Guia para o Estudante Internacional. Fundación H. A. Barceló

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia para o Estudante Internacional. Fundación H. A. Barceló"

Transcrição

1 Guia para o Estudante Internacional Departamento de Relações Internacionais Fundación Barceló 2014

2 Guia para o Estudante Internacional Fundación H. A. Barceló ÍNDICE Bem-vindos à Argentina Dados Gerais do país... 7 Geografia... 7 População... 7 Religião na Argentina... 8 Cidade Capital, Buenos Aires... 8 La Rioja... 9 Corrientes, Santo Tomé Porque estudar na Argentina? BEM-VINDO A FUNDACIÓN BARCELÓ Bem-vindo a Fundación Barceló História da Fundación Departamento de Relações Internacionais Programa de Mobilidade Internacional INFORMAÇÃO ACADÊMICA Informação Acadêmica Carreiras oferecidas Carreiras de Grau Carreiras de pré-grau Carreiras de pós-graduação Modalidade à Distância Cursos de Espanhol Feriados Nacionais Feriados inamovíveis Feriados transladáveis DATA DIA

3 COMEMORAÇÃO Informação Administrativa Visto de Estudante Residência permanente ou transitória Documentação necessária: Importante Documentação a ser apresentada Embaixadas Embaixada do Brasil Embaixada de Colômbia Embaixada de Peru Embaixada de Bolívia Embaixada de Equador Embaixada de México Embaixada dos Estados Unidos Embaixada de Espanha Embaixada de Itália Embaixada do Chile Cobertura médica Morar na Argentina Hospedagem Residência PROYECTO ALFA Residência MASTER Residência ENTIS Enjoy BA ByT Argentina Enjoy BA Dorms BA ByT Argentina Your Loft in BA

4 B my guest Rentar Apartments Nahiara Swiszcz Transporte Buenos Aires Metrô de Buenos Aires Ônibus Taxis de Buenos Aires Remises Bicicletas Comunicação Informação monetária Caixas Eletrônicos Cheques de viagem Câmbio de dinheiro Clima Turismo Serviços Bibliotecas Laboratórios Sede Buenos Aires La Rioja Santo Tomé Extensão Universitária Promoção da Saúde Bem-estar estudantil Esportes e recreação Tutorias APÊNDICE Telefones úteis

5 Links de interesse Custo de vida em Buenos Aires

6 MORAR NA ARGENTINA 6

7 Bem-vindos à Argentina. Dados Gerais do país A República Argentina, é um estado soberano, organizado como república representativa e federal, localizado no extremo sudeste da América do Sul. O seu território está dividido em 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires, capital da nação e sede do governo federal. Os seus 40 milhões de habitantes mediam índices de desenvolvimento humano, renda per capita e qualidade de vida que se encontram entre os mais altos da América Latina. Segundo o Banco Mundial, o seu PIB nominal é o 25º mais importante do mundo, mas, se for considerado o poder aquisitivo, o seu PIB total transforma ao país na 21º economia mais importante do mundo. Geografia Com una superfície de km2 é o segundo maior estado da América Latina, quarto no continente americano e oitavo no mundo. O se território continental americano, que abrange grande parte do Cone Sul, limita ao norte com Bolívia e Paraguai, ao nordeste com o Brasil, ao leste com Uruguai e o oceano Atlântico, e ao sul e oeste com Chile. A superfície do setor americano da Argentina é de km2. A superfície do setor antártico da Argentina área sob os postulados do Tratado Antártico mede km². População De acordo com os dados definitivos, a população da República Argentina ascende a habitantes, com uma densidade média de 14,4 hab./km². O país registrou nos inícios do século XX altas taxas de crescimento populacional, devido aos processos de imigração somados a u, alto crescimento vegetativo. Desde a década de 1960, o crescimento total é de aproximadamente o resultado da diferença entre a taxa bruta de natalidade e a taxa bruta de mortalidade. Segundo o Relatório sobre Desenvolvimento Humano do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, compilado de acordo aos dados de 2009 e publicado em 2011, a Argentina tem um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,797. Ao nível mundial, localiza-se na posição 45 dentro dos 187 estados que participam no ranking. O país tem sido receptor de importantes correntes imigratórias que continuam na atualidade, atingindo um tope no período e conta com importantes comunidades estrangeiras. A atual população argentina é o resultado direto de uma grande onda de trabalhadores imigrantes, principalmente italianos e em segundo lugar espanhóis e da mestiçagem com as populações indígenas originárias, criollas. O mapa genético da Argentina está composto em 7

8 79% proveniente de diferentes etnias europeias, principalmente italianas e espanholas, 18% de diferentes etnias ameríndias e 4,3% de etnias africanas. A população conta também com importantes comunidades de judeus, árabes, armênios, ciganos, britânicos, franceses, alemães, polacos, russos, croatas, ucranianos, japoneses, chineses, coreanos, paraguaios, bolivianos, uruguaios, chilenos, peruanos, brasileiros, etc. Religião na Argentina Na Argentina existe uma ampla liberdade de cultos garantida pelo artigo 14 da Constituição Nacional, embora o Estado reconheça um caráter proeminente à igreja Católica, que conta com um status jurídico diferenciado respeito do resto de igrejas e confissões, segundo o artigo 2 da Constituição Argentina, o Estado Nacional deve sustentá-la. 88% dos argentinos têm sido batizados como católicos. 12% da população professa o evangelismo, 12% se considera agnóstica, 4% se considera ateia. 1,5% é muçulmano e 1% é Judeia. Existem também, crenças populares de caráter religioso muito difundidas, como o culto a Defunta Correa, a Mãe Maria, a Pancho Sierra, ao Gauchito Gil ou a Ceferino Namuncurá. Cidade Capital, Buenos Aires A Cidade de Buenos Aires ou Cidade Autônoma de Buenos Aires é a capital da República Argentina. Está localizada na região centro-leste do país- sobre a margem do Rio da Prata, em plena planície pampeana. 8

9 Os resultados definitivos do censo de 2010 estimam a população da cidade em habitantes e aquela d seu aglomerado urbano, o Gran Buenos Aires, em habitantes sendo a maioria área urbana do país, a segunda de América do Sul e do hemisfério sul e uma das 20 maiores cidades do mundo. A cidade de Buenos Aires se encontra entre as cidades com maior qualidade de vida da América atina, e a sua renda per capita está entre as três maiores da região. É a cidade mais visitada da América do Sul. O tecido urbano se assemelha a um leque que limita ao sul, oeste e norte com a província de Buenos Aires e ao leste com o rio. Oficialmente a cidade está dividida em 48 bairros que derivam, os mais antigos, das igrejas estabelecidas no século XIX. Tem os seus próprios poderes executivo, legislativo e judicial, além da sua própria polícia. A cidade de Buenos Aires foi fundada em 1580 por Juan de Garay. Em 1776 foi designada capital do recém criado Vicereinado do Rio da Prata pelo rei da Espanha. A cidade de Buenos Aires é o principal centro educacional do país e um importante núcleo de atividade artística e intelectual. O seu perfil urbano é principalmente eclético. Misturam-se por causa da imigração, os estilos art decó, art nouveau, neogótico e o francês borbônico. La Rioja A cidade de La Rioja é a capital da Província de La Rioja, localizada no noroeste do país. A província de La Rioja limita ao noroeste com Chile, ao oeste com a província de San Juan, ao sul com San Luis, ao leste com Córdoba e ao norte com Catamarca. Com uma superfície de km2 que representa 3,22% do território argentino, em La Rioja predomina um relevo montanhoso de escassa vegetação sem a presença de um percurso de água permanente. 9

10 A sua economia se sustenta a partir da agricultura com rega artificial, com a produção de vide e oliveiras principalmente, mas também tem crescido consideravelmente o turismo nos últimos anos, destacando-se o Parque Nacional Talampaya, como principal atrativo. A sua população estimada em 2010 é de habitantes, com maior concentração na sua capital. Encontra-se localizada no centro oeste do país. O oeste da província se encontra dentro da região andina e a maior parte dentro da região geográfica denominada Serras Pampeanas. Na parte norte da província, a mesma se encontra atravessada por várias serras como as Serras de Velasco e as Serras de Famatina, que a percorrem de norte a sul entre as mesmas formam amplos vales. O sul conta com várias serras isoladas por planícies. O seu território ocupa uma superfície de km2, pelo que a sua extensão pode ser comparada com aquela de Portugal. Apresenta basicamente três áreas que vão desde o sul até o norte. O sul apresenta um relevo baixo, dominado pela Serra de los Llanos e outras serras adjacentes, como aquelas de Minas e Malazán, rodeadas todas de planícies semidesérticas. Um pouco afastada das serras principais, em direção ao sul, encontra-se a Serra de Chepes. A zona conta também com o dique de Anzulón. Entre essas serras se encontram povos como Chamical, Chepes, Olta, Malanzán e Ulapes. O sudeste da província é a zona mais baixa e aí se encontra a peniplanície chamada Los Llanos de La Rioja e nos limites da depressão do deserto das Salinas Grandes. O centro da província conta com duas formações importantes, a Serra de Velasco e a Serra de Famatina. No lado leste da Serra de Velasco se encontra a capital da província. Ao leste da Serra de Velasco se encontra uma ampla planície semidesértica, quase desabitada, só interrompida pela Serra Brava. Nesta ampla planície desembocam a maior parte dos rios da província, perdendo-se em desaguadouros inundáveis e salinos. Ao oeste da Serra de Velasco se encontra um amplo vale, o Valle de Famatina ou de Antinaco, cujo centro ocupa a cidade de Chilecito. Neste vale se encontram, também, os povos de Famatina, Campanas, Pituil, Nonogasta, Vichigasta, Anguinán, Sañogasta e Los Sarmientos. O setor ocidental da província está formado, de leste para oeste, por: o vale do Rio Vinchina, a pré cordilheira, que inclui algumas serras como de Umango e Del Toro Muerto; uma meseta, ocupada em parte pela Reserva Provincial Laguna Brava; e os Andes, que marca o limite com Chile. 10

11 Corrientes, Santo Tomé Santo Tomé é a capital do departamento homônimo na província de Corrientes, Argentina. Encontra-se a 387 quilômetros da cidade de Corrientes. Está unida através da Ponte da Integração, à localidade brasileira de São Borja, o tráfego fronteiriço é um pilar da economia local. As origens de Santo Tomé, Corrientes se remontam a 1632, ano em que foi fundada pela primeira vez, na província de Tapé, atual Rio Grande do Sul. Este assentamento não durou muito devido ao constante assedio dos mamelucos paulistas que atacavam as povoações em busca de escravos. Em 1683 os jesuítas se instalaram no mesmo local que hoje ocupa a cidade de Santo Tomé. Depois, no ano 1817 o povo foi incendiado pelo Geral Chagas, ao mando de tropas portuguesas. Recém em 27 de agosto de 1863 a cidade de Santo Tomé, Corrientes foi refundada oficialmente. Santo Tomé conta com dois museus, o Depósito Miguel J. Centeno, de história e motivos tradicionais e o Museu Histórico Regional Pablo Argilaga. O templo principal da igreja católica conserva pertenças da antiga redução jesuítica. Entre os seus principais atrativos se destacam os campings a beira do rio Uruguai, os carnavais e o Festival de Folclore Correntino que se desenvolve durante a segunda quinzena de novembro. Outros atrativos são os seus 2 museus, o Monumento a Andresito Guacurarí, a Praça San Martín e a Igreja Católica. Os carnavais de Santo Tomé Corrientes realizam-se desde os anos 1960, com a aparição da primeira comparsa chamada Turma Do Fon Fon em Um ano depois nasceu a Comparsa Marabú. Somar-se-iam depois Cerro Berá, Ipanema e Colón. Este tradicional carnaval tem um estilo carioca e convoca a milhares de pessoas. O desfile se realiza por um corsodromo construído especialmente para esse evento. 11

12 Porque estudar na Argentina? Porque a Argentina oferece uma ampla, diversificada e qualificada oferta de estudos universitários, tanto de grau quanto de pós graduação, com um custo de vida acessível e paisagem únicos. A importância dada à educação desde faz mais de 120 anos, permite mostrar uma das taxas de alfabetismo mais altas do mundo. Os seus profissionais obtêm muito reconhecimento no país e no estrangeiro. Existem mais de 115 instituições universitárias, estaduais e privadas, que nucleiam a mais de estudantes. A Argentina é um país multicultural e com uma oferta diversificada de centros de estudo, cidades e lugares. A qualidade das universidades argentinas é internacionalmente competitiva. Todas as universidades argentinas se encontram sujeitas a avaliações periódicas da Comissão Nacional de Avaliação e Acreditação Universitária (CONEAU), os seus cursos são acreditados pela mesma comissão e controlados pelo Ministério de Educação. Por outro lado, os baixos custos fazem mais acessível o mercado educacional a estudantes universitários. Tanto respeito ao custo de vida quando a matrícula das universidades. As universidades nacionais não cobram em geral os estudos de grau, no entanto que os custos das universidades privadas são consideravelmente mais baixos que em outros países. Mesmo assim, o país oferece a oportunidade de aprender espanhol como língua estrangeira. A oferta de cursos é muito ampla: desde curtos e intensivos, até anuais ou centrados em objetivos específicos, sejam com perfis de trabalho, profissionais, turísticos ou acadêmicos. 12

13 BEM-VINDO A FUNDACIÓN BARCELÓ 13

14 Bem-vindo a Fundación Barceló O Instituto Universitario de Ciencias de la Salud (IUCS) é uma instituição de educação superior universitária privada, integrante do Sistema Universitário Nacional e criada pela Fundación Héctor Alejandro Barceló para el desarrollo de la Ciencia Biomédica Argentina, entidade sem fins lucrativos, com personalidade jurídica e inscrita no Registro Nacional de Entidades de Bem Público. Em 27 de março de 1991, a Héctor Alejandro Barceló para el desarrollo de la Ciencia Biomédica Argentina obteve a sua personalidade jurídica através da Resolução nº 341 da Inspección General de Justicia, fixando como objetivo o desenvolvimento da educação universitária, a ciência, a pesquisa e a promoção da saúde na comunidade. Em 26 de junho de 1992, o Instituto Universitario de Ciencias de la Salud inicia as suas atividades na Cidade Autônoma de Buenos Aires mediante a Resolução 1247/92 do Ministério de Cultura e Educação da República Argentina. Cumprindo com os requisitos previstos pela Lei de Educação Superior nº e os padrões de qualidade estabelecidos pela Comissão Nacional de Avaliação e Acreditação Universitária (CONEAU), em 25 de julho de 2007 recebe do Poder Executivo Nacional o reconhecimento definitivo mediante o Decreto nº 977. A Fundación Barceló se dedica exclusivamente ao ensino de ciências da saúde, contando com docentes comprometidos e consubstanciados com os atuais paradigmas da educação médica e com um adequado nível de formação que os habilita a operar como agente de mudança. Conta com carreiras de grau e pós-graduação autorizadas pelo Ministério de Educação e acreditadas pela Comissão Nacional de Avaliação e Acreditação Universitária (CONEAU), incorpora também cursos e programas de formação profissional continua, fomentando a capacitação e o aperfeiçoamento permanente. História da Fundación A história da Fundación H.A. Barceló e do seu compromisso com o desenvolvimento da ciência biomédica na Argentina se encontra indissoluvelmente unida à história do seu fundador. O seu compromisso com o ensino da medicina o levou a criar em 1968 o Instituto de Docencia e Investigaciones Biológicas. Depois de vinte e três anos de experiência e tendo contribuído a formação de mais de futuros médicos, em 1991 foi constituída a Fundación Héctor Alejandro Barceló para el Desarrollo de la Ciencia Biomédica Argentina. Quarenta anos após a sua fundação, o empreendimento do Dr. Héctor Alejandro continua renovando dia a dia o seu compromisso com a educação e avance das ciências, contribuindo também ao desenvolvimento regional que permite a estudantes de diversas províncias e inclusive provenientes de outros países acessar a educação superior de excelência.sedes da Fundación Barceló 14

15 A Fundación Barceló tem uma visão que faz ênfase no aspecto do desenvolvimento regional da educação. Por esse motivo, tem criado e gere integramente uma rede de centros de alto nível em formação em saúde, com sedes na Cidade de Buenos Aires, na cidade de La Rioja (Noroeste argentino), e na Cidade de Santo Tomé (nordeste argentino). Através desta estrutura, a Fundación Barceló é responsável de um sistema de formação em Ciências da Saúde que abrange três sedes localizadas em territórios com características marcadamente diversas respeito das suas condições sanitárias, sociais, ambientais e culturais. Sede La Rioja Sede Santo Tomé Sede Buenos Aires Departamento de Relações Internacionais A Fundación H.A. Barceló oferece uma experiência educacional única, na qual os alunos das diferentes carreiras do âmbito da saúde poderão fazer contato com diferentes realidades epidemiológicas. A localização estratégica das suas três sedes oferece uma oportunidade sem paralelo para conhecer as particularidades do sistema de saúde argentino. A interação com zonas urbanas e rurais muito diferentes, permitirá ao aluno realizar práticas supervisadas por profissionais da saúde, participando de diversos programas e enriquecedoras experiências dentro da estratégia de atendimento primário da saúde e formação humanística. Os estudantes poderão acessar a diversos hospitais de gestão privada e a centros de saúde, onde terão interação com os pacientes e participarão de ações dirigidas à comunidade. Como parte do seu processo de internacionalização, a Fundación tem uma função destacada em diferentes Redes Internacionais, organiza congressos científicos dentro e fora do país, desenvolve pesquisas conjuntas com instituições do exterior, oferece programas acadêmicos de titulação conjunta e promove a mobilidade internacional de alunos, docentes e pesquisadores. Os alunos que escolhem a Fundación Barceló têm a oportunidade de fazer parte de uma experiência acadêmica inovadora e desafiadora, que lhes permitirá conhecer o atrativo de um dos países mais importantes da região e desfrutar da sua riqueza natural e cultural, vivendo uma verdadeira aventura educacional. A vocação da Faculdade de medicina é a formação de profissionais de excepcional qualidade, sólidas bases científicas e profundas raízes humanísticas. Programa de Mobilidade Internacional A Fundación busca gerar um intercâmbio intensivo e dinâmico de alunos internacionais, enviando aos nossos alunos ao exterior e recebendo estudantes de diversas partes do mundo para que passem um semestre na nossa instituição. Tanto a instituição de origem quando 15

16 aquela de destino se beneficiam com este tipo de intercâmbios. Os alunos internacionais enriquecem as aulas com as suas opiniões e as diferentes perspectivas de análise, a vez que os nossos alunos voltam com novos conhecimentos e uma perspectiva mais global da realidade social. O mais interessante é que com essa experiência, os estudantes, além de explorar uma nova cultura, poderão melhorar o idioma, desenvolver capacidades de adaptação, madureza, independência e responsabilidade. Por qué a Fundación Barceló? Porque a Fundación Barceló é a única instituição universitária argentina na qual os alunos são incorporados a um Sistema de formação em saúde, uma rede de formação que cumpre elevados padrões internacionais de qualidade acadêmica e que vincula três regiões da Argentina com características diversas e diferentes realidades sanitárias, sociais, culturais e ambientais. A Fundación Barceló tem assinado convênios e mantido sólidos vínculos com universidades, clínicas e hospitais da América, Europa e Ásia. O objetivo dos convênios celebrados é a geração de canais de comunicação que permitam o nascimento e o intercâmbio do conhecimento científico, tecnológico, acadêmico, cultural e de responsabilidade social universitária. Os alunos que escolhem a Fundación Barceló têm a oportunidade de fazer parte de uma experiência acadêmica inovadora e desafiadora, que lhes permitirá conhecer o atrativo de um dos países mais importantes da região e desfrutar da sua riqueza natural e cultural, vivendo uma verdadeira aventura educacional. 16

17 INFORMAÇÃO ACADÊMICA 17

18 Informação Acadêmica Carreiras oferecidas Carreiras de Grau - Medicina. 6 anos - Nutrição. 4 anos - Nutrição à distância - Kinesiologia e Fisiatria 5 anos - Psicologia 5 anos Carreiras de pré-grau - Instrumentação cirúrgica. 2 anos - Análises clinicas. 2 anos - Análise de Sistemas de Informação Médica. 2 anos - Visitador Médico 16 meses presencial Carreiras de pós-graduação - Doutorado em Ciências da Saúde. 2 anos - Mestria em Gerontologia Clínica. 2 anos - Mestria em Neuropsicofarmacologia Clínica. 2 anos - Especialização em Medicina Legal. 2 anos - Especialização em Nutrição. 2 anos - Especialização em Administração de Serviços de Saúde. 2 anos - Especialização em Medicina Social e Comunitária. 2 anos - Capacitação em ecografia e Doppler para médicos generalistas. 8 meses Modalidade à Distância - Bacharelado em Qualidade de Serviços de Saúde. 5 meses - Bacharelado em Tecnologia de alimentos e nutrição. 6 meses - Bacharelado em Didática e Pedagogia Universitária. 31 semanas. - Curso de Cardioanatomia. 2 meses - Curso de Medicina da Dor. 24 semanas - Curso de desenvolvimento de adolescentes e jovens. 1 ano. - Adições, álcool e drogas. 1 ano - Auditoria básica para a equipe de saúde. 6 meses - Reumatologia Prática em imagens 18

19 Cursos de Espanhol A Fundación oferece como serviço especial para os seus alunos internacionais, cursos de espanhol. Os mesmos são opcionais e estão divididos em níveis, de acordo com a nomenclatura internacional: A1, B1 e B2. São cursos especialmente desenhados para alunos internacionais e orientados a conhecimentos e vocabulário de saúde. Os cursos estão estipulados em diferentes dias e horários para que cada aluno possa escolher entre a oferta quando deseja estudar. O nível A1 é um curso de nível inicial, o que permite que qualquer aluno com nenhum ou escasso conhecimento da língua espanhola possa ser incorporado. Feriados Nacionais 2014 Feriados inamovíveis. DATA DIA COMEMORAÇÃO 1º de Janeiro Quarta-feira Ano Novo 3 e 4 de Março Segunda e terça-feira Carnaval 24 de Março Segunda-feira Dia Nacional da Memória pela Verdade e a Justiça 2 de Abril Quarta-feira Dia do Veterano e dos Caídos na Guerra de Malvinas 18 de Abril Sexta-feira Sexta-feira Santa 1º de Maio Quinta-feira Dia do Trabalhado 2 de Maio * Sexta-feira Ponte turística 25 de Maio Domingo Dia da Revolução de Maio 20 de Junho Sexta-feira Dia Passo a Imortalidade do Geral Manuel Belgrano 9 de Julio Quarta-feira Dia da Independência 8 de Dezembro Segunda-feira Imaculada Conceição de Maria 25 de Dezembro Quinta-feira Natal 26 de Dezembro* Sexta-feira Ponte turística Feriados transladáveis DATA DIA COMEMORAÇÃO 17 de Agosto Segunda-feira 18 de Agosto 12 de Outubro Segunda-feira 13 de Outubro 20 de Novembro Segunda-feira 24 de Novembro Dia Passo a Imortalidade do Geral José de San Martín Dia do Respeito a Diversidade Cultural Dia da Soberania Nacional 19

20 Dias não de trabalho DATA DIA COMEMORAÇÃO 14 até 16 de Abril 20 até 22 de Abril Segunda-feira até quarta-feira Domingo até terçafeira Páscoa Judaica (b) Os dois primeiros dias e os dois últimos dias da Páscoa Judaica (b) * 17 de Abril Quinta-feira Quinta-feira Santa Festividade Cristã 24 de Abril Quinta-feira Dia de ação pela tolerância e o respeito entre os povos (a) 24 de Setembro Quarta-feira Ano Novo Judaico (b)** 3 de Outubro Sexta-feira Dia do Perdão (b)*** # sem data Festa do Sacrifício # sem data Ano Novo Islâmico # sem data Culminação do Jejum 20

21 INFORMAÇÃO ADMINISTRATIVA 21

22 Informação Administrativa Visto de Estudante Residência permanente ou transitória Com esse procedimento disponibilizamos ao aluno internacional do Instituto Universitario de Ciencias de la Salud (IUCS) que ingressa na República Argentina, normas, casos e prazos que deve cumprir perante as autoridades migratórias nacionais e as autoridades universitárias. Quando é necessário tramitar a residência temporária/ transitória como estudante? Em caso que os estudos a ser realizados na República Argentina tenham uma duração maior a 90 dias, o aluno deverá tramitar a residência temporária como estudante no país. Como obtenho a residência temporária como estudante se sou cidadão de um estado membro do MERCOSUL e associados? Quais países inclui? Os países do Mercosul e os seus estados associados são: Bolívia Brasil Colômbia Chile Equador Paraguai Peru Uruguai Venezuela Guiana Suriname Os estudantes nativos dos mencionados países ou nascidos nalgum país no Mercosul, mas nacionalizados no Brasil, Uruguai, Paraguai, Chile ou Bolívia e que tenham cinco (5) anos de antiguidade em benefício, poderão solicitar residência temporária por dois (2) anos. Sendo o prazo máximo para a sua tramitação de 90 dias contados desde a data de ingresso no país. Onde início o trâmite? Que documentação necessito? O trâmite se inicia perante a Direção Nacional de Migrações (DNM) e requere a seguinte documentação: Documentação necessária: Identidade Cédula de Identidade, Passaporte ou Certidão de Nacionalidade com fotografia, originais. Estes documentos deverão estar vigentes, em bom estado de conservação e com uma cópia de fotocopias completa, inclusive as folhas em branco. 22

23 Certidão de antecedentes criminais estrangeiro o mesmo deve ser emitido pelas autoridades competentes dos países onde o estudante tenha residido por um prazo superior a 1 (um) ano durante o percurso dos últimos 3 (três) anos. Só exigível a maiores de 16 anos. Certidão de antecedentes criminais argentinos o mesmo deve ser expedido pelo Registro Nacional de Reincidência dependente do Ministério de Justiça e Direitos Humanos ou pela Policia Federal Argentina. Só exigível a maiores de 16 anos. Certidão de domicílio Para a obtenção da certidão de domicílio, o aluno poderá se dirigir a qualquer delegacia da Policia Federal Argentina. A certidão de domicílio poderá ser substituída por uma fatura de serviço público ao seu nome. Entrada Carimbo de entrada ao país colocado no documento de viagem ou no cartão migratório. Um turno por pessoa Uma fotocopia com as seguintes características Atual. Tirada de frente, meio corpo. Cabeça totalmente descoberta. A cores, tamanho 4x4. Fundo branco e pronto. Taxa de Radicação MERCOSUL $300 pesos argentinos + $35 pesos argentinos DNI. Constância de Inscrição Eletrônica o aluno deverá requerer à Fundación H. A. Barceló a sua inscrição eletrônica. Para isso, poderá solicitar o mesmo ao Escritório de Relações Internacionais. Importante A documentação a ser apresentada deverá ser original e acompanhada da sua respectiva fotocopia, a fim de proceder a sua certificação. Quando a documentação tenha sido emitida por autoridade estrangeira, deverá ser apresentada com a devida intervenção da autoridade consular argentina e legalizada pelo Ministério de Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto, ou com a "apostille" se o país onde foi emitido tivesse ratificado o Convênio de La Haya. Sem prejuízo do disposto nos acordos ou convenções internacionais em vigor, toda a documentação emitida pelas representações consultares no território nacional, deverá contar com a legalização do Ministério de Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto, exceto Mercosul. Toda documentação emitida em idioma estrangeiro deverá contar com a tradução ao espanhol realizada por Tradutor Público Nacional (Art. 6º Lei ) e legalizada pelo Colégio de Tradutores. Av. Corrientes 1834 (exceto Brasil). 23

24 Como obtenho a residência temporária como estudante se sou cidadão de um estado extra do MERCOSUL e associados? No caso dos estudantes que sejam cidadãos de países extra Mercosul, há de diferenciar aqueles países que requerem visto para a entrada ao país, daqueles que não requerem visto para entrar no país: Os estudantes provenientes de países extra Mercosul que não requerem visto para ingressar na República Argentina Os países são: Alemanha, Andorra, Austrália, Áustria, Barbados, Bélgica, Canadá, República de Coreia, Costa Rica, Croácia, Chipre, Dinamarca,El Salvador, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos de América, Estônia, Finlândia, França, Granada (Grenada), Grã Bretanha e Irlanda Do Norte, Grécia, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Hong Kong Com Pte. Britânico B.N.O., Hong Kong Com Novo Pte. S.A.R., Hungria, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Jamaica, Japão, Letônia (Latvia), Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia (Ex Rep. Iugoslava), Malásia, República de Malta, Malta (Sob. Ordem Militar de Dto.N 285/98), México, Mônaco, Nicarágua, Noruega, Nova Zelândia, Países Baixos, Panamá, Polônia, Portugal, República Checa, República Dominicana, República Eslovaca, România, São Marino, Santa Lucia, Santa Sede (Vaticano), São Vicente e Las Granadinas, Servia e Montenegro, Singapura, África do Sul, República de Sudão, Suécia, Suíça, Trinidad e Tobago. Onde posso tramitar a residência? Que documentação necessito? O aluno deverá tramitar a sua residência perante a Direção Nacional de Migrações dentro dos 30 dias contados a partir da sua inscrição. Sendo o prazo máximo de 90 dias contados desde a data de entrada no país. Documentação a ser apresentada Identidade Cédula de Identidade, Passaporte ou Certidão de Nacionalidade com fotografia, originais. Estes documentos deverão estar vigentes, em bom estado de conservação e com uma cópia de fotocopias completa, inclusive as folhas em branco. Certidão de antecedentes criminais estrangeiro o mesmo deve ser emitido pelas autoridades competentes dos países onde o estudante tenha residido por um prazo superior a 1 (um) ano durante o percurso dos últimos 3 (três) anos. Só exigível a maiores de 16 anos. Declaração Juramentada de carência de antecedentes criminais em outros países a mesma será realizada em Migrações no momento do pedido de residência. Certidão de antecedentes criminais argentinos o mesmo deve ser expedido pelo Registro Nacional de Reincidência dependente do Ministério de Justiça e Direitos Humanos ou pela Policia Federal Argentina. Só exigível a maiores de 16 anos. Certidão de domicílio Para a obtenção da certidão de domicílio, o aluno poderá se dirigir a qualquer delegacia da Policia Federal Argentina. A certidão de domicílio poderá ser substituída por uma fatura de serviço público ao seu nome. 24

Necessidade de visto para. Não

Necessidade de visto para. Não País Necessidade de visto para Turismo Negócios Afeganistão África do Sul Albânia, Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia. Argentina Ingresso permitido com Cédula de Identidade

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil País Afeganistão África do Sul Albânia Alemanha Andorra Angola Antígua e Barbuda Arábia Saudita Argélia Argentina Armênia Austrália

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

L A E R T E J. S I L V A

L A E R T E J. S I L V A MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 )

Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Entrance Visas in Brazil ( Updating on 01/11/2013 ) Legend # Entrance allowed by presenting Civil Identity Card * - Maximum stay of 90 days every 180 days For more informations: Phone: +55 11 2090-0970

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 07/02/2013) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 14/05/2014) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso

DDI VIA EMBRATEL Relação de países e seus respectivos códigos de acesso PAIS CODIGO ACESSO DDI AFEGANISTAO 93 N AFRICA DO SUL 27 S ALASCA 1 S ALBANIA 355 S ALEMANHA 49 S ANDORRA 376 S ANGOLA 244 S ANGUILLA 1 S ANT.HOLANDESAS 599 S ANTIGUA 1 S ARABIA SAUDITA 966 S ARGELIA 213

Leia mais

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil

Argentina Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias. Entrada permitida com Cédula de Identidade Civil PAÍS Visto de Turismo Visto de Negócios Observação Afeganistão Visto exigido Visto exigido África do Sul Dispensa de visto, por até 90 dias Dispensa de visto, por até 90 dias Albânia Dispensa de visto,

Leia mais

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM

PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 1 PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM PROCEDIMENTOS MIGRATÓRIOS E DOCUMENTOS DE VIAGEM 2 17. TABELA DE VISTOS Apresentamos a seguir uma tabela

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/ PPGD/2012 Disciplina a concessão de Recursos do PROEX/CAPES para a participação

Leia mais

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda

Quadro Geral de Regime de Vistos para a Entrada de Estrangeiros no Brasil (Atualizado em 24/11/2015) Legenda Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior Departamento de Imigração e Assuntos Jurídicos Divisão de Imigração Quadro Geral de Regime de Vistos para

Leia mais

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16

Introdução... 14. 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 Sumário Introdução... 14 1. Brasões de Armas da África... 16 1.1. África do Sul... 16 1.1.1. Brasões de Armas da África do Sul... 18 1.1.2. Brasão de armas e Botswana... 23 1.1.3. Brasão de armas do Lesoto...

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO)

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO) Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO 2012 (JANEIRO) MRE-DPR JANEIRO/2012

Leia mais

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS)

ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) ANEXO 17 TABELA DENACIONALIDADES EPAÍSES (CARTÃO SUS) NACIONALIDADES Cód. Afeganistão 101 África do Sul 102 Albânia 103 Alemanha 104 Ando ra 105 Angola 106 Angui la 107 Antigua e Barbuda 108 Antilhas Holandesas

Leia mais

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771 RESOLUÇÃO Nº 001/2015 Dispõe sobre os critérios e valores de concessão e pagamento de auxílio financeiro a alunos para participação em eventos, cursos e trabalhos de campo. O Pró-Reitor de Extensão, da

Leia mais

Plano específico para a modalidade LDI (Longa Distância Internacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit.

Plano específico para a modalidade LDI (Longa Distância Internacional) utilizando o CSP (Código de Seleção da Prestadora) 17 da Transit. A. NOME DA EMPRESA Transit do Brasil S.A. B. NOME DO PLANO Plano Básico de Serviço LDI (Longa Distância Internacional). C. IDENTIFICAÇÃO PARA A ANATEL Plano Básico de Serviço LDI (Longa Distância Internacional).

Leia mais

Notas: Este tarifário é taxado de 30 em 30 segundos após o primeiro minuto. Após os 1500 SMS's tmn-tmn grátis ou após os 250 SMS s para outras redes,

Notas: Este tarifário é taxado de 30 em 30 segundos após o primeiro minuto. Após os 1500 SMS's tmn-tmn grátis ou após os 250 SMS s para outras redes, Notas: Este tarifário é taxado de 30 em 30 segundos após o primeiro minuto. Após os 1500 SMS's tmn-tmn grátis ou após os 250 SMS s para outras redes, passa a pagar 0,080. Notas: Este tarifário é taxado

Leia mais

Como não organizar todos os países do mundo?

Como não organizar todos os países do mundo? Como não organizar todos os países do mundo? A FIFA tem federações de 186 países independentes, de 19 regiões não independentes e das 4 regiões do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte (abreviado

Leia mais

o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais,

o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais, Deliberação 01 de 23 de fevereiro de 2015. o Diretor Executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento - FAPED, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO o que dispõe a Lei n." 8.958, de

Leia mais

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771

Campus Prof. José Rodrigues Seabra - Av. BPS, 1303 - Bairro Pinheirinho - CEP 37500-903 - Itajubá -MG - Brasil Fone (35) 3629 1771 EDITAL N 01/2015/Unifei/Proex, de 14 de janeiro de 2015. CHAMADA PÚBLICA PARA CONCESSÃO DE AUXÍLIO-EXTENSÃO PARA PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES QUE ENVOLVEM COMPETIÇÕES TECNOLÓGICAS, EVENTOS ESPORTIVOS E CULTURAIS.

Leia mais

Introdução 1 As tabelas a seguir mostram os cartuchos de jato de tinta HP compatíveis com as impressoras HP Photosmart.

Introdução 1 As tabelas a seguir mostram os cartuchos de jato de tinta HP compatíveis com as impressoras HP Photosmart. Introdução 1 As tabelas a seguir mostram os cartuchos de jato de HP compatíveis com as impressoras HP Photosmart. Impressoras série 100 2 Impressora HP Photosmart 130 HP 57 HP Photosmart 100 HP 57 Impressoras

Leia mais

Índice. 1. Registro Contrato DCE... 3. Participante 2

Índice. 1. Registro Contrato DCE... 3. Participante 2 Índice 1. Registro DCE... 3 Participante 2 Registro de de Derivativo Contratado no Exterior Nome do Arquivo Tamanho do Registro 1. Registro DCE Caracteres: 1500 Header Seq Campo Formato Posição Conteúdo

Leia mais

Consulta pública - Melhoria dos procedimentos para obtenção de um visto Schengen de curta duração

Consulta pública - Melhoria dos procedimentos para obtenção de um visto Schengen de curta duração Consulta pública - Melhoria dos procedimentos para obtenção de um visto Schengen de curta duração Nos últimos três anos obteve algum visto Schengen de curta duração? A Comissão está a rever os procedimentos

Leia mais

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro

INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro INSTRUTIVO N.º 01/2015 de 14 de Janeiro ASSUNTO: CLASSIFICAÇÃO DE PAÍSES, BANCOS MULTILATERAIS DE DESENVOLVIMENTO E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS Havendo necessidade de se estabelecerem critérios de classificação

Leia mais

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010

MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 MANUAL PROGRAMA DE ESTÁGIO IAESTE 2009/2010 Caro Participante, Seja bem-vindo ao Programa de intercâmbio de estágio oferecido mundialmente pela IAESTE! Leia atentamente este manual. Ele contém todas as

Leia mais

Brasil 2015. FedEx International Priority. FedEx International Economy 3

Brasil 2015. FedEx International Priority. FedEx International Economy 3 SERVIÇOS E TARIFAS Soluções FedEx para o seu negócio Caso você tenha necessidade de enviar documentos urgentes, economizar em remessas regulares ou enviar cargas pesadas, a FedEx tem uma solução de transporte

Leia mais

Brasil 2012 SERVIÇOS E TARIFAS

Brasil 2012 SERVIÇOS E TARIFAS SERVIÇOS E TARIFAS Soluções FedEx para o seu negócio Caso você tenha necessidade de enviar documentos urgentes, economizar em remessas regulares ou enviar cargas pesadas, a FedEx tem uma solução de transporte

Leia mais

Tarifário 2015 Em vigor a partir de 1/1/2015

Tarifário 2015 Em vigor a partir de 1/1/2015 Uzo Sempre 8 Destino Preço por Minuto/SMS/MMS Voz Todas as redes nacionais 0,085 SMS Todas as redes nacionais 0,085 MMS Todas as redes nacionais 0,590 Todas as redes nacionais - Video 0,790 Dados Internet

Leia mais

Central de Atos TJMG. Manual Técnico de Informática Versão 1.1

Central de Atos TJMG. Manual Técnico de Informática Versão 1.1 Central de Atos TJMG Manual Técnico de Informática Versão 1.1 Sumário 1 Introdução... 3 2 O modelo de arquivo... 3 3 Tabelas... 5 3.1 PAPEIS DA PARTE... 5 3.2 TIPO DE ATO... 5 3.3 PAÍSES... 6 1 Introdução

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DA BAHIA

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DA BAHIA R E S O L U Ç Ã O N.º 007, DE 08 DE JUNHO DE 2009 Normatiza critérios e define procedimentos relativos a autorização de viagem, ao adiantamento de numerário e à prestação de contas com deslocamento à serviço

Leia mais

Tarifário 2014 em vigor a partir de 1/1/2014

Tarifário 2014 em vigor a partir de 1/1/2014 Uzo Original Destino Preço por Minuto/SMS/MMS/Internet Voz Todas as redes nacionais 0,186 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,140 SMS Todas as redes nacionais 0,095 SMS (tarifa reduzida) Todas

Leia mais

IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de Título de Viagem da RAEM

IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de Título de Viagem da RAEM IX. Dispensa de Visto de Entrada para Portadores de Passaporte e de (países ordenados por continente) Ásia Brunei 14 dias --- Camboja 30 dias c) --- Coreia do Sul 90 dias --- Filipinas 14 dias --- Indonésia

Leia mais

Simples. Conecta + 200. Conecta + 400. Conecta + 800

Simples. Conecta + 200. Conecta + 400. Conecta + 800 REGULAMENTO DA PROMOÇÃO DO PLANO ALTERNATIVO LDI CSP81 Por este instrumento, em que fazem parte de um lado, DATORA TELECOMUNICAÇÕES LTDA, Prestadora do Serviço Telefônico Fixo Comutado STFC, inscrita no

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA (UNILAB) RESOLUÇÃO N 13/2013, DE 06 DE AGOSTO DE 2013. Dispõe sobre a criação do Programa de Apoio à participação de discentes de graduação e pós-graduação em Eventos Cientificos, Tecnológicos, Esportivos, Culturais

Leia mais

www. Lifeworld.com.br

www. Lifeworld.com.br 1 SISTEMA MONETARIO MUNDIAL MOEDAS A SEREM EMITIDAS EM CADA PAÍS ARTIGO 42º Capítulo -1º QUANTIDADE DE NOVAS MOEDAS VALOR POR PAÍS 42-1- 1º - A partir da data da promulgação da Constituição Mundial pela

Leia mais

Exportações Brasileiras de Carne Bovina Brazilian Beef Exports. Fonte / Source: SECEX-MDIC

Exportações Brasileiras de Carne Bovina Brazilian Beef Exports. Fonte / Source: SECEX-MDIC Categorias / Products:, INDUSTRIALIZADA / PROCESSED,,, 1 de 16 2000 1999 %(2000x1999) Janeiro / January US$ (000) US$/Ton 25.537 9.793 2.608 15.392 4.375 3.518 66% 124% -26% INDUSTRIALIZADA / PROCESSED

Leia mais

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO

ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO Documento atualizado em 20/12/2013. O Programa de Fomento à Pesquisa 2014 oferece aos estudantes regularmente matriculados nos cursos de pós-graduação da UFRGS (mestrado acadêmico,

Leia mais

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. em vigor a partir de 1/2/2013 1. preço por minuto / Destino. sms / mms

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. em vigor a partir de 1/2/2013 1. preço por minuto / Destino. sms / mms em vigor a partir de 1/2/2013 1 / Benfica Telecom sms / mms Voz Todas as redes nacionais 0,185 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,082 SMS Todas as redes nacionais 0,093 SMS (tarifa reduzida)

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE 2013)

COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE 2013) Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COMÉRCIO EXTERIOR BRASILEIRO JULHO DE 2013 (DADOS ATÉ JUNHO DE

Leia mais

Registro de Contrato de Derivativo Contratado no Exterior... 3 1. Registro Contrato DCE... 3 2. Alteração de Contrato DCE...11

Registro de Contrato de Derivativo Contratado no Exterior... 3 1. Registro Contrato DCE... 3 2. Alteração de Contrato DCE...11 Versão: 21/11/2011 Conteúdo Registro de Contrato de Derivativo Contratado no Exterior... 3 1. Registro Contrato DCE... 3 2. Alteração de Contrato DCE...11 Participante 2 Registro de Contrato de Derivativo

Leia mais

Inscrição de. Peregrinos. Jornada Mundial da Juventude

Inscrição de. Peregrinos. Jornada Mundial da Juventude Inscrição de Peregrinos Jornada Mundial da Juventude Bem-vindos à JMJ Rio2013 Em breve serão abertas as inscrições para a JMJ Rio2013. Organize seu grupo! A pouco menos de um ano para o início da JMJ Rio2013

Leia mais

Índice. 1. Registro de Cliente Não Residente...3 2. Registro Contrato DVE...7. Participante 2

Índice. 1. Registro de Cliente Não Residente...3 2. Registro Contrato DVE...7. Participante 2 Índice 1. Registro de Cliente Não Residente...3 2. Registro Contrato DVE...7 Participante 2 Títulos do Agronegócio Nome do Arquivo Tamanho do Registro 1. Registro de Cliente Não Residente Caracteres: 453

Leia mais

MANUAL DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA SUMÁRIO

MANUAL DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA SUMÁRIO 000.000 SUMÁRIO 1. Objetivo 2. Campo de aplicação 3. Condições Gerais 4. Participação 5. Benefícios 6. Conclusão 7. Disposições Finais 8. Responsabilidades 9. Anexos 1. OBJETIVO Estabelecer procedimentos

Leia mais

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA

PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA PAÍSES AIEA AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA 1. Canadá 2. Comunidade da Austrália 3. Estado da Líbia 4. Estados Unidos da América 5. Federação Russa 6. Japão 7. Reino da Arábia Saudita 8. Reino

Leia mais

LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA PAÍSES MEMBROS

LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA PAÍSES MEMBROS 1 LISTA DE REPRESENTAÇÕES SOI 2012 AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA AIEA ÁFRICA DO SUL ARÁBIA SAUDITA BRASIL CANADÁ COREIA DO SUL EGITO EQUADOR HOLANDA ITÁLIA JORDÂNIA NÍGER SUÉCIA ALEMANHA ARGENTINA

Leia mais

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. Tarifário 2012 1. preço por minuto / Destino. sms / mms Voz Todas as redes nacionais

Benfica Telecom. Serviço Internet. Serviço Internacional. Tarifário 2012 1. preço por minuto / Destino. sms / mms Voz Todas as redes nacionais Tarifário 2012 1 / Benfica Telecom sms / mms Voz Todas as redes nacionais 0,18 Voz (tarifa reduzida) Todas as redes nacionais 0,08 SMS Todas as redes nacionais 0,09 SMS (tarifa reduzida) Todas as redes

Leia mais

DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS)

DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS) PT (115) DIRETRIZES PARA PAGAMENTO (POR PAÍS) Este documento tem o propósito de informar rotarianos sobre opções de pagamento e dados necessários para recebimento de fundos do Rotary. Consulte a lista

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima

Leia mais

PORTARIA 007 DE 29 de Setembro de 2015

PORTARIA 007 DE 29 de Setembro de 2015 PORTARIA 007 DE 29 de Setembro de 2015 Altera a Portaria 003 de 14 de Maio de 2014, estabelece novas categorias de profissionais e regulamenta as diárias nacionais internacionais, seguindo os critérios

Leia mais

SWAZILÂNDIA E TANZÂNIA. Across Mundovip Quadrante Soltrópico TUNÍSIA. Club Med Grantur Mundovip Soltrópico. Travelers Travelplan U GANDA.

SWAZILÂNDIA E TANZÂNIA. Across Mundovip Quadrante Soltrópico TUNÍSIA. Club Med Grantur Mundovip Soltrópico. Travelers Travelplan U GANDA. Quem programa o quê? ÁFRICA ÁFRICA DO SUL ANGOLA BOTSWANA CABO VERDE EGIPTO GUINÉ-BISSAU LÍBIA MARROCOS MAURÍCIAS MOÇAMBIQUE NAMÍBIA QUÉNIA SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE SENEGAL SEYCHELLES SWAZILÂNDIA E TANZÂNIA

Leia mais

COOPERAÇÃO SUL-SUL BRASILEIRA

COOPERAÇÃO SUL-SUL BRASILEIRA COOPERAÇÃO SUL-SUL BRASILEIRA Representação organizacional da ABC O Mandato da ABC Negociar, aprovar, coordenar e avaliar a cooperação técnica internacional no Brasil Coordenar e financiar ações de cooperação

Leia mais

A lista que se segue mostra o sistema de definição de televisão standard utilizado na maioria dos Países do Mundo. American Forces Radio.

A lista que se segue mostra o sistema de definição de televisão standard utilizado na maioria dos Países do Mundo. American Forces Radio. SISTEMAS DE TV MUNDIAIS Países diferentes usam sistemas de TV diferentes. A diferença entre estes sistemas reside em parte na forma como a informação do sinal de cor é modulada com a informação de luminosidade

Leia mais

Es t i m a t i v a s

Es t i m a t i v a s Brasileiros no Mundo Es t i m a t i v a s Ministério das Relações Exteriores - MRE Subsecretaria Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior - SGEB Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior

Leia mais

PORTARIA nº 08/2013.

PORTARIA nº 08/2013. .1. PORTARIA nº 08/2013. NORMATIZA CRITÉRIOS E DEFINE PROCEDIMENTOS RELATIVOS À AUTORIZAÇÃO DE VIAGEM, AO PAGAMENTO DE NUMERÁRIO E À PRESTAÇÃO DE CONTAS COM DESLOCAMENTO À SERVIÇO DO CRMV-MG. O Presidente

Leia mais

A) Lista dos países terceiros cujos nacionais devem possuir um visto para transporem as fronteiras externas. 1. Estados:

A) Lista dos países terceiros cujos nacionais devem possuir um visto para transporem as fronteiras externas. 1. Estados: Lista dos países terceiros cujos nacionais estão sujeitos à obrigação de visto para transporem as fronteiras externas e lista dos países terceiros cujos nacionais estão isentos dessa obrigação A) Lista

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 13, DE 30 DE ABRIL DE 2015 PROCESSO SELETIVO 2016 PARA

Leia mais

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes.

PÚBLICO ALVO: Promotores de viagens; agentes de viagens; consultores de viagens; operadores de emissivo e receptivo; atendentes. 3. Geografia Turística 3.1 Geografia Turística: Brasil de Ponta a Ponta Proporcionar ao participante melhor compreensão geográfica do país; Apresentar as principais especificidades existentes nos continentes

Leia mais

Preçário dos Cartões Telefónicos PT

Preçário dos Cartões Telefónicos PT Preçário dos Cartões Telefónicos PT Cartão Telefónico PT 5 e (Continente)... 2 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma dos Açores)... 6 Cartão Telefónico PT 5 e (Região Autónoma da Madeira)... 10 Cartão

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior DIFES

Ministério da Educação Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior DIFES Ministério da Educação Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior DIFES EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 03 DE 05 DE ABRIL DE 2013 PROCESSO

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE DIÁRIA PARA PROFESSOR SERVIDOR FEDERAL E PROFESSOR COLABORADOR EVENTUAL, PASSAGEM AÉREA E HOSPEDAGEM

SOLICITAÇÃO DE DIÁRIA PARA PROFESSOR SERVIDOR FEDERAL E PROFESSOR COLABORADOR EVENTUAL, PASSAGEM AÉREA E HOSPEDAGEM SOLICITAÇÃO DE DIÁRIA PARA PROFESSOR SERVIDOR FEDERAL E PROFESSOR COLABORADOR EVENTUAL, PASSAGEM AÉREA E HOSPEDAGEM A solicitação é feita pelo curso a PROPESQ através de processo contendo o formulário

Leia mais

Programa de Estudantes - Convênio de Pós-graduação - PEC-PG - 2006

Programa de Estudantes - Convênio de Pós-graduação - PEC-PG - 2006 Programa de Estudantes - Convênio de Pós-graduação - PEC-PG - 2006 1. Do objeto: O Ministério das Relações Exteriores (MRE), por intermédio do Departamento Cultural (DC), a Coordenação de Aperfeiçoamento

Leia mais

O BRASIL E A COOPERAÇÃO SUL-SUL

O BRASIL E A COOPERAÇÃO SUL-SUL O BRASIL E A COOPERAÇÃO SUL-SUL Organograma da ABC O Mandato da ABC Coordenar, negociar, aprovar e avaliar a cooperação técnica internacional no Brasil Coordenar e financiar ações de cooperação técnica

Leia mais

VIAGEM - INFORMAÇÕES IMPORTANTES VISTO. Muitos paises exigem o visto para o brasileiro, segue tabela:

VIAGEM - INFORMAÇÕES IMPORTANTES VISTO. Muitos paises exigem o visto para o brasileiro, segue tabela: Associação Paulista do Ministério Público VIAGEM - INFORMAÇÕES IMPORTANTES Para que não haja nenhum imprevisto em sua Viagem, segue algumas dicas para viagens nacionais e internacionais, pois cada país

Leia mais

Índice de desenvolvimento humano

Índice de desenvolvimento humano 1Monitorizar o desenvolvimento humano: aumentar as escolhas das pessoas... Índice de desenvolvimento humano a DESENVOLVIMENTO HUMANO ELEVADO Valor do índice de desenvolvimento humano (IDH) Esperança de

Leia mais

DIRETORIA DE PROGRAMAS COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS ESTRATÉGICOS CGPE EDITAL CAPES/MEC E SECEX/MDIC Nº 19/2009 PRÓ-COMEX

DIRETORIA DE PROGRAMAS COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS ESTRATÉGICOS CGPE EDITAL CAPES/MEC E SECEX/MDIC Nº 19/2009 PRÓ-COMEX Instruções para Apresentação de Projetos do Programa de Apoio ao Ensino e à Pesquisa em Desenvolvimento e Promoção do Comércio Exterior PRÓ-COMEX C A P E S DIRETORIA DE PROGRAMAS COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS

Leia mais

BLOCOS ECONÔMICOS. Amanda Vasconcelos de Araújo 2º ANO 4 Tarde - Sala 402 Prof. Fernandes

BLOCOS ECONÔMICOS. Amanda Vasconcelos de Araújo 2º ANO 4 Tarde - Sala 402 Prof. Fernandes BLOCOS ECONÔMICOS Amanda Vasconcelos de Araújo 2º ANO 4 Tarde - Sala 402 Prof. Fernandes Blocos Econômicos Introdução Os blocos econômicos surgiram da necessidade de desenvolver a economia de determinados

Leia mais

MRE ABC CGRM CGPD CGRB

MRE ABC CGRM CGPD CGRB 1 Organograma da ABC MRE ABC CGRM CGPD CGRB 2 Competências da ABC Coordenar, negociar, aprovar e avaliar a cooperação técnica internacional do país. Coordenar todo o ciclo da cooperação técnica internacional

Leia mais

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas.

CARTA-CIRCULAR N 2.070. Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. CARTA-CIRCULAR N 2.070 Aos Bancos Múltiplos com Carteira Comercial, Bancos Comerciais e Caixas Econômicas. Divulga relação das missões diplomáticas, repartições consulares de carreira e representações

Leia mais

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial

As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial As instituições internacionais e a reorganização do espaço geográfico mundial ONU A ONU (Organização das Nações Unidas) foi fundada no dia 24 de outubro de 1945, em São Francisco, Estados Unidos. O encontro

Leia mais

Federação Nacional dos Portuários. Boletim Econômico. (Agosto 2015)

Federação Nacional dos Portuários. Boletim Econômico. (Agosto 2015) Boletim Econômico (Agosto 2015) I. Movimentação Portuária As estatísticas de movimentação portuária, publicada pela ANTAQ, referente ao primeiro trimestre de 2015 mostram que os portos organizados e os

Leia mais

Tributação Internacional Junho 2014

Tributação Internacional Junho 2014 www.pwc.pt/tax Tributação Internacional Junho 2014 Perante a aldeia global em que vivemos, atuar apenas no mercado doméstico não é suficiente. De facto, a internacionalização é um requisito obrigatório

Leia mais

COOPERAÇÃO TÉCNICA BRASILEIRA. Organograma da ABC. Cooperação Técnica Brasileira

COOPERAÇÃO TÉCNICA BRASILEIRA. Organograma da ABC. Cooperação Técnica Brasileira COOPERAÇÃO TÉCNICA BRASILEIRA Organograma da ABC 1 O Mandato da ABC Coordenar, negociar, aprovar e avaliar a cooperação técnica internacional no Brasil Coordenar e financiar ações de cooperação técnica

Leia mais

Informação geral sobre o visto Schengen (atualizada 15/12/2008)

Informação geral sobre o visto Schengen (atualizada 15/12/2008) Visto de entrada gratuito Informação geral sobre o visto Schengen (atualizada 15/12/2008) Cidadãos da União Européia (UE), de países membros da Área Econômica Européia (AEE) e dos seguintes países 1 podem

Leia mais

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade)

Jornal Oficial das Comunidades Europeias. (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) L 81/1 I (Actos cuja publicação é uma condição da sua aplicabilidade) REGULAMENTO (CE) N. o 539/2001 DO CONSELHO de 15 de Março de 2001 que fixa a lista dos países terceiros cujos nacionais estão sujeitos

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2013

Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2013 Volume 40 Ano base 2012 Guia de leitura Guia de leitura O Guia de Leitura tem o propósito de orientar

Leia mais

Mercados. informação regulamentar. Portugal Acordos Bilaterais Celebrados

Mercados. informação regulamentar. Portugal Acordos Bilaterais Celebrados Mercados informação regulamentar Portugal Acordos Bilaterais Celebrados Janeiro 2013 Índice 5 NOTA DE PRÉVIA 6 ENQUADRAMENTO GERAL A 7 ÁFRICA DO SUL 7 ALBÂNIA 7 ALEMANHA 8 ANDORRA 8 ANGOLA 9 ANGUILLA 10

Leia mais

www.pwc.com/payingtaxes Paying Taxes 2014 Portugal e a CPLP Jaime Esteves 3 de dezembro de 2013, Lisboa

www.pwc.com/payingtaxes Paying Taxes 2014 Portugal e a CPLP Jaime Esteves 3 de dezembro de 2013, Lisboa www.pwc.com/payingtaxes Paying Taxes 2014 Portugal e a CPLP Jaime Esteves 3 de dezembro de 2013, Lisboa Agenda 1. A metodologia do Paying Taxes 2. Resultados de Portugal 3. Resultados da CPLP 4. Reforma

Leia mais

INFORMAÇÕES para Candidatos Estrangeiros

INFORMAÇÕES para Candidatos Estrangeiros PEC-PG PG PROGRAMA DE ESTUDANTES-CONVÊNIO DE PÓS-GRADUAÇÃO INFORMAÇÕES para Candidatos Estrangeiros Este material visa auxiliar o Candidato Estrangeiro a se informar sobre o Programa de Bolsas de Estudos

Leia mais

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO

CATEGORIA: POPULAÇÃO PRISIONAL CATEGORIA: PERFIL DO PRESO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL DIRETORIA DE POLÍTICAS PENITENCIÁRIAS SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES PENITENCIÁRIAS ESTÁTÍSTICA SUSEPE - SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS

Leia mais

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz

Serviços Adicionais. 12400 - Portal de Voz Serviços Adicionais 12400 - Portal de Voz Descrição Totoloto, Totobola, Lotarias e Euro Milhões Pode conhecer os números do Euro Milhões meia hora antes do sorteio na TV. Saiba os resultados e o valor

Leia mais

Instruções de Preenchimento Complementares do DLO 2061 Adicional de Capital Principal Março/2016

Instruções de Preenchimento Complementares do DLO 2061 Adicional de Capital Principal Março/2016 Instruções de Preenchimento Complementares do DLO 2061 Adicional de Capital Principal Março/2016 SUMÁRIO I Objetivo 02 II Orientações Gerais 02 III Orientações Gerais Sobre o Arquivo XML 02 IV Orientações

Leia mais

Políticas de Cobertura para Mercados de Destino das Exportações Portuguesas Seguro de Créditos à Exportação com garantia do Estado

Políticas de Cobertura para Mercados de Destino das Exportações Portuguesas Seguro de Créditos à Exportação com garantia do Estado No âmbito de apólices individuais África do Sul 1 Angola Arábia Saudita Argélia Argentina Barein Benim Brasil 1 Cabo Verde Camarões Chile China 2 Garantia bancária (decisão casuística). Caso a caso. Garantia

Leia mais

DIPLOMAS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA (DELE) Convocatórias 2008. Descrição Geral

DIPLOMAS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA (DELE) Convocatórias 2008. Descrição Geral Descrição Geral Os Diplomas de Espanhol como Língua Estrangeira (DELE) são títulos oficiais, que certificam o grau de competência e domínio do idioma espanhol, que outorga o Instituto Cervantes em nome

Leia mais

II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio PEC-G

II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio PEC-G II Seminário Internacional do Programa Estudante Convênio de Graduação PEC-G 28 a 30 de maio de 2008 Universidade Federal de Uberlândia Prof. Nivaldo Cabral Kuhnen Escritório de Assuntos Internacionais/UFSC

Leia mais

Taxas de Visto. Pagamento em Dinheiro e Vale Postal

Taxas de Visto. Pagamento em Dinheiro e Vale Postal Taxas de Visto Pagamento em Dinheiro e Vale Postal A Embaixada NÃO aceita pagamentos com cartão de crédito/débito ou cheques. Se o pagamento for feito ao balcão dos vistos, aquando do pedido, o valor deve

Leia mais

ACESSOS À BVS-PSI MEDIDOS PELO GOOGLE ANALYTICS

ACESSOS À BVS-PSI MEDIDOS PELO GOOGLE ANALYTICS ACESSOS À BVS-PSI MEDIDOS PELO GOOGLE ANALYTICS 1º. Semestre 2013 O Google Analytics é um serviço gratuito oferecido pelo Google que permite analisar as estatísticas de visitação de um site. Este é o primeiro

Leia mais

SITUAÇÃO MUNDIAL DA INFÂNCIA 2003

SITUAÇÃO MUNDIAL DA INFÂNCIA 2003 SITUAÇÃO MUNDIAL DA INFÂNCIA 2003 PARTICIPAÇÃO INFANTIL SITUAÇÃO MUNDIAL DA INFÂNCIA 2003 Para todas as crianças Saúde, Educação, Igualdade, Proteção AVANÇAR HUMANIDADE UNICEF/02-0075/Susan Markisz SITUAÇÃO

Leia mais

Anuário Estatístico de Turismo - 2012

Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Secretaria Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Anuário Estatístico de Turismo - 2012 Volume 39 Ano base 2011 Sumário I Turismo receptivo 1. Chegadas de turistas ao Brasil - 2010-2011

Leia mais

Index de Brochuras e Operadores. Index de Brochuras e Operadores

Index de Brochuras e Operadores. Index de Brochuras e Operadores ÁFRICA DO SUL BOTSWANA CABO VERDE Club 1840 Cabo Verde 30/04/05 Mundo Vip Cabo Verde Inverno 30/04/05 TerraÁfrica Ilhas de Cabo Verde 15/01/05 EGIPTO MALAUI MALDIVAS Quadrante Maldivas 21/12/04 MARROCOS

Leia mais

Ação Cultural Externa Relatório Anual 2011 - Indicadores DSPDCE - 2012

Ação Cultural Externa Relatório Anual 2011 - Indicadores DSPDCE - 2012 Ação Cultural Externa Relatório Anual 0 Indicadores DSPDCE 0 .Iniciativas apoiadas pelo IC a) Número (total): 0 b) Montante global:.0,0,* Áreas Geográficas África América Ásia Europa Médio Oriente e Magrebe

Leia mais

Algumas nacionalidades estão EXIGINDO visto TRÂNSITO (consultar)

Algumas nacionalidades estão EXIGINDO visto TRÂNSITO (consultar) VISTOS AFEGANISTÃO: não tem representação no Brasil Washington, DC USA / tel. (00xx1202) 483-6410 / fax (00xx1202) 483-6488 ÁFRICA DO SUL - brasileiro NÃO necessita DE VISTO, mesmo de trânsito até 90 dias.

Leia mais

Redes de apoio às empresas portuguesas no estrangeiro

Redes de apoio às empresas portuguesas no estrangeiro SERVIÇOS DE INTELIGÊNCIA ECONÓMICA Documento de Inteligência Económica TEMA: Redes de apoio às empresas portuguesas no estrangeiro 1. Importância para as empresas em processo de internacionalização A ação

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 31/12/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

Tratados Internacionais

Tratados Internacionais Tratados Internacionais 1. Definição e elementos art. 2º da Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados (acordo, celebrado entre pessoas do DIP, por escrito, regido pelo DIP, previsto em único ou múltiplos

Leia mais

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012

RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Atualizado até 30/09/2011 RESUMO GERAL Atualizada até 30/09/2012 1 Gabinete do Ministro - GM Coordenação Geral de Imigração - CGIg Autorizações

Leia mais

1.a. Atividades principais processamento de alimentos. São cinco as suas divisões, com seus respectivos produtos:

1.a. Atividades principais processamento de alimentos. São cinco as suas divisões, com seus respectivos produtos: Nestlé S.A. 1. Principais Características Matriz: Nestlé S.A. Localização: Vevey, Suíça Ano de fundação: 1866 Internet: www.nestle.com Faturamento (2000): US$ 47.092 mi Empregados (1999): 230.929 1.a.

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais