Código da Disciplina: ENEX Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Código da Disciplina: ENEX01047. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015"

Transcrição

1 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Ciência da Computação Disciplina: PROJETO DE LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Etapa: Teóricas, 34 Práticas, 0 EaD ENEX01047 Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Fases dos processos de compilação e interpretação. Análise léxica. Análise Sintática. Análise Semântica. Máquinas virtuais. Geração de código intermediário. Noções de otimização de código intermediário. Alocação de registradores. Geração de código. Implementação de um compilador completo para uma linguagem. Conteúdo Programático: 1. Fundamentos do processo de compilação 1.1. Noções elementares de linguagens formais 1.2. Compilação x interpretação 1.3. Módulos e interfaces de um compilador 1.4. Ferramentas de geração automática de analisadores 2. Análise léxica 2.1. Tokens léxicos 2.2. Expressões regulares 2.3. Autômatos finitos 2.4. Geradores de analisadores léxicos 3. Análise sintática 3.1. Gramáticas livres de contexto 3.2. Análise preditiva 3.3. Análises LL e LR 3.4. Geradores de analisadores sintáticos 4. Sintaxe abstrata 4.1. Ações semânticas 4.2. Árvores de sintaxe abstrata (AST) 4.3. Percursos em AST e o padrão Visitor 5. Análise semântica 5.1. Tabelas de símbolos 5.2. Verificação de tipos 6. Registros de Ativação 6.1. Organização de programas em tempo de execução 6.2. Stack frames 7. Geração de código intermediário 7.1. Máquinas virtuais 7.2. Árvores de representação intermediárias 7.3. Geração de árvores de representação intermediárias 7.4. Árvores canônicas 1/2

2 8. Geração de código Assembly 8.1. Seleção de instruções 8.2. Análise de sobrevivência 8.3. Alocação de registradores 8.4. Padrões de geração de código Metodologia: Aulas expositivas Lista de exercícios individuais e em grupos Utilização do ambiente Mackenzie virtual CAMPBELL, B., IYER, S., DELIBAS, B.A. Introduction to Compiler Construction in a Java World. New York: Chapman and Hall/CRC, GRUNE, D., van REEUWIJJK, K., BAL, H.E., JACOBS, C.J.H., LANGENDOEN. Modern Compiler Design. New York: Springer, REIS, A.J. Compiler Construction Using Java, JavaCC and YaCC. New York: Wiley IEEE, AHO, A.V., LAM, M.S., SETHI, R., ULLMAN, J.D. Compilers: Principles, Techniques and Tools. 2.ed. New York: Addison Wesley, APPEL, A.W. Modern Compiler Implementation in Java.2.ed. Boston: Cambridge University Press, COOPER, K., TORCZON, L. Engineering a Compiler.2.ed. New York: Morgan Kaufmann, MAK, R. Writing Compilers and Interpreters: An Engineering Approach. New York: Wiley, WILHELM, R. Compiler Design: Virtual Machines. New York: Springer, /2

3 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Ciência da Computação Disciplina: TEORIA DA COMPUTAÇÃO Etapa: 07 0 Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD TEOCOMPUT Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Máquinas de Turing. Computabilidade. Decidibilidade. Redutibilidade. Complexidade de Tempo. Complexidade de Espaço. Intratabilidade. Algoritmos aproximativos. Algoritmos probabilísticos. Sistemas de provas interativas. Circuitos paralelos. Computação Quântica. Computação Molecular. Conteúdo Programático: 1. Professor, tem de usar o formato indicado no exemplo Metodologia: Aulas expositivas. Trabalhos individuais ou em grupo. Uso de linguagens e ambientes de simulação de Computações e Máquinas. Utilização do ambiente Mackenzie Virtual. Provas escritas sobre conteúdo da disciplina MARUOKA, A. Concise Guide to Computation Theory. New York: Springer, SIPSER, M. Introduction to the Theory Computation. 3.ed. New York: Cengage Learning, TOURLAKIS, G. Theory of Computation. New York: Wiley, ARORA, S., BARAK, B. Computational Complexity: A Modern Approach, FERNANDEZ, M. Models of Computation: An Introduction to Computability Theory. New York: Spring, HOMER, S., SELMAN, A.L. Computability and Complexity Theory. 2.ed. New York: Springer, HOPCROFT, J. E., MOTWANI, R., ULLMAN, J. D. Introduction to automata theory, languages, and computation. 2nd ed. Reading : Addison Wesley, NETO, J. J., MIDENA, M.V., VEGA, I.S. Linguagens Formais: Teoria, Modelagem e Implementação. São Paulo: Bookman, /1

4 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática 7 A ETAPA Unidade Universitária: FCI - FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Núcleo Temático: TECNOLOGIA Disciplina: COMPUTAÇÃO GRÁFICA 68 h/a ( 34 ) Teóricas ( 34 ) Práticas Etapa: 7ª ENEX00900 Áreas de processamento gráfico. Hardware gráfico. Bibliotecas e frameworks gráficos. Modelagem geométrica. Transformações geométricas. Visualização. Fundamentos de teoria da cor. Modelos de iluminação. Texturas. Técnicas de renderização. Fundamentos de animação. AZEVEDO, E.; CONCI, A. Computação gráfica: teoria e prática. Rio de Janeiro: Elsevier, Campus, HUGHES, J. F., VAN DAM, A., MORGAN, M., SKLAR, D.F., FOLEY, J.D.,FEINER, S.K., AKELEY, K. Computer graphics: principles and practice. 3a ed. Boston: Addison-Wesley, WATT, A.H. 3D computer graphics. 3rd ed. Harlow: Pearson/Addison Wesley, ANGEL, Edward. Interactive computer graphics: a top-down approach with OpenGL. 6th ed. Reading: Addison-Wesley, CONCI, A., AZEVEDO, E., LETA, F.R.. Computação Gráfica Geração de Imagens. Editora Elsevier, HILL, F. S. Computer graphics: using OpenGL. 2nd ed. Upper Saddler River: Prentice Hall PTR, WATT, A. H., WATT, M. Advanced animation and rendering techniques: theory and practice. Reading : Addison- Wesley, PHARR, Matt; HUMPHREYS, G. Physically based rendering: from theory to implementation. Amsterdam: Elsevier, Coordenador do Curso: Diretor da Unidade: Nome: Ana Cristina dos Santos Assinatura: Nome: Arnaldo Rabello de Aguiar Vallim Filho Assinatura

5 UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática 7 A ETAPA Unidade Universitária: FCI - FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Núcleo Temático: MATEMÁTICA Disciplina: ANÁLISE NUMÉRICA 68 h/a ( 34 ) Teóricas ( 34 ) Práticas Etapa: 7ª Fundamentos de métodos numéricos. Métodos para sistemas de equações lineares e nãolineares. Métodos para obtenção de raízes. Métodos para interpolação e aproximação de funções. Métodos para integração. Métodos para diferenciação. Métodos para equações diferenciais. Implementação dos métodos. BURDEN, R. L.; FAIRES, J. D. Análise numérica. São Paulo: Cengage Learning, FLANNERY, B.P. Métodos Numéricos Aplicados. New York: Artmed, PRESS, W. H., TEUKOLSKY, S. A., VETTERLING, W. T., FLANNERY, B. P. Numerical Recipes: The Art of Scientific Computing. 3rd. ed. Cambridge: Cambridge University Press, BOYCE, W. E. Equações Diferenciais Elementares e Problemas de Valores de Contorno. 9.ed. Rio de Janeiro: LTC, GOLDBERG, D. What every computer scientist must know about floating-point arithmetic. ACM Computing Surveys, Março, GOLUB, G. H., VAN LOAN, C. F. Matrix computations. 4rd ed. Baltimore: John Hopkins University Press, SAUER, T. Numerical Analysis. 2. ed. London: Pearson, SPERANDIO, D., MENDES, J. T., SILVA, L.H. Monken. Cálculo Numérico: Características Matemáticas e Computacionais. 7. ed. São Paulo: Pearson, Coordenador do Curso: Diretor da Unidade: Nome: Ana Cristina dos Santos Assinatura: Nome: Arnaldo Rabello de Aguiar Vallim Filho Assinatura

6 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Ciência da Computação Disciplina: INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL I Etapa: Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD ENEX01292 Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Introdução à Inteligência Artificial: conceito, breve histórico e principais áreas de aplicação. Buscas Heurísticas. Estudo da representação de conhecimento: regras de produção e lógica. Estudo de lógica proposicional e lógica de predicados de 1ª. ordem computacional. Introdução à inferência em lógica de predicados de 1ª ordem, raciocínio incerto. Introdução a sistemas especialistas. Desenvolvimento de sistemas baseados em conhecimento. Conteúdo Programático: Fundamentos de Inteligência Artificial 1.1. Conceito de Inteligência Artificial Evolução histórica da Inteligência Artificial Principais paradigmas e subáreas Aplicações da Inteligência Artificial no dia a dia das organizações Conceito de Agentes Inteligentes e Sistemas Multi agentes. 2. Resolução de Problemas como Busca em Espaços de Estados 2.1. Busca não informada Busca e exploração com informação: busca heurística; algoritmo A* Busca baseada em estratégias de adversários: minimax. 3. Conhecimento e Raciocínio Necessidade da representação de conhecimento Técnicas de representação de conhecimento Raciocínio baseado em regras de produção Raciocínio incerto. Raciocínio Bayesiano Sistemas Especialistas: conceito; aplicações; aquisição de conhecimento do especialista e arquitetura. Shells para desenvolvimento de Sistemas Especialistas Raciocínio baseado em lógica de predicados de primeira ordem. Resolução. Prolog. Metodologia: Aulas expositivas introduzindo os conceitos, associadas a mecanismos de aprendizagem ativa em que os alunos aprofundam o entendimento dos conceitos. Utilização de material audiovisual ilustrando aplicações concretas da Inteligência Artificial. Atividades em classe, individuais ou em pequenos grupos. Trabalhos em grupo focando em aplicações da Inteligência Artificial em uso nas organizações. Desenvolvimento, individualmente ou em grupos pequenos de alunos, de atividades em sala de aula. Desenvolvimento, em grupos pequenos de alunos, de exercícios computacionais. Utilização de um ambiente de programação Prolog. Utilização de um shell para construção de sistemas especialistas. Utilização do ambiente Mackenzie Virtual. HEIN, J. L. Discrete Structures, Logic and Computability. Burlington: Jones & Bartlett, /2

7 REZENDE, S. O. (org.) Sistemas Inteligentes: fundamentos e aplicações. São Paulo: Manole, RUSSEL, S.; NORVIG, P. Artificial Intelligence: A Modern Approach. 3 ed. Upper Saddle River: Pearson, BITTENCOURT, G. Inteligência Artificial: Ferramentas e teorias. 3 ed. Florianópolis: Editora da UFSC, GENESERETH, M. R.; NILSSON, N. J. Logical Foundations of Artificial Intelligence. Burlington: Morgan Kaufman, LUGER, G. Inteligência Artificial: Estruturas e Estratégias para a Solução de Problemas Complexos. 4 ed. Porto Alegre: Bookman, MILINGTON, I.; FUNGE, J. Artificial Intelligence for Games. 2ª ed. Burlington: Morgan Kaufmann, NILSSON, N. J. Artificial Intelligence: A New Synthesis. San Francisco: Morgan Kaufmann Publishers, /2

8 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Ciência da Computação Sistemas de Informação Disciplina: SISTEMAS DISTRIBUIDOS Etapa: Teóricas, 34 Práticas, 0 EaD ENEC00170 Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Fundamentos de Sistemas Distribuídos: Modelos, tecnologias, comunicação, serviços distribuídos; Algoritmos e programação distribuídos; Redes peer to peer e redes de sobreposição; Middleware para arquiteturas orientadas a serviços e serviços web; Computação em Nuvem. Computação ubíqua. Conteúdo Programático: 1. Fundamentos de Sistemas Distribuídos 1.1. Arquitetura de computadores para SD 1.2. Fundamentos de Sistemas Operacionais para SD 1.3. Fundamentos de Redes para SD 1.4. Arquiteturas de sistemas distribuídos 1.5. Middleware e Arquiteturas orientadas a serviço (SOA) 2. Invocação Remota de Métodos e Serviços 2.1. Modelo cliente servidor 2.2. Invocação remota de procedimentos (RPC) 2.3. Invocação remota de métodos (RMI) 2.4. Serviços Web 3. Algoritmos e programação distribuídos 3.1. Problema de exclusão mútua 3.2. Sincronização em Sistemas Distribuídos 3.3. Deadlocks 3.4. Algoritmos distribuídos 3.5. Computação Distribuída 4. Modelos e Aplicações de Sistemas Distribuídos 4.1. Sistemas peer to peer e redes de sobreposição 4.2. Computação em Nuvem 4.3. Computação Móvel 4.4. Computação Ubíqua Metodologia: Aulas expositivas e aulas práticas; Listas de exercícios; Projetos de programação em laboratório; Utilização do ambiente Mackenzie Virtual. COULOURIS, G. DOLLIMORE, J. KINDBERG, T. Distributed systems: concepts and design. 5.ed. Harlow: Addison Wesley, HWANG, K.; FOX, G. C.; DONGARRA, J.J. Distributed and Cloud Computing: from Parallel 1/2

9 Processing to the Internet of Things. Morgan Kaufman, TANENBAUM, A.S., STEEN, M.V. Distributed systems: principles and paradigms. Upper Saddle River : Prentice Hall, BIRMAN, K. Reliable Distributed Systems: technologies, web services and applications. Springer, EMMERICH, W. Engineering distributed objects. 3rd reprinting Chichester: John Wiley, JIA, W., ZHOU, W. Distributed Network Systems: from concepts to implementations. Springer, KSHEMKALLYANI, A., SINGHAL, M. Distributed Computing: principles, algorithms, and systems. Cambridge University Press, VÖLTER, M.; KIRCHER, M.; ZDUN, U. Remoting patterns foundations of enterprise, internet and realtime distributed object middleware. Chichester: John Wiley, /2

10 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Ciência da Computação Disciplina: INTRODUÇÃO À ECONOMIA Etapa: 07 0 Teóricas, 0 Práticas, 34 EaD ENEX00687 Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 O conceito de economia: macroeconomia e microeconomia. Conceitos principais de macroeconomia. Conceitos principais de microeconomia. A economia moderna em um ambiente de globalização. Visão geral da economia brasileira e tendências: aspectos geopolíticos e dificuldades estruturais das economias emergentes. A nova economia digital. Conteúdo Programático: 1. O conceito de economia 1.1. Macroeconomia 1.2. Microeconomia 2. Conceitos principais de macroeconomia 3. Conceitos principais de microeconomia 4. A economia moderna em um ambiente de globalização 5. Visão geral da economia brasileira 5.1. Tendências 5.2. Aspectos geopolíticos 5.3. Dificuldades estruturais das economias emergentes 6. A nova economia digital. Metodologia: Aulas expositivas e com trabalhos utilizando material fornecido pelo professor Textos extraídos de publicações especializadas sobre os assuntos estudados Utilização do ambiente Mackenzie Virtual para distribuição de material Observações adicionais: A frequência às aulas e a atenção durante as mesmas são extremamente importantes. Conforme regras da Universidade, a presença será dada apenas aos alunos que assistirem a todo módulo de aula, que corresponde ao conjunto de aulas em sequencia, ministrado pelo mesmo professor em uma mesma turma. A entrada em sala com atraso ou saída antecipada configura falta Todas as atividades são individuais, exceto quando expressamente determinado pelo professor Plágio ou cola redundam em nota zero na atividade em execução e encaminhamento do caso para procedimentos disciplinares O estudo da bibliografia e do material indicados são fundamentais para o sucesso do processo de aprendizagem. MANKIW, N. G.; HASTINGS, A. V. (Trad.). Introdução à economia. São Paulo: Cengage Learning, SILVA, C. R. L.; LUIZ, S. Economia e mercados: introdução à economia. 19ª. Ed. São Paulo: Atlas, TROSTER, R. I.; MOCHÓN, F. Introdução à Economia. São Paulo: Pearson, ARAÚJO, C. R. V. História do pensamento econômico: uma abordagem introdutória. São Paulo: 1/2

11 Atlas, FRIEDMAN, M. Price Theory. New Brunswick: AldineTransaction, MANKIW,N.G. Introdução à Economia: princípios de micro e macroeconomia. 2ª Ed., 15ª. Tiragem Rio de Janeiro: Elsevier, 2006 PASSOS, C. R. M.; NOGAMI, O. Princípios de Economia. 5ª Ed. Ver. São Paulo: Pioneira Thomson Leraning, PINHO, D. B.; VASCONCELLOS, M. A. S. (Org.). Manual de introdução à economia. São Paulo: Saraiva, /2

Código da Disciplina: ENEX00685. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Código da Disciplina: ENEX00685. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Sistemas de Informação Disciplina: INTELIGÊNCIA DE NEGÓCIOS Etapa: 07 Carga horária: 34 Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD Ementa: Código da

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS E PARALELOS 2014/2015 1º SEMESTRE

SISTEMAS DISTRIBUIDOS E PARALELOS 2014/2015 1º SEMESTRE SISTEMAS DISTRIBUIDOS E PARALELOS 2014/2015 1º SEMESTRE Objectivos da Disciplina Desenvolver competências técnicas e científicas na área dos sistemas distribuídos e paralelos. Compreender o conceito de

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 7ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 7ª. ETAPA EMENTAS DAS DISCIPLINAS 7ª. ETAPA Disciplina: MINERAÇÃO DE DADOS Núcleo Temático: TECNOLOGIA 68 h/a (34 h/a) Teóricas (34 h/a) Práticas Etapa: 7ª Analise do processo de descoberta de conhecimento em bases

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUIDOS Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUIDOS Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUIDOS Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE INFORMÁTICA

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO: Fundamentos da Computação CURSO: Bacharelado em Sistemas de Informação DISCIPLINA: Fundamentos da Computação CÓDIGO: 4610H CRÉDITOS: 04 CARGA HORÁRIA: 60 horas-aula VALIDADE: a partir de

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 3ª. ETAPA EMENTAS DAS DISCIPLINAS 3ª. ETAPA 1 TECNOLÓGICA BANCO DE DADOS I ( 34 ) Teóricas Etapa: 3ª 68h/a ( 34 ) Práticas Apresentação dos conceitos fundamentais de bancos de dados. Exploração do modelo entidaderelacionamento

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA EMENTAS DA 3ª. ETAPA Núcleo Temático: PROGRAMAÇÃO Disciplina: ESTRUTURA DE DADOS 108 há ( 72 ) Teóricas ( 36 ) Práticas Tipos abstratos de dados. Estudo das estruturas lineares: pilhas, filas e listas

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1 FACUL DADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMATICA NEGÓGIOS GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ( 68) Teóricas Etapa: 7ª ( ) Práticas Interpretação de Governança e estratégia organizacional:

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Renovação de Reconhecimento pela Portaria n 123 de 09/07/12 DOU de 10/07/12 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Renovação de Reconhecimento pela Portaria n 123 de 09/07/12 DOU de 10/07/12 PLANO DE CURSO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Renovação de Reconhecimento pela Portaria n 123 de 09/07/12 DOU de 10/07/12 Componente Curricular: Sistemas Concorrentes e Distribuídos Código: ENG - 436 Pré-requisito:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Núcleo Temático: TECNOLOGIA Disciplina: BANCO DE

Leia mais

Sistemas de Informação 3º ANO

Sistemas de Informação 3º ANO Sistemas de Informação 3º ANO BANCO DE DADOS Carga horária: 120h Visão geral do gerenciamento de banco de dados. Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Modelagem e projeto de banco de

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 4ª. ETAPA EMENTAS DA 4ª. ETAPA Núcleo Temático: TECNOLÓGICAS Disciplina: BANCO DE DADOS I Apresentação dos conceitos de bancos de dados e sistemas gerenciadores de banco de dados. Aplicações. Modelo Entidade-Relacionamento.

Leia mais

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação P L A N O D E E N S I N O

Pró-Reitoria de Ensino de Graduação P L A N O D E E N S I N O Pró-Reitoria de Ensino de Graduação P L A N O D E E N S I N O Curso: Ciência da Computação Unidade Curricular: Linguagem Formais e Autômatos Modalidade: Presencial (X ) Semipresencial ( ) Período: 4º Ano/

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 4ª. ETAPA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 4ª. ETAPA Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Núcleo Temático: TECNOLOGIA Disciplina: BANCO DE DADOS

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

UMA BREVE INTRODUÇÃO AO ESTUDO E IMPLEMENTAÇÃO DE COMPILADORES

UMA BREVE INTRODUÇÃO AO ESTUDO E IMPLEMENTAÇÃO DE COMPILADORES UMA BREVE INTRODUÇÃO AO ESTUDO E IMPLEMENTAÇÃO DE COMPILADORES 1 BRANCO; Guido Aparecido Junior, 2 TAMAE, Rodrigo Yoshio 1-Discente do Curso Sistemas de Informação FAEG/Garça 2-Docente do Curso Sistemas

Leia mais

Interpretação e Compilação de Linguagens de Programação

Interpretação e Compilação de Linguagens de Programação Interpretação e Compilação de Linguagens de Programação 28 de Fevereiro de 2013 Esta unidade curricular pretende transmitir ao longo de um semestre as noções fundamentais sobre o desenho e implementação

Leia mais

Código da Disciplina: ENEX01427. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Código da Disciplina: ENEX01427. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Sistemas de Informação Disciplina: SISTEMAS DE GESTÃO DE FINANÇAS E CUSTOS Etapa: 07 Carga horária: 68 Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD Ementa:

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

Linguagem Formais e Autômatos

Linguagem Formais e Autômatos Linguagem Formais e Autômatos Apresentação da disciplina, metodologia de ensino, conteúdos, avaliações e bibliografia Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos

Leia mais

Os limites da computação algorítmica

Os limites da computação algorítmica Capítulo 12 Os limites da computação algorítmica 12.1. Problemas que não podem ser resolvidos pelas MT. 12.2. Problemas indecidíveis para LRE 12.3. Problema da correspondência de Post 12.4. Problemas indecidíveis

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Escola de Engenharia Curso: Engenharia Elétrica e Eletrônica Disciplina: Dispositivos Lógicos Programáveis Núcleo Temático: Sistemas Digitais Código da Disciplina: 161.1654.2 Professor:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1ª. ETAPA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1ª. ETAPA Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Disciplina: FUNDAMENTOS DE COMPUTAÇÃO E SISTEMAS

Leia mais

Universidade Salgado de Oliveira

Universidade Salgado de Oliveira Universida Salgado Oliveira Graduação Tecnológica em Res Computadores PLANO DE ENSINO - 1º Semestre 2013 - Curso: Graduação Tecnológica em Res Computadores. Disciplina: Sistemas Distribuídos Código: 4289

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT

CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT Área de Conhecimento Banco de Dados Ementa/Bibliografia Conceitos básicos; Modelos de dados; Aspectos de modelagem de dados; Projeto e Aplicações de Banco de Dados.

Leia mais

IN0997 - Redes Neurais

IN0997 - Redes Neurais IN0997 - Redes Neurais Aluizio Fausto Ribeiro Araújo Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática - CIn Departamento de Sistemas da Computação aluizioa@cin.ufpe.br Conteúdo Objetivos Ementa

Leia mais

Curso de Programação Distribuída e Paralela

Curso de Programação Distribuída e Paralela Curso de Programação Distribuída e Paralela Revisão de Tópicos Cláudio Geyer. Programação distribuída e paralela (C. Geyer) Revisão Tópicos 1 Tópicos e Conceitos Tópicos e Conceitos programação concorrente,

Leia mais

Algoritmos e Estrutura de Dados II. Apresentação. Prof a Karina Oliveira. kkco@dei.unicap.br

Algoritmos e Estrutura de Dados II. Apresentação. Prof a Karina Oliveira. kkco@dei.unicap.br Algoritmos e Estrutura de Dados II Apresentação Prof a Karina Oliveira kkco@dei.unicap.br Ementa Proporcionar ao aluno conhecimento teórico e prático para seleção, construção e manipulação de estrutura

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Engenharia Informática Ano letivo 2012/2013 Unidade Curricular Sistemas Distribuídos ECTS 6 Regime Obrigatório Ano 3º Semestre 2º sem Horas de trabalho globais Docente (s) Rui Pedro Marques Pereira

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

Sistemas Distribuídos (DCC/UFRJ)

Sistemas Distribuídos (DCC/UFRJ) Sistemas Distribuídos (DCC/UFRJ) Aula 1: 4 de abril de 2016 1 Conceitos básicos sobre sistemas distribuídos 2 Computação distribuída Computação distribuída A computação distribuída envolve o projeto, implementação

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS CÓDIGO: EXA801 DISCIPLINA: ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO I CARGA HORÁRIA: 60h EMENTA: Classificação

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 66303 ESTRUTURA DE DADOS I 68/0 ENG. DE

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR 3ª. ETAPA MATRIZ CURRICULAR 3ª. ETAPA Unidade Universitária: FCI FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Disciplina: MODELAGEM DE NEGÓCIOS Núcleo Temático: ENGENHARIA DE SOFTWARE (34) EAD 68 h/a (34) Teóricas Modelagem

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS II

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS II EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1 FACUL DADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMATICA MODELAGEM DE NEGÓCIOS ( 68) Teóricas Desenvolvimento do conceito e as tipologias de estrutura organizacional. Análise estrutural e requisitos

Leia mais

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL Figura: Capa do Livro Russell, S., Norvig, P. Artificial Intelligence A Modern Approach, Pearson, 2009. Universidade Federal de Campina Grande Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166

Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 Universidade Federal do ABC Rua Santa Adélia, 166 - Bairro Bangu - Santo André - SP - Brasil CEP 09.210-170 - Telefone/Fax: +55 11 4996-3166 1. CÓDIGO E NOME DA DISCIPLINA BC1508 - ENGENHARIA DE SOFTWARE

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pelo Campus Rio Paranaíba são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, ligadas a cada instituto, seguidas

Leia mais

Construção de Compiladores. Construção de Compiladores. Motivação. Motivação. Contexto Histórico. Classificações: Gerações 09/03/2010

Construção de Compiladores. Construção de Compiladores. Motivação. Motivação. Contexto Histórico. Classificações: Gerações 09/03/2010 Construção de Compiladores Prof. Raimundo Santos Moura (http://www.ufpi.br/rsm) Construção de Compiladores Livro-Texto: AHO, Alfred V.; ULLMAN, Jeffrey D.; SETHI, R. Compiladores: princípios, técnicas

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR ELETIVAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR ELETIVAS MATRIZ CURRICULAR S LIVRE ESCOLHA Núcleo Temático: HUMANAS Disciplina: LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS 34 h/a (.34 ) Teóricas Etapa: 4ª Compreensão de aspectos composicionais da Língua Brasileira de Sinais

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Escola de Engenharia Curso Engenharia Mecânica Disciplina Computação, Algoritmos e Programação I Professor(es) Sergio Vicente Denser Pamboukian Lincoln Cesar Zamboni Melanie Lerner

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Curso: Administração Disciplina: Avaliação de Negócios Carga horária: 4 horas Ementa: ( X ) Teórica ( ) Prática Núcleo Temático: Formação Profissional

Leia mais

PLANO DE ENSINO. ATIVIDADE SEG TER QUA QUI SEX Aulas 10-12 10-12 Atendimento 13-16 13-16 Preparação de aula 14-16 14-16

PLANO DE ENSINO. ATIVIDADE SEG TER QUA QUI SEX Aulas 10-12 10-12 Atendimento 13-16 13-16 Preparação de aula 14-16 14-16 PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Introdução a Otimização Combinatória Código: ICC500 Turma: CB01 URL: http://ioc-ufam.weebly.com Nº de Créditos: 4.4.0 Ano: 2015 Semestre: 1 Carga horária: 60h

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Nuno Preguiça (nuno.preguica_at_di.fct.unl.pt) http://asc.di.fct.unl.pt/sd1 Material de suporte às aulas de Sistemas Distribuídos de Nuno Preguiça Copyright DI FCT/ UNL / 1 OBJECTIVOS

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2008 ANO DO CURSO: 5 o

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO. PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2008 ANO DO CURSO: 5 o UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO - PERÍODO LETIVO/ANO 2008 ANO DO CURSO: 5 o Curso: Informática Modalidade: Bacharelado Turno: Integral Centro: Centro

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS. ETAPA BANCO DE DADOS II (34 h/a) Teóricas 68 h/a (34 h/a) Práticas 4 A ETAPA TECNOLÓGICA Estudo de Armazenamento

Leia mais

Programação de Computadores

Programação de Computadores Programação de Computadores INTRODUÇÃO AOS ALGORITMOS E À PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES PARTE 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Programas e Programação

Leia mais

Sistema de Apoio ao Ensino de Modelagem de Software Uma extensão para o editor de programação BlueJ

Sistema de Apoio ao Ensino de Modelagem de Software Uma extensão para o editor de programação BlueJ IV Encontro de Pesquisa PUCSP/TIDD 2011 Sistema de Apoio ao Ensino de Modelagem de Software. Uma extensão para o editor de programação BlueJ Autor: Luciano Gaspar - E-mail: tigaspar@hotmail.com Orientador:

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 05/03/2014 10:06. Centro de Ciências Exatas e Naturais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 05/03/2014 10:06. Centro de Ciências Exatas e Naturais 5// :6 Centro de Ciências Exatas e Naturais Curso: Ciência da Computação (Noturno) Currículo: 7/ CMP.8.- Introdução à Computação Ementa: O que é Ciência da Computação. História da Computação. Estrutura

Leia mais

Compiladores INTRODUÇÃO. www.pedrofreire.com

Compiladores INTRODUÇÃO. www.pedrofreire.com Compiladores INTRODUÇÃO www.pedrofreire.com Este documento tem alguns direitos reservados: Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a Obras Derivadas 2.5 Portugal http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/pt/

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

Código da Disciplina: ENEX00845. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Código da Disciplina: ENEX00845. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Sistemas de Informação Disciplina: TÓPICOS EM BANCO DE DADOS Etapa: 06 34 Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD ENEX00845 Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Leia mais

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES Semestre 5 Válido somente com assinatura e carimbo do IFCE Cód. Disciplina Créditos Horas Nat. Prérequisitos Teóricos Práticos TELM.066 Construção de Compiladores 2 2 80 OBR TELM.061 TELM.067 Sistemas

Leia mais

FAP - Faculdade de Apucarana Curso de Sistemas de Informação RESUMO EXPANDIDO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO -

FAP - Faculdade de Apucarana Curso de Sistemas de Informação RESUMO EXPANDIDO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - FAP - Faculdade de Apucarana Curso de Sistemas de Informação RESUMO EXPANDIDO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESUMO EXPANDIDO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - PLATAFORMA ARES: UMA PLATAFORMA VIRTUAL

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA. Plano de Ensino

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA. Plano de Ensino DISCIPLINA: Métodos Numéricos CÓDIGO: PEE-007 Validade: A partir do 1º semestre de 2009. Carga Horária: 45 horas-aula Créditos: 03 Área de Concentração / Módulo: Sistemas Elétricos / Módulo de Disciplinas

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA Disciplina: BANCO DE DADOS II Núcleo Temático: TECNOLOGIA (32 h/a) Teóricas Etapa: 4ª 68 h/a (32 h/a) Práticas Estudo de Armazenamento e Indexação. Busca da compreensão

Leia mais

LISTA DE TEMAS PARA CONCURSO DE PROFESSOR ADJUNTO EDITAL 90/2010 ÁREA DE ANATOMIA VEGETAL GERAL, COM ÊNFASE EM ANATOMIA ECOLÓGICA * * * * * *

LISTA DE TEMAS PARA CONCURSO DE PROFESSOR ADJUNTO EDITAL 90/2010 ÁREA DE ANATOMIA VEGETAL GERAL, COM ÊNFASE EM ANATOMIA ECOLÓGICA * * * * * * ÁREA DE ANATOMIA VEGETAL GERAL, COM ÊNFASE EM ANATOMIA ECOLÓGICA 1. Sistema de formação. 2. Sistema de revestimento (de proteção). 3. Tecidos fundamentais (parênquima, colênquima e esclerênquima). 4. Sistema

Leia mais

Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br

Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Modelos Arquiteturais Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Tópicos da Aula! Cliente-servidor! Peer processes (P2P)! Objetos distribuídos 2003 Carlos A. G. Ferraz 2 O que é um modelo arquitetural?! Estrutura

Leia mais

2º Ciclo em: Engenharia Informática Design e Desenvolvimento de Jogos Digitais DI UBI 2014/2015

2º Ciclo em: Engenharia Informática Design e Desenvolvimento de Jogos Digitais DI UBI 2014/2015 ANIMATION & VIRTUAL REALITY 2º Ciclo em: Engenharia Informática Design e Desenvolvimento de Jogos Digitais DI UBI 2014/2015 Contacts! Docente (Teacher): Frutuoso Silva! Gabinete (Office): 3.18 (Bloco VI

Leia mais

Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos

Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos Capítulo I Introdução aos Sistemas Distribuídos From: Wolfgang Emmerich Engineering Distributed Objects John Wiley & Sons, Ltd 2000 From: Coulouris, Dollimore and Kindberg Distributed Systems: Concepts

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Projeto Avançado de Sistemas/CPD029 Conceito de padrão de projeto. Padrões de projeto para software orientado a objetos. Mapeamento objetorelacional baseado em padrões. Padrões de arquitetura de software.

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA EMENTAS DAS DISCIPLINAS 4ª. ETAPA 1 TECNOLÓGICA BANCO DE DADOS II (32) Teóricas Etapa: 4ª 64h/a (32) Práticas Estudo de Armazenamento e Indexação. Busca da compreensão de Transações. Análise de Recuperação

Leia mais

Ficha da Disciplina COMPUTAÇÃO GRÁFICA E INTERFACES. Objectivos. Docente

Ficha da Disciplina COMPUTAÇÃO GRÁFICA E INTERFACES. Objectivos. Docente Ficha da Disciplina COMPUTAÇÃO GRÁFICA E INTERFACES Apresentação da disciplina Ano lectivo 2003/2004 Carlos Carreto Nome: Computação Gráfica e Interfaces Curso: Engenharia Informática Área Científica:

Leia mais

Outras Máquinas de Turing

Outras Máquinas de Turing Capítulo 10 Outras Máquinas de Turing 10.1. Pequenas variações da TM padrão 10.2. MT s com dispositivos de armazenamento mais complexos 10.3. MT s não-determinísticas 10.4. A Máquina de Turing Universal

Leia mais

Modelos Arquiteturais

Modelos Arquiteturais Modelos Arquiteturais Carlos Ferraz cagf@cin.ufpe.br Tópicos da Aula Modelos arquiteturais e-servidor Objetos distribuídos 2 O que é um modelo arquitetural? Estrutura em termos de componentes especificados

Leia mais

Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial

Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial Pós-Graduação em Engenharia Elétrica Inteligência Artificial João Marques Salomão Rodrigo Varejão Andreão Inteligência Artificial Definição (Fonte: AAAI ): "the scientific understanding of the mechanisms

Leia mais

Protótipo de um Sistema Móvel para a Extração de. Características em Fragmentos de Imagem de Tecido. Cólico

Protótipo de um Sistema Móvel para a Extração de. Características em Fragmentos de Imagem de Tecido. Cólico Protótipo de um Sistema Móvel para a Extração de Características em Fragmentos de Imagem de Tecido Cólico Application Prototype for Mobile Devices to Features Extraction in Image Fragments Colic Tissue

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1/5 ANEXO II RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 31/2005 EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I SEMESTRE Algoritmos e Estruturas de Dados I Fundamentos da Computação Fundamentos Matemáticos para a Computação

Leia mais

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática Regulamento do Curso de Mestrado Integrado em Engenharia Informática (Ciclo integrado de estudos superiores) (Registado na DGES através do n.º R/A-Cr 21/2013) Artigo 1.º Regulamento geral aplicável O Curso

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO Area de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas DISCIPLINA: PRÁTICAS INVESTIGATIVAS I H111926 03 60 Introdução e ensaio da prática investigativa. Procedimentos metodológicos

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Email: teóricas: artur.arsenio@ist.utl.pt práticas: joao.barreto@ist.utl.pt 2012-2013 1º semestre Sistemas Distribuídos Objectivos e Programa Estudar as técnicas fundamentais para

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores

Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores Guia do Mestrado em Informática Sistemas e Redes & Ciência de Computadores Faculdade de Ciências, Universidade do Porto Faculdade de Ciências da Universidade do Porto 2006-2008 http://www.dcc.fc.up.pt/mi

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Campus São José dos Campos LISTA DE DISCIPLINAS DA GRADUAÇÃO

Universidade Federal de São Paulo Campus São José dos Campos LISTA DE DISCIPLINAS DA GRADUAÇÃO A B C Álgebra Linear Álgebra Linear Computacional Álgebra Linear II Algoritmos e Estrutura de Dados I Algoritmos e Estrutura de Dados II Algoritmos em Bioinformática Alteridade e Diversidade no Brasil

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Introdução à Programação Carga horária total: 60 Carga horária teórica: 0 Carga horária prática: 60 Código da Disciplina: CCMP0041 Período de oferta: 2010.2 Turma: CA

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba PLANO DE ENSINO Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Curitiba PLANO DE ENSINO CURSO Engenharia Eletrônica MATRIZ FUNDAMENTAÇÃO LEGAL (Resolução do COEPP que aprovou a matriz curricular

Leia mais

Código da Disciplina: ENEX01426. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015

Código da Disciplina: ENEX01426. Semestre Letivo: 1ºSEM/2015 Unidade Universitária: FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA Curso: Sistemas de Informação Disciplina: SISTEMAS DE GESTÃO COMERCIAL Etapa: 08 Carga horária: 68 Teóricas, 0 Práticas, 0 EaD Ementa: Código

Leia mais

Características Básicas de Sistemas Distribuídos

Características Básicas de Sistemas Distribuídos Motivação Crescente dependência dos usuários aos sistemas: necessidade de partilhar dados e recursos entre utilizadores; porque os recursos estão naturalmente em máquinas diferentes. Demanda computacional

Leia mais

Infra-estrutura de Software

Infra-estrutura de Software Infra-estrutura de Software Apresentação Ciência da Computação Professor: Carlos Ferraz Monitoria: em formação Horários: Quartas e Sextas, 08-10h (D-005) Laboratório: G4, normalmente URL: http://www.cin.ufpe.br/~cagf/if677/2013-1

Leia mais

INFORMÁTICA. 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

INFORMÁTICA. 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos INFORMÁTICA 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Informática PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 9 anos 2. OBJETIVO/PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO O profissional

Leia mais

Gestão de Projectos de Software - 1

Gestão de Projectos de Software - 1 Gestão de Projectos de Software Licenciaturas de EI / IG 2012/2013-4º semestre msantos@ispgaya.pt http://paginas.ispgaya.pt/~msantos Gestão de Projectos de Software - 1 Objectivos da Disciplina de Gestão

Leia mais

Infra-estrutura de Software. Apresentação!

Infra-estrutura de Software. Apresentação! Apresentação! Ciência da Computação Professor: Carlos Ferraz Monitoria: em formação Horários: Segundas, 13-15h (D- 005), e Quintas, 15-17h (D- 004) Laboratório: G4, normalmente URL: hsp://www.cin.ufpe.br/~cagf/if677/2012-2

Leia mais

COERÊNCIA DO CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO EM FACE DAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS

COERÊNCIA DO CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO EM FACE DAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS COERÊNCIA DO CURRÍCULO DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO EM FACE DAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS O documento que serviu de base para a análise a seguir é o denominado "Diretrizes Curriculares

Leia mais

Disciplina de Projetos e Análise de Algoritmos. Aula 1 - Apresentação aos Algoritmos Computacionais

Disciplina de Projetos e Análise de Algoritmos. Aula 1 - Apresentação aos Algoritmos Computacionais Aula 1 - Apresentação aos Algoritmos Computacionais O que é a Disciplina? Disciplina de Projeto e Análise de Algoritmos Esta é uma disciplina de Algoritmos em nível de Pós-Graduação! Temas a serem abordados:

Leia mais

Programação com Objetos Distribuídos Apresentação

Programação com Objetos Distribuídos Apresentação Programação com Objetos Distribuídos Apresentação Programação com Objetos Distribuídos (C. Geyer) Apresentação 1 Autoria Autor Local C. Geyer Instituto de Informática UFRGS disciplina : Programação com

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENSINO TÉCNICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FAETERJ Petrópolis Área de Extensão PLANO DE CURSO

FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENSINO TÉCNICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FAETERJ Petrópolis Área de Extensão PLANO DE CURSO FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENINO TÉCNICO DO ETADO DO RIO DE JANEIRO PLANO DE CURO 1. Identificação Curso de Extensão: INTRODUÇÃO AO ITEMA INTELIGENTE Professor Regente: José Carlos Tavares da ilva Carga Horária:

Leia mais

EDITAL Nº 204/2014-PROG/UEMA

EDITAL Nº 204/2014-PROG/UEMA EDITAL Nº 204/2014-PROG/UEMA A Universidade Estadual do Maranhão, por meio da PROG, torna público, para conhecimento dos interessados, que, no período de 15/12/2014 a 13/02/2015, estarão abertas as inscrições

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI EDITAL DE ABERTURA CPD Nº 018 CONCURSO PÚBLICO, DE 1º DE ABRIL DE 2016 A Fundação Universidade Federal de São João

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: Curso: Engenharia de Produção Disciplina: Gestão de Investimentos Professor: Paulo Sergio Milano Bernal Carga horária: 4 DRT: 113400-5 Código da Disciplina: 18018017 Etapa: 8º Semestre

Leia mais

Comunicação entre Agentes

Comunicação entre Agentes Comunicação entre Agentes Bibliografia: Jacques Ferber, Multi-Agent Systems: An Introduction to Distributed Artificial Intelligence, Addison-Wesley, 1999. Weiss, G. - Multiagent Systems: A Modern Approach

Leia mais

DISCIPLINA: Métodos Heurísticos

DISCIPLINA: Métodos Heurísticos DISCIPLINA: Métodos Heurísticos CURSO(S): Licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial Licenciatura em Engenharia de Sistemas e Informática Licenciatura em Matemática Aplicada Licenciatura em Matemática

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE BAURU FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICACAO DE BAURU

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE BAURU FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICACAO DE BAURU Nível: Histórico: Mestrado/Doutorado Código Capes: DES00012 Docente(s) Responsável(eis): Prof. Dr. JOAO FERNANDO MARAR Situação Ativa Dt. Aprovação 05/12/2013 Dt. Desativação Créditos 8 CH. Total CH. Teórica

Leia mais

RAFF Um Compilador para Facilitar o Aprendizado de Algoritmos

RAFF Um Compilador para Facilitar o Aprendizado de Algoritmos RAFF Um Compilador para Facilitar o Aprendizado de Algoritmos Almir Joaquim de Sousa 1, Fábio Silveira Vidal 1, Fredson Vieira Costa 1, Ranildo Costa Santana 1 Curso de Bacharelado em Ciência da Computação

Leia mais

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO 2 de junho de 2010 Sumário Administração de Bancos de Dados.................................. 3 Administração Financeira.......................................

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR ELETIVAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática MATRIZ CURRICULAR ELETIVAS MATRIZ CURRICULAR ELETIVAS 7ª ETAPA GESTÃO EMPRESARIAL: FOCO SISTEMAS CORPORATIVOS Disciplina: ESTRATÉGIAS EM SISTEMAS DE GESTÃO EMPRESARIAL ENEX00614 (34) Teóricas 34 h/a Conceitos básicos de estratégia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais