COLÔMBIA: OPORTUNIDADE DE NEGÓCIOS NO CONTEXTO DO BRASIL TECNOLÓGICO 2015 Gerência de Estratégia de Mercados (GEM) Apex-Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COLÔMBIA: OPORTUNIDADE DE NEGÓCIOS NO CONTEXTO DO BRASIL TECNOLÓGICO 2015 Gerência de Estratégia de Mercados (GEM) Apex-Brasil"

Transcrição

1

2 COLÔMBIA: OPORTUNIDADE DE NEGÓCIOS NO CONTEXTO DO BRASIL TECNOLÓGICO 2015 Gerência de Estratégia de Mercados (GEM) Apex-Brasil

3 POR QUE A AMÉRICA LATINA É TÃO IMPORTANTE PARA AS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS? Intensidade Tecnológica das Exportações Brasileiras 2014 (%) Mundo América Latina 4,2 3,9 2,2 18,2 7,3 6,1 0,2 36,5 19,2 13,0 7,1 45,2 13,7 23,2 Intensivos em Economias de Escala Fornecedores Especializados Intensivos em Trabalho Não Classificados Produtos Primários Intensivos em Recursos Naturais Intensivos em P&D Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do COMTRADE.

4 QUAIS SÃO AS ECONOMIAS MAIS DINÂMICAS DA REGIÃO? Variação do Produto Interno Bruto Real (Previsão) América Latina - Países Selecionados da América do Sul % Peru Colômbia Paraguai Chile Uruguai América Latina Brasil Argentina Venezuela Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do FMI abr 2015

5 QUAIS SÃO AS MAIORES ECONOMIAS? Produto Interno Bruto (PPP) América Latina Países Selecionados da América do Sul US$ Bilhões Brasil Argentina Colômbia Chile Peru Venezuela Uruguai Paraguai Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do FMI abr 2015.

6 QUEM JÁ DESCOBRIU ESSE MERCADO? Principais Origens das Importações Colombianas e em % ,5 25,8 29,5 28,4 2,3 2,8 2,7 5,8 4,1 9,5 13,5 2,4 2,3 2,9 3,9 4,0 8,2 18,4 Estados Unidos Alemanha Japão China Brasil Coreia do Sul México França Outros Em 2014, a Colômbia importou US$ 64 bilhões. O Brasil representou 3,9% desse total, correspondentes a US$ 2,5 milhões. Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do COMTRADE

7 QUEM JÁ DESCOBRIU ESSE MERCADO? Corrente de Comércio de Bens Brasil-Colômbia US$ Bilhões 3,0 2,5 2,1 2,3 2,3 2,2 2,6 2,8 2,6 2,4 2,0 1,5 1,0 0,5 0,0 1,7 1,4 1,9 1,9 1,8 1,4 1,5 1,6 1,0 1,5 1,1 1,3 1,2 1,3 0,8 1,2 0,6 1,1 1,1 0,9 0,4 0,8 0,7 0,2 0,1 0,1 0,7 0, Saldo Comercial Exportação Importação Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do AliceWeb. COMTRADE

8 O BRASIL JÁ APROVEITA ESSE POTENCIAL? Participação dos Países nas Importações da América do Sul (Principais Importadores) e Participação dos Países nas Exportações Brasileiras para a América do Sul 2013 % ,5 21,7 20,2 16,3 10,9 12,3 11,7 11,9 6,5 7,4 7,3 5,2 5,0 2,0 3,3 3,2 2,6 3,7 Chile Argentina Colômbia Venezuela Peru Equador Paraguai Uruguai Bolívia Participação dos Países nas Importações da América do Sul Participação dos Países nas Exportações Brasileiras para a América do Sul Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do COMTRADE julho/2015.

9 O BRASIL JÁ DESCOBRIU ESSE POTENCIAL? - Dos 38 PSIs que têm a Colômbia entre seus mercados prioritários, 19 são de setores de tecnologia. - Dos 76 PSIs com que a Apex-Brasil trabalha, 38 têm a Colômbia entre seus mercados prioritários. - A Colômbia é mercado prioritário do PNE, com foco em Casa e Construção, Máquinas e Moda.

10 COMO É A ECONOMIA COLOMBIANA? Representa 6% do PIB e emprega 17% da força de trabalho Destaques: Café Açúcar Bananas Algodão Carne. Representa 13% do PIB e emprega 19% da força de trabalho Destaques: Têxteis Vestuário e calçados Processamento de alimentos Fumo Ferro e aço Produtos metálicos Montagem de automóveis Químicos Refino de petróleo Petroquímicos Representa 70% do PIB e emprega 63% da força de trabalho Representa 11% do PIB e emprega 1% da força de trabalho Construção de branding setorial; Divulgação dos produtos e serviços brasileiros em grandes redes de lojas Destaques: Destaques: estrangeiras; Bancos Petróleo Eventos Varejo culturais e esportivos como Carvão plataforma Terminais aéreos para aproximação entre empresas Turismo brasileiras e compradores estrangeiros. Fonte: Euromonitor.

11 EQUIPAMENTOS MÉDICOS Mercado de Equipamentos Médicos: América Latina - Países Selecionados Valor (2014) e Crescimento (2013/2014) US$ Milhões e % US$ Milhões , , ,4 4, ,0 0,5 Brasil México Venezuela Colômbia Chile Argentina Peru % , Valor do Mercado de Equipamentos Médicos -30 Crescimento do Mercado de Equipamentos Médicos Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Business Monitor International julho/2015.

12 EQUIPAMENTOS MÉDICOS Importações Colombianas de Equipamentos Médicos Valor (2014) e Crescimento Médio Anual ( ) US$ Milhões e % US$ Milhões , , , , , , % Importações Totais de Equipamentos Médicos Crescimento das Importações Totais de Equipamentos Médicos Fonte: Business Monitor International

13 EQUIPAMENTOS MÉDICOS US$ Milhões Vendas de Equipamentos Médicos por Segmento Valor (2014) e Crescimento (2013/2014) US$ Milhões e % , ,3 Insumos Próteses e órteses 216 9,4 Diagnóstico por imagem ,3 73 8,5 Aparelhos Produtos dentários 12,6 373 Outros % Vendas de Equipamentos Médico por Segmento Participação nas Vendas Totais ,1% 26,6% 5,4% Insumos 12,2% Diagnóstico por imagem Produtos dentários 15,8% 17,8% Próteses e órteses Aparelhos Outros Vendas Totais Crescimento Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Business Monitor International julho/2015.

14 Com 48,9 milhões de habitantes, a Colômbia tem a terceira maior população da América Latina. Cerca de 3,1 milhões têm 65 anos ou mais, equivalentes a 6,4% do total. Em 2014 a despesa total com saúde alcançou a cifra de US$ 27,5 bilhões, o que representa 7,1% do PIB. O gasto per capita é estimado em US$ 612. O setor de saúde é complexo, com uma grande variedade de diferentes instituições provendo serviços de saúde. Da despesa total com saúde, 77% são gastos pelo governo. A infraestrutura de saúde é adequada nas maiores áreas urbanas, mas precisa de modernização. Alguns recursos são baixos: 1,1 leito de hospital e 1,4 médicos a cada 100 habitantes. MinSalud comprou carteiras de serviços de saúde (compra directa de cartera), ao custo de USD 144,6 milhões em 2014, beneficiando 198 hospitais e clínicas. A Colômbia adotou controle de preços para o stent farmacológico ( drug-eluting coronary stents ) em março de 2015, de modo pioneiro na América Latina. Em fevereiro de 2015, a GE Healthcare assinou um acordo para comprar a General Medica de Colombia (GEMEDCO), um distribuidor local de diagnóstico por imagem. Em março de 2015, a empresa Smith & Nephew anunciou a aquisição da EuroCiencia Colombia (ECC), o único distribuidor da empresa na Colômbia desde 2006 para produtos para reconstrução ortopédica; usados em cirurgias de trauma e de medicina esportiva.

15 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Mercado de TI: América Latina - Países Selecionados Valor (2014) e Crescimento (2013/2014) US$ Bilhões e % US$ Bilhões ,4-3,1 21,7 1,0 6,5 Até 2019, o valor do mercado colombiano de TI chegará a US$ 4,2 bilhões. 4,5 3,4 3,4 1,8 4,8 2,1 1,7 Mercado de TI na Colômbia Participação dos Segmentos de Software, Hardware e Serviços % 35,1 16,2 37, , , ,3 48,7 45,0 Valor do Mercado de TI Crescimento do Mercado de TI Sotware Hardware Serviços Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Business Monitor International julho/2015.

16 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Mercado de Hardware Valor (2014 e 2019) e Crescimento Médio Anual (2014/2019) US$ Milhões e % US$ Milhões 2.000, , , , , ,0 800,0 600,0 400,0 200,0 0, , , , , Notebooks Servidores Impressoras Computadores Computadores pessoais Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Business Monitor International julho/ ,9 8,0 7,0 6,0 5,0 4,0 3,0 2,0 1,0 0,0 % Tendências A taxa de penetração de PCs nas famílias colombianas ainda é baixa: de 44,5% (2014). Assim sendo, abrem-se oportunidades de venda tanto para novos consumidores quanto para aqueles que já têm computadores pessoais. A extensão do Plano Vive Digital para os anos , comtemplando: Ampliação da banda larga pelo país: incremento de 10%. Isenção tributária para famílias de baixa renda para acesso à internet: de 8 milhões em 2014 para 27 milhões em Distribuição de computadores, laptops e tablets em áreas de baixa renda. Eliminação de impostos e taxas sobre a venda de computadores: o país tem os computadores mais baratos da região. Criação dos quiosques Vive Digital.

17 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Mercado de Software Valor (2014 e 2019) e Crescimento Médio Anual (2014/2019) US$ Milhões e % Tendências US$ Milhões 800,0 7,0 700,0 600,0 5, ,0 5,0 500, ,0 400,0 3,0 300,0 200,0 2,0 100,0 1,0 0,0 0, Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Business Monitor International julho/2015. % A médio prazo, o BMI acredita que a Colômbia será um dos mercados da região de maior crescimento. Aplicações corporativas servirão de motor para vendas a curto prazo, tendo em vista a demanda crescente por soluções básicas como gestão de risco empresarial (ERP) e sistemas para gerenciamento da cadeia de fornecimento. Alvos ->SMEs. Governo como promotor e consumidor. Esforços governamentais para tornar a Colômbia um hub de BPO também serviram de estímulo à demanda por softwares. O aumento das ameaças à segurança incentivará a demanda por softwares de segurança. A indústria nacional de software está em ascensão: de acordo com a Fedesoft, teve faturamento de US$ 4,2 bilhões em 2012, com aumento de 27,3% em relação a 2011.

18 Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Business Monitor International julho/2015. E, AFINAL, ONDE ESTÃO AS TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Mercado de Cloud Computing Valor (2014 e 2019) e Crescimento Médio Anual (2014/2019) US$ Milhões e % Tendências US$ Milhões 250,0 200,0 150, ,1 25,0 20,0 15,0 % De desenvolvimento tardio, mas na trilha daqueles que se desenvolveram de início. Demanda crescente em anos recentes, com um aumento veemente nos investimentos em data centre e infraestrutura de rede em 2014 e SaaS Software-as-a-Service Principais motores: customer facing-industries. IaaS Infraestructure-as-a-Service 100, ,0 Programas de virtualização ainda em estágios iniciais de desenvolvimento. 50,0 5,0 Mas demandas governamentais devem impulsionar o setor -> licitações. 0, ,0 A oportunidade nascente em cloud computing tem atraído investimentos de especialistas globais e operadores de telecom, a exemplo da IBM que anunciou investimentos de US$ 17 milhões em um centro de dados, aberto em 2014.

19 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Mercado de Serviços de TI Valor (2014) e Crescimento Médio Anual (2014/2019) US$ Milhões e % ,0 Tendências US$ Milhões ,9 7,1 7,0 6,0 5,0 4,0 3,0 % 35% das receitas do mercado de TI são geradas pelos serviços. 75% da demanda ainda vem das maiores empresas, mas as empresas menores têm se tornado mais sofisticadas. O setor de serviços tem se tornado um dos motores mais dinâmicos de todo o mercado de TI. Na Colômbia, vários setores têm potencial, com destaque para: Serviços Serviços de outsourcing ,0 1,0 0,0 Serviços públicos Setor bancário Business Process Outsourcing Papel do governo Áreas-chave Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Business Monitor International julho/2015.

20 TELECOMUNICAÇÕES Percentual de lares com computador (em 2014 ) era 44,5 %. Havia 4,9 milhões de assinantes com banda larga em 2014 (previstos 9 milhões em 2030). Um dos maiores mercados de telecomunicações da América Latina com 25,1 milhões de usuários de internet em Possui 4G (especialmente) em áreas urbanas. Os projetos de fibra ótica nacional e VIVE digital podem ampliar a cobertura para usuários de baixa renda e áreas rurais. Havia 7 milhões de linhas fixas em Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Euromonitor.

21 Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Euromonitor. E, AFINAL, ONDE ESTÃO AS TELECOMUNICAÇÕES REDE DE FIBRA ÓTICA Existente Planejada

22 TELECOMUNICAÇÕES Setor de Telecomunicações Investimento, Receita e Crescimento do PIB do setor 2009 a 2014 US$ Milhões e % Houve implantação de backbonenacional de fibra digital Cobertura de banda larga tem crescido rapidamente 300 cidades ( hoje são 200) deverão ser cobertas por 4G até fim 2015 Governo está subsidiando o acesso em áreas rurais Leilões da faixa de 700 Mhz esperados para o fim de 2015 Telefones móveis geraram em média minutos em 2014 Assinantes de internet móvel chegaram 16,6 milhões em 2014 Total de receitas Crescimento PIB real Investimento Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Euromonitor e BMI.

23 TELECOMUNICAÇÕES 13 Telefones fixos por 100 habitantes 14,8 14,9 14,6 14, ,5 13 8,6 Assinantes de banda larga por 100 habitantes 9,7 10,7 11,5 12,4 13,2 13, e 2013e 2014e 2015f 2016f 2017f 2018f 2019f 2012e 2013e 2014e 2015f 2016f 2017f 2018f 2019f Receita média por usuário (prée pós) em pesos colombianos e 2013e 2014e 2015f 2016f 2017f 2018f 2019f Telefones celulares por 100 habitantes 102,9 104,1 109, ,3 113,1 113, ,8 3G e 4G em percentual do mercado móvel 20,9 22,3 24,4 25,7 26,2 26,9 27,7 2012e 2013e 2014e 2015f 2016f 2017f 2018f 2019f 2012e 2013e 2014e 2015f 2016f 2017f 2018f 2019f Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Euromonitor e BMI.

24 SETOR AGRÍCOLA A Colômbia dispõe de alguns setores com envergadura mundial como carne bovina, confeitos e matérias primas relacionadas, óleo de palma, óleos e gorduras, lácteos, hortifrúti e aquicultura; É o terceiro país latino-americano com maiores taxas de precipitação anuais; É o quarto país na América Latina com disponibilidade para produção agrícola; Conta com vasta área e variedade de climas o que torna o país propício a produção em larga escala de vários produtos. Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural da Colômbia e ProColombia.

25 SETOR AGRÍCOLA Disponibilidade de terras : Altillanura tem 4 milhões de hectares com potencial agrícola, respeitando parâmetros ambientais. Cana de Açúcar Borracha Milho Arroz Soja Palma Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Ministério da Agricultura da Colômbia e MapofWorld.

26 SETOR AGRÍCOLA Incremento da competitividade agropecuária, por meio do financiamento de investimentos em infraestrutura para: a produção, transformação e comercialização de bens agropecuários; o desenvolvimento da pesquisa e inovação tecnológica e sua incorporação aos processos produtivos; e o fortalecimento sanitário. Potencial para desenvolver Milho Arroz Sorgo Cana de Açúcar Borracha Madeira Projetos Pastoris Outros Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Ministério da Agricultura E Desenvolvimento Rural da Colômbia.

27 SETOR AGRÍCOLA Vamos a transformar el campo en motor económico del país Ministro Aurelio Iragorri, 9 de junho de 2015 Disponibilidade de terras para projetos de grande envergadura (cacau, projetos florestais, milho entre outros) Expansão de cultivos de azeite de dendê Potencial para biocombustíveis Benefícios tributarios e incentivos para plantações florestais. Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Ministério da Agricultura E Desenvolvimento Rural da Colômbia.

28 SETOR AGRÍCOLA Produção e Consumo de Grãos Seleção Toneladas Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural da Colômbia e USDA.

29 SETOR AGRÍCOLA Uso do Solo Pecuária e Agricultura 2013 Hectares Agricultura 2013 Descanso 1% Transitórios 24% Agrícola Outros usos Permanentes 61% Terra Arada 14% Bosques Pecuária 2013 Vegetacões especiais Pecuária Ervas daninhas e restos 23% Pastos e forragem 67% Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural da Colômbia e USDA.

30 SETOR AGRÍCOLA Investimentos Estimados no Agronegócio Pesos Colombianos Projeção da Área Semeada Acumulada por Cultivo 2014 Hectares $ $ $ Borracha 13% Madeiras 9% Milho e soja 40% $ $ $ Palma 38% Fonte: GEM, Apex-Brasil, a partir de dados do Ministério da Agricultura da Colômbia.

31 CONTATO +55 (61) Elaboração : GEM/Apex-Brasil

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS

AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS AGRONEGÓCIOS AGRONEGÓCIO NO MUNDO PRINCIPAIS PLAYERS Argentina Estados Unidos Indonésia Brasil Canadá Russia Índia Japão Austrália China México Área Agricultável > 30 milhões de ha População urbana > 80

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015

O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 O Mercado americano de Tecnologia 2014/2015 1. Considerações Gerais Os Estados Unidos, maior potência mundial e tecnológica, apresenta projeções cada vez mais otimistas. Desde 2008, no estouro da crise

Leia mais

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento

em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento agronegócio brasileiro em números Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento 2010 ranking Ranking Brasileiro da Produção e Exportação Fonte: USDA e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM

Perspectivas para o setor de TI. BM&F Bovespa. 26 de junho de 2013 BRASSCOM Perspectivas para o setor de TI BM&F Bovespa 26 de junho de 2013 BRASSCOM Associados BRASSCOM 1 Mercado Mundial de TI Crescimento Mercado TI BRASIL (2012/2011) 10,8% Crescimento Mercado TI Mundo (2012/2011)

Leia mais

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone)

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) O Mercado Mundial de Commodities Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) Um mercado em desequilíbrio: choque de demanda Relação Estoque/Uso (soja, milho, trigo e arroz)

Leia mais

BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global

BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global BRASIL: Gigante de TI rumo ao mercado global TENDÊNCIAS GLOBAIS DO SETOR DE TI-BPO 2 Empregos no Setor Milhões de Pessoas Ocupadas (1) Vendas do Setor Gasto em TIC no Brasil - USD Bi, 2008 (2) 11.7 100.3

Leia mais

Resumo dos resultados da enquete CNI

Resumo dos resultados da enquete CNI Resumo dos resultados da enquete CNI Brasil - México: Interesse empresarial para ampliação do acordo bilateral Março 2015 Amostra da pesquisa No total foram recebidos 45 questionários de associações sendo

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

ARGENTINA Comércio Exterior

ARGENTINA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ARGENTINA Comércio Exterior Agosto de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20

PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 PROJEÇÕES DO AGRONEGÓCIO Brasil 2009/10 a 2019/20 AGE - ASSESSORIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA Chefe da AGE: Derli Dossa. E-mail: derli.dossa@agricultura.gov.br Equipe Técnica: José Garcia Gasques. E-mail: jose.gasques@agricultura.gov.br

Leia mais

UNASUL Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

UNASUL Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC UNASUL Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil Agosto

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Março/2013 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População ocupada 06. PIB Mundial 07. PIB per capita Mundial 08. Exportação Mundial

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR INDÚSTRIAS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até abril de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul. 2015 com abril de 2014.

Exportações no período acumulado de janeiro até abril de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul. 2015 com abril de 2014. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de abril de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

América Latina. Diferentes oportunidades

América Latina. Diferentes oportunidades América Latina Diferentes oportunidades Casa da América Latina Missão: estreitar relações culturais, cientificas e económicas entre AL e Portugal e vice-versa. Fundada em 1998, como uma divisão da Câmara

Leia mais

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Governo do Brasil Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Integração Contratual para Acesso a Mercado Rodolfo Osorio de Oliveira Coordenador

Leia mais

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Exportações no período acumulado de janeiro até março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

e Indústria de classe mundial Plenária Políticas de fomento, uso do poder de compras, e encomendas: perspectivas diante do cenário econômico atual

e Indústria de classe mundial Plenária Políticas de fomento, uso do poder de compras, e encomendas: perspectivas diante do cenário econômico atual Estado e Indústria de classe mundial Plenária Políticas de fomento, uso do poder de compras, e encomendas: perspectivas diante do cenário econômico atual Desempenho Conjuntural da Indústria Participação

Leia mais

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR

Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR Paraná Cooperativo EDIÇÃO ESPECIAL EXPORTAÇÕES Informe Diário nº 2.092 Sexta-feira, 08 de maio de 2009 Assessoria de Imprensa da Ocepar/Sescoop-PR EXPORTAÇÕES DAS COOPERATIVAS NO AGRONEGÓCIO EM 1. RESULTADO

Leia mais

A Indústria de Alimentação

A Indústria de Alimentação A Indústria de Alimentação 61 A indústria brasileira de alimentação está inserida na cadeia do agronegócio e representa parte significativa do PIB. O texto aponta as características do setor, seu desempenho

Leia mais

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores:

A aceleração da inflação de alimentos é resultado da combinação de fatores: SEGURIDADE ALIMENTARIA: apuesta por la agricultura familiar Seminario: Crisis alimentaria y energética: oportunidades y desafios para América Latina e el Caribe O cenário mundial coloca os preços agrícolas

Leia mais

O Brasil como Destino de Investimentos Externos

O Brasil como Destino de Investimentos Externos O Brasil como Destino de Investimentos Externos Marco Aurélio Fontes Maio de 2003 Agenda O Brasil que Poucos Conhecem Ambiente de IED A Investe Brasil Brasil Um País de Proporções Continentais Data (2001)

Leia mais

Os Benefícios do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) para a sociedade e suas perspectivas para os próximos anos.

Os Benefícios do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) para a sociedade e suas perspectivas para os próximos anos. Os Benefícios do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) para a sociedade e suas perspectivas para os próximos anos. Industria Matéria-prima Mão de obra Saúde e Meio Ambiente Economia 2

Leia mais

Estudo dos países da América Latina e América Central

Estudo dos países da América Latina e América Central Empresa têxtil E M P R E S A T Ê X T I L Estudo dos países da América Latina e América Central Produtos considerados: 6003.33.00/6006.31.00/6006.21.00/6006.22.00/6006.23.00/6006.42.00 1. Exportações brasileiras

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Edição 08 - Janeiro de 2015 2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Esta edição do Boletim do Agronegócio Internacional dedica atenção especial à análise do comércio exterior do setor em 2014. A agricultura

Leia mais

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA

A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes. Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA A Segurança Alimentar num país de 200 milhões de habitantes Moisés Pinto Gomes Presidente do ICNA O uso da terra no Brasil Evolução das Áreas de Produção Milhões de hectares 1960 1975 1985 1995 2006 Var.

Leia mais

HAITI Comércio Exterior

HAITI Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC HAITI Comércio Exterior Outubro de 2015 Tabela 1 Principais Indicadores

Leia mais

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação ENAServ 2014 Encontro Nacional do Comércio Exterior de Serviços Sergio Paulo Gallindo São Paulo, 29 de maio de 2014 Porque Internacionalizar?

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2012

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2012 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Maio 2012 As exportações em maio apresentaram aumento de +39,13% em relação a abril, continuando a superar a marca de US$ 1 bilhão, agora pela décima-sexta vez

Leia mais

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente

Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011. Antonio Gil Presidente Desafios para a Expansão das Exportações de TI ENAEX 2011 Antonio Gil Presidente São Paulo, Agosto 2011 Sobre a BRASSCOM VISÃO Posicionar o Brasil como um dos cinco maiores centros de TI do mundo. MISSÃO

Leia mais

Bahamas Comércio Exterior

Bahamas Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC Bahamas Comércio Exterior Novembro de 215 Tabela 1 Principais Indicadores

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Eduardo Pereira Nunes Elisio Contini Apresentação à Diretoria da ABAG 13 de setembro de 2000 - São Paulo O PROBLEMA Controvérsias sobre contribuição

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014. Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Janeiro 2014 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JANEIRO Exportações Apesar do bom crescimento de Produtos Alimentícios e Máquinas e Equipamentos,

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013 As exportações em março apresentaram aumento de +27,85% em relação a fevereiro. O valor exportado superou novamente a marca de US$ 1 bilhão, atingindo

Leia mais

Participação da agropecuária nas exportações totais (IPEA)

Participação da agropecuária nas exportações totais (IPEA) Alicia Ruiz Olalde Participação da agropecuária nas exportações totais (IPEA) Exportações Agronegócio (CEPEA) Em 2012, a receita das exportações do agronegócio brasileiro alcançou US$ 97 bilhões. Em 2014,

Leia mais

PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior

PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC PAÍSES BAIXOS Comércio Exterior Outubro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

SECRETARIA DE AGRICULTURA, IRRIGAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICA DO AGRONEGÓCIO Salvador, Maio de 2011 NOTA TÉCNICA:

SECRETARIA DE AGRICULTURA, IRRIGAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICA DO AGRONEGÓCIO Salvador, Maio de 2011 NOTA TÉCNICA: SECRETARIA DE AGRICULTURA, IRRIGAÇÃO E REFORMA AGRÁRIA SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICA DO AGRONEGÓCIO Salvador, Maio de 2011 NOTA TÉCNICA: INFORMAÇÕES SOBRE A CORÉIA DO SUL Com a rápida recuperação da crise

Leia mais

RÚSSIA Comércio Exterior

RÚSSIA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC RÚSSIA Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

PORTUGAL Comércio Exterior

PORTUGAL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC PORTUGAL Comércio Exterior Abril de 2015 Principais Indicadores

Leia mais

Powering your business. Monica Herrero CEO Stefanini Brasil

Powering your business. Monica Herrero CEO Stefanini Brasil Powering your business Monica Herrero CEO Stefanini Brasil O Grupo Stefanini e Receitas 2010 1987 Fundação 1996 ISO 9001 Expansão Argentina 2004 a 2008 Expansão: Reino Unido, Canadá e Índia Crescimento

Leia mais

Pontes ao Sul: Argentina Brasil Laços com o Rio Grande do Sul. Consulado Geral da República Argentina em Porto Alegre Novembro 2015

Pontes ao Sul: Argentina Brasil Laços com o Rio Grande do Sul. Consulado Geral da República Argentina em Porto Alegre Novembro 2015 Pontes ao Sul: Argentina Brasil Laços com o Rio Grande do Sul Consulado Geral da República Argentina em Porto Alegre Novembro 2015 Vantagens e oportunidades da Argentina Alguns dados estruturais Com mais

Leia mais

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL

INTEGRAÇÃO CONTRATUAL INTEGRAÇÃO CONTRATUAL Uma Estratégia de Acesso ao Mercado Internacional Pedro Viana Borges Esp. Pol. Públicas P e Gestão Governamental Internacionalização de Cooperativas Integração Regional no Mercosul

Leia mais

A EMERGÊNCIA DA CHINA. Desafios e Oportunidades para o Brasil Dr. Roberto Teixeira da Costa

A EMERGÊNCIA DA CHINA. Desafios e Oportunidades para o Brasil Dr. Roberto Teixeira da Costa A EMERGÊNCIA DA CHINA Desafios e Oportunidades para o Brasil Dr. Roberto Teixeira da Costa Crescimento médio anual do PIB per capita - 1990-2002 10 8,8 5 0 Fonte: PNUD 1,3 Brasil China dinamismo econômico

Leia mais

DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE

DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE DESEMPENHO DA INDÚSTRIA CATARINENSE SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2013 INDICADOR SANTA CATARINA BR % % acumulado 2013/2012 % acumulado 2012/2011 acumulado 2013/2012 Produção Ind. (jan-ago)

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer.

Plano Brasil Maior 2011/2014. Inovar para competir. Competir para crescer. Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Foco e Prioridades Contexto Dimensões do Plano Brasil Maior Estrutura de Governança Principais Medidas Objetivos Estratégicos e

Leia mais

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO GRÃOS: SOJA, MILHO, TRIGO e ARROZ TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 NO BRASIL E NO MUNDO Carlos Cogo Setembro/2012 PRODUÇÃO MUNDIAL DEVE RECUAR 4,1% NA SAFRA 2012/2013 ESTOQUES FINAIS MUNDIAIS DEVEM

Leia mais

DADOS GERAIS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES SÓCIO-ECONÔMICOS E COMERCIAIS EGITO

DADOS GERAIS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES SÓCIO-ECONÔMICOS E COMERCIAIS EGITO DADOS GERAIS BÁSICOS E PRINCIPAIS INDICADORES Indice: - Dados Gerais Básicos e Indicadores Sócio-Econômicos - Balanço de Pagamentos - Comércio Exterior - Composição do Comércio Exterior - Direção do Comércio

Leia mais

A produção mundial e nacional de leite - a raça girolando - sua formação e melhoramento

A produção mundial e nacional de leite - a raça girolando - sua formação e melhoramento A produção mundial e nacional de leite - a raça girolando - sua formação e melhoramento Duarte Vilela chgeral@cnpgl.embrapa.br Audiência Pública - 18/05/2010 Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento

Leia mais

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro

Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro Oportunidades de Mercado na Visão do Serviço Florestal Brasileiro - 2º Congresso Florestal do Tocantins - André Luiz Campos de Andrade, Me. Gerente Executivo de Economia e Mercados do Serviço Florestal

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 04 DE NOVEMBRO DE 2014 crescimento do setor de telecomunicações

Leia mais

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Esta aula tratará da análise comparativa do processo de desenvolvimento da China e da Índia, países que se tornaram

Leia mais

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO PARTE 03 - MERCADOS PRIORITÁRIOS Introdução Nas últimas semanas dedicamos a nossa atenção ao

Leia mais

clientes milhões relatórios mil linhas detalhados +de +de +de +de recuperados em negociações gerenciadas por mês por mês

clientes milhões relatórios mil linhas detalhados +de +de +de +de recuperados em negociações gerenciadas por mês por mês A TeleGestão, especialista em gestão de telecomunicações, dedica-se há mais de 20 anos ao desafio de adequar recursos de telefonia ao perfil corporativo de diversos setores. As soluções da TeleGestão,

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento

Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Unidade 6: América: contrastes no desenvolvimento Capítulo 1: América: Um continente de contrastes Capítulo 2: Estados Unidos e Canadá Apresentação elaborada pelos alunos do 8º Ano C Montanhas Rochosas

Leia mais

COREIA DO NORTE Comércio Exterior

COREIA DO NORTE Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC COREIA DO NORTE Comércio Exterior Dezembro de 2014 Índice. Dados

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro

Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia e Comércio / Integração Regional Jéssica Naime 09 de setembro de 2005 Aspectos recentes do Comércio Exterior Brasileiro Análise Economia

Leia mais

Panorama do Setor Exportador Brasileiro de Sementes Forrageiras: um Estudo Exploratório

Panorama do Setor Exportador Brasileiro de Sementes Forrageiras: um Estudo Exploratório Panorama do Setor Exportador Brasileiro de Sementes Forrageiras: um Estudo Exploratório Juliano Merlotto Mestre em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade

Leia mais

MERCOSUL. Principais produtos exportados por MG para o

MERCOSUL. Principais produtos exportados por MG para o MERCOSUL Nome oficial: Mercado Comum do Sul Estados membros: Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela Idiomas oficiais: Espanhol e Português Estados associados: Chile, Colômbia, Equador,

Leia mais

INSERÇÃO DO BRASIL NO COMÉRCIO INTERNACIONAL AGRÍCOLA E EXPANSÃO DOS FLUXOS COMERCIAIS SUL-SUL Mário Jales *

INSERÇÃO DO BRASIL NO COMÉRCIO INTERNACIONAL AGRÍCOLA E EXPANSÃO DOS FLUXOS COMERCIAIS SUL-SUL Mário Jales * Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais Institute for International Trade Negotiations INSERÇÃO DO BRASIL NO COMÉRCIO INTERNACIONAL AGRÍCOLA E EXPANSÃO DOS FLUXOS COMERCIAIS SUL-SUL

Leia mais

BANGLADESH Comércio Exterior

BANGLADESH Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BANGLADESH Comércio Exterior Fevereiro de 2015 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Gráfico 01 - Evolução do comércio exterior da Dinamarca - 2008-2010. 2008 2009 2010 Anos

Gráfico 01 - Evolução do comércio exterior da Dinamarca - 2008-2010. 2008 2009 2010 Anos Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC Secretaria de Comércio Exterior SECEX Departamento de Planejamento e Desenvolvimento do Comércio Exterior DEPLA Coordenação Geral de

Leia mais

SERVIÇOS PERFIS DOS NEGÓCIOS BILATERAIS - ALADI

SERVIÇOS PERFIS DOS NEGÓCIOS BILATERAIS - ALADI SERVIÇOS PERFIS DOS NEGÓCIOS BILATERAIS ALADI 2014 Secretaria de Comércio e Serviços Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Vendas do Brasil (US$ mil) 2.172.864 Aquisições pelo Brasil

Leia mais

PANORAMA MERCADO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

PANORAMA MERCADO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS PANORAMA MERCADO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Resumo Setor de Bens de Capital Dados Gerais Mercado Internacional Programa Brazil Machinery Solutions; Dados de Exportação; Ações - África Panorama de Moçambique;

Leia mais

Boletim de Comércio Exterior da Bahia Abril 2013

Boletim de Comércio Exterior da Bahia Abril 2013 ISSN 2179-8745 Boletim de Comércio Exterior da Bahia Abril 2013 Sumário SUMÁRIO Governo do Estado da Bahia Jaques Wagner Secretaria do Planejamento José Sergio Gabrielli Superintendência de Estudos Econômicos

Leia mais

M A C R O C H I N A Ano 2 Nº 8 15 de maio de 2007

M A C R O C H I N A Ano 2 Nº 8 15 de maio de 2007 M A C R O C H I N A Ano 2 Nº 8 1 de maio de 27 Síntese gráfica trimestral do comércio bilateral e do desempenho macroeconômico chinês Primeiro trimestre de 27 No primeiro trimestre de 27, a economia chinesa

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS 2009 Introdução Resumo Executivo Apesar das turbulências que marcaram o ano de 2008, com grandes variações nos indicadores econômicos internacionais,

Leia mais

O BRASIL E O MUNDO. Mailson da Nóbrega. Ciclo de Grandes Conferências 2010. Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa, 6 de setembro de 2010

O BRASIL E O MUNDO. Mailson da Nóbrega. Ciclo de Grandes Conferências 2010. Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa, 6 de setembro de 2010 O BRASIL E O MUNDO Mailson da Nóbrega Ciclo de Grandes Conferências 2010 Fundação Calouste Gulbenkian Lisboa, 6 de setembro de 2010 Avanços institucionais: um novo Brasil Democracia consolidada Judiciário

Leia mais

Sede Nacional Sede N a N ci c o i nal l - SP

Sede Nacional Sede N a N ci c o i nal l - SP Brasil: Potência ou Colônia? Uma reflexão necessária... Sede Nacional Sede Nacional -SP Fundação: 1937- origem em um sindicato têxtil; Possui 1.500 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; O

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no

Leia mais

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA.

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS Consultores Legislativos da Área X Agricultura e Política Rural MARÇO/2009

Leia mais

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O SETOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 E OS CENÁRIOS DE LONGO PRAZO Carlos Cogo Agosto/2012 LA NIÑA PROVOCA FORTES QUEBRAS EM SAFRAS DE GRÃOS O

Leia mais

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1.

AGROINDÚSTRIA. O BNDES e a Agroindústria em 1998 BNDES. ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 INTRODUÇÃO 1. AGROINDÚSTRIA BNDES FINAME BNDESPAR ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 1 Gerência Setorial 1 O BNDES e a Agroindústria em 1998 INTRODUÇÃO Este informe apresenta os principais dados sobre os desembolsos do BNDES

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 3T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Lucro Líquido consolidado de R$ 32,8 milhões, 49,5% maior que o do. Margem de 8,6% no, ante 6,2% no. Algar Telecom inicia oferta de varejo (voz, banda

Leia mais

27/09/2011. Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial

27/09/2011. Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial 27/09/2011 Integração Econômica da América do Sul: Perspectiva Empresarial Estrutura da apresentação Perspectiva empresarial Doing Business 2011 Investimentos Estrangeiros e Comércio Exterior Complementaridade

Leia mais

PERÚ Indicadores e Informação relevantes

PERÚ Indicadores e Informação relevantes Road Show dos Embaixadores às Regiões PERÚ Indicadores e Informação relevantes 1 PERÚ 2 1. Indicadores relevantes População: 30 milhões Produto Interno Bruto 2012 (PIB): US$ 196,000 milhões PIB per capita

Leia mais

LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento

LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento LUIZ ROS Banco Interamericano de Desenvolvimento A BASE DA PIRÂMIDE É DIFERENTE MUNDIALMENTE POR REGIÃO, POR SETOR MAS SEMPRE UM MERCADO ENORME UMA GRANDE OPORTUNIDADE Na América Latina há cerca de 400

Leia mais

NOTA SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR NA AMÉRICA DO SUL

NOTA SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR NA AMÉRICA DO SUL fevereiro 2010 NOTA SOBRE O COMÉRCIO EXTERIOR NA AMÉRICA DO SUL Paulo Roberto Delgado * Gracia Maria Viecelli Besen* Na presente década, verificou-se forte expansão do comércio externo nos países da América

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Novembro 2012

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Novembro 2012 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Novembro 2012 As exportações em novembro apresentaram diminuição de 27,64% em relação a outubro. Continuam a superar a marca de US$ 1 bilhão, agora pela vigésima-segunda

Leia mais

Agronegócio Internacional

Agronegócio Internacional Boletim do Agronegócio Internacional Agronegócio Internacional Recordistas de vendas no valor total exportado pelo Brasil jan-jul 2014/2013 Edição 03 - Agosto de 2014 O agronegócio representou 44% das

Leia mais

Angola Breve Caracterização. Julho 2007

Angola Breve Caracterização. Julho 2007 Breve Caracterização Julho 2007 I. Actividade e Preços. Após o final da guerra civil em 2002, e num contexto de relativa estabilidade política, tornou-se numa das economias de mais elevado crescimento

Leia mais

AMÉRICA LATINA E CARIBE ERICSSON MOBILITY REPORT - APÊNDICE NOVEMBRO

AMÉRICA LATINA E CARIBE ERICSSON MOBILITY REPORT - APÊNDICE NOVEMBRO AMÉRICA LATINA E CARIBE ERICSSON MOBILITY REPORT - APÊNDICE NOVEMBRO VISÃO GERAL DO MERCADO Principais dados: América Latina e Caribe M Assinaturas móveis (milhões) Assinaturas de smartphones (milhões)

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

SETOR: SOFTWARE PROJETO DE INVESTIMENTO PIM Nº 31 Desenvolvimento de software destinado à informatização da gestão pública.

SETOR: SOFTWARE PROJETO DE INVESTIMENTO PIM Nº 31 Desenvolvimento de software destinado à informatização da gestão pública. PROJETO DE INVESTIMENTO PIM Nº 31 Desenvolvimento de software destinado à informatização da gestão pública. Descrição da oportunidade de negócio Existe uma grande demanda de transformação tecnológica por

Leia mais

M A C R O C H I N A Ano 2 Nº 4 11 de maio de 2006

M A C R O C H I N A Ano 2 Nº 4 11 de maio de 2006 M A C R O C H I N A Ano Nº 11 de maio de 6 Síntese gráfica trimestral do comércio bilateral e do desempenho macroeconômico chinês - Primeiro trimestre de 6. Para surpresa de muitos analistas, o Banco Central

Leia mais

Comércio Externo de Bens (10 9 USD) 8,0 15,0 2009a 2010a 2011a 2012a 2013a 2014b 6,0 10,0

Comércio Externo de Bens (10 9 USD) 8,0 15,0 2009a 2010a 2011a 2012a 2013a 2014b 6,0 10,0 Informação Geral sobre a Palestina População (milhões hab.): 4,5 (estimativa 2014) Unidade monetária: Shequel de Israel (ILS) e Língua oficial: Árabe Dinar Jordano (JOD) Chefe de Estado: Mahmoud Abbas

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E A ESTRATÉGIA DO SENAI PARA APOIAR A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA BRASILEIRA Inovação é o que distingue um líder de um seguidor. Steven Paul Jobs Grandes ideias mudam o mundo. Missão

Leia mais

Mercado em Foco: Chile

Mercado em Foco: Chile Mercado em Foco: Chile EXPOMIN, 2014 Breve estudo com informações sobre as perspectivas de negócios da economia do Chile. Apresentamos também uma análise do comércio exterior de máquinas e equipamentos

Leia mais

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 1 Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 Brasil: Fundamentos Macroeconômicos (1) Reservas International

Leia mais