EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ESTUDO DA RETA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ESTUDO DA RETA"

Transcrição

1 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ESTUDO DA RETA 1. SEJA O CUBO DADO NA FIGURA ABAIXO CUJOS VÉRTICES AB PERTENCEM À LT. PERGUNTA-SE: A) QUE TIPO DE RETAS PASSA PELAS ARESTAS EF, EC, EG. B) QUE TIPO DE RETAS PASSA PELA DIAGONAL ED, FG, GC. C) QUE TIPO DE RETAS PASSA PELA DIAGONAL HC, GD, AF, BE. EF - fronto horizontal EC - vertical EG - topo ED - frontal FG - horizontal GC - perfil HC - qualquer GD - qualquer AF - qualquer BE - qualquer 2. REPRODUZA A ÉPURA DO SEGMENTO A (-2,1,1) B(-1,4,5) CONSTRUINDO AS VISTAS SUPERIOR, FRONTAL E A VISTA QUE FALTA. DIGA O NOME DA RETA QUE PASSA PELO SEGMENTO AB E SUAS CARACTERÍSTICAS. Marque as projeções A1A2 do ponto A. Marque as projeções B1B2 do ponto B.

2 2 Ligue as projeções A1B1 e A2B2. Trace linhas de chamada para o plano lateral. Onde as linhas de chamada se cruzarem temos os pontos A e B e a projeção lateral do segmento AB. A reta que passa pelo segmento AB é a reta qualquer. A reta qualquer é oblíqua aos planos de projeção PH e PV e na épura suas duas projeções são oblíquas à LT. 3. REPRODUZA A ÉPURA DO SEGMENTO A (-3,0;1,0; ) B(1,0;4,0; ) CONSTRUINDO AS VISTAS SUPERIOR, LATERAL ESQUERDA E A VISTA QUE FALTA. DIGA O NOME DA RETA QUE PASSA PELO SEGMENTO AB E SUAS CARACTERÍSTICAS. Marque as projeções horizontais A1 e B1 dos pontos A e B encontrando assim a projeção horizontal A1B1 do segmento AB. Trace linhas de chamadas horizontais e com o compasso trace arcos e suba as linhas de chamadas verticais até a

3 3 altura de cada ponto. Ligue os pontos A e B encontrando assim a projeção lateral esquerda do segmento AB. Trace por esses pontos A e B linhas de chamada horizontais e suba linhas também das projeções horizontais. Onde as linhas se cruzarem teremos a projeção vertical A2B2 do segmento AB. A reta que passa pelo segmento AB é a reta qualquer. A reta qualquer é oblíqua aos planos de projeção PH e PV e na épura suas duas projeções são oblíquas à LT. 4. DESENHE AS PROJEÇÕES DA RETA R, DETERMINADA PELOS PONTOS A1B1 E A2B2. INDIQUE A PARTE VISÍVEL DA RETA E ACHAR AS PROJEÇÕES DOS SEUS TRAÇOS (H1H2 E V1V2) H e V. Ligue os pontos A1B1 e A2B2. Marque a projeção horizontal r1 e a projeção vertical r2.

4 4 Prolongue r2 até encontrar com a LT. Marque a projeção vertical H2 do traço H onde r2 encontra a LT (porque H2 sempre está na LT, pois H é o ponto onde a reta fura o PH então se ele pertence ao PH sua projeção vertical será sempre na LT). Depois marque a projeção horizontal V1 do traço V onde r1 encontra a LT (porque V1 sempre está na LT, pois V é o ponto onde a reta fura o PV então se ele pertence ao PV sua projeção horizontal será sempre na LT). Depois trace linhas de chamadas pelos pontos V1 e H2 até encontrar V2 e H2 nas projeções r1 e r2. DETERMINANDO A PARTE VISÍVEL Tente situar a reta espacialmente no diedro e verá que ela se encontra no I diedro e fura o Plano vertical superior em V e fura o plano horizontal esquerdo em H e assim, considerando o observador situado no I diedro a sua parte visível está representada na figura abaixo com traço mais forte.

5 5 5. ENCONTRE OS TRAÇOS DE UMA RETA r, DADA PELOS PONTOS A1B1 E A2B2. Sejam as projeções dos pontos A e B. Ligue os pontos A1B1 e A2B2. Passe por A1B1 a projeção horizontal r1 da reta r e por A2B2 a projeção vertical da reta r2. Agora, marque H2 onde r2 intersecta a LT e V1 onde r1 intersecta a LT. Suba linha de chamada por H2 e V1 até encontrar H1 em r1 e V2 em r2.

6 6 6. ENCONTRE OS TRAÇOS DE UMA RETA R DE PERFIL DADA PELOS PONTOS A1B1 E A2B2. Sejam as projeções A1B1 e A2B2 do segmento AB dado. ENCONTRANDO OS TRAÇOS H E V Coloque a ponta seca do compasso em O e com abertura até A1 trace um arco até a LT. Repita o processo para B1. Em seguida, trace linhas de chamada pela extremidade dos arcos traçados até encontrar as linhas de chamadas que passam por A2 e B2, encontrando assim os pontos A e B rebatidos (vista lateral).

7 7 Prolongue o segmento AB até encontrar a LT e as projeções da reta de perfil encontrando assim, os pontos H e V respectivamente. Em seguida, coloque a ponta seca do compasso em 0 e com abertura 0H trace um arco que encontra a projeção horizontal da reta em H1. Marque então ali a projeção H1 e as projeções H2 e V1 na LT. 7. REPRESENTE OS SEGMENTOS AB, AC, DE, E AF ATRAVÉS DE SUAS COORDENADAS E ENCONTRE OS SEUS TRAÇOS HORIZONTAIS E VERTICAIS. A (2; 3; 2) B (7; 6; 2) A (2; 3; 2) C (7; 3; 6) D (2; 3; 6) E(2; 7; 2) A (2; 3; 2) F (7; 6; 6). A (2; 3; 2) B (7; 6; 2) Seja o ponto 0 a origem dos três eixos. Encontre as projeções do ponto A e do ponto B.

8 8 Depois prolongue A1B1 até a LT encontrando assim a projeção horizontal V1 do traço vertical V. Levante por V1 linha de chamada até o prolongamento de A2B2 encontrando assim a projeção vertical V1 do traço vertical V. A(2; 3;, 2) C(7; 3; 6) Seja o ponto 0 a origem dos três eixos. Encontre as projeções do ponto A e do ponto B. Depois prolongue A2B2 até a LT encontrando assim a projeção vertical H2 do traço horizontal H. Abaixe por H2 linha de chamada até o prolongamento de A1B1 encontrando assim a projeção horizontal H1 do traço horizontal H. D(2; 3; 6) E(2; 7; 2) Seja o ponto 0 a origem dos três eixos. Encontre as projeções do ponto D e do ponto E. Depois construa arcos com centro onde a linha de chamada das projeções e transporte os afastamentos até a LT. Depois levante linhas de chamadas até encontrar as linhas de chamadas que partem das projeções verticais, encontrando assim os pontos D e E rebatidos (vista lateral).

9 9 Prolongue o segmento rebatido DE até encontrar a LT e a linha de chamada das projeções horizontal e vertical encontrando assim V2 e H. Para encontrar H1 construa um arco com mesmo centro e abertura até H, encontrando assim o ponto H1. As projeções V1 e H2 estão na LT. A(2; 3; 2) F(7; 6; 6) Seja o ponto 0 a origem dos três eixos. Represente as projeções do ponto A. Em seguida, represente as projeções do ponto F. Prolongue A1F1 até encontrar V1 na LT. Por V1 desça linha de chamada até encontrar V2 em A2F2.

10 10 Marque H2 onde A2F2 encontra a LT. Desça linha de chamada por H2 até encontrar H1 em A1F1. 8. REPRESENTE O SEGMENTO E(1,0;1,5;9,0) F(1,0;9,0;1,0). DÊ AS PROJEÇÕES DOS PONTOS O( ;3,5; ) E P( ; ;3,0) PERTENCENTES À RETA SUPORTE DO SEGMENTO EF E DETERMINE OS TRAÇOS DA RETA SUPORTE DO SEGMENTO SOBRE PH E PV. Trace a linha de chamada dos pontos E e F a uma distância igual a 1 cm da origem o. Em seguida, marque as projeções E1F1 e E2F2 dos pontos E e F.

11 11 Depois, rebata a reta para o PV traçando arcos e linhas de chamada. Marque os ponto E e F rebatidos e ligue-os encontrando assim a VG do segmento EF.

12 12 Prolongue o segmento EF rebatido para os dois lados, achando assim V e H rebatidos. Marque V2 junto com V e construa arco por H achando H1. As projeções V1 e H2 estarão na LT. Marque as projeções O1 e P2 dos pontos O e P. Trace arcos e linhas de chamada pelas projeções O1 e P2 encontrando assim O2 e P1.

13 13 O(1,0;3,5;7,0) P(1,0;7,0;3,0) 9. REPRESENTE O SEGMENTO AB E DETERMINE SEUS TRAÇOS A (1,6;2,0;4,5) B (19,0;7,5;8,0). DIGA QUE TIPO DE RETA É. Trace as linhas de chamada dos pontos A e B, encontrando nelas as projeções A1A2 e B1B2. Em seguida, ligue as projeções A2B2 e A1B1. Prolongue A2B2 encontrando H2 na LT. Prolongue A1B1 encontrando V1 na LT.

14 14 Por H2 suba linha de chamada até achar H1 no prolongamento de A1B1 e por V1 suba linha de chamada até encontrar V2 em A2B2. A RETA SUPORTE DE AB É QUALQUER

15 REPRESENTE O SEGMENTO AB A(7,0; 8,5; 7,5) B(7,0; 1,5; 3,5) E DETERMINE OS TRAÇOS DA RETA SUPORTE DE AB. Trace a linha de chamada dos pontos A e B e encontre as suas projeções A1A2 e B1B2. Ligue A1B1 e A2B2. Em seguida, rebata o segmento AB para o PV traçando arcos e linhas de chamada. Prolongue o segmento AB rebatido encontrando V rebatido na linha de chamada. Como o ponto V está no PV a sua projeção V2 é ele mesmo e sua projeção V1 está sobre a LT. Prolongue ainda mais o segmento AB rebatido até encontrar H rebatido na LT. Como H pertence ao PH a sua projeção H2 estará na linha de chamada sobre a LT. Para encontrar H1 construa um arco. Como H está no segundo diedro, a sua projeção H1 estará acima da LT.

16 REPRESENTE O SEGMENTO AB SABENDO-SE QUE ELE É HORIZONTAL, ESTÁ NO PRIMEIRO DIEDRO, AB = 9 CM, A(0,3; ;5,0) B(5,5; 1,5; ). DETERMINE SEUS TRAÇOS. Construa as projeções A2 e B1 dos pontos A e B. Como AB é horizontal A2B2 será paralelo à LT, então a cota do ponto B é a mesma do ponto A. Trace a projeção vertical A2B2 do segmento AB. Para encontrar A1 construa um arco com centro em B1 e raio igual à VG (9,0) de AB. Onde o arco cortar a linha de chamada do ponto A será a projeção horizontal A1. Então ligue A1 com B1, encontrando assim A1B1.

17 17 A reta horizontal só tem traço vertical V. Para encontrar as projeções do traço V prolongue A1B1 achando V1 na LT. Para achar V2 suba linha de chamada até A2B REPRESENTE O SEGMENTO CD SABENDO-SE QUE ELE É FRONTAL, ESTÁ NO PRIMEIRO DIEDRO, CD = 9 CM, C(14,0; ;1,0) D(19,0; 4,0; ). DETERMINE SEUS TRAÇOS. Construa as projeções C2 e D1 dos pontos C e D. Como CD é Frontal A1B1 será paralelo à LT, então o afastamento do ponto C é o mesmo do ponto D. Trace a projeção horizontal C1D1 do segmento CD. Para encontrar D2 construa um arco com centro em C2 e raio igual à VG (9,0) de CD. Onde o arco cortar a linha de chamada do ponto D será a projeção vertical D2. Então ligue C2 com D2, encontrando assim C2D2.

18 18 A reta frontal só tem traço horizontal H. Para encontrar as projeções do traço H prolongue C2D2 achando H2 na LT. Para achar H1 desça linha de chamada até C1D1. C(14,0;4,0;1,0) D(19,0; 4,0;8,4)

19 DETERMINE AS PROJEÇÕES DO TRIÂNGULO ABC, SABENDO-SE QUE É ISÓSCELES E COM LADO DESIGUAL BC. AB É HORIZONTAL, AC É FRONTAL, A (26,0;9,0;1,0) B(21,0;2,5; ) C(29,5;, ) E ESTÁ NO PRIMEIRO DIEDRO. Construa as projeções A1, A2 e B1 e dos pontos A e B. Construa também a linha de chamada do ponto C. Em seguida ligue as projeções B1 e A1, pois o segmento AB é horizontal. Depois construa a projeção vertical do segmento AB, pois A2B2 será paralelo à LT por AB ser horizontal. Em seguida coloque a ponta seca do compasso em B2 e com abertura igual à B1A1 construa um arco que corte a linha de chamada do ponto C encontrando assim a projeção C2. Isto porque o segmento BC é frontal e, portanto, sua projeção B2C2 é oblíqua à LT e tem a mesma medida do lado AB que é horizontal.

20 20 Trace a projeção horizontal A1C1 do lado AC paralela à LT. Em seguida ligue as projeções B2C2 e B1C1 encontrando assim o triângulo. A (26,0;9,0;1,0) B (21,0;2,5;1,0) C (29,5;9,0,7,4)

21 REPRESENTE O SEGMENTO AB SABENDO-SE QUE ELE É FRONTO- HORIZONTAL, AB=5 CM A (0,5;9,0; ) B (MAIOR; 2,5). Represente a projeção horizontal A1 do ponto A. Depois trace uma reta paralela à LT que é o lugar geométrico da projeção vertical B2 do ponto B. Sabendo que AB é fronto horizontal e mede 5 cm trace a linha de chamada do ponto B que se encontra a uma distância de 5 cm da linha de chamada do ponto A e marque nela as duas projeções do ponto B. Em seguida trace a projeção vertical A2B2.

Representação de sólidos

Representação de sólidos 110 Representação de sólidos Pirâmides e prismas regulares com base(s) contida(s) em planos verticais ou de topo Desenhe as projecções de uma pirâmide quadrangular regular, situada no 1. diedro e com a

Leia mais

Capítulo 1 - O Ponto. Capítulo 2 - A Reta

Capítulo 1 - O Ponto. Capítulo 2 - A Reta Capítulo 1 - O Ponto Lista de Exercícios de GD0159 O Ponto, A Reta, O Plano e Métodos Descritivos Professor: Anderson Mayrink da Cunha 1. Represente os pontos (A),..., (F ) em épura, onde (A)[1; 2; 3],

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS TANGÊNCIA

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS TANGÊNCIA 1 Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta exercícios e resoluções sobre TANGÊNCIA em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.6c. 2005. Desenhos construídos por: Enéias de A. Prado. EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

Leia mais

A projeção de uma reta sobre um plano é o lugar das projeções de todos os seus pontos sobre este plano. (D) (C)

A projeção de uma reta sobre um plano é o lugar das projeções de todos os seus pontos sobre este plano. (D) (C) ESTUDO DA RETA A projeção de uma reta sobre um plano é o lugar das projeções de todos os seus pontos sobre este plano. (A) (C) (D) (B) (a) B (p) A C D Baixando de todos os pontos da reta perpendiculares

Leia mais

Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte 3. Circunferência. Professores: Cleber Assis e Tiago Miranda

Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte 3. Circunferência. Professores: Cleber Assis e Tiago Miranda Módulo Elementos Básicos de Geometria - Parte Circunferência. 8 ano/e.f. Professores: Cleber Assis e Tiago Miranda Elementos Básicos de Geometria - Parte. Circunferência. 1 Exercícios Introdutórios Exercício

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ARCOS ARQUITETÔNICOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ARCOS ARQUITETÔNICOS Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta exercícios e resoluções sobre ARCOS ARQUITETÔNICOS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.8c. 2005. Desenhos construídos por: Enéias de A. Prado e Maria Bernadete

Leia mais

Prof. Rafael Saraiva Campos CEFET/RJ UnED Nova Iguaçu 2011

Prof. Rafael Saraiva Campos CEFET/RJ UnED Nova Iguaçu 2011 Introdução à Geometria Descritiva Aula 01 Prof. Rafael Saraiva Campos CEFET/RJ UnED Nova Iguaçu 2011 Resumo O que é Geometria Descritiva? Projeção Ortogonal de um Ponto Método da Dupla Projeção de Monge

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS TRIÂNGULOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS TRIÂNGULOS 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS TRIÂNGULOS 1. CONSTRUIR UM TRIÂNGULO ESCALENO DE BASE 10 CM E ÂNGULOS ADJASCENTES À BASE DE 75 E 45. Sejam dados a base AB e os ângulos adjacentes à base. Primeiro transporte o

Leia mais

UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE

UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE UNIVERSIDADE VALE DO RIO DOCE DISCIPLINA: GEOMETRIA DESCRITIVA FAENGE FACULDADE DE ENGENHARIA CURSOS - ENGENHARIA CIVIL - ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL 1 SUMÁRIO - Apresentação Pag 3 - Noções de Projeções

Leia mais

DESENHO TÉCNICO I. Prof. Peterson Jaeger. APOSTILA Versão 2013

DESENHO TÉCNICO I. Prof. Peterson Jaeger. APOSTILA Versão 2013 APOSTILA Versão 2013 Prof. Peterson Jaeger 1. Folhas 2. Régua paralela e esquadros 3. Distinção de traços 4. Uso do compasso 5. Construções geométricas básicas 6. Tangentes e concordantes 7. Caligrafia

Leia mais

Aula 01 Introdução à Geometria Espacial Geometria Espacial

Aula 01 Introdução à Geometria Espacial Geometria Espacial Aula 01 Introdução à 1) Introdução à Geometria Plana Axioma São verdades matemáticas aceitas sem a necessidade de demonstração. 1 1.1) Axioma da Existência Existem infinitos pontos em uma reta (e fora

Leia mais

Geometria Descritiva. Desenho de Sólidos. Departamento de EXPRESSÃO GRÁFICA

Geometria Descritiva. Desenho de Sólidos. Departamento de EXPRESSÃO GRÁFICA Geometria Descritiva Desenho de Sólidos Departamento de EXPRESSÃO GRÁFICA Material elaborado para Disciplina CD014 - Geometria Descritiva do curso de Agronomia pelo Prof Dr. Rossano Silva em março de 2014

Leia mais

ESTUDO DA RETA COMO DETERMINAR UMA RETA COMO É A PROJEÇÃO DE UM SEGMENTO DE RETA. Por um ponto passam infinitas retas.

ESTUDO DA RETA COMO DETERMINAR UMA RETA COMO É A PROJEÇÃO DE UM SEGMENTO DE RETA. Por um ponto passam infinitas retas. 1 ESTUDO DA RETA COMO DETERMINAR UMA RETA Por um ponto passam infinitas retas. Uma reta é definida por dois pontos. COMO É A PROJEÇÃO DE UM SEGMENTO DE RETA Raios ortogonais ao plano de projeção incidem

Leia mais

Um plano fica definido por duas retas paralelas ou concorrentes.

Um plano fica definido por duas retas paralelas ou concorrentes. 1 3 - ESTUDO DOS PLANOS Um plano fica definido por duas retas paralelas ou concorrentes. 3.1. Traços do plano São as retas de interseção de um plano com os planos de projeção. απ' - traço vertical de (α)

Leia mais

2. DIVIDIR UM ÂNGULO RETO EM 3 PARTES IGUAIS

2. DIVIDIR UM ÂNGULO RETO EM 3 PARTES IGUAIS 1 DESENHO GEOMÉTRICO AULA 2T EXERCÍCIOS RESOLVIDOS 1. TRANSPORTAR UM ÂNGULO PARA SOBRE UMA SEMI-RETA: - Construa o ângulo BÔA qualquer e ao lado a semi-reta O'. - Abra no compasso a medida OA, coloque

Leia mais

SOMBRAS II. Sumário: Manual de Geometria Descritiva - António Galrinho Sombras II - 1

SOMBRAS II. Sumário: Manual de Geometria Descritiva - António Galrinho Sombras II - 1 14 SOMBRAS II Neste capítulo mostra-se como se determinam sombras próprias e projetadas de sólidos sobre os planos de projeção, nomeadamente de pirâmides, prismas, cones e cilindros. Sumário: 2. Sombras

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS SEGMENTOS PROPORCIONAIS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS SEGMENTOS PROPORCIONAIS 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS SEGMENTOS PROPORCIONAIS 1. SÃO DADOS TRÊS SEGMENTOS, a = 3 cm, b = 2 cm e c = 2,5 cm. PEDE-SE ENCONTRAR A QUARTA PROPORCIONAL ENTRE a, b e c : PROCESSO I - Consideremos os três

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA II GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA (Ponto, reta e circunferência)

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA II GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA (Ponto, reta e circunferência) EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA II GEOMETRIA ANALÍTICA PLANA (Ponto, reta e circunferência) ************************************************************************************* 1) (U.F.PA) Se a distância

Leia mais

UNIVERSITÁRIO DE SINOP CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

UNIVERSITÁRIO DE SINOP CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Exercícios propostos: aulas 01 e 02 GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GA - LISTA DE EXERCÍCIOS 001 1. Calcular o perímetro do triângulo ABC, sendo dado A = (2, 1), B = (-1, 3) e C = (4, -2). 2. Provar que

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - RETAS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - RETAS 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - RETAS 1. CONSTRUIR A MEDIATRIZ DE UM SEGMENTO DADO AB = 7 CM: - Utilizando a régua trace o segmento AB de medida igual a 7 cm. - Com a ponta seca do compasso no ponto A, abra

Leia mais

Desenho Técnico e Geometria Descritiva Construções Geométricas. Construções Geométricas

Desenho Técnico e Geometria Descritiva Construções Geométricas. Construções Geométricas Desenho Técnico e Geometria Descritiva Prof. Luiz Antonio do Nascimento Engenharia Ambiental 2º Semestre Bissetriz - é a reta que divide um ângulo qualquer em dois ângulos iguais, partindo do vértice deste

Leia mais

RETAS E ARCOS Prof. Robson Naoto Shimizu

RETAS E ARCOS Prof. Robson Naoto Shimizu CONCORDÂNCIA ENTRE RETAS E ARCOS Prof. Robson Naoto Shimizu O QUE É? Concordar duas linhas, de mesma ou diferente espécie, é reuni-las de forma que nos pontos de contato se possa passar de uma para

Leia mais

Assunto: Estudo do ponto

Assunto: Estudo do ponto Assunto: Estudo do ponto 1) Sabendo que P(m+1;-3m-4) pertence ao 3º quadrante, determine os possíveis valores de m. resp: -4/3

Leia mais

PONTO E SEGMENTO DE RETA

PONTO E SEGMENTO DE RETA 1 PONTO E SEGMENTO DE RETA Neste capítulo aborda-se essencialmente o Ponto, elemento geométrico mais simples. Resultado da união de dois pontos, aborda-se também o Segmento de Reta. Com esses elementos

Leia mais

SÓLIDOS DE BASE(S) HORIZONTAL(AIS) OU FRONTAL(AIS)

SÓLIDOS DE BASE(S) HORIZONTAL(AIS) OU FRONTAL(AIS) SÓLIDOS DE BASE(S) HORIZONTAL(AIS) OU FRONTAL(AIS) 56. Exame de 1998 Prova Modelo (código 109) Represente, no sistema de dupla projecção ortogonal, dois segmentos de recta concorrentes, [AE] e [AI]. Os

Leia mais

Matemática Fascículo 07 Manoel Benedito Rodrigues

Matemática Fascículo 07 Manoel Benedito Rodrigues Matemática Fascículo 07 Manoel Benedito Rodrigues Índice Geometria Resumo Teórico...1 Exercícios...4 Dicas...5 Resoluções...7 Geometria Resumo Teórico 1. O volume de um prisma eodeumcilindro (retos ou

Leia mais

Capítulo 6. Geometria Plana

Capítulo 6. Geometria Plana Capítulo 6 Geometria Plana 9. (UEM - 2013 - Dezembro) Com base nos conhecimentos de geometria plana,assinale o que for correto. 01) O maior ângulo interno de um triângulo qualquer nunca possui medida inferior

Leia mais

Exercícios de Revisão Áreas de figuras Planas 3 o Ano Ensino Médio - Manhã

Exercícios de Revisão Áreas de figuras Planas 3 o Ano Ensino Médio - Manhã Exercícios de Revisão Áreas de figuras Planas 3 o Ano Ensino Médio - Manhã ======================================================== 1) Num retângulo, a base tem cm a mais do que o dobro da altura e a diagonal

Leia mais

Relações métricas nos triângulos retângulos 1) Usando o teorema de Pitágoras, determine os elementos indicados por x ou y nas figuras seguintes:

Relações métricas nos triângulos retângulos 1) Usando o teorema de Pitágoras, determine os elementos indicados por x ou y nas figuras seguintes: AS RESPOSTAS ESTÃO NO FINAL DOS EXERCÍCIOS. Relações métricas nos triângulos retângulos ) Usando o teorema de Pitágoras, determine os elementos indicados por ou nas figuras seguintes: d) e) f) g) h) 0

Leia mais

RETA. Sumário: Manual de Geometria Descritiva - António Galrinho Reta - 1

RETA. Sumário: Manual de Geometria Descritiva - António Galrinho Reta - 1 2 RETA O alfabeto da reta é o conjunto das posições genéricas que uma reta pode ter em relação aos planos de projeção. Neste capítulo apresentam-se essas posições, assim como posições particulares que

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS CIRCUNFERÊNCIA

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS CIRCUNFERÊNCIA 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS CIRCUNFERÊNCIA 1. RECUPERAR O CENTRO DE UMA CIRCUNFERÊNCIA DADA. Seja uma circunferência de raio 3 cm. Marque na circunferência três pontos quaisquer A, B e C. Trace as cordas AB

Leia mais

Expressão Gráfica II EXPRESSÃOGRÁFICA. Departamento de. Unidade I - GEOMETRIA DESCRITIVA

Expressão Gráfica II EXPRESSÃOGRÁFICA. Departamento de. Unidade I - GEOMETRIA DESCRITIVA Expressão Gráfica II Unidade I - GEOMETRIA DESCRITIVA Departamento de EXPRESSÃOGRÁFICA Material elaborado por: Profª MSc.Andrea Faria Andrade Curitiba, PR / 2011 I Introdução A Geometria Descritiva (também

Leia mais

Geometria Descritiva Representação do Plano

Geometria Descritiva Representação do Plano Geometria Descritiva Representação do Plano Um plano pode ser determinado por uma das quatro possibilidades: - três pontos não alinhados; (1) - uma recta e um ponto exterior; (2) - duas rectas concorrentes;

Leia mais

Lista de Exercícios Geometria Plana - Pontos notáveis do triângulo 3ª Série do Ensino Médio Prof. Lucas Factor

Lista de Exercícios Geometria Plana - Pontos notáveis do triângulo 3ª Série do Ensino Médio Prof. Lucas Factor Lista de Exercícios Geometria Plana - Pontos notáveis do triângulo 3ª Série do Ensino Médio Prof. Lucas Factor 1. Considere os pontos notáveis de um triângulo, sendo: B Baricentro C Circuncentro I Incentro

Leia mais

Relações métricas no triângulo retângulo, Áreas de figuras planas, Prisma e Cilindro.

Relações métricas no triângulo retângulo, Áreas de figuras planas, Prisma e Cilindro. Lista de exercícios de geometria Relações métricas no triângulo retângulo, Áreas de figuras planas, Prisma e Cilindro. 1. A figura abaixo representa um prisma reto, de altura 10 cm, e cuja base é o pentágono

Leia mais

DESENHO GEOMÉTRICO AULA 3T EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

DESENHO GEOMÉTRICO AULA 3T EXERCÍCIOS RESOLVIDOS 1 DESENHO GEOMÉTRICO AULA 3T EXERCÍCIOS RESOLVIDOS 1. SÃO DADOS 3 SEGMENTOS, a = 3 cm, b = 2 cm e c = 2,5 cm. PEDE-SE ENCONTRAR A QUARTA PROPORCIONAL ENTRE a, b e c : PROCESSO I - Consideremos os 3 segmentos

Leia mais

GEOMETRIA DESCRITIVA A

GEOMETRIA DESCRITIVA A GEOMETRIA DESCRITIVA A 10.º Ano Sólidos I - Poliedros antónio de campos, 2010 GENERALIDADES - Sólidos O sólido geométrico é uma forma limitada por porções de superfícies, O sólido geométrico é uma forma

Leia mais

Item 1 (Paralelismo) Item 2 (Distâncias)

Item 1 (Paralelismo) Item 2 (Distâncias) Item 1 (Paralelismo) 1. Representam-se os dados do enunciado; 2. Este relatório apresenta dois processos distintos para a resolução do primeiro exercício do Exame: o Processo A (que consiste em visualizar

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS CURVAS CÔNICAS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS CURVAS CÔNICAS 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS CURVAS CÔNICAS 1. ENCONTRAR OS FOCOS DE UMA ELIPSE SENDO DADOS O EIXO MAIOR E O MENOR. Sejam os eixos AA' e BB' dados que se intersectam no ponto O (centro da elipse). Coloque a

Leia mais

Ficha de Trabalho nº11

Ficha de Trabalho nº11 Ano lectivo 011/01 Matemática A 11º Ano / Curso de Ciências e Tecnologias Tema: Geometria Ficha de Trabalho nº11 Geometria no Espaço 1. Observa a figura onde está representado um cone recto cuja base pertence

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GEOMETRIA ANALÍTICA. 01) Dados os vetores e, determine o valor da expressão vetorial. Resp: A=51

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GEOMETRIA ANALÍTICA. 01) Dados os vetores e, determine o valor da expressão vetorial. Resp: A=51 1 LISTA DE EXERCÍCIOS DE GEOMETRIA ANALÍTICA 01) Dados os vetores e, determine o valor da expressão vetorial. A=51 02) Decomponha o vetor em dois vetores tais que e, com. 03) Dados os vetores, determine

Leia mais

PROVA PARA OS ALUNOS DE 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. 4 cm

PROVA PARA OS ALUNOS DE 2º ANO DO ENSINO MÉDIO. 4 cm PROVA PARA OS ALUNOS DE º ANO DO ENSINO MÉDIO 1ª Questão: Um cálice com a forma de um cone contém V cm de uma bebida. Uma cereja de forma esférica com diâmetro de cm é colocada dentro do cálice. Supondo

Leia mais

Aula 09 Análise Estrutural - Treliça Capítulo 6 R. C. Hibbeler 10ª Edição Editora Pearson - http://www.pearson.com.br/

Aula 09 Análise Estrutural - Treliça Capítulo 6 R. C. Hibbeler 10ª Edição Editora Pearson - http://www.pearson.com.br/ Aula 09 Análise Estrutural - Treliça Capítulo 6 R. C. Hibbeler 10ª Edição Editora Pearson - http://www.pearson.com.br/ Estrutura Sistema qualquer de elementos ligados, construído para suportar ou transferir

Leia mais

Copyright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total deste ebook só é permitida através de autorização por escrito de

Copyright de todos artigos, textos, desenhos e lições. A reprodução parcial ou total deste ebook só é permitida através de autorização por escrito de 1 Veja nesta aula uma introdução aos elementos básicos da perspectiva. (Mateus Machado) 1. DEFINIÇÃO INTRODUÇÃO A PERSPECTIVA Podemos dizer que a perspectiva é sem dúvida uma matéria dentro do desenho

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTAR 1ª PROVA

LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTAR 1ª PROVA MINISTÉRI DA EDUCAÇÃ UNIVERSIDADE FEDERAL D PARANÁ SETR DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENT DE EXPRESSÃ GRÁFICA Professora Elen Andrea Janzen Lor Representação de Retas LISTA DE EXERCÍCIS CMPLEMENTAR 1ª PRVA

Leia mais

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROF. ILYDIO PEREIRA DE SÁ

INSTITUTO DE APLICAÇÃO FERNANDO RODRIGUES DA SILVEIRA 2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO PROF. ILYDIO PEREIRA DE SÁ INSTITUTO E PLIÇÃO FERNNO RORIGUES SILVEIR 2ª SÉRIE O ENSINO MÉIO PROF. ILYIO PEREIR E SÁ Geometria Espacial: Elementos iniciais de Geometria Espacial Introdução: Geometria espacial (euclidiana) funciona

Leia mais

De acordo com sua posição no espaço, um plano e uma reta podem ser: paralelos, concorrentes ou a reta pode estar contida no plano.

De acordo com sua posição no espaço, um plano e uma reta podem ser: paralelos, concorrentes ou a reta pode estar contida no plano. 89 9.3.10 POSIÇÕES RELATIVAS ENTRE RETAS E PLANOS De acordo com sua posição no espaço, um plano e uma reta podem ser: paralelos, concorrentes ou a reta pode estar contida no plano. Reta Paralela a Plano

Leia mais

Exercícios de 11.º ano nos Testes Intermédios TRIGONOMETRIA

Exercícios de 11.º ano nos Testes Intermédios TRIGONOMETRIA Escola Secundária de Francisco Franco Exercícios de 11.º ano nos Testes Intermédios TRIGONOMETRIA 1. Na figura está representado o círculo trigonométrico e um triângulo [OPR]. O ponto P desloca-se ao longo

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II U. E. ENGENHO NOVO II

COLÉGIO PEDRO II U. E. ENGENHO NOVO II COLÉGIO PEDRO II U. E. ENGENO NOVO II Terceira projeção da reta de perfil Determinação dos traços Pertinência de ponto à reta de perfil - 2º no do Ensino Médio Prof a. Soraya Coord. Prof. JORGE MRCELO

Leia mais

III REPRESENTAÇÃO DO PLANO. 1. Representação do plano Um plano pode ser determinado por: a) três pontos não colineares

III REPRESENTAÇÃO DO PLANO. 1. Representação do plano Um plano pode ser determinado por: a) três pontos não colineares 59 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS EXATAS - DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA Professora Deise Maria Bertholdi Costa Disciplina CD020 Geometria Descritiva Curso

Leia mais

Geometria Descritiva Básica (Versão preliminar)

Geometria Descritiva Básica (Versão preliminar) Geometria Descritiva Básica (Versão preliminar) Prof. Carlos Kleber 5 de novembro de 2008 1 Introdução O universo é essencialmente tridimensonal. Mas nossa percepção é bidimensional: vemos o que está à

Leia mais

Aula 09 (material didático produzido por Paula Rigo)

Aula 09 (material didático produzido por Paula Rigo) EMBAP ESCOLA DE MÚSICA E BELAS ARTES DO PARANÁ DISCIPLINA DE DESENHO GEOMÉTRICO E GEOMETRIA DESCRITIVA Profª Eliane Dumke e-mail: eliane.dumke@gmail.com Aula 09 (material didático produzido por Paula Rigo)

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - SUPERFÍCIES - Ano lectivo 2010/2011

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - SUPERFÍCIES - Ano lectivo 2010/2011 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - SUPERFÍCIES - Ano lectivo 2010/2011 Este documento contém um conjunto de exercícios resolvidos sobre o tema das superfícies. Os exercícios foram retirados de provas de frequências

Leia mais

DESENHO GEOMÉTRICO AULA 4T EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

DESENHO GEOMÉTRICO AULA 4T EXERCÍCIOS RESOLVIDOS 1 DESENHO GEOMÉTRICO AULA 4T EXERCÍCIOS RESOLVIDOS 1. DIVIDIR O SEGMENTO AB = 5 CM EM MÉDIA E EXTREMA RAZÃO E INDICAR O SEGMENTO ÁUREO DE AB E TAMBÉM O SEGMENTO O QUAL AB É ÁUREO. Seja o segmento AB =

Leia mais

PHA ( ) PHP ( ) Iº DIEDRO: PVI ( ) IIIº DIEDRO:

PHA ( ) PHP ( ) Iº DIEDRO: PVI ( ) IIIº DIEDRO: GEOMETRIA DESCRITIVA UNIDADE 01 GEOMETRIA DESCRITIVA PLANO DE PROJEÇÃO PHA ( ) PHP ( ) Iº DIEDRO: PVS ( ) IIº DIEDRO: PVI ( ) IIIº DIEDRO: LT ( ) IVº DIEDRO: 1 GEOMETRIA DESCRITIVA UNIDADE 01 Linha Terra

Leia mais

AULA 4. Profa. Clélia Monasterio. Engenharia e Arquitetura - UFJF

AULA 4. Profa. Clélia Monasterio. Engenharia e Arquitetura - UFJF Engenharia Profa. Clélia e Arquitetura Monasterio - UFJF AULA 4 Fontes : PRINCIPE JR, A.R., Noções de Geometria Descritiva V. 1, 36. ed., Sao Paulo : Nobel, 1983. PDD- CANAL DIBUJO TECNICO. Profesor de

Leia mais

APOSTILA GEOMETRIA DESCRITIVA

APOSTILA GEOMETRIA DESCRITIVA APOSTILA GEOMETRIA DESCRITIVA 1 GEOMETRIA MÉTRICA E ESPACIAL 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 SISTEMAS DE PROJEÇÃO Conforme o que foi exposto anteriormente, o estudo da Geometria Descritiva está

Leia mais

TRIGONOMETRIA. AULA 1 _ Os triângulos Professor Luciano Nóbrega. Maria Auxiliadora

TRIGONOMETRIA. AULA 1 _ Os triângulos Professor Luciano Nóbrega. Maria Auxiliadora 1 TRIGONOMETRIA AULA 1 _ Os triângulos Professor Luciano Nóbrega Maria Auxiliadora 2 CLASSIFICAÇÃO DOS TRIÂNGULOS Vamos relembrar como classificam-se os triângulos: Quanto aos lados: 3 lados iguais Triângulo

Leia mais

Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales. 8 ano/9 a série E.F.

Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales. 8 ano/9 a série E.F. Módulo de Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales Relações Métricas no Triângulo Retângulo. 8 ano/9 a série E.F. Semelhança de Triângulos e Teorema de Tales Relações Métricas no Triângulo Retângulo.

Leia mais

MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 01 PONTO, RETA E PLANO

MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 01 PONTO, RETA E PLANO MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 01 PONTO, RETA E PLANO r s A E B D C F α G H A B r r s r s α r P s s r α A α B C α P B r A α r α P α r P P α r A B r α A B r r r P α A B α A B F F α α=β α β = α = β α β α β

Leia mais

Projeto Jovem Nota 10 Geometria Analítica Circunferência Lista 1 Professor Marco Costa

Projeto Jovem Nota 10 Geometria Analítica Circunferência Lista 1 Professor Marco Costa 1 1. (Fgv 2005) No plano cartesiano, considere o feixe de paralelas 2x + y = c em que c Æ R. a) Qual a reta do feixe com maior coeficiente linear que intercepta a região determinada pelas inequações: ýx

Leia mais

MÓDULO 2 ÓPTICA E ONDAS Ronaldo Filho e Rhafael Roger

MÓDULO 2 ÓPTICA E ONDAS Ronaldo Filho e Rhafael Roger ELEMENTOS DOS ESPELHOS Os elementos geométricos que caracterizam um espelho esférico são: CAPÍTULO 03 ESPELHOS ESFÉRICOS Seccionando-se uma esfera por um plano, ela ficará dividida em duas partes ou Calotas

Leia mais

ATIVIDADE: METODOS DE DIVISÃO DE SEGMENTOS E DA CIRCUFERENCIA.

ATIVIDADE: METODOS DE DIVISÃO DE SEGMENTOS E DA CIRCUFERENCIA. ANEXO 7 Referente a Ação 7 5. ATIVIDADE DE PREPARAÇÃO DOS BOLSISTAS ALUNOS MINI-CURSO Construções Geométricas: Esta atividade foi desenvolvida na Universidade com o objetivo de habilitar os bolsistas em

Leia mais

Projeto Jovem Nota 10 Geometria Analítica Circunferência Lista 3 Professor Marco Costa

Projeto Jovem Nota 10 Geometria Analítica Circunferência Lista 3 Professor Marco Costa 1 1. (Fgv 97) Uma empresa produz apenas dois produtos A e B, cujas quantidades anuais (em toneladas) são respectivamente x e y. Sabe-se que x e y satisfazem a relação: x + y + 2x + 2y - 23 = 0 a) esboçar

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Matemática Disciplina: Matemática Série: ª Ensino Médio Professor: Elias Bittar Matemática Atividades para Estudos Autônomos Data: 9 / 0 / 016 1) (UFMG) Observe a figura.

Leia mais

a) 8 b) 12 c) 16 d) 20 e) 24

a) 8 b) 12 c) 16 d) 20 e) 24 0) (UFRGS) Na figura abaixo, A, B e C são vértices de hexágonos regulares justapostos, cada um com área 8. Segue-se que a área do triângulo cujos vértices são os pontos A, B e C é: a) 8 b) 1 c) 16 d) 0

Leia mais

NOTAÇÕES. : distância do ponto P à reta r : segmento de extremidades nos pontos A e B

NOTAÇÕES. : distância do ponto P à reta r : segmento de extremidades nos pontos A e B R C i z Rez) Imz) det A tr A : conjunto dos números reais : conjunto dos números complexos : unidade imaginária: i = 1 : módulo do número z C : parte real do número z C : parte imaginária do número z C

Leia mais

Projeto Rumo ao ITA Exercícios estilo IME

Projeto Rumo ao ITA Exercícios estilo IME PROGRAMA IME ESPECIAL 1991 GEOMETRIA ESPACIAL PROF PAULO ROBERTO 01 (IME-64) Um cone circular reto, de raio da base igual a R e altura h, está circunscrito a 1 1 uma esfera de raio r Provar que = rh r

Leia mais

4.6 Sombras de sólidos geométricos

4.6 Sombras de sólidos geométricos 4.6 Sombras de sólidos geométricos Geometria Descritiva 2006/2007 Sombras de sólidos geométricos Os corpos opacos produzem sombras quando expostos a uma fonte luminosa Fonte luminosa A posição da fonte

Leia mais

Polígonos Regulares Inscritos e Circunscritos

Polígonos Regulares Inscritos e Circunscritos Polígonos Regulares Inscritos e Circunscritos 1. (Fgv 013) Na figura, ABCDEF é um hexágono regular de lado 1 dm, e Q é o centro da circunferência inscrita a ele. O perímetro do polígono AQCEF, em dm, é

Leia mais

Curso de Engenharia Naval

Curso de Engenharia Naval Curso de Engenharia Naval Enviar via email, no formato CAD [formato DXF ou AutoCAD DWG (versão menos recente que a 2013) ], as duas épuras seguintes com a legenda indicando o autor do exercício. A margem

Leia mais

Escola Secundária Gabriel Pereira. Nome: N.º: Ano Turma

Escola Secundária Gabriel Pereira. Nome: N.º: Ano Turma Escola Secundária Gabriel Pereira FICHA DE EXERCÍCIOS Nº MATEMÁTICA A Rectas e Planos Nome: Nº: Ano Turma 1) Determina uma equação vectorial e cartesianas da recta que passa em A,1, 4 11) paralela ao vector

Leia mais

Lista de exercícios para a P8 Conteúdo: Pontos notáveis do triângulo, quadriláteros e polígonos. Prof. Rafa, Prof. Bill, Prof. Marcelo C. e Marcelo L.

Lista de exercícios para a P8 Conteúdo: Pontos notáveis do triângulo, quadriláteros e polígonos. Prof. Rafa, Prof. Bill, Prof. Marcelo C. e Marcelo L. Lista de exercícios para a P8 Conteúdo: Pontos notáveis do triângulo, quadriláteros e polígonos. Prof. Rafa, Prof. Bill, Prof. Marcelo C. e Marcelo L. Mas antes de começar, atente para as seguintes dicas:

Leia mais

Projeção ortográfica e perspectiva isométrica

Projeção ortográfica e perspectiva isométrica Projeção ortográfica e perspectiva isométrica Introdução Para quem vai ler e interpretar desenhos técnicos, é muito importante saber fazer a correspondência entre as vistas ortográficas e o modelo representado

Leia mais

Apostila de Geometria Descritiva. Anderson Mayrink da Cunha GGM - IME - UFF

Apostila de Geometria Descritiva. Anderson Mayrink da Cunha GGM - IME - UFF Apostila de Geometria Descritiva Anderson Mayrink da Cunha GGM - IME - UFF Novembro de 2013 Sumário Sumário i 1 Poliedros e sua Representação 1 1.1 Tipos de Poliedros.............................. 1 1.1.1

Leia mais

Consideremos um triângulo de lados a,b e c. Temos duas possibilidades: ou o triângulo é acutângulo ou é obtusângulo. Vejamos:

Consideremos um triângulo de lados a,b e c. Temos duas possibilidades: ou o triângulo é acutângulo ou é obtusângulo. Vejamos: Lei dos Cossenos Consideremos um triângulo de lados a,b e c. Temos duas possibilidades: ou o triângulo é acutângulo ou é obtusângulo. Vejamos: Triângulo Obtusângulo Tomemos um triângulo Obtusângulo qualquer,

Leia mais

MATRIZ - FORMAÇÃO E IGUALDADE

MATRIZ - FORMAÇÃO E IGUALDADE MATRIZ - FORMAÇÃO E IGUALDADE 1. Seja X = (x ij ) uma matriz quadrada de ordem 2, onde i + j para i = j ;1 - j para i > j e 1 se i < j. A soma dos seus elementos é igual a: 2. Se M = ( a ij ) 3x2 é uma

Leia mais

Construções Geométricas

Construções Geométricas Desenho Técnico e CAD Técnico Prof. Luiz Antonio do Nascimento Engenharia Ambiental 2º Semestre Ângulo - é a região plana limitada por duas semirretas de mesma origem. Classificação dos ângulos: Tipos

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 RECUPERAÇÃO ESTUDOS INDENPENDENTES

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 RECUPERAÇÃO ESTUDOS INDENPENDENTES ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA - ANO 2013 RECUPERAÇÃO ESTUDOS INDENPENDENTES Nome Nº Turma 3 EJAS Data / / Nota Disciplina Matemática Prof. Elaine e Naísa Valor 30 Instruções: TRABALHO DE

Leia mais

UARCA-E.U.A.C. Escola Universitária de Artes de Coimbra

UARCA-E.U.A.C. Escola Universitária de Artes de Coimbra GDI - Geometria Descritiva I Exercícios práticos para preparação da frequência de semestre. Objectivos: Estes exercício-tipo, pretendem por um lado apresentar uma minuta, uma definição de exercício-tipo

Leia mais

Escola Secundária de Alberto Sampaio - Braga Julho de Proposta de correcção do exame nacional de Geometria Descritiva A (prova 708) 2ª fase

Escola Secundária de Alberto Sampaio - Braga Julho de Proposta de correcção do exame nacional de Geometria Descritiva A (prova 708) 2ª fase Exercício 1 (escala 1:1) Jorge Marques e Estefânio Lemos 1 9 Exercício 2-1ª hipótese de resolução (escala 1:1) Jorge Marques e Estefânio Lemos 2 9 Exercício 2-2ª hipótese de resolução (escala 1:1) Jorge

Leia mais

Lista 3 Figuras planas

Lista 3 Figuras planas Profa. Debora Cristiane arbosa Kirnev Disciplina: Geometria Descritiva I Curso: rquitetura e urbanismo 2º Semestre Nome: 1. Construa o que se pede: Lista 3 Figuras planas a) Semi-reta de origem e que passa

Leia mais

Propriedade: Num trapézio isósceles os ângulos de uma mesma base são iguais e as diagonais são também iguais.

Propriedade: Num trapézio isósceles os ângulos de uma mesma base são iguais e as diagonais são também iguais. 125 19 QUADRILÁTEROS Propriedades 1) Num quadrilátero qualquer ABCD a soma dos ângulos internos é 1800. 2) Um quadrilátero ABCD é inscritível quando seus vértices pertence a uma mesma circunferência. 3)

Leia mais

Matemática A. Versão 1. Na sua folha de respostas, indique de forma legível a versão do teste. Teste Intermédio de Matemática A.

Matemática A. Versão 1. Na sua folha de respostas, indique de forma legível a versão do teste. Teste Intermédio de Matemática A. Teste Intermédio de Matemática A Versão 1 Teste Intermédio Matemática A Versão 1 Duração do Teste: 90 minutos 7.01.011 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/004, de 6 de Março Na sua folha de respostas,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Professor: João Carmo

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE. Professor: João Carmo INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Professor: João Carmo INTRODUÇÃO O traçado de linhas retas PERPENDICULARES, PARALELAS e OBLÍQUAS é feito com o auxílio de esquadros,

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - ÂNGULOS

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - ÂNGULOS 1 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS - ÂNGULOS 1. TRANSPORTAR UM ÂNGULO PARA SOBRE UMA SEMI-RETA: - Construa o ângulo BÔA qualquer e ao lado a semi-reta O'. - Abra no compasso a medida OA, coloque a ponta seca no ponto

Leia mais

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES EXERCÍCIO COMPLEMENTARE ÁREA DE FIGURA PLANA PROF.: GILON DUARTE Questão 01 Uma sala retangular tem comprimento x e largura y, em metros. abendo que (x + y) (x y) =, é CORRETO afirmar que a área dessa

Leia mais

Controle do Professor

Controle do Professor Controle do Professor Compensou as faltas CURSO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO DISCIPLINA: GEOMETRIA ANALÍTICA VETORIAL E INTRODUÇÃO À ÁLGEBRA LINEAR SÉRIE: 2º ANO TRABALHO DE COMPENSAÇÃO DE FALTAS DOS ALUNOS

Leia mais

21- EXERCÍCIOS FUNÇÕES DO SEGUNDO GRAU

21- EXERCÍCIOS FUNÇÕES DO SEGUNDO GRAU 1 21- EXERCÍCIOS FUNÇÕES DO SEGUNDO GRAU 1. O gráfico do trinômio y = ax 2 + bx + c. Qual a afirmativa errada? a) se a > 0 a parábola possui concavidade para cima b) se b 2 4ac > 0 o trinômio possui duas

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS MATEMÁTICA

LISTA DE EXERCÍCIOS MATEMÁTICA LISTA DE EXERCÍCIOS MATEMÁTICA P E P - º BIMESTRE 9º ANO Aluno (a): Turno: Turma: Unidade Data: / /05 EXERCÍCIOS P Potenciação/Radiciação QUESTÃO 0 Calcule as seguintes potências: A. B. 0 6 C. (-) D. E.

Leia mais

PERSPECTIVA ISOMÉTRICA

PERSPECTIVA ISOMÉTRICA PERSPECTIVA ISOMÉTRICA Aluna: Patricia Carvalho Souza Orientadora: Anna Virgínia Machado Roteiro Perspectiva o Tipos de Perspectiva Perspectiva Axonométrica o Linhas Isométricas e Não Isométricas Papel

Leia mais

exercícios de perspectiva linear

exercícios de perspectiva linear G E O M E T R I A D E S C R I T I V A E C O N C E P T U A L I exercícios de perspectiva linear MESTRADOS INTEGRADOS EM ARQUITECTURA e LICENCIATURA EM DESIGN - FA/UTL - 2010/2011 Prof.Aux. António Lima

Leia mais

Lista de exercícios do teorema de Tales

Lista de exercícios do teorema de Tales Componente Curricular: Professor(a): PAULO CEZAR Turno: Data: Matemática Matutino / /2014 Aluno(a): Nº do Aluno: Série: Turma: 8ª (81) (82) Sucesso! Lista de Exercícios Lista de exercícios do teorema de

Leia mais

UNESP DESENHO TÉCNICO: Fundamentos Teóricos e Introdução ao CAD. Parte 6/5: Prof. Víctor O. Gamarra Rosado

UNESP DESENHO TÉCNICO: Fundamentos Teóricos e Introdução ao CAD. Parte 6/5: Prof. Víctor O. Gamarra Rosado UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ENGENHARIA CAMPUS DE GUARATINGUETÁ DESENHO TÉCNICO: Fundamentos Teóricos e Introdução ao CAD Parte 6/5: 14. Perspectivas Prof. Víctor O. Gamarra Rosado

Leia mais

COLÉGIO SHALOM 9 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria. Aluno(a):. Nº.

COLÉGIO SHALOM 9 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria. Aluno(a):. Nº. COLÉGIO SHALOM 9 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria Aluno(a):. Nº. Trabalho de Recuperação E a receita é uma só: fazer as pazes com você mesmo, diminuir a expectativa e entender que felicidade

Leia mais

A área do triângulo OAB esboçado na figura abaixo é

A área do triângulo OAB esboçado na figura abaixo é Questão 01 - (UNICAMP SP) No plano cartesiano, a reta de equação = 1 intercepta os eios coordenados nos pontos A e B. O ponto médio do segmento AB tem coordenadas (4, 4/) b) (, ) c) (4, 4/) d) (, ) Questão

Leia mais

Figuras geométricas planas. Joyce Danielle. e espaciais

Figuras geométricas planas. Joyce Danielle. e espaciais Figuras geométricas planas Joyce Danielle e espaciais Figuras geométricas planas Joyce Danielle UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS 2 Apresentação Na geometria plana vamos então nos atentar ao método de cálculo

Leia mais

Escalas ESCALAS COTAGEM

Escalas ESCALAS COTAGEM Escalas Antes de representar objectos, modelos, peças, etc. Deve-se estudar o seu tamanho real. Tamanho real é a grandeza que as coisas têm na realidade. Existem coisas que podem ser representadas no papel

Leia mais

ARCOS CAD. bhttp://www.mat.uel.br/geometrica/cad/a8amat44.dwg

ARCOS CAD.  bhttp://www.mat.uel.br/geometrica/cad/a8amat44.dwg 1 1. INTRODUÇÃO. ARCOS CAD Nesta aula você aprenderá a construir arcos arquitetônicos compostos por arcos de circunferência utilizando os princípios da tangência e concordância. Nesta aula você aplicará

Leia mais

Professor Dacar Lista de Revisão - Trigonometria

Professor Dacar Lista de Revisão - Trigonometria 1. Obtenha a medida, em graus, de um arco AB de comprimento 3 metros, sabendo que ele está contido em uma circunferência de diâmetro igual a 24 metros. 45 2. (UFPR) Em uma circunferência de 12 dm de comprimento,

Leia mais