Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica"

Transcrição

1

2 Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 Diretoria Administrativa DA Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação CGTI SEPN 515 Conjunto D, Lote 4, Ed. Carlos Taurisano Cep: Brasília/DF

3 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministro do Ministério da Justiça José Eduardo Cardozo Presidente Vinicius Marques de Carvalho Conselheiros Alessandro Serafin Octaviani Luis Ana de Oliveira Frazão Eduardo Pontual Ribeiro Gilvandro Vasconcelos Coelho de Araújo Márcio de Oliveira Júnior Ricardo Machado Ruiz Superintendente-Geral Carlos Emmanuel Joppert Ragazzo Economista-Chefe Luiz Alberto Esteves Procurador-Chefe Victor Santos Rufino Diretor Administrativo Pedro Lucio Lyra Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 3/93

4 Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação do, instituído pela Portaria do nº 14, de 22 de janeiro de 2014, composto respectivamente pelo representante e suplente das seguintes áreas: - Ricardo Leite Ribeiro da Presidência; - Diogo Thomson de Andrade e Guilherme D'Alessandro Silva da Superintendência-Geral; - Rodrigo Abreu Belon Fernandes e Fernanda Cunha Gomes da Procuradoria-Geral; - Felipe Costa Bispo e Dimas Mateus Fazio do Departamento de Estudos Econômicos; - Pedro Lúcio Lyra e Ingrith Elisabeth Vetterlein da Diretoria Administrativa; - Mariana Boabaid Dalcanale Rosa e Mariane Cortat Campos Melo da Assessoria de Planejamento e Projetos; - Joice Arantes Luciano e Francisco José Leite Colombo de Souza representante Auditoria; e - Vinicius Eloy dos Reis e Leonardo Rodrigues Torres da Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação. Equipe de elaboração do PDTI instituída pela Portaria do nº 136, de 21 de agosto de Ana Beatriz Natario de Aguiar - Belmiro da Graça Soares - Diogo Thomson de Andrade - Fernanda Cunha Gomes - Francisco José Leite Colombo de Souza - Gerson Carvalho Bênia - Guilherme D'Alessandro Silva - Mariane Cortat Campos Melo - Patrick Carvalho Liberato de Mattos - Paulo Eduardo Silva de Oliveira - Renato Veras de Oliveira - Thyssyanna Bentes Lemanski L. Rodrigues - Vinicius Eloy dos Reis Elaboração da capa - Alexandre Matheus Rodrigues Santos Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 4/93

5 Histórico de alterações Data Versão Descrição Autor 28/2/ Aprovação da versão 1.0 do PDTI 2014/2016 Equipe de elaboração do PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 5/93

6 Sumário 1 INTRODUÇÃO Objetivo do PDTI Conteúdo do PDTI Abrangência do PDTI Período de vigência do PDTI Período de revisão do PDTI Histórico do PDTI do METODOLOGIA APLICADA PROCESSO DE PLANEJAMENTO DE TI Ciclo do Planejamento de TI Ferramentas utilizadas para gestão do PDTI TERMOS E ABREVIAÇÕES DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA PRINCÍPIOS E DIRETRIZES ORGANIZAÇÃO DO E DA UNIDADE DE TI REFERENCIAL ESTRATÉGICO DE TI Missão da TI do : Visão da TI do Valores da TI Objetivos Estratégicos da TI Análise ambiental da TI ALINHAMENTO COM AS ESTRATÉGIAS DE GOVERNO Mapa Estratégico do Mapa Estratégico da TI do Mapa Estratégico da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação INVENTÁRIO DE NECESSIDADES Critérios de Priorização s Identificadas PLANO DE METAS E DE AÇÕES PLANO DE GESTÃO DE PESSOAS de pessoal de TI Plano de capacitação de TI PLANO DE GESTÃO DE RISCOS PLANO DE INVESTIMENTOS E CUSTEIO Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 6/93

7 15 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA DE TI FATORES CRÍTICOS PARA A IMPLANTAÇÃO DO PDTI CONCLUSÃO ANEXO I - RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR ANEXO II - AUTODIAGNÓSTICO DO SISP ANEXO III - PORTARIA DO GRUPO DE TRABALHO ANEXO IV - PLANO DE TRABALHO ANEXO V - LISTA DE PRESENÇA DAS REUNIÕES ANEXO VI - PORTARIA DE PUBLICAÇÃO DO PDTI 2014/ Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 7/93

8 Lista de figuras Figura 1: Histórico do Figura 2: Fases do Processo de Elaboração do PDTI Figura 3: Cronograma de marco do projeto Figura 4: Ciclo da Estrutura do PDTI do Figura 5: Processo de Planejamento de TI Figura 6: Estrutura do PDTI do Figura 7: Interação entre o Geplanes e GEPnet Figura 8: Organograma do Figura 9: Organograma da unidade de TI do Figura 10: Mapa estratégico do Figura 11: Mapa estratégico da TI do Figura 12: Mapa estratégico da EGTI Figura 13: Proposta de organograma para CGTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 8/93

9 Lista de Tabelas Tabela 1: Descrição dos processos Tabela 2: Termos e abreviações Tabela 3: Documentos de referência Tabela 4: Princípios e diretrizes Tabela 5: Descrição das atividades áreas da CGTI Tabela 6: Objetivos estratégicos da TI Tabela 7: Análise ambiental da TI Tabela 8: Alinhamento com as estratégias de governo Tabela 9: Critérios de priorização das necessidades de TI Tabela 10: s Identificadas Tabela 11: Plano de metas e de ações Tabela 12: Força de trabalho da CGTI Tabela 13: Mapeamento de competências relacionadas a TI Tabela 14: Análise de riscos Tabela 15: Matriz de probabilidade e impacto Tabela 16: Plano de investimento e custeio Tabela 17: Proposta Orçamentária de TI Tabela 18: Resultado do PDTI 2011/ Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 9/93

10 APRESENTAÇÃO O Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI é instrumento de gestão para a execução das ações de tecnologia da informação TI do Conselho Administrativo de Defesa Econômica, possibilitando justificar os recursos aplicados em TI, minimizar o desperdício, garantir o controle, aplicar esforços naquilo que é considerado mais relevante e, por fim, melhorar o gasto público e o serviço prestado ao cidadão. O PDTI é um projeto do Planejamento Estratégico 2013/2016 do e está alinhado ao objetivo Promover o uso integrado de informações. Outro alinhamento deste projeto é com a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação 2013/2015 EGTI, no seu objetivo 3.Aperfeiçoar a governança de TI. A elaboração do PDTI foi tratada como projeto, onde o planejamento e a gestão foram realizados no software de gerenciamento de projetos utilizado no, o GEPnet. O PDTI do foi produzido pela equipe de elaboração do PDTI EqPDTI instituída pela Portaria do nº 136, de 21 de agosto de O Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação CETI do foi responsável por sua revisão e aprovação. O presente documento se estrutura da seguinte forma. Primeiramente apresenta informações iniciais sobre o PDTI como: abrangência; período de vigência e revisão; metodologia aplicada; levantamento de documento de referência, princípios e diretrizes. No segundo momento é apresentado: referencial estratégico de TI; o levantamento do alinhamento estratégico; critérios de priorização das necessidades de TI; inventário das necessidades de TI. Na última parte consta: plano de metas e ações; plano de gestão de pessoas; plano de custeio e investimento; plano de gestão de risco. Os documentos ou informações adicionais utilizadas para elaboração do PDTI foram colocados na seção Anexo deste plano. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 10/93

11 1 INTRODUÇÃO O é uma autarquia federal, vinculada ao Ministério da Justiça, com sede e foro no Distrito Federal, criada pela Lei nº 4.137/1962, que exerce, em todo o Território nacional, as atribuições dadas pela Lei nº , de 30 de novembro de O Conselho tem como missão zelar pela livre concorrência no mercado, sendo a entidade responsável, no âmbito do Poder Executivo, não só por investigar e decidir, em última instância, sobre a matéria concorrencial, como também fomentar e disseminar a cultura da livre concorrência. Com a publicação da Lei nº , que estruturou o Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência SBDC, impôs uma série de desafios ao. Visando ao fortalecimento da defesa da concorrência e dos consumidores a lei, previu a substancial ampliação do órgão antitruste brasileiro e de suas competências. A unidade de tecnologia da informação do vem passando por reestruturação para atender os novos desafios e novas competências do órgão. O presente PDTI foi preparado com o intuito de estabelecer os objetivos estratégicos de TI para o período de 2014 a 2016, de modo a atender à missão institucional do Conselho. Este Plano Diretor de Tecnologia da Informação está alinhado ao Plano Plurianual (Plano Mais Brasil) bem como ao Planejamento Estratégico do para o quadriênio e a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação do Poder Executivo para o triênio Conforme Decreto nº 7.579, de 11 de novembro de 2011, o compõe o Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação SISP classificado com órgão Seccional. No seu artigo 1, o Decreto 7.579, afirma: Ficam organizados sob a forma de sistema, com a denominação de Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação - SISP, o planejamento, a coordenação, a organização, a operação, o controle e a supervisão dos recursos de tecnologia da informação dos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, em articulação com os demais sistemas utilizados direta ou indiretamente na gestão da informação pública federal. A Instrução Normativa Nº. 04/2010 da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação SLTI do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão MP em seu art. 2, inciso XXII, define o Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI como o instrumento de planejamento de Tecnologia da Informação TI a ser utilizado no âmbito da Administração Pública Federal. Ainda, segundo o normativo, um PDTI é um instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade para um determinado período. Existem vários instrumentos legais que trazem a obrigatoriedade de planejamento para as organizações públicas. O PDTI demonstra como uma organização pode realizar a transição de uma Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 11/93

12 situação atual para uma situação futura, a partir da definição de um plano metas e ações. Vale destacar que o planejamento de TI é importante para centralizar esforços para melhorar a realidade do órgão. A Instrução Normativa Nº. 04/2010, no seu Art. 4º traz a exigência de planejamento das contratações de soluções de TI: As contratações de que trata esta Instrução Normativa deverão ser precedidas de planejamento, elaborado em harmonia com o PDTI, alinhado ao planejamento estratégico do órgão ou entidade. 1.1 Objetivo do PDTI O objetivo do PDTI do é ser uma ferramenta de planejamento, gestão e governança das ações relacionadas à tecnologia da informação. Os objetivos específicos com a publicação deste instrumento, são: Planejamento e acompanhamento das ações de TI; Efetividade nas contratações de TI; Fortalecimento das ações de TI; Integrar as necessidades de TI das áreas do ; Otimizar os esforços; Garantir o controle das ações de TI; Aplicar os recursos naquilo que é considerado mais estratégico; Melhorar o serviço prestado para sociedade e para ; etc. 1.2 Conteúdo do PDTI Para elaboração do PDTI foi utilizado o Modelo de Referência de PDTI do SISP com alguns elementos da metodologia Balanced Scorecard BSC. Este PDTI tem a estratégia de tecnologia da informação do e proporcionará a migração da situação atual para uma situação futura, a partir da definição do planejamento de TI. O PDTI proporcionará o alinhamento das soluções de TI com as estratégias desta autarquia. Apesar de o PDTI ser um instrumento tático/operacional este documento traz alguns elementos estratégicos da TI, como: missão, visão, valores, objetivos estratégicos, necessidades de TI, indicadores e metas. O planejamento de TI do Conselho será consolidado no PDTI. 1.3 Abrangência do PDTI Este plano abrange todas as áreas de negócio do Conselho de Administração de Defesa Econômica, localizado na SEPN 515 Conjunto D, Lote 4, Edifico Carlos Taurisano, CEP: , Brasília, Distrito Federal. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 12/93

13 1.4 Período de vigência do PDTI O período de vigência deste Plano Diretor de Tecnologia da Informação do é de 2014 até Este tempo foi definido para que o PDTI acompanhe o período do Planejamento Estratégico do Conselho. 1.5 Período de revisão do PDTI O PDTI não é um documento imutável, pelo contrário, ele é um instrumento vivo que deve ser atualizado quando o identificar mudanças no ambiente interno ou externo. Ao longo do período de sua validade, ele deve ser revisto e atualizado para atender às novas necessidades e estratégias. Este plano será revisado anualmente, de modo a atualizar diretrizes, planos e, principalmente, consolidar a proposta orçamentária de TI para o exercício seguinte. Toda versão do PDTI deverá ser aprovada pelo Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação do. 1.6 Histórico do PDTI do O primeiro projeto de elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação do foi realizado no início de 2011, onde o plano teve vigência do período de 2011 até Em 21 de março de 2011 foi publicada a Portaria do nº 31 aprovando o PDTI 2011/2012. Em 21 de agosto de 2013 foi publicada a Portaria nº 137 prorrogando o PDTI até 31 de dezembro de No mesmo dia foi publicada a Portaria nº 136, instituindo a equipe de elaboração do PDTI 2014/2016. A figura abaixo demonstra o histórico Janeiro - Elaboração do projeto do PDTI 2011/2012; Março - Publicação da Portaria nº 31, de 21 de março de 2011, aprovando o PDTI para o período 2011/2012. Agosto - Publicação da Portaria nº 136, de 21 de agosto de 2013, aprovando elaboração do PDTI 2014/2016 e designar a equipe de elaboração do PDTI; Agosto - Publicação da Portaria nº 137, de 21 de agosto de 2013, prorrogando o PDTI 2011/2012 até 31/12/2013; Outubro - Publicação da Portaria nº 169, de 2 de setembro de 2013, incluindo novas necessidade no PDTI 2011/2012; Fevereiro - Publicação da Portaria nº 63, de 28 de fevereiro de 2014, aprovando o PDTI para o período 2014/2016. Figura 1: Histórico do. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 13/93

14 2 METODOLOGIA APLICADA Existem vários modelos e metodologias para criação do planejamento de TI. Para elaboração do PDTI, o utilizou o Guia de Elaboração de PDTI do SISP versão 1.0, publicado pela SLTI/MP, disponível no endereço: Este guia foi elaborado pelo grupo de consultores de gestão e governança do SISP e baseado no material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação do programa Desenvolvimento de Gestores de Tecnologia da Informação DGTI da Escola Nacional de Administração Pública ENAP. Foi utilizada também como referência a metodologia chamada Balanced Scorecard- BSC. Esta mesma técnica também foi utilizada no Planejamento Estratégico do Cade 2013/2016 e na Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI 2013/2015. O guia do SISP define 3 (três) fases que compõem o processo de elaboração do PDTI: preparação, diagnóstico e planejamento. Primeiramente a fase de preparação representa o início do projeto de elaboração do PDTI, onde é definido a abrangência e o período do PDTI, constituída a equipe de elaboração, identificado os documentos de referências, planejado o projeto, etc. A fase de diagnóstico caracteriza-se por buscar compreender a situação atual da TI do para, em consonância com esse quadro, identificar as necessidades de TI que se espera resolver. Para isso, contempla processos relacionados à análise do PDTI anterior ( ), análise estratégica e levantamento de necessidades. Por fim, a fase de planejamento tem como objetivo planejar o atendimento das necessidades de TI, estabelecendo os planos e as ações adequados para o alcance dos objetivos esperados. Para isso, contempla os processos relacionados à priorização e planejamento das necessidades, definição de indicadores e metas, abrangendo aspectos de pessoal, orçamentários e riscos.. A figura abaixo representa o processo de elaboração do PDTI da metodologia utilizada pelo Figura 2: Fases do Processo de Elaboração do PDTI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 14/93

15 Para materialização das informações, das decisões, das estratégias, etc, que foram utilizadas durante o projeto foi utilizado o documento chamado Modelo de Referência de PDTI do SISP. Este modelo compõe o Guia de Elaboração de PDTI do SISP. A decisão de utilizar o Guia foi motivada também pela EGTI, onde no seu objetivo 3. Aperfeiçoar a governança de TI possui o indicador 3.3. Número de órgãos com PDTI aderente ao modelo de referência do SISP. A equipe de elaboração foi composta por servidores representantes das seguintes áreas: Assessoria de Planejamento ASPLAN, Assessoria Internacional ASSINT, Auditoria AUDIT, Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas CGESP, Coordenação-Geral de Orçamento, Finanças e Logística CGOFL, Coordenação-Geral Processual CGP, Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação CGTI, Departamento de Estudos Econômicos DEE, Procuradoria Federal Especializada Junto ao Cade PRO, Superintendência-Geral SG. O projeto foi coordenado pela CGTI. Durante a elaboração do plano foram utilizadas as seguintes técnicas e ferramentas: reuniões, entrevistas, brainstorming, planilhas, formulários, visitas as unidades, análise do histórico das demandas, etc. A elaboração do PDTI foi tratada como um projeto. Foram realizadas reuniões temáticas com a equipe de elaboração, conforme lista de presença no Anexo V deste documento. A figura abaixo representa o cronograma de marco do projeto. Figura 3: Cronograma de marco do projeto. Foi aberto o chamado nº 4968 na Central de Serviço e Suporte do SISP C3S para avaliar aderência do PDTI 2014/2016 do com o modelo de referência do SISP. O grupo de consultores de gestão e governança do SISP analisou o documento e emitiu o relatório de Análise Preliminar de PDTI com comentários, recomendações e orientações. Muitos desses itens foram implementados nesta versão do PDTI, outras ficarão para revisão do documento planejada para o último trimestre de 2014, por causa da atual maturidade do órgão e da equipe de elaboração. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 15/93

16 3 PROCESSO DE PLANEJAMENTO DE TI 3.1 Ciclo do Planejamento de TI O planejamento de TI não deve ser um documento estático, deve ser aprimorado continuamente. Para o ciclo do PDTI será utilizado o método de melhoria contínua, chamado PDCA (P-Plan; D-Do, C-Check, A-Act). O ciclo PDCA é a base para a melhoria da qualidade, utilizado para o controle e o aperfeiçoamento contínuo dos processos. As etapas sucessivas de cada ciclo PDCA, são: Planejar: elaborar o planejamento de TI. Para esta etapa foi utilizado o Guia de Elaboração de PDTI do SISP; Executar: realizar as atividades necessárias para executar o PDTI. Coleta os dados para mapeamento e análise das próximas etapas "Verificar" e "Agir"; Verificar: analisar o resultado atual e compará-lo em relação aos resultados esperados, definidos na etapa Planejar ; Agir: tomar ações preventivas e corretivas sobre as diferenças entre os resultados atuais e planejados. Figura 4: Ciclo da Estrutura do PDTI do. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 16/93

17 O fluxo abaixo demonstra o ciclo do planejamento de TI com seus respectivos processos e as respectivas técnicas e ferramentas. Essa é uma proposta, que será validada na execução do PDTI do. No momento da revisão do PDTI esses processos também devem ser executados começando pela fase da Planejar. Figura 5: Processo de Planejamento de TI. A tabela abaixo traz os processos de planejamento de TI com uma breve descrição das suas atividades. Nome do processo Descrição das macros atividades Executar os processos e atividades descritas no Guia de Elaboração de PDTI do SISP. Execução dos projetos listados no inventário de necessidades de TI; Realizar as contratações previstas no inventário de necessidades de TI; Coletar os indicadores do PDTI; Atualizar informações sobre o andamento das contratações e projetos; Gerenciar os riscos associados à execução do PDTI, etc. Analisar os relatórios de desempenho do PDTI; Acompanhar o cumprimento dos indicadores e metas; Identificar as mudanças estratégicas; Verificar a execução do Plano de Investimento; Monitorar os riscos do PDTI; Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 17/93

18 Avaliar o resultado da execução do PDTI; Informar ao Comitê Estratégico de TI o andamento do PDTI Realizar auditoria da execução do PDTI, etc. Realizar ações preventivas e corretivas para ajustes na execução do PDTI; Identificar a necessidade de inclusão de novas necessidades de TI, etc. Tabela 1: Descrição dos processos. A estrutura do PDTI do está representada na figura abaixo: Figura 6: Estrutura do PDTI do. 3.2 Ferramentas utilizadas para gestão do PDTI Para melhor acompanhamento do planejamento de TI do serão utilizados duas ferramentas. A primeira é o software público Geplanes disponibilizado no Portal de Software Público Brasileiro, que tem com objetivo fazer a gestão do PDTI com seus objetivos, indicadores e metas, necessidades de TI, etc. A segunda é o software GEPNet Gestor de Escritório de Projetos, cedido pelo Departamento da Polícia Federal DPF, do Ministério da Justiça MJ. O GEPNet será a ferramenta utilizada para gerenciar os projetos do PDTI. As duas ferramentas funcionaram de forma complementar. O Geplanes gerencia as informações sobre a estratégia de TI do, indicadores do PDTI, inventário de necessidades, indicadores, metas, etc. Já no GEPnet tem as informações sobre o andamento dos projetos e das contratações, relatórios de acompanhamento, lições aprendidas, etc. Atualmente a troca de informações e atualizações destas ferramentas acontecem de forma manual. Futuramente uma iniciativa será realização da interoperabilidade entre as soluções. A instalação desses softwares foi inventariada nas necessidades deste PDTI. Para o gerenciamento dos projetos do PDTI será utilizada a Metodologia de Gerenciamento de projetos do. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 18/93

19 Abaixo a figura sistematiza a troca de informações entre o Geplanes e o GEPnet. Figura 7: Interação entre o Geplanes e GEPnet. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 19/93

20 4 TERMOS E ABREVIAÇÕES Os conceitos relacionados a termos técnicos e abreviações mencionadas no decorrer deste documento, são apresentados na tabela abaixo. Termo e Abreviação AC APF C3S CETI CGESP CGTI Cobit EGTI EqPDTI GSI ID IN ISO/IEC ITIL MGPP-SISP MGP-SISP MJ MP PDTI PETI PLS PPA PR SBDC SBP SISP SLTI SWOT TCU TI Descrição Acórdão Administração Pública Federal Central de Serviço e Suporte do SISP Conselho Administrativo de Defesa Econômica Comitê Estratégico de Tecnologia da Informação Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação Control Objectives for Information and related Technology Estratégia Geral de Tecnologia da Informação Equipe de Elaboração do PDTI Gabinete de Segurança Institucional Identificador Instrução Normativa International Organization for Standardization/ International Electrotechnical Commission Information Technology Infrastructure Library Metodologia de Gerenciamento de Portfólio de Projetos do SISP Metodologia de Gerenciamento de Projetos do SISP Ministério da Justiça Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Plano Diretor de Tecnologia da Informação Plano Estratégico de Tecnologia da Informação Plano de Gestão de Logística Sustentável Plano Plurianual Presidência da República Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência Software Público Brasileiro Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Strengths, Weaknesses, Opportunities, and Threats Tribunal de Contas da União Tecnologia da Informação Tabela 2: Termos e abreviações Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 20/93

21 5 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA A elaboração do PDTI do baseou-se em documentos legais, políticas públicas, estratégias, diretrizes e boas práticas. A tabela abaixo apresenta os documentos que serviram como material de referência para elaboração do plano. ID Documento de Referência Origem DR01 Constituição Federal/1988 Constituição da República Federativa do Brasil de DR02 Decreto Lei nº 200/1967 Estabelece a descentralização de atividades de execução da Administração Federal para possibilitar Administração se dedicar às tarefas de planejamento, coordenação, supervisão e controle. DR03 PPA 2012/2015 Institui o Plano Plurianual da União para o período de 2012 a (Lei nº /2012) DR04 Lei nº /2011 Estrutura o Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência; dispõe sobre a prevenção e repressão às infrações contra a ordem econômica; altera a Lei no 8.137, de 27 de dezembro de 1990, o Decreto-Lei no 3.689, de 3 de outubro de Código de Processo Penal, e a Lei no 7.347, de 24 de julho de 1985; revoga dispositivos da Lei no 8.884, de 11 de junho de 1994, e a Lei no 9.781, de 19 de janeiro de 1999; e dá outras providências. DR05 Lei nº /2011 Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do 3o do art. 37 e no 2o do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei no , de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei no 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. DR06 Decreto nº 7.738/2012 Aprova a Estrutura Regimental e o Quadro Demonstrativo dos Cargos em Comissão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica ; remaneja cargos em comissão e funções de confiança; altera os Decretos no 6.061, de 15 de março de 2007, no 2.181, de 20 de março de 1997, e no 1.306, de 9 de novembro de DR07 Regimento Interno do (RI) Regimento Interno atualizado em 28 de março de Texto aprovado pela Resolução nº 1/2012 e alterado pela Resolução nº 5/2013. DR08 Planejamento Estratégico do 2013/2016 Planejamento Estratégico Institucional 2013/2016, aprovado pelo Tribunal na sessão de julgamento do dia 6 de junho de DR09 PDTI 2011/2012 Plano Diretor de Tecnologia da Informação do para o biênio 2011/2012 aprovado pelo Presidente Interino, através da Portaria nº 31, de 21 de março de 2011, publicada no Diário Oficial da União nº 57, de 24 de março de DR10 Plano de Gestão de Logística Sustentável Promove os princípios de sustentabilidade socioambiental do. DR11 Relatório de Gestão do Exercício 2012 Relatório de Gestão do exercício de 2012 apresentado aos órgãos de controle interno e externo como prestação de contas ordinárias anual a que esta Unidade está obrigada nos termos do art. 70 da Constituição Federal. DR12 Portaria nº 46/2012 Institui no âmbito do o Serviço de Informação ao Cidadão (SIC ). DR13 Portaria nº 142/2012 Delega e subdelega competências para ordenar despesas no âmbito do. DR14 Portaria nº 137/2013 Prorroga o Plano Diretor de Tecnologia da Informação - PDTI até o dia 31/12/2013. DR15 Decreto nº /1990 Regulamenta, no âmbito da Administração Pública Federal, o reaproveitamento, a movimentação, a alienação e outras formas de Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 21/93

22 desfazimento de material. DR16 Decreto nº 2.271/1997 Dispõe sobre a contratação de serviços pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. DR17 Decreto nº 5.450/2005 Regulamenta o pregão, na forma eletrônica, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências. DR18 Decreto nº 7.579/2011 Dispõe sobre o Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação - SISP, do Poder Executivo federal. DR19 IN GSI/PR nº 01/2008 Disciplina a Gestão de Segurança da Informação e Comunicações na Administração Pública Federal, direta e indireta. DR20 IN SLTI/MP nº 01/2011 Dispõe sobre os procedimentos para o desenvolvimento, a disponibilização e o uso do Software Público Brasileiro SPB. DR21 IN SLTI/MP nº 02/2008 Dispõe sobre regras e diretrizes para a contratação de serviços, continuados ou não. DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 Dispõe sobre o processo de contratação de Soluções de Tecnologia da Informação pelos órgãos integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP) do Poder Executivo Federal. DR23 EGTI 2013/2015 (Resolução nº 1/2012) DR24 DR25 DR26 DR27 Acórdãos dos órgãos de controle Documentos de Governo Eletrônico Melhores práticas de gestão e governança de TI Guias, manuais, processos e metodologias do SISP Instrumento de gestão do SISP, que traça a direção da TI, definindo o plano estratégico que visa promover a melhoria contínua da gestão e governança de TI, assim como a sustentação da infraestrutura, além de subsidiar os órgãos do SISP, inclusive em atendimento ao que determina o Art. 3º. da Instrução Normativa (IN) SLTI/MP nº 04, de 12 de novembro de AC /12-P TCU; AC-2.746/2010-P TCU; AC /10-P TCU; AC /08-P TCU; AC /12-P TCU. Documentos elaborados para Governo Eletrônico: e-mag, e-ping, e-pwg, Portal dos Dados Abertos. Melhores práticas relacionadas à gestão e governança de TI: PMBok, Cobit, Itil, CMMI, ISO/IEC e (gestão da segurança da informação), ISO/IEC (Governança Corporativa de TI), ISO/IEC (Gestão de Serviços de TI). Catálogo de Serviços de Consultoria do SISP; Guia de Comitê de TI do SISP; Guia de Elaboração do PDTI; Guia Prático para Contratações de Soluções de TI; Guia de Segurança da Informação do SISP; Metodologia de Gerenciamento de Portfólio de Projetos do SISP; Metodologia de Gerenciamento de Projetos do SISP; Modelo de Referência de PDTI SLTI/MP Processo de Software do SISP; Roteiro de Métricas de Software do SISP. Plano Anual de Auditoria Interna do. DR28 Plano Anual de Auditoria Interna DR29 Plano de Capacitação do SISP Plano de capacitação anual do Sistema de Administração de Recursos de Tecnologia da Informação. DR30 Plano Brasil 2022 Planejamento elaborado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. DR31 Portaria nº 207/2013 Dispõe sobre a Política de Capacitação e Desenvolvimento dos Servidores em exercício no Conselho Administrativo de Defesa Econômica Cade e dá outras providências DR32 Decreto nº 8.135/2013 Dispõe sobre as comunicações de dados da administração pública federal direta, autárquica e fundacional, e sobre a dispensa de licitação nas Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 22/93

23 DR33 Decreto nº 7.903/2013, nº 8.184/2014, nº 8.186/2014 e nº 8194/2014. contratações que possam comprometer a segurança nacional. Estabelece a aplicação de margem de preferência em licitações realizadas no âmbito da administração pública federal. DR34 Decreto nº 7.174/2010 Regulamenta a contratação de bens e serviços de informática e automação pela administração pública federal, direta ou indireta, pelas fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público e pelas demais organizações sob o controle direto ou indireto da União. DR35 Decreto nº 2.271/1997 Dispõe sobre a contratação de serviços pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional e dá outras providências. DR36 Lei nº /2002 Institui, no âmbito da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, nos termos do art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, modalidade de licitação denominada pregão, para aquisição de bens e serviços comuns, e dá outras providências. Tabela 3: Documentos de referência. 6 PRINCÍPIOS E DIRETRIZES Os princípios determinam o ponto de partida para o planejamento e as diretrizes são instruções para o alcance dos objetivos do PDTI. Eles orientaram o conteúdo do PDTI, apoiando na priorização de necessidades e critérios para aceitação de riscos. PDTI. Destaca-se abaixo, os principais princípios e diretrizes norteadores para elaboração desse ID Princípios e diretrizes Origem PD01 PD02 PD03 PD04 PD05 Elaborar o PDTI alinhado aos instrumentos estratégicos do governo e do. As contratações de soluções de TI deverão ser precedidas de planejamento, elaborado em harmonia com o PDTI, alinhado aos instrumentos estratégicos do governo e do. As contratações de soluções de TI deverão observar critérios de sustentabilidade. As contratações de soluções de TI deverão observar as competências de ordenamento de despesas de TI. As necessidades de TI deverão ser objetivas, claras e mensuráveis que indiquem o alcance dos resultados pretendidos. DR03 PPA 2012/2015 DR08 Planejamento Estratégico do 2013/2016 DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR23 EGTI 2013/2015 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI DR03 PPA 2012/2015 DR08 Planejamento Estratégico do 2013/2016 DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR23 EGTI 2013/2015 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI DR10 Plano de Gestão de Logística Sustentável DR13 Portaria nº 142/2012 DR16 Decreto nº 2.271/1997 DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR24 Acórdãos dos órgãos de controle; DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 23/93

24 PD06 PD07 PD08 PD09 PD10 PD11 PD12 PD13 PD14 Todas as necessidades de TI deverão visar o atendimento da missão do. Toda ação de TI deve observar as diretrizes de segurança da informação e comunicação. Maximizar a terceirização das atividades de execução e operação, ficando com o as tarefas de planejamento, coordenação, supervisão e controle. As atividades que envolvam informações, procedimentos, atividades sigilosas serão executas pelo. Sempre que possível as soluções de TI deverão ter garantia e suporte de 5 anos. Sempre que possível, o deverá alinhar suas ações com o órgão setorial (MJ) e com o órgão central do SISP (SLTI/MP). Deve-se observar o Portal do Software Público e o Catálogo de Software do SISP antes de iniciar o desenvolvimento de um novo sistema. Os sistemas de informação desenvolvidos pelo, sempre que possível, serão disponibilizados no Portal do Software Público e no Catálogo de Software do SISP. O desfazimento de bens de TI deverá seguir as orientações da SLTI/MP. Todos os serviços e os processos de TI críticos para a organização devem ser monitorados (planejados, organizados, documentados, implementados, medidos, acompanhados, avaliados e melhorados). DR03 PPA 2012/2015 DR08 Planejamento Estratégico do 2013/2016 DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR19 IN GSI/PR Nº 01/2008 DR23 EGTI 2013/2015 DR02 Decreto-lei nº200/1967 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI DR18 Decreto nº 7.579/2011 DR23 EGTI 2013/2015 DR23 EGTI 2013/2015 DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR20 IN SLTI/MP nº 01/2011 DR23 EGTI 2013/2015 DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR20 IN SLTI/MP nº 01/2011 DR10 Plano de Gestão de Logística Sustentável DR15 Decreto nº /1990 DR24 Acórdãos dos órgãos de controle; DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI PD15 Todas as contratações soluções de TI deverão estar no PDTI. DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR24 Acórdãos dos órgãos de controle DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI PD16 PD17 O pagamento de serviços contratados deve, sempre que possível, ser definido em função de resultados objetivamente mensurados. A licitação de soluções de TI que possuam padrões de desempenho e de qualidade objetivamente definidos com base em especificações usuais no mercado, deve ser obrigatoriamente realizada por Pregão. DR16 Decreto nº 2.271/1997 DR22 IN SLTI/MP nº 04/2010 DR24 Acórdãos dos órgãos de controle DR17 Decreto nº 5.450/2005 DR24 Acórdãos dos órgãos de controle DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI PD18 Adoção de padrões de gestão e governança do SISP. DR09 Documentos de Governo Eletrônico DR18 Decreto nº 7.579/2011 DR23 EGTI 2013/2015 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI PD19 Adoção de padrões de governo eletrônico: acessibilidade, interoperabilidade, dados abertos, etc. DR18 Decreto nº 7.579/2011 DR23 EGTI 2013/2015 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI DR27 Guias, manuais, processos e Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 24/93

25 metodologias do SISP. PD20 Priorização de plataforma Web no desenvolvimento de sistemas e interface de usuários, permitindo o uso eficaz de recursos, a ampliação da acessibilidade pelos usuários e a integração entre os sistemas aplicativos. DR09 Documentos de Governo Eletrônico DR09 PDTI 2011/2012 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI PD21 Utilização de impressoras departamentais (ilhas de impressão e cópias) em detrimento do uso de impressoras individuais, sempre que viável técnica e economicamente. DR09 PDTI 2011/2012 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI PD22 Aderir sempre que possível às compras compartilhadas. DR02 Decreto Lei nº 200/1967 DR23 EGTI 2013/2015 DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI PD23 Disponibilizar serviços para sociedade por meio eletrônico, mantendo o portal de Guia de Serviços do Governo Federal atualizado. PD24 PD25 As iniciativas de TI serão priorizadas pelos critérios de: gravidade, urgência, tendência, de implementação, abrangência, relacionamento com atividade fim do e prioridade da alta administração. Priorizar aquisição de soluções de TI fabricada ou desenvolvida internamente no país com vistas à promoção do desenvolvimento nacional sustentável. Tabela 4: Princípios e diretrizes. DR23 EGTI 2013/2015 DR25 Documentos de Governo Eletrônico DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI DR24 Acórdãos dos órgãos de controle; DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI DR27 Guias, manuais, processos e metodologias do SISP. DR26 Melhores práticas de gestão e governança de TI DR33 - Decreto nº 8.184/2014, Decreto nº 8.186/2014 e Decreto nº 8194/2014. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 25/93

26 7 ORGANIZAÇÃO DO E DA UNIDADE DE TI O Decreto nº 7.738, de 28 de maio de 2012, dispõe sobre a estrutura regimental do. A figura abaixo representa a organização do Conselho. Figura 8: Organograma do. Conforme Regimento Interno as competências da Diretoria Administrativa, onde a Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação está vinculada, são: Art. 17. Compete à Diretoria Administrativa: I - implementar as decisões do Presidente do relativas à administração da autarquia; II - planejar, coordenar e supervisionar a execução das atividades relacionadas com os sistemas federais de planejamento e de orçamento, de organização e modernização administrativa, de contabilidade e de administração financeira, de administração de recursos de informação e informática, de recursos humanos e de serviços gerais, no âmbito do ; III - promover a articulação com os órgãos centrais dos sistemas federais, referidos no inciso anterior, e informar e orientar os órgãos do quanto ao cumprimento das normas administrativas estabelecidas; IV - promover a elaboração e consolidação dos planos e programas das atividades de sua área de competência e submetê-los à decisão superior; V - acompanhar e promover a avaliação de projetos e atividades; VI - desenvolver as atividades de execução orçamentária, financeira e contábil no âmbito do ; Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 26/93

27 VII - realizar tomadas de contas dos ordenadores de despesa e demais responsáveis por bens e valores públicos e de todo aquele que der causa a perda, extravio ou outra irregularidade que resulte dano ao erário; VIII - supervisionar o serviço de andamento processual. A CGTI é a unidade responsável pela gestão de recursos de tecnologia da informação. Encontram-se subordinada a CGTI as seguintes áreas: Serviço de Gestão e Governança de TI, Serviço de Sistemas de Informação e Serviço de Infraestrutura e Segurança da Informação. Coordenação -Geral de Tecnologia da Informação (Código Siorg ) Serviço de Gestão e Governança de Tecnologia da Informação Serviço de Sistema de Informação Serviço de Infraestrutura e Segurança da Informação Figura 9: Organograma da unidade de TI do. A tabela abaixo demonstra as atividades das áreas da CGTI. Código SIORG Nome Serviço de Gestão e Governança de Tecnologia da Informação Serviço de Sistema de Informação Atividades Planejamento e gestão de contratos de governança de TI e atividades correlatas; Coordenação de projetos de gestão e governança de TI; Planejamento e gestão das necessidades de TI; Assessoramento ao Comitê de TI; Definição de metodologias, processos e normativos de TI; Planejamento e coordenação das ações de capacitação da área de TI; Implementar ações do Planejamento Estratégico do ; Implementar ações do PDTI do ; Implementar ações da EGTI; Implementar práticas de gestão orientadas pela SLTI/MP. Planejamento e gestão de contratos de desenvolvimento de software e atividades correlatas; Coordenação de projetos de sistema de informação; Análise de negócios; Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 27/93

28 Prospecções tecnológicas; Análise de software; Coordenação de projetos de desenvolvimento e manutenção de software; Homologação de sistemas; Implementar ações do Planejamento Estratégico do ; Implementar ações do PDTI do ; Implementar ações da EGTI; Implementar práticas de gestão orientadas pela SLTI/MP Serviço de Infraestrutura e Planejamento e gestão de contratos de infraestrutura, segurança da Segurança da Informação informação e atividades correlatas; Coordenação de projetos de infraestrutura e segurança da informação; Análise de negócios; Prospecções tecnológicas; Gestão de Política de Segurança da Informação e Comunicação (POSIC); Gestão de ativos de rede; Execução das ações relacionadas à Segurança da Informação e Comunicação; Implementar ações do Planejamento Estratégico do ; Implementar ações do PDTI do ; Implementar ações da EGTI; Implementar práticas de gestão orientadas pela SLTI/MP e GSI/PR. Tabela 5: Descrição das atividades áreas da CGTI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 28/93

29 8 REFERENCIAL ESTRATÉGICO DE TI O referencial estratégico de TI do será compostos pela: missão, visão, valores e objetivos estratégicos da unidade de TI. 8.1 Missão da TI do : Promover o uso integrado de informações. 8.2 Visão da TI do Ser uma unidade estratégica reconhecida pela gestão e inovação de soluções para o atendimento a missão institucional do. 8.3 Valores da TI Os valores da TI foram herdados do Planejamento Estratégico do com o acréscimo de mais 2 (dois) valores: Segurança e Inovação. Ética; Justiça; Efetividade; Independência; Profissionalismo; Segurança; Inovação. 8.4 Objetivos Estratégicos da TI ID OE1 OE2 OE3 OE4 OE5 OE6 Objetivos estratégicos da TI Descrição Aprimorar a gestão dos usuários e dos colaboradores de TI Implementar sistemas de informações Prover infraestrutura de TI Garantir a Segurança da Informação e Comunicação Promover a gestão e a governança de TI Melhorar continuamente a prestação de serviços de TI Tabela 6: Objetivos estratégicos da TI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 29/93

30 8.5 Análise ambiental da TI A presente seção apresenta o resultado da análise ambiental da área de TI do. Para obter esse resultado foi utilizada a análise de SWOT para identificação dos pontos fortes e fracos e as oportunidades e ameaças. Para esta análise considerou o ambiente interno com sendo a unidade de administração dos recursos de TI do, ou seja, a Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação CGTI. E o ambiente externo as outras unidades do, órgãos do governo, sociedade, etc. Pontos fortes Espaço físico confortável /adequado; Bom ambiente institucional; Facilidade de capacitação em temas específicos de tecnologia da Informação; Parque tecnológico parcialmente atualizado em 2013; Infraestrutura Tecnológica em processo de revitalização. Oportunidades Ambiente interno da TI Ambiente externo da TI Pontos fracos Força de trabalho da área de TI inadequada para suportar os objetivos estratégicos do ; Ausência de normas e processos de gestão de TI; Ausência de uma sistemática de acompanhamento e controle das ações e projetos de TI; Ausência de uma aferição periódica da satisfação do usuário quanto aos serviços prestados pela CGTI; A força de trabalho da CGTI é fortemente terceirizada; Falta do Catálogo de serviço de TI institucionalizado; Falta de central de serviços de TI com acordo de nível serviço interno; Riscos de segurança da informação e comunicação; Evasão de capital intelectual. Ameaças Fácil acesso da Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação junto a Diretoria Administrativa; Inexistência de uma política de segurança da informação e comunicação; de produtos e serviços Inexistência de um Comitê Estratégico de Tecnologia de TI; da Informação; Participação no Comitê Gestor de Segurança da Mudanças nas estratégias; Informação do Ministério da Justiça e Grupos Contingenciamento do Governo Federal; específicos de tecnologia da Informação; Demandas não programada por parte das unidades Dependência crescente da TI; internas que afetam a CGTI; Tecnologia da Informação utilizada em todas as Grande dependência de tecnologias proprietárias; áreas do ; Baixa qualidade de fornecimento de eletricidade pela Lei de Acesso a Informação (Lei nº12.527, de 18 de concessionária de energia; novembro de 2011); Melhorar relação com MJ e com órgão central do SISP; Atuação do SISP com consultoria, capacitação, metodologias, etc; Disponibilização de Software público pelo portal do software público brasileiro. Tabela 7: Análise ambiental da TI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 30/93

31 9 ALINHAMENTO COM AS ESTRATÉGIAS DE GOVERNO As iniciativas estratégicas de TI têm por finalidade colaborar com a efetivação dos objetivos estratégicos do. Este PDTI 2014/2016 está diretamente alinhado com os instrumentos que guiam a ação governamental. A integração e o alinhamento entre os instrumentos de planejamento da organização constitui fator chave para a consecução dos objetivos. Assim o PDTI deve estar alinhado aos principais instrumentos de planejamento do governo e do. Plano Brasil 2022 Plano Plurianual 2012/2015 Alinhamento Meta 6: Reforçar os mecanismos e órgãos de defesa da concorrência a fim de combater a prática de cartel nas licitações públicas. Ações: 2 - Unificar os órgãos de defesa da concorrência, evitando a sobreposição de competências. 3 - Implementar cooperação efetiva com as autoridades criminais para o combate a cartéis, como a Polícia Federal, Polícias Civis e Ministérios Públicos e o corpo técnico dos órgãos envolvidos como a Secretaria de Direito Econômico, o Cade e a Seae. 4 - Ampliar e promover o Programa de Leniência, incentivando os empresários e funcionários de empresas envolvidas no processo de cartelização a cooperar com informações acerca dos cartéis em troca de benefícios processuais. 5 - Aumentar e dar ênfase às ações educativas e à promoção de cartilhas informativas sobre os direitos e deveres dos cidadãos e dos empresários em casos de formação de cartéis. Alinhamento Programa: 2020 Cidadania e Justiça. Objetivo: 0870 Aperfeiçoar e fortalecer o Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência (SBDC) por meio da estruturação do Novo, da institucionalização de parcerias com outros órgãos da administração pública e organismos internacionais, do aprimoramento dos procedimentos de repressão e prevenção às infrações à ordem econômica, da adoção de práticas educativas e formativas e da disseminação da cultura da concorrência. Iniciativas: 03KK - Aumentar a eficácia, eficiência e efetividade do Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência, com a priorização de setores de grande impacto econômico e social, a institucionalização de parcerias com órgãos da administração pública e organismos internacionais, com o fomento à livre concorrência nos setores regulados e com o fortalecimento da prevenção e do combate às infrações à ordem econômica. 03KL - Reestruturar o Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência com a implantação e funcionamento do Novo provido de corpo técnico e estrutura apropriados ao atendimento das demandas e procedimentos previstos no PL nº 3937/2004, dentre os quais o de análise prévia de atos de concentração econômica. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 31/93

32 Planejamento Estratégico 2013/2016 Objetivo: Promover o uso integrado de informações. Alinhamento Estratégia geral de Tecnologia da Informação EGTI 2013/2015 Alinhamento Objetivos: 1. Aprimorar a gestão de pessoas de TI; 2. Aperfeiçoar a gestão orçamentária de TI; 3. Aperfeiçoar a governança de TI; 4. Alcançar a efetividade na gestão de TI; 5. Fomentar a adoção de padrões tecnológicos e soluções de TI; 6. Garantir a Segurança da Informação e Comunicações; 7. Fortalecer a integração e a comunicação institucional do SISP; 8. Promover a gestão de conhecimento do SISP; 9. Melhorar continuamente a prestação de serviços e a transparência de informações à sociedade. Tabela 8: Alinhamento com as estratégias de governo. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 32/93

33 9.1 Mapa Estratégico do Figura 10: Mapa estratégico do. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 33/93

34 9.2 Mapa Estratégico da TI do Figura 11: Mapa estratégico da TI do. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 34/93

35 9.3 Mapa Estratégico da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação Figura 12: Mapa estratégico da EGTI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 35/93

36 10 INVENTÁRIO DE NECESSIDADES 10.1 Critérios de Priorização O não possui todos os recursos (financeiro, pessoal, logístico, etc.) para atender a todas as demandas das áreas. De acordo com a Metodologia de Gerenciamento de Portfólio de Projetos do SISP (MGPP-SISP) deve-se priorizar e balancear as iniciativas para permitir que os trabalhos de maior valor para a organização sejam aprovados e desenvolvidos, gerenciando de forma eficiente a concorrência por recursos frente às demandas. As necessidades de tecnologia da informação foram priorizadas de acordo com critérios pré-definidos, visando distinguir aqueles com maior potencial de entrega de valor. Foram definidos 8 critérios para priorização das necessidades do PDTI. Ao lado dos critérios estão perguntas para alinhar o entendimento no momento da classificação. As repostas dos critérios têm valores que variam de 1 até 5, no final cada necessidade terá sua pontuação, quanto maior for esse número mais a necessidade é prioritária. Gravidade: Qual é o impacto quando a necessidade de TI é atendida? Urgência: Qual a expectativa de entrega da necessidade? Tendência: Se nada for feito qual é o agravamento de não executar a necessidade de TI? Dificuldade de implementação: Qual o grau de para a área de TI implementar a necessidade de TI? Abrangência: Quem é beneficiário da necessidade de TI? Relacionado com atividade fim do : Esta necessidade está relacionada com as atividades fins do? Prioridade da alta administração: Qual é a prioridade da alta administração para a necessidade de TI? Critério Pontuação 1 ponto 3 pontos 5 pontos Gravidade Impacto baixo Impacto médio nas Impacto alto nas atividades atividades Urgência em de de 2016 implantação em 2015 implantação Tendência baixa média alta Dificuldade de implementação Baixa Média Alta Abrangência para 1 área para o para a sociedade Relacionado com atividade fim do? Sim - Prioridade da alta administração Baixa prioridade (1x) (2x) Alta prioridade (3x) Tabela 9: Critérios de priorização das necessidades de TI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 36/93

37 10.2 s Identificadas As necessidades de TI foram identificadas pelas áreas do e inventariadas na planilha abaixo. As necessidades estão apresentadas na ordem de sua prioridade. ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 1 OE2 Aquisição de software forense com suporte 2 OE3 Aquisição de ativos de infraestrutura de redes (switches, supervisora, módulos.) com garantia DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23, PD06,PD07, PD11 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23, PD06, PD07 3 OE3 Aquisição de solução de backup DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 4 OE4 Implantação política de segurança da informação e comunicação e suas normas complementares (Projeto ADO) 5 OE4 Aquisição de soluções de segurança da informação (antivírus, antispam, endpoint protection, DLP, criptografia, etc.) DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR19, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06, PD07,PD18 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06, PD07,PD11 SG CGTI CGTI Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto alta alta alta alta alta para a sociedade para a sociedade Sim Sim Sim Alta Alta Alta Média Alta Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 37/93

38 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 6 OE2 Aquisição de software de análise de 7 OE3 Aquisição de equipamento de armazenamento de dados (Storage, HD, HD externo, pendrive, etc.) 8 OE4 Aquisição de sistema de vigilância por câmeras - CFTV 9 OE4 Implementação de normas complementares de segurança da informação (senha, , backup, etc.) DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07, PD11 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06, PD07, PD11 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 10 OE3 Aquisição de duplicadores de HD DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06, PD07, PD11 11 OE4 Implantação de equipe de tratamento e resposta a incidentes em redes computacionais do 12 OE4 Aquisição de tokens para certificação digital DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR19, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06, PD07,PD18 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07, SG CGTI SG Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto média alta alta alta alta alta média para a sociedade para a sociedade para a sociedade Sim Sim Sim Sim Alta Média Média Média Baixa Média Baixa Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 38/93

39 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização PD18 13 OE5 Implementação do Comitê Estratégico de TI 14 OE2 Aquisição de software para análise comparativa de dados de empresas de mesmo setor, acionistas, proprietários de fundos, etc. 15 OE4 Aquisição de firewall de redundância para a rede do 16 OE4 Instituição do Comitê de Segurança da Informação 17 OE4 Aquisição de fechadura eletrônica para áreas de acesso restrito (CPD, Laboratório, almoxarifado, patrimônio, etc.) DR02, DR04, DR07, DR08, DR09, DR14, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06,PD07,PD18 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06, PD07, PD11 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06, PD07, PD11 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 TRIBUNAL CGTI CGTI, SG, CGESP Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto médio média baixa média média alta para a sociedade Sim Sim Baixa Média Média Média Baixa Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 39/93

40 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 18 OE3 Aquisição de servidores DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 19 OE2 Implantação de novos módulos no SIS 20 OE3 Aquisição de hardware para quebra de senhas 21 OE3 Aquisição de nas/ministorage para busca DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR25, DR26, DR27, PD06,PD07,PD11, PD18 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07, PD11 22 OE3 Contratação de link de internet DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 23 OE2 Contratação de serviços de desenvolvimento e/ou manutenção de sistemas de TI e contagem de ponto de função DR02, DR04, DR07, DR08, DR09, DR21, DR22, DR23, DR26, PD02, PD03, PD03, PD04, PD06, PD07, PD08 SG SG CGTI Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto baixo em 2015 em 2015 alta alta média média baixa baixa para a sociedade para a sociedade para a sociedade Sim Sim Sim Sim Sim Sim Alta Alta Baixa Baixa Baixa Média Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 40/93

41 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 24 OE4 Mapeamento das infraestruturas críticas de informação 25 OE2 Implantação de sistema de trabalho colaborativo 26 OE4 Implantação de práticas de gerenciamento de riscos e continuidade de negócio 27 OE6 Implementação do novo portal do em múltiplos idiomas 28 OE2 Implantação de sistema integrado de informações administrativa (recursos humanos, contratos, patrimônio, almoxarifado, portaria, etc.) 29 OE2 Implantação do sistema de processos eletrônico (SEI). DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR04, DR07, DR08, DR09, DR19, DR22, DR23, DR25, DR26,PD06, PD07,PD11 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27, PD06,PD07 DR04, DR07, DR08, DR09, DR20, DR23, DR26,PD06, PD07,PD11 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27,PD06,PD07,P D11, PD18 CGTI CGTI Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto em 2015 em 2015 em 2015 média média média alta alta média para a sociedade para a sociedade para a sociedade Sim Sim Média Média Média Média Alta Média Alta prioridade Alta prioridade Alta prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 41/93

42 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 30 OE2 Aquisição de software de OLAP / BI 31 OE2 Aquisição de software de busca inteligente, indexação, contexto, etc. 32 OE2 Aquisição de software de coleta, análise e interrelacionamento de dados em investigação para análise de vínculos, de padrões de repetição tempotal, em quaisquer tipos de dados que contenham referências temporais. 33 OE2 Aquisição de solução de monitoramento inteligente de redes sociais e da web 34 OE1 Reestruturação do quadro de pessoal de TI 35 OE1 Capacitação dos usuários e pessoal de TI DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07, PD11 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07, PD11 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07, PD11 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07 DR04, DR07, DR08, DR09, DR14, DR18, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06, PD07, PD18 DR04, DR07, DR08, DR09, DR14, DR18, DR23, DR24, DR26, DR27, DR31, SG SG SG SG CGTI, CGESP, SG Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto alto Impacto médio média média média média alta média para a sociedade Sim Sim Sim Sim Sim Alta Alta Alta Alta Média Média Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 42/93

43 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização PD06,PD07,PD18 36 OE6 Contratação de serviços de central de serviço, suporte à Infraestrutura e Segurança da Informação. 37 OE2 Aquisição de software que identifica relações negociais e societárias entre pessoas e empresas. 38 OE3 Aquisição de sistema de arcondicionado para o CPD e Laboratório DR02, DR04, DR07, DR08, DR09, DR21, DR22, DR23, DR26, PD02, PD03, PD03, PD04, PD06,PD07, PD08 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06, PD07, PD11 DR04, DR07, DR08, DR09, DR10, DR14, DR26,PD06,PD07 TRIBUNAL Impacto alto Impacto alto Impacto alto média baixa alta para a sociedade Sim Sim Alta Média Baixa OE3 Aquisição de fitas de backup e cofre para fitas 40 OE4 Contratação de consultoria em segurança da informação DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR05, DR08, DR19, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27, PD02,PD03, PD03,PD04, PD06, PD07, PD08, PD18 CGTI, SG CGTI Impacto médio Impacto médio em 2015 em 2015 média baixa Baixa Média Alta prioridade Alta prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 43/93

44 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 41 OE3 Aquisição de impressoras portáteis para buscas 42 OE6 Implantação de sistema de videoconferência e videostriming 43 OE3 Aquisição de desktops, notebooks e monitores 44 OE2 Aquisição de software de revisão legal 45 OE2 Aquisição de solução de análise estatística e mineração de dados estruturados DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07, PD21 DR04, DR05, DR07, DR08, DR10, DR19, DR23,PD06,PD07,P D11 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23, PD06, PD07 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06, PD07, PD11 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26, PD06,PD07,PD11 SG SG SG, DEE Impacto alto Impacto médio Impacto médio Impacto alto Impacto médio em 2015 média média média baixa baixa para a sociedade Sim Sim Sim Sim Sim Baixa Média Média Média Alta OE3 Aquisição de solução de rede sem fio 47 OE6 Implementação da nova intranet do DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27, PD06, PD07, PD18 Impacto médio Impacto médio média alta Média Baixa Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 44/93

45 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 48 OE1 Contratação de consultoria e treinamento softwares inteligência e investigação 49 OE3 Contratação de empresa de consultoria para elaboração de projeto audiovisual do Plenário (Telões e totens informativos) DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD02,PD03, PD04,PD07,PD08 DR02, DR04, DR07, DR08, DR09, DR14, DR23,PD02,PD03, PD04, PD06,PD07,PD08,P D11 50 OE3 Contratação de modem móvel DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 51 OE5 Implantação de processo de aquisições soluções de TI de acordo com IN OE5 Implantação de processo de gestão de serviço de TI 53 OE3 Aquisição de impressoras e máquinas reprográficas DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07,P D21 SG CGP CGTI CGTI Impacto alto Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio em 2015 baixa baixa baixa média média média para a sociedade Sim Sim Sim Sim Baixa Média Média Média Média Baixa Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 45/93

46 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 54 OE2 Aquisição de licenças stata DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07, PD11 55 OE2 Implantação de sistema de gerenciamento de projetos 56 OE2 Implantação de sistema de gerenciamento de planejamento estratégico 57 OE3 Contratação de serviço de outsourcing de impressão 58 OE3 Aquisição de projetor, tela para projeção e televisão. 59 OE2 Implantação de sistema de Central de atendimento de TI DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06,PD07,PD11,P D18 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06,PD07,PD11, PD18 DR04, DR07, DR08, DR09, DR10, DR22, DR23,PD02,PD03,P D04, PD06,PD07,PD08 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR07, DR08, DR09, DR19, DR22, DR23, DR25, DR26, DR27, PD06,PD07,PD11 TRIBUNAL, DEE CGTI Impacto alto Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto baixo Impacto médio em 2016 em 2016 baixa média média média média média para a sociedade para 1 área Sim Sim Baixa Baixa Baixa Média Baixa Baixa Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 46/93

47 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 60 OE2 Implantação do sistema de gestão do PDTI 61 OE2 Aquisição de softwares de tradução de idiomas 62 OE5 Contratação de consultoria em gestão e governança de TI 63 OE2 Implantação de sistema de auditoria 64 OE2 Aquisição de software de edição de imagens bitmap DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27,PD06,PD07,P D18 DR04, DR05, DR7, DR08, DR09, DR14, DR23, DR26,PD06,PD07, PD11 DR08, DR23, DR22, DR24, DR26, DR27, PD02, PD03, PD03,PD04, PD06,PD07,PD08,P D18 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06,PD07, PD11, PD18, DR28 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27, PD06,PD07, PD11,PD18 CGTI ASSINT CGTI AUDIT ASSCOM Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio em 2015 em 2015 média média baixa média média para 1 área para 1 área para 1 área para 1 área Sim Baixa Baixa Média Baixa Baixa Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 47/93

48 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 65 OE2 Aquisição de software para criação e edição de imagem vetorial 66 OE2 Aquisição de software para criação de animações interativas para web 67 OE2 Implantação de software para criação de paginas da web 68 OE2 Aquisição de software para diagramação e organização de páginas 69 OE2 Aquisição de software para edição de vídeo profissional 70 OE2 Implantação de sistema de cadastramento de clipping (banco de dados) 71 OE5 Contratação de consultoria em mapeamento de processos de TI DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27,PD06,PD07,P D18 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR22, DR23, DR25, DR27,PD06,PD07,P D18 DR08, DR23, DR22, DR24, DR26, DR27, PD02, PD03,PD03, PD04, PD06, ASSCOM ASSCOM ASSCOM ASSCOM ASSCOM ASSCOM CGTI Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio Impacto médio em 2015 média média média média média média baixa para 1 área para 1 área para 1 área para 1 área para 1 área para 1 área Baixa Baixa Baixa Baixa Baixa Baixa Média Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 48/93

49 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização PD07,PD08 72 OE5 Implantação de metodologia de gerenciamento de projetos 73 OE5 Elaboração do catálogo de serviços de TI 74 OE3 Aquisição de no-breaks, estabilizado, filtro de linha 75 OE2 Implantação de sistema para gestão da biblioteca do 76 OE2 Customização da ferramenta de gerenciamento de projetos GEPNET para o Cade DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR08, DR09, DR23, DR24, DR26, DR27,PD06, PD07,PD11, PD18 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06,PD07, PD11, PD18 CGTI CGTI Impacto médio Impacto baixo Impacto baixo Impacto baixo Impacto baixo em 2015 baixa baixa baixa baixa baixa para 1 área Média Baixa Baixa Baixa Média Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 49/93

50 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 77 OE5 Implantação do plano de comunicação da CGTI DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 CGTI Impacto médio em 2015 baixa Baixa OE2 Implantação do ambiente de desenvolvimento e de homologação para sistema 79 OE2 Aquisição de licenças de software básicos(sistema operacional), software de automação de escritório (processador de texto, planilhas eletrônicas, etc.), sistema de , etc. 80 OE3 Aquisição de scanner de grande porte e pequeno porte 81 OE2 Implantação de sistema de gerenciamento de indicadores de desempenho do Cade DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, R27,PD06,PD07,PD 18 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR22, PD06, PD07,PD11 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR06, DR07, DR08, DR09, DR14, DR20, DR22, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06,PD07, PD11, PD18 82 OE3 Contratação de link redundante DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD02, PD03, CGTI CGTI ASPLAN Impacto médio Impacto médio Impacto alto Impacto médio Impacto alto em 2015 baixa média média média baixa para 1 área para a sociedade Sim Sim Sim Sim Baixa Média Baixa Média Baixa Baixa prioridade Baixa prioridade Baixa prioridade Baixa prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 50/93

51 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização PD04,PD06,PD07 83 OE3 Padronização dos ramais do DR04, DR05, DR07, DR08, PD06, PD07 Impacto baixo baixa para a sociedade Média Baixa prioridade OE3 Identificação do cabeamento de rede do 85 OE3 Aquisição de licenças para telefones IP da central telefônica DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR22,PD06,PD07 Impacto baixo Impacto baixo em 2016 média baixa Sim Baixa Média Baixa prioridade Baixa prioridade OE3 Aquisição de periféricos de informática (teclado e mouse sem fio, webcam, cabos adaptadores, leitor de código de barras, fones com microfone para telefones,controle Bluetooth com ponteira, etc.) 87 OE3 Implantação do endereçamento IPV6 no DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR22,PD06,PD07 DR04, DR05, DR07, DR08, DR09, DR14, DR19, DR23, DR24, DR26, DR27, PD06, PD07,PD18 CGTI Impacto baixo Impacto baixo em 2016 baixa baixa Baixa Alta Baixa prioridade Baixa prioridade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 51/93

52 ID Objetivo de TI Descrição da de TI Origem Gravidade Urgência Tendência Abrangência Áreas demandante Relacionado com atividade fim do? Dificuldade de implementação Prioridade da administração Total da priorização 88 OE3 Aquisição de tablet DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23, PD06, PD07 89 OE5 Elaboração do PDTI 2017/2020 DR02, DR04, DR07, DR08, DR09, DR14, DR23, DR24, DR26, DR27, PD01, PD06, PD07,PD18 90 OE3 Aquisição de máquina trituradora de papel 91 OE3 Aquisição de garantia para equipamentos de infraestrutura de TI 92 OE3 Aquisição de ferramentas para possíveis manutenções em computadores DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR08, DR09, DR10 DR14, DR19, DR22, DR23,PD06,PD07 DR04, DR07, DR08, DR09, DR10, DR14, DR15,PD06,PD07 SG, CGTI Impacto baixo Impacto baixo Impacto baixo Impacto baixo Impacto baixo em 2015 em 2016 em 2015 em 2015 baixa baixa baixa baixa baixa para 1 área para 1 área Baixa Média Baixa Baixa Baixa Baixa prioridade Baixa prioridade Baixa prioridade Baixa prioridade Baixa prioridade Tabela 10: s Identificadas. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 52/93

53 11 PLANO DE METAS E DE AÇÕES Neste tópico constam os indicadores, metas, necessidades (com prioridade e prazo) agrupadas pelos respectivos objetivos estratégicos de TI. As necessidades de TI serão planejadas de acordo com suas características, e poderão ser utilizados as seguintes técnicas/ferramentas: para projetos será utilizada a metodologia de gerenciamento de projetos do ; para as contratações serão utilizado instrumentos legais de contratação, IN nº 04/2010 da SLTI/MP e o Guia Prático para Contratação de Soluções de TI; e os processos serão mapeados e executados. Objetivo de TI: OE1 Aprimorar a gestão dos usuários e dos colaboradores de TI Indicador Meta Número de capacitações realizadas pelo pessoal de TI Número de participação em eventos do SISP Número de palestras realizadas sobre temas relacionados a TI Número de servidores efetivos na área de TI ID de TI Prioridade Prazo 34 Reestruturação do quadro de pessoal de TI Capacitação dos usuários e pessoal de TI Contratação de consultoria e treinamento softwares inteligência e investigação Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 53/93

54 Objetivo de TI: OE2 Implementar sistemas de informações Indicador Meta Número de novos sistemas implantados Percentual de disponibilidade dos sistemas do Cade 90% 95% 100% ID de TI Prioridade Prazo 1 Aquisição de software forense com suporte Aquisição de software de análise de Aquisição de software para análise comparativa de dados de empresas de mesmo setor, acionistas, proprietários de fundos, etc Implantação de novos módulos no SIS Contratação de serviços de desenvolvimento e/ou manutenção de sistemas de TI e contagem de ponto de função Implantação de sistema de trabalho colaborativo Implantação de sistema integrado de informações administrativa (recursos humanos, contratos, patrimônio, almoxarifado, portaria, etc.) Implantação do sistema de processos eletrônico (SEI) Aquisição de software de OLAP / BI Aquisição de software de busca inteligente, indexação, contexto, etc Aquisição de software de coleta, análise e inter-relacionamento de dados em investigação para análise de 2014 vínculos, de padrões de repetição temporal, em quaisquer tipos de dados que contenham referências temporais Aquisição de solução de monitoramento inteligente de redes sociais e da web Aquisição de software que identifica relações negociais e societárias entre pessoas e empresas Aquisição de software de revisão legal Aquisição de solução de análise estatística e mineração de dados estruturados Aquisição de licenças stata Implantação de sistema de gerenciamento de projetos Implantação de sistema de gerenciamento de planejamento estratégico Implantação de sistema de Central de atendimento de TI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 54/93

55 60 Implantação do sistema de gestão do PDTI Aquisição de softwares de tradução de idiomas Implantação de sistema de auditoria Aquisição de software de edição de imagens bitmap Aquisição de software para criação e edição de imagem vetorial Aquisição de software para criação de animações interativas para web Implantação de software para criação de paginas da web Aquisição de software para diagramação e organização de páginas Aquisição de software para edição de vídeo profissional Implantação de sistema de cadastramento de clipping (banco de dados) Implantação de sistema para gestão da biblioteca do Customização da ferramenta de gerenciamento de projetos GEPNET para o Cade /2015/ Implantação do ambiente de desenvolvimento e de homologação para sistema Aquisição de licenças de software básicos(sistema operacional), software de automação de escritório (processador de texto, planilhas eletrônicas, etc.), sistema de , etc /2015/ Implantação de sistema de gerenciamento de indicadores de desempenho do Cade Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 55/93

56 Objetivo de TI: OE3 Prover infraestrutura de TI Indicador Meta Percentual de computadores dentro da garantia 50% 75% 100% 3.2 Percentual de disponibilidade do link da internet 95% 95% 95% 3.3 Percentual de equipamento de ativos de rede dentro da garantia 90% 95% 100% ID de TI Prioridade Prazo 2 Aquisição de ativos de infraestrutura de redes (switches, supervisora, módulos.) com garantia Aquisição de solução de backup Aquisição de equipamento de armazenamento de dados (Storage, HD, HD externo, pendrive, etc.) /2015/ Aquisição de duplicadores de HD /2015/ Aquisição de servidores Aquisição de hardware para quebra de senhas Aquisição de nas/ministorage para busca Contratação de link de internet /2015/ Aquisição de sistema de ar-condicionado para o CPD e Laboratório Aquisição de fitas de backup e cofre para fitas Aquisição de impressoras portáteis para buscas Aquisição de desktops, notebooks e monitores /2015/ Aquisição de solução de rede sem fio Contratação de empresa de consultoria para elaboração de projeto audiovisual do Plenário (Telões e totens informativos) Contratação de modem móvel /2015/ Aquisição de impressoras e máquinas reprográficas Contratação de serviço de outsourcing de impressão /2015/ Aquisição de projetor, tela para projeção e televisão Aquisição de no-breaks, estabilizado, filtro de linha Aquisição de scanner de grande porte e pequeno porte Contratação de link redundante /2015/2016 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 56/93

57 83 Padronização dos ramais do /2015/ Identificação do cabeamento de rede do Aquisição de licenças para telefones IP da central telefônica Aquisição de periféricos de informática (teclado e mouse sem fio, webcam, cabos adaptadores, leitor de código de barras, fones com microfone para telefones,controle /2015/2016 Bluetooth com ponteira, etc.) 87 Implantação do endereçamento IPV6 no /2015/ Aquisição de tablet Aquisição de máquina trituradora de papel Aquisição de garantia para equipamentos de infraestrutura de TI /2015/ Aquisição de ferramentas para possíveis manutenções em computadores Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 57/93

58 Objetivo de TI: OE4- Garantir a Segurança da Informação e Comunicação Indicador Meta Número de normas do GSI/PR implementadas Número de reuniões realizadas pelo Comitê de Segurança da Informação Número de sistemas com certificado digital ID de TI Prioridade Prazo 4 Implantação política de segurança da informação e comunicação e suas normas complementares (Projeto ADO) 5 Aquisição de soluções de segurança da informação (antivírus, antispam, endpoint protection, 2014/2015/ DLP, criptografia, etc.) 8 Aquisição de sistema de vigilância por câmeras - CFTV Implementação de normas complementares de segurança da informação (senha, , backup, etc.) 11 Implantação de equipe de tratamento e resposta a incidentes em redes computacionais do Aquisição de tokens para certificação digital Aquisição de firewall de redundância para a rede do Instituição do Comitê de Segurança da Informação Aquisição de fechadura eletrônica para áreas de acesso restrito (CPD, Laboratório, almoxarifado, patrimônio, etc.) 24 Mapeamento das infraestruturas críticas de informação /2015/ Implantação de práticas de gerenciamento de riscos e continuidade de negócio /2015/ Contratação de consultoria em segurança da informação Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 58/93

59 Objetivo de TI: OE5 - Promover a gestão e governança de TI Indicador Meta Número de reuniões realizadas pelo Comitê Estratégico de TI Número de revisões do PDTI Número de processos de gestão de TI formalmente instituídos ID de TI Prioridade Prazo 13 Implementação do Comitê Estratégico de TI /2015/ Implantação de processo de aquisições soluções de TI de acordo com IN /2015/ Implantação de processo de gestão de serviço de TI /2015/ Contratação de consultoria em gestão e governança de TI Contratação de consultoria em mapeamento de processos de TI Implantação de metodologia de gerenciamento de projetos /2015/ Elaboração do catálogo de serviços de TI /2015/ Implantação do plano de comunicação da CGTI /2015/ Elaboração do PDTI 2017/ /2015/2016 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 59/93

60 Objetivo de TI: OE6 - Melhorar continuamente a prestação de serviços de TI Indicador Meta Aumento percentual por ano de acesso ao site do Cade 10% 10% 10% 6.2 Percentual de avaliações de satisfação dos atendimentos de TI considerados bons ou ótimos 70% 75% 80% ID de TI Prioridade Prazo 27 Implementação do novo portal do em múltiplos idiomas Contratação de serviços de central de serviço, suporte à Infraestrutura e Segurança da 44 Informação. 2014/2015/ Implantação de sistema de videoconferência e videostriming Implementação da nova intranet do /2015/2016 Tabela 11: Plano de metas e de ações. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 60/93

61 12 PLANO DE GESTÃO DE PESSOAS 12.1 de pessoal de TI O diagnóstico de pessoal consiste em fazer um levantamento para viabilizar a identificação das necessidades de recursos humanos e de capacitação da área de TI, para obter e manter pessoas competentes e motivadas para criar e entregar serviços e produtos de TI. O quadro de servidores da CGTI é insuficiente para as atividades atuais e novos desafios oriundos deste PDTI. No inventário de necessidades de TI foi incluído o item Reestruturação do quadro de pessoal de TI para equilibrar a força de trabalho da TI. Existe a real necessidade de expansão do número de servidores efetivos na área de TI do. O não possui carreira específica de TI. Os servidores atualmente em exercício no Conselho na maioria são Analistas em Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. A força de trabalho da CGTI é fortemente terceirizada, sendo composta conforme tabela abaixo. Vínculo Pessoal de TI Quantidade Analista em Tecnologia da Informação 2 Cargo de comissão 2 Terceirizados 6 TOTAL 10 Vínculo Pessoal de apoio Quantidade Secretária 1 Estagiários 2 TOTAL 3 Tabela 12: Força de trabalho da CGTI. Atualmente, há 4 servidores atuando na Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação do, sendo 2 ATIs e 2 cargo de confiança. Este é um número bastante reduzido, tendo em vista não só o quantitativo atual de servidores e colaboradores, em torno de 400, mas também devido ao volume e complexidade dos projetos e ações de TI. A estimativa é que o número de usuários chegue a 500 até Em junho de 2013 o MP autorizou ao, através da Portaria nº 216, realizar concurso público para provimento de 26 vagas. O poder executivo federal ainda não possui uma metodologia para estimar a força de trabalho de TI. Considerando o Anexo I, da Resolução nº 90, de 29 de setembro de 2009, que dispõe sobre os requisitos de nivelamento de TI no âmbito do poder judiciário, a força de trabalho de TI para um órgão com até 500 usuário é de no mínimo 15 profissionais permanentes. No dia 11 de setembro de 2013, foi enviado para o MP o Ofício nº 4488/2013/PR/ solicitando mais 6(seis) vagas de ATIs. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 61/93

62 Conforme atual estrutura da CGTI, a unidade de TI tem 3 áreas: gestão e governança de TI, sistema de informação e Infraestrutura e Segurança da Informação, com 1 servidor para cada área. As boas práticas de TI sugerem que as áreas de infraestrutura e segurança da informação sejam separadas. Portanto a CGTI deveria ter no mínimo 4 áreas de serviço, com 2 servidores em cada área. Abaixo uma proposta de estrutura para CGTI. Coordenação -Geral de Tecnologia da Informação (Código Siorg ) Serviço de Gestão e Governança de Tecnologia da Informação Serviço de Sistema de Informação Serviço de Infraestrutura Serviço de Segurança da Informação Figura 13: Proposta de organograma para CGTI. Para suprir a falta de recursos humanos e conhecimento em temas específicos, a CGTI, sempre que possível, solicita apoio a Central de Suporte e Serviço do SISP C3S. No catálogo de serviço da C3S possui 8 eixos temáticos: governança, padronização tecnológica, software público, contratações, serviço de rede, segurança da informação, governo eletrônico e interoperabilidade. Entre 2011 e 2013 foram abertos aproximadamente 50 chamados. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 62/93

63 12.2 Plano de capacitação de TI A política e as diretrizes para o desenvolvimento de pessoal da administração pública federal são regulamentadas pelo Decreto nº 5.707, de 23 de fevereiro de 2006 e pela Portaria GM/MP nº 208, de 25 de julho de 2006, que, dentre outros pontos, a capacitação o processo permanente e deliberado de aprendizagem, com propósito de contribuir para o desenvolvimento de competências institucionais por meio do desenvolvimento de competências individuais. O publicou em 10 de dezembro de 2013 a Portaria nº 207 dispõe sobre a Política de Capacitação e Desenvolvimento dos Servidores em exercício no Conselho. A Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas CGESP tem o Plano Anual de Capacitação. Entende-se que as capacitações de TI futuramente devem compor este plano. A iniciativa de elaborar um plano de capacitação para os servidores de TI está alinhada a EGTI no seu objetivo estratégico 1.Aprimorar a gestão de pessoas de TI, na iniciativa Ini. 1.4 Gerir competências relacionadas à TI. As competências de TI mapeadas, são: Informática básica; Tecnologia da Informação Forense; Gestão de contratos; Gestão e Governança de TI; Segurança da Informação. Tendo em vista necessidades de capacitação, reciclagem e aperfeiçoamento contínuo de servidores da CGTI para que as metas deste PDTI sejam alcançadas, elaborou-se a planilha a seguir. Cabe ressaltar que as ações de capacitação e desenvolvimento profissionais previstas abrangem cursos presenciais e/ou à distância, contemplando trilhas de capacitação para o desempenho das atividades da área. Vale ressaltar que está lista de capacitação contém cursos para os usuários finais e servidores da área de TI. Alguns cursos tem o caráter transversal em várias competências, portanto eles foram categorizados pela sua característica mais forte. Competência Informática básica Tecnologia da Informação Forense Desenvolvimento de sistemas Gestão de contratos Capacitação Ferramentas de automação de escritório; Boas práticas de segurança da informação. Perícia Forense Digital; First Responders; Análise forense; Gestão de laboratório forense; FTK. Análise de requisitos; Qualidade de software; Análise e Modelagem de Dados; Processo e melhoria de software; Cursos de análise de ponto de função; Dataming; BI; OLAP. Desenvolvimento de Gestores de TI; Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 63/93

64 Gestão e Governança de TI Mapeamento de processos Segurança da Informação IN 04/2010; Fiscalização de contratos. Planejamento Estratégico Gestão de projetos; COBIT versão 5; ITIL versão 3; ISO Mapeamento de processos; Ferramentas de modelagem de processo. Gestão de riscos; Segurança de rede; Tratamento de incidentes de segurança; ISO 27001, Tabela 13: Mapeamento de competências relacionadas a TI. O sempre apoia a capacitação de seus servidores em cursos, seminários, cursos de línguas, pós-graduação, etc. É importante informar que, à CGTI, deve indicar as demandas de treinamento, tendo em vista que o gerenciamento destes treinamentos é de competência da Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas CGESP, inclusive o orçamento necessário para tais ações. A SLTI/MP com órgão central do SISP realiza vários eventos de capacitação. O SISP possui seu Plano Anual de Capacitação cujo objetivo é promover o aprimoramento das competências dos servidores em exercício nos órgãos do SISP. Conforme Ofício-Circular n 22 /DSR/SLTI-MP, de 18 de maio de 2012, os órgãos do SISP devem liberar 50% dos servidores que recebem Gratificação Temporária do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática - GSISP. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 64/93

65 13 PLANO DE GESTÃO DE RISCOS O plano de gestão de riscos para execução do PDTI contém as atividades de planejamento, identificação, análise, planejamento das respostas, monitoramento e controle de riscos do planejamento de TI. Neste plano não consta os riscos dos projetos e contratações que serão necessárias para entregar as necessidades de TI, este riscos serão analisados no momento de execução dessas atividades. Para este plano foi utilizado análise qualitativa dos riscos que consiste em priorizar os riscos para análise ou ação adicional através da avaliação e combinação de sua probabilidade de ocorrência e impacto. A identificação dos riscos é um processo interativo porque novos riscos poderão surgir ou se tornar conhecidos durante o ciclo de vida do PDTI. Portanto este plano deve ser atualizado durante o período de sua vigência. Análise do risco Id Descrição do risco Classifica ção Probab ilidade Impa cto Critici dade Tipo de tratamento Resposta ao risco Responsá vel 1 Estruturação do Priorização de ações relacionada à defesa do consumidor Contingenciamento de recursos orçamentários Orçamento insuficiente para as ações a serem desenvolvidas 5 Perda de servidores da área de TI 6 Quantitativo de pessoal insuficiente para execução das Positivo ( + ) Positivo ( + ) Negativo ( - ) Negativo ( - ) Negativo ( - ) Negativo ( - ) Alta Alto Alta Explorar Alta Alto Alta Explorar Média Alto Alta Aceitar Média Alto Alta Mitigar Alta Alto Alta Mitigar Alta Alto Alta Mitigar Buscar alinhamento com alta administração do governo para apoiar a estruturação do Buscar alinhamento com alta administração do governo para apoiar a estruturação do Analisar os impactos na execução do PDTI Aumentar os recursos financeiros para execução do PDTI Fazer ações com a CGESP para reter servidores de TI; Alinhar com comissão de coordenação do SISP ações para diminuir evasão dos ATI s Solicitar mais vagas de ATI e Alta administra ção do Alta administra ção do CGTI/CGO FL CGTI/CGO FL CGTI/CGES P CGTI/CGES P Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 65/93

66 atividades demandadas Mudanças das diretrizes e das estratégias sem avisar a CGTI Baixa participação dos demandantes na concepção das necessidades de TI conseguir executar e acompanhar o excessivo número de necessidades identificadas Falta de participação da CGTI em decisões que afetem o PDTI Falta de processo e ferramenta para gestão do PDTI Negativo ( - ) Negativo ( - ) Negativo ( - ) Negativo ( - ) Negativo ( - ) Baixa Médio Média Mitigar Baixa Médio Média Mitigar Média Médio Média Mitigar Baixa Alto Média Mitigar Baixa Baixo Baixa Eliminar Tabela 14: Análise de riscos. alocar servidores do quadro do para CGTI Alinhar com alta administração do as mudanças estratégicas Envolver os demandantes em todo processo de concepção das necessidades de TI Balancear e priorizar as necessidades de TI identificadas Envolver a CGTI nas decisões que afetem o PDTI Implantar ferramenta de gestão do PDTI CGTI/ASPL AN CGTI CGTI CGTI/CETI CGTI Para classificação dos riscos foi utilizado a matriz de probabilidade e impacto abaixo. Essa matriz especifica as combinações de probabilidade do risco acontecer e impacto que este risco causará ao ciclo de vida do PDTI. A classificação dos riscos ajuda a orientar a priorização e resposta aos riscos. Probabilidade Matriz de probabilidade e impacto Impacto Baixo Médio Alto Baixa Baixa Baixa Média Média Baixa Média Alta Alta Média Alta Alta Tabela 15: Matriz de probabilidade e impacto. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 66/93

67 14 PLANO DE INVESTIMENTOS E CUSTEIO O Plano de Investimento e Custeio tem com objetivo realizar a previsão do orçamento necessário para realização das ações planejadas. Foi realizada a estimativa para cada necessidade de TI, os valores foram consolidados nos seus respectivos objetivo estratégico de TI. Na tabela abaixo apresenta esse valores agrupados. A realização deste Plano de Investimento e Custeio está alinha à EGTI no seu objetivo 2. Aperfeiçoar a gestão orçamentária de TI, nas iniciativas 2.1 Promover a alocação de recursos orçamentários/ financeiros para implementação das ações do PDTI., 2.2 Aprimorar e fortalecer a gestão orçamentária de TI. e 2.3 Propiciar o alinhamento do orçamento de TI às estratégias do órgão e do Governo. Objetivo Estratégico de TI Valores anuais estimados Custeio Investimento Custeio Investimento Custeio Investimento Total por objetivo OE1 - Aprimorar a gestão dos usuários e dos ,00 0, ,00 0, ,00 0, ,00 colaboradores de TI OE2 - Implementar sistemas de informações , , , , , , ,00 OE3 - Prover infraestrutura de TI , , , , , , ,00 OE4 - Garantir a Segurança da Informação e 0, , , ,00 0,00 0, ,00 Comunicação OE5 - Promover a gestão e a governança de TI 0,00 0, ,00 0,00 0,00 0, ,00 OE6 - Melhorar continuamente a prestação de , , , , ,00 0, ,00 serviços de TI TOTAL , , , , , ,00 - TOTAL POR ANO , , ,00 - Tabela 16: Plano de investimento e custeio. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 67/93

68 15 PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA DE TI Na tabela abaixo apresentada a Proposta Orçamentária de TI classificada de acordo com manual SIAFI da STN/MF. Valores anuais estimados Classificação Natureza Descrição da despesa Custeio Investimento Custeio Investimento Custeio Investimento Material de processamento de ,00 0, ,00 0, ,00 0,00 dados Ferramentas 0,00 0, ,00 0,00 0,00 0, Consultoria em Tecnologia da ,00 0, ,00 0, ,00 0,00 Informação Manut. e conserv. De máquinas ,00 0, ,00 0, ,00 0,00 e equipamentos Suporte de infraestrutura de TI ,00 0, ,00 0, ,00 0, Serviço de seleção e ,00 0, ,00 0, ,00 0,00 treinamento Serviços de tecnologia da , , ,00 0, ,00 0,00 informação Serviços técnicos profissionais ,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 de TI Serviços de cópias e reprodução ,00 0, ,00 0, ,00 0,00 de documentos Comunicação de dados ,00 0, ,00 0, ,00 0, Desenvolvimento de software ,000 0, ,00 0, ,00 0, Comunicação de dados ,00 0, ,00 0, ,00 0, Aquisição de software 0, ,00 0, ,00 0, , Aparelhos e utensílios 0, ,00 0,00 0,00 0,00 0,00 domésticos Equipamento de proteção, 0, ,00 0,00 0,00 0,00 0,00 segurança e socorro Máquinas e equipamentos 0, ,00 0, ,00 0,00 0,00 energéticos Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 68/93

69 Máquinas e equipamentos 0,00 0,00 0, ,00 0,00 0,00 gráficos Equipamento para áudio, vídeo 0, ,00 0,00 0,00 0,00 0,00 e foto Equipamentos de 0, ,00 0, ,00 0, ,00 processamento de dados TOTAL , , , , , ,00 TOTAL POR ANO , , ,00 Tabela 17: Proposta Orçamentária de TI. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 69/93

70 16 FATORES CRÍTICOS PARA A IMPLANTAÇÃO DO PDTI Os fatores críticos de sucesso são requisitos necessários para alcançar o sucesso na execução do PDTI. A ausência de um ou de vários desses requisitos, ou mesmo sua presença de forma precária, gerará impacto no plano e, consequentemente, do. Os fatores abaixo descritos devem ser observados, tornando-se condições fundamentais a serem cumpridas para que o PDTI alcance seus objetivos: Aprovação do PDTI; Divulgação do PDTI ; Comprometimento da alta administração; Participação ativa do Comitê Estratégico de TI no monitoramento do PDTI; Conscientização das áreas demandantes da importância do PDTI; Realização de revisões periódicas do PDTI para contemplar mudanças na estrutura organizacional ou alterações nas estratégicas; Disponibilidade orçamentária; Força de trabalho de TI adequada; Promover relacionamento e comunicação entre a CGTI e a áreas demandantes. 17 CONCLUSÃO Considera-se o Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 um passo fundamental para o alcance da missão da TI. Durante a elaboração do documento foram identificadas as principais necessidades de TI, assim como as expectativas dos usuários em relação aos serviços disponibilizados. Foi também explicitada à importância do planejamento das ações na área de TI em consonância aos objetivos estratégicos do. O acompanhamento contínuo das ações previstas neste plano pelo CETI é, ao mesmo tempo, instrumento de avaliação do trabalho e motivação para o alcance dos objetivos aqui propostos. O PDTI 2014/2016 norteará as ações propostas, constituindo instrumento balizador para superação das expectativas das áreas de negócio do. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 70/93

71 ANEXO I - RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 71/93

72 RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR A tabela abaixo contém informações sobre o resultado do PDTI 2011/2012. ID Situação Observação 1 Terceirização de serviços de Suporte Técnico Concluído Foi realizada a licitação através do Registro de Preço que deu origem ao contrato 008/2011, 05/2012 e 017/2012. Foi realizada a licitação através do Registro de Preço no final do ano 2012 Atualmente o dispõe de um contrato de desenvolvimento e manutenção de sistemas. A mesma demanda será alocada no próximo ano. 2 Atualização de parque computacional Concluído 3 Desenvolver um portal corporativo para intranet e extranet e adequar o iniciado portal da Internet 4 Gestão de Segurança da Informação Iniciado Juntamente com o Comitê Gestor de Segurança da Informação do Ministério da Justiça foi elaborada a Política de Segurança da Informação e no próximo PDTI serão elaborados os planos e os procedimentos operacionais relacionados à segurança da informação 5 Centralizar os serviços de atendimento ao público através do Portal do iniciado foi possível atender à necessidade prevista, contudo, o desenvolvimento do SIS contemplará, em parte, a demanda. 6 Capacitação em TI Iniciado O capacitou os servidores em cursos básicos de Análise de Pontos de Função e Engenharia de Requisitos de Software no decorrer do ano 2011 e Contudo, trata-se de uma necessidade contínua. 7 Implantação de Escritório de Governança de TI 8 Aquisição de Software de Gestão de Biblioteca Iniciado Com a reestruturação do com o Decreto n 7.738/2012 foi criado a Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação e o Serviço de Governança de TI. Porém, ainda restam etapas essenciais para a completa implantação do escritório. iniciado As limitações estruturais e de força de trabalho na Biblioteca do impediram o atendimento desta necessidade. 9 Implantação de Service Desk Iniciado Com a vigência do contrato 008/2011 foi feito Implantação de Service Desk, o qual atualmente necessita de reformulação. 10 Aquisição de Software de Auditoria iniciado O fez visita a FUNAI para conhecimento do Software de Auditoria utilizada pela Fundação. Porém, é necessário realizar visitas a outros órgãos da Administração Pública para a tomada de decisão em solução adotar. 11 Sistema de Gestão de Processos Iniciado Encontra-se em desenvolvimento o novo sistema de andamento após visitas do ao STJ, CNJ e TCU para conhecer os sistemas utilizados nesses órgãos. A primeira versão do sistema já foi entregue e encontrase em utilização. 12 Sistema de Gestão Interna Iniciado No decorrer de 2011 e 2012 o fez parte do Projeto Ciclo por intermédio do Ministério da Justiça. Através deste Projeto foi posto a disposição da Autarquia os sistemas SIPAC e SIGRH para serem adaptados no Conselho. A demanda passa ainda por estudos técnicos destes sistemas e a sua viabilidade de Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 72/93

73 uso no. 13 Atualização do Software Stata Iniciado Foi feita aquisição de 18 licenças do Stata 14 Garantia de Servidores HP Concluído Foi realizada a dispensa de licitação para renovação dos servidores em produção no. Com o aumento da estrutura do Conselho diante da vigência da Lei n /2011 e do Decreto n 7.738/2012 houve necessidade de reestruturação do parque com aquisição de novos servidores de rede Tabela 18: Resultado do PDTI 2011/2012. Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 73/93

74 ANEXO II - AUTODIAGNÓSTICO DO SISP Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 74/93

75 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 75/93

76 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 76/93

77 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 77/93

78 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 78/93

79 ANEXO III - PORTARIA DO GRUPO DE TRABALHO Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 79/93

80 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 80/93

81 ANEXO IV - PLANO DE TRABALHO Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 81/93

82 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 82/93

83 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 83/93

84 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 84/93

85 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 85/93

86 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 86/93

87 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 87/93

88 ANEXO V - LISTA DE PRESENÇA DAS REUNIÕES Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 88/93

89 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 89/93

90 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 90/93

91 ANEXO VI - PORTARIA DE PUBLICAÇÃO DO PDTI 2014/2016 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 91/93

92 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2014/2016 página 92/93

Modelo de Referência 2011-2012

Modelo de Referência 2011-2012 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI Modelo de Referência 2011-2012 Plano Diretor de Tecnologia de Informação Ministério do Planejamento,

Leia mais

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Versão 1.0 Premissas do modelo 1. Este modelo foi extraído do material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia

Leia mais

Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica

Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica Catálogo de Serviço de TI do Cade Diretoria Administrativa DA Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação CGTI SEPN 515 Conjunto D, Lote

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG Forplad Regional Sudeste 22 de Maio de 2013 Erasmo Evangelista de Oliveira erasmo@dgti.ufla.br Diretor de

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Nélio Alves Guilhon Tereza Cristina Brito Moreira Lima HISTÓRICO TI DA UFMA 1976: Resolução 423/76 ( 26/04/1976 ) Cria o Centro de Processamento de Dados (CPD)

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Versão 1.0 Superintendência da Gestão Técnica da Informação SGI Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Índice INTRODUÇÃO... 3 FINALIDADE...

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI PDTI 2 SISP Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática Decreto nº 1.048, de 21 de janeiro

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia

Plano Diretor de Tecnologia Governo Federal Ministério da Cultura Fundação Cultural Palmares Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação 2013 2015 Brasília DF 2013 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministério

Leia mais

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI O PDTI como ferramenta de Gestão da TI Fernando Pires Barbosa, Gustavo Chiapinotto, Sérgio João Limberger, Marcelo Lopes Kroth, Fernando Bordin da Rocha, Giana Lucca Kroth, Lucia Madruga, Henrique Pereira,

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Fundação Nacional do Índio Diretoria de Administração e Gestão Coordenação de Gestão em Tecnologia da Informação Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Governança de TI no Ministério da Educação

Governança de TI no Ministério da Educação Governança de TI no Ministério da Educação José Henrique Paim Fernandes Secretário Executivo Ministério da Educação Novembro de 2008 Governança de TI no Ministério da Educação Contexto Gestão e Tecnologia

Leia mais

CONTAS CONTROLADAS. Sede do TCU em Brasília R I S K M A N A G E M E N T R E V I E W 1 9 DIVULGAÇÃO

CONTAS CONTROLADAS. Sede do TCU em Brasília R I S K M A N A G E M E N T R E V I E W 1 9 DIVULGAÇÃO CONTAS CONTROLADAS TCU adota modelo de governança de TI no ambiente interno alinhando com seu plano estratégico para realizar o controle externo das contas da União com maior eficiência COMO ÓRGÃO RESPONsável

Leia mais

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Vinicius Eloy dos Reis Tiago Chaves Oliveira Introdução O Brasil

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO MARANHÃO PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI - MPMA 2015-2016 VERSÃO 1.0 SÃO LUÍS - MA, 2014 Procuradora-Geral de Justiça Regina Lúcia de Almeida Rocha Procuradora de Justiça Diretor-Geral

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

PRESIDENTE. Vinicius Marques de Carvalho

PRESIDENTE. Vinicius Marques de Carvalho PRESIDENTE Vinicius Marques de Carvalho CONSELHEIROS Ricardo Machado Ruiz Alessandro Serafin Octaviani Luis Elvino de Carvalho Mendonça Marcos Paulo Verissimo Ana de Oliveira Frazão Eduardo Pontual Ribeiro

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

GESTÃO DE RISCOS DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES

GESTÃO DE RISCOS DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES Número da Norma Complementar Revisão Emissão Folha ICMBio Instituto Chico Mendes De Conservação da Biodiversidade Diretoria de Planejamento, Administração e Logística ORIGEM COTEC - Coordenação de Tecnologia

Leia mais

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011-2015 Coordenação Geral de Tecnologia da Informação 2 Controle de Revisão Rev. Natureza da Revisão Data Elaborador Revisor 001 Versão inicial 18/07/11

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

Política de Segurança da informação e Comunicação

Política de Segurança da informação e Comunicação Política de Segurança da informação e Comunicação 2015-2017 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autores 28/04/2015 1.0 Elementos textuais preliminares Jhordano e Joilson 05/05/2015 2.0 Elementos

Leia mais

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014.

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. Dispõe sobre aprovação da Política de Segurança da Informação do IFMG. O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS, no uso

Leia mais

Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR

Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR Rejane Maria da Costa Figueiredo UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA CAMPUS FGA *Fonte: Material: Edméia Andrade e Claudio Cruz Agenda

Leia mais

Conselho Administrativo DE DEFESA ECONÔMICA

Conselho Administrativo DE DEFESA ECONÔMICA Conselho Administrativo DE DEFESA ECONÔMICA 135 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA DO CONSUMIDOR Conselho Administrativo DE DEFESA ECONÔMICA Horário de funcionamento: de segunda a

Leia mais

Plano de Governança de Tecnologia de Informação

Plano de Governança de Tecnologia de Informação Plano de Governança de Tecnologia de Informação Julho/2012 Junho/2014 1 Universidade Federal Fluminense Superintendência de Tecnologia da Informação Fernando Cesar Cunha Gonçalves Superintendência de Tecnologia

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA DO SISP SERVIÇOS DE CONSULTORIA EIXO TEMÁCO: GOVERNANÇA DE Implantação de Metodologia de Elaborar e implantar uma metodologia de gerenciamento de projetos no órgão solicitante, com a finalidade de inserir as melhores

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação Ciclo 2013-2015

Plano Diretor de Tecnologia da Informação Ciclo 2013-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Ciclo 2013-2015 Rio de Janeiro Fevereiro de 2014 Ministério de Minas e Energia (Esta página foi intencionalmente deixada em branco para o adequado alinhamento

Leia mais

Gestão e Tecnologia da Informação

Gestão e Tecnologia da Informação Gestão e Tecnologia da Informação Superintendência de Administração Geral - SAD Marcelo Andrade Pimenta Gerência-Geral de Gestão da Informação - ADGI Carlos Bizzotto Gilson Santos Chagas Mairan Thales

Leia mais

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012

Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação. Indicadores. Descrição 2011 2012 Plano Diretor Tecnologia da Informação 2012-2013 146 Anexo 7 Demandas oriundas das recomendações da Estratégia Geral Tecnologia da Informação Objetivos Objetivo 1 - Aprimorar a Gestão Pessoas TI (Cobit

Leia mais

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011-2015 Revisão 1-2012 Coordenação Geral de Tecnologia da Informação 2 Controle de Revisão Rev. Natureza da Revisão Data Elaborador Revisor 001 Versão

Leia mais

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012 2015 Controle de Revisão Ver. Natureza Data Elaborador Revisor

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES - PoSIC

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES - PoSIC MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 795, DE 5 DE SETEMBRO DE 2012 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso de suas atribuições

Leia mais

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário 1. Processo nº TC 011.772/2010-7. 2. Grupo I Classe de Assunto V: Relatório de Auditoria 3. Interessados/Responsáveis: 3.1. Interessada: Secretaria de Fiscalização de

Leia mais

Dados de Identificação. Dirigente máximo da instituição. Nome/Sigla da instituição pública. Nome do dirigente máximo. Nome/Cargo do dirigente de TI

Dados de Identificação. Dirigente máximo da instituição. Nome/Sigla da instituição pública. Nome do dirigente máximo. Nome/Cargo do dirigente de TI Dados de Identificação Dirigente máximo da instituição Nome/Sigla da instituição pública Nome do dirigente máximo Nome/Cargo do dirigente de TI Endereço do setor de TI 1 Apresentação O Tribunal de Contas

Leia mais

Estratégia Geral de Tecnologia da Informação

Estratégia Geral de Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI 2011-2012 Presidente da República Luiz Inácio Lula da

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI

Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2015-2017 Presidente da República Dilma Vana Rousseff

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 32/2014 Institui a política de segurança da informação da UFPB, normatiza procedimentos com esta finalidade e

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEMGESP Nº 004/2013 01, de 12.06.13

INSTRUÇÃO NORMATIVA SEMGESP Nº 004/2013 01, de 12.06.13 INSTRUÇÃO NORMATIVA SEMGESP Nº 004/2013 01, de 12.06.13 Dispõe sobre os procedimentos de gestão da Tecnologia da Informação. O Prefeito Municipal e o Secretário Municipal de Gestão e Planejamento, no exercício

Leia mais

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment

A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment A IN/SLTI nº 04/2008 e Avaliação dos Resultados Análise de Pontos de Função Âmbito do SISP The IN SLTI 04/2008 and Results Assessment Cláudio Muniz Machado Cavalcanti claudio.cavalcanti@planejamento.gov.br

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

Relatório de Gestão DGTI

Relatório de Gestão DGTI Relatório de Gestão DGTI 1.Contextualização Histórico Administrativa Com o projeto de expansão do Governo Federal que criou os Institutos Federais em todo o Brasil, o antigo Centro Federal de Educação

Leia mais

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Emerson de Melo Brasília Novembro/2011 Principais Modelos de Referência para Auditoria de TI Como focar no negócio da Instituição

Leia mais

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Renata Assunção Farias Introdução Em 2007, após pesquisa com órgãos da Administração Pública Federal (APF), o TCU atestou

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação

CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação CETI Comitê Executivo de Tecnologia da Informação O que é um comitê de TI? Porque devemos ter? O comitê do MinC Atribuições Composição Agenda Ratificação

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação PDTIC UFMA 2012-2014 2012 2014 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Aprovado pela Resolução CONSAD nº 132/2013 São Luís/MA 2012 PDTIC UFMA 2012-2014 Fundação Universidade Maranhão Avenida

Leia mais

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança ANEXO I CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS DO CAU Política de Governança e de Gestão da Tecnologia da Informação do Centro de Serviço Compartilhado do Conselho de Arquitetura e Urbanismo Colegiado Gestor

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO BIÊNIO 2014/2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV P D T I Plano Diretor de Tecnologia da Informação Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV EQUIPE DE ELABORAÇÃO Plano Diretor

Leia mais

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti

Contratação de Serviços de TI. Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti Contratação de Serviços de TI Ministro-Substituto Augusto Sherman Cavalcanti O antigo modelo de contratação de serviços de TI 2 O Modelo antigo de contratação de serviços de TI Consiste na reunião de todos

Leia mais

Departamento Nacional de Obras Contra as Secas. Coordenação de Gestão Estratégica

Departamento Nacional de Obras Contra as Secas. Coordenação de Gestão Estratégica Coordenação de Gestão Estratégica Plano Estratégico de Tecnologia da Informação Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2013-2015 (versão 1.0) MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL Fernando Bezerra de Souza

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0 PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Versão 0 1.0 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Presidente Luiz Otávio Pimentel Vice-Presidente Mauro Sodré

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 33/2012 Autoriza a criação do Comitê de Gestão e Tecnologia da Informação (CGTI), da Universidade Federal da

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 002, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2013. O PLENO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais,

RESOLUÇÃO Nº 002, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2013. O PLENO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais, RESOLUÇÃO Nº 002, DE 05 DE FEVEREIRO DE 2013 DISPÕE SOBRE A ESTRUTURA E ATIVIDADES DA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER JUDICIÁRIO APMP, CRIA A DIVISÃO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DIGEP,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAÇÃO DE CONSULTORIA EM AUDITORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAÇÃO DE CONSULTORIA EM AUDITORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAÇÃO DE CONSULTORIA EM AUDITORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TERMOS DE REFERÊNCIA 1.OBJETO Contratação de Serviço de Consultoria especializada em AUDITORIA

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação ANÁLISE PRELIMINAR DE PDTI

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação ANÁLISE PRELIMINAR DE PDTI MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação ANÁLISE PRELIMINAR DE PDTI Órgão: UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIA E SAÚDE DE PORTO ALEGRE - UFCSPA Objeto:

Leia mais

ANTAQ Secretaria de Tecnologia da Informação. Plano de Trabalho. Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

ANTAQ Secretaria de Tecnologia da Informação. Plano de Trabalho. Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação ANTAQ Secretaria de Tecnologia da Informação Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor 14/07/2011 1.0 Criação do documento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT

Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT DIRETORIA DE TECNOLOGIA DITEC Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT 2013-2014 1 CASA DA MOEDA DO BRASIL Francisco de Assis Leme Franco Presidente Marcone da Silva Leal Diretor Vice-Presidente

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança

Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança IV Encontro do Forplad Daniel Moreira Guilhon, CISA Novembro/2012 1 O que pretendemos? Conceituar os aspectos relacionados à boa governança para assegurar

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2015 2016 I Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

)))* "*+$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação "$%&'(

)))* *+$ Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação $%&'( )))* "*+$!"# Núcleo de Projetos Especiais Divisão de Processos e Segurança da Informação "$%&'( , $-. Cecom Centro de Computação: atendimento das demandas corporativas da universidade. LCC Laboratório

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Plano Diretor de Tecnologia de Informação 2012-2013 Reitor

Leia mais

PDTI 2015 2019 (Versão 1.1)

PDTI 2015 2019 (Versão 1.1) PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO Data Emissão: 10/12/2014 Elaborado por: Marcelo Gaspar Revisado por: Cintia Aldrighi Data Aprovação: Verificado por: Aprovado por: REGISTRO DE REVISÕES Revisão

Leia mais

José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto

José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto Análise dos três níveis: Governança Corporativa Governança de TI Gerenciamento da Área de TI ORGANIZAÇÃO Governança Corporativa Governança

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

Departamento Nacional de Obras Contra as Secas. Coordenação de Gestão Estratégica

Departamento Nacional de Obras Contra as Secas. Coordenação de Gestão Estratégica Coordenação de Gestão Estratégica Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011-2012 (versão 1.0) MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL Fernando Bezerra de Souza Coelho Ministro de Estado Alexandre Navarro

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011/2012 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011/2012 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011/2012 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Unidade Seccional de Tecnologia da Informação Fevereiro de 2011 PDTI CADE 2011/2012 Página 2 de 108 PLANO

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário

Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário Identificação Acórdão 2.471/2008- Plenário Acórdão Vistos, relatados e discutidos estes autos que tratam de fiscalizações de orientação centralizada, realizadas no âmbito do Tema de Maior Significância

Leia mais

Avaliação da Segurança da Informação no âmbito da APF

Avaliação da Segurança da Informação no âmbito da APF Avaliação da Segurança da Informação no âmbito da APF Pedro Coutinho Filho Sefti Brasília, 17 de maio de 2013 www.tcu.gov.br/fiscalizacaoti 2 da TI o Levantamento IGovTI o Objetivos Agenda o Principais

Leia mais

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior RELATÓRIO DE RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR Outubro de 2011 Elaborado pelo Grupo de Trabalho Intersetorial para elaboração do Plano Diretor de Tecnologia de Informação PDTI, nos termos da Portaria nº 4551,

Leia mais

ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º À Secretaria de Logística e Tecnologia

Leia mais