CONCORRÊNCIA N.º 003/2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCORRÊNCIA N.º 003/2012"

Transcrição

1 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS PARA ASSESSORARIA E SUPORTE TÉCNICO À COORDENAÇÃO DE ARRECADAÇÃO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS - SEMFI TENDO COMO OBJETIVO A RECUPERAÇÃO ADMINISTRATIVA DAS RECEITAS MUNICIPAIS RELATIVAS A TODO E QUALQUER CRÉDITO, TRIBUTÁRIOS OU NÃO, INSCRITOS OU NÃO, EM DÍVIDA ATIVA, AINDA QUE AJUIZADOS E EM QUALQUER FASE DE COBRANÇA, INCLUSIVE, OS CRÉDITOS EM ATRASO DO EXERCÍCIO CORRENTE, COM IMPLANTAÇÃO DE UMA CENTRAL DE RELACIONAMENTO COM O CONTRIBUINTE, CONTENDO POSTOS DE ATENDIMENTO E CALL CENTER ATIVO E RECEPTIVO E A CESSÃO DE SOFTWARES CONCORRÊNCIA N.º 003/2012 O Município de Vila Velha, através da Comissão Permanente de Licitação de Serviços CPL/S da Secretaria Municipal de Administração, com sede na Avenida Santa Leopoldina, 840, Coqueiral de Itaparica, Vila Velha/ES, neste Edital, denominada simplesmente CPL/S, torna público, para conhecimento dos interessados que, de acordo com a Lei Federal n.º de 21 de junho de 1993, consolidada, fará realizar licitação na modalidade CONCORRÊNCIA, do tipo TÉCNICA E PREÇO, conforme processo n.º /2011, para contratação de empresa de prestação de serviços técnicos especializados para assessoraria e suporte técnico à coordenação de arrecadação da Secretaria Municipal de Finanças - SEMFI tendo como objetivo a recuperação administrativa das receitas municipais relativas a todo e qualquer crédito, tributários ou não, inscritos ou não, em dívida ativa, ainda que ajuizados e em qualquer fase de cobrança, inclusive, os créditos em atraso do exercício corrente, com implantação de uma central de relacionamento com o contribuinte, contendo postos de atendimento e call center ativo e receptivo e a cessão de softwares, a ser contratada através do regime de PREÇO GLOBAL, de acordo com o disposto no presente Edital e respectivos anexos, que dele passam a fazer parte integrante, para todos os efeitos, visando atender à Secretaria Municipal de Finanças (SEMFI). 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. A Concorrência Pública será realizada através de sessão pública no endereço abaixo indicado Deverão ser entregues 03 (três) envelopes, referentes à: 1) Documentação Habilitatória 2) Proposta Técnica e 3) Proposta Comercial, no endereço abaixo, até as 00h00min do dia XX/XX/2012, quando então terá início à Sessão de disputa com a abertura dos envelopes Serão observadas as seguintes datas e horários para os procedimentos: Recebimento dos envelopes... Início da Sessão Pública... dia 23/02/ às - 09:00 h dia 23/02/ às - 09:30 h 1.4. DA RETIRADA DO EDITAL: As pessoas e/ou empresas interessadas em participar do presente certame deverão comparecer ao endereço abaixo indicado, ou quando se tratar de empresas de outros 1

2 Estados solicitar via internet, no abaixo indicado, o recibo de entrega de edital, que deverá ser preenchido e devolvido a este setor. - Telefax: (27) / Endereço: Prefeitura Municipal de Vila Velha - Secretaria Municipal de Administração Gerência de Compras 2. DO OBJETO 2.1. A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa de prestação de serviços técnicos especializados para assessoraria e suporte técnico à coordenação de arrecadação da Secretaria Municipal de Finanças - SEMFI tendo como objetivo a recuperação administrativa das receitas municipais relativas a todo e qualquer crédito, tributários ou não, inscritos ou não, em dívida ativa, ainda que ajuizados e em qualquer fase de cobrança, inclusive, os créditos em atraso do exercício corrente, com implantação de uma central de relacionamento com o contribuinte, contendo postos de atendimento e call center ativo e receptivo e a cessão de softwares, de acordo com especificações, planilha de quantidades, projeto básico e demais informações integrantes deste Edital, compreendendo a execução dos seguintes serviços: Diagnóstico e melhoria dos fluxos dos processos administrativos de trabalho relativos á recuperação das receitas municipais, propondo medidas para a sua racionalização, incremento e melhoria das ações afetas à recuperação do estoque da dívida ativa mediante as seguintes ações: melhoria na elaboração de modelos de atos normativos e administrativos com vistas a alterações de sistemas, normas e procedimentos de rotina de trabalho; Análise e depuração do banco de dados da Dívida Ativa, indicando os créditos que deverão ser baixados, contendo as devidas justificativas, em razão de lançamentos e inscrições indevidos, e geração de relatórios analíticos para espelhar a composição real do estoque da dívida ativa; Formulação de estratégias, planejamento, execução e acompanhamento das ações de recuperação de crédito; Implementação de procedimentos para recuperação de créditos municipais, com a criação de manual de procedimentos contendo, inclusive, todos os procedimentos administrativos para inscrição em dívida ativa até o ajuizamento dos créditos; Incremento de ações preventivas com respeito aos débitos vencidos e ainda não inscritos em Dívida Ativa; Aumento do nível de arrecadação própria, permitindo elevação dos investimentos e da capacidade de endividamento do Município de acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal; Incremento na recuperação de valores inscritos em Dívida Ativa, em qualquer fase de cobrança, em relação ao histórico dos últimos exercícios; Melhoria na qualidade dos serviços colocados à disposição dos contribuintes inadimplentes; 2

3 Utilização de tecnologias modernas que permitam a implementação das ações necessárias ao cumprimento deste objeto; Treinamento e capacitação dos funcionários para o exercício das atividades; Operação e gerenciamento da Central de Relacionamento com o Munícipe em área designada pela Prefeitura; Operação e gerenciamento de Call Center ativo e receptivo; Disponibilização de recursos de internet possibilitando facilidades e comodidades aos contribuintes no atendimento on-line, para que os mesmos consultem suas respectivas informações cadastrais e financeiras, solicitem e simulem o parcelamento de dívida e emissão de boletos bancários para pagamentos dos tributos 3. DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA 3.1. A despesa para o pagamento do objeto desta licitação correrá à conta do recurso específico consignado no Orçamento do Município de Vila Velha, para o exercício de 2012, constante(s) na(s) seguinte(s) dotação (ões): Recuperação e Controle da Dívida Ativa Outros Serviços de Terceiros - Pessoa Jurídica NR Fonte: 101 Tesouro 4. DO PROJETO BÁSICO 4.1. A Comissão fornecerá aos interessados, além do Edital, o Projeto Básico - Anexo VI onde estarão especificados todos os critérios necessários para execução do contrato, que sejam considerados indispensáveis a elaboração das propostas A Comissão poderá, a qualquer tempo, antes da data limite para a apresentação dos envelopes, introduzirem aditamentos, modificações ou revisões no Edital, na forma de um adendo, procedendo a sua divulgação na forma da lei, bem como encaminhará o inteiro teor das alterações a todos os interessados que tenham retirado os documentos desta licitação, que poderá ser através de carta, fax ou telegrama, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido, salvo quando, inquestionavelmente, a alteração não afetar a formulação das propostas Não serão recebidos os envelopes de habilitação, proposta técnica e proposta comercial quando apresentados após a data e hora estipulados para recebimento dos mesmos, bem como, não serão aceitas propostas encaminhadas via fax, carta, telegrama ou quaisquer outros meios A Administração poderá revogar a presente Licitação, por interesse público decorrente de fato superveniente devidamente comprovado, pertinente e suficiente para justificar tal conduta, na forma do art. 49, caput, primeira parte da Lei 8.666/93, consolidada, ou anulá-la por ilegalidade, total ou parcialmente, de ofício ou por provocação de terceiros, mediante parecer escrito e devidamente fundamentado, na forma do art. 49, caput, segunda parte da Lei 8.666/93, consolidada A licitante arcará integralmente com todos os custos da preparação e apresentação de sua proposta, independentemente do resultado do procedimento licitatório. 3

4 4.6. Os serviços a serem contratados através da presente licitação, deverão ser executados nas dependências da Secretaria Municipal de Finanças ou em qualquer outro espaço público por esta Secretaria indicado que obedeça aos critérios estabelecidos de estrutura e equipamento conforme Projeto Básico A Comissão Permanente de Licitação, no interesse da Administração, poderá relevar omissões puramente formais, podendo a mesma, convocar servidores do Município para assessorá-la, observadas na Documentação ou nas Propostas, desde que não contrariem a legislação vigente, não comprometa a lisura da licitação e sejam passíveis de ser sanada no prazo de 24 (vinte e quatro) horas depois de encerrada a sessão pública É facultada à Comissão Permanente de Licitação, em qualquer fase da licitação, a promoção de diligência destinada a esclarecer ou complementar a instrução do processo, vedada a inclusão posterior de documentação ou informações que deveriam constar originalmente nos envelopes Quando todos os licitantes forem inabilitados ou todas as propostas forem desclassificadas, a Comissão Permanente de Licitação poderá fixar as licitantes o prazo de 08 (oito) dias úteis para a apresentação de nova documentação ou de outras propostas escoimadas das causas que levaram à inabilitação ou à desclassificação, conforme a lei n.º 8.666/93, consolidada Caso seja constatada pela Prefeitura a participação de licitante cuja situação se enquadre em quaisquer hipóteses previstas no item 5.3, ainda que a posteriori, a concorrente será excluída do certame, ficando esta e seus representantes incursos nas sanções previstas no art. 90 da Lei n.º 8.666/93, consolidada. 5. DAS CONDIÇÕES GERAIS DE PARTICIPAÇÃO 5.1. Somente poderão participar da presente licitação as empresas especializadas no ramo do objeto desta licitação, legalmente constituídas e que comprovarem sua habilitação conforme disposto neste Edital As empresas participantes deste certame deverão satisfazer as condições expressas no presente Edital, seus anexos e legislação pertinente Não será admitida a participação, nesta Concorrência, de empresas: a) formadas por consórcio ou grupo de empresas, ou qualquer outra modalidade de interdependência entre as empresas participantes. b) que estejam cumprindo pena de suspensão temporária de participação em licitação e/ou impedimento de contratar com o MUNICÍPIO DE VILA VELHA. c) que tenham sido declaradas inidôneas para licitar e/ou contratar com a ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. d) que entre seus dirigentes, gerentes, acionistas majoritários, sócios controladores, responsáveis técnicos, haja alguém que seja servidor do MUNICÍPIO DE VILA VELHA. e) que possuam dualidade de cotistas e/ou acionistas quer majoritário, ou minoritário, quando apresentarem cotação para os mesmos itens. f) Sob processo de falência ou concordata. 4

5 A contratada deverá possuir mão-de-obra própria, não se permitindo a participação de cooperativa. 6. DA IMPUGNAÇÃO DO ATO CONVOCATÓRIO 6.1. Até 5º (quinto) dia útil antes da data fixada para a entrega dos envelopes, QUALQUER PESSOA poderá impugnar o ato convocatório desta licitação por irregularidades na aplicação da Lei 8.666/93 consolidada, devendo a administração julgar e responder à impugnação até o 3º (terceiro) dia útil antes da data fixada para a abertura dos envelopes de habilitação, sem prejuízo da faculdade prevista no 1 o do art Até 2º (segundo) dia útil antes da data fixada para a entrega dos envelopes, O LICITANTE poderá impugnar as falhas ou irregularidades que viciaram o edital, sob pena de decadência do direito, devendo a administração julgar e responder à impugnação até 24 (vinte e quatro) horas antes da data fixada para a abertura dos envelopes de habilitação, sem prejuízo da faculdade prevista no 1 o do art Serão consideradas licitantes as empresas que cumprirem integralmente o item 1.4 deste edital Acolhida a impugnação contra o Edital este será corrigido e será designada nova data para a realização do certame, salvo quando esta não implicar na formulação das propostas Qualquer modificação no edital será divulgada pelo mesmo instrumento de publicação em que se deu o texto original ou através de Ofício enviado a todas as empresas LICITANTES, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido, exceto quando, inquestionavelmente, a alteração não afetar a formulação das propostas As impugnações deverão ser protocoladas junto à Gerência de Protocolo e Documentação (Protocolo Geral) desta Prefeitura. Em se tratando de empresa sediada em outro Município/ Estado sem representante legal estabelecido, esta poderá ser enviada via fax (confirmando o recebimento) para o número informado no item deste Edital e enviado o original via correios, sob pena de não conhecimento da mesma É vedada à licitante a utilização de impugnação sem qualquer fundamento ou de natureza meramente protelatório ou que vise a tumultuar o procedimento licitatório. Identificado tal comportamento, poderá a Comissão de licitação ou, se for o caso, a autoridade superior, arquivar sumariamente os expedientes, bem como aplicar penalidade As impugnações interpostos fora do prazo legal e/ou subscritos por representante não habilitado legalmente ou não identificado no processo para responder pelo PROPONENTE não serão conhecidos Para fins de identificação para a interposição da impugnação citada no 6.1 e 6.2 o impugnante deverá juntar a Cópia do Contrato Social Consolidado devidamente autenticado quando este for um dos sócios, ou instrumento procuratório público ou particular, neste último caso, com firma reconhecida em cartório e cópia autenticada do Contrato Social Consolidado em se tratando de representante legal, quando tratar-se de licitantes, ou no caso de se tratar de cidadão comum se faz necessário somente a cópia autenticada da cédula de identidade. 5

6 7. DA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS DE HABILITAÇÃO, DA PROPOSTA TÉCNICA E DA PROPOSTA COMERCIAL 7.1. Os documentos de habilitação, de proposta técnica e de proposta comercial deverão ser apresentados em 03 (três) envelopes opacos, lacrados e indevassáveis, os quais deverão conter na parte externa os seguintes dizeres: ENVELOPE Nº 01 DOCUMENTAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO RAZÃO/DENOMINAÇÃO SOCIAL DA EMPRESA DATA E HORÁRIO DA ABERTURA CONCORRÊNCIA N.º 003/ ENVELOPE Nº 02 PROPOSTA TÉCNICA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO RAZÃO/DENOMINAÇÃO SOCIAL DA EMPRESA DATA E HORÁRIO DA ABERTURA CONCORRÊNCIA N.º 003/2012 ENVELOPE Nº 03 PROPOSTA COMERCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO RAZÃO/DENOMINAÇÃO SOCIAL DA EMPRESA DATA E HORÁRIO DA ABERTURA CONCORRÊNCIA N.º 003/ DA SESSÃO DE DISPUTA 8.1. Na data, hora e local designados neste Edital, na presença das licitantes e demais pessoas presentes ao ato, a Comissão Permanente de Licitação, verificará as credenciais dos representantes das empresas licitantes, conforme previsto no item 09, abaixo, e em seguida de posse dos envelopes devidamente lacrados e identificados, procederá à abertura do primeiro, cujo conteúdo deverá ser rubricado pelos membros da Comissão e licitantes presentes A Comissão Permanente de Licitação verificará a documentação apresentada e à licitante que não atender às exigências estabelecidas no Edital serão devolvidos, fechados, os envelopes de Proposta Técnica e de Proposta Comercial, desde que haja desistência expressa da interposição de qualquer recurso, ou então, após a denegação deste Estando todos os licitantes presentes e havendo a desistência de interposição de recursos, o que deverá ser expresso em ata, poderá ser realizada a abertura do envelope de proposta técnica no mesmo dia. Caso tal não ocorra, a Comissão estabelecerá o dia e a hora da nova reunião devendo, na oportunidade, serem os lacres dos envelopes de proposta técnica e de proposta comercial rubricados pela Comissão de Licitação e pelas licitantes presentes. Caso seja necessário, o resultado do julgamento da Habilitação será publicado no Diário Oficial do Estado do Espírito Santo e jornal de Grande Circulação, na forma e prazo legal. 6

7 8.4. Quanto à abertura do envelope contendo a proposta técnica, estando todos os licitantes presentes e havendo a desistência de interposição de recursos, o que deverá ser expresso em ata, poderá ser realizada a abertura do envelope de proposta comercial no mesmo dia. Caso tal não ocorra, a Comissão estabelecerá o dia e a hora da nova reunião devendo, na oportunidade, ser o lacre do envelope de proposta comercial rubricados pela Comissão de Licitação e pelas licitantes presentes Das reuniões de abertura dos envelopes de habilitação, proposta técnica e proposta comercial, serão lavradas atas circunstanciadas que mencionarão todas as licitantes, as reclamações e questionamentos feitos e as demais ocorrências que interessarem ao julgamento desta licitação, devendo as atas ser assinadas pelos membros da Comissão e por todos os licitantes presentes. Os interessados que estiverem ausentes serão devidamente intimados do resultado da reunião, na forma da Lei Qualquer licitante, através de seu representante legal, poderá fazer constar em ata seus reclames, ficando a critério dos membros da Comissão de Licitação considerá-los ou não, não possuindo, entretanto, efeito de recurso, que tem procedimento próprio. 9. CREDENCIAMENTO 9.1. Os representantes deverão apresentar em SEPARADO dos envelopes e ANTES DA ABERTURA DO ENVELOPE Nº. 01: 9.2. Fazendo-se representar por proprietário, sócio ou diretor, este deverá comprovar através de cópia autenticada de um dos itens A à D, conforme o caso, a condição alegada de representante, e conseqüente posse de poderes para prática de todos os atos inerentes ao certame, juntamente com a cópia autenticada de sua cédula de identidade, ou documento equivalente Caso a empresa se faça representar por terceiros, deverá apresentar: 1) instrumento procuratório público ou particular, neste último caso, com firma reconhecida em cartório e cópia autenticada de um dos itens A à D, conforme o caso, que lhe outorgue poderes específicos para a prática de todos os atos inerentes ao certame, juntamente com a cópia da cédula de identidade; ou 2) cópia autenticada de um dos itens A à D, conforme o caso, juntamente com a declaração constante no anexo III deste edital, com firma reconhecida; com a cópia autenticada de sua cédula de identidade, ou documento equivalente. A) registro comercial, no caso de empresa individual ou; B) ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado na junta comercial, observado as exigências do novo Código Civil e da Lei , de 28 de junho de 2005, em se tratando de sociedades comerciais, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores ou; C) inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades civis, acompanhada de prova de diretoria em exercício ou; D) decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no país, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir. 7

8 9.4. Em seguida, o Presidente dará ciência aos presentes do recebimento dos envelopes dos interessados ausentes Em nenhuma hipótese serão recebidas documentação e proposta fora do prazo estabelecido neste edital, bem como as propostas feitas por carta, telegrama, fax ou Os documentos de credenciamento - procurações e cartas credenciais - serão retidos pela Comissão Permanente de Licitações e juntados ao processo da licitação A ausência do representante ou credenciado, ou a não apresentação ou ainda a incorreção do documento de credenciamento para participar da sessão de abertura dos envelopes, não acarretará na inabilitação ou desclassificação da empresa licitante, embora que durante os trabalhos, somente será permitida a manifestação de representantes legais ou credenciais, que constará de ata, cabendo recurso quanto aos seus efeitos, não sendo permitidas refutações orais. 10. DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO ENVELOPE Nº Toda documentação necessária à habilitação deverá estar vigente na data limite para entrega dos envelopes, à exceção daqueles que, por sua natureza, não contenham validade, e poderão ser apresentados em original, por qualquer processo de cópia autenticada por tabelião de notas ou por servidor desta Secretaria, à vista dos originais, por cópia simples quando a confirmação do seu teor puder ser feita pela Administração junto aos órgãos públicos emitentes, via Internet, ou publicação em órgãos da imprensa oficial, na forma do artigo 32, e seus parágrafos, da Lei Federal nº /93, consolidada. Habilitação Jurídica: Registro comercial, no caso de empresa individual ou; Ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado na junta comercial, observado as exigências do novo Código Civil e da Lei , de 28 de junho de 2005, em se tratando de sociedades comerciais, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores ou; Inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades civis, acompanhada de prova de diretoria em exercício ou; Decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no país, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir. Da Regularidade Fiscal Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ); Prova de Regularidade, relativos a tributos federais e à Dívida Ativa da União; Prova de regularidade perante a Fazenda Estadual da sede do Licitante; Prova de regularidade com a Fazenda Pública Municipal da sede do Licitante; 8

9 Prova de regularidade com a Fazenda Pública Municipal de Vila Velha; Prova de regularidade perante o Instituto Nacional do Seguro Social - INSS (CND) Prova de regularidade perante o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS); Qualificação Técnica Comprovante de Registro ou inscrição da empresa licitante no CRA Conselho Regional de Administração de sua sede, com validade prevista em Lei Comprovação de que a empresa licitante possui em seu quadro de pessoal, profissional de nível superior em Administração, devidamente registrado no Conselho Regional de Administração CRA de sua sede, devendo a comprovação ser feita exclusivamente por meio de: a) Cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social CTPS, ou; b) Cópia do contrato particular de prestação de serviços devidamente registrado em cartório, ou; c) Cópia do Contrato Social, quando se tratar de diretor ou sócio, caso este não tenha sido apresentado neste certame Atestado de capacidade técnica, expedido por pessoa jurídica de direito público, devidamente registrado no CRA, acompanhado do respectivo acervo técnico, que demonstre ter a EMPRESA LICITANTE executado serviços compatíveis em características, quantidades e prazos aos serviços objeto desta licitação, O município expedirá por meio de representantes da Secretaria Municipal de Finanças o atestado de visita técnica aos locais dos serviços, o qual deverá fazer parte integrante do envelope de nº. 01, sob pena de inabilitação. Da Qualificação Econômico-Financeira Apresentar Certidão Negativa de pedido de Falência, Concordata ou recuperação judicial/extrajudicial, expedida pelo(s) distribuidor (es) da sede da pessoa jurídica, com data não superior a 60 (sessenta) dias de sua emissão, quando não for expresso sua validade Balanço Patrimonial e Demonstrações Contábeis do último exercício social, já exigíveis e apresentados na forma da lei, comprovando a boa situação financeira da licitante, vedada a sua substituição por balancetes ou balanços provisórios, podendo ser atualizado por índices oficiais, quando encerrados há mais de 03 (três) meses da data da apresentação da proposta Os índices deverão ser apresentados na forma do Anexo V, devidamente calculado por um Contador, juntamente com o comprovante de inscrição deste no Conselho Regional de Contabilidade CRC, sob pena de inabilitação Para Sociedades Anônimas e outras Companhias obrigadas à publicação do Balanço, na forma da Lei 6.404/76, cópias da publicação de: a) Balanço Patrimonial; b) Demonstração do resultado do exercício; c) Demonstração do Fluxo de caixa; d) Demonstração das mutações do Patrimônio Líquido; e) Notas explicativas do balanço. 9

10 Para outras empresas ou institutos: a) balanço patrimonial registrado na Junta Comercial ou órgãos competentes ou Registro de Comércio competente ou; b) demonstração do resultado do exercício; c) cópia do termo de abertura e de encerramento do livro Diário, registrado na Junta Comercial ou Registro de Comércio competente, quando exigido por lei; Nota. O Balanço Patrimonial deverá estar acompanhado de cópia do termo de abertura e de encerramento, extraído do livro diário, registrado ou publicado, até a data de emissão da proposta escrita. CÁLCULO DOS INDICADORES ECONÔMICOS: Para efeito da avaliação da capacidade econômico-financeira do Licitante, conforme 1º e 5º do art. 31, da Lei nº /93, consolidada, ficam estabelecidos 03 (três) níveis de classificação definidos por pontos, decorrentes dos indicadores de Liquidez Geral (LG), Capital Circulante Líquido (CCL) e Liquidez Corrente (LC) igual ou maior que 1,00 (um vírgula zero), referente ao último exercício e calculados na forma estabelecida nas Instruções para Cálculo dos Indicadores Econômicos, como segue: Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo LG = = > ou = 1,00 Passivo Circulante + Exigível a Longo Prazo CCL = Ativo Circulante - Passivo Circulante = > ou = 1,00 Ativo Circulante LC = = > ou = 1,00 Passivo Circulante Comprovação de Capital Social, ou de Patrimônio líquido ou Social de no mínimo R$ ,00 (quatrocentos e trinta e cinco mil, duzentos e quarenta reais) conforme previsto no art. 31 3º Lei nº /93, consolidada, através do Contrato Social e alterações, atualizado e registrado na Junta Comercial ou Órgão equivalente da Sede do Licitante, ou Certidão emitida pela Junta Comercial ou Órgão equivalente admitida a atualização para a data da apresentação da proposta, na forma da lei, através de índices oficiais. OBSERVAÇÃO: Serão considerados aceitos como na forma da lei, o balanço patrimonial e demonstrativo contábil apresentado na forma abaixo, conforme o caso: a) Publicados em órgão da imprensa oficial; ou b) Publicados em Jornal de Grande Circulação; ou c) Por fotocópia autenticada, devidamente registrada na Junta Comercial da sede da licitante ou Órgão equivalente; ou 10

11 d) Por fotocópia autenticada, extraída do Livro Diário, bem como dos Termos de Abertura e de Encerramento daquele livro, devidamente registrados na Junta Comercial da sede da licitante ou Órgão equivalente. Das disposições gerais relativas à Documentação Habilitatória Todas as folhas da documentação de Habilitação deverão ser entregues na ordem seqüencial indicada acima, numeradas e visadas pelo proponente Para efeito de apresentação dos documentos e das provas de regularidade acima mencionados, não serão aceitos quaisquer protocolos ou solicitação de documento em substituição aos documentos requeridos neste Edital Não serão aceitos documentos com prazos de validade vencidos. Caso as certidões expedidas pelas Fazendas Estaduais e Municipais não tragam consignados os respectivos prazos de validade, a administração aceitará como válidos, no máximo, os prazos vigentes no Estado do Espírito Santo e no Município de Vila Velha, 90 (noventa) e 30 (trinta) dias, respectivamente As licitantes estarão sujeitas às conseqüências estabelecidas na Legislação, caso não atendam ao declarado em sua proposta, após a diligência ou vistoria efetuada pela Comissão designada, nos casos em que esta se fizer necessária. Da Abertura do envelope de nº Primeiramente serão abertos os "Envelopes nº 1" - Documentos de Habilitação de todas as empresas participantes Da reunião da Habilitação, será lavrada Ata circunstanciada na quais constarão todas as ocorrências verificadas, devendo a mesma ser assinada pelos membros da Comissão e pelos Representantes legais das proponentes habilitados previamente. 11. DA VISITA TÉCNICA As empresas interessadas em participar do certame, deverão realizar previamente a Visita Técnica aos locais de execução dos serviços, sendo esta obrigatória A visita técnica deverá ser feita, obrigatoriamente, por um profissional da empresa, comprovando-se o vínculo de trabalho por meio da Carteira de Trabalho, Cópia autenticada Registro de Empregados ou contrato de prestação de serviços, que deverá comparecer pessoalmente ao local da visita, e tomará conhecimento de todas as informações, das condições e local para o cumprimento das obrigações objeto da presente licitação sendo que a visita deverá ser realizada, em até 05 (cinco) dias úteis antes da data prevista para a entrega dos envelopes Para o agendamento prévio da visita técnica os interessados deverão encaminhar para: e caso tenham dúvidas poderão entrar em contato por meio de telefone ou pessoalmente com o servidor JOSÉ CARLOS PADRON da Secretaria Municipal de Finanças, situada na Avenida Santa Leopoldina, 840, Coqueiral de Itaparica, CEP Vila Velha/ES, telefone (27) ou (27) nos horários de 08:00 às 12:00 h e das 14:00 às 18:00h, o qual ficará encarregado de agendar o horário e o dia para a realização da visita técnica aos locais da execução dos serviços. 11

12 11.2. O município expedirá por meio de representantes da Secretaria Municipal de Finanças o atestado de visita técnica aos locais dos serviços, o qual deverá fazer parte integrante do envelope de nº. 01, sob pena de inabilitação. 12. DA PROPOSTA TÉCNICA Deverá constar no envelope de proposta técnica: Proposta técnica assinada e identificada pelo representante legal do licitante, com endereço completo, com a descrição do objeto proposto de forma correta e clara, com todas as indicações necessárias, que atendam as condições e especificações determinadas neste edital e seus anexos Comprovação da participação, da licitante, em projetos ou programas similares ao objeto licitado, voltados para recuperação de créditos na área pública através da apresentação de atestados, declarações ou certidões, públicas, nos quais deverão ser destacadas as parcelas de maior relevância técnica, cujos dados e informações servirão de base para a atribuição das notas Somente serão considerados, para fins de atribuição de notas, os fatos alegados e devidamente comprovados por atestados, declarações ou certidões, nos quais deverão ser destacados os dados e informações que servirão de base para a atribuição das notas Comprovação da escolaridade e experiência anterior dos profissionais de gestão descritos no item , destacados pela Proponente que irão trabalhar na execução do objeto desta licitação, através da apresentação de Certificados ou Diplomas e Atestado(s) de Capacidade Técnica fornecido por pessoa jurídica de direito público em nome do profissional, comprovando a realização de serviços semelhantes ao objeto da presente licitação; Os profissionais deverão fazer parte do quadro permanente da empresa licitante na data de apresentação dos documentos de habilitação e propostas, na condição de empregado, sócio ou prestador de serviços da licitante, obrigatoriamente comprovado através da apresentação de cópias autenticadas de documentação pertinente à condição, ou seja: Carteira de Trabalho ou Ficha de Registro Funcional, ou Contrato Social, ou Ata da Assembléia Geral Ordinária que o elegeu para a administração da sociedade ou contrato de trabalho ou prestação de serviços; Currículo Vitae dos coordenadores A proposta técnica deverá contemplar a descrição do plano geral de trabalho consoante ao item , equipe técnica e descrição do software de gestão e gerenciamento, consoante ao Anexo VI, parte integrante deste O objeto terá 04 (quatro) componentes básicos, a saber: 1. Análise e depuração do banco de dados do cadastro de devedores; 2. Recuperação de créditos municipais; 3. Atendimento ao Contribuinte; 12

13 4. Treinamento e capacitação; Plano Geral de Trabalho Plano Geral de Trabalho, que a licitante adotará na execução do objeto desta licitação, compreendendo, no mínimo, a descrição dos seguintes elementos: a) Metodologia: Deverá conter o descritivo detalhado das atividades de planejamento e programação dos trabalhos consubstanciando no mínimo o planejamento das ações e os procedimentos operacionais necessários para a execução das etapas e modelo do manual de procedimentos; b) Produtos Finais: Descrição pormenorizada dos relatórios de espelhamento das atividades de recuperação de créditos, tais como valores de arrecadação, número de atendimentos presenciais, número de ligações efetivadas pelo call center, produtividade, acordos efetivados, status de cobrança, campanhas realizadas e demais relatórios especificados nos itens , , , , e , do anexo VI Projeto Básico. c) Cronograma Executivo: Apresentação, sob forma de cronograma de barras, indicando as atividades e os prazos de execução dos trabalhos. d) Organização: Relação e organograma da equipe técnica indicando: o organograma da equipe técnica alocada no projeto e o cronograma de permanência do pessoal (gerentes, coordenadores, supervisores, consultores, atendentes, etc.), contemplando as diversas atividades a serem desenvolvidas no tempo e a utilização dos diversos profissionais da equipe do projeto, em homens-hora por mês; Equipe Técnica: Deverá a licitante indicar o nome e a qualificação de cada um dos componentes dos cargos chaves, nível gerencial, dos profissionais de nível superior, que serão alocados na prestação de serviços, acompanhado dos respectivos currículos Entende-se como equipe técnica de nível superior cargos chaves de nível gerencial: a) Coordenador Geral: profissional de nível superior da área de Administração, Economia, Direito, Matemática ou Contabilidade com experiência em concepção e gerenciamento de programas ou projetos similares ao objeto. b) Coordenador da Área de Tecnologia da Informação: profissional de nível superior na área de Informática, com experiência em integração de sistemas, report service, web service, migração de banco de dados e plataforma e gerenciamento de segurança de servidores; c) Coordenador da Área de Recuperação de Créditos Municipais: profissional de nível superior da área de Administração ou Direito, com experiência na implementação de programas ou projetos similares na área de recuperação de crédito, especialmente quanto a planejamento e estratégias de cobrança; 13

14 d) Coordenador da Área de Análise de Processos: profissional de nível superior da área de Administração ou Direito, com experiência em coordenar e orientar as atividades de redesenho de processos, assim como elaboração de produtos correlatos ao assunto, em conformidade com a legislação vigente; e) Coordenador da Área de Treinamento e Capacitação: profissional de nível superior da área de Gestão de Pessoas ou de psicologia, com experiência na área de treinamento visando a capacitação dos funcionários; Somente serão considerados, para fins de atribuição de notas, os fatos alegados e devidamente comprovados por currículo acompanhado dos competentes atestados, declarações ou certidões, nos quais deverão ser destacados os dados e informações que servirão de base para a atribuição das notas, de acordo com os critérios adiante discriminados Juntamente com apresentação de cada currículo, deverão ser apresentadas as provas referidas acima. Se uma mesma arrola mais de um profissional, ela deverá ser apresentada novamente para cada um desses profissionais Para efeito de atribuição de notas na presente licitação, será considerada a formação do profissional, e o tempo experiência na especialidade e na área de atuação As licitantes e os membros das equipes técnicas indicadas responderão, na forma da lei, pela veracidade das informações prestadas, reservando-se à Comissão de Julgamento de Licitações para análise da Proposta Técnica, o direito de proceder às diligências que julgarem necessárias Os profissionais pertencentes ao quadro de pessoal da Licitante, contratados para execução do objeto licitado, não poderão integrar, em nenhuma hipótese, o quadro pessoal de outra Licitante, sob pena de sua desclassificação Características Gerais do Software de Gestão de Dívida Ativa Descrição das Características do Software de gestão da Dívida Ativa a ser licenciado para o Município de Vila Velha; de acordo com as especificações técnicas solicitadas no Anexo VI Projeto Básico deste Edital fornecendo elementos que permitam a avaliação objetiva do grau de atendimento dos mesmos às características obrigatórias e específicas requisitadas no Anexo VI deste Edital No ato de recebimento da ordem de início dos serviços, será celebrado termo de licenciamento de uso do software de gestão da dívida ativa para a Prefeitura Municipal de Vila Velha, em caráter irrevogável, irretratável e definitivo. Oportunidade em que deverá ser entregue o código fonte, os manuais, o dicionário de dados (Sistema Gerenciador do Banco de Dados), e demais documentações do software e do banco de dados O software não será licenciado de forma exclusiva para a Prefeitura de Vila Velha, podendo a Contratada comercializá-lo ou distribuí-lo, sem qualquer restrição. É vedada a cessão ou distribuição do software, a qualquer título, pela Contratante Tendo em vista o licenciamento do software para Prefeitura de Vila Velha, a empresa licitante deverá comprovar a propriedade do software através de registro junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI ou disponibilização dos códigos Fontes, os quais serão analisados por técnico da prefeitura antes da apresentação do sistema, devendo declarar formalmente a autoria ou apresentar cessão de direitos autorais, sob pena de responder civil e criminalmente por declarações inverídicas. 14

15 A apresentação prática do software de gestão ocorrerá por meio eletrônico, nas dependências da Prefeitura Municipal de Vila Velha em data e horário a ser definida pela Comissão Julgadora, designada pelo Secretário Municipal de Finanças, quando serão aferidas as características do software a ser utilizado Todos os procedimentos de cobrança e software instalados deverão ser integrados ao sistema da receita em uso na prefeitura, para que as informações tributárias se mantenham atualizadas e atendam aos procedimentos legais A empresa vencedora da licitação deverá Implantar em até 45 (quarenta e cinco dias), o Software de gestão de cobrança da dívida ativa para a execução das atividades previstas neste edital, atendendo na íntegra durante o período de implantação as descrições das características obrigatórias e específicas requisitadas nos itens de pontuação, sob pena de arcar com multa de 1% (um por cento) por dia de atraso sobre o valor mensal do contrato, enquanto a SEMFI não emitir o Termo de aceite da implantação do software contendo as especificações exigidas. A multa somente será aplicada se a CONTRATADA der causa ao atraso na implantação do software A implantação do Software de gestão de cobrança da dívida ativa só será concluída e os trabalhos de cobrança iniciados mediante emissão do Termo de Aceite da Implantação do Software de gestão de cobrança da dívida ativa por parte da Secretaria Municipal de Finanças - SEMFI Após a assinatura do contrato será fornecido à contratada a autorização de implantação do Software de gestão de cobrança da dívida ativa, SENDO QUE ESTA ATIVIDADE NÃO SERÁ REMUNERADA e os pagamentos mensais só serão devidos após emissão do Termo de Aceite da Implantação do Software por parte da Administração Municipal e da emissão e recebimento pela contratada da AUTORIZAÇÃO DE INÍCIO DOS SERVIÇOS A Licitante terá a PROPOSTA TÉCNICA desclassificada caso não apresente qualquer dos documentos exigidos, ou os apresente sem atender às exigências deste Edital e seus Anexos. Da Abertura do envelope de nº Serão abertas na presença dos interessados, as Propostas Técnicas das Licitantes qualificadas na fase de Habilitação, depois de decorrido os prazos legais para a interposição de eventuais recursos O Presidente e os demais membros da Comissão rubricarão todos os documentos apresentados, os quais serão a seguir colocados a disposição dos licitantes presentes para conhecimento, rubrica e eventuais observações; A documentação da Proposta Técnica será examinada, pontuada e posteriormente classificada através dos somatórios das notas dadas, conforme estipulado nos itens 12.6 e 12.7 deste Edital A Proposta Técnica será analisada pela Comissão Julgadora, em reunião específica, e o resultado da classificação será divulgado através do Diário Oficial do Estado e jornal de Grande Circulação. Dos Critérios de Julgamento da Proposta Técnica A Proposta Técnica (Envelope Nº 02) dos licitantes habilitados será examinada pela Comissão Julgadora, designada pelo Secretário Municipal de Finanças, que julgará o conteúdo das mesmas quanto aos seguintes aspectos: 15

16 a) Plano Geral de Trabalho com pontuação máxima de 30 (trinta) pontos; b) Características Gerais do Software de Gestão da Dívida Ativa, com pontuação máxima de 20 (vinte) pontos; c) Experiência Anterior dos profissionais, que comprovadamente trabalhem para a Licitante com Currículo Vitae e comprovação acadêmica (cópia autenticada de ficha de registro ou contrato de prestação de serviços), com pontuação máxima de 20 (vinte) pontos. Os profissionais devem ser: 01 (um) Coordenador Geral, 01 (um) Coordenador de Área de Tecnologia da Informação, 01 (um) Coordenador da Área de Recuperação de Créditos Municipais, 01 (um) Coordenador da Área de Análise de Processos, 01 (um) Coordenador da Área de Treinamento e Capacitação. d) Experiência Anterior da empresa Licitante que comprove a execução de serviços semelhantes ao objeto desta licitação. A comprovação da prestação dos serviços será por contrato e feita por meio de atestado(s) de capacidade técnica ou certidão (s) fornecido(s) por pessoas jurídicas de direito público competentes para tanto, devidamente registrado no CRA, acompanhado do respectivo acervo técnico. Pontuação máxima de 20 (vinte) pontos. e) Utilização do software para gestão da Dívida Ativa em administrações públicas, com pontuação máxima de 10 (dez) pontos CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO DO PLANO GERAL DE TRABALHO 30 (TRINTA) PONTOS Cada item da tabela abaixo será analisado pela Comissão Julgadora quanto ao seu atendimento ou não em relação ao Plano Geral de Trabalho proposto, atribuindo pontos a cada item atendido, conforme Tabela nº 01 abaixo. Será mais pontuada a proposta que demonstrar consistência e clareza na exposição dos itens apresentados na tabela a seguir. - Tabela Nº 01 Pontuação do Plano Geral de Trabalho - Pontuação máxima = 30 (trinta) pontos A) ANÁLISE E DEPURAÇÃO DO BANCO DE DADOS DO CADASTRO DE DEVEDORES ATENDE ATENDE PARCIAL NÃO ATENDE 1. Metodologia de Execução 2,50 1, Descrição dos Produtos Finais 2,00 1, Cronograma Executivo 2,00 1, Organização 1,00 0,50 0 B) RECUPERAÇÃO DOS CRÉDITOS MUNICIPAIS ATENDE ATENDE PARCIAL NÃO ATENDE 1. Metodologia de Execução 2,50 1, Descrição dos Produtos Finais 2,00 1,

17 3. Cronograma Executivo 2,00 1, Organização 1,00 0,50 0 C) ATENDIMENTO AO CONTRIBUINTE ATENDE ATENDE PARCIAL NÃO ATENDE 1. Metodologia de Execução 2,50 1, Descrição dos Produtos Finais 2,00 1, Cronograma Executivo 2,00 1, Organização 1,00 0,50 0 D) TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO ATENDE ATENDE PARCIAL NÃO ATENDE 1. Metodologia de Execução 2,50 1, Descrição dos Produtos Finais 2,00 1, Cronograma Executivo 2,00 1, Organização 1,00 0,50 0 PONTUAÇÃO MÁXIMA CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO DO SOFTWARE DE GESTÃO DA DÍVIDA ATIVA 20 (vinte) pontos A avaliação do software de gestão da dívida ativa será realizada com base na demonstração do sistema pelas empresas proponentes, por meio de representante devidamente habilitado, que serão convocadas individualmente, e terá um prazo máximo de 02 (duas) horas cada uma para demonstração do seu aplicativo. Quanto maior for o grau de compatibilidade com as especificações constantes no quadro abaixo, mais pontuado será o sistema aplicativo proposto pelo licitante A Comissão examinará e anotará no Quadro de Especificações abaixo, os itens atendidos pelo sistema e atribuirá a pontuação correspondente com base na Tabela Nº 02 Pontuação do Software de Gestão da Dívida Ativa Antes do inicio da apresentação do sistema pelas empresas proponentes, deverá ser cumprido o que determina o item deste edital, sob pena de desclassificação. 17

18 - Quadro de Especificações DESCRIÇÃO DAS CARACTERISTICAS OBRIGATÓRIAS DO SOFTWARE DE GESTÃO DA DÍVIDA ATIVA 1. Mecanismo que possibilite a integração de informações do banco de dados do sistema de administração de receitas 2. Permitir a análise da carteira de dívidas, para a geração de listas de cobrança de dívidas atualizadas, possibilitando o envio para Call Center. 3. Tela para registro das informações obtidas nos contatos realizados pelo operador de Call Center para controle de qualidade. 4. Permitir a identificação de parcelas de acordos vincendas em até 02 dias uteis para geração de listas de aviso de vencimento. 5. Permitir a análise da carteira completa de devedores com dados atualizados, apresentando os principais devedores e dívidas. 6. Mecanismo que possibilite o registro de Atendimento presencial ou Call Center, para que se crie um histórico de contato com o contribuinte. 7. Procedimentos de emissão de Notificação de Débitos do contribuinte disponibilizando (tipo de dívida, vencimento, valores originais, multa, juros de mora, e valores corrigidos). 8. Emissão de boletos bancários de cobrança de Divida Ativa, impressos na Notificação ao contribuinte inadimplente. 9. Procedimentos de parcelamento de tributos com funcionalidades de agrupamentos de débitos, de origens diferentes, no mesmo parcelamento. 10. Consolidação de débitos por contribuinte agrupando Tributos de origem iguais e/ou diferentes em um mesmo parcelamento, porém preservando os lançamentos originais da dívida e separando os respectivos valores quando quitados por tipo de dívida e contribuinte. 11. Guardar imagem de todos os boletos emitidos e permitir visualização e impressão dos mesmos. 12. Disponibilizar opção de requerimentos de parcelamentos de débitos pela Internet, inclusive a simulação com as opções possíveis de parcelamento. SIM NÃO 18

19 13. Disponibilizar na Internet os boletos para recolhimento de débitos tributários conforme requerimento de parcelamento de débitos. 14. Disponibilizar procedimentos para permitir emissão da Declaração de Confissão de Dívida, juntamente com o extrato de débito do contribuinte. 15. Permitir o envio de boletos, certidões e extratos por , diretamente pelo sistema, sem a necessidade de se utilizar outro gerenciador de e- mail 16. Ao se efetuar um parcelamento, o sistema já deve efetuar a simulação de opções na mesma tela, de acordo com a legislação, prevendo os possíveis descontos de programa de incentivo (REFIS), com opção de impressão, e envio por (ver item 15) 17. Permitir realizar um cadastro de agendamento para ligação ao contribuinte, determinando um atendente 18. Permitir o controle das chamadas agendadas com as seguintes informações: Nome do contato da ligação, Duração da chamada, Opção de reagendamento, Armazenamento do histórico da chamada, Situação do contato realizado (PENDENTE, REAGENDADO, REJEITADO, NEGOCIADO), Controle das chamadas realizadas pelos atendentes com feedback da situação do contato. 19. Permitir realizar parcelamento dos débitos do contribuinte contatado, pelo próprio atendente. 20. Permitir a realização do cálculo do REFIS, de acordo com a legislação vigente, com opção de data de validade inicial e final. 21. Permitir geração de arquivo para impressão em lote de contribuintes devedores. 22. Permitir simulação de parcelamentos, com os benefícios de REFIS, através da internet. 23. Permitir a integração on-line dos dados relativos à execução fiscal junto ao Tribunal de Justiça. 24. O sistema deverá possuir mecanismos de segurança que permitem garantir autenticidade, integridade e sigilo das informações nos processos e transações dos módulos dos sistemas de informação. 25. Utilizar banco de dados relacional. O sistema deverá possuir integridade transacional nas operações efetuadas sobre a base de dados e as integridades referenciais e de entidade deverão ser garantidas pelo sistema. 19

20 26. A aplicação deverá possibilitar a exportação de arquivos em diversos formatos obedecendo ao layout definido pelo usuário, com ou sem delimitadores, para exportação de dados a sistemas auxiliares. 27. O sistema deverá permitir que os administradores do sistema tenham controle das configurações de usuários. 28. O sistema deverá cadastrar os perfis ou grupos de usuários. 29. O sistema deverá associar o perfil aos aplicativos que possuirão algum tipo de acesso. 30. O sistema deverá configurar as funções permitidas para o perfil, que são: Inserir, Pesquisar, Excluir, Alterar. 31. O sistema deverá permitir que os usuários do sistema somente visualizem no menu as funcionalidades que tenham acesso. 32. O sistema deverá permitir associar mais de um perfil por usuário. 33. O sistema deverá emitir relatórios contendo: usuários por perfil, módulos associados ao perfil. 34. Todo o sistema deverá ser acessado com uma única senha por usuário e de acordo com o conjunto de atribuições e direitos de acesso de cada usuário, configurável ao nível de comandos disponíveis na interface. 35. O sistema deverá possuir controle contra acessos simultâneos com uma mesma conta de usuário. 36. Os módulos do sistema deverão possuir interfaces gráficas padronizadas. 37. O sistema deverá possuir relatórios e gráficos estatísticos, com campos e filtros definidos pelo usuário para todas as consultas e relatórios e por quaisquer campos das tabelas, sendo ainda, customizáveis. 38. O sistema deverá possuir relatórios com a possibilidade de personalização de layout e impressão do brasão da PMVV. 39. O sistema deverá emitir todos os relatórios e anexos previstos na legislação pertinente. 40. O sistema deverá possuir módulo de auditoria aos acessos de usuários em todos os módulos instalados, especificando hora, data, usuário, setor e atividade permitindo monitoração "real-time". 41. O sistema deverá possuir histórico (log) de todas as operações efetuadas por usuário (alterações, 20

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 002 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94.

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA, e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. RESOLUÇÃO 942 / 99 Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. Referência: INFORMAÇÃO PADRONIZADA SD/CCE - 01 /99, de

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS A Supervisão de Suprimentos é a responsável pelo cadastramento dos fornecedores, bem como pela renovação cadastral

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ. CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 1 SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SEBRAE/RJ 1. DA CONVOCAÇÃO: CONCORRÊNCIA No 01/03 EDITAL DE CREDENCIAMENTO SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL EXTRAORDINÁRIA DOS JOGOS INDÍGENAS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015/SEJI EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE INTERESSADOS NA OPERAÇÃO E GESTÃO

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO, Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso, autarquia municipal,

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE INTRODUÇÃO Na intenção de realizar um novo sistema financeiro para a gestão de recursos de convênios celebrados pela Academia Brasileira de Ciências, o setor de informática juntamente com o setor financeiro

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA CARTA CONVITE N 005/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SANTA CATARINA - SENAR-AR/SC Edital de Convite nº. 005/2015 1 - Preâmbulo 1.1 - O Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG SUPERINTENDENCIA DE AGUA E ESGOTO DE ARAGUARI DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS COMISSÃO ESPECIAL DE CADASTRO/SETOR DE CADASTRO INSTRUÇÕES GERAIS 1. OBJETIVO Estabelecer normas e procedimentos para

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade...: Tomada de Preços Número...: 008/2014 Número da Modalidade: 003/2014 Data de Abertura da Licitação...: 20/02/2014 Data de Abertura das Propostas..: 14/03/2014 Horário...:

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 001 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 001 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 001 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

Projeto Bolsa Piloto FAQ destinado aos Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil

Projeto Bolsa Piloto FAQ destinado aos Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil Projeto Bolsa Piloto FAQ destinado aos Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil Como faço para concorrer a uma bolsa? O processo seletivo de alunos está sendo realizado pela Secretaria de Aviação Civil SAC/PR.

Leia mais

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES)

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) REFORMA DAS INSTALAÇÕES DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS DO ABRIGO DO

Leia mais

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ.

EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. PREÃMBULO 1994 EDITAL Nº. 01/2014 DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS A SEREM FINANCIADOS PELO FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA DO MUNICÍPIO DE MARABÁ-PARÁ. A Prefeitura Municipal de Marabá, por intermédio

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços de Coleta,

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

2.1 Podem participar do presente credenciamento, todos os interessados que preencham as condições exigidas no presente Edital;

2.1 Podem participar do presente credenciamento, todos os interessados que preencham as condições exigidas no presente Edital; 1 CREDENCIAMENTO 001/2011 O FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARIANA FUNPREV, por meio de sua Gestora, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar CREDENCIAMENTO

Leia mais

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Assunto: Leilão de Alienação de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip Net Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 38/2015 TIPO MENOR PREÇO EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO.

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO. PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO. EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 72/2015 TIPO MENOR PREÇO EXCLUSIVO PARA ME s e EPP s, CONFORME REDAÇÃO DADA PELA LC 147/2014.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls. Convite nº 081/2007 Fls. 1 CARTA CONVITE Processo nº 11784/05 Convite nº 081/2007 Entrega Envelopes até o dia: 15 de junho de 2007, às 14h00. Abertura Envelopes dia: 15 de junho de 2007, às 14h30. A COMISSÃO

Leia mais

EDITAL. Pregão Presencial Nº 000002/2014

EDITAL. Pregão Presencial Nº 000002/2014 Pregão Presencial Nº 000002 Data: 11 de março de 2014 ÀS 08:30 Processo Nº: 000002/2014 PREAMBULO A PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE SÃO FRANCISCO, ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, com sede na Rua Desembargador

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

Edital 02/2015 Saldo Remanescente

Edital 02/2015 Saldo Remanescente Edital 02/2015 Saldo Remanescente EDITAL Nº 02/2015 CMDCA EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO NO ANO DE 2015 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente CMDCA, no

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado.

ESCLARECIMENTOS. Em virtude do exposto, segue o Anexo A, com os itens mencionados, que para todos os efeitos ficam incorporados ao edital publicado. ESCLARECIMENTOS Em curso nesta Autarquia a licitação nº 0453/13, Processo nº 0363/13, que almeja a contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de medicina e segurança do trabalho. Foi recebido

Leia mais

EDITAL DE PRODUÇÃO DE VÍDEO DA JUSTIÇA RESTAURATIVA

EDITAL DE PRODUÇÃO DE VÍDEO DA JUSTIÇA RESTAURATIVA Instituto Cultural São Francisco de Assis Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis Estrada João de Oliveira Remião, 4444 Lomba do Pinheiro - Porto Alegre RS www.franciscanos-rs.org.br

Leia mais

DECRETO Nº 092, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2009.

DECRETO Nº 092, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2009. DECRETO Nº 092, DE 1º DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre a Instituição do Regime Especial de Es-crituração Fiscal Eletrônica - REFE, aos prestadores e tomadores de serviços, sujeitos à tributação do Im-posto

Leia mais

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV,

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV, DECRETO Nº 5218 DE 09 DE NOVEMBRO DE 2011. EMENTA: Regulamenta os procedimentos de declaração, avaliação, emissão de guias de recolhimento, processo de arbitramento e a instauração do contencioso fiscal

Leia mais

PRÊMIO CARLOS CARVALHO / AUXÍLIO-MONTAGEM

PRÊMIO CARLOS CARVALHO / AUXÍLIO-MONTAGEM PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA Concurso nº 17/10 Processo nº 001.044122.10.1 PRÊMIO CARLOS CARVALHO / AUXÍLIO-MONTAGEM REGULAMENTO A Secretaria Municipal da Cultura

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 001/2015 ASSESSORIA DE IMPRENSA. Data Evento Horário Forma Local

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 001/2015 ASSESSORIA DE IMPRENSA. Data Evento Horário Forma Local EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO CBG Nº 001/2015 ASSESSORIA DE IMPRENSA A CBG Confederação Brasileira de Golfe, de acordo com a Lei 10.264 de 16 de julho de 2001 Lei Agnelo/Piva, regulamentada pelo

Leia mais

Memorial Técnico para Elaboração de Proposta Comercial

Memorial Técnico para Elaboração de Proposta Comercial I MEMORIAL TÉCNICO DO XXVII CBP: 1. Objeto da Concorrência: 1.1. Selecionar a(s) Montadora(s) prestadora(s) de serviços de montagem para as diversas fases BLOCOS para a implantação do XXVII CBP no Transamérica

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICIPIO DE ITATIBA DO SUL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÕES EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 003/2013 O Município de Itatiba do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, torna público para o conhecimento dos interessados, que em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93

Leia mais

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM EDITAL CONVITE Nº 002/2015 1 PREÂMBULO 1.1. A, através da COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO CML, adiante denominada simplesmente CML, CONVIDA essa firma para participar do certame licitatório, na modalidade

Leia mais

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO Data: A partir do dia 22/06/2011 Local: FAPEU SETOR DE LICITAÇÃO (Campus Universitário s/nº, Trindade,

Leia mais

10/2011 750364/2010 SDH/PR

10/2011 750364/2010 SDH/PR Cotação Prévia de Preço n 10/2011 Convênio nº 750364/2010 SDH/PR Projeto: Desenvolver processos de educação popular, visando a garantia dos direitos humanos e fortalecimento da cidadania, na perspectiva

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

COLETA DE PREÇOS nº 07/2013

COLETA DE PREÇOS nº 07/2013 COLETA DE PREÇOS nº 07/2013 1. PREÂMBULO 1.1. A ASSOCIAÇÃO MUSEU AFRO BRASIL, torna pública a realização de Seleção de Fornecedores na modalidade Coleta de Preços, pelo critério de menor preço, objetivando

Leia mais

22100022.12.362.014.21747.0700000.33903000.51.0.30-4955

22100022.12.362.014.21747.0700000.33903000.51.0.30-4955 Convite N.º 003/2015 Natureza da Despesa Funcional Programática Data da Emissão 15 de Junho de 2015 Data da Licitação 22 de Junho de 2015 Horário da Licitação 08:00h Tipo de Licitação Aquisição de Material

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região

Conselho Regional de Economia da Paraíba 21ª Região EDITAL DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE CONTADOR PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS CONTÁBEIS E DE ASSESSORIA CONTÁBIL PARA O CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 21ª REGIÃO PARAÍBA CONVITE Nº 002/2016

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTÂNCIA VELHA

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTÂNCIA VELHA DECRETO MUNICIPAL N.º 102/2014, de 11 de dezembro de 2014. REGULAMENTA PROCEDIMENTOS, RELATIVOS A AIDOF, NOTAS FISCAIS DE SERVIÇO, ESCRITURAÇÃO FISCAL E REQUERIMENTOS E APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005

RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005 RESOLUÇÃO CONJUNTA CGM/SMAS/SMA Nº 019 DE 29 ABRIL DE 2005 Dispõe sobre os procedimentos para cadastramento de Fundações Privadas ou Associações pela Comissão de Cadastramento de ONGs e Associações, de

Leia mais

Prefeitura Municipal de Farias Brito GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.595.572/0001-00

Prefeitura Municipal de Farias Brito GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.595.572/0001-00 ANEXO I PREGÃO Nº 2012.12.12.1 TERMO DE REFERÊNCIA Com a especificação dos serviços de assessoria, consultoria, execução contábil, justificativas, defesas e recursos de processos administrativos junto

Leia mais

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA 1. Na renovação a empresa deverá informar, por escrito, se houve ou não alteração dos documentos de Qualificação Técnica

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana

ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana ORIENTAÇÃO PARA PREENCHIMENTO DE FORMULÁRIO DE REGISTRO CADASTRAL 1 Preenchimento pela Prefeitura Municipal de Viana São campos de informações, destinado exclusivamente a Prefeitura Municipal de Viana.

Leia mais

CONVITE: 003 /08 DE 19 DEFEVEREIRO DE 2008 ENCERRAMENTO e ABERTURA: - 06 DE MARÇO DE 2008-10:00 h

CONVITE: 003 /08 DE 19 DEFEVEREIRO DE 2008 ENCERRAMENTO e ABERTURA: - 06 DE MARÇO DE 2008-10:00 h CONVITE: 003 /08 DE 19 DEFEVEREIRO DE 2008 ENCERRAMENTO e ABERTURA: - 06 DE MARÇO DE 2008-10:00 h 1.0.OBJETO 1.1 Contratação de Empresa Especializada para Locação, Implantação, Treinamento de Pessoal e

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE GAURAMA-RS SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PÚBLICAS E DE TRÂNSITO EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015 TIPO MENOR PREÇO GLOBAL Edital de

Leia mais

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001

EDITAL DE CADASTRAMENTO FINANCEIRA BRB 2008/001 OBJETO: CADASTRAMENTO DE EMPRESAS OBJETIVANDO FUTURAS CONTRATAÇÕES DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE CORRESPONDENTES. 1 PREÂMBULO 1.1 A BRB CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A ( FINANCEIRA BRB ) torna

Leia mais

Chamamento Público para o Programa Educação e Cultura nas Escolas Públicas/ Pesquisa-ação em iniciativas educacionais

Chamamento Público para o Programa Educação e Cultura nas Escolas Públicas/ Pesquisa-ação em iniciativas educacionais MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DE POLÍTICAS CULTURAIS - SPC DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO - DEC CHAMAMENTO PUBLICO N 01/2011 Chamamento Público para o Programa Educação e Cultura nas Escolas Públicas/

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA

SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA SELEÇÃO PÚBLICA FUNDAÇÃO CERTI 01/2009 SUBVENÇÃO ECONÔMICA À INOVAÇÃO PROGRAMA PRIME - PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA 1. APRESENTAÇÃO O Programa Prime - Primeira Empresa Inovadora - visa apoiar empresas nascentes

Leia mais

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais).

DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: 41.20.02 MOBILIÁRIO EM GERAL - R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais). PROCESSO N.º 003/2013 LICITAÇÃO Nº 003/2013-CONVITE TIPO: MENOR PREÇO POR LOTE À EMPRESA: ENDEREÇO: O Conselho Regional de Administração-CRA, através de sua Comissão Permanente de Licitação, nos termos

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO

AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO AVISO DE CHAMADA PÚBLICA DE APOIO INSTITUCIONAL Nº 01/2015 DO OBJETO Esta Chamada Pública de Apoio Institucional visa à seleção de projetos a serem apoiados pelo CAU/BR na modalidade de Apoio à Assistência

Leia mais

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE

TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 MODALIDADE: CONVITE TERMO DE CONVOCAÇÃO Nº. 001/15 DATA DE ABERTURA: 22/01/2015 10H (HORÁRIO DE BRASÍLIA) SEDE DA CBVD: RUA AFONSO CELSO, 1221 CJ 36 VL. MARIANA CEP: 041.19-061 - SÃO PAULO/SP - BRASIL A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a Contratação de Empresa para a

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2013 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2013 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 19/03/2013 HORÁRIO: 10:00 Horas LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL

INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL INTENÇÃO DE CONTRATAÇÃO ISGH / 2014 CONSULTORIA EM SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO EMPRESARIAL O INSTITUTO DE SAÚDE E GESTÃO HOSPITALAR - ISGH, pessoa jurídica de direito privado, associação sem fins lucrativos

Leia mais

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA

CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 002/2012 VISANDO O CREDENCIAMENTO DE QUIROPRAXISTA, MÉDICO GINECOLOGISTA, MÉDICO PSIQUIATRA E MÉDICO OFTALMOLOGISTA O Município de IPÊ RS, através do presente Edital, comunica a

Leia mais

P R E F E I T U R A D E G A S P A R CNPJ 83.102.244/0001-02

P R E F E I T U R A D E G A S P A R CNPJ 83.102.244/0001-02 Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento SELEÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL INTERESSADA NA PRODUÇÃO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ÂMBITO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA. O MUNICÍPIO

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO 1 EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE EMPRESAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO O SENAR PR SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - Administração Regional do Paraná, com sede à Rua Marechal Deodoro, 450-16º

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO E QUALIDADE DO PRODUTO. DATA LIMITE PARA ENTREGA DE ORÇAMENTO: 30 de setembro de 2013

CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO E QUALIDADE DO PRODUTO. DATA LIMITE PARA ENTREGA DE ORÇAMENTO: 30 de setembro de 2013 ATO CONVOCATÓRIO 35/2013 Processo de Contratação de Empresa Prestadora de Serviços MODALIDADE: CONCORRÊNCIA ESPECIAL CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO E QUALIDADE DO PRODUTO DATA LIMITE PARA ENTREGA

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE FORNECIMENTO DE CARTÕES MAGNÉTICOS DE ALIMENTAÇÃO E REFEIÇÃO COM CARGAS MENSAIS. EDITAL n.

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE FORNECIMENTO DE CARTÕES MAGNÉTICOS DE ALIMENTAÇÃO E REFEIÇÃO COM CARGAS MENSAIS. EDITAL n. PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE FORNECIMENTO DE CARTÕES MAGNÉTICOS DE ALIMENTAÇÃO E REFEIÇÃO COM CARGAS MENSAIS EDITAL n. 005/2013 TOMADA DE PREÇO n. 001/2013 Item 01. Requisitos básicos

Leia mais

REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS DE CONSULTORIA, INSTRUTORIA EM PROJETOS.

REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS DE CONSULTORIA, INSTRUTORIA EM PROJETOS. REGULAMENTO DE CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFISSIONAIS DE CONSULTORIA, INSTRUTORIA EM PROJETOS. TOLEDO-PR Página 2 de 6 1. OBJETIVO 1.1 O presente regulamento objetiva

Leia mais

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto;

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto; CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 QUALIFICAÇÃO DE ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL NA ÁREA DE SAÚDE O Município de Fontoura Xavier, Estado do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS EDITAL Nº 008/2015 CONVÊNIO Nº: 812779/2014 SDH/PR PROCESSO LICITATÓRIO Nº: 012/2015 TIPO: Cotação prévia de preços / Menor preço OBJETO: Contratação de Seguro contra Acidentes

Leia mais

CONVITE Nº 003/2012 - CRA/RN

CONVITE Nº 003/2012 - CRA/RN CONVITE Nº 003/2012 - CRA/RN Prezados senhores, A COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÕES DO CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO CRA/RN em conformidade com a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, torna público,

Leia mais

Edital de convite para

Edital de convite para CÂMARA MUNICIPAL DE ARVOREZINHA EDITAL DE CONVITE N.º 004/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 006/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO E ABERTURA DOS ENVELOPES DA DOCUMENTAÇÃO: 13/11/2014,

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE RUGBY

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE RUGBY AVISO PROCESSO SELETIVO São Paulo, 23 de junho de 2014. PROCESSO SELETIVO Nº 001/2014 I. Proponente: Confederação Brasileira de Rugby CNPJ: 50.380.658/0001-44 E-mail: kaiza.cappi@brasilrugby.com.br Endereço:

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 ! " TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 PROCESSO Nº 1.825/2005 Regime Jurídico: Lei nº 8.666/93, alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: TOMADA DE PREÇOS O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

Câmara Municipal De Natividade Da Serra

Câmara Municipal De Natividade Da Serra DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INCRIÇÃO NO REGISTRO CADASTRAL (Em conformidade com os artigos 28 a 31 da Lei Federal Nº 8.666/93 e demais alterações posteriores): PESSOA JURÍDICA 1 - Documentação Relativa

Leia mais

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação?

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? As certidões indispensáveis à participação nas licitações, conforme previsto no artigo 27 da Lei 8.666/93, são: certidão

Leia mais