F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / MEDICINA P R O V A O B J E T I V A

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / 2 0 1 6 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A"

Transcrição

1 A) F A C U L D A D E S P E Q U E N O P R Í N C I P E E D I T A L N. º 0 9 / FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO JUNHO DE 2016 MEDICINA P R O V A O B J E T I V A Pág. 1/38 V E S T I B U L A R D E I N V E R N O 19 DE JUNHO DE 2016 L E I A A T E N T A M E N T E A S I N F O R M A Ç Õ E S E I N S T R U Ç Õ E S A B A I X O : 1. Esta PROVA contém 60 questões numeradas de 01 a 60 e 1 Redação, divididas por disciplinas e dispostas da seguinte maneira: a. LÍNGUA PORTUGUESA: Questões de 01 a 09; b. LITERATURA BRASILEIRA: Questões de 10 a 13; c. MATEMÁTICA: Questões de 14 a 22; d. FÍSICA: Questões de 23 a 28; e. QUÍMICA: Questões de 29 a 36; f. BIOLOGIA: Questões de 37 a 44; g. HISTÓRIA: Questões de 45 a 49; h. GEOGRAFIA: Questões de 50 a 54; i. LÍNGUA ESTRANGEIRA: Questões de 55 a Confira se sua PROVA contém a quantidade de questões correta e se estão na ordem mencionada na instrução anterior. Caso negativo, comunique imediatamente ao fiscal de sala para a substituição da prova. 3. Verifique, no CARTÃO-RESPOSTA, se os seus dados estão registrados corretamente. Caso encontre alguma divergência, informe imediatamente ao fiscal de sala. 4. Após a conferência, assine seu nome e assinale a opção correspondente à Língua Estrangeira nos espaços próprios do CARTÃO-RESPOSTA, sob a pena de DESCLASSIFICAÇÃO do candidato. 5. Para as marcações do CARTÃO-RESPOSTA, utilize apenas caneta esferográfica, escrita normal, tinta azul ou preta. 6. Para cada uma das questões objetivas são apresentadas 05 opções, identificadas com as letras A, B, C, D e E. Apenas uma responde corretamente à questão. 7. Para o preenchimento do CARTÃO-RESPOSTA, observe: a. Para cada questão, preencher apenas uma resposta. b. Preencha totalmente o espaço compreendido no retângulo correspondente à opção escolhida para resposta. A marcação em mais de uma opção anula a questão, mesmo que uma das respostas esteja correta. 8. O tempo disponível para esta prova é de 05 (cinco) horas, com início às 13:00 horas e término às 18:00 horas. 9. Você poderá deixar o local de prova somente depois das 14:00 horas e poderá levar sua PROVA após as 15:00 horas. 10. Você poderá ser eliminado da PROVA, a qualquer tempo, no caso de: a. Ausentar-se da sala sem o acompanhamento do fiscal; b. Ausentar-se do local de provas antes de decorrida 01 (uma) hora do início da PROVA; c. Ausentar-se da sala de provas levando CARTÃO-RESPOSTA da Prova Objetiva e/ou Redação; d. Se for surpreendido, durante a realização da PROVA, em comunicação com outras pessoas ou utilizando-se de livro ou qualquer material não permitido; e. Fizer uso de qualquer tipo de aparelho eletrônico ou de comunicação, bem como protetores auriculares; f. Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido; g. Não cumprir com o disposto no edital do Exame RESPOSTAS

2 Pág. 2/38

3 Pág. 3/38 LÍNGUA PORTUGUESA 1. [...] Um exemplo da permanência de arcaísmos na fala atual é o uso de aonde e donde com sentido estático, isto é, significando onde. [...]. No Renascimento, mesmo clássicos como João de Barros empregavam as três formas como equivalentes, e isso não era considerado erro. Mais tarde, com a normatização gramatical, decidiu-se que aonde só se emprega com verbos que rejam a preposição a e donde só com verbos que rejam de. Por sinal, os brasileiros da atualidade usam preferentemente de onde a donde, mas a confusão entre onde e aonde continua e, longe de ser mero indício de ignorância, é resquício de um uso ancestral, que na oralidade popular tem passado incólume pelas reformas gramaticais. Revista Língua Portuguesa, n.º 114, p. 18, abril de Considerando a exposição feita no texto anterior, é de uso eminentemente popular e contrário às normas gramaticais o período: A) Aonde eu devo levar as meninas amanhã? B) Onde moram aqueles funcionários? C) De onde provêm esses andarilhos? D) Aonde você quer chegar com essa argumentação? E) Onde você pensa que vai com esse vaso? 2. [...] Onde eu morei nós nos reuníamos, rapazes e moças, fizemos um campo de vôlei num terreno que tinha baldio, só da vila, não é? Toda quarta, sábado e domingo nós jogávamos, fazíamos torneio e ninguém se preocupava em sair de lá, engraçado, de sair, de, de passear, tinha lá os namorados, né, e o que acontecia é que às vezes namoravam-se por ali, né, os, os conhecidos e fazia aquele ambiente alegre, assim bom. Meu pai também entrava no jogo, havia jogo de casado e solteiro, né, havia jogo das moças, fazia, nós chegamos a fazer uns, acho que uns nove times de vôlei na época e é claro que as mais velhas que não podiam entrar falavam: essas moças, perna de fora, né, que tinha que jogar de short (risos) como sempre, né, mas, e os pais, né, os pais, tinha o juiz, tinha tudo certinho e todo domingo entregava a taça, era proibida a entrada de outra pessoa, sabe, a não ser que fosse, eh, que se chegasse ao grupo mais, que introduzia tudo aquilo, fazia, organizava, pra entrar pra poder fazer parte, quer dizer, não podia ser ninguém mau elemento ou brigão, brigão não entrava, né, porque senão saía briga mas nunca saía, eh, briga de vizinho, mas não deu, não dava em nada, né? [...] Disponível em: <http://www.letras.ufrj.br/nurc-rj/>. Acesso em: 04/05/2016. A transcrição de fala é um mecanismo empregado para análises linguísticas que verificam o registro da língua falada da população de uma determinada região, faixa etária, escolarização, sexo etc. Os textos transcritos em que nem sempre percebemos as regras gramaticais seguidas de acordo com a norma-padrão são úteis para estabelecer quais são as mudanças por que a língua vem passando e a forma como se comunicam as pessoas. No trecho anterior, percebemos que há uma preferência A) pela subordinação na junção de uma oração qualquer à sua principal, com nexos que deixam claras as relações de causa e consequência. B) pelos períodos complexos formados pela junção de coordenação e de subordinação, com conectores concessivos e adversativos, sobretudo. C) pela coordenação na ligação de uma oração à outra, com conectivos que dão prosseguimento ao relato indicando adição e oposição, sobretudo. D) pelas listas de enumeração sem qualquer tipo de ligação sintática com suas orações principais, formando sequências fragmentadas. E) por períodos simples, com núcleos verbais únicos, ao redor dos quais são alocados vários itens sintáticos em arranjo desordenado. 3. Os verbos em iar, em geral, têm conjugação regular: O som distante de um carrilhão principia a bater / As companhias aéreas premiam seus passageiros fiéis com viagens de graça e outras vantagens. Apenas cinco verbos (e seus compostos) recebem E nas formas rizotônicas, isto é, nas formas que têm a sílaba tônica no radical. Nessas formas, eles se conjugam, pois, como se fossem verbos em ear. São eles: ansiar, incendiar, mediar, odiar, remediar [...]. NEVES, Maria Helena de Moura. Guia de uso do português: confrontando regras e usos. São Paulo: UNESP, p. 415.

4 Pág. 4/38 Nos períodos a seguir, foram usados os cinco verbos citados no final texto anterior, um em cada frase. De acordo com a regra apresentada pela autora, em qual alternativa aparece uma forma verbal que necessita de correção? A) A gangue do bairro ao lado incendiou três supermercados neste mês. B) Para o casamento, chamaremos o juiz que sempre media as cerimônias da família. C) O jovem estudante ansiava por entrar logo na universidade. D) Sempre que chega dezembro, eu me lembro de como odeio o verão. E) Era preciso que se remediassem todos os erros cometidos na matéria. 4. Os dois textos a seguir foram publicados na seção Painel do leitor, do jornal Folha de S. Paulo. Texto 1 A desculpa dada pelos provedores para o fim da internet ilimitada de que a rede não aguenta o volume de dados é esfarrapada. Se a rede não aguenta, aumentem a rede! O que deve estar acontecendo é a perda significativa de assinantes de TV a cabo para serviços como a Netflix. A solução óbvia para os provedores é tentar barrar essa tendência. No Brasil, a Anatel faz o jogo das grandes empresas, e não o dos consumidores. R. R. São Paulo, SP. Texto 2 O Brasil possui rede de banda larga com capacidade reduzida, velocidade ridícula e qualidade medíocre de sinal. Em lugar de utilizar as receitas oriundas dos preços exorbitantes pagos por seus usuários para aumentar a infraestrutura da rede e a qualidade e a velocidade do sinal, as operadoras, em abjeto conluio com a espúria agência dita reguladora, vão pelo caminho obviamente mais fácil: limitar a quantidade de dados movimentados. A. O. B. N. Ribeirão Preto, SP. Folha de S. Paulo, 26/04/2016, p. A3. A leitura das duas opiniões de leitores sobre o mesmo tema permite inferir CORRETAMENTE que A) enquanto o primeiro levanta uma hipótese para o motivo da limitação de dados na rede, o segundo limitase a reclamar da situação. B) os dois textos perdem a validade argumentativa pela linguagem de baixo calão empregada para caracterizar os provedores de banda larga. C) ambos creditam à agência reguladora da telefonia um comportamento que vai de encontro às necessidades do consumidor. D) o primeiro texto sugere uma solução para o problema do volume de dados e o segundo apresenta uma argumentação mais complacente com os provedores. E) serviços como a Netflix, referida no primeiro texto, são nocivos aos consumidores, pois impedem a manutenção da banda larga. 5. Leia o texto a seguir: The Edge, do U2, faz história ao se apresentar na Capela Sistina VATICANO The Edge, guitarrista da banda irlandesa U2, se tornou o primeiro roqueiro a tocar na Capela Sistina, local que descreveu como "o salão paroquial mais bonito do mundo". O músico, cujo nome de batismo é David Evans, cantou quatro músicas na noite de sábado para um público de 200 médicos, pesquisadores e filantropos que participaram de uma conferência sobre medicina regenerativa no Vaticano. Acompanhado por um coral de sete jovens irlandeses e vestindo o gorro preto que é sua marca registrada, ele tocou violão e cantou um cover de "If it be your will", de Leonard Cohen, além de versões das músicas "Yahweh", "Ordinary love" e "Walk on", do U2. The Edge, cujo pai morreu de câncer no mês passado e cuja filha superou uma leucemia, faz parte do conselho de fundações que trabalham para a prevenção do câncer. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/cultura/musica/the-edge-do-u2-faz-historia-ao-se-apresentar-na-capela-sistina>. Acesso em: 01/05/2016.

5 Pág. 5/38 Os sinais de pontuação, quando bem empregados, contribuem para a expressividade dos textos e podem modificar o sentido das informações nele apresentadas. Sobre a pontuação empregada na notícia a respeito do músico The Edge, é CORRETO somente o que se afirma em: A) A inserção de uma vírgula antes do pronome relativo que em que participaram de uma conferência (...) é facultativa e não promove alteração de sentido. B) O excerto guitarrista da banda irlandesa U2, no 1º parágrafo, está entre vírgulas para separar o vocativo dos demais termos. C) A inserção de uma vírgula antes da conjunção e em e vestindo o gorro preto, no penúltimo parágrafo, marcaria a mudança de sujeito. D) Os segmentos cujo nome e cujo pai, no 2º e último parágrafo, respectivamente, introduzem explicações intercaladas no período, por isso são marcados por vírgulas. E) O emprego das aspas no 1º e 3º parágrafos do texto marca a isenção do periódico que publicou a notícia em relação às informações marcadas por esse sinal de pontuação. 6. Leia o texto a seguir: EUA ligam zika à microcefalia O Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos confirmou na quinta-feira, 14/04, o vínculo entre o vírus zika e defeitos de nascimento, como a microcefalia. Segundo o CDC, o próximo passo é determinar se as crianças nascidas com microcefalia de mães infectadas com o zika são a ponta do iceberg dos efeitos nocivos no cérebro e outros problemas. Época, 18/04/16, p. 20. A fim de cumprir sua função social, o gênero notícia divulga informações novas. É possível afirmar CORRE- TAMENTE que o valor informativo do texto lido concentra-se, além da divulgação da descoberta da relação entre zika e microcefalia, em A) revelar que os cientistas buscam saber se o zika pode causar outros impactos além da microcefalia. B) considerar como as crianças diagnosticadas com microcefalia podem ser tratadas pelas mães com zika. C) descrever as enfermidades que a contaminação de mulheres grávidas por zika podem causar. D) confirmar a hipótese de que a microcefalia seja causada pela contaminação das mães por zika na gravidez. E) conscientizar as mulheres grávidas para que evitem a contaminação pelo zika vírus durante a gestação. 7. Leia o texto a seguir: Fracos e medíocres Até que enfim a neurociência brasileira passa por uma polêmica que não foi deslanchada por Miguel Nicolelis. Já estava ficando monótono. Suzana Herculano-Houzel, neurocientista e colunista desta Folha, vai trocar de emprego. Deixa a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e parte para a Vanderbilt, no Tennessee, Estados Unidos. Faz muito bem. Embora a Vanderbilt não apareça entre as cem mais prestigiadas no ranking de reputação compilado pela Times Higher Education (THE), na classificação de universidades globais ela está em 87º lugar. A UFRJ figura no grupo colocado entre a 501ª e a 600ª posição. A mudança de endereço, no entanto, deflagrou controvérsia fratricida numa rede social. Suzana estaria "capitulando", apontou-lhe o dedo Roberto Lent, da mesma universidade fluminense. Folha de S. Paulo, Cotidiano, 9/5/16, p. 4. O sentido das palavras empregadas em um texto depende, em grande medida, do contexto em que aparecem. No texto em questão, o emprego de capitulando revela que o colega da cientista A) vê com bons olhos a transferência da pesquisadora pela posição internacional da UFRJ. B) opõe-se à transferência da cientista pela pesquisa desenvolvida por ela. C) deflagrou uma polêmica sem que o neurocientista Miguel Nicolelis saiba. D) reprovou a ação da cientista devido à não extensão da condição ao outros colegas. E) considera que a cientista se rendeu à condição oferecida para pesquisa.

6 Pág. 6/38 8. Famosos em suas áreas de atuação, René Descartes e Fernando Pessoa expressaram questões humanas profundas com essas frases. Comparando-as, é CORRETO chegar à conclusão de que Penso, logo existo. (René Descartes) Duvido, portanto penso. (Fernando Pessoa) A) Pessoa faz uma paráfrase do texto original de Descartes. B) Descartes argumenta que existir é a causa lógica de pensar. C) os dois autores usam conectivos diferentes com a mesma carga semântica. D) há uma relação de metonímia nos sentidos de ambas as frases. E) as duas frases diferenciam-se apenas pelo sentido do conectivo. 9. Leia o texto a seguir: Além das palavras No consultório psiquiátrico, apenas uma parte das informações é verbalizada pelos pacientes. Outra tem a ver com o olhar do médico: uma avaliação de gestos, posturas e outros sinais que podem ajudar a compreender o estado de saúde mental em que uma pessoa se encontra. Uma proposta de sistematização desse olho clínico foi apresentada por pesquisadores do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP), que elaboraram um checklist de posturas, gestos e expressões típicos de pacientes com depressão. O estudo foi realizado no Hospital das Clínicas e no Hospital Universitário, ambos ligados à USP, sob a supervisão da farmacologista Clarice Gorenstein. Em vez de seguirem apenas o protocolo corrente de diagnóstico de depressão, baseado em perguntas e respostas, avaliadores preencheram um formulário detalhado sobre as expressões faciais e corporais dos pacientes durante entrevistas clínicas. As entrevistas também foram filmadas, para análise objetiva do comportamento dos pacientes. Elaboramos uma lista de comportamentos corporais favoráveis ou não ao contato social para analisar os pacientes, além de fazer as perguntas padrão, relata a pesquisadora e psicóloga Juliana Teixeira Fiquer, que realizou seu pós-doutorado com o estudo. Sinais como inclinar o corpo para frente na direção do entrevistador, ou encolher os ombros, fazer movimentos afirmativos ou negativos com a cabeça, fazer contato ocular ou não, rir ou chorar são alguns dos 22 comportamentos que selecionamos, exemplifica. Disponível em: <http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2016/04/alem-das-palavras>. Acesso em: 6/4/2016. A construção e manutenção de sentido do texto dependem, entre outras características, do emprego da pontuação. A respeito da pontuação empregada no texto que revela o estudo para diagnóstico de depressão, é correta a análise feita em: A) Caso o último período do 2º parágrafo fosse reescrito invertendo-se a ordem das orações, ele prescindiria da vírgula e ficaria assim: Para análise objetiva do comportamento dos pacientes as entrevistas também foram filmadas. B) Caso o 1º período do texto fosse reescrito da seguinte maneira: Apenas uma parte das informações é verbalizada pelos pacientes, no consultório psiquiátrico, a vírgula seria mantida para isolar o adjunto adverbial deslocado. C) Os dois-pontos empregados no 2º período do 1º parágrafo são facultativos e não haveria alteração sintática caso esse sinal de pontuação fosse omitido. D) As orações que elaboraram um checklist de posturas (1º parágrafo) e que realizou seu pós-doutorado com o estudo (3º parágrafo) são subordinadas adjetivas explicativas, caracterizadas pela vírgula antecedendo o pronome relativo. E) A vírgula empregada antes do vocábulo ambos no 1º período do 2º parágrafo marca a elipse de sujeito da oração e não poderia ser substituída por outro sinal de pontuação.

7 Pág. 7/38 LITERATURA BRASILEIRA 10. Leia o poema Não-coisa, do livro Muitas vozes, de Ferreira Gullar, e assinale a alternativa CORRETA a seguir. O que o poeta quer dizer no discurso não cabe e se o diz é pra saber o que ainda não sabe. Uma fruta uma flor um odor que relume... Como dizer o sabor, seu clarão seu perfume? Como enfim traduzir na lógica do ouvido o que na coisa é coisa e que não tem sentido? A linguagem dispõe de conceitos, de nomes mas o gosto da fruta só o sabes se a comes só o sabes no corpo o sabor que assimilas e que na boca é festa de saliva e papilas invadindo-te inteiro tal do mar o marulho e que a fala submerge e reduz a um barulho, No entanto, o poeta desafia o impossível e tenta no poema dizer o indizível: subverte a sintaxe implode a fala, ousa incutir na linguagem densidade de coisa sem permitir, porém, que perca a transparência já que a coisa é fechada à humana consciência. O que o poeta faz mais do que mencioná-la é torná-la aparência pura e iluminá-la. Toda coisa tem peso: uma noite em seu centro. O poema é uma coisa que não tem nada dentro, a não ser o ressoar de uma imprecisa voz que não quer se apagar essa voz somos nós. um tumulto de vozes de gozos, de espasmos, vertiginoso e pleno como são os orgasmos A) Esse poema se debruça sobre um tema muito recorrente na poética de autor, que é a reflexão com o fazer-poético. B) Esse é um dos poemas neoconcretos de Ferreira Gullar, sobretudo por questionar a condição de objeto do poema. C) Este poema, assim como os demais presentes nesse livro, assinala uma inflexão na poesia de Gullar: um retorno às formas fixas e rejeição das experimentações poéticas, sobretudo de sua fase concreta-neoconcreta. D) Este poema é um tipo exemplo da estética da Geração de 45, com seu apuro formal e um certo viés neoparnasiano. E) Nesse poema, Ferreira Gullar dialoga com as formas tradicionais da literatura de cordel para fazer uma reflexão metalinguística. 11. Leia as seguintes sentenças sobre a obra Iracema, de José de Alencar. I. Constitui obra de exaltação da flora e fauna brasileira, mas apresenta o índio como representante de uma raça inferior e inculta. II. A obra representa o mito alencariano composto pelo herói, o índio, resistente à colonização e à presença do outro, e o branco, colonizador agressivo que deseja destruir o nativo. III. A personagem Martim, representação do colonizador europeu, apesar de seu amor por Iracema, resiste à cultura indígena e rejeita a língua e os costumes nativos.

8 Pág. 8/38 IV. A personagem Iracema, representação do índio exaltado pela literatura do período romântico, pode ser considerada um símbolo da terra mãe, o Brasil. V. O romance apresenta, por meio de estilo lírico, uma idealização do índio brasileiro. Considerando-se as características da obra e os princípios estéticos e ideológicos do período romântico brasileiro, pode-se afirmar que: A) somente as sentenças I e II estão corretas. B) somente as sentenças III, IV e V estão corretas. C) somente a sentença I está correta. D) somente a sentença IV está correta. E) somente as sentenças IV e V estão corretas. 12. Considerando-se o gênero de São Bernardo, de Graciliano Ramos, podemos afirmar que A) a obra relaciona-se ao Romantismo por retratar problemas sociais e denunciar a opressão e a tirania do homem no nordeste brasileiro. B) a obra constitui romance de Realismo crítico, de confissão, com tensão psicológica e preocupações sociais. C) o romance narra, em fluxo de consciência, o drama psicológico de Madalena, cuja voz narra as dificuldades de Paulo Honório de aceitar o mundo, os outros e a si mesmo. D) constitui romance Regionalista Modernista, vinculado ao projeto de construção da identidade nacional, aliando as formas dos gêneros dramático e lírico. E) a obra inaugura o romance Naturalista, além de questionar as fronteiras entre o real e o imaginário, pela visão de Madalena, vítima da tirania do marido. 13. A construção narrativa da obra Dom Casmurro, de Machado de Assis, atesta A) sua relação com o Realismo, considerando-se que o narrador-personagem, sem utilizar digressões e de forma objetiva, elabora seus argumentos, mas expressa seu arrependimento pela acusação feita. B) sua circunscrição em um discurso persuasivo, elaborado com objetividade, com evidências que comprovam o adultério cometido. C) a formulação de um enigma, apresentado pela voz do narrador-personagem, em uma narrativa permeada de ambiguidades. D) a credibilidade do narrador por sua isenção, imparcialidade e equilibrado distanciamento emocional dos acontecimentos narrados. E) a competência narrativa de Bentinho, advogado, que utiliza termos jurídicos para argumentar e comprovar a traição de Capitu. MATEMÁTICA 14. Considere a equação racional e as seguintes afirmações: I. As soluções algébricas são x e x = II. As funções e têm ponto de interseção quando x e x. III. As raízes são x e x. IV. A função intercepta o eixo das abscissas quando x e x V. A equação não tem raízes reais. A partir da análise das afirmações e do enunciado, é CORRETO afirmar que: A) somente as afirmativas I, II e III estão corretas. B) somente as afirmativas I, II e IV estão corretas. C) somente as afirmativas I, II, III e IV estão corretas. D) somente a afirmativa III está correta. E) somente a afirmativa V está correta.

9 Pág. 9/ Uma rede pode ser representada por um conjunto de elementos denominados vértices interligados por retas, conhecidas como arestas. Tais sistemas de redes são utilizados para modelar diversas situações, como tráfego de veículos, sinal de telefone e modelos em engenharia elétrica. Conseguinte, considere o fluxo dado pela figura abaixo. Dado que o fluxo total de veículos de entrada (por hora) é igual ao fluxo total de saída (por exemplo, para o vértice,, é CORRETO afirmar que o modelo matemático do fluxo acima tem: A) Não tem solução. B) Tem solução única. C) Admite apenas duas soluções D) Admite apenas três soluções E) Infinitas soluções. 16. A figura a seguir descreve o movimento executado por uma máquina para o corte de uma placa metálica: Partindo de A, ela sistematicamente avança 6 cm e gira 60º para esquerda, até retornar ao ponto A. A área da superfície recortada é: A) B) C) D) E)

10 Pág. 10/ A sequência, x, y, x + y é uma progressão geométrica (PG) em que x e y reais). Dessa forma, podemos afirmar que a razão dessa PG é: A) B) 5 2 C) 1 5 IR * (IR é o conjunto dos números D) 5 E) Uma arruela, que é um disco fino com furo circular interno, tem suas dimensões projetadas sobre um sistema de coordenadas cartesianas. A equação da circunferência externa é obtida e tem a forma. A distância da circunferência interna para a externa é de. O furo interno, que está no meio da arruela, tem área igual a: 2,5 cm A). B). C). D). E). 19. Um líquido evapora à razão de 4% do seu volume a cada hora. O tempo necessário para que o volume desse líquido seja ¼ do volume inicial é: (Dados: log 2 = 0,3 e log 3 = 0,48) A) 18 horas. B) 21 horas. C) 25 horas. D) 28 horas. E) 30 horas.

11 Pág. 11/ Um engenheiro esta projetando uma caixa d'água de concreto em forma de tronco de pirâmide regular e reta, com as seguintes medidas internas: base menor de lado 6 m, base maior de 16 m de lado e com altura da face lateral de 13 m. A capacidade de armazenamento da caixa d água é de: A) litros. B) litros. C) litros. D) 1.681,33 litros. E) litros. 21. Um labirinto é constituído por um conjunto de percursos intrincados com muitas divisões e passagens interligadas. A figura a seguir representa um labirinto, em que os pontos representam as suas entradas. Os pontos iniciais 1, 2, 3, 4 e 5 estão no primeiro nível (pontos de entrada). O ponto C é o ponto central. A probabilidade de uma pessoa entrar e ir até o ponto C passando apenas uma vez por entradas pares e uma vez em cada nível é: A) B) C) D) E) 22. Assinale a alternativa que contém valor exato de log A, sabendo-se que: e log 2 = 0,3. A) 1. B) 0,6. C) 0,8. D) 0,6. E) 0,3.

12 Pág. 12/38 FÍSICA 23. Em uma atividade experimental de Física, os estudantes verificaram que a quantidade de calor necessária para aquecer um litro de água num recipiente de alumínio de 500 g é de cal. Segundo as conclusões, desprezando as perdas, essa quantidade de calor é suficiente para que essa água alcance uma temperatura ideal para se tomar chimarrão. De acordo com os dados experimentais, a temperatura ambiente era de 20 C e o calor específico da água e do recipiente de alumínio são, respectivamente, iguais a 1 cal/g C e 0,21 cal/g C. Ao se considerar o experimento citado acima, a temperatura da água do chimarrão é de: A) 63 C. B) 68 C. C) 70 C. D) 73 C. E) 75 C. 24. O pêndulo balístico, inventado no século XIX, é um dispositivo bastante preciso na determinação da velocidade de projéteis e é constituído por um bloco, geralmente de madeira, suspenso por dois fios de massas desprezíveis e inextensíveis, conforme mostrado a seguir. Para o pêndulo da figura, considere que o projétil tenha massa de 50 g e o bloco de 5 kg e que, após ser atingido pelo projétil, o bloco alcança uma altura h = 20 cm. Determine a velocidade do projétil no instante em que atinge o bloco. (Faça g = 10 m/s²). A) 202 m/s. B) 212 m/s C) 222 m/s. D) 242 m/s. E) 252 m/s. 25. Uma massa de 0,50 kg está presa na extremidade de um sistema formado por duas molas em paralelo, conforme mostra a figura a seguir. As molas são idênticas, de constante elástica k = 50 N/m e massa desprezível. A outra extremidade do sistema está fixa em um apoio de teto de modo que o sistema fica verticalmente posicionado. A massa é lentamente solta da posição de relaxamento do sistema, a uma altura H = 12 cm do plano de uma mesa, até que fique em repouso. A que altura h da mesa a mola permanece em seu ponto de repouso? Considere g = 10 m/s 2. A) 2,0 cm. B) 3,0 cm. C) 5,0 cm. D) 6,0 cm. E) 7,0 cm.

13 Pág. 13/ Uma lâmpada pequena possui as seguintes especificações: 10 V e 12 W. Com essa lâmpada e uma pilha com força eletromotriz de 12 V, pode-se montar um circuito elétrico simples para representar o seu funcionamento. Com os elementos citados acima, qual dos circuitos elétricos a seguir representa o circuito simples corretamente? A) B) C) D) E)

14 Pág. 14/ Em determinadas situações, os pilotos de aviões ficam sujeitos a condições desfavoráveis de vento durante o processo de aterrissagem. A fotografia mostra um avião se aproximando da pista de pouso enquanto tem que enfrentar um forte vento lateral. Para compensar o vento, o piloto tem que aproximar o avião da pista obliquamente em relação à direção da pista, de modo que o avião possa prosseguir paralelamente a ela. Suponha uma situação similar, na qual, durante a aproximação da pista de pouso, um piloto mantém um ângulo de 30 o entre o eixo longitudinal do avião e a direção da pista, conforme esquematizado na figura. Se o módulo da velocidade do avião em relação à pista for v = 80 km/h, qual é o módulo da velocidade do vento transversal (V t )? A) 30 km/h. B) 40 km/h. C) 46 km/h. D) 55 km/h. E) 69 km/h. 28. A figura mostra esquematicamente uma montagem utilizada em aulas práticas de física para o estudo de ondas estacionárias em cordas. Um gerador de sinal elétrico faz com que um oscilador mecânico produza ondas em uma corda tracionada por uma massa suspensa. A amplitude de oscilação do eixo do oscilador é independente da frequência e muito menor que a altura dos fusos. A roldana é considerada ideal. Sobre esse experimento, analise as seguintes afirmativas: I. Se a distância entre o oscilador e a roldana for reduzida, a frequência para se obter uma onda estacionária de mesmo número de fusos (ventres) que o mostrado na figura será maior e o comprimento de onda será menor. II. Se a massa suspensa for aumentada, o comprimento de onda do harmônico mostrado não é alterado e a frequência de ressonância será maior. III. Se a frequência do quarto harmônico for 600 Hz, a do quinto harmônico será 750 Hz. IV. Todos os pontos da corda vibram com a mesma frequência e velocidade transversal. V. A velocidade do deslocamento transversal de um ponto da corda será máxima nas posições de cristas e vales. Com relação às afirmativas, assinale a alternativa CORRETA. A) somente as afirmativas II, III e IV estão corretas. B) somente as afirmativas I, III e V estão corretas. C) somente as afirmativas I, II e III estão corretas. D) somente as afirmativas I, II, IV e V estão corretas. E) somente as afirmativas II e IV estão corretas.

15 Pág. 15/38 QUÍMICA 29. A produção do ferro metálico ocorre através da siderurgia, a qual também produz o aço. O ferro formado nesse processo é o ferro-gusa, que contém pequenas porcentagens de carbono (cerca de 5%) e, por isso, é quebradiço. A partir dele, pode-se produzir o aço comum, que contém cerca de 98,5% de ferro, entre 0,5 e 1,7% de carbono e traços de silício, enxofre e fósforo. Quando atinge a pureza praticamente de 100%, ou seja, quando a porcentagem de carbono é menor que 0,5%, ele é chamado de ferro doce. Geralmente, o mineral utilizado nas siderúrgicas é a hematita e o processo de produção do ferro é feito em altos-fornos. A reação a seguir, não balanceada, demonstra a produção do ferro a partir da hematita, na qual foram utilizados 900 g de hematita, com 35% de impurezas. Considerando as informações apresentadas, assinale a alternativa CORRETA. Dado: Volume molar nas condições normais de temperatura e pressão (CNTP) = 22,4 L. Fe 2 O 3 + C Fe + CO 2 A) Utilizando 640 g de hematita, serão formados 0,4 m 3 de gás carbônico, medidos nas CNTP. B) Neste processo, o átomo de carbono é a espécie oxidante. C) No aço, temos predominantemente uma ligação covalente, ligação esta que justifica seu alto ponto de ebulição. D) Os compostos silício, fósforo e enxofre são os responsáveis pela excelente condutibilidade elétrica do aço comum, o qual é classificado como substância pura composta. E) Considerando os dados mencionados, conclui-se que serão formados 409,5 g de ferro metálico. 30. O tungstênio ( 74 W 184 ) é um elemento químico de aplicações variadas, que flutuam desde fabricação de armamentos até o filamento das antigas lâmpadas incandescentes. Além do símbolo W, que não condiz diretamente com o seu nome, esse elemento apresenta outras particularidades relevantes, como a elevada dureza e os altíssimos valores de pontos de ebulição e de fusão. A respeito de sua estrutura nuclear e distribuição eletrônica, assinale a alternativa CORRETA. A) Seu núcleo atômico possui o mesmo número de nêutrons que o elemento Darmstácio ( 110 Ds 281 ) e por isso esses elementos são ditos isótonos. B) Seu raio atômico deve ser menor que o do elemento ferro ( 26 Fe 56 ), pois trata-se de um átomo com elevada carga nuclear, o que influencia na atração do núcleo perante os elétrons. C) Seu elétron de valência encontra-se no mesmo subnível que o elétron de valência do sódio ( 11 Na 23 ). D) Seu subnível mais energético é o mesmo que o da distribuição do elemento urânio ( 92 U 238 ) e por isso esses dois elementos são considerados de transição interna. E) Por possuir aplicações importantes tanto na área industrial como em nosso cotidiano, o elemento tungstênio é considerado um elemento representativo. 31. Eletrólise é uma reação não espontânea provocada pelo fornecimento de energia elétrica proveniente de um gerador (pilhas). A eletrólise possui muitas aplicações na indústria química, na produção de metais, como sódio, magnésio, potássio, alumínio etc., também na produção de não metais como cloro e o flúor e, ainda, substâncias como o hidróxido de sódio (soda cáustica) e peróxido de hidrogênio (água oxigenada) e a deposição de finas películas de metais sobre peças metálicas ou plásticas. Essa técnica de deposição em metais é conhecida como galvanização. Os mais comuns são as deposições de cromo (cromagem), níquel (niquelagem), prata (prateação), ouro (dourar), usadas em grades, calotas de carros, emblemas, peças de geladeira, joias, aparelhos de som. É utilizada também na purificação ou refino eletrolítico de muitos metais, como cobre e chumbo e no processo de anodização, que nada mais é do que uma oxidação forçada da superfície de um metal para que seja mais resistente à corrosão. Disponível em: <http://www.soq.com.br/>. Temos como exemplo a eletrólise em série, com três cubas eletrolíticas, contendo respectivamente as seguintes soluções químicas: na primeira cuba, sulfato de cobre; na segunda cuba, cloreto de alumínio; e na terceira cuba, clorato de prata. Analisando o texto, assinale a alternativa que mostra a massa total dos metais, em gramas, depositados nestas três cubas eletrolíticas, ligadas em série, quando submetidas a uma corrente de 6 A durante um tempo de 0,672 horas. A) 22,368. B) 27,3. C) 28,4. D) 29,11. E) 30,15.

16 Pág. 16/ A cortisona é um hormônio que atua no combate a inflamações. Em situações extremas, a produção desse hormônio não é suficiente para frear a inflamação e medicações preparadas à base de cortisona são necessárias. A estrutura da cortisona é apresentada a seguir. Ao analisar a estrutura desse hormônio, observamos que a substância A) apresenta as funções orgânicas fenol e cetona e pode se apresentar até como 6 isômeros opticamente ativos. B) apresenta as funções orgânicas álcool e cetona e pode se apresentar até como 64 isômeros opticamente ativos. C) apresenta as funções orgânicas álcool e éster e pode se apresentar até como 6 isômeros opticamente ativos. D) apresenta as funções orgânicas álcool e cetona e pode se apresentar até como 32 isômeros opticamente ativos. E) apresenta as funções orgânicas álcool e éster e pode se apresentar até como 32 isômeros opticamente ativos. 33. Os ácidos carboxílicos compõem uma importante função orgânica, não apenas pelos compostos que constituem essa classe funcional, mas pelas reações que podem sofrer para formar, por exemplo, sais de ácidos carboxílicos e ésteres. Na preparação do benzoato de fenila e do butanoato de magnésio, os reagentes utilizados nas proporções ideais são, respectivamente, para cada um dos compostos na ordem apresentada: A) um mol de ácido benzoico e um mol de álcool benzílico para o benzoato de fenila e dois mols de ácido butanoico e um mol de hidróxido de magnésio para o butanoato de magnésio. B) um mol de ácido benzoico e um mol de fenol para o benzoato de fenila e um mol de ácido butanoico e um mol de hidróxido de magnésio para o butanoato de magnésio. C) um mol de ácido benzoico e um mol de fenol para o benzoato de fenila e um mol de ácido butanoico e dois mols de hidróxido de magnésio para o butanoato de magnésio. D) um mol de ácido benzoico e um mol de fenol para o benzoato de fenila e dois mols de ácido butanoico e um mol de hidróxido de magnésio para o butanoato de magnésio. E) um mol de ácido benzoico e um mol de álcool benzílico para o benzoato de fenila e um mol de ácido butanoico e um mol de hidróxido de magnésio para o butanoato de magnésio. 34. O corpo humano necessita de energia para a realização de suas funções vitais. Os carboidratos são fontes rápidas de energia e são degradados por enzimas digestivas e controlados principalmente pelo intestino até chegar à corrente sanguínea, visto que o organismo não é capaz de absorver moléculas maiores. A glicose usada na alimentação também é chamada de açúcar no sangue, pois é o açúcar mais simples que circula em nossas veias. No sangue humano, sua concentração é mantida entre 80 mg e 120 mg por 100 ml, pela ação de hormônios secretados pelo pâncreas. Se por doença ou falta prolongada de alimentação essa concentração diminuir (hipoglicemia), a pessoa deverá receber soro glicosado; se, pelo contrário, a concentração de glicose no sangue aumentar (hiperglicemia), a pessoa apresentará os sintomas da doença conhecida como diabetes e deverá receber medicamentos, como a insulina. A seguir é apresentada a equação química que representa a combustão da glicose. C 6 H 12 O 6(aq) + 6 O 2(g) 6 CO 2(g) + 6H 2 O ((l)

17 Pág. 17/38 Considerando as entalpias de reação em KJ/mol 6C (s) + 3 O 2 (g) + 6 H 2 ( g) C 6 H 12 O 6 (aq) H 1 = H 2 (g) + ½ O 2 (g) H 2 O (ll) H 2 = -286 CO 2 (g) C (s ) + O 2 (g) H 3 = 394 A energia liberada pelo organismo na ingestão de 10 g de glicose é: A) 156,5 KJ. B) KJ. C) 2364 KJ. D) 236,4 KJ. E) KJ. 35. A talidomida é um derivado do ácido glutâmico que foi sintetizado na Alemanha, em Em pouco tempo, conquistou o mercado como um remédio eficaz que controlava a ansiedade e os enjoos de mulheres grávidas. Mas, a partir de 1960, foi descoberto que o remédio provocava má formação de fetos dessas gestantes. Nasceu, nos anos seguintes, uma geração com graves anomalias, conhecidas como síndrome da talidomida. Em uma amostra de 2,58 g desse composto, existem 1,56 g de carbono, 0,10 g de hidrogênio, 0,28 g de nitrogênio e 0,64 g de oxigênio, portanto, a fórmula molecular da talidomida é: A) C 26 H 20 N 4 O 8. B) C8H 10 NO 2. C) C 6 H 8 N 3 O. D) C 13 H 10 N 2 O 4. E) C 10 H 10 NO Uma pessoa gera em média 160 litros de esgoto por dia; esse valor é obtido pelo consumo de água usada pela população. No Brasil, 47,8% dos municípios não têm coleta de esgoto e dos outros 52,2% dos municípios que têm esgotamento sanitário, 32% têm serviço de coleta e 20,2% coletam e tratam o esgoto. Em volume, diariamente, 14,5 milhões de m 3 de esgoto são coletados, sendo que 5,1 milhões de m 3 são tratados. O sudeste é a região do país em que a quantidade de munícipios com esgoto coletado e tratado é maior. O tratamento de 1 m 3 de esgoto produz em média 0,070 m 3 de biogás, que tem como principal componente o metano, cerca de 60% além de H 2 S, CO 2 e outros. O metano, quando usado como combustível de automóveis, tem a proporção de consumo de 1 m 3 de metano para 1 L de gasolina. Utilizando as informações do texto, quantos litros de gasolina seriam economizados diariamente, aproximadamente, se todo esgoto coletado fosse utilizado para produzir biogás? Biomassa decomposição em biodigestor Biogás(CH 4,H 2 S,CO 2...) + Resíduo (combustível) (fertilizante) A) L. B) L. C) L. D) L. E) L.

18 Pág. 18/38 BIOLOGIA 37. A digestão das proteínas por enzimas pancreáticas que ocorre no intestino delgado tem por objetivo quebrar os polipeptídeos em oligopeptídeos e aminoácidos. Para que a digestão química de proteínas ocorra de maneira eficiente, é necessário(a): A) um ph em torno de 3. B) a ativação das enzimas pela presença do HCl. C) uma especificidade entre as enzimas pancreáticas e os seus substratos. D) a ação enzimática da bile. E) a presença de um ativador de reação, como a vitamina A. 38. A mosca-branca, Bemisia tabaci (Genn.), é uma das principais pragas do feijoeiro e vem inviabilizando a produção desta cultura em algumas regiões do país, devido às altas infestações, principalmente no plantio do final da estação chuvosa (Barbosa et al. 2004). A transmissão do Vírus do Mosaico Dourado pela moscabranca pode atingir 100% das plantas quando infestadas no início de seu desenvolvimento. Entre os principais danos causados por essa virose estão as deformações e as reduções do número, tamanho e peso de vagens e grãos (FARIA, 1988). O desequilíbrio ecológico causado pelo uso intenso de pesticidas tem mobilizado diversos setores da sociedade [...]. Fonte: <http://bioassay.org.br/bioassay/article/view/68/107>. Acesso em: 29 de abril de Um dos graves problemas gerados pelo uso excessivo de pesticidas é A) o aumento de espécies endêmicas em detrimento das espécies nativas. B) a diminuição da diversidade biológica pela indução de características positivas. C) a contaminação das águas por pesticidas apolares facilmente solubilizados em água. D) o aumento dos problemas de saúde, uma vez que pesticidas, em qualquer dosagem, são letais. E) a contaminação de lençóis freáticos gerada pelo processo de lixiviação. 39. Leia ambos os textos para responder à questão. Assistir a shows ao vivo pode reduzir níveis de estresse, sugere estudo. Um estudo realizado por pesquisadores britânicos com 117 voluntários sugere que assistir a shows de música ao vivo reduz os níveis de estresse das pessoas. Estudos prévios já mostraram que ouvir música pode ajudar tanto para o relaxamento quanto para a concentração. Mas essa nova pesquisa publicada no periódico Public Health foca especialmente nas apresentações ao vivo e os efeitos que os eventos podem ter nas pessoas. Os voluntários tiveram sua saliva testada antes e depois da apresentação do compositor Eric Whitacre, em que puderam cantar, dançar e pular. Houve, no geral, uma diminuição nos hormônios cortisol e seus precursores nos participantes. Os pesquisadores apontaram que não houve diferença nos resultados de quem tinha costume em ir a shows e de quem não tinha: todos aproveitaram o show da mesma forma e apresentaram uma diminuição na produção dos hormônios mencionados acima. Modificado de: <http://revistagalileu.globo.com/ciencia/noticia/2016/04/> acesso em 03/05/2016. MPDF denuncia médica que receitou superdose de medicamento a menina O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios ofereceu denúncia contra a médica pediatra suspeita de prescrever uma dosagem excessiva de adrenalina para a menina Rafaela, de 1 ano e 7 meses, que morreu dias depois de receber a substância, em janeiro deste ano. O G1 procurou a médica Fernanda, mas não conseguiu contato até a publicação desta reportagem. Modificado de: <http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2013/05/>. Acesso em: 03/05/2016. Sobre os hormônios presentes nos dois textos acima, é possível afirmar que: A) ambos são produzidos pela região cortical da mesma glândula. B) ambos são produzidos pela mesma glândula, o primeiro no córtex e o segundo na região medular. C) ambos são produzidos pela região medular da mesma glândula. D) ambos são produzidos pela região cortical de glândulas diferentes. E) ambos são produzidos por regiões medulares de glândulas diferentes.

19 40. Leia o texto a seguir: FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO JUNHO DE 2016 Pág. 19/38 Cientistas encontram primeiro coração fossilizado, e ele é brasileiro (...) O primeiro coração fóssil foi encontrado em rochas da bacia do Araripe, sítio geológico localizado no Ceará. A descoberta já teve impactos em áreas da biologia e da medicina, para o entendimento da evolução na anatomia do coração e perspectivas para a cura de doenças cardíacas em humanos (imagem a seguir montada a partir de tomografias dos fósseis). Completamente preservado, o coração pré-histórico é do peixe Rhacolepis buccalis, que existiu entre 113 e 119 milhões de anos atrás. Essa espécie de peixe, que media cerca de 15 centímetros, foi extinta há muito tempo. Após dez anos de investigações, a descoberta foi publicada na revista científica britânica elife deste mês.(...) Os corações descobertos (em um total de 63 fósseis) possuem cinco válvulas, em vez de apenas uma, como a dos peixes atuais. "Isso explica um mistério de 100 anos, que é o das válvulas da saída do coração", afirma o biólogo Xavier-Neto, que estuda como o coração evoluiu ao longo dos tempos. Já era conhecido pela ciência que corações de animais primitivos possuíam dezenas de válvulas. O órgão fossilizado apresenta uma morfologia intermediária entre peixes primitivos e atuais. Modificado de: <http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2016/04/29/>. Acesso em: 02/05/2016. Sobre o texto, são feitas as afirmativas: I. O coração do peixe atual apresenta uma cavidade. II. O texto evidencia a evolução das espécies por redução de estrutura. III. No coração humano existem quatro válvulas, enquanto que no peixe fóssil existem cinco. IV. Todos os vertebrados atuais têm o mesmo número de cavidades. Das afirmativas, são CORRETAS: A) Apenas II e III. B) Apenas I e II. C) Apenas I, II e III. D) Apenas I e III. E) I, II, III e IV. 41. Em Angola, há um número grande de indivíduos com anemia falciforme. Por isso, foram criadas campanhas para conhecimento dos sintomas e do tratamento dessa condição, como a mostrada na figura a seguir: Disponível em: <http://www.anemiafalciforme-angola.org/homepage/>. Acesso em: 04/05/2016. Essa doença é causada por um alelo que condiciona a formação de moléculas anormais de hemoglobina, com pouca capacidade de transporte de oxigênio. As hemácias que não transportam oxigênio normalmente têm um formato semelhante ao de uma foice e por isso é chamada de falciforme. Os indivíduos homozigotos dominantes são normais, ao passo que os heterozigóticos são ligeiramente anêmicos, mas sobrevivem, embora com menor viabilidade em relação aos homozigóticos dominantes. Os indivíduos homozigotos recessivos morrem de anemia na infância.

20 Pág. 20/38 Do cruzamento entre um indivíduo normal e outro com anemia falciforme, qual a chance do casal ter uma filha com anemia falciforme? A) 0%. B) 25%. C) 50%. D) 75%. E) 100%. 42. Observe o fragmento de texto a seguir: Pesquisador da UFAL desenvolve pesquisa sobre plantas no Agreste/Sertão Objetivo da pesquisa é a manutenção da variedade genética dessas cactáceas Pesquisadores Universidade Federal de Alagoas (UFAL), campus Arapiraca, estudam a propagação do mandacaru, xique-xique e da coroa-de-frade. Os estudos estão sendo realizados no Centro de Referência em Conservação da Natureza e Recuperação de Áreas Degradadas (CR-ad) da Universidade Federal de Alagoas (CRAD/UFAL). De acordo com José Vieira Silva, professor de fisiologia de plantas, o principal objetivo da pesquisa é a manutenção da variedade genética dessas cactáceas. Nosso trabalho visa à reprodução desses cactos em laboratório e, posteriormente, a sua propagação vegetativa e plantio para garantir a variabilidade genética das espécies no ambiente natural. Nos últimos anos, devido a grande seca, a ação de extrativismo dessas cactáceas tem sido muito grande, principalmente para uso na alimentação animal, ornamentação e no caso da coroa-de-frade, que é utilizada na culinária exótica. Como são plantas que crescem muito lentamente, diversas áreas tiveram essas populações de cactáceas praticamente dizimadas. Nesse sentido, estamos tentando reproduzi-las para formar um banco de matrizes e depois retorná-las para o plantio no ambiente natural, explica. [...] Disponível em: <http://www.tribunahoje.com/noticia/177376/interior/2016/04/28/pesquisador-da-ufal-desenvolve-pesquisa-sobre-plantas-noagresteserto.html>. Acesso em: 05/05/2016. Analise as afirmativas a seguir: I. A vantagem da reprodução vegetativa é que ela promove a variabilidade genética. II. Na reprodução vegetativa, o descendente é geneticamente semelhante à planta mãe. III. O estiolamento é um dos processos usados na reprodução vegetativa. IV. A melhor estrutura para realizar a reprodução vegetativa é geralmente a caulinar. Da análise das afirmativas, podemos dizer que: A) apenas I e III estão corretas. B) apenas I, II e III estão corretas. C) apenas II, III e IV estão corretas. D) apenas II está correta. E) apenas II e IV estão corretas. 43. Observe o fragmento de texto a seguir: Pesquisa investiga possíveis problemas neurológicos causados por zika em adultos Pesquisadores acreditam que zika causa outros problemas neurológicos além de Guillan-Barré Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Instituto D'or de Pesquisa e Ensino (Idor, ligado à rede D'or de hospitais) começou a estudar, nesta segunda-feira, se adultos infectados pelo zika vírus podem desenvolver problemas neurológicos, além da já conhecida síndrome de Guillain-Barré.

21 Pág. 21/38 A decisão de fazer o estudo veio depois da constatação de alguns casos suspeitos de síndromes neurológicas associadas à infecção por zika. Médicos de diferentes hospitais do Estado vêm relatando um número acima da média de casos de Guillain- Barré (um problema autoimune que ataca o sistema nervoso) e também de encefalites e encefalomielites inflamações no cérebro e na medula normalmente decorrentes de infecções virais. As doenças podem causar desde uma leve confusão mental até convulsões e paralisia. Temos casos relatados de alterações neurológicas em pessoas que tiveram diagnóstico clínico de zika, afirma a diretora científica do Idor, Fernanda Tovar Moll, professora da UFRJ e especialista em neuroimagem. [...] Disponível em: <http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/02/160223_problema_zika_adultos_rj_lab>. Acesso em: 05/05/2016. A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune que, aparentemente, vem sendo desencadeada pela presença do zika vírus. Ela se caracteriza pela inflamação dos nervos e das raízes nervosas proximais e dos nervos cranianos. Além disso, ela é desmielinizante e, por consequência, afeta a condução nervosa. Se ela for desencadeada porque o vírus afeta a célula glial produtora dessa bainha de mielina, a célula afetada seria: A) o astrócito protoplasmático. B) o astrócito fibroso. C) o neurônio. D) a célula de Schwann. E) a micróglia. 44. Leia o texto a seguir, publicado na revista Superinteressante O que arde nem sempre cura A água oxigenada prejudica a cicatrização de um corte? Sim. No geral, o melhor é deixar o corpo cuidar sozinho do fechamento do talho. Basta limpar bem o local com água ou soro fisiológico, receita a cirurgiã plástica Lydia Massako Ferreira, da Universidade Federal de São Paulo. A ideia, muito difundida, de que substâncias que fazem a pele arder são boas para a cicatrização é errada. Elas agridem quimicamente a ferida e só devem ser usadas se há risco de infecção, aconselha Lydia. Assim, um corte com lâmina ou um joelho ralado no cimento não precisam mais do que uma boa lavada. A água oxigenada atrapalha a formação das fibras de colágeno que vão preencher o corte, avisa a dermatologista Núbia Rossetti. Ferimentos feitos com objetos enferrujados pedem cuidado maior. Nesses casos, a água oxigenada e outros antissépticos ajudam, mas deve ser avaliada a necessidade também de uma vacina antitetânica. Todas essas substâncias devem ser usadas, com certeza, quando já existe infecção, pois matam os microrganismos. Disponível em: <http://super.abril.com.br/comportamento/o-que-arde-nem-sempre-cura>. Acesso em: 06/05/2016. O texto relata que o uso de água oxigenada (peróxido de hidrogênio) em ferimentos não é interessante, pois sua oxidação poderia roubar elétrons das moléculas de colágeno produzidas pelos fibroblastos, atrapalhando a cicatrização do ferimento. Ainda assim, muitas pessoas utilizam a água oxigenada em ferimentos, buscando seu poder antisséptico. A água oxigenada possui essa ação porque A) a reação química promovida pela catalase decompõe o peróxido de hidrogênio e isso afeta as bactérias anaeróbias. B) os peroxissomos bacterianos não toleram a presença do peróxido de hidrogênio e isso leva à morte bacteriana. C) a decomposição química do peróxido de hidrogênio acidifica a região, levando as bactérias aeróbicas à morte. D) a catalase bacteriana decompõe a água oxigenada e o oxigênio liberado oxida a parede celular da bactéria,destruindo-a. E) o peróxido de hidrogênio é uma substância existente no sistema imunológico e é sinalizadora para que macrófagos fagocitem as bactérias do ferimento.

22 Pág. 22/38 HISTÓRIA 45. Mafalda é uma personagem que foi criada, em 1962, pelo cartunista argentino Quino. Com essa personagem, o autor das tirinhas frequentemente abordava o contexto político internacional daquele período. A tirinha abaixo refere-se, especialmente: Disponível em: <www.astropt.org>. A) Ao período da Guerra Fria, exatamente posterior à Segunda Guerra Mundial, caracterizado pela oposição entre os países militaristas da Europa e a União Soviética, quando as potências capitalistas procuravam conter o avanço do socialismo, além de competirem no desenvolvimento da ciência. B) Ao período da Guerra Fria, caracterizado pela oposição entre EUA e União Soviética, quando essas duas potências capitalistas disputavam o comércio internacional, além de competirem no desenvolvimento da ciência. C) À Segunda Guerra Mundial, que destruiu o território de grande parte dos países europeus e na qual os EUA e a União Soviética lutaram ao lado dos Aliados, contra as forças do Eixo, liderado pela Alemanha nazista. D) Ao período entre guerras, caracterizado pelo desenvolvimento da ciência e pela intensificação do armamentismo. E) Ao período da Guerra Fria, caracterizado pela oposição entre EUA e União Soviética, quando as duas potências se envolviam em conflitos armados de regiões exteriores aos seus territórios, além de competirem no desenvolvimento da ciência. 46. A partir de meados do século XVIII, os ideais iluministas atravessaram o Atlântico, influenciando em grande medida o início dos movimentos de independência dos países americanos. Observe as afirmações a seguir sobre esse tema: I. A independência das trezes colônias britânicas na América teve influência direta de autores iluministas, como o inglês John Locke, que afirmava que o governo deveria garantir os direitos naturais aos homens, como a liberdade, a felicidade e a prosperidade. II. No Brasil, não chegaram os ideais iluministas; por esse motivo, quando o país tornou-se independente, em 1822, continuou sendo uma Monarquia, já que o ideal republicano não circulava na colônia. III. Os ideais iluministas de liberdade e de igualdade estiveram presentes nos movimentos de independência da América Espanhola, iniciados entre o final do século XVIII e o começo do século XIX, e que foram liderados pela elite letrada colonial, que se mostrava insatisfeita com a sua diferença em relação às elites metropolitanas. IV. Um dos principais líderes dos movimentos de independência das Américas foi Simón Bolívar. Por esse motivo, atualmente, governos que questionam a interferência externa em suas economias são denominados de bolivarianos. Estão CORRETAS apenas as afirmações: A) I e III. B) I, III e IV. C) I e IV. D) II, III e IV. E) I, II e III.

23 Pág. 23/ A expansão do Império Otomano, do século XIV ao século XVII, teve grandes consequências para a organização social, política e econômica da Europa. Observe o mapa acima e assinale a alternativa CORRETA. Disponível em : <http://escola.britannica.com.br/assembly/135173/o-imperio-otomano-em-sua-extensao-maxima>. A) Os otomanos eram turcos muçulmanos que tomaram vários territórios cristãos, inclusive, em 1453, a capital do antigo Império Bizantino, Constantinopla. Com esse evento, as nações cristãs passaram a utilizar principalmente as rotas terrestres para terem acesso às Índias. B) Com a expansão do Império Otomano, os territórios que envolviam o Mar Mediterrâneo foram completamente dominados pelos cristãos, pois os muçulmanos foram expulsos. Apesar de serem também nações cristãs, Portugal e Espanha disputavam o comércio com os turcos otomanos e por isso tiveram que começar a navegar pelo Atlântico. C) O Império Otomano expandiu-se gradativamente por territórios da Europa e da África, do século XIV ao século XVII, sendo que a sua principal intenção era desenvolver a agricultura autossustentável. Dessa forma, sua expansão não interferiu no comércio no Mar Mediterrâneo. D) Com a expansão do Império Otomano, o Mar Mediterrâneo foi dominado pelos turcos muçulmanos, dificultando o acesso das nações cristãs às Índias para realização do comércio. Isso fez com que Portugal e Espanha investissem nas navegações pelo Atlântico, o que favoreceu a chegada dos europeus nos territórios americanos. E) O principal objetivo dos turcos otomanos era conquistar os territórios africanos. Apesar de terem chegado até Argel, não conseguiram adentrar o continente africano, pois enfrentaram alta resistência dos europeus, que já se encontravam no seu interior. 48. Leia o trecho da entrevista feita por Fernanda da Escóssia, jornalista da BBC Brasil, ao diplomata Alberto Costa e Silva sobre seus estudos sobre a História da África e considere as afirmações a seguir: [...] Era como se o negro surgisse no Brasil, como se fosse carente de história. Nenhum povo é carente de história. E a história da África é uma história extremamente rica e que teve grande importância na história do Brasil, da mesma maneira que a história europeia. De maneira geral, quando se estuda a história do Brasil, o negro aparece como mão de obra cativa, com certas exceções de grandes figuras, mulatos ou negros que pontuam a nossa história. O negro não aparece como o que ele realmente foi, um criador, um povoador do Brasil, um introdutor de técnicas importantes de produção agrícola e de mineração do ouro. [...] [...] Os primeiros fornos de mineração de ferro em Minas Gerais eram africanos. Fizemos uma história de escravidão que foi violentíssima, atroz, das mais violentas das Américas, uma grande ignomínia e motivo de remorso. Começamos agora a ter a noção do que devemos ao escravo como criador e civilizador do Brasil.

24 Pág. 24/38 Quando o ouro é descoberto em Minas Gerais, o governador de Minas escreve uma carta pedindo que mandassem negros da Costa da Mina, na África, porque "esses negros têm muita sorte, descobrem ouro com facilidade". Os negros da Costa da Mina não tinham propriamente sorte: eles sabiam, tinham a tradição milenar de exploração de ouro, tanto do ouro de bateia dos rios quanto da escavação de minas e corredores subterrâneos. Boa parte da ourivesaria brasileira tem raízes africanas [...]. Disponível em: <http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/11/151120_entrevista_historiador_fe_ab?ocid=socialflow_facebook%3fsthisfb>. Acesso em: 25 nov I. No trecho apresentado da entrevista é possível destacar a necessidade de um aprofundamento da história africana para uma melhor compreensão da história brasileira. II. Para Alberto Costa e Silva, de um modo geral, a história brasileira não tem considerado os africanos como introdutores de técnicas de produção agrícola e de exploração de ouro. III. O diplomata Alberto Costa e Silva não apresenta nenhum exemplo de documento histórico para firmar o ponto de vista que defende na entrevista. IV. Segundo os estudos de Alberto Costa e Silva, é possível vincular as técnicas de extração de ouro em Minas Gerais no período colonial às técnicas usadas na exploração desse mesmo minério na Costa da Mina africana. São CORRETAS apenas as afirmações: A) I, II e IV. B) I. C) II e IV. D) II e III. E) I, II, III e IV. 49. Leia o texto a seguir: A abertura dos portos às nações amigas, em 1808, permitiu que o Brasil fosse invadido por artigos importados dos mais variados, principalmente de origem inglesa. Os produtos ligados à indumentária e à beleza deram novo fôlego à vaidade dos homens e mulheres de então. O período imperial no Brasil foi marcado por modos e modas que acompanharam as grandes mudanças políticas, econômicas e sociais. Roupas, acessórios, joias e penteados revelam como se comportavam as pessoas, a sutileza de seus costumes e os códigos secretos da vida em sociedade. O acesso aos itens de luxo, entretanto, não tornou os moradores das terras brasileiras mais elegantes aos olhos dos viajantes estrangeiros. RASPANTI, Márcia Pinna. Que deselegantes. Disponível em: <http://www.revistadehistoria.com.br/secao/capa/que-deselegantes>. Acesso em: 4 out A partir da leitura do texto, é possível afirmar: I. Com a chegada da família real portuguesa ao Brasil, os brasileiros tiveram mais acesso aos produtos ingleses. II. As mudanças ocorridas nos modos e na moda no contexto do período Imperial brasileiro foram bastante sutis. III. Roupas, acessórios e joias são itens supérfluos que pouco informam sobre os costumes de uma época. IV. Os viajantes estrangeiros que passaram pelo Brasil nesse período não registraram informações relevantes sobre a vestimenta dos brasileiros. Está(ão) CORRETA(S): A) I e II, apenas. B) II e III, apenas. C) I, apenas. D) III e IV, apenas. E) I, II e IV, apenas.

25 50. Observe a imagem a seguir: FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO JUNHO DE 2016 Pág. 25/38 GEOGRAFIA Fonte: SENE, Eustáquio; MOREIRA, João Carlos. Geografia Geral e do Brasil: Espaço Geográfico e Globalização. São Paulo: Scipione, 2010, p. 18. v. 1. Podemos verificar na imagem uma série de informações relativas à Revolução Industrial, seu processo de consolidação e expansão para outros países, focando principalmente nas grandes potências industriais. Assim sendo, analise as proposições a seguir. I. O momento de maturidade industrial ocorre, em geral, décadas após o início do período de industrialização nos vários países que receberam e passaram por sua respectiva Revolução Industrial. II. Por volta do final do século XVIII, assistimos a um fenômeno reconhecido como Revolução Industrial, que ocorre na Inglaterra, mas que, depois, paulatinamente, se expandiu para outros países, principalmente ao longo do século XIX. III. O processo de globalização mundial, relacionado com a expansão de padrões monetários baseados no Euro, no capitalismo financeiro e na seleção de regiões acessíveis a um mercado de bens duráveis em expansão, se deu em grande parte, por volta do século XVIII. IV. Poucas regiões foram capazes de desenvolver uma sociedade de consumo, sendo restritos a alguns países da Europa Ocidental, EUA e Japão. Baseando-se em seus conhecimentos prévios e na análise dos dados apresentados na imagem, marque a alternativa que apresenta a(s) proposição(ões) CORRETA(S). A) I e III. B) I, II e IV. C) I, II e III. D) II e III. E) III e IV.

26 Pág. 26/ Sobre o indicador da expectativa de vida de um país ou região, observe e analise o gráfico a seguir: Fonte: Diretório de Dados Públicos do Google, a partir de dados do Banco Mundial. Consultado em 10 de abril de Relacionando sua análise e seus conhecimentos prévios, verifique as proposições abaixo: I. Indicadores macroeconômicos (como o PIB) fornecem apenas uma visão parcial e limitada da realidade, sendo necessária, para uma melhor compreensão, a verificação de diferentes indicadores, tais como os sociais (expectativa de vida, dentre outros) e políticos (respeito aos direitos humanos, dentro outros). II. O indicador expectativa de vida ao nascer é uma medida estatística de quanto tempo uma pessoa ou um grupo de indivíduos pode esperar viver com base no ano de seu nascimento e em outros fatores demográficos, tais como sexo. No gráfico, temos uma média geral que não discrimina homens e mulheres. III. Expectativa de vida é um dos principais indicadores da qualidade de vida, uma vez que é reflexo direto de diversos outros índices, tais como violência e poluição. A partir da análise do gráfico apresentado, podemos concluir que, em linhas gerais, os países apresentados melhoraram seus índices nos últimos 40 anos. IV. Dentre os vários indicadores da qualidade de vida de um país, região ou continente, a expectativa de vida é o que menos reflete os avanços diversos das políticas públicas e das instituições internacionais relacionadas à infância e adolescência, além de ser um dos indicadores que não entram no computo do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Marque a alternativa que apresenta somente a(s) proposição(ões) CORRETA(S). A) I e II. B) III e IV. C) II e III. D) II e IV. E) I, II e III.

27 Pág. 27/ Transição demográfica é o processo pelo qual as sociedades passam do estágio de altas taxas para o de baixas taxas de natalidade e de mortalidade. Mas, entre um estágio e outro, ocorre um descolamento entre o comportamento dessas taxas, ocasionando a aceleração do crescimento vegetativo (Adaptado de MAGNOLI, D. Geografia para o ensino médio: Brasil, Estado e espaço geográfico. São Paulo: Saraiva, v. 2, 2010, p. 136). Esses estágios podem ser visualizados no gráfico abaixo: Disponível em: <http://alunosonline.uol.com.br/geografia/transicao-demografica.html>. Acesso em: 18 mar O enunciado e o gráfico permitem entender que A) no mundo atual, os países de maioria muçulmana vivem a Fase 2 da transição demográfica devido à redução da mortalidade e da natalidade, o que é resultado da proibição do uso de métodos anticoncepcionais por questões religiosas. B) a teoria de Malthus sobre o descompasso entre crescimento demográfico e produção de alimentos descrevia a dinâmica demográfica da humanidade até o século XIX, porém o uso de métodos contraceptivos artificiais no século XX permitiu que a teoria malthusiana não se confirmasse. C) a África Subsaariana ainda não deu início à sua transição demográfica porque as taxas de natalidade e de mortalidade mantêm-se elevadas devido ao baixo crescimento da população urbana. D) as sociedades camponesas tradicionais marcam a Fase 1 da transição demográfica, pois apresentam natalidade e mortalidade alta. A carência de serviços médicos e de condições sanitárias estão entre as causas dessa realidade. E) os países industrializados atraem muitos trabalhadores imigrantes, resultando em um crescimento vegetativo elevado, o que pode ser caracterizado como explosão demográfica. 53. Somos 200 milhões de brasileiros, se cada um ganhasse 1 milhão, ainda sobrariam 80 milhões de reais, disse a apresentadora de um popular telejornal no final de 2015, quando imaginava o que poderia ser feito com os 280 milhões de reais estimados para um sorteio. Ignorando o grotesco erro matemático transmitido ao vivo e supondo que cada brasileiro (a) ganhasse um bônus de Natal de 1 milhão de reais, podemos deduzir que A) a injeção desse montante de dinheiro e da forma como seria distribuído poderia causar um aumento inflacional e consequente desvalorização monetária, o que ocorre quando o aumento da demanda não é acompanhado pela oferta. B) o Brasil teria uma melhor distribuição de renda, inflação controlada e desemprego em níveis aceitáveis. C) o índice de Gini se aproximaria de 1, equiparando-se aos valores verificados em países desenvolvidos, onde o IDH é muito alto. D) o dólar se valorizaria perante a moeda brasileira (Real), pois diminuiria a circulação da moeda nacional, obrigando a população a realizar transações financeiras em Dólar. E) o aumento do poder aquisitivo da população de baixa renda compensaria a inflação de preços gerada pela demanda.

28 Pág. 28/ Quando a professora de biologia demonstrou, utilizando o mapa abaixo, o impacto das atividades humanas sobre a vegetação brasileira, a sala de aula dividiu-se entre os espantados e os incrédulos. Os primeiros ficaram chocados com a quase total destruição da paisagem vegetal observada nos estados de Alagoas, Espírito Santo e Paraná, por exemplo. Os incrédulos afirmavam que o mapa estava exagerando o avanço das atividades humanas sobre a vegetação nativa e que, portanto, o mapa estava distorcendo demais a realidade. Brasil retração da vegetação nativa entre 1980 e 2010 Adaptado do IBGE. Disponível em: <http://atlasescolar.ibge.gov.br/images/atlas/mapas_brasil/brasil_retracao_veg_nativa.pdf>. Acesso em 08 mai Percebendo a divisão dos estudantes, a professora de biologia explicou aos estudantes que A) a representação cartográfica de grandes áreas exige a utilização de grandes escalas, fator que justifica a dificuldade dos alunos em constatar a presença de fragmentos de Mata Atlântica no interior de São Paulo. B) quanto maior a escala, menos detalhes são visíveis em um mapa, motivo que explica o ceticismo de parte dos alunos, afinal, o interior de São Paulo possui resquícios significativos do bioma Cerrado. C) mesmo a floresta situada no sudoeste do Amazonas, aparentemente intacta, sofreu antropização. Em uma escala grande, como 1: , há a possibilidade de representar com detalhes os impactos sobre pequenas áreas. D) somente o recorte de uma área menor permitiria a visualização dos remanescentes da Mata Atlântica, dos Campos Gerais, da Caatinga, da floresta equatorial e da Mata de Araucárias dentro do estado do Paraná. E) ao representar o Brasil em uma escala tão pequena, muitas áreas da vegetação nativa não são representadas, o que gera a interpretação equivocada de que quase toda a Mata Atlântica de Sergipe, por exemplo, foi destruída. LÍNGUA ESTRANGEIRA INGLÊS 55. Choose the correct alternative to complete the blanks in the correct tense with the verbs in parentheses. "My boyfriend, John, and I 1 (be) together for about six months. My 16th birthday was coming up and I was so excited because my previous birthdays 2 (be) bad. Of course I was 3 (crush) when he told me his family was going away to Florida that weekend! While he was 4 (go), my sister 5 (take) me to the mall to get my mind off it. The whole time I kept texting him how much I missed him. I really 6 (start) to get bummed out and we 7 (shop) all day, so she decided to take me home. On the way, my sister said she wanted to stop at her boyfriend's house to say hi. When we 8 (walk) in my friends all screamed, 'Surprise!' I was happy about the party but still upset because John wasn't there. Then my sister told me to go to the closet to get my presents. I walked over and opened the door, and there stood John with a big red ribbon on his shirt! It turns out he 9 (plan) the whole party just so I could finally have an amazing birthday. I couldn't 10 (ask) for a better day, or a better boyfriend!" Disponível em: <http://www.seventeen.com/love/dating-advice/advice/a9286/love-stories-present-perfect/>. Acesso em: junho de 2015.

29 Pág. 29/38 A) have been; had been; had crashed; gone; had taken; started; had shopped; had walked; had planned; have asked. B) were; have been; crush; went; taked; started; shopped; had walked; have planned; ask. C) have be; were; have crushed; went; taken; had start; had shop; have walk; have plan; have ask. D) have been; had been; crushed; gone; took; started; had shopped; walked; had planned; have asked. E) have been; were; had crushed; went; have taken; have start; shopped; had walk; have planned; have asked. 56. Read the text below: Death Rates Rising for Middle-Aged White Americans, Study Finds Something startling is happening to middle-aged white Americans. Unlike every other age group, unlike every other racial and ethnic group, unlike their counterparts in other rich countries, death rates in this group have been rising, not falling. That finding was reported Monday by two Princeton economists, Angus Deaton, who last month won the 2015 Nobel Prize for Economic Sciences, and Anne Case. Analyzing health and mortality data from the Centers for Disease Control and Prevention and from other sources, they concluded that rising annual death rates among this group are being driven not by the big killers like heart disease and diabetes but by an epidemic of suicides and afflictions stemming from substance abuse: alcoholic liver disease and overdoses of heroin and prescription opioids. Avaliable in: <http://www.nytimes.com/>. Access: november According to the text, we can state that: I. Startling means something good. II. Unlike means differently from. III. Rising, in this text, means the opposite of falling. IV. Heart disease and diabetes are the main reasons of the high death rates presented in the text. V. The word stemming can be replaced by originated, without changing the meaning. A) Only I and IV are correct. B) Only II, III and V are correct. C) Only V is correct. D) Only II are III are correct. E) I, II, III, IV and V are correct. Why the Clintons Don t Fear the Coming Armageddon with Donald Trump Hillary Clinton s ultimate trump card will not be her gender but her relative humanity. By Joe Klein On the night that Donald Trump effectively won the Republican nomination for President, Hillary Clinton observed radio silence. She had lost Indiana to Bernie Sanders, a small embarrassment in a year of galling humiliations. Indiana was a stubborn reminder of her weaknesses after a series of powerful victories in the Northeast the sort of victories that Bill Clinton never won in 1992 until the general election. By contrast, his New York primary victory in 92 over Jerry Brown was Pyrrhic, even though it pretty much clinched the nomination for him; he was battered by the tabloids, he seemed exhausted, his unfavorable were stratospheric. He had larger problems than an server: he had recently been found out as a Vietnam draft dodger and a womanizer. People called him Slick Willie. Within weeks, he would be in a deeper, darker hole than Hillary has experienced this year he would be running third, behind George H.W. Bush and the independent Ross Perot. By June, only 13% of the public thought him trustworthy. He was toast. This is old news, but it s living history for the Clintons. It is what keeps Hillary buoyant, even as the most glamorous Democratic constituencies celebrities, idealistic college kids have flocked to Bernie Sanders. More than any other politicians I ve covered, the Clintons have a perfect sense of chronology. They know that politics moves more slowly than the daily media frenzy, that new story lines comebacks, especially are catnip to cable networks. They know that polls can change, that Trump will have his day, that the general election will be Armageddon. But they are confident she ll win.

30 Pág. 30/38 Bill Clinton had help in his 1992 comeback. Perot proved to be something of a loony: he dropped out of the race in July and then dropped back in for the debates that fall. Bush was uninspiring throughout. But Clinton also made his own luck. His choice of Al Gore as Vice President was unconventional: Gore seemed a Clinton clone, young and moderate and Southern, rather than the usual ticket balancer and his campaign team s sense of tactics was refreshing. When Clinton and Gore took off on a celebratory bus tour through America right after the Democratic convention, the election was all but over. (Clinton s domination in the fall debates sealed the deal.) Available in: <http://time.com/ /clintons-donald-trump/>. Access on: may Read the information below and check the CORRECT information according to the text. A) Bill Clinton had problems because his win in the New York primary had been small and he had avoided compulsory military service. B) Bill Clinton had problems because he had avoided compulsory military service and because people liked him. C) Bill Clinton had problems because he had avoided compulsory military service and some people saw him as a smooth guy trying to score. D) Bill Clinton had problems just like as Hillary is having. E) Bill Clinton had problems because some people saw him as a smooth guy trying to score and some humiliations he suffered at the time. 58. Which Brazilian problems can be deduced from this image? Available in: A) Mosquitoes, diseases and polluted waters. B) Bad hygiene and inability to swim. C) Bad weather and bad structure. D) Hot weather and bad athletes. E) Zika virus and bad swimmers. 59. Which are the two meanings to the word lecture in this joke? New Year s Eve On New Year s Eve, Daniel was in no shape to drive, so he sensibly left his van in the car park and walked home. As he was wobbling along, he was stopped by a policeman. What are you doing out here at four o clock in the morning? asked the police officer. I m on my way to a lecture, answered Daniel. And who on earth, in their right mind, is going to give a lecture at this time on New Year s Eve? enquired the constable sarcastically. My wife, slurred Daniel grimly. A) reading and a conversation. B) seminar and discussion. C) exposition of an idea and formal conversation. D) exposition of a given subject and a speech of reproof. E) book reading and chat.

31 Pág. 31/ According to the chart it can be inferred that: Image source: Adapted from: <http://www.vark-learn.com/english/page.asp?p=categories>. A) People from the Engineering Technology area prefer learning through PowerPoint, the Internet, lists, diaries, dictionaries, thesauri, quotations and words, words, words... B) People from the Technology Education area prefer learning through concrete personal experiences, examples, practice or simulation. It includes demonstrations, simulations, videos and movies of real things, as well as case studies, practice and applications. C) People from the Industrial Technology area prefer obtaining information displayed as words. This preference emphasizes text-based input and output reading and writing in all its forms but especially manuals, reports, essays and assignments. D) People from the Engineering Technology area prefer learning through maps, spider diagrams, charts, graphs, flow charts, labelled diagrams, and all the symbolic arrows, circles, hierarchies and other devices that people use to represent what could have been presented in words. E) People from the Technology Education area prefer learning from lectures, group discussion, radio, , using mobile phones, speaking, web-chat and talking things through. 55. Lea el siguiente texto. LÍNGUA ESTRANGEIRA ESPANHOL Halloween Muchos cementerios están ya preparados para el día de Todos los Santos, el día en el que la tradición marca visitar a los familiares fallecidos. Pero esta costumbre convive cada vez más con Halloween. La fiesta de origen anglosajón se va imponiendo en España, y los que más la disfrutan son niños y jóvenes. Hay que estar preparado, porque en unas horas pueden cruzarse con personajes como, por ejemplo, familias cadavéricas, brujas y payasos asesinos. En solo cinco años hay tiendas donde han pasado de tener 200 artículos de Halloween a Se imponen con fuerza las fiestas privadas en que se alquilan casas rurales y la decoran para hacer una fiesta. Los niños también arrastran a los mayores que pasan a celebrarlo por ellos Los bombones y pasteles con forma de calabaza o merengues fantasma no desbancan sin embargo a un clásico, los huesos de santos, que por ocasión del día se venden por miles, kilos, solo en Madrid. Es una fiesta que cada año tiene más seguidores en España y se hace la pregunta si es porque les gusta pasar miedo. Algunos dicen que el miedo provoca tal descarga de adrenalina que hasta pagam por sentir la ansiedad previa al peligro o a lo desconocido. Pero, con la tranquilidad de saber que no es real. Lo mismo que otras emociones que son desagradables como pueden ser la ira o el asco o la tristeza tienen un punto de placentero porque son... porque producen excitación.

32 Pág. 32/38 El ritual con el que los celtas de Irlanda ahuyentaban a los malos espíritus es en el siglo XXI una de las fiestas que más ha crecido en todo el mundo. En países latinoamericanos va ganando terreno a otras tradiciones como las del día de los muertos de México. Antes lo que se celebraba eran los difuntos. y habían calabazas con la vela en el medio y que les daba miedo a los niños. Cementerios, fantasmas, monstruos, el miedo es algo innato al ser humano y quizá eso explique en parte el éxito de la fiesta de Halloween aunque la principal razón sea estrictamente comercial. Solo en EE.UU. el negocio mueve millones de euros en disfraces y adornos. Fuente: <http://www.ver-taal.com/noticias_ _halloween_transcripcion.htm>. De la lectura del texto se puede afirmar que: A) el Halloween es una fiesta para todos los que tienen algo de sádicos. B) en España los disfraces y complementos de Halloween pasan la cifra de negocios de 6 millones de euros C) en Latinoamérica el Halloween se celebra en México junto al día de los muertos. D) en Halloween los abuelos también participan además de los niños y jóvenes. E) durante el festivo se venden kilos de huesos de todos los santos, solo en Madrid. 56. De la lectura del texto se puede afirmar que: I. En España la costumbre de colocar una vela en una calabaza es herencia de los anglosajones. II. En las panaderías españolas la preferencia no son los pasteles en forma de calabaza y merengues en forma de fantasma. III. Los huesos de santo son una especialidad típica de Todos los Santos y es preferido a los pasteles en forma de calabaza. IV. México es el único país de América em que Halloween gana mucho espacio. Están de acuerdo con el texto solamente las informaciones: A) I, II y IV. B) II y III. C) II y IV. D) II, III y IV. E) I y IV. 57. Lea con atención el siguiente texto. Viejos, ciegos, ignorantes miedos La mayoría de las personas que se consideran a sí mismas "normales" suelen experimentar hacia las enfermedades mentales un espanto sin duda ignorante, porque en realidad no saben nada o casi nada del tema. Pero al mismo tiempo, y pese a ese miedo ciego, también suelen sentir una extraña fascinación por las dolencias psíquicas. Véase, por ejemplo, la morbosa curiosidad con que se ha seguido el caso de Lorena, la higienista dental que apuñaló a la esposa y la hija del periodista deportivo Paco González, de quien estaba obsesivamente enamorada. La figura de la señora que se prenda de un hombre de un modo tan patológico que puede llegar hasta el asesinato es uno de los estereotipos femeninos habituales dentro de los modelos convencionales de mujer. La famosa película Atracción fatal comerció con ese prototipo hace casi treinta años; [... ] yo conozco actualmente, en la vida real, a un par de hombres que sufren o han sufrido este acoso; y así, a bote pronto (1), entre los personajes históricos recuerdo por lo menos a Unamuno, que sufrió una larga persecución, por fortuna sólo epistolar, de una poeta argentina llamada Delfina Molina. [... ] Estaba pensando en todo esto el otro día, a raíz del caso de Lorena, y empecé a preguntarme qué circunstancias nos llevarían a las mujeres a engancharnos (2) sentimentalmente de ese modo y por qué esa patología obsesiva parecía ser sobre todo femenina, cuando, de repente, se me iluminó la cabeza y comprendí que eso no era cierto; y que bastantes de los casos de la denominada violencia de género eran exactamente así, novios o amigos despechados (3) que se cuelgan obsesivamente de mujeres que han intentado acabar con ellos o que no quieren responder a sus requerimientos. [... ] Pero hay otra reflexión que se me vino a la mente con el caso de Lorena, algo en lo que siempre pienso cada vez que los periódicos airean, con esa fascinación morbosa a la que antes me refería, algún suceso de violencia protagonizado por una persona que sufre un trastorno psíquico: qué pena que solamente hablemos de las dolencias mentales cuando ocurre algo así; qué pena que fomentemos una vez más el miedo, el rechazo y el desconocimiento. Se calcula que en España hay en torno a un millón trescientas mil personas con trastornos

33 Pág. 33/38 psíquicos, y les aseguro que el porcentaje de actos de violencia de la población enferma es inferior al de la población supuestamente normal. Pero el rechazo social al mal llamado loco es tan fuerte que ese millón y pico de personas, que son muchas, muchísimas, nos resultan invisibles. [... ] Fuente: MONTERO, Rosa, publicado en el diario El País [Suplemento] Semanal, 2 de marzo de Seleccione la única alternativa CORRECTA de acuerdo al texto. A) El texto aborda el tema de la violencia femenina provocada por amor ciego. B) El tema central del texto es el acoso sexual que sufren los enfermos mentales. C) El tema central del texto es el desconocimiento y miedo a las dolencias mentales. D) El tema abordado en el texto es sobre los viejos y ciegos enfermos mentales. E) El tema tratado es el porcentaje de actos de violencia provocados por enfermos mentales 58. Seleccione la única alternativa CORRECTA de acuerdo al texto. A) El propósito de la autora es llamar la atención para las personas con trastornos psíquicos. B) La autora pretende llamar la atención para los casos patológicos protagonizados por mujeres. C) La autora reproduce únicamente lo que los periódicos publican con morbosidad. D) El propósito de la autora es denunciar los casos de violencia de género. E) La autora traza un perfil patológico de las personas obsesionadas por alguien. 59. Las expresiones idiomáticas hacen parte de la lengua y no pueden traducirse literalmente, en el texto hay tres expresiones destacadas con números que significan, por el orden de aparición: A) 1: de forma involuntaria; 2: elaborar una red; 3: remitir a algo. B) 1: de forma voluntaria; 2: curvarse ante alguien; 3: resolver las causas. C) 1: de forma abrupta; 2: esconderse de alguien; 3: enviar algo alguien. D) 1: de forma improvisada; 2: adquirir una dependencia; 3: causar resentimientos. E) 1: de forma analítica; 2: falta de verdad; 3: exhibir algo. Efectos de la violencia televisiva en los niños Como consecuencia de diversas investigaciones, algunos autores han clasificado y estudiado los efectos que la violencia televisiva pudiera tener sobre el público infantil. Uno de estos autores es quien habla de tres tipos de efectos: efectos conductuales, efectos emocionales y efectos cognitivos. Otros mencionan diferentes variables que pueden provocar que la violencia televisiva influya en el espectador, entre éstas se encuentran las siguientes: parecido del espectador con el personaje (edad, sexo, familia), relación entre la situación real y la escena violenta observada, violencia proyectada no castigada y la violencia utilizada para conseguir algo. Es importante tomar en cuenta las diferencias individuales de cada niño y la predisposición que éste tenga respecto a la agresividad, estos factores son importantes a la hora de determinar si los contenidos violentos presentados, tienen un efecto en la agresividad infantil. De la misma forma, es de vital importancia la atención y la comprensión de los contenidos televisivos por parte del niño, ya que estos procesos individuales en cada infante, serán mediadores importantes entre los mensajes de la televisión y su posible efecto en el infante. María del Carmen Manzo Chávez; Eduardo Reyes Virrueta (adaptado) Disponível em: 60. Analise las palabras subrayadas en negrita y las afirmativas según el texto. I. Éstas se refiere a violencia televisiva. II. Éste es relativo a niño. III. Estos factores es referente a contenidos violentos. IV. Estos procesos hace referencia a la atención y la comprensión de los contenidos televisivos Están de acuerdo con el texto solamente las informaciones: A) III y IV. B) II y IV. C) I y IV. D) II y III. E) I, III y IV.

34 Pág. 34/38 REDAÇÃO Com base na leitura dos textos de apoio, em suas experiências e reflexões, escreva um texto dissertativoargumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre o tema OS EFEITOS DA ROTINA SOBRE OS INDIVÍDUOS. Selecione, organize e relacione, com coesão e coerência, argumentos, fatos e opiniões para defesa de seu ponto de vista. Limite: 20 a 25 linhas. (Não ultrapasse o final da 25ª linha). Texto I BENETT. Disponível em: <http://benettblog.zip.net>. Acesso em: 17/05/ Texto II O mito de Sísifo Sísifo era um pastor de ovelhas e filho de Éolo, o deus dos ventos. Era tido como a pessoa mais ardilosa que já existiu. Morava num povoado chamado Éfira e, ao melhorar as condições do lugar, passou a chamá-lo de Corinto, que mais tarde se tornou uma grande cidade. Casou-se com Mérope, filha do deus Atlas e que compõe uma das plêiades. Um dia, Sísifo percebeu que seu rebanho diminuíra. Estava sendo roubado. Então, marcou suas ovelhas, seguiu o rasto delas e foi dar na casa de Autólico. Arrolou testemunhas da ladroagem e enquanto os vizinhos discutiam sobre o roubo, rodeou a casa em busca de mais alguma ovelha e encontrou a filha do ladrão, Anticleia. Seduziu-a e a engravidou, vingando-se do malfeitor. Voltando para casa, Sísifo, que andava sempre escondido, presenciou Zeus, o deus do Olimpo, raptando Egina, filha de Asopo. Não deu outra, aproveitando-se do fato, Sísifo, em troca da construção de um poço para sua cidade, entregou o deus sedutor. Claro que Zeus ficou sabendo que Sísifo o tinha dedurado, então pediu que seu irmão Efaístos o levasse para o Hades, mundo subterrâneo onde viviam as almas condenadas. Pressentindo a fúria de Zeus, Sísifo pediu à esposa que não o enterrasse após sua morte e, chegando ao Hades, armou uma cilada para Efaístos e o aprisionou. Conversou com Perséfone, a esposa do deus, e a persuadiu a deixá-lo voltar e organizar o seu funeral, além de punir os que negligenciaram seu enterro. Ela lhe concedeu a volta por apenas três dias. Mas, voltando à superfície, ele passou a viver normalmente com sua esposa, como se nada tivesse acontecido. Vendo aquele absurdo, pois ninguém deveria enganar a morte, Zeus ordenou que Hermes o conduzisse novamente ao Hades e que lá recebesse um castigo exemplar. Deveria rolar uma enorme pedra morro acima, até o topo. Porém, chegando lá, o esforço despendido o deixaria tão exangue que a pedra se lhe soltaria e rolaria morro abaixo. No dia seguinte, o processo se daria novamente, e assim pela eternidade, como forma de envergonhá-lo pela sua esperteza em querer enganar os deuses e a morte. Disponível em: <http://www.saberepreciso.com/2013/02/o-mito-de-sisifo.html>. Acesso em: 17/05/2016. (Adaptado).

35 Pág. 35/38 Texto III Cotidiano Chico Buarque Todo dia ela faz tudo sempre igual Me sacode às seis horas da manhã Me sorri um sorriso pontual E me beija com a boca de hortelã Todo dia ela diz que é pra eu me cuidar E essas coisas que diz toda mulher Diz que está me esperando pro jantar E me beija com a boca de café Todo dia eu só penso em poder parar Meio dia eu só penso em dizer não Depois penso na vida pra levar E me calo com a boca de feijão Seis da tarde como era de se esperar Ela pega e me espera no portão Diz que está muito louca pra beijar E me beija com a boca de paixão (...) Disponível em: <http://www.chicobuarque.com.br/letras/cotidian_71.htm>. Acesso em: 17/05/2016. (Excerto). Texto IV Vivemos cercados pelas nossas alternativas, pelo que podíamos ter sido. Ah, se apenas tivéssemos acertado aquele número (unzinho e eu ganhava a sena acumulada), topado aquele emprego, completado aquele curso, chegado antes, chegado depois, dito sim, dito não, ido para Londrina, casado com a Doralice, feito aquele teste Agora mesmo neste bar imaginário em que estou bebendo para esquecer o que não fiz aliás, o nome do bar é Imaginário sentou um cara do meu lado direito e se apresentou: - Eu sou você, se tivesse feito aquele teste no Botafogo. E ele tem mesmo a minha idade e a minha cara. E o mesmo desconsolo. - Por quê? Sua vida não foi melhor do que a minha? - Durante certo tempo, foi. Cheguei a titular. Cheguei à seleção. Fiz um grande contrato. Levava uma grande vida. Até que um dia... - Eu sei, eu sei disse alguém sentado ao lado dele. Olhamos para o intrometido Tinha a nossa idade e a nossa cara e não parecia mais feliz do que nós. Ele continuou: - Você hesitou entre sair e não sair do gol. Não saiu, levou o único gol do jogo, caiu em desgraça, largou o futebol e foi ser um medíocre propagandista. (...) - Eu sou você, se tivesse entrado para o serviço público. Vi que todas as banquetas do bar à esquerda dele estavam ocupadas por versões de mim no serviço público, uma mais desiludida do que a outra. As consequências de anos de decisões erradas, alianças fracassadas, pequenas traições, promoções negadas e frustração. Olhei em volta. Eu lotava o bar. Todas as mesas estavam ocupadas por minhas alternativas e nenhuma parecia estar contente. Comentei com o barman que, no fim, quem estava com o melhor aspecto, ali, era eu mesmo. (...) Se bom ou não, penso, é melhor viver do futuro que do passado! VERISSIMO, L.F. Em algum lugar do paraíso. São Paulo: Objetiva, 2011, p. 48.

36 FACULDADES PEQUENO PRÍNCIPE VESTIBULAR DE INVERNO Junho de 2016 Pág. 36/38

física caderno de prova instruções informações gerais 13/12/2009 boa prova! 2ª fase exame discursivo

física caderno de prova instruções informações gerais 13/12/2009 boa prova! 2ª fase exame discursivo 2ª fase exame discursivo 13/12/2009 física caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Física. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 1º BIMESTRE 9º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

Resolução da Prova de Química Vestibular Inverno UPF 2003 Prof. Emiliano Chemello

Resolução da Prova de Química Vestibular Inverno UPF 2003 Prof. Emiliano Chemello Resolução da Prova de Química Vestibular Inverno UPF 2003 Professor Emiliano Chemello www.quimica.net/emiliano emiliano@quimica.net Questões Resoluções Os óxidos básicos (Oxigênio ligado a um metal de

Leia mais

www.professormazzei.com Estequiometria Folha 03 Prof.: João Roberto Mazzei

www.professormazzei.com Estequiometria Folha 03 Prof.: João Roberto Mazzei 01. (CFTCE 2007) Dada a reação de neutralização: HCl + NaOH NaCl + H 2O, a massa de NaCl, produzida a partir de 80 g de hidróxido de sódio (NaOH), é: a) 58,5 g b) 40 g c) 117 g d) 80 g e) 120 g 02. (CFTCE

Leia mais

Tabela Periódica (localização e propriedades)

Tabela Periódica (localização e propriedades) Tabela Periódica (localização e propriedades Questão 01 Três átomos cujos números atômicos são 8, 11 e 17 estão classificados na tabela periódica, respectivamente, como a um gás nobre, um metal alcalino

Leia mais

ferro bromo brometo de ferro 40g 120g 0g 12g 0g 148g 7g 40g 0g 0g x g 37g

ferro bromo brometo de ferro 40g 120g 0g 12g 0g 148g 7g 40g 0g 0g x g 37g 01) (FCMSC-SP) A frase: Do nada, nada; em nada, nada pode transformar-se relaciona-se com as idéias de: a) Dalton. b) Proust. c) Boyle. d) Lavoisier. e) Gay-Lussac. 02) Acerca de uma reação química, considere

Leia mais

Colégio Saint Exupéry

Colégio Saint Exupéry Colégio Saint Exupéry Apostila QUÍMICA No nosso dia-a-dia o ato de classificar as coisas é algo corriqueiro. Em um faqueiro colocamos em um mesmo espaço as facas, em outro os garfos, etc. Agrupar coisas

Leia mais

Unidade 2 Substâncias e átomos

Unidade 2 Substâncias e átomos Unidade 2 Substâncias e átomos Substâncias Puras pág. 51 A matéria é composta por uma ou mais substâncias químicas. Porém, é difícil saber se um corpo é composto por uma única substância ou por uma mistura

Leia mais

FÍSICO-QUÍMICA TERMOQUÍMICA Aula 1

FÍSICO-QUÍMICA TERMOQUÍMICA Aula 1 FÍSICO-QUÍMICA TERMOQUÍMICA Aula 1 A termoquímica é parte da termodinâmica e corresponde ao segmento da química que compreende as trocas de calor e seus efeitos nas substâncias e reações químicas. Os primeiros

Leia mais

LEIS DE NEWTON. a) Qual é a tensão no fio? b) Qual é a velocidade angular da massa? Se for necessário, use: sen 60 = 0,87, cos 60 = 0,5.

LEIS DE NEWTON. a) Qual é a tensão no fio? b) Qual é a velocidade angular da massa? Se for necessário, use: sen 60 = 0,87, cos 60 = 0,5. LEIS DE NEWTON 1. Um pêndulo cônico é formado por um fio de massa desprezível e comprimento L = 1,25 m, que suporta uma massa m = 0,5 kg na sua extremidade inferior. A extremidade superior do fio é presa

Leia mais

I OLIMPÍADA DE QUÍMICA DO GRANDE ABC - 13/06/2015 ENSINO MÉDIO - FASE 2

I OLIMPÍADA DE QUÍMICA DO GRANDE ABC - 13/06/2015 ENSINO MÉDIO - FASE 2 I OLIMPÍADA DE QUÍMICA DO GRANDE ABC - 13/06/2015 ENSINO MÉDIO - FASE 2 INSTRUÇÕES: 1. A prova consta de 3 questões discursivas (5 pontos cada) e de 17 questões objetivas (1 ponto cada), cada uma com 4

Leia mais

MATEMÁTICA. cos x : cosseno de x log x : logaritmo decimal de x

MATEMÁTICA. cos x : cosseno de x log x : logaritmo decimal de x MATEMÁTICA NESTA PROVA SERÃO UTILIZADOS OS SEGUINTES SÍMBOLOS E CONCEITOS COM OS RESPECTIVOS SIGNIFICADOS: x : módulo do número x i : unidade imaginária sen x : seno de x cos x : cosseno de x log x : logaritmo

Leia mais

a) apenas I. b) apenas I e III. c) apenas II e III. d) apenas I e II. e) todas. Profa. Graça Porto

a) apenas I. b) apenas I e III. c) apenas II e III. d) apenas I e II. e) todas. Profa. Graça Porto www.agraçadaquímica.com.br BANCO DE QUESTÕES - FÍSICO-QUÍMICA ELETRÓLISE (12 questões) 1. (UFF) Quando uma solução aquosa de Li 2 SO 4 é eletrolizada, os produtos formados no ânodo e no cátodo são, respectivamente:

Leia mais

Concurso de Seleção 2004 NÚMERO DE INSCRIÇÃO - QUÍMICA

Concurso de Seleção 2004 NÚMERO DE INSCRIÇÃO - QUÍMICA QUÍMICA QUESTÃO 21 Muitas pessoas já ouviram falar de gás hilariante. Mas será que ele é realmente capaz de provocar o riso? Na verdade, essa substância, o óxido nitroso (N 2 O), descoberta há quase 230

Leia mais

mais vapores do vinho. É, portanto, uma mistura homogênea.

mais vapores do vinho. É, portanto, uma mistura homogênea. Resolução das atividades complementares Química p. I. Falsa. As amostras A e B contêm a mesma substância (naftalina). Essas amostras se fundem, portanto, na mesma temperatura. II. Falsa. A temperatura

Leia mais

b) Qual é a confusão cometida pelo estudante em sua reflexão?

b) Qual é a confusão cometida pelo estudante em sua reflexão? 1º B EM Química A Lailson Aval. Trimestral 28/03/11 1. Qual o estado físico (sólido, líquido ou gasoso) das substâncias da tabela a seguir, quando as mesmas se encontram no Deserto da Arábia, à temperatura

Leia mais

Exame de Recuperação Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos

Exame de Recuperação Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Exame de Recuperação Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos DISCIPLINA: Física e Química Módulo: Q1 2015/2016 10 ºAno de escolaridade Data: 30 de outubro de 2015

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012 GABARITO DA PROVA DE QUÍMICA

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2012 GABARITO DA PROVA DE QUÍMICA Questão 1 O ácido carbônico é formado quando se borbulha o dióxido de carbono em água. Ele está presente em águas gaseificadas e refrigerantes. Em solução aquosa, ele pode sofrer duas dissociações conforme

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 1º Ano do Ensino Médio Disciplina: Química 1. Considere a tabela a seguir, onde estão relacionados os pontos de fusão e de ebulição de algumas substâncias sob

Leia mais

POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE PLANTAS FORRAGEIRAS. Maria Aparecida Salles Franco Curso de Veterinária Disciplina: Forragicultura e Plantas Tóxicas

POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE PLANTAS FORRAGEIRAS. Maria Aparecida Salles Franco Curso de Veterinária Disciplina: Forragicultura e Plantas Tóxicas POTENCIAL DE PRODUÇÃO DE PLANTAS FORRAGEIRAS Maria Aparecida Salles Franco Curso de Veterinária Disciplina: Forragicultura e Plantas Tóxicas Um pouco sobre nutrientes nos alimentos Do ano de 1917 para

Leia mais

Lista de Exercícios (Profº Ito) Componentes da Resultante

Lista de Exercícios (Profº Ito) Componentes da Resultante 1. Um balão de ar quente está sujeito às forças representadas na figura a seguir. Qual é a intensidade, a direção e o sentido da resultante dessas forças? c) qual o valor do módulo das tensões nas cordas

Leia mais

www.professormazzei.com Assunto: Eletroquímica Folha 4.2 Prof.: João Roberto Mazzei

www.professormazzei.com Assunto: Eletroquímica Folha 4.2 Prof.: João Roberto Mazzei www.professormazzei.com Assunto: Eletroquímica Folha 4.2 Prof.: João Roberto Mazzei 01. (UDESC 2009) O hidrogênio tem sido proposto como o combustível "ecológico", já que a sua reação de combustão com

Leia mais

1

1 Níveis de dificuldade das Questões Fácil Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Médio Difícil Resolução da Prova de Química Vestibular Verão PUCRS 2005 Prof. Emiliano Chemello www.quimica.net/emiliano

Leia mais

MÓDULO 2 ÓPTICA E ONDAS Ronaldo Filho e Rhafael Roger

MÓDULO 2 ÓPTICA E ONDAS Ronaldo Filho e Rhafael Roger ELEMENTOS DOS ESPELHOS Os elementos geométricos que caracterizam um espelho esférico são: CAPÍTULO 03 ESPELHOS ESFÉRICOS Seccionando-se uma esfera por um plano, ela ficará dividida em duas partes ou Calotas

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 2ª PROVA PARCIAL DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: 11/08/2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 01 TURMA ANUAL. 05. Item A

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 01 TURMA ANUAL. 05. Item A RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS 01. Item B AULA 01 TURMA ANUAL I Correto. Ao passar para um nível mais interno o elétron emite energia na forma de luz. II Falso. Rutherford não propôs um átomo maciço,

Leia mais

PLANO DE ESTUDO TRIMESTRE:1º

PLANO DE ESTUDO TRIMESTRE:1º C O L É G I O K E N N E D Y / R E D E P I T Á G O R A S PLANO DE ESTUDO TRIMESTRE:1º PLANO DE ESTUDO PROFESSOR:MARCÃO DATA DA AVALIAÇÃO: 30/09/16 CONTEÚDO(S) A SER(EM) COBRADO(S) NA AVALIAÇÃO: DISCIPLINA:

Leia mais

OLIMPÍADA PIAUIENSE DE QUÍMICA - 2014 Modalidade EF

OLIMPÍADA PIAUIENSE DE QUÍMICA - 2014 Modalidade EF OLIMPÍADA PIAUIENSE DE QUÍMICA - 2014 Modalidade EF INSTRUÇÕES 1 Esta prova contém oito questões no total, sendo duas questões abertas e seis questões de múltipla escolha. 2 Antes de iniciar a prova, confira

Leia mais

PROVA DE REDAÇÃO. A partir da leitura dos textos 1 e 2, desenvolva o seguinte tema: A GERAÇÃO NEM-NEM E O FUTURO DO PAÍS

PROVA DE REDAÇÃO. A partir da leitura dos textos 1 e 2, desenvolva o seguinte tema: A GERAÇÃO NEM-NEM E O FUTURO DO PAÍS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA, REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO 2016 CADERNO DE REDAÇÃO INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Você deverá ter recebido o Caderno com a Proposta de Redação, a

Leia mais

Química 1 Cecília e Regina 2ºEM/TI 2º. Química 1-2ºTI

Química 1 Cecília e Regina 2ºEM/TI 2º. Química 1-2ºTI 2º anos - 2012 Matéria Professor(a) Ano/Série Turma Data Trimestre Química 1 Cecília e Regina 2ºEM/TI 2º Aluno(a) Número Observação Química 1-2ºTI Projeto de Recuperação Paralela Atividades podem ser feitas

Leia mais

Resposta Questão 2. a) O N O b) Linear

Resposta Questão 2. a) O N O b) Linear GABARITO DA PROVA DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO 1 SEMESTRE DE 2016 FÍSICA E QUÍMICA DE MATERIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI Resposta Questão 1. A amônia apresenta

Leia mais

www.professormazzei.com Classificação Periódica Folha 03 - Prof.: João Roberto Mazzei

www.professormazzei.com Classificação Periódica Folha 03 - Prof.: João Roberto Mazzei Questão 01 Considera-se que quatorze elementos químicos metálicos são essenciais para o correto funcionamento do organismo, portanto indispensáveis para manter a saúde. Os referidos elementos estão listados

Leia mais

Aula II - Tabela Periódica

Aula II - Tabela Periódica Aula II - Tabela Periódica Tutora: Marcia Mattos Pintos Rio Grande, 16 agosto de 2014. Revisão Átomo: Unidade fundamental da matéria; Partes do átomo: núcleo e eletrosfera. Carga Elétrica das partículas

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 09 Técnico de Laboratório HABILIDADES E COMPETÊNCIAS EM ENFERMAGEM 2014 Universidade

Leia mais

Suponha que a velocidade de propagação v de uma onda sonora dependa somente da pressão P e da massa específica do meio µ, de acordo com a expressão:

Suponha que a velocidade de propagação v de uma onda sonora dependa somente da pressão P e da massa específica do meio µ, de acordo com a expressão: PROVA DE FÍSICA DO VESTIBULAR 96/97 DO INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA (03/12/96) 1 a Questão: Valor : 1,0 Suponha que a velocidade de propagação v de uma onda sonora dependa somente da pressão P e da

Leia mais

Metais. Grande número de entidades iguais mantidas coesas em um retículo cristalino.

Metais. Grande número de entidades iguais mantidas coesas em um retículo cristalino. Ligações Metálicas Grande número de entidades iguais mantidas coesas em um retículo cristalino. Metais Não pode ser explicado pela teoria das ligações covalentes o arranjo dos metais não segue o padrão

Leia mais

Tema de Física Eletrostática Força elétrica e campo elétrico Prof. Alex S. Vieira

Tema de Física Eletrostática Força elétrica e campo elétrico Prof. Alex S. Vieira Tema de Física Eletrostática Força elétrica e campo elétrico 1) Se, após o contato e posterior separação, F 2 é o módulo da força coulombiana entre X e Y, podese afirmar corretamente que o quociente F

Leia mais

Experiência 07: Preparo de Solução a partir de Substâncias sólidas, Liquidas e de Solução Concentrada

Experiência 07: Preparo de Solução a partir de Substâncias sólidas, Liquidas e de Solução Concentrada 1 Experiência 07: Preparo de Solução a partir de Substâncias sólidas, Liquidas e de Solução Concentrada 1. Questões de estudo - Como preparar uma solução aquosa de NaOH 0,1 M? - Como preparar uma solução

Leia mais

Dicas de Química Tasso

Dicas de Química Tasso Dicas de Química Tasso Questão 01) Considere a reação química representada pela equação: 2Fe 2 S 3(s) + 6H 2 O (l) +3O 2(g) 4Fe(OH) 3(s) +6S (s) Calcule a quantidade de (em mols) de Fe(OH) 3 que pode ser

Leia mais

Geografia População (Parte 2)

Geografia População (Parte 2) 1. Estrutura Etária: Geografia População (Parte 2) A Transição Demográfica corresponde à mudança no perfil de idade dos habitantes, engloba proporções de crianças, jovens/adultos, idosos, homens e mulheres.

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS Folha 04 João Roberto Mazzei

LIGAÇÕES QUÍMICAS Folha 04 João Roberto Mazzei 01. Assinale a fórmula de Lewis da molécula HCN. a) H x C xn b) H x C x N c) H x C x N x d) H x C x x N e) Hx C x xn 0. Assinale a alternativa que apresenta, ao mesmo tempo, ligações covalentes e iônicas.

Leia mais

MATEMÁTICA. 01. Determine os valores de p para os quais a função f(x) = x 2 + (p - 2)x + (p + 1) é positiva, qualquer que seja x R.

MATEMÁTICA. 01. Determine os valores de p para os quais a função f(x) = x 2 + (p - 2)x + (p + 1) é positiva, qualquer que seja x R. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO CEARÁ COMISSÃO COORDENADORA DE CONCURSOS ENSINO TÉCNICO 2002/1 28/04/2002 MATEMÁTICA 01. Determine os valores de p para os quais a função f(x) = x 2 + (p - 2)x

Leia mais

1o) constância da inclinação do eixo de rotação da Terra. 2o) movimento de translação da Terra ao redor do Sol.

1o) constância da inclinação do eixo de rotação da Terra. 2o) movimento de translação da Terra ao redor do Sol. Estações do Ano Aluno: Ricardo Augusto Viana de Lacerda Curso de Especialização em Astronomia (2009)-USP_leste Texto adaptado da Oficina de Astronomia do Prof. Dr. João Batista Garcia Canalle. a) A lâmpada

Leia mais

Modelos atômicos. Modelo de Bohr

Modelos atômicos. Modelo de Bohr Modelos atômicos Modelo de Bohr O modelo de Bohr apresenta limitações significativas, não servindo para explicar vários dos fenômenos nos quais estão envolvidos elétrons. As deficiências do modelo de Bohr

Leia mais

ESTRUTURA ELETRÔNICA DOS ÁTOMOS

ESTRUTURA ELETRÔNICA DOS ÁTOMOS ESTRUTURA ELETRÔNICA DOS ÁTOMOS MECÂNICA QUÂNTICA E OS ORBITAIS ATÔMICOS 1926 Físico austríaco Erwin Schrödinger Equação de onda de Schrödinger Incorpora tanto o comportamento ondulatório como o de partícula

Leia mais

FÍSICO QUÍMICA - AULA 3 ELETROQUÍMICA: CÉLULAS GALVÂNICAS PROF. ANA - CONCEITOS BÁSICOS - A PILHA DE DANIELL

FÍSICO QUÍMICA - AULA 3 ELETROQUÍMICA: CÉLULAS GALVÂNICAS PROF. ANA - CONCEITOS BÁSICOS - A PILHA DE DANIELL FÍSICO QUÍMICA - AULA 3 ELETROQUÍMICA: CÉLULAS GALVÂNICAS DATA: 02/10/2015 PROF. ANA - CONCEITOS BÁSICOS ELETROQUÍMICA: é a parte da Química que estuda a relação entre a corrente elétrica e as reações

Leia mais

Conjuntos mecânicos II

Conjuntos mecânicos II A UU L AL A Conjuntos mecânicos II Nesta aula trataremos de outro assunto também relacionado a conjuntos mecânicos: o desenho de conjunto. Introdução Desenho de conjunto Desenho de conjunto é o desenho

Leia mais

II Correto. Quanto maior a distância entre as cargas, mais fraca é a ligação e menos energia é empregada na sua quebra.

II Correto. Quanto maior a distância entre as cargas, mais fraca é a ligação e menos energia é empregada na sua quebra. 01. Item B I Correto. A energia para quebrar a ligação H (568 kj/mol) é a maior da tabela. Isto torna mais difícil a sua quebra, portanto ionizando menos o ácido que passa a ser o mais fraco entre os listados.

Leia mais

Processo Seletivo 2016. Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental

Processo Seletivo 2016. Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Conteúdo Programático - 1º ano do Ensino Fundamental Avaliação do Desenvolvimento e Desempenho da Criança nos aspectos cognitivo, afetivo, socialização e psicomotor, através de atividades compatíveis com

Leia mais

Capítulo TRABALHO E ENERGIA

Capítulo TRABALHO E ENERGIA Capítulo 6 TRABALHO E ENERGIA A B C DISCIPLINA DE FÍSICA CAPÍTULO 6 - TRABALHO E ENERGIA 6.1 Um bloco, com 20kg de massa, sobe uma rampa com 15º de inclinação e percorre 55,375 metros até parar. Os coeficientes

Leia mais

Lista de exercícios de Física / 2 Bimestre Unidades 1, 2 e 3

Lista de exercícios de Física / 2 Bimestre Unidades 1, 2 e 3 Nota Lista de exercícios de Física / 2 Bimestre Unidades 1, 2 e 3 Data: 18 de maio de 2012 Curso: Ensino Médio 3 ano A Professora: Luciana M.A. Teixeira Nome: Nº Instruções gerais Para a resolução desta

Leia mais

PILHAS - TEORIA. a) Oxidação: A oxidação envolve o aumento do número de oxidação (NOX) de um determinado elemento a partir da perda de elétrons.

PILHAS - TEORIA. a) Oxidação: A oxidação envolve o aumento do número de oxidação (NOX) de um determinado elemento a partir da perda de elétrons. PILHAS TEORIA Introdução A Eletroquímica é o ramo da Química que estuda a relação existente entre a corrente elétrica e as reações. Ela pode ser dividida em dois tipos de processos: pilhas e eletrólise.

Leia mais

Faculdades Oswaldo Cruz ESQ (Física I Profº Ito Lista de Torque)

Faculdades Oswaldo Cruz ESQ (Física I Profº Ito Lista de Torque) 1. Um ponto material está parado sobre uma prancha rígida horizontal, de massa desprezível, apoiada nas extremidades. O comprimento da prancha é de 3,0 m. O peso do ponto material é de 60 N e este está

Leia mais

Introdução à Eletroquímica. 1. Gentil V. Corrosão. 3 edição. 2. Cotton F. A. e Wilkinson G. Basic Inorganic Chemistry, John Wiley & Son, USA, 1976.

Introdução à Eletroquímica. 1. Gentil V. Corrosão. 3 edição. 2. Cotton F. A. e Wilkinson G. Basic Inorganic Chemistry, John Wiley & Son, USA, 1976. Introdução à Eletroquímica 1. Gentil V. Corrosão. 3 edição. 2. Cotton F. A. e Wilkinson G. Basic Inorganic Chemistry, John Wiley & Son, USA, 1976. INTRODUÇÃO Eletroquímica: estuda as relações entre efeitos

Leia mais

UNIDADE 2 Alimentação e Digestão

UNIDADE 2 Alimentação e Digestão UNIDADE 2 Alimentação e Digestão Você sabe a diferença entre comer e se alimentar? Comer ou se alimentar pág. 47 Geralmente comemos porque sentimos fome ou porque desejamos um tipo específico de alimento.

Leia mais

MATEMÁTICA. Comparando as duas modalidades de pagamento quanto ao custo para o cliente, é correto afirmar que

MATEMÁTICA. Comparando as duas modalidades de pagamento quanto ao custo para o cliente, é correto afirmar que MATEMÁTICA 49 Um estacionamento para automóveis oferece duas modalidades de pagamento pelos seus serviços: a primeira, em que o cliente paga R$ 5, por dia de utilização, e a segunda, em que ele adquire

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS Trabalho, Calor e Primeira Lei da Termodinâmica para Sistemas

LISTA DE EXERCÍCIOS Trabalho, Calor e Primeira Lei da Termodinâmica para Sistemas - 1 - LISTA DE EXERCÍCIOS Trabalho, Calor e Primeira Lei da Termodinâmica para Sistemas 1. Um aquecedor de ambientes a vapor, localizado em um quarto, é alimentado com vapor saturado de água a 115 kpa.

Leia mais

Vestibular Nacional Unicamp 1998. 2 ª Fase - 13 de Janeiro de 1998. Física

Vestibular Nacional Unicamp 1998. 2 ª Fase - 13 de Janeiro de 1998. Física Vestibular Nacional Unicamp 1998 2 ª Fase - 13 de Janeiro de 1998 Física 1 FÍSICA Atenção: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão nos espaços reservados para as mesmas. Adote a aceleração da gravidade

Leia mais

www.professormazzei.com - FUNÇÕES OXIGENADAS Folha 01 João Roberto Mazzei

www.professormazzei.com - FUNÇÕES OXIGENADAS Folha 01 João Roberto Mazzei 01. (UFRS 2008) Nos compostos orgânicos, além do carbono e do hidrogênio, é muito frequente a presença do oxigênio. Assinale a alternativa em que os três compostos apresentam oxigênio. a) formaldeído,

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 27 TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA REVISÃO

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 27 TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA REVISÃO FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 27 TRABALHO, POTÊNCIA E ENERGIA REVISÃO Fixação 1) O bloco da figura, de peso P = 50N, é arrastado ao longo do plano horizontal pela força F de intensidade F = 100N. A força de

Leia mais

É o cálculo das quantidades de reagentes e/ou produtos das reações químicas.

É o cálculo das quantidades de reagentes e/ou produtos das reações químicas. Estequiometria Introdução Estequiometria É derivada da palavra grega STOICHEON (elemento) e METRON (medida) significa medida dos elementos químicos", ou ainda medir algo que não pode ser dividido. É o

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I - BCC701-2015 Lista de Exercícios do Módulo 1 - Preparação para a Prova 1

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I - BCC701-2015 Lista de Exercícios do Módulo 1 - Preparação para a Prova 1 PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES I - BCC701-2015 Lista de Exercícios do Módulo 1 - Preparação para a Prova 1 Exercício 1 Apesar da existência do Sistema Internacional (SI) de Unidades, ainda existe a divergência

Leia mais

1 a fase prova para alunos do 9º ano (8 a série)

1 a fase prova para alunos do 9º ano (8 a série) 1 a fase prova para alunos do 9º ano (8 a série) LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 01) Esta prova destina-se exclusivamente a alunos do 9º ano (8ª série). Ela contém vinte questões. 02) Cada questão

Leia mais

Eletroquímica. Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Química

Eletroquímica. Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Química Universidade Federal de Ouro Preto Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Química Eletroquímica Professora: Melissa Soares Caetano Disciplina QUI 702 Eletroquímica estuda as relações

Leia mais

9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL -2015

9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL -2015 COLÉGIO NOSSA SENHORA DE LOURDES trimestral Disciplina: Professor (a): QUÍMICA LUIS FERNANDO Roteiro de estudos para recuperação 9º ANO ENSINO FUNDAMENTAL -2015 Conteúdo: Referência para estudo: Sites

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Betim, MG 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 346,8 km² IDHM 2010 0,749 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 378089 hab. Densidade demográfica

Leia mais

MASSA ATÔMICA, MOLECULAR, MOLAR, NÚMERO DE AVOGADRO E VOLUME MOLAR.

MASSA ATÔMICA, MOLECULAR, MOLAR, NÚMERO DE AVOGADRO E VOLUME MOLAR. MASSA ATÔMICA, MOLECULAR, MOLAR, NÚMERO DE AVOGADRO E VOLUME MOLAR. UNIDADE DE MASSA ATÔMICA Em 1961, na Conferência da União Internacional de Química Pura e Aplicada estabeleceu-se: DEFINIÇÃO DE MASSA

Leia mais

TECNOLOGIA DOS MATERIAIS

TECNOLOGIA DOS MATERIAIS TECNOLOGIA DOS MATERIAIS Aula 6: Propriedades Mecânicas Ensaios Propriedades de Tração Dureza CEPEP - Escola Técnica Prof.: Propriedades Mecânicas dos Materiais Muitos materiais, quando em serviço, são

Leia mais

Disciplina de Matemática Professora Valéria Espíndola Lessa. Atividades de Revisão 1º ano do EM 1º bimestre de 2011. Nome: Data:

Disciplina de Matemática Professora Valéria Espíndola Lessa. Atividades de Revisão 1º ano do EM 1º bimestre de 2011. Nome: Data: Disciplina de Matemática Professora Valéria Espíndola Lessa tividades de Revisão 1º ano do EM 1º bimestre de 011. Nome: Data: a) I b) I e II c) II d) III e) II e III. Num curso de espanhol, a distribuição

Leia mais

QUÍMICA ANALÍTICA AMBIENTAL 106213. Prof. Marcelo da Rosa Alexandre

QUÍMICA ANALÍTICA AMBIENTAL 106213. Prof. Marcelo da Rosa Alexandre QUÍMICA ANALÍTICA AMBIENTAL 106213 Prof. Marcelo da Rosa Alexandre Ciência Ambiental e Meio Ambiente 1 - De acordo com G. Tyler Miller Jr (Ciência Ambiental, 11 a Ed, 2007), Meio Ambiente é tudo que afeta

Leia mais

Pernambuco. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado de Pernambuco (1991, 2000 e 2010)

Pernambuco. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado de Pernambuco (1991, 2000 e 2010) Pernambuco Em, no estado de Pernambuco (PE), moravam 8,8 milhões de pessoas, onde parcela relevante (7,4%; 648,7 mil habitantes) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 185 municípios,

Leia mais

1.2. Os alunos colocaram sobrecargas sobre o paralelepípedo, para averiguar se a intensidade da força de atrito depende:

1.2. Os alunos colocaram sobrecargas sobre o paralelepípedo, para averiguar se a intensidade da força de atrito depende: Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Turma A Paula Melo Silva Ficha de Trabalho 24 Global 1. Numa segunda série de ensaios, os alunos colocaram sobrecargas sobre o paralelepípedo e abandonaram

Leia mais

Lista de Exercícios Química Geral Entropia e energia livre

Lista de Exercícios Química Geral Entropia e energia livre Lista de Exercícios Química Geral Entropia e energia livre 1. Se a reação A + B C tiver uma constante de equilíbrio maior do que 1, qual das seguintes indicações está correta? a) A reação não é espontânea.

Leia mais

1. (G1 - ifsul 2016) Para o processo de purificação da água, são adicionadas substâncias como sulfato de alumínio, A 2(SO 4) 3,

1. (G1 - ifsul 2016) Para o processo de purificação da água, são adicionadas substâncias como sulfato de alumínio, A 2(SO 4) 3, 1. (G1 - ifsul 2016) Para o processo de purificação da água, são adicionadas substâncias como sulfato de alumínio, A 2(SO 4) 3, para formação de flocos com a sujeira da água; cloro, C 2, para desinfecção;

Leia mais

Concurso de seleção 2004-2 Química Página 1 QUÍMICA

Concurso de seleção 2004-2 Química Página 1 QUÍMICA Concurso de seleção 004- Química Página 1 QUÍMICA QUESTÃO 51 Uma das conseqüências da poluição ambiental é a chuva ácida, que, em alguns casos, pode causar danos irreparáveis à natureza. Substâncias básicas

Leia mais

Estudos de Recuperação para Oportunidade Adicional 2010-2º TRIMESTRE Tabela Periódica, Ligações Químicas e Nox

Estudos de Recuperação para Oportunidade Adicional 2010-2º TRIMESTRE Tabela Periódica, Ligações Químicas e Nox 1 Aluno(a): Nº.: Série: Turma: Data: / / Estudos de Recuperação para Oportunidade Adicional 2010-2º TRIMESTRE Tabela Periódica, Ligações Químicas e Nox 01 - O ferro faz parte da molécula de hemoglobina

Leia mais

5910170 Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Aula 14

5910170 Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Aula 14 Ondas 5910170 Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Introdução: elementos básicos sobre ondas De maneira geral, uma onda é qualquer sinal que se transmite de um ponto a outro

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 3º BIMESTRE 8º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ 2010 01. A organização

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA AVALIA BH 3º ANO ENSINO FUNDAMENTAL CIÊNCIAS DA NATUREZA

MATRIZ DE REFERÊNCIA AVALIA BH 3º ANO ENSINO FUNDAMENTAL CIÊNCIAS DA NATUREZA 3º ANO ENSINO FUNDAMENTAL Reconhecer a dependência dos seres vivos em relação aos componentes físicos e químicos da natureza. Identificar as principais características que definem um ser vivo. Relacionar

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA DA UFS 2014.1 GABARITO

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA DA UFS 2014.1 GABARITO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA DA UFS 2014.1 GABARITO Questão 1) Para o composto sólido de C: 1 mol = 12 g. d = m / V = 12 g / 5,0 cm 3 = 2,4 g cm -3 Para o composto sólido

Leia mais

Átomos Moléculas Íons Biomoléculas. Matéria é formada por Átomos. Obs.: teoria confirmada apenas no início do século XX.

Átomos Moléculas Íons Biomoléculas. Matéria é formada por Átomos. Obs.: teoria confirmada apenas no início do século XX. Átomos Moléculas Íons Biomoléculas Estrutura da Matéria Matéria é formada por Átomos Obs.: teoria confirmada apenas no início do século XX. Os átomos dificilmente existem livres e possuem grande tendência

Leia mais

FÍSICA. Adote a aceleração da gravidade g = 10 m/s 2.

FÍSICA. Adote a aceleração da gravidade g = 10 m/s 2. FÍSICA Adote a aceleração da gravidade g = 10 m/s 2. 1. As faixas de aceleração das auto-estradas devem ser longas o suficiente para permitir que um carro partindo do repouso atinja a velocidade de 100

Leia mais

Questão 01: Algumas peças de motocicletas, bicicletas e automóveis são cromadas. Uma peça automotiva recebeu um banho de cromo, cujo processo

Questão 01: Algumas peças de motocicletas, bicicletas e automóveis são cromadas. Uma peça automotiva recebeu um banho de cromo, cujo processo QUÍMICA Ítalo Lemos Questão 01: Algumas peças de motocicletas, bicicletas e automóveis são cromadas. Uma peça automotiva recebeu um banho de cromo, cujo processo denominado cromagem consiste na deposição

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA ESTUDOS DILATAÇÃO TÉRMICA

EXERCÍCIOS PARA ESTUDOS DILATAÇÃO TÉRMICA 1. (Unesp 89) O coeficiente de dilatação linear médio de um certo material é = 5,0.10 ( C) e a sua massa específica a 0 C é ³. Calcule de quantos por cento varia (cresce ou decresce) a massa específica

Leia mais

Acre. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1 o e 3 o quartis nos municípios do estado do Acre (1991, 2000 e 2010)

Acre. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1 o e 3 o quartis nos municípios do estado do Acre (1991, 2000 e 2010) Acre Em, no estado do Acre (AC) moravam 734 mil pessoas, e uma parcela ainda pequena dessa população, 4,3% (32 mil) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 22 municípios, dos quais sete

Leia mais

Ligações Iônicas. Tipos de Ligações

Ligações Iônicas. Tipos de Ligações Ligações Iônicas Tipos de Ligações Existem diversos tipos de ligações para se considerar quando analisar a composição química de um composto. Uma ligação pode ser definida como uma força que prende grupos

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE TRANSGÊNICOS DEZEMBRO 2002 OPP 573 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL - Levantar junto a população da área em estudo opiniões sobre os transgênicos. -

Leia mais

I O átomo é constituído por duas regiões distintas: o núcleo e a eletrosfera.

I O átomo é constituído por duas regiões distintas: o núcleo e a eletrosfera. Atividade extra Questão 1 Cecierj - 2013 Como não é possível ver os átomos, Dalton, Thomson e Rutherford elaboraram modelos para ilustrá-los, em função de resultados obtidos em experiências realizadas

Leia mais

Química - 9º ano. Água Potável. Atividade complementar sobre as misturas e suas técnicas de separação

Química - 9º ano. Água Potável. Atividade complementar sobre as misturas e suas técnicas de separação Química - 9º ano Atividade complementar sobre as misturas e suas técnicas de separação Água Potável A água é o constituinte mais característico da terra. Ingrediente essencial da vida, a água é talvez

Leia mais

6 a Série (7 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola.

6 a Série (7 o Ano) Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) Ensino Fundamental. Gestão da Aprendizagem Escolar. Nome da Escola. Gestão da Aprendizagem Escolar Avaliação Diagnóstica Matemática (Entrada) 6 a Série (7 o Ano) Ensino Fundamental Nome da Escola Cidade Estado Nome do Aluno Idade Sexo feminino masculino Classe Nº 1. A

Leia mais

EXERCÍCIOS CONFIGURAÇÃO ELETRÔNICA E PROPRIEDADES ATÔMICAS E TENDÊNCIAS PERIÓDICAS

EXERCÍCIOS CONFIGURAÇÃO ELETRÔNICA E PROPRIEDADES ATÔMICAS E TENDÊNCIAS PERIÓDICAS EXERCÍCIOS CONFIGURAÇÃO ELETRÔNICA E PROPRIEDADES ATÔMICAS E TENDÊNCIAS PERIÓDICAS Questão 1 O cloreto de tionila, SOCl 2, é um importante agente de coloração e um importante agente oxidande em química

Leia mais

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Ondas Sonoras. Prof. Luis Gomez

Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA. Ondas Sonoras. Prof. Luis Gomez Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Ondas Sonoras Prof. Luis Gomez SUMÁRIO Introdução Ondas sonoras. Características de som Velocidade do som Ondas sonoras em propagação Interferência Potencia, intensidade

Leia mais

Ensino: Médio Professor: Renato Data:, de 2010. Trabalho de Recuperação de Física (1 e 2º Bimestres) Instruções:

Ensino: Médio Professor: Renato Data:, de 2010. Trabalho de Recuperação de Física (1 e 2º Bimestres) Instruções: Uma Escola ensando em Você luno(a): nº Série: 3 ano Disciplina: Física Ensino: Médio rofessor: Renato Data:, de 010 Trabalho de Recuperação de Física (1 e º imestres) Instruções: 1. O trabalho deverá ser

Leia mais

Circuito Elétrico - I

Circuito Elétrico - I 1 1. Um resistor de 32 ohms é ligado em paralelo a outro resistor de 20 ohms e o conjunto é ligado a uma fonte de tensão de 12VDC. a) Qual é a resistência da ligação em paralelo? b) Qual é a corrente total

Leia mais

1ª Ficha de Avaliação Física e Química do 8ºAno Avaliação:

1ª Ficha de Avaliação Física e Química do 8ºAno Avaliação: 1ª Ficha de Avaliação Física e Química do 8ºAno Avaliação: Ano Letivo:2013/2014 Data: 7/11/2013 Prof: Paula Silva Nome: Nº. Turma: 8ºH Professor: E. Educação: 1. Observa a banda desenhada ao lado e comenta-a

Leia mais

VI Olimpíada Norte - Nordeste de Química e

VI Olimpíada Norte - Nordeste de Química e VI Olimpíada Norte - Nordeste de Química e Seletiva para a Olimpíada Ibero-americana de Química - 2000 Exame aplicado em 27.05.2000 Somente as questões de números 1 a 6 serão consideradas na composição

Leia mais

Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática. Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br

Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática. Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br 1 Implicações do Jogo Quatro Cores: Para jogar bem, é preciso economia de cores e consideração

Leia mais

Professor (a): Pedro Paulo S. Arrais Aluno (a): Série: 1ª Data: / / 2016. LISTA DE FÍSICA I

Professor (a): Pedro Paulo S. Arrais Aluno (a): Série: 1ª Data: / / 2016. LISTA DE FÍSICA I Ensino Médio Unid. São Judas Tadeu Professor (a): Pedro Paulo S. Arrais Aluno (a): Série: 1ª Data: / / 2016. LISTA DE FÍSICA I Orientações: - A lista deverá ser respondida na própria folha impressa ou

Leia mais

M A S S A S E M E D I D A S

M A S S A S E M E D I D A S M A S S A S E M E D I D A S PROF. AGAMENON ROBERTO < 2010 > Prof. Agamenon Roberto ATOMÍSTICA www.agamenonquimica.com 2 MASSAS E MEDIDAS UNIDADE DE MASSA ATÔMICA (u.m.a.) Para pesar ou medir algo se torna

Leia mais

Aula de Exercícios Recuperação Paralela (Leis de Newton)

Aula de Exercícios Recuperação Paralela (Leis de Newton) Aula de Exercícios Recuperação Paralela (Leis de Newton) Exercício 1. (TAUBATÉ) Um automóvel viaja com velocidade constante de 72km/h em trecho retilíneo de estrada. Pode-se afirmar que a resultante das

Leia mais