Habitação e transportes dominam cada vez mais apelos para as LAG Pág. 7

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Habitação e transportes dominam cada vez mais apelos para as LAG Pág. 7"

Transcrição

1 Administrador José Rocha Dinis Director Sérgio Terra Nº 4721 Segunda-feira, 23 de Março de PATACAS Subsídios atribuídos pela Fundação Macau aumentaram quase 40 por cento em 2014 Pág. 5 Alunos da EPM experimentaram a escrita criativa pela mão de Maria Rosário Pedreira Centrais UM remete para nova lei a acreditação dos cursos Segundo a Universidade de Macau, a solicitação de acreditação dos cursos no sistema de ensino superior português vai depender do que ficar decidido na nova Lei do Ensino Superior de Macau e das directivas do Gabinete de Apoio ao Ensino Superior. Pág. 6 Habitação e transportes dominam cada vez mais apelos para as LAG Pág. 7 Irlanda quer ajudar a melhorar o ambiente O ministro do Ambiente da Repu blica Irlanda, Alan Kelly, encontrou-se com o Secretário para os Transportes e Obras Pu blicas, Raimundo Rosário, para debater questo es ambientais e soluções tecnológicas oferecidas por empresas irlandesas para esse sector. Pág. 9 Ciberataque motiva queixa judicial da CTM O ataque informático que terá causado um problema na internet fixa e móvel da CTM na noite de quinta-feira, levou a operadora de telecomunicaço es a apresentar uma queixa judicial, referiu a empresa. Pág. 10 Leões com nova vitória sobre o Monte Carlo O Sporting de Macau alcançou a segunda vitória da temporada, enquanto o Monte Carlo ficou agora mais distante dos da frente. Benfica venceu a Poli cia e mantém-se na liderança numa jornada em que o Ka I aplicou chapa 11 à Casa de Portugal. Pág. 15 Págs. 2 a 4 Hong Kong lança alerta de ameaça terrorista O Chefe do Executivo de Hong Kong, CY Leung, e o Comissário Andy Tsang Wai- -hung, lançaram um alerta de possível ameaça terrorista internacional à região vizinha. As preocupações devem-se ao facto de terem sido identificados homens que exibiam o logótipo IS, associado ao Estado Islâmico. Andy Tsang Wai-Hung garantiu ontem, durante uma conferência, que a situação está a ser acompanhada de perto pelas autoridades. A polícia de Hong Kong tem desenvolvido actividades anti-terrorismo nos últimos anos criando unidades preparadas pare responder ao fenómeno, referiu, de acordo com o South China Morning Post. Um relatório citado pela publicação indica que alguns grupos terroristas estavam a recrutar membros na região vizinha. Porém, o professor Yang Shu, da Universidade de Lanzhou, perito em assuntos referentes à Ásia Central, afirmou que Hong Kong não tem nada a temer. Ressalva, ainda assim, que a problemática não deve ser descredibilizada por se tratar de uma questão global. PUB FOTO JTM MANUEL SILVÉRIO EM ENTREVISTA AO JORNAL TRIBUNA DE MACAU Falta coragem e visão para desenvolver o desporto

2 02 JTM LOCAL Segunda-feira, 23 de Março de 2015 MANUEL SILVÉRIO EM ENTREVISTA AO JORNAL TRIBUNA DE MACAU Houve inércia e preguiça para resolver futuro de infra-estruturas desportivas Apesar de se ter aposentado há sete anos, Manuel Silvério continua a ser um observador atento da conjuntura actual do panorama do desporto local, considerando que, apesar de Macau ter todas as condições, existe falta de visão para o desenvolvimento sustentável deste sector. Em entrevista ao JORNAL TRIBUNA DE MACAU, o antigo presidente do Instituto do Desporto lamenta invenções de actividades desportivas que muitas vezes são mais lúdicas e de lazer e o que considera ser um deficiente aproveitamento das 18 infra-estruturas criadas para os Jogos da Ásia Oriental, da Lusofonia e Asiáticos em Recinto Coberto. Houve inércia e preguiça para resolver, critica Silvério, para quem o Instituto do Desporto perdeu um bocado a sua personalidade nos últimos anos Pedro André Santos O desporto é promovido em Macau de forma sustentável? - Obviamente que Macau tem todas as condições para desenvolver um projecto sustentável na área do desporto. Em primeiro lugar, não só dispo e de um parque desportivo invejável para muitos países desenvolvidos, como também, em termos de verbas, é um território que não tem problemas em relação a financiamento do Governo ou do sector privado. Neste momento, há estabelecimentos do ensino superior que podem aprofundar o desporto de uma forma cienti fica e organizada. Pelo facto de ser uma Região Administrativa Especial da China, sem falar de outras grandes potências aqui ao lado, como o Japão e a Coreia, Macau tem todas as condições para criar um projecto muito sustentável para o verdadeiro desenvolvimento do desporto, apesar de o tema não ser paci fico, inclusivamente entre académicos e especialistas nas mais diversas áreas do desporto. Há que definir uma poli tica de desenvolvimento do desporto quadrienal seguindo o ciclo olímpico, do desporto nacional chinês e das diversas competições em que Macau está melhor inserido e representado. Julgo que, neste momento, pelo facto de haver a liberdade do associativismo e do abuso dos próprios jovens participarem hoje no futebol e amanhã no basquetebol, sem um regime enquadrado e pensado, nada poderá ser feito para o projecto sustentável. - Por falta de planeamento? - Sim. Também se deve dizer que o desenvolvimento desportivo, de uma forma organizada, só começou depois do 25 de Abril. Antes dessa data todos nós sabemos que Macau não tinha livre associativismo, ninguém aqui estava autorizado a constituir clubes ou associaço es, muito menos a participar em eventos regionais ou internacionais. Era uma coisa impensável. Esse modelo alterou-se com o 25 de Abril e isso também quer dizer que este processo de desenvolvimento desportivo em Macau começou tardiamente, comparando com outros países e regiões da zona. Entretanto, principalmente nos últimos anos da administração portuguesa e nos primeiros do Governo da RAEM, recuperou-se todo o tempo perdido. Acompanhei essas duas dinastias, a portuguesa e a chinesa, e uma série de projectos que na altura a administração portuguesa lançava para fazer, assim como concretizei as instalações desportivas existentes neste momento, por isso, Pelo facto de Macau ter essa abundância e todas essas facilidades, entrou-se numa fase de invenção de actividades desportivas que muitas vezes são mais lúdicas e de lazer do que do desenvolvimento do desporto propriamente dito sinto-me à vontade para analisar tudo isto. Julgo que neste momento, pelo facto de Macau ter essa abundância e todas essas facilidades, entrou-se numa fase de invenção de actividades desportivas que muitas vezes são mais lúdicas e de lazer FOTOS JTM do que do desenvolvimento do desporto propriamente dito. Isto sem falar no desporto escolar, que está dependente da Direcção dos Serviços de Educação e Juventude e sem falar do Desporto para Todos, dependente um bocado do Instituto do Desporto, mas também do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais. - O que poderia ser feito para melhorar nesse sentido? - Seria importante haver um departamento, que teria que ser neste momento o Instituto do Desporto, a definir a política do desenvolvimento desportivo de uma forma sustentável. É claro que existem Linhas de Acção Governativa do Governo da RAEM, mas não são mais do que linhas muitas vagas, sem uma definição. Para o bem do desporto e para o desenvolvimento das diversas modalidades, bem como a formação de talentos e bons desportistas, tem que se obedecer a um calendário muito próprio para haver sustentabilidade. - Esse departamento seria algo dentro do Instituto do Desporto ou o próprio organismo? - Acho que neste momento, como as coisas são, terá que ser o Instituto do Desporto. Existe um Conselho de Desporto que não é mais do que um órgão consultivo, cujos membros estão lá apenas a representar associações. O Instituto do Desporto deve ouvir as opiniões mas desenvolver um plano de desenvolvimento. Mas, o desenvolvimento de qualquer modalidade não acontece se não houver instalações para as associações, formação, iniciação e o resto. Alguém tem que fazer essa definição e esse alguém é o Instituto do Desporto. Há associaço es que se queixam com frequência que há falta de instalaço es, umas com razão, outras sem, mas o que confunde às vezes são iniciativas do próprio Governo e diversos serviços pu blicos, inclusivamente do próprio Instituto do Desporto. Promovem actividades desportivas, umas de uma determinada modalidade, outras de forma lu dica, e tudo isto vem subtrair horas de disponibilidade das instalações para o uso exclusivo do desenvolvimento do desporto escolar, formação de talentos, representações territoriais, competições locais e assim por diante. Desde o Governo da RAEM foram criados mais de 500 mil metros quadrados, o que é muito significativo num território tão pequeno, só que, infelizmente, não houve seguimento nem um reforço para a continuidade. Fizeram-se 18 infra-estruturas desportivas e, depois dos Jogos [Ásia Oriental, Lusofonia e JORNAL TRIBUNA DE MACAU Propriedade: Tribuna de Macau, Empresa Jor na lística e Editorial, S.A.R.L. Administrador: José Rocha Dinis Director: Sérgio Terra Grande Repórter: Fátima Almeida Redacção: André Jegundo e Pedro André Santos (Editores), Inês Almeida, Liane Ferreira e Viviana Chan Correspondentes: Helder Almeida (Portugal), João Pimenta (Pequim) e Rogério P. D. Luz (Brasil) Colaboradores: Helder Fernando, Raquel Carvalho e Vitor Rebelo Colunistas: Albano Martins, Carlos Frota, Daniel Carlier, Francisco José Leandro, João Botas, João Figueira, Jorge Rangel e Luíz de Oliveira Dias Grafismo: Rita Cameselle e Suzana Tôrres Serviços Administrativos e Publicidade: Joana Chói Agências: Serviços Noticiosos da Lusa, Xinhua e Rádio ONU Impressão: Tipografia Welfare, Ltd Administração, Direcção e Redacção: Calçada do Tronco Velho, Edifício Dr. Caetano Soares, N os 4, 4A, 4B - Macau Caixa Postal (P.O. Box): 3003 Telefone: (853) Fax: (853) (serviço geral)

3 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM LOCAL 03 Asiáticos em Recinto Coberto], foram entregues de bandeja a outros departamentos desportivos e culturais, pu blicos e privados. Houve inércia e preguiça para resolver, para não dizer outra coisa. De certeza que as instalaço es estão a ser utilizadas, mas de que forma? Tem que haver uma definição de prioridades. - Pode apresentar um exemplo? - Não queria estar a especificar mas ninguém poderá virar a cara e dizer que o futebol é diferente e popular. Quando veio a selecção portuguesa jogar com a chinesa toda a gente falava de futebol. Temos que ter coragem e dizer que há uma lista de prioridades mais direccionadas para algumas modalidades e de uma forma assumida, e não é difícil. Para desportos em recinto coberto diria que não há grande falta, porque construi ram-se muitos pavilhões para o desenvolvimento do basquetebol, voleibol, artes marciais, judo, wuhsu, squash, bem como alguns desportos ao ar livre, como é o caso do ténis e do voleibol de praia. Já para modalidades que precisam de grandes dimensões, como o futebol e o râguebi, temos que reconhecer que há falta de instalaço es porque a procura é enorme, os clubes são muitos e os praticantes estão sempre a crescer. Dai que não era difi cil pensar em mais um ou dois campos. Durante a preparação dos Jogos da Ásia Oriental só tínhamos dois campos, o Estádio da Taipa e o Canídromo, e num espaço de um ano fez-se mais um campo de futebol na Universidade de Ciência e Tecnologia, havendo ainda o campo dos Operários. Em todas as modalidades, e a mais problemática é o futebol, houve um aumento de mais de 100%, sem falar do campo sintético junto ao Estádio de Macau, que dá para o hóquei em campo e futebol, e ainda as instalaço es desportivas do novo campus da Universidade de Macau. Os espaços desportivos aumentaram. A questão é que alguém tem que ter mão e coragem para definir as prioridades e, na minha opinião, isso não está a acontecer. Há todas as condições para criar o tal desenvolvimento sustentável e tentar servir de uma forma inteligente as diversas comunidades. - Valeu a pena todo o investimento feito em infra-estruturas? - Nos primeiros anos da RAEM a indicação que o Chefe Executivo me deu foi de tornar Macau visi vel porque, tirando o desporto, nenhuma área é autónoma e independente, estão todas coladas à China. O desporto é mediático e dá logo nas vistas, dai que fiz todos os espectáculos. Trouxe o Manchester United, a selecção portuguesa, Barcelona, Benfica, FC Porto, Grémio e Marítimo, tudo para dar nas vistas e mostrar que Macau não é só jogo. - Essa preocupação de elevar o nível do desporto não existe com o actual Governo? - A diferença tem a ver com O Instituto do Desporto sempre existiu, só que perdeu um bocado a sua personalidade e, em termos práticos, deu menos nas vistas peri odos nos quais vivemos, do novo Executivo e do Governo, bem como do próprio Instituto do Desporto. O Chefe do Executivo é eleito de acordo com a Lei Básica, o Instituto do Desporto sempre existiu, só que perdeu um bocado a sua personalidade e, em termos práticos, deu menos nas vistas e parece que parou no tempo. Aquilo que fazi amos era palpável e tinha datas, a nossa missão era criar infra-estruturas, para os Jogos e para o futuro de Macau, formar pessoal nas mais diversas áreas, receber instalações e organizar os Jogos. Num espaço de cinco anos criaram-se aquelas instalaço es todas, tapando-se um grande vazio, mas nos últimos cinco anos não se fez nada, não houve um esforço para se sustentar o que tinha sido criado. Ia todas as semanas ver as obras, ninguém estava preocupado com os prazos, mas eu é que dava a cara lá para fora. Nestes últimos cincos anos tentaram reconstruir o pavilhão de Mong Há e até hoje ainda não está feito. É o castigo ou o resultado do estilo de trabalhar, este é o melhor exemplo de que, nos últimos cinco anos, não se fez nada a nível de instalações, é falta de coragem e de visão. Em qualquer instalação há sempre problemas técnicos, temos a obrigação de ajudar sem medo de sermos suspeitos disto e daquilo, este é o grande problema dos últimos anos. E dou outro exemplo: no Macau Dome fizemos um investimento na altura e criou-se um ringue de patinagem, que era utilizado por turistas e muita gente local todos os dias. O Instituto do Desporto recebeu aquilo e atirou tudo para o lixo. Inclusivamente havia já um grupo de aficionados do hóquei em gelo, só para dar um exemplo. É falta de visão ou má gestão, porque o investimento estava feito. - E quem é o responsável por essa falta de visão e má gestão? - O Governo e o Chefe do Executivo fazem aquilo que o departamento competente lhes diz. O Chefe do Executivo e os Secretários não são super-homens, já têm muita coisa em que pensar. Vamos ter esperanças no actual Secretário [Alexis Tam], que é dinâmico e cheio de força, com uma influência tremenda dos portugueses. Acho que será possi vel fazer melhor com esta liderança. E tem outra vantagem, que é não praticar nenhum desporto, ou não aparece, para ser popular, a dizer que pratica, contrariamente ao anterior [Cheong U]. - Em que sectores poderia o Governo fazer algo mais? - O ser humano acha sempre que o Governo poderia fazer mais. No sector do desporto apenas sugeriria a consideração da eventual concessão de algumas instalações desportivas a privados como, por exemplo, o Centro Internacional de Tiro, a Academia de Ténis e o Centro de Bowling, entre outras, salvaguardando sempre a utilização pelas associações. Noutros domi nios julgo que o Chefe do Executivo soube apostar numa excelente equipa, destacando- -se o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, o Secretário para os Transportes e Obras Pu blicas e o Secretário para a Economia e Finanças, que lidam com áreas mais exigentes e que pedem respostas: sau de, habitação e transportes. Agora é preciso ter consciência que o desenvolvimento que se verificou, o volume avassalador de crescimento, turistas e mão-de-obra necessária são praticamente únicos e concentram-se num curto espaço de tempo para o qual foi, e seria sempre impossível, uma resposta imediata. Olhando para o que se passa na Europa e noutras partes do mundo julgo que é bom que os nossos problemas sejam estes. Em pouco tempo veremos resultados e Macau irá solidificar a sua posição como centro internacional de lazer e plataforma entre os países lusófonos e a China. - Os Jogos da Lusofonia perderam ímpeto após a realização da primeira edição em Macau? - Dizem que Macau colocou a fasquia demasiado alto, mas eu não sei trabalhar de outra forma. Na administração portuguesa fui formado para progredir à procura da perfeição. Durante a minha presidência estava já a negociar de uma forma concretizável para que a próxima edição dos Jogos da Lusofonia fosse no Brasil ou em Angola. Depois, saí e alguém trabalhou para ser na Índia, isto também fez perder a credibilidade dos Jogos. Imagine-se uma terceira edição, depois de Portugal e Macau, ser no Brasil, com a preparação dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, era muito bonito. Ou em África, também cai a muito bem. Sendo na Ásia estamos a ser suspeitos de uma forma desnecessária. - O conceito de Desporto para Todos que se pratica no território é o ideal? - Acredito que o Desporto para Todos é importante não só para Macau, como para qualquer pai s ou território. Temos que entender que o Desporto para Todos serve para tapar aquelas brechas e zonas cinzentas do desporto de alta competição, escolar, para deficientes e universitários. O Desporto para Todos deve ser encarado não como o desenvolvimento de determinada modalidade, mas como sensibilização para a prática desportiva. Cria harmonia e junta as pessoas numa convivência sã. Se calhar ficava bem unicamente no Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, para o Instituto do Desporto dedicar-se exclusivamente ao desporto de alta competição. - Será possível haver profissionalização do desporto em Macau? - Sou um defensor acérrimo, nunca tive hesitações de que o desporto deve ser profissionalizado, mas é preciso definir. Não é só na área de talentos ou de atletas que se dedicam exclusivamente a uma modalidade nas mais diversas competições, assim como devem ser profissionalizados os treinadores. Isto vinha já a ser feito no meu tempo. O sistema deveria ter já melhorado com a experiência dos últimos anos. Apoio linguístico, marketing, relaço es pu blicas e internacionais, tudo isto também pode e deve ser profissionalizado. Há associações com dirigentes capazes de dirigir e gerir bem um plano anual de aplicação financeira e calendários internacionais, mas também há outros que não são capazes. Julgo que o Instituto CONTINUA NA PÁGINA 4 >

4 04 JTM LOCAL < CONTINUADO DA PÁGINA 3 do Desporto deve tirar a chupeta dessas associaço es para elas saberem crescer e viver, sem o receio de profissionalizar certos lugares e de aparecerem como seus competidores e lhes roubarem os lugares. A profissionalização do desporto poderia passar também por outras áreas, desde a organização, promoção e realização. Se a organização do desporto automóvel está profissionalizado, porque não outras, como golfe. basquetebol, futebol, boxe ou o ténis? - Em relação ao futebol, já existem jogadores profissionais no território, apesar de a modalidade não o ser. Haverá essa possibilidade no futuro? - Quando se fala em profissionalização toda a gente pensa em futebol, contratar jogadores de fora e um treinador... Então vamos a isso, começando como uma modalidade piloto. É preciso ter coragem e espírito de aventura, como eu me aventurei a trazer a selecção portuguesa e perdi a voz durante três meses. É preciso trabalhar, viajar e ir falar com as pessoas. Estive horas à espera dos dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol. Fui para Barcelona e estive um dia à espera do Ronaldinho e só depois reuni com o presidente para assinar o contrato. Não é o papel do presidente do Instituto do Desporto, mas quando há falta de iniciativa, coragem ou capacidade julgo que o organismo pode e deve substituir essas associaço es ou dirigentes, mas felizmente não é aplicado a todas as modalidades. Em relação às equipas de futebol estou desactualizado, não sei o funcionamento dos clubes que têm trazido diversos jogadores para Macau, mas de certeza que qualquer desses clubes não deve ter um orçamento para além de 10 milhões de patacas por ano. Suponhamos que era esse valor, penso que é atingi vel. Claro que é preciso que o Governo tenha uma posição de apoio, pode até incentivar as grandes empresas que estão a ganhar rios de dinheiro em Macau a patrocinar ou criar o seu próprio clube. Não basta No Macau Dome fizemos um investimento e criou- -se um ringue de patinagem, que era utilizado por turistas e muita gente local todos os dias. O Instituto do Desporto recebeu aquilo e atirou tudo para o lixo Segunda-feira, 23 de Março de 2015 Disponível com gosto para a RAEM Considerado um dos homens fortes do desporto, Manuel Silvério foi um dos grandes impulsionadores deste sector na era da RAEM, tendo estado envolvido na construção das principais infra-estruturas desportivas do território. Desempenhou funções de presidente do Instituto do Desporto entre 1996 e 2008, com mandato suspenso a partir de 2002 para que exercesse a tempo inteiro o cargo de presidente dos conselhos de administração dos comités organizadores dos Jogos da ter jogadores e treinadores, se calhar é preciso um CEO, bem como na própria Associação de Futebol de Macau, como está a acontecer em Hong Kong. Não é por falta de dinheiro mas por falta de visão. Se temos uma cabeça só podemos meter um chapéu, há que apoiar os outros que querem abraçar uma profissão destas. Seria possi vel haver 10 equipas profissionais na primeira divisão, as seis concessionárias de jogo particionavam uma equipa cada, depois os outros, companhias de telecomunicações, electricidade, águas, assim por diante. Todas essas empresas estão a ter lucros fabulosos e investem anualmente rios de dinheiro em propaganda... então o futebol não é também uma forma de propaganda? Até o Barcelona quebrou essa tradição e agora já começa a ter publicidade. Na altura negociaram comigo para colocar Macau na camisola do Barcelona e tenho muita pena que não se tenha concretizado. Não foi por falta de dinheiro, foi pela mudança do presidente do Barcelona. Em termos de dinheiro, temos condições. Macau pode tomar a iniciativa de escolher técnicos e jogadores para virem para cá trabalhar. Já houve ofertas de grandes clubes para criarem escolas aqui, nomeadamente o Manchester United e o Real Madrid, que fizeram propostas concretas. - E não aconteceu porquê? - Não sei, já não foi no meu tempo... - Em relação aos campos de futebol, alguns dirigentes reclamam a colocação de relvado sintético. Seria uma boa opção? - A própria FIFA permite relvado artificial e assistimos na televisão a várias competições neste modelo. No caso de Macau parece-me que essa é uma das soluções. Penso em grande, e nestes cinco lotes de terreno que o Governo Central já autorizou a conquistar ao rio, poderiam criar campos de futebol de relva natural. É rápido, eficiente, e dá logo nas vistas, numa ilha artificial era notícia no mundo. Para mim, era fácil. Se for algo imediato a relva artificial pode servir. Ásia Oriental e dos Jogos Asiáticos em Recinto Coberto. Embora esteja aposentado desde Março de 2008, garante continuar disponível para contribuir de alguma forma para o desenvolvimento do desporto na RAEM. Tudo o que sou e o que tenho devo a Macau, por isso, como é que poderia dizer que não? Sinto- -me saudável, lúcido e actualizado, e vejo condições que nunca vi no meu passado. Se me pedirem faço- -o com gosto e fico satisfeito, confessa. CONVOCATÓRIA DA ASSEMBLEIA GERAL Nos termos do Artigo 17º dos Estatutos do LABORATÓRIO DE ENGENHARIA CIVIL DE MACAU - LECM, convoca-se a Assembleia Geral para uma reunião ordinária na sede do LECM, na Av. Wai Long Nº 185, Taipa, Macau, pelas 10:30 horas do dia 30 de Março de 2015 (Segunda-feira), com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto 1: Discussão e Votação do Relatório e Contas do Exercício de 2014 Ponto 2: Discussão da admissão de um novo associado ordinário para o LECM. Ponto 3: Outras Questões Em caso de falta de quorum, a Assembleia Geral reúne-se 30 minutos depois (11:00 a.m), em segunda convocatória, nos termos do nº 2 do Artigo 18º, considerando-se validamente constituída qualquer que seja o número de associados presentes e o património associativo representado. Macau, 4 de Março de 2015 A Direcção Ao Peng Kong Lau Veng Seng Tam Lap Mou Dia: A COMISSÃO LOCAL DO GRUPO DA IMACULADA DE PORTUGAL promove FESTA DA ANUNCIAÇÃO DO SENHOR 25 de Março de 2015, 4ª - feira Local: Igreja do Seminário de S. José Hora: 18H30 (entrada no Largo de Stº. Agostinho) Haverá: Missa, Recitação do Terço, Procissão e Bênção TRIBUNAL JUDICIAL DE BASE JUÍZO CÍVEL ANÚNCIO Execução Ordinária nº CV CEO 2 Juízo Cível Exequente: CHOI WAI KUN ( 蔡 渭 權 ), do sexo masculino, de nacionalidade chinesa, residente em Macau, na Calçada da Penha, Edifício Jardim da Penha, Bloco 12, 3-B. Executada: 章 倩, do sexo feminino, de nacionalidade chinesa, última morada conhecida em Macau, no Bairro da Areia Preta, Edifício Kam Hoi San Fa Un, Bloco 4, 12º andar E, ora ausente em parte incerta. Faz-se saber que que nos autos acima indicados são citados os credores desconhecidos da executada para, no prazo de quinze dias, que começa a correr depois de finda a dilação de vinte dias, contada da data da segunda e última publicação do anúncio, reclamar o pagamento dos seus créditos pelo produto do bem penhorado sobre que tenham garantia real e que é o seguinte: Bem Penhorado Matrícula: Veículo Automóvel MN Marca: NISSAN. Modelo: PRESAGE 2.5 MPV DLX A/T. Registado em nome da executada 章 倩, sob o nº de apresentação 11 em 13/08/2008. Aos 16 de Fevereiro de O Juiz, Jerónimo Alberto Gonçalves Santos A Escrivã Judicial Auxiliar, Leung Ngan Kuan 1ª Vez JTM - 23 de Março de 2015

5 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM LOCAL 05 INSTITUIÇÃO FEZ BALANÇO DO ANO DE 2014 Subsídios da Fundação Macau aumentaram 39% A construção de laboratórios, a aquisição de equipamentos científicos nas escolas e o aumento do valor global dos subsídios a associação e instituições de ensino são as razões apontadas pela Fundação Macau para a subida registada nos subsídios atribuídos no ano passado André Jegundo Em 2014 a Fundação Macau atribuiu subsi dios no valor de milhões de patacas, um aumento de 39% em relação ao valor do ano anterior que ascendeu a milho es de patacas. A instituição justifica o aumento pelas transferências realizadas através do Fundo de Ciência e Tecnologia que serviu para apoiar escolas na construção de laboratórios e na aquisição de equipamentos cienti ficos. O aumento do valor total dos subsi dios a associações e instituições de ensino e a realização de projectos de comemoração do 15º Aniversário da RAEM são outros dos motivos apontados pela associação. Contabilizadas as despesas com actividades, em 2014 a instituição liderada por Wu Zhiliang apreciou um total de pedidos de subsi dio, mais 133 do que no ano anterior. A taxa de concessão de subsi dios em relação ao nu mero total de apoio foi de 85,55%, cerca de 22,7% em acço es de promoção de actividades filantrópicas e de voluntariado e outros 12,6% em acço es culturais, desportivas e recreativas, revela a instituição em comunicado. Também no ano passado foi autorizado o pagamento de apoios financeiros no valor de 1,5 mil milhões de patacas. Algumas das instituições contempladas na área da saúde foram o Hospital Kiang Wu e Hospital Universitário da Universidade de Ciência e Tecno- logia que receberam uma verba de 63 milho es de patacas para adquirirem os equipamentos médicos. No que diz respeito à formação de recursos humanos, a Fundação continuou a conceder bolsas de estudo a estudantes, sendo 236 do ensino superior, e do ensino primário e secundário, totalizando apoios na ordem dos 58 milhões de patacas. Além disso, a FM concedeu, em 2014, um apoio financeiro total de 155 Fundação Macau ofereceu almoço de Primavera a media locais milhões de patacas a sete instituições dos ensinos primário e secundário para melhorar as instalaço es, e os equipamentos de ensino, e 300 milhões de patacas a cinco instituições privadas do ensino superior local para a aquisição de equipamentos de ensino e construção de residências para estudantes. Foi ainda transferida uma verba de 200 milhões de patacas ao Fundo de Ciência e Tecnologia, para apoiar a construção de laboratórios e aquisição de equipamentos cienti ficos a escolas. Quanto à promoção cultural, a Fundação Macau, para além de ter subsidiado a produção do filme Return of the Cuckoo, em comemoração do 15º aniversário do retorno de Macau, apoiou também o Festival Turi stico da Cultura da Deusa A-Má de Macau, a cerimónia de atribuição de prémios Asian Film Awards e o Festival Mundial de Cultura Min-nan, entre outras acções. As associaço es locais também foram contempladas com apoios para actividades culturais e artísticas: no total foram subsidiados 388 espectáculos e apresentaço es (cerca de 27 milho es de patacas), 140 exposições (cerca de 19 milhões de patacas) e 131 projectos de edição e publicação (cerca de 8,7 milho es de patacas). Além disso, a FM apoiou 14 artistas locais a realizar exposições integradas no Projecto de Promoção de Artistas de Macau e continuou a organizar Espectáculos da Fundação Macau para os Cidadãos, com a participação de 19 grupos artísticos. Além disso, foram publicados em 2014, 22 livros que fazem parte da Colecção Literatura de Macau. Ao mesmo tempo foram co-organizadas mais de 20 palestras e seminários de Literatura, de modo a incentivar o intercâmbio entre o sector literário de Macau e do exterior. Os dados do balanço de actividade de 2014 foram fornecidos pela Fundação Macau durante um encontro com a comunicação social local. COMISSÁRIO DA AUDITORIA ESTEVE EM PORTUGAL Lançada parceria com Tribunal de Contas A possibilidade de o Tribunal de Contas de Portugal dar formação contínua aos funcionários do Comissariado da Auditoria da RAEM esteve em discussão durante uma visita de Ho Veng On à instituição portuguesa A convite do presidente do Tribunal de Contas de Portugal, o Comissário da Auditoria da RAEM, Ho Veng On, esteve recentemente em Lisboa e nos Açores, com o objectivo de estudar a viabilidade do Tribunal de Contas vir a dar formação contínua aos funcionários do Comissariado. A delegação do Comissariado da Auditoria reuniu-se em Lisboa com o vice-presidente do Tribunal de Contas, Carlos Morais Antunes, tendo-se seguido um almoço de recepção a convite do presidente da instituição, Guilherme d Oliveira Martins. Durante o encontro, Ho Veng On referiu que, apesar da assinatura do protocolo de cooperação bilateral em 2001, o intercâmbio entre as duas instituições só veio a concretizar-se de facto em O mesmo responsável salientou que Portugal tem uma longa experiência e tradição em auditoria e que a cooperação com o Tribunal de Contas irá permitir aos trabalhadores do Comissariado da Auditoria conhecerem melhor não só os padrões de auditoria da União Europeia, como também os bons princípios e as mais actualizadas metodologias internacionais na auditoria pu blica, com vista a reforçar o conhecimento técnico e garantir a qualidade dos resultados da auditoria, refere a instituição liderada por Ho Veng On em comunicado. Guilherme d Oliveira Martins, por sua vez, disse que o Tribunal de Contas está disponível para cooperar com o Comissariado da Auditoria na área da formação profissional. Recordou também que após a visita do Comissariado da Auditoria a Lisboa, em 2013, deslocaram-se a Macau, em 2014, especialistas do Tribunal de Conta para ministrar formação nas áreas de Direito, Contabilidade, Auditoria Financeira e Tecnologias de Informática e Comunicação. O presidente do Tribunal de Contas espera que as duas instituições dêem continuidade à troca de experiências e à partilha de conhecimentos, nomeadamente no que respeita ao reforço da cooperação na área da formação profissional. Ainda durante a visita a Lisboa, o Comissário da Auditoria encontrou-se com o Embaixador da China em Portugal, Huang Songfu. Durante o encontro, Ho Veng On fez uma breve apresentação das acço es de intercâmbio do Comissariado da Auditoria com as instituições congéneres da Língua Portuguesa nos últimos anos, e Huang Songfu falou na recuperação da actividade Ho Veng On reuniu-se com responsáveis do Tribunal de Contas económica em Portugal. A delegação da RAEM deslocou-se ainda aos Açores para conhecer o funcionamento da Secção Regional do Tribunal Contas, uma vez que os Açores e a Madeira são regiões autónomas e dispõem de um regime político-administrativo próprio. FOTO COMISSARIADO DA AUDITORIA

6 06 JTM LOCAL Segunda-feira, 23 de Março de 2015 INSTITUIÇÃO REALÇA QUE INTERCÂMBIO DE ALUNOS PODERÁ CONTINUAR UM diz que reconhecimento de cursos dependerá da Lei do Ensino Superior Segundo a Universidade de Macau, a solicitação de acreditação dos cursos no sistema de ensino superior português vai depender do que ficar decidido na nova Lei do Ensino Superior de Macau e das directivas do Gabinete de Apoio ao Ensino Superior A Universidade de Macau sublinhou, num comunicado enviado à agência Lusa, que o reconhecimento de programas académicos no exterior, nomeadamente na União Europeia, dependerá do que ficar definido na nova lei do Ensino Superior. Em causa está o fim do reconhecimento automático do curso de Direito em língua portuguesa iniciado no ano lectivo em curso, depois da faculdade ter alterado o programa de estudos. Não podemos falar mais sobre o reconhecimento do programa porque esse terminou com a mudança agora operada. O que se poderá falar agora é sobre Acreditação do Programa de Direito, ou outros em Portugal, assunto que não é mais tratado pelo Governo de Portugal, mas por uma Agência de Acreditação independente, que se designa por Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), como, aliás, é agora norma na União Europeia, refere a nota da Universidade de Macau. No entanto, acrescenta a nota, a solicitação de tal acreditação dependerá do que for decidido na nova Lei do Ensino Superior de Macau, e de acordo com as directivas dai emanadas pelo Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES) para a Acreditação dos diversos programas de Ensino Superior locais. A Universidade de Macau alerta também que a fal- FOTO UNIVERSIDADE DE MACAU ta de uma acreditação automática e a ausência de uma decisão quanto a pedidos futuros de acreditação dos cursos ministrados na instituição não impede a troca de alunos mesmo a meio do programa académico, bastando, para tal, o reconhecimento de créditos pela universidade receptora. Isso poderá sempre acontecer através de transferência de créditos entre instituições, como aliás se faz no mundo inteiro, e não apenas entre Macau e Portugal, refere a nota, salientando que a universidade que recebe o aluno terá de efectuar uma equivalência das cadeiras considerando o historial académico do aluno completado na Universidade de Macau. A nota da Universidade de Macau recorda ainda que, após a transição de poderes de Portugal para a China sobre Macau, em Dezembro de 1999, nenhum outro programa académico da instituição foi alvo de reconhecimento em Portugal e o curso de Ciências da Educação só teve o programa reconhecido no ano 2000 devido a um atraso no processamento do reconhecimento por parte de Portugal. Lusa 39% dos universitários vêm do exterior FOTO GAES Os estudantes provenientes do exterior representam quase 40% do universo discente das instituições de ensino superior, revelam dados oficiais As 10 instituições de ensino superior de Macau acolhem no corrente ano lectivo estudantes, dos quais , ou mais de um terço (39,6%), são provenientes do exterior e locais, indicam dados do Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES). Segundo as estatísticas divulgadas pelo GAES, cerca de sete em cada dez estudantes (23.947) frequentam cursos de bacharelato ou licenciatura, mestrados e encontram-se inscritos em cursos de doutoramento no ano lectivo de 2014/15. Os restantes 221 alunos estão matriculados noutros cursos, cuja natureza não é especificada pelo Gabinete. Por outro lado, o corpo docente das instituições de ensino superior integra professores, dois terços dos quais a tempo inteiro. Do total, 892 professores possuem o grau de doutoramento e, segundo o GAES, revelam uma tendência de crescimento. Os mesmos dados revelam ainda que as instituiço es de ensino superior locais ministram actualmente 274 cursos, incluindo 14 cursos. Os cursos mais leccionados são os de Comércio e Gestão, Serviços Turi sticos e Recreativos, bem como de Ciências Sociais e Comportamentais. Em termos de adesão, os cur- sos com mais estudantes matriculados são os de Comércio e Gestão, Serviços Turísticos e Recreativos, e de Direito. UM atribui bolsas a 329 alunos locais Este ano, 329 estudantes locais de excelência foram aceites pela Universidade de Macau (UM) para a frequência de licenciaturas no âmbito do programa de Admissões Recomendadas pelos Directores. Segundo a UM, 39 dos jovens foram considerados os melhores das respectivas turmas ou estabelecimentos de ensino, sendo-lhes por isso atribui da a bolsa de estudos Grande Lótus. Além disso, 129 estudantes receberão a Lótus Dourada e 180 a Lótus de Prata. Os 39 estudantes seleccionados pelos directores das escolas vão receber aconselhamento especial dos seus professores e responsáveis das faculdades que frequentarem, pode ler-se num comunicado da UM. Vão ainda ser dispensados dos exames, a partir do segundo ano do curso. Entre os jovens seleccionados encontram-se vencedores de competições internacionais em várias áreas como desporto, literatura, música, design informático ou ciências e tecnologias. Prevenção de assédio sexual na agenda do Ensino Superior Dirigentes das instituições de ensino superior locais admitiram ser necessário implementar medidas de prevenção de casos de assédio sexual A elaboração dos mecanismos de igualdade de género e prevenção do assédio sexual pelas instituições do ensino superior foi uma das matérias debatidas na primeira reunião deste ano entre representantes do sector e o Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES). Os dirigentes das instituiço es do ensino superior afirmaram que têm necessidade de elaborar as poli ticas e criar mecanismos sobre a matéria da igualdade de género e prevenção do assédio sexual, manifestando ainda que têm dado muita atenção a estes assuntos, refere um comunicado do Gabinete. O GAES salientou a propósito que em Hong Kong e Taiwan já foram estabelecidas políticas, mecanismos e orientações sobre essas duas matérias que poderão servir de referências às instituições locais. Durante o encontro, o GAES fez também um ponto da situação sobre o andamento do Regime de Avaliação do Ensino Superior de Macau, processo que contará com o apoio de Hong Kong. Segundo o Gabinete, o Conselho para a Acreditação Académica e Qualificação Vocacional de Hong Kong foi incumbido de preparar orientações relacionadas com a acreditação das instituições do ensino superior, auditoria à qualidade das mesmas e dos novos cursos, avaliação externa e indicadores das capacidades gerais. A agenda da reunião incluiu ainda a análise da Lista da Verificação da Inspecção e Avaliação (Barreiras de operação e barreiras de atitude), elaborada pelo Instituto de Acção Social, para que as instituiço es de ensino superior tenham em conta as necessidades das pessoas com deficiência e melhorem o respectivo ambiente de aprendizagem.

7 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM LOCAL 07 ESTUDO REALIZADO POR GRUPO DOS KAIFONG Residentes esperam em média 38 minutos pelo autocarro Um estudo realizado pelo grupo de jovens da União Geral das Associações dos Moradores calcula que o tempo médio de espera dos utilizadores dos autocarros públicos é de 38 minutos. Noutro inquérito do mesmo grupo, 64% dos inquiridos escolheram a habitação como a área que mais os preocupa na antevisão no relatório das Linhas de Acção Governativa que vai ser apresentado pelo Chefe do Executivo Viviana Chan Um estudo feito pelo grupo de jovens da União Geral das Associações dos Moradores de Macau mostra que a habitação continua a ocupar o primeiro lugar no ranking das áreas de governação que mais preocupam a população. De acordo com o inquérito, 64% apontaram o problema da habitação como a principal preocupação, uma percentagem ainda assim inferior à que se registou no ano passado. Quanto ao funcionamento dos transportes pu blicos, um outro estudo realizado pela mesma associação apurou que o tempo de espera dos residentes atinge em média os 38 minutos. No que toca às áreas de governação que suscitam maior preocupação, o inquérito incidiu sobre opinio es de residentes com idades entre 18 a 45 anos. Os transportes (com 56,5%) é a segunda área que gera mais preocupação junto da população, seguido dos serviços de sau de (53%), a inflação (50%) e a educação (48,2%). De acordo com o grupo que fez o inquérito, a habitação tem sido o assunto que mais preocupa a população nos u ltimos quatro anos. Ainda assim, Wong Kuok Wai admite que os jovens têm mais esperança no presente por causa do plano de construção de habitação pu blica nos novos aterros. Em comparação com os dados dos u ltimos inqué- Tempos de espera dos autocarros chegam às duas horas FOTO JTM ritos, também caiu a percentagem de inquiridos que se queixam da inflação e do sector da educação. Em sentido inverso, registou-se um aumento das queixas em relação aos sistemas de transportes, subindo do quarto lugar em 2014 para a segunda posição este ano. O mesmo responsável do grupo de jovens conclui que isso se deve ao agravamento dos problemas de transportes e da situação de trânsito. Wong Kuok Wai considera ser urgente dar prioridade aos transportes pu blicos e desincentivar a utilização dos vei culos privados. Sugere, por isso, que o Governo deve aumentar os impostos para vei culos o quanto antes. O outro inquérito feito pela mesma associação mostra que o tempo de espera dos utentes dos autocarros atinge em média os 38 minutos na hora de ponta. Há, no entanto, inquiridos que garantem ter esperado até duas horas pelos transportes pu blicos. No inquérito dos Kaifong sobre as LAG foram entrevistados 849 cidadãos. Quanto aos serviços de saúde, o resultado do inquérito mostra que os jovens têm mais expectativas em relação à melhoria do sector, algo que foi prometido pelo Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, após ter tomado posse. No mesmo inquérito, os jovens defendem ainda que apoios como plano de comparticipação pecuniária e os subsi dios para electricidade devem continuar uma vez que são medidas positivas para combater a inflação. Os inquiridos defendem, no entanto, que devem ser aprovadas mais medidas para controlar a inflação nomeadamente na importação dos produtos alimentares. IDENTIFICADAS PRIORIDADES PARA A ACÇÃO DO GOVERNO Deputados enfatizam problemas com habitação e transportes A habitação e os problemas dos serviços de transportes continuam a ser os assuntos que mais preocupam os deputados no lançamento das Linhas de Acção Governativa (LAG). Kwan Tsui Hang apela a uma maior transparência das informações em relação aos terrenos que poderão ser revertidos. Já o deputado Ho Ion Sang sugere a aprovação de regulamentação para os shuttle-bus dos casinos. O Chefe do Executivo apresenta hoje o relatório das Linhas de Acção Governativa para o ano de 2015 A deputada Kwan Tsui Hang considera que a questão da habitação continua a ser a maior dor da cabeça dos residentes de Macau, sobretudo porque o ni vel dos preços das casas está muito distante da capacidade da compra dos residentes. Em relação às expectativas que têm sobre o relatório das Linhas da Acção Governativa que vai ser apresentado hoje, a deputada da Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM) disse esperar que o Governo aumente a transparência no processo de declaração da caducidade da concessão dos terrenos não aproveitados. Kwan Tsui Hang considerou que o trabalho desenvolvido pelo Governo ao longo dos anos não é aceitável, lembrando que em 2009 o Chefe do Executivo anunciou um plano de estudo para reverter os terrenos que não foram aproveitados dentro dos prazos previstos. Até ao ano passado, no entanto, o Governo revelou que apenas 29 dos 48 terrenos identificados estão em processo juri dico para que seja declarada a caducidade da sua concessão. A deputada manifesta insatisfação pelo atraso verificado nos trabalhos e defende que o Chefe do Executivo tem que se esforçar mais no processo de reversão dos terrenos. Na observação da deputada, no entanto, existe uma distância entre a promessa do Chefe do Executivo e a realidade, criticou. Numa entrevista ao jornal Ou Mun, Kwan Tsui Hang considera que a medida de reservar a Zona A dos aterros urbani sticos para a construção das habitaço es não é suficiente e que são necessárias outras estratégias mais urgentes para aliviar a situação. Quanto ao outro deputado da União Geral das Associações dos Moradores de Macau (UGAMM), Ho Ion Sang, advertiu que o Governo está a falhar a maioria das promessas elaboradas na Política Geral do Trânsito e Transportes Terrestres de Macau ( ). Para além disso, lamentou, o aumento do nu mero dos turistas e dos trabalhadores não residentes tem vindo a pressionar ainda mais o sistema de transportes pu blicos. O deputado sugere que o Governo deve corrigir os contratos de concessão dos serviços de autocarros e reforçar Kwan Tsui Hang e Ho Ion Sang apontam a habitação e transportes como prioridades a fiscalização dos serviços, incluindo os shuttle bus dos casinos. Na sua opinião, é tempo de regular o funcionamento dos shuttle bus de modo a libertar mais espaço para as redes de transportes pu blicos. O mesmo deputado disse que o Governo deve ser mais incisivo em relação aos problemas existentes e ceder menos quando surgem críticas na sociedade. Esta tendência, refere, acabou por levar a que muitos problemas se agravassem nos u ltimos anos. Wong Kit Cheng aponta também o problema da inflação, uma vez que o aumento dos salários não tem conseguido acompanhar a taxa da inflação. A deputada da Associação Geral de Mulheres de Macau considera que, para reduzir o preço dos produtos, deve ser aprovada legislação anti-monopólio e promovida uma maior transparência na fixação de preços, no âmbito da revisão da legislação dos direitos dos consumidores. Wong Kit Cheng considera que o relatório das LAG deve reforçar o papel do Conselho de Consumidores para poder fiscalizar melhor o mercado, assegurando o interesse dos consumidores. V.C. FOTOS ARQUIVO

8 08 JTM LOCAL BREVES Vistos falsificados valem pena de prisão em Zhuhai O dono de uma agência de viagens de Zhuhai foi condenado a seis anos de prisão e a uma multa de 200 mil yuan por falsificação de vistos. A agência vendia vistos de entrada para a Guiné-Bissau a cidadãos chineses que pretendiam entrar em Macau e que supostamente estariam de passagem para o país africano. No total foram emitidos 145 vistos e, de acordo com as autoridades judiciais chinesas, a agência terá facturado cerca de 200 mil yuan. O negócio foi lançado em Outubro de 2013 com a inauguração de um site que promovia o serviço da agência de viagens. O investimento inicial, que correspondeu à criação do site, foi de cerca yuan e cada visto era vendido por yuan. De acordo com o jornal Ou Mun, o arguido foi acusado do crime de falsificação de documentos de imigração e apesar de ter recorrido da decisão, a pena foi mantida. IACM quer rever diploma que regula salões de jogos O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) pretende reforçar a fiscalização aos salo es de jogos e entretenimento do território, após terem sido detectadas diversas infracções nos últimos dois anos. Segundo a imprensa de língua chinesa, foram registadas mais de 170 ocorrências, que resultaram em multas para os proprietários dos estabelecimentos. Entre estes casos, estão incluídas discrepâncias entre os modelos das máquinas existentes nos espaços e os modelos declarados ao Executivo. Só na semana passada, durante uma operação conduzida pela Polícia Judiciária, foram identificados 62 aparelhos em situação irregular, em três espaços de jogo electrónico locais. Alex Vong, presidente do conselho de administração do IACM, referiu que existem opinio es que expressam a necessidade de rever a legislação para cibercafés e salo es de jogos. Segunda-feira, 23 de Março de 2015 SUSPEITO DIZ SER VICIADO NO JOGO Mandou vítima despir-se e fugiu com telemóvel A Polícia Judiciária deteve um indivíduo que, durante um roubo, atirou a vítima para o chão e mandou-a despir-se. Transeuntes afugentaram o suspeito que viria a confessar ser viciado no jogo Um homem de 32 anos foi interceptado pelas autoridades por suspeitas da prática de pelo menos um roubo e dois furtos, práticas que associou ao vício do jogo. O último episódio envolveu uma cidadã da China Continental que terá sido assaltada a meio da noite quando regressava sozinha ao hotel. Segundo declarou às autoridades, a mulher foi empurrada e atirada ao chão pelo suspeito, que também a mandou despir-se. No entanto, devido à passagem de algumas pessoas pela zona, o assalto não chegou a agravar-se tendo o indivíduo decidido fugir após pegar na mala e no telemóvel da vítima. De acordo com a Polícia Judiciária (PJ), o suspeito foi detido na madrugada de sexta-feira num hotel do COTAI. Durante as buscas ao apartamento onde residia, foram descobertos alguns objectos que as autoridades desconfiam não lhe pertencer. A PJ acredita que o indivi duo, trabalhador não residente, terá sido responsável por mais dois furtos que aconteceram este mês. Em declaraço es à PJ, o homem justificou a prática dos crimes pelo facto de ter perdido todo o dinheiro nos casinos e sofrer de vício do jogo. FOTO ARQUIVO Cheiro estranho denuncia consumo de marijuana Durante uma operação stop, a Polícia de Segurança Pu blica (PSP) deteve um residente de Hong Kong, devido ao aroma estranho que dele emanava. Depois de mandar parar o veículo, um agente sentiu um cheiro estranho e muito forte dentro do carro, acabando por descobrir um maço de tabaco com cinco cigarros que, segundo suspeitou, conteriam marijuana. Mais tarde, já com o suspeito e o veículo no Departamento de Trânsito da PSP, as au- toridades encontraram mais dois maços suspeitos de conterem a mesma substância. Apesar de ter garantido que deixara de consumir drogas há algum tempo, o suspeito não conseguiu explicar o cheiro estranho. A polícia solicitou então um exame toxicológico, que acabou por confirmar a presença de cannabis no organismo do detido. Os maços foram entregues à PJ com vista à realização de testes, de modo a comprovar se contêm droga. B.M. ICQ dental team is a group of dental specialists with internationally recognized qualifications. We provide all range of dental services: Oral examination and radiology investigation Restorative and Cosmetic Dentistry Children Dentistry Orthodontic Treatment Oral and Dental implant Surgery Endodontic Treatment Periodontal Treatment Emergency Treatment We are committed to deliver high quality dental services with personalized care. We ensure the highest level of infection control. Website: Facebook: Consultation by Appointment Office hour: 10:00-19:00 Close on Sun, Tue and Public Holiday Tel: (853) Fax: (853) Rm. 1907, 19/F, AIA Tower, Nºs. 251A-301, Avenida Commercial de Macau (opposite to New Yaohan and Grand Emperor Hotel) [ O ] SHAPE [ X ] SHAPE Canadian Health Clinic Services General Practice, Chiropractic, Physical & Rehabilitation Therapy, Custom Orthotics, Aromatherapy CHIROPAK School bag- Anatomically Designed For Appointment Tel: Fax: Monday to Friday: 9:30 am - 1:00 pm / 2:30 pm - 6:30 pm Saturday: 9:30 am - 2:00 pm Av. Almeida Ribeiro, Nº 99, Edifício Comercial Nam Wah, 6º andar, Sala 608, Macau ESPERANÇA DA CONCEIÇÃO JESUS CÉSAR GUERREIRO A família de ESPERANÇA DA CONCEIÇÃO JESUS CÉSAR GUERREIRO informa que a Missa de 7º Dia em honra desta sua ente querida se vai realizar no dia 24 de Março, terça-feira, pelas 18 horas na Sé Catedral. A todos quanto se queiram associar a este piedoso acto, a família enlutada agradece antecipadamente,

9 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM LOCAL 09 MINISTRO ALAN KELLY ENCONTROU-SE COM RAIMUNDO DO ROSÁRIO Irlanda quer ajudar RAEM a melhorar ambiente Alan Kelly tornou-se no segundo ministro irlandês a visitar Macau em menos de dois meses, numa estratégia deliberada para fomentar a cooperação bilateral. Desta feita, estiveram em discussão questões ambientais Liane Ferreira O ministro do Ambiente, Comunidade e Governo Local da Repu blica Irlanda, Alan Kelly, encontrou-se na tarde de sexta-feira com o Secretário para os Transportes e Obras Pu blicas, Raimundo Rosário, para debater questo es ambientais e soluções tecnológicas oferecidas por empresas irlandesas para esse sector. Em declarações ao JOR- NAL TRIBUNA DE MACAU, o ministro apontou mesmo o ambiente como uma área que requer medidas rápidas no território. É preciso planear para o futuro e ter um certo condicionamento à volta do processo de decisão e de como este funciona, disse. Defendendo que, do ponto de vista ambiental, é necessário ter uma visão a longo prazo, pelo menos a 10 ou 15 anos, por forma a que a próxima geração veja mudanças, o responsável pela tutela do ambiente na Irlanda destacou que, no caso de Macau e do seu rápido crescimento, as mudanças poderiam surgir talvez em três anos. É preciso fazer um planeamento inverso. Não se pode mudar o ponto em que se está, por isso, é necessário um plano de acordo com o ambiente actual e de uma forma ambientalista em Macau, recomendou o ministro, avançando que esse deveria ser um dos tópicos a discutir com o Secretário para os Transportes e Obras Pu blicas, Raimundo do Rosário. Alan Kelly sublinhou que a Irlanda tem experiência no que diz respeito à implementação de políticas sustentáveis para o futuro. A Irlanda é considerada a Ilha Verde em todos os sentidos da palavra, recordou, destacando êxitos em vertentes como políticas, regulamentos legais e mudança de mentalidades. Tudo isso, frisou, são coisas que não acontecem de uma hora para outra. Nesse sentido, o ministro acredita que a Irlanda pode ajudar Macau na questão na construção de edifícios amigos do ambiente e adaptação dos existentes para esse propósito, advertindo ainda que os problemas ligados à gestão de resi duos e dos transportes também exigem uma atenção especial. No domínio dos transportes, Alan Kelly entende que é possível tornar o sector mais Alan Kelly lidera tutela do Ambiente na Irlanda sustentável e, simultaneamente, melhorar as deslocações dos cidadãos. Dublin é uma cidade onde vivem milhões de pessoas, mas é muito amiga do ambiente, devido a mudanças nas políticas ao longo dos anos. Por exemplo, através de mudanças para transportes sustentáveis, nos regulamentos de construção de edifícios, planeamento adequado e este é um assunto muito importante, referiu, acrescentando que as regras de controlo ambiental no que diz respeito à gestão de resíduos, lixos domésticos e FOTO JTM desperdícios energéticos também são cruciais. Para o ministro, a tecnologia tem um papel de destaque nesta nova fase do ambientalismo, sendo que a Irlanda possui empresas dessa área que podem contribuir para a RAEM. Estamos aqui porque conhecemos as tecnologias necessárias para ajudar a resolver esses problemas e, em muitos casos, temos essas tecnologias e um grande volume de empresas ligadas às mesmas, assegurou. Por outro lado, Alan Kelly garantiu que o facto da Irlanda ser um país muito ecológico não afecta o nível de desenvolvimento desejado. Podemos ter um crescimento económico exponencial enquanto também se resolvem estes problemas. E tem de se lidar com eles, não podem ser adiados, disse. Alan Kelly tornou-se no segundo membro do Governo de Dublin a visitar Macau este ano, depois de Simon Harris, ministro de Estado, que esteve no território em finais de Janeiro. Assumindo que estas visitas assentam numa estratégia deliberada, o mesmo responsável salientou que a Irlanda vê potencial para partilhar experiências e dar a conhecer empresas que podem ajudar Macau. Por isso, deu indicações de que estas visitas oficiais vão ter continuidade. EVENTO ARRANCA NA PRÓXIMA QUINTA-FEIRA Redução de resíduos e qualidade do ar na MIECF A redução de resíduos é o tema do Dia Verde do Público que vai acontecer na MIECF deste ano. A qualidade do ar e a indústria dos transportes também estará em destaque no Dia de Cooperação Empresarial Verde O Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau 2015 MIECF arranca na próxima quinta-feira e decorre até sábado. Durante o evento será organizado um Dia Verde do Pu blico que terá como tema a redução de resíduos. A organização espera que através das actividades promovidas seja possi vel sensibilizar o pu blico para pôr alterar os hábitos de vida quotidianos. O MIECF 2015 vai contemplar várias actividades para as famílias, incluindo um workshop da protecção ambiental, jogos temáticos, actividades de palco, espectáculos de magia, entre outras. O Dia Verde do Pu blico é uma plataforma ideal para implementar a educação ambiental. Para incutir nos estudantes locais o conhecimento ambiental e o conceito do MIECF para que tenham a noção da importância de proteger o ambiente em que vivem, haverá o serviço de visita guiada para as escolas admitidas para visitarem as instalações do MIECF, refere a organização em comunicado. Para facilitar o acesso ao local, no Dia Verde do Pu blico haverá um serviço gratuito de autocarros shuttle bus para o Hotel com locais de partida no Macau Square, junto à Avenida Doutor Mário Soares, na entrada do Auto-Silo de Ferreira de Almeida, na Avenida do Conselheiro de Ferreira de Almeida, na Estrada Marginal do Hipódromo, e na zona de carga e descarga de passageiros e mercadorias na Avenida de Guimarães. O Dia de Cooperação Empresarial Verde constitui umas das actividades no âmbito do MIECF. Perspectivas de Negócios para Melhorar a Qualidade do Ar: Soluções para os Sectores Comercial e Industrial, e A Revisão sobre a Qualidade do Ar e a Indústria de Transporte são alguns dos temas que serão discutidos por empresários e associações. Além disso, durante o evento, será distribui do o Relatório do Estado do Am- biente de Macau já publicado. Este relatório analisa e avalia 19 indicadores nas sete principais áreas do ambiente, com uma análise geral da situação e da tendência de evolução socioeconómica e ambiental de Macau entre 2011 e Exposição Ambiental arranca na quinta-feira A MIECF é organizada pelo Governo da RAEM, estando a coordenação do evento a cargo do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau e da Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental. FOTO DSPA

10 10 JTM LOCAL BREVES Gabinete de Lionel Leong abre conta no WeChat O Gabinete do Secretário para a Economia e Finanças lançou uma página electrónica e criou uma conta no WeChat. Segundo um comunicado do gabinete de Lionel Leong, a medida tem por objectivo reforçar o diálogo com os vários sectores da sociedade, com o objectivo de responder de forma mais eficaz às suas necessidades. Através das plataformas lançadas recentemente, a população pode obter informaço es sobre os serviços na área da economia e finanças, incluindo os contactos. BNU doa 1,6 milhões à Tung Sin Tong O Banco Nacional Ultramarino doou 1,6 milho es de patacas à associação sem fins lucrativos Tung Sin Tong, que disponibiliza cuidados de sau de e educação gratuitos a cidadãos mais carenciados. Em 1999 foi lançado o cartão de crédito visa da Tung Sin Tong, através do qual o BNU doa à instituição 1% das transacções. De acordo com um comunicado enviado pela instituição bancária, desde esse ano já foram doados mais de 10,4 milhões de patacas. Madam Butterfly motiva conversa na Fundação Rui Cunha A Fundação Rui Cunha vai receber amanhã, pelas 18:30, uma conversa ilustrada sobre a ópera Madam Butterfly,de Puccini, conduzida por Raul Pissarra e Frederico Rato. A sessão acontece no âmbito do ciclo O Oriente na Ópera Ocidental. A ópera do compositor italiano conta a história de uma gueixa japonesa que após se casar com um soldado americano fica sozinha por um longo peri odo de tempo que levou ao seu suici dio. Sands China entrega alimentos à Caritas Aproximadamente 450 bens alimentares foram doados pela Sands China aos bancos alimentares da Caritas Macau após uma recolha que decorreu em vários resorts da empresa, incluindo o Venetian, o Sands Cotai Central e o Sands Macau. Um comunicado enviado pela companhia refere que entre os bens doados estão arroz, massa, enlatados e doces. Paul Pun, secretário-geral da Caritas Macau, frisou que os alimentos vão ser bem recebidos pelos bancos alimentares da instituição que gere. Air Macau lança segundo voo diário para Chengdu A partir de 17 de Abril, a Air Macau vai passar a voar duas vezes por dia entre o território e Chengdu, capital da província chinesa de Sichuan. O novo voo diário vai ser operado por um Airbus A319 e deve sair de Macau ao final da tarde. Inaugurada exposição de Nuno Santiago O Instituto Cultural (IC) inaugurou na sexta-feira a exposição Obras de Nuno Santiago, que estará patente até ao dia 10 de Maio, na Galeria do Tap Seac. Segundo um comunicado do IC, vão ainda ser organizadas várias visitas guiadas à mostra e disponibilizados aparelhos com descrição áudio das 28 peças, para portadores de deficiências visuais. INCIDENTE AFECTOU INTERNET FIXA E MÓVEL CTM avança com queixa após ciberataque Chui Sai On no Fórum Boao Segunda-feira, 23 de Março de 2015 A Companhia de Telecomunicações de Macau (CTM) anunciou ter apresentado uma queixa junto das autoridades devido ao ataque informático que afectou o serviço de internet fixa e móvel na noite de quinta-feira Um ataque informático terá causado um problema na internet fixa e móvel da CTM, levando a operadora de telecomunicações a apresentar uma queixa judicial às autoridades, referiu a empresa em comunicado. O incidente será ainda partilhado com outras autoridades relevantes e organizações como medida de precaução caso ocorram situações semelhantes, acrescentou a empresa. O caso registou-se na noite de quinta-feira, altura em que um ataque informático levou a companhia a tomar imediatamente medidas de emergência como forma de evitar males maiores. Os ataques ocorreram por volta das 21:15 e a rede de internet móvel foi reposta cerca de 15 minutos depois, enquanto que os serviços de internet fixa seriam retomados cerca das 21:55. De acordo com o mesmo comunicado, juntamente com técnicos de Hong Kong, e em cooperação com peritos de segurança informática dos Estados Unidos, a equipa técnica da CTM realizou uma investigação extensiva do incidente, tendo conclui do que o ataque visou o sistema de firewall, causando problemas na rede. A CTM ressalva que irá continuar a monitorizar a rede, mantendo uma comunicação próxima com peritos em segurança de rede para garantir a integridade e o bom funcionamento do sistema. P.A.S. Casal de pandas chega até Junho Sónia Chan garantiu ontem que, após a apresentação das Linhas de Acção Governativa para a área de Administração e Justiça no final deste mês, vai dar prioridade aos preparativos para a chegada dos pandas gigantes prometidos por Pequim A Secretária para a Administração e Justiça, Sónia Chan, disse ontem que a Região vai receber ainda no primeiro semestre um novo casal de pandas, depois da morte do panda fêmea oferecido por Pequim em meados de Em Dezembro de 2009, por ocasião do 10º aniversário da RAEM, o então Presidente chinês, Hu Jintao, ofereceu a Macau um casal de pandas que chegariam à cidade um ano depois e que a população acabaria por baptizar, por concurso, de Sam Sam e Hoi Hoi, respectivamente a fêmea e o macho. O espaço que abriga os pandas, em Coloane, obrigou a um investimento de cerca de 90 milhões de patacas e foi alvo de muitas críticas por parte de alguns sectores da sociedade que consideraram demasiado o preço a pagar pela cidade para albergar o casal de pandas, naturais da província de Sichuan. Apesar dos cuidados com os pandas e das condiço es que possuem, que incluem, por exemplo, a importação das verduras que consomem, Sam Sam acabaria por morrer em meados de 2014 devido a problemas renais que terão sido agravados por ter entrado no período de reprodução. Agora, depois de celebrado o 15.º aniversário de Macau, a Secretária Sónia Chan não só anuncia a chegada do novo casal de pandas como garante que, depois da apresentação das Linhas de Acção Governativa, vai dar prioridade aos trabalhos da chegada dos pandas gigantes a Macau. A governante explicou também que em breve se desloca à China Continental para escolher um novo casal de pandas gigantes e estudar com os especialistas qual será a melhor forma de dar o nome aos pandas. Desta vez, contudo, não haverá um concurso como aconteceu em 2009 para atribuir um nome ao novo casal. JTM/Lusa O Chefe do Executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, participa no sábado na abertura do Fórum Boao da Ásia, que se realiza na ilha chinesa de Hainão FOTO ARQUIVO Dedicado este ano ao tema Novo Futuro da Ásia: Rumo a uma Comunidade de Destino Comum, o Fórum Boao é palco habitual de encontros entre diversos líderes asiáticos. Chui Sai On volta este ano a integrar na delegação local o comissário do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China em Macau, Hu Zhengyue. Durante os dois dias em que o Chefe do Governo estará fora de Macau, a Secretária para a Administração e Justiça, Chan Hoi Fan, exercerá as funções de chefe do Executivo. Proposto no final da década de 1990 por vários estadistas asiáticos, o Fórum Boao define-se como uma organização não-governamental empenhada em promover e aprofundar o intercâmbio económico, coordenação e cooperação dentro de Ásia e entre a Ásia e outras partes do mundo. A conferência inaugural realizou-se em 2001 na ilha de Hainão, onde o Fórum Boao estabeleceu entretanto a sua sede.

11 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM LOCAL 11 ESCRITOR CHINÊS ENTRE O TEMOR E A FRONTALIDADE Não sei quando vou ser preso O escritor chinês Murong Xuecun, duro crítico do regime, acredita que a sua detenção é inevitável e que, sendo esse um receio que o ocupa todos os dias, é também algo que o torna ainda mais frontal Como escritor com uma voz mais independente, não sei quando vou ser preso. Penso sempre nisto, esse receio ocupa-me todos os dias. Mas por isso mesmo fico ainda mais frontal. Quando um problema me perturba por muito tempo, desejo que surja com rapidez, afirma o escritor, acrescentando que nos u ltimos tempos mais de 15 dos seus amigos foram presos, o que o fez escrever, em Julho do ano passado, uma carta aberta à poli cia oferecendo-se para ser detido. A atitude de desafio não impede que sinta temor, já que, explica, por ser licenciado em Direito, pôde visitar muitas priso es chinesas e conhece bem a sua realidade. Murong Xuecun, que divide o seu tempo entre Hong Kong e Pequim, encontra-se em Macau para participar no festival Rota das Letras. Colaborador do New York Times, onde assina uma coluna regular sobre a governação chinesa, de que é um forte crítico, tornou-se famoso por se debruçar, em particular, sobre a corrupção, tanto nas suas crónicas, que apenas podem ser lidas fora do país, como através dos seus romances que estão publicados na China. Murong Xuecun, pseudónimo de Hao Qun, é um forte crítico do Presidente Xi Jinping e um céptico em relação às verdadeiras motivaço es da muito publicitada campanha anticorrupção. Neste momento, diz em entrevista à agência Lusa, a corrupção pode ser mais tímida devido à opressão do Presidente, mas essa é uma situação temporária, já que a campanha é, na verdade, uma espécie de combate interno dentro do partido. Uma vez que esse combate seja vencido, ainda vai ficar pior, acredita. Para Murong o poder está hoje fora do controlo, mas há motivos para esperança devido ao que descreve como uma insatisfação popular generalizada. Qualquer chinês, tanto o camponês como o dono do restaurante, odeia a realidade da China e aspira mudança, afirma, lembrando que se em 2010 as autoridades chinesas registaram 180 mil protestos, esse nu mero subiu para 300 mil em A impopularidade do Governo é também observável através da Internet onde qualquer coisa que o Governo faz gera ironia, dando como exemplo a proibição do documentário da jornalista Chai Jing sobre a poluição na China. Apesar da pesada censura, Murong acredita que a Internet permite aos chineses expressarem a sua voz - antes de ser apagado pelas autoridades, o seu blogue tinha 8,5 milho es seguidores. A página já foi retomada, mas ainda não atingiu o mesmo número de leitores. O autor de Leave Me Alone: A Novel of Chengdu, publicou online artigos relacionados com os textos de ficção, com crónicas sobre a atualidade social da China e ainda com historinhas que inventei para fazer ironia indirectamente, conta. Os chineses arranjam sempre maneira de fugir à censura, afirma, dando como exemplo as referências dos internautas ao Nobel da Paz Liu Xiaobo, actualmente detido pelas autoridades - Mão Escondida, devido à sua participação nos movimentos estudantis de Tiananmen, ou Gago, por ser alguém para quem é difi cil falar, são apenas alguns. A própria data do massacre, 4 de Junho, é referida como 35 de maio. A colaboração, a partir de 2013, com o jornal norte-americano surgiu do seu desejo de servir como ponte para que os media ocidentais façam um julgamento da China verdadeira, mas desde então diz ter sido contactado pela polícia secreta algumas vezes, para avisos e ameaças, mas que, curiosamente, nunca mencionaram os artigos do Times. Até agora a minha liberdade ainda não foi restringida mas acredito que o meu telefone está sob escuta, remata. O problema moral de Mo Yan Murong Xuecun considera que a atitude recente do Nobel da Literatura Mo Yan perante o Partido Comunista revela um problema moral. Para Murong, os elogios que Mo Yan tem feito à governação chinesa fizeram com que perdesse o respeito dos escritores. Se ele sente que tem de expressar elogios ao Governo Central é porque tem receio e isso é perdoável. Mas como escritor ele deve saber o que se passa na China e deve expressar uma voz diferente. Xi Jinping tem muitos seguidores e recebe muitos elogios, se ele ainda vem fazer mais elogios, isso já é um problema moral, afirmou. Numa entrevista em Janeiro, Mo Yan disse acreditar que o Partido Comunista chinês, mais do que qualquer outro partido no mundo, quer uma China rica e poderosa e que Xi Jinping mais do que qualquer outro dirigente no mundo, deseja a prosperidade do povo chinês. De acordo com a AFP, nesta entrevista à agência nacional de luta contra a corrupção, Mo Yan manifestou apoio à campanha anticorrupção e minimizou o facto de o regime, pela sua natureza, não permitir contrapoderes nem jui zes independentes, o que acaba por favorecer a corrupção. A atribuição do Nobel da Literatura em 2012 nunca foi consensual, já que o autor é vice- -presidente da Associação de Escritores da China, membro do Partido Comunista e chegou a escrever uma autocrítica ao romance Peito grande, ancas largas, mal aceite por ter algum conteúdo sexual. JTM/Lusa FOTO CARMO CORREIA/LUSA WORKSHOP REUNIU JORNALISTAS LOCAIS O dilema de publicar ou limitar Com o objectivo de discutir a liberdade de expressão e a forma como a imprensa lida com situações como as geradas pelo ataque ao jornal satírico francês Charlie Hebdo, o jornalista Adelino Gomes orientou um workshop para cerca de 30 colegas de profissão Publicar ou limitar?. Esta foi uma das questões colocadas por Adelino Gomes, jornalista com mais de 42 anos de carreira, durante um workshop organizado pelo Programa Académico da União Europeia, Centro de Reflexão, Estudo, e Difusão do Direito de Macau, Fundação Rui Cunha e Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau. Tendo como base o ataque ao jornal sati rico francês Charlie Hebdo, no ini cio de Janeiro deste ano, o jornalista e professor do mestrado em Comunicação Aplicada da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL) analisou as diferentes formas como a imprensa lidou com a situação e as escolhas que editores e jornalistas têm de fazer quando a liberdade de expressão pode ser vista como um incentivo à violência ou ao ódio. Recordando que jornalistas de renome internacional partilharam da opinião de que o ataque à redacção do jornal francês constituiu de facto um ataque ao coração do jornalismo, Adelino Gomes propôs um debate sobre os prós e os contras aos profissionais da comunicação social presentes no workshop. Por um lado, foi defendida uma limitação em termos de conteu dos que possam incentivar comportamentos de risco, sendo este modelo de liberdade de expressão com limites considerado um hi brido de princi pios, como foi apresentado pelo jornal britânico The Guardian. Por outro lado, também foi apontado que o bom senso deve nortear as deciso es de um profissional, que de forma independente terá de decidir aquilo que deve ou não transmitir. Num outro FOTO JTM ponto do diálogo, foi referido que o limite deve ser definido pelo código deontológico da profissão. Considerando que, actualmente, os estudantes universitários parecem encontrar um conformismo nas instituiço es e não a inquietação necessária para incentivar a profissão do jornalismo, Adelino Gomes advertiu ainda que a discussão parece ser um elemento em extinção nas redacço es, que deveriam ser locais propícios para essas situações. O debate, como se pretendia, prolongou-se e demonstrou que, devido à complexidade das questo es, não é fácil ser a favor ou contra. O investigador do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE trabalhou na rádio, na televisão e na imprensa escrita, incluindo no jornal Público, sendo também provedor do ouvinte da RDP, entre 2008 e Além do workshop realizado na sexta-feira, Adelino Gomes também se integrou no programa do festival literário Rota das Letras, no âmbito do qual apresentou o livro Os Rapazes dos Tanques, sobre os eventos da Revolução dos Cravos que aconteceram no Terreiro do Paço e no Carmo, em 25 de Abril de L.F.

12 12 JTM LOCAL Segunda-feira, 23 Pequenos inventores da Escola Portugu Num workshop de escrita criativa dedicada a alunos do 4º ano, Maria do Rosário Pedreira ajudou inventores da Escola Portuguesa a criarem uma h que eventos deste género são importantes para não deixar morrer os livros Liane Ferreira Era uma vez um casal de meia idade, que parecia jovem e que gostava de pregar partidas aos netos. É assim que começa a história criada por alunos do 4º ano da Escola Portuguesa de Macau (EPM) em conjunto com a escritora Maria do Rosário Pedreira, num workshop do festival literário Rota das Letras que decorreu na instituição de ensino. Antes do início do workshop, as expectativas já eram promissoras. Acho que vai ser uma experiência engraçada, justamente porque os alunos mais pequenos são mais descontrai dos, sentem menos vergonha e têm sempre muitas ideias para propor, afirmou ao JORNAL TRI- BUNA DE MACAU a autora do livro ilustrado A minha primeira Amália. Explicando que o workshop funcionava como um exercício para mostrar a alunos do primeiro ciclo do básico, que uma história não se constrói de qualquer maneira, pois é preciso um método para escrever e ilustrar, Maria do Rosário Pedreira destacou que as crianças nestas idades têm muita muita imaginação e ideias novas. Desta vez, porém, o objectivo era apenas fazer uma história simples, não muito profunda. Estas acções são muito positivas no sentido de não deixar morrer os livros e de explicar que o que vem nos livros é realmente importante, afirmou a escritora, salientando que, na sua perspectiva, tudo o que seja ligado à leitura e escrita é importante. Já com os alunos de folha e lápis em riste, a autora começou por explicar que iriam fazer uma história colectiva em que cada um colabora com uma parte. Assim, um escritor também é um inventor e, apesar de ser importante ter talento para escrever, também se consegue ser Maria do Rosário Pedreira liderou grupo de alunos entusiasmados escritor com muito trabalho. Realçando a importância da imaginação no trabalho de escrita, Maria do Rosário Pedreira sugeriu aos alunos alguns exercícios para desenvolver essa vertente, como imaginarem as vidas de pessoas com quem se cruzam na rua. Um dos alunos chegou mesmo a revelar que costumava dar nomes a desconhecidos que via passar. Em conjunto com os 15 alunos participantes, Maria do Rosário Pedreira foi construindo uma história ao passo que lhe mentos necessários, des personagens, para que pio, meio e fim. Durante curada a importância de gráficos, uma qualidade no final da oficina de esc Depois de alguma di do avô, que acabou por escreveu a história de u LITERATURA É PONTE DE CONTACTO ENTRE CULTURAS Ondjaki vai lançar conto inspirado em Macau O escritor angolano Ondjaki pretende lançar um conto que tem por base situações que experienciou na sua vinda ao território por ocasião do festival literário Rota das Letras. Sem revelar detalhes, o autor destacou que nos últimos dias viveu situações incríveis que dariam não para um conto, mas para uma novela Inês Almeida Tendo já publicado um conto chamado Macau, Ondjaki pretende lançar uma nova obra inspirada no território, com o objectivo de a oferecer ao festival Rota das Letras, no qual participa pela primeira vez. O escritor angolano salientou ainda, em declarações ao JORNAL TRIBUNA DE MA- CAU, que nos u ltimos dias passaram-se situaço es incri veis que dariam não para um conto, mas para uma novela. Ondjaki preferiu, por enquanto, não adiantar mais detalhes sobre as experiências em questão. Destacando que o diálogo entre as literaturas chinesa e lusófona é muito importante, o autor frisou que a ligação cultural entre os povos deve ir para além disso. No seu entender, a literatura sempre serviu para criar pontes de diálogo. Não são as li nguas que impedem que dois pai ses mantenham uma boa relação do ponto de vista cultural. São barreiras poli ticas e humanas. Relativamente ao seu pai s, Angola, o escritor afirmou que nos u ltimos dez anos desenvolveu-se uma ligação muito concreta com a China a ni vel económico, que, para si, se pode estender à cultura. O Rota das Letras pode ser um meio de potenciar essas ligaço es, sublinha, na medida em que participam no festival pessoas de vários pai ses. Gosto muito quando as sesso es têm pu blico de Macau, da China, e de outros pai ses como Cabo Verde, Angola ou Portugal. A diversidade de actividades ao longo do festival foi apontada como outro dos pontos positivos. Temos muitas iniciativas como conversas, workshops, conferências na Universidade de Macau e na Escola Portuguesa. Sobre a receptividade da sua obra no território, Ondjaki disse não pensar muito sobre o assunto, referindo que existirão sempre algumas pessoas que lêem e gostam e outras que não O workshop de escrita criativa que moderou, decorreu entre sábado e ontem, tendo algumas pessoas participado em ambas as oficinas. Nas duas sesso es foram debatidos alguns aspectos da escrita criativa como o diálogo, a descrição física, psicológica, a narrativa mais curta, a contenção e coesão. As oficinas têm como objectivo debater vários aspectos da literatura. Não vim aqui para ensinar, destacou, dizendo ainda que a discussão é bastante aberta e subjectiva. Foram ainda mencionadas obras de autores como José Saramago e Gabriel Garcia Márquez, como exemplos de diferentes abordagens a factores como o ritmo, a intensidade do discurso e a utilização da descrição. No âmbito da Rota das Letras, o autor vai ainda participar em duas conferências, uma na Escola Portuguesa de Macau e outra na Universidade de Macau em que vão ser abordadas obras de vários artistas e a literatura angolana. FOTO JTM

13 de Março de 2015 JTM LOCAL 13 esa escrevem sobre avós e netos istória sobre avós que pregam partidas aos netos, num mundo de feitiçaria. Em declarações ao JORNAL TRIBUNA DE MACAU, a escritora defendeu Bernardo Morão e Benedita Bento gostaram da experiência s ensinava todos os elede o tempo às acções e o roteiro tivesse princi o trabalho, não foi desescrever sem erros ortoelogiada pela escritora rita. scussão quanto ao nome ser Ernesto, o grupo m casal de avós traquinas que queriam pregar uma partida aos netos com uma poção feita num caldeirão, mas acabaram por ser os mais novos a ensinar-lhes uma lição. E, para que se fizesse jus ao argumento, o ti tulo da história dificilmente poderia ser mais sugestivo: O feitiço virou-se contra o feiticeiro. No final do workshop, a satisfação era evidente tanto para a autora como para os alunos. Gostei muito, acho que a Maria do Rosário Pedreira é muito simpática e querida, confessou Bernardo Morão ao JORNAL TRIBUNA DE MACAU, acrescentando que o workshop ajudou-o a perceber como se escreve uma história bem, com imaginação e sem erros. Admitindo que a escrita não é o seu ponto forte, o jovem estudante frisou que foi uma maneira de o ajudar a escrever melhor e ficar a conhecer uma narrativa. Para além de ter gostado da história em geral, Bernardo Morão destacou o facto de se terem juntado para imaginar como seria a receita da poção mágica. Partilhando da mesma opinião do colega, Benedita Bento destacou que o caldeirão e os ingredientes esquisitos que usaram, como cabeças de morcegos e intestinos de barata foi a melhor parte da história. Tivemos de usar a nossa imaginação e é bom para nos ajudar a realizar mais textos, disse a aluna, assegurando que foi muito engraçado. LITERATURA EM FORMATO DIGITAL ALVO DE CRÍTICAS Há falta de escritores na RAEM O editor Rogério Beltrão Coelho acredita que não existe uma vivência intelectual no território que potencie o aparecimento de novos autores. Numa conferência que juntou responsáveis do mundo editorial, foi também abordada a publicação digital, que originou críticas como a pouca fiabilidade dos conteúdos Não há [em Macau] uma vivência intelectual que fomente o aparecimento de escritores. Nunca houve cá uma grande actividade literária ao ni vel do romance, afirmou o editor Rogério Beltrão Coelho durante uma conferência moderada pelo professor José Carlos Seabra Pereira onde se debateu A Arte de Publicar. No entender do mesmo responsável, não existe, ainda, audiência para a literatura escrita em português. Durante a administração portuguesa foi dito que era necessário criar leitores, porém, isto nunca foi feito, destacou. Rogério Beltrão Coelho frisou ainda que actualmente, os serviços pu blicos ou semi-pu blicos que se encarregam da edição de algumas obras, fazem-no sem quaisquer correcço es, organizam cerimónias de lançamento para os livros mas eles acabam por ficar nos armazéns. Morrem antes de nascer. A tendência não se verifica apenas actualmente, explicou o editor. Pessanha pouco escreveu. Depois foram aparecendo algumas pessoas que trabalharam as tradiço es de Macau como o Henrique de Senna Fernandes. No entanto, garante, existem em Macau pessoas perfeitamente capazes de criar um romance. A edição digital foi o tema central da conferência que juntou Beltrão Coelho ao escritor Francisco José Viegas, à editora do Grupo Leya Maria do Rosário Pedreira e à editora Cecília Jorge. A maioria das opinio es face à publicação digital foram negativas, porém, Maria do Rosário Pedreira, responsável do grupo Leya, ressalva que ela pode ser u til no âmbito dos livros escolares. Por exemplo, quando uma criança está a aprender sobre vulco es, os livros digitais podem ser interessantes, na medida em que permitem que se clique em hiperligaço es e se abra imagens que facilitem a aprendizagem. Entre as preocupações suscitadas pelos quatro convidados está a fiabilidade dos conteúdos. Eu li que no Reino Unido este ano baixaram as vendas do digital e as do papel subiram. Uma das explicaço es fornecidas foi o facto daquilo que aparece num ecrã não ser suficientemente sério e de confiança, destacou Maria do Rosário Pedreira. A mesma responsável acrescentou que, segundo o mesmo estudo, a grande maioria dos jovens britânicos prefere recorrer ao papel quando se trata de manuais necessários ao estudo ou à redação de teses. Francisco José Viegas partilha dos mesmos receios face à credibilidade das publicaço es digitais, dizendo que antigamente sai mos à rua e sabi amos onde estavam os idiotas. Hoje não sabemos, porque eles estão escondidos na internet. Outros factores relevantes para o painel de convidados passam pela mais fácil memorização de palavras ou frases no papel do que através de um aparelho electrónico. É muito mais fácil memorizar uma frase de que gostamos num livro se estivermos a ler na edição em papel porque conseguimos lembrar-nos se estava na página esquerda ou direita, mais em cima ou mais para baixo, destacou a editora do grupo Leya. Para além disso, acrescenta, o papel permite-nos ver o que já lemos e o que nos falta ler, de forma mais clara. Maria do Rosário Pedreira acredita ainda que o livro que está num aparelho, nunca é nosso, já que o dispositivo electrónico se avariar, o livro deixa de existir para quem o estava a ler. Todos os oradores consideram que o papel e o digital ainda vão conviver durante muito tempo, sobretudo porque, como explicou a responsável do grupo Leya, a leitura por prazer vai ser sempre muito significativa no papel. I.A.

14 14 JTM LOCAL Segunda-feira, 23 de Março de 2015 FESTIVAL DE DJ S NO CUBIC DURANTE TRÊS DIAS Expo do Jogo inova com clubbing A edição deste ano da Global Gaming Expo G2E Asia vai ser acompanhada pela primeira feira em Macau dedicada ao clubbing. O programa de actividades desta vertente inclui três dias de música electrónica no Club Cubic Liane Ferreira Chama-se Macau International Clubbing Show (MICS) e será o primeiro evento do género no território. A iniciativa irá acontecer em conjunto com a Global Gaming Expo G2E Asia, agendada para o período de 19 a 21 de Maio, no Venetian. A organização inspirou-se no Mónaco, onde existe um evento que dá pela mesma sigla. Em declarações ao JORNAL TRIBU- NA DE MACAU, Josephine Lee, vice- -presidente da Reed Exhibitions Greater China, empresa responsável pela organização da G2EAsia, sublinhou que a inclusão de elementos extra-jogo na exposição vai ao encontro da vontade da RAEM de diversificar a economia. O clubbing é um sector que não está nada desenvolvido em Macau e, em muitos locais, é uma componente de entretenimento muito forte que acompanha o jogo, destacou Josephine Lee. O MICS vai integrar um festival de DJ s, que irá decorrer durante três dias no Club Cubic, no City of Dreams, embora ainda não tenha sido finalizada a lista de artistas presentes. Na versão monegasca desta feira já estiveram presentes DJ s de renome como Steve Aoki, Avicii, Hardwell ou Afrojack. Estamos na fase final de acerto de pormenores com o Cubic e já temos 30 inscritos na exposição, oriundos desta indu stria, dedicados a comida e bebida, bebidas energéticas, equipamentos e serviços digitais para a promoção dos clubes nocturnos e especialistas de luzes, disse a mesma responsável. Por outro lado, Josephine Lee salientou que a próxima edição da G2EAsia já ultrapassou a escala do ano passado. Vamos ocupar os halls A e B e também todo o corredor. Assim, as pessoas caminham menos e, mal saiam das conferências, em 20 passos estão na exposição, porque haverá expositores no corredor, avançou. Em 2014, a G2EAsia ocupou metros quadrados de área de exposição, mais 16% do que em Depois de terem sido contabilizados participantes em 2014, para este ano as expectativas ascendem aos Para além disso, já estão confirmados 35 expositores que nunca participaram no certame e a presença de mais visitantes de fora do universo da Grande China, como é o caso de uma delegação do casino Resorts World Sentosa, complexto turístico com casino operado pelo grupo Genting em Singapura. Também tivemos um grande aumento no sector de IGaming, que este ano triplica de tamanho em comparação com o ano passado. Tudo isto são novidades que reflectem a situação actual do mercado, afirmou. Josephine Lee adiantou ainda que o ciclo de conferências vai assinalar algumas estreias ao nível dos oradores, como serão os casos de Tom Arasia, presidente e chefe de operaço es da Bloomberry Resorts e operador do resort e casino Solaire em Manila, ou Andrew McDonald, vice presidente sénior e director de casino da Las Vegas Sands Corp. Para além de executivos do sector do jogo, vão também participar responsáveis governamentais e pelo menos um membro da Associação de Lotarias da China para discutir os regulamentos e desenvolvimentos recentes do sector. Este tópico Josephine Lee destaca aposta da G2EAsia em componentes extra-jogo está ligado à suspensão de venda de bilhetes de lotaria por diversas plataformas online da China Continental, depois de uma notificação conjunta do Ministério das Finanças, Ministério dos Assuntos Cívicos e Administração Geral do Desporto. Na raiz desta suspensão estarão práticas online ilegais por parte de alguns distribuidores na internet, que não registavam todas as suas vendas. Para aumentar a interacção no sector, expositores e participantes inscritos na G2EAsia poderão em breve aceder à plataforma digital My G2E Asia Network e conhecerem-se antes do evento. FOTO JTM

15 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM LOCAL 15 LIGA DE ELITE Gaspard fez a diferença e o Sporting voltou a ganhar ao Monte Carlo O avançado apontou os dois golos dos leões, que assim conseguiram a segunda vitória da temporada, enquanto o Monte Carlo ficou agora mais distante dos da frente. Benfica venceu Polícia e mantém-se na liderança, numa jornada em que o Ka I aplicou chapa 11 à Casa de Portugal Vítor Rebelo FOTO JTM No regresso da Liga de Elite, depois de duas semanas de paragem para que as selecço es pudessem concentrar-se nos compromissos internacionais, o desafio entre Monte Carlo e Sporting chamava a atenção dos amantes do futebol do território. Mas apesar da importância da partida, pouca gente se deslocou na noite de ontem ao Estádio da Taipa, recinto que se estreia este ano nos desafios do escalão principal. A qualidade do futebol é, de facto outra, para além do próprio ambiente, e isso viu-se no confronto entre aquelas duas equipas, que partiam para esta sétima ronda separadas por seis pontos, com vantagem para os canarinhos. O Monte Carlo, apesar das três baixas de vulto (o brasileiro Thiago Silva e os chineses Wong Ka Fu e Tou Chi Keong), entrou melhor no jogo e dispôs de duas excelentes oportunidades para marcar. Logo aos três minutos grande remate de fora da área de Renato Santos, que levava selo de golo, mas o guardião Juninho, que regressou à titularidade, correspondeu com uma excelente defesa. Aos dez foi o poste a evitar que o Sporting ficasse em desvantagem, após centro da esquerda de Chao Wai Hou ao qual Makson Ewerton não conseguiu dar seguimento para o fundo da baliza. O conjunto de João Pegado e Mandinho, que não pôde contar com o central Ieong Vai Hou, começou a responder aos 22 minutos, com um disparo de Gaspard Laplaine praticamente à figura de Domingos. Era o primeiro sinal do avançado francês, que terá sido o homem do jogo, pelos dois golos que marcou e essencialmente pelo que desgastou a defesa adversária ao longo dos noventa minutos. Um verdadeiro reforço para a nova época dos verde-brancos, que muito contribuiu, com deambulaço es constantes no ataque, para que o clube leonino se instalasse mais no meio-campo adversário a partir dos vinte e cinco minutos. O Monte Carlo apostava agora mais no contra-ataque, com bons lances pelas alas, onde Ho Chi Fong e Chao Wai Hou provocavam desequili brios. E assim os azuis-e-amarelos voltaram a criar jogadas de perigo, em especial aos 34 e 36 com Makson e Ho Chi Fong a não aproveitarem mais dois excelentes cruzamentos. O Sporting apostava claramente na velocidade de Gaspard Laplaine, muito forte no um-para-um e sempre oportuno no coração da grande área. Foi assim que Resultados da 5ª Jornada da Liga de Elite Chuac Lun - Sub Lai Chi - Chao Pak Kei 3-6 Ka I Casa de Portugal 11-0 Sporting - Monte Carlo 2-1 Benfica Polícia 6-1 Classificação: Benfica 19 (25-3) Ka I 16 (26-4) Chao Pak Kei 14 (26-10) Monte Carlo 13 (10-4) Sporting 10 (15-8) Polícia 8 (9-13) Chuac Lun 7 (11-28) Lai Chi 6 (10-19) Casa de Portugal 3 (7-34) Sub 23 1(3-16) surgiu o primeiro golo dos leo es, a quatro minutos do intervalo, na sequência de um pontapé de canto do especialista Bruno Brito (que pés, técnica e visão de jogo tem este jogador português), com a bola a embater primeiro na barra depois de tocada por Domingos e a ressaltar para o lugar onde Gaspard Laplaine se limitou a atirar para as malhas. O Sporting foi para o descanso em vantagem, depois de ter sofrido nos minutos iniciais, mas aos poucos assentando o seu jogo. O Monte Carlo podia queixar-se da eficácia zero nos lances de perigo dos primeiros minutos e em cima dos 45 minutos, depois de uma boa triangulação e remate defendido por Juninho. Na segunda metade o onze orientado por Ieong Cho Ieng arriscou ainda mais em termos ofensivos, mas agora falhando muitos passes no meio-campo, aproveitados pelo venenoso contra-ataque do adversário, tendo sempre Laplaine à espreita do erro do Monte Carlo. O francês, ex-casa de Portugal, mostrava-se incansável (corre que se farta), e foi ele o autor do 2-0, aos 70 minutos, num peri odo em que o Monte Carlo jogava muito com o coração e que até poderia ter sofrido o golo mais cedo, após confusão junto à pequena área, resolvida pela experiência de Domingos, que logo a seguir, num canto, negou o golo ao brasileiro Edgar Silva. O Monte Carlo ainda deu um ar da sua graça ao reduzir, aos 73 por Makson Ewerton, relançando a partida. O brasileiro era sem du vida o que mais remava contra a maré, apoiando directamente o improvisado ponta- -de-lança Vitor Gameiro (habitual defesa central, dada a escassez de avançados para este jogo) e ainda colocou a bola dentro da baliza pouco depois, mas estava em posição de fora-de-jogo. O Sporting defendia agora o resultado (e bem), controlando as investidas contrárias, mas quase cedia a igualdade, aos 89, quando Ewerton (sempre ele), rematou de cabeça a centi metros do poste, a centro de Paulo Cheang. Os pupilos de Pegado e Mandinho conseguiam deste modo três pontos que têm fugido em desafios anteriores, continuando totalmente invictos nos confrontos com o Monte Carlo, desde que chegou à I Divisão. Os canarinhos bateram-se bem, apenas pecando por não terem aproveitado as boas ocasio es do ini cio do jogo. Ka I cilindra Casa de Portugal, Benfica confirma superioridade Nas restantes partidas da ronda, destaque para os onze golos aplicados pelo Ka I à Casa de Portugal, com golos de Ronielli (3), Lee Keng Pan (2), Bruno Martinho (2) e Alexandre Matos, Marco Rodriguez, Ricardo Torrão e Alison Brito. É o que se esperava, eles são amadores, mas nós jogámos com muito respeito, levando o jogo a sério. Quisemos marcar muitos golos porque isso pode servir em caso de igualdade, disse no final Ricardo Torrão, jogador do Ka I. Do lado da Casa de Portugal o reconhecimento do valor do Ka I, embora o desfecho pudesse ter sido outro. A história, ou pelo menos o número de golos, poderia ser diferente se o árbitro tivesse mostrado um cartão vermelho a um jogador do Ka I, quando Jean Peres ia sozinho para a baliza, salientou o treinador Pelé, que deu a novidade da entrada de dois novos jogadores no plantel, um mexicano e um norte-americano. Face a este resultado, a Casa de Portugal continua aflita, no penu ltimo posto, enquanto que o Ka I se mantém a três pontos do li der Benfica, que derrotou a Poli cia por 6-1, depois de ter chegado ao intervalo com uma vantagem de três golos. A equipa da PSP jogou toda a segunda metade reduzida a dez unidades, por expulsão de Lai Kwok Hou (entrada violenta sobre Fabri cio Lima). Os tentos da formação de Bruno Álvares foram apontados por Raul Meireles (2), Leonel Fernandes (2), Nicholas Torrão e Luisinho. Pela Polícia, Sio Meng Chon. Também o Chao Pak Kei mostrou veia goleadora face ao Lai Chi (6-3), marcando através do novo reforço da China, Lin Lei Yi (3), Bruno Nogueira (2) e Ho Ka Seng.

16 16 JTM ROTEIRO Segunda-feira, 23 de Março de 2015 FOX MOVIES 21:00 Tracks TDM 13:00 TDM News (Repetição) 13:30 Telejornal RTPi (Diferido) 14:30 RTPi Directo 17:40 Avenida Brasil - (Repetição) 18:30 Contraponto (Repetição) 19:30 O Teu Olhar 20:30 Telejornal 21:00 TDM Desport22:10 Avenida Brasil 23:00 TDM News 23:30 Magazine Liga dos Campeões 1:45 RTPi Directo 30 FOX SPORTS 13:00 Dutch Eredivisie Ajax vs ADO Den Haag 15:00 Perfection 15:30 FOX SPORTS CINEMA Winning Time 17:00 National Icons 17:30 Hot Water 18:30 Perfection 19:00 Football Asia 19:30 Planet Speed 20:00 FOX SPORTS Central 20:30 National Icons 21: AFC Champions League/AFC Cup TBC 22:00 FOX SPORTS Central 22:30 FOX SPORTS CINEMA Winning Time 00:00 Perfection 00:30 Planet Speed 31 FOX SPORTS 2 13:00 Beach Sports Network PDGA :30 Gillette World Sport 14:00 Hopman Cup 2015 Highlights Australia vs France 15:00 AFC Asian Cup 2015 Group D, Palestine vs Jordan 16:00 Australian Open Tennis :30 MLB Postseason 2014 World Series - San Francisco Giants at Kansas City Royals 19:00 World Rugby 19:30 LPGA 2015 Founders Cup Day 4 20:30 Beach Sports Network PDGA :00 Gillette World Sport 21:30 PGA Tour Highlights 2015 Valspar Championship 22:30 MLB Spring Training 2015 Cleveland Indians at Los Angeles Dodgers 00:00 LPGA 2015 Founders Cup Day 4 40 FOX MOVIES 11:15 The Green Hornet 13:20 Maleficent 15:00 Million Dollar Arm 17:10 Robocop 19:10 Black Swan 21:00 Tracks 22:55 Burlesque 41 HBO 12:50 Almost Famous 14:50 Hollywood On Set :25 Into The Wild 17:50 Jerry Maguire 20:05 Jack The Giant Slayer 22:00 Girls 22:30 Paranormal Activity: The Marked Ones 23:45 The Best Man Holiday 42 CINEMAX 12:15 The Cable Guy 13:50 Jack Reacher 16:00 The Nutty Professor) 17:45 Hollywood On 18:20 The Phantom 20:15 Street Fighter: Assassin S Fist 22:00 Warm Bodies 23:35 Banshee 50 DISCOVERY 13:00 Taiwan Made 14:00 Gadget Show 15:00 Running Wild With Bear Grylls 16:00 Alaskan Bush People 17:00 How Do They Do It? 17:30 How It s Made 11 18:00 Deadliest Catch 19:00 Bering Sea Gold 20:00 Gold Rush 21:00 Siberian Cut 22:00 Dirty Jobs 23:00 Fast N Loud 00:00 Gold Rush 51 NGC 12:30 Wicked Tuna 13:25 Breakout 14:20 Strippers: Cars for Cash 15:15 Ghost Town Gold 16:10 Nazi Megastructures 17:05 Cold Water Gold 18:00 Terror In The Skies 19:00 Wicked Tuna 20:00 80s Greatest 21:00 Money Meltdown 22:00 Cold Water Gold 23:00 After the Annex 54 HISTORY 12:00 The Cheating Pact 13:40 Baggage Battles 14:00 MasterChef Australia 15:00 Married At First Sight: The First Year 16:00 The Ellen DeGeneres Show 17:00 Dance Moms 18:00 MasterChef New Zealand 20:00 The Ellen DeGeneres Show 21:00 Married At First Sight: The First Year 22:00 Chasing Nashville 23:00 MasterChef New Zealand 00:00 The Ellen DeGeneres Show 55 FYI 13:00 Flipped Off 14:00 Sell This House: Extreme 15:00 Far Flung With Gary Mehigan 16:00 Food Factory 17:00 Bondi Vet 18:00 Flipping San Diego 19:00 Flipping Vegas 21:00 Tiny House Nation 22:00 Picker Sisters 23:00 Red Hot Design 00:00 Flipping Vegas 63 STAR WORLD 12:55 Ace of Cakes 13:45 Candidly Nicole 14:35 American Idol 16:15 Trophy Wife 17:05 Masterchef Junior US 18:00 Carrie Diaries 18:55 Cristela 19:20 New Girl 19:50 Benched 20:45 Cristela 21:40 New Girl 22:35 Revenge 23:30 Sex and The City 00:25 Carrie Diaries 82 RTPI 14:30 Telejornal Madeira 15:00 Bom Dia Portugal-Directo 16:03 Got Talent Portugal 18:12 Bem-vindos a Beirais 19:00 Telejornal Ásia- Directo 19:32 Literatura Agora 20:04 Sabia Que? 20:30 Água de Mar 21:00 Jornal da Tarde-Directo 22:12 É P ra Rir! O Que é Feito do Teatro de Revista? 23:11 Três Pontos 23:37 RECANTOS 00:10 Literatura Agora 00:38 O Preço Certo 01:29 Especial Saúde 02:00 Portugal em Directo- Directo 03:02 Sabia Que? 03:28 Água de Mar 04:00 Telejornal-Directo 05:02 Agora Nós A programação é da responsabilidade das estações emissoras TELEFONES ÚTEIS Número de Socorro 999 Bombeiros PJ (Linha aberta) 993 PJ (Piquete) PSP Serviços de Alfândega Hospital Conde S. Januário Hospital Kiang Wu CCAC IACM DST Aeroporto /74 Táxi Táxi Água - Avarias Telecomunicações - Avarias Electricidade - Avarias Directel Rádio Macau Macau Cable CLUBE MILITAR DE MACAU Avenida da Praia Grande, 975, Macau TEL: TEMPO SOCIEDADE PROTECTORA DOS ANIMAIS DE MACAU TEL: / ANIMA HOJE 23/ C/21 0 C CINETEATRO S1 Kingsman: The Secret Service 14:30 16:45 19:15 21:30 S2 Jupiter Ascending 14:30 16:45 21:30 TORRE DE MACAU Jupiter Ascending (3D) 14:30 16:45 19: GALAXY The Hobbit : The Battle of the Five Armies (3D) 13:40 16:10 19:50 21:00 22:00 00:35 Taken 3 16:10 15:35 19:00 20:00 22:45 23:40 Paddington 14:20 18:10 Big Hero 6 (3D) 14:06 20:40 Exodus: Gods and Kings (3D) 12:30 Night at the Museum: Secret of the Tomb (2D) - 15:05 17:10 19:05 21:00 23:00 Seventh Son (3D) 14:10 16:05 17:50 18:00 20:00 22:30 The Theory of Everything 13:10 AMANHÃ 24/ C/20 0 C CÂMBIOS PATACA COMPRA VENDA US DÓLAR EURO YUAN (RPC)

17 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM DESPORTO 17 PREMIER LEAGUE Acrobacia de Mata deu vitória em Liverpool Um bis de Juan Manuel Mata valeu ao Manchester United um triunfo por 2-1 no reduto do Liverpool, num embate em que Steven Gerrard foi expulso 40 segundos após entrar em campo. Chelsea e City venceram e mantiveram tudo igual na frente Em jogo da 30.ª ronda, Juan Mata inaugurou o marcador aos 14 minutos, após assistência do compatriota Ander Herrera, e bisou aos 59, com um remate acrobático, depois de uma tabela com Di Maria. Antes, com 40 segundos jogados na segunda parte, Steven Gerrard foi expulso, por pisar Herrera, ele que havia entrado ao intervalo para o lugar de Adam Llallana. Aos 69 minutos, o Liverpool ainda reduziu, por Daniel Sturridge, mas os reds já não conseguiram melhor e foi o United que esteve mais perto do terceiro, aos 90+3, quando Mignolet defendeu um penálti marcado por Rooney. Igualmente ontem, o Chelsea sofreu para levar os três pontos do terreno do Hull City. Depois de uma almofada de dois golos, por intermédio de Hazard e Diego Costa, os blues deixaram-se empatar no espaço de dois minutos com tentos de Elmohamady e Hernandez, mantendo o 2-2 até ao final dos 45 minutos. Remy acabou por ser o herói da partida ao fazer o 3-2 para a equipa orientada por José Mourinho, aos 77 minutos. Três pontos também para o Manchester City, que derrotaram sem problemas o West Bromwich, por 3-0. Os citizens dominaram por completo a partida e inauguraram o marcador aos 27 minutos, por intermédio de Bony, conseguindo ainda antes do intervalo dilatar a vantagem graças ao golo do Fernando, aos 40. Em inferioridade numérica, o West Bromwich foi incapaz de segurar o caudal ofensivo do City, que acabou por conseguir o terceiro golo aos 77 minutos, com Silva a fazer o seu 11.º na presente edição da prova. O Arsenal conseguiu também uma vitória importante, ao impor-se no campo do Newcastle. Os golos dos gunners foram apontados por Giroud, enquanto Sissoko reduziu para os magpies. Em destaque nesta jornada esteve também o Tottenham, que recebeu e venceu o Leicester, por 4-3, com um hat-trick de Harry Kane e um tento na própria de Schlupp, enquanto que para os visitantes marcaram Vardy, Morgan e Nugent. Em relação às outras partidas, Swansea e Crystal Palace venceram fora 1-0 e 2-1, respectivamente, o Aston Villa e o Stoke City, enquanto o Southampton derrotou no seu campo o Burnley, por 2-0. Por fim, o Everton foi ontem ao campo do QPR vencer por 2-1. LIGA PORTUGUESA Porto tropeçou, Benfica caiu em Vila do Conde O FC Porto ganhou um ponto ao Benfica, mas não aproveitou totalmente o deslize (1-2) dos encarnados em Vila do Conde. Os dois emblemas estão agora separados por três pontos na tabela classificativa A equipa orientada por Julen Lopetegui foi à Madeira ceder um empate a um golo frente ao Nacional, com uma exibição algo frouxa. A forma pouco assertiva como o FC Porto abordou a partida causou alguma surpresa, tendo em conta o suplemento extra de motivação que seria expectável decorrente da derrota do rival, consumado minutos antes do início da partida na Choupana. Nem mesmo o golo à beira do intervalo, num lance de inspiração de Cristian Tello, espevitou a equipa portista para resolver a partida no início da segunda parte, altura em que as dificuldades portistas se acentuaram face à reacção dos insulares. O que mais saltou à vista foi ver o cansaço dos jogadores portistas e a incapacidade da equipa para colocar intensidade no jogo e pressionar o Nacional, que aproveitou muito bem as transições ofensivas, face ao deficiente posicionamento do adversário quando este sai a para o ataque, para chegar ao empate aos 62 minutos, por Wagner. De resto, o Nacional esteve sempre mais perto do 2-1 do que o FC Porto, que não conseguiu controlar o jogo e esteve sempre exposto aos contra-ataques dos insulares, aos quais coube a oportunidade mais flagrante de golo da segunda parte quando Lucas João fez o mais difícil, ao não acertar na baliza com esta escancarada, quando lhe bastava tocar para o fundo das redes, com Helton já batido. Este empate portista acabou por minimizar a derrota do Benfica em Vila do Conde, numa partida em que a equipa encarnada entrou, praticamente, a ganhar com o golo de Sálvio, logo aos cinco minutos. A complicar a tarefa do Rio Ave, duas lesões no espaço de dois minutos em jogadores importantes, como o central Marcelo e o ponta-de-lança Hassan, que forçaram o treinador Pedro Martins a mexer na estrutura da equipa, com as entradas de Prince e de Ukra. O Rio Ave demorou algum tempo a reequilibrar-se, mas o Benfica não aproveitou e, na segunda parte, a equipa de Vila do Conde operou a reviravolta no resultado, que se iniciou num lance de bola parada, um penálti aos 74 minutos por mão na bola de Samaris a desviar uma cabeçada de Tarantini, na sequência um pontapé de canto. Ukra cobrou o penálti com eficácia e colocou o resultado em 1-1, relançando a partida para um quarto de hora final em que a vitória podia ter pendido para qualquer dos lados, com Del Valle a marcar o golo do triunfo no último minuto de compensações, aos 90+5, depois de, antes, ter falhado um golo certo na cara de Júlio César. No entanto, o Benfica também dispôs de uma oportunidade soberana para fazer o 2-1, por Lima, cujo cabeceamento à entrada da pequena área, só com o guarda-redes Ederson entre os postes, saiu ao lado. Aconteceu aos 83 minutos, antes do vermelho directo a Luisão, aos 85. A vantagem do Benfica para o FC Porto reduziu-se para três pontos, deixando a luta pelo título mais acesa, quando faltam quatro jornadas para os encarnados receberem na Luz os azuis- -e-brancos, que bateram no Dragão por 2-0. Águias foram derrotadas pelo Rio Ave Entretanto, o Estoril somou o seu oitavo jogo sem vencer, ao empatar a três golos com o Penafiel, em dia marcado por três penáltis e pelo regresso ao activo do treinador Carlos Brito, que esteve mais de dois anos sem treinar. Sporting de Braga e Académica empataram a zero na sexta- -feira, em encontro que abriu a jornada, com os estudantes a permanecerem imbati veis desde que José Viterbo assumiu o comando da equipa. JTM/Lusa

18 18 JTM ACTUAL Segunda-feira, 23 de Março de 2015 MYANMAR Estamos no caminho da democracia ÍNDIA Pais alpinistas apoiam copianço em massa O Presidente de Myanmar negou que o governo esteja a bloquear reformas essenciais e defendeu o papel político do exército As autoridades do Estado indiano de Bihar excluíram mais de 600 alunos de um exame do secundário após um escândalo de fraude que envolveu os próprios encarregados de educação Thein Sein, antigo general que lidera Myanmar desde 2011, quando a Junta Militar cedeu o poder a um governo quase civil após décadas de uma ditadura repressiva, insistiu que o pai s está a rumar para uma verdadeira democracia. O nosso processo de reformas avança passo a passo. Não há qualquer recuo. Estamos no caminho da democracia, mas avançamos a um ritmo estável, disse em entrevista à BBC. O Presidente de Myanmar afirmou, por outro lado, que o exército precisa de continuar envolvido na poli tica birmanesa e recusou apresentar qualquer calendário sobre uma eventual redução desse papel político. Ao abrigo da Constituição birmanesa, as Forças Armadas ocupam um quarto dos lugares no parlamento e alguns cargos ministeriais decisivos, dando aos generais do pai s um veto efetivo sobre as poli ticas a aplicar. Seria bastante difícil apresentar um calendário de redução do papel do exército, disse Thein Sein. Mas posso garantir que à medida que a nossa democracia amadurecer no nosso país, o papel dos militares no parlamento será gradualmente reduzido, acrescentou. O exército birmanês não se mistura com partidos políticos e só pensa no interesse nacional, garantiu. No início do mandato, Thein Sein foi o principal responsável pela introdução de importantes reformas que atrai ram novamente os investidores estrangeiros para o país, isolado pela comunidade internacional devido ao regime militar autoritário. As eleiço es legislativas birmanesas estão marcadas para Novembro, sendo vistas como um teste para os militares e a sua vontade de abandonar um papel político no país. A Liga Nacional para a Democracia da opositora e prémio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi é dada como a grande favorita para vencer o escrutínio, se este for livre e justo. Mais de 600 estudantes do ensino secundário, no leste da Índia, foram expulsos dos exames do 10º ano realizados na semana passada depois de terem sido apanhados a copiar na prova, informou o Departamento de Educação do Estado de Bihar. O jornal Hindustan Times publicou mesmo fotos de dezenas de homens a subirem um muro de um centro de provas no Estado de Bihar e pendurados nos parapeitos das janelas, onde atiravam aviões de papel com as respostas dos testes para as salas de aula. Vi deos com imagens da escalada também se espalharam rapidamente pelas redes sociais e canais de televisão da Índia. É praticamente impossível realizar exames justos sem a cooperação dos pais, disse Prashant Kumar Shahi, ministro da Educação de Bihar, assumindo as grandes dificuldades das autoridades para vigiar os seis milhões de pais e amigos dos alunos que acompanham os estudantes aos centros de exame. Em todo o estado, mais de 1,4 milhões de alunos de escolas de ensino médio apresentaram-se para o exame, sob enorme pressão, porque precisam de ter nota positiva para continuar os estudos. Segundo a agência AFP, professores e funcionários do Departamento de Educação do Estado descobriram centenas de estudantes com pedaços de papel com anotações e até livros escolares escondidos, com o intuito de copiarem durante o exame. Os alunos expulsos do exame vão ficar impedidos de repetir a prova durante três anos, terão de pagar multas e arriscam mesmo penas de prisão. As fraudes têm aumentado desde que o governo estadual passou a oferecer recompensas de 10 mil rupias (cerca de patacas) para alunos de castas mais baixas capazes de responder a cerca de metade das perguntas das provas.

19 Segunda-feira, 23 de Março de 2015 JTM ACTUAL 19 ÁSIA Pequim, Tóquio e Seul prometem tréguas Os Governos do Japão, China e Coreia do Sul concordaram na necessidade de melhorar as relações diplomáticas e planeiam realizar cimeiras ao mais alto nível Durante as primeiras conversaço es formais desde Abril de 2012, os ministros dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Sul, China e Japão, respectivamente Yoon Byung-Se, Wang Yi e Fumio Kishida, chegaram a consenso no sentido de trabalhar para melhorar as relaço es diplomáticas, que foram muito abaladas por disputas históricas e territoriais. Nesse sentido, os ministros manifestaram a intenção de organizar cimeiras trilaterais entre os respectivos chefes de Estado e de Governo, firmando esse compromisso numa declaração conjunta divulgada após a reunião em Seul. No documento, prometeram desenvolver esforços para as cimeiras ao mais alto nível ocorram o mais cedo possível e no momento mais conveniente para as três nações. Embora as relaço es entre a China e a Coreia do Sul estejam a atravessar um bom momento, Pequim e Seul mantêm relaço es tensas com Tóquio por causa do contencioso sobre ilhas que ambos os pai ses disputam e sobre a interpretação da ocupação japonesa antes e durante a II Guerra Mundial. Seul criticou Tóquio por considerar que não pediu desculpas suficientes pelas atrocidades cometidas durante a ocupação da península pelo exército japonês entre 1910 e 1945, nomeada- CHINA/ESTADOS UNIDOS Kissinger desafia China e EUA a fazerem algo em conjunto China e Estados Unidos devem esbater diferenças e promover acções conjuntas, defendeu Henry Kissinger O antigo Secretário de Estado norte-americano Henry Kissinger instou, em Pequim, a China e os Estados Unidos a realizarem acções conjuntas para melhorarem as suas relaço es bilaterais e atenuar diferenças entre os dois países. O veterano diplomata disse, numa intervenção do Fórum de Desenvolvimento da China 2015, que os dois pai ses deveriam encetar mais consultas mútuas e dar mais explicaço es uma à outra de forma completa e honesta o que pensam das relaço es internacionais para que não se vejam oprimidos por crises. Devemos falar das nossas ideias para um futuro comum, mas também é crucial que façamos algo em conjunto, que haja algo em que chineses e norte-americanos trabalhem juntos, disse. Por isso, recomendou, norte-americanos e chineses devem procurar identificar áreas de parceria até porque há grandes oportunidades de cooperação. Certamente, cada país persegue os seus próprios interesses e a sua própria segurança, lembrou o vencedor do Prémio Nobel da Paz em 1973, advertindo que, por essa razão, é importante fazer esforços, mais do que dividir. Henry Kissinger lembrou também a naturalidade da Rússia ter hoje uma relação mais próxima com a China do que face aos Estados Unidos. A amizade que existe entre os dois não nos deixa zangados, afirmou ao reconhecer que gostaria que os Estados Unidos tivessem uma maior relação com Moscovo, embora tenha ressalvado com ironia que não sofrerá um ataque nervoso se não for possível. Henry Kissinger é um político respeitado na China, país mente pelas mulheres levadas para os bordéis para servirem os soldados japoneses. Também continua entre os dois pai ses uma disputa sobre terras controladas pela Coreia do Sul, mas que o Japão reclama como suas. A Presidente sul-coreana, Park Geun-hye, já realizou duas cimeiras com o Presidente chinês, Xi Jinping, mas evitou o Primeiro-Ministro japonês, Shinzo Abe. Abe e o mais alto li der chinês reuniram-se pela u ltima vez em Novembro, durante uma breve reunião de cu pula em Pequim, à margem da Cooperação Económica Ásia-Paci fico (APEC), mas o aperto de mão foi frio. Na quinta- -feira, no entanto, os dois países realizaram as suas primeiras negociações sobre a segurança em quatro anos. O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos três países para terem um diálogo dinâmico, também seguido de perto por Washington, que descreveu a disputa entre a Coreia do Sul e o Japão, os seus dois principais aliados militares na Ásia, como uma responsabilidade estratégica. que visitou mais de 80 vezes nas u ltimas quatro décadas depois de ter desempenhado um papel importante na aproximação entre o regime de Mao Zedong e a Administração de Richard Nixon. Aos 91 anos, Henry Kissinger participou, uma vez mais, no Fórum de Desenvolvimento da China, um encontro entre empresários, economistas e diplomatas de todo o mundo que analisam o futuro da segunda economia mundial, depois de ter sido recebido esta semana pelo Presidente Xi Jinping. Cooperação sino-americana no ambiente Também em Pequim, o enviado especial dos EUA para as Mudanças Climáticas, Todd Stern, frisou que uma maior cooperação entre a China e os Estados Unidos, os dois maiores emissores de gases do efeito estufa, ajudará a criar um forte impulso antes das negociaço es sobre mudanças climáticas previstas para o final do ano. Cerca de 200 países vão reunir-se em Paris em Dezembro para definir os detalhes de um acordo para reduzir as emisso es de gases que aquecem o clima após 2020, e prevê- -se que as negociaço es sejam duras, disse Stern. Embora persistam divergências entre China e Estados Unidos, há também áreas cada vez maiores de interesse comum, especialmente depois de uma declaração conjunta assinada em Novembro, defendeu Stern. Em Novembro, num comunicado conjunto, a China concordou em limitar as emisso es de CO2 até 2030, enquanto os Estados Unidos indicaram que vão reduzir os seus ni veis de carbono de 26 a 28% até 2025, em relação aos indicadores de VOLTA AO MUND CHINA A Suíça e o Luxemburgo estão a planear associarem-se ao banco de desenvolvimento promovido pela China, revelou o ministro das Finanças chinês. O Reino Unido, França, Alemanha e Itália já anunciaram a intenção de aderirem ao Asian Infrastructure Investment Bank que é visto por alguns sectores como concorrente do Banco Mundial e do Banco Asiático de Desenvolvimento. HONG KONG Henry Chau, residente de Hong Kong de 31 anos, foi considerado culpado de matar, desmembrar, temperar e cozinhar os pais, de 62 e 65 anos. As cabeças dos pais foram encontradas em Março de 2013, em dois frigoríficos num apartamento e outras partes dos corpos colocadas num caixote do lixo, dentro de marmitas com arroz. A sentença vai ser anunciada hoje. TAIWAN Um gestor da empresa tecnológica Foxconn, de Taiwan, admitiu ter roubado milhares de smartphones, com um valor total estimado em 700 mil dólares, informaram procuradores. O vice-gerente de vendas trabalhou numa fábrica da Foxconn na cidade chinesa de Zhengzhou. JAPÃO A polícia japonesa deteve um homem em Okinawa, suspeito de ser o autor das ameaças de bomba contra a Embaixada dos EUA no Japão e uma das bases norte- -americanas no arquipélago. Mitsuyoshi Kamiya, de 52 anos, foi detido por obstrução das actividades da Embaixada norte- -americana, disseram fontes policiais à estação estatal NHK. COREIA DO NORTE A Coreia do Norte alertou ontem que vai abrir fogo sobre os balões que activistas sul-coreanos pretendem lançar na fronteira e que transportam cópias do filme satírico The Interview. Os activistas recorrem periodicamente ao lançamento de balões junto à fronteira entre os dois países para enviarem mensagens contra o regime de Kim Jong-un e até mesmo alguns bens e dinheiro. ÍNDIA Pelo menos 34 pessoas morreram e mais de uma centena ficaram feridas no descarrilamento de um comboio no estado indiano de Uttar Pradesh. O porta-voz da polícia de Banchrawa, cidade onde ocorreu o acidente, adiantou que o acidente terá sido causado por uma falha no sistema de travagem do comboio. IÉMEN O grupo islamita Estado Islâmico reivindicou os atentados suicidas contra diversas mesquitas no Iémen que fizeram pelo menos 142 mortos e 351 feridos na sexta-feira. Os alvos foram templos frequentados pelas milícias xiitas Houthi, dois na capital, Sanaa, e outro em Saada, bastião da milícia xiita no norte do país. ITÁLIA O ministro italiano das Obras Públicas, Maurizio Lupi, renunciou ao cargo na sequência de um escândalo por corrupção na sua tutela. Segundo a imprensa italiana, a detenção de Ercole Incalza, ex-supervisor de Obras Públicas do ministério, revelou uma rede de negócios ilícitos entre empresários e políticos.

20 20 JTM OPINIÃO Segunda-feira, 23 de Março de 2015 A ODISSEIA DA VIAGEM AÉREA 1 DE PORTUGAL A MACAU EM 1924 RECORDADA POR ANA PINTO COELHO A procissão ainda não saiu do adro. A RAEM vira hoje uma das páginas mais importantes do seu calendário político anual com a apresentação do relatório das Linhas de Acção Governativa (LAG) pelo Chefe do Executivo. Depois de Chui Sai On ter atendido a boa parte das expectativas em Novembro, quando anunciou aumentos de 6,75% para a Função Pública e uma nova distribuição de cheques à população, não se esperam, contudo, novidades de grande monta no discurso que vai proferir na Assembleia Legislativa, como de resto já confidenciou o próprio líder do Governo. As atenções estarão até mais centradas nas políticas sectoriais que serão apresentadas pelos novos Secretários, apesar de também eles já terem esbatido o factor surpresa nestes três primeiros meses de mandato. Entre algumas directrizes e medidas concretas, uns mais dos que outros mas todos de um modo geral reforçaram a ideia de que há uma nova atitude no elenco governativo, bem mais pragmática, incisiva e corajosa. Sem prejuízo da população esperar que essas ideias sejam inscritas nas LAG para 2015, as exigências dos novos tempos vão muito além de relatórios que no passado incluíram e repetiram estratégias e promessas ainda por cumprir. Em vez de meras palavras, estudos ou consultas esperam-se acções concretas, noção que o Governo parece ter compreendido e assimilado. Mais do que grandes novidades nas LAG, seria sobretudo desejável que a postura de hoje fosse reforçada amanhã. É que as LAG passam mas a vida e os problemas continuam. 2. O Secretário para a Economia e Finanças terá garantido mais uns pontos para o seu índice de popularidade, ao anunciar a intenção de estender o salário mínimo a todas as profissões no prazo de três anos depois da medida ser implementada para dois sectores: trabalhadores da segurança e da limpeza de edifícios. Tendo em conta que o Governo acredita que a primeira fase deste processo poderá ficar encerrada ainda este ano, a meta temporal fixada por Lionel Leong aponta assim algures para A posição agora assumida pelo Governo merece vivo aplauso, não só por se tratar de uma medida adoptada pela maioria dos países e territórios NO JTM A PARTIR DE 31 DE MARÇO EDITORIAL Sérgio Terra desenvolvidos ou em vias disso, mas também porque há muito se impunha em Macau, face às discrepâncias de um forte desenvolvimento económico que levaram ao agravamento do fosso entre ricos e pobres, fenómeno para o qual contribuíram factores como a galopante inflação ou a especulação imobiliária. De pouco ou nada vale a Macau possuir o quarto Produto Interno Bruto per capita mais elevado do mundo quando a mediana do rendimento mensal da população empregada atingiu apenas patacas em 2014, o que por outras palavras significa que os salários de metade dos trabalhadores estão aquém desse valor. Apesar de toda a sua pertinência, o anúncio de Lionel Leong não deixa, porém, de ser algo surpreendente. O Secretário assegura que os representantes do sector laboral e patronal compreenderam e concordaram com a proposta, facto inesperado da parte dos patrões que durante anos, e ainda recentemente, não esconderam a sua oposição ao salário mínimo, argumentando muitas vezes que não seria uma medida adequada à realidade de Macau, seja lá o que isso quer dizer na prática. É certo que algumas figuras do patronato já confirmaram entretanto a sua concordância com a proposta, no entanto, também é verdade que juntaram alguns asteriscos a esse apoio, desde a necessidade de aprovar previamente diplomas complementares às cautelas sobre a evolução da situação económica de Macau a curto e médio prazo. Com inúmeras questões ainda por definir, desde logo o valor a estabelecer para o salário mínimo, o tempo que mediará entre a sua definição e entrada em vigor ou os problemas que daí podem advir num contexto de contínuo encarecimento do custo de vida, recomenda a prudência que não se atirem muitos foguetes antes da festa. Nos próximos meses, deveremos começar a perceber os motivos que levaram o patronato a ceder e, eventualmente, a troco de quê. Para já, a procissão ainda nem saiu do adro... Mais do que grandes novidades nas LAG, seria sobretudo desejável que a postura de hoje fosse reforçada amanhã. É que as LAG passam mas a vida e os problemas continuam

CONHECER O COMISSARIADO DA AUDITORIA

CONHECER O COMISSARIADO DA AUDITORIA CONHECER O COMISSARIADO DA AUDITORIA PARTE I - MISSÃO, VALORES, VISÃO E LINHAS DE ORIENTAÇÃO ESTRATÉGICA DO COMISSARIADO DA AUDITORIA O Comissariado da Auditoria (CA) funciona como órgão independente na

Leia mais

XVI. CCAC Reforça Supervisão e Incentiva a Cooperação CA Fiscaliza a Aplicação do Erário Público

XVI. CCAC Reforça Supervisão e Incentiva a Cooperação CA Fiscaliza a Aplicação do Erário Público Retrospectiva de 2008 XVI. CCAC Reforça Supervisão e Incentiva a Cooperação CA Fiscaliza a Aplicação do Erário Público Em 2008, o Comissariado contra a Corrupção (CCAC) esforçou-se por reforçar a supervisão

Leia mais

Aos 21 de Janeiro de 2015, Macau. Polícia Judiciária

Aos 21 de Janeiro de 2015, Macau. Polícia Judiciária Comunicado A PJ realizou a Palestra de Formação sobre Conhecimentos de Prevenção Criminal na Área da Habitação e a cerimónia de entrega de prémios relativos ao questionário Conhecimentos sobre Prevenção

Leia mais

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO VODAFONE PORTUGAL. CAPÍTULO I Disposições Gerais

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO VODAFONE PORTUGAL. CAPÍTULO I Disposições Gerais ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO VODAFONE PORTUGAL CAPÍTULO I Disposições Gerais ARTIGO PRIMEIRO (Natureza) A Fundação Vodafone Portugal, adiante designada abreviadamente por Fundação, é uma instituição de direito

Leia mais

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO CARTA EUROPEIA DO DESPORTO Objectivo da Carta... 3 Definição e âmbito de aplicação da Carta... 3 O movimento desportivo... 4 Instalações e actividades... 4 Lançar as bases... 4 Desenvolver a participação...

Leia mais

Boletim Informativo do CEPA Edição de Agosto de 2006 Número 17 Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau

Boletim Informativo do CEPA Edição de Agosto de 2006 Número 17 Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau Boletim Informativo do CEPA Edição de Agosto de 2006 Número 17 Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau Índice: 1. Cerimónia de entrega de Certificados do Exame Nacional de Qualificação

Leia mais

Administração de Macau pelas suas Gentes e Alto Grau de Autonomia

Administração de Macau pelas suas Gentes e Alto Grau de Autonomia Sistema Político Administração de Macau pelas suas Gentes e Alto Grau de Autonomia A 20 de Dezembro de 1999 Macau passa a Região Administrativa Especial da República Popular da China, sendo simultaneamente

Leia mais

Macau é o primeiro território no quadro da Região da Grande China, onde vigora o regime de escolaridade gratuita de 15 anos.

Macau é o primeiro território no quadro da Região da Grande China, onde vigora o regime de escolaridade gratuita de 15 anos. Educação Desde a criação da RAEM, o Governo tem promovido o desenvolvimento do ensino não superior e do ensino superior de Macau, para concretizar a acção governativa de construção da prosperidade de Macau

Leia mais

Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica

Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Relatório de Actividades do ano 2011 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Fevereiro de 2012 Índice 1. Resumo das actividades... 1 2. Balanço e aperfeiçoamento... 6 3. Perspectivas para os trabalhos

Leia mais

Assistência Médica e Saúde

Assistência Médica e Saúde Assistência Médica e Saúde O Governo da RAEM define e prossegue as linhas de acção governativa de Tratamento seguro e adequado com prioridade para a prevenção em correspondência à directriz de elevar a

Leia mais

Cerimónia de lançamento do projecto Guia juvenil para combater o crime, realizada pela Polícia Judiciária

Cerimónia de lançamento do projecto Guia juvenil para combater o crime, realizada pela Polícia Judiciária Comunicado Cerimónia de lançamento do projecto Guia juvenil para combater o crime, realizada pela Polícia Judiciária Para promover com mais eficácia o trabalho de prevenção da delinquência juvenil e aprofundar

Leia mais

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO INTRODUÇÃO

CARTA EUROPEIA DO DESPORTO INTRODUÇÃO CARTA EUROPEIA DO DESPORTO INTRODUÇÃO A Carta Europeia do Desporto do Conselho da Europa é uma declaração de intenção aceite pelos Ministros europeus responsáveis pelo Desporto. A Carta Europeia do Desporto

Leia mais

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016

Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Trabalhos prioritários do ensino não superior e dos assuntos juvenis do ano lectivo de 2015/2016 Para que o início das aulas do novo ano lectivo se realize com facilidade, a Direcção dos Serviços de Educação

Leia mais

Boletim Informativo do CEPA Edição de Dezembro de 2004 Número 7 Publicação da Direcção de Serviços de Economia de Macau

Boletim Informativo do CEPA Edição de Dezembro de 2004 Número 7 Publicação da Direcção de Serviços de Economia de Macau Boletim Informativo do CEPA Edição de Dezembro de 2004 Número 7 Publicação da Direcção de Serviços de Economia de Macau Índice: 1. Assinatura do Suplemento ao CEPA com maior liberalização 2. Conferência

Leia mais

Orçamento do Conselho Geral para 2012. Justificação do planeado

Orçamento do Conselho Geral para 2012. Justificação do planeado Orçamento do Conselho Geral para 2012 Justificação do planeado Esta proposta de orçamento é a primeira apresentada pelo atual Conselho Geral. É um instrumento de concretização do programa eleitoral dos

Leia mais

O INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU e os seus projectos no âmbito da Língua Portuguesa

O INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU e os seus projectos no âmbito da Língua Portuguesa O INSTITUTO POLITÉCNICO DE MACAU e os seus projectos no âmbito da Língua Portuguesa Carlos Ascenso André Luciano Rodrigues de Almeida Vítor Silva Instituto Politécnico de Macau Obs. Macau não adoptou ainda

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 APD- DELEGAÇÃO LOCAL DE MEM MARTINS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 INTRODUÇÃO O ano de 2004 ficou marcado por alguns acontecimentos relevantes, sinal de que, apesar do passar dos anos, a Delegação

Leia mais

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia

Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Estatuto Orgânico do Ministério da Ciência e Tecnologia Conselho de Ministros Decreto Lei n.º 15/99 De 8 de Outubro Considerando que a política científica tecnológica do Governo propende para uma intervenção

Leia mais

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal

Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1 Câmara Municipal de Almeida Plano de Prevenção de Riscos de Gestão Enquadramento legal 1. A Câmara Municipal de Almeida tem, nos termos da lei e dos estatutos, autonomia administrativa, financeira e

Leia mais

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau)

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial (2007-2009) 2ª Conferência Ministerial, 2006

Leia mais

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2015

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2015 Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo Janeiro 2015 Índice Contexto 02 Objectivos 03 Metodologia 04 Imagem 05 Sports Reputation Index by IPAM 07 Determinação do valor potencial 12 Conclusões

Leia mais

Acta da Assembleia Geral Ordinária da Federação Portuguesa de Bridge de 27 de Novembro de 2011

Acta da Assembleia Geral Ordinária da Federação Portuguesa de Bridge de 27 de Novembro de 2011 1 FPB Instituição de Utilidade Pública Acta da Assembleia Geral Ordinária da Federação Portuguesa de Bridge de 27 de Novembro de 2011 Pelas 15 horas e 30 minutos do dia 27 de Novembro de 2011, numa sala

Leia mais

Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas

Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas Seminário Inverno demográfico - o problema. Que respostas?, Associação Portuguesa de Famílias Numerosas Painel: Desafio Demográfico na Europa (11h45-13h00) Auditório da Assembleia da República, Lisboa,

Leia mais

Workshop (Da Estrutura e Desenvolvimento)

Workshop (Da Estrutura e Desenvolvimento) NOTA PRÉVIA: Dada a diversidade e quantidade de ideias e propostas manifestadas, optou por fazer-se uma síntese dos assuntos abordados retirando os comentários e as trocas de opiniões que entretanto surgiram,

Leia mais

Serviço de Apoio a Crianças e Jovens

Serviço de Apoio a Crianças e Jovens Serviço de Apoio a Crianças e Jovens Relatório de Actividades.1 Tratamento de casos.2. Desenvolvimento de equipamentos sociais Desenvolvimento de actividades 17 Relatório de Actividades Serviço de Apoio

Leia mais

Regatas Internacionais de Barcos-Dragão de Macau M a c a o I n t e r n a t i o n a l D r a g o n B o a t R aces REGULAMENTO DA PROVA

Regatas Internacionais de Barcos-Dragão de Macau M a c a o I n t e r n a t i o n a l D r a g o n B o a t R aces REGULAMENTO DA PROVA REGULAMENTO DA PROVA. Evento: 2 2. Data: 3,4 e 2 de Junho de 2 3. Organização: Instituto do Desporto Associação de Barcos de Dragão de Macau, China 4. Co-organização: Instituto para os Assuntos Cívicos

Leia mais

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2014

Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo. Janeiro 2014 Cristiano Ronaldo O futebolista mais valioso do mundo Janeiro 2014 Índice Contexto 02 Objectivos 03 Metodologia 04 Imagem 05 Sports Reputation Index by IPAM 07 Determinação do valor potencial 12 Prevendo

Leia mais

MINUTA DA ATA NÚMERO SESSENTA E SEIS

MINUTA DA ATA NÚMERO SESSENTA E SEIS MINUTA DA ATA NÚMERO SESSENTA E SEIS Aos vinte e nove dias do mês de março de dois mil e quinze, pelas onze horas, reuniu n o Pavilhão Desport ivo Municipal Engenheiro Ministro dos Santos, sito no Parque

Leia mais

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M." João Vieira Pinto

IPAM reforça no Porto. Pdg. 76. Por M. João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Pdg. 76 Por M." João Vieira Pinto IPAM reforça no Porto Afirma-se como lhe Marketing School e ambiciona ser a referência do ensino nesta área. Por isso, ejá a partir do próximo ano,

Leia mais

Licenciatura em Ciências da Comunicação, Vertente Jornalismo, pela Universidade Autónoma de Lisboa, completada com média final de 13 valores

Licenciatura em Ciências da Comunicação, Vertente Jornalismo, pela Universidade Autónoma de Lisboa, completada com média final de 13 valores Informação Pessoal Nome Nuno Miguel Fernandes Aires Data de Nascimento 24 de Julho de 1971 Morada Avenida 5 Outubro, 25 6º andar 8000 Faro Nacionalidade Portuguesa Telemóvel 915 333 112 E-mail naires@msn.com

Leia mais

MISSÃO EMPRESARIAL LUSO-ALEMÃ

MISSÃO EMPRESARIAL LUSO-ALEMÃ Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2004 ECONOMIA MISSÃO EMPRESARIAL LUSO-ALEMÃ A Federação de Empresários Portuguesas na Alemanha organiza de 3 a 9 de Fevereiro uma viagem de trabalho à Madeira, que conta com

Leia mais

Projeto de Resolução n.º 617/XII. Recomenda ao Governo a valorização e reconhecimento da educação não formal EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS

Projeto de Resolução n.º 617/XII. Recomenda ao Governo a valorização e reconhecimento da educação não formal EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Projeto de Resolução n.º 617/XII Recomenda ao Governo a valorização e reconhecimento da educação não formal EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS Enquadramento O debate e o apelo ao reconhecimento da educação não formal

Leia mais

Relatório. Turística

Relatório. Turística Relatório anual de avaliação de curso Gestão do Lazer e da Animação Turística 2008 2009 Estoril, Março 200 Francisco Silva Director de Curso de GLAT Conteúdo Introdução... 3 2 Dados do Curso... 3 3 Avaliação

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Ministério da Educação Decreto Lei n.º 7/03 de 17 de Junho Diário da República, I Série nº47 17.06.2003 Considerando as últimas alterações verificadas na denominação dos organismos de administração central

Leia mais

Interpelação escrita

Interpelação escrita Interpelação escrita Em Novembro de 2006, o Chefe do Executivo anunciou no seu Relatório das LAG/2007 que a partir do próximo ano, os organismos públicos e pessoas colectivas de direito público irão aplicar

Leia mais

REGULAMENTO Mobilidade Macau

REGULAMENTO Mobilidade Macau Face à parceria estabelecida entre a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) e o Instituto de Formação Turística em Macau (IFT Macau) no âmbito da qual são facultadas possibilidades de

Leia mais

DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO

DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO DIÁLOGO SOCIAL EUROPEU: PROJECTO DE ORIENTAÇÕES MULTISSECTORIAIS PARA O COMBATE DA VIOLÊNCIA E ASSÉDIO DE TERCEIROS RELACIONADOS COM O TRABALHO EPSU, UNI Europa, ETUCE, HOSPEEM, CEMR, EFEE, EuroCommerce,

Leia mais

Segunda palestra sobre a revisão das leis de imprensa e de radiodifusão

Segunda palestra sobre a revisão das leis de imprensa e de radiodifusão Segunda palestra sobre a revisão das leis de imprensa e de radiodifusão Data: 22 de Fevereiro de 2012 Horário: 15h00 Local: Auditório do GCS Presença: 23 profissionais (de 17 órgãos de ) Opiniões na palestra

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006 INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE MATOSINHOS Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Regulamento n.º 185/2006 Regulamento de provas de avaliação da capacidade para

Leia mais

Cidadania O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO

Cidadania O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO 24 Capítulo 43 2 25 Estudos, Depois Formação da Outros Licenciatura e Trabalho Apoios 5 O ASSOCIATIVISMO O RECENSEAMENTO MILITAR O RECENSEAMENTO ELEITORAL O VOLUNTARIADO 5 Capítulo Capítulo 5 57 O ASSOCIATIVISMO

Leia mais

Estatutos da. Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Estatutos da. Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Estatutos da (com revisões de São Tomé/2001, Brasília/2002, Luanda/2005 e Bissau/2006) Artigo 1º (Denominação) A, doravante designada por CPLP, é o foro multilateral privilegiado para o aprofundamento

Leia mais

葡 語 國 家 環 保 政 策 研 修 班 初 步 日 程

葡 語 國 家 環 保 政 策 研 修 班 初 步 日 程 葡 語 國 家 環 保 政 策 研 修 班 初 步 日 程 Programa Provisório do Colóquio de Política Ambiental para os Países de Língua Portuguesa 南 昌 ( 江 西 省 ) Nanchang (Província de Jiangxi) 15/9/2015 30/9/2015 日 期 時 間 地 點 活 動

Leia mais

Cerimónia de atribuição de diploma para os cidadãos elogiados 2014

Cerimónia de atribuição de diploma para os cidadãos elogiados 2014 Esta Corporação Policial atribuiu diploma aos cidadãos elogiados do ano 2014 para elogiar o seu apoio em combater aos crimes, comportamento este que mostra um alto grau de cidadania. Nesse ano, foram 21

Leia mais

Perguntas mais frequentes sobre o Subsídio para aquisição de material escolar a estudantes do ensino superior no ano lectivo de 2014/2015

Perguntas mais frequentes sobre o Subsídio para aquisição de material escolar a estudantes do ensino superior no ano lectivo de 2014/2015 Perguntas mais frequentes sobre o Subsídio para aquisição de material escolar a estudantes do ensino superior no ano lectivo de 2014/2015 Destinatários e Condições da atribuição do subsídio 1. Quem são

Leia mais

Entrevista Álvaro Barbosa, Director da Faculdade. das Indústrias Criativas. da Universidade de São José

Entrevista Álvaro Barbosa, Director da Faculdade. das Indústrias Criativas. da Universidade de São José Correspondente especial Vanessa Amaro www.usj.edu.mo Formar talentos para contribuir para o sucesso das indústrias criativas em Macau Entrevista Álvaro Barbosa, Director da Faculdade das Indústrias Criativas

Leia mais

Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objecto) O presente regulamento estabelece a orgânica do Gabinete Erasmus, bem

Leia mais

COMPLEXO DE APOIO ÀS ACTIVIDADES DESPORTIVAS (CAAD) LEI ORGÂNICA

COMPLEXO DE APOIO ÀS ACTIVIDADES DESPORTIVAS (CAAD) LEI ORGÂNICA COMPLEXO DE APOIO ÀS ACTIVIDADES DESPORTIVAS (CAAD) LEI ORGÂNICA Decreto-Lei n.º 64/97 de 26 de Março O Decreto-Lei nº 64/97, de 26 de Março, foi revogado pelo Decreto-Lei nº 96/2003, de 07 de Maio, que

Leia mais

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Cidade de Guimarães Faixas Etárias do Concelho 65 ou mais 24-64 anos 15-24 anos 0-14 anos 0 20000 40000 60000 80000 100000 População do Concelho 159.576

Leia mais

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto

CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA. Concurso. Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Nacional de Vozes & Revelação de Vozes da Diáspora - Projecto Concurso 2015 CONCURSO NACIONAL DE VOZES & FESTIVAL REVELAÇÃO DE VOZES DA DIÁSPORA PROJECTO APRESENTADO PARA EFEITO DE APRECIAÇÃO E RESPECTIVO

Leia mais

ESTATUTO DA ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

ESTATUTO DA ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA ESTATUTO DA ASSEMBLEIA PARLAMENTAR DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA Nós, representantes democraticamente eleitos dos Parlamentos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné- Bissau, Moçambique, Portugal,

Leia mais

Relatório de Actividades do Ano de 2013 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica. Conselho Consultivo da Reforma Jurídica

Relatório de Actividades do Ano de 2013 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica. Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Relatório de Actividades do Ano de 2013 do Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Conselho Consultivo da Reforma Jurídica Março de 2014 Índice 1. Resumo das actividades....1 2. Perspectivas para as actividades

Leia mais

DIPLOMA/ACTO : Decreto-Lei n.º 65/97. EMISSOR : Ministério do Equipamento, do Planeamento e da Administração do Território

DIPLOMA/ACTO : Decreto-Lei n.º 65/97. EMISSOR : Ministério do Equipamento, do Planeamento e da Administração do Território DIPLOMA/ACTO : Decreto-Lei n.º 65/97 EMISSOR : Ministério do Equipamento, do Planeamento e da Administração do Território DATA : Segunda-feira, 31 de Março de 1997 NÚMERO : 75/97 SÉRIE I-A PÁGINAS DO DR

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA COMISSÃO DE ASSUNTOS EUROPEUS PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª PROJECTO DE RESOLUÇÃO N.º 557/X/4.ª Iniciativa Europeia Proposta de Decisão - Quadro COM (2007) 654 final SEC (2007) 1422 e 1453, relativa à utilização dos dados do Registo de Identificação de Passageiros

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

N E W S L E T T E R A P A O M A

N E W S L E T T E R A P A O M A A P A O M A E D I Ç Ã O 4 F I S C A L I D A D E N E W S L E T T E R A P A O M A O U T U B R O 2 0 1 0 A G R A D E C I M E N TO N E S T A E D I Ç Ã O : A G R A D E C I M E N T O F I S C A L I D A D E P

Leia mais

O fundador do movimento critica "um sistema que favorece empresas instaladas e que obriga os pais a pagar essa máquina".

O fundador do movimento critica um sistema que favorece empresas instaladas e que obriga os pais a pagar essa máquina. Movimento pela reutilização de manuais apresenta queixa ao provedor de Justiça Movimento vai reclamar o cumprimento da lei, que estabelece um prazo de seis anos de vida para cada um dos manuais escolares

Leia mais

Perguntas e respostas - FAQ sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados

Perguntas e respostas - FAQ sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados Perguntas e respostas - FAQ sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados 1. Pergunta: Quais são os dados que devem ser lidos antes de apresentar o pedido? Resposta: Devem ser lidos pormenorizadamente

Leia mais

Muito no papel, pouco na prática

Muito no papel, pouco na prática PNPSO Muito no papel, pouco na prática Criado em 2003, o Plano Nacional de Promoção da Saúde Oral (PNPSO) «não está a ser aplicado no terreno». A crítica é de Paulo Rompante, um dos criadores do documento

Leia mais

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa Estatutos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (com revisões de São Tomé/2001, Brasília/2002, Luanda/2005, Bissau/2006 e Lisboa/2007) Artigo 1º (Denominação) A Comunidade dos Países de Língua

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

Balanço das actividades do. Grupo de Prevenção Criminal na Área da Habitação de 2012

Balanço das actividades do. Grupo de Prevenção Criminal na Área da Habitação de 2012 Balanço das actividades do Grupo de Prevenção Criminal na Área da Habitação de 2012 O Grupo de Prevenção Criminal na Área da Habitação (GPCAH) foi criado em 18 de Janeiro de 2010. Este grupo tem por objectivo

Leia mais

NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG

NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG Nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março e do Regulamento de Mestrados da Universidade Técnica de Lisboa (Deliberação do Senado da

Leia mais

1º de Maio todos os dias

1º de Maio todos os dias Pág: 22 Área: 15,95 x 21,58 cm² Corte: 1 de 5 1º de Maio todos os dias Numa zona verde da cidade de Lisboa, no bairro de Alvalade, o Parque de Jogos 1º de Maio tem um borbulhar de actividade constante.

Leia mais

Tribunais Promovem a Reforma Judicial e Ministério Público Reprime as Actividades Criminais

Tribunais Promovem a Reforma Judicial e Ministério Público Reprime as Actividades Criminais Apresentação Geral da Região Administrativa Especial de Macau em 2013 de contabilidade locais e o pessoal do CA, com o objectivo de promover a importância da auditoria de resultados na gestão das instituições.

Leia mais

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS

9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS 9.ª EDIÇÃO 24 Fevereiro a 02 Março ORGANIZAÇÃO SINDICATO DOS JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL PRODUÇÃO RM PREMIUM EVENTS conceito O futebol, fonte de paixão e emoção, continua a potenciar extremismos

Leia mais

ILUSTRES PARTICIPANTES DO FÓRUM EM CIÊNCIAS

ILUSTRES PARTICIPANTES DO FÓRUM EM CIÊNCIAS DISCURSO PRONUNCIADO POR SUA EXCELÊNCIA JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS, PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLA, NA SESSÃO DE ENCERRAMENTO DO FÓRUM EM CIÊNCIAS DO DESPORTO APLICADAS AO FUTEBOL Luanda, 29 de Agosto

Leia mais

Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social. João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social

Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social. João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social Os Empresários, as Empresas e a Inclusão Social João Oliveira Rendeiro Presidente da Associação EIS Empresários pela Inclusão Social Conferência "Compromisso Cívico para a Inclusão" Santarém, 14 de Abril

Leia mais

Descrição da Compilação

Descrição da Compilação Guia de candidatura a bolsas de investigação científica financiadas em conjunto pelo Ministério das Ciências e da Tecnologia da República Popular da China e pelo Fundo para o Desenvolvimento das Ciências

Leia mais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais

澳 門 特 別 行 政 區 政 府 Governo da Região Administrativa Especial de Macau 個 人 資 料 保 護 辦 公 室 Gabinete para a Protecção de Dados Pessoais Estudo do grau de conhecimento e das necessidades de protecção de dados pessoais entre os alunos do ensino secundário e do ensino superior de Macau 2014 Sumário Para saber qual o grau de conhecimento e

Leia mais

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1

Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto 1 Jornadas de Educação Pelo Desporto As Jornadas de Educação Pelo Desporto alinham-se com os objetivos gerais do Diálogo Estruturado na área da juventude, uma vez que

Leia mais

Midas. Toque de. [entrevista]

Midas. Toque de. [entrevista] [entrevista] Toque de Midas Tem 29 anos, nasceu no Porto e é apostador profissional. Pelo menos, para o Estado inglês onde está colectado, porque para as finanças nacionais não passa de um indivíduo com

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO

FACULDADE DE DIREITO FACULDADE DE DIREITO FACULDADE DE DIREITO SUMÁRIO A. Mestrado e Pós-Graduação em Direito em Língua Chinesa Língua veicular: Língua Chinesa Área de especialização: Variante em Ciências Jurídicas B. Mestrado

Leia mais

I SÉRIE BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU SUMÁRIO. Número 44. Terça-feira, 3 de Novembro de 2015

I SÉRIE BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU SUMÁRIO. Número 44. Terça-feira, 3 de Novembro de 2015 44 Número 44 I SÉRIE do Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau, constituído pelas séries I e II Terça-feira, 3 de Novembro de 2015 BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL

Leia mais

ACTA Nº 24 Acta da Sessão extraordinária do dia 18 de Março de 2005 -------- Aos dezoito dias do mês de Março de dois mil e cinco, pelas vinte horas

ACTA Nº 24 Acta da Sessão extraordinária do dia 18 de Março de 2005 -------- Aos dezoito dias do mês de Março de dois mil e cinco, pelas vinte horas ACTA Nº 24 Acta da Sessão extraordinária do dia 18 de Março de 2005 -------- Aos dezoito dias do mês de Março de dois mil e cinco, pelas vinte horas e cinquenta e cinco minutos, no Edifício dos Paços do

Leia mais

Universidade de Coimbra. Grupo de Missão. para o. Espaço Europeu do Ensino Superior. Glossário

Universidade de Coimbra. Grupo de Missão. para o. Espaço Europeu do Ensino Superior. Glossário Universidade de Coimbra Grupo de Missão para o Espaço Europeu do Ensino Superior Glossário ACÇÃO CENTRALIZADA Procedimentos de candidatura em que a selecção e contratação são geridas pela Comissão. Regra

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE DEFESA NACIONAL (CDN)

REGULAMENTO DO CURSO DE DEFESA NACIONAL (CDN) REGULAMENTO DO CURSO DE DEFESA NACIONAL (CDN) (Aprovado por despacho do Ministro da Defesa Nacional de 19 de Abril de 2010 Ofício nº 1816/CG Pº 18/10, de 20 de Abril de 2010, do MDN, com as alterações

Leia mais

Campeonato de Portugal Cross Longo. Atletas à procura de qualificação para o Campeonato da Europa

Campeonato de Portugal Cross Longo. Atletas à procura de qualificação para o Campeonato da Europa Campeonato de Portugal Cross Longo Atletas à procura de qualificação para o Campeonato da Europa No próximo dia 10 de Fevereiro, Gouveia vai receber o "Campeonato de Portugal Cross Longo. A prova terá

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 14 de outubro de 2015 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIREÇÃO REGIONAL DE JUVENTUDE E DESPORTO E ASSOCIAÇÃO DE CICLISMO DA MADEIRA

Leia mais

Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau

Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau Boletim Informativo do CEPA Edição de Março de 2013 Número 44 Publicação da Direcção dos Serviços de Economia de Macau Índice: 1. Semana Dinâmica de Macau realizada na cidade de Jinan da província de Shandong

Leia mais

José Epifânio da Franca (entrevista)

José Epifânio da Franca (entrevista) (entrevista) Podemos alargar a questão até ao ensino secundário Eu diria: até à chegada à universidade. No fundo, em que os jovens já são maiores, têm 18 anos, estarão em condições de entrar de uma maneira,

Leia mais

Ministério do Comércio

Ministério do Comércio Ministério do Comércio Decreto executivo n.º 11/01 de 9 de Março A actualização e capacitação técnico profissional dos trabalhadores do Ministério do Comércio e de particulares buscam o aperfeiçoamento

Leia mais

Comunicado. Encontro entre a Polícia Judiciária e o sector de educação para reforçar as acções educativas de prevenção criminal para os estudantes

Comunicado. Encontro entre a Polícia Judiciária e o sector de educação para reforçar as acções educativas de prevenção criminal para os estudantes Comunicado Encontro entre a Polícia Judiciária e o sector de educação para reforçar as acções educativas de prevenção criminal para os estudantes Para reforçar a cooperação e a troca de impressões entre

Leia mais

REGULAMENTO REGULAMENTO PARA O ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM

REGULAMENTO REGULAMENTO PARA O ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM O J O V E M REGULAMENTO REGULAMENTO PARA O PARTICIPATIVO JOVEM Artigo 1º Referências A Junta de Freguesia de Santo António dos Olivais, como forma de potenciar os valores da Democracia, num sector ainda

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Despacho Sob proposta do Gestor do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento e nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 29º do Decreto-Lei n.º 54-A/2000, de

Leia mais

GOS GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO 2016. www.aese.pt/gos. Escola associada:

GOS GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO 2016. www.aese.pt/gos. Escola associada: GOS www.aese.pt/gos GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS LISBOA E PORTO 2016 Escola associada: MENSAGEM DOS DIRETORES DO GOS Gerir organizações da economia social apresenta hoje desafios mais atuais que antigos

Leia mais

Comunicado. Angariação contínua de pessoas para o grupo Amigos da Prevenção Criminal na Área da Habitação

Comunicado. Angariação contínua de pessoas para o grupo Amigos da Prevenção Criminal na Área da Habitação Comunicado Intercâmbio entre a Polícia Judiciária e o grupo Amigos da Prevenção Criminal na Área da Habitação para uma abordagem do desenvolvimento e aprofundamento do trabalho de prevenção criminal na

Leia mais

COMUNICADO Nº 31/2009

COMUNICADO Nº 31/2009 COMUNICADO Nº 31/2009 Exmos. Senhores, Para vosso conhecimento e como único aviso oficial, informamos V. Exas. do seguinte: 1 HÓQUEI EM PATINS SUMÁRIO 1.1 Alteração ao Planeamento da Época 2009/2010 Campeonato

Leia mais

Debate sobre às Linhas de Acção. Governativa para o ano de 2015 na. área dos Assuntos Sociais e Cultura

Debate sobre às Linhas de Acção. Governativa para o ano de 2015 na. área dos Assuntos Sociais e Cultura Debate sobre às Linhas de Acção Governativa para o ano de 2015 na área dos Assuntos Sociais e Cultura 13&14/04/2015 Índice Questão levantada pela senhora deputada Wong Kit Cheng... 9 1. Os profissionais

Leia mais

O Ministério da Justiça da República Portuguesa e o Ministério da Justiça da República democrática de Timor - Leste:

O Ministério da Justiça da República Portuguesa e o Ministério da Justiça da República democrática de Timor - Leste: Protocolo de Cooperação Relativo ao Desenvolvimento do Centro de Formação do Ministério da Justiça de Timor-Leste entre os Ministérios da Justiça da República Democrática de Timor-Leste e da República

Leia mais

5. Esquema do processo de candidatura

5. Esquema do processo de candidatura Projecto e colecção de perguntas e respostas sobre o Exame Unificado de Acesso (disciplinas de Língua e Matemática) das quatro instituições do ensino superiorde Macau I Contexto Cada instituição do ensino

Leia mais

OBSERVAÇÃO E ANÁLISE DA RETENÇÃO NO ENSINO BÁSICO NO ANO LECTIVO DE 2006/2007

OBSERVAÇÃO E ANÁLISE DA RETENÇÃO NO ENSINO BÁSICO NO ANO LECTIVO DE 2006/2007 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA OBSERVAÇÃO E ANÁLISE DA RETENÇÃO NO ENSINO BÁSICO NO ANO LECTIVO DE 2006/2007 RELATÓRIO FINAL ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO

Leia mais

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO)

SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) 25.5.2011 PT Jornal Oficial da União Europeia C 155 A/1 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS SERVIÇO EUROPEU DE SELECÇÃO DO PESSOAL (EPSO) ANÚNCIO DE CONCURSO GERAL EPSO/AD/215/11 Administradores no

Leia mais

Regulamento do Colégio de Especialidade de Gestão, Direcção e Fiscalização

Regulamento do Colégio de Especialidade de Gestão, Direcção e Fiscalização Regulamento do Colégio de Especialidade de Gestão, Direcção e Fiscalização de Obras ÍNDICE CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objecto Artigo 2.º Princípios Artigo 3.º Finalidades Artigo 4.º Atribuições

Leia mais

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO

Grupo Parlamentar. Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO Grupo Parlamentar Projecto de Lei N.º 52/IX ALTERA A LEI DE BASES DO SISTEMA EDUCATIVO O chamado processo de Bolonha não é, por essência, negativo, particularmente se for adoptado numa óptica de estímulo

Leia mais

Conselho Municipal de Educação

Conselho Municipal de Educação 1 Regimento do (CME) do Município de Vila Nova de Paiva A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19, n.º2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais

Leia mais

Excelências Senhoras e Senhores,

Excelências Senhoras e Senhores, Excelência Sr. Blaise Campaoré - Presidente do Burkina Faso, Excelência Sr. Jean Ping, Presidente da Comissão da União Africana, Sr. Soumaila Cissé Presidente da Comissão Económica dos Estados da África

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013 Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013 O Decreto-Lei n.º 7/2003, de 15 de Janeiro, tem por objecto os Conselhos Municipais de Educação, regulando as suas competências e composição,

Leia mais

(Resoluções, recomendações e pareceres) RESOLUÇÕES CONSELHO

(Resoluções, recomendações e pareceres) RESOLUÇÕES CONSELHO 19.12.2007 C 308/1 I (Resoluções, recomendações e pareceres) RESOLUÇÕES CONSELHO RESOLUÇÃO DO CONSELHO de 5 de Dezembro de 2007 sobre o seguimento do Ano Europeu da Igualdade de Oportunidades para Todos

Leia mais

Estatuto-Tipo das Delegações Regionais do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado

Estatuto-Tipo das Delegações Regionais do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado 34 Diploma Ministerial n.º 22/2015 de 21 de Janeiro Havendo necessidade de regular a organização e o funcionamento do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado, abreviadamente designado

Leia mais