APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DE DADOS SECTTI EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 0008/2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DE DADOS SECTTI EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 0008/2014"

Transcrição

1 APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE SOLUÇÃO DE SEGURANÇA DE DADOS SECTTI EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 0008/2014 Brasília-DF, agosto de 2014

2 Ref.: Apresentação de Sistema de Registro de Preços para fornecimento de solução de segurança de dados. Prezado Senhor, As atuais organizações reconhecem o grande valor contido nas soluções de Tecnologia da Informação e Comunicações. Grandes benefícios podem ser ressaltados: maior eficácia e controle, processos mais ágeis e flexíveis, redução de custos, otimização de investimentos e criação de sinergias corporativas. A Mahvla Telecomm trabalha para promover o rápido avanço tecnológico e competitivo de seus clientes, garantindo excelentes resultado com as soluções fornecidas, e assim assegurar uma relação de credibilidade e parceria. Alinhada às necessidades do mercado e com foco na competitividade, a Mahvla investe continuamente no treinamento de seus colaboradores e nos processos e métodos de gestão empresarial. A soma de todos esses esforços é refletida nos ótimos resultados dos projetos que a Mahvla tem executado em todo Brasil. Não medimos esforços para oferecer a solução mais inteligente e adequada. Assim, a Mahvla Telecomm vem, respeitosamente, apresentar esta proposta comercial de forma a atender as necessidades de sua empresa. Colocamo-nos a disposição de V.Sª. a fim de sanar quaisquer outras dúvidas ainda existentes. Sem mais para o momento, subscrevemo-nos. Atenciosamente, Marcelo de Almeida Diretor Executivo Fone: (61)

3 1. O QUE É REGISTRO DE PREÇOS Conjunto de procedimentos para registro formal de preços relativos à prestação de serviços, aquisição e locação de bens, para contratações futuras, realizado por meio de uma única licitação, na modalidade de concorrência ou pregão, em que as empresas disponibilizam os bens e serviços a preços e prazos registrados em ata específica e que a aquisição ou contratação é feita quando melhor convier aos órgãos/entidades que integram a Ata. 2. AS NORMAS QUE REGULAMENTAM O SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS - SRP Os procedimentos licitatórios obedecerão à Lei nº , de 17 de julho de 2002, ao Decreto nº 5.450, de 31 de maio de 2005, à Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, ao Decreto 7.892, de 23 de janeiro de 2013 e, subsidiariamente, à Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 que prevê: Lei Federal 8666/93 "Art. 15 As compras, sempre que possível, deverão: (...). II - ser processadas através de sistema de registro de preços; (...) 4º A existência de preços registrados não obriga a Administração a firmar as contratações que deles poderão advir, ficando-lhe facultada a utilização de outros meios, respeitada a legislação relativa às licitações, sendo assegurado ao beneficiário do registro preferência em igualdade de condições. DECRETO Nº 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013 Art. 22. Desde que devidamente justificada a vantagem, a ata de registro de preços, durante sua vigência, poderá ser utilizada por qualquer órgão ou entidade da administração pública federal que não tenha participado do certame licitatório, mediante anuência do órgão gerenciador. 1º Os órgãos e entidades que não participaram do registro de preços, quando desejarem fazer uso da ata de registro de preços, deverão consultar o órgão gerenciador da ata para manifestação sobre a possibilidade de adesão. 2º Caberá ao fornecedor beneficiário da ata de registro de preços, observadas as condições nela estabelecidas, optar pela aceitação ou não do fornecimento decorrente de adesão, desde que não prejudique as obrigações presentes e futuras decorrentes da ata, assumidas com o órgão gerenciador e órgãos participantes. 3º As aquisições ou contratações adicionais a que se refere este artigo não poderão exceder, por órgão ou entidade, a cem por cento dos quantitativos dos itens do instrumento convocatório e registrados na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgãos participantes. 4º O instrumento convocatório deverá prever que o quantitativo decorrente das adesões à ata de registro de preços não poderá exceder, na totalidade, ao quíntuplo do quantitativo de cada item registrado na ata de registro de preços para o órgão gerenciador e órgãos participantes, independente do número de órgãos não participantes que aderirem. 5 º O órgão gerenciador somente poderá autorizar adesão à ata após a primeira aquisição ou contratação por órgão integrante da ata, exceto quando, justificadamente, não houver previsão no edital para aquisição ou contratação pelo órgão gerenciador.

4 6º Após a autorização do órgão gerenciador, o órgão não participante deverá efetivar a aquisição ou contratação solicitada em até noventa dias, observado o prazo de vigência da ata. 7º Compete ao órgão não participante os atos relativos à cobrança do cumprimento pelo fornecedor das obrigações contratualmente assumidas e a aplicação, observada a ampla defesa e o contraditório, de eventuais penalidades decorrentes do descumprimento de cláusulas contratuais, em relação às suas próprias contratações, informando as ocorrências ao órgão gerenciador. 8º É vedada aos órgãos e entidades da administração pública federal a adesão a ata de registro de preços gerenciada por órgão ou entidade municipal, distrital ou estadual. 9º É facultada aos órgãos ou entidades municipais, distritais ou estaduais a adesão a ata de registro de preços da Administração Pública Federal. 3. O SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS DA SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TRABALHO - SECTTI O Sistema de Registro de Preços SRP da SECCTI ocorreu através da Licitação PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 0008/2014, processo interno nº /2013, através do Sítio do Portal de Compras Governamentais - ES em 08/05/2014 e foi homologado em 21/08/2014, com vigência de 21/08/2014 até 21/08/2015. O objeto licitado pelo órgão, descrito no projeto básico foi a contratação de empresa através do sistema de Registro de Preços com o objetivo de fornecimento de Solução de segurança de dados, incluindo os serviços de instalação e configuração, transferência de conhecimento da tecnologia, garantia com suporte técnico e manutenção para um período de 36 (trinta e seis) meses, cuja ata possui prazo de vigência de 12 (doze) meses, de acordo com as especificações técnicas, quantidades e exigências constantes no Termo de Referência, Anexo I do Edital. 4. QUEM PODE UTILIZAR O SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS DA SECTTI O SRP da SECCTI pode ser utilizado por todos os Órgãos da Administração Pública Federal, Estadual e Municipal que tenham autonomia de gestão e disponibilidade orçamentária para contratar os serviços previstos neste SRP. 5. COMO UTILIZAR O SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS DA SECTTI O projeto básico que originou a Ata de Registro de Preços do Pregão Eletrônico 0008/2014 da SECTTI tem como referência 03 itens agrupados em 01 lote. Para adequar os itens previstos no SRP às realidades do Órgão, basta multiplicar a quantidade necessária de cada um dos itens, de acordo com as necessidades do projeto. Se necessário, o Órgão poderá solicitar auxílio para a realização do levantamento para elaboração de projeto que atenda as necessidades, relacionando as quantidades dos itens. A Mahvla Telecomm está à disposição para auxiliar na composição adequada da planilha.

5 6. PROCEDIMENTOS E ROTINAS PARA A ADESÃO AO SRP DA SECTTI 6.1. O Órgão interessado em aderir o SRP encaminha um Ofício a SECTTI conforme modelo apresentado no Anexo C, manifestando o interesse na adesão; 6.2. A SECTTI, responde ao ofício, autorizando a adesão, com cópia da Ata do Registro de Preços e, se necessário, outros documentos pertinentes; 6.3. O Órgão interessado apresenta internamente justificativa técnica e de preços, através de ofício, demonstrando os benefícios e vantagens em aderir ao Sistema de Registro de Preços; 6.4. O Órgão interessado encaminha ofício à Mahvla Telecomm Ltda, conforme modelo apresentado no Anexo D, sobre a possibilidade e interesse no fornecimento dos serviços A Mahvla Telecomm responde ao Órgão interessado confirmando o interesse no fornecimento encaminhando proposta comercial, referente aos quantitativos e valores demandados pelo Órgão; 6.6. O Órgão interessado executa os procedimentos internos necessários para emitir o empenho, contrato de fornecimento e demais providências normais ao processo de contratação dos equipamentos e serviços previstos.

6 ANEXO A PROPOSTA DE PREÇOS CONSTANTE NO REGISTRO DE PREÇOS 0008/2014 DA SECTTI Item Descrição Tipo Marca/ Fabricante Modelo Qtde Valor Unitário Valor Total 1 Firewall Tipo 1 HW DELL/Sonicwall TZ R$ ,43 R$ ,49 2 Firewall Tipo 2 HW DELL/Sonicwall SM R$ ,90 R$ ,90 3 Software de Gerenciamento SW DELL/Sonicwall GMS Global Management System 12 R$ ,07 R$ ,84 VALOR GLOBAL R$ ,23 (seis milhões setecentos e cinquenta e nove mil novecentos e noventa e um reais e vinte e três centavos) ANEXO B DESCRITIVO RESUMIDO DOS PRODUTOS DO REGISTRO DE PREÇO Abaixo segue uma breve descrição dos produtos ofertados nesta proposta em conformidade com o Edital do pregão eletrônico no. 0008/2014, em atendimento às especificações do Termo de Referência: Item 1: Firewall Tipo 1 Fabricante: Dell Sonicwall Modelo: TZ215 LOTE ÚNICO Em appliance (hardware com propósito específico) com mínimo de 1U de altura, com kit de montagem em rack de 19, ou formato desktop; Ser fornecido com fonte de alimentação interna ou externa com chaveamento automático para as tensões de entrada 110/220 Volts AC; Possuir leds frontais indicativos de status tais como equipamento ativo e alarme; Possuir no mínimo 07 (sete) interfaces 10/100/1000Base TX. Para aferição dos números de performance (throughput) descritos neste termo, deverá ser considerada a RFC Não serão aceitas interfaces do tipo Switch ou Combo (compartilhadas) para atendimento ao número de interfaces exigido. Possuir Sistema Operacional (firmware) armazenado em memória flash ou similar. A memória flash ou similar dever ser capaz de armazenar pelo menos 02 versões distintas e completas do sistema operacional (Firmware). O Stateful Firewall Performance deve ser de, no mínimo 500 Mbps; Implementar as funcionalidades de firewall UTM em modo router layer 3 (com endereçamento IP das interfaces e em layer 2 (Bridge). Suporte a no mínimo de conexões simultâneas; Possibilitar o controle do tráfego para os protocolos GRE, H323, SIP e IGMP baseados nos endereços de origem e destino da comunicação; Prover através da interface gráfica, configuração dos parâmetros de timeout SIP e H323; Prover matriz de horários que possibilite o bloqueio de serviços em horários específicos, tendo o início e fim das conexões vinculadas com a matriz de horários;

7 Possuir a definição de valores distintos para timeout de conexões TCP e sessões UDP, possibilitando desta forma que cada regra de filtragem tenha seu set de Timers TCP e UDP independente das demais regras. Não serão aceitas as definições dos valores de time-out TCP e UDP por serviço; Prover mecanismo contra ataques de falsificação de endereços (IP Spoofing) através da especificação da interface de rede pela qual uma comunicação deve se originar; Prover servidor DHCP Interno suportando múltiplos escopos de endereçamento para a mesma interface e a funcionalidade de DHCP Relay; Prover a capacidade de encaminhamento de pacotes UDPs multicast/broadcast entre diferentes interfaces e zonas de segurança; Implementar mecanismo de sincronismo de horário através do protocolo NTP. Para tanto o appliance deve realizar a pesquisa em pelo menos 02 servidores NTP distintos, com a configuração do tempo do intervalo de pesquisa; Permitir o controle e a priorização do tráfego, priorizando e garantindo banda para as aplicações (inbound/outbound) através da classificação dos pacotes (Shaping), garantia de banda mínima e máxima e prioridade, criação de filas de prioridade, gerência de congestionamento e QoS; Permitir modificação de valores DSCP para o DiffServ; Prover manipulação da tabela ARP, com as opções de remover entrada ARP e adicionar entrada ARP estática; Possuir mecanismo de forma a possibilitar o funcionamento transparente dos protocolos FTP, Real Áudio, Real Vídeo, SIP, RTSP e H323, mesmo quando acessados por máquinas através de conversão de endereços. Este suporte deve funcionar tanto para acessos de dentro para fora (outbound) quanto de fora para dentro (inbound); Prover mecanismo de conversão de endereços (NAT), de forma a possibilitar que uma rede com endereços reservados acesse a Internet a partir de um único endereço IP e possibilitar também um mapeamento 1-1 de forma a permitir com que servidores internos com endereços reservados sejam acessados externamente através de endereços válidos; Possuir mecanismo que permita que a conversão de endereços (NAT) seja feita de forma dependente do protocolo e destino de uma comunicação, possibilitando que uma máquina, ou grupo de máquinas, tenham seus endereços convertidos para endereços diferentes de acordo com o endereço destino e protocolo utilizado; Possuir mecanismo que permita conversão de portas (PAT); Implementar mecanismo interno de balanceamento de tráfego para no mínimo 04 links de comunicação externos, com a utilização de no mínimo 04 (quatro) algoritmos distintos para a realização do balanceamento; Suportar funcionalidades de gateway anti-virus e anti-spyware, sem a necessidade de servidor externo para os seguintes protocolos: HTTP, FTP (passivo e ativo), POP3, CIFS, IMAP e SMTP, com o throughput de no mínimo 70 Mbps, sem limite de tamanho de arquivo a ser verificado. A verificação deve ser configurável de acordo com a direção do tráfego (inbound e/ou outbound). A atualização das assinaturas para esta funcionalidade deve ser realizada de forma automática e sob demanda, sendo a verificação de seu status realizada através de entradas de log ou informação constante na interface gráfica; Deve permitir a criação de, no mínimo, 20 (vinte) VLANs, segundo o protocolo IEEE 802.1Q. Implementar no mínimo 08 classes de serviço distintas, com configuração do mapeamento e marcação para códigos DSCP através da interface gráfica; Possuir roteamento RIPv1, RIPv2 e OSPF, com configuração pela interface gráfica; Permitir a criação de perfis de administração distintos, de forma a possibilitar a definição de diversos administradores para o firewall, cada um responsável por determinadas tarefas da administração; Possuir no mínimo as seguintes autenticações: externo RADIUS, LDAP, RADIUS e banco de dados interno; Integrar-se ao serviço de diretório padrão LDAP, inclusive o Microsoft Active Directory, reconhecendo contas e grupos de usuários cadastrados; Prover funcionalidade de identificação transparente de usuários cadastrados no Microsoft Active Directory, através de mecanismo de Single Sign On, sem a necessidade de instalação de agentes/softwares nas estações de trabalho. A pesquisa deve ser implementada através de WMI e Netapi, podendo ser configurável o método de pesquisa desejado; Possuir mecanismo que permita a realização de cópias de segurança (backups) e sua posterior restauração remotamente, através da interface gráfica ou linha de comando;

8 Implementar os seguintes mecanismos de troca de chave: Manual Key, IKEv2 e PKI (X.509). Possuir mecanismo para possibilitar a aplicação de correções e atualizações para o firewall remotamente através da interface gráfica; Permitir a visualização em tempo real de todas as conexões TCP e sessões UDP que se encontrem ativas através do firewall, com a possibilidade de remoção da conexão/sessão desejada; Permitir a visualização de estatísticas do uso de CPU e memória da máquina onde o firewall está rodando através da interface gráfica remota em tempo real; Possuir mecanismo de Alta Disponibilidade, com as implementações de Fail Over e/ou Load Balance, através de porta de comunicação dedicada ou interface de rede 10/100/1000BaseTX; Suportar Mecanismo Interno de IPS, com suporte a pelo menos assinaturas de ataques, completamente integrado ao Firewall, com performance mínima de 100 Mbps. A performance de verificação do IPS não deve possuir limitação do tamanho do stream de dados a serem verificados; Capacidade de resposta/logs ativa a ataques: Terminação de sessões via TCP resets; Atualizar automaticamente as assinaturas para o sistema de detecção de intrusos; Possuir filtros de ataques; O recurso de detecção de intrusão deve ser atualizado automaticamente; Possuir interface orientada a linha de comando para a administração do firewall a partir do console, com suporte a SSH (múltiplas conexões); Implementar proxy transparente para o protocolo HTTP, de forma a dispensar a configuração dos browsers das máquinas clientes; Possibilitar o redirecionamento do protocolo HTTP de forma transparente para um sistema de cache web externo; Possibilitar a filtragem da linguagem Javascript e de applets Java e Active-X em páginas WWW, para o protocolo HTTP; Prover autenticação de usuários para os serviços HTTP e HTTPS utilizando as bases de dados de usuários e grupos de servidores 2000/2003 com Active Directory ou bases LDAP. Para esta autenticação, não deverá ser instalado nenhum tipo de software cliente nas estações de trabalho; Implementar funcionalidade de análise de sites e filtragem de conteúdo HTTP e HTTPS, com no mínimo 50 categorias distintas sem a necessidade de servidor externo, com a possibilidade de criação de listas de exclusão por endereçamento IP ou domínio; A Atualização das assinaturas para esta funcionalidade deve ser realizada de forma automática e sob demanda, sendo a verificação de seu status através de entradas de log ou informação constante na interface gráfica; Implementar L2TP server com criptografia IPSec e MPPE; Suportar padrão IPSEC, de acordo com as RFCs 2401 a 2412, de modo a estabelecer canais de criptografia com outros produtos que também suportem tal padrão; Implementar NAT-T versão 03 para funcionamento através de túneis IPSEC; Suportar a criação de túneis IP sobre IP (IPSEC Tunnel), do tipo Site to Site, de modo a possibilitar que duas redes com endereço inválido possam se comunicar através da Internet; Implementar VPN com criptografia através dos protocolos 3DES(168 bits) e AES(256 bits), utilizando diffie-hellman com grupos 1, 2, 5 e 14 com performance mínima de 120 Mbps para ambos os protocolos; Implementar VPN SSL, com suporte a clientes Windows, Linux e MacOSX; Deve ainda possibilitar a customização do portal de login (mensagem e logo de exibição), assim como a definição de servidores de DNS e WINS, e timer para desconexão de clientes inativos; Possuir a visualização gráfica através da interface gráfica de gerenciamento dos canais de criptografia ativos; Possuir suporte ao protocolo SNMP, através de MIB2;

9 Possui suporte a log via syslog, com a definição de pelo menos 01 servidor para envio de log do tipo syslog, sendo possível a configuração de outra(s) porta(s) de comunicação além da porta padrão do protocolo syslog; Deve implementar nativamento mecanismo de relatório do tráfego de dados (inbound e outbound) com suporte a envio e análise de fluxos netflow (versões 5 e 9) e IPFIX; Deve ser possível a configuração do tipo de fluxo a ser exportado; Possui interface de gerenciamento via Web (HTTPS) ou Software local, de forma a gerenciar completamente a solução adquirida, incluindo criação e distribuição de regras de filtragem e VPN, Backups dos Firewalls e atualização de versão do Sistema operacional; Possuir 01 (uma) interface de rede dedicada para gerenciamento; Implementar políticas de segurança baseadas em endereço IP de origem, endereço IP de destino, endereço de rede de origem, endereço de rede de destino e portas TCP e/ou UDP. Implementar políticas de segurança baseada em interfaces (físicas e túneis); Implementar políticas de rate limiting; Implementar políticas de segurança com, no mínimo, os seguintes tipos de ações: ALLOW permite o encaminhamento do tráfego; DROP Permite apenas não encaminhar o tráfego; RESET Permite responder com RESET da conexão e não encaminhar o tráfego; LOG Permite gravação de registro de tráfego; Possuir capacidade de detectar ataques com SYN attack/fragments, ICMP flood, UDP flood, Port scan, ICMP extendido, IP de origem e ataques baseados em opções do IP Security (timestamp/badstamp); Implementar suporte a IPv4 (RFC 791) e IPv6 (RFC 2460); Type. Implementar suporte a ICMPv6 (RFC4890) de forma a permitir a criação de políticas baseadas no ICMP Item 2: Firewall Tipo 2 Fabricante: Dell Sonicwall Modelo: SM 9200 Em appliance (hardware com propósito específico) com mínimo de 1U de altura, com kit de montagem em rack de 19 ; Ser fornecido com fonte de alimentação interna redundante e hot swappable com chaveamento automático para as tensões de entrada 110/220 Volts AC; Ser fornecido com sistema de arrefecimento interno redundante e hot-swappable, com no mínimo 02 (duas) fans em funcionamento simultâneo; Possuir leds frontais indicativos de status tais como equipamento ativo e alarme; Possuir no mínimo 08 (oito) interfaces 10/100/1000BaseTX, 08 (oito) interfaces 1000Base-X utilizando portas SPF, e 04 (quatro) interfaces 10Gbase-X utilizando portas SFP+, totalizando 20 (vinte) interfaces de rede disponíveis. Para aferição dos números de performance (throughput) descritos neste termo, deverá ser considerada a RFC Não serão aceitas interfaces do tipo Switch ou Combo (compartilhadas) para atendimento ao número de interfaces exigido. Possuir no mínimo 01 (uma) porta 10/100/1000BaseTX adicional dedicada para funções de gerenciamento; Possuir Sistema Operacional (firmware) armazenado em memória flash ou similar. A memória flash ou similar dever ser capaz de armazenar pelo menos 02 versões distintas e completas do sistema operacional (Firmware). O Stateful Firewall Performance deve ser de, no mínimo 12.0 Gbps;

10 Implementar as funcionalidades de firewall UTM em modo router layer 3 (com endereçamento IP das interfaces e em layer 2 (Bridge). Suporte a no mínimo de conexões simultâneas; Possibilitar o controle do tráfego para os protocolos GRE, H323, SIP e IGMP baseados nos endereços de origem e destino da comunicação; Prover através da interface gráfica, configuração dos parâmetros de timeout SIP e H323; Prover matriz de horários que possibilite o bloqueio de serviços em horários específicos, tendo o início e fim das conexões vinculadas com a matriz de horários; Possuir a definição de valores distintos para timeout de conexões TCP e sessões UDP, possibilitando desta forma que cada regra de filtragem tenha seu set de Timers TCP e UDP independente das demais regras. Não serão aceitas as definições dos valores de time-out TCP e UDP por serviço; Prover mecanismo contra ataques de falsificação de endereços (IP Spoofing) através da especificação da interface de rede pela qual uma comunicação deve se originar; Prover servidor DHCP Interno suportando múltiplos escopos de endereçamento para a mesma interface e a funcionalidade de DHCP Relay; Prover a capacidade de encaminhamento de pacotes UDPs multicast/broadcast entre diferentes interfaces e zonas de segurança; Implementar mecanismo de sincronismo de horário através do protocolo NTP. Para tanto o appliance deve realizar a pesquisa em pelo menos 02 servidores NTP distintos, com a configuração do tempo do intervalo de pesquisa; Permitir o controle e a priorização do tráfego, priorizando e garantindo banda para as aplicações (inbound/outbound) através da classificação dos pacotes (Shaping), garantia de banda mínima e máxima e prioridade, criação de filas de prioridade, gerência de congestionamento e QoS; Permitir modificação de valores DSCP para o DiffServ; Prover manipulação da tabela ARP, com as opções de remover entrada ARP e adicionar entrada ARP estática; Possuir mecanismo de forma a possibilitar o funcionamento transparente dos protocolos FTP, Real Áudio, Real Vídeo, SIP, RTSP e H323, mesmo quando acessados por máquinas através de conversão de endereços. Este suporte deve funcionar tanto para acessos de dentro para fora (outbound) quanto de fora para dentro (inbound); Prover mecanismo de conversão de endereços (NAT), de forma a possibilitar que uma rede com endereços reservados acesse a Internet a partir de um único endereço IP e possibilitar também um mapeamento 1-1 de forma a permitir com que servidores internos com endereços reservados sejam acessados externamente através de endereços válidos; Possuir mecanismo que permita que a conversão de endereços (NAT) seja feita de forma dependente do protocolo e destino de uma comunicação, possibilitando que uma máquina, ou grupo de máquinas, tenham seus endereços convertidos para endereços diferentes de acordo com o endereço destino e protocolo utilizado; Possuir mecanismo que permita conversão de portas (PAT); Implementar mecanismo interno de balanceamento de tráfego para no mínimo 04 links de comunicação externos, com a utilização de no mínimo 04 (quatro) algoritmos distintos para a realização do balanceamento; Suportar funcionalidades de gateway anti-virus e anti-spyware, sem a necessidade de servidor externo para os seguintes protocolos: HTTP, FTP (passivo e ativo), POP3, CIFS, IMAP e SMTP, com o throughput de no mínimo 3.0 Gbps, sem limite de tamanho de arquivo a ser verificado. A verificação deve ser configurável de acordo com a direção do tráfego (inbound e/ou outbound). A atualização das assinaturas para esta funcionalidade deve ser realizada de forma automática e sob demanda, sendo a verificação de seu status realizada através de entradas de log ou informação constante na interface gráfica; Deve permitir a criação de, no mínimo, 512 (quinhentas e doze) VLANs, segundo o protocolo IEEE 802.1Q. Implementar no mínimo 08 classes de serviço distintas, com configuração do mapeamento e marcação para códigos DSCP através da interface gráfica; Possuir roteamento BGP, RIPv1, RIPv2 e OSPF, com configuração pela interface gráfica;

11 Permitir a criação de perfis de administração distintos, de forma a possibilitar a definição de diversos administradores para o firewall, cada um responsável por determinadas tarefas da administração; Possuir no mínimo as seguintes autenticações: externo RADIUS, LDAP, RADIUS e banco de dados interno; Integrar-se ao serviço de diretório padrão LDAP, inclusive o Microsoft Active Directory, reconhecendo contas e grupos de usuários cadastrados; Prover funcionalidade de identificação transparente de usuários cadastrados no Microsoft Active Directory, através de mecanismo de Single Sign On, sem a necessidade de instalação de agentes/softwares nas estações de trabalho. A pesquisa deve ser implementada através de WMI e Netapi, podendo ser configurável o método de pesquisa desejado; Possuir mecanismo que permita a realização de cópias de segurança (backups) e sua posterior restauração remotamente, através da interface gráfica ou linha de comando; Implementar os seguintes mecanismos de troca de chave: Manual Key, IKEv2 e PKI (X.509). Possuir mecanismo para possibilitar a aplicação de correções e atualizações para o firewall remotamente através da interface gráfica; Permitir a visualização em tempo real de todas as conexões TCP e sessões UDP que se encontrem ativas através do firewall, com a possibilidade de remoção da conexão/sessão desejada; Permitir a visualização de estatísticas do uso de CPU e memória da máquina onde o firewall está rodando através da interface gráfica remota em tempo real; Possuir mecanismo de Alta Disponibilidade, com as implementações de Fail Over e/ou Load Balance, através de porta de comunicação dedicada ou interface de rede 10/100/1000BaseTX; Suportar Mecanismo Interno de IPS, com suporte a pelo menos assinaturas de ataques, completamente integrado ao Firewall, com performance mínima de 4.5 Gbps. A performance de verificação do IPS não deve possuir limitação do tamanho do stream de dados a serem verificados; Capacidade de resposta/logs ativa a ataques: Terminação de sessões via TCP resets; Atualizar automaticamente as assinaturas para o sistema de detecção de intrusos; Possuir filtros de ataques; O recurso de detecção de intrusão deve ser atualizado automaticamente; Possuir interface orientada a linha de comando para a administração do firewall a partir do console, com suporte a SSH (múltiplas conexões); Implementar proxy transparente para o protocolo HTTP, de forma a dispensar a configuração dos browsers das máquinas clientes; Possibilitar o redirecionamento do protocolo HTTP de forma transparente para um sistema de cache web externo; Possibilitar a filtragem da linguagem Javascript e de applets Java e Active-X em páginas WWW, para o protocolo HTTP; Prover autenticação de usuários para os serviços HTTP e HTTPS utilizando as bases de dados de usuários e grupos de servidores 2000/2003 com Active Directory ou bases LDAP. Para esta autenticação, não deverá ser instalado nenhum tipo de software cliente nas estações de trabalho; Implementar funcionalidade de análise de sites e filtragem de conteúdo HTTP e HTTPS, com no mínimo 50 categorias distintas sem a necessidade de servidor externo, com a possibilidade de criação de listas de exclusão por endereçamento IP ou domínio; A Atualização das assinaturas para esta funcionalidade deve ser realizada de forma automática e sob demanda, sendo a verificação de seu status através de entradas de log ou informação constante na interface gráfica; Implementar L2TP server com criptografia IPSec e MPPE; Suportar padrão IPSEC, de acordo com as RFCs 2401 a 2412, de modo a estabelecer canais de criptografia com outros produtos que também suportem tal padrão; Implementar NAT-T versão 03 para funcionamento através de túneis IPSEC;

12 Suportar a criação de túneis IP sobre IP (IPSEC Tunnel), do tipo Site to Site, de modo a possibilitar que duas redes com endereço inválido possam se comunicar através da Internet; Implementar VPN com criptografia através dos protocolos 3DES(168 bits) e AES(256 bits), utilizando diffie-hellman com grupos 1, 2, 5 e 14 com performance mínima de 5.0 Gbps para ambos os protocolos; Implementar VPN SSL, com suporte a clientes Windows, Linux e MacOSX; Deve ainda possibilitar a customização do portal de login (mensagem e logo de exibição), assim como a definição de servidores de DNS e WINS, e timer para desconexão de clientes inativos; Possuir a visualização gráfica através da interface gráfica de gerenciamento dos canais de criptografia ativos; Possuir suporte ao protocolo SNMP, através de MIB2; Possui suporte a log via syslog, com a definição de pelo menos 01 servidor para envio de log do tipo syslog, sendo possível a configuração de outra(s) porta(s) de comunicação além da porta padrão do protocolo syslog; Deve implementar nativamento mecanismo de relatório do tráfego de dados (inbound e outbound) com suporte a envio e análise de fluxos netflow (versões 5 e 9) e IPFIX; Deve ser possível a configuração do tipo de fluxo a ser exportado; Possui interface de gerenciamento via Web (HTTPS) ou Software local, de forma a gerenciar completamente a solução adquirida, incluindo criação e distribuição de regras de filtragem e VPN, Backups dos Firewalls e atualização de versão do Sistema operacional; Implementar políticas de segurança baseadas em endereço IP de origem, endereço IP de destino, endereço de rede de origem, endereço de rede de destino e portas TCP e/ou UDP. Implementar políticas de segurança baseada em interfaces (físicas e túneis); Implementar políticas de rate limiting; Implementar políticas de segurança com, no mínimo, os seguintes tipos de ações: ALLOW permite o encaminhamento do tráfego; DROP Permite apenas não encaminhar o tráfego; RESET Permite responder com RESET da conexão e não encaminhar o tráfego; LOG Permite gravação de registro de tráfego; Possuir capacidade de detectar ataques com SYN attack/fragments, ICMP flood, UDP flood, Port scan, ICMP extendido, IP de origem e ataques baseados em opções do IP Security (timestamp/badstamp); Implementar suporte a IPv4 (RFC 791) e IPv6 (RFC 2460); Implementar suporte a ICMPv6 (RFC4890) de forma a permitir a criação de políticas baseadas no ICMP Type. Item 3: Software de Gerenciamento Fabricante: Dell Sonicwall Modelo: GMS Global Management System Permitir a criação de perfis de administração distintos, de forma a possibilitar a definição de diversos administradores para o firewall, cada um responsável por determinadas tarefas da administração; Fornecer gerência remota, com interface gráfica nativa, através do aplicativo ActiveX ou Java; Fornecer interface gráfica para no mínimo 10 usuários;

13 A interface gráfica deverá possuir mecanismo que permita a gerência remota de múltiplos firewalls sem a necessidade de se executar várias interfaces; A interface gráfica deverá possuir assistentes para facilitar a configuração inicial e a realização das tarefas mais comuns na administração do firewall, incluindo a configuração de VPNs, NAT, perfis de acesso e regras de filtragem; Possuir mecanismo que permita a realização de cópias de segurança (backups) e sua posterior restauração remotamente, através da interface gráfica, sem necessidade de se reinicializar o sistema; Possuir mecanismo para possibilitar a aplicação de correções e atualizações para o firewall remotamente através da interface gráfica; Permitir a visualização em tempo real de todas as conexões TCP e sessões UDP que se encontrem ativas através do firewall e a remoção de qualquer uma destas sessões ou conexões; Permitir a geração de gráficos em tempo real, representando os serviços mais utilizados e as máquinas mais acessadas em um dado momento; Permitir a visualização de estatísticas do uso de CPU, memória da máquina onde o firewall está rodando e tráfego de rede em todas as interfaces do Firewall através da interface gráfica remota, em tempo real e em forma tabular e gráfica; Permitir a conexão simultânea de vários administradores, sendo um deles com poderes de alteração de configurações e os demais apenas de visualização das mesmas. Permitir que o segundo ao se conectar possa enviar uma mensagem ao primeiro através da interface de administração; Possibilitar a geração de pelo menos os seguintes tipos de relatório, mostrados em formato HTML e PDF: máquinas mais acessadas, serviços mais utilizados, usuários que mais utilizaram serviços, URLs mais visualizadas, ou categorias Web mais acessadas (em caso de existência de um filtro de conteúdo Web), maiores emissores e receptores de ; Possibilitar a geração de pelo menos os seguintes tipos de relatório com cruzamento de informações, mostrados em formato HTML: máquinas acessadas X serviços bloqueados, usuários X URLs acessadas, usuários X categorias Web bloqueadas (em caso de utilização de um filtro de conteúdo Web); Possibilitar a geração dos relatórios sob demanda e através de agendamento diário, semanal e mensal. No caso de agendamento, os relatórios deverão ser publicados de forma automática em pelo menos três servidores web diferentes, através do protocolo FTP; Possibilitar o registro de toda a comunicação realizada através do firewall, e de todas as tentativas de abertura de sessões ou conexões que forem recusadas pelo mesmo; Prover mecanismo de consulta às informações registradas integrado à interface de administração; Possibilitar a recuperação dos registros de log e/ou eventos armazenados em máquina remota, através de protocolo criptografado, de forma transparente através da interface gráfica; Possibilitar a análise dos seus registros (log e/ou eventos) por pelo menos um programa analisador de log disponível no mercado; Possuir sistema de respostas automáticas que possibilite alertar imediatamente o administrador através de s, janelas de alerta na interface gráfica, execução de programas e envio de Traps SNMP; Possuir mecanismo que permita inspecionar o tráfego de rede em tempo real (sniffer) via interface gráfica, podendo opcionalmente exportar os dados visualizados para arquivo formato PCAP e permitindo a filtragem dos pacotes por protocolo, endereço IP origem e/ou destino e porta IP origem e/ou destino, usando uma linguagem textual; Permitir a visualização do tráfego de rede em tempo real tanto nas interfaces de rede do Firewall quando nos pontos internos do mesmo: anterior e posterior à filtragem de pacotes, onde o efeito do NAT (tradução de endereços) é eliminado; Permitir a administração de 50 (cinquenta) Firewalls simultaneamente;

14 ANEXO C MODELO DE OFÍCIO PARA A SECTTI Cidade, dia de mês de 2014 Ofício n xxxx/2014 A SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TRABALHO - SECTTI Av. Fernando Ferrari n. 1080, Ed. América Centro Empresarial - Torre Norte 2º Andar, Mata da Praia - CEP: Vitória - ES At.: XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Coordenador de Gestão Estratégica Fone: (27) XXXXXXXXXX Ref.: Solicitação de Adesão ao Sistema de Registro de Preços do Pregão 0008/2014 SECTTI Prezado Senhor, Com base no art. 22º do Decreto Presidencial n 7.982/2013, consultamos V.Sa. sobre a possibilidade de adesão à Ata de Registro de Preços referente ao Pregão Eletrônico nº 0008/2014, realizado pela SECTTI. A referida adesão visa à aquisição de Solução de segurança de dados, incluindo os serviços de instalação e configuração, transferência de conhecimento da tecnologia, garantia com suporte técnico e manutenção para um período de 36 (trinta e seis) meses, junto à licitante vencedora do certame conforme descrição e quantitativo abaixo: Item Descrição Tipo Qtde Valor Unitário Valor Total 1 Firewall Tipo 1 HW 2 Firewall Tipo 2 HW 3 Software de Gerenciamento SW VALOR TOTAL Solicitamos, ainda, uma vez atendido o pleito em tela, que nos encaminhe o(s) ofício(s) de autorização e os dados de contato da empresa vencedora do processo licitatório, bem como a cópia da Ata de Registro de Preços, e a(s) Proposta(s) de Preço(s) vencedor(es).

15 Para qualquer necessidade de contato, disponibilizamos o endereço de e, ainda, o(s) telefone(s) deste Órgão: (XX) e fone-fax (XX) Atenciosamente, XXXXXXXXXXXXX <Dirigente do órgão interessado>

16 ANEXO D MODELO DE OFÍCIO QUE O ÓRGÃO INTERESSADO DEVE ENCAMINAR PARA A MAHVLA TELECOMM CONSULTORIA E SERVIÇOS EM TECNOLOGIA LTDA Cidade, dia de mês de 2014 Ofício no. n xxx/2014 À Mahvla Telecomm Consultoria e Serviços em Tecnologia Ltda At.: Sr. Marcelo de Almeida Diretor Executivo Ref.: Solicitação de Adesão ao Sistema de Registro de Preços do Pregão 0008/2014 -SECTTI Prezado Senhor, Em observância ao disposto no art. 22º do Decreto Presidencial n 7.982/2013, informamos V.Sa. nosso interesse em aderir a Ata de Registro de Preços assinada entre esta empresa e a SECTTI, com validade de xx/xx/2014 a xx/xx/2014, que tem como objeto o fornecimento de uma Solução de segurança de dados, incluindo os serviços de instalação e configuração, transferência de conhecimento da tecnologia, garantia com suporte técnico e manutenção para um período de 36 (trinta e seis) meses. Assim consultamos V.Sa. sobre a possibilidade de fornecimento dos equipamentos e serviços previstos nesta Ata de Registro de Preços. Solicitamos a visita profissional de V.Sa. para que auxilie este Órgão na composição dos quantitativos que deverão ser fornecidos e posteriormente seja encaminhada proposta comercial nas mesmas condições e valores pactuados naquela Ata de Registro de Preços, informando inclusive o prazo previsto para execução da solução proposta. Atenciosamente, NOME ÓRGÃO CARGO (ENVIAR EM PAPEL TIMBRADO DO ÓRGÃO)

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO DE SOLUÇÃO DE VÍDEO MONITORAMENTO CFTV

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO DE SOLUÇÃO DE VÍDEO MONITORAMENTO CFTV CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO DE SOLUÇÃO DE VÍDEO MONITORAMENTO CFTV Control Teleinformática Ltda SRTV/Sul Qd. 701 Conj. L Bloco 1, 38 Sobreloja sala 24 Pag. 1 de 10 Brasília, setembro

Leia mais

APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE CFTV TCM- GO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2013

APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE CFTV TCM- GO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2013 APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE CFTV TCM- GO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2013 Brasília- DF, 20 de dezembro de 2013 1/8 Ref.: Apresentação de Sistema de Registro

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA EQUIPAMENTOS DE ACELERADORES WAN

APRESENTAÇÃO DE SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA EQUIPAMENTOS DE ACELERADORES WAN APRESENTAÇÃO DE SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA EQUIPAMENTOS DE ACELERADORES WAN Prezados Senhores, A Control Teleinformática Ltda. é uma empresa Grupo Mahvla, nacional, que foi criada para atender

Leia mais

Brasília DF São Paulo SP Rio de Janeiro RJ Belo Horizonte MG Vitória ES Salvador - BA

Brasília DF São Paulo SP Rio de Janeiro RJ Belo Horizonte MG Vitória ES Salvador - BA APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS EQUIPAMENTOS DE ÁUDIO E VÍDEO PARA COMUNICAÇÃO UNIFICADA (VIDEOCONFERÊNCIA) PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 50/2014 Processo nº 00400.005826/2013-85

Leia mais

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS TJDFT

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS TJDFT CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS TJDFT Control Teleinformática Ltda SRTV/Sul Qd. 701 Conj. L Bloco 1, 38 Sobreloja sala 24 Pag. 1 de 10

Leia mais

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA IFB

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA IFB CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA IFB Control Teleinformática Ltda SRTV/Sul Qd. 701 Conj. L Bloco 1, 38 Sobreloja sala 24 Pag. 1 de 10 Brasília, agosto de 2013

Leia mais

Estamos à disposição de V.Sas para prestarmos todos os esclarecimentos julgados necessários.

Estamos à disposição de V.Sas para prestarmos todos os esclarecimentos julgados necessários. Brasília, agosto de 2013 Ref.: Apresentação de Sistema de Registro de Preços de Solução de Tecnologia da Informação, consistente de monitoramento, armazenamento, manutenção e distribuição de imagens através

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. DIE GIE Documento1 1/12

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. DIE GIE Documento1 1/12 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA DIE GIE Documento1 1/12 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO / ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS / QUANTIDADE 1. OBJETO: 1.1 Aquisição de Firewalls Appliance (hardware dedicado) com throughput

Leia mais

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO

ANEXO I RELAÇÃO DOS ITENS DA LICITAÇÃO Nr.: - PR Folha: 1/12 Item Quantidade 1 1,000 UN Sistema de Firewall DPI (Deep Packet Inspection) - características técnicas. Descrição Técnica "Em appliance, com no máximo 2U de altura, com bandeja ou

Leia mais

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação

PROAPPS Security Data Sheet Professional Appliance / Apresentação O ProApps Security O ProApps Security é um componente da suíte de Professional Appliance focada na segurança de sua empresa ou rede. A solução pode atuar como gateway e como solução IDS/IPS no ambiente.

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RETIFICADA

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RETIFICADA ANEXO VIII Referente ao Edital de Pregão Presencial nº. 020/2014 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS RETIFICADA Página 1 de 6 Página 1 de 6 OBJETO : Constitui objeto deste Pregão a Aquisição de Sistema Firewall, conforme

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO VIII Referente ao Edital de Pregão Presencial nº. 020/2014 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Página 1 de 6 Página 1 de 6 1. OBJETO: 1.1. Constitui objeto deste pregão a AQUISIÇÃO DE SISTEMA FIREWALL, conforme

Leia mais

Cartilha para adesão à ATA de registro de preço AGU/RJ - Superintendência de Administração da Advocacia-Geral da União no Rio de Janeiro Nº 08/2013

Cartilha para adesão à ATA de registro de preço AGU/RJ - Superintendência de Administração da Advocacia-Geral da União no Rio de Janeiro Nº 08/2013 Cartilha para adesão à ATA de registro de preço AGU/RJ - Superintendência de Administração da Advocacia-Geral da União no Rio de Janeiro Nº 08/2013 2 1. A SIGMAFONE Com mais de 28 anos de experiência,

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

Aker Security Solutions

Aker Security Solutions Portfólio de Soluções Cybernet Computadores e Sistemas Ltda Agenda Um pouco sobre a Aker Aker Security Suite Aker Firewall Aker Secure Mail Gateway Aker Web Gateway Aker Monitoring Service Sobre a empresa

Leia mais

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10

Documento: Treinamentos pfsense Versão do documento: 2014. Treinamentos pfsense. Página 1 de 10 Treinamentos pfsense Página 1 de 10 Definições, Acrônimos e Abreviações Abreviação / Sigla WAN LAN UTM pfsense BGP Descrição Wide Area Network - Rede de longa distância (interface de rede para links de

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015

CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 CONSULTA PÚBLICA Nº 003/2015 TI APPLICATION DELIVERY CONTROLLER ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Especificação Técnica Última atualização em 31 de março de 2010 Plataformas Suportadas Agente: Windows XP e superiores. Customização de pacotes de instalação (endereços de rede e dados de autenticação).

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

COMUNICADO RETIFICAÇÃO EM 15/04/2015. Edital 65/2015

COMUNICADO RETIFICAÇÃO EM 15/04/2015. Edital 65/2015 COMUNICADO RETIFICAÇÃO EM 15/04/2015 Edital 65/2015 A Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro SOFTEX comunica a retificação do edital 065/2015, conforme abaixo: i) Substitui o ANEXO

Leia mais

INTERNET Edital de Licitação. Anexo I Termo de Referência PREGÃO CONJUNTO Nº. 39/2007 PROCESSO N 14761/2007

INTERNET Edital de Licitação. Anexo I Termo de Referência PREGÃO CONJUNTO Nº. 39/2007 PROCESSO N 14761/2007 INTERNET Edital de Licitação Anexo I Termo de Referência PREGÃO CONJUNTO Nº. 39/2007 PROCESSO N 14761/2007 Anexo I - página 1 Índice 1. OBJETIVO... 3 2. VISÃO GERAL DO ESCOPO DO SERVIÇO... 3 3. ENDEREÇOS

Leia mais

FICHA TÉCNICA BRWall

FICHA TÉCNICA BRWall FICHA TÉCNICA BRWall BRWall 1030 BRWall 1540 BRWall 2040 BRWall 3060 1- Aplicação: Este produto aplica-se a sistemas de TI provendo a segurança necessária à rede de dados. Atua como firewall de perímetro

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo

Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo Roteador de Perímetro DMZ Hosts de Segurança Gateway de Aplicativo Conectando-se à Internet com Segurança Soluções mais simples. Sistemas de Segurança de Perímetro Zona Desmilitarizada (DMZ) Roteador de

Leia mais

2.3. Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1012, Rio de Janeiro - RJ. 2.7. Responsáveis: Jorge Luís da Silveira; Maria Teresa Outeiro de Azevedo Lima

2.3. Endereço: Avenida Presidente Vargas, 1012, Rio de Janeiro - RJ. 2.7. Responsáveis: Jorge Luís da Silveira; Maria Teresa Outeiro de Azevedo Lima ATA DE REGISTRO DE PREÇOS nº 10/2013 CGTI/DPF A UNIÃO FEDERAL, através da COORDENAÇÃO GERAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO /MJ, localizada no SPO (Setor Policial), Lote 07, Edifício 23, CEP: 70.610-902,

Leia mais

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS FIREWALL (HARDWARE)

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS FIREWALL (HARDWARE) FIREWALL (HARDWARE) Firewall com VPN IPsec para conexão à redes remotas, tipo appliance. Não serão aceitas soluções baseadas em PCs de uso geral; Não serão permitidas soluções baseadas em sistemas operacionais

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Faça a segurança completa dos e-mails que trafegam em sua rede.

Faça a segurança completa dos e-mails que trafegam em sua rede. Faça a segurança completa dos e-mails que trafegam em sua rede. O é uma plataforma completa. Trata-se de um sistema de gerência e proteção transparente para os servidores de e-mail, com uma excelente relação

Leia mais

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL

Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL 1/8 Serviços Gerenciados de Segurança de perímetro Firewall Dell SonicWALL www.alertasecurity.com.br +55 11 3105.8655 2/8 SUMÁRIO Visão Geral: Porque contratar os Serviços Gerenciados da Alerta Security

Leia mais

APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE SWITCHES BRB EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº BRB 2013/010

APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE SWITCHES BRB EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº BRB 2013/010 APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE SWITCHES BRB EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº BRB 2013/010 Brasília-DF, 21 de fevereiro de 2012 Ref.: Apresentação de Sistema de Registro

Leia mais

PROJETO BÁSICO DISUP/CODIN

PROJETO BÁSICO DISUP/CODIN PROJETO BÁSICO Contratação de Empresa Especializada para o Fornecimento de Equipamentos Firewall, Software e Prestação de Serviço de Instalação para Modernização da Rede TERRACAP DISUP/CODIN PROJETO BASICO

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas Gerenciamento do Tráfego de Internet Edital de Licitação PREGÃO PRESENCIAL Nº 34/2010 Processo SAP nº 4180/2010 Perguntas e Respostas Página 1 /15 Pergunta n o 1: Os dispositivos de filtro de conteúdo

Leia mais

PLANILHA DE PROPOSTA

PLANILHA DE PROPOSTA 1 010335 FIREWALL SOLUCAO DE SEGURANCA DE REDE UN 1,00 R$ - R$ - COMPUTADORES Os proponentes poderão fornecer a solução em Alta disponibilidade da seguinte forma: TÓPICOS * Firewall * VPN IPSec / VPN SSL

Leia mais

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO SENADO FEDERAL

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO SENADO FEDERAL CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO SENADO FEDERAL ARP Nº 55/2014 Aos Órgãos da Administração Pública Ref.: Ata de Registro de Preços conforme preceitua o Decreto Nº 7.892, de 23 de janeiro de

Leia mais

ATA 6 Firewall IFMG Campus - Governador Valadares

ATA 6 Firewall IFMG Campus - Governador Valadares ATA 6 Firewall IFMG Campus - Governador Valadares IFMG Campus Gov. Valadares Pregão 25/2014 Válida até: 29/05/2015 Item 01: Network security Appliance for (NSA) 3600 (PN: 01-SSC-3850).....04 unidades Preço

Leia mais

A gestão e monitoria é feita via interfaceweb no estilo Dashboard com idioma em português e inglês. Um solução da VAMIZI, LDA.

A gestão e monitoria é feita via interfaceweb no estilo Dashboard com idioma em português e inglês. Um solução da VAMIZI, LDA. INTRODUÇÃO O Vamizi Firewall é uma plataforma baseada em Linux especializada na proteção e monitoria de rede que possui uma interface WEB de gestão, agregando diversos serviços em um pacote integrado de

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. DIT/GIE Termo de Referência Firewall 1/23

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA. DIT/GIE Termo de Referência Firewall 1/23 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA DIT/GIE Termo de Referência Firewall 1/23 TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO / ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS / QUANTIDADE 1. OBJETO: 1.1 Aquisição de Firewalls Appliance (hardware dedicado)

Leia mais

TREINAMENTO AVANÇADO DE PFSENSE

TREINAMENTO AVANÇADO DE PFSENSE DEPOIMENTOS DOS ALUNOS DE PFSENSE Esse foi um momento de conhecimento consistente ao uso de uma ferramenta de segurança Open Source, o pfsense, o qual possibilitou um aprendizado de TREINAMENTO AVANÇADO

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 07/13 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 07/13 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 07/13 CREMEB 1 -DO OBJETO Constitui objeto da presente licitação a aquisição de 70 (setenta) licenças de software antivírus coorporativo para

Leia mais

TREINAMENTO AVANÇADO DE PFSENSE

TREINAMENTO AVANÇADO DE PFSENSE DEPOIMENTOS DOS ALUNOS DE PFSENSE Esse foi um momento de conhecimento consistente ao uso de uma ferramenta de segurança Open Source, o pfsense, o qual possibilitou um aprendizado de TREINAMENTO AVANÇADO

Leia mais

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO SBS Quadra 02 Bloco F Edifício FNDE 4º andar CEP 70.070-929 DECISÃO DO PREGOEIRO

FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO SBS Quadra 02 Bloco F Edifício FNDE 4º andar CEP 70.070-929 DECISÃO DO PREGOEIRO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO SBS Quadra 02 Bloco F Edifício FNDE 4º andar CEP 70.070-929 Processo nº 23034.023838/2012-21 DECISÃO DO PREGOEIRO Ementa: Recurso interposto contra o Pregão

Leia mais

ANEXO II PROJETO BÁSICO - INTERNET

ANEXO II PROJETO BÁSICO - INTERNET 1. Objetivo 1.1. Contratação de serviços para fornecimento de uma solução de conexão IP Internet Protocol que suporte aplicações TCP/IP e disponibilize a PRODEB acesso a rede mundial de computadores Internet,

Leia mais

Como proteger sua Rede com Firewall

Como proteger sua Rede com Firewall Como proteger sua Rede com Firewall pfsense *pfsense é uma marca registrada da Electric Sheep Fencing LLC. Apresentação Líder em Soluções Pfsense no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para

Leia mais

Como proteger sua Rede com Firewall

Como proteger sua Rede com Firewall *pfsense é uma marca registrada da Electric Sheep Fencing LLC. Como proteger sua Rede com Firewall Apresentação Líder em Soluções Pfsense no Brasil A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA PORTARIA Nº 197, DE 12 DE JULHO DE 2011 A Presidenta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital.

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Aker FIREWALL UTM Fortaleza Digital Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Ideal para o ambiente corporativo, com o Aker Firewall UTM você tem o controle total das informações

Leia mais

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep

Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep Controlando o tráfego de saída no firewall Netdeep 1. Introdução Firewall é um quesito de segurança com cada vez mais importância no mundo da computação. À medida que o uso de informações e sistemas é

Leia mais

Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps

Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps Especificações Técnicas Característica/Configurações/Requisitos mínimos: Descrição do Material Switch

Leia mais

Aker Firewall UTM. Basic

Aker Firewall UTM. Basic Aker Firewall 6. Basic VERSÃO: /9/ Máxima proteção e segurança na conexão entre redes. O Aker Firewall é um sistema completo de segurança para o ambiente corporativo pois garante o controle total das informações

Leia mais

Por ser uma funcionalidade comum a diversos switches de mercado, sugerimos adicionar os seguintes requisitos:

Por ser uma funcionalidade comum a diversos switches de mercado, sugerimos adicionar os seguintes requisitos: ((TITULO))ATA DA CONSULTA PÚBLICA N.º 10/2014 (PERGUNTAS E RESPOSTAS) A ATA REGISTRO PREÇOS FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO SWITCH ÓPTICA E SWITCH BORDA A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E INDIRETA DO MUNICÍPIO SÃO PAULO

Leia mais

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch Fast Ethernet com as seguintes configurações mínimas: capacidade de operação em camada 2 do modelo OSI; 24 (vinte e quatro) portas

Leia mais

Next Generation Firewall UFOP Pregão 119/2014 Válida até: 07/01/2016

Next Generation Firewall UFOP Pregão 119/2014 Válida até: 07/01/2016 Next Generation Firewall UFOP Pregão 119/2014 Válida até: 07/01/2016 Você ainda se protege com firewall comum? Apresentamos a nossa ATA de Registro de Preços, com a melhor solução de de Internet, com todos

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO

ATA DE REGISTRO DE PREÇO ÓRGÃO DETENTOR DA ATA: TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO MATO GROSSO Pregão Presencial N. 13/2015 Ata de Registro de Preço ÓRGÃO: Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso Pregão Presencial N. 13/2015

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE LICITAÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE LICITAÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 14/2013 ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS FORMULADOS POR LICITANTES INTERESSADOS Questionamento

Leia mais

Aker Secure Mail Gateway

Aker Secure Mail Gateway Faça a segurança completa dos e-mails que trafegam em sua rede. O é uma plataforma completa de segurança de e-mail. Trata-se de um sistema de gerência e proteção transparente para os servidores de e-mail,

Leia mais

Webinar. 11 Funções Essenciais que Seu Firewall Deveria Fazer

Webinar. 11 Funções Essenciais que Seu Firewall Deveria Fazer Webinar 11 Funções Essenciais que Seu Firewall Deveria Fazer Agenda Apresentação das Soluções da Bravo Tecnologia O Firewall Tradicional já não é Suficiente O que faz e como funciona o Controle e Inteligência

Leia mais

Pedido de esclarecimentos Resposta NCT

Pedido de esclarecimentos Resposta NCT Pedido de esclarecimentos Resposta NCT Trata-se de pedido de esclarecimentos da Empresa NCT aos termos do Edital do Pregão Eletrônico nº 006/2014, cujo objeto é a contratação de empresa para fornecimento

Leia mais

Segurança de Redes. Firewall. Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br

Segurança de Redes. Firewall. Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br Segurança de Redes Firewall Filipe Raulino filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução! O firewall é uma combinação de hardware e software que isola a rede local de uma organização da internet; Com ele é possível

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO - TIC Código: NO01 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comitê de Segurança da Informação Secretaria de Tecnologia da Informação Núcleo de Segurança da Informação Revisão: 00 Vigência:20/04/2012 Classificação:

Leia mais

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s):

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s): Professor(es): Fernando Pirkel Descrição da(s) atividade(s): Definir as tecnologias de redes necessárias e adequadas para conexão e compartilhamento dos dados que fazem parte da automatização dos procedimentos

Leia mais

SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA. Subitem Característica Especificação Exigência

SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA. Subitem Característica Especificação Exigência SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA Subitem Característica Especificação Exigência CONEXÕES DESEMPENHO 1.1 Portas RJ-45 1.2 Portas GBIC 1.3 Autoconfiguraçã

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação INF-108 Segurança da Informação Firewalls Prof. João Henrique Kleinschmidt Middleboxes RFC 3234: Middleboxes: Taxonomy and Issues Middlebox Dispositivo (box) intermediário que está no meio do caminho dos

Leia mais

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.06 Data: 2010-11-15 SO CAMES 1 ÍNDICE A Apresentação do CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server - Sistema Operativo de

Leia mais

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO ::

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: 1 de 5 Firewall-Proxy-V4 D O C U M E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L FIREWALL, PROXY, MSN :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: Se o foco do seu negócio não é tecnologia, instalar e manter por conta própria

Leia mais

Possuímos modelos de Subscrição de Suporte ao Software Pfsense para que sua empresa fique tranquila e focada em seu negócio.

Possuímos modelos de Subscrição de Suporte ao Software Pfsense para que sua empresa fique tranquila e focada em seu negócio. O que é o PFSENSE? O pfsense é o principal software Open Source de segurança de redes no mundo. Esta solução é comercializada na forma de Aplliances (Hardware + Software pfsense). O Software pfsense inclui

Leia mais

Aker Firewall UTM. Enterprise

Aker Firewall UTM. Enterprise Aker Firewall 6. Enterprise Máxima proteção e segurança na conexão entre redes. VERSÃO: 7/3/2 O Aker Firewall é uma solução completa de segurança para o ambiente corporativo que garante o controle total

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012

TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012 Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 008/2012 1 DO OBJETO 1.1 Prestação de serviços para implementação de uma solução avançada de Filtro de Conteúdo Web, de alto desempenho, em modo cluster,

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

AS CONSULTORIA & TREINAMENTOS. Pacote VIP. Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense

AS CONSULTORIA & TREINAMENTOS. Pacote VIP. Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense Pacote VIP Linux Básico Linux Intermediário Samba 4 Firewall pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on L i n u x 2 Sumário 1 Linux Básico... 3 2 Conteúdo Samba 4 (Servidor de arquivos / Controlador

Leia mais

Apresentação - Winconnection 7

Apresentação - Winconnection 7 Apresentação - Winconnection 7 Conteúdo: Principais Novidades Produtos Recursos Plugins Requisitos Comparativo Dicas de Configuração Principais Novidades Principais Novidades: Novo Administrador Web Sistema

Leia mais

I DAS RAZÕES. A Pregoeira, em face dos termos da impugnação em referência, apresenta os seguintes entendimentos: DA TEMPESTIVIDADE

I DAS RAZÕES. A Pregoeira, em face dos termos da impugnação em referência, apresenta os seguintes entendimentos: DA TEMPESTIVIDADE Referência Processo nº: 07.00284/2014 Modalidade: Pregão Eletrônico nº 092/2014 Objeto: Contratação de empresa ou Consórcio de empresas de telecomunicações para prestar serviços de transmissão de dados

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 10/2009 ESCLARECIMENTO 1

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 10/2009 ESCLARECIMENTO 1 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 1 Referência: Pregão Eletrônico n. 10/2009 Data: 22/01/2009 Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de solução para segurança da informação e ferramenta

Leia mais

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA IFB

CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA IFB CARTILHA PARA ADESÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA IFB Control Teleinformática Ltda SRTV/Sul Qd. 701 Conj. L Bloco 1, 38 Sobreloja sala 24 Pag. 1 de 10 Brasília, agosto de 2013

Leia mais

DESCRITIVO DE SERVIÇO COLOCATION TELEFÔNICA (ANEXO ÀS CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS)

DESCRITIVO DE SERVIÇO COLOCATION TELEFÔNICA (ANEXO ÀS CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS) DESCRITIVO DE SERVIÇO COLOCATION TELEFÔNICA (ANEXO ÀS CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS) 1. Descritivo e Considerações Gerais O serviço Colocation Telefônica permite à CONTRATANTE a colocação de

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

Possuímos modelos de Subscrição de Suporte ao Software Pfsense para que sua empresa fique tranquila e focada em seu negócio.

Possuímos modelos de Subscrição de Suporte ao Software Pfsense para que sua empresa fique tranquila e focada em seu negócio. O que é o PFSENSE? O pfsense é o principal software Open Source de segurança de redes no mundo. Esta solução é comercializada na forma de Aplliances (Hardware + Software pfsense). O Software pfsense inclui

Leia mais

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1

Descritivo Técnico. SLAView - Descritivo Técnico Build 5.0 release 4 16/02/2011 Página 1 Descritivo Técnico 16/02/2011 Página 1 1. OBJETIVO O SLAview é um sistema de análise de desempenho de redes IP por meio da monitoração de parâmetros de SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas TERMO DE REFERÊNCIA Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas Deve ser montável em rack padrão EIA 19 (dezenove polegadas) e possuir kits completos para instalação; Deve possuir, no mínimo, 24

Leia mais

FIREWALL (HARDWARE) Módulo para Segurança e Filtragem Web

FIREWALL (HARDWARE) Módulo para Segurança e Filtragem Web FIREWALL (HARDWARE) Módulo para Segurança e Filtragem Web Modo de licenciamento por hardware. O Appliance deve operar com todas as funcionalidades durante todo o período de suporte. Após o término do período

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015. Objeto: TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO

CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015. Objeto: TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO CONSULTA PÚBLICA Nº 002/2015 TI SECURE WEB GATEWAY, SERVIÇO DE INSTALAÇÃO E TREINAMENTO ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO

Leia mais

Roteadores de Serviços Integrados CISCO ISR G2

Roteadores de Serviços Integrados CISCO ISR G2 Roteadores de Serviços Integrados CISCO ISR G2 Visão geral sobre Desempenho Descrição do Conteúdo Os roteadores de serviços integrados de nova geração (ISR G2) proporcionam uma plataforma para serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Firewalls. O que é um firewall?

Firewalls. O que é um firewall? Tópico 13 Firewall Ferramentas de defesa - Firewall. Princípios de projeto de firewall. Sistemas confiáveis. Critérios comuns para avaliação de segurança da tecnologia da informação. 2 Firewalls O que

Leia mais

O que temos pra hoje?

O que temos pra hoje? O que temos pra hoje? Temas de Hoje: Firewall Conceito Firewall de Software Firewall de Softwares Pagos Firewall de Softwares Grátis Firewall de Hardware Sistemas para Appliances Grátis UTM: Conceito Mão

Leia mais

Pós Graduação Tecnologia da Informação UNESP Firewall

Pós Graduação Tecnologia da Informação UNESP Firewall Pós Graduação Tecnologia da Informação UNESP Firewall Douglas Costa Fábio Pirani Fernando Watanabe Jefferson Inoue Firewall O que é? Para que serve? É um programa usado para filtrar e dar segurança em

Leia mais

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação

Termo de Referência. Anexo II - Especificações Técnicas - Requisitos Funcionais. Diretoria Técnica-Operacional. Gerência de Tecnologia da Informação Diretoria Técnica-Operacional Gerência de Tecnologia da Informação Termo de Referência Anexo II Especificação Técnica 1 - INTRODUÇÃO Página 2 de 9 do TR-007-3700 de Este anexo tem por objetivo detalhar

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 16/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇO RELATIVA AO PREGÃO ELETRÔNICO SRP Nº 13/2015-SEGUP/PA.

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 16/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇO RELATIVA AO PREGÃO ELETRÔNICO SRP Nº 13/2015-SEGUP/PA. ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 16/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇO RELATIVA AO PREGÃO ELETRÔNICO SRP Nº 13/2015-SEGUP/PA. Aos vinte e cinco dias do mês de junho do ano de 2015, o Secretário Adjunto de Gestão

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL 01/2014 A Cemig Telecomunicações S.A. - CEMIGTelecom, no uso de suas atribuições constitucionais, torna público as alterações abaixo especificadas relativas ao do Edital 01/2014

Leia mais

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.05 Data: 2010-12-15 Appliance CAMES.GT 1 ÍNDICE A Apresentação da Appliance CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server B Características

Leia mais

Vantagens e Serviços

Vantagens e Serviços Official Partner O pfsense é uma distribuição personalizada do FreeBSD, livre e OpenSource, adaptada para uso como um firewall e roteador totalmente gerenciado via interface web. Além disso, ele inclui

Leia mais

PLANILHA "F" AVALIAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO APRESENTADA PELA NCT INFORMATICA REFERENTE A CONTINUIDADE DA DILIGÊNCIA DE SUA PROPOSTA TÉCNICA

PLANILHA F AVALIAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO APRESENTADA PELA NCT INFORMATICA REFERENTE A CONTINUIDADE DA DILIGÊNCIA DE SUA PROPOSTA TÉCNICA PLANILHA "F" AVALIAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO APRESENTADA PELA NCT INFORMATICA REFERENTE A CONTINUIDADE DA DILIGÊNCIA DE SUA PROPOSTA TÉCNICA Referente à Planilha "D" (anterior) Pregão Eletrônico 022/2008 2.

Leia mais

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall

www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício AULA 09 Firewall www.projetoderedes.com.br Gestão da Segurança da Informação Professor: Maurício O que é Firewall Um Firewall é um sistema para controlar o aceso às redes de computadores, desenvolvido para evitar acessos

Leia mais

Positivo Network Manager 4

Positivo Network Manager 4 Positivo Network Manager 4 O gerenciamento eficiente de informações e de tecnologia da informação (TI) é um fator reconhecidamente crítico na maioria das organizações. As informações e as tecnologias que

Leia mais