O MARKETING DO TERCEIRO SETOR COMO DIFERENCIAL ESTRATÉGICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O MARKETING DO TERCEIRO SETOR COMO DIFERENCIAL ESTRATÉGICO"

Transcrição

1 1 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA O MARKETING DO TERCEIRO SETOR COMO DIFERENCIAL ESTRATÉGICO Por: Eraldo Rocha de Jesus Orientador: Prof. Jorge Vieira Rio de Janeiro 2012

2 2 UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA O MARKETING DO TERCEIRO SETOR COMO DIFERENCIAL ESTRATÉGICO Por: Eraldo Rocha de Jesus Apresentação de monografia à AVM Faculdade Integrada como requisito parcial para obtenção do grau de especialista em Marketing.

3 3 AGRADECIMENTOS Agradeço a minha esposa, aos meus filhos, aos meus amigos e a todos que estiveram comigo nesta jornada.

4 4 DEDICATÓRIA Dedico este trabalho a todos que estão comigo, em todas as horas, amigos e familiares.

5 5 RESUMO Este trabalho analisa a ONG Amicca, uma instituição social sem fins lucrativos que tem como objetivo acolher e prestar assistência a crianças portadoras de neoplasia, dando a elas uma melhor qualidade de vida. Utilizamos as modernas técnicas de marketing como diferencial estratégico desenvolvendo um plano de ação, no qual aumentamos a capacidade de atendimento da ONG, com incremento financeiro e aumento do numero de doadores. Através da profissionalização da administração da instituição e criação de um escritório para o gerenciamento dos projetos. O doador atual esta preocupado com a utilização dos seus recursos e prefere investir em causas sociais de organizações que sejam gerenciadas por projetos, dando maior transparência aos recursos investidos.

6 6 METODOLOGIA A metodologia utilizada foi leitura de livros, jornais, revistas e pesquisa de campo feita na sede da ONG Amicca.

7 7 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 08 CAPÍTULO I - DEFINIÇÃO DO TERCEIRO SETOR 09 CAPÍTULO II - A ONG AMICCA 10 CAPÍTULO III O MARKETING PARA O TERCEIRO SETOR 12 CAPITULO IV- CRIAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS 15 CONCLUSÃO 35 BIBLIOGRAFIA 36

8 8 INTRODUÇÃO Os últimos anos foram marcados por uma maior conscientização social, desta forma as entidades de terceiro setor despontaram no cenário nacional cuidando de áreas onde nem a iniciativa privada nem o governo conseguem atuar, ajudando determinados seguimentos da sociedade como, por exemplo, a Organização não Governamental (ONG) que será objeto do estudo deste trabalho científico, denominada Amicca (Associação dos Amigos da Infância com Câncer), com sede em Botafogo, no Rio de Janeiro. Entidade criada com a motivação primordial de ajudar, com políticas de boa vontade e de caridade, baseando seu trabalho no serviço voluntário, visando o atendimento de crianças portadoras de neoplasia (câncer) e de suas famílias, buscando a melhoria da qualidade de vida do paciente, deste modo influindo diretamente no seu tratamento e possível cura. Através da criação de um escritório de gerenciamento de projetos (EGP), estaremos criando estratégias de marketing voltadas para a melhoria da gestão de marketing dentro do terceiro setor, utilizando técnicas já existentes nos outros setores da economia e adaptando-as à realidade e necessidade do terceiro setor, profissionalizando e melhorando a produtividade para alcançar maiores e melhores resultados. Criando um planejamento estratégico a curto e médio prazo para gerenciamento dos projetos da entidade, visando maior eficiência dos seus objetivos.

9 9 CAPÍTULO I DEFINIÇÃO DO TERCEIRO SETOR O primeiro setor é composto pelo governo (União, Estados, Distrito Federal e Municípios), o segundo setor representa a iniciativa privada (comércio, indústria e setor de serviços). O terceiro setor é representado pelas entidades ou associações sem fins lucrativos denominadas de ONGs. Elas são criadas, na maioria das vezes, por pessoas com objetivos bem definidos de atuação na área social, como: esportes, educação, saúde, lazer e outras. Atividades estas que visam a resolver problemas não resolvidos ou mal resolvidos da sociedade civil, os quais os demais segmentos da sociedade não encontram solução e/ou não tem interesse na solução. O terceiro Setor se desenvolve através do trabalho tipicamente voluntário no qual a motivação principal é a de ajudar ao próximo, gerando serviços de caráter público, usando geralmente uma mão de obra não remunerada, contudo bem motivada para o bem social. As ONGs ganharam impulso na década de 80 e 90 com grande variedade de entidades que, segundo informações da RITS (Rede de Informações do Terceiro Setor), existem três tipos de organizações de sociedade civil: Declaração de Utilidade Pública Federal; Certificado de Fins Filantrópicos; OSCIP (Organização Social de Interesse Público). As instituições sem fins lucrativos são agentes de mudança humana. Seu produto é um paciente curado, uma criança que aprende, um jovem que se transforma em um adulto com respeito próprio, isto é, é toda uma vida transformada. Drucker (1999 p. 14). À medida que se multiplicam as ONGs, cresce também a exigência por profissionalização, aumentando a necessidade por uma visão gerencial e por um maior rigor financeiro e por mais transparência na sua administração. Estas adaptações ocorrem por intermédio de decisões estratégicas, reformulando principalmente a forma de gestão das organizações. O conceito de marketing também é relevante para as organizações sem fins lucrativos. Livro Marketing, edição compacta, Kotler, Philip pag. 44.

10 10 CAPÍTULO II ONG AMICCA Criada em 1990, a organização objeto desta monografia desenvolve um trabalho sem fins lucrativos, constituída por um grupo de voluntários que dão um pouco de si na assistência a pacientes carentes em tratamento em hospitais especializados em câncer no Rio de Janeiro, sendo eles crianças, adolescentes, adultos e pacientes em fase terminal, tendo como lema amor e atitude. O paciente portador de neoplasia (câncer), quase sempre de baixa renda e que se encontra em tratamento de quimioterapia e/ou radioterapia recebe assistência gratuita como: Casa de Apoio Hospedagem Transporte Atividades Recreativas Atendimento odontológico Atendimento Social Adaptação Alimentação e Cestas básicas Medicamentos Musicoterapia Atendimento Psicológico Atendimento Escolar Durante o ano são realizados eventos comemorativos em datas festivas como: Dia dos Pais, Dia das Crianças, Natal, férias escolares, etc. A ONG AMICCA possui sede própria e está situada no bairro de Botafogo, Rio de Janeiro, com cinco andares que atualmente estão necessitando de uma reforma. Em suas dependências funciona um bazar, escritórios, refeitórios, salas para atendimento psicológico, odontológico, auditório e quartos para acolhimento.

11 11 A AMICCA não realiza procedimentos médicos e seus pacientes são sempre acompanhados dos respectivos responsáveis. Os doentes quase sempre são indicados pelo INCA (Instituto Nacional de Câncer) ou pelo Hospital Universitário do Fundão. Ao chegar à instituição são atendidos por um pequeno grupo de assistentes sociais que realizam um questionário para tomar conhecimento da história dos mesmos, e, desta forma, poder dar um tratamento personalizado a cada paciente indicado. Por se tratar de pessoas de baixa renda, muitas vezes necessitam de ajuda para locomoção (passagens) e de auxilio para alimentação (cestas básicas), como também de recursos para compra de remédios. A ONG acolhe a criança que está em tratamento e muitas vezes não tem como retornar a sua casa ou está fraca e debilitada, em decorrência do tratamento. As organizações não governamentais sem fins lucrativos de finalidade ambiental, social, cultural e afins, ou organizações que caracterizam o Terceiro Setor, segundo a Gazeta Mercantil (Maio/2002), movimentam mais de US$ 1 trilhão em investimentos no mundo, sendo cerca de US$ 10 bilhões deles no Brasil, o equivalente a 1,5% do PIB. Livro Marketing para o Terceiro Setor Manzione, Sydney pag. 32.

12 12 CAPÍTULO III MARKETING PARA O TERCEIRO SETOR As atividades do marketing para o terceiro setor tem se tornado cada vez mais profissionais devido à visibilidade com que o terceiro setor tem alcançado na mídia em todos os seus segmentos como também a uma maior consciência social de nossa sociedade como um todo. O marketing é uma técnica para descobrir as necessidades do consumidor e se entregar o que ele quer, seja criando, seja adaptando. E nesse ponto surge outra noção que acredito: necessidades não são criadas, mas descobertas. Livro Marketing para o Terceiro Setor Manzione, Sydney - pag. 15. As entidades do terceiro setor têm buscado auxílio nas ferramentas de marketing para a melhor eficiência e eficácia dos seus projetos e para maior capacidade de obtenção de seus objetivos. As transações no terceiro setor possuem diferenças das praticadas pelo segundo setor; o fator de utilização de colaboradores voluntários difere frontalmente, pois sem o pagamento da mão de obra, as formas de cobrança do resultado do serviço ficam extremamente limitadas, tornando-se difícil o controle de desempenho. Não existe o lucro como referência para se buscar prioridades, e sim a necessidade humana a ser alcançada. Outras dificuldades encontradas são: a ausência de pesquisas na área de marketing para definição de estratégias; a dificuldade em modificar o produto por se tratar de vidas; os benefícios são observados a longo prazo e muitas vezes difíceis de mensurar trazendo dificuldade em quantificar os resultados. Desta forma temos que buscar uma adaptação dos recursos do marketing voltados ao terceiro setor. No nosso estudo de caso da ONG AMICCA, começamos com exaustivas reuniões, para discussão das necessidades da organização, conhecimento do seu histórico de atividades, definição das suas necessidade e prioridades, definição de

13 13 uma filosofia de trabalho a ser seguida por todos, reunião de brainstorm com os diretores e colaboradores da ONG, conversas individuais com os colaboradores e mantenedores da instituição, desenvolvimento de um plano de marketing como diferencial estratégico para atender a ONG. A gerência de uma companhia tem muitos papéis importantes. Ela estabelece objetivos e desenvolve planos, políticas, procedimentos, estratégias e táticas. Organiza e coordena, dirige e controla, motiva e comunica. Planejar é apenas um de seus papéis, mas é um papel importante: o plano corporativo ou empresarial movimenta o negócio. Livro Marketing para o Terceiro Setor Manzione, Sydney - pag. 79 e 80. Definimos um planejamento estratégico, que é um processo através do qual a ONG se organiza para definir o seu futuro, é uma ferramenta importante na gestão e na captação de recursos, pois vai orientar as atividades a serem desenvolvidas, permitindo a identificação de objetivos a serem atingidos, recursos necessários e identificação de possíveis parceiros. O planejamento estratégico tem como principal objetivo mostrar a todos, interna e externamente, o que é a instituição e aonde ela quer chegar. Envolve informação sobre missão, visão, valores, público alvo, tipo de trabalho que será desenvolvido e formas de avaliação de resultado. Um dos pontos principais do planejamento financeiro é o de viabilizar a sustentação financeira para a entidade, criando projetos novos e viáveis para este fim. Montamos um plano de captação de recursos que deve responder as seguintes perguntas: Que recursos são necessários para atingir os objetivos esperados (financeiros, humanos e tecnológicos)? Quem são os potenciais doadores? Quais são os interesses, preconceitos e padrões de doação dos potenciais doadores? O que leva uma pessoa ou entidade a doar? O que os doadores esperam com a doação?

14 14 Quem toma as decisões sobre a doação? Que opinião eles tem sobre a organização? Para iniciarmos o levantamento dos potenciais parceiros, temos que levar em consideração que existem vários motivos sobre quais as pessoas e as empresas escolhem fazer doações: elas pesquisam a idoneidade das instituições, qual a missão da ONG, quais valores norteiam as atividades; ou seja, suas escolhas são fruto de análises feitas a partir de vários parâmetros, dentre eles visitas a ONG, conversa com seus colaboradores. As empresas doadoras buscam causas que estejam alinhadas ao seu negócio e que lhes agregue valor e se a escolha está alinhada com o objetivo de assistência social a ser alcançada, pois no passado muitas organizações não foram corretas na questão do recebimento e do destino das doações. A ONG por sua vez também tem a mesma visão, selecionando as empresas parceiras que também estejam alinhadas com o objetivo e missão da ONG. No caso da ONG Amicca, procura-se não associar o nome da instituição com empresas que comercializam produtos reconhecidamente cancerígenos ou suspeitos de serem cancerígenos por isso não aceitam associação com empresas de cigarro ou de bebidas, conforme informações colhidas por seu atual gerente, Sr Ferreirinha. As empresas realizam doações por diversos motivos: por acreditarem na causa, por estarem de alguma forma envolvidas com ela, porque acreditam ser a causa importante para seus colaboradores, clientes e fornecedores. É importante se colocar no lugar do doador e tentar entender o seu comportamento, as suas motivações e seus receios. Isso ajudará a ONG a selecionar os parceiros de maneira mais adequada e desenvolver abordagens com maior probabilidade de sucesso. Desta forma identificando melhor as expectativas dos possíveis parceiros será mais fácil conquistar e manter a parceria por um maior período de tempo.

15 15 CAPÍTULO IV CRIAÇÃO DO ESCRITÓRIO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS Tendo como objetivo a melhoria da organização dos projetos da ONG Amicca, e, consequentemente, o aumento das doações e dos mantenedores foi criado um Escritório de Gerenciamento de Projetos (EGP) para atender a ONG Amicca. Vamos definir os conceitos de projeto, programa e portifólio para melhor entendimento do Escritório de Gerenciamento de Projetos. - Projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. - Programa é definido como um grupo de projetos relacionados, gerenciados de modo coordenado, para a obtenção de benefícios e controle que não estariam disponíveis se fossem gerenciados individualmente. - Portifólio refere-se a um conjunto de projetos, programas e outros trabalhos, agrupados para facilitar o gerenciamento eficaz desse trabalho, a fim de atingir os objetivos de negócios estratégicos. Livro Gerenciamento de Projetos no Terceiro Setor - G.Ruggeri, Renê - pag. 19. O escritório foi criado, através do encontro de um diretor mantenedor da ONG, sendo ele profissional da área odontológica, com dois profissionais de marketing, com vasta experiência de mercado e dois economistas, todos com experiência profissional em diversos seguimentos no segundo setor e com um bom relacionamento com empresas e pessoas. Foram realizadas reuniões de brainstorm nas quais foram filtradas propostas de projetos, com a presença de membros da diretoria executiva da ONG bem como com a anuência da sua presidente. O gerenciamento de projetos tem sido amplamente utilizado nos dias atuais por diversas empresas, trazendo comprovadamente benefícios para as

16 16 organizações, garantindo sucesso nos seus negócios, tornando-se parte da cultura de muitas empresas. - O PMI (Project Management Institute), através do PMBOK, direciona toda uma estrutura de conhecimentos em torno do gerenciamento de projetos apresentando técnicas, ferramentas e tipologia de documentos a serem usadas em processos previamente estabelecidos e válidos, segundo o PMI, a qualquer tipo de projeto. Obviamente, a experiência e o reconhecimento dessa organização sustentam seu posicionamento como o mais correto e verdadeiro na área. - O PMBOK traz 42 processos divididos em nove áreas de conhecimento e cinco grupos de processos que, por interações cíclicas, progridem no desenvolvimento de projetos. A abordagem do PMI, embora assuma possibilidades de evolução ou modificações, apresenta-se como completa e é utilizada como referência para a criação de metodologias diversas aplicadas a determinados ramos do mercado ou tipos de projetos. Livro Gerenciamento de Projetos no Terceiro Setor - G.Ruggeri, Renê - pag. 21. Com a finalidade de implementar o Gerenciamento de Projetos na ONG AMICCA, foi oferecido um curso gratuito na sede da ONG, com a participação de alguns colaboradores e do administrador da instituição, este curso foi ministrado por um profissional da área de gerenciamento de projetos, com experiência comprovada; o palestrante, também instrutor de PMI, foi convidado a participar das reuniões de planejamento estratégico e somou forças com a equipe. Foi criada uma empresa de consultoria para uma maior profissionalização dos projetos. Uma das primeiras decisões da equipe de planejamento de projetos foi de fazer uma ampla reforma no prédio sede, tornando as instalações adequadas ao atendimento das crianças e atendendo aos novos conceitos de sustentabilidade, como aproveitamento da água da chuva, aproveitamento da luz natural e outras medidas, tudo com acompanhamento técnico feito por profissionais de engenharia e de arquitetura. Nas reuniões foram determinadas medidas para a execução da obra conforme esboço do projeto abaixo:

17 17 Projeto Reforma do edifício sede da Amicca Código 2012AMICCA Início: Dez/2012 Término est.: Dez/2013 Orçamento est.: R$ ,00 Patrocinador Iara Gerente Projeto do Mario Augusto ESCOPO: O projeto envolverá o diagnóstico do ambiente para identificação das necessidades da reforma; estimativa de insumos para a execução da reforma, mão de obra, e de materiais para a elaboração. Contemplará um projeto arquitetônico; planejamento de orçamento, com base nos insumos a serem empregados, em alvenaria, instalações, elétrica, hidráulica, esgoto, telefone, gás, acabamento, emboço, pintura, piso, telhado, custo da mão de obra empregada, no desenvolvimento, execução e planejamento. Análise de projetos similares realizados anteriormente será realizada, buscando a padronização de procedimentos e benchmarks específicos, dado o caráter ecológico do projeto. ENTREGAS DO PROJETO: Prédio totalmente reformado e modernizado dentro das especificações do projeto e legislação vigente. PREMISSAS: É necessário o apoio irrestrito de todos os envolvidos na reforma para a execução dentro do prazo estipulado; Os membros do time deverão trabalhar em regime de dedicação integral;

18 18 O arquiteto deverá ter conhecimentos de planejamento mobiliário, além de planejamento de reforma propriamente dito; Os ajudantes gerais deverão ter que dominar os conhecimentos de levantamento da estrutura elétrica, pintura e acabamento; A reforma deverá ser executada conforme projeto apresentado pelo arquiteto. RESTRIÇÕES: Não será realizada decoração no prédio reformado; a obra será finalizada com a entrega da reforma do prédio; O projeto não inclui a compra de acessórios para o prédio reformado; o orçamento contempla apenas até a etapa de entrega e instalações; O orçamento total para a realização do projeto é de R$ ,00; A data máxima a ser entregue é de 360 dias corridos a partir de Dez/2012. EXCLUSÕES: O projeto não tem como objetivo criar um novo prédio para utilização de curto prazo, sendo que as reformas em questão são pertinentes para atender crianças de até 18 anos de idade; O projeto não tem como objetivo criar um prédio infanto-juvenil (6-18 anos de idade). Aprovam este documento: Data Patrocinador Gerente do Projeto

19 19 EAP do Projeto 1 Reforma da Sede AMICCA 1.1 Projeto Definição de Requisitos Projeto de Arquitetura Projeto de Estrutura Projeto de Instalações Elétrica Hidráulica Esgoto Telefone Gás 1.2 Aquisição Definição de Critérios Preparação de Lista de Fornecedores Solicitação de Propostas Análise de Propostas Seleção de Fornecedores Assinatura de Contratos

20 Mobilização Preparação do Prédio Armazenagem de Equipamentos 1.4 Construção estrutura Alvenaria Instalações Elétrica Hidráulica Esgoto Telefone Gás Acabamento Emboço Pintura Piso Telhado 1.5 Desmobilização Retirada de Material Retirada de Equipamentos Limpeza

21 Gerenciamento do Projeto Planejamento do Projeto Gerenciamento de Contratos Gerenciamento de Comunicações Gerenciamento de Alterações Dicionário da EAP (Estrutura Analitica do Projeto) 1 Reforma da Sede AMICCA Descrição: Reformar a Sede da AMICCA adequando, modernizando e ampliando sua capacidade em 366,67% de 6 acomodações para Projeto de acordo com a legislação vigente, implantado e executado por profissionais capacitados. Atender as exigências e requisitos solicitados e constantes no projeto e cronograma. Voluntário, doações. 1.1 Projeto Descrição: Definição de Requisitos Descrição:

22 Projeto de Arquitetura Descrição: Projeto de Estrutura Descrição: Projeto de Instalações Descrição: Elétrica Descrição: Hidráulica Descrição:

23 Esgoto Descrição: Telefone Descrição: Gás Descrição: 1.2 Aquisição Descrição: Definição de Critérios Descrição: Preparação de Lista de Descrição:

24 24 Fornecedores Solicitação de Propostas Descrição: Análise de Propostas Descrição: Seleção de Fornecedores Descrição: Assinatura de Contratos Descrição: 1.3 Mobilização Descrição:

25 Preparação do Prédio Descrição: Armazenagem de Equipamentos Descrição: 1.4 Construção Descrição: estrutura Descrição: Alvenaria Descrição: Instalações Descrição:

26 Elétrica Descrição: Hidráulica Descrição: Esgoto Descrição: Telefone Descrição: Gás Descrição:

27 Acabamento Descrição: Emboço Descrição: Pintura Descrição: Piso Descrição: Telhado Descrição: 1.5 Desmobilização Descrição:

28 Retirada de Material Descrição: Retirada de Equipamentos Descrição: Limpeza Descrição: 1.6 Gerenciamento do Projeto Descrição: Planejamento do Projeto Descrição:

29 29 Descrição: Gerenciamento de Contratos Gerenciamento de Comunicações Descrição: Gerenciamento de Alterações Descrição: E segue abaixo a apresentação de um dos projetos feitos para a captação de recursos para a ONG Amicca, com o objetivo de manter as despesas mensais da instituição e de realizar a obra de reforma do prédio já descriminada acima.

30 30

31 31

32 32

33 33

34 34

35 35 CONCLUSÃO A atual conjuntura social brasileira ainda necessita muito do auxílio da iniciativa feita por organizações do terceiro setor como a pesquisada acima, pois o Estado e a iniciativa privada ainda não conseguem suprir carências como as necessárias pelas crianças portadoras de neoplasia. Mantivemos contato pessoal com os dirigentes e colaboradores da ONG Amicca, conhecemos melhor suas necessidades e traçamos um plano de ação baseado em técnicas de marketing, para obtenção de soluções financeiras e operacionais da instituição. O marketing pode e deve ser um diferencial estratégico para estas organizações, pois desta forma são utilizadas ferramentas que aproximam doadores e mantenedores, dando a eles maior transparência nas ações sociais. A profissionalização do Terceiro Setor visa a atingir maior eficiência e eficácia nas ações sociais desenvolvidas e deste modo contribuindo para uma sociedade melhor, pois o resultado são vidas recuperadas para a sociedade, é o que chamamos de lucro social.

36 36 BIBLIOGRAFIA 1 - KOTLES, Philip; Marketing, Edição Compacta; Ed. Atlas S.A MANZIONE, Sydney; Marketing para o Terceiro Setor; Novatec Editora RUGGERI, Renê G.; Gerenciamento de Projetos no Terceiro Setor Ed. Brasport 2011.

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES. Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES Evolução do TI e Gestão das Organizações Gestão de Projetos Métodos Ágeis Vamos nos conhecer e definir as diretrizes de nosso curso??? www.eadistancia.com.br

Leia mais

HSM Management Update nº 28 - Janeiro 2006

HSM Management Update nº 28 - Janeiro 2006 Em entrevista exclusiva, a consultora de marketing estratégico Kavita Hamza conta o que descobriu sobre a capacidade de comunicação de organizações não-governamentais brasileiras em um estudo com 35 delas

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas ECONOMISTA - RIVAS ARGOLO 2426/D 62 9905-6112 RIVAS_ARGOLO@YAHOO.COM.BR Objetivo deste mini curso : Mostrar os benefícios do gerenciamento de projetos

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro:

Teoria e Prática. Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009. Rosaldo de Jesus Nocêra, PMP, PMI-SP, MCTS. do PMBOK do PMI. Acompanha o livro: Gerenciamento de Projetos Teoria e Prática Totalmente de acordo com a 4 a Edição/2009 do PMBOK do PMI Acompanha o livro: l CD com mais de 70 formulários exemplos indicados pelo PMI e outros desenvolvidos

Leia mais

Front End Loading Estudo de caso: Transporte

Front End Loading Estudo de caso: Transporte 1 Front End Loading Estudo de caso: Transporte Rafael Luís de Oliveira ¹ Orientador: Ítalo Coutinho ² Resumo Este artigo apresenta a aplicação da ferramenta Front-End Loading (FEL) em projeto de logística.

Leia mais

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás

Cartilha. Gestão de Projetos. Superintendência de Planejamento e Gestão SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Cartilha Gestão de Projetos SUPLAN Ministério Público do Estado de Goiás Esta cartilha tem como objetivo transmitir os conceitos básicos relacionados ao Gerenciamento de Projetos e compartilhar da metodologia

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE

GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE GERENCIAMENTO DE PROJETOS PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE O PMI e a Certificação PMP Visão Geral sobre o Modelo PMI APRESENTAÇÃO DO PMI O PMI - Project Management Institute é uma instituição sem fins lucrativos,

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

- Terceiro Setor e Sociedade Civil Organizada -

- Terceiro Setor e Sociedade Civil Organizada - - Terceiro Setor e Sociedade Civil Organizada - 1 Terceiro Setor Denominação de um setor além governo e do privado/empresas. Define a atuação de organizações não estatais e sem fins lucrativos. Divisão

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM UM ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA: VISÃO TRADICIONAL X NEGÓCIOS BASEADOS EM PROJETOS Ana Carolina Freitas Teixeira¹ RESUMO O gerenciamento de projetos continua crescendo e cada

Leia mais

PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI

PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI PRÁTICA O ESCRITÓRIO DE PROJETOS DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE PLANEJAMENTO COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DOS PROJETOS PRIORITÁRIOS DO PAI Secretaria/Órgão: Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento

Leia mais

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Em conformidade com a metodologia PMI 1 Apresentações Paulo César Mei, MBA, PMP Especialista em planejamento, gestão e controle de projetos e portfólios, sempre aplicando as melhores

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

VOLUNTÁRIO TIME ESPERANÇA HUMANO CARIDADE UNIÃO AJUDA AMIZADE TIME CUIDADO FELICIDADE UNIÃO MANUAL DO SERVIÇO PESSOAS PESSOAS AJUDA DOAÇÃO DOAÇÃO

VOLUNTÁRIO TIME ESPERANÇA HUMANO CARIDADE UNIÃO AJUDA AMIZADE TIME CUIDADO FELICIDADE UNIÃO MANUAL DO SERVIÇO PESSOAS PESSOAS AJUDA DOAÇÃO DOAÇÃO MANUAL DO VOLUNTÁRIO CARIDADE T I M E C O M U N I D A D E UNIÃO GRUPO AMIZADE PESSOAS G R U P O AJUDA T I M E TRABALHO FELICIDADEPESSOAS GRUPO SERVIÇO UNIÃO ESPERANÇA A J U D ASERVIÇO COMUNIDADE G R U

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

2. Gerenciamento de projetos

2. Gerenciamento de projetos 2. Gerenciamento de projetos Este capítulo contém conceitos e definições gerais sobre gerenciamento de projetos, assim como as principais características e funções relevantes reconhecidas como úteis em

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Drª. Ana Maria Viegas Reis APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada em

Leia mais

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto?

Objetivos da aula. Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. O que é um plano de projeto? O que é um projeto? Planejamento, Execução e Controle de Projetos de Software. Objetivos da aula 1) Dizer o que é gerenciamento de projetos e a sua importância; 2) Identificar os grupos de processos do gerenciamento de projetos

Leia mais

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com

ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK. Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK Faculdade PITÁGORAS Unidade Raja Prof. Valéria E-mail: valeriapitagoras@gmail.com 1 As 10 áreas de Conhecimento 2 INTEGRAÇÃO 3 Gerência da Integração Processos necessários

Leia mais

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES

MBA ARQUITETURA DE INTERIORES MBA ARQUITETURA DE INTERIORES Coordenador: Carlos Russo Professor: Fábio Cavicchioli Netto, PMP 1 APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR CONHECENDO OS PARTICIPANTES EXPECTATIVAS DO GRUPO 2 SUMÁRIO PMI / PMBoK / Certificados

Leia mais

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3.

Conteúdo. Apresentação do PMBOK. Projeto 29/07/2015. Padrões de Gerenciamento de Projetos. Fase 01 1.PMBOK e PMI. 2. Conceitos 3. 02m Conteúdo Apresentação do PMBOK Brasília, 25 de Junho de 2015 Fase 01 1.PMBOK e PMI 2. Conceitos 3.Processos Fase 02 4. Áreas de Conhecimento 10m Gerenciamento de Projetos Projeto A manifestação da

Leia mais

PATROCÍNIO. 21 de setembro de 2015. Hard skills impulsionando seus projetos OPORTUNIDADES EM TEMPOS DE CRISE: OURO MINAS PALACE HOTEL PROPOSTA DE

PATROCÍNIO. 21 de setembro de 2015. Hard skills impulsionando seus projetos OPORTUNIDADES EM TEMPOS DE CRISE: OURO MINAS PALACE HOTEL PROPOSTA DE OPORTUNIDADES EM TEMPOS DE CRISE: Hard skills impulsionando seus projetos PROPOSTA DE PATROCÍNIO 21 de setembro de 2015 OURO MINAS PALACE HOTEL BELO HORIZONTE MG REALIZAÇÃO Rua Tomé de Souza, 67, 3º andar,

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS O que é um Projeto? Regra Início e fim definidos Destinado a atingir um produto ou serviço único Escopo definido Características Sequência clara e lógica de eventos Elaboração

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DE UM PROJETO

CARACTERÍSTICAS DE UM PROJETO CARACTERÍSTICAS DE UM PROJETO Temporário: significa que cada projeto tem um início e um fim muito bem definidos. Um projeto é fundamentalmente diferente: porque ele termina quando seus objetivos propostos

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Web. Professor: Guilherme Luiz Frufrek Email: frufrek@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.

Gerenciamento de Projetos Web. Professor: Guilherme Luiz Frufrek Email: frufrek@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu. Gerenciamento de Projetos Web Professor: Guilherme Luiz Frufrek Email: frufrek@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.br/frufrek Possui Especialização em Engenharia de Software e Banco de Dados pela

Leia mais

Produto da Divisão Marketing

Produto da Divisão Marketing Marketing para o Terceiro Setor Produto da Divisão Marketing OBJETIVO Dispor ao mercado de entidades relacionadas ao Terceiro Setor, um leque de atividades relacionados ao marketing e comunicação voltados

Leia mais

Como concluir um projeto com sucesso?

Como concluir um projeto com sucesso? Como concluir um projeto com sucesso? Luiz Eduardo Cunha, Eng. Professor da FAAP e do IMT 1 Luiz Eduardo Cunha Graduado em Engenharia de Produção EPUSP Pós-Graduado em Gestão do Conhecimento e Inteligência

Leia mais

Palestra: Gerenciamento de Projetos A Equipe fazendo a diferença

Palestra: Gerenciamento de Projetos A Equipe fazendo a diferença Palestra: Gerenciamento de Projetos A Equipe fazendo a diferença Lincoln Firmino, MSc PMP lincoln@iguassugp.com.br (5521) 8040-6969 (5545) 9802-2344 Projetos - Conceito Projetos são um meio de organizar

Leia mais

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos

Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos Gestão de Projetos Empresariais Objetivos: Conceituar projetos e a gerência de projetos. Conhecer a importância e os benefícios do gerenciamento de projetos Conhecer o PMI, o PMBOK, os grupos de processos

Leia mais

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE INCLUSIVA EM CURITIBA. Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba ESTA PARA NASCER UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INFANTIL INCLUSIVA EM CURITIBA VEJA COMO SUA EMPRESA PODE TRANSFORMAR ESTA IDEIA EM REALIDADE { Solicitação de doação por incentivo fiscal COMTIBA Prefeitura

Leia mais

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos

Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Implementação utilizando as melhores práticas em Gestão de Projetos Objetivo dessa aula é mostrar a importância em utilizar uma metodologia de implantação de sistemas baseada nas melhores práticas de mercado

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS O que é PROJETO Um empreendimento com começo e fim definidos, dirigido por pessoas, para cumprir objetivos estabelecidos dentro de parâmetros de custo, tempo e especificações.

Leia mais

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ.

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros Agosto/2013 Introdução É notória nos dias de hoje a dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego nas empresas

Leia mais

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr Projetos na área de TI Prof. Hélio Engholm Jr Projetos de Software Ciclo de Vida do Projeto Concepção Iniciação Encerramento Planejamento Execução e Controle Revisão Ciclo de Vida do Produto Processos

Leia mais

PROJETOS IV. Plano do Projeto Exportação da Bebida Voltz Equipe Style Project (07/10/2009)

PROJETOS IV. Plano do Projeto Exportação da Bebida Voltz Equipe Style Project (07/10/2009) PROJETOS IV Plano do Projeto Exportação da Bebida Voltz Equipe Style Project (07/10/2009) Assinaturas de Aprovação Responsabilidade Organizacional Assinatura Data Gerente de Projeto 07/10/2009 Líder de

Leia mais

PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE

PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE 1 PMI- Project Management Institute Fundado nos Estudos Unidos em 1969; Instituto sem fins lucrativos, dedicado ao

Leia mais

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO

REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO REGULAMENTO ESCRITÓRIO DE PRÁTICAS DE GESTÃO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, FINALIDADE E DURAÇÃO Artigo 1º A unidade acadêmico-gerencial modelo designado Escritório de Práticas de Gestão e com nome fantasia

Leia mais

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge Gerenciamento de Projetos Organização de Projetos GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIOS GERENCIAMENTO DE PROGRAMA GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE SUBPROJETOS

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS.

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS 2016 TRANSFORMANDO PESSOAS E IDEIAS. CHAMADA PÚBLICA 2016 A Política de Responsabilidade Social da AngloGold Ashanti define como um de seus princípios que a presença de nossa

Leia mais

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr Projetos na área de TI Prof. Hélio Engholm Jr Projetos de Software Ciclo de Vida do Projeto Concepção Iniciação Encerramento Planejamento Execução e Controle Revisão Ciclo de Vida do Produto Processos

Leia mais

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Definindo Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Explorando as Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projeto Entendendo como Projetos Acontecem

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO

PLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO Identificação do Projeto Projeto Nome do projeto. Unidade Demandante Unidade que solicitou o projeto. Gestor do Projeto Nome do Gestor do projeto. Responsável na Unidade Demandante Nome do Responsável

Leia mais

1) Qual foi a instituição cliente que vocês escolheram? O que motivou nessa escolha?

1) Qual foi a instituição cliente que vocês escolheram? O que motivou nessa escolha? 1) Qual foi a instituição cliente que vocês escolheram? O que motivou nessa escolha? - Instituto Herdeiros do Futuro. Incialmente focamos em outro projeto (doação de livros para outras instituições), mas

Leia mais

PROJETO. Responsável: Vera Andretta CPF 234.417.989-53 Função: Presidente

PROJETO. Responsável: Vera Andretta CPF 234.417.989-53 Função: Presidente PROJETO 1 IDENTIFICAÇÃO Abrangência do Projeto: ( x ) Estadual ( ) Regional ( ) Intermunicipal (no mínimo três municípios) 1.1 Dados Cadastrais do(s) Proponente(s) Proponente: Associação Paranaense de

Leia mais

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 Responsabilidade Social O conceito da RSA não está mais entre as quatro paredes dos escritórios. A sociedade

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Project Management Institute. Prof. Miguel Torres miguel.torres@terra.com.br

Gerenciamento de Projetos Project Management Institute. Prof. Miguel Torres miguel.torres@terra.com.br Gerenciamento de Projetos Project Management Institute Prof. Miguel Torres miguel.torres@terra.com.br Objetivo do Curso Criar condições e proporcionar métodos para o desenvolvimento da capacidade gestora,

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos

Capítulo 1. Introdução ao Gerenciamento de Projetos Capítulo 1 Introdução ao Gerenciamento de Projetos 2 1.1 DEFINIÇÃO DE PROJETOS O projeto é entendido como um conjunto de ações, executadas de forma coordenada por uma organização transitória, ao qual são

Leia mais

Projeto Churrasco dos Sonhos

Projeto Churrasco dos Sonhos www.gerentedeprojeto.net.br Projeto Churrasco dos Sonhos Declaração de Escopo Alexandre Paiva de Lacerda Costa, PMP, MCTS, ITIL Sumário PATROCINADOR... 4 NOME DO GERENTE DE PROJETO, SUAS RESPONSABILIDADES

Leia mais

Gerenciamento do escopo

Gerenciamento do escopo Gerenciamento do escopo Gerenciamento do escopo Escopo pode ser definido como a soma dos produtos de um projeto, bem como a descrição de seus requisitos. O momento de definir o escopo é a hora em que o

Leia mais

Gerência de Projetos. O segredo para ter sucesso na implantação de Tecnologia da informação

Gerência de Projetos. O segredo para ter sucesso na implantação de Tecnologia da informação Gerência de Projetos O segredo para ter sucesso na implantação de Tecnologia da informação Introdução e Conceitos Conceitos importantes para o entendimento da disciplina O que é um projeto? Um projeto

Leia mais

BOA NOITE! Gerenciamento de Escopo em Projetos. Trabalho (2,0 pontos) 30/11/2012. Fabio Bahia. Informações Gerais. Avaliação:

BOA NOITE! Gerenciamento de Escopo em Projetos. Trabalho (2,0 pontos) 30/11/2012. Fabio Bahia. Informações Gerais. Avaliação: Fabio Bahia BOA NOITE! Gerenciamento de Escopo em Projetos Fabio Bahia Iniciou carreira na Embratel em 1985. Foco na área de viabilidade econômica de novos serviços. Em 1992 (após 2 anos estudando nos

Leia mais

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

Gerenciamento de Integração do Projeto Planejamento e Execução do Projeto

Gerenciamento de Integração do Projeto Planejamento e Execução do Projeto Gerenciamento de Integração do Projeto Planejamento e Execução do Projeto 4. Gerenciamento de integração do projeto PMBOK 2000 PMBOK 2004 4.1 Desenvolver o termo de abertura do projeto 4.2 Desenvolver

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS PROJETO NOVAS FRONTEIRAS DECLARAÇÃO DE TRABALHO TREINAMENTO STATEMENT OF WORK Preparado por Nelson Azevedo Membro do Time Versão 1 Aprovado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto 28/11/2010 Propósito

Leia mais

MANUAL DO VOLUNTÁRIO

MANUAL DO VOLUNTÁRIO MANUAL DO VOLUNTÁRIO Dentre todas as coisas que se pode doar a alguém, existe uma que é a mais valiosa: o tempo. E é isso que um voluntário faz. Disponibiliza seu tempo e sua energia para ajudar o próximo,

Leia mais

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS MBA Contabilidade & Direito Tributário. Parceria: IPOG/Sinduscon-RS O IPOG em parceria com o CRC-RS, traz à Porto Alegre o MBA em Contabilidade & Direito Tributário, que já é sucesso, com mais de 20 turmas

Leia mais

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS

8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS 8ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE MINAS GERAIS DOCUMENTO FINAL EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Ações de mobilização: 1. Ampla mobilização, por

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK

Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Residência em Arquitetura de Software Demais Áreas de Conhecimento do PMBOK Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Desenvolvimento 2008.2 Faculdade de Computação

Leia mais

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps)

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps) O que é um projeto? Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma sequência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo claro e definido,

Leia mais

MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS

MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS Ribeirão Preto, Franca, Araraquara e São Carlos MBA EM GERÊNCIA DE PROJETOS COORDENAÇÃO: Profº Edmarson Bacelar Mota, M.Sc APOIO: SOBRE O CURSO Com a abertura dos mercados e o enorme aumento da competitividade,

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

VENDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS COMO FORMA DE GERAÇÃO DE RENDA

VENDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS COMO FORMA DE GERAÇÃO DE RENDA VENDA DE PRODUTOS E SERVIÇOS COMO FORMA DE GERAÇÃO DE RENDA Comissão de Direito do Terceiro Setor Danilo Brandani Tiisel danilotiisel@socialprofit.com.br TEMAS Geração de renda e mobilização de recursos

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Criando a Declaração de Escopo II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Criando a Declaração de Escopo II. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Criando a Declaração de Escopo II Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Definindo escopo. Criando EAP. Definindo o Escopo Escopo é coletivamente o produto,

Leia mais

Oficina de Gestão de Portifólio

Oficina de Gestão de Portifólio Oficina de Gestão de Portifólio Alinhando ESTRATÉGIAS com PROJETOS através da GESTÃO DE PORTFÓLIO Gestão de portfólio de projetos pode ser definida como a arte e a ciência de aplicar um conjunto de conhecimentos,

Leia mais

Núcleo de Gestão do Porto Digital. Plano Bi-anual 2001-2002

Núcleo de Gestão do Porto Digital. Plano Bi-anual 2001-2002 Núcleo de Gestão do Porto Digital Plano Bi-anual 2001-2002 Identidade Missão A estruturação e gestão sustentável de um ambiente de negócios capaz de criar e consolidar empreendimentos de classe mundial

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Plano de Gerenciamento do Projeto. Coletando Requisitos. Declarando

Leia mais

Simulações em Aplicativos

Simulações em Aplicativos Simulações em Aplicativos Uso Avançado de Aplicativos Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Programação da Disciplina 20/Agosto: Conceito de Project Office. 27/Agosto: Tipos de Project Office.

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE ESCRITÓRIO DE PROJETOS (PMO)

IMPLANTAÇÃO DE ESCRITÓRIO DE PROJETOS (PMO) IMPLANTAÇÃO DE ESCRITÓRIO DE PROJETOS (PMO) Msc. Cassio Germano, PMP Diretor PORTFOLIO Gestão e Capacitação Presidente Project Management Institute Seção Ceará 06/11/2009 Apresentação Prof. Msc. Cassio

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo Declaração de Escopo Projeto Reforma e Pintura - CAAE Página 1 Histórico de Revisões do Documento Data Versão Descrição do Motivo da Revisão Autor 30/09/2013 1.0 Descrição Inicial Elisangela Cristina Queiroz

Leia mais

PMBOK 4ª Edição I. Introdução

PMBOK 4ª Edição I. Introdução PMBOK 4ª Edição I Introdução 1 PMBOK 4ª Edição Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos Seção I A estrutura do gerenciamento de projetos 2 O que é o PMBOK? ( Project Management Body of Knowledge

Leia mais

Contabilidade das Entidades Sem Fins Lucrativos

Contabilidade das Entidades Sem Fins Lucrativos -Curso de Graduação em Ciências Contábeis - Disciplina: Contabilidade das Entidades Sem Fins Lucrativos Prof.. Clovis Grimaldo Couto Jr. clovis@grimaldo.com Cronograma Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

Leia mais

Estar apto a utilizar técnicas, ferramentas e terminologias básicas do gerenciamento de projetos após a realização do curso.

Estar apto a utilizar técnicas, ferramentas e terminologias básicas do gerenciamento de projetos após a realização do curso. Curso sobre Gerenciamento de Projetos Apresentação O Gerenciamento de Projetos evoluiu nos últimos anos, ampliando sua área de atuação dentro das organizações. Nos mais variados campos da administração,

Leia mais

Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Gerenciamento de Projeto: Criando o Termo de Abertura III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Termo de Abertura do Projeto. Identificando as Partes Interessadas

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS Junho, 2006 Anglo American Brasil 1. Responsabilidade Social na Anglo American Brasil e objetivos deste Manual Já em 1917, o Sr. Ernest Oppenheimer, fundador

Leia mais

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA

PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA PORTIFÓLIO DE CONSULTORIA E ASSESSORIA SUMÁRIO DE PROJETOS WORKFLOW... 03 ALINHAMENTO ESTRATÉGICO... 04 IDENTIDADE CORPORATIVA... 04 GESTÃO DE COMPETÊNCIAS... 05 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO... 05 REMUNERAÇÃO...

Leia mais

PROJETO ESPAÇO LIVRE. Planejamento de Marketing UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE

PROJETO ESPAÇO LIVRE. Planejamento de Marketing UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE Programa de Extensão de Serviços à Comunidade PROJETO ESPAÇO LIVRE Planejamento de Marketing Leonardo Teixeira Ferraz Lucas

Leia mais

Conceitos Básicos de Gestão de Projetos

Conceitos Básicos de Gestão de Projetos Administração Conceitos Básicos de Gestão de Projetos Luciano Venelli Costa Objetivos Diferenciar um de um processo. Compreender o ambiente que cerca os s. Identificar as fases do ciclo de vida de um.

Leia mais

Pós Graduação em Gestão do Entretenimento

Pós Graduação em Gestão do Entretenimento Pós Graduação em Gestão do Entertainment Business Management Público - alvo Indicado para profissionais e empreendedores que necessitam de habilidades e ferramentas para a atuação no setor de gestão, nas

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PARA ELABORAÇÃO DE PLANOS GERAIS DE PROJETOS DE SISTEMAS OU APLICATIVOS IS-CGMI-02/2005 Aprovada pela Portaria nº 1494 de 22/11/2005 Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG.

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Bambuí/MG - 2008 A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Ana Cristina Teixeira AMARAL (1); Wemerton Luis EVANGELISTA

Leia mais

Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos

Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos Gerenciamento de Escopo na Gestão de Projetos Airton Eustaquio Braga Junior aebjr@terra.com.br MBA Gestão de Projetos em Engenharia e Arquitetura Instituto de Pos-Graduação IPOG Goiania, GO, 02 de Setembro

Leia mais

F.1 Gerenciamento da integração do projeto

F.1 Gerenciamento da integração do projeto Transcrição do Anexo F do PMBOK 4ª Edição Resumo das Áreas de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos F.1 Gerenciamento da integração do projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos

Leia mais

Glossário do Investimento Social*

Glossário do Investimento Social* Glossário do Investimento Social* O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como missão promover e estruturar o investimento

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS

METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2012 Conceitos Projetos Um Projeto é um esforço Temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado Exclusivo. Atributos desejáveis na gestão do

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos Grupo de Consultores em Governança de TI do SISP 20/02/2013 1 Agenda 1. PMI e MGP/SISP 2. Conceitos Básicos - Operações e Projetos - Gerenciamento de Projetos - Escritório de

Leia mais