Apimec Rio Abril / 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Apimec Rio Abril / 2009"

Transcrição

1 Apimec Rio Abril / 2009

2 Apresentadores Alexandre Malucelli Vice Presidente da JM Seguradora e Presidente da JM Re André Luiz Malucelli Diretor Comercial e de Middle Market do Paraná Banco Cristiano Malucelli Diretor de Relações com Investidores e de RH do Paraná Banco Hilário Walesko Controler e Conselheiro do Paraná Banco Luis Cesar Miara Diretor Financeiro do Paraná Banco Fundador e principal executivo da J. Malucelli Seguradora Membro do Conselho de Administração do Paraná Banco 17 anos de experiência no segmento de seguros Membro da PASA (Associação Panamericana de Fianças e Garantias) 19 anos no Paraná Banco 20 anos de experiência em instituições financeiras Membro do Conselho Diretor da ABBC - Associação Brasileira de Bancos Comerciais Juntou-se ao Paraná Banco em 2000 CEO da Paraná Banco Asset Management Juntou-se ao Paraná Banco em 1999 Membro do Conselho de Administração do Paraná Banco Experiência de 22 no setor financeiro Juntou-se ao Paraná Banco em 2004 Ampla experiência em empresas de grande porte, como Copel, Fundação Copel e CELEPAR 2

3 Sumário Análise da Conjuntura Econômica... p.04 O Grupo J. Malucelli e o Paraná Banco... p.07 Segmentos de atuação... p.10 Mercado do Crédito Consignado... p.11 Middle Market... p.16 CDC Lojista... p.17 Números do Banco... p.18 JMalucelli Seguradora... p.24 JMalucelli Resseguradora... p.31 Governança Corporativa e Responsabilidade Social... p.33 Cobertura de analistas... p.38 3

4 Análise da conjuntura econômica Variação do crédito total contratado no SFN Variação trimestral do PIB em valores correntes e ajuste sazonal (ano base 1995) 3,49% 3,83% 1,64% 1,32% 1,23% 1,72% 1,62% 1,59% 1,70% 2,81% 1,54% 2,52% 2,63% 2,18% 1,70% 2,25% 1,96% 1,57% 1T07 2T07 3T07 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 0,16% 0,13% -3,55% Fonte: Banco Central Fonte: IBGE Crédito estacionado: Estoque de crédito contratado no SFN em 2009 foi praticamente estável: R$1,227 trilhão em dezembro de 2008, R$ 1,229 trilhão em janeiro e R$ 1,231 trilhão em fevereiro de Mercado desaquecido: Em volume, no 4T08 PIB teve a maior queda desde o início da apuração estatística do IBGE, em 1996, recuando 3,55% em relação do 3T08. 4

5 Análise da conjuntura econômica Taxa Selic Variação do consumo das famílias (%) Fonte: Banco Central 12,25 13,00 13,75 13,75 13,75 12,75 0,72% 1,43% 1,26% 1,09% 2,45% 1,05% 0,89% 2,72% 1,50% 0,70% Fonte: IBGE 2,03% 11,25 11,25 11,75 11,25 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 4T07 1T08 2T08 3T08 4T jan/08 mar/08 abr/08 jun/08 jul/08 set/08 out/08 dez/08 jan/09 mar/09 Desemprego vs. Inadimplência Pessoa Física (acima de 90 dias) Fonte: Banco Central -1,92% Inadimplência Pessoa Física vs. Inadimplência PME Paraná Banco (acima de 90 dias) 3 Fonte: Banco Central e Paraná Banco 2, Desemprego Inadimplência PF (acima 90 dias) 2 1, dias acima de 90 dias 3 2 Consignado Paraná Banco (acima 90 dias) 0,5 PME Paraná Banco 1 jan/ 08 mar/ 08 mai/ 08 jul/ 08 set/ 08 nov/ 08 jan/ 09 0 jan/ 08 mar/ 08 mai/ 08 jul/ 08 set/ 08 nov/ 08 jan/ 09 5

6 Mercado de Crédito R$ bn Composição de Crédito ao Consumidor (%) CAGR (04-07) Mercado de Empréstimos Consignados (R$ bilhões) CAGR (05-08) Consignado = 35,4% Consignado Cheque Especial 10,5 8,5 6,1 3,8 56,2 68,3 42,1 27, Cartão de Crédito Público Privado 182 Aquisição de Bens Taxa Média de Juros Consignado (% a.a.) Fin. Veículos Fonte: Banco Central Fin. Imobiliário 32 Crédito Pessoal 30 Outros Fonte: Banco Central 6

7 Grupo JMalucelli GRUPO J MALUCELLI INFRA-ESTRUTURA FINANÇAS OUTROS Paraná Banco Outros J Malucelli Re Seguradora de Crédito HOLDING COMUNICAÇÃO 7

8 Estrutura Acionária J. Malucelli Holding Advent International Outras Partes Relacionadas Market Float 40,2 % 6,6% 20,7 % 32,5% 100 % 100 % J Malucelli Part. Seg e Resseguros J Malucelli Ag e Serviços 100 % 100 % 100 % J Malucelli Re J Malucelli Seguradora J Malucelli Vida e Previdência** ** Aguardando homologação da SUSEP para ser convertida em J. Malucelli Seguradora de Crédito 8

9 Histórico do Banco Fundação/ Consolidação Expansão Pós-IPO 1979: Aquisição da Paraná Financeira, focada em crédito pessoal e financiamento de automóveis 1991: Estabelecimento da J. Malucelli Seguradora 1989: O Paraná Banco é autorizado a operar como banco múltiplo 1997: J. Malucelli Seguradora se torna líder de mercado em seguro garantia 1995: Paraná Banco foca em empréstimos com desconto em folha para funcionários públicos 2004: J. Malucelli Seguradora assina joint venture com Advent International 2004: Paraná Banco é um dos primeiros bancos a assinar contrato com o INSS 2008: 2007: Início Incorporação das operações total da de Seguro Seguradora de Crédito 2008: 2007: Fundação J. Malucelli da J Seguradora tem Malucelli participação de Re mercado de 50% em seu segmento 2009: J. Malucelli Re e Hannover Re Life firmam acordo de cooperação 2008: Paraná Banco atinge 89 franquias em operação 9

10 Segmentos de atuação Paraná Banco Crédito (Carteira*) Seguros (Prêmios Emitidos*) 1,5 16,2 5,9 86,6 Crédito Consignado 1.000,3 Cartão de Crédito CDC Lojista CDC Veículos PME 129,3 215,0 Seguro Garantia Resseguros *

11 Crédito Consignado Paraná Banco antecipa a crise... Volume Maio Junho Rentabilidade Janeiro / 2008 Originação: 125 milhões Reestruturação: convênios rentáveis Dezembro / e mantêm em carteira operações com maior rentabilidade 9,0% Foco: carteira de 1,2 bilhões em 2008; Vocação: pioneirismo no segmento de crédito consignado no Brasil; Estrutura de TI: Portal do Correspondente; 500 mil clientes ,2% 2,6% Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro 8,0% 7,0% 6,0% 5,0% 4,0% 3,0% 2,0% 1,0% Originação Taxa Média Comissão/Originação 11

12 Crédito Consignado 3 1 Entidades Públicas e Privadas Correspondentes Franquias Lojas Próprias Estabelecimento de acordo entre Paraná Banco e entidades públicas e privadas. Relação direta: solicitação de empréstimo, refinanciamento, compra de dívida ou cartão de crédito (para aposentados e pensionistas). 3 Canais de distribuição fazem o pedido de empréstimo por meio do Portal do Franqueado, software desenvolvido pela TI do Paraná Banco. 4 Concessão de empréstimo com pagamento facilitado em folha de pagamento ou benefício de aposentado e pensionista. 12

13 Alta Barreira de Entrada: Convênios com Entidades do Setor Público Diversificação e diluição do risco regulatório e competição Convênios do Paraná Banco Estados Municípios Setor Judiciário Outros 21 estados em todas as regiões do Brasil 339 cidades, incluindo 17capitais Supremo, Tribunais de contas, eleitoral, de justiça e etc INSS, Universidades, Exército, Marinha, Aeronáutica e etc 701 convênios Clientes Atuais Clientes Potencial millhões Espaço para explorar mercados ainda incipientes Principais barreiras de entrada Profundo conhecimento do ambiente jurídico, operacional e financeiro Plataforma flexível de TI 13

14 Uma Estratégia Clara e Diferenciada O Paraná Banco se concentra em um nicho de mercado e opera com modelo diferenciado... Foco do Paraná Banco Foco nos diversos Convênios (não somente INSS) Competition Concorrência INSS 19,5%* Estados 63,9%* Capitais 4,4* Spread Outras Entidades 3,7%* * % do total da carteira de crédito do Paraná Banco no 4T08 80,5% não INSS Municípios Pequenos/Médios 8,5%* Comissão mais baixa sobre originação Barreiras mais altas à entrada Diluição do risco de crédito Risco regulatório também diluído e sua plataforma de convênios proporciona vantagem competitiva em comparação com bancos de varejo e com outros bancos médios. 14

15 Evolução dos Canais Alternativos 50% 45% 40% 35% Início das Operações com Franquias 49% 30% 30% 25% 70% 20% 15% 10% 5% 0% 8,1% 6% 3,8% Fraquias Lojas Próprias 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 4T07 1T08 2T08 3T08 4T08 % Canais Alternativos Comissão / Originação LOJAS PRÓPRIAS FRANQUIAS CORRESPONDENTES Lojas em grandes centros Equipes próprias Novas aberturas Canal único e inovador Exclusividade Maior controle Canal altamente escalável O mais tradicional Portal do Correspondente 6 lojas 89 lojas

16 Middle Market 100% auto liquidável; Sinergia com Seguradora Curitiba e São Paulo; Prazos e taxas adequados ao funding; Oportunidade com a concentração bancária. Small Middle Desconto de cheques Desconto de duplicatas Antecipação de recebíveis Capital de Giro Conta Garantida Franquia 5 milhões < Faturamento 50 milhões Plataforma Curitba/ São Paulo 16

17 CDC Lojista Produtos Financiamento para compra de produtos e serviços em lojas individuais ou redes de varejo; Processo de aprovação de crédito via internet; Prazo médio dos contratos: 10 meses; Lojistas operando o produto: 142; Carteira no 4T08: R$ 1,5 milhão. 17

18 Originação Originação de Crédito Consignado (R$ milhões) 129,3 138, ,8 625,0 873,7 920,9 129, ,9 53,4 72, T07 4T08 Consignado PME 18

19 Crescimento e Rentabilidade Lucro Líquido(R$ milhões) Lucro Líquido(R$ milhões) 37, ,7 84,1 19,1 16,0 2005* * * T08 4T08 79,2%* ROE 19,50%* ROA 45,0% 11,6% 34,2% 27,6% 18,2%** 3,8% 14,4% 10,5% 19,6% 8,1% 8,0% 6,7% 7,1%** 1,8% 5,3% 4,1% 8,0% 3,1% 2005* T07 4T * T07 4T08 * Inclui a receita da venda da J Malucelli Seguradora ** Inclui ajustes de despesas decorrentes do IPO e diferimento de comissões 19

20 Composição dos Ativos Carteira de Crédito (milhões de R$) -8,3 % Total do Ativo (milhões de R$) 5,1%

21 Funding Funding (R$ milhões) Depósitos FIDCs Cessão de Créditos MTN MTN Cessão de Créditos FIDCs Depósitos 21

22 Captação Captação total Origem dos Depósitos ,5% 16,1% 13,4% ,4% 13,6% Depósitos Totais Emissão Externa FIDCs Inv. Institucionais Partes Relacionadas Pessoas Físicas Outras Empresas 22

23 Alavancagem com Responsabilidade Índice de Basiléia (%) Ratings +7,7 p.p 61,5% 61,7% 52,2% 49,0% 56,7% 26,2% 20,4% T08 2T08 3T08 4T08 Rating / Classificação 23

24 Setor de Seguros

25 Seguro Garantia: Como funciona? GARANTINDO UM CONTRATO 3 JM Seguradora 2 1 Assinatura de contrato com exigência de seguro garantia. 3% 4 2 Solicitação de apólice. 3 Análise do contrato e crédito e assinatura das Contra-Garantias. Contratante 1 Contratado 4 Emissão da Apólice. J. Malucelli Seguradora passa a ser a garantidora do projeto contratado, retendo pra si do prêmio emitido até 3% do seu PL. 25

26 Resseguro Garantia: Como funciona? 5% 5 JM Re. COMPARTILHANDO PRÊMIOS E Outras RISCOS 6 Resseguradoras 5 Solicitação de Resseguro. J. Malucelli Seguradora passa para J. Malucelli Re o restante do prêmio emitido recebendo comissão de resseguro. JM Seguradora 3% Contratante Contratado 6 Solicitação de Retrocessão. J. Malucelli Re retêm do prêmio emitido pra si 5% do seu PL e repassa para outras resseguradoras o restante recebendo comissão de retrocessão. 26

27 Seguro de crédito: Como funciona? Fornecedor 1 Comprador 3 $$ 2 4 JM Seguradora de Crédito 1 Fornecedor vende mercadoria com prazo de pagamento Seguro de Crédito Interno: Fornecedor contrata a J. Malucelli Seguradora de Crédito para garantir o recebimento das operações financiadas a prazo. Seguro Capital de Giro: Para antecipar recebíveis disponibilizando capital de giro, o Paraná Banco antecipa as vendas a prazo do segurado (fornecedor), passando a ser o beneficiário da apólice de seguro. Seguro de Fluxo de Caixa: Em caso de inadimplência, o segurado (fornecedor) recebe com antecipação as indenizações futuras sem aguardar os prazos de cobrança e apuração da perda. O Paraná Banco é quem adianta o valor da indenização. 27

28 Seguro Garantia Evolução Anual Seguro Garantia Prêmios Diretos (R$ x 1.000) % 28% 24% 34% 30% 37% 42% 50% 43% % 24% 34% 30% Líder absoluta no mercado de seguro garantia com 43% de market -share... J. MALUCELLI SEGURADORA S/ A Outras Seguradoras 37% 42% 50%... com um Retorno sobre o PL médio de 23% em 2008 * Fonte: SUSEP 28

29 Seguro Garantia Evolução da sinistralidade Sinistros 50% 40% 30% 20% 10% 0% 15,3% 4,2% Sinistralidade do mercado sinistralidade J. Malucelli Seguradora Mercado J. Malucelli Seg Fonte: SUSEP Sinistralidade bem inferior a média do mercado comprova a expertise da equipe A JMalucelli Seguradora possui rating A- pela Fitch e pela Standard & Poors 29

30 JMalucelli Seguradora Prêmios Emitidos x Lucro Líquido Participação no L.L. Consolidado (R$ milhões) ,5% 27,2% 5,0% 31,1% ,4 210,3 81,4 110, ,5% 95,0% 72,8% 68,9% T07 4T08 Prêmios Emitidos Banco Seguros Índice Combinado de 69% em

31 JMalucelli Re: Primeira Resseguradora Privada do Brasil Abertura do mercado de resseguros em Maio de 2008 Início das operações em Junho de 2008 como Ressegurador Local Aproveitamento da reserva de mercado Resseguro de 100% dos prêmios da JM Seguradora Rating A-(bra) pela Fitch Em sete meses de operação (Jun-Dez / 2008) a JMalucelli Resseguradora gerou: R$ 129,3 milhões em prêmios emitidos R$ 4,5 milhões de Lucro Líquido ROAE de 10,8% Parceria com Resseguradoras Internacionais - Retrocessão 31

32 JMalucelli Re: Primeira Resseguradora Privada do Brasil Outras Resseguradoras Outras Reseguradoras Ambiente da J Malucelli Seg 100% 100% JM Re Mercado Internacional Mercado Local Ambiente de Outras Seguradoras Resseguradoras Locais 60% 40% Outras Seguradoras Mercado Internacional Mercado Local JM Seguradora Benefícios Liberdade para negociar 100% do resseguro Direito de ressegurar 60% das operações nacionais como uma Resseguradora local Comissões de resseguro e distribuições de lucro mais altas 32

33 Governança Corporativa Adesão ao Nível 1 de práticas de governança corporativa da BOVESPA. Protocolamos o pedido no Bacen para listar as ações no nível 2: Práticas de governança corporativa mais rigorosas; Assim que recebermos as autorizações regulatórias necessárias. Estamos listados: IGC Índice especial de Governança Corporativa ITAG Índice composto por empresas com Tag Along diferenciado oferecendo100% de Tag Along para todas as ações emitidas. 33

34 Governança Corporativa O Conselho de Administração aprovou, em 16 de dezembro de 2008, de acordo com a Instrução CVM n.º 358/2002, a Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da Companhia, visando formalizar as regras a serem observadas por Pessoas Vinculadas e pela própria Companhia. Em 31 de março de 2009 foi aprovado pelo Conselho de Administração o pagamento de JCP no valor total de R$ 5,9 milhões referente ao 1T09, equivalente a R$ 0,06 por ação. Em 2008 foram distribuídos R$ 41,4 milhões, R$ 0,39 por ação, o que corresponde a 49% de pay-out e dividend yield de 15,6% (com base na cotação do preço de fechamento da ação a R$2,50 em 30 de Dezembro de 2008). Programa de recompra de ações: 1º programa: ações adquiridas (concluído em 7/7/2008) 2º programa: ações adquiridas (concluído em 17/3/2009) 3º programa: ações adquiridas (concluído em 1/4/ 2009) 4º programa (em andamento): limite de , com prazo máximo de operações até 27/9/

35 Governança Corporativa - AGO (16/03/2009) Conselho de Administração: Joel Malucelli Presidente do Conselho Jorge Nacli Neto Vice-Presidente do Conselho Alexandre Malucelli Conselheiro Hilário Mário Walesko Conselheiro Juan Pablo Zucchini Conselheiro Mu Hak You Conselheiro Independente Conselho Fiscal: Nelson Carlos Cavichiolo Membro Efetivo Luiz Roberto Castiglione de Lima Membro Efetivo Alfredo Ferreira Marques Filho Membro Efetivo João Luiz Mascarenhas Braga Membro Suplente Maurício Alvarez da Silva Membro Suplente Julio Yoshiyuki Kitaguchi Membro Suplente 35

36 Ações 31/03/ , , , , ,0-31/Mar /09 Preço: R$ 4,63 VPA: 0,59¹ P/L: 5,7² 1 PL de LL de Evolução do preço da ação (Base 100) mar-08 abr-08 mai-08 mai-08 jun-08 jul-08 jul-08 ago-08 set-08 set-08 out-08 nov-08 nov-08 dez-08 jan-09 jan-09 fev-09 mar-09 mar-09 Volume diário negociado (R$ Milhares)

37 Responsabilidade Social, Patrocínio e Incentivo à Cultura Projeto Futebol Cidadão Ações Internas Em parceira com a Prefeitura de Curitiba, através da FAS, somos um dos principais patrocinadores do projeto que atende crianças e adolescentes carentes de 12 a 17 anos e conta com as seguintes ações: Desenvolvimento da prática desportiva Reforço e acompanhamento escolar Iniciação à informática Atendimento odontológico O Banco possui uma área de gestão de pessoas ativa que busca o desenvolvimento e bem estar dos seus colaboradores e sustentabilidade empresarial. Suas ações contemplam: Programa de Educação Continuada Ginástica Laboral Plano de Previdência Programa de Sustentabilidade Programas de Recrutamento Interno e Carreira Programa de Participação nos Lucros Distribuição de cestas básicas O Banco também participa de projetos culturais nas mais variadas formas como, por exemplo, o projeto Natal Encantado - Curitiba Solidária, de

38 Cobertura de Analistas Victor Galliano HSBC Jorg Friedemann Merril Lynch Marco Aurélio Barbosa Coinvalores This document may include estimates and forward-looking statements. These estimates and forward-looking statements are to a large extent based on current expectations and projections about future events and financial trends that affect or may come to affect our business. Many important factors may adversely affect the results of Paraná Banco as described in our estimates and forward-looking statements. These factors include, but are not limited to, the following: the Brazilian and international economic conjunctures, fiscal, foreign-exchange and monetary policies, higher competition in the payroll deductible loan segment, the ability of Paraná Banco obtain funding for its operations, and amendments to Central Bank regulations. The words believe, may, could, seek, estimate, continued, anticipate, plan, expect and other similar words have the objective of identifying estimates and projections. The considerations involving estimates and forward-looking statements include information related to results and projections, strategies, competitive positioning, the environment in the industry, growth opportunities, the effects of future regulations, and the impacts from competitors. Said estimates and projections refer only to the date on which they were expressed, and we do not assume any obligation to publicly update or revise any of these estimates arising from the occurrence of new information, future events, or any other factors. In view of the risks and uncertainties described above, the estimates and forward-looking statements contained herein may not materialize. Given these limitations, shareholders and investors should not make any decisions based on the estimates, projections and forward-looking statements contained in this report 38

39 Contatos RI Cristiano Malucelli Diretor Administrativo e de Relações com Investidores Mauricio N. G. Fanganiello Supervisor de Relação com Investidores Tel: (41) Tel: (41) Marianne Cabral Baggio Analista de Relação com Investidores Tel: (41) RI Website: Este material pode incluir estimativas e declarações futuras. Essas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam ou podem afetar os nossos negócios. Muitos fatores importantes podem afetar adversamente os resultados do Banco Paraná Banco tais como previstos em nossas estimativas e declarações futuras. Tais fatores incluem, entre outros, os seguintes: conjuntura econômica nacional e internacional, políticas fiscal, cambial e monetária, aumento da concorrência no setor de crédito consignado, habilidade do Banco Paraná Banco em obter funding para suas operações e alterações nas normas do Banco Central. As palavras acredita, pode, poderá, visa, estima, continua, antecipa, pretende, espera e outras palavras similares têm por objetivo identificar estimativas e projeções. As considerações sobre estimativas e declarações futuras incluem informações atinentes a resultados e projeções, estratégia, posição concorrência, ambiente do setor, oportunidades de crescimento, os efeitos de regulamentação futura e os efeitos da concorrência. Tais estimativas e projeções referem-se apenas à data em que foram expressas, sendo que não assumimos a obrigação de atualizar publicamente ou revisar quaisquer dessas estimativas em razão da ocorrência de nova informação, eventos futuros ou de quaisquer outros fatores. Em vista dos riscos e incertezas aqui descritos, as estimativas e declarações futuras constantes deste material podem não vir a se concretizar. Tendo em vista estas limitações, os acionistas e investidores não devem tomar quaisquer decisões com base nas estimativas, projeções e declarações futuras contidas neste material. 39

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08

1T11. Principais. Destaques. Qualidade da Carteira de Crédito 4T09 3T09 4T08. 4T09 x 4T08 1T11 Disclaimer Todas as informações financeiras aqui apresentadas são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, a JMalucelli Seguradora, a JMalucelli Seguradora

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17

13 Rentabilidade... 14 Qualidade da Carteira de Crédito... 15 Crédito Consignado... 16 Canais de Distribuição... 17 Realização: Apoio: Sumário Perfil e trajetória... 3 Grupo JMalucelli..... 4 Contexto Setorial...... 5 Brasil em Foco... 6 Cenário de Crédito... 7 Segmentos de atuação... 12 Lucro Líquido... 13 Rentabilidade...

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Setembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Panorama do Mercado de Crédito

Panorama do Mercado de Crédito Panorama do Mercado de Crédito FEBRABAN Dezembro de 2011 Rubens Sardenberg Economista-chefe ÍNDICE I. Evolução do Crédito II. Pessoa Física III. Pessoa Jurídica IV. Inadimplência V. Spread VI. Projeções

Leia mais

Sumário Banco Seguros

Sumário Banco Seguros Reunião APIMEC - SP Sumário Banco Grupo JMalucelli...3 História...4 Governança Corporativa...5 Mercado de Crédito Brasileiro...9 Produtos...11 Principais Números...12 Balanço Patrimonial...13 Lucro & Rentabilidade...14

Leia mais

APIMEC 3T10 Novembro de 2010

APIMEC 3T10 Novembro de 2010 APIMEC Novembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos ou incertezas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15 Relações com Investidores DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 1T15 Apresentação: José Rubens de la Rosa CEO José Antonio Valiati CFO & Diretor de Relações com Investidores Thiago Deiro Gerente Financeiro & de

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014

Teleconferência de Resultados 1T14 8 de maio de 2014 Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2014 Destaques do Expressivo crescimento em vendas mesmas lojas (25,4%) com rentabilidade Crescimento da receita líquida total: 28,5% versus 1T13 R$2,3 bilhões

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Banco Central do Brasil: Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) em agosto de 2015 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3,13 trilhões

Leia mais

Banco Cruzeiro do Sul. Apresentação Pública Investidores & Analistas

Banco Cruzeiro do Sul. Apresentação Pública Investidores & Analistas Banco Cruzeiro do Sul Apresentação Pública Investidores & Analistas Maio 2008 História Banco Cruzeiro do Sul O Banco foi adquirido pela família Indio da Costa em 1993. A família Indio da Costa já possuía

Leia mais

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009

Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento. Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Audiência Pública sobre Cartões de Pagamento Câmara dos Deputados 08 de outubro de 2009 Agenda Estrutura do Mercado de Cartões Principais Números da Indústria de Cartões no Brasil Situação Atual da Indústria

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Oper. Crédito do Sistema Financeiro Nacional (SFN) em julho/2015 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3,11 trilhões em julho/15, após alta de 0,3% no

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Bancos financiam crescentemente a produção

Bancos financiam crescentemente a produção Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nota do dia 25 de julho de 2007 Fontes: Bacen, IBGE e CNI Elaboração: Febraban Bancos financiam crescentemente a produção Pessoa Jurídica O crédito destinado

Leia mais

Mercado de Crédito Consignado. Agosto 2014

Mercado de Crédito Consignado. Agosto 2014 Mercado de Crédito Consignado Agosto 2014 EMPRÉSTIMO CONSIGNADO EM FOLHA DE PAGAMENTO O empréstimo consignado é o melhor produto financeiro de crédito do país e seu desenvolvimento só foi possível por

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014 Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo 13 de Maio de 2014 1 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Crédito Total / PIB e crescimento anual do crédito Crédito / PIB - por tipo de instituição financeira

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação 3T08 Apresentação de Resultados José Carlos Aguilera (Diretor Presidente e de RI) Eduardo de Come (Diretor Financeiro) Marcos Leite (Gerente de RI) Destaques do Período Contexto de crise no

Leia mais

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013

Reunião Pública Anual. 19 de dezembro de 2013 Reunião Pública Anual 19 de dezembro de 2013 2 Aviso importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010 Divulgação de Resultados do 4 de agosto de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 3T14

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 3T14 Relações com Investidores DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 3T14 Apresentação: José Rubens de la Rosa CEO José Antonio Valiati CFO & Diretor de Relações com Investidores Thiago A. Deiro Gerente Financeiro &

Leia mais

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF

I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 1 I. AMBIENTE DE MERCADO II. RESULTADOS III. NOVOS PROJETOS UTVM IV. NOVOS PROJETOS UF 2 Crédito ainda em Expansão, mas Desacelerando 30,7% Crescimento do Crédito 15,1% 20,6% 18,8% 16,4% 14,7% 11,7% 2008

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

Operações Crédito do SFN

Operações Crédito do SFN Operações de Crédito do Sistema Financeiro Nacional em fev/2015 O crédito total do SFN incluindo as operações com recursos livres e direcionados somou R$ 3,03 trilhões em fev/15, após alta de 0,5% no mês

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Disclaimer Nossas estimativas e declarações futuras têm por embasamento, em grande parte, expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências financeiras que afetam

Leia mais

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro

Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro Relatório FEBRABAN - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 22-10-08) Edição de 27 de Outubro de 08 Crise não teve impacto significativo nas operações

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3504

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos

Financiamento de veículos. Crédito Pessoa Física Principais Produtos Financiamento de veículos Crédito Pessoa Física Principais Produtos 115 +11% Carteira de Crédito 124 +3% 127 Crédito ao Consumo Veículos R$ Bilhões Pessoa Física Crédito Consignado 1 32 Cartão de Crédito

Leia mais

Institucional. Base: Junho/2014

Institucional. Base: Junho/2014 Grupo Seculus Institucional Base: Junho/2014 Estrutura Societária Família Azevedo 50% 50% LATAN Participações e Investimentos S.A. 100% ON 75.896.000 ações 100% PN 75.896.000 ações Quem Somos Nossa história,

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Abril de 2011 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve riscos

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI Todas as informações financeiras apresentadas neste documento são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, JMalucelli Seguradora, JMalucelli Seguradora de Crédito,

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

Locamerica 20 anos. Você espera o melhor. A gente faz. Dezembro / 2013

Locamerica 20 anos. Você espera o melhor. A gente faz. Dezembro / 2013 Locamerica 20 anos Você espera o melhor. A gente faz. Dezembro / 2013 SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento Uma história de sucesso, crescimento e rentabilidade 2012

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Rio de Janeiro, 09 de Agosto 2011 1 Informação importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

Apresentação Apimec 2T08

Apresentação Apimec 2T08 Apresentação Apimec 2T08 As informações contidas nesta apresentação poderão incluir declarações que representem expectativas sobre os negócios da companhia, projeções e metas operacionais e financeiras.

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio Investimentos Alternativos 10 de Junho de 2.010 2ª. Conferência de Investimentos

Leia mais

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3804 3800

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 12 2º trimestre de 2015 nº 47 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Remuneração aos Nossos Acionistas

Leia mais

Questões de informações de Crédito na América Latina BRASIL

Questões de informações de Crédito na América Latina BRASIL Questões de informações de Crédito na América Latina BRASIL Papel das Centrais de Informações Comerciais Os objetivos das centrais de informação de crédito são: Apoio à gestão de risco de crédito para

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015

Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores. Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Geraldo Soares Superintendente de Relações com Investidores Santos 18/06/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas,

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros.

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. 3 trimestre de 2015 PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 21 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business

Leia mais

Principais Destaques. por 27,2% do lucro líquido consolidado. Ativos totais: R$ 1,9 bilhão crescimento de 5,1%

Principais Destaques. por 27,2% do lucro líquido consolidado. Ativos totais: R$ 1,9 bilhão crescimento de 5,1% Disclaimer As Demonstrações Financeiras estão apresentadas de forma consolidada para o 4T08 e 2008 e pro-forma para o 4T07 e 2007, abrangendo demonstrações financeiras do Paraná Banco, suas controladas,

Leia mais

Volume de crédito segue em expansão em 2008

Volume de crédito segue em expansão em 2008 Relatório Febraban - Evolução do Crédito do Sistema Financeiro (com base na Nota do Banco Central do Brasil de 25-03-2008) Edição de 25 de março de 2008 Volume de crédito segue em expansão em 2008 O ritmo

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s

SeminárioADI-2012. Inclusão financeira inovação para as MPE s SeminárioADI-2012 Inclusão financeira inovação para as MPE s Guilherme Lacerda Diretor de Infraestrutura Social, Meio Ambiente, Agropecuária e Inclusão Social Barcelona Outubro 2012 1. Diagnóstico Não

Leia mais

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído

Remuneração aos Nossos Acionistas. Bonificação e Custo Atribuído Remuneração aos Nossos Acionistas Na reunião do Conselho de Administração do dia 3 de agosto foi deliberada a distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) complementares aos dividendos mensais, a

Leia mais

Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito

Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito Estudo: Crédito e Taxas de Juros no Cartão de Crédito 25 de junho de 2010 Sobre este estudo Este estudo foi desenvolvido no início de 2009 e atualizado parcialmente em junho de 2010 2 A operação do cartão

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Portal de Informações FEBRABAN. Módulo I Crédito

Portal de Informações FEBRABAN. Módulo I Crédito Portal de Informações FEBRABAN Módulo I Crédito Módulo de dados I: Crédito Sumário Este módulo de dados abrange as operações de crédito com recursos livres e direcionados (taxas de juros administradas)

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011

TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011 TELECONFERÊNCIA DOS RESULTADOS 4T11 & 2011 1 Ressalvas Sobre Declarações Futuras Esta apresentação contém informações futuras. Tais informações não são fatos históricos, mas refletem as metas e expectativas

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra de adicionais 30% atingindo 100%

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra de adicionais 30% atingindo 100% PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra adicionais 30% atingindo 100% Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor Vice-Presinte Financeiro e RI João Mallet,

Leia mais

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011

Contax. Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI. Janeiro de 2011 Contax Operação com Portugal Telecom e Dedic GPTI Janeiro de 2011 SEÇÃO 1 Racional da Transação 2 A Líder no Mercado de Contact Center no Brasil A Contax Líder no mercado com ampla base de clientes Fundada

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna 1 Março /2010 Evolução do Financiamento Imobiliário 1964 Base Legal Sistema Financeiro de Habitação Lei 4.328 /64 Lei 5.170/66 1997 Base

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. Esta elevação é reflexo da elevação da Taxa Básica de Juros (Selic)

Leia mais

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros

Welcome Call em Financeiras. Categoria Setor de Mercado Seguros Categoria Setor de Mercado Seguros 1 Apresentação da empresa e sua contextualização no cenário competitivo A Icatu Seguros é líder entre as seguradoras independentes (não ligadas a bancos de varejo) no

Leia mais

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014.

Resultados 3T14_. Relações com Investidores Telefônica Brasil S.A. Novembro de 2014. Resultados 3T14_ Novembro de 2014. Disclaimer Esta apresentação pode conter declarações baseadas em estimativas a respeito dos prospectos e objetivos futuros de crescimento da base de assinantes, um detalhamento

Leia mais

HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5

HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5 HSM EXPOMANAGEMENT 2014 Mercado de Capitais e Direito Internacional PAINEL 5 ACESSO DAS EMPRESAS AO MERCADO DE CAPITAIS 04 DE NOVEMBRO DE 2014 INSTITUTO IBMEC MERCADO DE CAPITAIS CEMEC Centro de Estudos

Leia mais

OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015

OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015 OPERAÇÕES DE CRÉDITO NO BRASIL 30 de julho de 2015 (dados junho de 2015) A SPE não é a fonte primária das informações disponibilizadas nesta apresentação. A SPE apenas consolida e organiza as informações

Leia mais

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Agenda O grupo Endesa 1 Características da COELCE e do estado do Ceará 2 Qualidade dos Serviços Técnicos e Comerciais 3 Investimentos

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Reunião APIMEC / Abril Educação

Reunião APIMEC / Abril Educação Reunião APIMEC / Abril Educação Aviso Legal Aviso Legal O presente documento não deve em nenhuma circunstância, ser considerado uma recomendação de investimento nas Units. Antes de investir nas Units,

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados

APRESENTAÇÃO APIMEC. Março de 2015. Copyright Cielo Todos os direitos reservados APRESENTAÇÃO APIMEC Março de 2015 Copyright Cielo Todos os direitos reservados A COMPANHIA FAZ DECLARAÇÕES SOBRE EVENTOS FUTUROS QUE ESTÃO SUJEITAS A RISCOS E INCERTEZAS Tais declarações têm como base

Leia mais

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento

Mercado Segurador e Drivers de Crescimento APIMEC BH 2014 Mercado Segurador e Drivers de Crescimento BRASIL: PRINCIPAIS INDICADORES Crescimento da renda real, inflação sob controle e mobilidade social PIB PER CAPITA & DESEMPREGO (US$ milhares/ano)

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

Divulgação de Resultados 2T08

Divulgação de Resultados 2T08 Divulgação de Resultados 2T08 Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2008 A Sul América S.A. (Bovespa: SULA11) anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2008 (2T08). As informações operacionais e financeiras

Leia mais

NUTRIPLANT ON (NUTR3M)

NUTRIPLANT ON (NUTR3M) NUTRIPLANT ON (NUTR3M) Cotação: R$ 1,79 (18/06/2014) Preço-Alvo (12m): R$ 2,10 Potencial de Valorização: 18% 4º. Relatório de Análise de Resultados (1T14) Recomendação: COMPRA P/L 14: 8,0 Min-Máx 52s:

Leia mais

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 72

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 72 CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 72 O Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, no exercício das atribuições a ele conferidas

Leia mais

Seminário GVcev Produtos Financeiros no Varejo

Seminário GVcev Produtos Financeiros no Varejo Seminário GVcev Produtos Financeiros no Varejo O Papel das Financeiras no Mercado Brasileiro Carlos Vilani Mercado Anos 1994 90 Plano Real 96 06 Bancos atuando fortemente na captação de curto prazo Crédito

Leia mais