CemigNet 2.0 Aproximando as pessoas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CemigNet 2.0 Aproximando as pessoas"

Transcrição

1 março 2010 Ano VII nº 65 Informativo mensal para os EMPREGADOS da cemig No mapa, Bom Despacho e Juiz de Fora ficam longe. CemigNet 2.0 Aproximando as pessoas Ronaldo Majela, Téc. Distribuição Na Cemig, não. Eduardo Machado, Téc. Industrial Programa AI6% tem mais doadores na campanha 2009/2010 Museu da eletricidade é inaugurado em Alfenas

2 Da Redação Cemig entrega títulos de propriedade aos reassentados de Irapé No ano passado, a Gerência de Gestão de Imóveis - LI/IM entregou grande parte dos títulos de propriedades aos reassentados das comunidades próximas à Usina Hidrelétrica de Irapé. Das 92 fazendas desapropriadas, a Gerência já regularizou 51 e 17 estão em processos judiciais. O restante das entregas está programado para este ano. Web 2.0 EDITORIA 04 Ponto a ponto A superintendente de Coordenação da Distribuição CD, Maura Galuppo, fala sobre o programa SuperAção 04 Ponto a ponto 05 segurança do trabalho Empregado reconhece importância da especificação do uniforme 05 gestão Melhoria em sistemas aperfeiçoa processos 06 ESPECIAL Intranet colaborativa no ar 08 gente nossa De bem com o trânsito 08 Energia Vital Oito campeões e uma história 06 especial Intranet colaborativa no ar CemigNet 2.0 unindo as pessoas e agilizando os processos. 11 voluntariado Programa AI6% tem mais doadores na campanha 2009/2010 Juntos estamos melhorando a vida de crianças e adolescentes 09 MEU TRABALHO Criatividade sustentável 10 sustentabilidade A vida como ela é: segura em todos os aspectos 11 voluntariado Programa AI6% tem mais doadores na campanha 2009/ cultura Museu da eletricidade é inaugurado em Alfenas 12 SEGURANÇA Da Informação Paixão segundo SI 12 cultura Museu da eletricidade é inaugurado em Alfenas Nossa história sendo preservada Efap é recomendada pelo Bureau Veritas Certification Em janeiro deste ano, a Gerência do Centro de Formação e Aperfeiçoamento Profissional - RH/FA foi recomendada pelo Bureau Veritas Certification - BVC para certificação, em conformidade com o Sistema de Saúde e Segurança e Ambiental Nível 1 da Cemig. O escopo escolhido foi Desenvolver e prover treinamento técnico de formação e aperfeiçoamento profissional e fornecer hospedagem e alimentação para os seus clientes quando em treinamento na EFAP. A recomendação é devido ao trabalho desenvolvido pela Escola de Formação e Aperfeiçoamento Profissional de Sete Lagoas (Efap) que, só em 2009, realizou treinamentos em Sete Lagoas e descentralizados. Cemig promove curso para casais grávidos Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento saudável dos filhos dos seus empregados, a Cemig promove, através da Gerência de Segurança do Trabalho, Saúde e Bem-estar RH/ST, o Curso de Orientação Médico-social sobre a questão materno-infantil para casais grávidos. Segundo a assistente social, Denise Luz da Costa Carvalho, o objetivo do curso, realizado normalmente duas vezes por ano e praticado desde em 1982, é proporcionar aos casais maior segurança na vivência da gravidez, do parto e dos cuidados com a criança, diminuindo os riscos para a gestante e para o bebê, a fim de evitar afastamentos desnecessários. Você deve estar se perguntando o que é a web 2.0 e por que ela está chegando à Cemig. A web 2.0 é o melhor aproveitamento da inteligência coletiva, é a transição para outro paradigma, onde a colaboração ganha força suficiente para concorrer com as tradicionais formas de geração de conteúdo. Tudo isso com a internet como plataforma. A web 2.0 ganhou força entre os internautas e está se consolidado no meio organizacional. Empresas mundo afora já estão se beneficiando das inúmeras possibilidades de gestão de conhecimento e da colaboração. No Brasil, o uso da web 2.0 está apenas começando. Muitas empresas optando por dissiparem o caos de suas intranets com milhares de sites diferentes, com arquiteturas de informação difíceis de navegar e as informações defasadas e muitas vezes duplicadas. Para organizar tudo isso, dar voz e vez aos seus colaboradores, as empresas brasileiras estão descobrindo que a melhor forma é adotarem a web 2.0, onde os empregados constroem juntos o conhecimento, colaboram uns com os outros nas soluções de problemas e formam um precioso conteúdo rico em conhecimento técnico estruturado e não estruturado e tácito. Para isso, a empresa precisa se preparar para essa nova era. A informação é a base para a tomada de decisões, para a resolução de problemas, para a captação de novas ideias e pela inovação tecnológica. As empresas que não se adaptarem continuarão com suas intranets confusas, complicadas e difíceis impactando nas suas tomadas de decisão, perdendo conhecimento técnico e tácito e perdendo mercado. A web 2.0 é democrática. Ela dá a oportunidade ás pessoas de se manifestarem, divulgarem suas ideias e compartilhar soluções e pontos de vista para toda a Empresa. Nesse ambiente, todas essas manifestações têm importância e podem ser lidas por seus pares, por seus superiores e por todas as pessoas conectadas na intranet. A facilidade de encontrar os conteúdos pela organização das páginas, a padronização do ambiente e pelo robusto sistema de busca, atrás até o usuário informações pertinentes ao que procurar e sem perda de tempo. Tudo que a web 2.0 oferece na internet, nossa intranet também terá. Em alguns casos, os recursos vão sendo adaptados e serão disponibilizados gradativamente. A meta é que a intranet seja o microcosmo do ambiente externo. Isso vai dar sustentação ao crescimento profissional das pessoas e suportar a expansão do Grupo Cemig. E X P E D I E N T E Informativo mensal para os empregados da Cemig Editado pela Superintendência de Comunicação Empresarial (CE) Correspondência interna: SA/19/B2 - Fone: (31) Editor Responsável: Luiz Henrique Michalick Reg. No SJPMG Coordenação de edição: Terezinha Crespo de Rezende, Paulo Tarso Rezende Tobias e Tatiana Rezende Redação e apoio: Roosevelt Rodrigo, Henry Bernardo, Cibele Andrade e Tatiane Procópio Estagiário: Adelle Soares Comitê editorial: Lúcia Fátima Ramos, Lúcia Maria de Pimenta Cortez, Renilda Maria Nepomuceno Lima, Fátima Luzia Henrique, Maria Stael Drumond Matias e Jonatas Andrade Fotos: Ronaldo Guimarães, Eugênio Paccelli e colaboradores Ilustração: Weisvisthértini Barbosa Diagramação: Agência 18 Comunicação Fotolito: Formato Impressão: Gráfica Real Tiragem: exemplares Bem vindos à nova intranet Cemig 2.0. Ela será nosso espaço de colaboração! 03

3 ONTO A PONTO Empregado reconhece importância da especificação do uniforme O Segurança do trabalh A Diretoria de Distribuição e Comercialização - DDC lançou, no dia 15 de fevereiro, o Programa SuperAção, que busca privilegiar o conhecimento dos empregados para obter a melhoria da qualidade dos serviços prestados e o resgate da satisfação do cliente. A DDC pretende alcançar estes objetivos através de ações simples e eficazes que possibilitem a superação de obstáculos, com resultados tangíveis para a Distribuidora. O resgate de uma história A Cemig Distribuição é a maior distribuidora da América Latina, sendo uma das mais respeitadas e reconhecidas Empresas de todo o mundo. Entretanto, atualmente, em função de questões mercadológicas e regulatórias, torna-se necessário que a empresa busque uma melhoria na qualidade dos serviços prestados e na sua imagem perante os consumidores. Para tanto, a DDC está captando ideias e sugestões que contribuam para otimizar os seus processos, utilizando o que há de melhor na Cemig: a energia de seus empregados. Não há ninguém mais qualificado para trazer melhorias do que as próprias pessoas que vivem o dia a dia dos processos, diz a superintendente de Coordenação da Distribuição - CD, Maura Galuppo. Foi com essa proposta que a Diretoria lançou o Programa SuperAção, buscando a efetiva participação dos empregados na obtenção de melhorias das condições da rede elétrica, da prestação de serviços e otimização de custos. Energia da Gente - Qual a principal característica do Programa SuperAção? Maura Galuppo - Além de melhorar nossos processos, acho que a principal característica do SuperAção é o resgate do envolvimento e participação dos empregados nas soluções dos problemas da Cemig Distribuição. Somos nós quem nos superamos a cada dia para colocar essa Empresa entre os dois maiores grupos de energia do Brasil em Não podemos nos esquecer de que o know how é todo nosso. O SuperAção veio para que, juntos, possamos pensar na melhor maneira possível de otimizar nossos gastos em prol da manutenção preventiva e alavancar nossa Empresa. Dando voz aos empregados, acredito que além da melhoria da gestão e processos da Cemig, vamos resgatar nossos valores, vestindo a camisa com orgulho e acreditando que, de fato, cada um de nós faz toda a diferença. EG - Ao que se propõe o programa? MG - O SuperAção prevê a melhoria do uso de nossos ativos para otimizar nossos processos e, com a economia desses gastos, investir em manutenção preventiva da nossa rede. Investir em melhorias no processo produtivo traz como consequência a melhoria de toda a cadeia da Distribuição. Sendo assim, pensamos em equacionar as despesas e preservar a manutenção preventiva, a fim de reduzir os problemas de interrupção, o que diminuirá as reclamações junto à Central de Atendimento, trará melhoria em nossas relações comerciais e assim por diante. EG - Uma das iniciativas do programa é o investimento de R$1,3 bilhão em melhorias do sistema elétrico, não é isso? MG - Sim, recursos para investimento nós temos e estamos utilizando-o bem. Durante as negociações na última revisão tarifária, a Aneel reconheceu todos os investimentos solicitados pela Cemig. Porém, a realidade de hoje nos mostra que não só o órgão regulador, que propicia a busca constante de eficiência do setor, mas os próprios consumidores estão muito mais exigentes quanto à qualidade de nossos serviços. Para atender essa demanda, a Cemig tem que ser sempre criativa, pois queremos ser ainda melhores do que a Aneel exige. Então, temos de saber utilizar de forma adequada os nossos ativos, evitar desperdícios na distribuidora e otimizar nossos processos. EG - Quais são as ações propostas pelo Programa? MG - As principais ações serão decorrentes do subprograma Luz Própria, que cria o espaço para que os empregados apresentem formalmente sugestões, ideias e inovações, que permitam ganhos e melhorias na qualidade dos serviços ou o aprimoramento de instrumentos e maquinário utilizados na Empresa. Aliás, essa é a principal proposta do SuperAção: dar voz aos nossos empregados. São eles que movem e conhecem os processos desta Empresa. É através de suas sugestões que iremos adotar os novos procedimentos a serem seguidos. Nós, gestores, iremos agir apenas como catalisadores dessas propostas e gerir para que elas sejam de fato colocadas em prática. EG - Aliás, a ideia do Luz Própria é interessante pois também valoriza o empregado individualmente, não é? MG - Sim. A nossa proposta também é essa! Queremos que todos empregados percebam que juntos podemos alavancar ainda mais essa Empresa. Valorizar as pessoas que contribuem com iniciativas para melhorar nossos resultados é nossa obrigação. Não digo só pelas premiações, mas, principalmente, pelo reconhecimento de seu engajamento e competência. É importante que cada pessoa compreenda que a sua atuação faz toda a diferença para a Cemig. Faixas reflexivas nos uniformes: importante item de segurança. Os empregados Rui Comissário e Luís Renato Hussar, da Gerência de Serviços de Distribuição de Uberaba - SD/UR, após vivenciarem um acidente de trânsito, puderam comprovar a importância da especificação correta dos uniformes da Empresa. Segundo eles, as faixas retrorrefletivas e a resistência do tecido foram fundamentais para proteção. Rui Comissário conta que, no acidente, o veículo da Cemig ficou tombado e atravessado na pista impossibilitando a passagem de qualquer veículo e sem iluminação. Os primeiros veículos que pararam para dar socorro alegaram que só viram as faixas refletivas dos uniformes, conta. Ele acrescenta que os uniformes, tanto protegeram no aspecto de evitar um novo acidente quanto comprovaram a resistência do tecido. Os primeiros veículos que pararam, alegaram que foi porque viram as faixas refletivas do uniforme logo após a curva, enfatiza. Luis Renato Hussar. Faixas retrorrefletivas O engenheiro de Segurança do Trabalho, Francis Albert da Gerência de Segurança do Trabalho, Saúde e Bem-estar - RH/ST, informa que a inclusão das faixas retrorrefletivas no uniforme é um exigência do Ministério do Trabalho para a proteção do trabalhador em áreas externas. Sendo que a quantidade de faixas e determinada pela velocidade da via. A faixa fluorescente retrorrefletiva resistente a chamas com microesferas de vidro, disponível na cor amarelo fluorecente combina propriedades de fluorescência e retrorrefletividade em um único produto resistente a chamas, possibilita visibilidade tanto diurna como noturna. Estes produtos são constituídos por um segmento central retrorrefletivo prata composto por microesferas de vidro situado entre dois segmentos laterais fluorescentes, explica. Uniformes Na Cemig, todos os uniformes possuem faixas refletivas, que possibilitam a visibilidade adequada em vias de trânsito e espaços confinados, bem como a identificação dos empregados nas instalações da empresa. Além da faixa retrorrefletiva, os uniformes dos empregados que trabalham no Sistema Elétrico de Potência - SEP possuem a característica de resistência à chama, para proteção contra queimaduras provenientes do arco elétrico. A Empresa busca, além de atender as exigências do Ministério do Trabalho, proporcionar maior segurança e conforto aos seus empregados. Os novos uniformes foram confeccionados em algodão tratado, que proporciona ao tecido a característica de resistente à chama - RF. Embora tenha havido a troca do tecido, nesta última aquisição, o aspecto visual do uniforme permanece inalterado. Esta mudança entretanto, requereu diversos estudos e a realização de muitos testes e ensaios para garantir a confiabilidade e eficácia de suas características de proteção ao arco. Atividades que foram realizadas pelo GT-26 Grupo de Trabalho de Materiais e Equipamentos de Segurança do Comitê de Normalização de Equipamentos e Materiais da Cemig - Conem, explica Francis Albert. O uniforme protegeu Luis Renato durante um acidente 04 texto muito grande 05

4 ESPECIAL Intranet colaborativa no ar Início O Projeto foi buscar no mercado o que tem de mais moderno e adequado às necessidades da Cemig. Sérgio Andreotti Tasca, consultor Sênior de Tecnologia da Informação TI, explica que o processo de definição da ferramenta que antecedeu ao início do Projeto foi fundamental por possibilitar testar várias ferramentas para avaliar performance, facilidade de uso e integração. Estamos confiantes em oferecer um ambiente realmente novo, de fácil criação e colaboração. Acredito que a informação será transmitida de forma mais criativa e completa, enfatiza. Ao iniciar o Projeto, a equipe responsável pelo Cemig 2.0 reuniu os proprietários de sites definidos pelas unidades administrativas e começou a ouvi-los sobre as necessidades de suas áreas. O resultado foi a convergência entre as necessidades dos empregados com as da Empresa. Nos dois anos de Projeto, a equipe trabalhou com a usabilidade das ferramentas, com desenvolvimento e customização, e com a arquitetura da informação para que o novo ambiente tenha uma navegação agradável, seja prático e fácil de ser utilizado. A CemigNet 2.0 traz consigo uma mudança de cultura da Empresa, já que o ambiente web 2.0 proporciona a participação das pessoas no meio virtual onde deixam de ser leitoras para atuarem como colaboradoras de conteúdos. Para a analista de suporte de informática e gerente de Tecnologia do Projeto Cemig 2.0, Maria Celeste Ferraz Messina, essa mudança gera produtos de qualidade com o olhar crítico no valor da informação É um novo conceito de colaboração e um importante passo para a gestão do conhecimento organizacional, fala. Colaboração Com essa possibilidade de colaboração, a CemigNet 2.0 contará com cerca de 300 empregados envolvidos no Projeto como proprietários de sites que terão autonomia e agilidade para alterar ou inserir conteúdos, sem a dependência da TI. Além disso, terão capacidade de selecionar, elaborar e expor de forma adequada as informações de suas áreas da maneira que melhor lhes convir. Os proprietários de site foram devidamente treinados e vão atuar como multiplicadores e como agentes dessa transformação, afirma Maria Celeste. intranet, selecionando de forma adequada as suas informações e realizando a inserção de seus conteúdos corporativos e relevantes para o novo ambiente web 2.0, que trará benefícios para a Empresa e melhoria de seus processos de trabalho, explica. Além disso, os proprietários de sites foram responsáveis pela transferência do conteúdo da CemigNet para CemigNet 2.0. Etevaldo Lucas explica que isso foi feito tendo como critério a importância do conteúdo para os empregados da Cemig e sua atualidade. Após essa análise, os proprietários de sites transferiram o conteúdo para a nova intranet. Eneli Selda Novaes, analista de qualidade da Gerência de Qualidade e Programas Especiais - SE/QA, é responsável por diversos sites da sua área. Apesar da mudança da ferramenta, que traz consigo também uma mudança cultural, Eneli é otimista com o Projeto. Toda mudança causa alguma insegurança, mas devemos ver o Cemig 2.0 um pouco além da tela do nosso computador. Atualmente, os ambientes digitais das empresas são mais uma ferramenta de gestão. Quanto mais ágil e atual essa ferramenta, melhor o desempenho de todos, ressalta. A CemigNet 2.0 já está no ar. Os empregados já podem acessar a nova intranet viabilizada pelo Projeto Cemig 2.0, que tem como base o sistema SharePoint Server, da Microsoft empresa referência do setor de informática no mundo. Para Etevado Lucas Queiroz, comunicador social e gerente do Projeto Cemig 2.0, a Empresa tinha uma demanda reprimida muito grande com relação à intranet. O Projeto Cemig 2.0 vai resolver grande parte da demanda existente na Empresa, mas será necessário que ocorra evolução constante desse ambiente. O que já está previsto com a criação da equipe de Governança do ambiente e com Projetos de evolução, explica. Para que o Projeto Cemig 2.0 se tornasse realidade foi fundamental o apoio e participação dos empregados, principalmente os designados como proprietários de site. Para Luiz Michalick, eles são fundamentais para o sucesso do Projeto. Os proprietários de sites têm o papel fundamental na qualidade do conteúdo da nova Para Luiz Fernando Simões Beconha, analista de investimentos da Gerência de Análise e Acompanhamento de Projetos - PP/AP e proprietário de site da sua área, participar do Cemig 2.0 é uma oportunidade importante, que lhe auxilia a adquirir conhecimento. É um grande momento, tanto por poder contribuir O Projeto Cemig 2.0 é coordenado pela Superintendência de Comunicação Empresarial - CE e é realizado em parceria com a Superintendência de Tecnologia da Informação - TI e com consultoria e execução da empresa AeC. Há quase dois anos, os profissionais envolvidos no Projeto vem se esforçando para garantir uma modernização do sistema de intranet e internet aliada ao conceito de web 2.0, um ambiente de difusão das informações e colaboração de todos os empregados. Com a web 2.0, a Cemig está à frente tecnologicamente no ambiente da informação. Para o superintendente do CE, Luiz Henrique Michalick, a Empresa entra num novo patamar de comunicação. A interatividade e a colaboração, que são próprias da web 2.0, passa a ser uma realidade na Cemig, o que exigirá uma mudança de cultura e permitirá modernização das relações na Empresa. inforgráfico De acordo com Michalick, as grandes empresas do mundo também estão adotando a web 2.0 para suas intranets. Muitas delas, assim como a Cemig, acreditam que o maior potencial de uma empresa são seus empregados. O ponto chave da nova intranet são as pessoas. Por meio da colaboração, os empregados vão formando seus conhecimentos, melhorando seus processos e agregando as experiências dos colegas

5 Gente nossa De bem com o trânsito Oito campeões e uma história energia vita Sidney Lopes trabalha há 17 anos na Cemig, sendo que, desse período, 15 anos foram como motorista na cidade de Patrocínio. Sua indicação para representar a Empresa e seus colegas de trabalho foi motivada por sua postura defensiva na direção de veículos, sem registro de acidente e multa de trânsito. Procuro sempre exercitar a cidadania dando sempre preferência aos pedestres. Sidney Lopes: exemplo de responsabilidade no trânsito O eletricista Sidney Gomes Lopes, da Gerência de Serviços de Distribuição de Patos de Minas (SD/PM), foi homenageado pela Associação Comercial e Industrial de Patrocínio na categoria Motorista Destaque, por ser um exemplo de respeito às normas de trânsito e aos demais usuários das vias públicas. A entrega da homenagem foi realizada em comemoração à Semana Nacional do Trânsito, que acontece anualmente em setembro. M eu trabalho Sistema de captação de água da chuva em Montes Claros Boa vontade e criatividade. Essas são as palavras ideais para definir a ação do analista de gestão administrativa da Gerência de Coordenação da Gestão da Distribuição CD/CG, Dawidson Eduardo Romualdo lommez, que criou um sistema de captação de água de chuva para irrigação do jardim e do pomar da Subestação Montes Claros, denominado Utilização Racional das Águas Pluviais. Segundo Dawidson lommez, a ideia do Projeto surgiu inicialmente da cultura disseminada na Empresa com a implantação do Sistema Integrado de Gestão - SIG, que prega o cuidado e a necessidade de preservação dos recursos ambientais. O sistema foi a alternativa encontrada para a solução de um grave problema que a subestação enfrentava, que era a erosão provocada pelas águas pluviais. Para Sidney, receber a homenagem é muito importante e gratificante. Sempre que recebemos homenagens, elogios, isso mexe com nossa auto-estima e estimula nosso ego, fazendo com que venhamos a rever alguns de nossos conceitos, expressa. Sobre a conduta no trânsito, o eletricista demonstra seu sucesso se preocupando com o próximo. Não podemos nos esquecer de que no trânsito o veículo que conduzimos pode se transformar em uma arma perigosa e na maioria das vezes o desfecho pode ser desastroso. Criatividade sustentável O analista explica que a água captada das chuvas nas áreas pavimentadas é conduzida por gravidade, através de canais e tubos enterrados até o reservatório, que fica na parte mais baixa do terreno. Nesse caminho, a maior parte dos resíduos são retidos em caixas separadoras, sendo depositada no reservatório apenas a água adequada para o bombeamento. Um gerador fotovoltaico fornece a energia necessária para o bombeamento da água para duas caixas, uma que permite a irrigação dos pomares e jardins e outra dentro da subestação, que distribui água para toda a instalação, conclui. Ele conta que como a água armazenada não é potável, a utilização do que é armazenado na segunda caixa distribuidora é usada na lavagem de veículos, limpeza das instalações e irrigação do gramado do campo de futebol. Economia O sistema de bombeamento foi montado para funcionar de forma autônoma, e demandou um investimento de R$ 45 mil reais que, segundo Dawidson lommez, tem um retorno rápido através de economia de água e energia elétrica em até três anos. Além do ganho econômico, o bom exemplo já rende frutos, pois visitas de universidades e entidade ligadas ao meio ambiente acontecem pelo menos duas vezes por mês. Segundo estudos do idealizador, essa alternativa, dependendo do tamanho e características do reservatório, pode significar até 40% de redução de custos com água por ano Nossos maratonistas em Miami: mais um orgulho da Cemig Em janeiro deste ano, oito de nossos colegas tiveram a possibilidade de realizar um grande sonho: participar da Meia Maratona de Miami, nos Estados Unidos. Uma das mais importantes provas do atletismo mundial, a Meia Maratona de Miami contou com 18 mil corredores de todo o mundo. Destes, conseguiram percorrer todo o percurso e a Cemig estava presente! Os atletas Anderson Luiz Souza Lima, da Gerência do Centro Integrado de Manutenção da Distribuição - MD/CM; Carlos Antônio Padilha, da Gerência de Serviços de Distribuição Metropolitanos - SD/MP; Carlos Humberto Nogueira Londe, da Gerência Serviços de Manutenção de Exportação e Serviços Especiais em Linhas e Subestações da Distribuição - SD/LS; Mauro da Silva Matias, da Gerência de Qualidade de Material e Fornecedores - MS/QL; Eduardo Henrique Campolina Franco, da Gerência de Planejamento Corporativo e Orçamento - PP/PC; Maria Inês Murta Vale, da Gerência de Operação de Geração e Transmissão - PO/GT; Denise Ferreira dos Santos, da Gerência de Planejamento Energético - PO/PE e Adriana Duarte Coelho, da Gerência de Desenvolvimento Corporativo e Gestão de Talentos - RH/DG, Anderson Lima (MD/CM): Procurei me preparar bem para esta corrida e fui recompensado com o primeiro lugar na categoria. Foi minha melhor marca em meia maratona, 1h20 42, quase sete minutos a menos da minha marca anterior. Carlos Padilha (SD/MP): Lá tinha gente do mundo inteiro, e, apesar de ter mais brasileiros competindo, sentíamos que nós éramos o Brasil na corrida!. Carlos Londe (SD/LS): A estréia em uma meia maratona foi sensacional, superei muito as minhas expectativas. Agradeço imensamente à Cemig pela oportunidade única. representaram a Empresa e conquistaram importantes colocações na prova. São oito campeões e uma história de muita dedicação, suor, sonhos e conquistas. Por isso, nada mais justo do que eles mesmos nos contarem como foi essa experiência! Um depoimento emocionante! (por Adriana Duarte) Representar a Cemig em uma Meia Maratona Internacional, em Miami, nos EUA, foi um grande sonho que se tornou realidade no dia 31 de janeiro de 2010! A nossa aventura começou na cerimônia de premiação da Corrida Energia Vital BH 10 km. Sabendo que o resultado de uma competição é fruto de muito esforço e dedicação, nos preparamos adequadamente até o grande dia. Eduardo Campolina (PP/PC): Além da sorte de ser agraciado com a viagem, também foi maravilhoso poder ser reconhecido como brasileiro nas ruas da cidade. É muito bom saber que eu estava representando a Empresa em um evento que exalta a saúde!. Maria Inês Murta (PO/GT): Foi uma experiência maravilhosa. Nós marcamos presença lá fora. As pessoas nos reconheciam como brasileiros e representantes da Cemig. Foi maravilhoso!

6 Sustentabilidade A vida como ela é: segura em todos os aspectos Programa AI6% tem mais doadores na campanha 2009/2010 voluntariado Sempre que alguém fala sobre segurança, automaticamente, as pessoas pensam em diversas situações do nosso dia-a-dia, seja no trabalho ou fora dele sem, na verdade, se dar conta de como esta palavra está diretamente ligada à vida de todos. A palavra segurança, de uma forma bem simples, significa a proteção da integridade de alguém ou de algo, independente de onde possa estar este alguém ou este algo, ou seja, pode-se associá-la a todo e qualquer tipo de proteção que se quer ou que deseja. Segurança pode ser: pessoal, pública, de informação, patrimonial, do trabalho ou no trabalho, financeira, matrimonial, ambiental, entre tantas outras. Quando se fala em segurança, independente de qual outro adjetivo se associa a ela, está se falando de sustentabilidade na essência desta palavra, ou seja, proteger para nos mantermos íntegros. Sendo que a palavra sustentável tem como uma de suas definições a manutenção de um entorno para conseguirmos a sobrevivência e este feito somente é possível se associarmos os adjetivos necessários à palavra segurança como forma de praticar a sustentabilidade, explica gerente de Segurança do Trabalho, Saúde e Bem-estar RH/ST, João José Magalhães Soares. No trabalho, segurança significa um conjunto de medidas que são adotadas pela empresa ou pelo empregado e que visam proteger a vida, a integridade física das pessoas ou instalações, promover a segurança e saúde do empregado, de forma a prevenir os riscos de acidentes de trabalho e as doenças ocupacionais. É uma associação das ações da empresa e empregado, sempre em conjunto, o que nos possibilita a adoção do hábito da segurança no trabalho, saúde e bem-estar em nosso dia a dia. Desta forma, mesmo estando a Cemig nos fornecendo todas as condições para a prática da segurança, a obtenção de bons resultados em relação a estes itens depende da postura e da consciência de cada um de nós, ressalta João José Magalhães Soares. A segurança no trabalho deve ser intrínseca a todas as atividades e não somente àquelas que possuem um risco maior a elas envolvida, ou seja, deve ser praticada por todos os empregados e não somente por aqueles que exercem atividades de risco. A aplicação de regras de segurança em todas as ações do dia-a-dia, desde os cuidados com a postura para os que trabalham com computadores até o cuidado no trajeto entre o seu local de trabalho e a sua casa é fundamental para firmar a cultura de segurança em cada um dos empregados. A melhor maneira de praticar a segurança no dia-a-dia é eliminando os atos e as práticas inseguras. Práticas ou atos inseguros são atitudes de risco que representam as principais causas de acidentes no mundo. É como você realizar uma determinada ação, seja no trabalho, no trânsito, em casa ou na rua, sem medir os riscos e as conseqüências que ela pode trazer, explica João José Magalhães Soares, acrescentando que podemos combater as práticas inseguras através de um comportamento seguro e da valorização, dentro de nós, da cultura de segurança. E na Cemig? A Cemig, através do seu princípio nº 1 do Código de Ética, que é do Compromisso com a Saúde e a Segurança prioriza a saúde e a segurança do seu pessoal, seja próprio, de prestadores de serviço, de empreiteiros e de terceiros. Em suas atividades, ela procura estar alinhada com a prevenção de acidentes e incidentes, através do desenvolvimento de técnicas e da implantação de sistemas que assegurem a efetividade de suas ações. Para isso, a Empresa incentiva à cultura da segurança como valor, através de treinamentos, fornecimentos de todos os Equipamentos de Proteção Individual - EPIs e Equipamentos de Proteção Coletiva - EPCs necessários, inspeções de trabalho e outros buscando conscientizar os empregados quanto a Meta Segurança 100% praticada e seguir as Regras de Ouro, cumprindo todas as regras de segurança, agindo, prevenindo acidentes e respeitando o outro. Quando falamos em segurança, independente de qual adjetivo associamos a ela, nós estamos, muitas vezes e sem perceber, falando também de sustentabilidade, ou seja, proteger para nos mantermos íntegros (inteiros). Sustentabilidade significa prover o melhor para as pessoas e para o ambiente tanto agora como para o futuro, finaliza João José Magalhães Soares. legenda Entrega de casas na Fundação Sara O Programa AI6%, que tem como objetivo contribuir para melhorar a vida de cerca de 26 mil crianças e adolescentes carentes em todo o estado mineiro, envolveu 27% a mais de empregados na campanha de 2009/2010, se comparado o número de participantes na campanha passada. Ao todo, 3621 empregados da Cemig participaram da campanha, que arrecadou um montante com cerca de R$ 1, 606 milhão. Os recursos obtidos foram destinados a 193 instituições, cadastradas em 105 Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente. Além das doações dos empregados, a Cemig também repassará para as instituições participantes, um valor na ordem de R$ 1 milhão, que corresponde a parte do seu imposto de renda. O Grupo TBE - Transmissora Brasileira de Energia e a Infovias, também contribuiram para o programa, doando R$ 170 mil e R$ , respectivamente. Os recursos alocados no Fundo da Infância e da adolescência - FIA serão aplicados na execução de programas e serviços de promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes, segundo Plano de Aplicação definido pelos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente. Fiat Doblô doado pelos empregados da Cemig As doações da Cemig estão mudando a vida de muita gente Fundação Sara Com o dinheiro recolhido na campanha deste ano foram entregues, no mês de março, três casas para a Fundação Sara em três cidades do Norte de Minas: Montes Claros, Cristália e Januária. Na campanha 2008/2009, foram recolhidos cerca de R$ 1,6 milhão. Com este dinheiro, empregados da Cemig doaram dois veículos: um Fiat Ducato e um Fiat Doblô, à Fundação Sara. Os carros foram comprados com recursos obtidos através do Programa AI6% realizado em 2008, que teve participação de cerca de 400 empregados da Cemig. Esta parceria vem sendo realizada há pelo menos cinco anos e teve importante contribuição em diversos Projetos da entidade. Objetivo De acordo com o gerente de Serviços de Distribuição de Montes Claros - SD/MC, Marco Antônio de Almeida, o AI6% possibilita aos empregados participarem de um programa que tem como principal objetivo a solidadriedade. O programa AI6% tem o mérito de oferecer aos empregados a oportunidade de participar deste grande movimento de solidariedade, afirma o gerente da Cemig. O programa O AI6% é uma parceria entre a asoosciação Intergerencial da Cemig (AIC) e o Projeto de Ações Sociais Integradas (Asin) e tem o objetivo de incentivar os empregados do Grupo Cemig a repassarem até 6% do Imposto de Renda aos Fundos da Infância e da Adolescência. O programa acontece no segundo semestre de cada ano e o Conselho recebe o dinheiro da Empresa, conforme um Termo de Parceria assinado entre as partes, que por sua vez, repassa o dinheiro arrecadado para a instituição indicada pelo empregado da Empresa. Em setembro de 2009, o programa foi premiado como um dos melhores da gestão socioambiental do País, o reconhecimento é do Programa Benchmarking Ambiental Brasileiro, que seleciona empresas que desenvolvem as melhores práticas em ações sistentáveis. Além da Cemig, outras empresas premiadas foram: ArcelorMittal, CPFL e Johnson & Johnson

7 CulturA Museu da eletricidade é inaugurado em Alfenas Empregados reúnem ideias, materiais antigos e, com um investimento de R$ 3 mil, criaram o Museu da Eletricidade de Alfenas. O museu, que surgiu da ideia do empregado Reginaldo Rodrigues Marcolino, da Gerência de coordenação dos serviços de distribuição SD/CS, em parceria com o técnico administrativo da Gerência de Coordenação da Gestão da Distribuição CD/ CG, Adevilson Cássio dos Reis e contou também com a colaboração do artista plástico Wagner de Oliveira, está localizado em uma sala anexa à agência de atendimento aos clientes, na praça Dr. Emílio da Silveira, em Alfenas. O museu O museu reúne mais de 60 peças, entre elas medidores de energia, transformador, documentos, fotos, além de utilitários domésticos das décadas de 1940 e A inauguração aconteceu no dia 6 de janeiro, e contou com a presença de autoridades, empregados e aposentados da Cemig, além de ser aberto ao público. Segundo Reginaldo, o museu, que teve suas obras realizadas em um período de um ano, foi criado com a perspectiva de ser uma fonte de pesquisas para alunos, além, também, de preservar a história da Geração e Distribuição da Energia Elétrica e fazer homenagem aos empregados. Verificamos que tratava-se de registros de grande valor histórico tanto para a Cemig e para a região e, conversando com o Adevilson, resolvemos criar um Museu que pudesse além destes documentos e ferramentas, receber outras relíquias e documentos históricos de toda a Cemig, afirma Reginaldo. A escolha da cidade se deu pelo fato de o Sul de Minas ter uma história anterior à atuação da Cemig na região, uma vez que a região era atendida pela Companhia Sul Mineira de Eletricidade. Outro fator que influenciou a escolha de Alfenas foi pelo fato de as relíquias que compõem o museu terem sido encontradas na cidade. Tirinha - Segurança da Informação - 2 ( 25 x 7 cm ) Museu da Eletricidade: registros de grande valor histórico Segurança da Informação A paixão segundo SI A Paixão Segundo SI Mandei a impressão! Agora digito a senha. Ai, ela olhou pra mim. Ela me deu a maior bola. Você não se esqueceu de nada? Ôpaaa!!! É hoje, é agora! 12 Av. Barbacena, º andar Fax / Caixa Postal 992 CEP Belo Horizonte - MG

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink

Diretrizes de Sustentabilidade Carelink 1 Para a, o que é sustentabilidade? É a forma mais eficaz para alcançarmos resultados consistentes, buscando soluções integradas que envolvam aspectos sociais, tecnológicos, econômicos e ambientais, de

Leia mais

6.2.2 RISCO SOCIOAMBIENTAL NA CONCESSÃO DE CRÉDITO 6.3 RELACIONAMENTO COM FUNCIONÁRIOS E COLABORADORES

6.2.2 RISCO SOCIOAMBIENTAL NA CONCESSÃO DE CRÉDITO 6.3 RELACIONAMENTO COM FUNCIONÁRIOS E COLABORADORES Índice 1. INTRODUÇÃO 2. PARTES INTERESSADAS. NORMATIVOS. ESTRUTURA DE GOVERNANÇA. PRINCÍPIOS 6. DIRETRIZES 6.1 NORMATIZAÇÃO 6.2 GERENCIAMENTO DO RISCO SOCIOAMBIENTAL 6.2.1 RISCO SOCIOAMBIENTAL DA INSTITUIÇÃO

Leia mais

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos AABB Esportes Manual Manual de de Captação Captação de de Recursos Recursos Parabéns! Seu projeto foi aprovado pelo Ministério do Esporte. O próximo passo é a captação de recursos. AABB Esportes COMO

Leia mais

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação ITIL na Prática Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação 2010 Bridge Consulting

Leia mais

PROJETO ESTRADA SUSTENTÁVEL

PROJETO ESTRADA SUSTENTÁVEL PROJETO ESTRADA SUSTENTÁVEL PATROCÍNIO CATEGORIA PRATA CATEGORIA OURO CATEGORIA BRONZE PARCEIRO TÉCNICO INSTITUCIONAL APOIO INSTITUCIONAL CONSULTORIA 18/12/2012 Índice Apresentação...05 Dinâmica e Propósito...06

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

SEGURANÇA SOBRE DUAS RODAS

SEGURANÇA SOBRE DUAS RODAS SEGURANÇA SOBRE DUAS RODAS Autor João Batista Weiss CEMIG DISTRIBUIÇÃO RESUMO Esse trabalho tem o objetivo de compartilhar com outras entidades o sucesso obtido na redução de acidente de transito e pessoal

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Regulamento do Prêmio Petrobras SMES - IV Edição

Regulamento do Prêmio Petrobras SMES - IV Edição Regulamento do Prêmio Petrobras SMES - IV Edição A atitude sustentável faz a diferença! 1. Apresentação Ser sustentável é agir a favor da vida, da dignidade humana, da sobrevivência de todos os seres vivos,

Leia mais

Área de Distribuição e Comercialização Identificação do Trabalho: BR-13 São Paulo, Brasil, Setembro de 2002.

Área de Distribuição e Comercialização Identificação do Trabalho: BR-13 São Paulo, Brasil, Setembro de 2002. COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL IV CIERTEC SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AUTOMAÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA E CENTROS DE CONTROLE Área de Distribuição e Comercialização Identificação

Leia mais

Gestão do Conhecimento Case Documentar

Gestão do Conhecimento Case Documentar Gestão do Conhecimento Case Documentar GESTÃO DO CONHECIMENTO CASE DOCUMENTAR Empresa: Documentar Tecnologia e Informação Localização: R. Barão de Macaúbas 460 20º Andar Santo Antônio BH/MG Segmento: Tecnologia,

Leia mais

as cores locais formando um mosaico de sucesso

as cores locais formando um mosaico de sucesso 3º PRÊMIO DE COMUNICAÇÃO DO SISTEMA UNIMED Regulamento O presente regulamento tem a finalidade de estabelecer as normas aplicáveis ao Prêmio de Comunicação do Sistema Unimed, relativas aos participantes,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Síntese O Compromisso ALIANSCE para a Sustentabilidade demonstra o nosso pacto com a ética nos negócios, o desenvolvimento das comunidades do entorno de nossos empreendimentos,

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SEGURANÇA DE TERCEIROS AÇÃO COMUNITÁRIA ENERGIA PARA A VIDA ACEV

XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SEGURANÇA DE TERCEIROS AÇÃO COMUNITÁRIA ENERGIA PARA A VIDA ACEV XV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA SEGURANÇA DE TERCEIROS AÇÃO COMUNITÁRIA ENERGIA PARA A VIDA ACEV JOSÉ DE SOUZA REIS FILHO COMPANHIA ENERGÉTICA DE MINAS GERAIS -CEMIG SENDI ACEV

Leia mais

TNT Cargas e Encomendas Expressas

TNT Cargas e Encomendas Expressas TNT Cargas e Encomendas Expressas Introdução Ação: Programa Road Safety Período: outubro de 2011 - atual Responsável pela ação: Setor de Treinamento de Motoristas E-mail: emerson.lima@tntbrasil.com.br

Leia mais

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS APRESENTAÇÃO Em Dezembro de 2004 por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná o CPCE Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial nasceu como uma organização

Leia mais

Associação Síndrome de Down, Piracicaba (SP) VOCÊ MUDA O DESTINO DE PARTE DO SEU IMPOSTO E ACABA MUDANDO MUITOS OUTROS.

Associação Síndrome de Down, Piracicaba (SP) VOCÊ MUDA O DESTINO DE PARTE DO SEU IMPOSTO E ACABA MUDANDO MUITOS OUTROS. Associação Síndrome de Down, Piracicaba (SP) VOCÊ MUDA O DESTINO DE PARTE DO SEU IMPOSTO E ACABA MUDANDO MUITOS OUTROS. Caro(a) colega, É com muito orgulho que anunciamos uma nova edição do programa Cidadãos

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Publicado em: 27/02/2015 Válido até: 26/02/2020 Política de Responsabilidade Socioambiental 1. SUMÁRIO 2 2. OBJETIVO 2 3. ABRANGÊNCIA 2 4. IMPLEMENTAÇÃO 2 5. DETALHAMENTO 2 5.1. Definições 3 5.2. Envolvimento

Leia mais

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2015 I - APRESENTAÇÃO A unidade BIC Amazônia está localizada na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas, onde são produzidos canetas, lápis,

Leia mais

Projeto Geoimagem Introduzindo Diferencial Estratégico e Técnico aos Sistemas Corporativos de Informações Georreferenciadas da CEMIG

Projeto Geoimagem Introduzindo Diferencial Estratégico e Técnico aos Sistemas Corporativos de Informações Georreferenciadas da CEMIG 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Projeto Geoimagem Introduzindo Diferencial Estratégico e Técnico aos Sistemas Corporativos de Informações Georreferenciadas da CEMIG Carlos Alberto Moura CEMIG

Leia mais

Experiência: E@D - PROJETO SERPRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Experiência: E@D - PROJETO SERPRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Experiência: E@D - PROJETO SERPRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Serviço Federal de Processamento de Dados SERPRO Universidade Corporativa Ministério da Fazenda Responsável: Margareth Alves de Almeida - Chefe

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA

PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA Mudança de cultura na gestão de segurança e saúde por meio do estímulo e reconhecimento das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a

Leia mais

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020

PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 PUBLICADO EM 01/08/2015 VÁLIDO ATÉ 31/07/2020 INDICE POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 1. Objetivo...2 2. Aplicação...2 3. implementação...2 4. Referência...2 5. Conceitos...2 6. Políticas...3

Leia mais

Setor Elétrico Brasileiro Um Breve histórico. Pontos Básicos da regulação para a Distribuição. Desafios regulatórios Associados à Distribuição

Setor Elétrico Brasileiro Um Breve histórico. Pontos Básicos da regulação para a Distribuição. Desafios regulatórios Associados à Distribuição viii SUMÁRIO Apresentação Prefácio e Agradecimentos Introdução C a p í t u l o 1 Setor Elétrico Brasileiro Um Breve histórico 1.1 Mudanças ocorridas nos anos 1990 1.2 Avanços e aprimoramentos em 2003 C

Leia mais

DO PROGRAMA. www.ecolmeia.org.br

DO PROGRAMA. www.ecolmeia.org.br PROGRAMA DO PROGRAMA O Programa ECO RECICLA é uma iniciativa da OSCIP Ecolmeia em parceria com Cooperativas de Reciclagem, seus cooperados, o Primeiro e o Segundo Setor da Sociedade. Tem como objetivo

Leia mais

PASSOS E JACUÍ GANHAM NOVAS AGÊNCIAS

PASSOS E JACUÍ GANHAM NOVAS AGÊNCIAS ANO I ED. 07 AGOSTO 2015 Impresso Especial 9912317902/2013/DR/MG SICOOB Nossocrédito CORREIOS Impresso Especial 9912317902/2013/DR/MG SICOOB Nossocrédito CORREIOS DEVOLUÇÃO GARANTIDA CORREIOS D C de cara

Leia mais

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 Apresentação Nossa história Objetivos, Atribuições e Compromisso Nosso Método de Trabalho Manifestações dos Usuários 1. Quantidade 2. Tipos 3. Percentual

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Participe! vamos decolar o futuro!

Participe! vamos decolar o futuro! Participe! vamos decolar o futuro! Caro(a) colega, Estamos iniciando mais uma edição do programa Cidadãos do Amanhã, uma iniciativa de sucesso, empreendida há 15 anos pela ArcelorMittal junto aos seus

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

Ver e ser visto no trânsito

Ver e ser visto no trânsito matéria de capa Ver e ser visto no trânsito CESVI realizou estudo para apontar as condições em que pedestres, motos e carros são mais bem visualizados à noite Por José Antonio Oka Segurança Viária Ver

Leia mais

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida Soluções inteligentes em energia Energia para a vida O Brasil e o mundo contam com a nossa energia. A Prátil é uma empresa de soluções inteligentes em energia, que atua nos segmentos de infraestrutura

Leia mais

aumentar a arrecadação?

aumentar a arrecadação? Como aumentar a arrecadação? Como economizar recursos públicos? Como modernizar a Gestão Pública? Como oferecer melhores serviços ao cidadão? Melhoria da Gestão com o uso de Tecnologia da Informação Melhore

Leia mais

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado

A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado RELATÓRIO ANUAL GERDAU 27 65 COLABORADORES A organização investe fortemente na capacitação de pessoas e na formação de profissionais capazes de atender aos desafios do crescimento acelerado Ed Carlos Alves

Leia mais

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS OBJETIVO DOS PROGRAMAS PREVENIR ATITUDES INSEGURAS NO TRANSPORTE POR MEIO DA CONSCIENTIZAÇÃO DOS MOTORISTAS. META ATINGIR O NÍVEL ZERO EM ACIDENTES SÉRIOS. PRINCIPAL

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

Revista Lumiere Setembro/2007 Empresas do futuro

Revista Lumiere Setembro/2007 Empresas do futuro Revista Lumiere Setembro/2007 Empresas do futuro Se hoje investir em responsabilidade socioambiental é uma opção, em breve será praticamente obrigatório para se manter no mercado. Especialistas da indústria

Leia mais

Universo Online S.A 1

Universo Online S.A 1 Universo Online S.A 1 1. Sobre o UOL HOST O UOL HOST é uma empresa de hospedagem e serviços web do Grupo UOL e conta com a experiência de mais de 15 anos da marca sinônimo de internet no Brasil. Criado

Leia mais

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ MISSÃO: Garantir prestação jurisdicional rápida, acessível e efetiva no âmbito da sua competência. DESCRIÇÃO DA MISSÃO: A Justiça Federal no Paraná existe para garantir direitos

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 03/08/2010 Pág.01 POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 1. INTRODUÇÃO 1.1 A Política de Comunicação da CEMIG com a Comunidade explicita as diretrizes que

Leia mais

FILOSOFIA EMPRESARIAL

FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL MISSÃO SACIAR NATURALMENTE A SEDE DOS GAÚCHOS. Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL VISÃO QUEREMOS SER

Leia mais

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO OBJETIVO A campanha teve por objetivo implantar na Instituição a cultura da responsabilidade

Leia mais

Soluções em TI ao alcance de todos

Soluções em TI ao alcance de todos Você sabia que a sua prefeitura, independentemente do tamanho, pode ser beneficiada com o uso de mais de 50 aplicações que fazem parte do Portal do Software Público Brasileiro? Soluções em TI ao alcance

Leia mais

OFICINA DE CONHECIMENTO GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR

OFICINA DE CONHECIMENTO GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR O Prêmio Criança É um programa da Fundação Abrinq Save the Children que identifica e reconhece boas práticas voltadas à primeira infância (0 a 6 anos), gestantes

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

Entenda o Fundo Municipal de Assistência Social!

Entenda o Fundo Municipal de Assistência Social! Entenda o Fundo Municipal de Assistência Social! CONSELHEIROS ROSA DE FÁTIMA BARGE HAGE Presidente JOSÉ CARLOS ARAÚJO Vice - Presidente MARA LÚCIA BARBALHO DA CRUZ Corregedora ALCIDES DA SILVA ALCÂNTARA

Leia mais

Padronize sua atividade de arrecadação com

Padronize sua atividade de arrecadação com Padronize sua atividade de arrecadação com AÇÕES PADRONIZADAS ELEVAM A EFICIÊNCIA, REDUZEM ERROS, AMPLIAM RAPIDAMENTE SUA CAPACIDADE DE AGIR. CONFIRA NESTE FOLDER Eu Penso ATM é um software que funciona

Leia mais

Julho, um mês festivo

Julho, um mês festivo Nutricionista Atividade física e alimentação Alimentação e exercícios físicos equilibrados são imbatíveis quando o assunto é saúde, manutenção ou redução do peso e ganho de massa muscular. Para qualquer

Leia mais

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS.

ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS. 40 Relatório de Gestão 2014. Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS. ESF Estratégia de Saúde da Família GESTÃO DE PESSOAS 40 Relatório de Gestão 2014 B lanço Soci l ESF Estratégia de Saúde da Família Relatório de Gestão 2014 41 GESTÃO DE PESSOAS Gestão de Pessoas Com o

Leia mais

NOVAQUEST. A vida é cheia de cobranças, deixe as suas conosco.

NOVAQUEST. A vida é cheia de cobranças, deixe as suas conosco. A vida é cheia de cobranças, deixe as suas conosco. NOVAQUEST Apresentação da Empresa A NovaQuest é uma empresa especializada em serviços de recuperação de crédito e atendimento ao cliente. Temos o intuito

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

Desenvolvimento da Iluminação Pública no Brasil. Sistemas de gestão da iluminação pública

Desenvolvimento da Iluminação Pública no Brasil. Sistemas de gestão da iluminação pública 14 Capítulo IX Sistemas de gestão da iluminação pública Por Luciano Haas Rosito* Conforme apresentado no capítulo anterior, uma das oportunidades de melhoria na iluminação pública justamente refere-se

Leia mais

GESTÃO CORPORATIVA - DGE

GESTÃO CORPORATIVA - DGE GESTÃO CORPORATIVA Heleni de Mello Fonseca Diretoria de Gestão Empresarial - DGE Apresentador: Lauro Sérgio Vasconcelos David Belo Horizonte, 29 de maio de 2006 1 AGENDA Direcionamento Estratégico Iniciativas

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015

PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 PRSA - POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Julho/2015 RELATÓRIO DE ACESSO PÚBLICO Este Manual/Relatório foi elaborado pela ATIVA com fins meramente informativos. É proibida a reprodução total ou

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: Por um MP mais eficiente Natal, 2011 1. Quem somos 2. Histórico da Gestão Estratégica 3. Resultados práticos 4. Revisão

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG

Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG Utilização do Google Earth e Google Maps na CEMIG Roberto Proença da Silva Carlos Alberto Moura Companhia Energética de Minas Gerais - CEMIG Superintendência de Tecnologia da Informação - TI Gerência de

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Glossário do Investimento Social*

Glossário do Investimento Social* Glossário do Investimento Social* O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como missão promover e estruturar o investimento

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

PREMIER AMBIENTAL COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1

PREMIER AMBIENTAL COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1 PERFIL DA EMPRESA A Premier Ambiental é uma empresa de Consultoria em Gerenciamento de Requisitos Legais, implantação e manutenção

Leia mais

Programa de Melhoria de Qualidade de Vida no Trabalho: Uma Experiência Implantada na CEMIG. Marco Antonio Mendes Paulino

Programa de Melhoria de Qualidade de Vida no Trabalho: Uma Experiência Implantada na CEMIG. Marco Antonio Mendes Paulino 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Programa de Melhoria de Qualidade de Vida no Trabalho: Uma Experiência Implantada na CEMIG Maria de Fátima Queiroz Costa Maia Marco Antonio Mendes Paulino

Leia mais

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP OUTUBRO, 2002 ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP - APU INTRODUÇÃO A Associação

Leia mais

Regulamento do Prêmio Concred Verde

Regulamento do Prêmio Concred Verde Regulamento do Prêmio Concred Verde Brasília-DF, fevereiro de 2012. Para ocorrer desenvolvimento sustentável é preciso comprometimento com uma visão responsável que busca o equilíbrio social e a interação

Leia mais

Estel Serviços Industriais Ltda Av. Presidente Castelo Branco, S/N Centro Empresarial - Aracruz - ES CEP: 29192-503 www.estel.com.br / Tel.

Estel Serviços Industriais Ltda Av. Presidente Castelo Branco, S/N Centro Empresarial - Aracruz - ES CEP: 29192-503 www.estel.com.br / Tel. Estel Serviços Industriais Ltda Av. Presidente Castelo Branco, S/N Centro Empresarial - Aracruz - ES CEP: 29192-503 www.estel.com.br / Tel.: (27) 3256 9393 1 - Objetivo 2 - Documentos de Referência 3 -

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Sustentabilidade, campanha e sensibilização, descartáveis, agenda ambiental, resíduos.

PALAVRAS-CHAVE: Sustentabilidade, campanha e sensibilização, descartáveis, agenda ambiental, resíduos. Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 ELABORAÇÃO E REALIZAÇÃO DA CAMPANHA DE SENSIBILIZAÇÃO "LARGUE O COPINHO DE MÃO - BEBA NA CANECA" DA ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA SERGIO AROUCA (ENSP/FIOCRUZ). Flávia

Leia mais

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Guia do Educador CARO EDUCADOR ORIENTADOR Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 2. PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Objetivo GERAL 5 METODOLOGIA 5 A QUEM SE DESTINA? 6 O QUE

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO.

TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. TERCEIRIZAÇÃO, OUTSOURCING, INFRAESTRUTURA DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS E SITES, AUDITORIAS E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. OneIT A gente trabalha para o seu crescimento. Rua Bento Barbosa, n 155, Chácara Santo

Leia mais

Política de. [ comunicação] Forluz

Política de. [ comunicação] Forluz Política de [ comunicação] Forluz Índice Apresentação...4 Missão da Forluz...5 Condições para aplicação deste documento...6 Objetivos da Política de Comunicação...7 Diretrizes da Política de Comunicação...8

Leia mais

Entendendo custos, despesas e preço de venda

Entendendo custos, despesas e preço de venda Demonstrativo de Resultados O empresário e gestor da pequena empresa, mais do que nunca, precisa dedicar-se ao uso de técnicas e instrumentos adequados de gestão financeira, para mapear a situação do empreendimento

Leia mais

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Introdução Planejamento Divulgando sua loja Como fechar as vendas Nota Fiscal

Leia mais

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS.

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS. UNIMED VALE DAS ANTAS, RS - COOPERATIVA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE LTDA Ramo: Cooperativa Médica de Serviços de Saúde Período de Relato: de 27/02/2014 a 24/02/2015 E-mail: rh@valedasantas.unimed.com.br / gerencia@valedasantas.unimed.com.br

Leia mais

Light: uma Empresa Diversa

Light: uma Empresa Diversa Relatório Sustainability de Sustentabilidade Report 2010 2010 Um negócio sustentável é aquele capaz de reunir todas as áreas, produtos, serviços e demais públicos estratégicos de uma empresa de maneira

Leia mais

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico.

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico. O Instituto Julio Simões foi criado em 2006 com o objetivo de fortalecer o trabalho social que a JSL realizava junto às comunidades do entorno de suas operações. Seguindo a vocação de sua mantenedora de

Leia mais

A revolução da excelência

A revolução da excelência A revolução da excelência ciclo 2005 PNQ Foto: Acervo CPFL CPFL Paulista, Petroquímica União, Serasa e Suzano Petroquímica venceram o Prêmio Nacional da Qualidade 2005. A Albras, do Pará, foi finalista.

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

Relatório de sustentabilidade

Relatório de sustentabilidade G Geoambiente Relatório de sustentabilidade 2013 Geoambiente Geologia Ambiental e Poços EIRELI 15/01/2014 Este relatório apresenta uma avaliação de desempenho em Qualidade, Saúde, Segurança e Meio Ambiente

Leia mais

Declaração de apoio contínuo ao Pacto Global

Declaração de apoio contínuo ao Pacto Global SUMÁRIO 03 Declaração de apoio contínuo ao Pacto Global 04 Quem Somos 05 Nossa Missão, Visão e Valores 06 Pacto Global ONU 07 Direitos Humanos 10 Respeito ao Trabalho 17 Meio Ambiente 20 Anticorrupção

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais

MANUAL DO VOLUNTÁRIO

MANUAL DO VOLUNTÁRIO MANUAL DO VOLUNTÁRIO Dentre todas as coisas que se pode doar a alguém, existe uma que é a mais valiosa: o tempo. E é isso que um voluntário faz. Disponibiliza seu tempo e sua energia para ajudar o próximo,

Leia mais

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua

TASCHIBRA. Resumo. Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua TASCHIBRA Sistema de Gestão de Qualidade SGQ na Taschibra: processo de melhoria contínua por Ademar do Amaral Jr Mestre em Administração pela Fundação Universidade Regional de Blumenau (2007); Especialista

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO

CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO CÓDIGO DE ÉTICA e CONDUTA GRUPO invepar índice Apresentação Visão, Missão, Valores Objetivos Princípios Básicos Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 8 Abrangência / Funcionários Empresas do Grupo Sociedade / Comunidade

Leia mais

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento Declaração de ciência do regulamento Declaramos, para os devidos fins, que: i) Estamos cientes e de acordo com as condições do Regulamento do Prêmio de Mérito Ambiental. ii) A empresa está cumprindo as

Leia mais

Código. de Conduta do Fornecedor

Código. de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor 03/2014 Índice 1. Considerações... 03 2. Decisões... 04 3. Diretrizes... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto aos Direitos Humanos Universais... 06

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DO MARANHÃO - CEMAR

COMPANHIA ENERGÉTICA DO MARANHÃO - CEMAR COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO TRABALHO CIPA MODELO CEMAR UMA CIPA DE SUCESSO! Autor José Eduardo Santos de Sousa COMPANHIA ENERGÉTICA DO MARANHÃO - CEMAR RESUMO O presente trabalho tem

Leia mais

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental

Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental Melhoria do desempenho ambiental - implementação do Sistema de Gestão Ambiental 1 Melhoria do desempenho ambiental implementação do Sistema de Gestão Ambiental A Caixa Geral de Depósitos (CGD) tem implementado

Leia mais