grupos: 200; 400; 410; 420; 430; 530 ESCOLA BÁSICA DO 2º CICLO DE PINHEL Critérios de Avaliação de Português- 2º Ciclo O R A L I D A D E Componente

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Critérios de Avaliação 2015/2016 Índice I Enquadramento da avaliação. II Processo de Avaliação III Efeitos da Avaliação 2 2 3 Avaliação Diagnóstica. 3 Avaliação Formativa... 3 Avaliação Sumativa.. 3 IV

Leia mais

PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE LIVRO VIAJANTE

PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE LIVRO VIAJANTE PROJETO DE INCENTIVO A LEITURA BIBLIOTECA ITINERANTE LIVRO VIAJANTE "Viajar pela leitura sem rumo sem direção só para viver aventura que é ter um livro nas mãos" 1. 1. APRESENTAÇÃO O Projeto de Incentivo

Leia mais

Curso Profissional de Técnico de Comunicação Marketing, Relações Públicas e Publicidade

Curso Profissional de Técnico de Comunicação Marketing, Relações Públicas e Publicidade RESUMO DA PLANIFICAÇÃO ANO LECTIVO 2012/2013 Curso Profissional de Técnico de Comunicação Marketing, Relações Públicas e Publicidade Turma: 12.º CMR Disciplina: Técnicas e Práticas de Comunicação e Relações

Leia mais

Critérios de Avaliação de Francês 2016 / ºano

Critérios de Avaliação de Francês 2016 / ºano Critérios de Avaliação de Francês 2016 / 2017 7ºano A avaliação certifica as aprendizagens e tem como objetivo a melhoria dessas aprendizagens. Os conteúdos programáticos serão trabalhados, desenvolvendo

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE/2015

COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE/2015 COLÉGIO ESTADUAL CESAR STANGE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PLANO DE TRABALHO DOCENTE/2015 ENSINO FUNDAMENTAL PROFESSORA: Maria Lúcia Teixeira de Lima INGLÊS ANO/TURMAS: 7ºC, 7ºD, 7ºE 7º Ano 1º Bimestre 1

Leia mais

2015-2016. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo

2015-2016. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo 2015-2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2º Ciclo Setembro 2015 Este documento pretende dar a conhecer a todos os intervenientes no processo educativo os critérios de avaliação, e respetivas percentagens, a que

Leia mais

2013/2014 1. INTRODUÇÃO

2013/2014 1. INTRODUÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MOURE E RIBEIRA DO NEIVA CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Educação Pré-escolar e Educação Básica 2013/2014 1. INTRODUÇÃO Na lógica do Despacho normativo nº24-a/2012 de 6 de dezembro

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃO

CONCURSO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃO CONCURSO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS IMAGENS CONTRA A CORRUPÇÃO Organização Destinatários: Turmas de alunos do 4º ano - do1º ciclo das redes pública e privada do Inscrições até 31 de Outubro de 2013 Entrega

Leia mais

REGULAMENTO DAS CONDIÇÕES DE ACESSO E INGRESSO NOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

REGULAMENTO DAS CONDIÇÕES DE ACESSO E INGRESSO NOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO REGULAMENTO DAS CONDIÇÕES DE ACESSO E INGRESSO NOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO O Decreto-Lei n.º 43/2014, de 18 de março, procedeu à criação de um tipo de formação

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS 7.º ano CFQ 2015-2016

PLANO DE ESTUDOS 7.º ano CFQ 2015-2016 PLANO DE ESTUDOS 7.º ano CFQ 2015-2016 O aluno, no final do 7.º ano, deve ser capaz de: - Conhecer e compreender a constituição do Universo, localizando a Terra, e reconhecer o papel da observação e dos

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 1º semestre

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. TURMA: 1º semestre Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Eventos FORMA/GRAU:( )integrado ( X )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

SIMULADO DO ENEM 2014

SIMULADO DO ENEM 2014 SIMULADO DO ENEM 2014 Para participar do Simulado do Enem 2014 não é necessário agendamento, antes feito pelo professor, para realização das provas. Os alunos participarão de forma independente e de acordo

Leia mais

Informação/Exame de Equivalência à Frequência. Ano letivo de 2012/2013

Informação/Exame de Equivalência à Frequência. Ano letivo de 2012/2013 ESCOLA MARTIM DE FREITAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARTIM DE FREITA Informação/Exame de Equivalência à Frequência Ano letivo de 2012/2013 Disciplina: Ciências da Natureza 2º Ciclo do Ensino Básico 1.-

Leia mais

ESCOLA DOMINGOS SÁVIO REGIMENTO ESCOLAR

ESCOLA DOMINGOS SÁVIO REGIMENTO ESCOLAR ESCOLA DOMINGOS SÁVIO REGIMENTO ESCOLAR Título VI Da Organização Pedagógica Capítulo IV Do Sistema de Avaliação Art.61- No Ensino Fundamental a verificação do rendimento escolar compreende a avaliação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA - UNILA EDITAL PROGRAD Nº 055/2015, DE 04 DE AGOSTO DE 2015

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA - UNILA EDITAL PROGRAD Nº 055/2015, DE 04 DE AGOSTO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA - UNILA EDITAL PROGRAD Nº 055/2015, DE 04 DE AGOSTO DE 2015 O Pró-Reitor de Graduação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana,

Leia mais

An2-B CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA N.º 1. DESIGNAÇÃO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO

An2-B CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA N.º 1. DESIGNAÇÃO DA ACÇÃO DE FORMAÇÃO CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJECTO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

INGLÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova 358 2014. Ensino Secundário 12º Ano

INGLÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova 358 2014. Ensino Secundário 12º Ano AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA ESCOLA SECUNDÁRIA DE VERGÍLIO FERREIRA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 358 2014 1ª e 2ª Fases Tipo de prova: Escrita e Oral Ensino Secundário

Leia mais

DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS 7º Ano

DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS 7º Ano DISCIPLINA: CIÊNCIAS NATURAIS 7º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Promover o pensamento de uma forma criativa e crítica, relacionando evidências e explicações, confrontando diferentes

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E HUMANIDADES

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E HUMANIDADES DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E HUMANIDADES CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO DAS SECÇÕES DISCIPLINARES DE: Português Inglês Francês e Espanhol História e Geografia de Portugal História Geografia Ano Letivo

Leia mais