LinxERP - Cartilha da Moda Linx Sistemas Equipe de Documentação LinxERP - Cartilha da Moda 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LinxERP - Cartilha da Moda. 2014 Linx Sistemas Equipe de Documentação documentacao@linx.com.br. LinxERP - Cartilha da Moda 1"

Transcrição

1 LinxERP - Cartilha da Moda 2014 Linx Sistemas Equipe de Documentação 1

2 2014 Linx Sistemas Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material pode ser reproduzida por qualquer forma ou meio - gráfico, eletrônico, ou mecânico, incluindo fotocópias, fotos ou sistemas de armazenamento e recuperação de dados - sem a autorização prévia da Linx. Todas precauções foram tomadas na preparação deste documento, no entanto, a Linx não assume nenhuma responsabilidade por erros ou omissões, ou problemas resultantes do uso das informações nele contidas. Em caso de alguma ocorrência, solicitamos a comunicação à área de Documentação da Linx, para esclarecimento ou correção. Impresso: outubro 2014 em São Paulo - Brasil. Linx Rua Cenno Sbrighi, Prédio II. Água Branca - CEP São Paulo - SP F: Linx Sistemas 2

3 Conteúdo Linx Cartilha da Moda Introdução Configurações e principais operações Pré-requisitos... 7 Imposto... 8 Parâmetros... 9 Nota fiscal - Modelos por operação Nota fiscal de transferência Integração de notas fiscais de entrada/ saída Exceção de imposto Apuração dos impostos ICMS e ICMS - CM Lançamento manual na apuração

4 Top Level Intro This page is printed before a new top-level chapter starts Part Linx Cartilha da Moda I 4

5 Visão Geral Linx - Car tilha da moda Adequação à Lei 6331/2012 "C artilha da Moda" - Regime especial de tributação para estabelecimentos fabricantes de produtos têxteis, de confecção e aviamentos. Esse regime especial concedido pela Lei de 10 de Outubro de no Estado do Rio de Janeiro, concede ao C ontribuinte (fabricante de produtos têxteis, artigos de tecidos, confecção de roupas e acessórios de vestuários e aviamentos para costura) a opção de recolher 2,5% sobre suas saídas (já inclusa a parcela de 1% do FEC P), porém vedando o aproveitamento de qualquer crédito do IC MS. O sistema LinxERP atenderá ao novo regime tributário inserindo um novo imposto (67 - ICMS - CM) para controle no recolhimento diferenciado do imposto através da alíquota e 2,5 aplicada ao cálculo das notas fiscais de saída. De acordo com a lei, os interessados por esse regime deverão comunicar a adesão junto à repartição fiscal de sua jurisdição, na Secretaria da Fazenda do Estado do Rio de Janeiro. Essa Lei não se aplica às Micro Empresas e Empresas de Pequeno Porte. C aso esse contribuinte possua outras atividades de naturezas diversas, deverá desmembrar o estabelecimento, criando uma filial exclusiva para essas atividades com C NPJ e Inscrição Estadual distinta do estabelecimento do fabricante. ATENÇÃO: Leia atentamente a lei aplicada para o devido ajuste das informações junto ao sistema LinxERP Para mais informações, acesse o site da C artilha da moda. Configurações e principais operações: Pré-requisitos Imposto Parâmetros Nota fiscal - Modelos por operação Integração de notas fiscais de entrada/saída Exceção de imposto Apuração dos impostos IC MS e IC MS - C M Lançamento manual na apuração 5

6 Top Level Intro This page is printed before a new top-level chapter starts Part Configurações e principais operações II 6

7 Pré-requisitos Linx - Car tilha da moda Para realizar o processo da cartilha da moda no sistema Linx, é necessário atender aos seguintes requisitos: Atualização do último pacote disponível para inclusão automática do novo imposto 67 - IC MS - C M. Tela Exceção de imposto - Inclusão do imposto 67 - IC MS - C M com o vinculo da taxa de 2,5% para cálculo do imposto nas notas fiscais de saída e inclusão de exceção para transferências de fabricantes com destino a outros estabelecimentos. Efetue a integração das notas fiscais de entrada/gerada no período através da tela Integração das notas fiscais de Entrada/ Saída. Apuração dos impostos IC MS (padrão) e IC MS - C M ( C artilha da moda 2,5%) através da tela Resumo da Apuração. Fechamento das apurações geradas e gravadas através da tela C onsulta e alteração da apuração. Estorno dos valores débito e crédito gerados na apuração do IC MS através da tela Lançamento de imposto na apuração. Para transações com operações de transferências dentro do Estado do Rio de Janeiro, de fabricantes com destino a outros estabelecimentos configure os parâmetros: 1.PORC _REDUC AO_BASE_IC MS 2.TABELA_PREC O_BASE_IC MS 7

8 Tela Imposto Linx - Car tilha da moda Na tela Imposto, foi inserido o novo imposto 67 - ICMS - CM para atender ao novo Regime especial de tributação para estabelecimentos fabricantes de produtos têxteis, de confecção e aviamentos. O imposto 67 - IC MS - C M será inserido no sistema após atualização do último pacote de correção ou HotFix disponível. Aparência da tela 8

9 Tela Parâmetros Linx - Car tilha da moda C onfigure os parâmetros a seguir para operações de Transferência de produto do estabelecimento: PORC_REDUCAO_BASE_ICMS Indica percentual para redução da tabela de preço indicada no parâmetro TABELA_PREC O_BASE_IC MS TABELA_PRECO_BASE_ICMS Informe o código da tabela de preço utilizada para compor a base do IC MS na transferência. 9

10 10

11 Nota fiscal - Modelos por operação Linx - Car tilha da moda Os exemplos aqui citados NÃO devem ser aplicados como regra para todas as empresas, uma vez que cada empresa possui os seus tipos de operações nas naturezas de entrada e saída de notas fiscais. Verifique que as exceções de impostos foram criadas de acordo com a natureza de operação utilizada nas notas fiscais. Se o contribuinte possuir outras atividades de naturezas diversas, deverá desmembrar o estabelecimento, criando uma filial exclusiva para essas atividades com C NPJ e Inscrição Estadual distinta do estabelecimento do fabricante. Para mais informações, acesse o site da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Venda interna de mercadoria Venda Interestadual Transferência de produto do estabelecimento O exemplo citado conforme nota fiscal abaixo, não foi aplicado de acordo com a regra de transferência para cartilha da moda mencionado no Artigo 2º, Parágrafos 13 ao 21 Lei 6331/2012. Verifique o passo a passo aqui (Artigo 2º, Parágrafos 13 ao 21 Lei 6331/2012) Nas operações de transferência dentro do Estado do Rio de Janeiro, de fabricante com destino a outros estabelecimentos comerciais da Empresa, o destaque do imposto no documento fiscal será com a aplicação da alíquota 11

12 interna sobre a base de cálculo de 70% do preço de referencia praticado a consumidor final. Esse preço de referência é obtido pelo somatório das parcelas que compõe o custo da mercadoria produzida pelo estabelecimento fabricante acrescido de margem de valor agregado, relativa às operações subsequentes, até a operação de venda praticada com o consumidor final. C aso o estabelecimento que recebeu a nota fiscal com a base de cálculo de 70% do valor mencionado não venda essa mercadoria dentro de três meses, o contribuinte(fabricante) terá que recolher a diferença de parcela adicional de imposto, não compensável, igual ao destaque do imposto constante no documento fiscal de transferência. Será recolhido, esse valor em guia distinta, aplicando-se redução de 50%, se for recolhida até o dia 10 do terceiro mês subsequente à transferência interna realizada. O recolhimento de 1% do FEC P deverá ser recolhido em separado. Transferência de produto do estabelecimento ( entre fabricantes) Venda Interna de mercadoria 12

13 Devolução de compra para industrialização 13

14 Remessa para industrialização Remessa para conserto 14

15 Transferência de produto do estabelecimento Linx - Car tilha da moda ATENÇÃO: Leia atentamente a lei aplicada para o devido ajuste das informações junto ao sistema LinxERP (Artigo 2º, Parágrafos 13 ao 21 Lei 6331/2012) Nas operações de transferência dentro do Estado do Rio de Janeiro, de fabricante com destino a outros estabelecimentos comerciais da Empresa, o destaque do imposto no documento fiscal será com a aplicação da alíquota interna sobre a base de cálculo de 70% do preço de referencia praticado a consumidor final. Esse preço de referência é obtido pelo somatório das parcelas que compõe o custo da mercadoria produzida pelo estabelecimento fabricante acrescido de margem de valor agregado, relativa às operações subsequentes, até a operação de venda praticada com o consumidor final. C aso o estabelecimento que recebeu a nota fiscal com a base de cálculo de 70% do valor mencionado não venda essa mercadoria dentro de três meses, o contribuinte(fabricante) terá que recolher a diferença de parcela adicional de imposto, não compensável, igual ao destaque do imposto constante no documento fiscal de transferência. Será recolhido, esse valor em guia distinta, aplicando-se redução de 50%, se for recolhida até o dia 10 do terceiro mês subsequente à transferência interna realizada. O recolhimento de 1% do FEC P deverá ser recolhido em separado. Verifique no LinxERP mercadoria: o procedimento para aplicação do cálculo para operação transferência de 1. C onfigure os parâmetros (clique aqui): PORC _REDUC AO_BASE_IC MS TABELA_PREC O_BASE_IC MS 2. Inclua ou altere a exceção de imposto de transferência de mercadoria conforme exemplo aplicado: Na página Dados da Exceção, informe a natureza de operação para transferência de mercadoria; Na página itens, informe o imposto IC MS com alíquota aplicável ao estado do Rio de Janeiro (19%) e selecione a coluna - Usa tabela preço base conforme exemplo aplicado; Ao selecionar a opção " Usa tabela preço base", o sistema aplicará o cálculo da transferência com base na tabela de preço informada no parâmetro TABELA_PRECO_BASE_ICMS. 15

16 3. Verifique na tela Registro de saída que o cálculo para transferência foi aplicado corretamente, onde de acordo com a lei da cartilha da moda, aplica -se a alíquota interna sobre a base de cálculo de 70% do preço de referência praticado ao consumidor final. Valor contábil 1000,00 Base 700,00 Taxa 19% Valor 133,00 16

17 Valor contábil 1000,00 Isento 300,00 Outros 0,00 De acordo com o artigo Artigo 2º, Parágrafos 13 ao 21 Lei 6331/2012, caso a mercadoria transferida não seja vendida dentro do prazo de três meses, o contribuinte(fabricante) terá que recolher a diferença de parcela adicional de imposto, não compensável, igual ao destaque do imposto constante no documento fiscal de transferência. Esse valor será recolhido em guia distinta, aplicando-se redução de 50%, se for recolhida até o dia 10 do terceiro mês subsequente à transferência interna realizada. O recolhimento de 1% do FEC P deverá ser recolhido em separado. 17

18 Tela Integração das notas fiscais de entrada/saída Linx - Car tilha da moda Após inclusão das notas fiscais em um determinado período, efetue na tela Integração das Notas Fiscais de Entrada/Saída para que os valores sejam apresentados na apuração dos impostos e nos livros de registro de entrada e saída. 18

19 Tela Exceção de imposto Linx - Car tilha da moda Na tela Exceção de Imposto, de acordo com os tipos de operações utilizados, informe o novo imposto para que o sistema calcule separadamente o imposto 67, permitindo ao usuário o controle de cálculo padrão do IC MS e imposto a recolher do IC MS - C M. As exceções com o imposto IC MS - C M deverão ser ajustadas ou inseridas no sistema somente se o usuário estiver enquadrado no regime especial tributário C artilha da moda. O quadro apresenta os dados que devem ser filtrados e fixados na exceção de imposto para o cálculo do imposto IC MS - C M. ID Imposto 67 Imposto IC MS Incidência na saída Destaca Incidência na entrada Não utilizado Gera na entrada - Gera na saída - Alíquota fixa SIM Alíquota 2,5 Agrega após desconto SIM Agrega após encargo SIM Nome técnico IC MS da cartilha Moda (RJ) Lei 6331 de Não se recupera na entrada e embora destaque 19% da venda, estorno de 19%, outros débitos de 2,5%. Lançado na apuração os 19% da venda, estorno de 19%, outros débitos de 2,5% e 0% de recuperação. Aparência da tela A tela de exceção de imposto será vinculada em uma nota fiscal de acordo com as informações filtradas. Verifique com atenção os dados informados para evitar que na inclusão da nota fiscal o sistema não localize a exceção criada ou ajustada anteriormente. O exemplo apresentado será aplicado através da operação: venda de mercadoria interestadual 19

20 Página Dados da Exceção Página Itens Campos da tela O exemplo citado não segue um modelo obrigatório de exceção de imposto para venda interestadual. As informações selecionadas nesta página são de responsabilidade do usuário da tela ou responsável fiscal da empresa que verificará as melhores opções de filtros de dados para cálculo dos impostos na exceção da nota fiscal. 20

21 Nome do campo Página Dados da Exceção Exceção imposto Descrição Os campos informados nesta página devem ser utilizados para facilitar a localização da exceção de imposto no momento da inclusão da nota fiscal. Informe uma descrição para facilitar a identificação da particularidade de cálculo do imposto. Ex e m p lo : Ca r tilh a d a m o d a in te r e s ta d u a l Natureza de saída Tributação do IC MS Página Itens Informe a natureza de saída utilizada para venda de mercadoria. A natureza de saída deve ser cadastrada previamente através da tela Natureza fiscal de operação para saída. Informe a tributação do IC MS É utilizada para tratar as incidências de impostos que fogem a regra geral. Para tratar as diferentes formas de tributação existentes na legislação fiscal. ID Informe o ID do imposto a ser calculado para a exceção. Neste caso, 67 Imposto Descrição do imposto selecionado para o cálculo diferenciado. Neste caso, IC MS - C M ( C artilha da moda) Redução da base Não há Taxa do imposto Informe a alíquota aplicada ao regime especial C artilha da Moda 2,5% Na exceção podemos inibir o imposto que está automático ou incluir um imposto que Não está automático (para verificar qual o imposto que está automático, utilizar a tela impostos). É preciso tomar cuidado na hora de parametrizar à exceção, pois ela será a responsável pelos cálculos dos impostos nas notas fiscais de entrada ou saída. Uma vez utilizada em uma nota fiscal, não será possível sua exclusão, ou seja, deverá ser alterada e inativa. Para mais informações, verifique a documentação da tela Exceção de Imposto 21

22 Apuração dos impostos ICMS e ICMS - CM Linx - Car tilha da moda Apuração dos impostos IC MS Apuração dos impostos IC MS - C M Apuração do imposto ICMS Efetue o resumo da apuração do imposto IC MS através da tela Resumo da Apuração / IC MS Padrão. Verifique que são apresentados os valores de débito, crédito e imposto a recolher do imposto IC MS. Os valores gerados e gravados na apuração do imposto IC MS devem ser estornados através da tela , pois através do Regime especial de tributação cartilha da moda, os valores estornados não serão considerados como base de cálculo para o imposto IC MS - C M. A apuração do IC MS é gerada somente para informar ao fisco (SPED), o cálculo do imposto padrão IC MS. O estorno dos lançamentos de crédito e débitos são efetuados para que seja aplicada a alíquota de 2,5%. De acordo com os exemplos de notas fiscais apresentadas, verifique a estrutura de cálculo da apuração do IC MS: Para efeito de cálculo desse regime especial, serão incluídas: 1.Todas as Saídas internas realizadas para contribuintes; 2. Saídas interestaduais de qualquer natureza descontadas somente as devoluções de vendas, os retornos decorrentes de saídas em operações internas para industrialização por encomenda e os retornos decorrentes de saídas internas para conserto, reparo ou manutenção de bens do ativo fixo; Para efeito de cálculo do IC MS serão excluídas: 1. as transferências internas de mercadorias realizadas entre estabelecimentos fabricantes, beneficiários dessa lei, vinculados a um mesmo C NPJ; 2. as devoluções de compras; 3. as exportações para o exterior; 22

23 Exemplos de notas fiscais utilizadas para estrutura da apuração dos impostos IC MS e IC MS - C M: Cálculos do ICMS CFOP Valor Descrição ,00 Venda Interna ,00 Venda Interestadual ,00 Transf.de Prod.do Estabelecimento(Fabr.p/C om) ,00 Devolução de C ompra para Industr.Aplicação do IC MS CM ,00 Remessa p/industr.por encomenda ,00 Remessa Merc.p/C onserto ,00 Venda Interna Total 8460,00 Exclusões ,00 Total 800,00 Devolução de C ompra para Industr. Descontos ,00 Devolução de Vendas ,00 Retorno Ind.por encomenda ,00 Retorno de C onserto Total 1780,00 Total Geral (Cálculos do ICMS - Exclusões Descontos) 5880,00 Alíquota do imposto ICMS - CM 2,5% Imposto ICMS - CM a recolher 147,00 23

24 Tela Resumo da Apuração / ICMS Padrão Página Resumo da Apuração Informe a filial, período e imposto para verificação dos valores da apuração do imposto IC MS. A imagem apresenta os valores de débito, crédito pertencentes a estrutura padrão da apuração do IC MS e os valores de estorno e valor do imposto inseridos através da tela Lançamento de impostos da apuração. Mesmo utilizando o regime especial de tributação cartilha da moda, é imprescindível efetuar a apuração do imposto padrão IC MS, pois as informações geradas são dados exigidos pelo fisco. Após conferência dos dados gerados na apuração do imposto padrão IC MS, selecione GRAVAR INFORMAÇ ÕES e indique o fechamento da apuração na tela C onsulta e alteração da apuração, minimizando possíveis lançamentos para o período apurado após conferência dos valores. 24

25 Tela Consulta e alteração da apuração / ICMS Padrão Página Lista Nesta página é possível verificar detalhadamente por C FOP, os valores de débito e crédito gerados na apuração de imposto. Indique o fechamento da apuração na tela C onsulta e alteração da apuração, minimizando possíveis lançamentos para o período apurado após conferência dos valores. Apuração do imposto ICMS - CM Após apuração do imposto padrão IC MS, efetue a apuração do imposto IC MS - C M. Para efeito de cálculo do regime especial, serão inclusas todas as saídas internas realizadas para contribuintes e as interestaduais de qualquer natureza descontadas somente as devoluções de vendas, os retornos decorrentes de saídas em operações internas para industrialização por encomenda e os retornos decorrentes de saídas internas para conserto, reparo ou manutenção de bens do ativo fixo. 25

26 Tela Resumo da Apuração / ICMS - CM Página Resumos da Apuração Informe a filial, período e imposto para verificação dos valores da apuração do imposto IC MS - C M. A imagem apresenta os valores de débito, crédito pertencentes a estrutura da apuração do IC MS - C M. 26

27 Página Detalhes Verifique o total dos débitos apresentado para cálculo da estrutura da apuração do IC MS - C M. Tela Consulta e Alteração da Apuração / ICMS - CM Nesta página é possível verificar detalhadamente por C FOP, os valores de débito e crédito gerados na apuração de imposto. 27

28 Indique o fechamento da apuração na tela C onsulta e alteração da apuração, minimizando possíveis lançamentos para o período apurado após conferência dos valores. Lançamento manual na apuração Linx - Car tilha da moda Os valores gerados e gravados na apuração do imposto IC MS devem ser estornados através da tela , pois através do Regime especial de tributação cartilha da moda, os valores estornados não serão considerados como base de cálculo para o imposto IC MS - C M. A apuração do IC MS é gerada somente para informar ao fisco (SPED), o cálculo do imposto padrão IC MS. Para os exemplos apresentados, efetue os seguintes lançamentos manuais na apuração: IRE Estornando o Débito (neste caso 1.337,40) 28

29 IRS IRS Estornando o C rédito ( neste caso ) Outros Débitos, com o valor apresentado na Apuração do IC MS-C M ( neste caso ) 29

30 Se necessário (opção do usuário), efetue mais um lançamento para zerar o valor da apuração do imposto IC MS-C M. 30

31 IRE Estornando o Débito do imposto IC MS-C M. 31

32

Linx 11/09/2013 Equipe de Documentação documentacao@linx.com.br. Manual da FCI

Linx 11/09/2013 Equipe de Documentação documentacao@linx.com.br. Manual da FCI Linx 11/09/2013 Equipe de Documentação documentacao@linx.com.br 1 Linx Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material pode ser reproduzida por qualquer forma ou meio - gráfico, eletrônico,

Leia mais

GAL 16.03 PS1. 2013 Linx. 31/07/2013 Equipe de Documentação documentacao@linx.com.br

GAL 16.03 PS1. 2013 Linx. 31/07/2013 Equipe de Documentação documentacao@linx.com.br 2013 Linx 31/07/2013 Equipe de Documentação documentacao@linx.com.br 1 2013 Linx Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste material pode ser reproduzida por qualquer forma ou meio - gráfico, eletrônico,

Leia mais

Versão 06/2012. Substituição Tributária

Versão 06/2012. Substituição Tributária Substituição Tributária 1 ÍNDICE 1. O que é a Substituição Tributária?... 3 1.1 Tipos de Substituição Tributária;... 3 1.2 Como é feito o Recolhimento da ST?... 3 1.3 Convênio e Aplicação... 3 1.4 Base

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Transferência de Crédito de ICMS de Fornecedor Optante do Simples Nacional 09/01/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Transferência de Crédito do ICMS pelos Optantes do... 4 3.2 Do Ressarcimento

Leia mais

Tel. (0xx11) 3038-1150 Fax (0xx11) 3038-1166

Tel. (0xx11) 3038-1150 Fax (0xx11) 3038-1166 Sistema Nota Já Este manual tem por objetivo apresentar o sistema NotaJá a fim de auxiliar o usuário com todos os processos de cadastro, lançamentos de notas, cancelamentos, inutilizações, notas complementares

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por:

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda

Esclarecimentos. Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Esclarecimentos Relatório de Apuração de ICMS do sistema Avance Retguarda Afim de sanar as dúvidas mais frequentes e possíveis diferenças de valores ou informações no relatório de Apuração de ICMS do sistema

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 Página 1 de 15 Maiores informações a respeito dos assuntos destacados abaixo devem ser obtidas no Manual do Comply v4.00 disponível no Portal de Produtos. Página 2 de 15 CADASTROS

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização Segmentos industrialização 09/01/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 7 5. Informações Complementares...

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL Tutorial do Sistema WinThor Módulo Contábil Copyright - PC Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito diferencial de alíquota no Ativo Imobilizado - SP Crédito 17/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Crédito do ICMS próprio adquirido do Simples Nacional com destino

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12

Importação de Notas pelo Código de Barras DANFE... 12 IMPORTAÇÃO DE NF-E (ENTRADA) SUMÁRIO Importação de Notas pelo Arquivo XML... 2 Parametrização dos Produtos... 4 Parametrização de Código de Situação Tributária (CST)... 5 CST de ICMS... 5 CST de IPI...

Leia mais

ICMS ANTECIPADO ESPECIAL - NÃO OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL

ICMS ANTECIPADO ESPECIAL - NÃO OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL ICMS ANTECIPADO ESPECIAL - NÃO OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. Em que se constitui o ICMS ANTECIPADO ESPECIAL? R= Em valor correspondente à diferença entre a alíquota interna e a

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 1. OPERAÇÕES INTERNAS 1.1-BASE DE CÁLCULO - OPERAÇÃO INTERNA No RICMS/SP temos as hipóteses de definição da base de cálculo do ICMS-ST

Leia mais

Manual de orientação Versão II APRESENTAÇÃO

Manual de orientação Versão II APRESENTAÇÃO Documento de Utilização de Benefício Fiscal APRESENTAÇÃO Prezado Contribuinte, Instituído pela Resolução SEFAZ nº 180 de 05 de dezembro de 2008, o DUB-ICMS (Documento de Utilização de Benefício) é uma

Leia mais

Manual do Módulo. MerchNotas

Manual do Módulo. MerchNotas Manual do Módulo MerchNotas Bento Gonçalves (RS), Agosto de 2010 Índice 1. Introdução... 4 2. Menu Entrada de Notas... 5 2.1. Entrada de Notas (F11)... 5 2.2. Entrada de Notas NFe (F12)... 8 2.3. Apuração

Leia mais

: 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14. Banco(s) de Dados

: 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14. Banco(s) de Dados Geração do Arquivo Digital da GIA-MS Produto : Totvs 12 Chamado : TQY767 Data da criação : 26/11/2014 Data da revisão : 10/12/14 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Progress/Oracle/SQL Importante Desenvolvimento

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32 NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA Controle Judicial Manual de Instruções Versão 8.32 1 Sumário 1 CONTROLE DE COBRANÇA JUDICIAL... 4 1.1 ARQUIVO... 4 1.1.1 Processos...4 1.1.1.1 Réus Principais do Processo...13

Leia mais

Anexo 4.0 Substituição Tributária. Anexo 4.4. (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010).

Anexo 4.0 Substituição Tributária. Anexo 4.4. (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010). Anexo 4.0 Substituição Tributária Anexo 4.4 (Revigorado pelo Decreto nº 26.288 de 26 de fevereiro de 2010). Da Substituição Tributária nas Operações com Carne Bovina, Bubalina e Subproduto; Gado Bovino

Leia mais

Roteiro de Cadastros - GESTOR

Roteiro de Cadastros - GESTOR Página1 INDICE 1. MODULO EMPRESA 1.1. CADASTRO DE USUARIO --------------------------------------------------------------------- 4 1.2. CADASTRO DA EMPRESA --------------------------------------------------------------------

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por:

Manual. SPED Fiscal. Treinamento Escrita Fiscal. Material desenvolvido por: Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

EXACTUS Software exactus.com.br

EXACTUS Software exactus.com.br Página 1 de Segue abaixo a relação das principais dúvidas referentes à Apuração do EFD- Contribuições Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta no TOP: I - APURAÇÃO DA EFD - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Leia mais

Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil

Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil 1 Novas funcionalidades do Gerenciador Contábil Na versão 7.0.2.102, as seguintes opções foram implementadas no sistema: Integração das Contas a Pagar/Receber com a Contabilidade; Integração das Notas

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa O que é o Fechamento de Caixa? O Fechamento de Caixa consiste, basicamente, em separar e conferir todos os recebimentos que há nos caixas. Essa tarefa

Leia mais

Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transportes interestadual e intermunicipal e de

Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transportes interestadual e intermunicipal e de Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre a prestação de serviços de transportes interestadual e intermunicipal e de comunicação - ICMS BASE CONSTITUCIONAL E LEGAL Artigo 155,

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SP Transferência de mercadoria entre estabelecimento de mesmo titular.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS-SP Transferência de mercadoria entre estabelecimento de mesmo titular. ICMS-SP Transferência de mercadoria entre estabelecimento de mesmo titular. 13/02/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES

GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES GUIA PRÁTICO EFD-CONTRIBUIÇÕES Maio de 2012 O QUE É A EFD-Contribuições trata de arquivo digital instituído no Sistema Publico de Escrituração Digital SPED, a ser utilizado pelas pessoas jurídicas de direito

Leia mais

SEF 2012. Guia para geração do Registro de Inventário. DAS/GPST - SEF 2012: Guia para a geração do Registro de Inventário 01/04/2014 Página 1

SEF 2012. Guia para geração do Registro de Inventário. DAS/GPST - SEF 2012: Guia para a geração do Registro de Inventário 01/04/2014 Página 1 SEF 2012 Guia para geração do Registro de Inventário DAS/GPST - SEF 2012: Guia para a geração do Registro de Inventário 01/04/2014 Página 1 SEF 2012 Guia para geração do Registro de Inventário Ao contrário

Leia mais

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2

Versão 8.2C-03. Versão da Apostila de Novidades: 2 Versão 8.2C-03 Versão da Apostila de Novidades: 2 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda.

Leia mais

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS

INFORMÁTICA PRODUTOS E PROGRAMAS atualizado em 21/10/2015 2 ÍNDICE INTRODUÇÃO...5 1. PROGRAMA DE COMPUTADOR ( SOFTWARE ) NÃO PERSONALIZADO...7 1.1. Saída Interna...7 1.1.1. Isenção...7 1.1.2. Crédito Presumido...7 1.2. Saída Interestadual...8

Leia mais

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 O sistema T-Car-Win está sendo atualizado para a versão 1.15.5. Esta versão tem o objetivo de agregar as seguintes funcionalidades ao sistema: Possibilidade

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Antecipação Tributária Total (ICMS-ST) Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais versão 10 Data da publicação : 27/03/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Chamado : TDVAQ2, TEAOAS, TENABK,

Leia mais

www.icmspratico.com.br Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Fortaleza, 06/06/14

www.icmspratico.com.br Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Fortaleza, 06/06/14 Fortaleza, 06/06/14 Facilitadores: Paulo Almada & Ivanildo França Em análise: I C M S Questões Atuais Arquivos Eletrônicos ICMS-ST com Material de Construção ICMS-ST com Supermercado/minimercado/atacadistas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito presumido sobre o arroz

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Crédito presumido sobre o arroz Crédito presumido sobre o arroz 25/10/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações

Leia mais

1-Outras Informações, 2-Balanço (Ativo e Passivo), 3-DRE (Custos, Despesas e Resultado), 4- DLPA, 5-REFIS e 6-PAES.

1-Outras Informações, 2-Balanço (Ativo e Passivo), 3-DRE (Custos, Despesas e Resultado), 4- DLPA, 5-REFIS e 6-PAES. Prezado Cliente, Para exportar os dados do programa JBCepil- Windows para a -2012 (Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica), segue configurações abaixo a serem realizadas. Configurações

Leia mais

COMISSÃO MISTA PARA DISCUSSÃO DA LEGISLAÇÃO DA MICRO EMPRESA E EMPRESA DE PEQUUENO PORTE

COMISSÃO MISTA PARA DISCUSSÃO DA LEGISLAÇÃO DA MICRO EMPRESA E EMPRESA DE PEQUUENO PORTE PROPOSTAS PARA TRATAMENTO TRIBUTÁRIO DA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE EM MATO GROSSO Comissão criada pela Portaria nº 030/SUGP/SEFAZ de 04/05/04 LEGENDA ATENDIDO PTA RP 2004 1. MINUTA DE LEI

Leia mais

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014 Neste bip Como converter o arquivo CAGED para acerto... 1 Novo modo de alterar senha de operador... 2 Novo recurso no lançamento [+ planilha]... 2 13 parcela final e SEFIP... 3 Como converter o arquivo

Leia mais

Instruções para configuração e utilização do. fiscal (ECF)

Instruções para configuração e utilização do. fiscal (ECF) 1 Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão SEM Impressora de cupom fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa...3 2. Configurações dos Parâmetros......3 3. Cadastro de cliente...4

Leia mais

NOTA FISCAL AVULSA - NFA. atualizado em 08/07/2015

NOTA FISCAL AVULSA - NFA. atualizado em 08/07/2015 atualizado em 08/07/2015 2 ÍNDICE 1. CONCEITO...5 2. MODELO E SÉRIES...5 3. NOTA FISCAL AVULSA - SÉRIE 1...6 4. NOTA FISCAL AVULSA - SÉRIE 2...6 5. VALIDADE...7 6. VENDA DO ESTOQUE DA EMPRESA APÓS A BAIXA

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Objetivo O objetivo deste guia é fornecer um roteiro para a implantação módulo Fechamento de Caixa do sistema Bluesoft ERP. O que é o Fechamento de

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo:

O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: O arquivo SPED é complexo, contém diversas amarrações e muita informação. Algumas medidas diminuem o impacto de dificuldade na validação do arquivo: Não gere toda a movimentação de uma vez. O ideal e aconselhável

Leia mais

Integração ADMRH com AGROSYS

Integração ADMRH com AGROSYS Treinamentos no produto AdmRH CGI - Consultoria Gaúcha de Informática Ltda - Divisão de treinamentos Guia do Aluno Versão 1.0 Integração ADMRH com AGROSYS Empresa: Participante: Data: Os produtos da CGI

Leia mais

Legislação Tributária Estadual do Estado de São Paulo LIVROS FISCAIS

Legislação Tributária Estadual do Estado de São Paulo LIVROS FISCAIS 1 LIVROS FISCAIS I - MODELOS (art. 213) 1. Registro de Entradas, modelo 1; 2. Registro de Entradas, modelo 1-A; 3. Registro de Saídas, modelo 2; 4. Registro de Saídas, modelo 2-A; 5. Registro de Controle

Leia mais

Convém ressaltar, de início, que o benefício do diferimento não se confunde com a isenção ou com a suspensão do imposto.

Convém ressaltar, de início, que o benefício do diferimento não se confunde com a isenção ou com a suspensão do imposto. ICMS/SP - Diferimento - Tratamento fiscal 6 de Abril de 2010 Em face da publicação do Decreto nº 55.305/2009 - DOE SP de 31.12.2009, este procedimento foi atualizado (tópico 9 - bens do ativo imobilizado

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS/RS Tratamento tributário na emissão da NF-e com Diferimento Parcial e Escrituração

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS/RS Tratamento tributário na emissão da NF-e com Diferimento Parcial e Escrituração ICMS/RS Tratamento tributário na emissão da NF-e com Diferimento Parcial e Escrituração 06/11/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria...

Leia mais

Fundamentos da NF-e Exercícios Práticos. Luiz Campos

Fundamentos da NF-e Exercícios Práticos. Luiz Campos Fundamentos da NF-e Exercícios Práticos Luiz Campos 1 Livro de Apuração do IPI - CFOP CFOP DESCRIÇÃO 1.000 ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DO ESTADO 1.100 COMPRAS PARA INDUSTRIALIZAÇÃO, PRODUÇÃO RURAL,

Leia mais

( RIPI/2010, art. 43, VII, art. 190, II, art. 191 e art. 497, e RICMS-SP/2000 - Decreto nº 45.490/2000 )

( RIPI/2010, art. 43, VII, art. 190, II, art. 191 e art. 497, e RICMS-SP/2000 - Decreto nº 45.490/2000 ) ICMS/SP - Industrialização - Operações triangulares de industrialização 20 de Agosto de 2010 Em face da publicação do novo Regulamento do IPI, aprovado pelo Decreto nº 7.212/2010, este procedimento foi

Leia mais

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295

PROJECT Informática Ltda. Rua Giordano Bruno, 100 Bairro Rio Branco Porto Alegre-RS CEP 90420-150 Fone: (51) 3330-4444 Vendas: (51) 9701-2295 SPED FISCAL O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) FISCAL é um módulo opcional que está habilitado para funcionar com a versão 7 do Oryon. A licença é habilitada pelo número de série do cliente.

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA Efetuadas diversas alterações no Cordilheira Escrita Fiscal com o objetivo de tratar a apuração do ICMS-ST, emissão de GNRE e geração da GIA-ST, bem

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Versão 1.10 Outubro 2015 Histórico de Alterações A. Alterações efetuadas na versão 1.00

Leia mais

LIVRO REGISTRO DE ENTRADAS - Regras para Escrituração dos Modelos 1 e 1-A

LIVRO REGISTRO DE ENTRADAS - Regras para Escrituração dos Modelos 1 e 1-A LIVRO - Regras para Escrituração dos Modelos 1 e 1-A Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 19.09.2013. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - LIVRO, MODELO 1 OU 1-A 2.1 - Documentos Fiscais Registrados

Leia mais

CONTROLE DE CONTRATOS

CONTROLE DE CONTRATOS CONTROLE DE CONTRATOS RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO LEI N. 1.021, DE 21 DE JANEIRO DE 1992 "Define microempresa para efeito fiscal previsto na Lei Complementar n. 48/84 e dá outras providências." O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que

Leia mais

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. Anexo II Lançamento de Ajustes por documento.

SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. Anexo II Lançamento de Ajustes por documento. SPED - EFD Escrituração Fiscal Digital. Anexo II Lançamento de Ajustes por documento. NF Modelo 1 e 1A, Avulsa, Produtor e NF-e. Este anexo detalha todos os lançamentos de Observações e Ajustes (filhos

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Versão 1.30 Novembro 2015 Histórico de Alterações A. Alterações introduzidas na versão

Leia mais

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015

Configuração para Contabilização Automática. Neste bip. Você Sabia? Edição 57 Maio de 2015 Neste bip Configuração para Contabilização Automática... 1 Vale Transporte... 2 Como Programar Reajuste Salarial... 3 Contabilização da Folha... 4 Configuração para Contabilização Automática O cadastro

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

http://www.itcnet.com.br/materias/printable.php

http://www.itcnet.com.br/materias/printable.php Página 1 de 5 1 de Setembro, 2011 Impresso por ANDERSON JACKSON TOASSI DEVOLUÇÃO DE MERCADORIAS COMPRADAS NAS OPERAÇÕES COMERCIAIS 1 - Introdução Nas relações comerciais as operações de devolução e retorno

Leia mais

Manual de documento de arrecadação GNRE

Manual de documento de arrecadação GNRE Manual de documento de arrecadação GNRE Sumário 1. Códigos de receita ICMS... 3 1.1. Cadastro dos códigos de receita... 3 1.2. Consultando a tabela de códigos de receita ICMS... 4 2. Documento de arrecadação...

Leia mais

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA

SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS ATRIBUIR UM CONTADOR A UMA EMPRESA 1 Manual prático Pág. 2 Pág. 4 Pág. 9 Pág. 11 SOLICITAR USUÁRIO E SENHA DE ACESSO EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA DECLARAÇÃO DE NOTA FISCAL RECEBIDA GERAÇÃO DE GUIAS PARA RECOLHIMENTO DO ISS IMPOSTO

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática 1 A Rotina de lançamento de Notas Fiscais de Serviço foi alterada, agora os

Leia mais

: 06/01/2015 Data da revisão : 06/02/15 Banco(s) de Dados

: 06/01/2015 Data da revisão : 06/02/15 Banco(s) de Dados Produto : Data da criação SPED Fiscal Registro 1900 País(es) : Brasil Datasul, Módulo Layout Fiscal, MLF, EMS206B, TOTVS12 Chamado : TQRBOD/TQRBTU : 06/01/2015 Data da revisão : 06/02/15 Banco(s) de Dados

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO E DOS ASSUNTOS INTERNACIONAIS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO E DOS ASSUNTOS INTERNACIONAIS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO E DOS ASSUNTOS INTERNACIONAIS Resolução Normativa nº 05/03 FUNDOPEM/RS E INTEGRAR/RS (Com alterações introduzidas pela Resolução Normativa nº 04/2004

Leia mais

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45 Como Cadastrar Situação Tributária? - FS41 Caminho: Cadastros>Fiscal>Substituição Tributaria Referência: FS41 Versão: 2015.5.4 Como Funciona: A tela de Situação Tributária contém os códigos e as descrições

Leia mais

GESTÃO LOGÍSTICA. Emissão de CT-e. Esse procedimento descreve o processo de emissão de CT-e.

GESTÃO LOGÍSTICA. Emissão de CT-e. Esse procedimento descreve o processo de emissão de CT-e. GESTÃO LOGÍSTICA Emissão de CT-e Esse procedimento descreve o processo de emissão de CT-e. SUMÁRIO EMISSÃO DE CT-E... 3 Pré-Requisitos... 3 Emissão de Conhecimento de Transporte Eletrônico... 4 Emissão

Leia mais

Modulo 05 ESTOQUE CGAINFOMÁTICA. Retwin

Modulo 05 ESTOQUE CGAINFOMÁTICA. Retwin Modulo 05 0 CGAINFOMÁTICA Retwin ESTOQUE 2 Estoque Sumário 5.1 Configuração Geral... 3 5.2 Entradas... 4 5.2.1 Manutenção... 4 5.2.2 Consulta... 6 5.2.3 Produção... 6 5.2.4 Relatórios... 8 5.3 Saídas...

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Versão 1.40 Dezembro 2015 Histórico de Alterações A. Alterações introduzidas na versão

Leia mais

Megasale NFe. 2013 Aob Software Informatica ltda

Megasale NFe. 2013 Aob Software Informatica ltda 2 Tabela de Conteúdo Nota Fiscal Eletrônica 3 1 Tela de... Acesso 4 Digitalizando o Pedido 4 1 Preenchendo... o Item 6 2 Recebimento... A Vista 7 3 Recebimento... A Prazo 7 Gerando Proposta Comercial Emissão

Leia mais

Dr. Luis Carlos Massoco - Presidente

Dr. Luis Carlos Massoco - Presidente Seminário Substituição Tributária e NF-e: desafios e caminhos para o setor de Tecnologia - Presidente SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA O Estado de São Paulo incluiu em sua lista de mercadorias sujeitas à substituição

Leia mais

Manual Regime Especial 1

Manual Regime Especial 1 DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais, contanto que as cópias sejam feitas

Leia mais

Ressarcimento de ICMS-ST

Ressarcimento de ICMS-ST Ressarcimento de ICMS-ST Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Introdução... 3 Planilha de Ressarcimento... 4 Relacionar Nota Fiscal de Entrada...

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Registro E115 - Lançamento de valores declaratórios em discordância com crédito tributário - MT

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Registro E115 - Lançamento de valores declaratórios em discordância com crédito tributário - MT 10/04/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referencias...

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP

O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA. NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP O QUE VOCÊ PRECISA SABER NA EMISSÃO DA PRIMEIRA NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e UTILIZANDO O SISTEMA GRATUÍTO DA SEFAZ-SP 1. Certificado Digital - Antes de mais nada você precisa possuir um certificado digital

Leia mais

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES 1 Entradas de mercadorias de outros Estados sujeitas ao regime da substituição tributária no Rio Grande do Sul ( ICMS ST pago na Entrada ) Procedimentos

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.7 - atualizada em 24/04/2015)

PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.7 - atualizada em 24/04/2015) PERGUNTAS E RESPOSTAS Nota Fiscal Avulsa Eletrônica MEI NFAe-MEI SUMÁRIO (versão 1.7 - atualizada em 24/04/2015) 1 Conceito e Noções Gerais da NFAe-MEI 1.1 - O que é a Nota Fiscal Avulsa eletrônica MEI

Leia mais

Entrada de Produtos. Supermercados

Entrada de Produtos. Supermercados Entrada de Produtos Supermercados 1 Objetivo: Cadastrar a entrada dos produtos no sistema permite o controle do estoque e o controle financeiro. O objetivo do texto é explicar como cadastrar as notas fiscais

Leia mais

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Meus Caros, A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Fizemos esse manual no formato - perguntas e respostas- com o objeto de ajudá-lo na emissão de

Leia mais

FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS

FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS FECHAMENTO FISCAL - ENTRADAS LOGIX 10.02/11 Versão 1.0 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Principais Mudanças... 3 1.2 Fluxo dos relacionamentos... 3 1.3 Relação dos programas do

Leia mais

Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped.

Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped. ATIVIDADE IMOBILÁRIA Como configurar no sistema? Lembrando que a empresa deve estar devidamente cadastrada com o Regime de Lucro Real ou Lucro Presumido e obrigada ao Sped. Para iniciar as configurações,

Leia mais

Configuração Empresa/Filial

Configuração Empresa/Filial Configuração Empresa/Filial Para definir as configurações (Parâmetros) de cada empresa ou filial cadastrada no sistema, proceda da seguinte forma: Acesse o módulo Administrativo. Clique no menu Cadastros

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012

Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012 Alguns questionamentos sobre a RESOLUÇÃO SENADO FEDERAL Nº 13/2012 DRT-05 Quando é aplicável a alíquota interestadual de 4%? Informamos que é plenamente aplicável desde 1º de Janeiro de 2.013 para as operações

Leia mais