Prestação de Contas 2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prestação de Contas 2013"

Transcrição

1 Jornal do Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo Março 2014 Nº 1039 Prestação de Contas 2013 A direção Mobilização: União e Lutas assumiu a gestão no final de outubro de 2013, enfrentando uma situação atípica no cotidiano administrativo da entidade, além das adversidades internas. Foram 06 meses de baixa arrecadação devido a redução da contribuição sindical e das despesas feitas pelas gestões que não tinham sido liquidadas. Tivemos pouco tempo para colocar a casa em ordem. A desorganização financeira e as dívidas herdadas, fatalmente, comprometeram as atividades da gestão. A situação só se equilibrou a partir de janeiro deste ano, após a negociação e Lisura nos procedimentos e transparência na gestão As contas da entidade passaram pelo crivo do Conselho Fiscal que aprovou todos os balancetes. O Sindipetro-ES deverá convocar nos próximos dias, conforme prazo estatutário, as Assembleias Gerais Extraordinárias para apresentar as contas e aprová-las ou não pelos associados. Nas assembleias serão feitos todos os esclarecimentos necessários sobre a situação acima mencionada, bem como das iniciativas desenvolvidas pela direção do Sindicato para sanear as dívidas acumuladas no período. Entregamos a gestão com as contas equilibradas, inclusive com os recursos do Fundo de Greve depositados em conta poupança. Novos trabalhadores se associaram, outros retornaram, e com isso o número de filiados vem crescendo, respaldando o trabalho desta gestão e seu compromisso com a responsabilidade e transparência com dinheiro dos filiados. pagamento das pendências junto aos fornecedores do Sindipetro-ES. Foram adotadas medidas de austeridade nas contas do Sindipetro-ES, com reduções de pagamento de diárias, viagens, etc. Foi possível cancelar e reduzir contratos de serviços e planos de telefonia, melhorando a qualidade dos serviços prestados. As eleições serão realizadas com um custo (otimização) muito menor. A secretaria de finanças e o apoio financeiro trabalharam de forma integra e com responsabilidade. Coodernador do Sindipetro-ES, funcionária do apoio financeiro, contador e membro do conselho fiscal reunidos na prestação de contas.

2 Março Vitória nas ações trabalhistas O Sindipetro-ES ganhou algumas ações importantes, como a do ATS da Transpetro, a do repasse das contribuições sindicais da MAFRAN e PREST PERFURAÇÕES LTDA, que contribuíram também para equilibrar as contas da entidade e garantir um fundo de reserva. Certamente as ações da RMNR Transpetro e Petrobras serão exitosas. Mais eficiência na comunicação com o trabalhador A fim de aproximar mais o Sindicato do trabalhador, por meio de seus canais de comunicação (jornais, informativos, facebook e site institucional), a direção contratou uma agência de comunicação integrada para desenvolver atividades nas áreas de jornalismo e publicidade, visando à transparência, profissionalismo e a democratização da informação. Um novo site da entidade foi construído de forma otimizada para abrigar informações institucionais e de interesse da categoria. Mais conforto para o associado A sede de Vitória recebeu melhorias. Uma pequena reforma foi realizada para oferecer mais conforto e infraestrutura para os associados e funcionários. Novos Carros A frota de veículos está renovada e com rastreadores para preservar o patrimônio da instituição. O uso de BDV nos veículos é uma realidade que demonstra responsabilidade e zelo com o dinheiro do associado. Expediente Boca de Ferro - Informativo do Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo - filiado à - Responsabilidade Secretaria de Comunicação e Imprensa. - Rua João Evangelista Monteiro Lobato, 400, Sernamby, CEP , (27) , SEDE VITÓRIA - Rua Carlos Alves, 101, Bento Ferreira, CEP , (27) , - Av. Governador Afonso Cláudio, 68, Q2, Bairro Juparanã, CEP , (27) , EDITORAÇÃO E TEXTOS - Pulso Comunicação e Design, (27) /4576,

3 3 Março DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Janeiro/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS VALE TRANSPORTE FGTS - MULTA 50% DE VIAGENS E ESTADAS C/ VEÍCULOS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 60,84_ ,87_ 3.781,89_ 1,40_ 4.345,78_ 516,88_ 9.959,33_ 3.953,34_ 1.255,18_ 3.617,70_ 703,53_ 7.338,00_ 359,66_ 5.883,69_ 2.134,85_ 354,68_ ,83_ 954,63_ 223,36_ 331,70_ ,13_ ,97_ ,91_ 22,15_ 6.424,66_ 1,40_ 3.704,00_ 135,00_ 688,50_ 69,45_ 89,29_ 100,04_ 743,00_ 1.652,79_ 262,50_ ,14_ 82,16_ , , ,87 DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Fevereiro/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA 0.00_ OUTRAS FGTS - MULTA 50% DE VIAGENS E ESTADAS C/ VEÍCULOS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 727,14_ ,20_ 3.816,79_ 0,26_ 7.894,75_ 1.033,76_ ,11_ 3.950,50_ 1.300,08_ 7.263,26_ 532,43_ 7.344,00_ 230,67_ 2.449,12_ 780,48_ 366,23_ 1.146,60_ 940,04_ 602,71_ ,71_ ,30_ ,97_ ,83_ 133,35_ 114,00_ 912,49_ 15 0,26_ 585,50_ 6.554,00_ 275,85_ 576,53_ 118,09_ 70,98_ 400,70_ 12,90_ 493,00_ 3.053,61_ 1.150,50_ ,67_ 278,09_ ,39 89, ,22

4 Março DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Março/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS VALE TRANSPORTE FGTS - MULTA 50% DE VIAGENS E ESTADAS C/ VEÍCULOS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 471,57 _ ,97 _ 3.835,37_ 0,93_ 3.930,42_ 516,88_ ,43_ 3.651,86_ 1.186,82_ 376,60_ -67,87_ 7.344,00_ 433,58_ 171,97_ 458,47_ ,42_ ,21_ 920,45_ 457,26_ 406,10_ ,64_ ,00_ 3.254,82_ 13,00_ 7.232,50_ 0,93_ ,50_ 288,49_ 35,97_ 76,69_ 223,27_ 657,00_ 4.953,39_ 2.579,91_ ,22_ 154,05_ 229,04_ , ,82-567,98 DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Abril/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA 0.00_ OUTRAS FGTS - MULTA 50% DE VIAGENS E ESTADAS C/ VEÍCULOS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 1.188,89_ ,88_ 3.858,40_ 58,01_ 4.339,19_ 516,88_ ,65_ 3.926,49_ 1.117,85_ 3.593,25_ 398,13_ 7.344,00_ 1.280,50_ 78,72_ ,76_ ,81_ 1.254,42_ 305,63_ ,49_ ,67_ ,00_ 554,00_ 2.741,75_ 130,68_ 6.636,35_ 1,35_ 2.475,00_ 669,00_ 436,00_ 141,77_ 188,40_ 581,00_ 4.361,20_ 5.140,08_ ,47_ 152,93_ 124,36_ , , ,50

5 5 Março DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Maio/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS VALE TRANSPORTE FGTS - MULTA 50% DE VIAGENS E ESTADAS C/ VEÍCULOS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) ,50 _ ,77 _ -72,58_ 3.585,67_ 62,52_ 4.341,04_ 8.839,60_ 516,88_ ,37_ 3.839,40_ 1.218,12_ 4.017,05_ 393,28_ 3.861,28_ 247,81_ 1.972,90_ 122,76_ ,88_ 502,82_ ,94_ 740,33_ 991,50_ ,48_ ,00_ 2.349,64_ 855,00_ 364,18_ 1.186,23_ 347,18_ 1,47_ 1.260,34_ ,00_ 1.715,38_ 45 70,92_ 189,95_ 581,00_ ,24_ 255,00_ ,97_ 4.992,86_ 1.548,70_ 9 157,96_ 355,06_ , , ,26 DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Junho/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA 0.00_ OUTRAS FGTS - MULTA 50% DE VIAGENS E ESTADAS C/ VEÍCULOS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 279,76_ ,51_ -411,67_ 3.626,46_ 111,26_ 4.337,04_ 516,88_ ,55_ 3.855,89_ 1.136,44_ 3.921,64_ 1.169,83_ ,60_ 816,97_ ,91_ 1.958,00_ 586,39_ 1.018,23_ 665,75_ ,90_ 749,00_ 632,38_ ,04_ 461,75_ 498,62_ 411,18_ 10,73_ 1,26_ ,95_ 5 98,62_ 178,60_ 581,00_ 992,57_ 1.403,08_ 1.438,00_ ,00_ 900,69_ 147,76_ 119,96_ , , ,79

6 Março DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Julho/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS VALE TRANSPORTE DE VIAGENS E ESTADAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 650,60 _ ,78 _ 1.106,62_ ,95_ 436,35_ 4.330,89_ 516,88_ ,84_ 2.572,18_ 1.110,29_ 3.992,27_ -157,76_ 6.767,90_ 1.280,91_ 334,20_ 999,93_ 168,37_ 577,94_ 530,64_ 378,72_ 478,60_ 481,00_ 948,00_ 1.388,80_ 209,15_ ,97_ 2.672,19_ 21,15_ 174,65_ 1.756,90_ 0 4,29_ 201,01_ ,63_ 84,32_ 144,70_ 362,00_ 3.911,99_ 945,00_ ,36_ 378,00_ 294,62_ 136,55_ 128,24_ , , ,18 DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Agosto/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA 0.00_ OUTRAS DE VIAGENS E ESTADAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 627,28_ ,45_ 197,10_ ,28_ 4.342,98_ 558,23_ ,22_ 4.069,90_ 1.107,58_ 4.108,66_ 643,04_ 5.956,14_ 1.109,79_ 54,79_ ,70_ ,88_ 534,21_ 701,70_ 537,49_ 2.984,72_ 141,34_ ,21_ 518,00_ 33,60_ 892,24_ 3,47_ 277,82_ 2.798,00_ ,19_ 71,92_ 346,21_ 362,00_ 760,62_ 739,60_ ,72_ 132,59_ 198,60_ , , ,15

7 7 Março DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Setembro/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS VALE TRANSPORTE DE VIAGENS E ESTADAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 800,23 _ ,68 _ ,04_ ,00_ 6.575,14_ 2.781,09_ 4.862,99_ 558,23_ ,02_ 3.130,02_ 1.172,44_ 4.067,92_ 612,88_ 3.846,12_ 108,25_ 848,66_ 334,10_ 531,68_ 959,31_ ,90_ 522,47_ 865,90_ ,44_ 3883,00_ ,00_ 25,00_ 4.451,11_ 220,52_ 479,90_ 811,74_ 7,28_ ,00_ 318,00_ 76,90_ 330,30_ 362,00_ 198,00_ ,03_ 4.009,18_ ,00_ 140,01_ 162,61_ , , ,39 DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Outubro/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS +ESTAGIÁRIA + MULTA 50% RESC DE VIAGENS E ESTADAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 217,90_ ,85_ ,87_ 7.455,65_ 644,81_ 4.354,48_ 558,23_ ,83_ 5.618,59_ 5.851,04_ 4.009,67_ 129,11_ 3.090,54_ 2.115,30_ 2.865,85_ 1.070,24_ 406,87_ 2.302,09_ ,69_ ,36_ 199,37_ 460,20_ 323,20_ 439,90_ ,77_ ,00_ 2.511,27_ 304,06_ 1.265,26_ ,41_ 6,90_ 6.232,00_ 335,00_ 1.433,05_ 74,10_ 565,56_ 362,00_ 8.845,10_ 7.354,46_ ,98_ 378,00_ 7.632,80_ 147,40_ 1.277,52_ , , ,06

8 Março DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Novembro/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA 0.00_ OUTRAS DE VIAGENS E ESTADAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 545,62_ ,53_ ,48_ 275,10_ 6.153,06_ 2,47_ 4.183,67_ 558,23_ ,78_ 6.118,69_ 1.834,66_ 4.407,43_ 77,31_ 6.807,46_ 874,78_ 2.940,11_ 7.073,00_ 746,71_ ,87_ 276,53_ 495,23_ 1.107,46_ 488,00_ 1.405,00_ 2.805,00_ ,00_ 517,82_ 6.057,34_ 9.339,29_ 108,02_ 3.488,89_ 11,47_ ,63_ 84,05_ 162,05_ ,00_ 3.965,16_ 1.960,30_ 2.587,92_ 378,00_ 165,49_ 360,17_ , , ,12 DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - Dezembro/2013 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPANHAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS VALE TRANSPORTE DE VIAGENS E ESTADAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) ,40 _ ,00 _ ,44_ 6.904,60_ 195,44_ 4.484,32_ 558,23_ 9.958,77_ 6.960,91_ 1.832,69_ 4.426,53_ 636,14_ ,68_ 430,87_ 4.532,62_ 176,49_ 7.493,00_ 496,09_ 678,08_ ,27_ 588,63_ ,51_ 310,01_ 343,99_ 1.165,00_ 2.215,25_ 2.825,40_ 680,14_ ,84_ 47,97_ ,20_ 131,44_ 1.579,11_ 11,02_ ,00_ 160,20_ 73,17_ 511,65_ 362,00_ ,67_ 3.187,62_ 2.206,65_ ,00_ 147,27_ 340,32_ , , ,55

9 9 Março DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - 01/2014 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS +ESTAGIÁRIA + MULTA 50% RESC COPA E COZINHA e CONDOMINIO DE VIAGENS E ESTADAS S CUSTAS CARTORÁRIAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 958,62_ _, ,50_ 353,97_ 6.645,16_ 98,45_ 4.886,38_ 558,23_ ,85_ 4.856,79_ 1.311,34_ 4.388,43_ 25,44_ 8.004,58_ 127,00_ 5.057,10_ 226,71_ 761,63_ 138,05_ 562,48_ 219,38_ 1.019,75_ 666,75_ 165,61_ 1.230,84_ 112,10_ ,00_ 95,94_ ,93_ 38,91_ 1.571,55_ -0,44_ ,48_ 452,13_ 592,00_ 265,00_ ,00_ 92,39_ 169,98_ 200,79_ , , ,04 DISCRIMINAÇÃO DAS CONTAS - 02/2014 DE EMPRESAS ASSOCIADAS DO ACOMPAMENTO EM PROCESSO TRABALHISTA FINANCEIRAS - JUROS DE POUPANÇA OUTRAS +ESTAGIÁRIA + MULTA 50% RESC COPA E COZINHA e CONDOMINIO DE VIAGENS E ESTADAS S CUSTAS CARTORÁRIAS FINANCEIRAS / BANCARIA RESULTADO POSITIVO (RECEITA (-) ) 444,96_ ,56_ -140,42_ ,41_ 6.346,72_ 243,16_ 5.079,30_ ,38_ 1.116,46_ ,13_ 5.292,32_ 1.195,20_ 4.480,19_ 823,36_ 8.145,06_ 1.091,78_ 1.196,33_ 334,22_ 150,51_ 380,53_ 1308,91_ ,42_ 410,07_ 323,08_ 338,00_ 210,20_ 5.832,13_ 233,62_ ,00_ ,84_ 147,00_ ,65_ 1.741,59_ 3,16_ ,48_ 115,20_ 477,00_ 2.255,78_ 957,35_ ,00_ 155,46_ 170,75_ , ,

10 Março Conheça o patrimônio do seu Sindicato Relatório Patrimonial LOCALIZAÇÃO SEDE VITÓRIA TOTAL GRUPO DE CONTA TERRENO EDIFICAÇÕES MÓVEIS E UTENSILIOS EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA SOFTWARES AUTOMÓVEIS NÃO EXISTEM BENS CONTABILIZADOS TERRENO EDIFICAÇÕES MÓVEIS E UTENSILIOS EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA SOFTWARES AUTOMÓVEIS VALOR ,82_ ,61_ ,87_ 399,95_ ,00_ 6.386,99_ ,00_ ,34_ Relatório Patrimonial LOCALIZAÇÃO SEDE VITÓRIA SEDE VITÓRIA TOTAL GRUPO DE CONTA TERRENO EDIFICAÇÕES MÓVEIS E UTENSILIOS EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA SOFTWARES AUTOMÓVEIS MARCAS, DIREITOS E PATENTES EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA BENS EM CONST./ OBRA DE REFORMA TERRENO EDIFICAÇÕES MÓVEIS E UTENSILIOS EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA SOFTWARES AUTOMÓVEIS Extratos e Saldo Bancários Conta Corrente Sindipetro-ES 12/ ,82_ ,60_ ,87_ 399,95_ ,00_ ,34 12/ ,82_ ,61_ ,87_ 1.199,95_ ,00_ 1.951,00_ 9.166,99_ ,00_ ,34_ 12/ ,82_ ,61_ ,87_ 1.199,95_ ,00_ 3.948,00_ 599,00_ ,42_ ,99_ ,00_ ,76_

11 11 Março Prestação de Contas Em assembleia, trabalhadores aprovam as contas do Sindipetro-ES Trabalhadores reunidos em assembleia Diretores da Secretaria de Finanças do Sindipetro-ES Conforme estabelece o Estatuto Social do Sindicato, para a Prestação de Contas, foi realizada no dia 27 de março, na Sede Oficial do Sindipetro-ES, em São Mateus, assembleia específica para prestação de conta da entidade. Por 29 votos a favor, 2 contra e nenhuma abstenção, as contas relativas no período de Janeiro de 2013 a Fevereiro de 2014 foram aprovadas de forma democrática e transparente, validando o parecer prévio favorável do Conselho Fiscal. A categoria pode ficar tranquila, que as contas do Sindipetro - ES estão saneadas e equilibradas, pois os nossos diretores de finanças, em toda a gestão, Dirlei Barbosa (EFAL), José Luiz (BASE 61), Jorge Toscano (IPERF), Luiz Carlos Zorzanelli (ISUP) e Wagner Fanticelle (EFAL) trabalharam com responsabilidade, integridade e austeridade. 25 anos Sindipetro - ES Nestes 25 anos de sindicato, muitas batalhas foram travadas. Tivemos muitas vitórias importantíssimas e algumas derrotas que nos fizeram mais fortes ainda na busca pelos direitos dos petroleiros. Mas nada disso foi possível sem a sua colaboração. Isso mostra o quanto é importante o Sindipetro estar unido, para que em cada luta que vier possamos mostrar o quanto estamos preparados e fortes. Sindicato é isso. PARABÉNS PARA NÓS!

12 Março anos de lutas e muitas conquistas

ATIVO Nota 2012 2011 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Nota 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE

ATIVO Nota 2012 2011 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Nota 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE QUADRO I BALANÇOS PATRIMONIAIS ATIVO Nota 2012 2011 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Nota 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa 4 2.630.185 2.070.467 Fornecedores 115.915 76.688 Contas

Leia mais

A conta Caixa apresentava saldo de R$1.529,28 em 31 de dezembro de 2010.

A conta Caixa apresentava saldo de R$1.529,28 em 31 de dezembro de 2010. São Paulo, 07 de fevereiro de 2011. A Associação Alphaville Residencial 11 Avenida Yojiro Takaoka, 6.720 06540-001 Santana de Parnaíba - SP Att. Srs. Diretores Prezados Senhores: Conforme nossa proposta

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Abril / 2013. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 1.267.635,99 199.024,16 243.515,58 1.223.144,57 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 407.941,54 177.708,38 222.564,32 363.085,60 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 119.056,37 76.325,59 56.861,51

Leia mais

, Prefeito Municipal de. FAÇO saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

, Prefeito Municipal de. FAÇO saber a todos os habitantes deste Município que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno, cria a Controladoria Municipal e dá outras providências., Prefeito Municipal de FAÇO saber a todos os habitantes deste Município

Leia mais

1 R E C E I T A S C O R R E N T E S 192.402,43 204.602,53 C 1.2 RECEITA DE CONTRIBUIÇOES 181.650,41 190.868,02 C

1 R E C E I T A S C O R R E N T E S 192.402,43 204.602,53 C 1.2 RECEITA DE CONTRIBUIÇOES 181.650,41 190.868,02 C Balancete para Verificação - Receita - maio / 2014 Pág. : 1 1 R E C E I T A S C O R R E N T E S 192.402,43 204.602,53 C 1.2 RECEITA DE CONTRIBUIÇOES 181.650,41 190.868,02 C 1.2.1 CONTRIBUIÇOES SOCIAS 181.650,41

Leia mais

TOTAL DO ATIVO 1.301.046,51D

TOTAL DO ATIVO 1.301.046,51D BALANÇO PATRIMONIAL EXERCÍCIO DE 2012 CNPJ: 14.366.116/0001-53 Pag.: 0001 A T I V O ATIVO CIRCULANTE 171.980,84D CAIXA Caixa 2.166,79D BANCOS CONTA MOVIMENTO Caixa Econômica Federal 33.782,99D Banco Santander

Leia mais

SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE LAVRAS BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 A T I V O

SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE LAVRAS BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 A T I V O SIND-UFLA SIND. TEC. ADM. EDUC. INSTIUIÇÕES FED. DE ENSINO DE BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 ATIVO CIRCULANTE A T I V O DISPONIVEL Banco c/ Movimento 10.043,15 10.043,15 OUTROS CRÉDITOS Adiantamentos

Leia mais

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/05/13 a 31/05/13 FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 17 T 1 ATIVO 42.807.744,57D 5.912.830,23 5.858.043,39 42.862.531,41D 23 T 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.202.794,33D 5.390.052,54 5.127.142,48 2.465.704,39D 30 T

Leia mais

=CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19 *****26.980,73D

=CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19 *****26.980,73D Diário:6 Folha: 12 [7]ATIVO [14]ATIVO CIRCULANTE [21]CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA [28]CAIXA [35]CAIXA 6.053,07D 200.073,85 179.146,19 26.980,73D =CAIXA ******6.053,07D *****200.073,85 *****179.146,19

Leia mais

Centro de Ciências Empresariais e Sociais Aplicadas CCESA. Bacharelado em Ciências Contábeis CONTABILIDADE GERAL. Profª. Cristiane Yoshimura

Centro de Ciências Empresariais e Sociais Aplicadas CCESA. Bacharelado em Ciências Contábeis CONTABILIDADE GERAL. Profª. Cristiane Yoshimura Centro de Ciências Empresariais e Sociais Aplicadas CCESA Bacharelado em Ciências Contábeis CONTABILIDADE GERAL Profª. Cristiane Yoshimura 2013 CONTABILIZAÇÃO DAS CONTAS PATRIMONIAIS DÉBITO E CRÉDITO RAZONETE

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONTRAÇÕES CONTÁBEIS FINDAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONTRAÇÕES CONTÁBEIS FINDAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONTRAÇÕES CONTÁBEIS FINDAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 NOTA 01- Contexto Operacional: SIMPROEL Sindicato Municipal dos Profissionais em Educação de Lages - SC Fundado em 17/12/1997,

Leia mais

Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 CONSORCIO - CISGA De 01.01.2015 a 30.04.2015

Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 CONSORCIO - CISGA De 01.01.2015 a 30.04.2015 Estado drio Grande do Sul Balancete de Verificacao Pag: 1 100000000000000 ATIVO 746.423,74 521.047,13 478.433,06 789.037,81 110000000000000 ATIVO CIRCULANTE 718.821,28 507.893,92 470.065,45 756.649,75

Leia mais

MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO

MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS Art.1 o - A (o) também designada (o) pela sigla, (se usar sigla), fundada (o) em de de é uma associação, sem

Leia mais

Por isso a Estrela do Mar executa, com esmero, serviços contábeis, administrativos, consultoria jurídica, cobranças e contratação de pessoal.

Por isso a Estrela do Mar executa, com esmero, serviços contábeis, administrativos, consultoria jurídica, cobranças e contratação de pessoal. Nossa Empresa Criada em, a Estrela do Mar administra condomínios baseada em diretrizes humanas e modernas. Trata, de forma diferenciada, questões administrativas, contábeis e jurídicas, para maior tranqüilidade

Leia mais

RELATÓRIO FINANCEIRO - FETEMS ABRIL / 2009

RELATÓRIO FINANCEIRO - FETEMS ABRIL / 2009 RELATÓRIO FINANCEIRO - FETEMS ABRIL / 2009 SALDO ANTERIOR 395.226,36 Caixa 4.231,89 Banco do Brasil c/c 1722-1 198.896,83 Banco HSBC c/c 2150-16 1.106,61 Banco do Brasil c/c 6730-x 71.962,99 Banco HSBC

Leia mais

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE

1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE PLANO DE CONTAS Associações, Sindicatos e Outras Entidades. 1.0 ATIVO 1.1. ATIVO CIRCULANTE 1.1.1. Disponibilidades 1.1.1.1. Caixa 1.1.1.2. Bancos c/ Movimento 1.1.1.3. Aplicações Financeiras 1.1.2. Créditos

Leia mais

Prestação de Contas Exercício 2013. Sisma/MT

Prestação de Contas Exercício 2013. Sisma/MT Prestação de Contas Exercício 2013 Sisma/MT SINDICATO DOS SERV. DA SAÚDE E MEIO AMB. ESTADO DE MATO GROSSO CNPJ: 03.094.349/0001-28 SINDICATO DOS SERV. DA SAÚDE E MEIO AMB. ESTADO DE MATO GROSSO CNPJ:

Leia mais

Capítulo 1 - O Diretório Acadêmico

Capítulo 1 - O Diretório Acadêmico DIRETÓRIO ACADÊMICO DA ENGENHARIA DO CEFET/RJ ATA DE ALTERAÇÃO DO ESTATUTO Aos vinte e cinco dias do mês de junho de dois mil e oito, na sede do Diretório Acadêmico da Engenharia do CEFET/RJ, sito a Avenida

Leia mais

SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014

SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 SIND.TRAB.EM.EMPR.PLAN.DES.URBANO-SINCOHAB C.N.P.J: 66.661.372/0001-77 BALANÇO PATRIMONIAL ENCERRADO EM 31/12/2014 CONTAS DO ATIVO DE 2014 DE 2013 Fls.: 051 DE 2012 CIRCULANTE DISPONÍVEL 6.204,56 6.866,64

Leia mais

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/01/11 a 31/01/11

FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 Período: 01/01/11 a 31/01/11 FUNDACAO EDUCACIONAL DE BRUSQUE - FEBE Folha: 1 17 T 1 ATIVO 41.752.495,74D 4.036.938,36 4.262.358,02 41.527.076,08D 23 T 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.250.072,51D 3.944.278,77 4.201.929,51 992.421,77D 30 T 1.1.01

Leia mais

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25.

1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.2.3.1.1.03.02 (40966) MÓVEIS MÁQUINAS E E UTENSÍLIOS DE ESCRITÓRIO 339.159,49D 25. 1 de Verificação - 2014 Subsist. C.Sup. Fin.Descrição 1.217.589,73D 1.245.340,55D Atual1/8 ATIVO CIRCULANTE 588.962,97D 151.410,23D 194.301,54 188.047,63 166.550,72 160.296,81 616.713,79D 1.1.1.1.1.50.99

Leia mais

CONAUP- CONTABILIDADE AUDITORIA E PERÍCIA CONTÁBIL LTDA

CONAUP- CONTABILIDADE AUDITORIA E PERÍCIA CONTÁBIL LTDA CONAUP- CONTABILIDADE AUDITORIA E PERÍCIA CONTÁBIL LTDA Praça João Lisboa n.º 177 Sala 203 São Luís -MA Telefone: (98) 3235-5793 Inscrição Municipal: CNPJ: 04.951.704/0001-09 5091000-8 Cliente: Associação

Leia mais

PORTARIA Nº 21, DE 23 DE AGOSTO DE 2011

PORTARIA Nº 21, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 PORTARIA Nº 21, DE 23 DE AGOSTO DE 2011 Estabelece a organização e funcionamento das Secretarias Sindicais SESIN e Delegados Sindicais nas Unidades Federadas. O PRESIDENTE DO SINDICATO NACIONAL DOS SERVIDORES

Leia mais

B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O

B A L A N C E T E D E V E R I F I C A Ç Ã O CNPJ : 14669089/0001-98 01/06/2012 até 30/06/2012 MOEDA : REAL REFERENTE AO PERÍODO DE FOLHA: 0001 DESCRIÇÃO DA CONTA GR SD ANTERIOR DÉBITO CRÉDITO SD PERÍODO SD ATUAL D/C 00001-8 ATIVO 1 1695545,62 304814,77

Leia mais

Balanço Patrimonial e DRE

Balanço Patrimonial e DRE Balanço Patrimonial e DRE Administração financeira e orçamentária Professor: Me. Claudio Kapp Junior Email: juniorkapp@hotmail.com 2 Demonstrações Financeiras (Contábeis) Dados Dados Coletados Coletados

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2012 Acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2012 Acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2012 Acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DE UBERABA - FUNEPU CNPJ 20.054.326/0001-09 BALANÇO PATRIMONIAL PARA

Leia mais

CNPJ : 33.788.431/0029-14 Balancete Analítico de 01/04/2010 até 30/04/2010 Folha :1

CNPJ : 33.788.431/0029-14 Balancete Analítico de 01/04/2010 até 30/04/2010 Folha :1 Balancete Analítico de 01/04/2010 até 30/04/2010 Folha :1 [7]ATIVO [14]CIRCULANTE [21]DISPONIVEL [28]CAIXA GERAL [35]CAIXA =CAIXA GERAL 4.848,03D 4.848,03D [42]BANCOS C/ MOVIMENTO [49]CAIXA ECONOMICA FEDERAL-1430-5

Leia mais

Balancete mar12 ÚÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄ ³

Balancete mar12 ÚÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄÄ ³ ³ Folha: 001 ³ ³ ATIVO 231.607,73 D 69.260,86 64.563,63 236.304,96 D³ ³ CIRCULANTE 122.510,63 D 69.260,86 62.695,96 129.075,53 D³ ³ DISPONIVEL 115.775,17 D 63.460,86 58.288,93 120.947,10 D³ ³ CAIXA GERAL

Leia mais

CRP/PA Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20

CRP/PA Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20 Conselho Regional de Psicologia 10ª Região - Pa/Ap - CRP10 CNPJ: 37.115.540/0001-20 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 723.347,50D 3.344.572,02 3.148.733,90 919.185,62D 1.1 - ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24

Balancete. Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06. Créditos. Conta. Página:1/24 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Piauí CNPJ: 14.882.936/0001-06 Balancete Período: 01/05/2015 a 31/05/2015 Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 660.339,65D 383.449,46 379.045,53 664.743,58D

Leia mais

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL

ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL Introdução Já sabemos que o Patrimônio é objeto da contabilidade, na qual representa o conjunto de bens, diretos e obrigações. Esta definição é muito importante estar claro

Leia mais

Consulta ao Corpo Social. Relatório Anual CONSULTA AO CORPO SOCIAL RELATÓRIO ANUAL 2009

Consulta ao Corpo Social. Relatório Anual CONSULTA AO CORPO SOCIAL RELATÓRIO ANUAL 2009 Consulta ao Corpo Social Relatório Anual 2009 CONSULTA AO CORPO SOCIAL RELATÓRIO ANUAL 2009 1 SUMÁRIO Apresentação CAFAZ SAÚDE Demonstrações Contábeis Parecer Auditoria Independente Parecer Conselho Fiscal

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de Viagens Retenção de Tributos por Entidades Públicas Federais na Intermediação de 17/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1

Leia mais

CIRCULANTE 1.847.737,52. DISPONIBILIDADES 20.710,71 Caixa 4.384,66 Bancos C/Movimento 16.326,05

CIRCULANTE 1.847.737,52. DISPONIBILIDADES 20.710,71 Caixa 4.384,66 Bancos C/Movimento 16.326,05 A T I V O CONTAS PATRIMONIAIS Dez-10 CIRCULANTE 1.847.737,52 DISPONIBILIDADES 20.710,71 Caixa 4.384,66 Bancos C/Movimento 16.326,05 CRÉDITOS 1.827.026,81 Aplicações Fianceiras 224.659,32 Valores a Receber

Leia mais

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat

Comparativo da Despesa Paga. Gratificação por Tempo de Serviço. Programa de Alimentação ao Trabalhador - Pat Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Pará CNPJ: 14.974.293/0001-12 Comparativo da Paga CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 922.380,03 665.569,81 CRÉDITO DISPONÍVEL DESPESA CORRENTE 541.961,33 188.309,60

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Julho / 2015. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - SP Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Julho / 2015. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 6.962.923,94 955.075,63 999.851,97 6.918.147,60 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.575.224,25 286.194,78 341.306,07 2.520.112,96 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 998.084,67 206.815,23

Leia mais

A conta Caixa apresentava saldo de R$1.472,61 em 31 de dezembro de 2012.

A conta Caixa apresentava saldo de R$1.472,61 em 31 de dezembro de 2012. São Paulo, 25 de janeiro de 2013. A Associação Alphaville Residencial 11 Avenida Yojiro Takaoka, 6.720 CEP 06540-001 - Santana de Parnaíba - SP Att. Srs. Diretores Prezados Senhores: Conforme nossa proposta

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Agosto / 2014.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Agosto / 2014. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 11.172.775,88 871.577,67 961.321,07 11.083.032,48 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 4.814.378,58 747.062,86 843.500,48 4.717.940,96 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 2.590.302,48 441.011,53

Leia mais

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas.

Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. Segue a relação das contas do Ativo e do Passivo Exigível mais utilizadas pela ESAF, organizadas por grupo de contas. 1 - Ativo (Saldo devedor, exceto as contas retificadoras) 1.1 Ativo Circulante Adiantamento

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 2 Patrimônio

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 2 Patrimônio ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Patrimônio Tópicos do Estudo Patrimônio. Bens. Direitos. Obrigações. Representação Gráfica do Patrimônio. Patrimônio Líquido Patrimônio É um conjunto de bens, direitos

Leia mais

BALANCETE ANALÍTICO - JUNHO/2015

BALANCETE ANALÍTICO - JUNHO/2015 : 1 1 ATIVO 6.696.323,89D 1.488.250,06 1.434.586,10 6.749.987,85D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 4.489.543,31D 1.482.146,36 1.418.329,94 4.553.359,73D 1.1.1 DISPONIBILIDADES 4.192.202,67D 1.192.026,76 1.128.756,69

Leia mais

Para poder concluir que chegamos a: a) registrar os eventos; b) controlar o patrimônio; e c) gerar demonstrações

Para poder concluir que chegamos a: a) registrar os eventos; b) controlar o patrimônio; e c) gerar demonstrações Contabilidade: é objetivamente um sistema de informação e avaliação, destinado a prover seus usuários com demonstrações e análise de natureza econômica financeira. tratar as informações de natureza repetitiva

Leia mais

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada

Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMOVEIS - 4ª REGIÃO RUA CARIJOS 244 10º ANDAR EDIFICIO WALMAP BELO HORIZONTE-MG Telefone: (31) 3271-6044 Comparativo da Despesa Autorizada/Realizada Ano do : 2014 : 01/01/2014

Leia mais

Estatutos da Associação Cecília e João (ACJ)

Estatutos da Associação Cecília e João (ACJ) Estatutos da Associação Cecília e João (ACJ) Capítulo I Da Associação Art. 1º - A Associação Cecília e João (ACJ), entidade de personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede em

Leia mais

ESTATUTO MODELO DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO - OSCI P. Capítulo I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS

ESTATUTO MODELO DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO - OSCI P. Capítulo I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS ESTATUTO MODELO DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO - OSCI P Legenda: Texto em negrito: cláusulas que devem necessariamente constar do estatuto, por força da Lei nº 9.790/99 Texto em

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO DE JANEIRO CRA/RJ

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO RIO DE JANEIRO CRA/RJ RECEITAS 1 - O Orçamento do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro para o exercício financeiro de 2013, estima a receita em R$ 16.122.900,00 e fixa sua despesa em igual importância. 2 - A

Leia mais

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO 11º Congresso Catarinense de Secretários de Finanças, Contadores Públicos e Controladores Internos Municipais ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS APLICADAS AO SETOR PÚBLICO 1 Professor João Eudes Bezerra

Leia mais

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo

Empresa Munic. de Transporte Urbano Presidente Figueiredo 03698709/000109 Exercício: 2015 BALANCETEISOLADO EMPRESA MUNICIPAL DE TRANSPORTE URBANO EMTU (UG:5) Página 1 de 5 100000000 05 ATIVO 343.632,70 139.134,52 114.972,75 367.794,47 110000000 05 ATIVO CIRCULANTE

Leia mais

O mecanismo de débito x crédito.

O mecanismo de débito x crédito. O mecanismo de débito x crédito. Represente os fatos abaixo, utilizando os balanços sucessivos. 1- Os sócios integralizaram capital social, no valor de R$ 1.000.000, em dinheiro. 2- Compra de veículos,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARAIBA Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2012

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE - PARAIBA Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2012 COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2012 Pág. : 1 6.2.1 RECEITAS CORRENTES 2.600.000,00 238.142,92 1.067.781,32 41,07 1.532.218,68 6.2.1.1 CONTRIBUIÇÕES 2.172.925,79 205.317,79

Leia mais

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64

CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S/A - CEASA/CAMPINAS CNPJ: 44.608.776/0001-64 1.... ATIVO 152.101.493,67 50.040.951,48 153.182.697,98 1.10... ATIVO CIRCULANTE 12.634.079,13 49.780.167,34 14.042.894,83 1.10.10.. DISPONIBILIDADES 10.621.727,62 40.765.261,82 12.080.213,47 1101001 BENS

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013 Registro no Cartório de Títulos e Documentos em 02/10/1934. Sob o nº 1.152, Livro "A" nº 6. BALANÇO PATRIMONIAL EM 31/12/2014 e 31/12/2013 2014 2013 Variação ATIVO ATIVO CIRCULANTE Caixa - - - Banco do

Leia mais

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Porto Alegre. 21 de maio de 2015. Edição 008 Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Dia 20 de maio de 2015 vai ficar marcado de maneira muito positiva para

Leia mais

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP:

1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: 1) Elabore os lançamentos contábeis em razonetes e em seguida elabore a DRE e o BP: a) Constituição de uma sociedade com capital totalmente integralizado de R$ 30.000 b) Compra à vista de mercadorias para

Leia mais

Apostila 2 de Contabilidade Geral I. Prof. Ivã C Araújo

Apostila 2 de Contabilidade Geral I. Prof. Ivã C Araújo Apostila 2 de Contabilidade Geral I Prof. Ivã C Araújo 2013 Sumário 1 Procedimentos Contábeis... 3 1.1 Escrituração contábil... 3 1.1.1 Lançamentos Contábeis... 3 1.1.1.1 Fórmulas de Lançamentos... 3 1.2

Leia mais

Acesso Terc Classificador Nome da Conta C/C. Saldo Inicial Mov.Débito Mov.Crédito Saldo Final

Acesso Terc Classificador Nome da Conta C/C. Saldo Inicial Mov.Débito Mov.Crédito Saldo Final 00001 10000 1000000000 ATIVO 5.972.733,29 434.717,19 435.209,79 5.972.240,69 11000 1100000000 ATIVO CIRCULANTE 61.165,74 279.015,28 292.260,12 47.920,90 11100 1101000000 DISPONIVEL 61.165,74 279.015,28

Leia mais

Contabilidade Básica Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br Conceito Conta Nome dado aos componentes patrimoniais (bens, direitos, obrigações e Patrimônio Líquido) e aos elementos de resultado

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 1102/2011

PROJETO DE LEI Nº 1102/2011 PROJETO DE LEI Nº 1102/2011 EMENTA: ALTERA A LEI Nº 5981/2011, QUE DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DAS ONG S, OSCIP S E DEMAIS ENTIDADES QUE RECEBAM RECURSOS PÚBLICOS NO ESTADO DO RIO

Leia mais

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Mário Leitão Estrutura das Demonstrações Financeiras A análise das demonstrações financeiras exige conhecimento do que representa cada conta que nela figura. Há

Leia mais

Comparativo da Despesa Liquidada. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia

Comparativo da Despesa Liquidada. Material de Limpeza e Produtos de Higiene. Material de Áudio, Vídeo e Foto. Materiais Elétricos e de Telefonia Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado de Sergipe CNPJ: 14.817.219/0001-92 Comparativo da Liquidada CRÉDITO DISPONÍVEL DA DESPESA 1.148.289,97 885.632,24 DESPESA CORRENTE 948.289,97 685.632,24 PESSOAL

Leia mais

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

2ª edição Ampliada e Revisada. Capítulo 10 Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos 2ª edição Ampliada e Revisada Capítulo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos Tópicos do Estudo Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (Doar). Uma primeira tentativa de estruturar

Leia mais

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56

CREFITO/MT Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional 9ª Região CNPJ: 00.577.473/0001-56 Balancete Conta Anterior Débitos Créditos 1 - ATIVO 1.474.008,93D 717.680,43 804.036,65 1.387.652,71D 1.1 - ATIVO

Leia mais

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS 11 MODELO DE PLANO DE CONTAS Apresentamos a seguir uma sugestão de plano de contas, para as empresas de construção civil, utilizável também por aquelas que trabalham com obras por empreitada MODELO DE

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Março / 2013. Pág. : 1.

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO AMAPA Sistema de Contabilidade BALANCETE DE VERIFICAÇÃO - PATRIMONIAL ATIVO Março / 2013. Pág. : 1. ATIVO Pág. : 1 1 ATIVO 1.543.261,71 238.294,47 513.920,19 1.267.635,99 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 693.440,20 144.392,35 429.891,01 407.941,54 D 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 91.806,07 71.672,46 44.422,16

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE EM PERNAMBUCO Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2013

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE EM PERNAMBUCO Sistema de Contabilidade COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2013 COMPARATIVO DA RECEITA ORÇADA COM A REALIZADA RECEITA - Março - 2013 Pág. : 1 6.2.1 RECEITAS CORRENTES 6.075.000,00 385.244,45 3.028.821,45 49,86 3.046.178,55 6.2.1.1 CONTRIBUIÇÕES 4.949.000,00 295.008,08

Leia mais

10/2011 750364/2010 SDH/PR

10/2011 750364/2010 SDH/PR Cotação Prévia de Preço n 10/2011 Convênio nº 750364/2010 SDH/PR Projeto: Desenvolver processos de educação popular, visando a garantia dos direitos humanos e fortalecimento da cidadania, na perspectiva

Leia mais

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS I APRESENTAÇÃO Fundação Francisco e Clara de Assis A Fundação Francisco e Clara de Assis buscam trabalhar para o desenvolvimento dos programas e ações de combate à pobreza

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS LEVANTADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS LEVANTADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS LEVANTADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 NOTA 01 - CONTEXTO OPERACIONAL A COMIGO, com base na colaboração recíproca a que se obrigam seus associados, objetiva

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ENCERRADAS EM 31/12/2014

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ENCERRADAS EM 31/12/2014 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ENCERRADAS EM 31/12/2014 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Conselho Regional de Psicologia 7ª Região CRPRS, criado pela Lei 5.766/71, constitui uma Autarquia Federal

Leia mais

FEDERACAO DE SIND. DE TRAB. TECNICO-ADM EM INSTIT. DE ENSINO SUP. PUBL. DO BRASIL PERCENTUAL DAS DESPESAS EM RELACAO A RECEITA JUNHO DE 2014

FEDERACAO DE SIND. DE TRAB. TECNICO-ADM EM INSTIT. DE ENSINO SUP. PUBL. DO BRASIL PERCENTUAL DAS DESPESAS EM RELACAO A RECEITA JUNHO DE 2014 PERCENTUAL DAS DESPESAS EM RELACAO A RECEITA JUNHO DE 2014 RENDA SOCIAL Mensalidade do Mes 155.434,83 Acordo de pagamentos 7.337,71 Mensalidade Atrasadas 7.057,33 TOTAL DA RENDA SOCIAL 169.829,87 RENDA

Leia mais

Relatório do Plano de Contas

Relatório do Plano de Contas 1 10000 ATIVO 1.01 10001 ATIVO CIRCULANTE 1.01.01 10002 DISPONIVEL 1.01.01.01 10003 CAIXA 1.01.01.01.00001 10004 CAIXA GERAL S 1.01.01.02 10020 BANCO CONTA MOVIMENTO 1.01.01.02.00001 10021 BANCO DO BRASIL

Leia mais

Comparativo de Despesas Abril/2015

Comparativo de Despesas Abril/2015 Click to edit Master text styles Second level Third level Fourth level» Fifth level Comparativo de s Abril/2015 Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil CNPJ: 14.702.767/0001-77 Comparativo da Liquidada

Leia mais

PARECER - CONSELHO FISCAL. SET a DEZ/2014. Período de mandato do Conselho Fiscal - 01/06/2014 a 31/05/2016

PARECER - CONSELHO FISCAL. SET a DEZ/2014. Período de mandato do Conselho Fiscal - 01/06/2014 a 31/05/2016 PARECER - CONSELHO FISCAL SET a DEZ/2014 Período de mandato do Conselho Fiscal - 01/06/2014 a 31/05/2016 Senhores Condôminos, Brasília, 10 de fevereiro de 2015. De acordo com o art. 25 da Convenção do

Leia mais

1 ATIVO 4.476.594,53 D 323.185,94 627.552,50 4.172.227,97 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 816.778,69 D 251.785,94 627.552,50 441.012,13 D

1 ATIVO 4.476.594,53 D 323.185,94 627.552,50 4.172.227,97 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 816.778,69 D 251.785,94 627.552,50 441.012,13 D MODULO...: CONTABIL PAGINA..: 001 1 ATIVO 4.476.594,53 D 323.185,94 627.552,50 4.172.227,97 D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 816.778,69 D 251.785,94 627.552,50 441.012,13 D 1.1.1 DISPONIVEL 444.043,88 D 241.091,77

Leia mais

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TE ENTIDADE FECHADA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TE ENTIDADE FECHADA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE NBC TE ENTIDADE FECHADA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DISPOSIÇÕES GERAIS 1. Esta norma estabelece critérios e procedimentos específicos para estruturação das demonstrações

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE EMPRÉSTIMO SOLIDÁRIO

SOLICITAÇÃO DE EMPRÉSTIMO SOLIDÁRIO IDENTIFICAÇÃO SOLICITAÇÃO DE EMPRÉSTIMO SOLIDÁRIO PROJETO RECEBIDO EM: / / Nome da IGREJA Endereço CNPJ Complemento Estado Cidade CEP Tel. Fax E-mail site REPRESENTANTES LEGAIS NOMES CARGO CPF Pastor/a

Leia mais

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO - JANEIRO 2013

DEMONSTRATIVO FINANCEIRO - JANEIRO 2013 DEMONSTRATIVO FINANCEIRO - JANEIRO 2013 SALDO INICIAL TOTAL EM 31/12/2012 268.063,35 DESPESAS 290.766,92 SALDO INICIAL EM BANCO 263.178,39 DESPESAS ASSEJUS 290.766,92 DESPESAS COM PESSOAL 59.853,97 BANCO

Leia mais

Condomínio Vivendas Bela Vista DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS

Condomínio Vivendas Bela Vista DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS Pág: 1/5 Janeiro / 2008 - Período: 01/01/2008 a 31/01/2008 RECEITAS/HISTÓRICO RECEITAS ORDINÁRIAS Taxa Condominial Ordinária - Ref: 09/07 Taxa Condominial Ordinária - Ref: 10/07 Taxa Condominial Ordinária

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis 12.1. Introdução O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece que, ao fim de cada exercício social, a diretoria da empresa deve elaborar, com base na escrituração mercantil, as

Leia mais

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras Notas Explicativas das Demonstrações Financeiras No ano de 2012 o Londrina Country Club atualizou o plano de contas de sua demonstração de resultado. O objetivo é atualizar a nomenclatura das contas permitindo

Leia mais

Observatório Social de Campo Grande. osbrasil.org.br

Observatório Social de Campo Grande. osbrasil.org.br Observatório Social de Campo Grande ÁREA LIVRE DE CORRUPÇÃO O MENINO E A BOLA http://www.youtube.com/watch?v=7ugkofbau Oc Fundado em 02 de Junho de 2011, o Observatório Social de Campo Grande, mesmo sabendo

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1

Receita Orçamentária: Conceitos, codificação e classificação 1 Para mais informações, acesse o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Parte I Procedimentos Contábeis Orçamentários, 5ª edição. https://www.tesouro.fazenda.gov.br/images/arquivos/artigos/parte_i_-_pco.pdf

Leia mais

Conta Especificação 2015 1 ATIVO 2.442.880,41 1.827.298,27 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.144.421,39 1.549.437,08

Conta Especificação 2015 1 ATIVO 2.442.880,41 1.827.298,27 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.144.421,39 1.549.437,08 Pág. : 1 ATIVO 1 ATIVO 2.442.880,41 1.827.298,27 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.144.421,39 1.549.437,08 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 361.818,48 125.969,11 1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 361.818,48

Leia mais

APURAÇÃO DO RESULTADO (1)

APURAÇÃO DO RESULTADO (1) APURAÇÃO DO RESULTADO (1) Isnard Martins - UNESA Rodrigo de Souza Freitas http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/rodrigosfreitas/conhecendocontabilidade012.asp 1 Apuração do Resultado A maioria das

Leia mais

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro Segundo o MCASP, o é a demonstração contábil que evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situação patrimonial da entidade pública, por meio de contas representativas do patrimônio público, além das

Leia mais

SICOOB NORTE. Resultados

SICOOB NORTE. Resultados SICOOB NORTE Resultados 2014 MENSAGEM DA DIRETORIA O Sicoob Norte conseguiu ótimos resultados, numa clara demonstração da força do trabalho cooperativo, na busca por maior participação no mercado financeiro

Leia mais

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL Por Profa.Dra. Cyllene de M.OC de Souza Dra em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UFRRJ), Mestre em Vigilância Sanitária (INCQS-FIOCRUZ) Supervisora

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA DO VALE DO ITAJAI

ESCOLA TÉCNICA DO VALE DO ITAJAI ESCOLA TÉCNICA DO VALE DO ITAJAI Reconhecida pela SEC/SC - Portarias 0390/86 e 0424/92 ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E PROFESSORES DA ESCOLA TÉCNICA DO VALE DO ITAJAI-ETEVI-FURB-BLUMENAU-SC CAPÍTULO I

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2015 (Em Reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2015 (Em Reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2015 (Em Reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, Autarquia Federal nos termos da

Leia mais

Edital nº. 01 de 21 de janeiro de 2015

Edital nº. 01 de 21 de janeiro de 2015 Edital nº. 01 de 21 de janeiro de 2015 O Presidente da ASSOCIAÄÅO DOS SERVIDORES DO MINISTÇRIO PÉBLICO (ASSEMPECE), no uso da atribuiñöo que lhe outorga o art. 19, inc. II, do Estatuto Social da Entidade,

Leia mais

Conta Especificação 2015 1 ATIVO 2.495.467,76 1.827.298,27 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.213.089,40 1.549.437,08

Conta Especificação 2015 1 ATIVO 2.495.467,76 1.827.298,27 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.213.089,40 1.549.437,08 Pág. : 1 ATIVO 1 ATIVO 2.495.467,76 1.827.298,27 1.1 ATIVO CIRCULANTE 2.213.089,40 1.549.437,08 1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 348.629,69 125.969,11 1.1.1.1 CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 348.629,69

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO ESTRUTURADOS

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO ESTRUTURADOS POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS PARA FUNDOS DE INVESTIMENTO ESTRUTURADOS DO OBJETO A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, na qualidade de gestora e/ou instituição administradora de Fundos de

Leia mais

RELATÓRIO GERENCIAL, DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO E NOTAS EXPLICATIVAS

RELATÓRIO GERENCIAL, DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO E NOTAS EXPLICATIVAS Titulos/Meses dezembro-06 janeiro-07 fevereiro-07 março-07 abril-07 maio-07 junho-07 Notas CIRCULANTE E REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 4.418.607,04 4.532.392,35 4.648.629,79 - - - - DISPONIBILIDADE 171.907,15

Leia mais

GRANDE ORIENTE DO BRASIL - ESPÍRITO SANTO. Fl. 01 ORÇAMENTO 2015

GRANDE ORIENTE DO BRASIL - ESPÍRITO SANTO. Fl. 01 ORÇAMENTO 2015 Fl. 01 ORÇAMENTO 2015 Fl. 02 PODER EXECUTIVO GRÃO MESTRE ESTADUAL - Américo Pereira da Rocha GRÃO-MESTRE ESTADUAL ADJUNTO - Naeme José de Sá SECRETARIA ESTADUAL DE GABINETE SECRETARIA ESTADUAL DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Belo Horizonte, 14 de abril de 2015. Atenciosamente,

Belo Horizonte, 14 de abril de 2015. Atenciosamente, Belo Horizonte, 14 de abril de 2015 Ilmos. Srs. Diretores da União Brasileira Para a Qualidade (UBQ) Belo Horizonte - MG Prezados Senhores, Como parte do programa de revisão dos procedimentos contábeis

Leia mais

Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015

Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015 ANEXO II Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015 Procedimentos para o envio de projeto ao CAU/MS: 1. Após preencher o Formulário para Solicitação de Patrocínio ao CAU/MS, confira os itens

Leia mais

Relatório dos principais pontos relevantes a respeito das Demonstrações Contábeis do Exercício Social de 2007.

Relatório dos principais pontos relevantes a respeito das Demonstrações Contábeis do Exercício Social de 2007. Relatório dos principais pontos relevantes a respeito das Demonstrações Contábeis do Exercício Social de 2007. Srs. Diretores, Membros do Conselho Fiscal e Deliberativo da CAC, Submetemos à apreciação

Leia mais

Net São José do Rio Preto Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de incorporação

Net São José do Rio Preto Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de incorporação Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais