Rede de Atendimento ao Empreendedor

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rede de Atendimento ao Empreendedor"

Transcrição

1 o dia a dia do o dia a dia do Microempreendedor microempreendedor Individual: individual Rotinas administrativas e contábeis na ponta do lápis Vol. 1 empreendedores da moda Rede de Atendimento ao Empreendedor

2 o dia a dia do Microempreendedor individual Rotinas administrativas e contábeis na ponta do lápis Vol. 1

3 FICHA TÉCNICA 2015 SEBRAE Minas Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou por qualquer meio, desde que divulgadas as fontes. Sumário SEBRAE Minas Olavo Machado Júnior Presidente do Conselho Deliberativo Afonso Maria Rocha Diretor superintendente Fábio Veras de Souza Diretor técnico Anderson Costa Cabido Diretor de Operações Unidade de Atendimento Individual ao Empreendedor Mara Regina Veit Gerente Ariane Maira Chaves Vilhena Arnou dos Santos Augusto Manso de Andrade Beatriz de Carvalho Haroldo Santos Araújo Laurana Silva Viana Luciana Cristine de Carvalho Lessa Viviane Soares da Costa Equipe Técnica Casa de Editoração e Arte Editoração Eletrônica Sílvia Aguiar Revisão Rotinas administrativas e contábeis Obtenção de alvará de funcionamento definitivo Obtenção de Inscrições Municipal e Estadual Contratação de um funcionário Atividades diárias Atividades mensais Atividades anuais Alteração de Registro Migração de Microempreendedor Individual para Simples Nacional Encerramento das Atividades Como gerenciar seu negócio Gestão financeira Gestão de marketing O Sebrae Minas e a gestão do seu negócio Produtos e serviços de atendimento do Sebrae Minas

4 Apresentação Prezado Microempreendedor Individual, Desde que surgiu a figura do Microempreendedor Individual, em 2008, muito se tem divulgado sobre as facilidades de se formalizar e os benefícios previdenciários e tributários. Essas são questões importantes, mas como prosseguir após a formalização? O que fazer? Como gerenciar esse negócio? Quais os próximos passos? Pensando nisso, o Sebrae Minas vem desenvolvendo produtos e serviços para ajudá-lo na gestão da sua empresa. Em 2010, foi lançada a Série Microempreendedor Individual, composta por dez cartilhas relacionadas às atividades de maior interesse dos empreendedores. Nelas, você encontrará dicas específicas sobre os negócios, orientações de como calcular o preço de seus produtos e serviços, como fazer o controle de caixa, entre outros. Visando auxiliá-lo nas questões burocráticas, o Sebrae Minas elaborou esta cartilha, que tem como objetivo responder algumas dúvidas sobre o dia a dia da empresa. Aqui você encontrará respostas sobre emissão de Nota Fiscal, contratação de funcionário, migração de Empreendedor Individual para outra forma empresarial, alteração de dados e orientações sobre as rotinas de uma empresa. O Sebrae está à disposição para dar orientações por meio do portal pela Central de Relacionamento ( ) e nos Pontos de Atendimento localizados em diferentes municípios do Estado de Minas Gerais. Boa leitura. Mara Regina Veit Gerente da Unidade de Atendimento Individual ao Empreendedor do Sebrae Minas Rotinas administrativas e contábeis na ponta do lápis Após a formalização, existem alguns controles que precisam ser elaborados e acompanhados, tais como validade de licenças, pagamento de impostos, contratação de funcionário, entre outros. Além desses controles, existem algumas obrigações que precisam ser cumpridas. A obrigação principal é o pagamento mensal do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). As outras obrigações são: o preenchimento do relatório mensal de receitas brutas; emissão de Nota Fiscal para pessoas jurídicas; entrega da Declaração Anual de Faturamento (DASN-SIMEI). Caso tenha um funcionário será necessário, também, entregar a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e preencher a Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (SEFIP). Parece complicado, mas no decorrer da cartilha serão dadas as orientações necessárias para que você possa cumprir com todos os seus compromissos. A responsabilidade de prestação de serviço gratuito do contador (apenas os optantes pelo Simples Nacional) para com o Microempreendedor Individual se restringe ao Registro e a primeira Declaração Anual de Faturamento (DASN). Qualquer outro serviço é pago e o contador deverá ser consultado

5 Obtenção de inscrições municipal e estadual alvará Toda empresa formalizada deve possuir, assim como o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), as inscrições municipal e/ou estadual. É através dessas inscrições que a prefeitura e a fazenda estadual controlam o funcionamento da empresa e os impostos que são gerados por ela. Veja como obter estas inscrições: Inscrição Municipal A Inscrição Municipal é emitida pela prefeitura local. Em Belo Horizonte o prazo é de até três dias úteis após o cadastro. Para mais informações acesse Obtenção de alvará de funcionamento definitivo Ao se formalizar como Microempreendedor Individual, automaticamente, será emitido um alvará provisório para que o seu negócio possa funcionar. Orientamos, no entanto, que o MEI solicite o mais rápido possível seu alvará definitivo, inclusive para verificar se existe a exigência de alguma adequação junto à Prefeitura. Em Belo Horizonte é possível emitir este alvará através do site portal7.pbh.gov.br/alfi, informando o número da consulta prévia aprovada e o CNPJ de sua empresa. O estabelecimento estará sujeito a algumas fiscalizações, portanto fique atento ao prazo de validade dos alvarás e deixe-os sempre em locais visíveis. Veja alguns órgãos e o que eles fiscalizam: Inscrição Estadual A Inscrição Estadual é emitida pela Secretaria Estadual da Fazenda e o prazo de liberação é de três dias úteis após o cadastro. Para mais informações acesse Contratação de um funcionário Para que a contratação do empregado seja formalizada, você deverá solicitar ao trabalhador a apresentação de alguns documentos que, além de ajudar na identificação dessa pessoa, possibilitarão o correto cumprimento das obrigações trabalhistas. Seguem alguns deles: Prefeitura ÓRGÃO O QUE FISCALIZA Alvará de funcionamento a) Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS); b) Título de eleitor (para os maiores de 18 de anos; opcional para maiores de 16 anos e menores de 18 anos); Corpo de Bombeiros Vigilância Sanitária* Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) Alvará sanitário c) Certificado de reservista ou de alistamento militar para os empregados brasileiros do sexo masculino, com idade entre 18 e 45 anos; d) Certidão de nascimento ou casamento; e) Registro Geral (RG) ou Registro de Identidade Civil (RIC); *O alvará sanitário é necessário para empresas que trabalhem, por exemplo, com alimentos, medicamentos, produtos de limpeza, cosméticos e agrotóxicos. f) Cadastro de Pessoa Física (CPF); 08 09

6 g) Documento de inscrição no PIS/PASEP (DIPIS) ou anotação correspondente na CTPS. Caso o empregado não seja inscrito no PIS é responsabilidade da empresa inscrevêlo; h) Cópia da certidão de nascimento de filhos menores de 14 anos, para fins de recebimento de salário-família; i) Cartão da Criança original dos filhos entre 1 e 7 anos de idade e/ou comprovação semestral de frequência escolar dos filhos de 7 a 14 anos para recebimento de salário família; j) Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para os empregados que exercerão o cargo de motorista ou qualquer outra função que envolva a condução de veículo de propriedade da empresa. Lembre-se de que na carteira deve constar a observação exerce a atividade remunerada ; k) Cartas de referência, se achar necessário; l) Uma foto 3x4. Atividades diárias importante A rotina que envolve a contratação e a manutenção de um funcionário é bastante detalhada; dependendo do ramo de atividade, haverá convenção coletiva de trabalho e outros benefícios estipulados por lei. Caso realmente precise de um ajudante, orientamos que procure um profissional de contabilidade, pois as atividades são muito detalhadas, incluindo a emissão das guias para pagamento de taxas. O pagamento com atraso gera multas. Faça um controle de tudo o que você recebe e tudo o que você paga diariamente. Se possível, faça uma planilha com os campos para recebimentos em dinheiro e em cartão. Esse controle dará uma visão de quanto dinheiro você realmente tem no seu caixa e quanto você tem a receber a prazo. Guarde todos os comprovantes de recebimentos com cartões de crédito ou débito. Esses comprovantes não devem ser descartados até que os valores sejam depositados na sua conta. Não deixe de conferir todos os lançamentos. Exemplo de controle diário de caixa Empresa: CONTROLE DIÁRIO DE CAIXA Emissão de Nota Fiscal O Microempreendedor Individual, obrigatoriamente, deverá emitir Nota Fiscal nas vendas de produtos e nas prestações de serviços realizadas para pessoas jurídicas (empresas) de qualquer porte. A emissão da Nota Fiscal para pessoas físicas, quando solicitada, deverá ser emitida. Como e onde acessar a Nota Fiscal Indústria e Transporte Intermunicipal ou Interestadual: A indústria e o tranporte intermunicipal ou interestadual somente poderão emitir NF avulsa por meio eletrônico, gratuita, que deve ser solicitada no portal da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) no seguinte endereço eletrônico: https://www2.fazenda. mg.gov.br/sol/ctrl/sol/nfae/servico_007?acao=novo&acesso_externo=1. Comércio: CONTROLE DIÁRIO DE CAIXA - ANEXO 1 Mês/Ano Dia Histórico Entradas Saídas Saldo Saldo inicial SALDO A TRANSPORTAR As atividades de comércio têm a possibilidade de emitir NF Avulsa por meio eletrônico (mesmo procedimento da indústria) e Série D. A nota série D, utilizada para vendas em que a mercadoria é retirada pelo consumidor final na loja, deverá ser solicitada junto à gráfica de sua livre escolha. Além de levar na gráfica o Certificado de Condição de Microempreendedor Individual e imprimir a quantidade de blocos necessários para o desempenho de suas atividades, deverá 10 11

7 também fazer a comunicação desta impressão à Secretaria de Estado de Fazenda. Caso você envie a mercadoria para o seu cliente, deverá emitir gratuitamente a Nota Fiscal Avulsa (que é necessária para transportar o produto) mesmo que o comprador seja pessoa física. Serviço: Para emissão de nota fiscal de serviços é necessário procurar a prefeitura da sua cidade, pois cada município possui um procedimento específico. Atividades mensais Pagamento do Documento de Arrecadação Simplificada (DAS). Esse pagamento é referente aos impostos (ICMS e/ou ISS) e INSS que são pagos pelo Microempreendedor Individual. Esta guia deverá ser paga até o dia 20 de cada mês. Caso não receba o carnê da cidadania (boletos) ou tenha alguma guia em atraso, deverá emitir as guias no Portal do Empreendedor: Preenchimento do Relatório Mensal de Receitas Brutas. Receita bruta é o valor total de vendas de produtos ou de prestações de serviços. Caso você tenha o hábito de fazer o controle diário de caixa, esta tarefa ficará bem mais fácil. Resumo mensal Esta planilha será muito útil para que você consiga acompanhar o desempenho do seu negócio. Através desse resumo mensal será possível visualizar facilmente se a sua empresa está dando lucro. O lucro é tudo o que sobra depois que se paga todos os compromissos, ou seja, despesas (água, luz, telefone, aluguel, impostos, funcionário) e compras (fornecedores). dia Total vendas (R$) Total compras (R$) Total despesas (R$) dia Total vendas (R$) Total compras (R$) Total despesas (R$) Total mês (R$) Total mês (R$) Total mês (R$) 12 13

8 Exemplo do Relatório Mensal de Receitas Brutas Impostos mensais CNPJ: RELATÓRIO MENSAL DE RECEITAS BRUTAS Atividade econômica do microempreendedor Individual Recolhimento fixo mensal Tributos incluídos Microempreendedor Individual: Período de apuração: Comércio Indústria R$ 40,40 ICMS: R$ 1,00 Contribuição Previdenciária Individual 1 : R$ 39,40 RECEITA BRUTA MENSAL - COMÉRCIO 1- Revenda de mercadorias com dispensa de NF (pessoas físicas) R$ Prestação de Serviço R$ 44,40 ISS: R$ 5,00 Contribuição Previdenciária Individual 1 : R$ 39,40 2- Revenda de mercadorias com emissão de NF (pessoas jurídicas) R$ 3- Total de recebimento das receitas (1+2) R$ Atividade Mista (comércio /indústria/transporte intermunicipal ou interestadual e prestação de serviço) R$ 45,40 CMS: R$ 1,00 ISS: R$ 5,00 Contribuição Previdenciária Individual 1 : R$ 39,40 RECEITA BRUTA MENSAL - INDÚSTRIA 4- Revenda de mercadorias com dispensa de NF (pessoas físicas) R$ Caso tenha um funcionário você precisará: 5- Revenda de mercadorias com emissão de NF (pessoas jurídicas) R$ 6- Total de recebimento das receitas (4+5) R$ RECEITA BRUTA MENSAL - SERVIÇO 7- Revenda de mercadorias com dispensa de NF (pessoas físicas) R$ 8- Revenda de mercadorias com emissão de NF (pessoas jurídicas) R$ 9- Total de recebimento das receitas (7+8) R$ Local e data: Assinatura: ENCONTRAM-SE ANEXADAS A ESTE RELATÓRIO: As Notas Fiscais que comprovam as entradas de mercadorias e serviços tomados no período; As Notas Fiscais emitidas referentes às vendas de mercadorias e serviços prestados no período. Elaborar o contracheque e efetuar o pagamento do salário até o 5º dia útil; Preencher e pagar a GFIP (referente ao recolhimento do FGTS) até o dia 7 de cada mês. Caso o dia 7 não seja dia útil, o pagamento deverá ser antecipado. Para saber como realizar este procedimento, baixe o material Passo a Passo - Aprenda a preencher a SEFIP, gerar a GFIP e imprimir as guias de pagamento do INSS e FGTS, disponível para download gratuito em nosso site (www.sebraemg.com.br/atendimento); Pagar a guia GPS (referente ao pagamento do INSS) no dia 20 de cada mês. Caso não haja expediente bancário nesse dia, o pagamento o pagamento deverá ser antecipado; Baixe também a cartilha do Sebrae Minas intitulada Como contratar funcionários., disponível gratuitamente em nosso site. Neste material você encontrará informações detalhadas sobre o processo de registro e manutenção do funcionário. O modelo está disponível no Portal do Empreendedor: 1 A base de cálculo refere-se ao salário mínimo vigente em jan/2015 (R$ 788,00)

9 Despesas com funcionário 2 Exemplo de recibo de salário/contracheque DESPESA VALOR RECIBO DE PAGAMENTO DE SALÁRIO Salário mínimo R$ 788,00 Empregador: Empregado: Mês/Ano: CBO: 3% INSS R$ 23,64 Descrição Vencimentos Descontos 8% FGTS R$ 63,04 Salário Vale-transporte* R$ 788,00 R$ 47,28 TOTAL R$ 874,68 INSS R$ 63,04 Total de vencimentos Total de descontos O valor total das despesas com funcionário poderá sofrer alteração, pois dependendo do caso, ainda será necessário o pagamento do vale-transporte e outros benefícios obrigatórios estipulados em convenções coletivas de sindicatos. Para fazer esse cálculo, utilize a Tabela de cálculo do custo do empregado - Microempreendedor Individual disponível em nosso site. O valor especificado acima refere-se apenas às despesas mensais. Além desse valor, o funcionário recebe, uma vez por ano, férias, 1/3 de férias e 13º salário. Veja o exemplo nas informações referentes às atividades anuais. Convenções Coletivas de Trabalho Salário-base R$ 788,00 R$ 788,00+ R$ 110,32- Total líquido R$ 677,68 Sal. Contr. INSS R$ 788,00 Base Cálc. FGTS R$ 788,00 FGTS do mês R$ 63,04 * O valor recebido pelo funcionário referente ao vale-transporte não consta no contracheque, pois o mesmo não pode ser pago em dinheiro. No contracheque consta apenas o valor do desconto e a empresa fornece o cartão ou outra forma de conceder o benefício, lembrando que o valor do desconto não pode ser superior a 6% do salário. Atividades anuais Lembre-se de que os cálculos exemplificados neste manual foram feitos com base no salário mínimo, mas existem categorias, principalmente do comércio, que possuem piso salarial diferenciado. Para saber qual é o sindicato da sua categoria e ter acesso às convenções coletivas procure o Ministério do Trabalho: portal.mte.gov.br/delegacias/mg/. Enviar a Declaração Anual do Microempreendedor (DASN-SIMEI), realizada pelo Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br). Essa declaração deve ser feita até o dia para evitar o pagamento de multa, no valor de R$ 50,00. 2 Despesas calculadas com base no salário mínimo vigente em jan/2015. Verifique no sindicato o valor do piso salarial da sua categoria

10 Para auxiliá-lo no preenchimento desta declaração, orientamos que acesse o material Passo a passo - Aprenda a enviar a Declaração Anual de Faturamento do MEI - DASN, disponível para download gratuito em nosso site. Lembre-se de que, para fazer a primeira declaração, você poderá pedir a ajuda de um contador optante pelo Simples Nacional e, somente nessa ocasião, este serviço não poderá ser cobrado. No Portal do Empreendedor há uma relação de contabilistas inscritos para esta atividade. Para mais informações acesse Caso tenha um funcionário, você precisará: Gerar GFIP/SEFIP em dezembro, relativa ao 13º salário, de competência 13; Pagar a GPS (referente ao pagamento do INSS) até o dia 20 de dezembro, relativa ao 13º salário; Preencher a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Mesmo que o funcionário tenha sido contratado no fim do ano, é obrigatório declarar a RAIS. A data limite para entrega desta relação deve ser acompanhada no site Pagar a Guia de Recolhimento de Contribuição Sindical (GRCS) em abril, com retenção em março. Caso o empregado tenha sido contratado após essa data o recolhimento deverá ser feito no primeiro salário do funcionário, a não ser que o empregado comprove outra retenção no ano. Atualizar a carteira de trabalho do funcionário registrando férias, alterações de salário e outras mudanças ocorridas durante o ano

11 É permitida a contratação de um segundo funcionário por prazo determinado caso ocorra o afastamento do(a) funcionário(a) por licença médica ou maternidade. Este contrato deverá ser finalizado no retorno das atividades do funcionário afastado. 30 dias de antecedência e pagas até 2 dias antes do início das férias, acrescidas de 1/3 do salário. Poderá o empregado optar por vender no máximo 10 dias de suas férias. Para mais informações procure o Ministério do Trabalho ou o sindicato da categoria. lembre-se Exemplo de recibo de férias RECIBO DE FÉRIAS Além do valor das férias dado no exemplo (R$ 966,62) você deverá pagar também o salário referente ao mês trabalhado, que deverá vir sem o desconto de vale-transporte. Empregador: Empregado: Período aquisitivo: Período de gozo: Mês/Ano: Dias gozados: Exemplo de contracheque com pagamento da 1ª parcela do 13º salário proporcional RECIBO DE PAGAMENTO DE 13º SALÁRIO PROPORCIONAL Descrição Vencimentos Descontos Empregador: Mês/Ano: Férias normais R$ 788,00 Empregado: CBO: 1/3 férias R$ 262,67 Descrição Vencimentos Descontos INSS Total de vencimentos R$ 1.050,67+ R$ 84,05 Total de descontos R$ 84,05- Total líquido R$ 966,62 Recebi de (nome da empresa) a importância de R$ 966,62 (noventos e sessenta e seis reais e sessenta e dois centavos), conforme demonstrativo, relativa ao período aquisitivo de férias acima especificado. Pela clareza, firmo o presente dando plena e geral quitação. Cidade, (dia) de (mês) de (ano). Salário 1ª parcela do 13º salário* R$ 788,00 R$ 229,83 Vale-transporte R$ 47,28 INSS R$ 63,04 Total de vencimentos R$ 1.017,83+ Total de descontos R$ 110,32- Total líquido R$ 907,51 Nome do funcionário / / Data Salário-base Sal. Contr. INSS Base Cálc. FGTS FGTS do mês R$ 788,00 R$788,00 R$ 788,00 R$ 101,97 As férias serão concedidas a cada 12 meses de contrato de trabalho, na época que melhor atender o empregador, sendo comunicada ao empregado por escrito com no mínimo *O exemplo acima é referente ao pagamento do 13º proporcional (7/12) pago em duas parcelas, ou seja, contracheque referente ao mês de novembro

12 Solicitar o exame demissional, que é obrigatório no ato da dispensa do funcionário (ver a CLT art. 168); Preencher e assinar comunicação de dispensa ou pedido de demissão; Registrar desvinculação de emprego na carteira de trabalho e livro de funcionário; O 13º salário é pago: Em duas parcelas, sendo a primeira paga entre os meses de fevereiro a novembro ou por ocasião das férias do funcionário (quando ele solicitar). Já a 2ª parcela será paga até 20 de dezembro, lembrando que o funcionário poderá requerer a antecipação no mês de janeiro; ou, Proporcionalmente aos meses trabalhados. Exemplo: se o seu funcionário trabalhou o ano inteiro ele receberá o 13º salário integral. Caso ele tenha trabalhado apenas 7 meses no ano ele receberá 7/12 avos. Rescisão de contrato de trabalho O comunicado da dispensa do empregado acontece por meio de um documento chamado aviso prévio. Este documento é uma comunicação por escrito da extinção do contrato de trabalho, que pode ser dada tanto pelo empregado quanto pelo empregador. O aviso prévio pode ser indenizado ou concedido. Se for indenizado (pagamento sem trabalho), obriga o empregador a fazer o acerto rescisório com o trabalhador no prazo máximo de 10 dias. Se o aviso for cumprido (trabalhado), o acerto deve ser feito um dia após o término do contrato de trabalho. Quando cumprido, o trabalhador poderá optar pela redução de duas horas por dia durante o cumprimento do aviso prévio, ou sete dias ao final do prazo (23 dias), para procurar novo emprego. Não se esqueça de que, para cada ano de trabalho, o funcionário receberá 3 dias a mais de aviso prévio. Desta forma, se tiver trabalhado 2 anos o funcionário terá direito a 36 dias de aviso prévio (30 dias usuais + 6 dias pelos anos trabalhados). Para aviso prévio trabalhado será necessário consultar o MTE ou o Sindicato da categoria. Para romper o contrato de trabalho será necessário seguir alguns procedimentos: Preencher e assinar, em duas vias (um para empregador e outra para o empregado), o Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho de acordo com o modelo disponibilizado pelo Ministério do Trabalho; Preencher e assinar, em quatro vias (uma para o empregador e três para o empregado), o Termo de Quitação de Rescisão do Contrato de Trabalho, para empregados com menos de um ano de serviço de acordo com o modelo disponibilizado pelo Ministério do Trabalho; Preencher e assinar, em quatro vias (uma para o empregador e três para o empregado), o Termo de Homologação de Rescisão do Contrato de Trabalho, para empregados com mais de um ano de serviço de acordo com o modelo disponibilizado pelo Ministério do Trabalho; Entregar chave de conectividade para possibilitar ao empregado sacar o FGTS (somente no caso de dispensa sem justa causa), lembrando que nesse caso a empresa paga uma multa de 50% sobre o FGTS, mas o empregado recebe apenas 40% do benefício; Entregar o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP). Para mais informações consulte a Previdência Social ou o seu contador. Conectividade Social é um canal eletrônico de troca de informações entre a Caixa Econômica e as empresas que são obrigadas a recolher FGTS ou prestar informações à Previdência Social. Para mais informações procure uma agência da Caixa Econômica Federal na sua cidade ou um contador. Fique atento Ao contratar ou demitir um empregado toda empresa deverá comunicar o fato ao Ministério do Trabalho (MTE) até o dia 7 do mês seguinte, por meio do formulário Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

13 Alteração de registro O Microempreendedor Individual poderá efetuar a alteração de dados do registro no site As alterações permitidas são referentes a endereço, atividades, forma de atuação e nome fantasia. Fique atento No caso de alteração de endereço, atividade e forma de atuação será necessário efetuar nova consulta prévia na prefeitura local. A alteração do nome empresarial será realizada nos seguintes casos: 1) Mudança de nome de solteira para nome de casada; 2) Mudança de nome de casada para nome de solteira (quando for divorciada); 3) Reconhecimento de paternidade. NÃO SE ESQUEÇA: O aviso prévio pode ser dado à empresa pelo empregado. Nesse caso, ele deve cumprilo ou pagá-lo. Caso o funcionário tenha mais de um ano de serviço, a rescisão precisa ser feita no sindicato (se houver) ou perante a autoridade do Ministério do Trabalho ou Fórum. Mas para a mudança do nome em função do divórcio ou reconhecimento de paternidade é necessária uma ordem judicial. Depois de realizar a mudança de nome no cartório, você deverá procurar a Receita Federal para fazer a atualização do nome no CPF e, posteriormente, realizar o processo de alteração no Portal do Empreendedor. Depois de realizado o procedimento no Portal do Empreendedor é recomendável procurar a prefeitura para solicitar a alteração nesse órgão. Para saber como realizar este procedimento, baixe o material Passo a Passo - Aprenda a realizar alteração de dados do MEI, disponível para download gratuito em nosso site (www.sebraemg.com.br/atendimento). Migração do microempreendedor Individual para Simples Nacional O desenquadramento do regime como Microempreendedor Individual ocorre quando a empresa não mais cumpre as regras do regime do MEI, ou seja: faturamento superior ao limite de R$ ,00 por ano (ou proporcional), interesse em contratar mais de um funcionário ou pagar a ele salário superior ao mínimo ou ao piso da categoria, incluir atividade não permitida, ter sócio, abrir uma filial ou mudar para outra forma de empresa. Se o faturamento for superior ao limite, o MEI deverá realizar os seguintes procedimentos: Faturamento ultrapassado em menos de 20%, ou seja, até R$ ,00 (ou proporcional*): Em janeiro, realizar a declaração (DASN) como MEI. Desta forma, a empresa será desenquadrada já em janeiro e o próprio sistema irá gerar o DAS referente ao recolhimento dos tributos com base no Simples Nacional. O imposto devido é calculado sobre o valor excedente e deverá ser pago em única parcela, ainda em janeiro. Logo depois, é necessário realizar o desenquadramento no site do Simples Nacional. Faturamento superior a 20%, ou seja, mais de R$ ,00 (ou proporcional*): Assim que for obervado excesso de faturamento, o MEI deverá solicitar o desenquadramento imediatamente. Neste caso, o empresário deverá recolher os tributos com efeitos retroativos, desde o início do ano ou mês de abertura, com juros e multa, com base no valor total do que foi faturado até o momento e seguirá recolhendo impostos como optante do Simples Nacional durante o ano vigente. Nos demais casos (contratação de funcionários ou pagamento de salário superior ao mínimo ou ao piso da categoria, opção por sócio, abertura de filial, mudança de tipo de empresa ou inclusão de atividade não permitida ao MEI), o empreendedor deverá desenquadrar imediatamente e, a partir do mês seguinte, começar a recolher os impostos como optante pelo Simples Nacional. Se o desenquadramento for por algum dos motivos citados no parágrafo anterior deverá também dar entrada na Junta Comercial com a documentação, por meio de um contador, para atualização dos dados da empresa neste órgão. *No ano de abertura o limite será proporcional ao número de meses em que estiver formalizado, levando em consideração a média de faturamento de R$ 5.000,00 por mês. Por exemplo, se você se formalizar no mês de junho, o seu limite de faturamento até o final do ano será de até R$ ,00 (7 meses x R$ 5.000,00 por mês)

14 Encerramento das atividades importante O desenquadramento do Simples Nacional (SIMEI) é realizado no endereço: aspx?grp=t&area=2. É obrigatória a contratação de um contador para assinar a documentação fiscal da empresa. O Microempreendedor Individual poderá efetuar a baixa no site Para realizar este procedimento é importante que você emita todos os DAS desde o período em que abriu a empresa até o mês em que decidiu dar baixa no seu CNPJ, mesmo que o pagamento seja feito posteriormente. Caso o pagamento não seja realizado, a dívida passará para o seu CPF e será incluída na Dívida Ativa da Receita Federal. Além disso, é preciso fazer a Declaração Anual de Faturamento (DASN) marcando a opção situação especial informando a data da baixa. Depois de realizado o procedimento no portal do empreendedor é importante procurar a prefeitura para solicitar a baixa nesse órgão. Para saber como realizar este procedimento, baixe o material Passo a Passo - Aprenda a efetuar a baixa do Microempreendedor Individual, disponível gratuitamente em nosso site (www.sebraemg.com.br/atendimento). Como gerenciar seu negócio Sabemos que a rotina de um Microempreendedor Individual é muito pesada, pois você tem que se desdobrar ao longo do dia para dar conta de tudo o que precisa ser feito. Mas para que tenha sucesso no seu negócio é preciso que você não descuide de alguns aspectos importantes, tais como gestão financeira, marketing, vendas, relacionamento com o cliente, entre outros. Gestão financeira Não descuide do controle diário de caixa, pois é através dele que será possível conferir se pagamentos e recebimentos realmente aconteceram e se o saldo no final do dia confere com o registro de entradas e saídas de dinheiro no caixa da empresa. Outro fator importante na gestão financeira é avaliar a necessidade de crédito. Em muitos casos não há a necessidade de dinheiro, mas sim de organização e controle dos gastos financeiros. Fazer empréstimo não é mau negócio, desde que seja para investir na empresa e não para apagar incêndios. Essa alternativa é interessante, por exemplo, caso você precise comprar uma nova máquina, produtos diferenciados para atender à demanda dos clientes ou fazer uma reforma no imóvel. Gestão de marketing Ao contrário do que muitos pensam, marketing não é apenas propaganda. Ele também é responsável, dentre várias coisas, por avaliar o comportamento do consumidor e identificar o que os clientes compram, que preço estão dispostos a pagar, qual a melhor forma de divulgar o produto e atingir o cliente e como o cliente é atendido

15 Prestar atenção no comportamento do consumidor e nas mudanças do mercado é muito importante para que você possa sair na frente da concorrência. Isso inclui fazer comparativos entre a sua empresa e a de seus concorrentes no que se refere a atendimento, forma de pagamento, promoção, serviços oferecidos, entre outros. Através da diferenciação você atrai o cliente para a sua empresa. Vendas O importante é vender e receber, não é mesmo? Veja algumas alternativas para que isso aconteça: Quando aceitar cheques, peça o máximo de informações possíveis (identidade, CPF, referências pessoais, entre outras); Ofereça outras formas de pagamento, como cartões de crédito e débito, que podem inclusive contribuir para aumentar as vendas e diminuir a inadimplência. Não aceitamos cheque Leis Estaduais /01 e /2005 Aceitamos cheques somente de clientes já cadastrados Leis Estaduais /01 e /2005 fique atento Caso você não aceite alguma forma de pagamento, como por exemplo o cheque, você deverá informar para o cliente antes mesmo que ele faça a compra. Coloque uma placa em local visível. Veja os exemplos: Relacionamento com o cliente Hoje em dia é muito fácil encontrar o que precisamos. As lojas e os prestadores de serviço oferecem praticamente os mesmos produtos e serviços. Então, o que fazer para que não haja perda de clientes? Além da diferenciação de preços, promoções e um atendimento cordial, será preciso investir no relacionamento com os clientes. E, para estabelecer este relacionamento, é importante que você fique o mais próximo do cliente e, sempre que possível, chame-o pelo nome. Para ajudá-lo nessa tarefa crie um banco de dados com as informações de todos, como nome, telefone, endereço, CPF, aniversário, estado civil, aniversário de casamento etc. Essas informações servirão para o envio de mala-direta ou marketing para os clientes nas datas comemorativas. Crie uma caixa de sugestões e reclamações, mas preste atenção: apenas ofereça esta caixa se você realmente for dar atenção ao que os clientes dizem. Aceitamos cheques somente após consulta ao SPC Leis Estaduais /01 e /2005 O assunto não acabou, e ainda temos muito que conversar. Existem várias coisas importantes que você precisa saber sobre o gerenciamento de um negócio. O 2º volume da cartilha trará mais informações e dicas sobre o assunto

16 O Sebrae Minas e a gestão do seu negócio Produtos e serviços de atendimento do Sebrae Minas Consultoria de Gestão Atendimento individual, pela internet, por telefone ou presencial, realizados por técnicos especialistas do Sebrae Minas. Oficinas e Cartilhas SEI Sebrae Empreendedor Individual SEI Comprar SEI Controlar meu dinheiro SEI Empreender SEI Planejar SEI Unir forças para melhorar SEI Vender SEI Crescer *Para participar das oficinas verifique a disponibilidade de agenda na sua cidade **As cartilhas estão disponíveis no site Mais informações Acesse ou ligue Atendimento presencial: Pontos de Atendimento Consultoria de Gestão Individual Atendimento pré-agendado realizado por técnicos especialistas em gestão de pequenos negócios. Orientação de Negócio Atendimento pré-agendado sobre os projetos, produtos e serviços oferecidos pelo Sebrae, realizado pela equipe de atendentes. Atendimento a distância: Central de Relacionamento Atendimento telefônico sobre todos os projetos, produtos e serviços do Sebrae e parceiros, realizado pela equipe de atendentes. Consultoria de Gestão Online - Chat Salas de interação técnica sobre temas de gestão de micro e pequenos negócios, realizada por técnicos de atendimento. Consultoria de Gestão - Telefone Atendimento a distância, pelo telefone, com duração de até 20 minutos, pré agendado pela Central de Relacionamento e realizado pelos técnicos de atendimento. Atendimento Online e Fale com o Sebrae Atendimento virtual realizado pelos atendentes da Central de Relacionamento. Central de Relacionamento: Portal Sebrae Minas:

17 Referências Cadastro Brasileiro de Ocupação. Disponível em:<http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/ pages/home.jsf>. Acesso em: 22 fev Cadastro Geral de Empregados e Desempregados Caged. Disponível em: <https://www.caged.gov.br>. Acesso em: 22 fev Caderno do Empreendedor Individual: orientações para quem agora é um Empreendedor Individual. Rio de Janeiro: SEBRAE, Caixa Econômica Federal. Disponível em: <http://caixa.gov.br>. Acesso em: 30 jan Ministério da Previdência Social. Disponível em: <http://www.previdencia.gov.br>. Acesso em: 30 jan Ministério do Trabalho e Emprego. Disponível em: <http://portal.mte.gov.br/delegacias/ mg>. Acesso em: 30 jan Portal do Empreendedor. Disponível em: <http://www.portaldoempreendedor.gov.br>. Acesso em: 30 jan Receita Federal. Disponível em: <http://receita.fazenda.gov.br>. Acesso em: 30 jan

18 Rede de Atendimento ao Empreendedor

DA MODA MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL: INDIVIDUAL MICROEMPREENDEDOR VOL. 1 EMPREENDEDORES O DIA A DIA DO O DIA A DIA DO

DA MODA MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL: INDIVIDUAL MICROEMPREENDEDOR VOL. 1 EMPREENDEDORES O DIA A DIA DO O DIA A DIA DO O DIA A DIA DO O DIA A DIA DO MICROEMPREENDEDOR MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL: INDIVIDUAL ROTINAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS NA PONTA DO LÁPIS VOL. 1 EMPREENDEDORES DA MODA Rede de Atendimento ao Empreendedor

Leia mais

Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil.

Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil. Acredite no seu trabalho que o Brasil acredita em você. Ministério do Desenvolvimento, Confiança no Brasil. Indústria É assim que e Comércio a gente segue Exterior em frente. Introdução Atualmente, muitos

Leia mais

Quem tem conhecimento vai pra frente

Quem tem conhecimento vai pra frente blogdosempreendedores.com.br facadiferente.sebrae.com.br contabilidadeschmitt.com.br Fotos: Produtos do Projeto Gemas e Joias do Sebrae-PA Livro Artesanato- Um negócio genuinamente brasileiro (Sebrae,

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009.

FORMALIZAÇÃO formalização será feita pela internet no endereço no endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, a partir de 01/07/2009. M.E.I. (Micro empreendedor Individual) Lei Complementar numero 128 de 19 de dezembro de 2008. Considera-se MEI o empresário individual a que se refere o art. 966 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002

Leia mais

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP)

CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) CARTILHA TIRA - DÚVIDAS (Elaborada por Bel Contabilidade Eireli EPP) Edição 2013 01) O que é Microempreendedor Individual - MEI? Considera-se Microempreendedor Individual - MEI o empresário individual

Leia mais

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO

TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO TÍTULO: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL - A IMPORTÂNCIA DA FORMALIZAÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE RIO CLARO AUTOR(ES):

Leia mais

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Micro Empreendedor individual Definição Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Leia mais

Contribuição Sindical dos empregados. Neste bip. Você sabia? edição 19 Março de 2012

Contribuição Sindical dos empregados. Neste bip. Você sabia? edição 19 Março de 2012 Neste bip Contribuição Sindical dos empregados... 1 Alterações no Aviso Prévio conforme Circular MTE 10/2011... 2 Formas de contabilização da Escrita Fiscal... 3 Importação de Notas Fiscais de Serviço...

Leia mais

2ª Etapa 2009 a 2011. EI - Empreendedor Individual Profissionalizar para prosperar. Aqui, todos ganham!

2ª Etapa 2009 a 2011. EI - Empreendedor Individual Profissionalizar para prosperar. Aqui, todos ganham! 2ª Etapa 2009 a 2011 EI - Empreendedor Individual Profissionalizar para prosperar. Aqui, todos ganham! Benefícios para o Setor de Agenciamento de Viagens Com a Lei Complementar 128/08 - que alterou o Estatuto

Leia mais

EI, VOCÊ AÍ! Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual 2014

EI, VOCÊ AÍ! Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual 2014 EI, VOCÊ AÍ! Regularize a situação da sua empresa com as dicas do Sebrae-SP e aproveite todos os benefícios da formalização. Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual

Leia mais

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMPREENDEDOR INDIVIDUAL Oportunidade de regularização para os empreendedores individuais, desde a vendedora de cosméticos, da carrocinha de cachorro-quente ao pipoqueiro. 2 Empresas em geral Microempresas

Leia mais

MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS. A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível

MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS. A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível seu quadro de avisos para análise da fiscalização os seguintes

Leia mais

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual

Apresentação. Torne-se um Empreendedor Individual e traga para o seu negócio todos os benefícios da formalização. Guia do Empreendedor Individual Apresentação Muitos brasileiros trabalham informalmente por conta própria, ou seja, não têm nenhum tipo de registro. E por isso ficam sem acesso a diversos benefícios, como a Previdência Social, cursos

Leia mais

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS

FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS FAQ - PERGUNTAS E RESPOSTAS ESCRITA FISCAL A nota eletrônica é melhor do que a nota em papel? Sim a nota eletrônica não possui custo para emissão, necessitando apenas de um computador, um certificado digital

Leia mais

EI, VOCÊ AÍ! Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual 2015

EI, VOCÊ AÍ! Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual 2015 EI, VOCÊ AÍ! Regularize a situação da sua empresa com as dicas do Sebrae-SP e aproveite todos os benefícios da formalização. Passo a passo para as declarações de renda do MEI - Microempreendedor Individual

Leia mais

Obrigado por nos ajudar a ajudar sua empresa.

Obrigado por nos ajudar a ajudar sua empresa. Manual do Cliente Manual do cliente Prezado cliente, Para que sua empresa esteja sempre regular perante todas as esferas de fiscalização existentes, é necessário que mensalmente um conjunto de informações

Leia mais

EI, você aí! Passo a passo para as declarações de renda do Empreendedor Individual

EI, você aí! Passo a passo para as declarações de renda do Empreendedor Individual EI, você aí! Passo a passo para as declarações de renda do Empreendedor Individual SEBRAE-SP Conselho Deliberativo Presidente: Alencar Burti (ACSP) ACSP Associação Comercial de São Paulo ANPEI Associação

Leia mais

Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? Faturar até R$ 36 mil por ano;

Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? Faturar até R$ 36 mil por ano; cultura 1. Quais as condições necessárias para que eu me cadastre como empreendedor individual? 2. Faturar até R$ 36 mil por ano; Não participar de outra empresa, como sócio ou titular; Trabalhar sozinho

Leia mais

EI, VOCÊ AÍ! Tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do MEI - Microempreendedor Individual

EI, VOCÊ AÍ! Tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do MEI - Microempreendedor Individual EI, VOCÊ AÍ! Regularize a situação da sua empresa com as dicas do Sebrae-SP e aproveite todos os benefícios da formalização. Tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do MEI - Microempreendedor

Leia mais

MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI)

MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Organização: Patrícia Bianchi Machado, membro da Secretaria Executiva do Comitê Gestor do Simples Nacional V 3.0 06.12.2012

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL

DEPARTAMENTO PESSOAL DEPARTAMENTO PESSOAL DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1 1. Documentos necessários para admissão Para o processo de admissão, o novo funcionário deverá apresentar a relação de documentos abaixo: *Carteira de Trabalho

Leia mais

Cobras Contabilidade Brasília S/S Ltda

Cobras Contabilidade Brasília S/S Ltda MANUAL DO CLIENTE PROCEDIMENTOS NA ÁREA ADMINISTRATIVA A - QUADROS A.1 - Após a constituição da empresa, deverá ser mantido em local visível seu quadro de avisos para análise da fiscalização os seguintes

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 2.0 21/10/2015 Alterações em relação à versão anterior Alterado: itens 11, 13, 22, 29, 30, 33, 34, 40, 45, 47 e 50 Incluído: itens 12, 14, 15,

Leia mais

Tudo que você precisa saber para trabalhar como Microempreendedor Individual.

Tudo que você precisa saber para trabalhar como Microempreendedor Individual. MEI http://sebr.ae/sp/compredopequeno MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Tudo que você precisa saber para trabalhar como Microempreendedor Individual. os osmét ic pa RouCasa em Pode chegar, vendedor, cabeleireiro

Leia mais

EI, você aí! Conheça os tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do Empreendedor Individual

EI, você aí! Conheça os tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do Empreendedor Individual EI, você aí! Conheça os tributos, taxas e contribuições de responsabilidade do Empreendedor Individual SEBRAE-SP Conselho Deliberativo Presidente: Alencar Burti (ACSP) ACSP Associação Comercial de São

Leia mais

Abrir uma empresa PRÉ-CONSTITUIÇÃO

Abrir uma empresa PRÉ-CONSTITUIÇÃO Abrir uma empresa As três formas jurídicas mais utilizadas são as Empresas de Sociedade Simples, Sociedade Empresária e Empresário Individual, é nelas que eu vou me basear para mostrar os procedimentos

Leia mais

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Conheça as condições para recolhimento do Simples Nacional em valores fixos mensais Visando retirar da informalidade os trabalhadores autônomos caracterizados como pequenos

Leia mais

Manual. Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI

Manual. Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI Manual Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual DASN - SIMEI Sumário DASN-SIMEI 1. Definições...2 2. Acesso à Declaração...3 3. Apresentação do Programa...3 4. Requisitos Tecnológicos...4

Leia mais

Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação.

Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação. Tipos de Empresas, Requisitos e Passos para Abertura, Abertura Empresas Virtuais, Tributação. 1) Tipos de Empresas Apresenta-se a seguir, as formas jurídicas mais comuns na constituição de uma Micro ou

Leia mais

1. Qual o significado da sigla MEI? 2. Qual é a definição de MEI? 3. Quem pode se enquadrar como MEI?

1. Qual o significado da sigla MEI? 2. Qual é a definição de MEI? 3. Quem pode se enquadrar como MEI? FAQ -MEI 1. Qual o significado da sigla MEI? R: MEI é a sigla utilizada para Micro Empreendedor Individual 2. Qual é a definição de MEI? R: O MEI é o empresário individual a que se refere o art. 966 do

Leia mais

Lei Complementar 128 / 2008 MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI)

Lei Complementar 128 / 2008 MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Lei Complementar 128 / 2008 MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) É o empresário individual (sem sócio) que tenha auferido receita bruta anual de até R$ 36.000,00. (Faturamento médio de R$ 3 mil/mês) O Microempreendedor

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MEI

GUIA PRÁTICO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MEI GUIA PRÁTICO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MEI 2009 APRESENTAÇÃO O Guia Prático do Microempreendedor Individual MEI - é uma publicação da FENACON e dos sindicatos que fazem parte do Sistema SESCAP/SESCON.

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 1.0 29/09/2015 Alterações em relação à versão anterior Não se aplica Simples Doméstico esocial 1. O que é o SIMPLES Doméstico? Vivemos um momento

Leia mais

Como. contratar seu empregado. MEI - Microempreendedor Individual: O que você precisa para contratar o seu empregado?

Como. contratar seu empregado. MEI - Microempreendedor Individual: O que você precisa para contratar o seu empregado? MEI - Microempreendedor Individual: Como contratar seu empregado O que você precisa para contratar o seu empregado? Para você que já se tornou MEI Microempreendedor Individual e precisa contratar um empregado,

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA AÇÕES DO ESTADO PERANTE O MEI 20/04/2010

VIDEOCONFERÊNCIA AÇÕES DO ESTADO PERANTE O MEI 20/04/2010 VIDEOCONFERÊNCIA AÇÕES DO ESTADO PERANTE O MEI 20/04/2010 1 MEI-MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMBASAMENTO LEGAL: MEI - é o empresário individual definido no art. 966 do Código Civil - Lei 10.406/2002; Art.18-A,

Leia mais

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015 Neste bip Participação nos Lucros e Resultados... Rescisão Complementar... 1 DIRF 2015... 2 Novas Alterações Trabalhistas e Previdenciárias... 3 EFD ICMS-IPI... 4 Nova Tabela de INSS e Salário Família...

Leia mais

MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI)

MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Organização: Patrícia Bianchi Machado, membro da Secretaria Executiva do Comitê Gestor do Simples Nacional V 1.01-05.02.2010

Leia mais

Lei Geral da Micro e Pequena Empresa Empreendedor Individual

Lei Geral da Micro e Pequena Empresa Empreendedor Individual 10/07 12/08 07/09 12/06 03/07 03/07 07/07 09/07 09/07 Sanção da Lei Geral da MPE (re)fundação da Frente Parlamentar da MPE Criação da subcomissão Permanente da MPE Entrada em vigor do Simples Nacional

Leia mais

http://www.lgncontabil.com.br/

http://www.lgncontabil.com.br/ 1. INTRODUÇÃO ADMISSÃO DE EMPREGADOS PROCEDIMENTOS Para cada admissão a empresa deve observar, além dos itens descritos nesta matéria, as normas relativas à Segurança do Trabalho, conforme Portaria MTb

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO Benefício temporário concedido ao trabalhador desempregado dispensado sem justa causa é composto por 3 a 5 parcelas mensais, pagas em dinheiro, de valores

Leia mais

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Perfil do Palestrante: Contador, Consultor e Professor Universitário Colaborador do Escritório Santa Rita desde 1991 Tributação das Médias e Pequenas Empresas Como

Leia mais

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015

Neste bip. Férias Coletivas. Você Sabia? Edição 53 Janeiro de 2015 Neste bip Férias Coletivas... 1 Configurar Tarefas Automáticas... 2 Pedido de Rescisão e Interrupção do Aviso Prévio... 3 Cadastro NIS em Lote... 3 Erro ao Gerar a Depreciação de Um Período... 5 Férias

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA

PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA PROCEDIMENTOS PARA ENCERRAR UMA EMPRESA Equipe Portal de Contabilidade Para encerrar as atividades de uma empresa, é preciso realizar vários procedimentos legais, contábeis e tributários, além de, é claro,

Leia mais

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL

Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL Cargos/Funções necessárias no desenvolvimento das atividades: GERENTE DE ATIVIDADE, ASSISTENTE TÉCNICO ESPECIALIZADO E ASSISTENTE OPERACIONAL MACRO FUNÇÃO ATIVIDADE TAREFA Verificar Tabela de Bancos, Analisar

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS Data Vencimento 07 Obrigação Salário Mensal Fato Gerador e Fundamento Legal Pagamento mensal da remuneração. (ver nota 1) Salário-Mínimo Valor atual de R$ 788,00 - Decreto nº 8.381/14. Pró-labore Código

Leia mais

Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 11/04/2011. 1 - INTRODUÇÃO. nº 123/2006, com a redação dada pela Lei Complementar nº 128/2008.

Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 11/04/2011. 1 - INTRODUÇÃO. nº 123/2006, com a redação dada pela Lei Complementar nº 128/2008. Trabalhistas MICROEMPREENDEDOR - Alterações INDIVIDUAL - MEI - Aspectos Previdenciários e Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 11/04/2011. Sumário: 12 Conceito Introdução 3.1 - Tributação

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS.

ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. ELABORACAO DE PLANO DE NEGÓCIOS. Resumo efetuado a partir do Manual Como Elaborar um plano de negócios SEBRAE/ 2013 Profa. Célia Regina Beiro da Silveira ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIOS PARA O 1º CONCURSO

Leia mais

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM 1- ATRAVÉS DA REDESIM PORTAL REGIN 1.1 -SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO MUNICIPAL ( EMPRESA SEM REGISTRO NA JUCEB) PASSO 1: PEDIDO DE VIABILIDADE DE INSCRIÇÃO A empresa

Leia mais

Formalizando o negócio

Formalizando o negócio NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Formalizando o negócio Manual Etapa 3/Parte 2 Bem-vindo! É um prazer ter você participando da Etapa 3 do Programa de Auto-Atendimento Negócio Certo,

Leia mais

Telefones: (51) 3561 1348 (51) 3551 1116 (51) 3551 1138 (51) 8407 4687 (51) 8406 4966. E-mail:

Telefones: (51) 3561 1348 (51) 3551 1116 (51) 3551 1138 (51) 8407 4687 (51) 8406 4966. E-mail: ACESSUS Contabilidade Ltda. CRC RS 3.677 Rua Theodomiro Porto da Fonseca, 210 sala 02 Bairro Centro Estância Velha RS (Próximo à Prefeitura Municipal) Telefones: (51) 3561 1348 (51) 3551 1116 (51) 3551

Leia mais

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento

Menu Processos. - Folha de Pagamento Mensal - Adiantamento (vale) - 13º Salário Parcela Final - 13º Salário Adiantamento Digitação de Holerith Processo da Folha de Pagamento Este item é responsável pela criação de sua folha de pagamento. A Digitação de Holerith permite o manuseio completo das mais diferentes situações. Esta

Leia mais

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL MANUAL DE CONSULTA DE SITUAÇÃO E REGULARIZAÇÃO Araçuaí-MG - Vale do Jequitinhonha 2015 CNPJ 10.643.596/0001-12 INSC. MUNICIPAL 1810-11 CRC-MG 9106/O R. Dr. Túlio Hostílio,

Leia mais

Prezado(a) candidato(a),

Prezado(a) candidato(a), Prezado(a) candidato(a), Por favor, fique atento às informações a seguir, as quais garantirão o bom andamento do seu processo de comprovação de informações para o PROUNI na ULBRA. Dedique alguns minutos

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto Descrição Prazo Valor Integral Valor com desconto Legalização de Empresa (Plano Platinum) Até 30 dias corridos 1.200 850,00 Abertura Completa de sua empresa: Contrato Social, CNPJ, Alvará, Inscrição Estadual).

Leia mais

MANUAL DO PGMEI Versão Janeiro/2016

MANUAL DO PGMEI Versão Janeiro/2016 MANUAL DO PGMEI Versão Janeiro/2016 PGMEI Pág. 1 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 1.1 APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA... 3 1.2 OBJETIVO DO PROGRAMA... 3 1.3 A QUEM SE DESTINA... 3 1.4 TRIBUTOS ABRANGIDOS PELO SIMEI...

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE PROCEDIMENTOS. Clientes ContMais

GUIA RÁPIDO DE PROCEDIMENTOS. Clientes ContMais GUIA RÁPIDO DE PROCEDIMENTOS Clientes ContMais G U I A R Á P I D O D E P R O C E D I M E N T O S ContMais Assessoria Contábil ContMais Assessoria Contábil Rua Antonio José da Silva Martelinho nº 192 Parque

Leia mais

MANUAL DO PGMEI. 1 Introdução. 1.1 Apresentação do Programa

MANUAL DO PGMEI. 1 Introdução. 1.1 Apresentação do Programa PGMEI PGMEI Pág. 1 MANUAL DO PGMEI 1 Introdução 1.1 Apresentação do Programa O Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (PGMEI) é um sistema

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS OBRIGAÇÕES MENSAIS SALÁRIOS CAGED INSS

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS OBRIGAÇÕES MENSAIS SALÁRIOS CAGED INSS AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS OBRIGAÇÕES MENSAIS SALÁRIOS O empregador deve efetuar o pagamento de salários aos empregados até o 5º (quinto) dia útil do mês subsequente ao vencido.

Leia mais

COMO ABRIR SEU NEGÓCIO

COMO ABRIR SEU NEGÓCIO COMO ABRIR SEU NEGÓCIO 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Reflexão Qual o principal motivo para buscar a formalização de seu negócio? É importante lembrarmos que: Para desenvolver suas

Leia mais

Veja abaixo como duplicar as informações da empresa modelo para as empresas.

Veja abaixo como duplicar as informações da empresa modelo para as empresas. 1 1. Duplicação das informações da empresa modelo Juntamente com a instalação da empresa modelo encaminhamos anexada a empresa modelo, que contem cadastros que podem ser utilizados nas empresas a serem

Leia mais

Neste bip. EFD Contribuições. Você sabia? Prazo final para entrega dos arquivos ECD e FCONT. edição 22 Junho de 2012

Neste bip. EFD Contribuições. Você sabia? Prazo final para entrega dos arquivos ECD e FCONT. edição 22 Junho de 2012 Neste bip EFD Contribuições... 1 Prazo final para entrega dos arquivos ECD e FCONT... 1 Configuração da Demonstração do Fluxo de Caixa... Configuração do Plano de Contas de acordo com a Lei 11.638/07...

Leia mais

Como contratar seu empregado

Como contratar seu empregado MEI - Microempreendedor Individual: Como contratar seu empregado O que você precisa para contratar o seu empregado? Para você que já se tornou MEI Microempreendedor Individual e precisa contratar um empregado,

Leia mais

Secretaria Municipal da Fazenda Serviço de Cadastro Mobiliário. 1. Documentação necessária para Inscrição e Alteração

Secretaria Municipal da Fazenda Serviço de Cadastro Mobiliário. 1. Documentação necessária para Inscrição e Alteração Cartilha Micro Empreendedor Individual (MEI) Alvará de Licença para Localização e Funcionamento Micro empreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FORMALIZAR PROCESSOS

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FORMALIZAR PROCESSOS DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FORMALIZAR PROCESSOS 01) ALTERAÇÃO DE DADOS NO CADASTRO IMOBILIÁRIO FISCAL ; - Registro do imóvel (emissão com menos de 1 ano); - CPF e identidade do titular ou dos sócios

Leia mais

Carnê da Cidadania do MEI

Carnê da Cidadania do MEI Carnê da Cidadania do MEI NOTÍCIAS ATENÇÃO: Vários empreendedores do Paraná começaram a receber o carnê!!! A Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República (SMPE/PR) vai enviar, pelos

Leia mais

Neste bip. Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho. Você Sabia? edição 26 Outubro de 2012

Neste bip. Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho. Você Sabia? edição 26 Outubro de 2012 Neste bip Prisão do Empregado e os reflexos no Contrato de Trabalho... Novo Documento para Cadastro de Trabalhador... 2 Tomador de Serviços... 2 Lançamento de Créditos Anteriores - EFD Contribuições...

Leia mais

Quem tem conhecimento vai pra frente

Quem tem conhecimento vai pra frente facadiferente.sebrae.com.br Fotos: Produtos do Projeto Gemas e Joias do Sebrae-PA blogdosempreendedores.com.br Livro Artesanato- Um negócio genuinamente brasileiro (Sebrae, Vol. 1, março 2008) 2.307.530

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS Palestra Imposto de Renda: "entenda as novas regras para os profissionais da Odontologia" Abril/2015 Palestra Imposto de Renda 2015 A Receita Federal do Brasil RFB para o exercício

Leia mais

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO

CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Projeto Legalize sua doméstica e pague menos INSS = Informalidade ZERO CARTILHA DIREITOS E DEVERES DO EMPREGADOR DOMÉSTICO E DA EMPREGADA DOMÉSTICA NO ESTADO DE PERNAMBUCO Realização Jornal Diario de Pernambuco

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. Educação Previdenciária

PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. Educação Previdenciária Todo(a) brasileiro(a), a partir de 16 anos de idade, pode filiar-se à Previdência Social e pagar mensalmente a contribuição para assegurar os seus direitos e a proteção à sua família. Vejamos com isso

Leia mais

Cartilha de prestação de contas

Cartilha de prestação de contas Cartilha de prestação de contas Identificação e manuseio de documentos fiscais Adequada para entidades que recebem ajuda financeira e necessitam prestar contas. 2012 SUMáRIO 1. Orientações para aquisição

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CLIENTE

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CLIENTE MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CLIENTE ORGANIZAÇÃO CONTÁBIL RAJA LTDA. I - INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo orientar ao cliente quanto aos procedimentos realizados por nossa empresa, para que todos tenham

Leia mais

CIRCULAR 001/2006 INSTRUÇÕES PARA ARQUIVO

CIRCULAR 001/2006 INSTRUÇÕES PARA ARQUIVO CIRCULAR 001/2006 INSTRUÇÕES PARA ARQUIVO Seguem abaixo, orientações sobre o arquivo de documentos em vossa empresa, para sua segurança e para melhor controle administrativo, facilitando assim qualquer

Leia mais

Manual da Rescisão Complementar

Manual da Rescisão Complementar Manual da Rescisão Complementar Atualizado em Abril/2009 Pág 1/16 Sumário Rescisão Complementar... 2 Reajuste salarial para funcionários demitidos... 3 Novos Campos cadastro de Sindicato... 4 Recálculo

Leia mais

MANUAL E ROTEIRO DE REGISTRO DE EMPRESAS E ENTENDIMENTO DOS SERVIÇOS RELACIONADOS À CONTABILIDADE

MANUAL E ROTEIRO DE REGISTRO DE EMPRESAS E ENTENDIMENTO DOS SERVIÇOS RELACIONADOS À CONTABILIDADE MANUAL E ROTEIRO DE REGISTRO DE EMPRESAS E ENTENDIMENTO DOS SERVIÇOS RELACIONADOS À CONTABILIDADE Elaborado por: KLUKE SERV. CONT. E ECON. LTDA. Em: Janeiro de 2008 Atualizado em: Novembro de 2008 REGISTRO

Leia mais

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a)

Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Direitos do(a) Empregado(a) Doméstico(a) Carteira de Trabalho e Previdência Social, devidamente anotada Devidamente anotada, especificando- se as condições do contrato de trabalho (data de admissão, salário

Leia mais

FGTS para as empresas. Fórum Trabalhista - 24/01/2013 Realização Sescon-RJ

FGTS para as empresas. Fórum Trabalhista - 24/01/2013 Realização Sescon-RJ FGTS para as empresas Fórum Trabalhista - 24/01/2013 Realização Sescon-RJ Roteiro Conectividade Social Regularizações Individualização Cadastral Parcelamento CRF Novo Modelo de TRCT Legislação do FGTS

Leia mais

PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA

PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA PASSO A PASSO PARA A EMISSÃO DA NOTA CARIOCA 1º PASSO Certificado Digital ou Senha Web? Existem duas formas de acessar o sistema para a emissão da NFS-e, uma com o Certificado Digital e a outra pela Senha

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DA BARRA DO QUARAÍ SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA

PREFEITURA MUNICIPAL DA BARRA DO QUARAÍ SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA SIMPLES MUNICIPAL (LEI MUNICIPAL Nº 1.273/2010) SUMÁRIO Apresentação 03 O que é o Simples Municipal 03 Quem coordena o Simples Municipal 03 Do Registro e Legalização de Empresas 04 Do Alvará 04 Da Sala

Leia mais

Receita Federal do Brasil. Lei Complementar 128. Alterações na Legislação Previdenciária

Receita Federal do Brasil. Lei Complementar 128. Alterações na Legislação Previdenciária Lei Complementar 128 Alterações na Legislação Previdenciária Microempreendedor Individual MEI Conceito: É o empresário individual, referido no art. 966 do Novo Código Civil, que tenha auferido receita

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

GUARDA DE DOCUMENTOS

GUARDA DE DOCUMENTOS GUARDA DE DOCUMENTOS Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física 1. VIDA FINANCEIRA 1.1 PAGAMENTO DE TRIBUTOS 1.1.1 Imposto de 5 anos, contados Renda de Pessoa a partir do Física (IRPF) e exercício

Leia mais

CARTILHA DO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

CARTILHA DO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL CARTILHA DO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL MARCOS ARAÚJO Presidente do SINDSIME ÍNDICE 1 3 5 7 9 INTRODUÇÃO LEI 2 VANTAGENS COMO ME ESCREVO OBTENÇÃO DE ALVARÁ 4 OBTENÇÃO DE ALVARÁ DOCUMENTAÇÃO FISCAL 6 AMBULANTES

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 16, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (consolidada com as alterações da Resolução CGSIM nº 17/2010)

RESOLUÇÃO Nº 16, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (consolidada com as alterações da Resolução CGSIM nº 17/2010) RESOLUÇÃO Nº 16, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 (consolidada com as alterações da Resolução CGSIM nº 17/2010) Dispõe sobre o procedimento especial para o registro e legalização do Microempreendedor Individual.

Leia mais

8. Regularização do Negócio

8. Regularização do Negócio 8. Regularização do Negócio Conteúdo 1. Forma Jurídica das Empresas 2. Consulta Comercial 3. Busca de Nome Comercial 4. Arquivamento do contrato social/requerimento de Empresário 5. Solicitação do CNPJ

Leia mais

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS

CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM A PEC DAS DOMÉSTICAS DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DO EMPREGADOR DOMÉSTICO = MENOS DEMISSÕES E MAIS FORMALIDADE Dê seu voto em www.domesticalegal.org.br CARTILHA PARA EMPREGADORES E TRABALHADORES DIREITOS E DEVERES COM

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA BAIXA DE EMPRESA

ROTEIRO BÁSICO PARA BAIXA DE EMPRESA ROTEIRO BÁSICO PARA BAIXA DE EMPRESA Em conformidade com o Novo Código Civil,o processo de baixa de registro de empresas,possui uma ordenação para retirada de certidões negativas e verificação de regularidade

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana

ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana São campos de informações, destinado exclusivamente a Prefeitura Municipal de Viana.

Leia mais

Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012

Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012 Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012 Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente

Leia mais

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...).

Infor-Pag. Importa lançamentos de outros Sistemas (Ponto Eletrônico, Convênios,...). Cálculos Infor-Pag CLT, Estagiários, Autônomos e Pró-Labore. Geral ou por Centro de Custos. Recálculo. Com o mesmo código de evento pode-se ter 3 tipos de movimento; Normal, diferença ou estorno. Permite

Leia mais

1º EDITAL UNIFICADO PARA EDUCAÇÃO BÁSICA CONCESSÃO DA BOLSA SOCIAL DE ESTUDO PARA O ANO LETIVO DE 2016

1º EDITAL UNIFICADO PARA EDUCAÇÃO BÁSICA CONCESSÃO DA BOLSA SOCIAL DE ESTUDO PARA O ANO LETIVO DE 2016 CHECKLIST Conferência de Documentos Bolsa Social de Estudo (Concessão) Nº DO PROCESSO: DATA: ALUNO: MATRÍCULA: SÉRIE: Quantidade de Membros: ANO: DOCUMENTOS RG e CPF De todos os membros maiores de 18 anos.

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Cortesia: FARO CONTÁBIL (www.farocontabil.com.br) Matéria publicada originalmente no Diário do Comércio Data: 01/08/2006 01 - CONCEITOS? 1.01.

Leia mais