CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON UNIDADE DE NEGÓCIOS NORTE UNN COORDENAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO-UNND PR OJET O BÁSI CO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON UNIDADE DE NEGÓCIOS NORTE UNN COORDENAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO-UNND PR OJET O BÁSI CO"

Transcrição

1 1 PR OJET O BÁSI CO CONT R AT AÇÃO DE SERVIÇO T ER CEI R I Z ADO DE CORTE, RELI GAÇÃO E FISCALIZAÇÃO E DEMAIS SERVIÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO NA MODALI DADE: REMUNERAÇÃO POR PRODUTIVIDADE JANEI R O/2005

2 2 1. DO OBJET O 1.1. Contratação de empresa especializada em prestação de serviços técnicos em corte, religação e fiscalização e demais serviços de comercialização, composta de equipes de campo e técnicos administrativos na modalidade contrato por produtividade na Unidade de Negócios Norte UNN e localidades subordinadas, da CONT R AT ANT E A CONT RAT ADA deverá desenvolver ações integradas que no seu conjunto resultem na recuperação de receita, diminuição de fraudes e inadimplência, contemplando o uso racional dos recursos humanos e materiais, e melhoria da imagem da CONT RAT ANT E Ações a serem desenvolvidas pela CONT RAT ADA nos serviços de comercialização de energia elétrica nos grupos AT (Alta T ensão) e BT (Baixa T ensão) a seguir são: Serviços de digitação e atualização de informações dos clientes no Sistema de Comercialização da CONT RAT ANT E: Atualização cadastral; Serviços administrativos; Visitas técnicas; Ligação nova; Cadastramento; Ações de corte em suas varias modalidade conforme normas da CONT RAT ANT E; Ações de religação conforme norma da CONT RAT ANT E; Ações de Fiscalização em Unidades Consumidoras do Grupo " B" e Grupo "A" conforme norma da CONT RAT ANT E; I nstalação de Medidores; Retirada e a substituição de medidores de acordo com as normas CERON e legislação do setor elétrico; 2. DA FOR MAÇÃO E COMPOSIÇÃO DA EQUI PE: RESPONSÁVEL TÉCNICO, T ÉCNI CO E ADMI NI ST R AT I VO, E EQUIPES DE CAMPO 2. 1 Responsável Técnico (um) responsável técnico com formação superior, graduado em Engenharia Elétrica, registro no CREA, experiência de 5 anos em gestão de equipes de serviços de comercialização de energia elétrica, com CNH (Carteira Nacional de Habilitação de condução de veículo). Ter domínio de aplicativos de informática (Word, Excel, Powerpoint ou outros que se fizer necessário). 2.2 Equipe T écnico e Administrativo (um) supervisor com formação em eletrotécnica (Curso técnico, 2 grau, e registro no CREA) experiência comprovada de mais de 03 (três) anos em empresa do setor elétrico em serviços de comercialização de energia elétrica. Ter domínio de aplicativos de informática (Word, Excel, Powerpoint ou outros que se fizer necessário) comprovado. CNH (Carteira Nacional de Habilitação de condução de veículo).

3 Dos serviços Administrativo, 2 (segundo) grau completo, ambos os sexos, com experiência em digitação. T er domínio de aplicativos de informática (Word, Excel, Power Point ou outros que se fizer necessário). Obs. 1 (um) para cada (vinte e cinco mil) consumidores. Cada equipe de campo a ser disponibilizada pela(s) Empresa(s) vencedora(s) deverá ser composta de: 2.3 Equipe de Campo A veículo utilitário (Uno, Gol, Corsa, ou similar), com no máximo 03 (três) anos de fabricação, em ótimo estado de conservação, equipado com rádio VHF - homologado para operar em freqüência privada programada em EPROM, sendo que a licença correrá por conta da CONT RAT ANT E, escada, ferramentas, EPI 's e EPC's (Ferramentas, EPI 's e EPC's conforme ANEXO I e II) (uma) Equipe com 01 (um) eletricista e 01 (um) Eletricista-motorista, ambos com CNH (Carteira Nacional de Habilitação de condução de veículo), e habilitado em curso especifico de eletricista de Sistema Elétrico de potência (não sendo válido o curso de eletricista predial), ter treinamento em técnicas de reanimação cardiorespiratória e de combate a incêndio, conforme NR 10 da portar ia 3.214, de 08 de junho de 1978 do Ministério do T rabalho, ter no mínimo 03 (três) anos de experiência em atividades de corte, religação e atendimento comercial. 2.4 Equipe de Campo B veículo utilitário (Uno, Gol, Corsa, ou similar), com no máximo 03 (três) anos de fabricação, em ótimo estado de conservação, equipado com rádio VHF - homologado para operar em freqüência privada programada em EPROM, sendo que a licença correrá por conta da CONT RAT ANT E, escada, ferramentas, EPI 's e EPC's (Ferramentas, EPI 's e EPC's conforme ANEXO I e II) (um) Eletricista-motorista com experiência em serviços de comercialização de energia elétrica, habilitado em detecção de fraudes em unidades consumidoras AT e BT, com CNH (Carteira Nacional de Habilitação de condução de veículo), e habilitado em curso especifico de eletricista de Sistema Elétrico de potência (não sendo válido o curso de eletricista predial), ter treinamento em técnicas de reanimação cardio-respiratória e de combate a incêndio, conforme NR 10 da portaria 3.214, de 08 de j unho de 1978 do Ministério do T rabalho, ter no mínimo 03 (três) anos de experiência em atividades de fiscalização. Em nenhuma hipótese o eletricista-motorista deverá desenvolver atividade de risco desacompanhado; portanto as atividades deste T ipo B deverão ser de suporte as outras que não impliquem em risco. Quando houver necessidade de reforço às atividades que envolvem risco elétrico, este tipo de equipe deverá ser complementada com o acompanhamento de um técnico da contratante devidamente qualificado para atender as exigências necessárias para atividades que impliquem em risco.

4 4 3. DOS VALORES TOTAIS PREVISTOS PARA A CONT R AT AÇÃO Quadro demonstrativo das equipes (cortes/religação, fiscalização e atendimento comercial) UNIDADE DE NEGÓCIOS NORTE - UNN DEMONSTRATIVO DE EQUIPES/PESSOAL PARA COMPOSI ÇÃO DO QUADR O DA T ERCEIRI ZADA, OBJETO DA CONTRATAÇÃO POR PRODUTIVIDADE A Descrição Quantidade B C D E 4. DOS SERVIÇOS 4.1 Os serviços devem ser executados garantindo os melhores resultados, otimizando os prazos de execução, os recursos materiais, humanos e tecnológicos promovendo a qualidade dos serviços prestado. 4.2 A presente contratação tem como objetivo melhorar a performance de arrecadação, e diminuição de perdas comerciais por meios fraudulentos ou ilícitos e inadimplência. 4.3 os serviços objeto desta contratação, deverá atingir o fim a que se destina, maior eficiência e eficácia no combate a inadimplência e irregularidades no sistema de distribuição na área da Unidade de Negócios Norte UNN e localidades subordinadas. 5. DA ABR ANGENCI A 5.1 Os serviços descritos no item 1, objeto da presente contratação a serem desenvolvidos pela CONT RAT ADA serão realizados na Unidade de Negócios Norte UNN e localidades subordinadas, cujas Sedes das Unidades de Campo serão: Porto Velho, Guajará-Mirim, Extrema, Nova Mamoré e I tapuã D Oeste. 6. DO HOR ÁR I O DE TRABALHO Valor unitário R$ A prestação do serviço será em horário comercial: Valor mensal R$ Valor total estimado (12 meses) R$ Engenheiro , , ,18 Eletrotécnico , , ,89 Serviço Administrativo , , ,99 Produtividade 3.908, ,57 Sub total , ,62 Atend. Comercial Equipe tipo A , , ,37 Equipe tipo A , , ,41 Equipe tipo B , , ,72 Sub total , ,49 Gaujará Mirim Equipe tipo A , , ,95 Extrema Equipe tipo A , , ,66 Nova Mamoré Equipe tipo A , , ,62 Itapuã D'Oeste Equipe tipo A , , ,26 Sub total , ,48 TOTAL , ,60

5 5 6.1 De 2ª (segunda) a 6ª (sexta) feira das 08h:00 às 12h:00 e 14h:00 às 18h:00 e aos sábados período da manhã (08h:00 às 12h:00). 6.2 As horas trabalhadas fora do estabelecido no " caput" deste item serão considerados horas extras e sob a inteir a responsabilidade da CONT RAT ADA, devendo obedecer a Legislação T rabalhista em Vigor. 7. DA EXCUÇÃO DOS SERVIÇOS 7.1 O es copo básico dos serviços a serem executados pela CONT RAT ADA estão descritos no item A CONT RAT ADA deverá montar uma estrutura de serviços junto a CONT RAT ANT E, sendo responsável efetivamente pela execução e gerenciamento de todas as atividades. 8. ESPECI FI CAÇÃO DOS SERVIÇOS A EXECUT AR 8.1 Deverão ser desenvolvidos serviços administrativos à ár ea comercial, além de tarefas rotineiras, os trabalhos de coordenação, acompanhamento técnico e controle, bem como o fornecimento de suporte técnico visando basicamente o aprimoramento e a otimização dos serviços. Os serviços de apoio comercial consistirá das seguintes atividades: Atualização cadastral de clientes em telas do Sistema Comercial do CONT RAT ANT E, com o devido controle de segurança ao acesso; Recebimento da listagem de corte; Elaboração dos relatórios gerenciais; Atualização no Sistema Comercial, dos relatórios de campo dos clientes cortados; Atualização no Sistema Comercial, dos clientes com prática de autoreligação; Atualização no Sistema Comercial, das OS (Ordem de serviços) de clientes religados; Atualização no Sistema Comercial, dos clientes fiscalizados autuados ou não, afim de manter histórico de fiscalização. 8.2 Visita técnica, consiste em fazer inspeção na unidade consumidora desenvolvendo as seguinte atividades: T estar com chave teste néon possível vazamento de corrente na caixa de medição; Verificação do aterramento; Conferir número do medidor; Conferir Nome e endereço do cliente; Conferir Carga instalada do consumidor; Anotar dados das unidades consumidoras da esquerda e da direita; Desligar disjuntor geral do conj unto de medição; Verificar se medidor funcionar em vazio; Verificar se medidor está em perfeita condição de funcionamento; I dentificar possível desperdício de energia elétrica em equipamentos elétricos;

6 Levantar carga instalada, anotar em formulário específico, todos os equipamentos elétricos em condições de funcionamento; Fazer leitura atual; Emitir recibo de visita técnica ao consumidor ou responsável, ao término da visita; Caso o cliente não seja o titular, anotar nome e número de documento de identificação; Cumprir normas de comercialização de energia elétrica e as da CONT RAT ANT E. 8.3 Ligação nova, consiste na instalação de ramais de ligação à unidades consumidoras e demais equipamentos ao perfeito fornecimento de energia desenvolvendo as seguintes atividades: I nstalação do ramal de conexão à rede distribuição; A instalação de medidores monofásico, bifásico e trifásico; I nstalação de disjuntor; T este do medidor para verificação do sentido do giro; Lacragem dos bornes do medidor; Lacragem da caixa padrão; Preenchimento dos dados de verificação no formulário especifico; Lançamento no sistema do serviço executado. 8.4 Corte de energia elétrica, consiste em interromper o fornecimento de energia elétrica de unidades consumidoras por inadimplência ou outra irregularidade prevista em norma ou legislação com o desenvolvimento das seguintes atividades conforme normas CONTRATANTE: I dentificação da unidade consumidora, conforme livro, rota e conta na listagem fornecida; Entrega do terceiro termo de aviso de débito; Corte no medidor (lacrar medidor); Lacrar caixa padrão; Corte no poste padrão do cliente (quando for o caso); Corte no poste da r ede de distribuição (quando for o caso); Arriar o ramal de ligação; Entregar ramal ao consumidor com termo de notificação de entrega, 2ª (segunda) via; Corte na proteção, grupo " A" (chave fusível), com a retirada do fenolite e entregue ao consumidor com termo ou abertura do grampo de linha viva. 8.5 Religação, consistem em procedimento de restabelecer o fornecimento de energia elétrica à unidade consumidora, por solicitação do consumidor responsável pelo fato que motivou a suspensão, com o desenvolvimento das seguintes atividades conforme norma da CONT RAT ANT E: Religação de urgência (até 04h:00); Religação normal (até 24h:00); I nstalação de ramal de entrada (se cortado no poste ou poste padrão); Deslacramento da caixa padrão; Deslacramento dos bornes do medidor; Conexão da fiação ao disjuntor; Conexão da fiação nos bornes do medidor;

7 T este de funcionamento do medidor; Lacrar medidor nos bornes; Lacrar caixa padrão. 8.6 Atualização de cadastro, consiste no procedimento atualização de informações de unidades consumidoras nos casos de irregularidade cadastral na bas e de dados do sistema de comercialização da CONT RAT ANT E, com o desenvolvimento das seguintes atividades: Digitação das informações atualizadas em campo por ação de visita técnica ou fiscalização conforme item 8.1; Confirmação dos dados de campo com os do sistema de comercialização da CONT RAT ANT E; Geração de relatórios dos serviços executados em campo e escritório; 8.7 Fiscalização em Unidades Consumidoras do Grupo " B" e Grupo " A", consiste em efetuar visitas às unidades consumidoras para apuração de irregularidade com o desenvolvimento das seguintes atividades conforme norma da CONT RAT ANT E PC : Fiscalização programada segundo a característica do consumidor; Fiscalização programada por amostragem; Fiscalização por análise de dados históricos; Fiscalização por denúncia; Fiscalização programada através de relatórios gerados pelo Sistema de Comercialização seguintes: consumidor consumo zero; consumidor com leitura menor que a anterior; Consumidor com média de Kwh inferior ao mínimo faturavel; consumidor desligado com medidor instalado; consumidor desligado sem medidor instalado; consumidor sem acesso a medição; consumidor com mais de trinta dias de cortado. 8.8 I nstalação de Medidores, consiste no procedimento de fornecimento de equipamento de medição, na entrada de serviço da unidade consumidora tendo como fiel depositário o consumidor titular, com o desenvolvimento das seguintes atividades: Procedimentos conforme item 8.3; 8.9 Retirada e substituição de medidores consiste no procedimento em que após a fiscalização, denuncia ou solicitação de clientes ou por suspeitas de irregularidade operacional do equipamento ou de ato ilícito praticado por terceiro. Operação realizada com autorização expressa da CONT RAT ANT E com o desenvolvimento das seguintes atividades: Desligamento do disjuntor; Deslacramento da caixa padrão; Deslacramento do selo da r égua de bornes do medidor; Desconexão da fiação do medidor; Reinstalação do novo medidor na unidade consumidora; Embalagem do medidor em envolucro apropriado e lacrado para remessa ao laboratório quando for o caso; Preenchimento do formulário especifico pela equipe executora do serviço.; Procedimentos de instalação de medidor conforme item 8.3

8 8 9. DA COOR DENAÇÃO, EXECUÇÃO E CONTROLE DAS ATIVIDADES DA CONT R AT ADA 9.1 A CONT RAT ADA será responsável pela sistemática de acompanhamento, controles, fiscalização e gerenciamento na execução dos serviços do seu pessoal de campo e escritório. 9.2 As atividades desenvolvidas em campo e no escritório sob responsabilidade da CONT RAT ADA, compreenderão, além dos serviços objeto desta contratação, todo processo que visem a redução em níveis aceitáveis das irregularidades detectadas, bem como melhoria no atendimento ao consumidor. 9.3 Durante a execução dos serviços objeto desta contr atação, a CONT RAT ADA será parceira na avaliação dos livros e rotas existentes visando a otimização e adequação de novos processos implantados na área obj eto desta contratação da CONT RAT ANT E. 10. DA DET ECÇÃO DE DISPOSITIVOS DE FRAUDES NO S I S T EMA EL ÉT R I CO DE POT ÊNCI A 10.1 Nesta atividade estão englobados todos os tipos de inspeção e fiscalização, que visem detectar e identificar fraudes e irregularidades no sistema de Distribuição da CONT RAT ANT E As inspeções e fiscalizações nas unidades consumidoras definidas conforme item 8.7, deverão ser anotadas em formulário próprio quando da existência ou não de irregularidades T odas as informações geradas nos procedimentos de inspeção ou fiscalização através de formulário próprio, deverão ter sua implantação, atualização e correção no sistema de cadastro da CONT RAT ANT E Constatada a irregularidade e caraterizada como fraude, a CONT RAT ADA deverá proceder a lavratura do T OI (Termo de Ocorrência de I rregularidade), preservando o local de modo a impedir a des car acter ização da mesma pelo cliente ou por terceiros, até a conclusão da per ícia técnica pelo órgão competente. Para este caso a CONT RAT ADA será investida de poderes para a lavratura dos autos de infração e representar a CONT RAT ANT E junto às entidades públicas e privadas na defesa dos seus interesses comerciais As inspeções e fiscalizações deverão ser executadas por profissionais devidamente habilitados conforme item 2.4 objeto desta contratação. O laboratório de aferição e teste de medidores e os técnicos da CONT RAT ANT E estarão sempre disponíveis para a colaboração na elucidação das dúvidas e testes que se fizerem necessário. 11. DAS AÇÕES ADMINISTRATIVA - CORT E, RELI GAÇÃO E FISCALIZAÇÃO 11.1 Em princípio, qualquer unidade consumidora es tar á suj eito às ações de fiscalização e corte, quando for constatada a situação de irregularidade ou inadimplência. Para os órgãos públicos com inadimplência será necessário a autorização expressa ou não para a devida cobrança, pela CONT RAT ANT E A CONT RAT ADA será responsável pelos serviços de corte, religação e fiscalização e demais serviços de comercialização a serem efetuados nas unidade consumidoras

9 9 quando da constatação de inadimplência e a respectiva adimplência. Os serviços deverão ser executados rigorosamente de acordo com os critérios estabelecidos em normas da CONT RAT ANT E, resoluções e legislação do setor elétrico em vigor, assumindo a CONT RAT ADA todas as implicações advindas do não cumprimento a essas orientações A suspensão do fornecimento de energia elétrica (corte) deverá ser nas seguintes modalidades: (CM) Corte no Medidor, (CPP) Corte no Poste Padrão do consumidor, (CP) Corte no Poste de distribuição da CONT RAT ANT E No ato de suspensão do fornecimento de energia elétrica, a CONT RAT ADA através dos seus profissionais de campo, informará ao consumidor como proceder e onde se dirigir para a quitação dos seu débitos e ter o seu restabelecimento de energia Os serviços de interrupção efetuados nas unidades consumidoras e não equacionados, deverão ser visitados periodicamente para a constatação ou não de auto-religação. Constatado a auto-religação da unidade consumidora a CONT RAT ADA registrara em formulário próprio e procederá a interrupção do fornecimento de energia elétrica A CONT RAT ANT E através de sua Assessoria j urídica dará apoio necessário para as ocorrências policiais que por ventura acontecer. 12. DO PR AZ O DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 12.1 Os serviços serão realizados em 12 (doze) meses, contados a partir da data de início efetivo dos serviços conforme item Os serviços objeto desta contratação serão executados a partir da emissão do documento à CONT RAT ANT E conforme item DA R EMUNERAÇÃO DOS SERVIÇOS CONTRATADO 13.1 Os recursos que farão face ao objeto desta contratação, serão proveniente da PO (Proposta Orçamentária) relativos a cus teio dos serviços de terceiros para o exercício O fatur amento mensal da CONT RAT ADA corresponderá as medições efetuadas no mês de competência emitidas pelo comitê gestor e gestor do contrato obj eto desta contratação nomeado em Ato da Dir etoria Executiva da CONT RAT ANT E para tal fim Os valores medidos e não faturados pela CONT RAT ADA, serão acumulados para faturamentos nos meses seguintes, obedecendo o limite de contratação mensal, gerenciado pelo gestor do contrato conforme item A remuneração mensal pelos serviços objeto desta contratação será composta com base nas tabelas anexos III, IV, V, VI, VII, VIII, IX e X Os serviços contratados que excederem conforme item 13 sub-item 13.4 e seus respectivos anexos serão remunerados em 10% sob o valor de cada serviço efetivamente executado.

10 Para o perfeito equilíbrio do obj eto desta contr atação o pagamento dos serviços contratados conforme item 13 sub-item 13.4 estarão limitados em mais 15% de serviços a serem executados A critério da Diretoria o limite de mais 15% dos serviços, conforme item anterior, poderá ser aumentado em caso de avaliação/recomendação pelo comitê gestor. 14. DO VAL OR DO CONT R AT O 14.1 O valor previsto obj eto desta contratação para o período de 12 (doze) meses é de R $ ,60 (Quatro milhões, novecentos e cinquenta mil, cento e sessenta e dois reais e sessenta centavos), conforme item 12 e seus anexos 15. I NFORMAÇÕES COMPLEMENTARES 15.1 A CONT RAT ADA deverá dispor de todos os insumos necessários para execução dos serviços objeto desta contr atação. 16. DA SEL EÇÃO, CONT RAT AÇÃO E TREINAMENTO DOS EMPREGADOS 16.1 Considerando que os empregados da CONT RAT ADA serão prepostos direto da CONT RAT ANT E perante os seus clientes, os mesmos deverão agir com educação, zelo e profissionalismo. Para tanto a CONT RAT ADA deverá realizar criterioso processo de recrutamento, seleção e treinamento, de modo a assegurar todas as condições à prestação dos serviços objeto desta contr atação. Faz-se necessário a comprovação de idoneidade através de certidão negativa civil e criminal A mão de obra CONT RAT ADA para a execução dos serviços objeto desta contratação, independentemente da formação, especialização e qualificação deverá obedecer ao seguinte: Perfil para o profissional de nível superior (engenheiro): Comprovação de experiência conforme item 2.1; T reinamento em relações humanas e técnicas de gerenciamento de pessoas; Possuir noções básicas de informática; Dinâmico; T er iniciativa; T er conhecimento em gestão de processos; T er boa expressão verbal e capacidade de comunicação escrita e verbal; Comprometimento com a qualidade do serviços contratado Perfil o profissional de nível médio (eletrotécnico): Escolaridade completa 2 grau técnico Comprovação de experiência conforme item 2.2.1; T reinamento em relações humanas; Possuir noções básicas de informática; Dinâmico; T er iniciativa; T er boa expressão verbal e capacidade de comunicação escrita e verbal; Comprometimento com a qualidade do serviços contratado Perfil o profissional de nível médio (Serviços administrativos) Escolaridade 2 grau completa

11 DO UNI FOR MES Comprovação de experiência conforme item 2.2.2; Possuir conhecimento médio em informática (Word, Excel, Internet e I ntranet; T reinamento em relações humanas; Dinâmico; T er iniciativa; T er boa expressão verbal e capacidade de comunicação escrita e verbal; Comprometimento com a qualidade do serviços contratado Perfil o profissional de nível operacional (eletricista e eletricista motorista): Escolaridade 2 grau completo Comprovação de experiência conforme item 2.3 e 2.4; T reinamento em relações humanas; Dinâmico; T er iniciativa; T er boa expressão verbal e capacidade de comunicação escrita e verbal; Comprometimento com a qualidade do serviços contratado 17.1 A CONT RAT ADA deverá manter seus empregados que executam serviços externo, interno e de contato direto com público, devidamente uniformizado, obrigatoriamente portando crachás de identificação. Os EPI'S conforme anexo I e II. O unifor me deverá ter cor diferente dos uniformes dos empregados da contratante. Compõe-se de: Camisa ou blusa de tergal ou camiseta de malha; Calça ou saia de gabardine ou brim; Botas; Sapato feminino; Colete fosforescente para os trabalhadores de campo com Logomarca da CONT RAT AT ADA e CONT RAT ANT E; Capa de chuva, de nylon, para os empregados que executam atividades de campo, contendo Logomarca da CONT RAT AT ADA e CONT RAT ANT E; Camisa e calça de 8,5 cal/cm 2 (evapotranspiração) para os trabalhadores de campo conforme nova orientação NR O crachá da CONT RAT ADA deverá constar: A cor predominante deve ser a cor e modelo da CONT RAT ADA A inscrição " A SERVI ÇO DA CONT RAT ANT E" Logomarca da CONT RAT ADA; Nome da CONT RAT ADA; Nome do empregado; RG, CPF Ou CT PS e um telefone de contato; Foto 3x4 recente, com no máximo um ano; 18. DA FI SCAL I Z AÇÃO E GERENCIAMENTO 18.1 A CONT RAT ANT E exercerá ampla fiscalização sobre os serviços objeto desta contratação, diretamente ou por intermédio de prepostos devidamente credenciados, aos quais a CONT RAT ADA prestará assistência requerida, facultando lhe o acesso em qualquer fase, época e local onde se processem tarefas relacionadas com o desenvolvimento do serviço.

12 A CONT RAT ANT E nomeará um Comitê Gestor através de Ato da Diretoria Executiva para a gestão e perfeito acompanhamento dos serviços objeto desta contratação O Comitê Gestor deverá está formado e nomeados os seus componentes no ato de assinatura do objeto desta contratação bem como acompanhar o período de transição conforme item O Comitê Gestor deverá ser formado por funcionário das áreas de corte, fiscalização e atendimento comercial 18.5 A ação ou omissão da fiscalização da CONT RAT ANT E não eximirá a CONT RAT ADA de sua total e exclusiva r es pons abilidade quanto ao cumprimento do obj eto desta contratação ou quaisquer obrigações legais. 19. DA MULT A 19.1 A não execução do objeto desta contr atação em parte ou no todo, de acordo com objeto contratado pela CONT RAT ANT E, implicará em multa Considerando que os serviços de campo são executados em equipe (02 dois), a falta de um dos componentes da equipe (se constatado a realização do serviço por apenas um dos membros da equipe), será aplicada multa de 100% (cem por cento) do valor médio pago de produtividade pelo mês anterior, por dia não trabalhado (Exemplo: mês anterior valor pago faturado de R$ 6.000,00/22 dias = R$ 272,72. R$ 272,72 é o valor a s er glosado da fatur a) No caso de substituição de componentes da equipe e/ou veículo que estej a em descordo com os item 2 e seus sub-itens, a CONT RAT ANT E aplicará multa de 5% da fatura global do mês (Ex. R$ ,00-5% = R$ 1.500,00) Falta de equipamentos conforme anexo I e II será aplicado multa de 5% sob o valor médio de produtividade pelo mês anterior da respectiva equipe (Ex. R$ 6.000,00/22=272,72-5% = R$13,63) Constatado pelo comitê gestor que a CONT RAT ADA apresentou em sua medição de serviços, cobrança de serviços não realizados, será glosado da fatura o valor do(s) serviço(s) não realizado(s) acrescido de 100% O comitê gestor da CONT RAT ANT E emitirá documento formal à CONT RAT ADA, informando a aplicação da multa e o motivo que levou à aplicação As informações sobre o não cumprimento obj eto desta contr atação, serão apurados pelo comitê gestor da CONT RAT ANT E, que providenciará os cálculos da multa e em sendo o caso encaminhando-os, junto à fatura (medição) para a devida glosa, garantindo a ampla defesa (art. 37, inciso LI da CF) A não aplicação de quaisquer multas, somente será dispensada com autorização do Diretor da área, mediante j ustificativa fundamentada pelo Comitê Gestor, o qual terá plenos poderes para acolher, analisar e encaminhar o recurso à CONT RAT ADA, quando julgar procedente a dispensa de aplicação da penalidade.

13 A reincidência de 3 (três) ocorrências dos sub itens 19.2, 19.3 e 19.4 e não realização dos serviços ou atrasos, objeto desta contratação, implicará na rescisão automática do contrato, o qual poderá ser adjudicado à licitante classificada como 2ª colocada, do obj eto desta licitação, nas mesmas condições. E na impossibilidade da 2ª aceitar, este poderá ser adjudicado à 3ª colocada e assim sucessivamente. 20. DA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 20.1 A CONT RAT ANT E através de sua área de informática, disponibilizará às telas do Sistema de Comercialização (SI ST EMA COMERCI AL), assistência técnica e o devido treinamento e credenciamento dos prepostos indicados pela CONT RAT ADA, garantindo a confiabilidade e segurança do sistema A CONT RAT ADA deverá providenciar, na região de abrangência do objeto desta contratação, escritório para a administração dos serviços. A(s) área(s) do(s) imóvel(is) deverão ser compatíveis com as necessidades do pessoal interno e externo, acomodação do Comitê Gestor da CONT RAT ANT E, bem como garagem para a guarda do veículos. A CONT R AT ANT E a seu critério e conveniência cederá ár ea dentro das suas dependências para a CONT R AT ADA inst alar seu escritório Na localização do escritório a CONT RAT ADA deve garantir a comunicação via linha privada dedicada, entre seus equipamentos de informática e o centro de processamento de dados da CONT RAT ANT E. 21. DO PER Í ODO DE TRASIÇÃO 21.1 A CONT RAT ADA terá um período máximo de 90 (noventa) dias após a assinatura do objeto desta contratação para proceder as seguintes providências: I nstalação do escritório; I nstalação das linhas de dados e os respectivos testes; Adaptação de software quando e se for o caso; Recrutamento, Seleção e contratação e treinamento de pessoal; T este de operação do Sistema Comercial; Emissão de documento à CONT RANT E estabelecendo a data do início efetivo dos serviços T odos os custos e despesas com a transição ficará a cargo da CONT RAT ADA, bem como todos os custos e despesas necessários, objeto desta contratação. 22. DA R ESPONSABI L I DADE DA CONT R AT ADA 22.1 A CONT RAT ADA deve possuir conhecimento e deter comprovada a experiência e capacidade técnica na execução das atividades objeto desta contratação Cabe a CONT RAT ADA a responsabilidade integral pelos serviços executados objeto desta contratação ou qualquer outro documento que integre o processo licitatório, nos termos da legislação vigente, nas normas e procedimentos internos da CONT RAT ANT E e neste instrumento Manter a CONT RAT ANT E informada antecipadamente de todos detalhes relativos as ocorrências da execução dos serviços, objeto desta contratação.

14 A CONT RAT ADA obriga-se, na execução dos serviços objeto desta contratação, a aplicar, fiscalizar e orientar quanto as determinações da Lei 6514, de 22 de dezembro de 1977, regulamentada pela portaria de 08 de j unho de 1978, do Ministério do T rabalho e Emprego e as suas alterações, além das normas e procedimentos da CONT RAT ANT E A CONT RAT ADA obriga-se a apresentar cópia atualizada do PCMSO (Progr amas de Controle Médico de Saúde Ocupacional). De um técnico de segurança quando assim o quantitativo de trabalhadores exigir. Os representante da CI PA (Comissão I nterna de Prevenção de Acidentes) de acordo com a NR 05 (Norma Regulamentadora) para o fiel comprimento da legislação de Saúde e Segurança do T rabalho 22.6 A CONT RAT ADA deve fornecer relação nominal de todos os seus trabalhadores a CONT RAT ANT E, constando número de RG, CPF e CT PS e manter atualizado as informações sobre admitidos e demitidos A CONT RAT ADA deve afastar em 24 (vinte e quatro) horas após a devida notificação, todo empregado que, a cr itér io CONT RAT ANT E, proceder com dolo ou culpa para com os clientes da CONT RAT ANT E, além do público em geral, garantindo assim que não seja remanejado para outra atividade ou outro serviço da CONT RAT ANT E A CONT RAT ADA nas atividades do dia a dia, deve orientar e obrigar aos seus empregados a utilização de EPI 's e EPC's adequados a exposição dos risco decorrentes das atividades, afim de garantir a integridade física dos empregados, terceiro e transeuntes A CONT RAT ADA não deverá admitir ex-empregados de outras terceirizadas que tenham sidos demitidos, por mau desempenho ou falta grave, inclusive exfuncionários da CONT RAT ANT E que tenham sido demitido por mau desempenho ou falta grave A CONT RAT RADA deverá comunicar imediatamente os Acidentes de T rabalho ao I NSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) e remeter uma cópia ao SEESMT da CONT RAT ANT E, e toda documentação pertinente conforme NR 18 e mensalmente os dados estatísticos de acidentes ocorridos, bem como os incidentes e doenças acupacionais consolidado A CONT RAT ADA deverá comunicar imediatamente a CONT RAT ANT E qualquer acidente grave ou fatal, acompanhado de boletim de ocorrência policial. Comunicar qualquer afastamento, substituição ou inclusão de qualquer profissional que estej am executando serviços objeto desta contratação A CONT RAT ADA se responsabilizará por danos causados diretamente à CONT RAT ANT E ou a terceiros decorrente de culpa ou dolo na execução dos serviços objeto desta contr atação, não excluindo ou reduzindo essa responsabilidade do Comitê Gestor legalmente nomeados para tal fim A CONT RAT ADA deverá manter nos veículos objeto desta contratação, adesivos nas laterais, com destaque da Logomarca da CONT RAT ADA em tamanho maior que a Logomarca da CONT RAT ANT E com a s eguinte frase, "A SERVI ÇO DA CONT RAT ANT E", bem como identificação na parte traseira do veiculo com número

15 15 de controle e telefone da CONT RAT ADA e o 0800 da CONT RAT ANT E. As Equipes de Fiscalização, além das informações acima, deverão ser identificados com adesivo FI SCALI ZAÇÃO A CONT RAT ADA deverá no ato da assinatura e/ou início dos serviços objeto desta contratação apresentar ART (Anotação de Responsabilidade T écnica) conforme legislação pertinente com o(s) nome(s) do(s) respectivo(s) técnico(s), item A CONT RAT ANT E se reserva o direito de fazer outras exigências à CONT RAT ADA, sempre que j ulgar necessário para a pr oteção da integridade física dos trabalhadores ou de terceiros no exercício das atividade do objeto desta contratação. 23. DA R ESPONSABI L I DADE DA CONT R AT ANT E 23.1 A CONT RAT ANT E se obriga a fornecer em tempo hábil à CONT RAT ADA, quando necessário quaisquer esclarecimentos relativos a execução dos serviços objeto desta contratação A CONT RAT ANT E deverá efetuar o pagamento até o 15 (Décimo quinto) dia útil após a entrega da fatura mensal A CONT RAT ANT E deverá disponibilizar o Sistema de Comercialização (SI ST EMA COMERCI AL) para a execução dos serviços conforme item 7 e seus sub itens. 24. DO I NÍ CI O DA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 24.1 A prestação do serviço terá início, após atendidas as exigências do item 21 objeto desta contratação 25. DA ADJUDI CACÃO 25.1 Os serviços objeto desta contratação, serão adjudicados conforme proj eto básico, sendo vencedor a empresa desde que declarada habilitadas e que ofertar menor preço para a prestação do serviço 26. DA GEST ÃO DO CONT R AT O 26.1 A gestão do contrato, objeto desta contr atação será feita por um membro do Comitê Gestor ou a critério do gerente da Unidade de Negócios Norte UNN e localidades subordinadas, em comum acordo com a Dir etoria da ár ea. Porto Velho, 01 de fevereiro de JAI T E JANDER BARBOSA BARROSO Gerente da Unidade de Negócios Norte - UNN R aimundo Nonato Lima Novais Colaborador UNND Silvana Edwiges de Arruda Vilaça Colaboradora T GC

16 16 ANEXO I FER R AMENT AS DE USO I DI VI DUAL I T ENS FER R AMENT AS QUANT I DADE UNI DADE 01 Alicate universal 200mm isolado para 1000v 01 Pç 02 Canivete 01 Pç 03 Chave de fenda grande 8 polegadas 01 Pç 04 Chave de fenda média 6 polegada 01 Pç 05 Chave de fenda pequena 4 polegada 01 Pç 06 Chave inglesa 01 Pç 07 T rena de 2m 01 Pç FER R AMENT AS DE USO COL ET I VO I T ENS FER R AMENT AS QUANT I DADE UNI DADE 01 Arco de serra com lâmina 01 Pç 02 Escada extensível de 4,80m de dois vãos 01 Pç 03 Escada singela de 5,60m 01 Pç 04 Escova de aço 01 Pç 05 Facão (terçado) 01 Pç 06 Marreta de 1,5 kg, leve 01 Pç 07 Corote térmico para 05 litros 01 Pç 08 Chave de boca combinada de 25x25mm 01 Pç 09 Volt Amperímetro tipo alicate 01 Pç 10 T alhadeira 01 Pc

17 17 ANEXO I I EPI 's - EQUI PAMENT OS DE PROTEÇÃO DE USO I DI VI DUAL I T ENS EQUI PAMENT OS QUANT I DADE UNI DADE 01 Bolsa de lona para guarda de equipamentos/ferramentas 01 Pç 02 Luva de vaqueta em couro 01 Par 03 Luva de cobertura para luva de 05 KV 01 Par 04 Luva de cobertura para luva de 20 KV 01 Par 05 Luva isolada de borracha 05 KV 01 Par 06 Luva isolada de borracha 20 KV 01 Par 07 Cinto de segurança 01 Pç 08 T alabarte 01 Pç 09 Óculos de segurança com lente verde 01 Pç 10 Óculos de segurança com lente incolor 01 Pç 11 Capacete de eletricista 01 Pç 12 Bota isolada para eletricista 01 Par 13 Capa de chuva 01 Pç EPC's - EQUI PAMENT O DE PROTEÇÃO COL ET I VA I T ENS EQUI PAMENT OS QUANT I DADE UNI DADE 01 Aterramento temporário para BT (Baixa T ensão) 02 Pç 02 Bandeirola 01 Pç 03 Fita de segurança par isolamento de área em serviço 01 Pç 04 Conjunto de equipamento para resgate de acidentado em 01 Pç alto de estrutura. 05 Detetor de tensão em BT /MT /AT 01 Pç 06 Vara de manobra com 4 (quatro) elementos e sacola de 01 Cj guarda em lona 07 Cabeçote universal para vara de manobra 01 Pç 08 Cone de sinalização de 500mm 01 Pç 09 Caixa de primeiros socorros 01 Cx 10 Roupão de apicultor 01 Pç

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON UNIDADE DE NEGÓCIOS NORTE UNN GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO - TGC PROJETO BÁSICO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON UNIDADE DE NEGÓCIOS NORTE UNN GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO - TGC PROJETO BÁSICO 1 PROJETO BÁSICO Objeto: Serviços Técnicos de corte, religação, fiscalização e demais serviços de campo na área de Comercialização de Energia Elétrica, com ênfase na remuneração por Produtividade, para

Leia mais

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO PARA

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO PARA 1/5 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

REQUISITOS DE SEGURANÇA PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS

REQUISITOS DE SEGURANÇA PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS REQUISITOS DE SEGURANÇA PARA PRESTADORES DE SERVIÇOS 1. EPI s (Equipamentos de Proteção Individuais): Equipamento de Segurança de fabricação nacional ou estrangeira destinado a proteger a integridade física

Leia mais

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços.

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. 1/6 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços.

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. 1/7 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO.PARA. PRESTADORAS DE SERVIÇOS. MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE USINA

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO.PARA. PRESTADORAS DE SERVIÇOS. MANUTENÇÃO E OPERAÇÃO DE USINA 1/7 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

Esquema de Certificação do Programa de Certificação Profissional do Sistema Elétrico de Potência

Esquema de Certificação do Programa de Certificação Profissional do Sistema Elétrico de Potência Esquema de Certificação do Programa de Certificação Profissional do Sistema Elétrico de Potência SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2 2. OBJETIVO 2 3. ESQUEMA DE CERTIFICAÇÃO 2 3.1 - Inscrição do Candidato 2 3.2 -

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES.

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras do plano de revitalização da região portuária da cidade

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA CADASTRO DE EMPRESAS PARA EXECUTAR CONSTRUÇÃO OU REFORMAS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO E ILUMINAÇÃO PÚBLICA

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA CADASTRO DE EMPRESAS PARA EXECUTAR CONSTRUÇÃO OU REFORMAS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO E ILUMINAÇÃO PÚBLICA VALIDADE DO CADASTRO - ANUAL. REQUISITOS TÉCNICOS Introdução Este documento tem como objetivo orientar prestadores de serviços de Construção ou reformas de redes de distribuição e Iluminação Pública, no

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS DIRETORIA DE DISTRIBUIÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS DIRETORIA DE DISTRIBUIÇÃO MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. ELETROBRÁS DIRETORIA DE DISTRIBUIÇÃO EMPRESAS DE DISTRIBUIÇÃO DA ELETROBRÁS OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM PRESTAÇÃO DE

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DOS SISTEMAS DE SDAI E CFTV DA BIBLIOTECA PARQUE ESTADUAL BPE

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DOS SISTEMAS DE SDAI E CFTV DA BIBLIOTECA PARQUE ESTADUAL BPE TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DOS SISTEMAS DE SDAI E CFTV DA BIBLIOTECA PARQUE ESTADUAL BPE 1. OBJETO Contratação de empresa especializada em serviços

Leia mais

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho a serem exigidas das prestadoras de serviços.

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho a serem exigidas das prestadoras de serviços. 1/9 0I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho a serem exigidas das prestadoras de serviços.

Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho a serem exigidas das prestadoras de serviços. 1/5 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS. Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A.- CERON PROGRAMA LUZ PARA TODOS Anexo I - Planilha Orçamentária - Composição de Custos -DOC/DOCA Objeto: Referência: PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS TÉCNICOS E ADMINISTRATIVOS

Leia mais

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO.PARA. PRESTADORAS DE SERVIÇOS.

CONDIÇÕES MINÍMAS DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO.PARA. PRESTADORAS DE SERVIÇOS. 1/7 I FINALIDADE Definir critérios de Segurança e Medicina do Trabalho. a serem exigidas das prestadoras de serviços. II ABRANGÊNCIA Todas Prestadoras de Serviços contratadas pela CERON. III PROCEDIMENTOS

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DG DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO - DGA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO

DIRETORIA DE GESTÃO DG DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO - DGA TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 010/2014 OBJETO Contratação de empresa especializada para execução dos serviços de instalação e fornecimento de vidros temperados incolor em imóveis da Eletrobrás Distribuição Rondônia,

Leia mais

PROCEDIMENTO. RES-227/2010 de 28/12/2010 Título: SUBSTITUIÇÃO DE CONDUTOR DE MÉDIA TENSÃO, EM VÃO DE REDE DESENERGIZADA.

PROCEDIMENTO. RES-227/2010 de 28/12/2010 Título: SUBSTITUIÇÃO DE CONDUTOR DE MÉDIA TENSÃO, EM VÃO DE REDE DESENERGIZADA. Página: 1/8 1. OBJETIVO Determinar a metodologia para substituição de condutor de média tensão, em vão de rede desenergizada. 2. ABRANGÊNCIA Este procedimento aplica-se a todas as Empresas de Distribuição

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM MEDICINA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA COMPANHIA DAS DOCAS DO ESTADO DA BAHIA -

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM MEDICINA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA COMPANHIA DAS DOCAS DO ESTADO DA BAHIA - TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM MEDICINA DO TRABALHO E SAÚDE OCUPACIONAL DA COMPANHIA DAS DOCAS DO ESTADO DA BAHIA - CODEBA 1. OBJETO Prestação de serviços em medicina

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA ADEQUAÇÃO DE ÁREA PARA BIBLIOTECA, SALA DE TREINAMENTO E SALA DE ENGENHARIA DA AGG

CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA ADEQUAÇÃO DE ÁREA PARA BIBLIOTECA, SALA DE TREINAMENTO E SALA DE ENGENHARIA DA AGG PROJETO BÁSICO Nº 040/2009 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA ADEQUAÇÃO DE ÁREA PARA BIBLIOTECA, SALA DE TREINAMENTO E SALA DE ENGENHARIA DA AGG Rua José de Alencar, 2.613

Leia mais

Procedimento de Segurança e Medicina do Trabalho na execução de obras e serviços por empresas contratadas

Procedimento de Segurança e Medicina do Trabalho na execução de obras e serviços por empresas contratadas 1. Objetivo Este Procedimento tem como objetivo fixar os requisitos de segurança e medicina do trabalho para as atividades de empresas contratadas, que venham a executar obras e/ou serviços nas dependências

Leia mais

RECURSOS HUMANOS ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL SUMÁRIO

RECURSOS HUMANOS ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL SUMÁRIO TERCEIRIZADAS NA SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 02 2. ÂMBITO... 02 3. CONCEITOS... 02 4. NORMAS APLICÁVEIS E DOCUMENTOS DE REFERÊNCIAS... 03 5. INSTRUÇÕES GERAIS... 03 6. PROCEDIMENTOS... 03 7. CONTROLE DE REGISTROS...

Leia mais

Contrato nº XXX/2015 Chamada Pública nº XXX/2015 CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO:

Contrato nº XXX/2015 Chamada Pública nº XXX/2015 CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO: A CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO:, com sede na cidade de, Endereço, inscrita no CNPJ/MF sob o n., doravante denominada DISTRIBUIDORA, neste ato

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2008

MINUTA DO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2008 MINUTA DO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº /2008 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA FISCALIZAÇÃO E SUPERVISÃO DAS OBRAS DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DA SEDE DEFINITIVA DA QUE ENTRE SI FAZEM A JUSTIÇA

Leia mais

RES. 227/2010 de 28/12/2010 Título: PROCEDIMENTO PARA OPERAÇÃO DE CHAVE FUSÍVEL E CHAVE FACA

RES. 227/2010 de 28/12/2010 Título: PROCEDIMENTO PARA OPERAÇÃO DE CHAVE FUSÍVEL E CHAVE FACA Página: 1/11 DO-OP-01/P-2 1. OBJETIVO Este procedimento tem como objetivo determinar a metodologia na operação de chaves fusíveis e chaves facas. 2. ABRANGÊNCIA Este procedimento aplica-se a todas as Empresas

Leia mais

PROCEDIMENTO. RES-227/2010 de 28/12/2010 Título: INSTALAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO DE PÁRA-RAIOS EM TANQUE DE TRANSFORMADOR, EM REDE ENERGIZADA.

PROCEDIMENTO. RES-227/2010 de 28/12/2010 Título: INSTALAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO DE PÁRA-RAIOS EM TANQUE DE TRANSFORMADOR, EM REDE ENERGIZADA. Página: 1/7 1. OBJETIVO Este procedimento tem como objetivo determinar a metodologia para instalação e substituição de pára-raios em tanque de transformador, em rede energizada. 2. ABRANGÊNCIA Este procedimento

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CONTÍNUO SEM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DE MÃO DE OBRA

PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CONTÍNUO SEM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DE MÃO DE OBRA Página nº 1 de 6 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA Pregão PRESENCIAL PRESTAÇÃO DE SERVIÇO CONTÍNUO SEM DEDICAÇÃO EXCLUSIVA DE MÃO DE OBRA PROCESSO Nº 34.206.019993.2014 PREGÃO PRESENCIAL Nº 057/2014 ÓRGÃO REQUISITANTE:SEIE/Companhia

Leia mais

RES-227/2010 de 28/12/2010 Título: SUBSTITUIÇÃO DE CHAVE FUSÍVEL EM TRANSFORMADOR, EM REDE DESENERGIZADA.

RES-227/2010 de 28/12/2010 Título: SUBSTITUIÇÃO DE CHAVE FUSÍVEL EM TRANSFORMADOR, EM REDE DESENERGIZADA. Página: 1/8 1. OBJETIVO Este procedimento tem como objetivo determinar a metodologia para Substituição e Manutenção de Chaves Fusíveis de Transformador em rede desenergizada. 2. ABRANGÊNCIA Este procedimento

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS ASSUNTO PADRONIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, A SEREM EXECUTADAS PELAS EMPRESAS CONTRATADAS PELA INFRAERO RESPONSÁVEL DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO (DA) GERÊNCIA DE DINÂMICA LABORAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ-DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL EM MINAS GERAIS SETOR REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ-DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL EM MINAS GERAIS SETOR REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO CONTRATO Nº 63/2005 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO, POR INTERMÉDIO DA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA POLÍCIA FEDERAL EM MINAS GERAIS E A EMPRESA ELETRÔNICA SOFT. Aos 12

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N o 615, DE 6 NOVEMBRO DE 2002 (*) Vide alterações e inclusões no final do texto. Aprova o modelo do Contrato de Prestação de Serviço Público de Energia

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 14/2008

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS ANEXO A TERMO DE REFERÊNCIA GEMAP 14/2008 MINISTÉRIO D FZEND SUPERINTENDÊNCI DE SEGUROS PRIVDOS NEXO TERMO DE REFERÊNCI GEMP 14/2008 1 DO OJETO Visa o presente à contratação de empresa especializada para a prestação de serviços contínuos de Motorista

Leia mais

PROJETO BÁSICO N.º 01 / 2012

PROJETO BÁSICO N.º 01 / 2012 PROJETO BÁSICO N.º 01 / 2012 Gerência de Fiscalização DITEC 1. DA FINALIDADE: Abertura para procedimento licitatório com intuito de fornecer à Gerência de Fiscalização condições técnicas para propiciar

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE CATRACAS PARA O ACESSO A ÀREA DE SERVIÇOS DO MUSEU DO AMANHÃ

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE CATRACAS PARA O ACESSO A ÀREA DE SERVIÇOS DO MUSEU DO AMANHÃ TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE CATRACAS PARA O ACESSO A ÀREA DE SERVIÇOS DO MUSEU DO AMANHÃ JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras do plano de revitalização da

Leia mais

4. Apoiar a EMPRESA no registro de marcas e patentes, quando for do interesse de ambas as partes;

4. Apoiar a EMPRESA no registro de marcas e patentes, quando for do interesse de ambas as partes; CONVÊNIO DE INCUBAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E A PARA DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO, DE ACORDO COM A SELEÇAO PÚBLICA REALIZADA ATRAVÉS DO EDITAL 01/2011 DA INCUBADORA

Leia mais

Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674

Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 1987-2012 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Legislação

Leia mais

Sistema de Gestão de SMS

Sistema de Gestão de SMS DESCRIÇÃO DA EMPRESA Nome SMART EXPRESS TRANSPORTES LTDA EPP CNPJ 12.103.225/0001-52 Insc.Est. 79.477.680 Atividade: transporte rodoviário de carga em geral Código: 206-2 Nº de funcionários (inclusive

Leia mais

MANUAL PARA MONTADORAS

MANUAL PARA MONTADORAS 1. PERÍODO DE REALIZAÇÃO DO EVENTO: De 13 a 17 de Abril de 2015, das 08:00 às 18:00h. MANUAL PARA MONTADORAS 2. PERÍODO DE MONTAGENS E DESMONTAGENS DOS STANDS Período de montagem de stands será de 23/03/2015

Leia mais

4.1. 15 (quinze) dias após a entrega do equipamento e aceite da respectiva nota Fiscal pelo CONTRATANTE;

4.1. 15 (quinze) dias após a entrega do equipamento e aceite da respectiva nota Fiscal pelo CONTRATANTE; TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A LOCAÇÃO DE GERADOR JUSTIFICATIVA PARA CONTRATAÇÃO DO SERVIÇO A realização dos eventos RECGASTRÔ Food Truck no Parque e Mercado do Artesão, ambos no Parque Santana, situado

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Processamento de Dados

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Processamento de Dados Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Processamento de Dados Termo de Referência Contratação de serviços de desenvolvimento de sistemas informatizados para implementar o portal online para a

Leia mais

OBJETO: Contrato para instalação e manutenção de monitoramento eletrônico à distância de sistemas de alarme em prédios do município.

OBJETO: Contrato para instalação e manutenção de monitoramento eletrônico à distância de sistemas de alarme em prédios do município. CONTRATO Nº 118/2013 DATA: 30.09.2013 OBJETO: Contrato para instalação e manutenção de monitoramento eletrônico à distância de sistemas de alarme em prédios do município. Empresa: Jean Carlo Neu. 1 CONTRATO

Leia mais

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA 1 PARCELAMENTO DE DÉBITO 1.1 No caso de titular da conta 1. Original e cópia do RG ou da Carteira de Habilitação;

Leia mais

Manual de Procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho para Empresas Contratadas

Manual de Procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho para Empresas Contratadas Manual de Procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho para Empresas Contratadas Responsável: Diretoria de Administração (DA) Superintendência de Recursos Humanos (DARH) Gerência de Dinâmica Laboral

Leia mais

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL Edital de Credenciamento de examinadores de trânsito, conforme arts. 148 e 152 do CTB, art. 12 da Resolução nº 168/2004 do CONTRAN, e art. 24 da Resolução nº 358/2010 do CONTRAN para prestação de serviços

Leia mais

Departamento Regional Minas Gerais ERRATA Nº 01/2014

Departamento Regional Minas Gerais ERRATA Nº 01/2014 Serviço Social do Comércio Departamento Regional Minas Gerais Processo nº 14595/2012 Folha nº Informações e/ou despachos ERRATA Nº 01/2014 Nº do edital: Pregão Presencial nº 0054/2014 Área Técnica Responsável:

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA 35.1. Objetivo e Campo de Aplicação NR-35 TRABALHO EM ALTURA Publicação D.O.U. Portaria SIT n.º 313, de 23 de março de 2012 27/03/12 35.1.1 Esta Norma estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção

Leia mais

a) garantir a efetiva implementação das medidas de proteção estabelecidas nesta Norma;

a) garantir a efetiva implementação das medidas de proteção estabelecidas nesta Norma; TRABALHO EM ALTURA 36.1 Objetivo e Campo de Aplicação 36.1 Objetivo e Definição 36.1.1 Esta Norma tem como objetivo estabelecer os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura,

Leia mais

N. º DOCUMENTO: PNCO-PR-CS-002

N. º DOCUMENTO: PNCO-PR-CS-002 NORMA DE REQUISITOS PARA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO OPERADORES DE PONTE ROLANTE E TICO N. º DOCUMENTO: PNCO-PR-CS-002 1 1. OBJETIVO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. NORMAS E/OU DOCUMENTOS COMPLEMENTARES... 3

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO TOMADA DE PREÇOS Nº 05/2010

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO TOMADA DE PREÇOS Nº 05/2010 ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO TOMADA DE PREÇOS Nº 05/2010 a) Prestar assistência técnica aos softwares instalados: Sistema Windows; Sistema de disponibilização de guias de cobrança através da internet;

Leia mais

ESTADO DO PARÁ M I N I S T É R I O P Ú B L I C O TERMO DE REFERÊNCIA - ANEXO I DO PREGÃO PRESENCIAL 011/2010-MP/PA.

ESTADO DO PARÁ M I N I S T É R I O P Ú B L I C O TERMO DE REFERÊNCIA - ANEXO I DO PREGÃO PRESENCIAL 011/2010-MP/PA. 1 TERMO DE REFERÊNCIA - ANEXO I DO PREGÃO PRESENCIAL 011/2010-MP/PA. 1. OBJETO Contratação de Empresa para Locação (MENSAL) de Veículos (Item 01) e Registro de Preços para Locação Eventual (DIÁRIAS) de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA GESER Nº 06/07 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO

TERMO DE REFERÊNCIA GESER Nº 06/07 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS TERMO DE REFERÊNCIA GESER Nº 06/07 SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO 1- DO OBJETO Visa este Termo de Referência à contração de empresa especializada

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO Nº 002/2015

EDITAL DE SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO Nº 002/2015 EDITAL DE SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO Nº 002/2015 1 - PREÂMBULO 1.1 O Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Bela Vista de Goiás PREVIBEL - autarquia municipal de direito público, com sede

Leia mais

ANEXO II EXIGÊNCIAS DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE

ANEXO II EXIGÊNCIAS DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE ANEXO II EXIGÊNCIAS DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE 1. OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Estas exigências definem os deveres e as responsabilidades da CONTRATADA e estabelecem as orientações, requisitos

Leia mais

ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO

ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO TERMO DE CONTRATO QUE ENTRE SI O INSTITUTO FELIX GUATTARI, organização não governamental (ONG), declarada de utilidade pública estadual, devidamente inscrita

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico em sistema de colaboração ZIMBRA. 2. DESCRIÇÃO GERAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

ANEXO XIII - PROJETO BÁSICO

ANEXO XIII - PROJETO BÁSICO Contratação de Serviços de Engenharia para Instalação de Novos Pontos de IP e Complementação da Eficientização do Sistema de Iluminação Pública de Porto Alegre ANEXO XIII - PROJETO BÁSICO 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

DIRETRIZ ORGANIZACIONAL

DIRETRIZ ORGANIZACIONAL TÍTULO: REQUISITOS DE MEIO AMBIENTE, SAÚDE OCUPACIONAL E SEGURANÇA DO TRABALHO PARA CONTRATADAS Área Responsável: Gerência Geral de Meio Ambiente Saúde e Segurança 1. OBJETIVO Este procedimento tem como

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS PROJETO BÁSICO PS/TGE/009/2005. CONTRAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA REALIZAÇÃO DE CONCURSO PÚBLICO. 1 - Objeto Contratação de empresa especializada em realização de concurso público destinado ao preenchimento

Leia mais

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais;

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais; Ref.: nº 26/2015 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

PROCEDIMENTO GERAL. Gestão de Anomalia

PROCEDIMENTO GERAL. Gestão de Anomalia PÁG. 1/12 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para gestão de anomalias na BAHIAGÁS, determinando os critérios para seu registro, comunicação, investigação e a metodologia para definição e implantação

Leia mais

PROJETO BÁSICO 01/2013 - NUBEN PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GINÁSTICA LABORAL

PROJETO BÁSICO 01/2013 - NUBEN PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GINÁSTICA LABORAL PROJETO BÁSICO 01/2013 - NUBEN PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GINÁSTICA LABORAL I OBJETO Contratação de empresa prestadora de serviços de ginástica laboral para executar serviço de assessoria, implementação

Leia mais

Direitos e Deveres dos Consumidores Residenciais de Energia Elétrica

Direitos e Deveres dos Consumidores Residenciais de Energia Elétrica Encontro do Conselho de Consumidores da AES Eletropaulo (Conselpa) e Conselho Coordenador das Associações Amigos de Bairros, Vilas e Cidades de SP (Consabesp). Direitos e Deveres dos Consumidores Residenciais

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.815, DE 29 DE OUTUBRO DE 2014

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.815, DE 29 DE OUTUBRO DE 2014 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.815, DE 29 DE OUTUBRO DE 2014 Voto Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2014 e fixa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO PLANO SUPER LIGAÇÃO 15 TARIFA ÚNICA TODO DIA TODA HORA Por este instrumento, em que são partes: de um lado a TELEFÔNICA BRASIL S.A., concessionária do Serviço Telefônico

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL

DEPARTAMENTO PESSOAL DEPARTAMENTO PESSOAL DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1 1. Documentos necessários para admissão Para o processo de admissão, o novo funcionário deverá apresentar a relação de documentos abaixo: *Carteira de Trabalho

Leia mais

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009

DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES LICITAÇÃO MODALIDADE TOMADA DE PREÇOS MENOR PREÇO ORIGEM DA TOMADA DE PREÇOS: EDITAL Nº 001/2009 TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2009 - PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 2009.40.38.00182

Leia mais

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA 1 JUSTIFICATIVA 1.1 O objetivo do presente pregão eletrônico é a contratação de empresa especializada na prestação de serviço de locação de equipamentos de radiocomunicação

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA EM EQUIPAMENTOS O Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/ISGH, Organização Social administradora do Hospital

Leia mais

Submódulo 12.3. Manutenção do sistema de medição para faturamento

Submódulo 12.3. Manutenção do sistema de medição para faturamento Submódulo 12.3 Manutenção do sistema de medição para faturamento Rev. Nº. 0 1 Motivo da revisão Este documento foi motivado pela criação do Operador Nacional do Sistema Elétrico. Atendimento à Resolução

Leia mais

Documentos Obrigatórios em UANs

Documentos Obrigatórios em UANs Documentos Obrigatórios em UANs Profa. Ms Kelly Ribeiro Amichi DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Para o funcionamento de uma UAN, existe a documentação obrigatória exigida pela legislação. Essa documentação deve

Leia mais

PROJETO BÁSICO CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA MINISTRAR TREINAMENTO REFERENTE A CURSO BÁSICO E COMPLEMENTAR DA NR-10.

PROJETO BÁSICO CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA MINISTRAR TREINAMENTO REFERENTE A CURSO BÁSICO E COMPLEMENTAR DA NR-10. PROJETO BÁSICO CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA MINISTRAR TREINAMENTO REFERENTE A CURSO BÁSICO E COMPLEMENTAR DA NR-10. Abril/2007 PROJETO BÁSICO Página 1 PROJETO BÁSICO PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA MINISTRAR

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS DA CEG 1.º PARTES a) CEG: COMPANHIA DISTRIBUIDORA DE

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB 1 -DO OBJETO O objeto do Pregão Presencial é a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de rádio-táxi

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROCESSO N.º 1840-09.00/12-5 COTAÇÃO ELETRÔNICA Nº 86/2012 AJDG N.º 88/2012 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA- GERAL DE JUSTIÇA, órgão administrativo

Leia mais

GLOBAL BUSINESS SERVICES-GBS BRASIL. Gestão de Contratistas Brasil. Data de aprovação 10/06/2014. Aprovadores:

GLOBAL BUSINESS SERVICES-GBS BRASIL. Gestão de Contratistas Brasil. Data de aprovação 10/06/2014. Aprovadores: Regulamento GLOBAL BUSINESS SERVICES-GBS BRASIL Empresa Endesa Brasil Enel Green Power Caráter Âmbito Gestão de Contratistas Brasil Endesa Brasil Data de aprovação 10/06/2014 REGULAMENTO DE GESTÃO DE CONTRATISTA

Leia mais

MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA TERCEIROS

MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA TERCEIROS MANUAL DE SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL PARA TERCEIROS ANTES DO INÍCIO DOS TRABALHOS Fornecer cópia deste manual a sua equipe de liderança, e exigir o seu cumprimento de acordo com o Artigo 157 Item I

Leia mais

Este procedimento aplica-se a todas as Empresas de Distribuição da Eletrobras - EDEs em serviços de campo.

Este procedimento aplica-se a todas as Empresas de Distribuição da Eletrobras - EDEs em serviços de campo. Página: 1/8 1. OBJETIVO Este procedimento tem como objetivo determinar a metodologia para inspeção de postes em redes de distribuição Rural e Urbana em média e baixa tensão, visando garantir a uniformidade,

Leia mais

MANUAL DE PESSOAL VIG: 01.10.2006. Regulamentar a concessão do benefício Reembolso-Creche aos empregados da ECT.

MANUAL DE PESSOAL VIG: 01.10.2006. Regulamentar a concessão do benefício Reembolso-Creche aos empregados da ECT. CAP: 1 1 * MÓDULO 26: REEMBOLSO-CRECHE CAPÍTULO 1: APRESENTAÇÃO 1 FINALIDADE Regulamentar a concessão do benefício Reembolso-Creche aos empregados da ECT. 2 ELABORAÇÃO E ATUALIZAÇÃO DOS CAPÍTULOS Compete

Leia mais

Este procedimento aplica-se a todas as unidades da Vale Fertilizantes e empresas contratadas.

Este procedimento aplica-se a todas as unidades da Vale Fertilizantes e empresas contratadas. Responsável Técnico: Alex Clementino Ferreira Gerência de Sistemas de Gestão Público-alvo: Empregados próprios e prestadores de serviços das unidades da Vale Fertilizantes. 1. OBJETIVO Nº: PGS-3209-74-24

Leia mais

Segurança e Medicina Ocupacional

Segurança e Medicina Ocupacional Segurança e Medicina Ocupacional Este documento apresenta as exigências mínimas para prestadores de serviços, referentes a Segurança e Medicina Ocupacional. 1 - Condições Básicas 1.1 - Plano de Segurança

Leia mais

Contrato de adesão de prestação de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário

Contrato de adesão de prestação de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário Contrato de adesão de prestação de serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário Prezado (a)usuário (a): Este é o seu contrato de prestação de serviços de abastecimento de água e de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MARMORARIA A SEREM EXECUTADOS NO MUSEU DO AMANHÃ.

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MARMORARIA A SEREM EXECUTADOS NO MUSEU DO AMANHÃ. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MARMORARIA A SEREM EXECUTADOS NO MUSEU DO AMANHÃ. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras

Leia mais

GR ASSESSORIA LTDA. Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho. Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778.

GR ASSESSORIA LTDA. Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho. Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778. GR ASSESSORIA LTDA Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778.4561 PCMSO Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional PPRA Programa

Leia mais

Gerenciamento de Obras. Coordenação Prof. Dr. João R. L. Simões

Gerenciamento de Obras. Coordenação Prof. Dr. João R. L. Simões Gerenciamento de Obras Prof. Dr. Ivan Xavier Coordenação Prof. Dr. João R. L. Simões Fases do Gerenciamento: 3. Operação e controle da obra. 3. Operação e controle da obra: Reunião de partida da obra;

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /2011 Fls. 1

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria Municipal de Finanças Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /2011 Fls. 1 Contrato nº /2011 Fls. 1 MINUTA TERMO DE CONTRATO Convite de Preços n.º 085/2011 Processo n.º 29.199/2011 Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO SERVIÇOS DE DESINSETIZAÇÃO E DESRATIZAÇÃO NAS UNIDADES

Leia mais

NR 7 - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional(107.000-2)

NR 7 - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional(107.000-2) Página 1 de 6 NR 7 - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional(107.000-2) 7.1. Do objeto. 7.1.1. Esta Norma Regulamentadora - NR estabelece a obrigatoriedade de elaboração e implementação, por parte

Leia mais

PROGRAMA IMOBILIG - MANUAL DE ORIENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS

PROGRAMA IMOBILIG - MANUAL DE ORIENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS PROGRAMA IMOBILIG - MANUAL DE ORIENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS Sumário 1. Objetivo... 3 2. Premissas básicas... 3 3. Compromissos da CEEE-D... 3 4. Compromissos da Imobiliária... 3 5. Serviços disponíveis através

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000363/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002753/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.000337/2015-27 DATA DO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002151/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/08/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR026676/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.010071/2009-72 DATA DO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO DIVISÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO DIVISÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SERVIÇO DE ENGENHARIA PARA EXECUÇÃO DE EXTENSÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO PARA ATENDER A ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM DIVERSOS LOGRADOUROS DE PORTO ALEGRE 1. GENERALIDADES O

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA E DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA

CLÁUSULA SEGUNDA - DA DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA E DA ASSISTÊNCIA TÉCNICA CONTRATO DE LICENÇA DE USO DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes: a) de um lado, a empresa GEPER DESENVOLVIMENTO

Leia mais

ANEXO IV TERMO DE REFERÊNCIA N.º Revisão: 00

ANEXO IV TERMO DE REFERÊNCIA N.º Revisão: 00 TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALIBRAÇÃO COM PESO PADRÃO RASTREADO E EMISSÃO DE CERTIFICADO DE CALIBRAÇÃO DE BALANÇAS DO AEROPORTO INTERNACIONAL

Leia mais

1. Requisitos para participação no processo seletivo:

1. Requisitos para participação no processo seletivo: O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Mato Grosso, CNPJ Nº. 03.534.450/0001-52, situado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 3999- Bairro: CPA na cidade de Cuiabá-MT, torna

Leia mais

PROJETO BÁSICO Nº 007

PROJETO BÁSICO Nº 007 PROJETO BÁSICO Nº 007 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM PROJETO DE ENGENHARIA PARA ELABORAÇÃO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO, E SPDA (SISTEMA DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGA ATMOSFÉRICA)

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE FISCALIZAÇÃO

GUIA PRÁTICO DE FISCALIZAÇÃO GUIA PRÁTICO DE FISCALIZAÇÃO 1. DOS CONCEITOS: Administração: a Universidade Federal de Lavras, como órgão integrante da Administração Pública Federal; Comissão de Fiscalização: servidores designados pelo

Leia mais

Cobras Contabilidade Brasília S/S Ltda

Cobras Contabilidade Brasília S/S Ltda MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível seu quadro de avisos para análise da fiscalização os seguintes

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 600222/2011 Contrato nº 025/2011

PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 600222/2011 Contrato nº 025/2011 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 600222/2011 Contrato nº 025/2011 Pelo presente instrumento, de um lado a FUNDAÇÃO ARQUIVO E MEMÓRIA DE SANTOS, doravante designada CONTRATANTE, com sede à Rua Visconde do Rio

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.713, DE 15 DE ABRIL DE 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.713, DE 15 DE ABRIL DE 2014. AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.713, DE 15 DE ABRIL DE 2014. Homologa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSDs referentes à Companhia

Leia mais

Caderno Financeiro. Setembro 2012 a Agosto 2013. Versão: 1.4 05/09/2013 Versão anterior: 26/07/2013 1

Caderno Financeiro. Setembro 2012 a Agosto 2013. Versão: 1.4 05/09/2013 Versão anterior: 26/07/2013 1 Caderno Financeiro Setembro 2012 a Agosto 2013 Versão: 1.4 05/09/2013 Versão anterior: 26/07/2013 1 Caderno Financeiro Informativo Período: Setembro de 2012 a Agosto de 2013 Índice das informações: 1.

Leia mais

NOTA TÉCNICA 6.008. Página 1 de 24. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição

NOTA TÉCNICA 6.008. Página 1 de 24. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Planejamento do Sistema. Gerência da Distribuição Página 1 de 4 NOTA TÉCNICA 6.008 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INTERLIGAÇÃO DE GERADOR PARTICULAR COM A REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA AES ELETROPAULO UTILIZANDO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA AUTOMÁTICA COM INTERRUPÇÃO

Leia mais

As distribuidoras de energia elétrica e o ISS

As distribuidoras de energia elétrica e o ISS As distribuidoras de energia elétrica e o ISS Introdução Como se sabe, a produção, a importação, a circulação, a distribuição ou o consumo de energia elétrica podem provocar a incidência do ICMS, exceto

Leia mais