LÍNGUA PORTUGUESA REDAÇÃO POEMA (7º ANO) Professora Jana Soggia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LÍNGUA PORTUGUESA REDAÇÃO POEMA (7º ANO) Professora Jana Soggia"

Transcrição

1 LÍNGUA PORTUGUESA REDAÇÃO POEMA (7º ANO) Professora Jana Soggia

2 Características do Gênero Textual Texto construído por versos (cada linha do poema) O conjunto de versos forma a estrofe Explora a sonoridade e o ritmo das palavras Pode apresentar rimas Geralmente, apresenta imagens e palavras associadas aos sentidos

3 Manoel de Barros ( ) O menino que carregava água na peneira Tenho um livro sobre águas e meninos. Gostei mais de um menino que carregava água na peneira. A mãe disse que carregar água na peneira era o mesmo que roubar um vento e sair correndo com ele para mostrar aos irmãos. A mãe disse que era o mesmo que catar espinhos na água O mesmo que criar peixes no bolso. O menino era ligado em despropósitos. Quis montar os alicerces de uma casa sobre orvalhos. A mãe reparou que o menino gostava mais do vazio do que do cheio. Falava que os vazios são maiores e até infinitos. Com o tempo aquele menino que era cismado e esquisito porque gostava de carregar água na peneira Com o tempo descobriu que escrever seria o mesmo que carregar água na peneira. No escrever o menino viu que era capaz de ser noviça, monge ou mendigo ao mesmo tempo. O menino aprendeu a usar as palavras. Viu que podia fazer peraltagens com as palavras. E começou a fazer peraltagens. Foi capaz de interromper o vôo de um pássaro botando ponto final na frase. Foi capaz de modificar a tarde botando uma chuva nela. O menino fazia prodígios. Até fez uma pedra dar flor! A mãe reparava o menino com ternura. A mãe falou: Meu filho você vai ser poeta. Você vai carregar água na peneira a vida toda. Você vai encher os vazios com as suas peraltagens e algumas pessoas vão te amar por seus despropósitos

4 Cecília Meireles ( ) Ou isto ou aquilo Ou se tem chuva e não se tem sol, ou se tem sol e não se tem chuva! ou compro o doce e gasto o dinheiro. Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo... e vivo escolhendo o dia inteiro! Ou se calça a luva e não se põe o anel, ou se põe o anel e não se calça a luva! Quem sobe nos ares não fica no chão, quem fica no chão não sobe nos ares. É uma grande pena que não se possa estar ao mesmo tempo nos dois lugares! Ou guardo o dinheiro e não compro o doce, Não sei se brinco, não sei se estudo, se saio correndo ou fico tranquilo. Mas não consegui entender ainda qual é melhor: se é isto ou aquilo.

5 Carlos Drummond de Andrade ( ) Quadrilha João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém. João foi para o Estados Unidos, Teresa para o convento, Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia, Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes que não tinha entrado na história.

6 Mário Quintana ( ) O Tempo A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas! Quando se vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal... Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê, passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado... Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...

7 Paulo Leminski ( ) Bem no fundo No fundo, no fundo, bem lá no fundo, a gente gostaria de ver nossos problemas resolvidos por decreto a partir desta data, aquela mágoa sem remédio é considerada nula e sobre ela silêncio perpétuo extinto por lei todo o remorso, maldito seja quem olhar pra trás, lá pra trás não há nada, e nada mais mas problemas não se resolvem, problemas têm família grande, e aos domingos saem todos a passear o problema, sua senhora e outros pequenos probleminhas.

8 Atividade Escolha um dos poemas lidos na aula e relacione com as características abaixo: Eu-lírico Quantidade de versos e estrofes Rima/ Ritmo Mensagem transmitida Elementos de linguagem figurada (imagens do poema)

A lua no cinema. Segunda-feira Curitiba, 18 de agosto de 2014. Leia o poema abaixo e responda:

A lua no cinema. Segunda-feira Curitiba, 18 de agosto de 2014. Leia o poema abaixo e responda: Segunda-feira Curitiba, 18 de agosto de 2014. Leia o poema abaixo e responda: A lua no cinema A lua foi ao cinema, passava um filme engraçado, a história de uma estrela que não tinha namorado. Não tinha

Leia mais

FUNÇÃO DE LINGUAGEM: FUNÇÃO POÉTICA

FUNÇÃO DE LINGUAGEM: FUNÇÃO POÉTICA AULAS 21 À 24 Prof. Sabrina Moraes FUNÇÃO DE LINGUAGEM: FUNÇÃO POÉTICA Assim como as demais funções da linguagem, a função poética também apresenta um discurso construído para atingir um dos elementos

Leia mais

LIVRO PARADIDÁTICO: OU ISTO OU AQUILO

LIVRO PARADIDÁTICO: OU ISTO OU AQUILO LIVRO PARADIDÁTICO: OU ISTO OU AQUILO (MEIRELES, Cecília. Ou isto ou aquilo. São Paulo: Global, 2012.) Cantigas de ninar, cantigas de roda, parlendas, adivinhas e trava-línguas originários do folclore

Leia mais

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo.

É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. 1. É importante saber por que certas coisas são o que são. Quer dizer, saber por que acontecem de um jeito e não de outro. O arco-íris, por exemplo. O arco-íris pode parecer muito estranho se você não

Leia mais

Meditação Caminhando com Jesus NOME: DATA: 24/02/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO. Versículos para decorar:

Meditação Caminhando com Jesus NOME: DATA: 24/02/2013 PROFESSORA: A CRIAÇÃO DO MUNDO. Versículos para decorar: Meditação Caminhando com Jesus NOME: DATA: 24/02/2013 PROFESSORA: 1- Deus criou os céus e a terra. Gênesis 1:1 A CRIAÇÃO DO MUNDO Versículos para decorar: 2 Pois, por meio dele, Deus criou tudo, no céu

Leia mais

dossiê 86 a formação filosófica na perspectiva da filosofia da práxis

dossiê 86 a formação filosófica na perspectiva da filosofia da práxis dossiê 86 Educar para a vida a formação filosófica na perspectiva da filosofia da práxis Ana Maria Said professora do Instituto de Filosofia da Universidade Federal de Uberlândia Gigliola Mendes Mestranda

Leia mais

TEORIA DA COMUNICAÇÃO: ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO E FUNÇÃO DA LINGUAGEM

TEORIA DA COMUNICAÇÃO: ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO E FUNÇÃO DA LINGUAGEM O que você deve saber sobre TEORIA DA COMUNICAÇÃO: ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO Para viabilizar o processo comunicativo, o emissor recorre aos códigos. São sinais representados pela fala, pela escrita, por

Leia mais

Troca do livro LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano 5 A e B 5 C Semana de 27 de junho a 1 de julho de 2016 quarta-feira quinta-feira

Troca do livro LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano 5 A e B 5 C Semana de 27 de junho a 1 de julho de 2016 quarta-feira quinta-feira Troca do livro LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 5 ano 5 A e B 5 C Semana de 27 de junho a 1 de julho de 2016 quarta-feira quinta-feira Leia o poema abaixo para responder as lições de Língua Portuguesa:

Leia mais

3ª FASE. Prof. Carolina Oliveira

3ª FASE. Prof. Carolina Oliveira 3ª FASE Prof. Carolina Oliveira 3ª Avaliação de Linguagem Pontuação: 10 pontos 2 QUESTÃO 01 Leia o texto. (1,5) Querida Anita: Quero trepar numa árvore e brincar de pirata e fazer de conta que os galhos

Leia mais

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Língua Portuguesa.

COLÉGIO 7 DE SETEMBRO FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ. O Colégio que ensina o aluno a estudar. ALUNO(A): TURMA: Língua Portuguesa. FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ 2011 O Colégio que ensina o aluno a estudar. APICE 2 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Língua Portuguesa [1 a ETAPA] Você está recebendo o APICE (Atividade

Leia mais

Uma saudação carinhosa

Uma saudação carinhosa Meus caros amiguitos e amiguitas! Uma saudação carinhosa Olá! Chamo-me António Marto. Sou o novo Bispo desta diocese de Leiria-Fátima. Sabem o que é ser Bispo? Eu explico-vos através de uma comparação

Leia mais

Novembro de 2012 - Nº 12

Novembro de 2012 - Nº 12 Novembro de 2012 - Nº 12 Os despropósitos de um menino-poeta: Infância e poesia em Manoel de Barros e Mia Couto Moama Lorena de Lacerda Marques 1 Com certeza, a liberdade e a poesia a gente aprende com

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO

ESCOLA MUNICIPAL ANÁPOLIS, PROFESSORA: ALUNO (A): ANO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO PREENCHA O CALENDÁRIO ABAIXO: MÊS: DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO AGORA, RESPONDA: A) QUANTOS DIAS TÊM NO MÊS? B) QUE DIA DA SEMANA COMEÇOU O MÊS? C) QUE DIA DA SEMANA TERMINOU O MÊS?

Leia mais

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje.

Na escola estão Pedro e Thiago conversando. THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. MENININHA Na escola estão Pedro e Thiago conversando. PEDRO: Cara você viu o jogo ontem? THIAGO: Não, tive que dormi mais cedo por que eu tenho prova de matemática hoje. PEDRO: Bah tu perdeu um baita jogo.

Leia mais

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Iara Martins Santos

FUNÇÕES DA LINGUAGEM. Iara Martins Santos FUNÇÕES DA LINGUAGEM Iara Martins Santos REFERENTE EMISSOR MENSAGEM RECEPTOR CÓDIGO CANAL a) Emissor: é aquele que envia a mensagem (pode ser uma única pessoa ou um grupo de pessoas). b) Mensagem - é o

Leia mais

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17

Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Trabalho do livro: Fala Sério, Pai! Beatriz Pugliese Netto Lamas- nº2 Giovanna Araujo Ragano- nº12 Lívia Soares Alves- nº17 Introdução No livro Fala Sério, Pai!, os personagens principais são: Maria de

Leia mais

DESABITUAÇÃO. MULHER 1 Foi agora? MULHER 2 Foi. MULHER 1 Você viu? MULHER 2 Não, eu não vi nada. Não sei de nada.

DESABITUAÇÃO. MULHER 1 Foi agora? MULHER 2 Foi. MULHER 1 Você viu? MULHER 2 Não, eu não vi nada. Não sei de nada. DESABITUAÇÃO (Duas mulheres e um homem estão em volta de algo que não podemos ver. Os três olham para a presença ausente, um mesmo ponto fixo no chão. Durante a cena, todos agem com uma naturalidade banal,

Leia mais

META Discorrer sobre o conceito de oração subordinada substantiva e sobre três tipos dessas orações.

META Discorrer sobre o conceito de oração subordinada substantiva e sobre três tipos dessas orações. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS (I) Aula 3 META Discorrer sobre o conceito de oração subordinada substantiva e sobre três tipos dessas orações. OBJETIVOS Ao fi nal desta aula, o aluno deverá: terminada

Leia mais

Fabiana Medeiros Júlio Balisa

Fabiana Medeiros Júlio Balisa Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Letras Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID Escola Estadual José Fernandes Machado Subprojeto: Língua Portuguesa Fabiana

Leia mais

Roteiro de estudo da recuperação de Gramática/Texto

Roteiro de estudo da recuperação de Gramática/Texto Roteiro de estudo da recuperação de Gramática/Texto Professora da Disciplina: Maria Inez Data: /05/14 1º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Ano: 6º Ensino Fundamental Período: Matutino 1) Leia o recado da Turma

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Terça-feira da 7ª Semana da Páscoa Ó Deus de poder

Leia mais

Substantivos sistematização. Atividade 1 1) ILUSTRE, nos retângulos, 5 substantivos concretos presentes na letra de uma música dos Titãs.

Substantivos sistematização. Atividade 1 1) ILUSTRE, nos retângulos, 5 substantivos concretos presentes na letra de uma música dos Titãs. Substantivos sistematização Atividade 1 1) ILUSTRE, nos retângulos, 5 substantivos concretos presentes na letra de uma música dos Titãs. Comida Titãs Bebida é água! Comida é pasto! Você tem sede de que?

Leia mais

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe

Tânia Abrão. Coração de Mãe. Coração De Mãe Coração de Mãe Coração De Mãe Página 1 Coração De Mãe 1º Edição Agosto de 2013 Página 2 Coração De Mãe 1º Edição È proibida à reprodução total ou parcial desta obra, por Qualquer meio e para qualquer fim

Leia mais

Eduardo e Mônica. Aluno(a): Nº. Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE

Eduardo e Mônica. Aluno(a): Nº. Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE Lista de Exercícios Aluno(a): Nº. Professor: Daniel Série: 7º ano Disciplina: Língua Portuguesa Data da prova: 31/10/2014. P2-4º BIMESTRE Para um relacionamento amoroso dar certo, será que as pessoas precisam

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE LITERATURA Nome: Nº 1 a. Série Data: / /2015 Professores: Fernando, Roberto Nota: (valor: 1,0) Introdução Caro aluno. 3º bimestre Neste semestre, você obteve média inferior a

Leia mais

Objetivos. Material a ser utilizado. - Cópias da avaliação. Procedimentos

Objetivos. Material a ser utilizado. - Cópias da avaliação. Procedimentos Objetivos - Identificar informações presentes no texto e produzir respostas baseadas nessas informações. Transcrever trechos do texto para exemplificar a compreensão do seu sentido global. - Identificar,

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: O MENINO QUE APRENDEU A VER

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: O MENINO QUE APRENDEU A VER PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): JANETE FASSINI ALVES NOME DO LIVRO: O MENINO QUE APRENDEU A VER AUTOR: RUTH ROCHA Competências Objetivo Geral Objetivos específicos Estratégias em Língua Portuguesa

Leia mais

V edição do Concurso Literário de Prosa e Poesia

V edição do Concurso Literário de Prosa e Poesia V edição do Concurso Literário de Prosa e Poesia ENSINO SECUNDÁRIO 1º Prémio Ser poeta é Saber ser cada letra de um poema É sentir cada palavra a bater É entregar-se a um texto como à vida. Ser poeta é

Leia mais

DOIS MENINOS, UMA PENEIRA E UMA FLOR - COMPARANDO MANOEL DE BARROS E JOSÉ SARAMAGO.

DOIS MENINOS, UMA PENEIRA E UMA FLOR - COMPARANDO MANOEL DE BARROS E JOSÉ SARAMAGO. DOIS MENINOS, UMA PENEIRA E UMA FLOR - COMPARANDO MANOEL DE BARROS E JOSÉ SARAMAGO. Massillania Gomes Medeiros (PPGLI/UEPB) massillania@gmail.com Introdução. Segundo BASEIO (2009), a literatura comparada

Leia mais

Colégio: Nome: Número: Turma: Data: 1. Leia uma das páginas do diário de Serafina e depois responda às questões.

Colégio: Nome: Número: Turma: Data: 1. Leia uma das páginas do diário de Serafina e depois responda às questões. Fundamental 1 Sugestão de Avaliação de Português 3 o ano 3 o bimestre Colégio: Nome: Número: Turma: Data: 1. Leia uma das páginas do diário de Serafina e depois responda às questões. O diário de Serafina

Leia mais

Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto. Crianças

Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto. Crianças Registo de Opinião Sobre o 1.º Ano de Projecto Crianças Gostei de muito de estar aqui na escola, de brincar com todos, gostei muito, muito do acampamento e das visitas de estudo e para o ano vou ficar

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Língua Portuguesa Nome: Ano: 1º Ano 2º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Códigos e Linguagens

Leia mais

GEOGRAFIA 3º. Meu bairro

GEOGRAFIA 3º. Meu bairro 3º ANO 11 M/T 28/ago/12 GEOGRAFIA 3º Meu bairro Eu me chamo Natália. Quando era pequena, morava num bairro só de casas. O lugar era tão calmo que nós podíamos brincar no meio da rua. Parecia uma cidade

Leia mais

Novidades da semana passada

Novidades da semana passada BOAAAA TARDEEEEE Novidades da semana passada Desafio Desafio Inauguração da Casa Rosa Meu site MK Meu site MK LANÇAMENTOS!! O Natal Chegou! Nada acontece até que alguém venda algo. Mary Kay Ash Promoção

Leia mais

DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO

DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO Bíblia para crianças apresenta DEUS PROVA O AMOR DE ABRAÃO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Byron Unger; Lazarus Adaptado por: M Maillot; Tammy S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido por:

Leia mais

Portuguese Poetry. Meus Oito Anos Casimiro de Abreu

Portuguese Poetry. Meus Oito Anos Casimiro de Abreu Meus Oito Anos Casimiro de Abreu 1. Oh! Que saudades que tenho 2. Da aurora da minha vida, 3. Da minha infância querida 4. Que os anos não trazem mais! 5. que amor, que sonhos, que flores, 6. Naquelas

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS SOBRE O DIA MUNDIAL DA ÁGUA NA ESCOLA

RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS SOBRE O DIA MUNDIAL DA ÁGUA NA ESCOLA RELATÓRIO DE ATIVIDADES REALIZADAS SOBRE O DIA MUNDIAL DA ÁGUA NA ESCOLA CAMPINA GRANDE DO SUL PARANÁ - 2015 RELATÓRIO DE ATIVIDADES SOBRE O DIA MUNDIAL DA ÁGUA 22 DE MARÇO Nossa escola iniciou o tema

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta JESUS E

Bíblia para crianças. apresenta JESUS E Bíblia para crianças apresenta JESUS E LÁZARO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem

Leia mais

Bíblia para crianças apresenta QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS

Bíblia para crianças apresenta QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS Bíblia para crianças apresenta QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Byron Unger; Lazarus Adaptado por: Bob Davies; Tammy S. O texto bíblico desta história é extraído

Leia mais

O primeiro passo fundamental é

O primeiro passo fundamental é 1 3 PASSOS FUNDAMENTAIS PRA VOCÊ RECOMEÇAR SUA VIDA E LIDAR COM SUA NOVA REALIDADE Foi pensando em como eu posso te ajudar a dar os primeiros passos hoje, agora, a partir desse momento que eu resolvi colocar

Leia mais

Aprender a comer bem

Aprender a comer bem Aprender a comer bem 3 Todos os dias os Cufitas vão para escola aprender coisas novas. Aprender a ler, a escrever e no recreio brincam com os amigos. Um dia no recreio, encontraram o João a chorar e perguntaram-lhe:

Leia mais

E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei

E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei E- Queria começar por te perguntar quanto tu soubeste que ias para o teatro como é que foi a tua reação, ficaste entusiasmado, não ficaste E4- Fiquei entusiasmado. E- E porque é que gostavas de já tinhas

Leia mais

Atividades 1. Ouvir atentamente a leitura da poesia: Relógio que atrasa não adianta! (Veio nos acervos do FNDE).

Atividades 1. Ouvir atentamente a leitura da poesia: Relógio que atrasa não adianta! (Veio nos acervos do FNDE). PLANEJAMENTO (Poesia) Professor (a): Viviane Rigoni NOME DA MÚSICA: Competências Objetivos Estratégias em Língua Portuguesa (contemplando os 4 eixos: Leitura; Produção de textos; Oralidade; Análise Linguística)

Leia mais

Apresentação da atividade

Apresentação da atividade Apresentação da atividade 1. Tipo de atividade: mobilização de conhecimento; construção de conhecimento; treino. 2. Descritores de desempenho e Conteúdos: Verbo principal: transitivo direto, indireto,

Leia mais

Estudar o capítulo 3 do livro didático: As variedades de uma língua plural (páginas: 46 a 67)

Estudar o capítulo 3 do livro didático: As variedades de uma língua plural (páginas: 46 a 67) LISTA DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA P2 Aluno (a): Série: 6º ANO 1º BIMESTRE Professor (a): Leila de Souza Goiânia, / / 2016. Valor: 1,0 Estudar o capítulo 3 do livro didático: As variedades de uma língua plural

Leia mais

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE.

Unidade Portugal. Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde. AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE. Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2011. Nome: 3 o ano (2ª série) Tarde AVALIAÇÃO DO CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3 o BIMESTRE Eixo temático Herança social Disciplina/Valor Português 4,0 Matemática 4,0 Hist./Geog.

Leia mais

Conteúdo. Memorando Sentido literal e sentido figurado Presente do modo indicativo Pretérito perfeito do modo indicativo Pronomes de tratamento

Conteúdo. Memorando Sentido literal e sentido figurado Presente do modo indicativo Pretérito perfeito do modo indicativo Pronomes de tratamento Conteúdo Memorando Sentido literal e sentido figurado Presente do modo indicativo Pretérito perfeito do modo indicativo Pronomes de tratamento Habilidades Identificar o gênero textual memorando. Reconhecer

Leia mais

Uma brincadeira de bola chamada Ordem

Uma brincadeira de bola chamada Ordem Lição 2 Uma brincadeira de bola chamada Ordem Ruth Rocha Dá pra fazer de turma ou até sozinho. Bata a bola na parede e jogue de volta, quem deixar a bola cair sai fora. Ordem! Seu lugar! Enquanto bate

Leia mais

era um menino que procurava e procurava e procurava e sempre achava uma saída ou uma entrada pra outra charada.

era um menino que procurava e procurava e procurava e sempre achava uma saída ou uma entrada pra outra charada. O MENINO E O BÚZIO era um menino que procurava e procurava e procurava e sempre achava uma saída ou uma entrada pra outra charada. se cada ida era uma volta para a chegada, cada chegada já emendava noutra

Leia mais

Amor em Perspectiva Cultural - Carlos Drummond de Andrade

Amor em Perspectiva Cultural - Carlos Drummond de Andrade Page 1 of 7 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia da Cultura Educador: João Nascimento Borges Filho Amor em Perspectiva

Leia mais

Nome: Gabrielle 4ª Série 1ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. A Coruja e a Raposa

Nome: Gabrielle 4ª Série 1ª. Unidade: Bom Jesus Centro Cidade: Curitiba Estado: Paraná. A Coruja e a Raposa Nome: Gabrielle 4ª Série 1ª A Coruja e a Raposa Era uma vez uma coruja que tinha sua bela casa na montanha. A raposa tinha uma casa pequena e feia. Um dia, a coruja convidou a raposa para almoçar em sua

Leia mais

O poema e os conhecimentos prévios

O poema e os conhecimentos prévios Muitas pessoas consideram que, conseguindo decodificar as letras, já se tornam um leitor. Isso não é verdade. Para se tornar leitor é preciso ler dando significado ao texto. Quem simplesmente o decodifica

Leia mais

1. Apresentar a obra (22 poemas) e respetiva autora (sua relevância na literatura para a infância em Portugal)

1. Apresentar a obra (22 poemas) e respetiva autora (sua relevância na literatura para a infância em Portugal) Miste rios Proposta de trabalho 1. Apresentar a obra (22 poemas) e respetiva autora (sua relevância na literatura para a infância em Portugal) 2. Folhear livro e antecipar tipo de texto; ativar conhecimentos

Leia mais

Conteúdos: Frases declarativas, exclamativas, imperativas e interrogativas

Conteúdos: Frases declarativas, exclamativas, imperativas e interrogativas Conteúdos: Frases declarativas, exclamativas, imperativas e interrogativas Habilidades: Reconhecer e utilizar corretamente frases declarativas, exclamativas, imperativas e interrogativas Criar frases com

Leia mais

Atividade Extraclasse Recuperação I Etapa. Chapeuzinho Amarelo

Atividade Extraclasse Recuperação I Etapa. Chapeuzinho Amarelo INSTITUTO PRESBITERIANO DE EDUCAÇÃO Goiânia, de de 2013. Nome: Professor(a): Elaine Costa Série: 6º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4) Atividade Extraclasse Recuperação I Etapa Chapeuzinho Amarelo

Leia mais

Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 08/06/2015

Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 08/06/2015 Ficha da semana 4º ano A/B/C Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno

Leia mais

Catequese 2º ano Ensina-nos a rezar (Revisões fim de ano)

Catequese 2º ano Ensina-nos a rezar (Revisões fim de ano) Catequese 2º ano Ensina-nos a rezar (Revisões fim de ano) Na catequese encontramos essencialmente uma Pessoa: Jesus, Filho único do Deus, que sofreu e morreu por nós e que agora, ressuscitado, vive connosco

Leia mais

O texto poético: poemas e letras de música

O texto poético: poemas e letras de música O texto poético: poemas e letras de música 1. Leia o poema e responda: Convite José Paulo Paes Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio, pião de tanto

Leia mais

Anexo 2.8- Entrevista G2.3

Anexo 2.8- Entrevista G2.3 Entrevista G2.3 Entrevistado: E2.3 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência e 45 anos Masculino Ucrânia 14 anos m Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias: Ensino superior Polónia Língua materna:

Leia mais

Nº 25 B - 6º Domingo da Páscoa-10.5.2015

Nº 25 B - 6º Domingo da Páscoa-10.5.2015 Nº 25 B - 6º Domingo da Páscoa-10.5.2015 Qual é o assunto das leituras de hoje? Isso mesmo: o amor. Jesus no Evangelho, e São João na Epístola, falam-nos do amor: de como Deus gosta tanto de nós que mandou

Leia mais

1. Completa o poema que se segue. Antes da despedida, o rapaz pediu à... do Mar para, no dia..., com os seus amigos ali...

1. Completa o poema que se segue. Antes da despedida, o rapaz pediu à... do Mar para, no dia..., com os seus amigos ali... 1. Completa o poema que se segue. O rapaz levou a menina, de novo, até ao mar. O polvo, o caranguejo e o... lá estavam, os três, a... Antes da despedida, o rapaz pediu à... do Mar para, no dia..., com

Leia mais

REQUERIMENTO N o, de 2011

REQUERIMENTO N o, de 2011 REQUERIMENTO N o, de 2011 Requeiro, nos termos do artigo 222 do Regimento Interno do Senado Federal, inserção em ata de voto de congratulações pelo aniversário de 70 anos do excepcional cantor Roberto

Leia mais

AUTORES E ILUSTRADORES: ENZO GOMES BERGAMASCO ERIK VIRIATO MEDEIROS TUBIO MARIANA GONZALEZ MARTINS RAMOS

AUTORES E ILUSTRADORES: ENZO GOMES BERGAMASCO ERIK VIRIATO MEDEIROS TUBIO MARIANA GONZALEZ MARTINS RAMOS AUTORES E ILUSTRADORES: ENZO GOMES BERGAMASCO ERIK VIRIATO MEDEIROS TUBIO MARIANA GONZALEZ MARTINS RAMOS 1º C - 2011 APRESENTAÇÃO AO LONGO DESTE SEMESTRE AS CRIANÇAS DO 1º ANO REALIZARAM EM DUPLA UM TRABALHO

Leia mais

Interpretação de Texto

Interpretação de Texto Atividade de Estudo Português 2º ano Nome: Interpretação de Texto 1- LEIA a história com atenção. HISTÓRIA MEIO AO CONTRÁRIO Foi um alívio geral. Então, o Rei completou, para o Príncipe: - Mas pode ficar

Leia mais

Geração Graças Peça: Os dois fundamentos

Geração Graças Peça: Os dois fundamentos Geração Graças Peça: Os dois fundamentos Autora: Marise Lins O cenário é um quarto de duas pré-adolescentes. E está chovendo na cidade. (som de chuva e trovão) Personagens: Bia está com o livro na mão

Leia mais

PRAÇAS, FUNDOS DE VALES E MATAS URBANAS

PRAÇAS, FUNDOS DE VALES E MATAS URBANAS Instituto de Educação infantil e juvenil Outono, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: Tempo: Início Término: Total: Edição III MMXII fase 3 Grupo A PRAÇAS, FUNDOS DE VALES E MATAS URBANAS 1) Pois bem, o lençol

Leia mais

Flexibilização do currículo do Ensino Médio

Flexibilização do currículo do Ensino Médio Flexibilização do currículo do Ensino Médio Proposta de redação: Ensinar o verbo que precisa ser conjugado no presente e no futuro. Flexibilização do currículo do EM: Os adolescentes do novo milênio fazem

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SÁBADO DA 4ª SEMANA DA PÁSCOA - 1) Oração Deus eterno e todo-poderoso, fazei-nos viver sempre mais o

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Você vai conhecer um sapo que queria muito ser um príncipe, será que ele consegue se transformar? LEIA o texto: Colégio Santa Dorotéia Tema Transversal: Casa comum, nossa responsabilidade. Disciplina:

Leia mais

ANEXO V. Guião da Gala H2Ooooh!

ANEXO V. Guião da Gala H2Ooooh! ANEXO V Guião da Gala H2Ooooh! A Gala H2Ooooh será constituída por um conjunto de cinco reflexões sobre as diferentes áreas temáticas do projeto e quatro atividades. Ordem Ação Intervenientes 1º Apresentação

Leia mais

Potencializando Resultados. Como se cercar de pessoas positivas. Sobre sonhos e positividade.

Potencializando Resultados. Como se cercar de pessoas positivas. Sobre sonhos e positividade. Potencializando Resultados Como se cercar de pessoas positivas. Sobre sonhos e positividade. Qual felicidade você busca? felicidade substantivo feminino 1. qualidade ou estado de feliz; estado de uma consciência

Leia mais

CHICO COCHICHO MAS NA CHÁCARA DO CHICO COCHICHO ESTE É O CHICO COCHICHO, VOCÊ NUNCA VAI ACHAR COM CARA DE LUA CHEIA, COM COVINHA NA BOCHECHA

CHICO COCHICHO MAS NA CHÁCARA DO CHICO COCHICHO ESTE É O CHICO COCHICHO, VOCÊ NUNCA VAI ACHAR COM CARA DE LUA CHEIA, COM COVINHA NA BOCHECHA CHICO COCHICHO ESTE É O CHICO COCHICHO, COM CARA DE LUA CHEIA, COM COVINHA NA BOCHECHA E UM SORRISO QUE NÃO FECHA... MAS NA CHÁCARA DO CHICO COCHICHO VOCÊ NUNCA VAI ACHAR (NÃO ADIANTA PROCURAR...) ESTAS

Leia mais

PALAVRAS QUE BRINCAM: A EXPERIÊNCIA LITERÁRIA DA ONG EMCANTAR COM ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DE UBERLÂNDIA MG

PALAVRAS QUE BRINCAM: A EXPERIÊNCIA LITERÁRIA DA ONG EMCANTAR COM ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DE UBERLÂNDIA MG PALAVRAS QUE BRINCAM: A EXPERIÊNCIA LITERÁRIA DA ONG EMCANTAR COM ALUNOS DE ESCOLAS PÚBLICAS DE UBERLÂNDIA MG ANA PAULA RABELO (ASSOCIAÇÃO EMCANTAR DE ARTE EDUCAÇÃO CULTURA E MEIO AMBIENTE). Resumo Ver

Leia mais

Meu Guia. Pamella Padilha

Meu Guia. Pamella Padilha Meu Guia Pamella Padilha Meu Guia Sentir se confiante (postura na coluna) para falar, pensar, agir, olhar. Posso olhar e falar com qualquer pessoa, desde o mendigo até a pessoa mais linda do mundo, ter

Leia mais

PÁSSAROS E ÁRVORES que o poeta remata com uma referência ao coração

PÁSSAROS E ÁRVORES que o poeta remata com uma referência ao coração andré garcia & raquel simas ALGUMAS PROPOSIÇÕES COM PÁSSAROS E ÁRVORES que o poeta remata com uma referência ao coração Os pássaros nascem na ponta das árvores As árvores que eu vejo em vez de frutos dão

Leia mais

AS AVENTURAS DE MIGUEL - Bernardo S. Schmitt-

AS AVENTURAS DE MIGUEL - Bernardo S. Schmitt- AS AVENTURAS DE MIGUEL - Bernardo S. Schmitt- Era uma vez um menino chamado Miguel. Num dia sua mãe falou: - Olha, filho, hoje você vai para escola de ônibus. E o Miguel falou: - Mas eu não sou pequeno?

Leia mais

Olá, amiguinho, melhor exemplo. Na nossa revista teremos. também muitas atividades e joguinhos legais para você

Olá, amiguinho, melhor exemplo. Na nossa revista teremos. também muitas atividades e joguinhos legais para você Olá, amiguinho, Como é bom estarmos juntos novamente! Neste trimestre, teremos muitas novidades para você. Você descobrirá, lendo as primeiras histórias desta revista, que Deus nos deu um livro muito especial

Leia mais

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam

Dois palhaços de nome Fraterninho e Caridoso, entram em cena procurando algo, um de costas para o outro. Ao se tocarem, ambos se assustam PEÇA ESPÍRITA : Confusão de Natal Grupo de Teatro Espírita Sentimento do 20º CRE DA USEERJ Autores : Sidney Pinto Guedes Margareth Silva Rocha Cavalcante Autor Espiritual : Odilon Silva, psicografado por

Leia mais

Friburguense é uma das primeiras mulheres piloto da Força Aérea Brasileira

Friburguense é uma das primeiras mulheres piloto da Força Aérea Brasileira Friburguense é uma das primeiras mulheres piloto da Força Aérea Brasileira Há 13 anos no comando do helicóptero H-36, Débora hoje é capitã do Esquadrão Puma Por Dayane Emrich Missões de busca, salvamento,

Leia mais

2 MENINOS: VESTIDOS DE (PASTORES) _:

2 MENINOS: VESTIDOS DE (PASTORES) _: CANTAR AUTO DE NATAL Cai, neve, cai neve, cai neve Sobre a Serra bis Branquinha cobre o chão, e então, Fica branquinha a Serra! bis 2 MENINOS: VESTIDOS DE (PASTORES) _: Rodrigo Esteves: e o João_seco Rodrigo

Leia mais

Carlos Drummond de Andrade 31 de Outubro de de Agosto de 1987

Carlos Drummond de Andrade 31 de Outubro de de Agosto de 1987 Carlos Drummond de Andrade 31 de Outubro de 1902 17 de Agosto de 1987 Steven Pinho 10ªE Trabalho de Português Poetas do séc. XX 2 Índice Ficha Bibliográfica Carlos Drummond De Andrade 4 Curiosidades/Outros

Leia mais

Ahmmm... Deus? O mesmo flash de ainda há pouco e, de novo, estava à Sua frente:

Ahmmm... Deus? O mesmo flash de ainda há pouco e, de novo, estava à Sua frente: EAÍ, CARA? O que é que eu estou fazendo aqui? Quem é você? Você sabe muito bem quem Eu sou. É... Vai fundo, fala!... Deus? Viu? Não era tão difícil assim! Claro que Eu sou Deus. É assim que você Me imaginava,

Leia mais

O NASCIMENTO DE MOISÉS Lição 28

O NASCIMENTO DE MOISÉS Lição 28 O NASCIMENTO DE MOISÉS Lição 28 1 1. Objetivos: Ensinar que Deus tinha um plano para Moisés. Ensinar a cada aluno que Deus tem um plano para sua vida e ele pode confiar em Deus para guia-lo. 2. Lição Bíblica:

Leia mais

QUANTO TEMPO VOCÊ TEM?

QUANTO TEMPO VOCÊ TEM? QUANTO TEMPO VOÊ TEM? Introdução: (,,,,, Bm, Am,, Bm, Am) Passam os dias Bm Am As horas passam depressa bem diante dos seus olhos Bm Am Você diz: Tenho que zoar, curtir, aproveitar a vida Bm Am Tenho todo

Leia mais

Pronomes: as pessoas do discurso

Pronomes: as pessoas do discurso I. Introdução A. As classes de palavras 1. Substantivo 2. Adjetivo 3. Verbo 4. Advérbio 5. Pronome 6. Artigo 7. Numeral 8. Conjunção 9. Preposição 10. Interjeição B. Tipos de pronomes 1. Pronome pessoal

Leia mais

Agora, vou começar a contar a história da Catedral da Sé de Mariana.

Agora, vou começar a contar a história da Catedral da Sé de Mariana. Olá amiguinhos, Meu nome é Arp e vou contar para vocês um pouco da história da Catedral da Sé.Este ano a nossa Catedral da Sé comemora 300 anos. Isto mesmo, 300 anos do início da construção! A catedral

Leia mais

Dados da Aula: Oficina de poesia para o 4º ano do Ensino Fundamental, com duração de duas aulas.

Dados da Aula: Oficina de poesia para o 4º ano do Ensino Fundamental, com duração de duas aulas. Dados da Aula: Oficina de poesia para o 4º ano do Ensino Fundamental, com duração de duas aulas. Título da Aula: Brincando com palavras Conteúdo da Aula Tipologia textual: Poema; Verso e estrofe; Produção

Leia mais

MARANATA. O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei. Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA

MARANATA. O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei. Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA MARANATA O Senhor Jesus Vem! Aleluia e Glória ao Rei Coletânea Completa CIA Louvores Avulsos CIA ÍNDICE

Leia mais

Tony Parsons Nothing being Everything Open Secret Publishing, Inglaterra, 2007.

Tony Parsons Nothing being Everything Open Secret Publishing, Inglaterra, 2007. Tony Parsons Nothing being Everything Open Secret Publishing, Inglaterra, 2007. Tradução livre de Moacir Amaral. Pág. 39: A palavra sânscrita Advaita aponta para algo que não é possível de ser falado.

Leia mais

Matéria: literatura Assunto: modernismo - carlos drummond de andrade Prof. IBIRÁ

Matéria: literatura Assunto: modernismo - carlos drummond de andrade Prof. IBIRÁ Matéria: literatura Assunto: modernismo - carlos drummond de andrade Prof. IBIRÁ Literatura CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE (1902-1987) Obras: Alguma Poesia, Brejo das Almas, Sentimento do Mundo, Rosa do Povo,

Leia mais

Lista de Exercícios - Adição

Lista de Exercícios - Adição Nota: Os exercícios desta aula são referentes ao seguinte vídeo Matemática Zero 2.0 - Aula 4 - Adição - (parte 1 de 2) Endereço: https://www.youtube.com/watch?v=ss7v8dgjz34 Gabaritos nas últimas páginas!

Leia mais

A IGREJA ENCONTRA PROBLEMAS

A IGREJA ENCONTRA PROBLEMAS Bíblia para crianças apresenta A IGREJA ENCONTRA PROBLEMAS Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Janie Forest O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem de Hoje 1998

Leia mais

O HOMEM RICO E O HOMEM POBRE

O HOMEM RICO E O HOMEM POBRE Bíblia para crianças apresenta O HOMEM RICO E O HOMEM POBRE Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:M. Maillot; Lazarus Adaptado por: M. Maillot; Sarah S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido por:

Leia mais

Escola Estadual Matriz de Referência Avaliação diagnóstica para o 7º ano

Escola Estadual Matriz de Referência Avaliação diagnóstica para o 7º ano Professor: Disciplina: Escola Estadual Matriz de Referência Avaliação diagnóstica para o 7º ano Data: Valor: Bimestre: Turma: Conteúdo (Tópicos): Nº da Questão Questão Correta 01 A Descritores D19 Identificar

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante audiência com representantes do Clube Náutico Capibaribe

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante audiência com representantes do Clube Náutico Capibaribe , Luiz Inácio Lula da Silva, durante audiência com representantes do Clube Náutico Capibaribe Brasília-DF, 03 de agosto de 2004 No Brasil, os políticos negam, sistematicamente, o time pelo qual torcem,

Leia mais

História de uma Baleia

História de uma Baleia SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 03 / / 0 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE LÍNGUA PORTUGUESA 3.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

SOLUÇÕES. Fichas de Trabalho de Apoio. FT Apoio 7 ; 4.2. 1; 5.1. [ 30, [ ); 5.2. [, 2[ ; 8.6. FT Apoio 8. 2 e 1; 3.2. por exemplo: 3 ou.

SOLUÇÕES. Fichas de Trabalho de Apoio. FT Apoio 7 ; 4.2. 1; 5.1. [ 30, [ ); 5.2. [, 2[ ; 8.6. FT Apoio 8. 2 e 1; 3.2. por exemplo: 3 ou. 11, 6 ; 1 4, 86 ; (A); (D); 41 permite resolver o problema é problema é ( ) SOLUÇÕES Fichas de Trabalho de Apoio FT Apoio 7 S 16 = 17, + ); [, [ Escola EB, de Ribeirão (Sede) ANO LETIVO 11/1 ; 4 1; 1 [,

Leia mais

4. Preencha com os pronomes pessoais do caso reto e dê exemplos

4. Preencha com os pronomes pessoais do caso reto e dê exemplos 1. O que são e para que servem os pronomes? 2. Substitua nas frases as palavras sublinhadas por pronomes. a) O cacique era o líder. b) Os pássaros voam c) As flores murcharam d) As crianças correm e) A

Leia mais

Luís Vaz de Camões. prof.: Pedro Augusto Furasté

Luís Vaz de Camões. prof.: Pedro Augusto Furasté EXERCÍCIO COM TEXTO SONETO Luís Vaz de Camões prof.: Pedro Augusto Furasté 1. Apenas um dos pares abaixo não se opõe. Assinale-o: a) dói / não se sente b) ganhar / perder c) querer // bem-querer d) contentamento

Leia mais

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984.

P/1 E qual a data do seu nascimento? Eu te ajudo. Já te ajudo. Dia 30 de março de 1984. museudapessoa.net P/1 Então, vamos lá. Eu queria que você me falasse seu nome completo. R Meu nome é Karen Fisher. P/1 E onde você nasceu, Karen? R Eu nasci aqui no Rio, Rio de Janeiro. P/1 Na cidade mesmo?

Leia mais