P R E F Á C I O. Direitos Autorais: Marcas:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "P R E F Á C I O. Direitos Autorais: Marcas:"

Transcrição

1 P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar e configurar o Módulo Conversor SFP GTS Network para Fibra: C, C.S20, C.SWA25 e C.SWB25. Direitos Autorais: Copyright 2011 por GTS Network. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida por meios impressos e/ou eletrônicos (internet, , scanner, fotocopiadora) ou ainda compilada sem a devida autorização por escrito da GTS Network. Marcas: Todas as empresas, marcas e nomes de produtos são de propriedade das companhias específicas. Especificações aqui representadas estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio.

2 Descrição: Rede de acesso óptico. A Família de Módulos Conversores SFP Gigabit Ethernet GTS para Fibra, modelos C, C.S20, C.SWA25 e C.SW25B tem um elevado desempenho e custo transceptor (transmissor e receptor) eficaz. São projetados para atender solicitações de Rede Gigabit Ethernet. Aplicação: Alimentação: O transceptor inclui componentes de circuito interno para filtrar o ruído da fonte de alimentação. Localização da Pinagem do Transpector: A família SFP Gigabit Ethernet GTS para Fibra pode ser instalado em produtos com interface 1000Base-FX SFP. A distância de implantação pode ser prorrogado a partir de 550m (Multimodo, LC) até 20 km (Monomodo, LC). A família SFP Gigabit Ethernet GTS para Fibra, são Hot-Pluggable e Hot- Swappable, ou seja, é possível ligar e retirar os transceptores de / para qualquer porta SFP sem ter de desligar a chave / Conversor de Mídia. A família SFP de transceptores 1000Base-FX é uma solução ideal para equipamentos que operam em temperaturas de larga escala industrial, que variam de 0 a 70 com interfaces 1000Base-FX SFP. A distância de implantação pode ser prorrogado a partir de 550m (Multimodo, LC) até 20km (Monomodo, LC). Link de dados Gigabit Ethernet; Redes de armazenamento de dados; Outros links ópticos; MODELO C: Multimodo SFP com 1250Mbps (1.25GB), é um transceptor de alta performance. O transmissor consiste duas seções: a seção transmissor, consiste em um VCSEL 850nm de alta confiabilidade, com detector de foto de monitor (MPD) em segurança do olho, a seção receptor, consiste em uma alta

3 velocidade InGaAs PIN fotodiodo (PD) e pré-amplificador de impedância trans. A saída das unidades PD de pósamplificação, quantificação e circuitos de detecção óptica do sinal. O receptor é construído em função de monitoramento LOS (Perda de Sinal). Para mais informações, consulte SFP Multi- Source Agreement (MSA) e padrão SFF Compatível com padrão SFP MSA; Compatível com IEEE 802.3z; Fonte de alimentação 3.3V DC; 850nm, VCSEL, 1250Mbps, 550m; Conector Duplex LC; Compatível com SFF-8472; Sinal). Para mais informações, consulte SFP Multi-Source Agreement (MSA) e padrão SFF Compatível com padrão SFP MSA; Compatível com IEEE 802.3z; Fonte de alimentação 3.3V DC; 1310, LD FP, 1250Mbps, 20 km; Conector Duplex LC; Compatível com SFF-8472; Compatível com Hot Pluggable (Conexão Automática). MODELO C.SWA25: MODELO C.S20: Multimodo SFP com 1250Mbps (1.25GB), é um transceptor de alta performance. O transmissor consiste em duas seções: a seção transmissor, que consiste em um 1310nm FP LD de alta confiabilidade com detector de foto de monitor (MPD) em segurança do olho, a seção receptor, consiste em uma alta velocidade InGaAs PIN fotodiodo (PD) e pré-amplificador de impedância trans. Saída das unidades PD de pós-amplificação, quantificação e circuitos de detecção óptica do sinal. O receptor é construído em função de monitoramento LOS (Perda de Monomodo BiDi LC SFP com 1250Mbps (1.25GB), é um transceptor de alta performance. O transmissor consiste direção Bi com conector SC em 1550 TX PF diodo laser (LD) com detector de foto de monitor (MPD) em segurança do olho e RX em InGaAs PIN-TIA com estrutura 4PIN/5PIN. A saída das unidades PD de pós-amplificação, quantificação e circuitos de detecção óptica do sinal. O receptor é construído em função de monitoramento LOS (Perda de Sinal). Para mais informações, consulte SFP Multi-Source Agreement (MSA) e padrão SFF

4 Compatível com padrão SFP MSA; Fonte de alimentação 3.3V DC; TX 1550nm DFB / RX 1310nm PIN TIA, 1250Mbps, 20km; Conector LC Bi-direcional; Compatível com o SFF-8472; Hot Pluggable (Conexão Automática); TX 1310nm FP / RX 1550nm PIN TIA, 1250Mbps, 20km; Conector LC Bi-direcional; Compatível com o SFF-8472; Hot Pluggable (Conexão Automática); Visão Geral do Produto: MODELO C.SWB25: Monomodo BiDi SC SFP com 1250Mbps (1.25GB), é um transceptor de alta performance. O transmissor consiste direção Bi com conector SC em 1310 TX PF diodo laser (LD) com detector de foto de monitor (MPD) em segurança do olho e RX em InGaAs PIN-TIA com estrutura 4PIN/5PIN. A saída das unidades PD de pós-amplificação, quantificação e circuitos de detecção óptica do sinal. O receptor é construído em função de monitoramento LOS (Perda de Sinal). Para mais informações, consulte SFP Multi-Source Agreement (MSA) e padrão SFF Módulo SFP Compatível com padrão SFP MSA; Fonte de alimentação 3.3V DC; Capa Protetora

5 Instalação do Módulo SFP e Conexão as Portas: 2º Passo Introduza o cabo correto na porta do módulo SFP. Insira a outra extremidade do cabo no outro dispositivo. 1º Passo - Segure o módulo SFP pelas laterais e insira-o no slot do comutador até sentir que o módulo se encaixou no lugar. Aviso: A remoção e a instalação de um módulo SFP poderá diminuir a vida útil do mesmo. Não remova nem insira módulos SFP com frequência maior do que aquela realmente necessária. Módulo encaixado corretamente. Veja figura abaixo. Garantia GTS Network: Estes produtos possuem garantia contra defeitos de fabricação, válida por 2 (dois) anos, conforme termo de garantia disponível na seção Suporte no site da GTS Network. Copyright 2011 por GTS Network. Todos os direitos reservados All Right Reserved for GTS Network.

Apresenta suas funções, como utilizar testes e como interpretar os resultados encontrados.

Apresenta suas funções, como utilizar testes e como interpretar os resultados encontrados. Prefácio: Este manual descreve como utilizar o Switch Conversor de Mídia da GTS Network dos seguintes Modelos: 75.1806C - 75.1806T - 75.1806C.S25-75.3107S - 75.1906C.SWA25-75.1906C.SWB25-75.3006C.SWA20

Leia mais

AM@DEUS Manual do Usuário

AM@DEUS Manual do Usuário 80 P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar

Leia mais

Nway Switch 8 Portas Manual do Usuário

Nway Switch 8 Portas Manual do Usuário P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar

Leia mais

Conversores de Mídia Gigabit Intelbras KGM 1105 KGS 1115. Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras.

Conversores de Mídia Gigabit Intelbras KGM 1105 KGS 1115. Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. MANUAL DO USUÁRIO Conversores de Mídia Gigabit Intelbras KGM 1105 KGS 1115 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Os conversores de mídia KGM 1105 e KGS 1115

Leia mais

Conversor de Media 10/100Base-TX para 100Base-FX

Conversor de Media 10/100Base-TX para 100Base-FX Conversor de Media 10/100Base-TX para 100Base-FX Manual do Utilizador 1. Generalidades O IEEE802.3u Ethernet suporta dois tipos de media para ligação de rede, como por exemplo 10/100Base-TX e 100Base-FX.

Leia mais

Conversor de Mídia Intelbras KGM 1105

Conversor de Mídia Intelbras KGM 1105 Conversor de Mídia Intelbras KGM 1105 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O conversor de mídia Intelbras KGM 1105 é um produto com tecnologia Gigabit Ethernet

Leia mais

Manual de Instalação e Operação

Manual de Instalação e Operação Manual de Instalação e Operação Placa Conversora de Mídia CTS500E-FR LXA e LXB Versão 1.0 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta documentação pode ser reproduzida sob qualquer forma, sem a autorização

Leia mais

Ponte Media Converter. 10/100Base-TX para 100Base-FX. TP-to-ST/SC/VF-45/MT-RJ. Manual do usuário

Ponte Media Converter. 10/100Base-TX para 100Base-FX. TP-to-ST/SC/VF-45/MT-RJ. Manual do usuário 1 Visão geral Ponte Media Converter 1. Visão Geral 10/100Base-TX para 100Base-FX TP-to-ST/SC/VF-45/MT-RJ Manual do usuário IEEE802.3 / u Ethernet suporta dois tipos de mídia para a conexão de rede, como

Leia mais

Gigabit Ethernet media Converter 10/100/1000M-TP para 1000M-SX/LX Manual do usuário

Gigabit Ethernet media Converter 10/100/1000M-TP para 1000M-SX/LX Manual do usuário Gigabit Ethernet media Converter 10/100/1000M-TP para 1000M-SX/LX Manual do usuário 1. Visão Geral O Gigabit Ethernet Media Converter cumpre com IEEE802.3 Normas. O conversor é projetado para converter

Leia mais

Switch 8 portas GTS Network 73.2108K Manual do Usuário

Switch 8 portas GTS Network 73.2108K Manual do Usuário Switch 8 portas GTS Network 73.2108K Manual do Usuário P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade.

Leia mais

Migração para um data center de 40 Gbps com a tecnologia QSFP BiDi da Cisco

Migração para um data center de 40 Gbps com a tecnologia QSFP BiDi da Cisco White Paper Migração para um data center de 40 Gbps com a tecnologia QSFP BiDi da Cisco Resumo Como resultado da consolidação do data center, da virtualização do servidor e de novos aplicativos que exigem

Leia mais

Manual do usuário KFSD 1120 A KFSD 1120 B

Manual do usuário KFSD 1120 A KFSD 1120 B Manual do usuário KFSD 1120 A KFSD 1120 B Conversores de mídia Fast Ethernet WDM Intelbras Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Os conversores de mídia Intelbras

Leia mais

Gigabit Ethernet media Converter 10/100/1000M-TP a 1000M-SFP Manual do usuário

Gigabit Ethernet media Converter 10/100/1000M-TP a 1000M-SFP Manual do usuário Gigabit Ethernet media Converter 10/100/1000M-TP a 1000M-SFP Manual do usuário 1. Visão Geral O Gigabit Ethernet Media Converter cumpre com IEEE802.3 Normas. O conversor é projetado para converter sinais

Leia mais

Acessorios de Fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:32 Page 67

Acessorios de Fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:32 Page 67 Acessorios de Fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:32 Page 67 Acessórios de Fibra Óptica Acessorios de Fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:32 Page 68 Adaptadores de Fibra Óptica Adaptador de Fibra Óptica

Leia mais

KVM CPU Switch 4 Portas Manual do Usuário

KVM CPU Switch 4 Portas Manual do Usuário P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com 2/16 Nível Físico Tem a função de transmitir uma seqüência de bits através de um canal e comunicação. Este nível trabalha basicamente

Leia mais

1. Descrição do Produto

1. Descrição do Produto 1. Descrição do Produto Os repetidores óticos FOCOS/PROFIBUS AL-2431 e AL-2432 destinam-se a interligação de quaisquer dispositivos PROFIBUS, assegurando altíssima imunidade a ruídos através do uso de

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP) 05/10/2015 COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração LatinoAmericana Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP) Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana Termo de Adjudicação do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP) Às 10:47 horas do dia 25 de setembro de 2015,

Leia mais

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA MANUAL DO USUÁRIO OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA JUL / 05 OPT-700 VERSÃO 1 TM FOUNDATION O P T 7 0 0 M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem

Leia mais

Conversor USB/HPN CTS500U. Manual de Instalação

Conversor USB/HPN CTS500U. Manual de Instalação Conversor USB/HPN CTS500U Manual de Instalação e Operação 1 - Apresentação do Conversor HPN/USB CTS500U Os conversores HPN/USB CTS500U permitem com baixo custo e alto desempenho a criação de uma rede

Leia mais

Conversor de Mídia Intelbras KFM 112

Conversor de Mídia Intelbras KFM 112 Conversor de Mídia Intelbras KFM 112 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O conversor de mídia Intelbras KFM 112 é um produto com tecnologia Fast Ethernet

Leia mais

Módulo 7 Tecnologia da Ethernet

Módulo 7 Tecnologia da Ethernet CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 7 Tecnologia da Ethernet Ethernet a 10 e 100 Mbps Tipos de Ethernet Todas as verões da Ethernet têm: Endereçamento MAC. Formato das tramas idêntico. Utilizam o

Leia mais

Certificação de redes ópticas de 10GbE

Certificação de redes ópticas de 10GbE CABEAMENTO ESTRUTURADO Certificação de redes ópticas de 10GbE 70 RTI DEZ 2008 JDSU (Brasil) As redes ópticas baseadas em 10GbE exigem um bom processo de certificação. O artigo a seguir detalha os principais

Leia mais

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br

Série Connect. Switches e Conversores Industriais. www.altus.com.br Série Connect Switches e Conversores Industriais www.altus.com.br Conectividade e simplicidade Compacto: design robusto e eficiente para qualquer aplicação Intuitivo: instalação simplificada que possibilita

Leia mais

Padrões de Rede 15/02/2014. Padrões de rede. Padrão Ethernet IEEE 802.3 802.3

Padrões de Rede 15/02/2014. Padrões de rede. Padrão Ethernet IEEE 802.3 802.3 Padrões de Rede Fundamentos de Redes de Computadores Prof. Marcel Santos Silva Padrões de rede Existem diversos padrões Ethernet, que são utilizados pela maioria das tecnologias de rede local em uso. Definem

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores 04. Meios Físicos de Transmissão Prof. Ronaldo Introdução n

Leia mais

Módulo de Conversão RS232/RS485

Módulo de Conversão RS232/RS485 Descrição do Produto O módulo de comunicação é um conversor bidirecional RS232/RS485 ou RS232/RS422 da Série FBs. Pode ser utilizado como interface com outros modelos de controladores ou aplicações, sendo

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 5 Fibra Óptica Meios Físicos de Comunicação - Fibra Óptica 1 Conteúdo Conceitos Iniciais Tipos Fatores de Perdas Medição e Teste Vantagens Conversores e Conectores Meios

Leia mais

Meios Físicos de Transmissão

Meios Físicos de Transmissão Meios Físicos de Transmissão O meios de transmissão diferem com relação à banda passante, potencial para conexão ponto a ponto ou multiponto, limitação geográfica devido à atenuação característica do meio,

Leia mais

Instalação do Broadcom NetXtreme Gigabit Ethernet Adapter

Instalação do Broadcom NetXtreme Gigabit Ethernet Adapter Page 1 of 8 Instalação do Broadcom NetXtreme Gigabit Ethernet Adapter Este guia fornece as seguintes informações: Precauções de segurança Instalação do adaptador Broadcom Instalação do adaptador Conexão

Leia mais

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Fundamentos em Sistemas de Computação Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Camada Física Primeira cada do modelo OSI (Camada 1) Função? Processar fluxo de dados da camada 2 (frames) em sinais

Leia mais

6 Testes realizados. 6.1. Descrição do teste

6 Testes realizados. 6.1. Descrição do teste 6 Testes realizados Neste capítulo serão descritos os testes realizados com o equipamento e a posterior avaliação dos resultados obtidos. Estes, por sua vez, serão comparados aos resultados fornecidos

Leia mais

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1.

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. (CODATA 2013) Em relação à classificação da forma de utilização

Leia mais

Redes de Computadores IEEE 802.3

Redes de Computadores IEEE 802.3 Redes de Computadores Ano 2002 Profª. Vívian Bastos Dias Aula 8 IEEE 802.3 Ethernet Half-Duplex e Full-Duplex Full-duplex é um modo de operação opcional, permitindo a comunicação nos dois sentidos simultaneamente

Leia mais

REPLICACÃO DE BASE DE DADOS

REPLICACÃO DE BASE DE DADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO - NPGE REPLICACÃO DE BASE DE DADOS BRUNO VIEIRA DE MENEZES ARACAJU Março, 2011 2 FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E

Leia mais

Avaya Networking. Rafael Rocha, Sales Engineer Westcon Convergence

Avaya Networking. Rafael Rocha, Sales Engineer Westcon Convergence Avaya Networking Rafael Rocha, Sales Engineer Westcon Convergence Programação 1. Introdução (02/set - 10:00) 2. Conceitos básicos I (16/set - 10:00) 3. Conceitos básicos II (07/out - 10:00) 4. Conhecimento

Leia mais

ME-033 MANUAL DO EQUIPAMENTO TERMINAL SERVER TS 5014

ME-033 MANUAL DO EQUIPAMENTO TERMINAL SERVER TS 5014 TERMINAL SERVER TS 54 Manual do Equipamento _Rev-TS-54 TS-54 ECIL INFORMÁTICA IND. E COM. LTDA Av. Tamboré, 973 - CEP: 06460-000 Alphaville Centro industrial e empresarial Barueri SP Brasil Tel.:+(11)

Leia mais

Meios físicos Os meios físicos

Meios físicos Os meios físicos Meios físicos Os meios físicos são considerados componentes da camada 1. Se encarregam daquilo que diz respeito à representação física são bits (por exemplo, voltagem ou pulsos de luz). 1 Representação

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS Soluções em fibra óptica CATÁLOGO DE PRODUTOS Rua Jacobi Barrichello, 42 - Vila Friburgo - São Paulo/SP Tel: (11) 2834-2009 / 5548-3527 1 Sumário Introdução... 3 Linha para transmissão de em 8-bits - Padrão

Leia mais

Guia de início rápido

Guia de início rápido Guia de início rápido Cisco para pequenas empresas Comutadores não gerenciados de montagem em rack da Cisco Conteúdo da embalagem Comutador não gerenciado de montagem em rack SF 100-16, SF 100-24, SF 102-24,

Leia mais

Largura de banda e Throughput (Tanenbaum,, 2.1.2)

Largura de banda e Throughput (Tanenbaum,, 2.1.2) Largura de banda e Throughput (Tanenbaum,, 2.1.2) A largura de banda,, em termos gerais, indica a quantidade máxima de dados que podem trafegar no meio em um determinado momento. É medida em bps (bits

Leia mais

(Alimentação) DESLIGADO Sem energia. LIGADO Uma conexão válida foi estabelecida. Pacotes de Dados DESLIGADO Nenhuma conexão estabelecida

(Alimentação) DESLIGADO Sem energia. LIGADO Uma conexão válida foi estabelecida. Pacotes de Dados DESLIGADO Nenhuma conexão estabelecida Parabéns pela aquisição do SWITCH MYMAX 8 PORTAS. Este comutador integra as capacidades do Comutador Rápido de 100Mbps e da Rede Ethernet de 10Mbps em uma mini-embalagem altamente flexível. 1. Conteúdo

Leia mais

História da Fibra Óptica

História da Fibra Óptica História da Fibra Óptica Em 1870, o físico inglês Jonh Tyndall, demonstrou o princípio de guiamento da luz através de uma experiência muito simples, utilizando um recipiente furado com água, um balde e

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

Potencial de largura de banda de fibras multimodo

Potencial de largura de banda de fibras multimodo REDES ÓPTICAS Potencial de largura de banda de fibras multimodo 124 RTI SET 2007 O minembc é um processo de medição de largura de banda de fibras ópticas otimizadas a laser, que, segundo o autor, é o modo

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

DM155 MANUAL DO PRODUTO

DM155 MANUAL DO PRODUTO DM155 DM155 MANUAL DO PRODUTO 204-0027-12 rev. 12 Data: 11/11/2008 GARANTIA Este produto é garantido contra defeitos de material e fabricação pelo período especificado na nota fiscal de venda. A garantia

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Cabeamento Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br Os cabos são usados como meio de comunicação há mais de 150 anos. A primeira implantação em larga escala de comunicações via

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas TERMO DE REFERÊNCIA Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas Deve ser montável em rack padrão EIA 19 (dezenove polegadas) e possuir kits completos para instalação; Deve possuir, no mínimo, 24

Leia mais

COAXDATA. Coaxdata Homeplug e Coaxdata Gigabit ADAPTADOR COAXIAL ETHERNET. 200 Mbps. 700 Mbps. 300 Catálogo 2013 / 2014

COAXDATA. Coaxdata Homeplug e Coaxdata Gigabit ADAPTADOR COAXIAL ETHERNET. 200 Mbps. 700 Mbps. 300 Catálogo 2013 / 2014 ADAPTADOR COAXIAL ETHERNET QR-A00171 Coaxdata Homeplug e Coaxdata Gigabit A largura de banda do cabo coaxial permite combinar outros serviços no cabo sem interferir o sinal de televisão. O Coaxdata é um

Leia mais

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e)

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e) Este manual descreve como instalar os Patch Panels (modelos: 51.024) e Keystone Jacks (modelos: 31.090-WH, 31.090-BK e 31.090-IV) Categoria 5e da Gts Telecom. Apresenta como realizar a crimpagem, testes

Leia mais

Ficha técnica: Conjunto de testes de perda óptica CertiFiber Pro

Ficha técnica: Conjunto de testes de perda óptica CertiFiber Pro Ficha técnica: Conjunto de testes de perda óptica CertiFiber Pro O CertiFiber Pro é a solução em certificação de fibra Nível 1 (básica) e faz parte da família de produtos de certificação de cabos Versiv.

Leia mais

SG 800 SF 800 SG 2620 R SF 1600. Informática Portifólio Redes 2008. Soluções completas em informática e redes www.intelbras.com.br

SG 800 SF 800 SG 2620 R SF 1600. Informática Portifólio Redes 2008. Soluções completas em informática e redes www.intelbras.com.br SF 800 SG 800 Switch 8 portas Fast Ethernet 10/100 Mbps Viabiliza a construção de redes e o compartilhamento de acesso à Internet Integra dispositivos como computadores, impressoras, ATAs, telefones VoIP,

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com COMUTAÇÃO CIRCUITOS PACOTES É necessário estabelecer um caminho dedicado entre a origem e o

Leia mais

SignalTEK II. idealindustries.com.br

SignalTEK II. idealindustries.com.br Economize dinheiro usando apenas um equipamento multifuncional ao invés de testadores de fibra e Power over Ethernet (PoE) separados Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação de cabos,

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DA ATMC LTDA

APRESENTAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DA ATMC LTDA APRESENTAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DA ATMC LTDA A ATMC Automação e Comunicação Ltda desenvolve há mais de 14 anos diversos produtos voltados a automação industrial e transmissão de dados. Apresentamos os equipamentos

Leia mais

Projeto e Instalação de Servidores Fundamentos de Redes de Computadores - Parte 1

Projeto e Instalação de Servidores Fundamentos de Redes de Computadores - Parte 1 Projeto e Instalação de Servidores Fundamentos de Redes de Computadores - Parte 1 Prof.: Roberto Franciscatto Introdução O que é uma Rede de Computadores? Conjunto de módulos de processamento interconectados

Leia mais

1 Fibra Óptica e Sistemas de transmissão ópticos

1 Fibra Óptica e Sistemas de transmissão ópticos 1 Fibra Óptica e Sistemas de transmissão ópticos 1.1 Introdução Consiste em um guia de onda cilíndrico, conforme ilustra a Figura 1, formado por núcleo de material dielétrico (em geral vidro de alta pureza),

Leia mais

ESCOLA DE COMUNICAÇÕES AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

ESCOLA DE COMUNICAÇÕES AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA ESCOLA DE COMUNICAÇÕES AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA ESCOLA DE COMUNICAÇÕES OBJETIVOS Descrever a função de cada bloco do diagrama-bloco do RECEPTOR-TRANSMISSOR EB 11-RY 20/ERC; Descrever os procedimentos de medição

Leia mais

Descrição Geral...4 Especificações Técnicas...5 2.1 Características Funcionais...5 2.2 Características Ambientais...5 3 Instalação...6 3.

Descrição Geral...4 Especificações Técnicas...5 2.1 Características Funcionais...5 2.2 Características Ambientais...5 3 Instalação...6 3. Manual do Equipamento ME-035_Rev02-AS-0001 AS-0001 Conversor de sinais FO TTL SUMÁRIO 1 2 Descrição Geral...4 Especificações Técnicas...5 2.1 Características Funcionais...5 2.2 Características Ambientais...5

Leia mais

A escolha desses itens é importante pois interfere no custo das interfaces de rede. Cabo coaxial Par trançado Fibra ótica

A escolha desses itens é importante pois interfere no custo das interfaces de rede. Cabo coaxial Par trançado Fibra ótica Meios físicos de transmissão Objetivos: 1 - Definir os termos referentes a cabeamento. 2 - Identificar os principais tipos de cabos de rede. 3 - Determinar o tipo de cabeamento apropriado para cada tipo

Leia mais

Padrão Ethernet... 69 Ethernet a 100 Mbps... 70 Gigabit Ethernet... 70 Padrão Token-Ring... 72 Padrão FDDI... 73 Padrão ATM... 74

Padrão Ethernet... 69 Ethernet a 100 Mbps... 70 Gigabit Ethernet... 70 Padrão Token-Ring... 72 Padrão FDDI... 73 Padrão ATM... 74 3 T E C N O L O G I A S D E R E D E S L O C A I S T E C N O L O G I A Padrão Ethernet... 69 Ethernet a 100 Mbps... 70 Gigabit Ethernet... 70 Padrão Token-Ring... 72 Padrão FDDI... 73 Padrão ATM... 74 PADRÃO

Leia mais

TESTE DO SISTEMA OBJETIVO DA SEÇÃO

TESTE DO SISTEMA OBJETIVO DA SEÇÃO OBJETIVO DA SEÇÃO I. Lembrar-se dos requisitos de equipamentos de testes para cabos de pares trançados balanceados e fibras ópticas e seu uso adequado. II. Lembrar-se dos requisitos de testes de enlace

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Arquitetura Token Ring Arquitetura FDDI IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 Usada em redes que possuem computadores de grande porte da IBM Opera nas camadas 1 e 2 do

Leia mais

EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA

EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA EXTENSÃO ÓPTICA CONECTORIZADA Tipo do Produto Extensão Óptica Família do Produto Descrição TeraLan A Extensão Óptica Conectorizada é composta, (1) normalmente, por dois itens principais : Extensão Óptica:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Formação do Cadastro de Reserva

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Formação do Cadastro de Reserva 05/10/2015 COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração LatinoAmericana Ata de Formação do Cadastro de de abertura: 16/09/2015 09:02

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULOS SWITCHES CISCO 4510 e 3750

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULOS SWITCHES CISCO 4510 e 3750 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA MÓDULOS SWITCHES CISCO 4510 e 3750 AGOSTO/2013 DIRETORIA DE INFRAESTRUTURA E TECNOLOGIA GERÊNCIA DE TELECOMUNICAÇÕES OBJETO Ata de registro de Preço para aquisição de módulos de conexão

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP) Pregão Eletrônico 158658.342015.49304.5114.6532963390.815 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00034/2015 (SRP) Às 09:02

Leia mais

Dispositivos de rede. roteador bridge. switch. switch ATM. transceiver repetidor

Dispositivos de rede. roteador bridge. switch. switch ATM. transceiver repetidor Dispositivos de rede roteador bridge switch switch ATM transceiver repetidor hub 1 Meios físicos Os meios físicos são considerados componentes da camada 1. Tudo de que se encarregam são bits (por exemplo,

Leia mais

Cabeamento Óptico 14/03/2014. Vantagens de utilização. Noções Ópticas. Vantagens de utilização. Sistema de comunicação Fibra. Funcionamento da Fibra

Cabeamento Óptico 14/03/2014. Vantagens de utilização. Noções Ópticas. Vantagens de utilização. Sistema de comunicação Fibra. Funcionamento da Fibra Cabeamento Óptico Fundamentos de Redes de Computadores Prof. Marcel Santos Silva Vantagens de utilização Total imunidade às interferências eletromagnéticas; Dimensões reduzidas; Maior segurança no tráfego

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

Ficha técnica: MultiFiber Pro

Ficha técnica: MultiFiber Pro Ficha técnica: MultiFiber Pro Primeiro testador MPO para suporte dos testes de fibra MPO de modos múltiplo e único. Os centros de dados estão crescendo, abastecidos pela proliferação da mídia, da virtualização

Leia mais

Microregistradora TMS-44

Microregistradora TMS-44 Microregistradora TMS-44 MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Manual do Usuário Microregistradora TMS-44 Edição de Outubro de 2008 Este manual tem caráter técnico-informativo, sendo propriedade da SWEDA. Todos

Leia mais

Infra-Estrutura de Redes

Infra-Estrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Infra-Estrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Ementa 1 Apresentação

Leia mais

ATAS DE REGISTRO DE PREÇO ESTADUAIS

ATAS DE REGISTRO DE PREÇO ESTADUAIS ATAS DE REGISTRO DE PREÇO ESTADUAIS ATA ESTADUAL Tribunal de Justiça de MG SWITCH CHASSI, MÓDULOS e TRANSCEIVERS Validade: 23 / 05 /2013 Pregão: 026/2012 SWITCHES CHASSI - 7 itens - Validade: 23 / 05 /

Leia mais

MANUAL CONVERSOR ETHERNET SERIAL

MANUAL CONVERSOR ETHERNET SERIAL MANUAL CONVERSOR ETHERNET SERIAL Versão 1.0 Dezembro 2011 Infinium Automação Industrial Ltda Telefone: (45) 3038-3239 Site: email: contato@infiniumautomacao.com.br 1. APRESENTAÇÃO O equipamento foi projetado

Leia mais

CES-0545. Conversor Ethernet-Serial. 2011 Safesoft Ltda. Ver. 1.0.0. Sistema de Gestão da Qualidade. Certificado por Bureau Veritas.

CES-0545. Conversor Ethernet-Serial. 2011 Safesoft Ltda. Ver. 1.0.0. Sistema de Gestão da Qualidade. Certificado por Bureau Veritas. .. CES-0545 Conversor Ethernet-Serial Sistema de Gestão da Qualidade Certificado por Bureau Veritas. ----------ISO 9001:2008------------ Conversor Ethernet-Serial Descrição geral O CES-0545 oferece uma

Leia mais

Modem USB Guia Rápido MF190 ZTE CORPORATION. NO. 55, Hi-tech Road South, ShenZhen, P.R.China Postcode: 518057

Modem USB Guia Rápido MF190 ZTE CORPORATION. NO. 55, Hi-tech Road South, ShenZhen, P.R.China Postcode: 518057 Modem USB Guia Rápido ZTE CORPORATION NO. 55, Hi-tech Road South, ShenZhen, P.R.China Postcode: 518057 MF190 INFORMAÇÕES LEGAIS Copyright 2011 ZTE CORPORATION. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte

Leia mais

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS 04 05 0 07 08 09 02 FIBRA ÓTICA TECNOLOGIA ÓTICA Com

Leia mais

Manual de Instalação e Operação

Manual de Instalação e Operação Manual de Instalação e Operação CONVERSOR HPNA 3.1 CTS3600EC MXU VERSÃO 1.0 12 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta documentação pode ser reproduzida sob qualquer forma, sem a autorização

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN 1 REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA. CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN 2 INTERFACE E CABEAMENTO DE REDES - Parte física da rede - Cabeamento - Placas de rede (interfaces)

Leia mais

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão Tecnologia em Jogos Digitais Mídias (meios) de transmissão DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES Mídias físicas: composta pelo cabeamento e outros elementos componentes utilizados na montagem

Leia mais

Modelo NV-EC1701 Transceptor Ethernet sobre coaxial EoC com PoE, PoE+ de Alta Potência

Modelo NV-EC1701 Transceptor Ethernet sobre coaxial EoC com PoE, PoE+ de Alta Potência NOVO! Modelo NV-EC1701 Transceptor Ethernet sobre coaxial EoC com PoE, PoE+ de Alta Potência Características: Para transmitir e receber simultaneamente (full duplex), Ethernet sobre Base T 10/100 uma distância

Leia mais

INSTITUTO LABORO ESCOLA TECNICA

INSTITUTO LABORO ESCOLA TECNICA INSTITUTO LABORO ESCOLA TECNICA PESQUISA CABO COAXIAIS ASPECTOS TECNICOS FIBRA OPTICA SISTEMA TIPICO DE COMUNICAÇÃO PTICA ESTRUTURA DE UMA FIBRA OPTICA TIPOS DE FIBRA OPTICA Por Ítalo da Silva Rodrigues

Leia mais

SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO

SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO 1 SISTEMA DE RASTREIO ÓPTICO VISÃO GERAL O Sistema de Rastreio Óptico, ou simplesmente SISROT, foi desenvolvido com o objetivo de rastrear foguetes nos primeiros instantes de

Leia mais

Manual de Instalação e Operação

Manual de Instalação e Operação Manual de Instalação e Operação CONVERSOR HPNA 3.1 CTS3600EC-F Versão 1.0 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta documentação pode ser reproduzida sob qualquer forma, sem a autorização da CIANET.

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

S i s t e m a s d e E n e r g i a

S i s t e m a s d e E n e r g i a S i s t e m a s d e E n e r g i a c a t á l o g o d e p r o d u t o s 2 0 1 0 A Analo oferece soluções completas, software e equipamentos para: Supervisão Telemedição Comunicação de dados Supervisão A

Leia mais

Módulo 6 Conceitos Básicos sobre Ethernet

Módulo 6 Conceitos Básicos sobre Ethernet CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 6 Conceitos Básicos sobre Ethernet Fundamentos de Ethernet Introdução à Ethernet A maior parte do tráfego da Internet tem origem em ligações Ethernet. Razões do

Leia mais

SignalTEK II. idealnwd.com

SignalTEK II. idealnwd.com Economize dinheiro usando apenas um equipamento multifuncional ao invés de testadores de fibra e Power over Ethernet (PoE) separados Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação de cabos,

Leia mais

Elemento central da rede par trançado Camada física do modelo OSI Cascateamento de hubs

Elemento central da rede par trançado Camada física do modelo OSI Cascateamento de hubs Elemento central da rede par trançado Camada física do modelo OSI Cascateamento de hubs Porta UTP Regra 5-4-3 (em desuso) Porta UTP específica Hubs são enxergados como um único equipamento (geralmente

Leia mais

Ficha técnica: MultiFiber Pro

Ficha técnica: MultiFiber Pro Ficha técnica: MultiFiber Pro Kits de teste de fibra e Medidor de energia ótica Os centros de dados estão crescendo, abastecidos pela proliferação da mídia, da virtualização e da necessidade de mais segurança

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CFL125

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CFL125 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DO CFL125 INTRODUÇÃO O CFL125 é um conversor de interface de fibra óptica para interface 10 baset ou 100 baset selecionando automaticamente visando conectar redes através

Leia mais

Redes de Computadores Concursos de TI

Redes de Computadores Concursos de TI Redes de Computadores Concursos de TI CONCEITOS DE REDES PARTE 1 Prof. Bruno Guilhen Arquitetura e Protocolo de Redes www.concursosdeti.com.br E1 E9 Conceito de Protocolo E2 N1 R1 R3 R2 N5 R4 Como esses

Leia mais

www.commscope.com CommScope Soluções de fibra

www.commscope.com CommScope Soluções de fibra CommScope Soluções de fibra A confiabilidade da rede: fundamental para o sucesso do negócio O Gigabit Ethernet já encontrou o seu lugar nos desktops dos funcionários. Os departamentos de TI inteligentes

Leia mais

Infra-Estrutura de Redes

Infra-Estrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Infra-Estrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Objetivos: Camada física

Leia mais

ENH908-NWY. Manual do Usuário

ENH908-NWY. Manual do Usuário ENH908-NWY Manual do Usuário O dispositivo é um poderoso switch Fast Ethernet de alto desempenho, com todas as portas capazes de realizarem operações de negociação automática (NWay) de 10 ou 100 Mbps,

Leia mais