PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS"

Transcrição

1 PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS Diógenes Del Bel Diretor Presidente Abril / 2013 Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 1

2 ABETRE Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos Apresentação A Abetre é a entidade de classe que representa as empresas especializadas na destinação ambientalmente adequada de resíduos sólidos. Fundada em 1997, congrega as principais empresas do setor. Suas 21 associadas e empresas coligadas operam 54 unidades de tratamento, que em relação aos serviços de destinação prestados por empresas privadas representam cerca de 25% das plantas em operação 50% do segmento de resíduos urbanos 82% do segmento de resíduos industriais Essa infraestrutura oferece diversificadas tecnologias de destinação ambientalmente adequada, compreendendo disposição em aterro, coprocessamento, incineração, descontaminação e recuperação de materiais, recuperação energética, reciclagem, compostagem e outros tratamentos térmicos ou biológicos. Com instalações e operações devidamente licenciadas pelos órgãos ambientais, todas têm sua atuação pautada pelo estrito cumprimento da legislação e pelas práticas ambientalmente mais adequadas. PROTEÇÃO AMBIENTAL esse é o nosso negócio CONFORMIDADE LEGAL esse é o nosso compromisso SEGURANÇA essa é a nossa garantia Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 2

3 RESÍDUOS INDUSTRIAIS NO BRASIL DESTINAÇÃO FINAL PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS SUMÁRIO Apresentação Abrangência Unidades destinadoras de resíduos tecnologias e localização Resíduos industriais Mercado total Resumo Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 3

4 APRESENTAÇÃO O "Perfil do Setor" é um estudo elaborado pela Abetre, com dados levantados, consistidos e tabulados pela PricewaterhouseCoopers. Tem por objeto exclusivamente as empresas privadas especializadas em tratamento de resíduos, e consolida as melhores informações disponíveis no momento. Está fundamentado por um amplo levantamento de dados junto às principais empresas do setor, realizado pela PricewaterhouseCoopers, complementado por estimativas e informações baseadas no conhecimento prático dos profissionais e empresários do setor, organizadas pela própria Abetre. Esses levantamentos foram realizados para dois biênios: e No levantamento de , a amostra obtida reuniu 87 unidades operacionais, que representavam cerca de 93% do mercado de tratamento de resíduos industriais. Os resultados de 2008 a 2012 foram estimados com base em sondagens realizadas pela Abetre. Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 4

5 ABRANGÊNCIA - Fluxos de resíduos e foco do estudo GERADORES DESTINADORES Setor Produtivo primário Secundário Agricultura e Pecuária Exploração florestal e Silvicultura Pesca Mineração Indústria de Transformação Indústria de Construção DESTINAÇÃO INTERNA (na própria empresa geradora) RECICLAGEM EMPRESAS DE TRATAMENTO (prestadores de serviço) Terciário Comércio e Serviços Setor Público terciário Serviços Públicos Limpeza Urbana Saneamento Obras Serviços de Saúde ATERROS PÚBLICOS MUNICIPAIS (sanitários, controlados ou inadequados) LIXÕES CLANDESTINOS Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 5

6 ABRANGÊNCIA: Mercado privado de prestação de serviços de destinação Corresponde ao "mercado de prestação de serviços"; por isso não inclui resíduos que têm destinação interna pelos próprios geradores (aterros e incineradores cativos e assemelhados). Abrange o universo nacional de empresas privadas especializadas em tecnologias de proteção ambiental para resíduos industriais e urbanos. Inclui também indústrias que prestam tais serviços a terceiros (químicas que fazem incineração e cimenteiras que fazem co-processamento). Não inclui aterros municipais (públicos). Não inclui recicladores e assemelhados (como processadores de pilhas e lâmpadas, empresas de compostagem, etc.). RSS: inclui o pré-tratado ou não sujeito a pré-tratamento (disposto em aterros); não inclui o sujeito a pré-tratamento (incineração, autoclavagem, etc.). RCC: inclui o recebido de grandes geradores (disposto em aterros classes I, II-A ou II-B); não inclui o disposto em "aterros de RCC" ou "bota-fora". Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 6

7 UNIDADES DESTINADORAS DE RESÍDUOS TECNOLOGIAS E LOCALIZAÇÃO UNIDADES DESTINADORAS DE RESÍDUOS EMPRESAS PRIVADAS TECNOLOGIA UNIDADES EXISTENTES ASSOCIADAS Aterros para resíduos classe II A Aterros para resíduos classe I Incineradores industriais Unidades de blendagem para coprocessamento Cimenteiras licenciadas para coprocessamento Tratamento de resíduos eletroeletrônicos (REE) Outras tecnologias TOTAL Fonte: Abetre 2013 Algumas dessas unidades estão reunidas em plantas integradas, usualmente chamadas "Centrais de Tratamento de Resíduos" (CTR). Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 7

8 Fonte: ABETRE ATERROS PARA RESÍDUOS CLASSE II A (privados - 79 unidades) CGR Cuiabá (Cuiabá - MT) Ambitec (Guará - SP) Anaconda (Santa Isabel - SP) Bema (Matão - SP) Boa Hora (Mauá - SP) Corpus (Indaiatuba - SP) Cotralix (Parapuã - SP) Constroeste (Onda Verde - SP) Construban (São Pedro - SP) Consfran (Catanduva - SP) Ecosistema (S. José dos Campos - SP) Ecourbis (São Paulo SP) Essencis (Caieiras - SP) Essencis (São Paulo - SP) Estre (Guatapará - SP) Estre (Itapevi - SP) Estre (Paulínia - SP) Estre CDR Pedreira (São Paulo - SP) Estre Terrestre (Santos - SP) Lara (Mauá - SP) Luma (Jardinópolis - SP) Pajoan (Itaquaquecetuba - SP) Proactiva (Iperó - SP) Ph 7 (Santa Rosa de Viterbo - SP) Proposta (Meridiano - SP) Quitaúna (Guarulhos - SP) Resicontrol (Tremembé - SP) Tecipar (Santana de Parnaíba - SP) VSA (Cachoeira Paulista - SP) Ecotottal (Capela de Santana - RS) Farroupilha (Farroupilha - RS) Fund. Pró-Rio Taquari (Lajeado - RS) Multti (Sapucaia do Sul - RS) Proamb (Bento Gonçalves - RS) Pró-Ambiente (Gravataí - RS) Revita (Santa Maria - RS) RG Ambiental (Rio Grande - RS) SIL (Minas do Leão - RS) SL Ambiental (São Leopoldo - RS) Utresa (Estância Velha - RS) Braseco (Natal - RN) CTR Candeias (Jaboatão dos Guararapes - PE) CTR Pernambuco (Igarassu - PE) Estre (Rosário do Catete - SE) Battre (Salvador - BA) Cetrel Lumina (Camaçari - BA) Qualix (Feira de Santana - BA) Essencis MG (Betim - MG) Limpebras (Uberlândia - MG) Pró-Ambiental (Lavras - MG) Vital (Sabará - MG) Vital (Juiz de Fora - MG) Vital (Ipatinga - MG) Trusher (Ewbank da Câmara - MG) Ambitec (Aracruz - ES) CTR Vila Velha (Vila Velha - ES) Marca (Cariacica - ES) Marca Etape (Nova Venécia - ES) Vitória Ambiental (Serra - ES) CTR Itaboraí (Itaboraí - RJ) CTR Nova Iguaçu (Nova Iguaçu - RJ) Dois Arcos (São Pedro da Aldeia - RJ) Essencis (Macaé - RJ) Ciclus (Seropédica - RJ) BOB Ambiental (Belford Roxo - RJ) Haztec CTR São Gonçalo (São Gonçalo - RJ) Essencis (Curitiba - PR) Estre (Fazenda Rio Grande - PR) Paraná Ambiental (Cascavel - PR) Cetric (Chapecó - SC) Essencis (Joinville - SC) Hera Sul (Rio Negrinho - SC) Momento (Blumenau - SC) Paraná Ambiental (Cascavel - PR) Proactiva (Biguaçú - SC) Recicle (Brusque - SC) Seluma (Mafra - SC) Santech (Içara - SC) Serrana (Laguna - SC) Serni Reciclagem (Iporã do Oeste - SC) Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 8

9 ATERROS PARA RESÍDUOS CLASSE II A COM GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA (privados e públicos - 5 unidades) Battre (Salvador BA) 20 MW BR 040 (Belo Horizonte MG) 5 MW Limpebras (Uberlândia MG) 1,5 MW Bandeirantes (São Paulo SP) 20 MW São João (São Paulo SP) 22 MW Total 68,5 MW Fonte: ABETRE Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 9

10 ATERROS PARA RESÍDUOS CLASSE I (privados - 16 unidades) Paraná Ambiental (Cascavel - PR) Essencis (Curitiba - PR) Vitória Ambiental (Serra - ES) Marca (Cariacica - ES) Hera Sul (Rio Negrinho - SC) Essencis (Joinville - SC) Momento (Blumenau - SC) Cetric (Chapecó - SC) Proamb (Bento Gonçalves - RS) Ecotottal (Capela de Santana - RS) Utresa (Estância Velha - RS) Pró-Ambiente (Gravataí - RS) Resicontrol (Tremembé - SP) Ecosistema (S. José dos Campos - SP) Essencis (Caieiras - SP) Essencis (Betim - MG) Pró-Ambiental (Lavras - MG) Fonte: ABETRE Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 10

11 CIMENTEIRAS LICENCIADAS PARA COPROCESSAMENTO (35 unidades *) Nassau Cibrasa (Capanema - PA) Votorantim Poty (Sobral - CE) Nassau Itapetinga (Mossoró - RN) Cimpor (João Pessoa - PB) Eco-Processa / Lafarge (Caaporã - PB) Votorantim Poty (Caaporã - PB) Nassau Itapessoca (Goiana - PE) Cimpor (S. Miguel dos Campos - AL) Cimpor (Campo Formoso - BA) Nassau Itautinga (Manaus - AM) Votorantim Tocantins (Nobres - MT) Votorantim Tocantins (Sobradinho - DF) Cimpor (Cezarina - GO) Votorantim Itaú (Corumbá - MS) InterCement (Bodoquena - MS) Votorantim Rio Branco (Rio Branco do Sul - PR) Itambé (Balsa Nova - PR) Votorantim Rio Branco (Pinheiro Machado - RS) Cimpor (Candiota - RS) Votorantim Itaú (Itaú de Minas - MG) Lafarge (Arcos - MG) Lafarge (Matozinhos - MG) Holcim (Pedro Leopoldo MG) InterCement (Pedro Leopoldo MG) Liz (Vespasiano - MG) InterCement (Ijaci - MG) CP Cimento Tupi (Carandaí - MG) Holcim (Barroso - MG) Nassau Itabira (C. de Itapemirim - ES) Holcim (Cantagalo - RJ) Lafarge (Cantagalo - RJ) Votorantim Rio Branco (Cantagalo - RJ) Votorantim Rio Branco (Salto de Pirapora - SP) CP Cimento Ribeirão (Ribeirão Grande - SP) Cimpor (Cajati - SP) * algumas são licenciadas apenas para pneus Fonte: ABCP e ABETRE Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 11

12 UNIDADES DE BLENDAGEM PARA COPROCESSAMENTO (19 unidades) Clean (Belém - PA) Cetrel Lumina (Mossoró - RN) Essencis (Curitiba - PR) Resicontrol (Balsa Nova - PR) Ambiental (Balsa Nova - PR) Revalore (Balsa Nova - PR) Cetrel Lumina (Camaçari - BA) Holcim *(Cantagalo - RJ) Essencis (Magé - RJ) Haztec Plastimassa (Magé - RJ) Resicontrol (Sorocaba - SP) Silcon (Juquiá - SP) Ecoblending (Cezarina - GO) Recitec (Pedro Leopoldo - MG) Holcim *(Pedro Leopoldo - MG) Vitória Ambiental (Serra ES) Nova Ambiental (Itapevi - SP) * indústria cimenteira Momento (Blumenau - SC) Proamb (Nova Santa Rita - RS) Fonte: ABETRE Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 12

13 INCINERADORES PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS (23 unidades) Clean (Belém - PA) Serquip (São Luís - MA) Cetrel Lumina (Mossoró - RN) Serquip (S.G. do Amaral - RN) Serquip (João Pessoa - PB) Serquip (Recife - PE) Serquip (Petrolina - PE) Serquip (Maceió - AL) Incinera (Senador Canedo - GO) Cetrel Lumina (Camaçari - BA) Serquip (Simões Filho - BA) UDI Ambiental (Uberlândia - MG) Serquip (Santa Luzia - MG) Pró-Ambiental (Lavras - MG) Haztec CTR Belford Roxo (Belford Roxo - RJ) Ecochamas (Resende - RJ) - Plasma Servatis (Resende - RJ) Basf (Guaratinguetá - SP) Silcon (Mauá - SP) Clariant (Suzano - SP) Essencis (Taboão da Serra - SP) ABL (Cosmópolis - SP) Serquip (Curitiba PR) Fonte: ABETRE Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 13

14 UNIDADES DE DESSORÇÃO TÉRMICA (3 unidades) Essencis (Betim - MG) Essencis (Magé - RJ) Essencis (Caieiras - SP) Fonte: ABETRE Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 14

15 UNIDADES DE TRATAMENTO BIOLÓGICO (4 unidades) Bioland (Piracicaba SP) Estre Resicontrol (Paulínia SP) OrganoSolví (Coroados SP) Sapotec (Porto Alegre RS) Fonte: ABETRE Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 15

16 Essencis (Manaus AM) DESTINADORES DE REEE (levantamento parcial 36 unidades) Recyclart (Cuiabá MT) Revert (Careaçu MG) 3A (Campinas SP) Apliquim/Brasil Recicle (Paulínia SP) Ativa (CRT) (Guarulhos SP) Ativo Digital (Osasco SP) Cimelia (Campinas SP) Descarte Certo (Americana SP) DMM Refrigeração (São Bernardo do Campo SP) Essencis (Caieiras SP) Fox Reciclagem (Itú SP) Indústria Fox (Cabreúva SP) Interamerican (São Bernardo do Campo SP) Lorene (São Paulo SP) Naturalis (Itupeva SP) Oxil (Paulínia SP) Reciclo Metais (São Paulo SP) San Lien (São Paulo SP) Silcon (Juquiá SP) SIR Company (São Paulo SP) Suzaquim (Suzano SP) Techfive (Jacareí SP) Tecori (Pindamonhangaba SP) Tramppo (Cotia SP) Umicore (Guarulhos SP) Essencis (Magé RJ) Haztec (Rio Bonito RJ) Ultra Polo (Três Rios RJ) Bulbox (Curitiba PR) Essencis (Curitiba PR) Mega Reciclagem (Curitiba PR) RWS Metais (Piraquara PR) WPA (Pato Branco PR) Apliquim/Brasil Recicle (Indaial SC) Cetric (Chapecó SC) Fonte: ABETRE Maio/2012 Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 16

17 Quantidade (Mt) RESÍDUOS INDUSTRIAIS Quantidades processadas - por Tecnologia de Tratamento RI - Por Tecnologia de Tratamento 2,9 3,2 17% 22% 79% 73% 4,5 18% 78% 6,0 16% 75% 7,1 14% 78% Aterros (classe I, II A e II B) Co-processamento em fornos de clínquer Incineração e outros tratamentos térmicos Tratamentos biológicos e outras tecnologias Em média: disposição em aterro 76% co-processamento 18% incineração e outros tratamentos térmicos 3% tratamentos biológicos e outros 3% Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 17

18 RESÍDUOS INDUSTRIAIS Quantidades processadas - por Tecnologia de Tratamento RESÍDUOS INDUSTRIAIS Por Tecnologia de Tratamento (1.000 t) Aterro para classe II A % % % % % Aterro para classe II B % % 343 8% % % Aterro para classe I 120 4% 235 7% 171 4% 252 4% 302 4% Co-processamento em fornos de clínquer % % % % % Incineração 48 2% 64 2% 64 1% 71 1% 75 1% Outros tratamentos térmicos 49 2% 74 2% 59 1% 69 1% 83 1% Tratamentos biológicos 5 0% 14 0% 31 1% 326 5% 375 5% Outras tecnologias 11 0% 13 0% 15 0% 18 0% 14 0% Total % % % % % crescimento anual 9% 39% 34% 20% Fonte: 2004 a 2007: elaborado pela ABETRE, com dados levantados, consistidos e tabulados pela PricewaterhouseCoopers 2008: estimativa elaborada pela ABETRE Em média: disposição em aterro 76% co-processamento 18% incineração e outros tratamentos térmicos 3% tratamentos biológicos e outros 3% Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 18

19 Quantidade (Mt) RESÍDUOS INDUSTRIAIS Quantidades processadas Perigosos x Não perigosos RI - Por Periculosidade ,0 4,5 26% 23% 2,9 3,2 22% 31% 77% 74% 78% 69% Perigosos Não perigosos Em média: resíduos perigosos = 25% Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 19

20 Quantidade (Mt) RESÍDUOS INDUSTRIAIS Quantidades processadas Geração x Passivos RI - Geração x Passivos ,0 4,5 27% 17% 2,9 3,2 22% 17% 73% 83% 78% 83% Passivos ambientais Geração normal Em média: passivos ambientais = 21% Passivos ambientais: resíduos estocados há mais de um ano e resíduos de áreas contaminadas. Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 20

21 Quantidade (Mt) RESÍDUOS INDUSTRIAIS Quantidades processadas Movimentação Interestadual RI - Movimentação Interestadual ,0 16% 4,5 12% 2,9 3,2 14% 16% 84% 88% 86% 84% Tratados em outros estados Tratados no estado gerador Em média: resíduos tratados em outros estados =14% Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 21

22 RESÍDUOS INDUSTRIAIS Quantidades processadas - estratificações RESÍDUOS INDUSTRIAIS Total processado (1.000 t) % % % % Por Periculosidade (1.000 t) Não perigosos % % % % Perigosos % % % % Geração x Passivos (1.000 t) Geração normal % % % % Passivos ambientais % % % % Movimentação Interestadual (1.000 t) Tratados no estado gerador % % % % Tratados em outros estados % % % % Fonte: 2004 a 2007: elaborado pela ABETRE, com dados levantados, consistidos e tabulados pela PricewaterhouseCoopers Em média: resíduos perigosos 25% passivos ambientais 21% tratados em outros estados 14% Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 22

23 MERCADO TOTAL Resíduos Industriais e Resíduos Urbanos MERCADO TOTAL Quantidade (milhões de toneladas) RI - Resíduos industriais 2,9 3,2 4,5 6,0 7,1 8,0 8,9 9,9 10,8 RU - Resíduos urbanos 4,4 4,8 4,5 6,1 7,1 7,6 8,6 9,6 10,8 Mercado total 7,3 8,0 9,0 12,1 14,2 15,6 17,5 19,5 21,6 crescimento anual 9,3% 12,2% 34,9% 17,5% 10,0% 12,0% 11,2% 11,0% Receita Bruta (R$ milhões) RI - Resíduos industriais RU - Resíduos urbanos Mercado total crescimento anual 17,6% 18,7% 47,0% 26,9% 14,2% 19,1% 17,4% 15,9% Nota: A receita indicada é apenas com tratamento de resíduos; não inclui outros serviços, como gerenciamento, transporte, etc. Fonte: 2004 a 2007: elaborado pela ABETRE, com dados levantados, consistidos e tabulados pela PricewaterhouseCoopers 2008 a 2012: estimativa elaborada pela ABETRE Crescimento anual médio: 14,5% em quantidade processada e 21,7% em receita. Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 23

24 RESUMO Ao longo das duas últimas décadas, e mesmo sem qualquer política de incentivo, a iniciativa privada consolidou no Brasil um parque especializado em tratamento de resíduos e em serviços ambientais diversificados. O crescimento médio em volume tem sido de 15% ao ano. Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 24

25 (11) Rua Estela, 515 Bloco F conj São Paulo SP Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 25

PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS

PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS Odilon G. Amado Jr. Diretor Regional Sul Julho / 2011 Perfil do Setor de Tratamento de Resíduos 1 ABETRE Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos

Leia mais

PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS E SERVIÇOS AMBIENTAIS

PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS E SERVIÇOS AMBIENTAIS PERFIL DO SETOR DE TRATAMENTO DE RESÍDUOS E SERVIÇOS AMBIENTAIS 2006 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. RESÍDUOS SÓLIDOS 2.1. SETOR PRODUTIVO E SETOR PÚBLICO DOIS CONTEXTOS DIFERENTES 2.2. ESTIMATIVAS DE GERAÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Janeiro / 2016 Apresentação Institucional 1 ABETRE Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos Apresentação A Abetre é a entidade de classe que representa as

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS A VISÃO DO SETOR DE TRATAMENTO

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS A VISÃO DO SETOR DE TRATAMENTO POLÍTICAS PÚBLICAS PARA RESÍDUOS INDUSTRIAIS A VISÃO DO SETOR DE TRATAMENTO Diógenes Del Bel Diretor Presidente ABETRE Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos 27 / junho / 2007 Audiência

Leia mais

UF MUNICÍPIO TIPO TELEFONE 1 TELEFONE 2 E-MAIL INSTITUCIONAL 1

UF MUNICÍPIO TIPO TELEFONE 1 TELEFONE 2 E-MAIL INSTITUCIONAL 1 AC Rio Branco Cerest Estadual (68) 3223-4266 cerest.saude@ac.gov.br AL Maceió Cerest Estadual (82) 3315-2759 (82) 3315-3920 cerest@saude.al.gov.br AL Maceió Cerest Regional (82) 3315-5260 cerest@sms.maceio.al.gov.br

Leia mais

Ranking Município P2i - Lead Alto Padrão Médio Padrão Baixo Padrão

Ranking Município P2i - Lead Alto Padrão Médio Padrão Baixo Padrão 1 São Bernardo do Campo -SP 0,8200 Ótimo Ótimo Ótimo 2 Campo Grande -MS 0,7670 Ótimo Ótimo Ótimo 3 Santo André -SP 0,7670 Ótimo Ótimo Ótimo 4 Osasco -SP 0,7460 Ótimo Ótimo Ótimo 5 Natal -RN 0,7390 Ótimo

Leia mais

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010 Posição Nome do Município Estado Região RM, RIDE ou Aglomeração Urbana 1 Salvador BA Nordeste RM Salvador 2 Maceió AL Nordeste RM Maceió 3 Rio de Janeiro RJ Sudeste RM Rio de Janeiro 4 Manaus AM Norte

Leia mais

DDD DO MUNICÍPIO. Região UF Área Local SÃO PAULO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 12 SANTOS BAURU 14 SOROCABA RIBEIRÃO PRETO

DDD DO MUNICÍPIO. Região UF Área Local SÃO PAULO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 12 SANTOS BAURU 14 SOROCABA RIBEIRÃO PRETO Região UF Área Local DDD DO MUNICÍPIO SÃO PAULO 11 3 SP SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 12 SANTOS 13 BAURU 14 SOROCABA 15 RIBEIRÃO PRETO 16 RIBEIRÃO PRETO 16 SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 17 PRESIDENTE PRUDENTE 18 CAMPINAS

Leia mais

Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros

Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros > Lia Hasenclever (IE/UFRJ) 10º Encontro da ReINC 08 e 09 de novembro de 2007 Grupo

Leia mais

Legenda: Áreas migradas do 0800 para o 4004. Áreas onde o 4004 já estava ativado.

Legenda: Áreas migradas do 0800 para o 4004. Áreas onde o 4004 já estava ativado. Legenda: Áreas migradas do 0800 para o 4004. Áreas onde o 4004 já estava ativado. CÓD. ÁREA (DDD) UF ÁREA METROPOLITANA REGIÃO CONURBADA 11 SP SÃO PAULO ARUJA BARUERI BIRITIBA-MIRIM CAIEIRAS CAJAMAR CARAPICUIBA

Leia mais

Lote Produzidos Cidade UF Qte faturada

Lote Produzidos Cidade UF Qte faturada Lote Produzidos Cidade UF Qte faturada 1400008703 BELEM PA 339 1400008703 BELO HORIZONTE MG 2.034 1400008703 BRASILIA DF 1.356 1400008703 CONGONHAS MG 54 1400008703 CUIABA MT 678 1400008703 GOIANIA GO

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA Técnico Bancário Novo AC Cruzeiro do Sul 1618 CR* Técnico Bancário Novo AC Rio Branco 6648 CR * Técnico Bancário Novo AC Sena Madureira 1065 CR* Técnico Bancário Novo AL Maceió 22524 CR * Técnico Bancário

Leia mais

FISICO-QUÍMICA DOS MATERIAIS GERAÇÃO DE RESÍDUOS. Prof. Dr. José Roberto de Oliveira

FISICO-QUÍMICA DOS MATERIAIS GERAÇÃO DE RESÍDUOS. Prof. Dr. José Roberto de Oliveira FISICO-QUÍMICA DOS MATERIAIS GERAÇÃO DE RESÍDUOS 1 Brasil e Estado de São Paulo Valor desconhecido Cerca de 75,4 milhões toneladas por ano Estima-se a geração de 2,9 milhões de toneladas por ano de resíduos

Leia mais

(continua) TABELA 1.1 Composição e População da Aglomeração Urbana (AUPOA) e Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPOA)

(continua) TABELA 1.1 Composição e População da Aglomeração Urbana (AUPOA) e Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPOA) 1 INTRODUÇÃO Este relatório consolida os principais resultados obtidos com a pesquisa sobre acidentes de trânsito nas aglomerações urbanas brasileiras pesquisa Renavam, efetuada como parte integrante do

Leia mais

Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis

Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis Pneumáticos Histórico Década de 20 Começo das atividades da indústria de pneumáticos no Brasil. 1960 Fundação da ANIP, entidade sem fins lucrativos cujo objetivo

Leia mais

PORTARIA GM Nº 1.278, DE 25 DE JUNHO DE 2008

PORTARIA GM Nº 1.278, DE 25 DE JUNHO DE 2008 PORTARIA GM Nº 1.278, DE 25 DE JUNHO DE 2008 Redefine os limites financeiros destinados ao custeio da Nefrologia (TRS), dos Estados, Distrito Federal e Municípios. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais

Lista de Cimento Conformes 2014

Lista de Cimento Conformes 2014 Lista de Cimento Conformes 2014 A Tabela a seguir mostra os tipos de cimentos e marcas que atenderam estatisticamente às Normas técnicas de especificação da ABNT, com base no Regulamento do Selo de Qualidade

Leia mais

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias

50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias 50 cidades com as melhores opções para aberturas de franquias Pesquisa realizada pela Rizzo Franchise e divulgada pela revista Exame listou as 50 cidades com as melhores oportunidades para abertura de

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE A GESTÃO DE RESÍDUOS NO BRASIL

REFLEXÕES SOBRE A GESTÃO DE RESÍDUOS NO BRASIL REFLEXÕES SOBRE A GESTÃO DE RESÍDUOS NO BRASIL Diógenes Del Bel Diretor Presidente IV Fórum de Sustentabilidade CCFB Câmara de Comércio França-Brasil 12 / 9 / 2014 Reflexões sobre a gestão de resíduos

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 57ª PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL PNE * PROFISSIONAL JÚNIOR ANALISTA DE SISTEMAS - ÊNFASE EM DESENVOLVIMENTO EM ERP

Leia mais

Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis

Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis PALESTRANTE: CESAR FACCIO PALESTRA: PAINEL: DATA : A Logística Reversa e os Acordos Setoriais 19 de maio de 2015, às 16h15 Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis

Leia mais

PROJETO DA REDE NACIONAL DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO INTERESTADUAL DE PASSAGEIROS VOLUME I - MODELO FUNCIONAL

PROJETO DA REDE NACIONAL DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO INTERESTADUAL DE PASSAGEIROS VOLUME I - MODELO FUNCIONAL PROJETO DA REDE NACIONAL DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO INTERESTADUAL DE PASSAGEIROS VOLUME I - MODELO FUNCIONAL ANEXO ÚNICO - RESULTADO DOS ESTUDOS DE DAS LIGAÇÕES NOVAS E ORIUNDAS DE MEDIDAS JUDICIAIS 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis

Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis Pneumáticos Histórico Década de 20 Começo das atividades da indústria de pneumáticos no Brasil. 1960 Fundação da ANIP, entidade sem fins lucrativos cujo objetivo

Leia mais

Mais de 73 milhões de reais para ampliar hemodiálise no SUS

Mais de 73 milhões de reais para ampliar hemodiálise no SUS Mais de 73 milhões de reais para ampliar hemodiálise no SUS Recursos destinados pelo Ministério da Saúde também vão melhorar a qualidade da assistência aos usuários da rede pública na área de nefrologia.

Leia mais

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Seminário Internacional sobre Tributação Imobiliária FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Maria Cristina Mac Dowell maria-macdowell.azevedo@fazenda.gov.br

Leia mais

Último ano avaliado no Enade. UF Sede. Categoria Administrativa IES. Município Sede. IGC Faixa

Último ano avaliado no Enade. UF Sede. Categoria Administrativa IES. Município Sede. IGC Faixa Último ano avaliado no Enade IES UF Sede Município Sede Categoria Administrativa 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO MT Cuiabá Pública 4 2011 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DF Brasília Pública 4 2011 UNIVERSIDADE

Leia mais

AVISO SESSÃO PÚBLICA nº 01/2015 04 de setembro de 2015

AVISO SESSÃO PÚBLICA nº 01/2015 04 de setembro de 2015 AVISO SSÃO PÚBLICA nº 01/2015 04 de setembro de 2015 Contrato nº 27/2011 - Serviços de Publicidade Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome SLA Propaganda LTDA. Atendendo ao que dispõe o 2º,

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA Política Nacional de Resíduos Sólidos Plano Nacional de Resíduos Sólidos

AUDIÊNCIA PÚBLICA Política Nacional de Resíduos Sólidos Plano Nacional de Resíduos Sólidos AUDIÊNCIA PÚBLICA Política Nacional de Resíduos Sólidos Plano Nacional de Resíduos Sólidos Diógenes Del Bel Diretor Presidente Senado Federal Subcomissão Temporária de Resíduos Sólidos (CMARS) 19 / 3 /

Leia mais

REQUISITOS AM AP BA DF ES GO MG MT PA PE PI RJ RN RS SC SP TOTAL. Análise de Projetos Curso superior completo. 2 2

REQUISITOS AM AP BA DF ES GO MG MT PA PE PI RJ RN RS SC SP TOTAL. Análise de Projetos Curso superior completo. 2 2 ÁREA DE CONHECIMENTO REQUISITOS AM AP BA DF ES GO MG MT PA PE PI RJ RN RS SC SP TOTAL Análise de Projetos Curso superior completo. 2 2 Desenvolvimento de Aplicações - Webmobile Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

Resíduos Sólidos no Brasil Implantação da Política Nacional e seus Desafios

Resíduos Sólidos no Brasil Implantação da Política Nacional e seus Desafios Resíduos Sólidos no Brasil Implantação da Política Nacional e seus Desafios Lei 12.305 Odilon Gaspar Amado Jr. Diretor Regional Sul XI Encontro Catarinense de Profissionais de Química junho/2014 A Evolução

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA - CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 1, DE 21 DE JANEIRO DE 2014 RELAÇÃO DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA - CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 1, DE 21 DE JANEIRO DE 2014 RELAÇÃO DE CANDIDATOS POR VAGA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA - CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 1, DE 21 DE JANEIRO DE 2014 RELAÇÃO DE CANDIDATOS POR VAGA Cargo Pólo Trabalho Vagas Candidatos Candidato/Vaga

Leia mais

CONTRATOS TV POR ASSINATURA

CONTRATOS TV POR ASSINATURA CONTRATOS TV POR ASSINATURA CIDADE LOCAL DE Nº DE DATA DE AMERICANA SP Oficial de Registro de Títulos e Documentos de Americana - SP 233339 28/12/2007 ANAPOLIS GO 2º Ofício de Registro de Títulos e Documentos

Leia mais

Página 1 de 8 IPI - Jurisdição - Regiões fiscais 18 de Maio de 2012 Em face da publicação da Portaria MF nº 203/2012 - DOU 1 de 17.05.2012, este procedimento foi atualizado (novas disposições - tópico

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES

MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES Objetivo Fomentar ações estruturantes para o sistema de transporte coletivo urbano por meio de qualificação e ampliação da infraestrutura de mobilidade urbana Quem pode pleitear?

Leia mais

NOTA OFICIAL. 1 Realizaram a 2ª fase do IV Exame de Ordem 21.818 examinandos;

NOTA OFICIAL. 1 Realizaram a 2ª fase do IV Exame de Ordem 21.818 examinandos; NOTA OFICIAL A Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado apresenta o resultado da apreciação dos recursos referente à segunda fase do IV Exame de Ordem Unificado, como se segue: 1 Realizaram a 2ª

Leia mais

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Brasília, 11 de junho de 2014. SISTEMÁTICA ATUAL Desde 01/01/2010, o INSS direciona os benefícios para o vencedor do Lote, desde que

Leia mais

Soluções Ambientais para a Destinação de Resíduos

Soluções Ambientais para a Destinação de Resíduos Soluções Ambientais para a Destinação de Resíduos ONDE ESTAMOS REGIONAIS São Paulo (Caieiras, São José dos Campos, Itaberaba, Taboão da Serra e Sede) Rio de Janeiro (Magé e Macaé) Minas Gerais (Betim,

Leia mais

RELAÇÃO DOS JORNAIS CADASTRADOS

RELAÇÃO DOS JORNAIS CADASTRADOS RELAÇÃO DOS JORNAIS CADASTRADOS REGIÃO SUL PARANÁ Atual Notícias São Mateus do Sul (PR) - atualnoticias@hotmail.com Correio Paranaense Curitiba (PR) - geral@jornalcorreioparanaense.com.br Diário de Piraquara

Leia mais

Novo Cenário de Iluminação Pública no Brasil: Perspectivas e Oportunidades de Negócios

Novo Cenário de Iluminação Pública no Brasil: Perspectivas e Oportunidades de Negócios Novo Cenário de Iluminação Pública no Brasil: Perspectivas e Oportunidades de Negócios 2 Promon Intelligens Promon Intelligens 2014 Novo panorama de Iluminação Pública no Brasil A publicação da Resolução

Leia mais

Relação dos cargos do próximo concurso da empresa, que formará cadastro reserva: Analista Superior I

Relação dos cargos do próximo concurso da empresa, que formará cadastro reserva: Analista Superior I Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) Relação dos cargos do próximo concurso da empresa, que formará cadastro reserva: AS I - Arquivista AS I Assistente Social AS I Biólogo Analista

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil. Portaria RFB nº 2.327, de 23 de setembro de 2009. (*)

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil. Portaria RFB nº 2.327, de 23 de setembro de 2009. (*) MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil Portaria RFB nº 2.327, de 23 de setembro de 2009. (*) Institui o Concurso de Remoção de 2009, destinado a ocupantes do cargo de Auditor-Fiscal

Leia mais

TELEMAR NORTE LESTE S.A.

TELEMAR NORTE LESTE S.A. Regulamento Oferta Oi Velox NRES TELEMAR NORTE LESTE S.A., autorizatária para exploração de Serviços de Comunicação Multimídia, com sede na Rua General Polidoro, 99 Botafogo, Rio de Janeiro/RJ, inscrita

Leia mais

NOTA TÉCNICA ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2014

NOTA TÉCNICA ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2014 NOTA TÉCNICA ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2014 A divulgação anual das estimativas da população residente nos municípios brasileiros obedece

Leia mais

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades

Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia. Regiões de Influência das Cidades Diretoria de Geociências Coordenação de Geografia Regiões de Influência das Cidades 2007 Objetivos Gerais Hierarquizar os centros urbanos Delimitar as regiões de influência associadas aos centros urbanos

Leia mais

O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE

O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE Relatório de Pesquisa de Mercado sobre o Desenvolvimento de Software no Brasil 21 a Edição Julho de 2002 O Mercado

Leia mais

OAB/RN RELATÓRIO DE APROVADOS NA PROVA OBJETIVA POR INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

OAB/RN RELATÓRIO DE APROVADOS NA PROVA OBJETIVA POR INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR OAB/RN RELATÓRIO DE APROVADOS NA PROVA OBJETIVA POR INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR Tabela 01 - Aprovados Prova Objetiva - Exame de Ordem 2009.3, Natal/RN, 2009. UF MUNICÍPIO DA IES IES INSCRITOS PRESENTES

Leia mais

VISITA IN LOCO JANEIRO RJ UNIVERSIDADE GAMA FILHO - RJ RIO DE VISITA IN LOCO

VISITA IN LOCO JANEIRO RJ UNIVERSIDADE GAMA FILHO - RJ RIO DE VISITA IN LOCO CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ - AP MACAPÁ AP CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO UNIPLAN DF BRASÍLIA DF CENTRO UNIVERSITÁRIO PLÍNIO LEITE - JANEIRO NITEROI RJ FACULDADE DE NATAL NATAL RN FACULDADE ESTÁCIO

Leia mais

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social As inscrições para o concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social INSS estarão abertas no período de 12 de agosto a 13 de setembro. São 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social, sendo

Leia mais

RELAÇÃO DAS CIDADES PERCORRIDAS POR ALFREDO ROCHA DESDE O INÍCIO DE SUA CARREIRA, CONSTANDO NÚMERO DE EVENTOS E TOTAL DE PARTICIPANTES POR CIDADE.

RELAÇÃO DAS CIDADES PERCORRIDAS POR ALFREDO ROCHA DESDE O INÍCIO DE SUA CARREIRA, CONSTANDO NÚMERO DE EVENTOS E TOTAL DE PARTICIPANTES POR CIDADE. RELAÇÃO DAS CIDADES PERCORRIDAS POR ALFREDO ROCHA DESDE O INÍCIO DE SUA CARREIRA, CONSTANDO NÚMERO DE EVENTOS E TOTAL DE PARTICIPANTES POR CIDADE. OS NÚMEROS NÃO INCLUEM SEMINÁRIOS IN COMPANY E SÃO ATUALIZADOS

Leia mais

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL Programa: 0569 - PRESTAÇÃO JURISDICIONAL NA JUSTIÇA FEDERAL Objetivo: Garantir pleno exercício do direito por meio da prestação dos serviços jurisdicionais, observando o disposto

Leia mais

Veja cidades que mais contrataram e que mais demitiram no 1º semestre

Veja cidades que mais contrataram e que mais demitiram no 1º semestre 1 de 5 20/7/2011 14:20 20/07/2011 06h21 - Atualizado em 20/07/2011 06h21 Veja cidades que mais contrataram e que mais demitiram no 1º semestre São Paulo lidera ranking, com 136 mil vagas criadas de janeiro

Leia mais

LOJAS PARTICIPANTES: Shopping Nova America Rio de Janeiro RJ

LOJAS PARTICIPANTES: Shopping Nova America Rio de Janeiro RJ LOJAS PARTICIPANTES: STORE NAME CITY UF Shopping ABC Santo André SP Shopping Metro Santa Cruz São Paulo SP ParkShopping São Caetano São Caetano SP Shopping Vila Olimpia São Paulo SP Shopping Leblon Rio

Leia mais

Portaria que define as diretrizes de organização e funcionamento das Equipes de Consultório na Rua

Portaria que define as diretrizes de organização e funcionamento das Equipes de Consultório na Rua Portaria que define as diretrizes de organização e funcionamento das Equipes de Consultório na Rua 1 NOTA TÉCNICA 15/2011 INTRODUÇÃO Durante uma das reuniões do GT de atenção da CIT que discutia a Política

Leia mais

SITUAÇÃO ATÉ 10/04/2015 CONTRATAÇÕES AUTORIZADAS (2) VAGAS OFERTADAS (1)

SITUAÇÃO ATÉ 10/04/2015 CONTRATAÇÕES AUTORIZADAS (2) VAGAS OFERTADAS (1) SERVIÇO FEDERAL DE PROCESSAMENTO DE DADOS (SERPRO) CONCURSO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA OS CARGOS DE ANALISTA E DE TÉCNICO EDITAL Nº 1 SERPRO, DE 26 DE FEVEREIRO

Leia mais

Década de 20 inicia as atividades da indústria de pneumáticos no Brasil

Década de 20 inicia as atividades da indústria de pneumáticos no Brasil Junho de 2011 Histórico Década de 20 inicia as atividades da indústria de pneumáticos no Brasil 1960: Fundação da ANIP (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos), entidade civil sem fins lucrativos,

Leia mais

CALENDÁRIO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS/REGIONAIS

CALENDÁRIO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS/REGIONAIS II Conferência Nacional de Boletim Informativo - Edição Abril de 2007, Brasília-DF, ano I, nº 3 Mulheres brasileiras! Como alguns estados estão com dificuldades de encerrar as suas conferências municipais

Leia mais

Coordenação-Geral dos Direitos da População em Situação de Rua. Política Nacional para a População em Situação de Rua

Coordenação-Geral dos Direitos da População em Situação de Rua. Política Nacional para a População em Situação de Rua Política Nacional para a O Desafio da Implementação das Políticas Transversais Professor: Carlos Ricardo Período: Novembro de 2013 Reconhecimento das experiências desenvolvidas há mais de 20 anos (1980

Leia mais

CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014

CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014 CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014 François E. J. de Bremaeker Rio de janeiro, setembro de 2014 CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO DOS MUNICÍPIOS NO PERÍODO ENTRE 2013 E 2014 François

Leia mais

Literatura de Cordel ACIDENTE DE TRABALHO. Autores: Antonio de Lisboa, Edmilson Ferreira, Chico de Assis e João Santana.

Literatura de Cordel ACIDENTE DE TRABALHO. Autores: Antonio de Lisboa, Edmilson Ferreira, Chico de Assis e João Santana. Literatura de Cordel ACIDENTE DE TRABALHO Autores: Antonio de Lisboa, Edmilson Ferreira, Chico de Assis e João Santana Jô Oliveira Conte pra gente, conte com a gente Um dos grandes problemas que o governo

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE ANALISTA DO SEGURO SOCIAL COM FORMAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL EDITAL Nº 9 DE 27 DE MAIO DE 2013

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE ANALISTA DO SEGURO SOCIAL COM FORMAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL EDITAL Nº 9 DE 27 DE MAIO DE 2013 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE ANALISTA DO SEGURO SOCIAL COM FORMAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL EDITAL Nº 9 DE 27 DE MAIO DE 2013 O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS,

Leia mais

A fórmula da Alterdata. Ladmir Carvalho

A fórmula da Alterdata. Ladmir Carvalho A fórmula da Alterdata Ladmir Carvalho Transformações expressivas ao longo do tempo 1989 A Alterdata é fundada em Petrópolis/RJ com sistemas de DP e Contabilidade 1990 Nasce a Escrita Fiscal 1991 Filial

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

ANEXO II - PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODELO DE PROPOSTA PROPOSTADEFORNECIMENTO

ANEXO II - PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODELO DE PROPOSTA PROPOSTADEFORNECIMENTO ANEXO II - PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS - MODELO DE PROPOSTA PROPOSTADEFORNECIMENTO Ref.:COTAÇÃO ELETRÔNICANº003/2015 ApresentamosnossapropostaparafornecimentodosItensabaixodiscriminados,conformeAnexoI

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES CARGO/ FORMÇÃO ÚLTIMA CLASSIFICAÇÃO CONVOCADA EDITAL 01/2011 PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 51ª

ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES CARGO/ FORMÇÃO ÚLTIMA CLASSIFICAÇÃO CONVOCADA EDITAL 01/2011 PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 51ª ACOMPANHAMENTO DAS CONVOCAÇÕES PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 51ª PROFISSIONAL JÚNIOR ADMINISTRAÇÃO NACIONAL 3ª PCD * PROFISSIONAL JÚNIOR ANALISTA DE SISTEMAS - ÊNFASE EM INFRAESTRUTURA RJ

Leia mais

Origem Destino Preço Araxá Alta Floresta R$ 20,00 Araxá Aracaju R$ 20,00 Araxá Araraquara R$ 10,00 Araxá Araçatuba R$ 15,00 Araxá Altamira R$ 25,00

Origem Destino Preço Araxá Alta Floresta R$ 20,00 Araxá Aracaju R$ 20,00 Araxá Araraquara R$ 10,00 Araxá Araçatuba R$ 15,00 Araxá Altamira R$ 25,00 Origem Destino Preço Araxá Alta Floresta R$ 20,00 Araxá Aracaju R$ 20,00 Araxá Araraquara R$ 10,00 Araxá Araçatuba R$ 15,00 Araxá Altamira R$ 25,00 Araxá Araguaína R$ 20,00 Araxá Barcelos R$ 25,00 Araxá

Leia mais

Veja cidades que mais contrataram e as que mais demitiram em julho

Veja cidades que mais contrataram e as que mais demitiram em julho Page 1 of 7 20/08/2010 06h53 - Atualizado em 20/08/2010 06h53 Veja cidades que mais contrataram e as que mais demitiram em julho Cinco capitais demitiram mais do que contrataram, entre elas Brasília (DF).

Leia mais

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social As inscrições para o concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social INSS estarão abertas no período de 12 de agosto a 13 de setembro. São 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social, sendo

Leia mais

O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE

O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE Relatório de Pesquisa de Mercado sobre o Desenvolvimento de Software no Brasil 16 a Edição Novembro de 2000 O

Leia mais

RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor

RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor RESÍDUOS SÓLIDOS : as responsabilidades de cada Setor Resíduos Domiciliares Resíduos da Construção Civil Resíduos de escritórios Pneus queimados Resíduos de madeira Resíduos de fibra de vidro Resíduos

Leia mais

Cancelamentos e Atrasos de Voos

Cancelamentos e Atrasos de Voos Cancelamentos e Atrasos de Voos A ANAC - Agência Nacional de Regulação Civil publicou em 06 de março de 2012 a Resolução nº 218 que estabelece procedimentos para a divulgação de percentuais de atrasos

Leia mais

QUEM SOMOS A REDEVIDA. canal aberto todas as capitais brasileiras 500 maiores cidades do país.

QUEM SOMOS A REDEVIDA. canal aberto todas as capitais brasileiras 500 maiores cidades do país. A REDEVIDA QUEM SOMOS Cobertura em canal aberto todas as capitais brasileiras 500 maiores cidades do país. Atende à e às Alcance de mais de VHF e UHF. 1.500 municípios. Possui a maior distribuição de TV

Leia mais

= P ( 10 db EIRP EIRP = EIRP = Effective Isotropic Radiated Power. EIRP. = Effective Isotropic Radiated Power

= P ( 10 db EIRP EIRP = EIRP = Effective Isotropic Radiated Power. EIRP. = Effective Isotropic Radiated Power Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@eletrica.ufpr.br Conceito de E.I.R.P Seção IX Seção X Sinalização de Torres Conclusões EIRP = Effective

Leia mais

VAGAS EDITAL 5 o CICLO - POR ESTADO, CIDADE, NÍVEL E CATEGORIA PROFISSIONAL

VAGAS EDITAL 5 o CICLO - POR ESTADO, CIDADE, NÍVEL E CATEGORIA PROFISSIONAL AM MANAUS Básico CM - CALDEIREIRO 96 CM - ENCANADOR INDUSTRIAL 64 CM - LIXADOR 64 CM - MAÇARIQUEIRO 16 CM - MECÂNICO MONTADOR 48 CM - MONTADOR DE ANDAIME 64 CM - PINTOR 48 CM - SOLDADOR DE ESTRUTURA 48

Leia mais

Recuperação Energética de Resíduos Sólidos na Indústria de Cimento

Recuperação Energética de Resíduos Sólidos na Indústria de Cimento Recuperação Energética de Resíduos Sólidos na Indústria de Cimento Avanços na Implementação na Política Nacional de Resíduos CENÁRIO 28 empresas 15 grupos industriais 85 fábricas 51 Integradas 34 moagens

Leia mais

Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti LIRAa

Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti LIRAa Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti LIRAa O QUE É LIRAa Mapeamento rápido dos índices de infestação por Aedes aegypti. Neste ano, 161 municípios participaram do levantamento.

Leia mais

Judicael Clevelário Júnior

Judicael Clevelário Júnior ANÁLISE DOS IMPACTOS NA SAÚDE E NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DECORRENTES DE AGRAVOS RELACIONADOS AO ESGOTAMENTO SANITÁRIO INADEQUADO NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM MAIS DE 300.000 HABITANTES Denise Maria

Leia mais

FUNDAÇÃO CESGRANRIO IBGE CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 02/2013 RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA

FUNDAÇÃO CESGRANRIO IBGE CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 02/2013 RELAÇÃO CANDIDATO/VAGA POLO TOTAL DE PARTICIPANTES VAGAS AC - BRASILEIA 526 1 AC - CRUZEIRO DO SUL 317 2 AC - TARAUACÁ 334 1 AL - PALMEIRA DOS ÍNDIOS 925 2 AL - PENEDO 498 1 AL - SÃO MIGUEL DOS CAMPOS 751 1 AL - UNIÃO DOS PALMARES

Leia mais

UF Universidade Turno Vagas Nota de corte em 21/1/2015, às 0h. Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp)

UF Universidade Turno Vagas Nota de corte em 21/1/2015, às 0h. Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Integral (Mat/Vesp) Cursos de medicina UF Universidade Turno Vagas Nota de corte em 21/1/2015, às 0h AC ACRE (Rio Branco) 40 748,49 AL UFAL ALAGOAS (Maceió) AM UFAM AMAZONAS (Manaus) AP UNIFAP AMAPÁ (Macapá) BA UFOB OESTE

Leia mais

REFERÊNCIAS RELACIONADAS A PLANTAS DE CIMENTO

REFERÊNCIAS RELACIONADAS A PLANTAS DE CIMENTO Rio Branco do Sul - PR Fornos / Instalações Afins Projeto Executivo: Engenharia de integração de projetos e detalhamento para uma nova planta de cimento com capacidade de 5.000 tpd. Primavera - PA Fornos

Leia mais

CASAS ABRIGO. OG 3225-0604 AL Maceió Casa Abrigo Maceió (82) Casa Abrigo. OG 3336-8361 AM Manaus Casa Abrigo

CASAS ABRIGO. OG 3225-0604 AL Maceió Casa Abrigo Maceió (82) Casa Abrigo. OG 3336-8361 AM Manaus Casa Abrigo CASAS ABRIGO UF MUNICÍPIO NOME TELEFONE E-MAIL INAUGURAÇÃO OU OBSERVAÇÕES AC Rio Branco Casa Abrigo Mãe (68) Casa Abrigo da Mata 3225-0604 AL Maceió Casa Abrigo Maceió (82) Casa Abrigo Viva a Vida 3336-8361

Leia mais

PERFIL DA DEMANDA DOMÉSTICA NO RIO DE JANEIRO SEMANA SANTA 2008

PERFIL DA DEMANDA DOMÉSTICA NO RIO DE JANEIRO SEMANA SANTA 2008 PERFIL DA DEMANDA DOMÉSTICA NO RIO DE JANEIRO SEMANA SANTA 2008 FAIXA ETÁRIA Acima de 66 4% Entre 46 a 65 anos 24% 18 a 27 anos 36% 28 a 45 anos 36% SEXO Feminino 50% Masculino 50% Separado 5% Solteiro

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2010

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa. Ano de referência do inventário: 2010 Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2010 PepsiCo do Brasil Ltda Nome fantasia: PepsiCo do Brasil Ltda - CNPJ: 71.303.141/0001-21 Tipo da empresa: Matriz Setor

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS. e-sedex. ÁREA DE COBERTURA (Postagem / Entrega)

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS. e-sedex. ÁREA DE COBERTURA (Postagem / Entrega) EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS e-sedex Atualizado em: 03/07/2015 ÁREA DE COBERTURA (Postagem / Entrega) UF Localidade Faixa de CEP AC Rio Branco 69900-000 69924-999 AL Maceió 57000-000 57099-999

Leia mais

ES 031/09 15/05/09 14/05/14 ASSOCIAÇÃO PARA PROMOÇÃO E INSERÇÃO DO JOVEM NO MERCADO DE TRABALHO SOL ESTÁGIOS CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM

ES 031/09 15/05/09 14/05/14 ASSOCIAÇÃO PARA PROMOÇÃO E INSERÇÃO DO JOVEM NO MERCADO DE TRABALHO SOL ESTÁGIOS CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM CIDADE UF NÚMERO VIGÊNCIA CONCEDENTE CONVÊNIO A3 ESTÁGIO SALVADOR BA 034/09 02/06/09 01/06/14 ABRE AGENCIA BRASILEIRA DE ESTÁGIO RECIFE PE 1063/2010 01/07/10 01/07/15 ABRH RS ESTÁGIOS PORTO ALEGRE RS 022/09

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA - PARA CONFERÊNCIA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA - PARA CONFERÊNCIA Superior Analista do Seguro Social com Formação em Direito Rio Branco / AC 131 2 65,50 Superior Analista do Seguro Social com Formação em Engenharia Civil Rio Branco / AC 20 1 20,00 Superior Analista do

Leia mais

Guia do Usuário Prosoft Analir versão 7.0. Introdução... 2. Liberação das licenças... 3

Guia do Usuário Prosoft Analir versão 7.0. Introdução... 2. Liberação das licenças... 3 Área Universidade Prosoft Autor Clécio Esteves Cavalcante Revisor Ricardo Sales Criação 26/02/2014 Publicação Edição 02-14/10/2014 Distribuição Franqueadora, Franquias e Clientes. Guia do Usuário Prosoft

Leia mais

A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012

A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012 A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012 BRASIL Série Estudos e Pesquisas A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DE 2009 A 2012 Junho/2014 Estudos e Pesquisas

Leia mais

Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País

Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País Estudo revela lentidão nos avanços do atendimento voltado à água e esgotos, além de mostrar

Leia mais

UN 4 0,00 Catraca pedestal com cofre com leitor smart card

UN 4 0,00 Catraca pedestal com cofre com leitor smart card ITEM 1 - Município - Rio de Janeiro - RJ ANEXO II DO TERMO DE REFERÊNCIA QT Valor Unitário R$ Valor Total R$ 1 - Projeto (verba para infraestrutura e ativação local) VB 1 Software de Acesso - Licença Web

Leia mais

O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE

O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação ao alcance da sua empresa BRASIL SOFTWARE mbi Mayer & Bunge Informatica O Mercado Brasileiro de tecnologia da Informação BRASIL SOFTWARE Relatório de Pesquisa de Mercado sobre o Desenvolvimento de Software no Brasil 17 a Edição Março de 2001 O

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

PLANO DE SERVIÇO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA DENOMINADO NET VÍRTUA 30Mbps

PLANO DE SERVIÇO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA DENOMINADO NET VÍRTUA 30Mbps PLANO DE SERVIÇO DO SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA DENOMINADO NET VÍRTUA 30Mbps Plano (Denominação do Plano de Serviço) 1. Aplicação Este Plano de Serviço do Serviço de Comunicação Multimídia é aplicável

Leia mais

REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB

REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB REGULAMENTO TIM LIBERTY WEB O plano TIM Liberty Web é composto por seis pacotes para utilização em computadores, notebooks ou tablets com as seguintes características. Pacote de dados Volume de Valor do

Leia mais

Tabela de Municípios com mercado potencial por Unidade da Federação

Tabela de Municípios com mercado potencial por Unidade da Federação A tabela abaixo avaliou os municípios que não possuem aeroporto com oferta de voos regulares que possuem movimentação, saídas e chegadas, de passageiros superior a 65 mil por ano, que em tese, seria capaz

Leia mais