Criação de Valor Compartilhado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Criação de Valor Compartilhado"

Transcrição

1 Nestlé Brasil Relatório 2011

2 Nestlé Brasil Relatório Mensagem do presidente 6 Saiba mais sobre o conceito de 8 Ponto de partida para a Criação de Valor Compartilhado O perfi l da empresa e os principais avanços em Compartilhando Valor na Governança e na Gestão Conheça os Princípios Nestlé de Gestão Empresarial 14 Sobre o Relatório de Criação de Valor Compartilhado Como foi elaborado o relatório GRI Nestlé Brasil 2 Nestlé Brasil Relatório 2011

3 24 Compartilhando Valor na Cadeia Produtiva Como a Nestlé atua junto aos parceiros que integram sua rede de fornecedores 26 Compartilhando Valor no Desenvolvimento Rural Atividades da empresa para assegurar matéria-prima de qualidade 34 Compartilhando Valor no Cuidado com a Água e o Meio Ambiente Controle e prevenção como princípios da gestão ambiental 40 Compartilhando Valor na Nutrição Posicionamento de liderança em Nutrição, Saúde e Bem-Estar, em todos os níveis de atuação 50 Compartilhando Valor com a Comunidade Iniciativas de investimento social que também promovem Nutrição, Água e Desenvolvimento Rural 60 Índice Remissivo GRI Confi ra os indicadores GRI deste relatório 3

4 Mensagem do presidente Novos desafi os diariamente se impõem e a busca por soluções corresponde a uma trilha sempre inovadora em prol do desenvolvimento sustentável, essência da Nestlé e fi o condutor deste relatório. 4 Nestlé Brasil Relatório 2011

5 ERIC B Sede da empresa, em São Paulo (SP) Os 91 anos de Brasil moldaram a Nestlé sobre o perfi l dos seus consumidores, a quem tem servido ao fabricar e entregar produtos que representam uma elevada contribuição para a Nutrição, a Saúde e o Bem-Estar. Isso se concretiza na atitude de criar valor compartilhado com toda a sociedade, tomando por fundamentos o código de conduta e os princípios empresariais que nos regem. Todos eles concorrem para uma atuação com visão de longo prazo e contam com a forte presença local da Nestlé, em 99% dos lares brasileiros. Novos desafi os diariamente se impõem e a busca por soluções corresponde a uma trilha sempre inovadora em prol do desenvolvimento sustentável, essência da Nestlé e fi o condutor deste relatório. Ela se evidencia nos projetos eleitos, assim como no testemunho dos nossos interlocutores. São eles consumidores e fornecedores, clientes e demais formadores de opinião, que nos auxiliam a forjar o futuro, incentivando novos diálogos que derivem na melhoria de resultados para todos. É essa a garantia de sucesso de qualquer organização. Pela primeira vez, apresentamos este relatório sob o formato do modelo GRI (Global Reporting Initiative), abrangendo de forma total todas as dimensões da organização. Entretanto, a Nestlé já é considerada, em âmbito mundial, a primeira empresa do setor de alimentos e bebidas a obter o nível A+, a mais alta classifi cação atribuída a relatórios no padrão GRI. e Qualidade são eixos imutáveis desta Companhia, que encontra sua razão de existir sempre que contribui para a Nutrição, a Saúde e o Bem-Estar do seu Consumidor. Juan Carlos Marroquín Cuesta Presidente da Nestlé Brasil 5

6 A Nestlé acredita que, para uma empresa ser bem-sucedida e criar valor para seus acionistas, é fundamental que também crie valor para a sociedade. Ao gerir os negócios e os processos cotidianos de maneira sustentável, gerando benefícios para todos os envolvidos os parceiros que integram sua cadeia produtiva, as comunidades vizinhas às suas unidades, os consumidores e a sociedade, a Nestlé contribui para o bem-estar das pessoas, ao mesmo tempo em que produz resultados que garantem a sua perenidade. Em síntese, este é o conceito de que orienta as ações da empresa, sustentadas ainda por seu Código de Conduta e pelos Princípios Nestlé de Gestão Empresarial, com rigoroso cumprimento das leis e adoção de práticas de sustentabilidade em todas as dimensões do negócio. Ao analisar seus potenciais de, a Nestlé identifi cou e defi niu o foco em três áreas que considera estratégicas para a empresa e vitais para o bem-estar das pessoas. Essas áreas são Nutrição, Água e Desenvolvimento Rural. Os três pilares integrados A Nestlé cria oportunidades de compartilhar valor na nutrição ao apoiar a atualização de pediatras e o aprimoramento da formação de jovens nutricionistas, além de premiar a produção acadêmica sobre o tema. O mesmo acontece quando promove negócios inclusivos com revendedores que levam produtos e orientações nutricionais para a casa das pessoas. Ou, ainda, por meio do trabalho realizado pela Fundação Nestlé Brasil, em um programa que promove hábitos alimentares saudáveis, envolvendo diretores de escolas públicas, professores, merendeiras e alunos, com o objetivo de estabelecer uma nova relação com a alimentação nas escolas. Oportunidades de criar valor compartilhado também são aproveitadas pela Nestlé, ao gerenciar os aspectos ambientais de suas atividades, em especial com esforços de preservação da água e de outros recursos naturais. Na ponta do consumo, a empresa trabalha de forma permanente no aperfeiçoamento das embalagens de seus produtos, de modo a reduzir o uso e adotar matérias-primas que geram menor impacto ambiental. No campo da conscientização ambiental, a Fundação Nestlé Brasil promove iniciativas em parceria com governos municipais, escolas 6 Nestlé Brasil Relatório 2011

7 Por que Nutrição? Por que Água? Por que Desenvolvimento Rural? Porque o alimento e a nutrição são a base da saúde das pessoas e do negócio da Nestlé, como uma empresa líder em Nutrição, Saúde e Bem-Estar. Porque a continuidade da disponibilidade e da qualidade desse recurso é crítica para a vida, para a produção de alimentos e para as operações da Nestlé. Porque o desenvolvimento de agricultores, comunidades rurais, pequenos empreendedores e fornecedores é fundamental para o sucesso do negócio da Nestlé no longo prazo. públicas, organizações do terceiro setor e comunidades em atividades práticas e lúdicas, que despertam uma nova percepção do meio ambiente e estabelecem uma relação de cuidado das pessoas com o local onde vivem. No desenvolvimento rural, base da cadeia produtiva da Nestlé, a criação de valor compartilhado tem seu foco nos produtores rurais, capacitando-os e garantindo o seu acesso a tecnologias que elevam a produtividade e a qualidade de vida no campo. Dessa forma, estimula-se também a adoção de práticas de produção sustentável, o aumento da renda e os melhores resultados das atividades desses fornecedores, que são estratégicos para o negócio da empresa. Ao compartilhar valor no desenvolvimento rural, garante-se ainda a qualidade da origem dos produtos que a Nestlé oferece aos consumidores. Criação de Valor Compartilhado Nutrição, Água, Desenvolvimento Rural Sustentabilidade Proteger o futuro Compliance Princípios Nestlé de Gestão Empresarial, Leis, Códigos de Conduta 7

8 FERNANDA PRETO Colaboradores voluntários da Nestlé, em atividade da Ecofolia 8 Nestlé Brasil Relatório 2011

9 Ponto de partida para a A Nestlé é uma empresa de alimentos e bebidas, líder em Nutrição, Saúde e Bem-Estar. Em 2011, a Nestlé completou 90 anos de atividades no Brasil, uma história que começou com a produção do Milk-maid em Araras, no interior de São Paulo. Desde 1921, portanto, a Nestlé ocupa um lugar na vida dos brasileiros. Esse produto, logo conhecido como Leite Moça, tornou-se o leite condensado campeão de vendas do país, com uma unidade vendida a cada sete segundos atualmente. Um memorável ponto de partida para o valor que a Nestlé tem criado e compartilhado com os brasileiros. Hoje, a empresa tem sede na capital paulista e já possui 31 unidades fabris instaladas no território nacional e mais de 21 mil colaboradores, que tornam possível a oferta de um portfólio com 121 marcas em 25 categorias de produtos. São achocolatados, biscoitos, cafés, cereais, cereais matinais, águas, chocolates, produtos culinários, lácteos, refrigerados, sorvetes, fórmulas infantis, cereais infantis, papinhas prontas para o consumo, produtos de nutrição clínica, produtos à base de soja, alimentos para animais de estimação, além de produtos para grandes utilizadores, como empresas e profi ssionais da área de alimentação fora do lar. O Brasil é o segundo mercado mais importante para o grupo, que tem sede mundial na Suíça e presença em outros 111 países, em todos os continentes. Além da Nestlé Brasil, fazem parte do grupo no País as empresas Cereal Partners Worldwide (CPW), Dairy Partners Americas (DPA), Garoto e Nestlé Waters. Em 2011, as receitas atingiram CHF 5,4 bilhões (francos suíços). Como companhia de capital fechado no Brasil, a Nestlé não divulga informações específi cas relacionadas ao seu desempenho econômico. Mas essas informações compõem o quadro mais amplo do relatório GRI publicado pela holding do grupo, disponível no site Por meio de vendas em hipermercados, supermercados, microdistribuidores e revendedores e até em um supermercado fl utuante, o barco Nestlé Até Você a Bordo, os produtos Nestlé estão presentes em 99% dos lares brasileiros. E ainda há muito espaço para crescer no cenário de expansão e de inclusão socioeconômica de novas camadas da população brasileira. GRI 2.1; 2.2; 2.3; 2.4; 2.5; 2.6; 2.7; 2.8 9

10 O perfi l da empresa Nestlé Brasil Araçatuba (SP) Araraquara (SP) Araras (SP) Carazinho (RS) Caçapava (SP) Feira de Santana (BA) Itabuna (BA) Jacarepaguá, Rio de Janeiro (RJ) Marília (SP) Montes Claros (MG) Ribeirão Preto (SP) Teófi lo Otoni (MG) S. J. Rio Pardo (SP) Três Rios (RJ) Garoto Vila Velha (ES) Sede Nestlé Brasil Os pontos representam cidades onde há uma ou mais operações DPA Araras (SP) Garanhuns (PE) Goiânia (GO) Rialma (GO) Ibiá (MG) Itabuna (BA) Ituiutaba (MG) Jataí (GO) Palmeira das Missões (RS) Principais números Marcas 121 Categorias 25 Variedades de Produtos* 1,6 mil Centros de Distribuição 04 Colaboradores Empregos indiretos 220 mil Pontos de venda 352 mil Presença nos lares brasileiros 99% * SKU's Stock Keeping Units CPW Caçapava (SP) Nestlé Waters Águas de Santa Bárbara (SP) Petrópolis (RJ) São Lourenço (MG) Minadouro, Cajamar (SP) 10 Nestlé Brasil Relatório 2011

11 Nova fábrica em Três Rios (RJ) MARIE HIPPENMEYER Movimentos de expansão GRI 2.9 Acompanhando e participando do processo de expansão econômica e forte aumento do consumo interno, a Nestlé manteve o seu ritmo de crescimento, com a inauguração de mais uma unidade industrial em 2011, na cidade de Três Rios, no Rio de Janeiro. A nova fábrica de bebidas da empresa está produzindo os leites líquidos Ninho e Molico e a linha Sollys, marca de bebidas à base de soja. Com investimento de R$ 120 milhões, a fábrica gerou cerca de mil postos de trabalho diretos e indiretos. Além disso, está contribuindo para o desenvolvimento e o fortalecimento da bacia leiteira da região, ao benefi ciar, em um primeiro momento, cerca de 400 pequenos produtores rurais. A Nestlé Waters também ampliou sua atuação no Brasil com a aquisição da unidade Minadouro, no município de Cajamar, em São Paulo. Ao todo, no ano de 2011, as empresas do grupo Nestlé Brasil, CPW, DPA, Garoto e Nestlé Waters investiram aproximadamente R$ 560 milhões em projetos de ampliação de capacidade, novos produtos, racionalização e adequação das instalações industriais e de logística. Como mais um fruto da política de regionalização da Nestlé Brasil, foi inaugurada no Mercado Central de Belo Horizonte (MG) uma cozinha- -escola com o objetivo de estreitar o relacionamento da Nestlé com o consumidor mineiro e valorizar a cultura gastronômica regional, por meio de cursos e aulas de culinária de acesso gratuito. Espaço da cozinha-escola da Nestlé no Mercado Central de Belo Horizonte (MG), decorado em bambu por jovens do projeto social Bambuzeria Cruzeiro do Sul O projeto preservou as características arquitetônicas do Mercado, fundado em 1929, por onde passam hoje cerca de 15 mil pessoas por dia, dando-lhe um aspecto contemporâneo, com o uso de bambus. Para isso, buscou parceria com um projeto social a Bambuzeria Cruzeiro do Sul, benefi ciando um grupo de 30 jovens de comunidades de baixa renda, cuja formatura aconteceu durante o evento de inauguração da cozinha-escola. LUIS FERNANDO DE ASSIS 11

12 Aula gratuita na cozinha-escola do Mercado Central de Belo Horizonte LUIS FERNANDO DE ASSIS A ideia da cozinha-escola nasceu de pesquisas que a Nestlé tem realizado em Minas Gerais desde A iniciativa dá continuidade ao processo de regionalização da empresa, que começou em 2003, considerando a diversidade brasileira e os diferentes perfi s de consumidores espalhados pelo País. Chocolates Para os amantes do chocolate, a empresa reformou e reinaugurou o Tour Nestlé Chocolover da fábrica de Caçapava (SP). Trata-se de um circuito de visitação, com metros de extensão, que apresenta, de forma dinâmica e educativa, o ciclo de produção do chocolate, desde a fl oresta cacaueira, passando pela preparação da mistura e chegando ao produto fi nal. O passeio é feito por uma passarela no interior da fábrica. Durante o percurso de uma hora e meia, os visitantes passam por ambientes com painéis interativos, sonorização e apresentações de fi lmes curtos, que remontam à história dos principais chocolates da Nestlé.* No Espírito Santo, a fábrica da Garoto também está aberta ao público e recebe 50 mil visitantes ao ano, sendo o segundo ponto turístico mais visitado da região. REGIS FERNANDEZ *Mais detalhes no site Tour Nestlé Chocolover, em Caçapava (SP) Tour na fábrica da Garoto, em Vila Velha (ES) ACERVO CDM GAROTO 12 Nestlé Brasil Relatório 2011

13 Reconhecimentos externos GRI 2.10 Prêmio Marcas de Confi ança Revista Seleções Reader s Digest (pelo 5º ano consecutivo) Prêmio Empresas de Maior Prestígio no Brasil Revista Época Negócios (pelo 3º ano consecutivo) Prêmio Empresas Mais Admiradas no Brasil Revista Carta Capital Prêmio Melhor Reputação Corporativa Revista Consumidor Moderno Prêmio Marketing Best Sustentabilidade Editora Referência Golden Award Awarded Superbrands Brasil Superbrands Empresa mais admirada na categoria alimentos Prêmio DCI Jornal DCI (pelo 7º ano consecutivo) Premiada entre as dez Empresas dos Sonhos dos Jovens Cia. de Talentos Parcerias Associações em defesa de causas sociais Associação Águas Claras do Rio Pinheiros Fundação Abrinq Empresa Amiga da Criança ONG Ação Fome Zero Todos pela Educação Associações e redes de responsabilidade social e sustentabilidade do setor privado Compromisso Empresarial para Reciclagem - Cempre Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds) Gife (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas) Instituto Akatu Instituto Ethos Pacto Global Rede Brasileira (Global Compact) Sociedades Médicas Associação Brasileira de Nutrologia ABRAN Sociedade Brasileira de Pediatria SBP Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral (SBNPE) Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN) Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos (SBCTA) Organizações sociais apoiadas Instituto Bola Pra Frente Instituto Fernanda Keller Casa do Zezinho Fundação Lemann Instituto Ayrton Senna Patrocínios esportivos e sociais Dentre inúmeros patrocínios que criam valor compartilhado com a sociedade, duas iniciativas se destacam no campo esportivo e social. Vôlei Há cinco anos no mercado, a linha de bebidas à base de soja, Sollys, reforça o posicionamento de Nutrição, Saúde e Bem-Estar da Nestlé. Com a nova campanha Mude para Sollys. Tome uma atitude que faz bem, a marca reforça sua proposta de simplificar a escolha das pessoas por uma vida mais saudável e isso também se estende ao esporte. A última conquista da equipe de vôlei feminino Sollys/ Nestlé foi o título da Superliga 2011/12, o maior e principal torneio de vôlei do País. Sollys patrocina também o maior nome da história do atletismo feminino no Brasil, a atleta Maureen Maggi. Gastronomia A Nestlé Professional, divisão da Nestlé especializada em alimentação fora do lar, patrocinou uma das turmas de 2011 do Curso Profissionalizante em Cozinha e Salão, da Associação Incubadora Social Gastromotiva, com sede em São Paulo. A instituição capacita gratuitamente 35 jovens de baixa renda por semestre para atuar profissionalmente em estabelecimentos como restaurantes, bares e cozinhas industriais e os auxilia na busca do primeiro emprego. O programa funciona como uma porta de entrada para o mercado de trabalho, formando anualmente dezenas de auxiliares de cozinha. PIPO GIALLUISI FÁBIO RUBINATO/AGF 13

14 Sobre o Relatório de Valor Compartilhado O relatório 2011 de Criação de Valor Compartilhado da Nestlé Brasil é o primeiro a ser publicado com base nas diretrizes internacionais da Global Reporting Initiative (GRI), em sua visão mais atual, a G3.1. A iniciativa reforça o compromisso da empresa com seus stakeholders no Brasil e inicia um processo de avanço no relato de seus impactos econômicos, sociais e ambientais. A intenção é tornar ainda mais transparente o modo como a Nestlé compartilha valor com a sociedade brasileira e, ao mesmo tempo, sistematizar conhecimentos sobre práticas de gestão já comprometidas com a sustentabilidade em todos os seus aspectos. Este relatório engloba dados e informações relativos às operações do grupo Nestlé no Brasil CPW, DPA, Garoto, Nestlé Brasil e Nestlé Waters no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de A empresa avalia que o presente relatório atende ao nível de aplicação C da Estrutura de Relatórios da GRI, versão 3.1. Além disso, responde também aos indicadores essenciais do Suplemento Setorial de Alimentos, trazendo evidências sobre requisitos indispensáveis a esse segmento nos aspectos de governança, transparência e gestão em sustentabilidade. GRI 3.1; 3.2; 3.3; 3.5; 3.6; 3.7; 3.8; 3.10; 3.11 Neste primeiro exercício de relato na estrutura GRI, a Nestlé procurou ouvir seus principais grupos de stakeholders no País: integrantes da cadeia de valor dos negócios, membros da comunidade médica, representantes do setor acadêmico e parceiros das iniciativas sociais da Fundação Nestlé Brasil. 14 Nestlé Brasil Relatório 2011

15 FERNANDA PRETO Irani Gonçalves, revendedora do Nestlé Até Você Ilana Roitman, Aline Pereira e Erika Souza, ex-participantes do programa Jovens Nutricionistas Marcos Maziero, produtor de legumes de São José do Rio Pardo (SP) O diálogo da Nestlé com seus stakeholders é constante, acontecendo com regularidade em diversas ocasiões durante todo o ano, como nos cursos de atualização profi ssional promovidos pela empresa, nas pesquisas entre os participantes de suas redes e nos processos diários da gestão dos negócios. Para a realização deste relatório, a Nestlé fez ainda uma escuta qualifi cada, com foco na percepção que seus principais stakeholders têm do valor que a empresa vem compartilhando com eles. Nessa oportunidade, também procurou saber quais eram os temas de maior interesse para constarem do presente relatório e, a partir dessa avaliação, defi niu os assuntos com maior materialidade para o relato. A matriz de materialidade está disponível no site GRI 4.14; 4.15 Comentários e sugestões que possam contribuir para que a Nestlé aprimore seus próximos Relatórios de são bem-vindos e podem ser enviados para GRI 3.4 Relatório 2009 Relatório 2010 Faça o download dos relatórios 15

16 Compartilhando Valor na Governança e na Gestão Aos 90 anos de Brasil, a Nestlé consolida instrumentos de diálogo, participação e alinhamento a princípios. A Nestlé Brasil é uma empresa de capital fechado, subsidiária da Nestlé S/A, de capital suíço. Seu mais alto órgão de governança é o Conselho de Administração, composto, em 2011, pelo então presidente da empresa no Brasil, Ivan Zurita, pelo vice-presidente da Nestlé S/A para os Estados Unidos, Canadá, América Latina e Caribe, Chris Johnson, e por três vice-presidentes da Nestlé Brasil, Humberto Maccabelli Filho, Martin Huber e João Dornellas. A comunicação dos funcionários com a alta gestão da empresa se dá por meio de três canais de comunicação: o Encontros com o Presidente, encontro pessoal periódico do presidente com os funcionários da sede (transmitido ao vivo para todas as unidades); o boletim O Presidente e Você, recebido periodicamente por todos os funcionários, contendo comunicações importantes sobre os rumos da empresa, e o endereço de que estabelece comunicação direta dos funcionários com o presidente. GRI 4.1; 4.2; 4.3; 4.4 O dia a dia de trabalho na Nestlé é orientado pelos Princípios Nestlé de Gestão Empresarial. Eles constituem a base da cultura organizacional da empresa e asseguram o seu compromisso com consumidores e parceiros, que vêm depositando confi ança na companhia ao longo dos seus 145 anos de história no mundo. 16 Nestlé Brasil Relatório 2011

17 Princípios Nestlé de Gestão Empresarial Consumidores 1. Nutrição, Saúde e Bem-Estar A Nestlé é líder mundial em Nutrição, Saúde e Bem-Estar, pois tem como estratégia oferecer alimentos e bebidas que possuem superioridade em valor nutricional e sabor, contribuindo para a melhora da qualidade de vida das pessoas. Este posicionamento é expresso pela visão Nestlé Good Food Good Life, que no Brasil é traduzido como Nestlé Faz Bem. 2. Garantia de qualidade e segurança do produto Em qualquer parte do mundo, o nome Nestlé representa uma garantia ao consumidor de que o produto é seguro e produzido segundo os mais altos padrões. 3. Comunicação com o consumidor A Nestlé tem o objetivo de educar e conscientizar os consumidores, a fi m de auxiliar e estimular a adoção de hábitos de vida saudáveis e realizar escolhas informadas e conscientes. Para tanto, segue os Princípios de Comunicação ao Consumidor. Direitos Humanos e Práticas Trabalhistas 4. Direitos Humanos nas atividades profi ssionais da Nestlé A Nestlé apoia plenamente os princípios norteadores do Pacto Global das Nações Unidas no que tange a direitos humanos e trabalhistas. A empresa tem por objetivo proporcionar um exemplo de boas práticas de direitos humanos e conduta laboral em todas as suas atividades corporativas. Colaboradores 5. Liderança e responsabilidade individual O sucesso da Nestlé está vinculado a seus colaboradores. Prevalece em seu ambiente de trabalho um tratamento mútuo de respeito e dignidade. A Nestlé seleciona pessoas competentes e motivadas, que respeitem os valores da companhia. Oferece oportunidades iguais para o desenvolvimento e o progresso de todos os colaboradores, protegendo sua privacidade. Não tolera qualquer forma de assédio ou discriminação. 6. Segurança e saúde no trabalho A Nestlé assume o compromisso de prevenir acidentes, lesões e doenças decorrentes das condições de trabalho, bem como de proteger os colaboradores, parceiros de negócios e outros envolvidos na cadeia de valor. Fornecedores e clientes 7. Relacionamento com fornecedores e clientes É prática da Nestlé estabelecer compromissos com todos os seus fornecedores, representantes, terceiros e funcionários baseados na honestidade, integridade e lealdade, bem como na adesão aos princípios não negociáveis de conduta da companhia. Da mesma forma, a empresa assume esse compromisso perante seus clientes. 8. Agricultura e Desenvolvimento Rural A Nestlé contribui para melhorias na produção agrícola, na condição social e econômica dos produtores e das comunidades rurais, bem como dos sistemas de produção, adequando-os para torná-los ambientalmente mais sustentáveis. Ambiente 9. Sustentabilidade ambiental A Nestlé está comprometida com a busca de práticas corporativas sustentáveis do ponto de vista ambiental. Em todos os estágios do ciclo de vida do produto, a companhia procura utilizar efi cientemente os recursos naturais e favorecer o uso de recursos renováveis por sistemas de gestão sustentável, tendo por meta o desperdício zero. 10. Água A Nestlé compromete-se a utilizar os recursos hídricos de modo sustentável e sob um gerenciamento continuamente aperfeiçoado. A companhia reconhece que o mundo enfrenta um desafi o crescente com relação à água e que a gestão responsável dos recursos hídricos mundiais por todos aqueles que os utilizam é uma necessidade absoluta. 17

18 As ferramentas de gestão de Recursos Humanos da Nestlé buscam transformar o potencial das pessoas em realidade, apoiando-as para desenvolverem e aplicarem o conhecimento na sua rotina de trabalho. Colaboradores em frente da fábrica da Nestlé em Feira de Santana (BA) ARQUIVO NESTLÉ 18 Nestlé Brasil Relatório 2011

19 Total de trabalhadores por tipo de emprego, contrato de trabalho e região GRI LA1 * TIPO DE EMPREGO TOTAL CONTRATO DE TRABALHO TOTAL REGIÃO TOTAL Administrativo Impatriados 44 CO 479 Operacional Expatriados** 67 NO/NE Vendas Prazo determinado Sudeste Gestão Regular Sul 995 Total geral Total geral Total geral * Base dezembro/2011 ** Número não considerado na somatória fi nal Ferramentas estratégicas O trabalho da Nestlé também é norteado por práticas de gestão que geram efi ciência e adequação a padrões de qualidade e normas. O Nestlé Continuous Excellence (NCE) é uma jornada que visa a entrega dos 3C s: encantar o consumidor, entregar uma vantagem competitiva e assegurar a excelência em conformidade. Seu objetivo é estimular a efi ciência e engajar todos os colaboradores e a cadeia de valor no compromisso com defeito zero, desperdício zero. Na manufatura, o NCE compartilha as melhores práticas em fabricação, liderança, desenvolvimento de pessoas, plano de sucessão e gestão de performance e proporciona a integração de padrões operacionais das fábricas. Além disso, a Nestlé também desenvolve metodologias para tornar sua gestão ainda mais efi ciente e potencializar a Criação de Valor Compartilhado em sua cadeia. Foi o que a empresa fez ao introduzir a metolodogia LEAN na gestão da cadeia de produtores rurais e ao instituir o Programa Responsible Sourcing na gestão do relacionamento com os fornecedores de matérias-primas, embalagens, subcontratação e materiais promocionais. Como está detalhado no capítulo Compartilhando Valor no Desenvolvimento Rural deste relatório, o LEAN é uma forma de analisar a cadeia de valor, visando aumentar a efi ciência em todos os seus elos, com o mapeamento de pontos de desperdício e a capacitação de todos os envolvidos. Por meio do Responsible Sourcing, auditorias independentes verifi cam se as atividades dos fornecedores da empresa estão se dando em conformidade com o Código de Conduta de Fornecedores Nestlé. Mais detalhes sobre o programa podem ser encontrados no capítulo Compartilhando Valor na Cadeia Produtiva deste relatório. 19

20 Qualificação e contratação de pessoas com deficiência A Nestlé cumpre rigorosamente a legislação (Lei nº 8.213/91) de cotas para pessoas com deficiência, tendo um número total de contratações acima de 5%. Desse modo, apoia ações afirmativas de igualdade de oportunidade de trabalho. A empresa é a maior empregadora de pessoas com deficiência no Estado do Espírito Santo, onde é referência há 20 anos, bem antes de a legislação entrar em vigor. Ao todo, são mais de 216 colaboradores com deficiência contratados pela Garoto em sua operação capixaba. Aula na chocolateria da Garoto, em Vila Velha (ES), ministrada também em libras para os participantes com deficiência auditiva ACERVO CDM GAROTO A Garoto dá um bom exemplo ao oferecer, gratuitamente, em sua fábrica no Espírito Santo, aulas de manuseio de chocolates à comunidade em geral, incluindo pessoas com deficiência auditiva. Assim proporciona qualificação para ampliar o potencial de geração de renda de pessoas. 20 Nestlé Brasil Relatório 2011

21 Colaboradores da Nestlé em treinamento ARQUIVO NESTLÉ Gestão de Pessoas GRI LA8 As relações dos colaboradores com a empresa são guiadas pelos Princípios de Gestão Empresarial e pela Política de Recursos Humanos, assim como pela adesão incondicional à legislação local, à Convenção Fundamental da Organização Mundial do Trabalho e ao Pacto Global da Organização das Nações Unidas. Nesse relacionamento estão expressos quatro direitos fundamentais: a liberdade e o reconhecimento do direito à negociação coletiva; a eliminação de todas as formas de trabalho forçado e compulsório; a abolição efetiva do trabalho infantil e a eliminação da discriminação relativa à ocupação empregatícia. Dentro das unidades da Nestlé, a segurança dos colaboradores e terceiros é orientada pela área de Segurança Corporativa, que realiza um trabalho estratégico gerando ações objetivas e motivadoras. Um exemplo é o Curso de Direção Defensiva, que surgiu da constatação de que os motoristas são os responsáveis por 68% dos acidentes rodoviários envolvendo veículos que fazem a entrega de produtos das fábricas e centros de distribuição (CDs) da empresa. O curso é realizado em uma van que foi transformada em sala de aula e possui uma bancada de computadores com capacidade para receber quatro motoristas por vez. A partir de uma ferramenta de e-learning, em uma hora, eles reciclam seus conhecimentos. Além dessa iniciativa específi ca, a Nestlé realiza continuamente a atualização de seus colaboradores em treinamentos de segurança e promove campanhas de conscientização. 21

22 Colaboradores na academia da sede da Nestlé, em São Paulo (SP) ARQUIVO NESTLÉ A gestão de Recursos Humanos da Nestlé busca transformar o potencial das pessoas em realidade, dar-lhes as ferramentas e o apoio para que possam se desenvolver e aplicar o conhecimento e metodologias na sua rotina de trabalho. Para isso, a empresa possui Sistemas de Remuneração e Benefícios sólidos e justos, Planos de Gestão de Carreira, Programas de Treinamento e Desenvolvimento e uma variedade de atividades voltadas para a qualidade de vida. A empresa também oferece para todos os colaboradores um plano de previdência complementar com característica de benefício defi nido e contribuição defi nida, que contempla aposentadoria por idade e tempo de participação, além de benefícios de risco, como pensão por morte, aposentadoria por invalidez e auxílio-doença. A adesão ao plano é voluntária e os colaboradores podem contribuir com até 25% do salário. A empresa contribui juntamente com os colaboradores e os recursos são mantidos de maneira independente pela Fundação Nestlé de Previdência Privada (Funepp). GRI EC3 Média de horas de treinamento por ano, por colaborador, discriminadas por categoria funcional LA10 GRUPO HORAS/COLAB. Administrativos 22,5 Operacionais 21,3 Gestores 34,6 Vendas 9,6 Outros 15,4 Média geral 20,5 Total de horas de treinamento no ano 400 mil 22 Nestlé Brasil Relatório 2011

Consumo Consciente e Criação de Valor Compartilhado

Consumo Consciente e Criação de Valor Compartilhado Nestlé Brasil Ltda. Consumo Consciente e Criação de Valor Compartilhado ALAS Agosto, 2010 CSV - Responsabilidade Social Corporativa na Nestlé Além da sustentabilidade: criar valor CRIAR VALOR COMPARTILHADO

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 200/200 Neste documento você terá o extrato em números dos dados contidos no Relatório de Sustentabilidade 200/200 da Vonpar. Conforme a versão digital animada (disponível

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 1. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Esta Política tem como objetivos: Apresentar de forma transparente os princípios e as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e direcionam

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Síntese O Compromisso ALIANSCE para a Sustentabilidade demonstra o nosso pacto com a ética nos negócios, o desenvolvimento das comunidades do entorno de nossos empreendimentos,

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental A Nestlé, na qualidade de Companhia líder em Nutrição, Saúde e Bem-Estar, assume o seu objectivo

Leia mais

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Em 2013, a Duratex lançou sua Plataforma 2016, marco zero do planejamento estratégico de sustentabilidade da Companhia. A estratégia baseia-se em três

Leia mais

Plano de Sustentabilidade da Unilever

Plano de Sustentabilidade da Unilever Unilever Plano de Sustentabilidade da Unilever Eixo temático Governança Principal objetivo da prática Para a Unilever, o crescimento sustentável e lucrativo requer os mais altos padrões de comportamento

Leia mais

Performance com Propósito. A promessa da PepsiCo

Performance com Propósito. A promessa da PepsiCo Performance com Propósito A promessa da PepsiCo Performance com Propósito A promessa da PepsiCo Na PepsiCo, Performance com Propósito significa gerar crescimento sustentável através do investimento em

Leia mais

Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade. Versão para público externo

Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade. Versão para público externo Votorantim Industrial Relatório de Sustentabilidade Versão para público externo Mensagem da alta administração Em 93 anos de história da Votorantim, temos mantido a consistência na geração de valor, pautando

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

PROGRAMA DE ADOÇÃO DE PRINCÍPIOS SOCIOAMBIENTAIS

PROGRAMA DE ADOÇÃO DE PRINCÍPIOS SOCIOAMBIENTAIS A Copagaz A Copagaz, primeira empresa do Grupo Zahran, iniciou suas atividades em 1955 distribuindo uma tonelada de Gás Liquefeito de Petróleo - GLP por dia nos estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato

Leia mais

Exemplos de Projetos

Exemplos de Projetos Trigo na visão da Nestlé, com base no Mercado Consumidor Exemplos de Projetos FORUM NACIONAL DO TRIGO Chapecó, 07 Maio 2014 Eng Agr. Olivier Marchand 1 NESTLÉ 2 NOSSA MISSÃO Ser reconhecidos como lideres

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Dia 08/08 // 09h00 12h00 PLENÁRIA Nova economia: includente, verde e responsável Nesta plenária faremos uma ampla abordagem dos temas que serão discutidos ao longo de toda a conferência.

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 BrKirin_RAS2014_Compacta.indd 1 02/06/15 13:03 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores

Leia mais

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da

A Academia está alinhada também aos Princípios para Sustentabilidade em Seguros UNPSI, coordenados pelo UNEP/FI órgão da ONU dedicado às questões da - 1 - Prêmio CNSeg 2012 Empresa: Grupo Segurador BBMAPFRE Case: Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE Introdução A Academia de Sustentabilidade BBMAPFRE foi concebida em 2009 para disseminar o conceito

Leia mais

A Fundação Espaço ECO

A Fundação Espaço ECO www.espacoeco.org Sustentabilidade que se mede A Fundação Espaço ECO (FEE ) é um Centro de Excelência em Educação e Gestão para a sustentabilidade, que mede e avalia a sustentabilidade por meio de metodologias

Leia mais

Cidadania Global na HP

Cidadania Global na HP Cidadania Global na HP Mensagem abrangente Com o alcance global da HP, vem sua responsabilidade global. Levamos a sério nossa função como ativo econômico, intelectual e social para as Comunidades em que

Leia mais

Sistema de Gestão Ambiental

Sistema de Gestão Ambiental Objetivos da Aula Sistema de Gestão Ambiental 1. Sistemas de gestão ambiental em pequenas empresas Universidade Federal do Espírito Santo UFES Centro Tecnológico Curso de Especialização em Gestão Ambiental

Leia mais

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS do conteúdo dos Indicadores Ethos com outras iniciativas Com a evolução do movimento de responsabilidade social e sustentabilidade, muitas foram as iniciativas desenvolvidas

Leia mais

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02

DELOITE TOUCHE TOHMATSU Código PO-SIGA POLITICA CORPORATIVA Revisão 02 Pagina 1/6 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. ABRANGÊNCIA / APLICAÇÃO...3 3. REFERÊNCIAS...3 4. DEFINIÇÕES...3 5. DIRETRIZES E RESPONSABILIDADES...4 5.1 POLITICAS...4 5.2 COMPROMISSOS...4 5.3 RESPONSABILIDADES...5

Leia mais

Nossa História. Ajudando o mundo a produzir os alimentos de que precisa

Nossa História. Ajudando o mundo a produzir os alimentos de que precisa Nossa História Ajudando o mundo a produzir os alimentos de que precisa O desafio é imenso: acabar com a fome, dobrar a produção de alimentos até 2050 e ajudar a reduzir o impacto ambiental da agricultura

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS QUALIDADE DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ SABER Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais

MONITORAMENTO DA MATÉRIA PRIMA DESDE A ORIGEM VISANDO A PRODUÇÃO INFANTIS INDUSTRIALIZADOS

MONITORAMENTO DA MATÉRIA PRIMA DESDE A ORIGEM VISANDO A PRODUÇÃO INFANTIS INDUSTRIALIZADOS MONITORAMENTO DA MATÉRIA PRIMA DESDE A ORIGEM VISANDO A PRODUÇÃO INFANTIS INDUSTRIALIZADOS ITAL Campinas, 03 de Setembro 2014 Olivier Marchand Gerente Agrícola Cereais & Hortifrútis 1 Nestlé 2 NOSSA MISSÃO

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática A Abiquim e suas ações de mitigação das mudanças climáticas As empresas químicas associadas à Abiquim, que representam cerca

Leia mais

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias

Sustentabilidade no Grupo Boticário. Atuação com a Rede de Franquias Sustentabilidade no Grupo Boticário Atuação com a Rede de Franquias Mais de 6.000 colaboradores. Sede (Fábrica e Escritórios) em São José dos Pinhais (PR) Escritórios em Curitiba (PR) e São Paulo (SP).

Leia mais

O Grupo Gerdau incentiva o trabalho em equipe e o uso de ferramentas de gestão pela qualidade na busca de soluções para os problemas do dia-a-dia.

O Grupo Gerdau incentiva o trabalho em equipe e o uso de ferramentas de gestão pela qualidade na busca de soluções para os problemas do dia-a-dia. O Grupo Gerdau incentiva o trabalho em equipe e o uso de ferramentas de gestão pela qualidade na busca de soluções para os problemas do dia-a-dia. Rio Grande do Sul Brasil PESSOAS E EQUIPES Equipes que

Leia mais

Comunicação Institucional Visão de Futuro

Comunicação Institucional Visão de Futuro Comunicação Institucional Visão de Futuro Organograma Presidente Comunicação Institucional Assistente Imagem Corporativa e Marcas Comitê Estratégico Imprensa Planejamento e Gestão Atendimento e Articulação

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE 20-21 Maio de 2013 Tivoli São Paulo Mofarrej São Paulo, Brasil ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE Fernando Cotrim Supply Chain Director, Rio 2016 Perguntas: Quais são os desafios de gerenciar o Supply

Leia mais

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Atuação da Organização 1. Qual(is) o(s) setor(es) de atuação da empresa? (Múltipla

Leia mais

COP 2013 COMMUNICATION ON PROGRESS PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS

COP 2013 COMMUNICATION ON PROGRESS PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP 2013 COMMUNICATION ON PROGRESS PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS 2003 É criada a G-COMEX ÓLEO & GÁS com o objetivo de prover soluções logísticas sob medida para o mercado de óleo, gás, energia e indústria

Leia mais

Seminário Sustentabilidade Os Desafios do Desenvolvimento

Seminário Sustentabilidade Os Desafios do Desenvolvimento Seminário Sustentabilidade Os Desafios do Desenvolvimento Quem somos Ambev 4ª maior cervejaria no mundo 3ª marca mais consumida no mundo (Skol) Líder absoluto no segmento guaraná (Guaraná Antarctica) Maior

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO A Ultrapar realizou em 2011 um programa de comunicação e disseminação do tema sustentabilidade entre seus colaboradores, com uma série de iniciativas voltadas para o engajamento e treinamento das pessoas.

Leia mais

PADRÕES DE CERTIFICAÇÃO LIFE. Versão 3.0 Brasil Português. LIFE-BR-CS-3.0-Português (NOVEMBRO/2014)

PADRÕES DE CERTIFICAÇÃO LIFE. Versão 3.0 Brasil Português. LIFE-BR-CS-3.0-Português (NOVEMBRO/2014) LIFE-BR-CS-3.0-Português Versão 3.0 Brasil Português (NOVEMBRO/2014) Próxima revisão planejada para: 2017 2 OBJETIVO A partir das Premissas LIFE, definir os Princípios, critérios e respectivos indicadores

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO 2014 GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE O modelo de Gestão da Sustentabilidade do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE é focado no desenvolvimento de

Leia mais

Prefeitura Municipal de Jaboticabal

Prefeitura Municipal de Jaboticabal LEI Nº 4.715, DE 22 DE SETEMBRO DE 2015 Institui a Política Municipal de estímulo à produção e ao consumo sustentáveis. RAUL JOSÉ SILVA GIRIO, Prefeito Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, no

Leia mais

Política Obrigatória Fevereiro 2013. A Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental

Política Obrigatória Fevereiro 2013. A Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política Obrigatória Fevereiro 2013 A Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política Obrigatória Fevereiro 2013 Autor/ Departamento Segurança, Saúde e Sustentabilidade Ambiental Público-alvo

Leia mais

Conheça a MRV Engenharia

Conheça a MRV Engenharia Conheça a MRV Engenharia MRV em Números Ficha técnica MRV Engenharia Número de empregados nas obras (média 2014)...23.704 Vendas Contratadas (R$ milhões) (2014)...R$ 6.005 Receita liquida (R$ milhões)

Leia mais

O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações

O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações Webinar O Impacto da Gestão da Cadeia de Fornecedores na Sustentabilidade das Organizações Juliana Scalon 4 de Setembro de 2013 Aprimore o desempenho dos fornecedores Para se sobressair no mercado atual

Leia mais

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES

N REQUISITOS OBSERVAÇÕES N REQUISITOS OBSERVAÇÕES 01 02 03 04 05 06 07 A - MANUTENÇÃO E SUPORTE A empresa fornece produto de software com Verificar se a empresa fornece manual do produto (instalação), documentação de suporte ao

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR SODEXO APRIL 2014 Índice INTRODUÇÃO INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS DIREITOS HUMANOS E DIREITOS FUNDAMENTAIS NO TRABALHO Eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Empresas e as mudanças climáticas

Empresas e as mudanças climáticas Empresas e as mudanças climáticas O setor empresarial brasileiro, por meio de empresas inovadoras, vem se movimentando rumo à economia de baixo carbono, avaliando seus riscos e oportunidades e discutindo

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta

Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta Unilever Brazil Sustentabilidade Cada Gesto Conta 01/06/2011 A Visão da Unilever Trabalhamos para criar um futuro melhor todos os dias. Ajudamos as pessoas a se sentirem bem, bonitas e a aproveitarem mais

Leia mais

www.oxiteno.com PERFIL INSTITUCIONAL AGO/2014 ÁFRICA - AMÉRICA - ÁSIA - EUROPA - OCEANIA

www.oxiteno.com PERFIL INSTITUCIONAL AGO/2014 ÁFRICA - AMÉRICA - ÁSIA - EUROPA - OCEANIA www.oxiteno.com PERFIL INSTITUCIONAL ÁFRICA - AMÉRICA - ÁSIA - EUROPA - OCEANIA AGO/2014 Criando soluções que promovem a evolução do mundo. INOVAÇÃO para transformar a vida das pessoas. Com atuação no

Leia mais

FUNDAMENTOS DA GESTÃO

FUNDAMENTOS DA GESTÃO Um dos pilares da Ultrapar está no virtuoso relacionamento que a companhia mantém com os diferentes públicos, graças a uma política baseada na ética, na transparência e no compartilhamento de princípios,

Leia mais

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão

Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Questionário de desempenho ambiental, social e de governança para as empresas participadas e investidas pelos Fundos de Pensão Introdução A consulta a seguir é um novo passo em direção às melhores práticas

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo Conteúdo O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente

Leia mais

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO

Norma Permanente 4.1. GOVERNANÇA E GESTÃO 4.2. PRINCÍPIOS 4.3. INVESTIMENTO SOCIAL PRIVADO E INCENTIVADO Resumo: Reafirma o comportamento socialmente responsável da Duratex. Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. PARTE INTERESSADA 3.2. ENGAJAMENTO DE PARTES INTERESSADAS 3.3. IMPACTO 3.4. TEMAS

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE. Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais

Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE. Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais Programa de Educação Financeira e Previdenciária - Criação Aprovado pela PREVIC em

Leia mais

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO

RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO RELATÓRIO DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COE INSTITUTO BRASILEIRO DE PESQUISA E GESTÃO DE CARBONO CO2 ZERO DECLARAÇÃO DE APOIO CONTÍNUO DO DIRETOR PRESIDENTE Brasília-DF, 29 de outubro de 2015 Para as partes

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS Os Indicadores Ethos são uma ferramenta de gestão, de uso gratuito, que visa apoiar

Leia mais

VII Recicle CEMPRE. Ricardo Rolim. Diretor de Relações Sociambientais 08/Nov/2011

VII Recicle CEMPRE. Ricardo Rolim. Diretor de Relações Sociambientais 08/Nov/2011 VII Recicle CEMPRE Ricardo Rolim Diretor de Relações Sociambientais 08/Nov/2011 Quem somos Ambev 4ª maior cervejaria no mundo 3ª marca mais consumida no mundo (Skol) Líder absoluto no segmento guaraná

Leia mais

Nestlé na sociedade. Relatório 2012 CRIANDO VALOR COMPARTILHADO

Nestlé na sociedade. Relatório 2012 CRIANDO VALOR COMPARTILHADO Nestlé na sociedade Relatório 2012 CRIANDO VALOR COMPARTILHADO Anderson Lourenço com sua família. Ele é colaborador Nestlé do centro de distribuição de Ribeirão Preto e voluntário há dez anos do Programa

Leia mais

Relatos de Sustentabilidade

Relatos de Sustentabilidade Os trechos em destaque encontram-se no Glossário. Relatos de Sustentabilidade Descreva até 3 projetos/programas/iniciativas/práticas relacionadas a sustentabilidade Instruções 2015 Esse espaço é reservado

Leia mais

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014

Leite. A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades. relatório de inteligência. Abril 2014 Leite relatório de inteligência Abril 2014 A utilização de softwares no gerenciamento produtivo de pequenas propriedades A rotina em uma propriedade leiteira exige acompanhamento e atenção em todos os

Leia mais

Questionário para Instituidoras

Questionário para Instituidoras Parte 1 - Identificação da Instituidora Base: Quando não houver orientação em contrário, a data-base é 31 de Dezembro, 2007. Dados Gerais Nome da instituidora: CNPJ: Endereço da sede: Cidade: Estado: Site:

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Relatório de Comunicação e Engajamento COE Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Declaração de Apoio Continuo do Presidente 21/08/2015 Para as partes interessadas: Tenho o prazer de confirmar

Leia mais

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1

Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial e aos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial - 1 Carta de Adesão à Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e à sua agenda de trabalho expressa nos 10 Compromissos da Empresa com a Promoção da Igualdade Racial 1. Considerando que a promoção da igualdade

Leia mais

VALLOUREC UNIDADE FLORESTAL

VALLOUREC UNIDADE FLORESTAL VALLOUREC UNIDADE FLORESTAL A EMPRESA Fundada em 1969, o objetivo principal da Vallourec unidade Florestal é o plantio de florestas de eucalipto para, a partir delas, produzir o carvão vegetal, um dos

Leia mais

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO

APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO APÊNDICE C DIRETRIZES VOLUNTÁRIAS PARA A INTEGRAÇÃO DA BIODIVERSIDADE NAS POLÍTICAS, PROGRAMAS E PLANOS DE AÇÃO NACIONAIS E REGIONAIS DE NUTRIÇÃO Objetivo O objetivo das Diretrizes é apoiar os países a

Leia mais

Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. Relatório Anual Gerdau 2014

Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. Relatório Anual Gerdau 2014 40 41 Programa Gerdau Germinar (MG) é uma das mais importantes iniciativas de educação ambiental da Empresa. MEIO AMBIENTE 42 Gerdau é reconhecida pela eficiência de suas práticas de proteção ao meio ambiente

Leia mais

Energy Target Setting

Energy Target Setting Energy Target Setting 1 A mudança comportamental está na base de toda e qualquer alteração que queiramos provocar, seja no contexto empresarial ou outro. No caso específico da eficiência energética é crítico

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas.

Conjunto de pessoas que formam a força de trabalho das empresas. 1. OBJETIVOS Estabelecer diretrizes que norteiem as ações das Empresas Eletrobras quanto à promoção do desenvolvimento sustentável, buscando equilibrar oportunidades de negócio com responsabilidade social,

Leia mais

Gestão do uso de óleo de cozinha para produção de biodiesel

Gestão do uso de óleo de cozinha para produção de biodiesel Gestão do uso de óleo de cozinha para produção de biodiesel Estudo de Caso MCDonald s Autores: Alexandre Formigoni Enio Fernandes Rodrigues Viviane Alves Belo Tatiane Neves Lopes Marcelo Rabelo Henrique

Leia mais

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.

Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com. 1 Aprenda a produzir e preservar mais com a Série Produção com Preservação do Time Agro Brasil Entre no portal www.timeagrobrasil.com.br e baixe todas as cartilhas, ou retire no seu Sindicato Rural. E

Leia mais

Crescimento global da consciência socioambiental

Crescimento global da consciência socioambiental Programa de Sustentabilidade Bunge 1. Contextualização Crescimento global da consciência socioambiental Sociedade Importância do tema Estruturação e articulação das entidades civis Pressões comerciais

Leia mais

Certificação de qualidade e sustentabilidade da Indústria têxtil e da moda. Guia para iniciar a certificação

Certificação de qualidade e sustentabilidade da Indústria têxtil e da moda. Guia para iniciar a certificação Certificação de qualidade e sustentabilidade da Indústria têxtil e da moda Guia para iniciar a certificação EDITORIAL Os desafios do desenvolvimento sustentável ampliam a importância das iniciativas da

Leia mais

Unindo forças por um mesmo objetivo

Unindo forças por um mesmo objetivo Unindo forças por um mesmo objetivo Seguindo o conceito do programa em fomentar iniciativas de coleta e reciclagem, a parceria vai ampliar a atuação do Programa de Reciclagem do Óleo de Fritura (PROL),

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

CDP - SUPPLY CHAIN BRASIL DESAFIOS E CONQUISTAS - 2014 BUSINESS CASES

CDP - SUPPLY CHAIN BRASIL DESAFIOS E CONQUISTAS - 2014 BUSINESS CASES CDP - SUPPLY CHAIN BRASIL DESAFIOS E CONQUISTAS - 2014 BUSINESS CASES Profa. Dra. Priscila Borin de Oliveira Claro priscila.claro@insper.edu.br 05/02/2015 Apoio: Agenda Apresentação Parceria CDP e Insper

Leia mais

Índice. 4. Princípios Os seguintes princípios norteiam as ações de Responsabilidade Socioambiental da Chevrolet Serviços Financeiros.

Índice. 4. Princípios Os seguintes princípios norteiam as ações de Responsabilidade Socioambiental da Chevrolet Serviços Financeiros. Índice 1. Objetivo... 1 2. Escopo e Partes Afetadas... 1 3. Definições... 1 4. Princípios... 1 5. Objetivos, metas e programas... 2 6. Papéis e Responsabilidades... 5 7. Regulamentação Aplicável... 6 1.

Leia mais

Sistema Gestão Ambiental

Sistema Gestão Ambiental Sistema Gestão Ambiental Sistema Gestão Ambiental - ISO 14001 Agora você vai conhecer o Sistema de Gestão Ambiental da MJRE CONSTRUTORA que está integrado ao SGI, entender os principais problemas ambientais

Leia mais

Facebook/Cearpa Sorriso

Facebook/Cearpa Sorriso Facebook/Cearpa Sorriso Facebook/Weider Santana @joelmaqueirozz Facebook/Cila Vilela Facebook/Gorette Rocha @inpev ENGAJAMENTO 29 ENGAJAMENTO G4-26 e DMA @eliandersonzte O inpev articula os elos da cadeia

Leia mais

Assistência Técnica e Extensão Rural

Assistência Técnica e Extensão Rural Assistência Técnica e Extensão Rural A EXTENSÃO RURAL CONTEMPORÂNEA DA CEPLAC Concepção, Estrutura e Projetos Sergio Murilo Correia Menezes Ceplac / Cenex Base - Fundamentos ANATER Agenda Estratégica da

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Código de Fornecimento Responsável

Código de Fornecimento Responsável Código de Fornecimento Responsável Breve descrição A ArcelorMittal requer de seus fornecedores o cumprimento de padrões mínimos relacionados a saúde e segurança, direitos humanos, ética e meio ambiente.

Leia mais

Lançamento do relatório - Mercados Inclusivos no Brasil: Desafios e Oportunidades do Ecossistema de Negócios

Lançamento do relatório - Mercados Inclusivos no Brasil: Desafios e Oportunidades do Ecossistema de Negócios Lançamento do relatório - Mercados Inclusivos no Brasil: Desafios e Oportunidades do Ecossistema de Negócios Ana Cecília de Almeida e Nathália Pereira A Iniciativa Incluir, promovida pelo PNUD Programa

Leia mais

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES

NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES NOSSOS PRINCÍPIOS ORIENTADORES Por cerca de 50 anos, a série Boletim Verde descreve como a John Deere conduz os negócios e coloca seus valores em prática. Os boletins eram guias para os julgamentos e as

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff

PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR....o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff PLANO DE GOVERNO 2015-2018 EXPEDITO JÚNIOR...o futuro pode ser melhorado por uma intervenção ativa no presente. Russel Ackoff Julho/2014 0 APRESENTAÇÃO Se fôssemos traduzir o Plano de Governo 2015-2018

Leia mais

PROGRAMA COMPLIANCE VC

PROGRAMA COMPLIANCE VC Seguir as leis e regulamentos é ótimo para você e para todos. Caro Colega, É com satisfação que compartilho esta cartilha do Programa Compliance VC. Elaborado com base no nosso Código de Conduta, Valores

Leia mais

PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015. AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV.

PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015. AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV. PACTO GLOBAL DAS NAÇÕES UNIDAS COP - COMUNICADO DE PROGRESSO 2015 AX0003/00-Q5-RL-1001-15 Rev. 0 < MAIO 2015> ELABO.: SBMo VERIF.: CF APROV.: CK AX0003/00-Q5-RL-1001-15 2 ÍNDICE PÁG. 1 - INTRODUÇÃO...

Leia mais