Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) do Ibama

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) do Ibama"

Transcrição

1

2 Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) do Ibama 3 ª Edição

3 Ministério do Meio Ambiente Izabella Teixeira Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Volney Zanardi Junior Diretoria de Planejamento, Administração e Logística Edmundo Soares do Nascimento Filho Centro Nacional de Telemática Rosana de Souza Ribeiro Freitas Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Centro Nacional de Telemática SCEN Trecho Edifício Sede Caixa Postal nº BrasíliaDF Fone: (6)

4 Ministério do Meio Ambiente Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) do Ibama 3 ª Edição Brasília, DF 3 4

5 Equipe de elaboração do PDTI (Portaria nº.9, de 3/7/) Membros da Sede Carlos Joaquim Severino DIQUA Cid Arruda Aragão PFE Cleia dos Santos de Oliveira CNT Cristiano Jorge Poubel de Castro CNT Dagoberto Arrais AUDIT Eliane Solon Ribeiro de Oliveira DILIC Frederico Silva Brasileiro do Valle George Porto Ferreira Gerlena Maria S. De Siqueira PFE Henrique Saule PRESI Isabela Pereira Cardoso DILIC Jair Schmitt Luciana Vieira de Araújo ASCOM Luis Felipe dos Reis Correa DILIC Márcio Pereira Lima CNT Marcus Vinícius M. de Almeida Mariana Midori Nakashima DIQUA Nelson Gonçalves Rezende CNT Neyton Barrabás Rejane Marinho França Rosana de Souza Ribeiro Freitas CNT Rubens Ferreira Alves AUDIT Sinfrônio Sousa e Silva Talitha Monfort Pires ASCOM Tânia Mara de Lima Moura Pontos Focais nas Superintendências Adelquis Stanley Monteiro Santiago PI Almira Lemes de Arruda MT Antônio Arthur Filho ES Arno Hubbe Filho SC Débora Vieira de Carvalho DF Décio Luiz Castellões Motta ES Edmundo César Mendonça de Sousa MA Marco André Vighi Bulow RS Maria Auxiliadora da Silva MG Maurício Vilarinho Amaral PE Nelson Taira MS Paulo Janary Neves Botelho AP Paulo Sérgio Protásio Barbosa PA Pedro Amorim Franco RJ Pedro Carlos Santos Oliveira BA Raimundo Francisco de Souza AC Raimundo Ramos de Araújo Junior RO Rita de Cássia de Aguiar Fassanaro AL Rita Maria de Araújo RR Rivanda Ferreira Felix SE Rodrigo Teixeira Greco GO Ronilson José da Paz PB Rossini de Matos Esmeraldo CE Sebastião Gomes da Costa AM Simone Ribeiro RN Vinicius Carlos Freire PR Waner Gonçalves Lima TO Wilson Amorim Fermino SP

6 Comitê de Tecnologia da Informação (CTI) Volney Zanardi Júnior Presidente do Ibama Edmundo Soares do Nascimento Filho Presidente do Comitê de Tecnologia da Informação Fernando da Costa Marques Diretor de Qualidade Ambiental Luciano Menezes Evaristo Diretor de Proteção Ambiental Hanry Alves Coelho Diretora de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas Gisela Damm Forattini Diretora de Licenciamento Ambiental Jorge Ribeiro Soares AuditorChefe Henrique Varejão ProcuradorChefe da PFE Rosana de Souza Ribeiro Freitas Chefe do Centro Nacional de Telemática PDTI 3 aprovado em 6 de março de 3 6

7 Histórico de Alterações Data Versão 6/3/3. Descrição Autor Aprovação da ª edição do PDTI 3. Comitê de TI. 7

8 Sumário. Introdução.... Metodologia Aplicada Documentos de Referência Princípios e Diretrizes...7. Organização da TI...8. Contextualização do CNT...8. O CNT Atualmente Resultados do PDTI Anterior Referencial Estratégico de TI Missão Visão de Futuro es Objetivos Estratégicos da TI Análise de SWOT Alinhamento com a Estratégia da Organização Inventário de Necessidades Critérios de Priorização Necessidades Identificadas Necessidades de Aquisição de Equipamentos de TI Diagnóstico da Rede Local da Sede e Unidades Descentralizadas...6. Plano de Metas e Plano de Gestão de Pessoas Plano de Investimento e Plano de Gestão de Riscos Proposta Orçamentária de TI...4. Políticas de aquisição, substituição e de descarte de equipamentos de Tecnologia da Informação...4. Diretrizes de aquisição e substituição de equipamentos...4. Diretrizes de descarte de Equipamentos Processo de Monitoramento e Avaliação da Execução do PDTI Processo de Revisão do PDTI Fatores Críticos para a Implementação do PDTI Conclusão... ANEXO I Classificação detalhada das despesas para cada ação do PDTI... APÊNDICE I Relatório de Resultados do Planejamento de TI Período...86 Apresentação...86 Análise dos resultados do PDTI período...86 Análise das Estruturantes de TI...9 Análise dos fatores que dificultaram a execução do PDTI...93 Conclusão...9 8

9 Tabelas Tabela : Documentos de Referência...6 Tabela : Princípios e Diretrizes...7 Tabela 3: Situação atual dos Recursos humanos de TI no CNT... Tabela 4: Quadro de Forças e Fraquezas...6 Tabela : Quadro de Oportunidades e Ameaças...7 Tabela 6: Critérios de Priorização da G.U.T...9 Tabela 7: Inventário de Necessidades de Tecnologia da Informação PDTI Tabela 8: Quadro de necessidades de aquisição de equipamentos de TI... Tabela 9: Diagnóstico da rede local da Sede e Unidades Descentralizadas...8 Tabela : Referência de quantidade de impressoras necessárias...9 Tabela : Quantidade de usuários para o serviço de suporte à microinformática...3 Tabela : Informações sobre a necessidade de dispositivo de armazenamento em massa...3 Tabela 3: Levantamento de necessidade de software...33 Tabela 4: Plano de Metas e...77 Tabela : Mapeamento de competências de TI...8 Tabela 6: Quantidade necessária de pessoal de TI...8 Tabela 7: Plano de Investimento e...3 Tabela 8: Matriz de probabilidade e impacto... Tabela 9: Plano de Gestão de Riscos...39 Tabela : Proposta Orçamentária de TI...4 Figuras Figura : Fases e Produtos da Metodologia de Elaboração do PDTI...3 Figura : Dados quantitativos sobre a execução do PDTI anterior... Figura 3: Dados qualitativos sobre a execução do PDTI anterior... Figura 4: Fatores que dificultaram a execução do PDTI anterior... Figura : Processo de monitoramento e avaliação do PDTI...44 Figura 6: Processo de atualização do PDTI

10 Termos e Abreviações ATI Analista em Tecnologia da Informação CNT Centro Nacional de Telemática CTI Comitê de Tecnologia da Informação EGTI Estratégia Geral de Tecnologia da Informação emag Modelo de Acessibilidade do Governo Eletrônico eping Padrões de Interoperabilidade de Governo Eletrônico ENAP Escola Nacional de Administração Pública Ibama Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis IN Instrução Normativa MMA Ministério do Meio Ambiente MP Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PEI Planejamento Estratégico Institucional PPA Plano Plurianual SISP Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação SLTI Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação SWOT Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats TCU Tribunal de Contas da União TI Tecnologia da Informação

11 Apresentação O Plano Diretor de Tecnologia da Informação do Ibama (PDTI) 3 reflete o amadurecimento do nível de governança do Instituto, fruto da atuação efetiva do Comitê de Tecnologia da Informação CTI e do empenho e árduo trabalho dos servidores desta Instituição, que com afinco e competência participaram da elaboração desta importante ferramenta para o alcance de sua missão institucional. Este plano foi construído em harmonia com o Plano Estratégico Institucional do Ibama e compreende todas as ações de TI indispensáveis para o desenvolvimento dos objetivos estratégicos desta Autarquia. Este documento, de forma resumida, registra a metodologia aplicada na elaboração do PDTI; o Inventário de Necessidades; os planos de Metas e, de Investimentos e de, de Gestão de Riscos; Proposta Orçamentária de TI, dentre outros elementos táticos e estratégicos relacionados à Tecnologia da Informação. O período de vigência deste PDTI contempla o triênio 3, e com a abrangência na Sede, Superintendências e demais Unidades Descentralizadas do Ibama. Finalmente, esperase que este documento cumpra seu papel como instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e serviços de Tecnologia da Informação, orientando as Unidades do Ibama aos objetivos e iniciativas estratégicas do Instituto.

12 . Introdução O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foi criado pela Lei nº 7.73, de de fevereiro de 989, como autarquia federal dotada de personalidade jurídica de direito público, autonomia administrativa e financeira, vinculada ao Ministério do Meio Ambiente (MMA). O Ibama integra a estrutura do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação SISP na figura de órgão seccional, cuja principal competência é cumprir e fazer cumprir as políticas, diretrizes e normas emanadas do Órgão Setorial do SISP a que está vinculado, conforme o Decreto 7.79/. A lógica expressa pelas melhores práticas relacionadas à gestão de TI é precisa quando recomenda que qualquer instituição, pública ou privada, que realize uma gestão eficiente dos recursos área de Tecnologia da Informação (TI), necessita contar com um planejamento no qual estejam relacionadas todas as metas da instituição associadas às ações que a área de TI terá que executar como a parte que compete a esta área para o alcance daquelas metas. Assim, um Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) representa um instrumento indispensável para a gestão dos recursos de TI. Por isso, na área pública, onde os recursos, de uma forma geral, são mais limitados do que área privada, os órgãos de controle de governo, em especial o Tribunal de Contas da União (TCU), há muito vêm enfatizando a necessidade de que os órgãos públicos, antes de executarem seus gastos relacionadas à TI, devem elaborar um PDTI que contemple todas as ações e as associem às metas de suas áreas de negócio. Essa recomendação tornouse obrigatória em face da publicação da Instrução Normativa SLTI/MP nº 4/, pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI), do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), órgão central do Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática (SISP). Para garantir que o PDTI seja executado de forma eficiente, a referida IN também recomenda a implantação de uma estrutura de governança em Tecnologia da Informação (TI) com a criação de comitês de TI. Este comitê foi criado, no âmbito do Ibama, pela Portaria nº 8/, publicada no DOU em de julho de. O Comitê de TI do Ibama (CTI) é presidido pelo Diretor de Planejamento, Administração e Logística (), sendo composto por todos os titulares das Diretorias do Ibama, titular da Procuradoria Federal Especializada junto ao Ibama (PFE), titular da Auditoria Interna e titular do Centro Nacional de Telemática (CNT). Entre as atribuições do CTI, conforme Portaria nº 8/, podese citar: a) Orientar, aprovar e acompanhar os processos de elaboração e as revisões periódicas do PDTI; b) Analisar, discutir e aprovar o Plano de, em conformidade com o disposto nas estratégias de execução do PDTI; c) Acompanhar a implementação do PDTI, garantindo que sua execução represente um processo de melhoria crescente da governança de TI no Ibama.

13 A elaboração deste PDTI visa aprimorar a maturidade da Governança de Tecnologia da Informação (TI), com vistas a assegurar que as ações de TI agreguem valor às ações estratégicas do Ibama, nesse sentido este processo de elaboração é motivado pelos seguintes fatores: a) A Instrução Normativa SLTI/MP nº 4/, instrumento legal de indução da Governança de TI na Administração Pública Federal; b) A publicação do Plano estratégico do Ibama como instrumento norteador das ações da instituição; c) O papel de integração e de diagnóstico do PDTI Ibama, ª Edição; d) A proposta de fortalecimento das áreas de TI e de entrega de valor às áreas finalísticas de negócio e o apoio ao cumprimento das metas governamentais, por parte da Estratégia Geral de Tecnologia da Informação do SISP; e) A recomendação do Tribunal de Contas da União acerca do aprimoramento dos controles gerais da área de Tecnologia da Informação do Ibama, disposta no Acórdão TCU n / Plenário; f) As recomendações acerca do Planejamento Estratégico de TI do Ibama, apresentadas no Relatório de Auditoria Anual de Contas de, emitido pela Controladoria Geral da União. Com a aprovação do PDTI 3, o Ibama tem uma importante ferramenta para orientar as ações de TI para o próximo triênio, alinhadas às orientações estratégicas da alta direção do Ibama.

14 . Metodologia Aplicada A elaboração do PDTI do Ibama pautouse no modelo proposto pelo Guia de Elaboração de PDTI do SISP, publicado em 8 de maio de, pela SLTI/MP, e nas orientações contantes do Acórdão TCU n / Plenário, quanto à observância das práticas contidas no Cobit 4., processo PO Planejamento Estratégico de TI. A metodologia de construção do Plano Diretor de Tecnologia consistiu em três fases: Preparação, Diagnóstico e Planejamento (Figura ). Cada fase compreendeu a execução de processos específicos em harmonia com o Plano Estratégico do Ibama, a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação e as Diretrizes Orçamentárias da União. Figura : Fases e Produtos da Metodologia de Elaboração do PDTI. A fase de Preparação reuniu os aspectos decisórios de caráter superior, aprovação de documentos e atividades diretamente voltadas à elaboração do Plano de Trabalho, o qual orientou a condução da elaboração do PDTI. Suas principais atividades foram: definição da abrangência e o período do PDTI; definição da equipe de elaboração do PDTI; descrição da metodologia de elaboração do PDTI; identificação e reunião dos documentos de referência; identificação das Estratégias da Organização; identificação dos princípios e diretrizes; elaboração do plano de trabalho do PDTI (PTPDTI); aprovação do plano de trabalho do PDTI. A fase de Diagnóstico objetivou a compreensão da situação atual da TI no Ibama, por meio da análise das ações previstas no PDTI anterior e da identificação de novas necessidades. Suas principais atividades foram: avaliação dos resultados do Planejamento de TI anterior; aprovação do Relatório de Resultados do Planejamento de TI anterior; análise do Referencial Estratégico da área de TI; análise da Organização da TI; realização da análise SWOT da TI; identificação das Necessidades de Informação; identificação das Necessidades de Serviços de TI; identificação das Necessidades de Infraestrutura de TI; identificação das Necessidades de Contratação de TI; identificação das Necessidades de Pessoal de TI; consolidação do Inventário de necessidades; alinhamento das Necessidades de TI às Estratégias da Organização; aprovação do Inventário de Necessidades. A fase de Planejamento permitiu o estabelecimento dos planos e das ações adequadas para o alcance dos objetivos esperados, contemplando a priorização das necessidades e definição de metas e ações, abrangendo aspectos de pessoal, orçamentários e riscos. Suas principais atividades foram: atualização dos critérios de priorização; priorização das necessidades inventariadas; definição das metas e ações; planejamento da execução das ações; planejamento das ações de pessoal; planejamento de Investimentos e ; 3

15 consolidação da Proposta Orçamentária da TI; aprovação dos Planos Específicos; atualização dos critérios de aceitação de riscos; planejamento do gerenciamento de riscos; consolidação da Minuta do PDTI; aprovação da Minuta do PDTI e publicação do PDTI. Cada fase produziu artefatos específicos, quais sejam: Plano de Trabalho pela Fase de Preparação; Relatório de Resultados do PDTI anterior e Inventário de Necessidades pela Fase de Diagnóstico; Plano de Metas e, Plano de Gestão de Pessoas, Plano de Investimento e, Plano de Gestão de Riscos e Minuta do PDTI pela Fase de Planejamento. A equipe de elaboração do PDTI foi composta por membros centrais, servidores indicados pelos titulares do Comitê de TI e pontos focais, representantes das Superintendências e demais Unidades Descentralizadas. Os membros centrais foram responsáveis por realizar todas as atividades relacionadas à elaboração do PDTI, em conformidade com o Guia de Elaboração de PDTI, da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Os pontos focais da Equipe foram responsáveis por apoiar na elaboração do PDTI, por meio da avaliação dos resultados do PDTI anterior e identificação das necessidades de TI no âmbito da Superintendência e demais Unidades Descentralizadas no respectivo estado. O processo de elaboração foi divulgado através de página de acompanhamento na Wiki do Ibama e também por para alguns grupos, como CTI, Equipe de Elaboração do PDTI e Superintendentes. Todos os documentos produzidos pela Equipe, assim como s, memorandos, listas de presença e atas de reuniões estão reunidos no processo nº.39/ (Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI). A elaboração do PDTI incluiu também a realização de sessões de videoconferência com as Superintendências e Sessões Plenárias no âmbito da Sede. Algumas atividades foram realizadas com apoio da ferramenta LimeSurvey, software livre que permitiu a criação automatizada de questionários, trazendo maior agilidade na coleta de informações dos pontos focais e membros centrais, além de propiciar a normalização de algumas respostas padrões. As atividades identificação das necessidades para compor o Inventário de Necessidades de TI, bem como a avaliação das ações do PDTI anterior (), utilizaram este recurso. 4

16 3. Documentos de Referência A elaboração do PDTI segue as diretrizes, padrões, normas e orientações de políticas do Ibama, como também as políticas governamentais de conhecimento público. A tabela abaixo apresenta os documentos de referência que serviram como material de apoio e consulta na elaboração do Plano. Documento Descrição Plano Estratégico do Ibama Ciclo Define as diretrizes e ações do Ibama a serem realizadas, Portaria Ibama n 4, de de no período de a. novembro de. Lei nº 7.73/89, de de fevereiro de 989. Criação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Ibama. Lei nº.3, de de agosto de. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Regimento Interno do Ibama, Portaria MMA nº 34 de 3 de agosto de. Estabelece o Regimento Interno do Ibama. Resolução Conama nº 4, de 4 de novembro de 8. Estabelece os limites máximos de chumbo, cádmio e mercúrio para pilhas e baterias comercializadas no território nacional e os critérios e padrões para o seu gerenciamento ambientalmente adequado. Portaria Ibama nº 8/. Cria o Comitê de Tecnologia da Informação do Ibama. COBIT (Control Objectives for Information and related Technology). Guia de boas práticas dirigido para gestão de tecnologia da informação (TI). Decreto nº 99.68/9, de 3 de outubro de Regulamenta, no âmbito da Administração Pública 99 e Decreto nº 6.87, de de abril de Federal, o reaproveitamento, a movimentação, a 7. alienação e outras formas de desfazimento de material. Decreto nº 7/97, de 7 de julho de Dispõe sobre a contratação de serviços pela Administração Pública Federal direta, autárquica e 997. fundacional. Dispõe sobre o processo de contratação de Soluções de Tecnologia da Informação pelos órgãos integrantes do Instrução Normativa SLTI/MP nº 4/. Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP) do Poder Executivo Federal. Dispõe sobre os critérios de sustentabilidade ambiental na aquisição de bens, contratação de serviços ou obras Instrução Normativa SLTI/MP nº /. pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. Instrução Normativa GSI/PR nº /8. Disciplina a Gestão de Segurança da Informação e Comunicações na Administração Pública Federal, direta e indireta. Documento da Secretaria de Logística e Tecnologia Guia de Elaboração de PDTI do SISP da Informação/MP que dispõe sobre os padrões, Versão.. orientações, diretrizes e modelos para elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação.

17 A EGTI 3 estabelece a direção da Tecnologia da Informação (TI), definindo o plano estratégico que Estratégia Geral de Tecnologia da visa promover a melhoria contínua da gestão e Informação do SISP (EGTI) Ciclo governança de TI, assim como a sustentação da 3. infraestrutura, além de subsidiar os órgãos do SISP na elaboração dos Planejamentos de Tecnologia da Informação. Acórdão TCU.33/ Plenário. Acórdão cujo objeto foi avaliar se a gestão e o uso da tecnologia da informação estão de acordo com a legislação e aderentes às boas práticas de governança de TI. Acórdão /Plenário. Acórdão direcionado ao Ibama cujo objeto foi a avaliação de controles gerais de tecnologia da informação, identificação de precariedades e oportunidades de melhoria, determinações, recomendações, alertas, entre outros assuntos. ABNT NBR ISO/IEC 38.:9. Governança Corporativa de TI. ABNT NBR ISO/IEC.:. Gestão de Serviços de Tecnologia. Define os termos técnicos referentes a embalagens plásticas degradáveis e/ou renováveis e especifica os ABNT NBR ISO/IEC 448 e 448. requisitos e os métodos de ensaio para determinar a compostabilidade de embalagens plásticas. Tabela : Documentos de Referência. 6

18 4. Princípios e Diretrizes Na Tabela a seguir são apresentados os princípios e diretrizes de TI que norteiam a elaboração e a execução do Plano Diretor de Tecnologia da Informação. N PRINCÍPIO/DIRETRIZ ORIGEM Toda necessidade de serviços deve visar Instrução Normativa SLTI/MP nº 4/; ao atendimento à missão institucional do Cobit 4. PO. Alinhamento entre TI e Ibama, alinhada ao Plano Estratégico do Negócio. Instituto. Toda ação de Tecnologia da Informação deverá ser avaliada por meio de indicadores Decreto nº.7/997; e metas claras e objetivas que indiquem o Instrução Normativa SLTI/MP nº 4/. alcance dos resultados pretendidos. 3 Relatório de Auditoria Anual de Contas As necessidades de TI deverão ser objetivas, CGU; claras e mensuráveis. Acórdão TCU.33/. Toda ação de TI deve observar as diretrizes Decreto 3./; 4 da Política de Segurança da Informação e Acórdão TCU /. suas normas complementares. As soluções de TI desenvolvidas pelo Ibama deverão, quando as características do produto possam atender a outros órgão, ser EGTI 3 Meta 6. disponibilizadas no Portal de Software Público. As contratações de bens e serviços de Tecnologia da Informação deverão ser Instrução Normativa SLTI/MP nº 4/; 6 precedidas de planejamento, seguindo o Acórdão TCU.63/8 Plenário; previsto no Plano Diretor de Tecnologia da Acórdão TCU.8/3 Plenário. Informação PDTI. Tabela : Princípios e Diretrizes. 7

19 . Organização da TI. Contextualização do CNT Quando o Ibama foi criado, herdou dos órgãos dos quais se originou, a estrutura de informática que pertencia a estes, sob o nome de Coordenação de Informática (CORIN), Unidade organizacional de terceiro nível ligada à área de Administração da Instituição. Uma das primeiras ações dessa Coordenadoria foi a realização do inventário dos recursos de informática pertencentes aos órgãos extintos para a sua realocação nas diversas áreas do novo Instituto. Na época da criação da CORIN, havia à disposição da Informática um aporte de recursos financeiros significativos providos pelo Programa Nacional de Meio Ambiente (PNMA), objetivando atender às necessidades e atribuições do novo Instituto. Contudo, para atender a estas necessidades, se entendia como necessária uma integração entre as diversas áreas e a CORIN de forma que as áreas finalísticas atuassem na tomada de decisão e no atendimento dessas necessidades. Dessa forma, em abril de 99, foi criada a Comissão de Informática do Ibama (COINFO), uma espécie de colegiado com representantes das Diretorias, da Presidência, das Superintendências e da própria CORIN, com o papel de orientar as medidas a serem tomadas à época. A COINFO aprovou a política de informática, a norma para solicitação de software e equipamentos de informática e elaborou o catálogo de equipamentos e software. Em 99, a COINFO aprovou o Plano Diretor de Informática (PDI) com o Projeto Básico para a contratação e implementação da Rede Nacional de Computadores do Ibama (RNCI), rede de longa distância em nível nacional abrangendo as suas unidades descentralizadas mais importantes à época, com todas as suas características e abrangência. A RNCI era uma rede com processamento distribuído composta por redes locais com a tecnologia clienteservidor, onde os servidores utilizavam a tecnologia RISC. Cada Unidade do Ibama se conectava à Sede e às demais Unidades através da tecnologia de comunicação RENPAC Rede Nacional de Comunicação de Dados por Comutação de Pacotes. Diferentemente do que acontece hoje a gestão era feita em cada localidade por uma Unidade local chamada de Núcleo de Informática (NINFO). A COINFO também aprovou as definições relacionadas ao desenvolvimento dos sistemas necessários. A implantação da RNCI, com o recebimento, implantação e operacionalização dos equipamentos servidores e da rede como um todo, aconteceu no período de 994 a 996. Atualmente, a rede corporativa do Ibama utiliza o protocolo MPLS (Multi Protocol Label Switching) com base de dados centralizada em Data Center e a coordenação fica a cargo da Sede. Por meio da portaria nº 8, de 9 de julho de, a CORIN foi transformada no atual Centro Nacional de Telemática (CNT), com o objetivo de dar mais modernidade, autonomia e flexibilidade de ação à estrutura de TI, vinculado tecnicamente à então Diretoria de Planejamento, Administração e Logística (). A área de TI, na forma de um Centro Especializado, gradativamente centraliza as ações de TI (definição e gestão da aquisição de hardware e software, contratação de serviços de TI, incluindo a elaboração de aplicativos, antes muito dispersas entre as Diretorias) e 8

20 elabora normas de comportamento relacionado ao uso da estrutura de TI. Além disso, com criação do CNT houve o reconhecimento deste Centro como área responsável pela TI corporativa, o que possibilitou o aporte de mais recursos para a área.. O CNT Atualmente Segundo o Regimento Interno do Ibama, Portaria MMA n 34, de 3 de agosto de, a unidade de TI do Ibama se classifica como Centro Especializado, vinculado tecnicamente à Diretoria de Planejamento, Administração e Logística, denominado Centro Nacional de Telemática (CNT). Conforme o Art. 9 do Regimento Interno do Ibama, são competências do CNT: I planejar, desenvolver, implantar, atualizar e gerenciar a infraestrutura de informática, comunicação e transmissão de dados do IBAMA, agregando novas redes integradas de informação à estrutura existente; II propor normas e padronizar a especificação geral de bancos de dados, sistemas, tecnologias, modelos, aplicativos de informação e informática e da página WEB institucional na rede mundial de computadores, incluindo a manutenção e as inovações de hardwares e softwares; III normatizar, planejar, coordenar, orientar, executar e avaliar o desenvolvimento de planos e projetos referentes às ações de tecnologia da informação; IV atuar na elaboração e no planejamento da política de informática do IBAMA, em harmonia com o Comitê de Tecnologia de Informação; V orientar a alocação de recursos e gerenciar a aquisição de hardware e software e contratação de prestação de serviços especializados em tecnologia da informação e comunicações; VI administrar e avaliar a infraestrutura de tecnologia da informação do IBAMA e propor a sua atualização; VII gerenciar a produção, desenvolver e implantar sistemas informatizados; VIII coordenar os serviços de atendimento a usuários e de suporte às redes de comunicação de dados e bancos de dados; e IX identificar demandas e necessidades de inovações tecnológicas, e propor soluções sistematizadas com base no uso de modernos recursos metodológicos e tecnológicos. O CNT não tem norma que reflita formalmente as atuais competências das áreas internas e atribuições dos gerentes. Apenas dois cargos comissionados fazem parte da estrutura de cargos: o do Chefe do CNT (DAS.3) e o do Chefe de Serviço (DAS.). O CNT, atualmente, possui um quadro reduzido de servidores, apresentado a seguir. 9

21 Atualmente ÁREA PAPÉIS Efetivo Cedidos do MP Subtotal Núcleo de Apoio à Gestão e Governança Integrante/Fiscal Técnico Apoio ao CTI/PDTI 4 6 Núcleo de Projetos de TI Gerente de Projeto Analista de Processos Analista de Sistemas Núcleo de Arquitetura de Banco de Dados DBA Administrador de Banco de dados AD Administrador de dados Arquiteto de Software Especialista em sistemas de suporte à decisão (BI) Núcleo de Rede e Infraestrutura Analista de Rede Analista em Segurança Especialista em qualidade de infraestrutura de TI Núcleo de Suporte a Usuários Analista em Suporte Chefia e Secretaria Chefe Chefe de serviços Apoio administrativo 9 Total Tabela 3: Situação atual dos Recursos humanos de TI no CNT. Foi realizado um estudo quanto ao quantitativo de servidores necessário para o desempenho das atividades do CNT, assim como a estrutura necessária para comportálos e promover um maior nível de governança. Tal estudo compõe o livreto Levantamento de Governança de Tecnologia da Informação no Ibama e desafios da modernização tecnológica, publicado em. Além disso, o Plano de Gestão de Pessoas (Seção ) apresenta uma proposta de perfis de servidores, visando atender às boas práticas de governança de TI.

22 6. Resultados do PDTI Anterior A avaliação da execução do PDTI foi realizada no período de 7/8/ a 3/8/ e envolveu os membros centrais da Sede e os pontos focais nas Superintendências. Esta avaliação abrangeu todas as necessidades registradas no texto original do plano e aquelas aprovadas pelo CTI durante a vigência do PDTI. Os quadros a seguir apresentam uma análise qualitativa e quantitativa das necessidades relacionadas à Tecnologia da Informação TI. O relatório completo encontrase no APÊNDICE I. A análise quantitativa evidenciou que 8,96% das necessidades registradas no PDTI foram executadas (Figura ). No âmbito da Sede, executouse 7,78%. No entanto, a quantidade de necessidades em execução na sede está em torno de 4,%, enquanto nas superintendências registrouse,%. Figura : Dados quantitativos sobre a execução do PDTI anterior. A avaliação qualitativa das metas da sede (Figura 3) evidenciouse que 49,% não foram alcançadas, enquanto que nas superintendências registrouse 67,7%. Observouse, também, um razoável percentual de metas não relacionadas à TI (8,96%) considerando o Ibama como um todo.

23 Figura 3: Dados qualitativos sobre a execução do PDTI anterior. A avaliação do plano anterior permitiu a identificação dos principais fatores que dificultaram a execução ou o alcance das metas, conforme quadro a seguir. Figura 4: Fatores que dificultaram a execução do PDTI anterior. A avaliação abordou as principais causas que contribuíram para o baixo índice de execução das necessidades, respondida pelos representantes das diferentes áreas nomeados pela Portaria nº.9, de 3 de junho de. A Figura 4 evidenciou que o fator preponderante está relacionado à ausência de recursos humanos para o planejamento, execução e acompanhamento das ações. Finalmente, o índice de execução do PDTI reflete a necessidade de sistematização do

24 acompanhamento da sua implementação, que permitirá eventuais correções e adaptações durante a vigência do plano. A análise quantitativa e qualitativa da implementação do PDTI evidenciou a necessidade do aprimoramento do planejamento das ações considerando a escassez de recursos, reforçando a importância da construção de um plano de investimentos anual, conforme proposto pelo Guia de Elaboração de PDTI do SISP. Como instrumento de planejamento e gestão das ações de TI, o PDTI careceu de elementos auxiliares que foram contemplados no PDTI 3, tais como: Plano de Metas e, Plano de Investimentos e e Proposta Orçamentária Consolidada de TI. Tais elementos visam mitigar a incidência dos fatores relacionados à ausência de recursos financeiros, uma vez que proverão a estabilidade, previsibilidade e as diretrizes necessárias para que as ações estratégicas sejam priorizadas. Essa avaliação revelou ainda que o plano necessitou de esclarecimentos e divulgação acerca da definição de bens e serviços de TI (alinhada aos pressupostos da Lei n 8.48/9, Decreto 7.74/, Decreto 7.79/ e IN 4/ SLTI/MP), com vistas a mitigar a incidência de ações não relacionadas a TI. 3

25 7. Referencial Estratégico de TI 7. Missão O primeiro passo na elaboração de um PDTI e de planos estratégicos em geral é a definição da missão da área ou unidade objeto de planejamento. Isso remete à necessidade de explicitar seu escopo do negócio que determina a sua contribuição para uma missão maior que é a da Instituição à qual a área de TI pertence, deixando claras a sua área de atuação e as suas competências. A missão do CNT (unidade de TI do Ibama) é: Assegurar que a tecnologia da informação agregue valor à consecução da missão e da visão de futuro do Ibama. A unidade de TI deve assegurar que a tecnologia da informação agregue valor ao negócio, ou seja, à consecução da missão e competências do Ibama, garantindo a infraestrutura e serviços corporativos de TI necessários à operacionalização dos planos, projetos e atividades institucionais. Desse modo, a TI não pode mais ficar desatrelada das estratégias das Diretorias e áreas equivalentes do Instituto (áreas de negócio). Uma vez identificadas as necessidades das áreas, dependentes ou não de tecnologia de informação, cabe verificar as ações de TI que podem de fato apoiar a consecução dessas necessidades. Portanto, as prioridades para a TI passam a ser aquelas indicadas pela estrutura de governança, o próprio CTI, cujos membros são dirigentes máximos da Autarquia, com relação ao grau de prioridade em que as ações devam ser executadas (prazos e ordem de execução), que são consubstanciadas no Plano de e Metas, parte integrante deste PDTI, e que podem ser revistas a qualquer momento pelo CTI com fins a manter o alinhamento às estratégias organizacionais. 7. Visão de Futuro A visão de futuro da Unidade de TI do Ibama é: Ser unidade de excelência na execução do Plano Diretor de Tecnologia da Informação do Ibama. Portanto, a visão de futuro da unidade de TI do Ibama passa a ser a do seu reconhecimento como unidade de excelência na operacionalização da governança de TI do Ibama, estrutura esta formada pelos segmentos representativos da Organização responsáveis por alinhar a TI à estratégia organizacional, na execução dos planos e projetos priorizados e na garantia da infraestrutura de operações corporativa do Ibama. 4

26 7.3 es Eficiência Assegurar a maximização dos resultados por meio do uso racional dos recursos disponíveis. Sustentabilidade Assegurar a disponibilidade da informação, empregandose meios ambientalmente corretos. Efetividade Assegurar que as ações e serviços de tecnologia contribuam para o alcance dos fins estratégicos da Instituição, agregando valor à relação entre a sociedade e o meio ambiente. 7.4 Objetivos Estratégicos da TI I. Prover serviços de Tecnologia da Informação aos moldes das práticas governamentais e internacionais aplicadas na infraestrutura, operação e manutenção de serviços de Tecnologia da Informação. II. Aperfeiçoar os instrumentos de governança e gestão em tecnologia da informação à luz das práticas definidas pelo Governo Federal e às descritas pelo Modelo Control Objectives for Information and related Technology COBIT. III. Prover um ambiente tecnológico adequado à gestão da Informação. 7. Análise de SWOT A análise SWOT (Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças) é um método para se fazer uma análise do ambiente interno e externo, sendo usado como base para gestão e planejamento estratégico de uma organização. Tratase de um método que possibilita verificar e avaliar os fatores intervenientes para um posicionamento estratégico da Unidade de TI no ambiente em questão. Tem como objetivos principais efetuar uma síntese das análises internas e externas, identificar elementos chave para a gestão, o que implica estabelecer prioridades de atuação e preparar opções estratégicas: análise de riscos e identificação de problemas a serem resolvidos. Dessa forma, a Equipe de Elaboração do PDTI realizou o trabalho de identificação das forças e das fraquezas dos processos internos de competência do CNT, seguido da identificação das oportunidades decorrentes de fatores favoráveis verificados no ambiente onde a Unidade de TI opera, bem como as ameaças decorrentes de fatores desfavoráveis e mudanças sazonais ou permanentes do ambiente externo. O resultado dos estudos realizados permitiu entender melhor o ambiente organizacional da TI e auxiliou na busca de formas de se evoluir a gestão, corrigindo as fraquezas e ameaças encontradas e alavancando as forças e oportunidades identificadas.

27 7.. Forças e Fraquezas Forças.. Fraquezas Existência de Comitê de TI. Existência de Comitê de Segurança da Informação e Informática. 3. Existência de uma Política de Segurança da Informação e Comunicação. 4. Disponibilidade de videoconferência para interação com as superintendências.. Canais de formalização de demandas definidos. 6. Metodologia de desenvolvimento de sistemas definida. 7. Melhoria da qualidade dos contratos de TI criados a partir da vigência do PDTI. 8. Aquisição de equipamentos com garantia estendida em harmonia com os critérios de modernização do parque tecnológico do Ibama. 9. Utilização de serviço externo de hospedagem de dados via Data Center.. Melhoria dos links de comunicação de dados para as unidades descentralizadas e sede.. Melhoria da infraestrutura de comunicação de dados na sede.. Implementação de melhorias de autenticação no portal de serviços do Ibama Escassez de servidores capacitados em TI. Ausência de capacidade de retenção do conhecimento provido pelas empresas terceirizadas. Baixo envolvimento dos requisitantes para acompanhar a implementação das necessidades. Ausência de normas, procedimentos e padrões complementares aos processos de TI, tais como: padrão de codificação, de interface, de banco de dados e de mapeamento de processos. Ausência de capacitação técnica para a equipe de TI. Ausência de capacitação para a equipe de planejamento da contratação de soluções de TI. Ausência de capacitação para a equipe de fiscalização da contratação de soluções de TI. Elevado nível de resistência por parte dos usuários de TI do Ibama às mudanças relacionadas ao planejamento, contratação e gestão de soluções de TI. Deficiência na internalização e aplicação da política de governança de TI do Governo Federal. Estrutura organizacional da área de TI inadequada para comportar as práticas de governança propostas pelo modelo COBIT. Deficiência na comunicação dos serviços e resultados de TI. Ausência de uma sistemática de acompanhamento e controle das ações de TI. Deficiência de integração entre os sistemas de informação. Sistemas com a arquitetura da informação inadequada. Existência de sistemas sem documentação. Deficiência na gestão da informação. Dificuldade para a absorção de tecnologias adquiridas pela Instituição. Sistemas legado sem visão corporativa. Deficiência no mapeamento dos processos corporativos. Ausência de uma aferição periódica da satisfação do usuário quanto aos serviços de TI. Ausência de um processo de manutenção e reposição de peças e equipamentos referente às compras realizadas antes do PDTI. Deficiência da infraestrutura de rede das unidades descentralizadas. Tabela 4: Quadro de Forças e Fraquezas. 6

28 7.. Oportunidades e Ameaças Oportunidades Ameaças Normas, Padrões e Diretrizes disponibilizadas pela SLTI/MP. Amadurecimento do Software Público Brasileiro. Disponibilidade de novas soluções de TI no mercado. Possibilidade de parcerias para aperfeiçoamento de soluções de TI e compartilhamento de dados. Recomendações de aprimoramento da TI por parte dos Órgãos de Controle. Disponibilização por parte do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão de servidores da carreira de Analista de Tecnologia da Informação para prestarem serviços junto ao CNT/Ibama Mudanças políticas ou na legislação capazes de interromper ou descontinuar demandas em execução. Perda de servidores para outras instituições ou departamentos. Ausência de publicação das metas e ações do Plano Estratégico do Ibama. Tentativas de ataques e invasões aos sistemas, banco de dados e site do Ibama. Tabela : Quadro de Oportunidades e Ameaças. 7

29 8. Alinhamento com a Estratégia da Organização O planejamento estratégico de TI é necessário para gerenciar todos os recursos de TI de forma alinhada com as prioridades e estratégias do Ibama. Segundo o modelo Cobit (Modelo de práticas em Governança de TI), é importante que o plano reconheça os investimentos obrigatórios, os sustentáveis e os discricionários em TI, direcionados pelos objetivos do negócio, de forma a promover o alinhamento entre a TI e o negócio da organização. O PDTI Ibama 3 define como os serviços e recursos de Tecnologia da Informação contribuirão para o alcance dos 8 (oito) objetivos estratégicos descritos no Plano estratégico (PEI) do Ibama: OE. Aprimorar os instrumentos de regulação, certificação, proteção, licenciamento, avaliação e controle da qualidade ambiental e de acesso e uso sustentável dos recursos naturais, para alcançar efetividade em sua atuação. OE. Incorporar e consolidar, de forma sistemática, o planejamento e melhores práticas de gestão nos diversos níveis da organização, para alcançar melhores resultados institucionais. OE3. Buscar a valorização do servidor, por meio de política de gestão de pessoas, como instrumento de fortalecimento institucional. OE4. Buscar a valorização das questões ambientais, promovendo parcerias e a aproximação das ações, produtos e serviços do IBAMA com a sociedade. OE. Implementar práticas de gestão do conhecimento e da informação como forma de melhoria dos processos de trabalho e da interação com os cidadãos. OE6. Propor e implementar mecanismos, normas e critérios que contribuam para o desenvolvimento do Brasil em bases ambientalmente sustentáveis. OE7. Implementar gradativamente ações de gestão ambiental compartilhada com os entes do SISNAMA, no âmbito de suas respectivas atribuições. OE8. Buscar a suficiência de recursos orçamentários e adequar a capacidade operacional e os processos de gestão para atender as demandas que são da competência do IBAMA. Desse modo, toda ação prevista neste PDTI está relacionada a pelo menos um destes objetivos. O PDTI é um instrumento estratégico e tático de implementação do PEI, e que por sua vez, está alinhado às orientações estratégicas do Plano Plurianual da União (PPA), em especial aos macros desafios definidos pelo Governo Federal correlatos à atividade do Ibama, quais sejam: a) Dar seguimento ao Projeto Nacional de Desenvolvimento apoiado na redução das desigualdades regionais, entre o rural e o urbano e na continuidade da transformação produtiva ambientalmente sustentável, com geração de empregos e distribuição de renda. b) Aperfeiçoar os instrumentos de gestão do Estado, valorizando a ética no serviço público e a qualidade dos serviços prestados ao cidadão. O alinhamento de cada necessidade do PDTI com a Estratégia da Organização encontrase registrado na Seção 9.. 8

30 9. Inventário de Necessidades 9. Critérios de Priorização Para a priorização das necessidades utilizouse a Matriz de Priorização denominada GUT, técnica que permite quantificar cada necessidade de acordo com sua gravidade, urgência e tendência no âmbito organizacional. Sendo que entendese como: Gravidade (G): impacto do problema sobre coisas, pessoas, resultados, processos ou organizações e efeitos que surgirão a longo prazo se o problema não for resolvido. Urgência (U): relação com o tempo disponível ou necessário para resolver o problema. Tendência (T): potencial de crescimento do problema, avaliação tendência de crescimento, redução ou desaparecimento do problema. da Cada um desses parâmetros é pontuado de a, dependendo do nível de G ou U ou T para cada uma das causas levantadas, conforme quadro a seguir. VALOR GRAVIDADE (G) URGÊNCIA (U) TENDÊNCIA (T) Quando for uma solução corporativa estratégica. Exigência de prazo legal inferior a 3 meses. Impede a prestação do serviço. 4 Quando impactar os processos do Ibama. Exigência de prazo legal de 3 a 6 meses, ou necessidade de implementação inferior a 3 meses. Interrompe sucessivamente a prestação do serviço. 3 Atrasa o cumprimento Quando impactar o Necessidade de implementação de dos prazos de prestação desenvolvimento de pessoas. 3 a 6 meses. dos serviços. Quando impactar os sistemas, arquitetura de Necessidade de implementação de hardware e outros serviços 6 a 9 meses. de TI. Prejudica a prestação dos serviços. Quando impactar melhorias Necessidade de implementação de pontuais. 9 a meses. Não interfere na prestação do serviço. Tabela 6: Critérios de Priorização da G.U.T. Após a atribuição da pontuação, multiplicouse os valores referentes as colunas G x U x T e encontrouse o resultado, definindo assim a prioridade de cada necessidade de acordo com os pontos obtidos. Essas necessidades, depois de priorizadas, geraram as metas e ações do PDTI. 9

31 9. Necessidades Identificadas As necessidades identificadas estão classificadas como: de Infraestrutura Tecnológica (NI), de Infraestrutura de Governança (NG), de Pessoal (NP) e de Serviços de TI (NS). Na Tabela a seguir, para cada classificação de necessidade, consta um identificador, a descrição da necessidade de TI, a área demandante, a priorização GUT e o alinhamento com a estratégia da Organização (conforme descrito na Seção 8). Inventário de Necessidades de Tecnologia da Informação PDTI 3 Necessidades de Infraestrutura Tecnológica Área Gravi Urgên Tendên G.U.T Demandante dade cia cia Alinhamento Estratégico ID Descrição da Necessidade de TI NI Aprimorar os serviços de comunicação de dados do IBAMA OE, OE, OE8 NI Aprimorar as práticas de segurança da informação no IBAMA OE, OE, OE8 NI3 Implantar tecnologia de suporte à Decisão Business Intelligence (BI) OE, OE, OE8 NI4 Aprimorar os instrumentos e recursos tecnológicos 4 OE, OE, OE8 NI Implantar Sistema de comunicação de dados via Satélite OE, OE, OE8 NI6 Implantar a Rede de geoprocessamento do IBAMA 4 OE Necessidades de Infraestrutura de Governança ID Descrição da Necessidade de TI NG7 Aprimorar os processos de governança de TI Área Gravi Urgên Tendên G.U.T Demandante dade cia cia 4 Alinhamento Estratégico OE, OE8 Necessidades de Pessoal ID NP8 Descrição da Necessidade de TI Adequação quantitativa e qualitativa do quadro de pessoal em TI Área Gravi Urgên Tendên G.U.T Demandante dade cia cia 4 4 Alinhamento Estratégico OE8, OE3 Necessidades de Serviços ID Descrição da Necessidade de TI NS9 Aperfeiçoar o site e intranet do IBAMA NS Implantar sistema de transparência de informações de gestão do Ibama Área Gravi Urgên Tendên G.U.T Demandante dade cia cia Alinhamento Estratégico PRESI OE4,OE PRESI OE, OE8

32 Implantar Módulo de Acompanhamento de Audiências e Assuntos Parlamentares PRESI 4 6 OE, OE8 Desenvolver o sistema para alimentação e consulta dos resultados de julgamentos de NS autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama PRESI 4 8 OE4 NS3 Implantar a Agenda Eletrônica Corporativa PRESI 4 4 OE, OE8 Melhorar as condições de avaliação e NS4 controle de substâncias químicas e produtos perigosos. DIQUA OE NS Modernizar o Sistema de Registro Especial Temporário de Agrotóxicos SISRET DIQUA OE NS6 Modernizar o Cadastro Técnico Federal e o Relatório Anual de Atividades DIQUA OE, OE7 NS7 Informatizar o controle de resíduos e emissões (SIETRE e INFOSERV) DIQUA OE Desenvolver e implementar SIPQB NS8 Sistema Integrado de Avaliação e Controle de Produtos Químicos e Biológicos DIQUA OE Desenvolver e implantar Sistema para NS requerimento de registro e avaliação de produtos remediadores DIQUA 3 OE Implantar e manter o Sistema Informatizado de Licenciamento do NS Transporte Interestadual de Cargas Perigosas OE NS Aprimorar e evoluir o SICAFIFiscalização OE NS3 Aprimorar e evoluir o Sistema de Auto de Infração eletrônico OE NS4 Implantar o Sistema de controle destinação de bens apreendidos e OE, OE4 NS Criar a sala Comando Comunicação (C3I) e OE, OE6 NS6 Implantar Sistema de documentos sigilosos OE, OE6 NS7 Implantar o Sistema de monitoramento de operações de fiscalização OE, OE6 Implantar e aprimorar o SISFOGO, NS8 incorporando dentre outras funcionalidades aqueles fornecidas pelo SISCAB OE8, OE3 Aperfeiçoar o banco de dados espacial do centro de monitoramento ambiental OE, OE6 Implantar o Portal nacional dos planos de NS3 emergência individual e planos de ação de emergência licenciados pelo IBAMA 4 OE, OE4 Implantar e aprimorar o SISNEA Sistema Nacional de Emergências Ambientais 4 OE, OE4, OE6 NS NS9 NS3 Controle gerenciamento

33 Manter e aprimorar o SISCOM Sistema Compartilhado de Informações Ambientais 4 OE, OE6 Implantar e prover Sistema de NS33 comunicação de acidentes ambientais com informações espaciais 4 OE, OE6 Implantar e manter o Sistema para NS34 avaliação de danos causados pelo derramamento de produtos poluentes 4 OE 4 OE NS3 NS3 Implantar Sistema de produção conhecimento de inteligência NS36 Adquirir Base de dados de legislação ambiental OE8, OE3 Implantar o Sistema para cadastro e NS37 acompanhamento de alvos de ilícitos ambientais OE4, OE6 Sistema de analise ambiental da cadeia de produção de carnes e derivados 4 6 OE, OE6 Implantar o SISVERDE (Sistema para NS39 monitoramento das unidades territoriais habilitadas ao Programa Bolsa Verde) OE, OE6 NS4 Aprimorar o Relatórios sobre barragens 4 OE NS38 de NS4 Prover evoluções tecnológicas no processo de Arrecadação e Cobrança 4 OE4, OE8 NS43 Aprimorar a sistematização dos processos administrativos no IBAMA 4 OE8 NS44 Prover evoluções tecnológicas no processo de Gestão de Recursos Humanos 3 7 OE, OE3 Desenvolver, implantar e manter o Sistema Integrado de Gestão Ambiental (SIGA) NS4 módulos Licenciamento Ambiental Federal (LAF), Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e Compensação Ambiental (CA). DILIC OE, OE, OE6, OE8 Desenvolver e implementar o Sistema NS46 Nacional de Gestão Florestal, integrando os sistemas LAF, ADA, CAR e DOF. OE, OE, OE, OE7 NS47 Implementar melhorias no sistema DOF. OE, OE4, OE7 Implementar melhorias no sistema CAR e implementar o módulo PRA. OE, OE4, OE7 NS49 Concluir as alterações no SISFAUNA atual OE, OE7 Implantar melhorias no Sistema de Gestão dos Criadores de Passeriformes SISPASS OE, OE7 Desenvolver e implantar o Sistema NS Nacional de Gestão de Fauna, integrando os sistemas Sispass, Sisfauna e Sisexóticos. OE, OE7 Desenvolver o Sistema de Manejo de Fauna em Vida Livre SISMAN. OE, OE4, OE7 NS48 NS NS

34 NS3 Criar o módulo do Cadastro de Coleções Biológicas (CCBIO) no SISCITES OE, OE7 NS4 Criar módulo biodiversidade OE, OE6 NS Implantar o Documento de Origem do Pescado DOP OE, OE7 NS6 Desenvolver e implantar registro de motosserras 4 8 OE 3 6 OE, OE6 4 OE Modernizar os Procedimentos NS9 Administrativos no sistema de Informática (TI) da Ouvidoria (SISLIV) AUDIT OE4 NS6 Implantar sistema de Auditoria (COAUD) AUDIT 3 3 OE, OE8 Definir modelos de sistemas visando NS6 integrar dados e disponibilizar informações e indicadores. AUDIT OE, OE8 AUDIT OE4 de informações em Sistema de Criar módulos de Relatórios referentes à extração e comercialização de produtos NS7 florestais não madeireiros (PFNM) no Cadastro Técnico Federal. NS8 NS6 Automatizar os processos de negócio da. Desenvolver um novo Ouvidoria do Ibama sistema para Tabela 7: Inventário de Necessidades de Tecnologia da Informação PDTI 3. Observação: As necessidades NS9 Estabelecer troca de dados sobre registros de controle, licenciamento e fiscalização e NS4 Manter o Sistema webgis para inserção de informações espaciais via web foram removidas pois suas ações já se enquadram em outras necessidades já definidas. 9.3 Necessidades de Aquisição de Equipamentos de TI O quadro a seguir apresenta a distribuição das necessidades de aquisição de equipamentos de TI levantados pela equipe de elaboração do PDTI. Tais demandas estão contempladas principalmente necessidade NI4 Aprimorar os instrumentos e recursos tecnológicos, e seus quantitativos foram utilizados para compor o Plano de Metas e e o Plano de Investimento e. 3

35 ID Supes/ Ssetor Terminal de Monitor extra HD Videoconfe c/ placa de Scanner Externo rência vídeo Desktops Notebooks GPS Projetor Workstation Tablet Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Web cam Smart Impressora Board peq. porte Head Decibe Trena set límetro digital Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. Qtde. AC 3 3 AL AM 6 4 AP 9 8 BA CE DF 3 8 ES 8 9 GO 6 MA 38 9 MG MS MT PA PB 6 PE PI 3 8 PR RJ 7 9 RN RO

36 RR RS SC SE SP TO SUBTOTAL PRESI AUDIT 4 3 PFE CENTRE CNIA 7 CNT CSR DILIC DIQUA PREVFOGO SUBTOTAL NECESSIDADE Desktops Notebooks GPS Projetor Workstation Tablet TOTAL Terminal de Monitor extra HD Videoconfe c/ placa de Scanner Externo rência vídeo 4 Web cam 8 Tabela 8: Quadro de necessidades de aquisição de equipamentos de TI. Smart Impressora Board peq. porte 8 Head Decibe Trena set límetro digital 8 3

37 9.4 Diagnóstico da Rede Local da Sede e Unidades Descentralizadas O quadro a seguir apresenta as condições e características da rede local da sede e das Unidades Descentralizadas do Ibama levantadas pela equipe de elaboração do PDTI. Este diagnóstico foi utilizado para subsidiar ações de elaboração de projeto de rede e de execução de projeto de rede, na necessidade NI Aprimorar os serviços de comunicação de dados do IBAMA. Os dados deste diagnóstico foram utilizados para compor o Plano de Metas e e o Plano de Investimento e relativos a esta necessidade. ID UNIDADE Rees Possui Edifica QuantidaÁrea Utiliza Qtde. Qtde. de Compu Qtde. de Qtde. de Roteado Equipamen Notetrutura proj. de ções de total de edificada fibra Hubs Pontos tadores Switches Roteado res sem tos servido books ção Rede ocupadas andares (m²) ótica Utilizados de Rede em uso em uso res em uso fio em uso res em uso em uso DF CENTRE Sim Não Não AL SUPES Sim Não 9 9,77 Sim AM SUPES/AM Não Sim 4 3 Sim AP SUPES Não Não Não BA SUPES Não Sim Não CE ESREG Iguatu Sim Sim 3 Não CE ESREG Sobral Sim Não 3 Não CE ESREG do Crato Sim Não Não CE ESREG em Aracati Não Não 4 Não 6 CE SUPES Sim Sim 4 Sim DF SUPES/DF Não Não 4 Sim ES SUPES/ES Sim Não 4 6 Não GO SUPES Não Não 7 Não MA ESREG em Balsas/MA Não Não 3 Não 4 MA GEREX em Imperatriz Não Não Não MA SUPES MA Sim Não Não Sim Não 3 Não 7 MG Base Avançada de Juiz de Fora 6

38 8 MG Base avançada em POUSO ALEGRE Sim Não Sim MG ESREG de Governador Valadares Sim Não 4 Não 7 7 MG ESREG em Lavras Sim Não Não 8 ESREG em Montes Claros Sim Não 4 Não Não Não Sim MG MG SUPES 3 MG Unidade Avançada I Uberlândia Não Sim Não MS SUPES Mato Grosso do Sul Sim Não 4 39 Não MT ESREG em Alta Floresta Sim Não Não MT ESREG em Aripuanã Sim Não 4 Não MT GEREX em Juina Não Sim Não MT GEREX em Sinop Não Não Sim 3 9 MT SUPES Sim Não 77 Sim PA GEREX em Marabá Não Não 946,7 Não PA GEREX em Santarém Sim Não Não PA SUPES/PA Sim Não 3 Sim PB SUPES Sim Não 3 Não PE SUPES Não Sim 4 8 Sim PI Sim Não 3 3 Sim PR SUPES/PR Sim Não 3 Não RJ Sim Sim Sim RN ESREG em Mossoró Sim Não 3 6 Não 6 4 SUPES PI SUPES 7

39 39 RN SUPES Sim Não 3 8 Sim RN Unidade Descentr. de CAICÓ Sim Não 6 Não 3 4 RO GEREX de JiParaná Sim Não 37 Não RO SUPES Não Sim 676 Sim RR SUPES Não Sim 36 Não RS ESREG Passo Fundo Sim Sim 3 Não 6 4 RS ESREG de Uruguaiana/RS Sim Não 86 Não 6 46 RS ESREG em Bagé Sim Não 7 Sim 4 47 RS ESREG em Santa Maria Sim Não 3 Não RS SUPES Sim Não 8 3 Sim SC ESREG Joinville Sim Não 3 Não 8 8 SC ESREG em Chapecó Sim Não Não SC ESREG Itajai Sim Não 8 Não 4 SC SUPES Sim Não 7 83 Sim SE SUPES Sim Não 4 Não SP SUPES Sim Não 9 43 Não TO ESREG Araguaína Sim Não 3 Não 3 6 TO ESREG Gurupi Sim Não Não 7 TO SUPES Sim Não 6 Não RR CETAS/RR Sim Não 437,66m² Não Tabela 9: Diagnóstico da rede local da Sede e Unidades Descentralizadas. 8

40 No universo da sustentação de rede local, um dos serviços, cujo impacto é significativo no projeto e operacionalização deste ambiente, é o serviço de impressão. Deste modo, o quadro a seguir apresenta um diagnóstico desta necessidade para fins de planejamento das ações de expansão ou renovação do serviço de impressão. ID UNIDADE Equipamentos estimados SEDE AC 3 AL 4 AM 6 AP 6 BA 3 7 CE 6 8 DF 9 ES 3 GO 6 MA 9 MG 3 MS 6 4 MT PA 6 PB 6 7 PE 8 PI 7 9 PR RJ 7 RN RO 3 RR 4 RS SC 6 SE 6 7 SP 3 8 TO TOTAL 46 Tabela : Referência de quantidade de impressoras necessárias. Para o serviço de atendimento à microinformática (instalação de computadores e softwares, configuração de impressoras e navegadores, etc), constante na necessidade NI4 Aprimorar os instrumentos e recursos tecnológicos e na meta M44 Manter o suporte à infraestrutura de TI 9

41 na sede e nas Unidades Descentralizadas, utilizouse os quantitativos de usuários levantados pela equipe de elaboração do PDTI, apresentados na tabela a seguir: Serviço de Suporte ao uso de equipamentos de TI ID UNIDADE Qtde. Usuários SEDE 4 AL 7 3 CE 8 4 ES MA 3 6 MG 7 7 MT 7 PA 8 PB 9 PE RJ 3 RN 3 RO 4 3 RS 4 4 SC 4 SE 6 SP 7 TO 4 Tabela : Quantidade de usuários para o serviço de suporte à microinformática. Outra necessidade ainda referente ao aprimoramento dos recursos tecnológicos é a aquisição de dispositivos de armazenamento de dados em massa. No quadro a seguir constam informações acerca desta necessidade e na última coluna consta um valor normalizado para unidades de GB de memória. Diagnóstico de serviços de armazenagem de dados SEDE Capacidade Total em GB Servidores alocados p/ % utilizado armazenamento Necessidade Qde de de Expansão unidades de anual em GB GB 7 7,43% 3. 6 AL SUPES 4,% 3 AM SUPES 8,% 4 AP SUPES,% BA SUPES 3 93,% 6 CE SUPES,%. 7 DF SUPES 3

42 8 ES SUPES 3,87% GO SUPES 876 9,7% MA SUPES 7,7 8,8%. MG SUPES 98,% MS SUPES 6,% 3 MT SUPES 6, 43,8% 4 PA SUPES 47,% PI SUPES 6 PR SUPES 6 6,% RJ SUPES 4 4,% 8 RN SUPES 699,8,4% 9 RO SUPES 3 RR SUPES 7,4% 6 RS SUPES 99,67%. SC SUPES 9,% 3 SE SUPES 4 SP SUPES 76,% TO SUPES 6 9,% 4 TOTAL 63 Tabela : Informações sobre a necessidade de dispositivo de armazenamento em massa. Quanto à necessidade de licenças de software, a equipe de elaboração do PDTI levantou os quantitativos constantes na tabela a seguir. Tais informações contribuíram para a formação da meta M4 Prover instrumentos de softwares e aplicativos de mercado para auxiliar as atividades finalísticas, assim como no Plano de Metas e e no Plano de Investimento e. 3

43 AC AL AM AP BA CE DF ES GO MA MG MS MT PA PB PE PI PR RJ RN RO RR RS SC SE SP TO PRESI AUDIT PFE DIQUA DILIC CNT CNIA CENTRE PREVFOGO CSR TOTAL áudio e vídeo Audition CS6 AVId Pro Tools/ ou Sound Forge áudio e vídeo Pro / ou Nuendo Steinberg 4 6 edit. e design AutoCAD 4 8 edit. e design Photoshop CS6 6 6 Microsft Office edit. e design Home and Business * * edit. e design InDesign CS6 3 edit. e design Illustrator CS6 4 edit. e design Premier Pro CS6 6 6 Adobe Creative edit. e design Suite 6 Design & Web Premium chemdraw ou edit. e design chemsket ou chemwin Estatísticos SPSS 4 9 Estatísticos Statistica geoprocessamento GPS TrackMaker PRO Categoria edit. e design edit. e design SOFTWARES DE MERCADO CorelDRAW Graphics Suite Adobe Acrobat Pro 8 3

44 SC SE SP TO PRESI AUDIT PFE DIQUA DILIC CNT CNIA CENTRE PREVFOGO geoprocessamento ArcGIS Server geoprocessamento ArcGIS Online geoprocessamento ENVI geoprocessamento ERDAS 4 3 geoprocessamento Google Earth Pro geoprocessamento ArcPad Gestão de Biblioteca Sophia Software para gestão de biblioteca Gestão de Demandas JIRA Gestão de Riscos Phast Risc PB PE PI PR RJ 4 6 PA Mapeamento Bizagi de Processos MT MS MG 4 MA 8 4 OCR ABBYY fine reader Sistema Operacional Microsoft Windows 3 3 TOTAL RS CSR RR ArcGIS Desktop RO 3 geoprocessamento RN GO ES DF CE AP BA AM AL SOFTWARES DE MERCADO AC Categoria * Observação: Para a fase de Planejamento da contratação de aquisição de licenças de suítes de escritório, neste caso o Microsoft Office, requererá estudo detalhado fundamentado quanto à viabilidade da utilização deste tipo de software proprietário, uma vez que existem soluções livres, em uso pelo Ibama. Tabela 3: Levantamento de necessidade de software. 33

45 . Plano de Metas e O Plano de Metas estabelece marcos mensuráveis, controláveis e quantificáveis para o atendimento de cada necessidade identificada. Na Tabela a seguir é apresentado o Plano de Metas e do PDTI 3. Plano de Metas e Necessidade de TI NI Aprimorar os serviços de comunicação de dados do IBAMA Metas M Manter disponibilidade do ambiente de hospedagem externa de servidores e de comunicação de dados ,9% 99,9% Indicador Prazo G.U.T Área Responsável 99,9% Percentual de dias no ano em 3 A Gerir a prestação de serviço de que o serviço de hospedagem hospedagem externa (clouding computing) esteja disponível. de servidores de aplicação e portais e comunicação de dados (Data Center). M Prover link de comunicação de,%,%,% Percentual de Unidades 3 A Gerir prestação de serviço de comunicação dados descentralizadas e Sede com de dados. acesso à banda larga fixa. M3 Manter e aprimorar a segurança da rede e comunicações de dados da Sede e Unidades Descentralizadas M4 Reestruturar as redes locais das Unidades Descentralizadas,%,%,% Percentual de computadores no 3 A3 Adquirir licenças de antivírus e antidomínio do IBAMA com malware para todos os computadores do antivírus em funcionamento. IBAMA. Quantidade de Unidades descentralizadas atendidas que declararam a necessidade de reestruturação ou modernização de rede de dados no PDTI A4 Elaborar modelos de artefatos contratação de projeto de rede A Planejar e contratar a elaboração de projeto de rede de Unidade Descentralizada

46 A6 Planejar e contratar empresa para execução Unidade do projeto de rede Descentralizada M Manter e aprimorar os serviços 9,%,%,% Percentual de chips de de telecomunicação móvel de conectividade móvel em dados. funcionamento nos equipamentos da solução do Auto de Infração eletrônico. 3 A7 Gerir a prestação de serviço de conectividade móvel da solução do Auto de Infração Eletrônico. M6 Manter, aprimorar e ampliar os serviços de Videoconferência na Sede e nas Unidades Descentralizadas 3 A8 Adquirir equipamentos CODEC Quantidade de Unidades do IBAMA com equipamentos de videoconferência operacionais. Unidade Descentraliz ada A9 Contratar empresa para prestação de serviço de manutenção dos equipamentos de videoconferência e atualização dos softwares. Necessidade de TI NI Aprimorar as práticas de segurança da informação no IBAMA Indicador G.U.T Metas 3 4 M Assegurar o uso de certificação digital nos sistemas de informação do IBAMA Quantidade de sistemas com certificação digital. 3 A Providenciar a implementação certificação digital no CTF. da DIQUA M Assegurar o uso de certificação digital (SSL) para servidores WEB Quantidade de certificados SSL adquiridos. 3 A Contratar serviço de certificação digital SSL. M3 Assegurar o uso de assinatura digital para os servidores do IBAMA Quantidade de servidores com assinatura digital. 3 A3 Contratar serviço de assinatura digital para todos os servidores do IBAMA. 3 Prazo Área Responsável

47 M4 Implantar a política segurança de TIC. de 7 Quantidade de normas complementares da POSIC aprovadas e implantadas. 3 A4 Aprovar as normas complementares de da Política de Segurança da Informação. Necessidade de TI NI3 Implantar tecnologia de suporte à Decisão Business Intelligence (BI) Metas M3 Realizar a modelagem negócios do IBAMA de 3 4 Indicador Quantidade de universos de dados de negócios implementados na ferramenta de modelagem. Universos: DILIC (Licenciamento, Estudos de Impacto Ambiental), DIQUA (Qualidade, Atividades, Cadastro), (Arrecadação, Pessoal, Contratos), (Floresta, Fauna, Flora, Exportação), PRESI, (Fiscalização, Inteligência). Prazo NI4 Aprimorar os instrumentos e recursos tecnológicos Metas 3 4 Indicador M4 Manter o parque tecnológico de equipamentos e instrumentos de informática do IBAMA atualizado 7 Quantidade de segmentos tecnológicos (Microcomputadores, notebooks, GPS, Projetores, WorkStations, Monitores, webcam, headset, etc) em processo de renovação. 36 G.U.T Área Responsável A3 Providenciar, junto à empresa vencedora da licitação do item 3 do Pregão nº / (Suporte à Infraestrutura de Banco de Dados ORACLE), a execução das atividades: BD4 Verificar e Validar Modelos de Negócio e de dados multidimensionais; BD Validar a qualidade da extração dos dados, e BD6 Apoiar na criação de normas e padrões relacionados ao ambiente de suporte à decisão. Necessidade de TI Prazo CSII G.U.T A4 Realizar a microcomputadores. Área Responsável aquisição de

48 A4 Realizar a aquisição de notebooks. A43 Realizar a aquisição de GPS. A44 Realizar a multimídia. de Projetores A4 Realizar a aquisição de Workstations. A46 Realizar a aquisição de monitor extra para microcomputadores. A47 Realizar a aquisição de Webcam. A48 Realizar a aquisição de headset com microfone. A49 Realizar aquisição de Impressora de etiquetas para a Sede e Unidades Descentralizadas para viabilizar o DOCIBAMA A4 Realizar a aquisição de Tablets A4 Realizar a aquisição de HD externo A4 Realizar a aquisição de scanners A43 Realizar colorida a aquisição de impressora A44 Realizar a aquisição de Smart board A4 Realizar a aquisição de autoenvelopadora A46 Realizar a aquisição de decibelímetro A47 Realizar a aquisição de Trena Digital A48 Realizar a Switches 37 aquisição aquisição/manutenção de A49 Realizar a aquisição de Roteador Wireless A4 Realizar a aquisição de storage/hd interno

49 M4 Prover instrumentos softwares e aplicativos mercado para auxiliar atividades finalísticas de de as A43 Aquisição de Controladoras para o Centro de Sensoriamento Remoto CSR M43 Manter os sistemas legados do,%,%,% Percentual de sistemas legados IBAMA para auxiliar as mantidos para auxiliar as áreas atividades meio e finalísticas. meio e finalísticas. 3 A4 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas dos sistemas legados. M44 Manter o suporte à infraestrutura de TI na sede e nas Unidades Descentralizadas A46 Manter e gerir o suporte à infraestrutura de Redes da Sede. A47 Manter e gerir o suporte ao atendimento à microinformática da Sede. A48 Contratar e gerir o suporte ao atendimento à microinformática das Unidades Descentralizadas. A49 Manter a manutenção dos equipamentos de TI nas Unidades Descentralizadas A4 Aquisição de consumíveis de TI (cartucho, pendrive, CD, DVD, entre outros) A44 Adquirir licenças de Softwares de mercado nas categorias identificadas no PDTI (áudio e vídeo, editoração e design, estatísticos, geoprocessamento, gestão de biblioteca, gestão de conhecimento, gestão de serviços, gestão de riscos, mapeamento de processos, Reconhecimento ótico de caracteres, sistema operacional, Banco de dados ORACLE). 4 Quantidade de categorias de aplicativos providenciadas para auxiliar as áreas finalísticas M4 Manter e aprimorar os serviços de impressão para as 7 Superintendências e Sede. A4 Realizar a aquisição de impressoras lazer portátil para operações de campo. 8 8 Quantidade de Unidades do IBAMA com serviços contratados de suporte à infraestrutura de TI Quantidade de unidades c/ Serviço de impressão disponível 38 3 A43 Contratar Serviço de Locação de Impressoras.

50 M46 Implantar o controle de frequência eletrônico em % das Unidades do IBAMA. M47 Manter a disponibilidade dos sistemas e produtos de Banco de dados ORACLE. M48 Manter o serviço de consulta às normas ABNT de interesse do IBAMA. 7,%,%,% Quantidade de Unidades do IBAMA com controle biométrico implantado. 3 A43 Adquirir equipamento de controle de ponto eletrônico nas Unidades Descentralizadas. Quantidade de serviços e produtos ORACLE em uso disponíveis 4 A43 Prover a atualização das licenças ORACLE e estrutura de hardware de alta disponibilidade. A433 Gerir a prestação dos serviços de suporte a Banco de dados (Item 3 do Pregão / IBAMA). 3 A434 Manter e gerir a contratação do serviço de consulta às normas da ABNT. Quantidade de normas disponíveis em meio eletrônico para os servidores do IBAMA Necessidade de TI NI Implantar Sistema de comunicação de dados via Satélite Metas Implantar solução de M comunicação de dados via satélite 3 4 7,% 3,%,% Indicador Prazo Percentual da solução implantada 4 NI6 Implantar a Rede de geoprocessamento do IBAMA Metas 3 4 Indicador 39 Prazo G.U.T A Necessidade de TI Realizar plano de contratação da solução de comunicação Área Responsável A Realizar a seleção de fornecedor para implantação de sistema de comunicação satelital A3 Implementar a solução de comunicação satelital G.U.T Área Responsável

51 M6 Disponibilizar equipamentos de geoprocessamento com capacidade de processamento de imagens de satélite 33,% 33,% 33,% Equipamentos Disponibilizados A6 M6 Manter os serviços de suporte à,%,%,% infraestrutura de geoprocessamento Percentual de serviços de infraestrutura de geoprocessamento disponibilizados Aprimorar os processos de governança de TI Metas M7 Aumentar o índice de governança de TI do IBAMA A6 Adquirir HDs para servidores de Geoprocessamento das SUPES e da sede A63 Adquirir Servidores de Geoprocessamento para outros 9 estados 3 A64 Necessidade de TI NG7 Adquirir/locar computadores desktop para geoprocessamento Gerir a prestação de serviço de suporte à infraestrutura de geoprocessamento do Ibama (contrato nº 3/). G.U.T 3 4 Indicador Prazo Área Responsável,,4 igovti aferido pelo TCU 4 A7 Prover a contratação de serviço especializado em aferição de contagem de pontos de função, A7 Atualização do Processo de Desenvolvimento de Software do Ibama. A73 Divulgação do Processo de Desenvolvimento de Software do Ibama. A74 Aprimorar mecanismos de controle e acompanhamento das ações de TI. A7 Implementar os processos de gestão de incidentes, de configuração e mudanças nos serviços de TI à semelhança das orientações constantes nos modelos COBIT e ITIL. 4

52 A76 Normatizar procedimentos de trabalho para as atividades em TI observando as boas práticas existentes e normas governamentais. A77 Melhorar a gestão de contratos de TI no Ibama. A78 Aprimorar os mecanismos de comunicação das ações, procedimentos e resultados de TI do Ibama. A79 Aprimorar e divulgar o catálogo de serviços de TI. A7 Promover a documentação dos sistemas de informação legados. A7 Estabelecer sistemática de aferição contínua de satisfação dos usuários de TI. A7 M7 Mapear os processos de negócio do IBAMA M73 Implantação de escritório de apoio a gerenciamento de projetos de TI 33,% 33,% 34,% Percentual de processos do IBAMA mapeados. Quantidade de projetos apoiados Necessidade de TI NP8 Adequação quantitativa e qualitativa do quadro de pessoal em TI 4 Viabilizar a ampla utilização de ferramenta para Gestão de projetos. A73 Realizar o levantamento do quantitativo de processos a serem mapeados. A74 Elaborar metodologia de mapeamento de processos. A7 Providenciar a contratação de empresa para o apoio no mapeamento dos processos de negócio do IBAMA. 3 A76 Providenciar a contratação de empresa especializada no apoio ao gerenciamento de projetos de TI G.U.T 4

53 Metas M8 Núcleos do CNT compostos por no mínimo servidores públicos. M8 Capacitar servidores do IBAMA em Gestão de Tecnologia da Informação curso DGTI promovido pela ENAP. 3,% 6 4 Indicador 7,%,% Percentual de núcleos do CNT com no mínimo servidores públicos. 6 6 Quantidade de servidores capacitados no curso DGTI. Prazo A8 Articular junto ao MP a alocação de Analistas em ATI para exercício descentralizado no IBAMA. A83 Articular junto ao MP a realização de concurso para GSISP. A84 Articular junto ao CENTRE e MP a realização do curso DGTI. Aperfeiçoar o site e intranet do IBAMA Metas 3 Indicador Área Responsável A8 Articular junto ao MMA e MP a realização de concurso temporário com perfil em TI. Necessidade de TI NS9 G.U.T PRESI 4 M9 Criar portal de internet para o,% Ibama,% Porcentagem do sistema desenvolvido e implementado 4 A9 Contratar empresa para desenvolver o portal do Ibama na internet. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação do portal do Ibama. ASCOM M9 Criar nova intranet para o,% Ibama,% Porcentagem do sistema desenvolvido e implementado 4 A9 Contratar empresa para desenvolver a nova intranet do Ibama. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação da nova intranet do Ibama ASCOM 4 A93 Contratar empresa para executar a manutenção evolutiva do site e da intranet atual (Ibamanet). Demandar e acompanhar as atividades evolutivas do site e da intranet atual (Ibamanet) ASCOM M93 Prover a manutenção evolutiva,%,%,% Porcentagem da demanda do site e da intranet atual solicitada atendida (Ibamanet) 4 Prazo Área Responsável

54 M94 Reformular e evoluir o banco,%,%,% Porcentagem da demanda de imagens do Ibama solicitada atendida 4 A94 Adquirir ou desenvolver ferramenta para gestão do banco de imagens. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação do banco de imagens. ASCOM M9 Criar mural eletrônico M96 Produzir vídeos e disponibilizar na internet (site e ibamanet) M97 Criar radioweb (podcasts) M98 Disponibilizar consulta a banco de informação de comunicação social,% Porcentagem do sistema desenvolvido e implementado A9 Adquirir equipamentos para mural eletrônico. Desenvolver sistema de gestão de informação para o mural eletrônico. Instalar e sincronizar todos os equipamentos de mural eletrônico. ASCOM Quantidade de vídeos 4 A96 Adquirir equipamentos para produzir, editar e disponibilizar vídeos na internet (site e ibamanet). ASCOM,% Porcentagem da rádio instalada 4 A97 Adquirir equipamentos para produzir, editar e disponibilizar podcasts e programação de rádioweb na internet (site e ibamanet). Disponibilizar link para manutenção de rádio web. ASCOM Serviços contratados A98 Contratar empresa para prestação de serviço de mailing list. ASCOM A99 Contratar empresa prestadora de serviço de clipping eletrônico. Necessidade de TI NS Implantar sistema de transparência de informações de gestão do Ibama Metas 3 M Criar o sistema de,% transparência de informações do Ibama 4 Indicador Porcentagem do sistema desenvolvido e implementado Necessidade de TI Prazo G.U.T PRESI 3 A Desenvolver e implementar portal de transparência de informações do Ibama. 43 ASCOM Área Responsável PRESI G.U.T

55 NS Implantar Módulo de Acompanhamento de Audiências e Assuntos Parlamentares PRESI 6 Metas 3 4 Indicador Prazo Área Responsável M Desenvolver sistema de acompanhamento de Audiências e assuntos parlamentares,% Porcentagem do sistema desenvolvido e implementado A Desenvolver e implementar sistema de acompanhamento de Audiências e assuntos parlamentares integrado ao DocIbama. ASPAR Necessidade de TI NS Desenvolver o sistema para alimentação e consulta dos resultados de julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama Metas 3 4 M Desenvolver o sistema para alimentação e consulta dos resultados de julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama Indicador,% Porcentagem do sistema desenvolvido e implementado M3 Implantar a agenda eletrônica corporativa A Desenvolver e implementar o sistema para alimentação e consulta dos resultados de julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama. ASCOM 3 4 Indicador Prazo,% Porcentagem do sistema implantado Melhorar as condições de avaliação e controle de substâncias químicas e produtos perigosos Área Responsável Necessidade de TI NS4 PRESI Implantar a Agenda Eletrônica Corporativa Metas G.U.T Prazo Necessidade de TI NS3 G.U.T PRESI 4 Área Responsável A3 Definir a ferramenta livre de agenda eletrônica corporativa. PRESI e CNT A3 Implantar ferramenta livre de agenda eletrônica corporativa. PRESI e CNT G.U.T DIQUA

56 Metas 3 4 Indicador Prazo M4 Otimizar o sistema PPA para declaração e análise de dados. Formulários corrigidos. 3 A4 Realizar correções no formulário para declaração de dados. DIQUA M4 Manter o Sistema PPA operacional. Funcionalidade de emissão de avaliação do potencial de periculosidade ambiental corrigida. 3 A4 Realizar correções na emissão da avaliação do potencial de periculosidade ambiental. DIQUA Necessidade de TI NS Modernizar o Sistema de Registro Especial Temporário de Agrotóxicos SISRET Metas M Atualizar e corrigir o SISRET 3 4 Indicador Prazo 4 Quantidade de ações desenvolvidas e implementadas. 3 Necessidade de TI NS6 Modernizar o Cadastro Técnico Federal e o Relatório Anual de Atividades Metas M6 Modernizar o RAPP. Área Responsável G.U.T DIQUA Área Responsável A Providenciar ajuste no webservice com a ANVISA. DIQUA A Providenciar a homologação do SISRET. DIQUA A3 Providenciar correções no SISRET. DIQUA A4 Providenciar manutenções evolutivas do SISRET até a implantação do SIPQB. DIQUA G.U.T DIQUA 3 4 Indicador Prazo Área Responsável 6 Quantidade de ações concluídas. 3 A6 Providenciar a adaptação do formulário de resíduos sólidos. DIQUA A6 Providenciar a adequação do formulário RAPP Potencial Poluidor Emissões Gasosas. DIQUA 4

57 M6 Promover a intercomunicação de dados entre o CTF e sistemas das OEMAs e outros órgãos federais. M63 Atualizar relatórios e formulários do CTF. Quantidade de ações concluídas Quantidade de relatórios atualizados e disponibilizados A63 Desenvolver módulo interno para o formulário de resíduos sólidos (consulta, geração de relatórios). DIQUA A64 Desenvolver módulo interno para o formulário de Emissões Gasosas (consulta, geração de relatórios). DIQUA A6 Promover melhoria no fluxo de acesso ao RAPP. DIQUA A66 Desenvolver ferramenta para edição de listas do RAPP no SICAFI. DIQUA A67 Providenciar o desenvolvimento de webservice de informações de cadastro com OEMAs e outros órgãos federais. DIQUA A68 Providenciar o desenvolvimento de webservice de dados financeiros com OEMAs e outros órgãos federais. DIQUA A69 Providenciar a manutenção evolutiva do formulário de Mercúrio Metálico. DIQUA A6 Providenciar a manutenção evolutiva dos relatórios do Protocolo de Montreal. DIQUA A6 Providenciar a manutenção evolutiva no relatório da Resolução Conama nº 36. DIQUA A6 Providenciar a manutenção evolutiva do relatório de Pneumáticos Resolução Conama nº 46/. DIQUA A63 Providenciar a manutenção evolutiva do formulário de pilhas e baterias. DIQUA A64 Providenciar a manutenção corretiva do formulário de detergentes. DIQUA

58 M64 Manter as manutenções,%,%,% Percentual de informações de evolutivas do CTF. empreendimentos e empreendedores disponíveis no CTF para demais sistemas do IBAMA. 3 Necessidade de TI NS7 Informatizar o controle de resíduos e emissões (SIETRE e INFOSERV) Metas M7 Manter os sistemas INFOSERV/PROCONVE operacionais M7 Manter o sistema SIETRE operacional Indicador Quantidade de ações concluídas Quantidade de ações concluídas 47 A6 Providenciar manutenções corretivas e evolutivas do CTF e RAT. DIQUA G.U.T DIQUA Prazo Área Responsável 3 A7 Providenciar o desenvolvimento de módulo para cálculo e emissão de relatório para a Nota Verde. DIQUA A7 Providenciar o desenvolvimento de módulo para cadastramento de LI. DIQUA A73 Providenciar o desenvolvimento de módulo para controle de produção (RVEP) DIQUA A74 Providenciar o desenvolvimento de módulo para I/M. DIQUA A7 Providenciar a adaptação do Infoserv para fase Promot M4 (módulo interno e externo). DIQUA A76 Providenciar a adaptação do infoserv para fase Proconve MAR (módulo interno e externo). DIQUA A77 Providenciar o desenvolvimento de módulo interno para geração de relatórios. DIQUA A78 Providenciar manutenções corretivas do INFOSERV/PROCONVE. DIQUA A79 Correções no SIETRE e disponibilização para usuários. DIQUA 3

59 A7 Correções no módulo para cadastramento de LI (resíduos). DIQUA A7 Desenvolvimento de módulo para emissão de relatórios (resíduos) DIQUA A7 Correção no módulo para emissão de notificações (resíduos). DIQUA A73 Providenciar manutenções corretivas do SIETRE. DIQUA Necessidade de TI NS8 Desenvolver e implementar SIPQB Sistema Integrado de Avaliação e Controle de Produtos Químicos e Biológicos Metas 3 4 M8 Implantar o Sistema Integrado de Avaliação e Controle de Produtos Químicos e Biológicos SIPQB 3 4 Indicador Quantidade de módulos concluídos 48 Prazo 4 G.U.T DIQUA Área Responsável A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Empresa DIQUA A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Relatório e Controle DIQUA A83 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Análise e Requerimento DIQUA A84 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Cadastro de Produtos Registrados DIQUA A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Gestão Ambiental DIQUA A86 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo DIQUA A87 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Painel de Acompanhamento DIQUA

60 Necessidade de TI NS Desenvolver e implantar Sistema para requerimento de registro e avaliação de produtos remediadores Metas M Disponibilizar Pareceres Técnicos eletrônicos sobre remediadores ao cidadão G.U.T DIQUA Indicador Prazo Área Responsável desenvolvidas e implementadas A Providenciar o desenvolvimento das telas referente ao Parecer Técnico para cada tipo de remediador. DIQUA A Desenvolvimento de módulo interno para registro de produtos remediadores DIQUA A3 Desenvolvimento de formulário para requerimento de registro de remediadores DIQUA A4 Desenvolvimento de formulário para criação, renovação e alteração de registro DIQUA A Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores DIQUA A6 Desenvolvimento de módulo externo 4 para requerimento de registro de remediadores DIQUA A7 Desenvolvimento de módulo externo 3 para requerimento de registro de remediadores DIQUA A8 Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores DIQUA A9 Desenvolvimento de chat para uso do Ibama e solicitante DIQUA A Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores DIQUA A Desenvolvimento de módulo interno DIQUA 49

61 para registro de remediadores A Desenvolvimento de módulo interno 3 para registro de remediadores DIQUA A3 Desenvolvimento de módulo interno 4 para registro de remediadores DIQUA A4 Desenvolvimento de módulo interno 7 para registro de remediadores DIQUA Necessidade de TI NS Implantar e manter o Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas Metas M Implantar o Sistema Nacional do Transporte de Produtos Perigosos 3 4 3,% 3,% Indicador 4,% Porcentagem do sistema desenvolvido e implementado Prazo 3 G.U.T A Mapeamento de processos, levantamento de requisitos, desenvolvimento e implementação do módulo piloto do Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas A Desenvolvimento e implementação do Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas Área Responsável GT TPP/CNT GT TPP/CNT A3 Estabelecimentos de acordos com os GT TPP/ parceiros e integração de sistemas CGEMA/CN relacionados o Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual T/Presidência de Cargas Perigosas Necessidade de TI G.U.T

62 NS Aprimorar e evoluir o SICAFIFiscalização Metas 3 M Implantar necessidades melhorias no Sicafi Fiscalização de 33,% 4 Indicador Prazo 33,% 4,% Percentual de necessidades implantadas A Necessidade de TI NS3 3 M3 Implantar necessidades melhorias do AIe de 33,% 4 Indicador Prazo 33,% 34,% Percentual de necessidades implantadas G.U.T 3 M4 Implantar o Sistema de controle e destinação de bens 8,% apreendidos 4,%,% Indicador Prazo Percentual do sistema implantado 4 G.U.T A4 Criar a sala Comando Controle e Comunicação (C3I) Área Responsável Mapear processo de destinação de bens apreendidos Requisitar necessidades do sistema A43 Providenciar sistema NS A4 Necessidade de TI Área Responsável A3 Requisitar melhorias junto à Fábrica de Software Implantar o Sistema de controle e destinação de bens apreendidos Metas Necessidade de TI NS4 Área Responsável Requisitar melhorias junto à Fábrica de Software Aprimorar e evoluir o Sistema de Auto de Infração eletrônico Metas o desenvolvimento do G.U.T

63 Metas M Implantar sala de comando e controle 3 4,%,%,% Indicador Sala implantada Prazo 4 A A Área Responsável Adequar espaço físico para a sala Adquirir equipamentos A3 Providenciar o desenvolvimento do sistema Necessidade de TI NS6 Implantar Sistema de gerenciamento documentos sigilosos Metas M6 Implantar o Gerenciamento Sigilosos 3 Sistema de,% Documentos 4 Indicador Prazo,%,% Percentual do sistema implantado 3 Necessidade de TI NS7 Implantar o Sistema de monitoramento de operações de fiscalização Metas 3 M7 Disponibilizar portal de acesso,% restrito mostrando informações sobre a localização dos AIe (PDAs), Viaturas, Helicópteros, bem como fotos e informações sobre a execução das operações de fiscalização 4 Indicador Prazo,%,% Percentual do sistema implantado 4 G.U.T A6 Providenciar o desenvolvimento do sistema Área Responsável G.U.T Área Responsável A7 Levantamento de requisitos A7 Providenciar o desenvolvimento e integração do sistema

64 Necessidade de TI NS8 Implantar e aprimorar o SISFOGO, incorporando dentre outras funcionalidades aquelas fornecidas pelo SISCAB Metas M8 Implantar e aprimorar o Sisfogo visando melhoria na gestão dos incêndios florestais G.U.T 3 4 Indicador Prazo Área Responsável 6 4 Quantidade de ações concluídas 3 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de contratação de brigadistas dentro do Sisfogo. PrevFogo A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de banco de dados de queima controlada PrevFogo A83 Providenciar o desenvolvimento do módulo de registro de ocorrência de incêndio (ROI) PrevFogo A84 Providenciar o desenvolvimento do o desenvolvimento do módulo de comunicação (fale conosco) PrevFogo A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de administração de brigadas (relatório de acompanhamento) PrevFogo A86 Providenciar o desenvolvimento módulo de cadastro offline PrevFogo do A87 Providenciar o desenvolvimento do módulo de controle e gerenciamento de equipamentos. PrevFogo A88 Providenciar o desenvolvimento módulo sistema de alertas PrevFogo do A89 Providenciar o desenvolvimento do módulo de emissão de autorização de queima controlada 3 PrevFogo

65 A8 Providenciar o desenvolvimento ferramenta de planejamento da A8 Providenciar o desenvolvimento módulo de gestão por competência do A8 Providenciar o desenvolvimento módulo de gerenciamento de recursos do 3 M9 Sincronizar o Banco de dados,% do CSR com o do CNT A84 Providenciar o desenvolvimento do painel de acompanhamento PrevFogo A8 Providenciar o desenvolvimento módulo de auditoria PrevFogo 3 G.U.T Indicador Prazo,%,% Percentual do Banco sincronizado 3 A9 Providenciar o desenvolvimento de motor de sincronização Entre Oracle e Postgres Implantar o Portal nacional dos planos de emergência individual e planos de ação de emergência licenciados pelo IBAMA Metas do 4 Necessidade de TI NS3 4 Indicador 4 Prazo PrevFogo PrevFogo Aperfeiçoar o banco de dados espacial do centro de monitoramento ambiental Metas PrevFogo A83 Providenciar o desenvolvimento do módulo de relatórios parametrizados e georreferenciados Necessidade de TI NS9 PrevFogo Área Responsável CNT/ G.U.T Área Responsável

66 M3 M3 Implantar o portal dos planos de emergência (módulo SISNÓLEO) Implantar o portal dos planos de emergência (módulo SISNEA),%,%,% Percentual do módulo implantado 3 A3 Mapeamento de processos, levantamento dos planos de emergência (óleo), CGEMA/ levantamento de requisitos do sistema, DILIC/CNT definição dos perfis de acesso,%,%,% Percentual do módulo implantado 4 A3 Mapeamento de processos, levantamento dos planos de emergência, levantamento CGEMA/ de requisitos do sistema, definição dos DILIC/CNT perfis de acesso Necessidade de TI NS3 Implantar e aprimorar o SISNEA Sistema Nacional de Emergências Ambientais Metas 3 M3 Desenvolver e implementar o,% SISNEA 4 Indicador Percentual do sistema desenvolvido e implementado Prazo 3 Necessidade de TI NS3 Manter e aprimorar o SISCOM Sistema Compartilhado de Informações Ambientais G.U.T A3 Providenciar o desenvolvimento e implantação do SISNEA. Área Responsável G.U.T Metas 3 4 Indicador Prazo Área Responsável M3 Reunir as informações coletadas em campo com o AIe num banco geoespacial Quantidade de equipamentos AIe (PDAs) Capazes de enviar informações Geoespaciais ao banco de dados do CSR 4 A3 Adquirir licença de ferramenta de geoprocessamento para ser usada no AIe A3 Criar GeoWebServce para sincronizar o Banco de dados do CSR com os AIe CGMAM A33 Criar rotina de sincronização do banco espacial do CSR com base nas camadas WFS disponibilizadas pelas OEMAS CGMAM M3 Possuir as informações geoespaciais das OEMAS no banco de dados do IBAMA Quantidade de OEMAs conectadas

67 Necessidade de TI NS33 Implantar e prover Sistema de comunicação de acidentes ambientais com informações espaciais Metas M33 Desenvolver e implementar o sistema de comunicação de acidentes ambientais em integração com órgãos parceiros 3 4 8,%,%,% Indicador Percentual do sistema desenvolvido e implementado 4 M34 Desenvolver e implementar o sistema, como módulo do SISNEA Indicador,% Percentual do sistema desenvolvido e implementado 4 A33 Mapeamento de processos, Definição dos comunicados de acidente, definição dos perfis de acesso e fluxos de comunicação, levantamento de requisitos e desenvolvimento do sistema CGEMA/ CNT Prazo Necessidade de TI NS3 Implantar Sistema de produção de conhecimento de inteligência Metas M3 Implantar o sistema 3 4,%,% Área Responsável Implantar e manter o Sistema para avaliação de danos causados pelo derramamento de produtos poluentes 3 Necessidade de TI Metas G.U.T Prazo A33 NS34 Estabelecimentos de acordos com os parceiros e integração de sistemas CGEMA/ Presidência/ Parceiros G.U.T A34 Mapeamento de processos, definição de parceiros, levantamento de referências, levantamento de requisitos e desenvolvimento do sistema Área Responsável CGEMA G.U.T 36 Indicador Prazo Área Responsável,% Percentual do sistema implantado A3 Mapear processo de destinação de bens apreendidos A3 Requisitar necessidades do Sistema de produção de conhecimento de inteligência 6

68 A33 Providenciar o desenvolvimento do Sistema de produção de conhecimento de inteligência Necessidade de TI NS36 Adquirir Base de dados de legislação ambiental. Metas M36 Disponibilizar consulta sobre legislação ambiental 3 4,%,% Indicador,% Serviço contratado Prazo M37 Ser capaz de identificar e acompanhar um alvo (crime ambiental) através de sistema computacional 3,% 4 Indicador,%,% Percentual de alvos monitorados 36 A36 Realizar seleção de fornecedores para aquisição de Base de dados de legislação ambiental. A363 Adquirir as licenças de Base de dados de legislação ambiental. G.U.T 6 A37 Providenciar o desenvolvimento de sistema para espacialização das denuncias recebidas pela Linha Verde A37 Providenciar a integração de informações da linha verde com CTF, SISLIC, DETER, CAR, LAF, DOF, etc. Necessidade de TI 7 Área Responsável Prazo G.U.T A36 Elaborar plano de contratação para aquisição de Base de dados de legislação ambiental. Implantar o Sistema para cadastro e acompanhamento de alvos de ilícitos ambientais Metas Necessidade de TI NS37 Área Responsável CGMAM CGMAM G.U.T

69 NS38 Sistema de analise ambiental da cadeia de produção de carnes e derivados Metas 3 4 Indicador Prazo M38 Ser capaz de monitorar a cadeia produtiva da carne,%,% 3,% Percentual de gado monitorado PRESI/ A38 Providenciar o desenvolvimento do sistema. Implantar o SISVERDE (Sistema para monitoramento das unidades territoriais habilitadas ao Programa Bolsa Verde) Metas M39 Disponibilizar portal com informações sobre as famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa Verde, bem como sobre as unidades territoriais atingidas pelo programa 3 4 Indicador Prazo,%,%,% Percentual do portal concluído Necessidade de TI NS4 Aprimorar o Relatórios sobre barragens Metas M4 Desenvolver cadastro e barragens melhorias no relatório sobre 3 4,%,% Indicador,% Percentual do sistema desenvolvido e implementado 8 Prazo Área Responsável A38 Articulação do IBAMA c/ MMA Necessidade de TI NS39 6 G.U.T 9 Área Responsável A39 Articulação do IBAMA c/ MMA PRESI/ A39 Providenciar o desenvolvimento do portal. G.U.T 4 Área Responsável A4 Levantamento de requisitos com os demais CGEMA/CG órgãos fiscalizadores de barragens, QUA/ ANA/ definição dos novos formulários, DNPM/ desenvolvimento e integração do sistema ANEEL/ via CTF CNT

70 Necessidade de TI NS4 Prover evoluções tecnológicas no processo de Arrecadação e Cobrança Metas 3 4 Indicador Prazo M4 Modernização das ferramentas do processo de cobrança e Arrecadação e encaminhamento para inscrição em dívida ativa, protesto ou execução fiscal dos créditos do Ibama por meio de ações de melhorias no sistema SICAFI/ARRECADAÇÃO/CÃ MARA E JURÍDICO, com subsequente incremento dos níveis de arrecadação.,%,%,% % de aumento da arrecadação com base no ano de 4 9 G.U.T Área Responsável A4 Providenciar a implantação do AR digital COADM/ A4 Providenciar a criação no SICAFI de ferramenta que permita gerar arquivos com dados variáveis da TCFA para Notificação via gráfica COADM/ A43 Providenciar a adaptação do SICAFI/Arrecadação para permitir Upload de documentos, inclusive impugnação ou defesa e recursos, mediante certificação digital. COADM/ A44 Providenciar a Modernização, agilização, racionalização e automatização atividades de impressão de notificações de cobranças e intimações, criando funcionalidades no SICAFI que permitam a impressão frente e verso para autoenvelopadoras. Necessário aquisição/locação de envelopadoras. COADM/

71 6 A4 Providenciar a implementação da ferramenta de manifestações técnicas e decisões sobre Impugnação ou defesa e Recursos com certificação digital e a subsequente intimação COADM/ A46 Providenciar disponibilização na relação de débitos da memória de cálculo com o saldo atualizado do débito para a data escolhida. COADM/ A47 Providenciar a inserção do CNPJ / CPF do destinatário no AR. COADM/ A48 Providenciar o aperfeiçoamento do processo de inclusão e exclusão do CADIN, com emissão de ficha/relatório da situação individual e geral COADM/ A49 Providenciar a inclusão no sistema da possibilidade de reprocessamento de débitos de forma automática, através do acesso à CND, Relação e Histórico de Débito e Memória de Cálculo. COADM/ A4 Providenciar a integração dos sistemas SICAFI, SICAU (AGU) e de outros Órgãos públicos e particulares possibilitando a migração dos processos eletrônicos nas hipóteses em que os créditos estejam aptos para inscrição em Divida Ativa. COADM/ A4 Providenciar a Implementação de interface do SICAFI com o SISBACEN, a fim de automatizar e otimizar a inclusão/exclusão de devedores no Cadin. COADM/DI PLAN A4 Providenciar a inclusão alerta (faltando ano e faltando seis meses) para processos em via de prescrição/decadência. COADM/

72 Necessidade de TI A43 Providenciar a implementação da interface de dados do SICAFI, Receita Federal do Brasil e Autarquias Federais (ANP, DNPM), para migração de dados de prováveis empresas poluidora para monitoramento e inclusão de ofício no CTF. COADM/ A44 Providenciar a emissão de etiquetas, AR e lista de correios para outros créditos que não decorrentes de TCFA e AI, permitindo consulta pelo CNPJ. COADM/ A4 Providenciar a implementação do relatório de empresas cadastradas no CTF, por período escolhido, para análise de regularidade de débitos e multas por não entrega de relatórios. COADM/ A46 providenciar a interface entre o SICAFIMódulos Câmara e Arrecadação com o DOCIBAMA COADM/ A47 Providenciar ferramenta de distribuição de depósito judicial unificado relativo à TCFA nos vários CNPJ's da empresa, quando o caso, conforme as competências do débito, nos casos de conversão em renda. COADM/ A48 Providenciar ferramenta que permita o agrupamento de vários débitos de mesma natureza para fins de cobrança, parcelamento, protesto ou inscrição em dívida ativa mantendo os números originais agrupados, sem geração de novo número de débito COADM/ 6 G.U.T

73 NS43 Aprimorar a sistematização dos processos administrativos no IBAMA Metas 3 4 Indicador Prazo Área Responsável M43 Instituir o processo eletrônico de apuração, constituição e execução administrativa dos créditos decorrentes de auto de infração e TCFA, visando redução do tempo médio de tramitação e maior acessibilidade do interessado. 4 3 Tempo médio em anos, entre a lavratura do auto de infração/notificação do débito e o trânsito em julgado do processo de AI e TCFA 4 A43 Providenciar a Implementação do Módulo de Emissão de manifestações técnicas, com assinatura digital. COADM/ A43 Providenciar a funcionalidade de apresentação de impugnação ou defesa e recursos eletronicamente com Upload de documentos, mediante certificação digital. COADM/ A433 Providenciar a Implementação do Módulo de Julgamento de ª instância, com assinatura digital. COADM/ A434 Providenciar a Implementação do Módulo de Julgamento de ª instância, com assinatura digital. COADM/ A43 Providenciar a Implementação do Módulo de revisão por órgão externo quando houver previsão legal para esse recurso. COADM/ A436 Providenciar a Implementação do Módulo de Relatórios Gerenciais. COADM/ A437 Providenciar a Implementação do Módulo relativo a Notificações e Intimações de atos processuais, com assinatura digital. COADM/ 6

74 M43 Operacionalizar e aprimorar o uso de Ferramenta de Gestão Eletrônica de Documentos DOCIBAMA 3 M433 Implantar ferramentas de suporte administrativo Quantidade evolutivas. de manutenções 3 Quantidade de sistemas implantados 4 A438 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. Evoluções previstas: a) Adaptar o DocIbama para disponibilizar o serviço de templates de documentos para outros sistemas; b) Uso de assinatura digital; c) Módulo de Relatórios. A439 Desenvolver e implantar sistema controle de licitações e contratos de A43 Implantar sistema de acompanhamento e controle de manutenção predial A43 Implantar sistema para registro demandas de serviços gerais de A43 Promover a melhoria do sistema de gestão orçamentária e financeira 63 CNIA

75 Necessidade de TI NS44 Prover evoluções tecnológicas no processo de Gestão de Recursos Humanos Metas M44 Avaliar o desempenho individual dos servidores com lotação nas unidades do IBAMA. M44 Avaliar o desempenho individual dos servidores com lotação fora do IBAMA 3 4 Indicador,%,%,% Quantidade de servidores lotados no IBAMA avaliados.,%,%,% M443 Controlar o registro de ponto,%,%,% dos servidores lotados no IBAMA Sede. Prazo M4 Desenvolver, implantar e manter o Sistema de Gestão Ambiental (SIGA) módulo Licenciamento Ambiental Federal (LAF) Área Responsável A44 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. A44 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. Quantidade de servidores cedidos avaliados. Quantidade de servidores sob controle biométrico. Desenvolver, implantar e manter o Sistema Integrado de Gestão Ambiental (SIGA) módulos Licenciamento Ambiental Federal (LAF), Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e Compensação Ambiental (CA). Metas G.U.T Necessidade de TI NS4 Indicador Quantidade de ações concluídas 64 G.U.T DILIC Prazo Área Responsável 3 A4 Providenciar a implantação do módulo LAF na área de homologação. DILIC A4 Proceder testes para a homologar o módulo LAF. DILIC A43 Providenciar correções necessárias implantar módulo LAF na produção. DILIC e

76 M4 Desenvolver, implantar e manter o Sistema de Gestão Ambiental (SIGA) módulo Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) M43 Desenvolver, implantar e manter o Sistema de Gestão Ambiental (SIGA) módulo Compensação Ambiental (CA) 3 3 Quantidade de ações concluídas Quantidade de ações concluídas 6 A44 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. DILIC A4 Mapear os procedimentos de Avaliação de Impacto Ambiental na DILIC. DILIC A46 Providenciar a automatização dos procedimentos de Avaliação de Impacto Ambiental na DILIC. DILIC A47 Providenciar a implantação do módulo AIA na área de homologação. DILIC A48 Proceder testes para a homologar o módulo AIA. DILIC A49 Providenciar correções necessárias implantar módulo AIA na produção. e DILIC A4 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. DILIC A4 Mapear os procedimentos Compensação Ambiental na DILIC. de DILIC A4 Providenciar a automatização dos procedimentos de Compensação Ambiental na DILIC. DILIC A43 Acompanhar a implantação do módulo CA na área de homologação. DILIC A44 Proceder testes para a homologar o módulo CA. DILIC A4 Proceder correções necessárias e implantar módulo CA na produção. DILIC

77 M4 M Desenvolver, implantar e manter a integração do Sistema de Gestão Ambiental (SIGA) com os demais sistemas corporativos do IBAMA (CTF, SISWEB, SICAFI, SIGER, GED e outros) Realizar a digitalização dirigida milhão do passivo de documentos da DILIC para sistematizar os dados e informações administrativos referentes ao Licenciamento Ambiental Federal LAF Quantidade de ações concluídas Quantidade de documentos administrativos do LAF digitalizados e indexados 3 3 A46 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. DILIC A47 Mapear os pontos e os requisitos de integração. DILIC A48 Providenciar a construção de ferramentas de integração. DILIC A49 Digitalizar, OCR e indexar os documentos administrativos dos processos de LAF da DILIC DILIC Necessidade de TI NS46 Desenvolver e implementar o Sistema Nacional de Gestão Florestal, integrando os sistemas LAF, ADA, CAR e DOF. Metas M46 Implantar os 3 módulos do Sistema Nacional de Gestão Florestal Indicador Quantidade de módulos concluídos 66 G.U.T Prazo Área Responsável 3 A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Empreendimento A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Administração A463 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Imóveis

78 67 A464 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Responsável Técnico A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Cadastro Ambiental Rural A466 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Licenciamento de Exploração Florestal A467 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Licença de Operação A468 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Central de Mensagens A469 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo RAD A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Reposição Florestal A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Gestão Ambiental A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Acompanhamento

79 A463 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Utilização de Recursos Florestais M46 Manter os 3 módulos do Sistema Nacional de Gestão Florestal 3 Quantidade de módulos mantidos (manutenções corretivas e evolutivas) A464 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SNGF. M463 Integrar o Sistema Nacional de Gestão Florestal com: CAR, SICAFI Arrecadação, SICAFI Fiscalização, CTF, CITES, SIGA, SISTAXON, SIGEO, SFB, Sistema dos Estados com Acordo de Cooperação e Receita Federal. Quantidade de sistemas integrados ao Sistema Nacional de Gestão Florestal. 4 A46 Providenciar a integração do Sistema Nacional de Gestão Florestal com demais sistemas junto à Fábrica de Software. Necessidade de TI NS47 Implementar melhorias no sistema DOF. G.U.T Metas 3 4 Indicador Prazo Área Responsável M47 Implementar ações de melhoria no sistema DOF. Quantidade de ações concluídas 3 A47 Providenciar a Implementação de medidas de segurança de acesso ao sistema DOF. A47 Providenciar a Integração entre o DOF e o Sisflora do Pará e do Mato Grosso. A473 Providenciar a adaptação do sistema DOF para tratamento dos casos de Suspensão de pátios sem movimentação há mais de 9 dias. A474 Providenciar a adaptação do sistema DOF para tratamento do cronograma de exploração. 68

80 A47 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de análises gerenciais com alertas automáticos. A476 Providenciar a adaptação do sistema para o bloqueio gerencial de usuários e origens com categorização automática e inclusão de upload de documento de justificativa. A477 Providenciar a implantação do DOF Importação. A478 Providenciar o condicionamento do Cadastro de Crédito no DOF à adesão ao CAR para os utilizadores de recursos naturais. A479 Providenciar a implementação do Cadastro de veículos transportadores de cargas florestais. A47 Providenciar a adaptação do DOF para permitir Upload de documentos de autorizações de exploração no Sistema DOF. A47 Providenciar o desenvolvimento do Módulo gerador de relatórios do DOF. A47 Providenciar a implementação Rastreamento de veículos via satélite Necessidade de TI NS48 M48 Implantar o Sistema de Cadastro Ambiental Rural CAR Indicador Quantidade de ações concluídas G.U.T 69 Prazo 3 Implementar melhorias no sistema CAR e implementar o módulo PRA. Metas do A48 Providenciar Integração o Área Responsável desenvolvimento da

81 A48 Providenciar a manutenção do módulo de Inscrição A483 Providenciar o desenvolvimento módulo de Préanálise do A484 Providenciar o desenvolvimento módulo de Análise do o desenvolvimento do Emissão de Recibos e A48 Providenciar módulo de Certificados M48 Operacionalizar o Módulo do Programa de regularização Ambiental PRA M483 Manter os módulos do CAR e PRA. 3 Quantidade de ações concluídas Quantidade de módulos mantidos (manutenções corretivas e evolutivas) 3 Necessidade de TI NS49 Concluir as alterações no SISFAUNA atual Metas 3 4 Indicador 7 Prazo A486 Providenciar o desenvolvimento módulo de Emissão de Termo Compromisso do de A487 Providenciar o desenvolvimento módulo de Geração de Relatórios do A488 Providenciar o desenvolvimento módulo de Emissão de Termo Compromisso do de A489 Providenciar o desenvolvimento módulo de Monitoramento. do A48 Providenciar o desenvolvimento reestruturação GEO. da A48 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do CAR e PRA. G.U.T Área Responsável

82 M49 Manter o SISFAUNA operacional até a implantação do Sistema Nacional de Gestão de Fauna 3 Quantidade evolutivas. de manutenções 3 A49 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. As evolutivas incluem: a) Status do empreendimento para o usuário; b) Relatórios diversos; c) Módulo de vistoria. Necessidade de TI NS Implantar melhorias no Sistema de Gestão dos Criadores de Passeriformes SISPASS Metas 3 4 M Manter o SISPASS operacional até a implantação do Sistema Nacional de Gestão de Fauna 3 Indicador Quantidade evolutivas. de Prazo manutenções 3 NS M Implantar o Sistema Nacional de Gestão de Fauna 3 4 Indicador Quantidade de ações concluídas 7 Prazo 3 G.U.T A Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. As evolutivas incluem: a)inclusão de campos na Declaração de Compras; b) Relatórios diversos; c)revisão das funcionalidades após a transição da distribuição das anilhas.. Desenvolver e implantar o Sistema Nacional de Gestão de Fauna, integrando os sistemas Sispass, Sisfauna e Sisexóticos. Metas Necessidade de TI Área Responsável G.U.T Área Responsável A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Administração A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Controle de Plantel Atualização de Plantel

83 M Manter os módulos do Sistema Nacional de Gestão de Fauna. Quantidade de módulos mantidos (manutenções corretivas e evolutivas) Necessidade de TI A3 Providenciar o desenvolvimento de Inclusão de Criadouro e Inclusão de Plantel (exótico) A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de Responsável Técnico e Autorização A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Análise de Vistoria (interno). A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Análise de Vistoria (externo). A7 Providenciar Visualização (interno). o desenvolvimento da da Autorização Prévia A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Autorização de Instalação (interno). A9 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Autorização de Instalação (externo). A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Autorização Prévia/ Cadastro de Espécies (módulo externo) A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de empreendimento, criador amador sispass/sisexóticos A Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SNGF. 7 G.U.T

84 NS Desenvolver o Sistema de Manejo de Fauna em Vida Livre SISMAN. Metas 3 4 M Implantar o Sistema de Manejo de Fauna em Vida Livre SISMAN. 3 Indicador Prazo Área Responsável M A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Autorização. M3 A3 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Monitoramento. A4 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SMEEI. 3 3 Quantidade de módulos mantidos (manutenções corretivas e evolutivas) 3 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. M Manter os 3 módulos do Sistema de Manejo de Fauna em Vida Livre. Quantidade de módulos concluídos Necessidade de TI NS3 Criar o módulo do Cadastro de Coleções Biológicas (CCBIO) no SISCITES Metas M3 Manter a disponibilidade das coleções biológicas para as instituições científicas 3 4 Indicador,%,%,% % das coleções biológicas cadastradas disponíveis para as instituições científicas Prazo 3 Necessidade de TI NS4 Criar sistema de informações em biodiversidade Metas 3 4 M4 Implantar o sistema de informações em biodiversidade. Indicador Quantidade de módulos concluídos 73 Prazo G.U.T Área Responsável A3 Providenciar o desenvolvimento do sistema junto à Fábrica de Software. A3 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do CCBIO. G.U.T 64 A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. Área Responsável

85 Necessidade de TI NS Implantar o Documento de Origem do Pescado DOP Metas M Implantar o Sistema que gerencia o Documento de Origem do pescado DOP M Manter os módulos Documento de Origem Pescado. do do 3 4 Indicador Quantidade de módulos concluídos Quantidade de módulos mantidos (manutenções corretivas e evolutivas) Prazo 3 Necessidade de TI NS6 Desenvolver e implantar Sistema de registro de motosserras Metas 3 4 M6 Implantar o Sistema de Registro de Motosserras 4 Indicador Quantidade de módulos concluídos 74 Prazo A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Alimentação de Informações. A43 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Relatório. G.U.T Área Responsável A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Habilitação. A3 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Compra. A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Declaração. A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de DOP. A6 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do DOP. G.U.T 8 A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de Motosserras. Área Responsável

86 A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Destinação de Motosserras. A63 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Transferência. A64 Providenciar o desenvolvimento Módulo de Emissão de Licença. Necessidade de TI NS7 Criar módulos de Relatórios referentes à extração e comercialização de produtos florestais não madeireiros (PFNM) no Cadastro Técnico Federal. Metas 3 4 Indicador Prazo M7 Criar módulo de Relatório de extração e comercialização de produtos florestais não madeireiros Quantidade de módulos concluídos G.U.T 6 A7 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Relatório junto à Fábrica de Software. Automatizar os processos de negócio da. Necessidade de TI NS8 do Área Responsável G.U.T 4 Metas 3 4 Indicador Prazo Área Responsável M8 Automatizar os processos de negócios em harmonia com os sistemas de informação da,% Processos automatizados A8 Especificar as regras de negócio em conformidade com a sistemática dos processo mapeados. Necessidade de TI NS9 Modernizar os Procedimentos Administrativos no sistema de Informática (TI) da Ouvidoria (SISLIV) Metas 3 4 Indicador 7 Prazo G.U.T AUDIT 9 Área Responsável

87 M9 Manter o SISLIV operacional até a implantação do Sistema para a Ouvidoria do IBAMA Quantidade de ocorrências 3 suportadas e gerenciáveis pelo sistema de Ouvidoria Necessidade de TI NS6 Implantar sistema de Auditoria (COAUD) Metas 3 4 Indicador Prazo M6 Atender às demandas dos,%,%,% Percentual de processos órgãos de controle dentro de entregues aos órgãos de controle prazo estipulado. dentro do prazo estipulado, após a implantação do sistema. Necessidade de TI NS6 Definir modelos de sistemas visando integrar dados e disponibilizar informações e indicadores. A9 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. OUVI G.U.T AUDIT 3 Área Responsável A6 Providenciar o desenvolvimento do sistema de Auditoria do IBAMA. AUDIT G.U.T AUDIT Metas 3 4 Indicador Prazo Área Responsável M6 Implantar ferramenta de acesso a informações. 6 Quantidade de sistemas integrados para consulta pela auditoria do IBAMA. A6 Providenciar a implementação do acesso a ferramenta de busca de informações do TCU, CGU, SIAFI, SIASG, SIOP e legislativo federal. AUDIT M6 Implantar ferramenta de monitoramento de indicadores. 3 A6 Providenciar a ferramenta de indicadores. AUDIT Quantidade de indicadores implementados Necessidade de TI NS6 Desenvolver um novo sistema para Ouvidoria do Ibama Metas 3 4 Indicador 76 Prazo implementação monitoramento de de G.U.T AUDIT Área Responsável

88 M6 Disponibilizar o novo sistema para a Ouvidoria do IBAMA 3 Quantidade de módulos concluídos Tabela 4: Plano de Metas e. 77 A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrador no Sisliv. OUVI A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Ouvidoria no Sisliv. OUVI A63 Providenciar o desenvolvimento do Módulo SIC e Módulo Serviços do IBAMA no Sisliv. OUVI

89 . Plano de Gestão de Pessoas Em observância ao objetivo de controle PO7. Competências Pessoais do modelo Cobit, definiuse os requisitos centrais de competência em TI necessários para alcançar as metas e ações estabelecidas neste plano, bem como a manutenção das ações já desempenhadas pela área de TI. Mapeamento de Competências em TI Quantidade Mínima de Competências por Necessidade Necessidades de Tecnologia da Informação Mapeamento de Competências em TI Redes de Dados Data Mining e KDD Telecomunicações Análise de Processos Geotecnologias Análise de Requisitos Padrões epwd, egov, eping, emag Desenvolvimento de Software Aferição por Pontos de Função NI Aprimorar as práticas de segurança da informação no IBAMA NI3 Implantar tecnologia de suporte à Decisão Business Intelligence (BI) NI4 Aprimorar os instrumentos recursos tecnológicos NI Implantar Sistema de comunicação de dados via Satélite NI6 Implantar a Rede geoprocessamento do IBAMA NG Aprimorar os 7 governança de TI processos e de de Cobit/ITIL Gerenciamento de Projetos Fiscalização de Contratos de TI Banco de Dados Segurança da Informação Gestão de TI Aprimorar os serviços de comunicação de dados do IBAMA NI ID Descrição da Necessidade de TI NS9 Aperfeiçoar o site e intranet do IBAMA PRESI NS Implantar sistema de transparência de informações de gestão do Ibama PRESI PRESI NS Implantar Módulo de Acompanhamento de Audiências e 78

90 Assuntos Parlamentares Desenvolver o sistema para alimentação e consulta dos NS resultados de julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama PRESI PRESI Melhorar as condições de avaliação NS4 e controle de substâncias químicas e DIQUA produtos perigosos. Modernizar o Sistema de Registro NS Especial Temporário de Agrotóxicos DIQUA SISRET Modernizar o Cadastro Técnico NS6 Federal e o Relatório Anual de DIQUA Atividades Informatizar o controle de resíduos e DIQUA emissões (SIETRE e INFOSERV) Desenvolver e implementar SIPQB Sistema Integrado de Avaliação e NS8 DIQUA Controle de Produtos Químicos e Biológicos Desenvolver e implantar Sistema NS para requerimento de registro e DIQUA avaliação de produtos remediadores Implantar e manter o Sistema Informatizado de Licenciamento do NS Transporte Interestadual de Cargas Perigosas NS Aprimorar e evoluir o SICAFI NS3 Aprimorar e evoluir o Sistema de Auto de Infração eletrônico NS4 Implantar o Sistema de controle e destinação de bens apreendidos NS Criar a sala Comando Controle e Comunicação da (C3I) NS6 Implantar Sistema de gerenciamento documentos sigilosos Implantar o Sistema de NS7 monitoramento de operações de fiscalização Implantar e aprimorar o SISFOGO, incorporando dentre outras NS8 funcionalidades aqueles fornecidas pelo SISCAB NS3 NS7 Implantar a Corporativa Agenda Eletrônica NS9 Aperfeiçoar o banco de dados espacial do centro de monitoramento 79

91 ambiental Implantar o Portal nacional dos planos de emergência individual e NS3 planos de ação de emergência licenciados pelo IBAMA Implantar e aprimorar o SISNEA NS3 Sistema Nacional de Emergências Ambientais Manter e aprimorar o SISCOM NS3 Sistema Compartilhado de Informações Ambientais Implantar e prover Sistema de comunicação de acidentes NS33 ambientais com informações espaciais Implantar e manter o Sistema para avaliação de danos causados pelo NS34 derramamento de produtos poluentes NS3 Implantar Sistema de produção de conhecimento de inteligência NS36 Adquirir Base de legislação ambiental. Implantar o Sistema para cadastro e NS37 acompanhamento de alvos de ilícitos ambientais Sistema de análise ambiental da NS38 cadeia de produção de carnes e derivados Implantar o SISVERDE (Sistema para monitoramento das unidades NS39 territoriais habilitadas ao Programa Bolsa Verde) o dados Relatórios de sobre NS4 Aprimorar barragens NS4 Prover evoluções tecnológicas no processo de Arrecadação e Cobrança Aprimorar a sistematização dos NS43 processos administrativos no IBAMA Prover evoluções tecnológicas no NS44 processo de Gestão de Recursos Humanos NS4 Desenvolver, implantar e manter o Sistema Integrado de Gestão Ambiental (SIGA) módulos Licenciamento Ambiental Federal (LAF), Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e Compensação DILIC 8

92 Ambiental (CA). Desenvolver e implementar o Sistema Nacional de Gestão NS46 Florestal, integrando os sistemas LAF, ADA, CAR e DOF. NS47 Implementar melhorias no sistema DOF. NS48 Implementar melhorias no sistema CAR e implementar o módulo PRA. NS49 Concluir as SISFAUNA atual Implantar melhorias no Sistema de NS Gestão dos Criadores de Passeriformes SISPASS Desenvolver e implantar o Sistema Nacional de Gestão de Fauna, NS integrando os sistemas Sispass, Sisfauna e Sisexóticos. Desenvolver o Sistema de Manejo de Fauna em Vida Livre SISMAN Criar o módulo do Cadastro de NS3 Coleções Biológicas (CCBIO) no SISCITES NS4 Criar módulo de informações em biodiversidade NS Implantar o Documento de Origem do Pescado DOP NS6 Desenvolver e implantar Sistema de registro de motosserras Criar módulos de Relatórios referentes à extração e NS7 comercialização de produtos florestais não madeireiros (PFNM) no Cadastro Técnico Federal. Modernizar os Procedimentos Administrativos no sistema de NS9 AUDIT Informática (TI) da Ouvidoria (SISLIV) AUDIT Definir modelos de sistemas visando NS6 integrar dados e disponibilizar AUDIT informações e indicadores. NS NS8 NS6 alterações no Automatizar os processos de negócio da. Implantar sistema (COAUD) de Auditoria 8

93 NS6 Desenvolver um novo sistema para AUDIT Ouvidoria do Ibama Tabela : Mapeamento de competências de TI. O mapeamento das competências por necessidade de negócio é a base para se estimar o número ideal de profissionais, considerando o cronograma das ações, os respectivos perfis e o escopo das ações (nacional, apenas no âmbito da sede, apenas no âmbito das superintendências ou demais unidades descentralizadas). A quantidade ideal de profissionais (Tabela 6) considerou a quantidade e a natureza das atividades, o grupo de competências correlacionadas, as orientações das práticas de referência, além da observância dos requisitos de controle genéricos contidos no modelo COBIT 4. e nas descrições dos papeis constantes da Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas do Ibama, Instrução Normativa n 4/ SLTI/MP e Guia Prático para Contratação de Soluções de TI. Plano de Gestão de Pessoas Quantidade necessária Competências Observações Gestor de Contratos de TI 6 Gestão de TI Cobit/ITIL Aferição por Pontos de Função Consoante com as Práticas do Guia de Contratações do SISP Integrante/Fiscal Técnico Contratos de TI 8 Fiscalização de Contratos de TI Aferição por Pontos de Função Consoante com as Práticas do Guia de Contratações do SISP Integrante/Fiscal Administrativo Contratos de TI Fiscalização de Contratos de TI Aferição por Pontos de Função Consoante com as Práticas do Guia de Contratações do SISP Gerente de Projetos Gerenciamento De Projeto Aferição por Pontos de Função Consonante com as práticas do PMBOK 4 Ed. Analistas de Negócio Análise de Requisitos Aferição por Pontos de Função Consonante com as práticas do BABOK v. Analista de Sistema / Líder de Projetos Desenvolvimento de Software Padrões epwd, egov, eping, emag Geotecnologias Aferição por Pontos de Função Consonante com as práticas do SEWBOK v4 Analista de Processos 4 Análise de Processos Consonante com as práticas do CBOK V. Arquiteto de Banco de Dados Banco de Dados Oracle Database Documentation g. Administrador de Banco de Dados (DBA) Banco de Dados Oracle Database Documentation g. Administrador de Dados Banco de Dados Data Mining e KDD Oracle Database Documentation g. Especialista em Sistemas de Suporte à Decisão Banco de Dados Data Mining e KDD Oracle Database Documentation g. 7 Redes de Dados, Telecomunicações e Segurança da Informação Oracle EBusiness Suite Upgrade Guide. Oracle BPM Suite g Developer s Cookbook Perfil de Profissional Especialista em Sistemas de Suporte à Decisão Total: 3 Tabela 6: Quantidade necessária de pessoal de TI. 8

94 . Plano de Investimento e O Plano de Investimento e é formado pela estimativa de gastos necessários para realização de cada uma das ações. Consta ainda neste plano a identificação das despesas como investimento ou custeio, e o prazo previsto para a realização das ações. No ANEXO I encontrase a classificação mais detalhada das despesas para cada ação. PLANO DE INVESTIMENTO E CUSTEIO NI Aprimorar os serviços de comunicação de dados do IBAMA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início Investimento / Conclusão 3 4 A Gerir a prestação de serviço de hospedagem externa de servidores de aplicação e portais e comunicação de dados (Data Center ou clouding Jan/3 computing). Dez/ R$ 6.., R$ 6.., R$ 6.., A Gerir prestação de serviço de comunicação de dados. Dez/ R$ ,4 R$ ,4 R$ ,4 Jan/3 A3 Adquirir licenças de antivírus e antimalware para todos os Dez/ computadores do IBAMA. Dez/ R$ 46.96, R$ 46.96, R$ 46.96, Investimento A4 Elaborar modelos de artefatos de contratação de projeto de rede Mar/3 Jun/3 A Planejar e contratar a elaboração de projeto de rede Jul/3 Set/3 R$ 99.8,4 A6 Planejar e contratar empresa para execução do projeto de rede Jan/4 Dez/ R$ 3.46, R$ 3.46, A7 Gerir a prestação de serviço de conectividade móvel da solução do Jan/3 Auto de Infração Eletrônico. Dez/ R$ 398.4, R$ 398.4, R$ 398.4, A8 Adquirir equipamentos CODEC. Abr/3 Jul/3 R$ 83., Investimento A9 Contratar empresa para prestação de serviço de manutenção dos equipamentos de videoconferência e atualização dos softwares. Jan/4 Dez/ R$.666,67 R$.666,67 R$.666,67 83

95 NI Aprimorar as práticas de segurança da informação no IBAMA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A Providenciar a implementação da certificação digital no CTF. Out/ Mar/3 R$ 8.89,7 A Contratar serviço de certificação digital SSL. Nov/ Mar/3 R$ 3.96, A3 Contratar serviço de assinatura digital para todos os servidores do Nov/ Mar/3 IBAMA. R$ 7.667, R$ 473., R$ 473., A4 Aprovar as normas complementares de da Política de Segurança da Dez/ Informação. Mar/3 NI3 Implantar tecnologia de suporte à Decisão Business Intelligence (BI) A3 Providenciar, junto à empresa vencedora da licitação do item 3 do Pregão nº / (Suporte à Infraestrutura de Banco de Dados ORACLE), a execução das atividades: BD4 Verificar e Validar Modelos de Negócio e de dados multidimensionais; BD Validar a qualidade da extração dos dados, e BD6 Apoiar na criação de normas e padrões relacionados ao ambiente de suporte à decisão. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/3 Dez/ R$.74,48 R$.74,48 R$.74,48 NI4 Aprimorar os instrumentos e recursos tecnológicos Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início 84 Conclusão 3 4 Investimento /

96 A4 Realizar a aquisição de microcomputadores. Jan/ Dez/ R$.36.96, Investimento A4 Realizar a aquisição de notebooks. Jan/4 Dez/ R$ 3..66, R$ 3..66, Investimento A43 Realizar a aquisição de GPS. Jan/3 Dez/3 R$ 78.7, R$ 78.7, R$ 78.7, Investimento A44 Realizar a aquisição de Projetores multimídia. Jan/4 Dez/4 R$ 39.99, Investimento A4 Realizar a aquisição de Workstations. Jan/ Dez/ R$ 397., Investimento A46 Realizar a aquisição de monitor extra para microcomputadores. Jul/4 Dez/4 R$.4,3 Investimento A47 Realizar a aquisição de Webcam. Jul/4 Dez/4 R$.9,64 Investimento A48 Realizar a aquisição de headset com microfone. Jul/4 Dez/4 R$ 3.79, Investimento A49 Realizar aquisição de Impressora de etiquetas para a Sede e Unidades Jul/3 Descentralizadas para viabilizar o DOCIBAMA Dez/3 R$ 4.9, Investimento A4 Realizar a aquisição de Tablets Jan/ Dez/ R$ 7.9,76 Investimento A4 Realizar a aquisição de HD externo Jan/3 Dez/3 R$ 9.9, Investimento A4 Realizar a aquisição de scanners Jan/ Dez/ R$ ,4 Investimento A43 Realizar a aquisição de impressora colorida Jan/ Dez/ R$.3,8 Investimento A44 Realizar a aquisição de Smart board Jan/ Dez/ R$ 396.8, Investimento A4 Realizar a aquisição de autoenvelopadora Jan/4 Dez/4 R$ 9., Investimento A46 Realizar a aquisição de decibelímetro Jan/4 Dez/4 R$ 6, Investimento A47 Realizar a aquisição de Trena Digital Jan/4 Dez/4 R$.7,94 Investimento A48 Realizar a aquisição/manutenção de Switches Jul/3 Dez/3 R$ 7.34,48 Investimento A49 Realizar a aquisição de Roteador Wireless Jul/4 Dez/4 R$ ,6 Investimento A4 Realizar a aquisição de storage/hd interno Jul/4 Dez/4 R$ 89.49,4 Investimento A4 Realizar a aquisição de impressoras lazer portátil para operações de Jan/4 campo Jun/4 R$ 8.99, Investimento A4 Aquisição de consumíveis de TI (cartucho, pendrive, CD, DVD, entre Jan/3 outros) Dez/ R$ 63.99,8 R$ 63.99,8 R$ 63.99,8 A43 Aquisição de Controladoras para o Centro de Sensoriamento Remoto Fev/3 CSR Dez/3 R$ 3.737,4 Investimento 8

97 A44 Adquirir licenças de Softwares de mercado nas categorias identificadas no PDTI (áudio e vídeo, editoração e design, estatísticos, geoprocessamento, gestão de biblioteca, gestão de conhecimento, gestão de serviços, gestão de riscos, mapeamento de processos, Reconhecimento ótico de caracteres, sistema operacional, Banco de dados ORACLE). Jan/3 Dez/ R$.8.838,98 R$.6.677,96 R$.3.943,96 Investimento A4 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas dos sistemas Jan/3 legados. Dez/ R$ 6., R$ 6., R$ 6., A46 Manter e gerir o suporte à infraestrutura de Redes da Sede Jan/3 Dez/ R$ 63.93,84 R$ 63.93,84 R$ 63.93,84 A47 Manter e gerir o suporte ao atendimento à microinformática da Sede Jan/3 Dez/ R$ 4.949,76 R$ 4.949,76 R$ 4.949,76 A48 Contratar e gerir o suporte ao atendimento à microinformática das Jan/3 Unidades Descentralizadas. Dez/ R$ 48.9,7 R$ 48.9,7 R$ 48.9,7 A49 Manter a manutenção dos equipamentos de TI nas Unidades Jan/3 Descentralizadas. Dez/ R$ 48.9, R$ 48.9, R$ 48.9, A43 Contratar Serviço de Locação de Impressoras Jan/3 Mai/3 R$ 33., R$ 33., R$ 33., A43 Adquirir equipamento de controle de ponto eletrônico nas Unidades Jan/3 Descentralizadas Dez/3 R$.6,3 Investimento A43 Prover a atualização das licenças ORACLE e estrutura de hardware de Jan/ alta disponibilidade. Dez/ R$.., R$..96,8 Investimento A433 Gerir a prestação dos serviços de suporte a Banco de dados (Item 3 do Jan/3 Pregão / IBAMA) Dez/ R$ 98.68,4 R$ 98.68,4 R$ 98.68,4 A434 Manter e gerir a contratação do serviço de consulta às normas da Jan/3 ABNT Dez/ R$ 7.7,4 R$ 7.7,4 R$ 7.7,4 NI Implantar Sistema de comunicação de dados via Satélite A Realizar plano de contratação da solução de comunicação Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/3 Ago/3 86

98 A Realizar a seleção de fornecedor para implantação de sistema de Ago/3 comunicação satelital A3 Implementar a solução de comunicação Jan/4 Dez/3 R$.4., Jun/4 R$.4., NI6 Implantar a Rede de geoprocessamento do IBAMA A6 Adquirir/locar computadores desktop para geoprocessamento A6 Adquirir HDs para servidores de Geoprocessamento das SUPES e da sede A63 Adquirir Servidores de Geoprocessamento para outros 9 estados A64 Gerir a prestação de serviço de suporte à infraestrutura de geoprocessamento do Ibama (contrato nº 3/). Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 jan/3 dez/3 R$ 4., Investimento jan/3 dez/3 R$., Investimento jan/4 dez/4 R$ 7., Investimento jan/3 dez/ R$ ,8 R$ ,8 R$ ,8 NG7 Aprimorar os processos de governança de TI Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início Investimento / Conclusão 3 4 A7 Prover a contratação de serviço especializado em aferição de contagem Jan/3 de pontos de função Dez/3 R$ 4.96, R$ 4.96, R$ 4.96, A7 Atualização do Processo de Desenvolvimento de Software do IBAMA. Jul/3 Dez/3 R$.686,8 R$.686,8 R$.686,8 A73 Divulgação do Processo de Desenvolvimento de Software do IBAMA. Jan/4 Jun/4 A74 Aprimorar mecanismos de controle e acompanhamento das ações de Jan/4 TI. Jun/4 A7 Implementar os processos de gestão de incidentes, de configuração e mudanças nos serviços de TI à semelhança das orientações constantes Jan/3 nos modelos COBIT e ITIL Dez/ 87

99 A76 Normatizar procedimentos de trabalho para as atividades em TI Jul/4 observando as boas práticas existentes e normas governamentais. Dez/4 A77 Melhorar a gestão de contratos de TI no Ibama Jan/4 Jun/4 A78 Aprimorar os mecanismos de comunicação das ações, procedimentos e Jan/4 resultados de TI do IBAMA. Jun/4 A79 Aprimorar e divulgar o catálogo de serviços de TI. Jan/4 Jun/4 A7 Promover a documentação dos sistemas de informação legados. Jul/4 Dez/4 A7 Estabelecer sistemática de aferição contínua de satisfação dos usuários Jan/4 de TI. Jun/4 R$.66, R$.66, R$.66, A7 Viabilizar a ampla utilização de ferramenta para Gestão de projetos. Jan/4 Jun/4 A73 Realizar o levantamento do quantitativo de processos a serem Jan/3 mapeados. Jun/3 A74 Elaborar metodologia de mapeamento de processos. Jan/3 Jun/3 A7 Providenciar a contratação de empresa para o apoio no mapeamento Jul/3 dos processos de negócio do IBAMA. Dez/ R$ 48.68,9 R$ 48.68,9 R$ 48.68,9 A76 Providenciar a contratação de empresa especializada no apoio ao gerenciamento de projetos de TI Dez/ R$., R$., R$., Jun/3 NP8 Adequação quantitativa e qualitativa do quadro de pessoal em TI Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A8 Articular junto ao MMA e MP a realização de concurso temporário com perfil em TI. Ago/ Dez/ R$ , R$ , R$ , A8 Articular junto ao MP a alocação de Analistas em ATI para exercício descentralizado no IBAMA. Ago/ Ago/3 A83 Articular junto ao MP a realização de concurso para GSISP. Jan/3 Dez/3 A84 Articular junto ao CENTRE e MP a realização do curso DGTI. Jan/3 Dez/ R$ 49.86, R$ 49.86, R$ 49.86, 88

100 NS9 Aperfeiçoar o site e intranet do IBAMA PRESI Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A9 Contratar empresa para desenvolver o portal do Ibama na internet. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação do portal do Ibama. Jan/3 Dez/4 R$ , A9 Contratar empresa para desenvolver a nova intranet do Ibama. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação da nova intranet do Ibama Jan/3 Dez/4 A93 Contratar empresa para executar a manutenção evolutiva do site e da intranet atual (Ibamanet). Demandar e acompanhar as atividades evolutivas do site e da intranet atual (Ibamanet) Jan/3 Dez/ R$ 76., R$ 76., R$ 76., A94 Adquirir ou desenvolver ferramenta para gestão do banco de imagens. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação do banco de imagens. Jan/3 Jul/4 R$ 4.67, R$ 4.66, R$ 4.66, A9 Adquirir equipamentos para mural eletrônico. Desenvolver sistema de gestão de informação para o mural eletrônico. Instalar e sincronizar todos os equipamentos de mural eletrônico. Jan/3 Dez/4 R$ 737., R$ 6.8, R$ 6.8, Investimento A96 Adquirir equipamentos para produzir, editar e disponibilizar vídeos na internet (site e ibamanet). Jan/3 Dez/4 R$ 93.6, R$ 8.6, R$ 8.6, Investimento A97 Adquirir equipamentos para produzir, editar e disponibilizar podcasts e programação de rádioweb na internet (site e ibamanet). Disponibilizar link para manutenção de rádio web. Jan/3 Dez/4 R$ 49.94, R$ 4.94, R$ 4.94, Investimento A98 Contratar empresa para prestação de serviço de mailing list. Jan/3 Dez/ R$ 7.68,67 R$ 7.68,67 R$ 7.68,67 A99 Contratar empresa prestadora de serviço de clipping eletrônico. Jan/3 Dez/ R$ 3.499,96 R$ 3.499,96 R$ 3.499,96 NS Implantar sistema de transparência de informações de gestão do Ibama PRESI Execução das ações Prazos Previstos 89 estimado (R$) Investimento /

101 A Desenvolver e implementar portal de transparência de informações do Ibama. Início Conclusão 3 4 Jan/3 Mar/3 R$.8, R$ 7.99, R$ 7.99, NS Implantar Módulo de Acompanhamento de Audiências e Assuntos Parlamentares PRESI Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início A Desenvolver e implementar sistema de acompanhamento de Audiências Jan/ e assuntos parlamentares integrado ao DocIbama. Investimento / Conclusão 3 4 Mar/ R$ 7.83, NS Desenvolver o sistema para alimentação e consulta dos resultados de julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama PRESI A Desenvolver e implementar o sistema para alimentação e consulta dos resultados de julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/ Mar/ R$ 6.96, NS3 Implantar a Agenda Eletrônica Corporativa PRESI Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A3 Definir a ferramenta livre de agenda eletrônica corporativa. Jan/ Mar/ A3 Implantar ferramenta livre de agenda eletrônica corporativa. Abr/ Abr/ 6,64 NS4 Melhorar as condições de avaliação e controle de substâncias químicas e produtos perigosos. Execução das ações 9

102 DIQUA estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A4 Realizar correções no formulário para declaração de dados. Fev/ Fev/3 R$.34,3 A4 Realizar correções na emissão da avaliação do potencial de periculosidade ambiental. Mar/ Fev/3 R$ 9.396, NS Modernizar o Sistema de Registro Especial Temporário de Agrotóxicos SISRET DIQUA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A Providenciar ajuste no webservice com a ANVISA. Nov/ Fev/3 R$.87, A Providenciar a homologação do SISRET. Ago/ Fev/3 R$ 9.79,33 A3 Providenciar correções no SISRET. Set/ Fev/3 R$ 9.79,33 A4 Providenciar manutenções evolutivas do SISRET até a implantação do SIPQB. Jan/3 Dez/3 R$.7,8 NS6 Modernizar o Cadastro Técnico Federal e o Relatório Anual de Atividades DIQUA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A6 Providenciar a adaptação do formulário de resíduos sólidos. Nov/ Fev/3 R$ 43.69,4 R$ 3.98, R$ 3.98, A6 Providenciar a adequação do formulário RAPP Potencial Poluidor Emissões Gasosas. Out/ Mar/3 R$ 4.38,37 R$.876,8 R$.876,8 A63 Desenvolver módulo interno para o formulário de resíduos sólidos (consulta, geração de relatórios). Jan/3 Dez/3 R$ 8.3, R$.67,64 R$.67,64 A64 Desenvolver módulo interno para o formulário de Emissões Gasosas (consulta, geração de relatórios). 9

103 A6 Promover melhoria no fluxo de acesso ao RAPP. A66 Desenvolver ferramenta para edição de listas do RAPP no SICAFI. A67 Providenciar o desenvolvimento de webservice de informações de cadastro com OEMAs e outros órgãos federais. Jul/3 Dez/3 R$ 7.38, A68 Providenciar o desenvolvimento de webservice de dados financeiros com OEMAs e outros órgãos federais. Jul/3 Dez/3 R$.3, A69 Providenciar a manutenção evolutiva do formulário de Mercúrio Metálico. Jan/3 Fev/3 R$ 33.47, R$.67,4 R$.67,4 A6 Providenciar a manutenção evolutiva dos relatórios do Protocolo de Montreal. Mar/3 Abr/3 A6 Providenciar a manutenção evolutiva no relatório da Resolução Conama nº 36. Mai/3 Jun/3 A6 Providenciar a manutenção evolutiva do relatório de Pneumáticos Resolução Conama nº 46/. Jul/3 Ago/3 A63 Providenciar a manutenção evolutiva do formulário de pilhas e baterias. Set/3 Out/3 A64 Providenciar a manutenção corretiva do formulário de detergentes. Jan/ Fev/ R$ 3.9, A6 Providenciar manutenções corretivas e evolutivas do CTF e RAT. Jan/3 Dez/ R$ 9.634, R$ 9.634, R$ 9.634, NS7 Informatizar o controle de resíduos e emissões (SIETRE e INFOSERV) DIQUA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A7 Providenciar o desenvolvimento de módulo para cálculo e emissão de relatório para a Nota Verde Ago/ Dez/ R$.8,3 R$.8,3 R$.8,3 A7 Providenciar o desenvolvimento de módulo para cadastramento de LI Ago/ Dez/ A73 Providenciar o desenvolvimento de módulo para controle de produção (RVEP) Ago/ Dez/ A74 Providenciar o desenvolvimento de módulo para I/M Ago/ Dez/ 9

104 A7 Providenciar a adaptação do Infoserv para fase Promot M4 (módulo interno e externo) Nov/ Fev/3 A76 Providenciar a adaptação do infoserv para fase Proconve MAR (módulo interno e externo) Set/3 Jan/4 A77 Providenciar o desenvolvimento de módulo interno para geração de relatórios Jan/3 Fev/3 A78 Providenciar manutenções corretivas do INFOSERV/PROCONVE Jan/3 Dez/ A79 Correções no SIETRE e disponibilização para usuários Jan/3 Jun/3 A7 Correções no módulo para cadastramento de LI (resíduos) Jan/3 Jun/3 A7 Desenvolvimento de módulo para emissão de relatórios (resíduos) Abr/3 Set/3 A7 Correção no módulo para emissão de notificações (resíduos) Jan/3 Jun/3 A73 Providenciar manutenções corretivas do SIETRE Jan/3 Dez/ R$ 8.43,66 R$ 8.43,66 R$ 8.43,66 NS8 Desenvolver e implementar SIPQB Sistema Integrado de Avaliação e Controle de Produtos Químicos e Biológicos DIQUA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Empresa Nov/ Dez/3 R$ 9.8,8 R$ 3.6,87 R$ 3.6,87 A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Relatório e Controle Dez/ Fev/3 R$ 34.6,3 R$ 43.4,3 R$ 43.4,3 A83 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Análise e Requerimento Fev/ Jan/4 R$ 84.77, R$ 69.6,7 A84 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Cadastro de Produtos Registrados Jan/4 Fev/4 R$ 67.98,8 R$.3,63 A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Gestão Ambiental Fev/4 Fev/4 R$ 7.67, R$.637,6 A86 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo Fev/4 Mar/4 R$ 4.6,9 R$ 7.363,8 A87 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Painel de Acompanhamento Out/4 Dez/4 R$ 7.3,9 R$ 8.68,9 NS Desenvolver e implantar Sistema para requerimento de registro e avaliação de produtos remediadores Execução das ações 93

105 DIQUA estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A Providenciar o desenvolvimento das telas referente ao Parecer Técnico para cada tipo de remediador. Jun/ Nov/ R$ 36.8, R$.776,3 R$.776,3 A Desenvolvimento de módulo interno para registro de produtos remediadores Jun/ Nov/ R$ 3.64, R$.69,8 R$.69,8 A3 Desenvolvimento de formulário para requerimento de registro de remediadores Mai/ Jan/3 R$.446, R$ 7.8,7 R$ 7.8,7 A4 Desenvolvimento de formulário para criação, renovação e alteração de registro Set/ Fev/3 R$ 3.393, R$.8,76 R$.8,76 A Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores Jun/ Fev/3 R$ 33.93, R$.87,6 R$.87,6 A6 Desenvolvimento de módulo externo 4 para requerimento de registro de remediadores Ago/ Fev/3 R$ 33.47, R$.67,4 R$.67,4 A7 Desenvolvimento de módulo externo 3 para requerimento de registro de remediadores Jul/ Fev/3 R$ 3.6, R$.44, R$.44, A8 Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores Set/ Fev/3 R$ 3., R$ 9.64,8 R$ 9.64,8 A9 Desenvolvimento de chat para uso do Ibama e solicitante Out/ Fev/3 R$ 8.3, R$.67,64 R$.67,64 A Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores Jun/ Fev/3 R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A Desenvolvimento de módulo interno para registro de remediadores Jun/ Fev/3 R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A Desenvolvimento de módulo interno 3 para registro de remediadores Jun/ Fev/3 R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A3 Desenvolvimento de módulo interno 4 para registro de remediadores Jun/ Fev/3 R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A4 Desenvolvimento de módulo interno 7 para registro de remediadores Jun/ Fev/3 R$.3, R$ 3.9,36 R$ 3.9,36 NS Implantar e manter o Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas Execução das ações Prazos Previstos 94 estimado (R$) Investimento /

106 Início Conclusão 3 4 A Mapeamento de processos, levantamento de requisitos, desenvolvimento e implementação do módulo piloto do Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas Jan/3 Mai/ R$ 8.3,4 A Desenvolvimento e implementação do Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas Jan/3 Mai/3 R$ 8.3,4 A3 Estabelecimentos de acordos com os parceiros e integração de sistemas relacionados o Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas Jan/3 Mai/4 R$ 37.37, NS Aprimorar e evoluir o SICAFI M Implantar necessidades de melhorias no Sicafi Fiscalização Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/3 Dez/ R$ 4.7,8 R$ 4.7,8 R$ 4.7,8 NS3 Aprimorar e evoluir o Sistema de Auto de Infração eletrônico A3 Requisitar melhorias junto à Fábrica de Software Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/3 Dez/ R$ 6., R$ 6., R$ 6., NS4 Implantar o Sistema de controle e destinação de bens apreendidos Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A4 Mapear processo de destinação de bens apreendidos Fev/ Mai/3 A4 Requisitar necessidades do sistema Jun/3 Set/3 9

107 A43 Providenciar o desenvolvimento do sistema Out/ Fev/3 R$ 33., R$ 78.3, NS Criar a sala Comando Controle e Comunicação (C3I) Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A Adequar espaço físico para a sala Jul/3 Abr/4 A Adquirir equipamentos Jan/4 Mar/4 R$., Investimento A3 Providenciar o desenvolvimento do sistema Nov/3 Abr/4 R$ 6., NS6 Implantar Sistema de gerenciamento documentos sigilosos A6 Providenciar o desenvolvimento do sistema Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Mar/3 Dez/3 R$ 6., NS7 Implantar o Sistema de monitoramento de operações de fiscalização Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A7 Levantamento de requisitos Jan/3 Mar/3 A7 Providenciar o desenvolvimento e integração do sistema Mar/3 Set/3 R$ 3., NS8 Implantar e aprimorar o SISFOGO, incorporando dentre outras funcionalidades aquelas fornecidas pelo SISCAB Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início 96 Conclusão 3 4 Investimento /

108 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de contratação de Mai/ brigadistas dentro do Sisfogo. Dez/3 R$ 4.39,3 R$ 49.38,38 R$ 49.38,38 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de banco de dados de Jan/3 queima controlada Dez/3 R$ 4.43, R$ 4.4, R$ 4.4, A83 Providenciar o desenvolvimento do módulo de registro de ocorrência Jan/3 de incêndio (ROI) Dez/3 R$ 6.96, R$.48,8 R$.48,8 A84 Providenciar o desenvolvimento do o desenvolvimento do módulo de Jan/3 comunicação (fale conosco) Dez/3 R$ 9.6,9 R$ 6.88,6 R$ 6.88,6 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de administração de Jan/4 brigadas (relatório de acompanhamento) Dez/4 R$., A86 Providenciar o desenvolvimento do módulo de cadastro offline Jan/ Dez/ R$ 8.734,3 Jan/4 Dez/4 R$ 33.4,6 R$ 4.733, Jan/4 Dez/4 R$ 47.67, R$., A89 Providenciar o desenvolvimento do módulo de emissão de autorização Jan/ de queima controlada Dez/ R$ 9.4, A8 Providenciar o desenvolvimento da ferramenta de planejamento Jan/ Dez/ R$ 4.67, A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de gestão por competência Jan/4 Dez/4 R$ 9.3, R$.93, A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de gerenciamento de Jan/4 recursos Dez/4 R$ 4.67, R$ 4.66, A83 Providenciar o desenvolvimento parametrizados e georreferenciados Jan/ Dez/ R$ 6., A84 Providenciar o desenvolvimento do painel de acompanhamento Jan/3 Dez/3 R$.3, A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de auditoria Jan/3 Dez/3 R$ 3.87,8 R$.4,7 R$.4,7 A87 Providenciar o desenvolvimento gerenciamento de equipamentos. do módulo de controle e A88 Providenciar o desenvolvimento do módulo sistema de alertas do módulo de relatórios NS9 Aperfeiçoar o banco de dados espacial do centro de monitoramento ambiental Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início 97 Conclusão 3 4 Investimento /

109 A9 Providenciar o desenvolvimento de motor de sincronização Entre Oracle e Postgres Jan/3 Jul/3 R$.8,48 NS3 Implantar o Portal nacional dos planos de emergência individual e planos de ação de emergência licenciados pelo IBAMA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A3 Mapeamento de processos, levantamento dos planos de emergência (óleo), levantamento de requisitos do sistema, definição dos perfis de acesso 3 R$ 4.4, A3 Mapeamento de processos, levantamento dos planos de emergência, levantamento de requisitos do sistema, definição dos perfis de acesso 3 4 R$ 4.4, NS3 Implantar e aprimorar o SISNEA Sistema Nacional de Emergências Ambientais A3 Providenciar o desenvolvimento e implantação do SISNEA. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Ago/ Jul/3 R$ ,7 R$ 6.6, R$ 6.6, NS3 Manter e aprimorar o SISCOM Sistema Compartilhado de Informações Ambientais Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início Investimento / Conclusão 3 4 A3 Adquirir licença de ferramenta de geoprocessamento para ser usada no Nov/ AIe Jun/3 R$ 3., R$ 4., R$ 4., Investimento A3 Criar GeoWebService para sincronizar o Banco de dados do CSR com Jan/4 os AIe Jun/4 A33 Criar rotina de sincronização do banco espacial do CSR com base nas Jul/3 camadas WFS disponibilizadas pelas OEMAS Dez/ 98

110 NS33 Implantar e prover Sistema de comunicação de acidentes ambientais com informações espaciais Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A33 Mapeamento de processos, Definição dos comunicados de acidente, definição dos perfis de acesso e fluxos de comunicação, levantamento de requisitos e desenvolvimento do sistema Jul/3 Dez/3 R$ 63.7,6 A33 Estabelecimentos de acordos com os parceiros e integração de sistemas Jan/4 Jun/4 R$.764,4 NS34 Implantar e manter o Sistema para avaliação de danos causados pelo derramamento de produtos poluentes A34 Mapeamento de processos, definição de parceiros, levantamento de referências, levantamento de requisitos e desenvolvimento do sistema Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jul/3 Dez/ R$ 99.8, NS3 Implantar Sistema de produção de conhecimento de inteligência Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/4 Mai/4 A3 Requisitar necessidades do Sistema de produção de conhecimento de Jun/4 inteligência Nov/4 A33 Providenciar o desenvolvimento do Sistema de produção de Dez/4 conhecimento de inteligência Out/4 R$ 783., A3 Mapear processo de destinação de bens apreendidos NS36 Adquirir Base de dados de legislação ambiental. Execução das ações 99

111 estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A36 Elaborar plano de contratação para aquisição de Base de dados de legislação ambiental. Jan/ Abr/ A36 Realizar seleção de fornecedores para aquisição de Base de dados de legislação ambiental. Mai/ Jul/ A363 Adquirir as licenças de Base de dados de legislação ambiental. Set/ Out/ R$.8., Investimento NS37 Implantar o Sistema para cadastro e acompanhamento de alvos de ilícitos ambientais Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A37 Providenciar o desenvolvimento de sistema para espacialização das denuncias recebidas pela Linha Verde Jun/3 Dez/ R$ 6., A37 Providenciar a integração de informações da linha verde com CTF, SISLIC, DETER, CAR, LAF, DOF, etc. Jun/3 Dez/ R$ 3.49, NS38 Sistema de analise ambiental da cadeia de produção de carnes e derivados Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A38 Articulação do IBAMA c/ MMA Jan/4 Dez/4 A38 Providenciar o desenvolvimento do sistema. Jan/ Jun/ R$ 3.6, NS39 Implantar o SISVERDE (Sistema para monitoramento das unidades territoriais habilitadas ao Programa Bolsa Verde) Execução das ações Prazos Previstos estimado (R$) Investimento /

112 Início Conclusão 3 4 A39 Articulação do IBAMA c/ MMA Jan/4 Dez/4 A39 Providenciar o desenvolvimento do portal. Jan/ Jun/ R$ 4.79, NS4 Aprimorar o Relatórios sobre barragens A4 Levantamento de requisitos com os demais órgãos fiscalizadores de barragens, definição dos novos formulários, desenvolvimento e integração do sistema via CTF Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/ Jun/ R$.349, NS4 Prover evoluções tecnológicas no processo de Arrecadação e Cobrança Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A4 Providenciar a implantação do AR digital Jan/3 Mar/3 R$.87, A4 Providenciar a criação no SICAFI de ferramenta que permita gerar arquivos com dados variáveis da TCFA para Notificação via gráfica Jan/3 Jun/3 R$.6, A43 Providenciar a adaptação do SICAFI/Arrecadação para permitir Upload de documentos, inclusive impugnação ou defesa e recursos, Mar/3 mediante certificação digital. Jul/3 R$ 9.3, A44 Providenciar a Modernização, agilização, racionalização e automatização atividades de impressão de notificações de cobranças e intimações, criando funcionalidades no SICAFI que permitam a impressão frente e verso para autoenvelopadoras. Necessário aquisição/locação de envelopadoras. Abril/ 3 Jun/3 R$ 3.3, A4 Providenciar a implementação da ferramenta de manifestações técnicas Abril/ e decisões sobre Impugnação ou defesa e Recursos com certificação 3 digital e a subsequente intimação Dez/3 R$ 3., R$ 7.,6 R$ 7.,6

113 A46 Providenciar disponibilização na relação de débitos da memória de cálculo com o saldo atualizado do débito para a data escolhida. Mai/3 Jul/3 R$.6, A47 Providenciar a inserção do CNPJ / CPF do destinatário no AR. Jun/3 Jul/3 R$ 6.3, A48 Providenciar o aperfeiçoamento do processo de inclusão e exclusão do CADIN, com emissão de ficha/relatório da situação individual e geral Jun/3 Dez/3 R$ 7.47, A49 Providenciar a inclusão no sistema da possibilidade de reprocessamento de débitos de forma automática, através do acesso à CND, Relação e Out/3 Histórico de Débito e Memória de Cálculo. Dez/3 R$ 4.76, A4 Providenciar a integração dos sistemas SICAFI, SICAU (AGU) e de outros Órgãos públicos e particulares possibilitando a migração dos processos eletrônicos nas hipóteses em que os créditos estejam aptos para inscrição em Divida Ativa. Jan/4 Dez/4 R$ 7.83, A4 Providenciar a Implementação de interface do SICAFI com o SISBACEN, a fim de automatizar e otimizar a inclusão/exclusão de devedores no Cadin. Jan/4 Dez/4 R$.87, A4 Providenciar a inclusão alerta (faltando ano e faltando seis meses) para processos em via de prescrição/decadência. Mai/3 Set/3 R$.44, A43 Providenciar a implementação da interface de dados do SICAFI, Receita Federal do Brasil e Autarquias Federais (ANP, DNPM), para migração de dados de prováveis empresas poluidora para monitoramento e inclusão de ofício no CTF. Jan/ Dez/ R$.74, A44 Providenciar a emissão de etiquetas, AR e lista de correios para outros créditos que não decorrentes de TCFA e AI, permitindo consulta pelo CNPJ. Jan/ Dez/ R$ 3.64, A4 Providenciar a implementação do relatório de empresas cadastradas no CTF, por período escolhido, para análise de regularidade de débitos e multas por não entrega de relatórios. Jan/4 Mar/4 R$.3, A46 providenciar a interface entre o SICAFIMódulos Câmara e Arrecadação com o DOCIBAMA Jan/4 Mar/4 R$ 3.64, A47 Providenciar ferramenta de distribuição de depósito judicial unificado relativo à TCFA nos vários CNPJ's da empresa, quando o caso, conforme as competências do débito, nos casos de conversão em renda. Jan/3 Mar/3 R$ 6.,

114 A48 Providenciar ferramenta que permita o agrupamento de vários débitos de mesma natureza para fins de cobrança, parcelamento, protesto ou inscrição em dívida ativa mantendo os números originais agrupados, sem geração de novo número de débito Jul/3 Jul/4 R$.6, NS43 Aprimorar a sistematização dos processos administrativos no IBAMA Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A43 Providenciar a Implementação do Módulo de Emissão de manifestações técnicas, com assinatura digital. Jan/3 Abr/3 R$ 3.37, R$ 4.344,64 R$ 4.344,64 A43 Providenciar a funcionalidade de apresentação de impugnação ou defesa e recursos eletronicamente com Upload de documentos, mediante certificação digital. Mai/3 Dez/4 R$ 3.37, R$ 4.344,64 A433 Providenciar a Implementação do Módulo de Julgamento de ª instância, com assinatura digital. Mai/3 Dez/4 R$ 3.37, R$ 4.344,64 A434 Providenciar a Implementação do Módulo de Julgamento de ª instância, com assinatura digital. Set/3 Dez/4 R$ 3.37, R$ 4.344,64 A43 Providenciar a Implementação do Módulo de revisão por órgão externo Jan/4 quando houver previsão legal para esse recurso. Dez/4 R$ 3.37, R$ 4.344,64 A436 Providenciar a Implementação do Módulo de Relatórios Gerenciais. Mai/4 Dez/4 R$ 7.38, R$.338,6 A437 Providenciar a Implementação do Módulo relativo a Notificações e Intimações de atos processuais, com assinatura digital. Mai/4 Dez/4 R$ 7.38, R$.338,6 A438 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. Evoluções previstas: a) Adaptar o DocIbama para disponibilizar o serviço de templates de documentos para outros sistemas; b) Uso de assinatura digital; c) Módulo de Relatórios. Jan/3 Dez/ R$ ,7 R$ ,7 R$ ,7 A439 Desenvolver e implantar sistema de controle de licitações e contratos Jan/ Dez/ R$.7, A43 Implantar sistema de acompanhamento e controle de manutenção Jan/4 predial Dez/4 R$ 6,64 3

115 A43 Implantar sistema para registro de demandas de serviços gerais Mai/4 Dez/4 R$ 6,64 A43 Promover a melhoria do sistema de gestão orçamentária e financeira Jan/ Dez/ R$.48, NS44 Prover evoluções tecnológicas no processo de Gestão de Recursos Humanos A44 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. A44 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/3 Dez/ R$ 4.88, R$ 4.88, R$ 4.88, Jan/3 Dez/ R$.74,6 R$.74,6 R$.74,6 NS4 Desenvolver, implantar e manter o Sistema Integrado de Gestão Ambiental (SIGA) módulos Licenciamento Ambiental Federal (LAF), Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e Compensação Ambiental (CA). Execução das ações estimado (R$) Investimento / DILIC Prazos Previstos Início Conclusão 3 4 Jan/3 Jul/3 R$.., A4 Mapear os procedimentos de Avaliação de Impacto Ambiental na Ago/3 DILIC. Dez/ R$ 4., R$.., R$.., A4 Providenciar a implantação do módulo LAF na área de homologação. A4 Proceder testes para a homologar o módulo LAF. A43 Providenciar correções necessárias e implantar módulo LAF na produção. A44 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. A46 Providenciar a automatização dos procedimentos de Avaliação de Impacto Ambiental na DILIC. A47 Providenciar a implantação do módulo AIA na área de homologação. A48 Proceder testes para a homologar o módulo AIA. A49 Providenciar correções necessárias e implantar módulo AIA na 4

116 produção. A4 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. A4 Mapear os procedimentos de Compensação Ambiental na DILIC. Jan/3 Mar/ 6., 6.,., Jan/3 Jul/3 R$ 6., A49 Digitalizar, OCR e indexar os documentos administrativos dos Jun/3 processos de LAF da DILIC Dez/3 R$., A4 Providenciar a automatização dos procedimentos de Compensação Ambiental na DILIC. A43 Acompanhar a implantação do módulo CA na área de homologação. A44 Proceder testes para a homologar o módulo CA. A4 Proceder correções necessárias e implantar módulo CA na produção. A46 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. A47 Mapear os pontos e os requisitos de integração. A48 Providenciar a construção de ferramentas de integração. NS46 Desenvolver e implementar o Sistema Nacional de Gestão Florestal, integrando os sistemas LAF, ADA, CAR e DOF. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Empreendimento Out/ Fev/3 R$ 7.3, A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Administração Out/ Fev/3 R$ 6.73,9 A463 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Imóveis Out/ Mar/3 R$.9,7 A464 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Responsável Técnico Out/ Abr/3 R$ 3.39,

117 A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Cadastro Ambiental Rural Out/ Ago/3 R$ 7.48, A466 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Licenciamento de Exploração Florestal Out/ Set/3 R$ , A467 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Licença de Operação Set/3 Nov/3 R$.33, A468 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Central de Mensagens Set/3 Dez/3 R$ 3.74,6 A469 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo RAD Set/3 Dez/3 R$ ,3 A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Reposição Florestal Set/3 Dez/3 R$ , A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Gestão Ambiental Jun/4 Dez/3 R$ 8.88, A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Acompanhamento Out/ Mar/3 R$ 8.4,3 A463 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Utilização de Recursos Florestais Dez/ Dez/3 R$ 76.94,7 A464 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SNGF. Jan/4 Dez/ R$ 49.8, R$ 38.74,9 A46 Providenciar a integração do Sistema Nacional de Gestão Florestal com demais sistemas junto à Fábrica de Software. Jul/3 Dez/3 R$ 7.67, NS47 Implementar melhorias no sistema DOF. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início 6 Conclusão 3 4 Investimento /

118 A47 Providenciar a Implementação de medidas de segurança de acesso ao Dez/ sistema DOF. Mar/3 R$ 6.3, A479 Providenciar a implementação do Cadastro de veículos transportadores Jan/3 de cargas florestais. Set/3 R$.66, A47 Providenciar a adaptação do DOF para permitir Upload de documentos Mar/3 de autorizações de exploração no Sistema DOF. Abr/3 R$ 9.3, A47 Providenciar o desenvolvimento do Módulo gerador de relatórios do DOF. Out/ Abr/3 R$ 38.3,8 A47 Providenciar a implementação do Rastreamento de veículos via satélite Jan/3 Dez/3 R$ 6.96, A47 Providenciar a Integração entre o DOF e o Sisflora do Pará e do Mato Grosso. A473 Providenciar a adaptação do sistema DOF para tratamento dos casos de Suspensão de pátios sem movimentação há mais de 9 dias. A474 Providenciar a adaptação do sistema DOF para tratamento do cronograma de exploração. A47 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de análises gerenciais com alertas automáticos. A476 Providenciar a adaptação do sistema para o bloqueio gerencial de usuários e origens com categorização automática e inclusão de upload de documento de justificativa. A477 Providenciar a implantação do DOF Importação. A478 Providenciar o condicionamento do Cadastro de Crédito no DOF à adesão ao CAR para os utilizadores de recursos naturais. NS48 Implementar melhorias no sistema CAR e implementar o módulo PRA. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A48 Providenciar o desenvolvimento da Integração Mai/ Mai/3 R$ 37.84, A48 Providenciar a manutenção do módulo de Inscrição Mai/ Mai/3 R$ 4.9,8 7

119 A483 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Préanálise Mai/ Mai/3 R$ 49.9, A484 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Análise Mai/ Mai/3 R$ 49.9, A48 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Emissão de Recibos e Mai/ Certificados Mai/3 R$ 3.49, A486 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Emissão de Termo de Mai/ Compromisso Mai/3 R$ 8.7, A487 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Geração de Relatórios Mai/ Mai/3 R$ 39., A488 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Emissão de Termo de Mai/ Compromisso Mai/3 R$ 46.98, A489 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Monitoramento. Mai/ Mai/3 R$., A48 Providenciar o desenvolvimento da reestruturação GEO. Mai/ Mai/3 R$ 4.94, A48 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do CAR e PRA. Jun/3 Dez/ R$ 7.68,8 R$.36,63 R$.36,63 NS49 Concluir as alterações no SISFAUNA atual A49 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. As evolutivas incluem: a) Status do empreendimento para o usuário; b) Relatórios diversos; c) Módulo de vistoria. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/3 Dez/3 R$ 89.,8 NS Implantar melhorias no Sistema de Gestão dos Criadores de Passeriformes SISPAS Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início 8 Conclusão 3 4 Investimento /

120 A Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. As evolutivas incluem: a)inclusão de campos na Declaração de Compras; b) Relatórios diversos; c)revisão das funcionalidades após a transição da distribuição das anilhas.. Jan/3 Dez/3 R$ 4.8,69 NS Desenvolver e implantar o Sistema Nacional de Gestão de Fauna, integrando os sistemas Sispass, Sisfauna e Sisexóticos. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Administração Set/ Jun/3 R$ 64.43, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Controle de Plantel Atualização de Plantel Set/ Jul/3 R$ 4.8, A3 Providenciar o desenvolvimento de Inclusão de Criadouro e Inclusão de Plantel (exótico) Set/ Jul/3 R$ 9.6, A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de Set/ Responsável Técnico e Autorização Ago/3 R$ 7.4, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Análise de Vistoria Set/ (interno). Ago/3 R$ 7.4, A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Análise Set/ de Vistoria (externo). Ago/3 R$ 7.4, A7 Providenciar o desenvolvimento da Visualização da Autorização Prévia Set/ (interno). Ago/3 R$ 3.7, A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Set/ Autorização de Instalação (interno). Ago/3 R$ 3.7, A9 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Set/ Autorização de Instalação (externo). Ago/3 R$ 3.7, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Autorização Prévia/ Cadastro de Espécies (módulo externo) Set/ Ago/3 R$ 33.77, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de Set/ Ago/3 R$ 4.8, 9

121 empreendimento, criador amador sispass/sisexóticos A Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SNGF. NS Set/3 Dez/ R$ 43.,6 R$ 7.886,4 R$ 7.886,4 Desenvolver o Sistema de Manejo de Fauna em Vida Livre SISMAN. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. Mar/3 Mai/3 R$.66, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Autorização. Jun/3 Ago/3 R$.66, A3 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Monitoramento. Set/3 Nov/3 R$.66, A4 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SMEEI. Jan/4 Dez/ R$.33,6 R$.33,6 NS3 Criar o módulo do Cadastro de Coleções Biológicas (CCBIO) no SISCITES Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A3 Providenciar o desenvolvimento do sistema junto à Fábrica de Software. Ago/ Mai/3 R$ 93.96, A3 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do CCBIO. Jul/3 Dez/ R$.33,6 R$ 3.67, R$ 3.67, NS4 Criar sistema de informações em biodiversidade Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. Jul/4 Dez/4 R$ 3., R$ 7.377,6 A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Alimentação de Informações. Jan/ Jun/ R$ 3.,

122 A43 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Relatório. Jul/ Dez/ R$ 3., NS Implantar o Documento de Origem do Pescado DOP Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. Fev/3 Mar/3 R$ 37.84, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Habilitação. Abr/3 Mai/3 R$ 37.84, A3 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Compra. Jun/3 Jul/3 R$ 37.84, A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Declaração. Ago/3 Set/3 R$ 37.84, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de DOP. Out/3 Dez/3 R$ 37.84, A6 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do DOP. Jan/4 Dez/ R$ 6., R$ 6., NS6 Desenvolver e implantar Sistema de registro de motosserras Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de Motosserras. Jan/ Fev/ R$ 44.37, A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Destinação de Motosserras. Mar/ Abr/ A63 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Transferência. Mai/ Jun/ A64 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Emissão de Licença. Jul/ Ago/ NS7 Criar módulos de Relatórios referentes à extração e comercialização de produtos florestais não madeireiros (PFNM) no Cadastro Técnico Federal. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início Conclusão 3 4 Investimento /

123 A7 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Relatório junto à Fábrica de Software. Jan/ Jun/ R$.8, NS8 Automatizar os processos de negócio da. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início A8 Especificar as regras de negócio em conformidade com a sistemática Jan/3 dos processo mapeados. Investimento / Conclusão 3 4 Dez/ NS9 Modernizar os Procedimentos Administrativos no sistema de Informática (TI) da Ouvidoria (SISLIV) AUDIT A9 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Jan/3 Dez/3 R$ 6.674,3 NS6 Implantar sistema de Auditoria (COAUD) AUDIT A6 Providenciar o desenvolvimento do sistema de Auditoria do IBAMA. Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Investimento / Início Conclusão 3 4 Dez/ Set/3 R$ 3.3,4 R$ 43.96,77 R$ 43.96,77 NS6 Definir modelos de sistemas visando integrar dados e disponibilizar informações e indicadores. AUDIT Execução das ações estimado (R$) Prazos Previstos Início A6 Providenciar a implementação do acesso a ferramenta de busca de Jan/4 informações do TCU, CGU, SIAFI, SIASG, SIOP e legislativo federal. Investimento / Conclusão 3 4 Jun/4 R$ 3.49, R$ 7.6,8

124 A6 Providenciar a implementação de ferramenta de monitoramento de indicadores. Jul/4 Dez/4 R$ 3.3, R$.7, NS6 Desenvolver um novo sistema para Ouvidoria do Ibama Execução das ações AUDIT estimado (R$) Prazos Previstos Início Investimento / Conclusão 3 4 A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrador no Sisliv. Nov/ Mar/3 R$ 7.98,3 R$ 4.73,47 R$ 4.73,47 A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Ouvidoria no Sisliv. Mar/3 Set/3 R$ 38.8,9 R$ 44.44,9 R$ 44.44,9 A63 Providenciar o desenvolvimento do Módulo SIC e Módulo Serviços do IBAMA no Sisliv. Set/3 Nov/3 R$.79,4 R$ 6.74,4 R$ 6.74,4 Tabela 7: Plano de Investimento e. 3

125 3. Plano de Gestão de Riscos Um risco, segundo a ABNT NBR ISO/IEC 38.:9, é a combinação da probabilidade de um evento e suas consequências. O gerenciamento dos riscos requer atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização com relação a esses riscos. Deste modo, o PDTI contempla a estrutura mínima para identificação, organização, categorização e especificação dos riscos que podem comprometer a execução ou o resultado de cada necessidade. Os riscos foram identificados e agrupados em categorias, com vistas a facilitar seu gerenciamento. São categorias: Operacional Riscos que afetam o desempenho e a qualidade das atividades operacionais de TI. Os riscos devem ser mitigados, transferidos, eliminados ou explorados, pois não poderão ser aceitos. Recursos Humanos Riscos relacionados à adequação dos recursos humanos em termos de número (falta de pessoal de TI), conhecimentos, habilidades e experiência necessárias para execução da meta ou ação. Somente serão aceitos quando não houver possibilidade de realocação de pessoas, redefinição das prioridades, terceirização do serviço ou extensão dos prazos. Orçamentário Riscos relativos à falta, corte ou não aprovação de recursos orçamentários e/ou financeiros necessários para execução da meta ou ação. Somente serão aceitos quando não houver condições de execução da meta/ação por equipe interna e os recursos existentes. Externo Riscos externos ao controle direto do Ibama, mas que ainda assim podem afetar o sucesso das metas e ação (dependência de outras áreas do Ibama/órgãos da Administração Pública Federal, reestruturação organizacional, suporte organizacional, mudanças no governo, mercado e tecnologias etc.). Os riscos externos podem ser aceitos, pois independem de ação direta do Ibama. Reputação Riscos que podem afetar a imagem da organização. Os riscos devem ser mitigados, transferidos, eliminados ou explorados, pois não poderão ser aceitos. Para se calcular a probabilidade de acontecimento de determinado evento, no âmbito deste PDTI, utilizouse um critério qualitativo de classificação. Desse modo, as áreas finalísticas podem estimar um valor percentual de ocorrência baseandose em características préestabelecidas, conforme a seguir: Descrição Qualitativa da probabilidade Características de Referência Muito Provável Grandes chances de acontecimento do evento. 7 % Provável Chances razoáveis de acontecimento do evento. % Pouco Provável Poucas Chances de acontecimento do evento. 3 % Improvável Chances remotas de acontecimento do evento. % A concretização de um determinado evento produz impactos que no âmbito deste PDTI foram classificados qualitativamente em cinco níveis: 4

126 Descrição Qualitativa do Nível de Impacto de Referência Características Eventos críticos com impactos que exigem participação ativa de autoridades superiores. 8 % Os efeitos impactam de modo significativo um dos elementos: prazo, custo, planos de ação. 4 % Médio Os efeitos podem ser reparados, porém impactam projetos, ações, prazos e custos. % Baixo Os efeitos são baixos, podendo ser facilmente reparados ou ajustados. % Os efeitos são imperceptíveis. % Muito Alto Alto Muito Baixo A combinação de probabilidade e impacto de um evento representa o nível de risco, que neste plano pode assumir os seguintes valores: Alto, Moderado e Baixo, respectivamente com as cores: vermelho, amararelo e verde. Muito Provável Matriz de Probabilidade e Impacto,7,6,8,4,7,3 Provavél,,4,,, Pouco Provável Improvavel,3,,4,8,8 Muito Alto,,4,4 Alto,3,, Baixo,,, Muito Baixo,,6,, Médio Impacto Tabela 8: Matriz de probabilidade e impacto. Para cada risco a ser identificado é adotada uma estratégia de tratamento e resposta ao risco (Tabela 9). São estratégias possíveis de respostas às ameaças e/ou oportunidades: Aceitar: não fazer nada previamente. Os riscos se enquadram nos critérios de aceitação e ficam em observação, sem ação prédefinida. Pode envolver a criação de um plano de contingência, para o caso do risco ocorrer (Aceitação ativa). Evitar: eliminar a ameaça suprimindo a sua causa (por exemplo, retirar uma tarefa do PDTI ou afastando uma pessoa da atividade). Esse é o critério a ser utilizado para riscos não toleráveis pela organização. Mitigar: minimizar os impactos negativos e a probabilidade do risco ocorrer, reduzindo sua criticidade e tornandoo um risco menor. Transferir: tornar outra parte responsável pelo risco, como por exemplo, contratando seguros ou terceirizando trabalhos.

127 Plano de Gestão de Riscos Risco Probabi Imlidade pacto (P) (I) Pouco Muito Provável Alto Nível de Risco (P x I),4 6 Moderado Muito Médio,4 Provável Alto R Ausência de Recursos humanos para planejar e gerir as ações de reestruturação das redes locais nas unidades descentralizadas Recursos Humanos Aprimorar os serviços de NI comunicação de dados do IBAMA Operacional R Indisponibilidade da comunicação de dados e informações ou deterioramento da qualidade da transmissão dos dados com aumento do tempo de resposta e possibilidade de ocasionamento de perda de dados não armazenados Categoria Necessidade de negócio P,3,7 I Tratamento Diretoria,8 Prover gerenciamento de ativos com vistas a catalogar e controlar todos os elementos computacionais conectados à rede. Acompanhar os níveis de serviços Evitar relacionados à comunicação de dados, promovendo as ações necessárias à manutenção da disponibilidade e qualidade do sinal de dados na sede e unidades descentralizadas., Disponibilizar os artefatos de planejamento da contratação de suporte à infraestrutura de dados às unidades descentralizadas. Elaborar em conjunto com as unidades descentralizadas modelos de artefatos Evitar relacionados à contratação de projeto de rede e posteriormente de manutenção ou reestruturação de rede de dados. Acompanhar a gestão dos contratos de reestruturação de rede local aderentes à IN 4/.

128 Pouco Provável Alto, Alto,8 R3 Comprometimento do desempenho dos sistemas transacionais em face de sobrecarga de processamento ou consequência das ações de Extração de dados. Operacional Imprová Muito vel Alto,3,8 7 Moderado Operacional Pouco Baixo Provável Baixo R3 agregado ao negócio inferior ao valor investido Alto Muito Provável, Moderado Pouco Provável Alto Moderado Recursos Humanos R3 Resistência dos servidores no uso de novas tecnologias para utilização dos sistemas Reputação R Implantar tecnologia de suporte à NI3 Decisão Business Intelligence (BI) Comprometimento da imagem dos serviços baseados em Tecnologia oferecidos pelo Ibama. Operacional R Aprimorar as práticas de NI segurança da informação no IBAMA Exposição a ataques digitais e comprometimento da segurança da Informação dos Sistemas de Informação do Ibama.,3,3,7,3,,4 Promover a implantação e aprimoramento das normas Mitigar complementares restantes relacionadas à política de Segurança da Informação.,4 Manter e aprimorar os procedimentos técnicos em nível de banco de dados e de estrutura de rede com vistas a estabelecer Evitar barreiras e salvaguarda dos dados mantidos pelos sistemas, incluindo a realização de backups rotineiros.,4 Aprimorar a comunicação junto às unidades descentralizadas e no âmbito da Sede com vistas a prover os esclarecimentos acerca das tecnologias e mudanças a serem promovidas em Mitigar virtude da implantação das normas de segurança, enfatizando os benefícios e permitindo que haja uma mudança do clima organizacional relacionado a novos procedimentos e tecnologias., Proceder com o mapeamento e integração de processos no âmbito das demais diretorias do Ibama. Evitar Prever no planejamento da contratação da solução o alinhamento a cadeia de valor de negócios implementada a partir do mapeamento de processos.,8 Estabelecer procedimentos em nível da ferramenta de ETL para prevenir a Evitar concorrência com os sistemas transacionais.

129 Operacional Imprová Médio, vel R43 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir as ações de aquisição de equipamentos R Ausência de Recursos orçamentários para a aquisição de solução em âmbito Nacional. R Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Baixo Incompatibilidade entre os recursos adquiridos nas superintendências e a estrutura de rede e ativos de informática da sede do Ibama., Moderado Orçamentário Provável Médio R4,, Recursos Humanos Provável Médio, Moderado, Orçamentário Muito Médio,4 Provável Moderado,7 Recursos Humanos Muito Provável Alto Implantar Sistema de NI comunicação de dados via Satélite R4 Aprimorar os NI4 instrumentos e recursos tecnológicos Ausência de Recursos orçamentários para a aquisição ou aprimoramento das categorias de recursos previstas,7 Alto,8 8, Manter e aprimorar os canais de comunicação com as unidades descentralizadas acerca das iniciativas de Mitigar aquisição de recursos em andamento pela Sede, em conformidade com a priorização estabelecida no PDTI., Disseminar o direcionamento tecnológico, juntamente com as Mitigar especificações atualizadas divulgadas pelo SISP., Prover aquisições em conformidade com a IN 4/, em âmbito nacional, Mitigar desonerando as unidades das fases de planejamento e seleção de fornecedores., Realizar o planejamento considerando Mitigar soluções híbridas ou com menor uso possível de banda satelital.,4 Realizar a instrução de servidores da Mitigar para gerenciamento dos contratos relacionados à solução.

130 Alto,8, 9,7, Realizar a instrução de servidores da Mitigar para gerenciamento dos contratos relacionados à solução.,4 Reduzir à implantação dos processos essenciais de governança e Mitigar gerenciamento de serviços de TI, em conformidade com a ISO NBR..,4 Manter a comunicação com as áreas responsáveis pelos estudos de pessoal do Ministério. Manter o estimulo às transferências Mitigar internas. Reduzir à implantação dos processos essenciais de governança e gerenciamento de serviços de TI, em conformidade com a ISO NBR.. Alto Externo Provável Alto, Alto Muito Provável, Priorizar os recursos necessários a implantação da rede com vistas a Mitigar garantir o atendimento aos requisitos essenciais expostos pela. Moderado Muito Médio,4 Provável Moderado, Recursos Humanos R8 Não autorização do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão quanto a proposta de pessoal especializado em Tecnologia para o CNT. Provável Médio Recursos Humanos Ausência de Recursos Humanos Especializados para assumir os diferentes papéis previstos na estrutura necessária para suportar os processos de governança de TI. Orçamentário Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R7 Adequação quantitativa e qualitativa NP8 do quadro de pessoal em TI R6 Aprimorar os processos NG7 de governança de TI R6 Implantar a Rede de NI6 geoprocessa mento do IBAMA Ausência de Recursos orçamentários para a aquisição de solução em âmbito Nacional.,7,

131 , Moderado,7, Pouco Baixo Provável,3,3 Pouco Baixo Provável,3 Baixo,3 Alto, Alto Provável Baixo R Ausência de recursos orçamentários para o projeto Provável Médio Alto R Ausência de integração com o site e intranet do Ibama,8 Orçamentário Recursos Humanos R93 Disponibilidade de informações desatualizadas ou indisponibilidade da comunicação de informações e serviços importantes para o cidadão e servidores Alto Operacional Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Muito Provável Reputação e Operacional Orçamentário R9 Implantar sistema de transparênci NS a de informações de gestão do Ibama R9 Aperfeiçoar o site e NS9 intranet do IBAMA Ausência de recursos orçamentários para a contratação de empresas prestadoras de serviços e aquisição de bens.,,4 Priorizar os recursos necessários para a melhoria dos procedimentos e das Evitar prestações dos serviços de comunicação do Ibama com vistas a garantir o pleno atendimento aos cidadãos. PRESI, Proporcionar a disponibilidade de servidores para acompanhar os projetos e Mitigar instruílos para o gerenciamento dos contratos relacionados à solução. PRESI,4 Aperfeiçoar os meios de comunicação que envolvem TI e mantêlos atualizados, inclusive a versão da Mitigar plataforma adotada para o site e Ibamanet, ocorrendo em maior segurança na rede e diminuindo a vulnerabilidade a ciberataques. PRESI, Promover adequações no desenvolvimento da ferramenta que Mitigar garantam a integração com o site e Ibamanet. PRESI, Mitigar Alocar recursos para o projeto. PRESI

132 ,8 Orçamentário Imprová Muito, vel Baixo Alto Recursos Humanos Provável Médio R Indisponibilidade da fábrica software para atender a demanda Orçamentário Imprová Muito, vel Baixo de, Garantir que a fábrica de software possa atender à demanda PRESI Proporcionar a disponibilidade de servidores para acompanhar os projetos e Mitigar instruílos para o gerenciamento dos contratos relacionados à solução. PRESI Garantir que a fábrica de software possa atender à demanda PRESI,, Mitigar,, Baixo R Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução de,4 Moderado Indisponibilidade da fábrica software para atender a demanda PRESI,7 Baixo Muito Provável Alto Recursos Humanos Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução. R Desenvolver o sistema para alimentação e consulta dos resultados de NS julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama R Implantar Módulo de Acompanha mento de NS Audiências e Assuntos Parlamenta res Realizar o planejamento da solução com participação de todos os servidores que Mitigar compõem a Assessoria Parlamentar, possibilitando posterior delegação da gestão e acompanhamento do sistema.,, Mitigar

133 , Muito Provável Alto,8,4 Pouco Muito Provável Alto,4,4,7,4 Mitigar Sensibilizar e capacitar as secretárias e servidores afeitos à area. PRESI,3,8 Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) DIQUA,8 Priorizar os recursos necessários a implantação do sistema com vistas a Evitar garantir o atendimento aos requisitos essenciais definidos pela DIQUA DIQUA Alto Pouco Muito Provável Alto, Alto Alto Alto R4 Ausência de Recursos Orçamentários para planejar e gerir a solução Provável Alto Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Orçamentário R4 Melhorar as condições de avaliação e controle de NS4 substâncias químicas e produtos perigosos. Recursos Humanos Recursos Humanos R3 Comprometimento das secretarias com a atualização das agendas. Implantar a Agenda NS3 Eletrônica Corporativa Reputação R3 Resistência por parte dos dirigentes em participar sua agenda, devido exposição. Aprimorar a comunicação junto aos dirigentes com vistas a prover esclarecimentos acerca dos benefícios da Mitigar publicação da agenda, permitindo que haja uma mudança na cultura organizacional relacionado à transparência e planejamento.,3 PRESI

134 R3 Indisponibilidade da comunicação de dados e informações ou deterioramento da qualidade da transmissão dos dados com aumento do tempo de resposta e possibilidade de ocasionamento de perda de dados não armazenados R6 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R6 Ausência de Recursos Orçamentários para planejar e gerir a solução,,4 Alto Orçamentário Pouco Muito Provável Alto Alto Moderado Ausência de Recursos Orçamentários para planejar e gerir a solução,3,3,4, Muito Muito Provável Alto,6 Alto,7 Provável Pouco Muito Provável Alto,4 3 Alto Recursos Humanos Orçamentário Muito Alto Alto Operacional Recursos Humanos Pouco Provável R Modernizar o Cadastro Técnico NS6 Federal e o Relatório Anual de Atividades R Modernizar o Sistema de Registro Especial NS Temporário de Agrotóxicos SISRET Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução,3,4 Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) DIQUA,8 Priorizar os recursos necessários a implantação do sistema com vistas a Evitar garantir o atendimento aos requisitos essenciais definidos pela DIQUA DIQUA,8 Acompanhar os níveis de serviços relacionados à comunicação de dados, comunicando às áreas responsáveis, para Mitigar que estas possam promover as ações necessárias para a manutenção da disponibilidade e qualidade. DIQUA,8 Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) DIQUA,8 Evitar Priorizar os recursos necessários a implantação do sistema com vistas a garantir o atendimento aos requisitos essenciais definidos pela DIQUA DIQUA

135 Provável Médio, Moderado, Pouco Médio,6 Provável Moderado,3 Muito Provável Alto,7 Alto,8 Pouco Muito Provável Alto,4 4 Alto R7 Ausência de Recursos Orçamentários para planejar e gerir a solução Recursos Humanos Orçamentário R7 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Operacional R64 Indisponibilidade da comunicação de dados e informações ou deterioramento da qualidade da transmissão dos dados com aumento do tempo de resposta e possibilidade de ocasionamento de perda de dados não armazenados Externo R63 Informatizar o controle de resíduos e NS7 emissões (SIETRE e INFOSERV) Interdependência com outros sistemas (ex. Autorização para transporte interestadual de produtos perigosos),3 Acompanhar o desenvolvimento dos sistemas que gerem interdependência, Mitigar, Acompanhar os níveis de serviços relacionados à comunicação de dados, comunicando às áreas responsáveis, para Mitigar que estas possam promover as ações necessárias para a manutenção da disponibilidade e qualidade. DIQUA,4 Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) DIQUA,8 Evitar Priorizar os recursos necessários a implantação do sistema com vistas a garantir o atendimento aos requisitos essenciais definidos pela DIQUA DIQUA DIQUA

136 , Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) Priorizar os recursos necessários a implantação do sistema com vistas a garantir o atendimento aos requisitos essenciais definidos pela DIQUA DIQUA,,8 Evitar,7, Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) DIQUA, Acompanhar os níveis de serviços relacionados à comunicação de dados, comunicando às áreas responsáveis, para Mitigar que estas possam promover as ações necessárias para a manutenção da disponibilidade e qualidade. DIQUA Moderado Provável Médio, Moderado,7,7 Moderado Muito Baixo Provável Moderado R84 Indisponibilidade da comunicação de dados e informações ou deterioramento da qualidade da transmissão dos dados com aumento do tempo de resposta e possibilidade de ocasionamento de perda de dados não armazenados,8 Operacional R83 Resistência dos servidores no uso de novas tecnologias para utilização dos sistemas Imprová Muito vel Alto Recursos Humanos R8 Ausência de Recursos Orçamentários para planejar e gerir a solução Muito Médio,4 Provável Orçamentário Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Recursos Humanos R8 Desenvolver e NS8 implementar SIPQB Sistema Integrado de Avaliação e Controle de Produtos Químicos e Biológicos, DIQUA

137 ,4 Alto,4,,3 Pouco Médio,6 Provável Moderado,3 Recursos Humanos Pouco Médio,6 Provável Moderado,3 Orçamentário Pouco Muito Provável Alto,4 6 Alto Operacional Ausência de Recursos Orçamentários para planejar e gerir a solução Muito Alto Alto Orçamentário Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R Recursos Humanos Indisponibilidade da comunicação de dados e informações ou deterioramento da qualidade da transmissão dos dados com aumento do tempo de resposta e possibilidade de ocasionamento de perda de dados não armazenados R Pouco Muito Provável Alto Ausência de Recursos Orçamentários para planejar e gerir a solução R93 Provável R9 Desenvolver e implantar Sistema para requeriment NS o de registro e avaliação de produtos remediado res R9 Estabelecer troca de dados sobre registros de NS9 controle, licenciamen to e fiscalização Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução,3,8 Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) Priorizar os recursos necessários a implantação do sistema com vistas a garantir o atendimento aos requisitos essenciais definidos pela DIQUA DIQUA,8 Evitar, Acompanhar os níveis de serviços relacionados à comunicação de dados, comunicando às áreas responsáveis, para Mitigar que estas possam promover as ações necessárias para a manutenção da disponibilidade e qualidade. DIQUA, Realizar a instrução de servidores da Mitigar DIQUA para gerenciamento do sistema e disponibilizar manual (interno e externo) DIQUA,8 Evitar Priorizar os recursos necessários a implantação do sistema com vistas a garantir o atendimento aos requisitos essenciais definidos pela DIQUA DIQUA DIQUA

138 Provável Alto, Recursos Humanos Provável Alto, 7,,4 Mitigar Realizar a instrução de servidores da para gerenciamento dos contratos relacionados à solução.,,4 Mitigar Transferir servidores de outras unidades e capacitálos para planejar e gerir a solução Alto, Alto Alto Alto Provável Recursos Humanos Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Recursos Humanos Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R3 Aprimorar e evoluir o Sistema de NS3 Auto de Infração eletrônico Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R Aprimorar e NS evoluir o SICAFI R Implantar e manter o Sistema Informatizad o de NS Licenciamen to do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas,,4 Mitigar Transferir servidores de outras unidades e capacitálos para planejar e gerir a solução

139 Provável Médio, Alto, Alto, Provável Provável 8 Transferir servidores de outras unidades e capacitálos para planejar e gerir a solução,3,4 Aceitar,, Mitigar Criar grupo de trabalho por ato do Presidente para motivar a atuação servidores,,4 Mitigar Transferir servidores de outras unidades e capacitálos para planejar e gerir a solução Alto, Mitigar Alto Alto,4 Moderado Pouco Provável, Moderado, Alto R6 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Alto Recursos Humanos R Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Provável Recursos Humanos Ausência de participação dos diversos atores que tem interface com a solução Recursos Humanos Orçamentário Operacional Ausência de Recursos Financeiros para desenvolver a solução R43 Implantar Sistema de gerenciamen NS6 to documentos sigilosos R4 Criar a sala Comando Controle e NS Comunicaçã o da (C3I) R4 Implantar o Sistema de controle e NS4 destinação de bens apreendidos Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução,,4 Mitigar Transferir servidores de outras unidades e capacitálos para planejar e gerir a solução

140 Alto, Alto Recursos Humanos, Moderado,3 Externo Pouco Provável Alto, Moderado,3 Pouco Provável Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Provável Médio Alto,,3, Moderado Ao não ser implantado o novo sistema, há o risco de não contratar os brigadistas no tempo necessário para a devida resposta aos incêndios florestais no Brasil, de responsabilidade do IBAMA. Moderado Mudança de prioridades do Instituto no nível de avaliação dos sistemas, fazendo com que o Sisfogo possa ser adiado ou cancelado Recursos Humanos, Reputação Alto R9 Pouco Provável R83 Orçamentário Ausência de Recursos orçamentários para a conclusão do sistema. Provável R8 Aperfeiçoar o banco de dados espacial do NS9 centro de monitorame nto ambiental Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R8 Implantar e aprimorar o SISFOGO, incorporand o dentre NS8 outras funcionalida des aqueles fornecidas pelo SISCAB R7 Implantar o Sistema de monitorame NS7 nto de operações de fiscalização, 9,4 Mitigar Transferir servidores de outras unidades e capacitálos para planejar e gerir a solução,4 Priorizar os recursos necessários à implantação do sistema com vistas a Mitigar garantir o atendimento aos requisitos essenciais expostos pela /Prevfogo.,4 Aceitar,4 Priorizar os recursos necessários à implantação do sistema com vistas a Mitigar garantir o atendimento aos requisitos essenciais expostos pela /Prevfogo., Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução

141 Provável Médio, 3 Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução,, Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução,7,4 TransRealizar articulação política via MMA ferir Moderado,8 Alto, Alto Muito Provável, Moderado R33 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução, Moderado Implantar e prover Sistema de comunicação NS33 de acidentes ambientais com informações espaciais Provável Médio Recursos Humanos R3 Incapacidade de integrar os bancos de dados do IBAMA com o dos órgãos Estaduais do meio ambiente devido a cenário político desfavorável, Externo Manter e aprimorar o SISCOM Sistema NS3 Compartilha do de Informações Ambientais Provável Médio Recursos Humanos Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Recursos Humanos Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R3 Implantar e aprimorar o SISNEA NS3 Sistema Nacional de Emergências Ambientais R3 Implantar o Portal nacional dos planos de emergência NS3 individual e planos de ação de emergência licenciados pelo IBAMA,, Realizar a instrução de servidores da Mitigar para gerenciamento dos contratos relacionados à solução.

142 R37 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução, Provável Médio, Provável Médio, Alto 3, Realizar a instrução de servidores da Mitigar para gerenciamento dos contratos relacionados à solução.,,4 Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução,, Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução Moderado Implantar o Sistema para cadastro e acompanha NS37 mento de alvos de ilícitos ambientais Provável, Moderado R36 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução, Alto Adquirir Base de NS36 dados de legislação ambiental. Provável Médio Moderado R3 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Recursos Humanos Implantar Sistema de produção de NS3 conheciment o de inteligência Recursos Humanos Recursos Humanos R34 Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Recursos Humanos Implantar e manter o Sistema para avaliação de danos NS34 causados pelo derramament o de produtos poluentes,, Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução

143 , Recursos Humanos Provável Médio, Recursos Humanos Pouco Médio,6 Provável 3,8 TransRealizar articulação política via MMA ferir,, Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução,, Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução Moderado Provável Médio, Moderado,4 Moderado Muito Alto Alto Provável Recursos Humanos Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução Externo Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R4 Aprimorar o Relatórios NS4 sobre barragens Ausência de Recursos Humanos para planejar e gerir a solução R4 Manter o Sistema webgis para NS4 inserção de informações espaciais via web Incapacidade de integrar os bancos de dados do IBAMA com o do Ministério da Agricultura devido a cenário político desfavorável R39 Implantar o SISVERDE (Sistema para monitorame NS39 nto das unidades territoriais habilitadas ao Programa Bolsa Verde) R38 Sistema de analise ambiental da NS38 cadeia de produção de carnes e derivados,3, Transferir servidores de outras unidades Mitigar e capacitálos para planejar e gerir a solução

144 Provável Médio,, 33 Moderado Recursos Humanos Insuficiência de Recursos Humanos para especificar e acompanhar o desenvolvimento das funcionalidades. Provável Médio Moderado Insuficiência de Recursos Humanos para especificar e acompanhar o desenvolvimento das funcionalidades. Recursos Humanos R43 Aprimorar a sistematizaç ão dos NS43 processos administrativ os no IBAMA R4 Prover evoluções tecnológicas NS4 no processo de Arrecadação e Cobrança,,, Priorizar os requisitos a serem implementados Disponibilizar Servidor exclusivamente acompanhar, especificar, testar e Mitigar homologar os pedidos relacionados à software, bem como aqueles relacionados à apurações especiais em nível de banco de dados., Priorizar os requisitos a serem implementados Disponibilizar Servidor exclusivamente acompanhar, especificar, testar e Mitigar homologar os pedidos relacionados à software, bem como aqueles relacionados à apurações especiais em nível de banco de dados.

145 Provável Médio,, 34 Moderado Recursos Humanos Provável Médio, Moderado Recursos Humanos R444 Resistência cultural na implantação do sistema Provável Médio, Moderado R443 Insuficiência de Recursos Humanos para especificar e acompanhar o desenvolvimento das funcionalidades. Provável Médio Moderado Recursos Humanos R44 Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama e nos estados e municípios para a implementação do sistema. Operacional R44 Prover evoluções tecnológicas NS44 no processo de Gestão de Recursos Humanos Não atender ao Decreto n 733, nem a Portaria n 49/.,,,,, Implementação do Sistema, que deverá controlar, monitorar, registrar, emitir Mitigar relatórios e estatísticas quanto a Avaliação de Desempenho Institucional., Priorizar os requisitos a serem implementados Disponibilizar Servidor exclusivamente acompanhar, especificar, testar e Mitigar homologar os pedidos relacionados à software, bem como aqueles relacionados à apurações especiais em nível de banco de dados., Priorizar os requisitos a serem implementados Disponibilizar Servidor exclusivamente acompanhar, especificar, testar e Mitigar homologar os pedidos relacionados à software, bem como aqueles relacionados à apurações especiais em nível de banco de dados., Sensibilizar os servidores da Sede e das Unidades Descentralizadas quanto a Mitigar importância da avaliação de desempenho individual.

146 ,4, Muito Muito Provável Alto,6 Alto,7 Muito Muito Provável Alto,6 Alto,7 Muito Muito Provável Alto,6 Alto R46 Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama e nos estados e municípios para a implementação do sistema. Muito Provável Alto Alto R43 Ausência de recursos humanos para a manutenção da solução de geoprocessamento do SIGA Recursos Humanos Ausência de recursos humanos para a manutenção da solução de TI do SIGA Orçamentário Recursos Humanos Recursos Humanos Ausência de Recursos orçamentários para o desenvolvimento de todos os módulos necessários R4 Desenvolver e implementar o Sistema Nacional de NS46 Gestão Florestal, integrando os sistemas LAF, ADA, CAR e DOF. R4 Desenvolver, implantar e manter o Sistema Integrado de Gestão Ambiental (SIGA) módulos Licenciamen NS4 to Ambiental Federal (LAF), Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) e Compensaçã o Ambiental (CA).,7 3,8 Manter e aprimorar os canais de comunicação entre DILIC e Evitar visando manter atualizadas as necessidades orçamentárias do projeto. DILIC,8 Manutenção de contrato de TI e capacitação de equipe do CNT para Evitar atender as necessidades de manutenção do sistema. DILIC,8 Realizar capacitação de servidores da Evitar DILIC para atender as necessidades de manutenção do sistema. DILIC,8 Mitigar Promover treinamento de pessoal técnico para a implementação do sistema

147 , Operacional Provável Médio, Recursos Humanos Provável Médio, 36, Mitigar Aprimorar a integração técnica entre o MMA, Ibama, estados e municípios.,, Mitigar Transferir as funcionalidades para a nova versão,, Mitigar Transferir as funcionalidades para a nova versão Moderado Operacional Provável Médio, Moderado,, Moderado Provável Médio, Moderado, Moderado Provável Médio Operacional Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos requisitos. Operacional Restrições da Plataforma tecnológica atual para comportar novas funcionalidades R Desenvolver e implantar o Sistema Nacional de Gestão de NS Fauna, integrando os sistemas Sispass, Sisfauna e Sisexóticos. Restrições da Plataforma tecnológica atual para comportar novas funcionalidades R Implantar melhorias no Sistema de NS Gestão dos Criadores de Passeriforme s SISPASS Dado a complexidade do Sistema, as mudanças podem afetar outras funcionalidades R49 Concluir as alterações no NS49 SISFAUNA atual Dado a complexidade do Sistema, as mudanças podem afetar outras funcionalidades R48 Implementar melhorias no sistema CAR NS48 e implementar o módulo PRA. R47 Implementar melhorias no NS47 sistema DOF. Estabelecer critérios adicionais nas ordens de serviço quanto aos testes e procedimento de implantação das Mitigar mudanças, em conformidade com os artefatos complementares da Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas do IBAMA,, Mitigar Integração das equipes técnicas dos diversos temas abordados.

148 Provável Médio, Operacional Pouco Médio,6 Provável Operacional Pouco Médio,6 Provável 37 Designar analista de projetos para Mitigar auxiliar na elicitação e especificação de Requisitos.,, Designar analista de projetos para Mitigar auxiliar na elicitação e especificação de Requisitos.,, Designar analista de projetos para Mitigar auxiliar na elicitação e especificação de Requisitos.,3, Contemplar as questões de integração na Evitar fase de levantamento de requisitos dos módulos. Moderado,, Moderado Provável Médio, Moderado, Moderado Provável Médio Moderado Recursos Humanos Recursos Humanos Falta de integração entre os módulos do sistema. Recursos Humanos Falta de integração entre os módulos do sistema. R6 Desenvolver e implantar NS6 Sistema de registro de motosserras Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos requisitos. R Implantar o Documento NS de Origem do Pescado DOP Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos requisitos. R4 Criar módulo de informações NS4 em biodiversida de Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos requisitos. R3 Criar o módulo do Cadastro de NS3 Coleções Biológicas (CCBIO) no SISCITES R Desenvolver o Sistema de Manejo de NS Fauna em Vida Livre SISMAN.,3, Contemplar as questões de integração na Evitar fase de levantamento de requisitos dos módulos.

149 Provável Médio,,4 38,,, Disponibilizar pessoal com Evitar conhecimento técnico do Tema para o mapeamento dos processos.,8 Alocar Servidor da área finalística para acompanhar e testar a aplicação em desenvolvimento e implantação. Evitar Realizar junto ao CNT os procedimentos necessários para planejar a implantação incluindo a migração de dados entre plataformas. AUDIT Alto Operacional Pouco Muito Provável Alto, Realizar o Levantamento das informações necessárias para o relatório gerencial, bem como da disposição das Mitigar mesmas no banco de dados, de forma a estabelecer uma estratégia de extração que não onere o desempenho operacional do CTF. Moderado, Moderado Provável Médio Recursos Humanos Comprometimento das funcionalidades na transição/ implantação do SISLIV Operacional Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos processos. R9 Modernizar os Procediment os Administrati NS9 vos no sistema de Informática (TI) da Ouvidoria (SISLIV) Dificuldade na integração operacional no CTF, impossibilitando que as informações possam ser gerenciadas.. R8 Automatizar os processos NS8 de negócio da. R7 Criar módulos de Relatórios referentes à extração e comerc. de NS7 produtos florest. não madeireiros (PFNM) no Cadastro Técnico Federal.,3

150 Provável Baixo,, Moderado Provável Médio, Baixo Recursos Humanos Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos processos. Recursos Humanos Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos processos. Provável Médio Moderado Insuficiência de Recursos Humanos no Ibama para promover a especificação e acompanhamento dos processos. Recursos Humanos R6 Desenvolver um novo NS6 sistema para Ouvidoria do Ibama R6 Definir modelos de sistemas visando integrar NS6 dados e disponibili zar informações e indicadores. R6 Implantar sistema de NS6 Auditoria (COAUD).,,, Tabela 9: Plano de Gestão de Riscos. 39, Priorizar os requisitos a serem implementados Disponibilizar Servidor exclusivamente acompanhar, especificar, testar e Mitigar homologar os pedidos relacionados à software, bem como aqueles relacionados à apurações especiais em nível de banco de dados. AUDIT, Priorizar os requisitos a serem implementados Disponibilizar Servidor exclusivamente acompanhar, especificar, testar e Mitigar homologar os pedidos relacionados à software, bem como aqueles relacionados à apurações especiais em nível de banco de dados. AUDIT, Priorizar os requisitos a serem implementados Disponibilizar Servidor exclusivamente acompanhar, especificar, testar e Mitigar homologar os pedidos relacionados à software, bem como aqueles relacionados à apurações especiais em nível de banco de dados. AUDIT

151 4. Proposta Orçamentária de TI Na Tabela a seguir é apresentada a Proposta Orçamentária de TI, que consolida os custos estimados do Plano de Investimento e. es anuais estimados Classificação 3 4 Investimento Investimento Investimento R$ 7.7,4 R$ 7.7,4 R$ 7.7,4 R$ 63.99,8 R$ 63.99,8 R$ 63.99,8 Suporte de infraestrutura de TI R$ , R$ , R$ ,69 Desenvolvimento de software R$.8.786,4 R$ ,6 R$.6.83, Suporte a usuários de TI R$ 4.969,48 R$ 4.969,48 R$ 4.969,48 Hospedagem de sistemas R$ 6.8.6, R$ 6.8.6, R$ 6.8.6, R$ 33., R$.933., R$.933., R$ ,3 R$ 3..69,4 R$ ,4 R$ 4.66,67 R$ 4.66,67 R$ 4.66,67 R$ ,4 R$ ,4 R$ ,4 R$ 49.86, R$ 49.86, R$ 49.86, Locação de software Material de processamento de dados Locação de equip. de processamento de dados e periféricos Serviços técnicos profissionais de TI Manut. cons. equip. de processamento de dados Comunicação de dados Serviço de seleção e treinamento Aquisição de software R$ ,8 R$ ,6 R$ ,44 R$ 8.63, R$ 473., R$ 473., Equipamentos de processamento de dados R$ ,7 R$ ,47 R$ 6.7., Salário contrato temporário lei 8.74/93 R$ , R$ , R$ , Produções jornalísticas R$ 7.68,67 R$ 7.68,67 R$ 7.68,67 Serviços técnicos profissionais R$ 3.499,96 R$ 3.499,96 R$ 3.499,96 Outros serviços de terceiros pessoa jurídica SUBTOTAL TOTAL R$ , R$ ,89 R$ ,89 R$.87.99,63 R$ ,8 R$.46.33,64 R$ ,94 Tabela : Proposta Orçamentária de TI. 4 R$ , R$.9.73,8

152 . Políticas de aquisição, substituição e de descarte de equipamentos de Tecnologia da Informação Nos termos da NBR 38:9, uma política consiste em instruções claras e mensuráveis de direção e comportamento desejado que condicione as decisões tomadas sobre determinado assunto ou contexto na organização. Conforme disposto na Portaria n, de 6 de março de da SLTI/MP, a política de aquisição, substituição de equipamentos de tecnologia deve conter os critérios de sustentabilidade ambientais dispostos na Instrução Normativa nº, de 9 de janeiro de da SLTI/MP; e a política de descarte de equipamentos deve observar as disposições contidas no Decreto nº 99.68, de 3 de outubro de 99, e suas atualizações. Esta sessão visa estabelecer instruções claras e mensuráveis na forma de diretrizes que deverão conduzir as ações relacionadas à aquisição, substituição e descarte de equipamentos de Tecnologia da Informação no âmbito da Sede e Unidades descentralizadas do Ibama. Entendese por equipamento de Tecnologia da Informação qualquer equipamento, componente, sobressalente, acessório, consumível ou outros itens baseados em tecnologia digital empregados ou passíveis de emprego nas atividades que contribuem para o ciclo da informação do Ibama. Estes equipamentos são considerados inservíveis quando não apresentam condições de uso, classificandose como: ocioso, recuperável, antieconômico ou irrecuperável. Um equipamento é classificado como ocioso quando, embora em perfeitas condições de uso, não estiver sendo aproveitado. A classificação recuperável diz respeito àquele equipamento cuja recuperação seja possível e orçada em até % (cinquenta por cento) de seu valor de mercado, observandose as conclusões da análise econômicofinanceira, no âmbito do estudo de viabilidade técnica. O equipamento antieconômico é aquele cuja manutenção seja onerosa, ou seu rendimento precário, em virtude de uso prolongado, desgaste prematuro ou obsoletismo. Por fim, o equipamento irrecuperável é aquele que não mais pode ser utilizado para o fim a que se destina devido à perda de suas características ou em razão da inviabilidade econômica de sua recuperação.. Diretrizes de aquisição e substituição de equipamentos I. A aquisição e substituição de equipamentos deverão ser precedidas de estudo técnico de viabilidade apresentando os elementos obrigatórios exigidos pela Instrução Normativa SLTI/MP n 4/, pelo Decreto.7/97 e pela Lei 8.666/93, além de análise econômica. II. As especificações para a aquisição de bens de tecnologia deverão conter critérios objetivos de sustentabilidade ambiental, de forma a não frustrar a competitividade, considerando os processos de extração ou fabricação, utilização e descarte dos produtos e matériasprimas, Entendese como manutenção onerosa, aquela em que o cálculo do valor presente líquido do fluxo de caixa de dispêndios com manutenção for superior ao valor presente líquido do fluxo de caixa dos dispêndios com a aquisição em um horizonte de tempo de vida econômica do ativo. 4

153 em observância à Instrução Normativa SLTI/MP nº /, conforme a seguir: a) Os bens devem ser constituídos, no todo ou em parte, por material reciclado, atóxico, biodegradável, conforme ABNT NBR 448 e 448; b) Observar os requisitos ambientais para a certificação do produto junto ao Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Inmetro ou instituição congênere, como produtos sustentáveis ou de menor impacto ambiental em relação aos seus similares; c) Os bens devem ser, preferencialmente, acondicionados em embalagens individuais adequada, com o menor volume possível, que utilize materiais recicláveis, de forma a garantir a máxima proteção durante o transporte e o armazenamento; d) Os bens não deverão conter substâncias perigosas em concentração acima da recomendada na diretiva RoHS (Restriction of Certain Hazardous Substances), tais como mercúrio (Hg), chumbo (Pb), cromo hexavalente (Cr(VI)), cádmio (Cd), bifenilpolibromados (PBBs), éteres difenilpolibromados (PBDEs); e) As contratadas deverão adotar as seguintes práticas de sustentabilidade na execução dos serviços, quando relacionadas a natureza da prestação do serviço:. Prever a destinação ambiental adequada das pilhas e baterias usadas ou inservíveis, segundo disposto na Resolução Conama nº 4, de 4 de novembro de 8;. Possuir processo que implemente a sistemática de logística reserva, nos termos da Lei.3, de de agosto de, Política Nacional de Resíduos Sólidos; 3. Adotar práticas relacionadas ao uso eficiente de energia elétrica. III. Toda aquisição ou substituição de equipamento deverá constar do inventário de ativos de informação mantido pelo Centro Nacional de Telemática CNT, em conformidade com a Instrução Normativa GSI/PR nº /8, art. º, VII c/c Norma Complementar 4/IN/DSIC/GSIPR. IV. As especificações dos equipamentos de Tecnologia da Informação a serem adquiridos deverão estar em harmonia com o Direcionamento Tecnológico do Ibama e observar as especificações e orientações dispostas pelo SISP, conforme disposto pelo modelo Cobit 4., PO 8.3 (Padrões de Desenvolvimento e Aquisição).. Diretrizes de descarte de Equipamentos O descarte de equipamentos deverá ser realizado em observância às disposições do Decreto nº 99.68/9 e Decreto nº 6.87/7. I. A solicitação de descarte de equipamentos classificados como ocioso, recuperável, antieconômico ou irrecuperável deverá ser realizada mediante ofício ou meio eletrônico desde que certificado digitalmente por autoridade certificadora, à Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. II. Compete à Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação indicar a instituição receptora dos bens, em consonância com o Programa de Inclusão Digital do Governo 4

154 Federal. III. Não ocorrendo manifestação por parte da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação no prazo de 3 (trinta dias), o Ibama deverá proceder ao desfazimento dos materiais. IV. O desfazimento realizado pelo Ibama deverá ser precedido de avaliação da oportunidade e conveniência, quanto à escolha de outra forma de alienação, podendo ocorrer, em favor dos órgãos e entidades a seguir indicados, quando se tratar de material: a) Ocioso ou recuperável, para outro órgão ou entidade da Administração Pública Federal direta, autárquica ou fundacional ou para outro órgão integrante de qualquer dos demais Poderes da União; para Estados e Municípios mais carentes, Distrito Federal, empresas públicas, sociedade de economia mista, instituições filantrópicas, reconhecidas como de utilidade pública pelo Governo Federal, e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público que participem de projeto integrante do Programa de Inclusão Digital do Governo Federal; b) Antieconômico e Irrecuperável, para destinação final ambientalmente correta, conforme Política Nacional de Resíduos Sólidos. 43

155 6. Processo de Monitoramento e Avaliação da Execução do PDTI Conforme o objetivo de controle PO. Planos Táticos de TI do modelo Cobit 4., o gerenciamento ativo da execução do PDTI contempla o acompanhamento frequente de requisitos e recursos, comparandoos ao alcance de metas estratégicas e táticas e os benefícios esperados, e tomandose as ações apropriadas em caso de desvios. Desse modo, o acompanhamento e avaliação da execução do PDTI deve orientarse pelo processo definido nesta seção (Figura ). Figura : Processo de monitoramento e avaliação do PDTI. O Comitê de TI ao autorizar a execução das ações priorizadas, em conformidade com o objetivo de controle PO. Priorização dentro do Orçamento de TI, estabelece o direcionamento necessário à área de TI, representada pelo CNT, para execução das ações de TI. Havendo necessidade de contratação, o início do planejamento da contratação está condicionado à autorização por parte da autoridade da área administrativa, de acordo com a IN. 4/ SLTI/MP. A execução das ações de TI estão adstritas à capacidade de recursos humanos disponível no CNT e nas áreas finalísticas necessárias à condução dos projetos de TI. A equipe de acompanhamento de PDTI, a ser instituída à época da publicação do PDTI 44

156 3, deverá ser composta por técnicos das diversas áreas finalísticas e de TI do Ibama, preferencialmente aqueles integrantes da equipe de elaboração do PDTI. Compete a cada integrante acompanhar o andamento das ações de responsabilidade da respectiva Diretoria, e consolidação junto à equipe em reuniões periódicas a ser definida na portaria de criação da equipe de acompanhamento do PDTI. Compete a esta equipe a elaboração de relatório executivo semestral, que deverá conter, no mínimo, o monitoramento da situação das ações planejadas (se estão em andamento, se foram canceladas, se já foram realizadas ou se há necessidade de realinhálas aos objetivos do órgão e da TI); avaliação do fatores que influenciaram positivamente e negativamente o desempenho do PDTI; e indicação de ações corretivas, caso necessário, além da avaliação dos resultados, indicadores, metas e riscos de cada necessidade. O CTI recepcionará, em reunião ordinária, o relatório executivo consolidado semestral de acompanhamento e o avaliará, com vistas a ratificar ou rever o direcionamento tecnológico alinhado aos objetivos estratégicos da Instituição. As diretrizes oriundas da avaliação subsidiarão as ações táticas e operacionais a serem executadas pelas áreas finalísticas e de TI do Instituto, reiniciando o ciclo de execução/monitoramento das ações de TI. 4

157 7. Processo de Revisão do PDTI Em observância ao requisito de controle genérico PC3 Repetibilidade do Processos, a manutenção do PDTI segue uma sequência lógica mas flexível de atividades que levarão ao resultado desejado, sendo ágil o suficiente para lidar com exceções e emergências. Desse modo, a atualização do PDTI deve orientarse pelo processo definido nesta seção (Figura 6). A área requisitante, ao identificar uma nova necessidade ou alteração de necessidade prevista, em especial quanto ao custo, escopo e tempo, deve elaborar um projeto de negócio, denominado Business Case pelo modelo Cobit v4. e pelo Guia Babok v.. A área requisitante deve ter o apoio do respectivo representante na equipe de acompanhamento do PDTI na construção do Projeto de Negócio, juntamente com a anuência do representante da área no CTI. A elaboração da proposta de projeto de negócio deve conter os elementos mínimos que uma necessidade de negócio possui no PDTI, ou seja: deve conter um descritivo, plano de metas e ações, plano de investimentos e custeio das ações (com respectiva memória de cálculo) e plano de riscos, aos moldes do Guia de Elaboração de PDTI do SISP. O projeto de negócio da alteração deve, preferencialmente, ser encaminhada à equipe de acompanhamento do PDTI pelo respectivo membro da diretoria responsável indicado a compor a equipe. Após a avaliação da equipe e ajustes necessários, o representante da Diretoria na equipe de acompanhamento encaminhará o projeto de negócio ao representante da Diretoria no CTI, que por sua vez deverá avaliar a pertinência e oportunidade, bem como os benefícios para alcance dos resultados estratégicos. Concluída tal avaliação, o representante no CTI deverá encaminhálo ao Comitê para a deliberação e revisão da prioridade desta e outras necessidades correlacionadas ou que devem ser sobrestadas. Por fim o Comitê de TI deve providenciar a publicização das alteração por meio das Atas de reuniões de cunho deliberativo ou demais instrumentos institucionais de comunicação. 46

158 Figura 6: Processo de atualização do PDTI. 47

159 48

160 8. Fatores Críticos para a Implementação do PDTI Os fatores críticos de sucesso são requisitos, condições e ações de gerência para obter o controle dos processos de TI e por conseguinte viabilizar o alcance dos resultados planejados. Tais fatores são:. Apoio da alta direção do Ibama.. Participação ativa do Comitê de Tecnologia da Informação, em especial quanto à priorização e direcionamento das ações de TI. 3. Criação da equipe de acompanhamento do PDTI, composta por membros técnicos das áreas finalísticas e de apoio do Ibama; e comprometimento desses integrantes. 4. Disponibilidade orçamentária.. Disponibilidade de recursos humanos de TI para execução/acompanhamento do plano de ações do PDTI. 6. Divulgação e sensibilização dos servidores e funcionários do Ibama quanto à finalidade do PDTI como instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação. 49

161 9. Conclusão A Tecnologia da Informação é o elemento capaz de impulsionar a instituição rumo ao cumprimento de suas responsabilidades de forma eficiente e efetiva. Portanto, as ações de TI devem ser planejadas e estar alinhadas aos objetivos estratégicos do Ibama. O PDTI é o instrumento necessário para manter este alinhamento entre as iniciativas operacionais e as diretrizes estratégicas do Ibama, além de induzir e aprimorar a prática do planejamento em harmonia com a Estratégia Geral de Tecnologia da Informação, instrumento de gestão do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação (SISP). O uso dos recursos e serviços de tecnologia nas ações do Ibama é intenso e extremamente dinâmico. Portanto, o acompanhamento contínuo da execução das ações descritas neste plano é fundamental para que este instrumento produza o máximo de efeito no tocante à governança de Tecnologia da Informação e à produção de resultados. O monitoramento em nível tático por meio da equipe de acompanhamento do PDTI e em nível estratégico por meio do Comitê de Tecnologia da Informação, alinhado às ações estruturantes a serem realizadas na área de TI, em especial quanto à observância das recomendações propostas na ABNT NBR ISO/IEC.: (Gestão de Serviços de TI) e ABNT NBR ISO/IEC 38./9 (Governança Corporativa de TI), promoverá a execução controlada e planejada das ações operacionais de TI.

162 ANEXO I Classificação detalhada das despesas para cada ação do PDTI Classificação 3 4 Investimento Investimento A Gerir a prestação de serviço de hospedagem externa de servidores HOSPEDAGEM DE de aplicação e portais e SISTEMAS comunicação de dados (Data Center ou clouding computing). R$ 6.., R$ 6.., R$ 6.., A Gerir prestação de serviço de comunicação de dados COMUNICACAO DE DADOS R$ ,4 R$ ,4 R$ ,4 A3 Adquirir licenças de antivírus e antimalware para todos os computadores do IBAMA AQUISICAO DE SOFTWARE A Planejar e contratar a elaboração de projeto de rede SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. R$ 99.8,4 A6 Planejar e contratar empresa para execução do projeto de rede SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. R$ 3.46, R$ 3.46, A7 Gerir a prestação de serviço de conectividade móvel da solução do COMUNICACAO DE Auto de Infração Eletrônico. DADOS R$ 398.4, R$ 398.4, R$ 398.4, A8 Adquirir equipamentos CODEC EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 46.96, R$ 83., R$ 46.96, Investimento R$ 46.96,

163 R$.666,67 R$.666,67 A Providenciar a implementação da certificação digital no CTF DESENVOLVIMENTO R$ 8.89,7 A Contratar serviço de certificação digital SSL OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA R$ 3.96, A3 Contratar serviço de assinatura digital para todos os servidores do IBAMA OUTROS SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA R$ 7.667, R$ 473., R$ 473., A4 Realizar a aquisição de microcomputadores EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$.36.96, R$ 3..66, R$ 3..66, Realizar a aquisição de notebooks EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS Realizar a aquisição de GPS EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 78.7, R$ 78.7, R$ 78.7, A44 R$.666,67 A MANUT. CONS. EQUIP. DE PROCESSAMENTO DE DADOS A4 A9 Contratar empresa para prestação de serviço de manutenção dos equipamentos de videoconferência e atualização dos softwares. Realizar a aquisição de Projetores multimídia EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 39.99,

164 A4 Realizar a aquisição de Workstations EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 397., A46 Realizar a aquisição de monitor extra para microcomputadores EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$.4,3 A47 Realizar a aquisição de Webcam EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$.9,64 A48 Realizar a aquisição de headset com microfone EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 3.79, A49 Realizar aquisição de Impressora de etiquetas para a Sede e Unidades Descentralizadas para viabilizar o DOCIBAMA EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 4.9, A4 Realizar a aquisição de Tablets EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 7.9,76 A4 Realizar a aquisição de HD externo EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 9.9, A4 Realizar a aquisição de scanners R$ , EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS 3

165 R$.3,8 A44 Realizar a aquisição de Smart board EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 396.8, A4 Realizar a aquisição de autoenvelopadora EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 9., A46 Realizar a aquisição de decibelímetro EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 6, A47 Realizar a aquisição de Trena Digital EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$.7,94 Realizar a aquisição/manutenção de Switches EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 7.34,48 Realizar a aquisição de Roteador Wireless EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ ,6 Realizar a aquisição de storage/hd interno EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 89.49,4 A48 A43 Realizar a aquisição de impressora colorida EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS A49 A4 4

166 A4 Realizar a aquisição de impressoras lazer portátil para EQUIPAMENTOS DE operações de campo PROCESSAMENTO DE DADOS A4 Aquisição de consumíveis de TI (tonner, pendrive, CD, DVD, entre MATERIAL DE outros) PROCESSAMENTO DE DADOS A43 Aquisição de Controladoras para o Centro de Sensoriamento Remoto EQUIPAMENTOS DE CSR PROCESSAMENTO DE DADOS A44 Adquirir licenças de Softwares de mercado nas categorias AQUISICAO DE identificadas no PDTI (áudio e SOFTWARE vídeo, editoração e design, estatísticos, geoprocessamento, gestão de biblioteca, gestão de conhecimento, gestão de serviços, gestão de riscos, mapeamento de processos, Reconhecimento ótico de caracteres, sistema operacional, Banco de dados ORACLE). A4 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas dos sistemas legados. A46 Manter e gerir o suporte à infraestrutura de Redes da Sede A47 Manter e gerir o suporte ao SUPORTE atendimento à microinformática da A USUARIOS DE T.I. Sede A48 Contratar e gerir o suporte ao atendimento à microinformática das Unidades Descentralizadas. R$ 63.99,8 R$ 8.99, R$ 63.99,8 R$ 63.99,8 R$ 3.737,4 R$.8.838,98 R$.6.677,96 R$.3.943, DESENVOLVIMENTO R$ 6., R$ 6., R$ 6., SUPORTE DE INFRAESTRUTURA DE T.I. R$ 63.93,84 R$ 63.93,84 R$ 63.93,84 R$ 4.949,76 R$ 4.949,76 R$ 4.949,76 R$ 48.9,7 R$ 48.9,7 R$ 48.9, SUPORTE A USUARIOS DE T.I.

167 A49 A43 A43 A43 Manter a manutenção dos equipamentos de TI nas Unidades Descentralizadas MANUT. CONS. EQUIP. DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 48.9, R$ 48.9, R$ 48.9, Contratar Serviço de Locação de Impressoras LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS E PERIFÉRICOS R$ 33., R$ 33., R$ 33., Adquirir equipamento de controle de ponto eletrônico nas Unidades Descentralizadas EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS Prover a atualização das licenças ORACLE e estrutura de hardware de alta disponibilidade AQUISICAO DE SOFTWARE EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS A433 Gerir a prestação dos serviços de suporte a Banco de dados (Item 3 do Pregão / IBAMA) SUPORTE DE INFRAESTRUTURA DE T.I. A434 Manter e gerir a contratação do serviço de consulta às normas da ABNT LOCAÇÃO DE SOFTWARE R$.6,3 R$..96,8 R$.., R$ 98.68,4 R$ 98.68,4 R$ 98.68,4 R$ 7.7,4 R$ 7.7,4 R$ 7.7,4 6

168 A Realizar a seleção de fornecedor para implantação de sistema de comunicação satelital R$.4., de LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS E PERIFÉRICOS R$.4., Implementar comunicação Adquirir/locar computadores desktop para geoprocessamento EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 4., Adquirir HDs para servidores de Geoprocessamento das SUPES e EQUIPAMENTOS DE da sede PROCESSAMENTO DE DADOS R$., Adquirir Servidores de Geoprocessamento para outros 9 EQUIPAMENTOS DE estados PROCESSAMENTO DE DADOS R$ 7., Gerir a prestação de serviço de SUPORTE suporte à infraestrutura de DE INFRAESTRUTURA geoprocessamento do Ibama DE T.I. (contrato nº 3/). A7 A LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS E PERIFÉRICOS A63 A6 R$ 6., A6 A DESENVOLVIMENTO Prover a contratação de serviço especializado em aferição de contagem de pontos de função a solução SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. R$ ,8 R$ ,8 R$ ,8 R$ 4.96, R$ 4.96, R$ 4.96, 7

169 A7 Estabelecer sistemática de aferição contínua de satisfação dos usuários DESENVOLVIMENTO de TI. A7 Providenciar a contratação de empresa para o apoio no mapeamento dos processos de negócio do IBAMA. A76 A8 Providenciar a contratação de SERVICOS empresa especializada no apoio ao TECNICOS gerenciamento de projetos de TI PROFISSIONAIS DE T.I. A84 Articular junto ao CENTRE e MP a realização do curso DGTI. A9 Contratar empresa para desenvolver o portal do Ibama na internet. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação do portal do Ibama. A9 Contratar empresa para desenvolver a nova intranet do Ibama. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação da nova intranet do Ibama A93 Contratar empresa para executar a manutenção evolutiva do site e da intranet atual (Ibamanet). Demandar e acompanhar as atividades evolutivas do site e da intranet atual (Ibamanet) R$.66, R$.66, R$.66, SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. R$ 48.68,9 R$ 48.68,9 R$ 48.68,9 R$., R$., R$., Articular junto ao MMA e MP a realização de concurso temporário com perfil em TI SALÁRIO CONTRATO TEMPORÁRIO LEI 8.74/93 R$ , R$ , R$ , SERVIÇO DE SELEÇÃO E TREINAMENTO R$ 49.86, R$ 49.86, R$ 49.86, DESENVOLVIMENTO R$ , DESENVOLVIMENTO R$ 76., R$ 76., R$ 76., 8

170 A94 A9 Adquirir ou desenvolver ferramenta para gestão do banco de DESENVOLVIMENTO imagens. Acompanhar e coordenar a elaboração e implementação do banco de imagens. R$ 4.67, R$ 4.66, R$ 4.66, DESENVOLVIMENTO R$ 6.8, R$ 6.8, R$ 6.8, Adquirir equipamentos para mural eletrônico. Desenvolver sistema de gestão de informação para o mural eletrônico. Instalar e sincronizar todos os equipamentos de mural eletrônico EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$., Adquirir equipamentos para produzir, editar e disponibilizar vídeos na internet (site e ibamanet). A97 R$ 84., A EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS Adquirir equipamentos para produzir, editar e disponibilizar AQUISICAO DE podcasts e programação de SOFTWARE rádioweb na internet (site e ibamanet). Disponibilizar link para manutenção de rádio web HOSPEDAGEM DE SISTEMAS R$ 8.6, EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS A98 Contratar empresa para prestação de serviço de mailing list SERVIÇOS TÉCNICOS PROFISSIONAIS R$ 8.6, R$ 8.6, R$ 8.94, R$ 4.94, R$ 4.94, R$ 3., R$ 7.68,67 R$ 7.68,67 9 R$ 7.68,67

171 A99 A Contratar empresa prestadora de serviço de clipping eletrônico. A Desenvolver e implementar sistema de acompanhamento de Audiências e assuntos parlamentares integrado ao DocIbama. A Desenvolver e implementar o sistema para alimentação e DESENVOLVIMENTO consulta dos resultados de julgamentos de autos de infração e de editais de notificação no site do Ibama. A3 Implantar ferramenta livre de agenda eletrônica corporativa. A4 Realizar correções no formulário para declaração de dados. A4 Realizar correções na emissão da avaliação do potencial de periculosidade ambiental. A Providenciar ajuste no webservice com a ANVISA. A PRODUÇÕES JORNALÍSTICAS R$ 3.499,96 R$ 3.499,96 R$ 3.499,96 R$.8, R$ 7.99, R$ 7.99, DESENVOLVIMENTO R$ 7.83, R$ 6.96, SUPORTE DE INFRAESTRUTURA DE T.I. R$ 6, DESENVOLVIMENTO R$.34, DESENVOLVIMENTO R$ 9.396, DESENVOLVIMENTO R$.87, Providenciar a homologação do SISRET DESENVOLVIMENTO R$ 9.79,33 Desenvolver e implementar portal de transparência de informações do DESENVOLVIMENTO Ibama. 6

172 A3 Providenciar correções no SISRET DESENVOLVIMENTO R$ 9.79,33 A4 Providenciar manutenções evolutivas do SISRET até a implantação do SIPQB DESENVOLVIMENTO R$.7,8 A6 Providenciar a adaptação do formulário de resíduos sólidos DESENVOLVIMENTO R$ 43.69,4 R$ 3.98, R$ 3.98, A6 Providenciar a adequação do formulário RAPP Potencial Poluidor Emissões Gasosas DESENVOLVIMENTO R$ 4.38,37 R$.876,8 R$.876,8 A63 Desenvolver módulo interno para o formulário de resíduos sólidos DESENVOLVIMENTO (consulta, geração de relatórios). R$ 8.3, R$.67,64 R$.67,64 A64 Desenvolver módulo interno para o formulário de Emissões Gasosas (consulta, geração de relatórios). A6 A66 Promover melhoria no fluxo de acesso ao RAPP. A67 Providenciar o desenvolvimento de webservice de informações de DESENVOLVIMENTO cadastro com OEMAs e outros órgãos federais. R$ 7.38, A68 Providenciar o desenvolvimento de webservice de dados financeiros DESENVOLVIMENTO com OEMAs e outros órgãos federais. R$.3, Desenvolver ferramenta para edição de listas do RAPP no SICAFI. 6

173 A69 Providenciar a manutenção evolutiva do formulário de Mercúrio Metálico. A6 Providenciar a manutenção evolutiva dos relatórios do Protocolo de Montreal. A6 Providenciar a manutenção evolutiva no relatório da Resolução Conama nº 36. A6 Providenciar a manutenção evolutiva do relatório de Pneumáticos Resolução Conama nº 46/. A63 Providenciar a manutenção evolutiva do formulário de pilhas e baterias. A64 Providenciar a manutenção corretiva do formulário de detergentes. A6 Providenciar manutenções corretivas e evolutivas do CTF e RAT. A7 Providenciar o desenvolvimento de módulo para cálculo e emissão de DESENVOLVIMENTO relatório para a Nota Verde A7 Providenciar o desenvolvimento de módulo para cadastramento de LI A73 Providenciar o desenvolvimento de módulo para controle de produção (RVEP) A74 Providenciar o desenvolvimento de módulo para I/M DESENVOLVIMENTO R$ 33.47, R$.67,4 R$.67, DESENVOLVIMENTO R$ 3.9, DESENVOLVIMENTO R$ 9.634, R$ 9.634, R$ 9.634, R$.8,3 R$.8,3 R$.8,3 6

174 A7 Providenciar a adaptação do Infoserv para fase Promot M4 (módulo interno e externo) A76 Providenciar a adaptação do infoserv para fase Proconve MAR (módulo interno e externo) A77 Providenciar o desenvolvimento de módulo interno para geração de relatórios A78 Providenciar manutenções corretivas do INFOSERV/PROCONVE A79 Correções no SIETRE e disponibilização para usuários A7 A7 A7 A73 A8 Correções no módulo para cadastramento de LI (resíduos) A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Relatório e Controle DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO R$ 8.43,66 R$ 8.43,66 R$ 8.43,66 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Empresa DESENVOLVIMENTO R$ 9.8,8 R$ 3.6,87 R$ 3.6,87 R$ 34.6,3 R$ 43.4,3 R$ 43.4,3 Desenvolvimento de módulo para emissão de relatórios (resíduos) Correção no módulo para emissão de notificações (resíduos) Providenciar manutenções corretivas do SIETRE 63

175 R$ 67.98,8 R$.3,63 A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Gestão Ambiental DESENVOLVIMENTO R$ 7.67, R$.637,6 A86 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo DESENVOLVIMENTO R$ 4.6,9 R$ 7.363,8 R$ 7.3,9 R$ 8.68,9 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Painel de DESENVOLVIMENTO Acompanhamento Providenciar o desenvolvimento das telas referente ao Parecer Técnico para cada tipo de remediador DESENVOLVIMENTO R$ 36.8, R$.776,3 R$.776,3 Desenvolvimento de módulo interno para registro de produtos remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 3.64, R$.69,8 R$.69,8 Desenvolvimento de formulário para requerimento de registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$.446, R$ 7.8,7 R$ 7.8,7 Desenvolvimento de formulário para criação, renovação e alteração DESENVOLVIMENTO de registro R$ 3.393, R$.8,76 R$.8,76 A A4 A84 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Cadastro de Produtos DESENVOLVIMENTO Registrados A3 R$ 69.6,7 A R$ 84.77, A A87 A83 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Análise e Requerimento DESENVOLVIMENTO Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores R$ 33.93, R$.87,6 R$.87, DESENVOLVIMENTO 64

176 A6 Desenvolvimento de módulo externo 4 para requerimento de registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 33.47, R$.67,4 R$.67,4 A7 Desenvolvimento de módulo externo 3 para requerimento de registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 3.6, R$.44, R$.44, A8 Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 3., R$ 9.64,8 R$ 9.64,8 A9 Desenvolvimento de chat para uso do Ibama e solicitante DESENVOLVIMENTO R$ 8.3, R$.67,64 R$.67,64 A Desenvolvimento de módulo externo para requerimento de registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A Desenvolvimento de módulo interno para registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A Desenvolvimento de módulo interno 3 para registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A3 Desenvolvimento de módulo interno 4 para registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$ 4.76, R$.336,3 R$.336,3 A4 Desenvolvimento de módulo interno 7 para registro de remediadores DESENVOLVIMENTO R$.3, R$ 3.9,36 R$ 3.9,36 R$ 8.3,4 A Mapeamento de processos, levantamento de requisitos, DESENVOLVIMENTO desenvolvimento e implementação do módulo piloto do Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas 6

177 A Desenvolvimento e implementação do Sistema Informatizado de DESENVOLVIMENTO Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas R$ 8.3,4 R$ 37.37, A3 Estabelecimentos de acordos com os parceiros e integração de sistemas relacionados o Sistema Informatizado de Licenciamento do Transporte Interestadual de Cargas Perigosas M Implantar necessidades de melhorias no Sicafi Fiscalização DESENVOLVIMENTO R$ 4.7,8 R$ 4.7,8 R$ 4.7,8 A3 Requisitar melhorias junto à Fábrica de Software DESENVOLVIMENTO R$ 6., R$ 6., R$ 6., A43 Providenciar o desenvolvimento do sistema DESENVOLVIMENTO R$ 33., R$ 78.3, A Adquirir equipamentos DESENVOLVIMENTO EQUIPAMENTOS DE PROCESSAMENTO DE DADOS R$., A3 Providenciar o desenvolvimento do sistema DESENVOLVIMENTO R$ 6., A6 Providenciar o desenvolvimento do sistema DESENVOLVIMENTO R$ 6., A7 Providenciar o desenvolvimento e integração do sistema DESENVOLVIMENTO R$ 3., 66

178 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de contratação de DESENVOLVIMENTO brigadistas dentro do Sisfogo. R$ 4.39,3 R$ 49.38,38 R$ 49.38,38 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de banco de dados de DESENVOLVIMENTO queima controlada R$ 4.43, R$ 4.4, R$ 4.4, A83 Providenciar o desenvolvimento do módulo de registro de ocorrência DESENVOLVIMENTO de incêndio (ROI) R$ 6.96, R$.48,8 R$.48,8 A84 Providenciar o desenvolvimento do o desenvolvimento do módulo de DESENVOLVIMENTO comunicação (fale conosco) R$ 9.6,9 R$ 6.88,6 R$ 6.88,6 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de administração de DESENVOLVIMENTO brigadas (relatório de acompanhamento) R$., A86 Providenciar o desenvolvimento do módulo de cadastro offline DESENVOLVIMENTO R$ 8.734,3 A87 Providenciar o desenvolvimento do módulo de controle e DESENVOLVIMENTO gerenciamento de equipamentos. R$ 33.4,6 R$ 4.733, A88 Providenciar o desenvolvimento do módulo sistema de alertas DESENVOLVIMENTO R$ 47.67, R$., A89 Providenciar o desenvolvimento do módulo de emissão de autorização DESENVOLVIMENTO de queima controlada R$ 9.4, A8 Providenciar o desenvolvimento da ferramenta de planejamento DESENVOLVIMENTO R$ 4.67, 67

179 A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de gestão por competência DESENVOLVIMENTO R$ 9.3, R$.93, A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de gerenciamento de DESENVOLVIMENTO recursos R$ 4.67, R$ 4.66, A83 Providenciar o desenvolvimento do módulo de relatórios DESENVOLVIMENTO parametrizados e georreferenciados R$ 6., A84 Providenciar o desenvolvimento do painel de acompanhamento DESENVOLVIMENTO R$.3, A8 Providenciar o desenvolvimento do módulo de auditoria DESENVOLVIMENTO R$ 3.87,8 R$.4,7 R$.4,7 R$ 4.4, A3 Mapeamento de processos, levantamento dos planos de DESENVOLVIMENTO emergência (óleo), levantamento de requisitos do sistema, definição dos perfis de acesso R$ 4.4, A3 Mapeamento de processos, levantamento dos planos de DESENVOLVIMENTO emergência, levantamento de requisitos do sistema, definição dos perfis de acesso A3 Providenciar o desenvolvimento e implantação dos módulos do SISNEA. R$ ,7 R$ 6.6, R$ 6.6, A3 Adquirir licença de ferramenta de geoprocessamento para ser usada AQUISICAO DE no AIe SOFTWARE DESENVOLVIMENTO R$ 3., 68 R$ 4., R$ 4.,

180 DESENVOLVIMENTO R$ 63.7,6 A33 Mapeamento de processos, Definição dos comunicados de acidente, definição dos perfis de acesso e fluxos de comunicação, levantamento de requisitos e desenvolvimento do sistema A33 Estabelecimentos de acordos com os parceiros e integração de sistemas DESENVOLVIMENTO R$.764, DESENVOLVIMENTO R$ 99.8, A34 Mapeamento de processos, definição de parceiros, levantamento de referências, levantamento de requisitos e desenvolvimento do sistema A33 Providenciar o desenvolvimento do Sistema de produção de DESENVOLVIMENTO conhecimento de inteligência R$ 783., A363 Adquirir as licenças de Base de dados de legislação ambiental AQUISICAO DE SOFTWARE R$.8., A37 Providenciar o desenvolvimento de sistema para espacialização das DESENVOLVIMENTO denuncias recebidas pela Linha Verde R$ 6., A37 Providenciar a integração de informações da linha verde com DESENVOLVIMENTO CTF, SISLIC, DETER, CAR, LAF, DOF, etc. R$ 3.49, A38 Providenciar o desenvolvimento do sistema. DESENVOLVIMENTO R$ 3.6, 69

181 A39 Providenciar o desenvolvimento do portal. DESENVOLVIMENTO R$ 4.79, R$.349, A4 Levantamento de requisitos com os demais órgãos fiscalizadores de DESENVOLVIMENTO barragens, definição dos novos formulários, desenvolvimento e integração do sistema via CTF A8 Providenciar a migração e adequação do SISCAB para o SISFOGO DESENVOLVIMENTO R$ 4.39,3 R$ 49.38,38 R$ 49.38,38 A3 Providenciar o desenvolvimento da Fase do sistema: Sisnóleo. DESENVOLVIMENTO R$ ,7 R$ 6.6, R$ 6.6, A4 Providenciar a implantação do AR digital DESENVOLVIMENTO R$.87, A4 Providenciar a criação no SICAFI de ferramenta que permita gerar DESENVOLVIMENTO arquivos com dados variáveis da TCFA para Notificação via gráfica R$.6, A43 Providenciar a adaptação do SICAFI/Arrecadação para permitir DESENVOLVIMENTO Upload de documentos, inclusive impugnação ou defesa e recursos, mediante certificação digital. R$ 9.3, 7

182 A44 Providenciar a Modernização, agilização, racionalização e automatização atividades de impressão de notificações de cobranças e intimações, criando funcionalidades no SICAFI que permitam a impressão frente e verso para autoenvelopadoras. Necessário aquisição/locação de envelopadoras DESENVOLVIMENTO R$ 3.3, A4 Providenciar a implementação da ferramenta de manifestações técnicas e decisões sobre Impugnação ou defesa e Recursos com certificação digital e a subsequente intimação DESENVOLVIMENTO R$ 3., R$ 7.,6 R$ 7.,6 A46 Providenciar disponibilização na relação de débitos da memória de cálculo com o saldo atualizado do débito para a data escolhida DESENVOLVIMENTO R$.6, A47 Providenciar a inserção do CNPJ / CPF do destinatário no AR DESENVOLVIMENTO R$ 6.3, A48 Providenciar o aperfeiçoamento do processo de inclusão e exclusão DESENVOLVIMENTO do CADIN, com emissão de ficha/relatório da situação individual e geral R$ 7.47, A49 Providenciar a inclusão no sistema da possibilidade de DESENVOLVIMENTO reprocessamento de débitos de forma automática, através do acesso à CND, Relação e Histórico de Débito e Memória de Cálculo. R$ 4.76, 7

183 A4 Providenciar a integração dos sistemas SICAFI, SICAU (AGU) e DESENVOLVIMENTO de outros Órgãos públicos e particulares possibilitando a migração dos processos eletrônicos nas hipóteses em que os créditos estejam aptos para inscrição em Divida Ativa. R$ 7.83, A4 Providenciar a Implementação de interface do SICAFI com o SISBACEN, a fim de automatizar e otimizar a inclusão/exclusão de devedores no Cadin DESENVOLVIMENTO R$.87, A4 Providenciar a inclusão alerta (faltando ano e faltando seis meses) para processos em via de prescrição/decadência DESENVOLVIMENTO R$.44, A43 Providenciar a implementação da interface de dados do SICAFI, Receita Federal do Brasil e Autarquias Federais (ANP, DNPM), para migração de dados de prováveis empresas poluidora para monitoramento e inclusão de ofício no CTF DESENVOLVIMENTO R$.74, A44 Providenciar a emissão de etiquetas, AR e lista de correios para outros créditos que não decorrentes de TCFA e AI, permitindo consulta pelo CNPJ DESENVOLVIMENTO R$ 3.64, A4 Providenciar a implementação do relatório de empresas cadastradas DESENVOLVIMENTO no CTF, por período escolhido, para análise de regularidade de débitos e multas por não entrega de relatórios. R$.3, 7

184 A46 providenciar a interface entre o SICAFIMódulos Câmara e Arrecadação com o DOCIBAMA A47 Providenciar ferramenta de distribuição de depósito judicial DESENVOLVIMENTO unificado relativo à TCFA nos vários CNPJ's da empresa, quando o caso, conforme as competências do débito, nos casos de conversão em renda. A48 Providenciar ferramenta que permita o agrupamento de vários débitos de mesma natureza para fins de cobrança, parcelamento, protesto ou inscrição em dívida ativa mantendo os números originais agrupados, sem geração de novo número de débito A43 Providenciar a Implementação do Módulo de Emissão de manifestações técnicas, com assinatura digital. A43 Providenciar a funcionalidade de apresentação de impugnação ou defesa e recursos eletronicamente com Upload de documentos, mediante certificação digital. A433 Providenciar a Implementação do Módulo de Julgamento de ª instância, com assinatura digital. A434 Providenciar a Implementação do Módulo de Julgamento de ª instância, com assinatura digital DESENVOLVIMENTO R$ 3.64, R$ 6., DESENVOLVIMENTO R$.6, DESENVOLVIMENTO R$ 3.37, R$ 4.344,64 R$ 4.344, DESENVOLVIMENTO R$ 3.37, R$ 4.344, DESENVOLVIMENTO R$ 3.37, R$ 4.344, DESENVOLVIMENTO R$ 3.37, R$ 4.344,64 73

185 A43 Providenciar a Implementação do Módulo de revisão por órgão externo quando houver previsão legal para esse recurso DESENVOLVIMENTO R$ 3.37, R$ 4.344,64 A436 Providenciar a Implementação do Módulo de Relatórios Gerenciais DESENVOLVIMENTO R$ 7.38, R$.338,6 A437 Providenciar a Implementação do Módulo relativo a Notificações e Intimações de atos processuais, com assinatura digital DESENVOLVIMENTO R$ 7.38, R$.338,6 A438 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. Evoluções previstas: a) Adaptar o DocIbama para disponibilizar o serviço de templates de documentos para outros sistemas; b) Uso de assinatura digital; c) Módulo de Relatórios DESENVOLVIMENTO R$ ,7 R$ ,7 R$ ,7 A439 Desenvolver e implantar sistema de controle de licitações e contratos DESENVOLVIMENTO R$.7, A43 Implantar sistema de acompanhamento e controle de manutenção predial DESENVOLVIMENTO R$ 6,64 A43 Implantar sistema para registro de demandas de serviços gerais DESENVOLVIMENTO R$ 6,64 A43 Promover a melhoria do sistema de gestão orçamentária e financeira DESENVOLVIMENTO R$.48, 74

186 A44 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema DESENVOLVIMENTO R$ 4.88, R$ 4.88, R$ 4.88, A44 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema DESENVOLVIMENTO R$.74,6 R$.74,6 R$.74,6 A4 Providenciar a implantação do módulo LAF na área de homologação DESENVOLVIMENTO R$.., A4 A43 Proceder testes para a homologar o módulo LAF. A44 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. A4 Mapear os procedimentos de Avaliação de Impacto Ambiental na DILIC. R$ 4., R$.., R$.., A46 Providenciar a automatização dos procedimentos de Avaliação de Impacto Ambiental na DILIC. A47 Providenciar a implantação do módulo AIA na área de homologação. A48 A49 Proceder testes para a homologar o módulo AIA. Providenciar correções necessárias e implantar módulo LAF na produção SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. Providenciar correções necessárias e implantar módulo AIA na produção. 7

187 A4 Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. A4 Mapear os procedimentos de Compensação Ambiental na DILIC. A4 Providenciar a automatização dos procedimentos de Compensação Ambiental na DILIC. A43 Acompanhar a implantação do módulo CA na área de homologação. A44 A4 A46 Proceder testes para a homologar o módulo CA. A47 Mapear os pontos e os requisitos de integração. A48 A49 Providenciar a construção de ferramentas de integração SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. R$ 6., R$ 6., R$., SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. R$ 6., SERVICOS TECNICOS PROFISSIONAIS DE T.I. R$., Proceder correções necessárias e implantar módulo CA na produção. Providenciar treinamento para equipe de apoio aos usuário internos e externos. Digitalizar, OCR e indexar os documentos administrativos dos processos de LAF da DILIC 76

188 A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Empreendimento DESENVOLVIMENTO R$ 7.3, A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Administração DESENVOLVIMENTO R$ 6.73,9 A463 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o DESENVOLVIMENTO desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Imóveis R$.9,7 A464 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Responsável Técnico DESENVOLVIMENTO R$ 3.39, A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Cadastro Ambiental Rural DESENVOLVIMENTO R$ 7.48, A466 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Licenciamento de Exploração Florestal DESENVOLVIMENTO R$ , A467 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o DESENVOLVIMENTO desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Licença de Operação R$.33, 77

189 A468 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Central de Mensagens DESENVOLVIMENTO R$ 3.74,6 A469 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo RAD DESENVOLVIMENTO R$ ,3 A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Reposição Florestal DESENVOLVIMENTO R$ , A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo Gestão Ambiental DESENVOLVIMENTO R$ 8.88, A46 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Acompanhamento DESENVOLVIMENTO R$ 8.4,3 A463 Providenciar o levantamento de requisitos, acompanhar o desenvolvimento e testes necessários ao Módulo de Utilização de Recursos Florestais DESENVOLVIMENTO R$ 76.94,7 A464 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SNGF DESENVOLVIMENTO R$ 49.8, R$ 38.74,9 78

190 A46 Providenciar a integração do Sistema Nacional de Gestão Florestal com demais sistemas junto à Fábrica de Software. A47 Providenciar a Implementação de medidas de segurança de acesso ao DESENVOLVIMENTO sistema DOF. A47 Providenciar a Integração entre o DOF e o Sisflora do Pará e do Mato Grosso. A473 Providenciar a adaptação do sistema DOF para tratamento dos casos de Suspensão de pátios sem movimentação há mais de 9 dias. A474 Providenciar a adaptação do sistema DOF para tratamento do cronograma de exploração. A47 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de análises gerenciais com alertas automáticos. A476 Providenciar a adaptação do sistema para o bloqueio gerencial de usuários e origens com categorização automática e inclusão de upload de documento de justificativa. A477 A478 Providenciar a implantação do DOF Importação DESENVOLVIMENTO R$ 7.67, R$ 6.3, Providenciar o condicionamento do Cadastro de Crédito no DOF à adesão ao CAR para os utilizadores de recursos naturais. 79

191 A479 Providenciar a implementação do Cadastro de veículos transportadores de cargas florestais DESENVOLVIMENTO R$.66, A47 Providenciar a adaptação do DOF para permitir Upload de documentos de autorizações de exploração no Sistema DOF DESENVOLVIMENTO R$ 9.3, A47 Providenciar o desenvolvimento do Módulo gerador de relatórios do DESENVOLVIMENTO DOF. R$ 38.3,8 A47 Providenciar a implementação do Rastreamento de veículos via satélite R$ 6.96, A48 Providenciar o desenvolvimento da Integração DESENVOLVIMENTO R$ 37.84, A48 Providenciar a manutenção do módulo de Inscrição DESENVOLVIMENTO R$ 4.9,8 A483 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Préanálise DESENVOLVIMENTO R$ 49.9, A484 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Análise DESENVOLVIMENTO R$ 49.9, A48 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Emissão de Recibos e DESENVOLVIMENTO Certificados R$ 3.49, A486 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Emissão de Termo de DESENVOLVIMENTO Compromisso R$ 8.7, COMUNICACAO DE DADOS 8

192 A487 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Geração de Relatórios DESENVOLVIMENTO R$ 39., A488 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Emissão de Termo de DESENVOLVIMENTO Compromisso R$ 46.98, A489 Providenciar o desenvolvimento do módulo de Monitoramento. DESENVOLVIMENTO R$., A48 Providenciar o desenvolvimento da reestruturação GEO. DESENVOLVIMENTO R$ 4.94, A48 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do CAR e PRA DESENVOLVIMENTO R$ 7.68,8 R$.36,63 R$.36,63 A49 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. As evolutivas incluem: a) Status do empreendimento para o usuário; b) Relatórios diversos; c) Módulo de vistoria DESENVOLVIMENTO R$ 89.,8 A Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. DESENVOLVIMENTO As evolutivas incluem: a)inclusão de campos na Declaração de Compras; b) Relatórios diversos; c)revisão das funcionalidades após a transição da distribuição das anilhas.. R$ 4.8,69 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Administração DESENVOLVIMENTO R$ 64.43, 8

193 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Controle de Plantel DESENVOLVIMENTO Atualização de Plantel R$ 4.8, A3 Providenciar o desenvolvimento de Inclusão de Criadouro e Inclusão DESENVOLVIMENTO de Plantel (exótico) R$ 9.6, A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de DESENVOLVIMENTO Responsável Técnico e Autorização R$ 7.4, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Análise de Vistoria DESENVOLVIMENTO (interno). R$ 7.4, A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de Análise DESENVOLVIMENTO de Vistoria (externo). R$ 7.4, A7 Providenciar o desenvolvimento da Visualização da Autorização Prévia DESENVOLVIMENTO (interno). R$ 3.7, A8 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de DESENVOLVIMENTO Autorização de Instalação (interno). R$ 3.7, A9 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de DESENVOLVIMENTO Autorização de Instalação (externo). R$ 3.7, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de DESENVOLVIMENTO Autorização Prévia/ Cadastro de Espécies (módulo externo) R$ 33.77, 8

194 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de DESENVOLVIMENTO empreendimento, criador amador sispass/sisexóticos R$ 4.8, A Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SNGF DESENVOLVIMENTO R$ 43.,6 R$ 7.886,4 R$ 7.886,4 A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. DESENVOLVIMENTO R$.66, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Autorização. DESENVOLVIMENTO R$.66, A3 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Monitoramento. DESENVOLVIMENTO R$.66, A4 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do SMEEI. R$.33,6 R$.33,6 A3 Providenciar o desenvolvimento do sistema junto à Fábrica de DESENVOLVIMENTO Software. R$ 93.96, A3 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do CCBIO. DESENVOLVIMENTO R$.33,6 R$ 3.67, R$ 3.67, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrativo. DESENVOLVIMENTO R$ 37.84, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Habilitação. DESENVOLVIMENTO R$ 37.84, DESENVOLVIMENTO 83

195 A3 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Compra. DESENVOLVIMENTO R$ 37.84, A4 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Declaração. DESENVOLVIMENTO R$ 37.84, A Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Solicitação de DOP. DESENVOLVIMENTO R$ 37.84, A6 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do DOP DESENVOLVIMENTO R$ 6., R$ 6., A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Cadastro de DESENVOLVIMENTO Motosserras. R$ 44.37, A6 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Destinação de Motosserras. A63 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Transferência. A64 A7 Providenciar o desenvolvimento do Módulo de Emissão de Licença. R$.8, A8 Especificar as regras de negócio em conformidade com a sistemática dos processo mapeados. Providenciar o desenvolvimento do módulo de Relatório junto à DESENVOLVIMENTO Fábrica de Software. 84

196 R$ 43.96,77 R$ 43.96,77 Providenciar a implementação do acesso a ferramenta de busca de informações do TCU, CGU, SIAFI, SIASG, SIOP e legislativo federal DESENVOLVIMENTO R$ 3.49, R$ 7.6,8 Providenciar a implementação de ferramenta de monitoramento de indicadores DESENVOLVIMENTO R$ 3.3, R$.7, Providenciar o desenvolvimento do Módulo Administrador no Sisliv. DESENVOLVIMENTO R$ 7.98,3 R$ 4.73,47 R$ 4.73,47 Providenciar o desenvolvimento do Módulo Ouvidoria no Sisliv. DESENVOLVIMENTO R$ 38.8,9 R$ 44.44,9 R$ 44.44,9 A63 R$ 3.3,4 Providenciar o desenvolvimento do sistema de Auditoria do IBAMA. DESENVOLVIMENTO A6 A6 A6 R$ 6.674,3 A DESENVOLVIMENTO A6 A9 Providenciar as manutenções corretivas e evolutivas do sistema. Providenciar o desenvolvimento do Módulo SIC e Módulo Serviços do DESENVOLVIMENTO IBAMA no Sisliv. R$.79,4 R$ 6.74,4 R$ 6.74,4 Total por Categoria: Total por ano: R$.369.9,33 R$ ,89 R$ , 8 R$ ,9 R$.87.99,63 R$ ,9 R$ ,8 R$.38.7,64 R$.4.4,

197 APÊNDICE I Relatório de Resultados do Planejamento de TI Período Apresentação O Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para o biênio, ª Edição, foi aprovado pelo Comitê de Tecnologia da Informação do Instituto (CTI) por meio da Resolução CTI n, de de dezembro de, publicada no Diário Oficial da União em 4 de dezembro de. Este instrumento estratégico teve sua vigência prorrogada para o ano de por meio da Resolução CTI n, de 6 de maio de, publicada no Diário Oficial da União em 4 de junho de. A avaliação da execução do PDTI foi realizada no período de 7/8/ a 3/8/ e envolveu os membros centrais da Sede e os pontos focais nas Superintendências. Esta avaliação abrangeu todas as necessidades registradas no texto original do plano e aquelas aprovadas pelo CTI durante a vigência do PDTI (Anexo A). Os quadros a seguir apresentam uma análise qualitativa e quantitativa das necessidades relacionadas à Tecnologia da Informação TI. Análise dos resultados do PDTI período A análise dos resultados do PDTI indica que o instrumento cumpriu seu papel de diagnóstico de ações de TI, mas evidenciou a necessidade de um acompanhamento efetivo entre o levantamento de demandas e a sua execução. Quando considerada a quantidade de necessidades levantadas, os gráficos mostram que apenas 8,96% do PDTI foi executado. Na sede, esse valor cai para 7,78%. No entanto, a quantidade de necessidades em execução na sede está em torno de 4,%, enquanto nas superintendências esse valor cai para,%. Em relação às necessidades não executadas, este estudo apurou mais de 3% de fichas nessa condição na sede e nas superintendências, sendo 3,4% na sede e 38,6% nas superintendências. Na avaliação das metas da sede, 49,% não foram alcançadas, valor que aumenta para 67,7% nas superintendências. Observouse, também, um razoável percentual de metas não relacionadas à TI (8,96%) considerando o Ibama como um todo. 86

198 Figura : Dados quantitativos sobre a execução do PDTI anterior. Figura : Dados qualitativos sobre a execução do PDTI anterior. A Figura 3 apresenta a situação das necessidades de TI por diretoria e por setor na sede. Destacase que a Diretoria de Proteção Ambiental (), que possuía o maior número de necessidades registradas, apresentou maior número de ações, tanto executadas como não executadas. A Presidência possuiu parte das necessidades incorporadas em outras fichas de necessidades, evidenciandose uma adequação das ações ao longo da execução do plano. Destacase, também, que nenhuma das necessidades da PFE foram executadas. A Auditoria e a Diretoria de Qualidade Ambiental (DIQUA) também não possuem necessidades executadas, entretanto há necessidades em execução. Nas demais diretorias e no Centro Nacional de Telemática (CNT) há um predomínio das necessidades em execução. Observase que apenas a Diretoria de 87

199 Planejamento, Administração e Logística () e a Diqua possuem necessidades que foram desconsideradas. Por fim, constatouse que a PFE, Diretoria de Licenciamento Ambiental (Dilic) e Dipro apresentaram maiores índices de inexecução das necessidades, respectivamente %, 7% e 4%. Figura 3: Execução das ações de TI definidas nas necessidades por unidade da Sede. Em relação às superintendências, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, não registraram necessidades no PDTI anterior. Constatouse que a superintendência do Rio de Janeiro declarou como desconsiderada sua única ficha. As superintendências de Piauí e Alagoas possuíram apenas fichas não executadas ou que não possuíam ação de TI. Rondônia, Pernambuco, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Distrito Federal, Ceará e Acre possuíram necessidades em execução e não executadas. As demais 4 superintendências possuíram necessidades executadas. 88

200 Figura 4: Execução das ações de TI definidas nas necessidades por Superintendência. Os dados refletem a metodologia usada na confecção desse PDTI, que teve como principal diretriz o levantamento de necessidades, inclusive daquelas que não eram de TI (cerca de 8% das fichas de necessidades). Durante a elaboração do plano, as áreas registraram demandas além da sua capacidade de execução, especialmente Presidência, PFE, DILIC, e superintendências. Quando agrupados por perfil, notase que mais de % das necessidades envolveram desenvolvimento e manutenção de softwares, aquisição de equipamentos de TI e reestruturação da rede de dados. A categorização das necessidades do PDTI evidenciou o perfil apresentado no quadro a seguir. 89

201 Figura : Perfil das necessidades Registradas no PDTI anterior. Análise das Estruturantes de TI A maior parte das necessidades levantadas são consideradas estruturantes, ou seja, que atendem a toda a instituição e que admitem uma condução de forma centralizada, propiciando a padronização, economicidade e qualidade dos serviços e bens necessários ao atendimento das necessidades. Dentre as 6 categorias consideradas estruturantes, dez possuem ações em execução e apenas seis não foram executadas, conforme Figura 6. Figura 6: Execução de ações estruturantes de TI. 9

202 SERVIÇO DE DESENVOLVIMENTO E MANUTENÇÃO S No âmbito das ações estruturantes em execução, destacase a contratação de serviço especializado de desenvolvimento e manutenção de sistemas de informação, firmado por meio do contrato n /. A prestação deste serviço no modelo de fábrica de software permitiu o atendimento às necessidades relacionadas ao desenvolvimento e manutenção de software, demandas de todas as diretorias finalísticas do Ibama. Conforme apresentado na Figura 7, observase que 6% das necessidades envolvendo software são do tipo corretiva, 33% evolutiva (relacionadas a novas funcionalidades ou aprimoramentos) e % das necessidades estão relacionadas ao desenvolvimento de novos softwares. Figura 7: Perfil de demandas de Software por tipo número absoluto e porcentagem. Em termos de demandas do serviço de desenvolvimento e manutenção de software, a Figura 8 apresenta a relação entre aberturas de ordem de serviço e os sistemas de informação providos pelo Ibama. Neste quadro observase que os sistemas INFORSERV (Serviço Informatizado do PROCONVE/PROMOT) e módulo Arrecadação do SICAFI (Sistema de Cadastro, Arrecadação e Fiscalização) foram os que registraram maior quantidade de ordens de serviço. 9

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG

PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG PDTI UFLA: Plano Diretor de Tecnologia da Informação Segundo Modelo de Referência da SLTI/MPOG Forplad Regional Sudeste 22 de Maio de 2013 Erasmo Evangelista de Oliveira erasmo@dgti.ufla.br Diretor de

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho

Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) Plano de Trabalho Versão 1.0 Superintendência da Gestão Técnica da Informação SGI Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Índice INTRODUÇÃO... 3 FINALIDADE...

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Modelo de Referência 2011-2012

Modelo de Referência 2011-2012 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação - SLTI Modelo de Referência 2011-2012 Plano Diretor de Tecnologia de Informação Ministério do Planejamento,

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundação Municipal de Tecnologia da Informação e Comunicação de Canoas Diretoria Executiva PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 2012 2015 Controle de Revisão Ver. Natureza Data Elaborador Revisor

Leia mais

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI)

Planejamento Estratégico da Tecnologia da Informação (PETI) 00 dd/mm/aaaa 1/15 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação ABRANGÊNCIA Este da Informação abrange todo o IFBA. SUMÁRIO 1. Escopo 2. Documentos de referência 3. Metodologia

Leia mais

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação

Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Atuação da Auditoria Interna na Avaliação da Gestão de Tecnologia da Informação Emerson de Melo Brasília Novembro/2011 Principais Modelos de Referência para Auditoria de TI Como focar no negócio da Instituição

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010

Modelo de Referência. Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Modelo de Referência Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI 2010 Versão 1.0 Premissas do modelo 1. Este modelo foi extraído do material didático do curso Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto

Governança de TI no Governo. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Governança de TI no Governo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Paulo Roberto Pinto Agenda Agenda Contexto SISP IN SLTI 04/2008 EGTI Planejamento

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 Agenda Contexto SISP Planejamento de TI PDTI 2 SISP Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática Decreto nº 1.048, de 21 de janeiro

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PERÍODO 2012 A 2016 MANAUS/AM VERSÃO 1.0 1 Equipe de Elaboração João Luiz Cavalcante Ferreira Representante da Carlos Tiago Garantizado Representante

Leia mais

Plano de Trabalho Solução de Certificação Digital Emissão de Certificados e-cpf

Plano de Trabalho Solução de Certificação Digital Emissão de Certificados e-cpf Plano de Trabalho Solução de Certificação Digital Emissão de Certificados e-cpf Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Ibama Janeiro de 2013 1/5 Sumário 1 Introdução...3

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO MARANHÃO PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI - MPMA 2015-2016 VERSÃO 1.0 SÃO LUÍS - MA, 2014 Procuradora-Geral de Justiça Regina Lúcia de Almeida Rocha Procuradora de Justiça Diretor-Geral

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI

O PDTI como ferramenta de Gestão da TI O PDTI como ferramenta de Gestão da TI Fernando Pires Barbosa, Gustavo Chiapinotto, Sérgio João Limberger, Marcelo Lopes Kroth, Fernando Bordin da Rocha, Giana Lucca Kroth, Lucia Madruga, Henrique Pereira,

Leia mais

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Centro de Convenções Ulysses Guimarães Brasília/DF 4, 5 e 6 de junho de 2012 A NOVA POLÍTICA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Pablo Sandin Amaral Renato Machado Albert

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

Política de Segurança da informação e Comunicação

Política de Segurança da informação e Comunicação Política de Segurança da informação e Comunicação 2015-2017 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autores 28/04/2015 1.0 Elementos textuais preliminares Jhordano e Joilson 05/05/2015 2.0 Elementos

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Relatório de Gestão DGTI

Relatório de Gestão DGTI Relatório de Gestão DGTI 1.Contextualização Histórico Administrativa Com o projeto de expansão do Governo Federal que criou os Institutos Federais em todo o Brasil, o antigo Centro Federal de Educação

Leia mais

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração

Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Marta Suplicy Ministra da Cultura Ana Cristina Wanzeler Secretária-Executiva Marcelo Narvaes Fiadeiro Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração Paulo Cesar Kluge Coordenador-Geral de Tecnologia

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação

Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação Auditoria Interna na Área de Tecnologia da Informação André Luiz Furtado Pacheco, CISA 4º Workshop de Auditoria de TI da Caixa Brasília, agosto de 2011 Agenda Introdução Exemplos de Deliberações pelo TCU

Leia mais

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança

ANEXO I. Colegiado Gestor e de Governança ANEXO I CENTRO DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS DO CAU Política de Governança e de Gestão da Tecnologia da Informação do Centro de Serviço Compartilhado do Conselho de Arquitetura e Urbanismo Colegiado Gestor

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação Ciclo 2013-2015

Plano Diretor de Tecnologia da Informação Ciclo 2013-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Ciclo 2013-2015 Rio de Janeiro Fevereiro de 2014 Ministério de Minas e Energia (Esta página foi intencionalmente deixada em branco para o adequado alinhamento

Leia mais

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário

ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário ACÓRDÃO Nº 1233/2012 TCU Plenário 1. Processo nº TC 011.772/2010-7. 2. Grupo I Classe de Assunto V: Relatório de Auditoria 3. Interessados/Responsáveis: 3.1. Interessada: Secretaria de Fiscalização de

Leia mais

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos

Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Conselho Nacional de Arquivos Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos Orientação Técnica n.º 1 Abril / 2011 Orientações para contratação de SIGAD e serviços correlatos Este documento tem por objetivo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012. Institui o Programa de Fortalecimento Institucional da ANAC. A DIRETORIA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL - ANAC, no exercício das competências

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TI PETI MPMA 2015 2016 Procuradora Geral de Justiça VERSÃO 1.0 SÃO LUIS MA, 2014 Regina Lúcia de Almeida Rocha Procuradora de Justiça Diretor Geral Luís Gonzaga Martins Coelho

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE SISTEMAS E INFORMAÇÃO PLANO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIÊNIO /2015 DSI/CGU-PR Publicação - Internet 1 Sumário 1. RESULTADOS

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação PDTIC UFMA 2012-2014 2012 2014 Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação Aprovado pela Resolução CONSAD nº 132/2013 São Luís/MA 2012 PDTIC UFMA 2012-2014 Fundação Universidade Maranhão Avenida

Leia mais

Gestão de Contratos: Peculiaridades da JT em Bens e Serviços

Gestão de Contratos: Peculiaridades da JT em Bens e Serviços Gestão de Contratos: Peculiaridades da JT em Bens e Serviços Justiça do Trabalho Fonte: Justiça em Números 2014 - CNJ Fabiano de Andrade Lima - JUNHO - 2015 Investimento TI A Secretaria de Receita Federal

Leia mais

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software

Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Processo de software: do alinhamento estratégico até a sustentação do software Renata Assunção Farias Introdução Em 2007, após pesquisa com órgãos da Administração Pública Federal (APF), o TCU atestou

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE

ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE (Portaria GM-MP nº 220, de 25 de junho de 2014 ) ANEXO X REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º À Secretaria de Logística e Tecnologia

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2015 2016 I Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

I Pesquisa de Segurança da Rede Acadêmica Brasileira

I Pesquisa de Segurança da Rede Acadêmica Brasileira I Pesquisa de Segurança da Rede Acadêmica Brasileira Análise de Resultados Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança 1 I Pesquisa de Segurança da Rede Acadêmica Brasileira Análise de Resultados

Leia mais

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 1 PDTI Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2011-2015 Coordenação Geral de Tecnologia da Informação 2 Controle de Revisão Rev. Natureza da Revisão Data Elaborador Revisor 001 Versão inicial 18/07/11

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação. 2013/2015-2ª Edição

Plano Diretor de Tecnologia da Informação. 2013/2015-2ª Edição Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2013/2015-2ª Edição Aprovado em 29 de Outubro de 2013 Revisado e prorrogado em 03 de dezembro de 2014 Ministério da Previdência Social - MPS Garibaldi Alves Filho

Leia mais

José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto

José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto José Geraldo Loureiro Rodrigues Orientador: João Souza Neto Análise dos três níveis: Governança Corporativa Governança de TI Gerenciamento da Área de TI ORGANIZAÇÃO Governança Corporativa Governança

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019. Versão 0 1.0 PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Versão 0 1.0 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação 2016-2019 Presidente Luiz Otávio Pimentel Vice-Presidente Mauro Sodré

Leia mais

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA

Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Relato sobre a elaboração do PDTIC da UFMA Nélio Alves Guilhon Tereza Cristina Brito Moreira Lima HISTÓRICO TI DA UFMA 1976: Resolução 423/76 ( 26/04/1976 ) Cria o Centro de Processamento de Dados (CPD)

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação

Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Regimento da Superintendência de Tecnologia da Informação DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA Capítulo I - DA

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 017/2014

SUMÁRIO EXECUTIVO RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 017/2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO AUDITORIA INTERNA SUMÁRIO EXECUTIVO RELATÓRIO DE AUDITORIA Nº 017/2014 Tema: EXAME DAS ATIVIDADES DE TI SOB A RESPONSABILIDADE DA SUCOM. Tipo de Auditoria:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1/CONSUP/IFRO, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

Leia mais

Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR

Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR Comparação entre a Instrução Normativa SLTI/MP n 4 e o Guia de Aquisição do MPS.BR Rejane Maria da Costa Figueiredo UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA CAMPUS FGA *Fonte: Material: Edméia Andrade e Claudio Cruz Agenda

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 19/4/212 17:17 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário?

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA

INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REITORIA PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PDTI 2014-2016 Santa Maria, RS, 2013. 1 DILMA VANA ROUSSEFF Presidenta da República ALOIZIO MERCADANTE Ministro de Estado

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0

Diretoria de Informática TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Brivaldo Marinho - Consultor. Versão 1.0 TCE/RN 2012 PDTI PLANO DIRETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Brivaldo Marinho - Consultor Versão 1.0 CONTROLE DA DOCUMENTAÇÃO Elaboração Consultor Aprovação Diretoria de Informática Referência do Produto

Leia mais

Proposta de Criação de Escritório de Governança de TIC do Centro de Computação Eletrônica da UFPR

Proposta de Criação de Escritório de Governança de TIC do Centro de Computação Eletrônica da UFPR Proposta de Criação de Escritório de Governança de TIC do Centro de Computação Eletrônica da UFPR PRA Pró-Reitoria de Administração Curitiba, setembro de 2014 Equipe de Elaboração da Proposta Amarílio

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT

Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT DIRETORIA DE TECNOLOGIA DITEC Plano Diretor de Tecnologia da Informação DETIC/DEINT 2013-2014 1 CASA DA MOEDA DO BRASIL Francisco de Assis Leme Franco Presidente Marcone da Silva Leal Diretor Vice-Presidente

Leia mais

Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança

Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança Uso de TIC nas IFES Planejamento e Governança IV Encontro do Forplad Daniel Moreira Guilhon, CISA Novembro/2012 1 O que pretendemos? Conceituar os aspectos relacionados à boa governança para assegurar

Leia mais

BOLETIM DE PESSOAL E SERVIÇO - V.3 N º 27 Brasília - DF, 04 de julho de 2008 SUMÁRIO I - DIRETORIA

BOLETIM DE PESSOAL E SERVIÇO - V.3 N º 27 Brasília - DF, 04 de julho de 2008 SUMÁRIO I - DIRETORIA BOLETIM DE PESSOAL E SERVIÇO - V.3 N º 27 Brasília - DF, 04 de julho de 2008 SUMÁRIO I - DIRETORIA 1 II - ÓRGÃOS DE ASSISTÊNCIA DIRETA E IMEDIATA À DIRETORIA DA ANAC a) Gabinete b) Assessoria de Relações

Leia mais

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação

Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Ministério da Educação Universidade Federal de Pelotas Tecnologia da Informação Relatório de Gestão 2011/2012 Centro de Gerenciamento de Informações e Concursos - CGIC Introdução A principal finalidade

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação. 2013/2014-1ª Edição

Plano Diretor de Tecnologia da Informação. 2013/2014-1ª Edição Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2013/2014-1ª Edição Aprovado em 29 de Outubro de 2013 Ministério da Previdência Social - MPS Garibaldi Alves Filho Superintendência Nacional de Previdência Complementar

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO CAU Exercício 2013

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO CAU Exercício 2013 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO CAU Exercício 2013 Aprovado na 11ª Reunião Plenária. Brasília/DF, 04 de outubro de 2012. CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL CAU/BR SCN Quadra 01, BL. E, Ed. Central

Leia mais

PDTI 2015 2019 (Versão 1.1)

PDTI 2015 2019 (Versão 1.1) PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO Data Emissão: 10/12/2014 Elaborado por: Marcelo Gaspar Revisado por: Cintia Aldrighi Data Aprovação: Verificado por: Aprovado por: REGISTRO DE REVISÕES Revisão

Leia mais

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC

Incentivar a inovação em processos funcionais. Aprimorar a gestão de pessoas de TIC Incentivar a inovação em processos funcionais Aprendizagem e conhecimento Adotar práticas de gestão participativa para garantir maior envolvimento e adoção de soluções de TI e processos funcionais. Promover

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA-EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE GESTÃO DE PESSOAS DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO BOLETIM

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Plano Diretor de Tecnologia da Informação MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2015/2016 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2015-2016 Brasília- DF MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015

Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação 2012-2015 Fundação Nacional do Índio Diretoria de Administração e Gestão Coordenação de Gestão em Tecnologia da Informação Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR

Coordenadoria de Tecnologia da Informação. Documentos Formais. Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR Coordenadoria de Tecnologia da Informação Documentos Formais Governança de Auditoria Interna de TI com AGIL-GPR NOV/2011 1 Sumário 1 Introdução... 03 2 Políticas de Governança de Auditoria Interna de TI...

Leia mais

Governança de TI no Ministério da Educação

Governança de TI no Ministério da Educação Governança de TI no Ministério da Educação José Henrique Paim Fernandes Secretário Executivo Ministério da Educação Novembro de 2008 Governança de TI no Ministério da Educação Contexto Gestão e Tecnologia

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES

Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CAPES P 2013/2014 1ª Revisão Versão: 2.0 Classificação: Doc. Público Data da Versão: 30/06/2014 Esta página foi deixada em branco propositalmente. Nota de Atualização

Leia mais

Estratégia Geral de Tecnologia da Informação

Estratégia Geral de Tecnologia da Informação Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Estratégia Geral de Tecnologia da Informação EGTI 2011-2012 Presidente da República Luiz Inácio Lula da

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09

RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 RESOLUÇÃO CNJ nº 90/09 29 de setembro de 2009 PLANO DE TRABALHO - PDTI O presente Plano de Trabalho objetiva o nivelamento do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima aos requisitos de tecnologia da informação

Leia mais

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª. Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 11ª. REGIÃO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro

Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Implantação do modelo integrado de consultoria para aumentar a maturidade de governança de tecnologia da informação do Estado brasileiro Vinicius Eloy dos Reis Tiago Chaves Oliveira Introdução O Brasil

Leia mais

AURINA SANTANA Reitora Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia

AURINA SANTANA Reitora Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia 00 dd/mm/aaaa 1/19 ORIGEM Instituto Federal da Bahia Comitê de Tecnologia da Informação CAMPO DE APLICAÇÃO Este Plano Diretor de Tecnologia da Informação se aplica no âmbito do IFBA. SUMÁRIO 01. Introdução

Leia mais

Seminário online IBGP: Análise de ambiente e Elaboração de PDTI. Diana L. N. dos Santos, MSc., PMP diana@x25.com.br

Seminário online IBGP: Análise de ambiente e Elaboração de PDTI. Diana L. N. dos Santos, MSc., PMP diana@x25.com.br Seminário online IBGP: Análise de ambiente e Elaboração de PDTI Diana L. N. dos Santos, MSc., PMP diana@x25.com.br Agenda Definição e Benefícios Normativos IN04, Resoluções CNJ e CNMP Acórdãos TCU Panorama

Leia mais

PDTI 2012-2015. Plano Diretor de Tecnologia da Informação

PDTI 2012-2015. Plano Diretor de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Viçosa Comissão de Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação Portaria nº 1094/2011/RTR PDTI 2012-2015 Plano Diretor de Tecnologia da Informação Viçosa MG 2013 Aprovado

Leia mais

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA)

Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de TI (GRG e ATHIVA) Projeto 1: Elaboração dos Planos Diretores de TI da Administração Pública de Pernambuco Projeto 2: Elaboração do Plano de Governo em TI Oficina 1 Análise sobre os PDTI s e alinhamento com Governança de

Leia mais

Dados de Identificação. Dirigente máximo da instituição. Nome/Sigla da instituição pública. Nome do dirigente máximo. Nome/Cargo do dirigente de TI

Dados de Identificação. Dirigente máximo da instituição. Nome/Sigla da instituição pública. Nome do dirigente máximo. Nome/Cargo do dirigente de TI Dados de Identificação Dirigente máximo da instituição Nome/Sigla da instituição pública Nome do dirigente máximo Nome/Cargo do dirigente de TI Endereço do setor de TI 1 Apresentação O Tribunal de Contas

Leia mais

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior

Minuta Relatório de resultados do PDTI anterior RELATÓRIO DE RESULTADOS DO PDTI ANTERIOR Outubro de 2011 Elaborado pelo Grupo de Trabalho Intersetorial para elaboração do Plano Diretor de Tecnologia de Informação PDTI, nos termos da Portaria nº 4551,

Leia mais

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014.

PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. PORTARIA Nº 076 DE 21 DE JANEIRO DE 2014. Dispõe sobre aprovação da Política de Segurança da Informação do IFMG. O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS, no uso

Leia mais

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESULTADOS FINAIS DO ENCONTRO NACIONAL - ÁREA MEIO - ESTRATÉGIA NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO SISTEMATIZAÇÃO DOS RESULTADOS Atendendo a solicitação do CNMP, o presente documento organiza os resultados

Leia mais

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV P D T I Plano Diretor de Tecnologia da Informação Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV EQUIPE DE ELABORAÇÃO Plano Diretor

Leia mais

Unidade especializada em auditoria de TI. caso TCU. Renato Braga, CISA Tribunal de Contas da União

Unidade especializada em auditoria de TI. caso TCU. Renato Braga, CISA Tribunal de Contas da União Unidade especializada em auditoria de TI caso TCU Renato Braga, CISA Tribunal de Contas da União 2 O participante aprenderá mais sobre: As diferenças entre unidades de auditoria especializada e não especializada

Leia mais

Plano Diretor de Tecnologia

Plano Diretor de Tecnologia Governo Federal Ministério da Cultura Fundação Cultural Palmares Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação 2013 2015 Brasília DF 2013 Presidenta da República Dilma Vana Rousseff Ministério

Leia mais

A importância do PDTI na implantação da Governança de TI nas Prefeituras Brasileiras

A importância do PDTI na implantação da Governança de TI nas Prefeituras Brasileiras A importância do PDTI na implantação da Governança de TI nas Prefeituras Brasileiras Hugo Queiroz Abonizio 1, Rodolfo Miranda de Barros 1 1 Departamento de Computação Universidade Estadual de Londrina

Leia mais

Segurança da informação

Segurança da informação Segurança da informação Roberta Ribeiro de Queiroz Martins, CISA Dezembro de 2007 Agenda Abordagens em auditoria de tecnologia da informação Auditoria de segurança da informação Critérios de auditoria

Leia mais

ANTAQ Secretaria de Tecnologia da Informação. Plano de Trabalho. Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

ANTAQ Secretaria de Tecnologia da Informação. Plano de Trabalho. Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação ANTAQ Secretaria de Tecnologia da Informação Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação Histórico de Versões Data Versão Descrição Autor 14/07/2011 1.0 Criação do documento

Leia mais