A Informação Geoespacial no Apoio às Operações Militares. COR ENG GEO Fernando Soares Estado-Maior General das Forças Armadas ( EMGFA )

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Informação Geoespacial no Apoio às Operações Militares. COR ENG GEO Fernando Soares Estado-Maior General das Forças Armadas ( EMGFA )"

Transcrição

1 A Informação Geoespacial no Apoio às Operações Militares COR ENG GEO Fernando Soares Estado-Maior General das Forças Armadas ( EMGFA )

2 SUMÁRIO Introdução A Estrutura Geoespacial (no EMGFA) A solução adoptada Produtos Geoespaciais Conclusões

3 ESTRUTURA ORGÂNICA Chefe 1 OF Analista InfoGeo 1 OF Inter InfoGeo 2 SAR Chefe (Engenheiro Geógrafo) Adjunto (Engenheiro Geógrafo ou Engenheiro Hidrógrafo) 2 Analistas de Informação Geoespacial (Curso de Intérprete de Imagem)

4 CAPACIDADES E VALÊNCIAS Adquirir, analisar, processar e disseminar a informação geoespacial; Integrar informação geográfica, meteorológica e oceanográfica, disponibilizando produtos à medida ; Desenvolver a capacidade IMINT; integrar dados geoespaciais (GEOINT); Ligar a serviços WEB para acesso a dados (WFS, WMS, WCS); Preparar produtos geoespaciais (analógicos/digitais) e disponibilizar serviços via rede operacional (segura); Gerir e manter a BDGeo IMINT Imagery Intelligence GEOINT Geospatial Intelligence WFS Web Feature Services WMS Web Map Services WCS Web Coverage Servicesd

5 SOLUÇÃO IMPLEMENTADA Software ArcGIS ArcGIS Desktop, ArcGIS Server, ArcSDE Extensões: 3D Analyst; Network Analyst; Spatial Analyst; Publisher; Military Analyst; MOLE ArcGIS Reader, ArcGIS Explorer (visualizadores de informação) Base de Dados SQL Server Modelo de Dados MGCP (Multinational Geospatial Co-production Program)

6 Clique para editar o estilo do título do Modelo DFDD DGWIG Feature Global Data Dictionary Modelo do EUSC Modelo MGCP GEOINF - STNG 3596 Catálogo MGCP GEOINT - Features N/A MGCP - Multinational Geospatial Co-production Program DGIWG - Defence Geospatial Information Working Group GEOINT Geospatial Intelligence GEOINF Geospatial Information EUSC European Union Satellite Centre 1. EUSC = GEOINF + GEOINT.vs. MGCP = GEOINF 2. Modelo MGCP é adoptado pela generalidade dos MS/EU 3. Adoptar um modelo que satisfaça ambas as necessidades 4. EUSC + MGCP = [ MGCP (mod) + GEOINT ]

7 WebServices Local Informação específica e comum (partilhada) Pessoal Infor Oper Logíst Informação base comum

8 Offline/local Em Rede Acrobat Reader (>v.8) S N ArcReader S N ArcGIS Explorer S S WebServices (browser) N S Edição Análise Acrobat Reader (> v.8) N N ArcReader N N ArcGIS Explorer S (-) S (-) WebServices (browser) S* S* (-) limitada / desenvolvimento de ferramentas * requer permissões / desenvolvimento de ferramentas

9 ACTIVIDADES DESENVOLVIDAS GEOINT / GEOINF Geospatial Intelligence Geospatial Information GeoMETOC Geo + Meteo + Ocean Situações de Emergência AOI Pedidos internos Exercícios Catástrofe na Madeira (FEV 2010) AOI Áreas de Interesse

10 Clique para editar Madeira o estilo Floods do and título Landslides do Modelo Global RFI PRT EU Timeline = FEBRUARY 2010 = Sat 20th Mon 22nd Tue 23th Wed 24th Thu 25th Fri 26th Sat 27th. Sun 28th Mon 1st Tue 2nd Preliminar contacts Funchal Curral Das Freiras Ponta Do Sol Ribeira Brava Camara de Lobos Geoeye-1 23/02/10 Geoeye-1 28/02/10 4 Damage Assessment 1 Overview Maps Updated 6 Reference Maps 6 Reference Maps 2 Landslides Risk Maps 4 Damage Assessment 4 Damage Assessment SAFER (Services and Applications for Emergency Response) is the FP7-funded project responsible for the implementation of the pre-operational Emergency Response Service of the EU Global Monitoring for Environment and Security (GMES) programme. The services of the SAFER project rely on a full time on-duty staff available 24 hours/day, 365 days/year.

11 Clique para editar o estilo do título do Modelo Global Clique para editar o estilo do título do Modelo Global Clique para editar o estilo do título do Modelo Global ONG s Wikimapia OI s Info/dados dispersos Internet BICES, JFC HQs, ISAF, NATO Geo, IFC, EUSC, países,

12 EXTENSÃO GEOGRÁFICA GRAU de ACTUALIZ. ENCARGOS (FINANC) TIPO de PRODUTOS TRAT. DADOS ESCALA (precisão) Google Global Variável N Mapas; IMG; Fotos; Dados; ProdFin; S Consoante a info/dados GEarth Global Variável/Bx N Imagem; Fotos georreferenc; 3D S Méd/Gr ONG s Regional/Local Variável/Bx N Produto Final S Peq/Méd OI s Regional/Local Variável/Bx N Dados; ProdFin S Peq/Méd Info dispersa Local Variável Fotos, relatórios, notícias, S Consoante a informação EUSC Operações EU; AOI; LOI; RFI Depende prioridades * IMG; Dados; ProdFin S Méd/Gr JHQ/Geo Operações NATO Variável - IMG; Dados; ProdFin S Peq/Méd IFC Operações NATO Elevado - ProdFin S Peq/Méd/Gr ISAF AFG Elevado - NGA BICES (EUA) Global / RFI Baixa / Variável IMG; Dados; ProdFin S Peq/Méd/Gr N / ** Cartografia, IMG; Dados S Peq/Méd

13 WORKFLOW INTEL OPS Dados Colaterais Prepar. Dados RFI GEO Controlo Qualidd Dissemin. Dados / Produtos Proces. Dados / Análises Aquisição Dados Outros Inputs

14 PRODUÇÃO Google Earth ArcGIS Pontos, Linhas e Polígonos 1. Gravar KMZ / KML 2. Importar KMZ para ArcGIS 3. Analisar 4. Copiar para a BD (modelo MGCP) 5. Validar 6. Colocar atributos

15 Linhas Polígonos Pontos Pontos Linhas Polígonos KMZ Features Pontos Linhas Polígonos GDB

16 Mapas/IMG Não Georreferenciados (JPG, PNG, TIFF, ) ArcGIS 1. Abrir o ficheiro e analisar área de interesse 2. Gravar como imagem (JPG) 3. Importar para ArcGIS 4. Georreferenciar a imagem 5. Gravar nova imagem (georreferenciada) Em formato PDF 1. Abrir o ficheiro e gravar no formato JPG / PNG 2..

17 Mapas/IMG Não Georreferenciados (JPG, TIFF, ) cont. 6. Digitalizar para a BD 7. Colocar atributos

18 Modelos 3D ArcGIS 1. Recolher fotografias do objecto (Internet, outras fontes) 2. Definir o nível de detalhe pretendido 3. Construir modelo (Building Maker; Matched Photo; Design Tools) 4. Georreferenciar o modelo (se necessário) 5. Colocar textura ou colorir 6. Exportar 3D 7. Importar para ArcGIS

19 ArcGIS cont.

20 Ficheiros formatos XLS, CSV ArcGIS ( inclui campos com coordenadas geográficas ou rectangulares ) 1. Importar para ArcGIS 2. Analisar 3. Copiar para a BD (modelo MGCP) 4. Validar 5. Colocar atributos

21 Clique para editar o estilo do título do Modelo Global cont.

22 Clique para editar o estilo do título do Modelo Global Fotografias ArcGIS EXIF Exchangeable Image File 1. Aplicação para geolocalizar Fotos (sem metainformação EXIF) Internet

23 Trajectos GPS ArcGIS 1. Se necessário converter formatos GPS (RTE, DAT, ITN GPX, CSV, KML, KMZ, ) 2. Importar ficheiro para ArcGIS

24 GPX KMZ TXT. KML XLS CSV GPS Track Analyse Google Earth / Google Maps

25 Base de Dados (mdb) ArcGIS necessária 1 chave primária (ID) 1. Criar ligação ODBC 2. Ligar Tabelas 3. Se necessário, copiar atributos para a BD

26

27 Modelos Digitais do Terreno/Elevação Análise de Impactos e Efeitos colaterais Produtos Geoespaciais Visualização 3D (fly-through) IPB (Intelligence Preparation Battlespace) Selecção de Posições de Artilharia Locais Prováveis para Emboscadas Locais de Aterragem de Helicópteros Definição de Corredores de Aproximação (terrestres/aéreos)

28 Traficabilidade Plano de Movimentos Diagramas de Visibilidade Declives e Perfis Múltiplos Custo de Missão Itinerários de Evacuação Influência das condições METOC no cumprimento da Missão

29 Exploração e Análise de imagens (IMINT) (identificação de objectos a partir de um padrão) Ortoimagem Ortoimagem + IA vectors IA Map + IA Report Padrão de reconhecimento Dados externos tipo de objecto identificado intenção e forma de actuar

30 Posições AAA abandonadas Área de manutenção Área de Treino Tractores de transporte sistema de controlo posições de lançamento área de manutenção área de apoio Posições Sistema de Controlo e Seguimento Identificação de uma Base de mísseis Área em construção Área de manutenção Área de parque (67200 m2) Aprox. 250m x 320m

31 PRODUTOS Exemplos

32 Itinerários de evacuação (passagem por pontos obrigatórios) Itinerários de evacuação (com condicionantes)

33

34

35 Modelos 3D Simulação Reconhecimento Planeamento

36 Planeamento da Missão Questão: Onde poderei lançar equipas de assistência humanitária? (declive, linhas de água, vegetação, obstáculos, acessibilidades, tipo de solo, condições atmosféricas, )

37 Declives (cálculo do percurso pelo Menor Declive)

38 Locais de Desembarque (operações anfíbias) ( conjugado com a influência das condições METOC ) Point E: 32º 57' N / 016º 42' W Maritime Operations 26-Feb Feb Feb Mar-2010 OPERATION AMBIENTAL FACTOR 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H SHIP Sea (Douglas) ASW Swell (m) DIPPER Wind Speed (Knts) Base of Clouds (ft) AAW Visibility (m) ASUW Sea (Douglas) Base of Clouds (ft) HELO Visibility (m) MPA Storm Base of Clouds (ft) ASFAO Sea (Douglas) FF Sea (Douglas) RAS FS Sea (Douglas) Wave height (m) RIB BOARDING Wind Scale (Beaufort) HELO Wind Scale (Beaufort) Wind Speed (Knts) DIVERS Sea (Douglas) Sea (Douglas) FPB Wind Speed (Knts) Sea (Douglas) SONOBOUYS Wind Speed (Knts) Temperature (ºC) PERSONNEL Rain Fall Wave Condition Air Operations 26-Feb Feb Feb Mar-2010 OPERATION AMBIENTAL FACTOR 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H Visibility (m) RECONAISSANCE Cloud Cover (eights) Visibility (m) HELO Base of Clouds (ft) Fog IRS SYSTEMS Precipitation Visibility (m) AIR SUPPORT Base of Clouds (ft) Turbulence Target visibilitry (m) INTEL Cloud Cover (eights) Visibility (m) TACTICAL AIRLIFT Base of Clouds (ft) Icing / Turbulence Visibility (m) BOMBING Base of Clouds (ft) Icing / Turbulence Land Operations OPERATION NBC PERSONEL PARADROP AIR DEFENSE ARTILLERY 26-Feb Feb Feb Mar-2010 AMBIENTAL FACTOR 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H Wind Speed (Knts) Precipitation Humidity Temperature (ºC) Precipitation Wind Speed (Knts) Wind Speed (Knts) Base of Clouds (ft) Wind Speed (Knts) Visibility (m) Base of Clouds (ft)

39 Point E: 32º 57' N / 016º 42' W Maritime Operations 26-Feb Feb Feb Mar-2010 OPERATION AMBIENTAL FACTOR 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H SHIP Sea (Douglas) ASW Swell (m) DIPPER Wind Speed (Knts) Base of Clouds (ft) AAW Visibility (m) ASUW Sea (Douglas) Base of Clouds (ft) HELO Visibility (m) MPA Storm Base of Clouds (ft) ASFAO Sea (Douglas) FF Sea (Douglas) RAS FS Sea (Douglas) Wave height (m) RIB BOARDING Wind Scale (Beaufort) HELO Wind Scale (Beaufort) Wind Speed (Knts) DIVERS Sea (Douglas) Sea (Douglas) FPB Wind Speed (Knts) Sea (Douglas) SONOBOUYS Wind Speed (Knts) Temperature (ºC) PERSONNEL Rain Fall Wave Condition Air Operations OPERATION RECONAISSANCE HELO IRS SYSTEMS AIR SUPPORT INTEL TACTICAL AIRLIFT BOMBING 26-Feb Feb Feb Mar-2010 AMBIENTAL FACTOR 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H Visibility (m) Cloud Cover (eights) Visibility (m) Base of Clouds (ft) Fog Precipitation Visibility (m) Base of Clouds (ft) Turbulence Target visibilitry (m) Cloud Cover (eights) Visibility (m) Base of Clouds (ft) Icing / Turbulence Visibility (m) Base of Clouds (ft) Icing / Turbulence Land Operations OPERATION NBC PERSONEL PARADROP AIR DEFENSE ARTILLERY 26-Feb Feb Feb Mar-2010 AMBIENTAL FACTOR 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H 06 H 12 H 18 H 00 H Wind Speed (Knts) Precipitation Humidity Temperature (ºC) Precipitation Wind Speed (Knts) Wind Speed (Knts) Base of Clouds (ft) Wind Speed (Knts) Visibility (m) Base of Clouds (ft)

40 Sectores de Tiro e Análise de Efeitos Colaterais

41 Diagrama Distância / Tempo (velocidade de progressão)

42 Situação Táctica Utilização de simbologia militar APP-6(A)

43 NOTAS CONCLUSIVAS A informação geoespacial vem assumindo um papel fundamental nas Operações militares (AFG); Nas operações que envolvem Forças da NATO, estas dispõem de estruturas próprias para efectuar o apoio geoespacial; Definição de uma Política e Doutrina NATO, de âmbito geoespacial (normalização de produtos e de procedimentos, interoperabilidade, definição de uma base geoespacial comum do TO);

44 NOTAS CONCLUSIVAS Importância dos dados geoespaciais nas diferentes fases operacionais (antes, durante e depois); Diferentes níveis de conhecimento e de experiência na utilização de sistemas de informação geográfica nas FFAA (Marinha, Exército, Força Aérea, EMGFA, Comandos Operacionais das RA ); A importância da partilha de dados (sistemas colaborativos, economia de tempo e de recursos, acrescentar valor aos dados/informação);

45 A oportunidade e a precisão dos dados são factores fundamentais que sustentam o processo de análise; a rapidez e a segurança são vitais na disseminação da informação; Aproveitamento de software OpenSource, ferramentas, integração de código-fonte (recolha e validação de dados e análises); Colocação de uma WS em cada um dos Comandos Operacionais (Madeira e Açores) (MAR11).

46 How does it know?

GEOEXÉRCITO: SISTEMA TÁCTICO-ESTRATÉGICO PARA O EXÉRCITO PORTUGUÊS

GEOEXÉRCITO: SISTEMA TÁCTICO-ESTRATÉGICO PARA O EXÉRCITO PORTUGUÊS GEOEXÉRCITO: SISTEMA TÁCTICO-ESTRATÉGICO PARA O EXÉRCITO PORTUGUÊS 1. Introdução Luis Nunes 1 ; Alberto Silva 2 1 Instituto Geográfico do Exército 2 Instituto Superior Técnico (lnunes@igeoe.pt ; alberto.silva@acm.org)

Leia mais

As novas dimensões do GIS: 4D, cloud, móvel, tempo real

As novas dimensões do GIS: 4D, cloud, móvel, tempo real As novas dimensões do GIS: 4D, cloud, móvel, tempo real Wolmar Sabino Gerente Técnico da Área de Governo MundoGEO#Connect LatinAmerica 2013 18 a 20 de Junho São Paulo (SP) Brasil AGENDA BREVE HISTÓRICO

Leia mais

Visão Geral. Autodesk Geospatial e Optimização de Processos de Desenho

Visão Geral. Autodesk Geospatial e Optimização de Processos de Desenho O novo AutoCAD Map 3D é a plataforma líder para engenharia, infraestruturas, cartografia e SIG. O AutoCAD MAP 3D permite efectuar a ponte entre CAD e GIS, ao permitir o acesso directo aos dados independentemente

Leia mais

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica Rua Julieta Ferrão, 10-10.ºA 1600-131 Lisboa Tel.: 21 781 66 40 Fax: 21 793 15 33 info@esri-portugal.pt www.esri-portugal.pt Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação

Leia mais

Na sequência da conclusão do programa

Na sequência da conclusão do programa >>Boletim do IGeoE N.º 68 Novembro 2006 Implementação do Projecto MGCP (Multinational Geospatial Co-production Program) no IGeoE > Francisco M. Sequeira Eng.º Geógrafo sequeira@igeoe.pt > João Noiva Gonçalves

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

QGIS: Plataformaintegradaparadisponibilizaçãode GeoWebservices

QGIS: Plataformaintegradaparadisponibilizaçãode GeoWebservices 1 QGIS: Plataformaintegradaparadisponibilizaçãode GeoWebservices V Jornadas Ibéricas de Infraestruturas de Dados Espaciais Lisboa 5-7 novembro2014 2 Danilo Furtado (dfurtado@dgterritorio.pt) Direção-Geral

Leia mais

Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA

Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA Introdução ao Introdução Padrões OGC Instalação Configuração Formatos de Saída Aplicação AGENDA INTRODUÇÃO GeoServer GeoTools INTRODUÇÃO GeoServer Servidor de informação geoespacial OGC; Utilizado para

Leia mais

Conceitos, ferramentas e aplicações na avaliação imobiliária: Tecnologias de informação geográfica FLOSS & FLOSS4G

Conceitos, ferramentas e aplicações na avaliação imobiliária: Tecnologias de informação geográfica FLOSS & FLOSS4G Conceitos, ferramentas e aplicações na avaliação imobiliária: Tecnologias de informação geográfica FLOSS & FLOSS4G José Miguel M. C. Gomes Aires zeaires@gmail.com 1 FLOSS & FLOSS4G "Código Aberto FSF (Free

Leia mais

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A. SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.) Maria João Bessa Câmara Municipal de Oeiras SIG do Município

Leia mais

Disseminação e Compartilhamento de Dados Geoespaciais na Web

Disseminação e Compartilhamento de Dados Geoespaciais na Web Disseminação e Compartilhamento de Dados Geoespaciais na Web Clique para editar o estilo do subtítulo mestre Diego Mendes Rodrigues Gerente Serviços e Soluções ERDAS diego.rodrigues@sccon.com.br Santiago

Leia mais

Apostila do curso: Quantum GIS Básico Módulo I

Apostila do curso: Quantum GIS Básico Módulo I Apostila do curso: Quantum GIS Básico Módulo I Helio Larri Vist Geógrafo Mestre em Sensoriamento Remoto Ayr Müller Gonçalves Educador Físico e Graduando em Segurança da Informação Rai Nunes dos Santos

Leia mais

Informação Geográfica (SIG) Inês Pinto Instituto de Investigação Cientifica Tropical

Informação Geográfica (SIG) Inês Pinto Instituto de Investigação Cientifica Tropical Introdução aos Sistemas de Informação Geográfica (SIG) Inês Pinto Instituto de Investigação Cientifica Tropical DEFINIÇÃO DE SIG As definições são condicionadas pelo ambiente em que surgem e pela realidade

Leia mais

Guião de Exploração. Introdução

Guião de Exploração. Introdução Guião de Exploração Introdução Ter o Mundo em 3D dentro de um computador e visualizar a superfície terrestre como se de uma viagem aérea se tratasse é a experiência que todos os professores já tiveram.

Leia mais

A Geografia como Plataforma Tecnológica. Criando Oportunidades de Transformação

A Geografia como Plataforma Tecnológica. Criando Oportunidades de Transformação A Geografia como Plataforma Tecnológica Criando Oportunidades de Transformação GIS está Progredindo Se aproveitando de grandes avanços Cloud GIS Conhecimento Geográfico Online Nos capacitando a Repensar

Leia mais

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Governo Federal / Governo Estadual Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Plenária Desafios comuns Governança de dados espaciais; Informação geográfica é um ativo

Leia mais

Globalização dos SIG. Potenciar o SIG como plataforma comum. de trabalho e conhecimento. Biliões Sociedade. Milhões. Centenas de. Milhares.

Globalização dos SIG. Potenciar o SIG como plataforma comum. de trabalho e conhecimento. Biliões Sociedade. Milhões. Centenas de. Milhares. Globalização dos SIG Potenciar o SIG como plataforma comum Biliões Sociedade Centenas de Milhares Milhões Professionais SIG Utilizadores Milhares Investigação de trabalho e conhecimento O SIG organiza

Leia mais

Fluxo de produção de dados geográficos para simulador de navegação marítima Projecto SIMNAV

Fluxo de produção de dados geográficos para simulador de navegação marítima Projecto SIMNAV Fluxo de produção de dados geográficos para simulador de navegação marítima Projecto SIMNAV NOBRE, Ana; FÉLIX, Inês; PACHECO, Miguel PALAVRAS CHAVE: Simulador de navegação, SIG, navegação, Polaris RESUMO

Leia mais

GPS eztour Manual do utilizador

GPS eztour Manual do utilizador GPS eztour Manual do utilizador Versão: 1.0 Setembro de 2008 Índice Ler o registo de GPS a partir do dispositivo... 2 Limpar a memória do Data Logger... 4 Configuração do Data Logger... 4 Track List Window

Leia mais

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica Rua Julieta Ferrão, 10-10.ºA 1600-131 Lisboa Tel.: 21 781 66 40 Fax: 21 793 15 33 info@esri-portugal.pt www.esri-portugal.pt Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação

Leia mais

1. Introdução. 1.1 A Quem se Destina Este Livro. 1.2 Acerca do Software. 1.3 Como Usar Este Livro. 1.4 Estrutura do Livro

1. Introdução. 1.1 A Quem se Destina Este Livro. 1.2 Acerca do Software. 1.3 Como Usar Este Livro. 1.4 Estrutura do Livro 1. Introdução 1.1 A Quem se Destina Este Livro 1.2 Acerca do Software 1.3 Como Usar Este Livro 1.4 Estrutura do Livro 2. Do Land Desktop ao Civil 3D 2.1 Land Desktop versus Civil 3D Terminologia 2.2 A

Leia mais

Principais funcionalidades. Arquitetura e requisitos técnicos. Modalidades de aquisição

Principais funcionalidades. Arquitetura e requisitos técnicos. Modalidades de aquisição Agenda Principais funcionalidades Arquitetura e requisitos técnicos Modalidades de aquisição Funcionalidades Descrição arquivística Gestão de coleções digitais Publicação em-linha Conservação & restauro

Leia mais

Instituto Hidrográfico - Marinha. Infra-estrutura de dados geoespaciais sobre o ambiente marinho

Instituto Hidrográfico - Marinha. Infra-estrutura de dados geoespaciais sobre o ambiente marinho Instituto Hidrográfico - Marinha Infra-estrutura de dados geoespaciais sobre o ambiente marinho Sumário Instituto Hidrográfico - Capacidades instaladas A Actividade Capacidades únicas Integração dos sistemas

Leia mais

Conheça a mais nova aplicação para profissionais GIS: ArcGIS Pro. Caio Victer

Conheça a mais nova aplicação para profissionais GIS: ArcGIS Pro. Caio Victer Conheça a mais nova aplicação para profissionais GIS: ArcGIS Pro Caio Victer Enquete O que você já sabe... Administra seus dados Executa análises Avançadas Modela e Automatiza Fluxos de Trabalho Disponibiliza

Leia mais

MEDRAL Geotecnologias 2011. Apresentação UNESP

MEDRAL Geotecnologias 2011. Apresentação UNESP Apresentação UNESP Julho de 2012 MEDRAL Geotecnologias Nossa História A Medral nasceu em 25 de abril de 1961, em Dracena (SP), oferecendo soluções de engenharia para o setor energético Aos poucos, a empresa

Leia mais

Utilização do QuantumGIS (QGIS)

Utilização do QuantumGIS (QGIS) Utilização do QuantumGIS (QGIS) Actividade Criação de mapas temáticos a partir de dados estatísticos Descrição do trabalho: Utilização do QGIS para a criação de mapas temáticos a partir de dados estatísticos

Leia mais

Introdução ao ArcGIS

Introdução ao ArcGIS Introdução ao ArcGIS Maria Cecilia Brandalize Novembro, 2011 Tópicos O que é um SIG? A estrutura do ArcGIS Dados utilizados no ArcGIS Operações básicas com o ArcGIS Edição de dados Combinação de dados

Leia mais

Território e Cartografia

Território e Cartografia Território e Cartografia Operations Dashboard & GeoEvent Processor for ArcGIS Vítor Carvalho Agenda ArcGIS Online / Cloud Portal for ArcGIS GeoEvent Processor Operations Dashboard Há um novo padrão de

Leia mais

O SIG disponibiliza hoje uma plataforma de conhecimento do mundo Visual Integrada Sistemática Comprensiva Qualitativa Quantitativa

O SIG disponibiliza hoje uma plataforma de conhecimento do mundo Visual Integrada Sistemática Comprensiva Qualitativa Quantitativa O SIG disponibiliza hoje uma plataforma de conhecimento do mundo Visual Integrada Sistemática Comprensiva Qualitativa Quantitativa Integrando conhecimento colectivo ArcGIS ArcGIS Plataforma comum para

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho GEOPROCESSAMENTO Herondino Filho Sumário 1. Introdução 1.1 Orientações Avaliação Referência 1.2 Dados Espaciais 1.2.1 Exemplo de Dados Espaciais 1.2.2 Aplicações sobre os Dados Espaciais 1.3 Categoria

Leia mais

Acesso ao Servidor de Mapas (ARCMAP)

Acesso ao Servidor de Mapas (ARCMAP) Acesso ao Servidor de Mapas (ARCMAP) Versão 1.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 05/03/2014 1.0 Criação do documento Frederico dos Santos Soares APRESENTAÇÃO O presente documento tem como

Leia mais

Acrescente. Valor. à Sua. Organização. Obtenha Melhores Resultados com a Formação Esri Portugal

Acrescente. Valor. à Sua. Organização. Obtenha Melhores Resultados com a Formação Esri Portugal Acrescente Valor à Sua Organização Obtenha Melhores Resultados com a Formação Esri Portugal 4 ArcGIS 1 Iniciação aos SIG 6 ArcGIS 2 Fluxos de Trabalho Essenciais 8 ArcGIS 3 Efectuar Análises 10 Construção

Leia mais

DIMENSÃO ESPACIAL DA INFORMAÇÃO

DIMENSÃO ESPACIAL DA INFORMAÇÃO DIMENSÃO ESPACIAL DA INFORMAÇÃO MISSÃO A Geoglobal incorpora a componente espacial dos dados nos sistemas de informação dos seus clientes. Desta forma, acrescenta valor à sua informação, permite melhorias

Leia mais

MAPAS E BASES DE DADOS EM SIG. QUANTUM GIS E POSTGRE SQL Operar e programar em tecnologia SIG com software open source

MAPAS E BASES DE DADOS EM SIG. QUANTUM GIS E POSTGRE SQL Operar e programar em tecnologia SIG com software open source MAPAS E BASES DE DADOS EM SIG QUANTUM GIS E POSTGRE SQL Operar e programar em tecnologia SIG com software open source 1 02 DESTINATÁRIOS Todos os que trabalhando ou que virão a trabalhar com tecnologia

Leia mais

OBTENÇÃO DE IMAGEM DO GOOGLE EARTH PARA CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO

OBTENÇÃO DE IMAGEM DO GOOGLE EARTH PARA CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO OBTENÇÃO DE IMAGEM DO GOOGLE EARTH PARA CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO ROGER TORLAY 1 ; OSVALDO T. OSHIRO 2 N 10502 RESUMO O sensoriamento remoto e o geoprocessamento trouxeram importantes avanços

Leia mais

O que há de novo no ArcGIS for Desktop 10.1. Gustavo da Silveira

O que há de novo no ArcGIS for Desktop 10.1. Gustavo da Silveira O que há de novo no ArcGIS for Desktop 10.1 Gustavo da Silveira ArcGIS está avançando rapidamente Introduzindo novas funcionalidades Geospatial Platform Geoservices Crowdsourcing Social Networks Sharing

Leia mais

Centro de Trabalho Indigenista CTI

Centro de Trabalho Indigenista CTI Centro de Trabalho Indigenista CTI Termo de Referência para Contratação de Consultoria Técnica Junho de 2015 Projeto Proteção Etnoambiental de Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato na Amazônia

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA Jugurta Lisboa Filho Departamento de Informática Universidade Federal de Viçosa (MG) jugurta@dpi.ufv.br Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática Tópicos

Leia mais

Map Utility Ver. 1.4 Manual de Instruções

Map Utility Ver. 1.4 Manual de Instruções PORTUGUÊS Map Utility Ver..4 Manual de Instruções Conteúdo deste Manual de Instruções Neste manual, as janelas utilizadas nos exemplos são as do Windows 7. O receptor de GPS ou a câmara é apresentado como

Leia mais

Manual de utilizador CRM

Manual de utilizador CRM Manual de utilizador CRM Formulário de Login Personalizado de acordo com a sua empresa mantendo a sua imagem corporativa. Utilizador: Admin Password: 123 1 Formulário Principal Este formulário está dividido

Leia mais

António José Silva d2011090@isegi.unl.pt

António José Silva d2011090@isegi.unl.pt Integração de Dados de Geospatial Crowdsourcing em IDE's Utilizando o INSPIRE António José Silva d2011090@isegi.unl.pt JIIDE 2014 Sumário Motivação e Objectivos Utilizadores e Produtilizadores Desafios

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a:

O GPS IKE 1000 oferece velocidade, segurança e verificação. Com este equipamento a carga de trabalho e tempo dispendidos são minimizados devido a: Os equipamentos IKE 1000 são equipamentos GPS de elevada precisão, robustos, adequados para recolher diferentes tipos de informação no campo, tais como dados geoespaciais com informação alfanumérica associada,

Leia mais

A Cartografia Militar portuguesa no século XX: contributos do Instituto Geográfico do Exército

A Cartografia Militar portuguesa no século XX: contributos do Instituto Geográfico do Exército Porto, 9 a 12 de Novembro de 2011 TCor Palma Gomes - fgomes@igeoe.pt Instituto Geográfico do Exército (IGeoE) A Cartografia Militar portuguesa no século XX: contributos do Instituto Geográfico do Exército

Leia mais

Serviços de Dados Geográficos INSPIRE

Serviços de Dados Geográficos INSPIRE Serviços de Dados Geográficos INSPIRE Danilo Furtado dfurtado@dgterritorio.pt Agenda 1. Introdução 2. Fundamentos sobre Serviços de Dados Geográficos 3. Ferramentas Open Source para Serviços de Rede 4.

Leia mais

Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento

Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento Serviços de rede INSPIRE: visualização e descarregamento Implementação utilizando o MapServer Danilo Furtado Laboratório Nacional de Engenharia Civil Agenda 1. Serviço de visualização INSPIRE View Service

Leia mais

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos.

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos. Agenda Objectivo Enquadramento Historial Equipa Arquitectura MuniSIG Web Casos Práticos ArcGIS Mobile Futuro Objectivo Criar uma infra-estrutura de suporte a todas as aplicações de informação geográfica

Leia mais

Relatório Fotográfico: Projeção da tela do ArcGIS durante o curso de capacitação.

Relatório Fotográfico: Projeção da tela do ArcGIS durante o curso de capacitação. Nos dias 01, 02, 07 e 08 de Dezembro de 2009, na Secretaria Municipal de Obras públicas e infra-estrutura (SEMOPI) foi ministrado o curso de capacitação da Equipe Técnica para utilização do Software ArcGIS,

Leia mais

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Evolução da última década Manuela Sampayo Martins (Eng.ª) Sistemas de Informação Sistemas de Geográfica, Informação Lda. Geográfica,

Leia mais

Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa CURSO DE GPS. Módulo x. (Aula Prática) Reliance - Ashtech. Suas Aplicações Em SIG.

Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa CURSO DE GPS. Módulo x. (Aula Prática) Reliance - Ashtech. Suas Aplicações Em SIG. Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa CURSO DE GPS Módulo x (Aula Prática) Reliance - Ashtech e Suas Aplicações Em SIG (Carlos Antunes) INTODUÇÃO O Sistema Reliance baseia-se na utilização do

Leia mais

ESPACIAIS APLICADAS INFRA ESTRUTURAS DE DADOS IDE IF V ENCONTRO NACIONAL I CONGRESSO INTERNACIONAL DE RISCOS. Paulo Carvalho Universidade de Coimbra

ESPACIAIS APLICADAS INFRA ESTRUTURAS DE DADOS IDE IF V ENCONTRO NACIONAL I CONGRESSO INTERNACIONAL DE RISCOS. Paulo Carvalho Universidade de Coimbra Paulo Carvalho Universidade de Coimbra INFRA ESTRUTURAS DE DADOS ESPACIAIS APLICADAS À GESTÃO DE INCÊNDIOS DE FLORESTAIS Informação Geográfica e a gestão dos Riscos Incêndios Florestais: Planos de Defesa

Leia mais

ANEXO 7 FORMAÇÃO PROFISSIONAL

ANEXO 7 FORMAÇÃO PROFISSIONAL ANEXO 7 FORMAÇÃO PROFISSIONAL A profissionalização dos membros da Organização, enquanto factor determinante da sua eficácia na prevenção e no combate aos incêndios florestais, requer a criação de um programa

Leia mais

Desenvolvimento de uma aplicação SIG Open Source para criação de mapas de risco e perigosidade florestal

Desenvolvimento de uma aplicação SIG Open Source para criação de mapas de risco e perigosidade florestal Desenvolvimento de uma aplicação SIG Open Source para criação de mapas de risco e perigosidade florestal Lia Duarte Assistente convidada, Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, liaduarte@fc.up.pt

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE LICENCIAMENTO DO AMBIENTE

SISTEMA INTEGRADO DE LICENCIAMENTO DO AMBIENTE SISTEMA INTEGRADO DE LICENCIAMENTO DO AMBIENTE SILiAmb Felisbina Quadrado (binaq@apambiente.pt) Manuel Lacerda (manuel.lacerda@apambiente.pt) XIII CONFERENCIA DE DIRECTORES IBEROAMERICANOS DEL AGUA Foz

Leia mais

SIARL Sistema de Administração do Recurso Litoral

SIARL Sistema de Administração do Recurso Litoral SIARL Sistema de Administração do Recurso Litoral João HERDEIRO 1, Marisa SILVA 1 e Paulo PATRÍCIO 1 1 Direção-Geral do Território, Portugal (ajherdeiro@dgterritorio.pt; marisas@dgterritorio.pt; ppatricio@dgterritorio.pt)

Leia mais

O Geoportal do projeto DESOURB. Vila Real, 18 de setembro de 2012

O Geoportal do projeto DESOURB. Vila Real, 18 de setembro de 2012 O Geoportal do projeto DESOURB Vila Real, 18 de setembro de 2012 2 Ordem do dia: 1.- O Geoportal. 2.- Breve explicação da estrutura do Geoportal. Fases de trabalho. 3.- Gestão de indicadores. Tipologia

Leia mais

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS - Produtos Cartográficos - Geoprocessamento - Sistemas de Informações Geográficas (GIS) - Serviços de Mapas - Demo de um GIS aplicado na PMSP CARTOGRAFIA (conceitos)

Leia mais

Serviços de Dados Geográficos INSPIRE com GeoServer

Serviços de Dados Geográficos INSPIRE com GeoServer Serviços de Dados Geográficos INSPIRE com GeoServer 2015 Danilo Furtado (dfurtado@dgterritorio.pt) Direção-Geral do Território Divisão de Gestão de Recursos Informáticos Membro do Grupo de Trabalho SNIG

Leia mais

Onde estão as novidades?

Onde estão as novidades? Novidades gvsig 2.0 Onde estão as novidades? 2.0 1.12 Migrando e construindo... Alguns exemplos... 1.12 2.0 Legenda em formato de gráfico de pizza e barras Tabela no mapa Importar/exportar símbolos Administrador

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA SIG DESKTOP PARA CONSTRUÇÃO DE DOCUMENTOS CARTOGRÁFICOS

UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA SIG DESKTOP PARA CONSTRUÇÃO DE DOCUMENTOS CARTOGRÁFICOS p. 001-009 UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA SIG DESKTOP PARA CONSTRUÇÃO DE DOCUMENTOS CARTOGRÁFICOS BRUNA PATRÍCIA BARBOSA DE ALENCAR ANA LÚCIA BEZERRA CANDEIAS JOÃO RODRIGUES TAVARES JR. Universidade Federal de

Leia mais

Palavras chave Sistema de Informações Geográficas, Banco de Dados, Geoprocessamento

Palavras chave Sistema de Informações Geográficas, Banco de Dados, Geoprocessamento IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS PARA O MUNICÍPIO DE TERESÓPOLIS, EM LABORATÓRIO DO UNIFESO José Roberto de C. Andrade Professor do Centro de Ciências e Tecnologia, UNIFESO Sergio Santrovitsch

Leia mais

EXÉRCITO BRASILEIRO. Departamento de Ciência e Tecnologia. Diretoria de Serviço Geográfico. MundoGEO#Connect Latin America 2014

EXÉRCITO BRASILEIRO. Departamento de Ciência e Tecnologia. Diretoria de Serviço Geográfico. MundoGEO#Connect Latin America 2014 EXÉRCITO BRASILEIRO Departamento de Ciência e Tecnologia Diretoria de Serviço Geográfico MundoGEO#Connect Latin America 2014 PRODUZINDO GEOINFORMAÇÃO BÁSICA PARA A DEFESA E SOCIEDADE Gen Bda PEDRO SOARES

Leia mais

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Não necessito saber tudo. Apenas preciso de saber onde encontrar o que me faz falta, no momento em que necessito. (Albert Einstein) Direção

Leia mais

Paradigmas da Programação Netbeans 6.7.1 UML

Paradigmas da Programação Netbeans 6.7.1 UML Paradigmas da Programação Netbeans 6.7.1 UML Nelson Freire (ISEP DEI-PPROG 2010/11) 1/31 UML Tópicos Referências Instalação Netbeans 6.7.1 Instalação Plugin UML Criação Diagrama de Classes: Novo Projecto

Leia mais

O WebSig do Município de Guimarães

O WebSig do Município de Guimarães O WebSig do Município de Guimarães Pedro Pereira A Divisão SIG O SIG do Município de Guimarães Gabinete criado em 1998 (no âmbito do PROSIG) Nos 10 anos seguintes, o SIG serviu de apoio aos diversos serviços

Leia mais

CAPÍTULO III. Estado -Maior Conjunto Artigo 8.º

CAPÍTULO III. Estado -Maior Conjunto Artigo 8.º CAPÍTULO III Estado -Maior Conjunto Artigo 8.º Missão e atribuições 1. O Estado -Maior Conjunto (EMC) tem por missão assegurar o planeamento e o apoio necessários à decisão do CEMGFA. 2. O EMC prossegue,

Leia mais

Acesso à informação geográfica através do SNIG e da iniciativa IGEO. Direção-Geral do Território Paulo Patrício

Acesso à informação geográfica através do SNIG e da iniciativa IGEO. Direção-Geral do Território Paulo Patrício Acesso à informação geográfica através do SNIG e da iniciativa IGEO Direção-Geral do Território Paulo Patrício Serviços de Conjuntos de Dados Geográficos Serviços de Conjuntos de Dados Geográficos: informação

Leia mais

GRUPO TÉCNICO DE TRABALHO INSPIRE MADEIRA. 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011. Funchal

GRUPO TÉCNICO DE TRABALHO INSPIRE MADEIRA. 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011. Funchal INSPIRE MADEIRA 1º Reunião de Acompanhamento 26 de Setembro de 2011 Funchal ÍNDICE Definição da Diretiva: Objetivo; Vantagens e Custo/Benefício; Temas dos Conjuntos de Dados Geográficos; Infraestrutura

Leia mais

Implementação do Web SIG para o PGRH

Implementação do Web SIG para o PGRH Implementação do Web SIG para o PGRH ARH Centro, I.P. Requisitos do Sistema Ref.: 30/11/2010 FICHA TÉCNICA Referência: Projecto: Implementação do Web SIG para o PGRH Gestor de Projecto: Miguel Rodrigues

Leia mais

Manual do Usuário BDGEx Versão: 2.3

Manual do Usuário BDGEx Versão: 2.3 Manual do Usuário BDGEx Versão: 2.3 Ministério da Defesa Exército Brasileiro Maio/2012 Sumário 1- Introdução...2 1.1- O que é o BDGEx?...2 1.2- Entrando no Sistema...2 1.3- Apresentando a Área de Trabalho

Leia mais

AULAS 2008/2009. UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Instituto de Estudos Políticos

AULAS 2008/2009. UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Instituto de Estudos Políticos AULAS 2008/2009 UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Instituto de Estudos Políticos Programa de Pós-Graduação, Mestrado e Doutoramento em Ciência Política, Relações Internacionais, Segurança e Defesa Programa

Leia mais

1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA

1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA 1ªSessão Técnica da Implementação da Directiva Comunitária Inspire na RAA 1 Resumo Enquadramento na RAA Directiva INSPIRE Metadados 2 Enquadramento na RAA O DL 362/2007, transfere para a Região as competências

Leia mais

Novas tendências para a geração e gerenciamento de dados geográficos desenvolvidas pelo Consórcio Cadic - Dmapas

Novas tendências para a geração e gerenciamento de dados geográficos desenvolvidas pelo Consórcio Cadic - Dmapas Novas tendências para a geração e gerenciamento de dados geográficos desenvolvidas pelo Consórcio Cadic - Dmapas Eng. Ignacio de las Peñas CADIC - DMAPAS Dados básicos das empresas que formam o consórcio

Leia mais

3Conceitos MASTER. SIG e Gestão Urbanística OFERTA FORMATIVA. Tecnologia ESRI

3Conceitos MASTER. SIG e Gestão Urbanística OFERTA FORMATIVA. Tecnologia ESRI OFERTA FORMATIVA 3Conceitos MASTER SIG e Gestão Urbanística Tecnologia ESRI 1 Master - SIG e Gestão Urbanística Tecnologia ESRI Fundamentação do curso: Defende-se aqui a ideia de que os técnicos envolvidos

Leia mais

Medição a Laser Remota Exata e Modelagem 3D no. Smartphone com Spike da IKEGPS

Medição a Laser Remota Exata e Modelagem 3D no. Smartphone com Spike da IKEGPS Apresentando: Spike. Capture. Meça. Modele. Compartilhe. Medição a Laser Remota Exata e Modelagem 3D no Smartphone com Spike da IKEGPS Spike é o primeiro acessório a laser exato para smartphones, capacitando-lhe

Leia mais

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica

Normalização e interoperabilidade da informação geográfica Normalização e interoperabilidade da informação geográfica perspetivas para a formação em Engenharia Geográfica João Catalão Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia Faculdade de Ciências

Leia mais

A Informação Geográfica do Instituto Geográfico do Exército na Web

A Informação Geográfica do Instituto Geográfico do Exército na Web A Informação Geográfica do Instituto Geográfico do Exército na Web MARTINS, Paulo J. dos Santos Resumo Estamos na era da Informação e não se passa um dia em que não sejamos lembrados de que assim é. Qualquer

Leia mais

Potencialidades de utilização de Informação Geográfica Voluntária

Potencialidades de utilização de Informação Geográfica Voluntária FCTUC Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC INESCC Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores em Coimbra Potencialidades de utilização de Informação Geográfica Voluntária Cidália C. Fonte Faculdade

Leia mais

Desenvolvimento de um sistema de informação de apoio à gestão do domínio público marítimo: uma ferramenta para o ordenamento do litoral.

Desenvolvimento de um sistema de informação de apoio à gestão do domínio público marítimo: uma ferramenta para o ordenamento do litoral. Desenvolvimento de um sistema de informação de apoio à gestão do domínio público marítimo: uma ferramenta para o ordenamento do litoral. Célia Pata celia.pata@hidrografico.pt Sumário As delimitações do

Leia mais

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam PROTEKTO Porque todos os segundos contam Soluções para Segurança Pública A resposta às ocorrências no âmbito da segurança pública, têm de ser imediatas, eficientes e eficazes. Cada resposta operacional,

Leia mais

Return Your Investment. www.advantis.pt

Return Your Investment. www.advantis.pt Return Your Investment. www.advantis.pt A ADVANTIS MISSÃO Fornecer serviços e produtos tecnologicamente avançados, criando para os seus clientes soluções de elevado valor acrescentado. INOVAÇÃO Membro

Leia mais

Infraestrutura de Dados Espaciais na REFER. João Carlos Silva (REFER)

Infraestrutura de Dados Espaciais na REFER. João Carlos Silva (REFER) João Carlos Silva (REFER) João Carlos Silva REFER / REFER Telecom OpenGIS Standards / RNID AGENDA Caso de Sucesso Desafio inicial e a Solução Solução Tecnológica Factos e Números Componente Financeira

Leia mais

A Plataforma ArcGIS Suportando a Segurança Nacional

A Plataforma ArcGIS Suportando a Segurança Nacional A Plataforma ArcGIS Suportando a Segurança Nacional O que é Segurança Nacional? Segurança Nacional é proteger e sustentar a nação: População Economia Infraestrutura Fronteiras Prosperidade no seu todo...

Leia mais

PROJECTO ASP - Site MDB.com - Loja Online

PROJECTO ASP - Site MDB.com - Loja Online Microsoft Windows 7 Configuração do IIS e Ligação ODBC Microsoft Access 2007 Criação da Base de Dados, Tabelas e Relações Adobe Photpshop CS4 Manipulação das Imagens utilizadas no site Adobe Illustrator

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB. Professora Andréia Freitas

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB. Professora Andréia Freitas TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB Professora Andréia Freitas 2012 3 semestre Aula 03 MEMORIA, F. Design para a Internet. 1ª Edição. Rio de Janeiro:

Leia mais

Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT)

Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) Sistema Nacional de Informação Territorial (SNIT) Regina Pimenta, Directora de Serviços de Informação Territorial (DSI), DGOTDU Logo preto e branco I Conceito: O que é o SINT; Objectivos; Finalidades e

Leia mais

Arquivo Digital de Trabalhos Práticos de Alunos

Arquivo Digital de Trabalhos Práticos de Alunos Arquivo Digital de Trabalhos Práticos de Alunos Projecto Integrado Engenharia de Linguagens Eduardo Ribeiro Miguel Nunes Objectivos Criação de uma interface Web para incorporação de Objectos Digitais;

Leia mais

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um serviço de visualização utilizando tecnologia Open Source: MapServer

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um serviço de visualização utilizando tecnologia Open Source: MapServer Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um serviço de visualização utilizando tecnologia Open Source: MapServer Danilo Furtado dfurtado@igeo.pt myesig2010 Lisboa 2010 1 Agenda 1.

Leia mais

Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph

Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph Seminário sobre Diretiva INSPIRE A interoperabilidade e a Diretiva INSPIRE na perspetiva Intergraph Intergraph Corporation Security, Government, and Infrastructure Division (Geospatial Business Unit) Carlos

Leia mais

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um servidor WMS utilizando tecnologia Open Source: MapServer

Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um servidor WMS utilizando tecnologia Open Source: MapServer Serviço de visualização (INSPIRE View Service) Como implementar um servidor WMS utilizando tecnologia Open Source: MapServer Danilo Furtado dfurtado@igeo.pt 2 as Jornadas SASIG Évora 2009 1 Agenda 1. Serviço

Leia mais

INFOAMBIENTE: GESTÃO AMBIENTAL DE RODOVIAS COM SIG-WEB

INFOAMBIENTE: GESTÃO AMBIENTAL DE RODOVIAS COM SIG-WEB Belo Horizonte/MG 24 a 27/11/2014 INFOAMBIENTE: GESTÃO AMBIENTAL DE RODOVIAS COM SIG-WEB Adriano Peixoto Panazzolo (*), Augusto Gattermann Leipnitz, Daniela Viegas, Társio Onofrio Cardoso da Silva, Thiago

Leia mais

Uso de AutoCAD Map 3D para desenvolvimento de análise Multi-Critério Kátia Góes Mestrando UERJ

Uso de AutoCAD Map 3D para desenvolvimento de análise Multi-Critério Kátia Góes Mestrando UERJ Uso de AutoCAD Map 3D para desenvolvimento de análise Multi-Critério Kátia Góes Mestrando UERJ A proposta metodológica se insere na temática de Turismo Sustentável em áreas rurais e teve como área de estudo

Leia mais

Clientes. Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Ministério das Cidades. Agência Nacional de Águas. Correios IMBEL

Clientes. Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Ministério das Cidades. Agência Nacional de Águas. Correios IMBEL Helton UCHOA OpenGEO A OpenGEO é uma empresa de Engenharia e Tecnologia que atua em 3 grandes segmentos: Sistemas de Gestão Corporativa (ERP & GRP), Geotecnologias e Treinamentos; Em poucos anos, a OpenGEO

Leia mais

O Sistema Nacional de Informação Geográfica. Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt. snig.igeo.pt

O Sistema Nacional de Informação Geográfica. Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt. snig.igeo.pt O Sistema Nacional de Informação Geográfica Rui Pedro Julião Subdirector-General rpj@igeo.pt snig.igeo.pt Tópicos Enquadramento IDE Contexto Antecedentes GeoPORTAL Estrutura Funcionalidades Próximos passos

Leia mais

Projeto Agenda Cidadã Exercício Prático - Criação e Consulta de Registros Vicon SAGA

Projeto Agenda Cidadã Exercício Prático - Criação e Consulta de Registros Vicon SAGA Exercício Objetivo Aplicativo Criação e consulta de registros - Vicon SAGA Exercício para ambientação com Sistemas de Informação e Bancos de Dados. O usuário criará formulários, realizará cadastros de

Leia mais

GeoInvent Sistema de Apoio à Análise de Informação com Componente Espacial

GeoInvent Sistema de Apoio à Análise de Informação com Componente Espacial Sistemas de Informação Geográfica e de Apoio à Decisão GeoInvent Sistema de Apoio à Análise de Informação com Componente Espacial O GeoInvent é um programa de computador concebido para facilitar a análise

Leia mais

TERRAMAIS. Serviço on-line de suporte à gestão agro-florestal. Gomes Aires, José Miguel; Dias, Ana Paula; Duarte, Pedro; Coucelo, Carlos RESUMO

TERRAMAIS. Serviço on-line de suporte à gestão agro-florestal. Gomes Aires, José Miguel; Dias, Ana Paula; Duarte, Pedro; Coucelo, Carlos RESUMO TERRAMAIS Serviço on-line de suporte à gestão agro-florestal Gomes Aires, José Miguel; Dias, Ana Paula; Duarte, Pedro; Coucelo, Carlos RESUMO A vantagem na utilização de Sistemas de Informação Geográfica

Leia mais

GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA

GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA IGA INVESTIMENTOS E GESTÃO DA ÁGUA GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA IGA INVESTIMENTOS E GESTÃO DA ÁGUA GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA OBJECTIVOS O projecto GIIGA tem por objectivo elaborar o cadastro

Leia mais

OPERAÇÕES CENTRADAS EM REDE:

OPERAÇÕES CENTRADAS EM REDE: GTE - GUERRA DE INFORMAÇÃO Curso Avançado em OPERAÇÕES CENTRADAS EM REDE: DA SUPERIORIDADE DE INFORMAÇÃO AOS NOVOS MODELOS DE DECISÃO ENQUADRAMENTO Ao longo dos últimos anos, temos assistido ao desenvolvimento

Leia mais

Portátil de dimensões adequadas ao trabalho diário; Software de planeamento de serviços de transporte;

Portátil de dimensões adequadas ao trabalho diário; Software de planeamento de serviços de transporte; A Linha Starter foi especialmente concebida para ir ao encontro das necessidades básicas de informatização da micro-empresas de transporte rodoviário de mercadorias, capaz de fornecer ao empresário dos

Leia mais