Skopos Carta aos Investidores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Skopos Carta aos Investidores"

Transcrição

1 Skopos Carta aos Investidores "O segredo do maior peixe do rio é nunca ter sido pego. Ed Bloom em Big Fish i 30 de novembro de 2010 Nos primeiros 11 meses de 2010 o Skopos BRK valorizou-se 43,78% contra um Ibovespa de -1,29%. Obviamente, estamos felizes e surpresos com um resultado tão positivo num período de tempo relativamente curto. O correto posicionamento setorial, uma excelente performance das companhias (influenciada por méritos da gestão e por um ambiente de negócios favorável) e uma certa dose de sorte combinaram-se para compor um resultado incomum. Estratégia de 2010 Nossa estratégia recente, implantada no final de 2009, está baseada em 2 pontos principais: - Busca de maior previsibilidade: Reduzimos nossa exposição às empresas cíclicas e buscamos negócios que sejam mais estáveis e previsíveis. - Redução da exposição líquida do fundo: O nível atual de preços das ações que compõem o Ibovespa não apresenta uma relação custo/benefício favorável quando comparada ao custo de oportunidade no nosso mercado (CDI). O Mercado O Ibovespa negocia hoje a 13,8 vezes o lucro dos últimos 12 meses. Assumindo que os lucros vão crescer igual ao crescimento do PIB nominal em 2011 (Crescimento real 4,5% + inflação 5,5%), podemos dizer que a relação Preço/Lucro projetada estaria por volta de 12,5 vezes o lucro esperado para Isso é alto ou é baixo? Antes de arriscar uma resposta, gostaríamos de explorar alguns aspectos dessa estatística. O primeiro diz respeito à média. O índice atual é composto grosso modo de 50% de setores cíclicos, cuja relação Preço/Lucro dessas empresas está abaixo da média do mercado. A outra metade não apresenta tanta volatilidade esperada nos resultados e por isso está mais cara com destaque para o setor de consumo. É arriscado dizer que 12,5 vezes o lucro é barato, sendo que em 50% a previsibilidade do lucro é baixa, e em 50% o múltiplo é alto. Por outro lado, num mundo onde o custo de oportunidade está próximo de zero é arriscado dizer que é caro. Felizmente (ou infelizmente), para quem opera no Brasil o custo de oportunidade é o CDI. A Empresa Ao longo dos nossos quase 10 anos de existência buscamos construir um time sólido e alinhado e um relacionamento próximo com os nossos investidores locais e internacionais. Um dos efeitos positivos que 2008 teve no nosso negócio foi a evolução da nossa base de investidores através da diminuição do número de investidores institucionais internacionais e do aumento do número de famílias. Hoje, grande parte dos nossos cotistas são famílias ou family offices um perfil de investidor que geralmente busca um relacionamento mais próximo e pessoal. Acreditamos que este perfil tem mais aderência com a nossa forma de pensar e de investir. Para gerir nossos ativos, contamos com uma estrutura enxuta de 10 pessoas dentre as quais 7 são sócios. Destes, dois foram convidados a ingressar na sociedade durante o ano de Aproveitamos este momento para agradecer publicamente as contribuições que o Maurício Jonas fez à nossa empresa durante os quase sete anos que integrou a nossa equipe (dos quais mais de três anos como sócio) e desejar-lhe boa sorte.

2 O Fundo Nossa missão é gerar retorno aos cotistas investindo em ações. No nosso dia-a-dia basicamente buscamos ideias para construir uma carteira concentrada e composta de bons negócios, administrados por pessoas que admiramos e negociadas a preços atraentes. Em alguns momentos, usamos instrumentos de proteção para reduzir a exposição do fundo às oscilações do mercado. Julgamos que conjunturalmente este é um desses momentos. Ao vendermos o contrato futuro, nosso break-even passa a ser a oscilação do índice acrescido do CDI. Atualmente as taxas de juros futuras indicam que esse número será de 12% em Assim, o resultado esperado do fundo passa a ser não mais função do desempenho da bolsa como um todo, mas, a somatória de taxa de juros (positiva), a diferença de retorno entre a carteira do fundo e o Ibovespa (positiva ou negativa) e os custos do fundo (negativa). O fato de não termos convicção num mundo mais incerto do que nunca é a justificativa de mantermos uma posição neutra. O melhor cenário para o fundo seria um mercado de baixa. Preservar capital na baixa e ganhar na alta é o segredo do sucesso nesse negócio. Ciclos duradouros de alta começam de patamares baixos de preços, condição que não vemos atualmente. Carteira Atual Uma boa ideia geralmente é explicada com poucas palavras. Somos uma casa pequena e todo mundo envolvido na gestão sabe o que acontece na carteira. Mas cada um aqui na Skopos cobre algum setor ou empresa em particular. A seguir, cada um escreveu uma breve explicação das nossas posições. Ohl por José Luiz Montans A empresa reúne em seu negócio (concessões rodoviárias) previsibilidade de receita, proteção contra a inflação, dado que as tarifas são ajustadas por IGPM ou IPCA, e um endividamento muito bem estruturado em termos de custo (maior parte da dívida líquida a TJLP + 2.5%) e de prazos de vencimento e carência (prazo total de 14 anos pelo financiamento mais recente via BNDES). Além do potencial de valorização atual, a OHL pode gerar valor adicional caso novos negócios se concretizem em um país em busca de mais infraestrutura. Está sendo negociada a 6X EV/Ebitda e 15 vezes o lucro esperado para Porto Seguro por Pedro Cerize Compramos essa empresa em 2006, pois avaliávamos que a empresa era um negócio bom, com boas perspectivas de crescimento, com uma marca admirada, com uma gestão competente e honesta e a um preço razoável (7X o lucro). Como nada mudou, mantemos nossa posição. Valor de mercado: R$ 8,5 bi e está sendo negociada a aproximadamente 11 vezes o lucro esperado para Dufry por Joao Grossi Operação de varejo duty-free e duty-paid em aeroportos. A natureza da operação (baixa necessidade de capex e de investimento em capital de giro e margem EBITDA de 13%) produz excelente fluxo de caixa e retorno sobre capital marginal alocado superior a 20% a.a. O potencial de crescimento é uma combinação de crescimento do tráfego global de passageiros com a consolidação de um mercado ainda fragmentado (Dufry, que é líder, tem somente 6% do mercado). Foco claro de atuação em mercados emergentes, onde crescimento é ainda maior. A gestão é excelente e já se provou em condições de mercado adversas como em 2008/09. Estrutura de capital adequada, gerando custo de dívida muito baixo (libor +1,75% a.a.). Está sendo negociada a 15 vezes o lucro esperado para Contax por José Luiz Montans Empresa nasceu como call center e já esteve em nosso portfolio em Está ampliando o conceito de terceirização para outros segmentos com a Todo (Business Process Outsourcing) e a Ability (Trade Marketing). Um excelente management, num ambiente meritocrático tem sido capaz de gerar um

3 retorno sobre capital investido muito alto. Um mar de oportunidades de crescimento a 11 vezes o lucro esperado pra Copel ON por Marcelo Cerize Compramos COPEL no primeiro semestre de 2009 quando o governador do Paraná Roberto Requião anunciou que não iria repassar o aumento de tarifa autorizado pela ANEEL - esse aumento foi repassado posteriormente. Com a eleição do antigo prefeito de Curitiba, Beto Richa do PSDB, para governador, é provável que a empresa adote uma política mais racional de investimentos, busca de eficiência e rentabilidade. Mesmo antes dessas possíveis melhorias, a empresa negocia a 7,5 vezes o lucro esperado para 2011, paga 6% de dividendo por ano e negocia a 115 % do valor patrimonial. Pão de Açúcar por João Grossi Posição recente no fundo, potencial de upside é assimetricamente maior que risco de downside. Acreditamos que a operação de varejo alimentar tradicional equivale a aproximadamente 90% do preço atual. Toda a operação de eletro (Ponto Frio + Casas Bahia + Financeira + Pontocom) tem potencial relevante caso se concretizem as sinergias previstas na Nova Casas Bahia. Essa é a opção não precificada que pode significar 40-50% de ganho sobre preços atuais. Algumas metas de sinergias fornecidas pela companhia nos parecem conservadoras. Vemos a empresa negociando a 13 vezes o lucro esperado para 2012 num cenário pouco agressivo de captura de sinergias. Klabin por José Luiz Montans Empresa sempre foi reconhecida pelos seus excelentes ativos florestais e pelos seus produtos de alta qualidade. Agora a empresa alia essas características à busca de novos negócios, ao maior foco em eficiência operacional de suas plantas e ao aumento do retorno sobre o capital investido. Anunciou recentemente seu novo CEO, muito admirado aqui na Skopos pela sua passagem na Ultrapar, sinalizando claramente sua vontade de destravar o valor represado. Klabin está sendo negociada atualmente a 6X EV/Ebitda para 2011 e abaixo do valor patrimonial (coisa rara nos dias de hoje). Vivemos uma experiência nova em 2009/2010 com a Dasa. Sempre estivemos próximos da gestão das empresas principais da carteira, mas nesse caso, nosso envolvimento foi muito mais direto. Por isso reservamos um espaço maior para dar nossa versão do que ocorreu e um pouco do que vemos para frente. DASA por Luis Soares Iniciamos o nosso investimento na DASA em 2008, após um período no qual sua precificação havia sofrido forte correção, consequência de recorrentes decepções do mercado de capitais com seu fraco desempenho e governança corporativa pouco transparente. Vínhamos acompanhando a empresa desde o seu IPO em 2004 e gostávamos de seu modelo de negócios, contudo, a precificação da ação no IPO e nos anos subsequentes não nos parecia adequada dado o baixo retorno do capital alocado, a falta de integração das aquisições realizadas além dos sérios problemas de partes relacionadas. Assim, a correção de preços de 2008 configurou-se como uma oportunidade interessante de entrada. Após o início de nosso investimento, uma série de eventos e desafios ao longo de 2008 permitiu que nos aproximássemos da gestão e do conselho de administração da empresa. Vislumbramos a partir de então diversas oportunidades que claramente levariam a companhia para outro patamar de rentabilidade e escala. Para implementá-las, julgamos necessário ingressar no conselho de administração, porém, o fundador não compartilhou do nosso ânimo e deixou a companhia no começo de Desde este momento, a Dasa tem sido parte importante do nosso Portfolio. Muitos fatos ocorreram após a transição do conselho. Destacamos o forte trabalho em equipe dos novos membros do conselho de administração e da nova equipe gestora que foi formada a partir da bem-sucedida combinação de talentos internos e pessoas vindas de fora. A nova equipe viabilizou que a estratégia traçada em 2009 (foco agressivo na busca de eficiências e melhora profunda de retorno do capital alocado) fosse colocada em prática.

4 O resultado das diversas frentes de trabalho refletiu no aumento ROIC ao longo do tempo (lembrando que o ROIC caixa se aproxima dos 27%) e no management, que foi se desenvolvendo e ficando muito mais robusto. Ao longo de 2010, a DASA entrou em uma nova fase na qual passou a atuar com posição de destaque no processo de consolidação de seu setor. Acreditamos fortemente no impacto transformador que terá a chegada dos novos sócios e dos ativos da MD1 tanto do ponto de vista estratégico quanto operacional. As perspectivas são mais que encorajadoras, apontando para uma nova frente de trabalho que é focada em crescimento, fundamentada em uma casa arrumada, em um time alinhado e na entrada de novos sócios. As oportunidades estão mapeadas e a empresa tem plena capacidade de alocar o capital de forma a dobrar sua participação de mercado (conforme citado pela administração) com foco em rentabilidade e qualidade de serviço nas suas diversas linhas de negócios. O segredo do sucesso financeiro Matusalém, Metusalém ou Metusalah (do hebraico (מ תוּשׁ ל ח é um personagem bíblico do Antigo Testamento, citado em Gênesis 5:21-27 que teria sido filho de Enoque e o avô de Noé. Matusalém é geralmente conhecido por ser o personagem mais longevo de toda a Bíblia, tendo vivido por 969 anos, sendo que o ano de sua morte coincidiria com a ocasião do dilúvio, embora isto não seja mencionado expressamente pela Bíblia, sendo apenas um cálculo aritmético considerando que o dilúvio ocorreu quando Noé tinha 600 anos. (Fonte Wikipédia). Recentemente o Skopos BRK atingiu a cota 16. Esse número marca a 4ª vez desde maio de 2001 (cota 1), que cota dobrou. O intervalo de tempo entre cada uma dessas vezes em que a cota dobrou variou de 13 a 42 meses, com média de 29 meses. Às vésperas de completar 10 anos de existência desejamos não somente tentar repetir o retorno obtido (tarefa difícil dado volume maior de recursos), mas também imitar Matusalém. Se ele fosse um investidor apenas razoável, provavelmente ele teria morrido muito rico. E se fosse rico, talvez tivesse tratado melhor Noé, um neto ingrato que aparentemente, deixou o avô morrer afogado no dilúvio.

5 De tempos em tempos os investidores enfrentam dilúvios financeiros e perdas permanentes de capital ocorrem. Guerras, crises financeiras, eventos de hiperinflação são algumas formas de manifestações desses eventos. Mais frequentemente, tempestades financeiras menores, como a que ocorreu recentemente em 2008, nos lembram de que somos mortais. Não esquecemos 2008 nem nos perdoamos por não estarmos preparados para aquele evento. Olhando em retrospectiva, o fato de termos recuperado as perdas não nos isenta da responsabilidade de termos perdido dinheiro em Os resultados de 2009 e 2010 seriam muito mais significativos se tivessem sido construídos sobre uma base maior. Um mundo feito apenas de pessimistas não viveria o progresso. Mas uma certa dose de ceticismo, especialmente quando estamos diante de tantos riscos globais e pouca margem de segurança nos preços de ativos, pode ser saudável para o bom investidor. Vamos aprender algo com o maior peixe do rio. Obrigado pela confiança SKOPOS i Big Fish (br: Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas pt: O Grande Peixe) é um filme estadunidense de 2003, baseado no livro Big Fish: A Novel of Mythic Proportions, de Daniel Wallace. Foi dirigido por Tim Burton e roteirizado por John August. (http://pt.wikipedia.org/wiki/big_fish)

CARTA AO INVESTIDOR 4º TRIMESTRE

CARTA AO INVESTIDOR 4º TRIMESTRE CARTA AO INVESTIDOR 4º TRIMESTRE Você só precisa fazer algumas poucas coisas certas na vida desde que não faça muitas erradas. Warren Buffett Este material tem o único propósito de divulgar informações

Leia mais

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com

FCLCapital. Junho 2015. www.fclcapital.com Junho 2015 www.fclcapital.com FCL Equities FIA Filosofia de Investimentos - Pág. 4 Estratégia Long-Biased - Pág. 5 Processo de Investimentos - Pág. 6 Gestão de Riscos - Pág. 10 1 Plano de Crescimento Plano

Leia mais

CARTA AOS ACIONISTAS JULHO 2012

CARTA AOS ACIONISTAS JULHO 2012 CARTA AOS ACIONISTAS JULHO 2012 (Esta página foi intencionalmente deixada em branco) Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Nebraska Capital,

Leia mais

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15%

FILOSOFIA DE INVESTIMENTO. Retorno esperado de um lançamento 80% 100% + 20% 100% ( ) = 60% ( 1 20% ) 20 =1,15% Através da CARTA TRIMESTRAL ATMOS esperamos ter uma comunicação simples e transparente com o objetivo de explicar, ao longo do tempo, como tomamos decisões de investimento. Nesta primeira carta vamos abordar

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 1T12 26 de abril de 2012

Transcrição da Teleconferência Resultados do 1T12 26 de abril de 2012 Operadora: Bom dia, senhoras e senhores e obrigada por aguardarem. Sejam bem vindos à áudio-conferência da Contax para discussão dos resultados referentes ao 1T12. O áudio e os slides dessa conferência

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Dezembro/2008

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Dezembro/2008 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL Dezembro/2008 1 Índice Sobre a Skopos Estratégia: Long & Short Long Biased Processo de Investimento Filosofia de Investimento Nosso Target Breakdown dos Ativos Performance Características

Leia mais

Opportunity. Resultado. Agosto de 2012

Opportunity. Resultado. Agosto de 2012 Opportunity Equity Hedge FIC FIM Agosto de 2012 Resultado Ao longo do segundo trimestre de 2012, o Opportunity Equity Hedge alcançou uma rentabilidade de 5% depois de taxas, o que representa 239,6% do

Leia mais

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar

ponto Frio Ponto Frio (GLOB3 e GLOB4) faz parte do Grupo Pão de Açúcar desde 2009. Saiba qual é o futuro da empresa e se suas ações podem se valorizar pág. 08 DOUGLAS DUEK COMO AS EMPRESAS PODEM CHEGAR À BOLSA? pág. 12 TRENDS O QUE PODE ATRAPALHAR A BOLSA EM 2011 A REVISTA DO INVESTIDOR NA BOLSA ANO 3 MAR 11 #36 R$ 12,00 9 771982 835003 0 3 0 3 6 EXEMPLAR

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012

Apresentação de Resultados 4T11. 1º de Março de 2012 Apresentação de Resultados 4T11 1º de Março de 2012 Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Operação em 4 países: Brasil, Colômbia, Argentina e Peru Líder na América Latina em serviços de relacionamento com consumidores

Leia mais

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa Análise XP Fundamentos Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa A Empresa A Senior Solution está presente, há mais de 17 anos, no segmento de Tecnologia da Informação no mercado brasileiro, sendo uma

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO. 1º Trimestre 2012

RELATÓRIO DE GESTÃO. 1º Trimestre 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO 1º Trimestre 2012 Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Edge Investimentos, não deve ser considerado como oferta de

Leia mais

Carta ao Cotista Dezembro 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Dezembro 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Dezembro 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional O Federal Reserve elevou a taxa de juros em 25bps, subindo os juros no intervalo de 0,25% a 0,50%. Mais importante foi a sinalização

Leia mais

CSHG Unique Comentário do Gestor

CSHG Unique Comentário do Gestor CSHG Unique Comentário do Gestor Outubro 2010 Para nós, essa é uma carta muito especial. Na busca por oferecer a melhor prateleira possível de produtos para nossos clientes, lançamos em 24 de setembro

Leia mais

PALESTRANTES. Pedro Cerize. Lindolfo Zimmer. Luiz Fernando Rolla. Gesner Oliveira. José Carlos de Oliveira Filho. Marco Schroeder.

PALESTRANTES. Pedro Cerize. Lindolfo Zimmer. Luiz Fernando Rolla. Gesner Oliveira. José Carlos de Oliveira Filho. Marco Schroeder. PALESTRANTES Pedro Cerize Lindolfo Zimmer V Encontro Anual com Investidores SKOPOS São Paulo - Brasil Luiz Fernando Rolla Gesner Oliveira José Carlos de Oliveira Filho Marco Schroeder www.skopos.com.br

Leia mais

Em Compasso de Espera

Em Compasso de Espera Carta do Gestor Em Compasso de Espera Caros Investidores, O mês de setembro será repleto de eventos nos quais importantes decisões políticas e econômicas serão tomadas. Depois de muitos discursos que demonstram

Leia mais

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012

Expomoney São Paulo. Setembro de 2012 Expomoney São Paulo Setembro de 2012 Contax Visão Geral Contact Center Brasil Resultados Financeiros Contax Visão Geral GRUPO CONTAX Principais serviços: Atendimento, Cobrança, Televendas, Retenção, Trade

Leia mais

XP Investor FIA 3T14. XP Investor FIA 3T14

XP Investor FIA 3T14. XP Investor FIA 3T14 O XP INVESTOR FIA é um Fundo de Ações que tem como objetivo proporcionar ganhos de capital no longo prazo a seus cotistas, por meio de gestão ativa no mercado acionário brasileiro. Para tanto, a equipe

Leia mais

RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex)

RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex) RESULTADOS 4T11 E 2011 Grupo Pão de Açúcar e Viavarejo (Globex) 17 de fevereiro de 2012 GRUPO PÃO DE AÇÚCAR - RESULTADOS 4T11 E 2011 Enéas Pestana, Presidente do Grupo Pão de Açúcar 2 Evolução operacional

Leia mais

Fundo GBX Viena FIC de FIA Carta Mensal do Gestor/ Junho 2013

Fundo GBX Viena FIC de FIA Carta Mensal do Gestor/ Junho 2013 Fundo GBX Viena FIC de FIA Carta Mensal do Gestor/ Junho 2013 Prezados Investidores, O Ibovespa encerrou o mês de Junho com queda de 11,30%. No acumulado do ano de 2013, a queda alcança 22,14%. É o 6º

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 3: Qual o Valor das Empresas que Abriram o Capital entre 2004 e 03/2006

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 3: Qual o Valor das Empresas que Abriram o Capital entre 2004 e 03/2006 SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 3: Qual o Valor das Empresas que Abriram o o A Quantidade do Capital Vendido o O Valor das Empresas no dia do IPO o O Valor das

Leia mais

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8%

INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES GERAL DIVIDENDO - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES. Química 12% Papel e Celulose 8% Outubro de 2015 INFORMATIVO FUNDOS GALT FIA - FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES O Geral Asset Long Term - GALT FIA é um fundo de investimento que investe em ações, selecionadas pela metodologia de análise

Leia mais

RESULTADOS 2T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 26 de julho de 2011

RESULTADOS 2T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 26 de julho de 2011 RESULTADOS 2T11 Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades 26 de julho de 2011 DESTAQUES DO 2T11 Impacto macroeconômico > IPCA 12 meses: +6,7% > Crescimento real GPA Alimentar: +2,3% > Aumento taxa Selic

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Quem Somos 2 CTM Investimentos Visão Geral A empresa A CTM Investimentos, fundada em 2012, é uma empresa independente, focada na busca por valor em empresas (Equity Research)

Leia mais

Relatório de Gestão Invext FIA. Maio - Junho

Relatório de Gestão Invext FIA. Maio - Junho Relatório de Gestão Maio - Junho 2013 1 Filosofia O é um fundo de ações alinhado com a filosofia de value investing. O fundo possui uma estratégia de gestão que busca capturar de forma contínua oportunidades

Leia mais

CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011

CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011 CARTA JBI FOCUS #8 Dezembro 2011 ÍNDICE DESTAQUES DA CARTEIRA... 3 I. MARCOPOLO... 3 II. MILLS... 3 III. BEMATECH... 4 DESEMPENHO DA CARTEIRA... 6 I. JB FOCUS FIC DE FIA... 6 2 Carta JBI Focus #8 dez/11

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2014 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2014 1 No segundo trimestre de 2014, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de 1,41%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 2,51% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Escolha o seu e comece a construir o futuro que você quer ter

Escolha o seu e comece a construir o futuro que você quer ter Escolha o seu e comece a construir o futuro que você quer ter Valia Fix, Valia Mix 20, Valia Mix 35 e Valia Ativo Mix 40 Quatro perfis de investimento. Um futuro cheio de escolhas. Para que seu plano de

Leia mais

1 - BTG Pactual Corporate Office Fund BRCR11

1 - BTG Pactual Corporate Office Fund BRCR11 1 - BTG Pactual Corporate Office Fund BRCR11 O FII BTG Pactual Corporate Office Fund é um fundo de investimento imobiliário do tipo corporativo, ou seja, tem como objetivo investir em ativos imobiliários

Leia mais

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011

RESULTADOS 3T11. Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades. 4 de novembro de 2011 RESULTADOS 3T11 Grupo Pão de Açúcar e Globex Utilidades 4 de novembro de 2011 ELETRO GPA ALIMENTAR AGENDA RESULTADOS Supermercados Proximidade Atacarejo Postos e Drogarias Hipermercado Lojas Especializadas

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Agosto. Carteira Sugerida de Julho A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Portfólio Dinâmico Julho 2013

Portfólio Dinâmico Julho 2013 Portfólio Dinâmico Julho 2013 : : O ÚLTIMO MÊS O desempenho dos ativos em Julho e no acumulado de 12 meses está descrito nas figuras abaixo: ntnb 1,51 ntnb 0,6 pré 1,34 pré 5,4 ações 1,49 ações 6,0 dolar

Leia mais

A GP no mercado imobiliário

A GP no mercado imobiliário A GP no mercado imobiliário A experiência singular acumulada pela GP Investments em diferentes segmentos do setor imobiliário confere importante diferencial competitivo para a Companhia capturar novas

Leia mais

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro

Carteira Top Pick. Comentário. Carteira Sugerida para Dezembro. Carteira Sugerida de Novembro A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções de investimento para o mês subseqüente dentro dos ativos

Leia mais

Apresentação Corporativa. Bradesco BBI - Dezembro de 2011

Apresentação Corporativa. Bradesco BBI - Dezembro de 2011 Apresentação Corporativa Bradesco BBI - Dezembro de 2011 Contax Visão Geral Contax - Core Business Estratégia e Tendências de Mercado Resultados Financeiros Contax Visão Geral CONTAX OVERVIEW Companhia

Leia mais

Carta ao Investidor nº57 Tarpon HG - Setembro 2007

Carta ao Investidor nº57 Tarpon HG - Setembro 2007 Performance do 3º Trimestre de 2007 (Trimestre encerrado em 28 de setembro de 2007) Performance do trimestre... +3.95%* Performance do ano... +28.97%* Performance desde o início... +659.97%* * valores

Leia mais

EM PAUTA PRIVATE EQUITY & VENTURE CAPITAL OPORTUNIDADES EM MEIO À CRISE NO BRASIL

EM PAUTA PRIVATE EQUITY & VENTURE CAPITAL OPORTUNIDADES EM MEIO À CRISE NO BRASIL EM PAUTA PRIVATE EQUITY & VENTURE CAPITAL OPORTUNIDADES EM MEIO À CRISE NO BRASIL 14 REVISTA RI Abril 2015 É sabido que 2015 vai ser um ano difícil diante de uma economia com perspectiva de recessão. No

Leia mais

cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 1 dicas dos especialistas Como investir em ações utilizando Análise Fundamentalista

cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 1 dicas dos especialistas Como investir em ações utilizando Análise Fundamentalista cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 1 dicas dos especialistas Como investir em ações utilizando Análise Fundamentalista cartilha_18x10.qxd 9/20/2005 1:45 PM Page 2 Como investir em ações utilizando

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Perfis de Investimento. GEBSA Prev

Perfis de Investimento. GEBSA Prev Perfis de Investimento GEBSA Prev 2 GEBSA-PREV INTRODUÇÃO Esta cartilha reúne as principais informações relacionadas aos Perfis de Investimento da GEBSA PREV e vai lhe ajudar a identificar alguns aspectos

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T12 Contax (CTAX4 BZ) 26 de fevereiro de 2013. Tales Freire, Bradesco:

Transcrição da Teleconferência Resultados do 4T12 Contax (CTAX4 BZ) 26 de fevereiro de 2013. Tales Freire, Bradesco: Tales Freire, Bradesco: Bom dia a todos. Eu sei que a Companhia é bastante criteriosa para definir algum tipo de despesa como não recorrente, mas observando o resultado, vimos que outras despesas operacionais

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março

Relatório de Gestão Invext FIA. Janeiro - Março Relatório de Gestão Invext FIA Janeiro - Março 2015 1 Filosofia O Invext FIA é um fundo de ações alinhado com a filosofia de value investing. O fundo possui uma estratégia de gestão que busca capturar

Leia mais

Cotistas do Clube Triumph e San Francisco (atualmente, Edge Value FIA) (em azul alterações introduzidas pela primeira alteração, em março de 2014)

Cotistas do Clube Triumph e San Francisco (atualmente, Edge Value FIA) (em azul alterações introduzidas pela primeira alteração, em março de 2014) Av. Das Américas 8445 Sala 606 Barra da Tijuca Rio de Janeiro RJ Tel.: 21.2421.4262 Rio de Janeiro, 10 de Dezembro de 2007 Aos Cotistas do Clube Triumph e San Francisco (atualmente, Edge Value FIA) Assunto:

Leia mais

Reunião APIMEC 2013. São Paulo, 19 de dezembro de 2013

Reunião APIMEC 2013. São Paulo, 19 de dezembro de 2013 Reunião São Paulo, 19 de dezembro de Importante O presente material tem caráter somente informacional. Não constitui uma oferta ou solicitação de investimento em qualquer fundo aqui mencionado ou quaisquer

Leia mais

Crescimento de 11,2% na. Receita Líquida. Controladora R$ 2,2 bi. +11,2% Consolidado R$ 4,0 bi. +10,5% Crescimento de 18,5% no EBITDA

Crescimento de 11,2% na. Receita Líquida. Controladora R$ 2,2 bi. +11,2% Consolidado R$ 4,0 bi. +10,5% Crescimento de 18,5% no EBITDA Resultados 3T15 GMV Receita Líquida Crescimento SSS GMV alcançou R$ 4,9 bilhões Crescimento de 11,2% na Receita Líquida Receita Líquida mesmas lojas de 9% no Trimestre Controladora R$ 2,2 bi. +11,2% Consolidado

Leia mais

Divulgação de Resultados 2014

Divulgação de Resultados 2014 São Paulo - SP, 10 de Fevereiro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private-equity

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV CENÁRIO ECONÔMICO EM OUTUBRO São Paulo, 04 de novembro de 2010. O mês de outubro foi marcado pela continuidade do processo de lenta recuperação das economias maduras, porém com bons resultados no setor

Leia mais

Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009

Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009 Revisão Copel (CPLE6) Preço Teórico R$ 35,00 (COMPRA) 28.01.2009 Empresa Código Recomendação Fechamento* Preço-Teórico* Upside Risco Lote Copel PNB CPLE6 Compra 21,85 35,00 60,2% Elevado 1 EV/EBITDA (atual)

Leia mais

Jornada do CFO 2015 Transformação estratégica das empresas. Anselmo Bonservizzi, Sócio líder de Estratégia e Operações da Deloitte

Jornada do CFO 2015 Transformação estratégica das empresas. Anselmo Bonservizzi, Sócio líder de Estratégia e Operações da Deloitte Jornada do CFO 2015 Transformação estratégica das empresas Anselmo Bonservizzi, Sócio líder de Estratégia e Operações da Deloitte Desafios do atual momento econômico Os principais segmentos da economia

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

Apresentação Unidas. Maio 2014

Apresentação Unidas. Maio 2014 Apresentação Unidas Maio 2014 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 2ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

JULHO 2011. Objetivo #1: Preservação de capital

JULHO 2011. Objetivo #1: Preservação de capital O fundo M Square Ações FIC FIA registrou perda de -2,94% em julho, acumulando um resultado de -4,14% em 2011 e +66,00% desde seu início em setembro de 2007. Antes de falar do portfólio, é importante mencionar

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII Crédito lastreado em imóveis, alta rentabilidade e fluxo de caixa constante, com a solidez do concreto.

Leia mais

XP Long Short FIM 3T14

XP Long Short FIM 3T14 O XP LONG SHORT FIM é um Fundo Multimercado neutro que busca obter retornos superiores ao CDI, por meio de uma gestão ativa no mercado acionário. A estratégia combina posições long em uma carteira selecionada

Leia mais

Luiz Fernando Rolla. Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações

Luiz Fernando Rolla. Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações Luiz Fernando Rolla Diretor de Finanças, Relações com Investidores e Controle de Participações Nossa base de acionistas assegura liquidez América do Norte Canadá Estados Unidos México Europa Luxemburgo

Leia mais

Simulado CPA 10 Completo

Simulado CPA 10 Completo Simulado CPA 10 Completo Question 1. O SELIC é um sistema informatizado que cuida da liquidação e custódia de: ( ) Certificado de Depósito Bancário ( ) Contratos de derivativos ( ) Ações negociadas em

Leia mais

Bom dia, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Brasil Brokers, para discussão dos resultados do 3T08.

Bom dia, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Brasil Brokers, para discussão dos resultados do 3T08. Operadora: Bom dia, senhoras e senhores, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Brasil Brokers, para discussão dos resultados do 3T08. Informamos a todos os participantes que

Leia mais

Mercados nervosos, investidores tensos. O que pensar?

Mercados nervosos, investidores tensos. O que pensar? 16/07/2008 Mercados nervosos, investidores tensos. O que pensar? Paulo Ângelo Carvalho de Souza Presidente Bolsas em queda; juros em alta; rentabilidade em queda; inflação em alta; preço do petróleo fora

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

RELATÓRIO CEMEC 06 COMPARAÇÕES INTERNACIONAIS

RELATÓRIO CEMEC 06 COMPARAÇÕES INTERNACIONAIS RELATÓRIO 06 COMPARAÇÕES INTERNACIONAIS Setembro/2012 COMPARAÇÕES INTERNACIONAIS Apresentação O objetivo deste relatório é apresentar alguns indicadores que permitam a comparação do desempenho econômico-financeiro

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008

RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008 RELATÓRIO DE GESTÃO JANEIRO 2008 Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Edge Investimentos, não deve ser considerado como oferta de venda

Leia mais

Carta Mensal - Fevereiro 2013. sdasdasdasdasdasdasdasd. Carta Mensal. Fevereiro 2013

Carta Mensal - Fevereiro 2013. sdasdasdasdasdasdasdasd. Carta Mensal. Fevereiro 2013 Carta Mensal Fevereiro 2013 Conforme previsto na carta anterior, este mês optamos por focar nas teses de investimento com o intuiti de alinhar os investidores com as nossas posições atuais, promovendo

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO. 3º Trimestre 2013

RELATÓRIO DE GESTÃO. 3º Trimestre 2013 RELATÓRIO DE GESTÃO 3º Trimestre 2013 Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Edge Investimentos, não deve ser considerado como oferta de

Leia mais

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L

A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L A P R E S E N TAÇ ÃO I N S T I T U C I O N A L 2 0 1 5 Í N D I C E VISÃO GLOBAL A EMPRESA EQUIPE FILOSOFIA DE INVESTIMENTO NOSSOS FUNDOS CONTATOS 2 V I S Ã O G L O B A L A E M P R E S A A Log Fund é uma

Leia mais

Finanças Pessoais e Mercado Financeiro 14º Encontro Informal - IBRI 11 de agosto de 2004. Mauricio Gallego Augusto Gestor de Renda Variável

Finanças Pessoais e Mercado Financeiro 14º Encontro Informal - IBRI 11 de agosto de 2004. Mauricio Gallego Augusto Gestor de Renda Variável Finanças Pessoais e Mercado Financeiro 14º Encontro Informal - IBRI 11 de agosto de 2004 Mauricio Gallego Augusto Gestor de Renda Variável 1 Objetivo Abordar assuntos que são focados pelos gurus das finanças

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2015 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2015 1 No terceiro trimestre de 2015, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de -2,75%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 3,43% e o mercado de bolsa apresentou

Leia mais

OPPORTUNITY EQUITY HEDGE FIC FIM

OPPORTUNITY EQUITY HEDGE FIC FIM OPPORTUNITY EQUITY HEDGE FIC FIM Abril de 2013 Entendendo o Prêmio de Risco em Ações Resultado Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano % CDI Ibovespa 2011 - - - - - - - 1,21% 1,16% 1,73% 1,77%

Leia mais

Enrico Trotta, Itaú BBA:

Enrico Trotta, Itaú BBA: Enrico Trotta, Itaú BBA: Bom dia a todos. Obrigado pela apresentação. Eu tenho duas perguntas rápidas. A primeira pergunta, eu queria que vocês comentassem um pouco mais como está o mercado de M&A. Vocês

Leia mais

Carta aos Investidores 2º Trimestre de 2011

Carta aos Investidores 2º Trimestre de 2011 31 de Dezembro de 2010 Prezado Investidor, Devido a um acontecimento específico, e de grande influência no resultado de nossa carteira, esta carta trimestral dará maior ênfase a uma empresa mais relevante

Leia mais

Localiza Day Agosto / 2011

Localiza Day Agosto / 2011 Localiza Day Agosto / 2011 1 1. A Companhia 2. Drivers e oportunidades 3. Geração de valor 4. Conclusão 2 A Companhia: destaques Maior locadora da América do Sul com mais de 460 agências em 7 países Frota

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO- JANEIRO -2012

RELATÓRIO DE GESTÃO- JANEIRO -2012 O pessimismo amplamente precificado em bolsa ao longo de 2011 parece ter sofrido uma mudança de rota em direção a céus mais azuis. Em janeiro de 2012, o Ibovespa subiu 11,13%, de tal forma a recuperar

Leia mais

3. Idade de Ingresso: Idade do participante na data de inscrição no Plano de Benefícios.

3. Idade de Ingresso: Idade do participante na data de inscrição no Plano de Benefícios. 1. IBA: Instituto Brasileiro de Atuária. 2. ICSS: Instituto Cultural de Seguridade Social. Criado no início dos anos 90 pelos fundos de pensão com o objetivo de disseminar a cultura da Previdência Complementar

Leia mais

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. Cássia Menatto Mebius

Insper Instituto de Ensino e Pesquisa. Cássia Menatto Mebius Insper Instituto de Ensino e Pesquisa Certificate in Financial Administration CFM Cássia Menatto Mebius ESTUDO DE CASO: Aspectos da Análise fundamentalista versus análise gráfica para uma corretora São

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV São Paulo, 06 de julho de 2010. CENÁRIO ECONÔMICO EM JUNHO A persistência dos temores em relação à continuidade do processo de recuperação das economias centrais após a divulgação dos recentes dados de

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO ABRIL 2008

RELATÓRIO DE GESTÃO ABRIL 2008 RELATÓRIO DE GESTÃO ABRIL 2008 Este material tem o único propósito de divulgar informações e dar transparência à gestão executada pela Edge Investimentos, não deve ser considerado como oferta de venda

Leia mais

ESTRATÉGIA E GESTÃO PATRIMONIAL EMPRESAS FAMILIARES. Domingos A Laudisio São Paulo, 15 de julho de 2014

ESTRATÉGIA E GESTÃO PATRIMONIAL EMPRESAS FAMILIARES. Domingos A Laudisio São Paulo, 15 de julho de 2014 ESTRATÉGIA E GESTÃO PATRIMONIAL EMPRESAS FAMILIARES Domingos A Laudisio São Paulo, 15 de julho de 2014 Existem argumentos pró e contra empresas familiares particularmente no Brasil os argumentos contra

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV São Paulo, 07 de março de 2012. CENÁRIO ECONÔMICO EM FEVEREIRO O mês de fevereiro foi marcado pela continuidade do movimento de alta dos mercados de ações em todo o mundo, ainda que em um ritmo bem menor

Leia mais

CARTA MENSAL SulAmérica Total Return FI Ações Novembro 2014

CARTA MENSAL SulAmérica Total Return FI Ações Novembro 2014 CARTA MENSAL SulAmérica Total Return FI Ações Novembro 2014 Cenário Internacional Crescimento mundial: gradual e desequilibrado A economia mundial fecha 2014 com um desempenho não muito diferente daquele

Leia mais

EXAME FORUM INFRAESTRUTURA

EXAME FORUM INFRAESTRUTURA EXAME FORUM INFRAESTRUTURA O MERCADO DE CAPITAIS E O FINANCIAMENTO DA INFRAESTRUTURA Carlos A. Rocca 24092014 CEMEC Centro de Estudos do IBMEC INDICE 1. Colocação do problema 2. A necessidade de um novo

Leia mais

Apresentação Corporativa. Novembro de 2010

Apresentação Corporativa. Novembro de 2010 Apresentação Corporativa Novembro de 2010 Estácio: Breve Histórico Crescimento orgânico Consolidação para liderança nacional IPO Companhia listada Turn around e preparação para o crescimento futuro # de

Leia mais

Relatório de Gestão O FIP-IE XP OMEGA I. Agosto 2015. Destaques Positivos. Fundamentos da Cota

Relatório de Gestão O FIP-IE XP OMEGA I. Agosto 2015. Destaques Positivos. Fundamentos da Cota FIP-IE XP OMEGA I Relatório de Gestão O FIP-IE XP OMEGA I O FIP-IE XP OMEGA I é detentor de 34,6% da Asteri Energia S.A., uma holding que detém 100% do parque eólico Gargaú e 51% da Pequena Central Hidrelétrica

Leia mais

Três fatores principais diferenciam o XP TOP DIVIDENDOS FIA dos Fundos de Investimento tradicionais, comumente encontrados no mercado.

Três fatores principais diferenciam o XP TOP DIVIDENDOS FIA dos Fundos de Investimento tradicionais, comumente encontrados no mercado. XP TOP dividendos FIA INTRODUÇÃO O XP TOP DIVIDENDOS FIA é um Fundo de Investimento em Ações que tem como objetivo buscar a valorização de suas cotas em um horizonte de longo prazo, por meio da composição

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2014 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE OUTUBRO DE 2014 1 No terceiro trimestre de 2014, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de -0,07%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 2,72% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais

Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Resultados 2T14 e 1S14 Lucro líquido atinge R$7,0 milhões, crescimento de 41,7% versus o 1T14, com consistente e importante melhora nas margens operacionais Belo Horizonte, 5 de agosto de 2014 - A Companhia

Leia mais

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança 03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança Render 5 Vezes Mais por Leandro Sierra Índice Apresentação...03 Introdução... 04 Passo 1...05 Passo 2... 08 Educação Financeira para a Segurança do seu Investimento...

Leia mais

Respostas Erradas para Perguntas Difíceis

Respostas Erradas para Perguntas Difíceis Carta do Gestor Respostas Erradas para Perguntas Difíceis Caros Investidores, Ao longo das últimas semanas, continuamos a observar a piora dos fundamentos da economia brasileira. Os problemas que surgem

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

Carta Mensal do Gestor: Novembro 2014. Prezados Investidores,

Carta Mensal do Gestor: Novembro 2014. Prezados Investidores, Carta Mensal do Gestor: Novembro 2014 Prezados Investidores, O mês de Novembro encerrou com alta do Ibovespa de 0,17%. Em 2014 o principal índice da Bolsa brasileira opera em território positivo, acumulando

Leia mais

Resultados do 2T10 28 de julho de 2010

Resultados do 2T10 28 de julho de 2010 Resultados do 2T10 28 de julho de 2010 Aviso Os comentários apresentados a seguir sobre o desempenho operacional e financeiro do Grupo Pão de Açúcar (GPA) referem-se aos seguintes números: (i) consolidados

Leia mais

O replay desse evento estará disponível logo após seu encerramento por um período de sete dias.

O replay desse evento estará disponível logo após seu encerramento por um período de sete dias. Operadora: Transcrição da Teleconferência Bom dia e obrigada por aguardarem. Sejam bem vindos à teleconferência da Tegma Gestão Logística S.A., para discussão dos resultados referentes ao 3T10. Estão presentes

Leia mais

Agenda. Conhecendo a Mills. Divisões da Mills. Plano de crescimento

Agenda. Conhecendo a Mills. Divisões da Mills. Plano de crescimento Apresentação Mills Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que apresentem expectativas da Administração da Companhia sobre eventos ou resultados futuros. Todas as declarações quando baseadas

Leia mais

Mercado de Capitais. Análise Fundamentalista. Professor: Roberto César

Mercado de Capitais. Análise Fundamentalista. Professor: Roberto César Mercado de Capitais Análise Fundamentalista Professor: Roberto César Análise Fundamentalista A análise fundamentalista é um importante instrumento utilizado para a análise de investimento em ações. O princípio

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

MARÇO DE 2016 RELATÓRIO MENSAL DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS

MARÇO DE 2016 RELATÓRIO MENSAL DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO MENSAL DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS MARÇO DE 2016 O IFIX registrou alta de 2,95% em fevereiro/16, passando a acumular perdas de 3,41% no ano e de 0,58% em 12 meses. Tais desempenhos, mensal e em 2016,

Leia mais