Prof. Guilherme Neves 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "www.pontodosconcursos.com.br Prof. Guilherme Neves 1"

Transcrição

1 Aula 00 Física Professor: Guilherme Neves 1

2 Apresentação Olá, pessoal! Em breve teremos o concurso para Polícia Civil do Distrito Federal. A banca organizadora será o IADES. Vamos sair na frente da concorrência e começar a estudar Física para o cargo de Perito Criminal. Meu nome é Guilherme Neves. Sou professor de Raciocínio Lógico, Matemática, Matemática Financeira, Estatística e Física. Posso afirmar em alto e bom tom que ensinar é a minha predileção. Comecei a dar aulas para concursos, em Recife, quando tinha apenas 17 anos (mesmo antes de começar o meu curso de Bacharelado em Matemática na UFPE). Ensino no Ponto dos Concursos desde março de Agora no início de 2016 completarei 10 anos de carreira. Atualmente moro nos Estados Unidos onde estou estudando em outro curso de graduação (Engenharia Civil na University of Central Florida). Vamos seguir o seguinte cronograma para cobrir todo o conteúdo programático. Aula 0 Aula demonstrativa Introdução à Eletrostática Aula 1 1. Grandezas físicas: grandezas fundamentais, medição, erros de medida e propagação de erros em medidas indiretas. 2. Mecânica: cinemática escalar e vetorial Aula 2 Leis de Newton; forças dissipativas, trabalho e energia, conservação de energia, potência; sistemas de partículas, corpo rígido, centro de massa, equilíbrio estático; impulso, colisões, momento linear, conservação do momento linear; momento de inércia, rotação, rolamento, torque, momento angular, conservação do momento angular. (Parte 1) Aula 3 Leis de Newton; forças dissipativas, trabalho e energia, conservação de energia, potência; sistemas de partículas, corpo rígido, centro de massa, equilíbrio estático; impulso, colisões, momento linear, conservação do momento linear; momento de inércia, rotação, rolamento, torque, momento angular, conservação do momento angular. (Parte 2) Aula 4 4. Eletrostática: carga elétrica, campo elétrico, lei de Gauss, lei de Coulomb, potencial elétrico, energia potencial elétrica, capacitância, dielétricos. Aula 5 5. Eletrodinâmica: corrente, resistência, resistividade, lei de Ohm, potência elétrica, efeito Joule, circuitos elétricos. Aula 6 6. Magnetismo: campo magnético, lei de Ampère, lei da indução de Faraday, lei de Lenz, correntes alternadas. Aula 7 7. Óptica: espelhos planos e esféricos, reflexão, refração; lentes; instrumentos ópticos, características e aplicações. 2

3 Aula 8 3. Ondulatória: oscilações livres, amortecidas e forçadas; ressonância; ondas mecânicas, sonoras e eletromagnéticas; propagação, velocidade, reflexão, refração, difração, interferência, propagação, princípio de superposição, ondas estacionárias, batimentos, efeito Doppler; física do som, velocidade, propagação, interferência, intensidade, frequência, batimentos, amplitude, nível sonoro. Esta aula, por ser demonstrativa, será bem mais curta que as demais. Física é uma matéria que é cobrada basicamente em concursos para Polícias, portanto há vários assuntos que não possuem questões de concursos para praticarmos. Desta maneira, nestes casos, utilizaremos questões retiradas de livros ou criadas por mim para que possamos por em prática a teoria. 3

4 Eletrostática Quase todos os autores dividem o estudo da eletricidade nas seguintes partes: Eletrostática - estuda os fenômenos provocados pela eletricidade em equilíbrio. Eletrodinâmica - estuda a eletricidade em movimento. A matéria é constituída, basicamente, de elétrons, prótons e nêutrons. Experimentalmente, comprovou-se que os nêutrons não possuem a propriedade física denominada carga elétrica. A carga elétrica é uma propriedade física inerente aos prótons e elétrons. Apesar de os prótons e elétrons serem bastante diferentes (o elétron é aproximadamente vezes mais leve que o próton), ambos possuem a mesma quantidade de carga elétrica (em módulo). O módulo da carga elétrica de 1 próton (e, obviamente, de 1 elétron) é chamado de carga elétrica elementar e é simbolizado por e. A carga elétrica elementar é a menor quantidade de carga existente. Convencionamos que a carga elétrica de um próton é +1e (positiva) e a carga elétrica de um elétron é 1e (negativa). A carga elétrica do nêutron é zero. Se o corpo possui mais prótons do que elétrons, ele tem uma carga elétrica positiva. Se o corpo possui mais elétrons do que prótons, ele tem uma carga elétrica negativa. 4

5 Se o corpo possui a mesma quantidade de prótons e elétrons, o corpo está eletricamente neutro. A quantidade de carga elétrica de um corpo eletrizado é sempre um múltiplo inteiro da carga elementar. Dizemos que a carga elétrica é quantizada. Princípios da Eletrostática Princípio da atração e da repulsão (Lei de DuFay) Quando aproximamos duas partículas eletrizadas com cargas elétricas de mesmo sinal, observamos a ocorrência de repulsão entre elas. Se as cargas elétricas tiverem sinais opostos, ocorrerá atração. Este é o princípio da atração e da repulsão, que pode ser assim enunciado: Partículas eletrizadas com cargas de sinais iguais se repelem, enquanto as eletrizadas com cargas de sinais opostos se atraem. Princípio da Conservação das Cargas Elétricas Vamos primeiro definir o que é um sistema eletricamente isolado: é aquele que não troca cargas elétricas com o meio exterior. Assim, não havendo alteração da quantidade e da qualidade das partículas dotadas de cargas elétricas, a carga total de um sistema permanece constante. Podemos enunciar o Princípio da Conservação das Cargas Elétricas: A soma algébrica das cargas elétricas existentes em um sistema eletricamente isolado é constante. 5

6 Imagine que temos um sistema eletricamente isolado com n corpos com pelo menos um deles eletrizado. Assim, poderão ocorrer trocas de cargas elétricas entre os corpos, mas a soma algébrica das cargas elétricas será a mesma antes, durante e depois das trocas. Condutores e isolantes elétricos (dielétricos) Em alguns corpos, encontramos portadores de carga elétrica que possuem grande liberdade de movimento: são os condutores elétricos. Os corpos em que essa liberdade de movimentação praticamente não existe são chamados de isolantes elétricos ou dielétricos. Os condutores elétricos são os metais, grafite, gases ionizados, soluções eletrolíticas, etc. Os isolantes elétricos mais comuns são o ar, vidro, borracha, porcelana, plásticos, algodão, seda, lã, água pura, enxofre, etc. Unidade de Carga Elétrica No Sistema Internacional de Unidades (SI), a unidade de medida de carga elétrica é o Coulomb (C), em homenagem a Charles Augustin de Coulomb. Esta não é uma unidade de base do SI. A sua definição depende da definição prévia da unidade ampère de intensidade de corrente elétrica. Veremos depois que um coulomb (C) é a quantidade de carga elétrica que atravessa, em um segundo, a seção transversal de um condutor percorrido por uma corrente contínua de intensidade igual a um ampère. Em relação ao Coulomb, podemos estabelecer uma comparação com a carga elétrica elementar (aproximadamente): 1,6 10 Apesar de 1 coulomb corresponder a apenas uma unidade de carga elétrica, ele representa uma quantidade muito grande dessa grandeza física. Por isso, temos o costume de usar os submúltiplos do coulomb. 6

7 Submúltiplo Símbolo Valor milicoulomb 10 microcoulomb 10 nanocoulomb 10 picocoulomb 10 Lei de Coulomb Nós já vimos pela Lei de DuFay que partículas eletrizadas com cargas de sinais iguais se repelem, enquanto as eletrizadas com cargas de sinais opostos se atraem. Pois bem, a lei de Coulomb fala sobre justamente a força de atração e de repulsão entre essas cargas. Eis o enunciado da Lei de Coulomb: As forças de interação entre duas partículas eletrizadas possuem intensidades iguais e são sempre dirigidas segundo o segmento de reta que as une. Suas intensidades são diretamente proporcionais ao módulo do produto das cargas e inversamente proporcionais ao quadrado da distância entre as partículas. De acordo com essa lei, podemos escrever a seguinte expressão para o módulo da força de interação (atração ou repulsão) entre as cargas: ² Onde K é uma constante de proporcionalidade (esta constante é chamada de constante eletrostática e depende do meio em que as cargas elétricas se encontram). Na maior da parte das questões, as partículas se encontram no vácuo. Neste caso, a constante será aproximadamente 9,0 10 ². 01. Determinar o módulo da força de interação entre duas partículas eletrizadas com 4,0 e 3,0, estando elas no vácuo à distância de 6,0 cm uma da outra. Considere que a constante eletrostática do vácuo seja 9,0 10 ². Resolução Como as cargas têm sinais opostos, então a força será de atração. 7

8 ² 9,0 10 4,0 10 3,0 10 6, Duas partículas A e B eletrizadas com cargas de mesmo sinal e respectivamente iguais a Q A e Q B, tal que Q A =9Q B, são fixadas no vácuo a 1,0 m de distância uma da outra. Determinar o local, no segmento que une as cargas A e B, onde deverá ser colocada uma terceira carga C, para que a mesma permaneça em repouso. Resolução Perceba que pelos dados do enunciado, o módulo da carga de C é irrelevante. Para que a partícula permaneça em repouso, a resultante das forças que atuam sobre ela deve ser nula (estudaremos estes conceitos detalhadamente na aula 1). Temos o seguinte esquema: Se a distância entre as cargas A e C for igual a x metros, a distância entre C e B será igual a (1-x) metros, porque a distância entre A e B é igual a 1 metro. Já que a carga C deve ficar em repouso, a força de interação entre A e C deve ter o mesmo módulo da força de interação entre B e C. Sabemos que Q A =9Q B, portanto:! " #² $ " 1 # ²! #² $ 1 # ² 9 $ #² $ 1 # ² 9 # 1 1 # #² 9 1 # ² 8

9 #² 9 18# 9#² 8#² 18# 9 0 # & ' & 4)* 2) # Como x< 1 metro, então x = 0,75 m. 18 ' ' 6 16 # 1,5./ # 0,75 Resposta: A carga C deve ser colocada a 0,75 m de A e a 0,25 m de B. Ficamos por aqui. Um forte abraço e bons estudos, Guilherme Neves 9

10 10

Prof. Guilherme Neves 1

Prof. Guilherme Neves 1 Aula 00 Física Professor: Guilherme Neves www.pontodosconcursos.com.br 1 Apresentação Olá, pessoal! Saiu o edital da Polícia Civil do Distrito Federal. A banca organizadora será o IADES. São 20 vagas e

Leia mais

Aula 00 Aula Demonstrativa

Aula 00 Aula Demonstrativa Aula 00 Aula Demonstrativa Apresentação... 2 Eletrostática... 3 Princípios da Eletrostática... 4 Princípio da atração e da repulsão (Lei de DuFay)... 4 Princípio da Conservação das Cargas Elétricas...

Leia mais

CARGAS ELÉTRICAS. Por Jonathan T. Quartuccio

CARGAS ELÉTRICAS. Por Jonathan T. Quartuccio CARGAS ELÉTRICAS Por Jonathan T. Quartuccio Há muito tempo o homem vem estudando fenômenos relacionados a eletricidade. Na Grécia antiga, o fenômeno de atração entre corpos já era observado quando se atritava

Leia mais

FÍSICA (Eletricidade e Eletromagnetismo) Cap. I - CARGA ELÉTRICA E LEI DE COULOMB

FÍSICA (Eletricidade e Eletromagnetismo) Cap. I - CARGA ELÉTRICA E LEI DE COULOMB Cap. I - CARGA ELÉTRICA E LEI DE COULOMB FÍSICA (Eletricidade e Eletromagnetismo) A eletrostática é um ramo da Física que estuda os fenômenos relacionados com cargas elétricas em repouso. Um dos primeiros

Leia mais

Aula 00. Raciocínio Lógico Quantitativo para IBGE. Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves

Aula 00. Raciocínio Lógico Quantitativo para IBGE. Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves Aula 00 Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves www.pontodosconcursos.com.br 1 Aula 00 Aula Demonstrativa Raciocínio Lógico Quantitativo Apresentação... 3 Modelos de questões resolvidas

Leia mais

COLÉGIO RESSURREIÇÃO NOSSA SENHORA LISTA DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO ESPELHOS PLANOS PROF.: DUDUNEGÃO

COLÉGIO RESSURREIÇÃO NOSSA SENHORA LISTA DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO ESPELHOS PLANOS PROF.: DUDUNEGÃO COLÉGIO RESSURREIÇÃO NOSSA SENHORA LISTA DE EXERCÍCIOS DE REVISÃO ESPELHOS PLANOS PROF.: DUDUNEGÃO 01. Duas cargas puntiformes encontram-se no vácuo a uma distância de 10cm uma da outra. As cargas valem

Leia mais

ELETROSTÁTICA wagnumbers.com.br O UNIVERSO PODE SER CARACTERIZADO POR GRANDEZAS FUNDAMENTAIS: MATÉRIA / MASSA, ENERGIA, ESPAÇO,

ELETROSTÁTICA wagnumbers.com.br O UNIVERSO PODE SER CARACTERIZADO POR GRANDEZAS FUNDAMENTAIS: MATÉRIA / MASSA, ENERGIA, ESPAÇO, ELETROSTÁTICA wagnumbers.com.br O UNIVERSO PODE SER CARACTERIZADO POR GRANDEZAS FUNDAMENTAIS: MATÉRIA / MASSA, ENERGIA, ESPAÇO, E TEMPO. A MATÉRIA É CONSTITUÍDA POR PARTÍCULAS MUITO PEQUENAS CHAMADAS DE

Leia mais

LISTA ELETROSTÁTICA 3ª SÉRIE

LISTA ELETROSTÁTICA 3ª SÉRIE 1. (Pucrj 013) Duas cargas pontuais q1 3,0 μc e q 6,0 μc são colocadas a uma distância de 1,0 m entre si. Calcule a distância, em metros, entre a carga q 1 e a posição, situada entre as cargas, onde o

Leia mais

ONC 2016 FÍSICA - PROGRAMA OFICIAL PARA AS PROVAS

ONC 2016 FÍSICA - PROGRAMA OFICIAL PARA AS PROVAS ONC 2016 FÍSICA - PROGRAMA OFICIAL PARA AS PROVAS Os estudantes deverão conhecer e utilizar, preferencialmente, as unidades do Sistema Internacional de Unidades (SI) com seus múltiplos e submúltiplos.

Leia mais

Física (Eletricidade e Eletromagnetismo) Automação Industrial Segundo Semestre APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza

Física (Eletricidade e Eletromagnetismo) Automação Industrial Segundo Semestre APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza Física (Eletricidade e Eletromagnetismo) Automação Industrial Segundo Semestre APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. Dr. Sérgio Turano de Souza FATEC ITAQUERA Faculdade de Tecnologia de Itaquera Prof. Miguel Reale

Leia mais

CARGA ELÉTRICA. Unidade de medida no S.I.: Coulomb (C) 1 Coulomb é a carga elétrica de 6,25. 10 18 prótons (ou elétrons).

CARGA ELÉTRICA. Unidade de medida no S.I.: Coulomb (C) 1 Coulomb é a carga elétrica de 6,25. 10 18 prótons (ou elétrons). Introdução à Eletrostática DISCIPLINA: Física NOME: N O : TURMA: PROFESSOR: Glênon Dutra DATA: NOTA: ASS: INTRODUÇÃO Na Grécia antiga (séc. IV ac) algumas pessoas observaram que um pedaço de âmbar, atritado

Leia mais

Planos de Ensino Física 2016

Planos de Ensino Física 2016 Planos de Ensino Física 2016 Organização Coordenadora da disciplina: Sandra Madalena Pereira Franke INSTITUIÇÃO: Colégio de Aplicação -UFSC CURSO: Ensino Médio ANO: 1º ano TURMAS: A, B, C e D. PROFESSOR:

Leia mais

PLANO DE ENSINO ANUAL 2014

PLANO DE ENSINO ANUAL 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃOAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA CEDUC - CENTRO DE EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA COLÉGIO DE APLICAÇÃO PLANO DE ENSINO ANUAL 2014 DISCIPLINA SÉRIE TURMA ANO LETIVO

Leia mais

Lista de exercícios de Física / 2 Bimestre Unidades 1, 2 e 3

Lista de exercícios de Física / 2 Bimestre Unidades 1, 2 e 3 Nota Lista de exercícios de Física / 2 Bimestre Unidades 1, 2 e 3 Data: 18 de maio de 2012 Curso: Ensino Médio 3 ano A Professora: Luciana M.A. Teixeira Nome: Nº Instruções gerais Para a resolução desta

Leia mais

aplicada à força sentida por uma carga q 0, devida à N cargas q 1 q 2 q n

aplicada à força sentida por uma carga q 0, devida à N cargas q 1 q 2 q n Eletricidade O Campo eléctrico Consideremos a equação aplicada à força sentida por uma carga q 0, devida à N cargas q 1 q 2 q n onde é a distância desde a carga até o ponto do espaço onde se encontra a

Leia mais

Física Geral III Capítulo 1 Carga elétrica

Física Geral III Capítulo 1 Carga elétrica Física Geral III Capítulo 1 Carga elétrica (Cap. 23 halliday, Cap. 21 Sears, Cap 29 Tipler vol 2) (1 ª Aula/2 Aula) Sumário: 1.1 Introdução 1.2 A carga Elétrica 1.3 - A carga Elétrica e a Estrutura da

Leia mais

PROVA DE INGRESSO ANO LECTIVO 2016/2017 FÍSICA CONTEÚDOS E OBJECTIVOS

PROVA DE INGRESSO ANO LECTIVO 2016/2017 FÍSICA CONTEÚDOS E OBJECTIVOS PROVA DE INGRESSO ANO LECTIVO 2016/2017 FÍSICA CONTEÚDOS E OBJECTIVOS CONTEÚDOS OBJECTIVOS ENERGIA INTERNA Entender que, por ação das forças de atrito, parte da energia do sistema é convertida em energia

Leia mais

Exercícios sobre Força de Coulomb

Exercícios sobre Força de Coulomb Exercícios sobre Força de Coulomb 1-Duas cargas elétricas iguais de 10 6 C se repelem no vácuo com uma força de 0,1 N. Sabendo que a constante elétrica do vácuo é de 9 10 9 N m /C, qual a distância entre

Leia mais

Prof. A.F.Guimarães Questões de Eletricidade 1 Carga Elétrica

Prof. A.F.Guimarães Questões de Eletricidade 1 Carga Elétrica Questão 1 rof..f.guimarães Questões de Eletricidade 1 Carga Elétrica (UFG) Dadas as afirmações: I. O elétron é uma partícula que apresenta a menor carga elétrica conhecida e repele prótons. II. O próton

Leia mais

5910170 Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Aula 14

5910170 Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Aula 14 Ondas 5910170 Física II Ondas, Fluidos e Termodinâmica USP Prof. Antônio Roque Introdução: elementos básicos sobre ondas De maneira geral, uma onda é qualquer sinal que se transmite de um ponto a outro

Leia mais

4 As Leis de Newton do

4 As Leis de Newton do SUMÁRIO DETALHADO 1 Sobre a Ciência 19 1.1 Matemática a linguagem da ciência 20 1.2 Medições científicas 20 1.3 Os métodos da ciência 21 1.4 A atitude científica 22 1.5 Ciência, arte e religião 25 CIÊNCIA

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 08 ELETRIZAÇÃO E FORÇA ELÉTRICA REVISÃO

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 08 ELETRIZAÇÃO E FORÇA ELÉTRICA REVISÃO FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 08 ELETRIZAÇÃO E FORÇA ELÉTRICA REVISÃO Fixação 1) (CESGRANRIO) No modelo mais elementar do átomo de hidrogênio (modelo de Bohr), o elétron gira em órbita circular em torno do próton

Leia mais

PROGRAMA. EXPERIÊNCIAS SUPLEMENTARES Dilatação térmica. Condutividade térmica. Equivalente mecânico do calor. Capacidade térmica e calor específico.

PROGRAMA. EXPERIÊNCIAS SUPLEMENTARES Dilatação térmica. Condutividade térmica. Equivalente mecânico do calor. Capacidade térmica e calor específico. DISCIPLINA: FÍSICA I - CÓDIGO: FIS-02619 Carga Horária Semanal: 05 (Teoria 03; Exercício 02; Laboratório 0) Carga Horária Semestral: 75 - Créditos: 04 EMENTA: Unidades físicas. Vetores. Movimento em uma

Leia mais

Atração fatal. Ernesto atritou um canudo de refresco com. A força elétrica como um vetor

Atração fatal. Ernesto atritou um canudo de refresco com. A força elétrica como um vetor A U A UL LA Atração fatal Ernesto atritou um canudo de refresco com um pedaço de papel higiênico. Depois colocou o canudo contra uma parede, enquanto Roberto observava. - Olha como ele fica grudado! -

Leia mais

Modelos atômicos. Modelo de Bohr

Modelos atômicos. Modelo de Bohr Modelos atômicos Modelo de Bohr O modelo de Bohr apresenta limitações significativas, não servindo para explicar vários dos fenômenos nos quais estão envolvidos elétrons. As deficiências do modelo de Bohr

Leia mais

IBM1018 Física Básica II FFCLRP USP Prof. Antônio Roque Aula 7

IBM1018 Física Básica II FFCLRP USP Prof. Antônio Roque Aula 7 Potencial Elétrico Quando estudamos campo elétrico nas aulas passadas, vimos que ele pode ser definido em termos da força elétrica que uma carga q exerce sobre uma carga de prova q 0. Essa força é, pela

Leia mais

MÓD. 2 FORÇA ELÉTRICA/LEI DE COULOMB

MÓD. 2 FORÇA ELÉTRICA/LEI DE COULOMB MÓD. FORÇA ELÉTRICA/LEI DE COULOMB 1. (Fgv 010) Posicionadas rigidamente sobre os vértices de um cubo de aresta 1 m, encontram-se oito cargas elétricas positivas de mesmo módulo. Sendo k o valor da constante

Leia mais

Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm

Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm Capítulo 33 Corrente elétrica, potência, resistores e leis de Ohm Material adaptado pelo Prof. Márcio Marinho ANTES DE TUDO TEMPERATURA EQUILÍBRIO VASOS COMUNICANTES EQUILÍBRIO ELETROSTÁTICO ELETRODINÂMICA

Leia mais

Título: Professor: Turma: 2ª Lista de Física II Tadeu 3ª Ano

Título: Professor: Turma: 2ª Lista de Física II Tadeu 3ª Ano Título: Professor: Turma: 2ª Lista de Física II Tadeu 3ª Ano Questão 1 Três esferas metálicas iguais estão carregadas eletricamente e localizadas no vácuo. Inicialmente, as esferas A e B possuem, cada

Leia mais

FÍSICA. EIXO TEMÁTICO 1 Noções Sobre Vetores. EIXO TEMÁTICO 2 Noções de Medição e Algarismos Significativos

FÍSICA. EIXO TEMÁTICO 1 Noções Sobre Vetores. EIXO TEMÁTICO 2 Noções de Medição e Algarismos Significativos FÍSICA DIRETRIZES GERAIS No desenvolvimento desse programa, o estudante deverá ser preparado para: compreender a construção histórica do conhecimento na área; reconhecer e compreender os conceitos físicos

Leia mais

Tema de Física Eletrostática Força elétrica e campo elétrico Prof. Alex S. Vieira

Tema de Física Eletrostática Força elétrica e campo elétrico Prof. Alex S. Vieira Tema de Física Eletrostática Força elétrica e campo elétrico 1) Se, após o contato e posterior separação, F 2 é o módulo da força coulombiana entre X e Y, podese afirmar corretamente que o quociente F

Leia mais

ROLAMENTO, TORQUE E MOMENTUM ANGULAR Física Geral I (1108030) - Capítulo 08

ROLAMENTO, TORQUE E MOMENTUM ANGULAR Física Geral I (1108030) - Capítulo 08 ROLAMENTO, TORQUE E MOMENTUM ANGULAR Física Geral I (1108030) - Capítulo 08 I. Paulino* *UAF/CCT/UFCG - Brasil 2012.2 1 / 21 Sumário Rolamento Rolamento como rotação e translação combinados e como uma

Leia mais

INF01 118 Técnicas Digitais para Computação. Conceitos Básicos de Circuitos Elétricos. Aula 2

INF01 118 Técnicas Digitais para Computação. Conceitos Básicos de Circuitos Elétricos. Aula 2 INF01 118 Técnicas Digitais para Computação Conceitos Básicos de Circuitos Elétricos Aula 2 1. Grandezas Elétricas 1.1 Carga A grandeza fundamental em circuitos elétricos é a carga elétrica Q. As cargas

Leia mais

Campo Magnético. Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br

Campo Magnético. Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br Campo Magnético Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br O Magnetismo O magnetismo é um efeito observado e estudado há mais de 2000 anos. O magnetismo descreve o comportamento de objetos

Leia mais

Aula 15 Campo Elétrico

Aula 15 Campo Elétrico 1. (Fatec 2010) Leia o texto a seguir. Técnica permite reciclagem de placas de circuito impresso e recuperação de metais Circuitos eletrônicos de computadores, telefones celulares e outros equipamentos

Leia mais

RESPOSTA: C. a) só a I. b) só a II. c) só a III. d) mais de uma. e) N.d.a. RESPOSTA: C

RESPOSTA: C. a) só a I. b) só a II. c) só a III. d) mais de uma. e) N.d.a. RESPOSTA: C 1. (ITA - 1969) Usando L para comprimento, T para tempo e M para massa, as dimensões de energia e quantidade de movimento linear correspondem a: Energia Quantidade de Movimento a) M L T -1... M 2 L T -2

Leia mais

Apostila de Física 26 Resistores

Apostila de Física 26 Resistores Apostila de Física 26 Resistores 1.0 Definições Efeito térmico ou efeito joule: Transformação de energia elétrica em energia térmica. Choque dos elétrons livres contra os átomos dos condutores. Causa elevação

Leia mais

Unidade 13 Introdução à Dinâmica Impulsiva. Introdução Quantidade de Movimento Impulso Teorema do Impulso

Unidade 13 Introdução à Dinâmica Impulsiva. Introdução Quantidade de Movimento Impulso Teorema do Impulso Unidade 13 Introdução à Dinâmica Impulsiva Introdução Quantidade de Movimento Impulso Teorema do Impulso Introdução Em um acidente automobilístico, nem sempre é fácil descobrir quem foi o culpado. Por

Leia mais

Mecânica Geral. Apostila 1: Momento Linear. Professor Renan Faria

Mecânica Geral. Apostila 1: Momento Linear. Professor Renan Faria Mecânica Geral Apostila 1: Momento Linear Professor Renan Faria Impulso Como já vimos, para que um corpo entre em movimento, é necessário que haja um interação entre dois corpos. Se considerarmos o tempo

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL YVONE PIMENTEL CURITIBA - PARANÁ DISCIPLINA: FÍSICA

COLÉGIO ESTADUAL YVONE PIMENTEL CURITIBA - PARANÁ DISCIPLINA: FÍSICA COLÉGIO ESTADUAL YVONE PIMENTEL CURITIBA - PARANÁ DISCIPLINA: FÍSICA - Professor: Ronald Wykrota (wykrota@uol.com.br) EJA INDIVIDUAL - 3ª SÈRIE AULAS 01 e 02 ELETRICIDADE: É a parte da Física que estuda

Leia mais

Física Elétrica Cargas Elétrica e Eletrização Prof. Marco Simões. Exercícios 1

Física Elétrica Cargas Elétrica e Eletrização Prof. Marco Simões. Exercícios 1 Física Elétrica Cargas Elétrica e Eletrização Prof. Marco Simões Exercícios 1 1. Um corpo inicialmente neutro recebe 10 milhões de elétrons. Este corpo adquire uma carga de: (considere! = 1,6 10!!"!).

Leia mais

MICROFONE E ALTIFALANTE

MICROFONE E ALTIFALANTE MICROFONE E ALTIFALANTE Um microfone é um transdutor que transforma energia mecânica (onda sonora) em energia elétrica (sinal elétrico de corrente alternada). O altifalante é um transdutor que transforma

Leia mais

CARGA ELÉTRICA. 1.1 Introdução ao Eletromagnetismo

CARGA ELÉTRICA. 1.1 Introdução ao Eletromagnetismo Bertolo Eletromagnetismo 1 CARGA ELÉTRICA 1.1 Introdução ao Eletromagnetismo exceção do relâmpago, as manifestações ordinárias da Natureza, desde o congelamento da água até o crescimento de uma planta,

Leia mais

A lei de Coulomb descreve a força elétrica (em Newtons) entre dois corpos carregados com carga Q 1 e Q 2 (em Coulombs) da seguinte maneira: =

A lei de Coulomb descreve a força elétrica (em Newtons) entre dois corpos carregados com carga Q 1 e Q 2 (em Coulombs) da seguinte maneira: = A lei de Coulomb descreve a força elétrica (em Newtons) entre dois corpos carregados com carga Q 1 e Q 2 (em Coulombs) da seguinte maneira: = sendo d a distância (em metros) entre os centros dos corpos

Leia mais

1. História do Eletromagnetismo A Eletricidade e o Magnetismo eram conhecidos desde a antiguidade.

1. História do Eletromagnetismo A Eletricidade e o Magnetismo eram conhecidos desde a antiguidade. FÍSICA (Eletricidade e Eletromagnetismo Cap.I Prof. Dr. Sergio Turano de Souza 1. História do Eletromagnetismo A Eletricidade e o Magnetismo eram conhecidos desde a antiguidade. Elétron do grego elektron

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A CURTAS DISTÂNCIAS

COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A CURTAS DISTÂNCIAS LOGO FQA COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A CURTAS DISTÂNCIAS Propagação de um sinal Energia e velocidade de propagação (modelo ondulatório) Transmissão de sinais Sinal - é qualquer espécie de perturbação que

Leia mais

Lista de Exercícios Campo Elétrico

Lista de Exercícios Campo Elétrico Considere k o = 9,0. 10 9 N. m 2 /C 2 Lista de Exercícios Campo Elétrico 1. Uma partícula de carga q = 2,5. 10-8 C e massa m = 5,0. 10-4 kg, colocada num determinado ponto P de uma região onde existe um

Leia mais

Ensino: Médio Professor: Renato Data:, de 2010. Trabalho de Recuperação de Física (1 e 2º Bimestres) Instruções:

Ensino: Médio Professor: Renato Data:, de 2010. Trabalho de Recuperação de Física (1 e 2º Bimestres) Instruções: Uma Escola ensando em Você luno(a): nº Série: 3 ano Disciplina: Física Ensino: Médio rofessor: Renato Data:, de 010 Trabalho de Recuperação de Física (1 e º imestres) Instruções: 1. O trabalho deverá ser

Leia mais

Exercícios de Eletrostática Lista 1

Exercícios de Eletrostática Lista 1 Exercícios de Eletrostática Lista 1 1. Se tivermos um balão de borracha com uma carga positiva distribuída sobre sua superfície, podemos afirmar que (A) na região externa ao balão o campo elétrico é nulo.

Leia mais

Física I 2010/2011. Aula12 Centro de Massa e Momento Linear II

Física I 2010/2011. Aula12 Centro de Massa e Momento Linear II Física I 2010/2011 Aula12 Centro de Massa e Momento Linear II Sumário Colisões Momento linear e energia cinética em colisões Colisões inelásticas a uma dimensão Colisões elásticas a uma dimensão Colisões

Leia mais

Prof. Renato. SESI Carrão. Física 3ª. Série 2011. Aula 25. Eletromagnetismo

Prof. Renato. SESI Carrão. Física 3ª. Série 2011. Aula 25. Eletromagnetismo Aula 25 1. James C. Maxwell Teoria do (~ 1870); Compilação das teorias sobre eletricidade, magnetismo e eletromagnetismo construídas até então (1600 a 1870); Desenvolvimento da Lei de Ampère; Previsão

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PROFESSORES: ODIRLEI FORSTER, EDSON VAZ e JOYCE VEIGA MELLO

PLANO DE ENSINO. PROFESSORES: ODIRLEI FORSTER, EDSON VAZ e JOYCE VEIGA MELLO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL JOINVILLE GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: FÍSICA PROFESSORES: ODIRLEI FORSTER, EDSON VAZ e JOYCE VEIGA MELLO SERIE:

Leia mais

Conteúdos publicados na pesquisa escolar junho /2015

Conteúdos publicados na pesquisa escolar junho /2015 Conteúdos publicados na pesquisa escolar junho /2015 Título da Disciplina Nível de ensino Link da O núcleo como armazenador de material genético %201/uc_b4_l004/html/ Especialização celular Plantas Estrutura

Leia mais

Através de suas realizações experimentais, mantendo constante a temperatura do condutor, Ohm pôde chegar às seguintes afirmações e conclusões:

Através de suas realizações experimentais, mantendo constante a temperatura do condutor, Ohm pôde chegar às seguintes afirmações e conclusões: 5000 - Leis de Ohm: Primeira de Ohm George Simon Ohm foi um físico alemão que viveu entre os anos de 1789 e 1854 e verificou experimentalmente que existem resistores nos quais a variação da corrente elétrica

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO ÁREA: Ciências Tecnológicas CURSO: Física Médica PLANO DE ENSINO

CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO ÁREA: Ciências Tecnológicas CURSO: Física Médica PLANO DE ENSINO CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO ÁREA: Ciências Tecnológicas CURSO: Física Médica PLANO DE ENSINO 1) Identificação Disciplina Eletromagnetismo I Código FSC218 (Turma: 22313) Carga horária total Atividades

Leia mais

2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa ( Mussoi

2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa ( Mussoi 2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa ( Mussoi Disciplina de Eletromagnetismo 1 COMPETÊNCIAS Conhecer as leis fundamentais do

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 1 2º BIMESTRE

LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 1 2º BIMESTRE Professor (a): Demetrius Leão Segmento: Ensino Médio Data de Entrega: Estudante: EDUCAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO EDUSESC Área Especial 2/3 Lote B Norte Taguatinga DF Componente Curricular: Ano Letivo:

Leia mais

INSTRUÇÕES. O tempo disponível para a realização das duas provas e o preenchimento da Folha de Respostas é de 5 (cinco) horas no total.

INSTRUÇÕES. O tempo disponível para a realização das duas provas e o preenchimento da Folha de Respostas é de 5 (cinco) horas no total. INSTRUÇÕES Para a realização desta prova, você recebeu este Caderno de Questões. 1. Caderno de Questões Verifique se este Caderno de Questões contém a prova de Conhecimentos Específicos referente ao cargo

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA/Ensino Fundamental

MATRIZ DE REFERÊNCIA/Ensino Fundamental MATRIZ DE REFERÊNCIA/Ensino Fundamental 1. PLANETA TERRA Conteúdos - Camadas - Tectônica de Placas e Vulcões 2. CARACTERÍSTICAS DOS SERES VIVOS - Origem - Evolução 3. CARACTERÍSTICAS GERAIS DA CÉLULA -

Leia mais

A magnetostática. A lei de Biot e Savart O potencial escalar magnético. A lei da indução de Faraday.

A magnetostática. A lei de Biot e Savart O potencial escalar magnético. A lei da indução de Faraday. A magnetostática Nesta aula discutiremos algumas leis e conceitos físicos que são muito úteis para o entendimento do eletromagnetismo e se apresentam em várias inovações a aplicações tecnológicas. São

Leia mais

Lição 2. Instrução Programada

Lição 2. Instrução Programada Lição 2 Na lição anterior falamos da matéria, analisando sua constituição. Verificamos que a natureza da eletricidade poderia ser revelada pelo estudo das partículas constituintes do átomo. Havíamos chegado

Leia mais

Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA

Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA Cargas Elétricas: ELETROSTÁTICA Capítulo 10 4º bimestre Colégio Contato Unidade Farol Professora Thaís Freitas 9º ano - 2015 A eletrostática, basicamente, é a parte da eletricidade que estuda as cargas

Leia mais

defi departamento de física

defi departamento de física defi departamento de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt nstituto Superior de Engenharia do Porto- Departamento de Física Rua Dr. António Bernardino de Almeida, 431 4200-072 Porto. T 228

Leia mais

Tensão, Corrente e Resistência. Prof. Ernesto F. F. Ramírez

Tensão, Corrente e Resistência. Prof. Ernesto F. F. Ramírez Tensão, Corrente e Resistência Prof. Ernesto F. F. Ramírez Sumário 1. Introdução 2. Tensão elétrica 3. Corrente elétrica 4. Resistência elétrica 5. Exemplo de circuito elétrico 6. Exercícios cios propostos

Leia mais

Prof. Renato. SESI Carrão. Física 2ª. Série 2011. Aula 25. O som

Prof. Renato. SESI Carrão. Física 2ª. Série 2011. Aula 25. O som Aula 25 1. Estudo do som Acústica estudo físico do som 2. Produtores de som Levantamento de 15 objetos/itens que produzam som de maneiras distintas. (Instrumentos de sopro, percussão, cordas, voz, animais,

Leia mais

Luz Polarizada. Luz natural. Luz Polarizada. Luz polarizada

Luz Polarizada. Luz natural. Luz Polarizada. Luz polarizada Óptica Polarização da luz Luz Polarizada Luz natural Luz Polarizada Luz polarizada Dupla refração ou Birrefringência Sólidos amorfos: átomos distribuídos aleatoriamente. A velocidade da luz é a mesma em

Leia mais

Lei de Coulomb. Fig.33.1

Lei de Coulomb. Fig.33.1 Lei de Coulomb 1 Fig.33.1 33.1. O único meio que ternos de detectar e medir cargas elétricas que não se deslocam é observar a interação entre corpos eletrizados, ou seja, medindo a força que um exerce

Leia mais

Apostila 1 Física. Capítulo 3. A Natureza das Ondas. Página 302. Gnomo

Apostila 1 Física. Capítulo 3. A Natureza das Ondas. Página 302. Gnomo Apostila 1 Física Capítulo 3 Página 302 A Natureza das Ondas Classificação quanto a natureza Ondas Mecânicas São ondas relacionadas à oscilação das partículas do meio. Portanto, exige a presença de meio

Leia mais

ESTUDO DE UM CIRCUITO RC COMO FILTRO

ESTUDO DE UM CIRCUITO RC COMO FILTRO Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa T6 Física Experimental I - 2007/08 ESTUDO DE UM CIRCUITO RC COMO FILTRO 1. Objectivo Estudo do funcionamento, em regime estacionário,

Leia mais

Lei de Coulomb. Página 1 de 9

Lei de Coulomb. Página 1 de 9 1. (Unesp 2015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e 2Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

Suponha que a velocidade de propagação v de uma onda sonora dependa somente da pressão P e da massa específica do meio µ, de acordo com a expressão:

Suponha que a velocidade de propagação v de uma onda sonora dependa somente da pressão P e da massa específica do meio µ, de acordo com a expressão: PROVA DE FÍSICA DO VESTIBULAR 96/97 DO INSTITUTO MILITAR DE ENGENHARIA (03/12/96) 1 a Questão: Valor : 1,0 Suponha que a velocidade de propagação v de uma onda sonora dependa somente da pressão P e da

Leia mais

Física. A) retilíneo uniforme. A) 3g B) retilíneo com aceleração de módulo constante. B) 4g C) circular com aceleração de módulo constante.

Física. A) retilíneo uniforme. A) 3g B) retilíneo com aceleração de módulo constante. B) 4g C) circular com aceleração de módulo constante. Física 26) A velocidade de um carro de Fórmula Um é reduzida de 324km/h para 108km/h num intervalo de tempo igual a 1,0s. Sua aceleração tangencial, em módulo, quando comparada com a aceleração da gravidade

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS. Prof. Bruno Farias

INFORMAÇÕES GERAIS. Prof. Bruno Farias CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DISCIPLINA: FÍSICA III INFORMAÇÕES GERAIS Prof. Bruno Farias Conteúdo Programático Arquivo em anexo: CONTEÚDO_PROGRAMÁTICO_FisicaIII.docx

Leia mais

Aula 12.2 Conteúdo: Magnetismo: Campo magnético e suas características. Os fenômenos magnéticos Experiência de Oersted. INTERATIVIDADE FINAL

Aula 12.2 Conteúdo: Magnetismo: Campo magnético e suas características. Os fenômenos magnéticos Experiência de Oersted. INTERATIVIDADE FINAL Aula 12.2 Conteúdo: Magnetismo: Campo magnético e suas características. Os fenômenos magnéticos Experiência de Oersted. 2 Habilidades: Identificar as características próprias dos campos magnéticos e suas

Leia mais

Aula 00. Matemática Financeira para ISS-Cuiabá. Matemática Financeira Professor: Guilherme Neves. Prof.

Aula 00. Matemática Financeira para ISS-Cuiabá. Matemática Financeira Professor: Guilherme Neves.  Prof. Aula 00 Matemática Financeira Professor: Guilherme Neves www.pontodosconcursos.com.br 1 Aula 00 Aula Demonstrativa Matemática Financeira Apresentação... 3 Modelos de questões resolvidas FGV... 4 Relação

Leia mais

Corrente Elétrica. Eletricidade e magnetismo - corrente elétrica 1

Corrente Elétrica. Eletricidade e magnetismo - corrente elétrica 1 Corrente Elétrica Eletricidade e magnetismo - corrente elétrica 1 Corrente elétrica A corrente elétrica é definida como um fluxo de elétrons por unidade de tempo: = Q t [C/ segundo]ou[ A] Ampere Material

Leia mais

A forma geral de uma equação de estado é: p = f ( T,

A forma geral de uma equação de estado é: p = f ( T, Aula: 01 Temática: O Gás Ideal Em nossa primeira aula, estudaremos o estado mais simples da matéria, o gás, que é capaz de encher qualquer recipiente que o contenha. Iniciaremos por uma descrição idealizada

Leia mais

CONDUTORES E ISOLANTES

CONDUTORES E ISOLANTES ELETRICIDADE CONDUTORES E ISOLANTES O FÍSICO INGLÊS STEPHEN GRAY PERCEBEU QUE ALGUNS FIOS CONDUZIAM BEM A ELETRICIDADE E CHAMOU-OS DE CONDUTORES E, AOS QUE NÃO CONDUZIAM OU CONDUZIAM MAL A ELETRICIDADE,

Leia mais

Capítulo II. Elementos de Circuitos

Capítulo II. Elementos de Circuitos Capítulo II Elementos de Circuitos.1 Introdução O objetivo da engenharia é projetar e produzir dispositivos que atendam às necessidades humanas. Para tanto, é necessário que se conheçam os componentes

Leia mais

Evolução dos Modelos Atômicos A DESCOBERTA DO ÁTOMO

Evolução dos Modelos Atômicos A DESCOBERTA DO ÁTOMO Evolução dos Modelos Atômicos A DESCOBERTA DO ÁTOMO A DESCOBERTA DAS PARTÍCULAS SUBATÔMICAS Após Dalton ter apresentado sua teoria atômica, em 1808, na qual sugeria que os átomos eram indivisíveis, maciços

Leia mais

Professor: Douglas/ Wesley Assunto: Eletrostática ( Carga Elétrica, Processo de Eletrização, Força Elétrica e Campo Elétrico ) ELETROSTÁTICA

Professor: Douglas/ Wesley Assunto: Eletrostática ( Carga Elétrica, Processo de Eletrização, Força Elétrica e Campo Elétrico ) ELETROSTÁTICA Curso: Engenharia Básica Professor: Douglas/ Wesley Assunto: Eletrostática ( Carga Elétrica, Processo de Eletrização, Força Elétrica e Campo Elétrico ) ELETROSTÁTICA A eletrostática é basicamente descrita

Leia mais

Física Experimental - Mecânica - Conjunto para mecânica com painel multiuso - EQ032G.

Física Experimental - Mecânica - Conjunto para mecânica com painel multiuso - EQ032G. Índice Remissivo... 4 Abertura... 6 Guarantee / Garantia... 7 Certificado de Garantia Internacional... 7 As instruções identificadas no canto superior direito da página pelos números que se iniciam pelos

Leia mais

Exercícios da apostila. Aulas 17 a 27

Exercícios da apostila. Aulas 17 a 27 Exercícios da apostila Aulas 17 a 27 17 - Transmissão de Calor 1) Cada material possui um coeficiente de condutibilidade térmica K (cal/s cm ºC). Materiais bons condutores de calor, como os metais possuem

Leia mais

FÍSICA. Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 Densidade da água: 10 3 kg/m 3. Resposta: 29. Justificativa:

FÍSICA. Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 Densidade da água: 10 3 kg/m 3. Resposta: 29. Justificativa: FÍSICA Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2 Densidade da água: 10 3 kg/m 3 01. Considere a massa de uma molécula de água igual a 3 10-26 kg. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de

Leia mais

SISTEMAS HIDRÁULICOS E PNEUMÁTICOS.

SISTEMAS HIDRÁULICOS E PNEUMÁTICOS. SISTEMAS HIDRÁULICOS E PNEUMÁTICOS. FUNDAMENTOS DE HIDROSTÁTICA Hidrostática é o ramo da Física que estuda a força exercida por e sobre líquidos em repouso. Este nome faz referência ao primeiro fluido

Leia mais

Eletrostática. Há dois séculos a humanidade passou a utilizar as máquinas térmicas e hoje, simultaneamente, convive com a Era da Eletricidade.

Eletrostática. Há dois séculos a humanidade passou a utilizar as máquinas térmicas e hoje, simultaneamente, convive com a Era da Eletricidade. α β χ δ ε φ ϕ γ η ι κ λ µ ν ο π ϖ θ ϑ ρ σ ς τ υ ω ξ ψ ζ Α Β Χ Ε Φ Γ Η Ι Κ Λ Μ Ν Ο Π Θ Ρ Σ Τ Υ Ω Ξ Ψ Ζ PRIMEIRO TRIMESTRE NOTAS DE AULAS LUCAS XAVIER www.wikifisica.com (FILOMENA E CORONEL) FÍSICA Ciência

Leia mais

A força elétrica F, que a carga negativa q sofre, e o campo elétrico E, presente no ponto onde ela é fixada, estão corretamente representados por

A força elétrica F, que a carga negativa q sofre, e o campo elétrico E, presente no ponto onde ela é fixada, estão corretamente representados por MOD 3. CAMPO ELETRICO 1. (Uea 014) Duas cargas elétricas puntiformes, Q e q, sendo Q positiva e q negativa, são mantidas a uma certa distância uma da outra, conforme mostra a figura. A força elétrica F,

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROISSIONAL ARLINDO RIBEIRO EFM PLANEJAMENTO SEMESTRAL. Professor: Ozires Neves Barbosa

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROISSIONAL ARLINDO RIBEIRO EFM PLANEJAMENTO SEMESTRAL. Professor: Ozires Neves Barbosa CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROISSIONAL ARLINDO RIBEIRO EFM PLANEJAMENTO SEMESTRAL Disciplina: Física Série:2ª Ano:2013 Bimestre: 1º Professor: Ozires Neves Barbosa Termometria. -Termodinâmica -Mudança

Leia mais

16 N. Verifica-se que a menor distância entre duas cristas da onda é igual a 4,0 m. Calcule a freqüência desta onda, em Hz.

16 N. Verifica-se que a menor distância entre duas cristas da onda é igual a 4,0 m. Calcule a freqüência desta onda, em Hz. 1. Considere o gráfico adiante, que representa a grandeza A em função do tempo t (em unidades de 10 s). a) Se a grandeza A representar a amplitude de uma onda sonora, determine sua freqüência. b) Se a

Leia mais

Capítulo 4 - Medição de rotação, torque e potência

Capítulo 4 - Medição de rotação, torque e potência Capítulo 5 - Medição de rotação, torque e potência 5.1 - Medição de rotação Os instrumentos usados para medir a velocidade angular de eixos rotativos são chamados tacômetros. Existem basicamente três tipos

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa PLANO DE ENSINO. CURSO Engenharia Eletrônica MATRIZ 66

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa PLANO DE ENSINO. CURSO Engenharia Eletrônica MATRIZ 66 Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa PLANO DE ENSINO CURSO Engenharia Eletrônica MATRIZ 66 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Criação do curso dada pela Resolução 099/006

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD

COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD COLÉGIO ESTADUAL LUIZ AUGUSTO MORAS REGO- ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL - PTD Professor (a):_diana Maria Hoffmann Disciplina: Física 3C Ano: 2015 Bimestre: 1º ESTRUTURANTE: ELETROMAGNETISMO

Leia mais

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 4 FÍSICA DO ARCO ARCO ELÉTRICO

SOLDAGEM DOS METAIS CAPÍTULO 4 FÍSICA DO ARCO ARCO ELÉTRICO 22 CAPÍTULO 4 FÍSICA DO ARCO ARCO ELÉTRICO 23 FÍSICA DO ARCO ELÉTRICO DEFINIÇÃO Um arco elétrico pode ser definido como um feixe de descargas elétricas formadas entre dois eletrodos e mantidas pela formação

Leia mais

Eletrização e Força Elétrica

Eletrização e Força Elétrica Parte I Eletrização e Força Elétrica 1. (Unicamp 014) A atração e a repulsão entre partículas carregadas têm inúmeras aplicações industriais, tal como a pintura eletrostática. As figuras abaixo mostram

Leia mais

FÍSICA (Eletromagnetismo) CAMPOS ELÉTRICOS

FÍSICA (Eletromagnetismo) CAMPOS ELÉTRICOS FÍSICA (Eletromagnetismo) CAMPOS ELÉTRICOS 1 O CONCEITO DE CAMPO Suponhamos que se fixe, num determinado ponto, uma partícula com carga positiva, q1, e a seguir coloquemos em suas proximidades uma segunda

Leia mais

Aula 1 Óptica geométrica, propagação retilínea e refração da luz

Aula 1 Óptica geométrica, propagação retilínea e refração da luz Aula 1 Óptica geométrica, propagação retilínea e refração da luz 1 Último bimestre Definição de corrente elétrica: Leis de Ohm e potência elétrica: i Carga totalque passa por A Intervalo de tempo V R.

Leia mais

AULA DEMONSTRATIVA. Matemática. Professor Guilherme Neves. Aula 00 Aula Demonstrativa

AULA DEMONSTRATIVA. Matemática. Professor Guilherme Neves.  Aula 00 Aula Demonstrativa AULA DEMONSTRATIVA Matemática Professor Guilherme Neves www.pontodosconcursos.com.br Aula 00 Aula Demonstrativa www.pontodosconcursos.com.br Professor Guilherme Neves 1 Aula Conteúdo Programático Data

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e comunicação CURSO: Técnico em Informática FORMA/GRAU:( x )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

ELETROMAGNETISMO FONTES DE CAMPO MAGNÉTICO

ELETROMAGNETISMO FONTES DE CAMPO MAGNÉTICO 1. (Ufpe) Constantes físicas necessárias para a solução dos problemas: Dois fios longos, iguais e paralelos, separados por 12 mm e transportando correntes iguais a 80 ma, se atraem com uma força F. Se

Leia mais

Mecânica Geral. Aula 04 Carregamento, Vínculo e Momento de uma força

Mecânica Geral. Aula 04 Carregamento, Vínculo e Momento de uma força Aula 04 Carregamento, Vínculo e Momento de uma força 1 - INTRODUÇÃO A Mecânica é uma ciência física aplicada que trata dos estudos das forças e dos movimentos. A Mecânica descreve e prediz as condições

Leia mais