Este será o foco do evento que acontece entre 09 e 10 de Fevereiro de 2015 em São Paulo. Espero encontrá-los lá,

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Este será o foco do evento que acontece entre 09 e 10 de Fevereiro de 2015 em São Paulo. Espero encontrá-los lá,"

Transcrição

1

2 Em 2014, foram as novas regras para a comercialização dos contratos de energia elétrica, inicialmente previstas para entrar em vigor a partir de junho 2014, que geraram inúmeras incertezas e disputa entre o Mercado Livre e o Governo Federal. As mudanças estavam contidas basicamente nas portarias do Ministério de Minas e Energia (MME), a PRT 455 e a 185, que criaria uma nova modalidade de contratos na CCEE. Para o bem do mercado (opinião praticamente unânime), e após sofrer muita resistência e inúmeras críticas, a PRT 455 foi suspensa. Na avalição do setor, as normas não eram positivas, transparentes e penalizavam os grandes consumidores de energia que ficariam parcialmente expostos ao mercado de energia de curto prazo, forçando-os à maiores custos e à significativas alterações em seus contratos. Os assuntos foram, inclusive, amplamente debatidos durante o nosso 1º Fórum de Comercialização de Energia: Outlook 2014, realizado em Fevereiro de 2014, em Furnas no RJ. Em 2015, novas mudanças e incertezas rondam o setor elétrico. Disponibilidade, preços, mudanças dos limites do PLD, possíveis alterações no rateio do ESS e o impacto com a entrada do sistema de bandeiras tarifárias são novos fatores que preocupam os empresários e agentes do setor, que enfrentam possíveis mudanças para entrar em vigor já a partir de Janeiro Nesse contexto, o 2º Fórum de Comercialização de Energia: Outlook 2015, busca contribuir para a criação de um ambiente estratégico de discussões, trazendo um balanço do atual cenário regulatório da comercialização de energia no Brasil e suas perspectivas, mudanças e impactos na agenda do setor elétrico de O Fórum realizado em um formato prático e dinâmico é o primeiro ponto de encontro do mercado energético no 1º semestre de 2015, reunindo comercializadoras, geradoras, distribuidoras, consumidores de energia e governo para um balanço e analise pontual de 2014, e para traçar estratégias, planejamento e perspectivas com as novas mudanças regulatórias que entram em vigor em 2015 no ambiente de comercialização de energia e Mercado Livre. Este será o foco do evento que acontece entre 09 e 10 de Fevereiro de 2015 em São Paulo. Espero encontrá-los lá, André Laurenti Ramos Diretor Executivo

3 Setores 8% 4% 7% 20% Desenvolvedores e Geradores de Energia Comercializadoras de Energia Grandes Consumidores de Energia Distribuidoras de Energia Consultorias Especializadas 8% 18% Escritórios de Advocacia Bancos e Seguradoras 9% Governo Associações do Setor Elétrico 11% 15% Áreas (Diretoria e Gerência) 11% 13% Comercialização Regulação 6% Jurídico e Contratos Planejamento da Expansão 9% 21% Novos Negócios Gestão de Participação Gestão de Energia 11% Outros 13% 16%

4 O Fórum de Comercialização de Energia: Outlook 2015 possui um formato interativo e dinâmico que visa o estímulo ao conhecimento compartilhado e intercâmbio de informações O projeto sai do convencional modelo de palestras expositivas PowerPoint individuais, para um modelo dinâmico de geração de conhecimento, debate e interatividade. Para tanto, o encontro está formatado em blocos, com um número limitado de participantes por painel, visando a garantia da qualidade na inteiração promovendo uma nova experiência integrada de participação

5 08h00 Credenciamento 09h00 Boas Vindas e Palavras de Abertura André Laurenti Ramos Diretor Executivo BLUE OCEAN 09h10 NETWORKING Para iniciar o evento e promover um networking quebra-gelo, um café da manhã descontraído será oferecido em sala nesta primeira sessão, à todos os participantes. Uma ótima oportunidade para encontrar e se reunir com colegas, clientes e parceiros do setor para retomar contato e negócios para h00 Em seguida, no painel de abertura e em conjunto ao nosso café da manhã, faremos um debate e análise das mudanças regulatórias no ambiente de comercialização de energia, seus reflexos para o setor, bem como uma discussão das perspectivas e rumos do mercado livre frente a um cenário de incertezas em Perspectiva atual de garantia de suprimento energético frente à um cenário vulnerável e de incertezas. Status Update do atendimento à demanda de ponta do sistema. Análise dos resultados dos últimos leilões, seus efeitos no cenário de 2015 e a expectativa para os próximos certames. Perspectivas, pós Junho 2015, com o encerramento dos contratos de concessão (aprox MW de capacidade instalada). Rumos da comercialização de energia no ACL com um novo Governo e MME. Reflexos para o mercado com a queda na produção da energia de biomassa e eólica em Janeiro Caminhos, ações e desafios dos agentes para amenizar a situação crítica do setor elétrico em PAINELISTAS: VISÃO DOS COMERCIALIZADORES Alexandre Lopes Diretor Técnico ABRACEEL VISÃO DOS CONSUMIDORES Paulo Pedrosa Presidente ABRACE CONVIDADO Elbia Silva Gannoum Presidente ABEEÓLICA CONFIRMADA VISÃO DA INDÚSTRIA Cristiano Prado Assessor de Planejamento e Desenvolvimento Econômico FIRJAN Erik Eduardo Rego Diretor Executivo EXCELÊNCIA ENERGÉTICA

6 11h30 Intervalo de 15 min para café e recomposição de painel 11h45 Entre as principais mudanças no setor estão as alterações dos limites máximo e mínimo do PLD para o ano de 2015, que foram alterados e aprovados em R$ 388,48/MWh e R$ 30,26/MWh, respectivamente. Além disso, há ainda a expectativa dos impactos com possíveis alterações no rateio do ESS (Encargo de Serviços do Sistema) entre os agentes expostos ao mercado. Temos também como mudança e novidade certa a entrada das Bandeiras Tarifárias a partir de Janeiro de Entenda e discuta aqui os impactos que estes e outros temas trazem para o setor e para os agentes. Os novos limites para o PLD e seus reais impactos no setor elétrico e para os consumidores. Expectativas e impactos com possíveis alterações no rateio do ESS (Encargo de Serviços do Sistema). Gestão do consumo e os possíveis impactos para consumidores com a entrada do sistema de Bandeiras Tarifárias em Janeiro Repasse tarifário da CDE: impactos na Tarifa de Energia (TE) do ACR do repasse dos custos dos aportes do Tesouro e empréstimos bancários em 2013 e PALESTRANTE: Marco Antonio Siqueira Diretor PSR Marco Siqueira tem mais de 30 anos de experiência em grandes empresas do setor elétrico. É formado em engenharia elétrica, com especialização em planejamento (operação e expansão) de sistemas elétricos e MBA em energia. Antes de se unir à PSR, atuou por 12 anos no grupo CPFL Energia, onde presidiu a comercializadora (desenvolveu as primeiras operações com renováveis e coordenou a reestruturação e ajuste dos processos às melhores práticas de mercado) e também foi diretor de planejamento energético, responsável pelas estratégias de contratação de todo o grupo, desenvolvimento de novos projetos e planejamento estratégico. Adicionalmente, foi o principal gestor dos projetos que originaram a empresa CPFL Renováveis. Atividades anteriores incluem a Elektro (gerente da área regulatória e coordenador do grupo de trabalho da ABRADEE sobre tarifas de transmissão e distribuição) e a CESP, onde participou ativamente da primeira reforma do setor elétrico e teve importante papel nos processos de privatização dos segmentos de distribuição e geração da empresa. DEBATEDORES: VISÃO DAS GERADORAS Flávio Neiva Presidente ABRAGE VISÃO DAS DISTRIBUIDORAS Nelson Fonseca Leite Presidente ABRADEE VISÃO DOS CONSUMIDORES Carlos Faria Presidente ANACE 13h30 Intervalo para Almoço e Networking com Participantes Os intervalos para almoço permitem também ampla interação entre participantes, que podem debater os temas abordados ao longo do evento. Além disso, este ambiente descontraído e informal favorece a prospecção e efetiva geração de parcerias e negócios, sendo um networking oportuno para todos os envolvidos.

7 14h30 A percepção de riscos associadas ao setor elétrico brasileiro deve aumentar e bastante. Talvez seja este o maior custo, oculto, adicional, que pesará nos processos decisórios. Rafael Herzberg, sócio da Interact Consultoria em Energia Traremos aqui uma analise prática sobre como gerenciar de forma eficaz clientes inseridos no Mercado Livre, e a gestão de riscos frente um cenário de possível racionamento e as consequências que a eventual descontratarão de energia pode trazer para as partes envolvidas. Comparativos financeiros práticos entre contratos Cativos e Livres: Preços, Riscos e ROI. Análise e Gestão de Risco de Mercado e do Risco Regulatório. Estratégias para gerir clientes frente ao cenário de racionamento e descontratação de energia. Ponto de vista do consumidor: Principais entraves, receios, dificuldades e estratégias. PALESTRANTE: VISÃO DO NEGÓCIO Alessandra Amaral Diretora - Presidente ENERGISA COMERCIALIZADORA CONFIRMADA João Carlos Mello CEO THYMOS DEBATEDORES: VISÃO DO CONSUMIDOR Rafael Herzberg Sócio Fundador e Diretor Executivo INTERACT Antonio Curioni Sócio EMEWE ENERGIA CONVIDADO 16h30 Intervalo de 15 min para café e recomposição de painel 16h45 As diversas mudanças regulatórias e os cenários incertos geram inúmeras preocupações e riscos para as operações e contratos pré-existentes entre agentes vendedores e consumidores compradores, contribuindo para um cenário de insegurança jurídica e alto risco no setor. Traremos aqui um debate de alto nível sobre a mitigação destes riscos e melhores práticas para aumentar a segurança jurídica nos contratos no ACL. Riscos de inadimplência compartilhados entre comprador e vendedor no contratos no ML. Estratégias para mitigação de riscos pós-contratuais e divergências jurídicas no ACL Riscos no mecanismo de Garantias Financeiras (prazo para a contratação do limite operacional se encerrará em agosto/15) PAINELISTAS: VISÃO DO MERCADO Alexei Vivan Diretor Presidente - ABCE Sócio - VIVAN ADVOGADOS Gustavo De Marchi Sócio - DÉCIO FREIRE E ASSOCIADOS Presidente - Comissão de Energia do Conselho Federal da OAB VISÃO DO CONSUMIDOR Mariana Amim Diretora Executiva - Jurídica ANACE CONFIRMADA 18h15 Encerramento do 1º dia do Fórum de Comercialização de Energia 2015

8 08h50 Resumo do 1º dia Paulo Serra Diretor de Marketing e Comunicação BLUE OCEAN 14h30 09h00 O mercado espera a implantação da figura do Comercializador Varejista para o próximo ano, mas ainda falta a aprovação de procedimentos de comercialização pela ANEEL, que deve, inclusive, abrir uma AP sobre o varejista em breve. A medição é vista como um dos principais empecilhos para os consumidores especiais e para o sucesso do comercializador varejista, e a proposta é a simplificação dos requisitos de medição e faturamento (SMF). Neste painel, faremos um balanço da criação deste novo agente e nicho de mercado no setor, as adaptações efetuadas para acomodar estas mudanças, as oportunidades, os desafios, e o requisitos para o seu efetivo avanço em VISÃO DO OPERADOR César Pereira Gerente Executivo de Atendimento ao Mercado CCEE PAINELISTAS: VISÃO DO MERCADO Alexandre Lopes Diretor Técnico ABRACEEL 10h30 Coffee-Break - café e networking Os intervalos para café são criados e formatados pela Blue Ocean com o intuito de acelerar seu networking durante o evento, e contam com a participação da equipe da Blue Ocean para auxiliar no seu contato e na aproximação com os participantes do encontro. Walter Froes Diretor CMU ENERGIA 14h30 11h00 Neste painel será discutido os principais condicionantes e desafios para a energia eólica e energia solar no mercado livre discutindo potenciais riscos, regras de comercialização, e perspectivas para a expansão destes nichos de mercado. Financiamento adequado de projetos eólicos e solar para o Mercado Livre Expansão do Mercado Livre e aumento dos consumidores livres especiais: Como será? Incentivos, sazonalidade e diferenças para projetos de fontes incentivadas no ACR e ACL Desafios e perspectivas para projetos eólicos e solares no ACL em 2015 VISÃO DA ENERGIA EÓLICA Sandro Yamamoto Diretor Técnico ABEEÓLICA PAINELISTAS: VISÃO DA ENERGIA SOLAR Erick Marquardt Planning and Risk Manager RENOVA ENERGIA VISÃO DO FINANCIADOR Representante à definir CONVIDADO Márcio Severi Diretor de Regulação e Comercialização de Energia CPFL RENOVÁVEIS

9 12h30 Intervalo para Almoço e Networking com Participantes Os intervalos para almoço permitem também ampla interação entre participantes, que podem debater os temas abordados ao longo do evento. Além disso, este ambiente descontraído e informal favorece a prospecção e efetiva geração de parcerias e negócios, sendo um networking oportuno para todos os envolvidos. 14h30 14h00 Tratamento tributário para as operações realizadas no ACL e no Mercado de Curto Prazo MCP da CCEE. A exigência legal dos Estados na cobrança de ICMS sobre a TUST e TUSD. Perspectivas para os aspectos tributários da Microgeração e Geração Distribuída no ACL. Quais são as principais dificuldades tributárias que agentes enfrentam no setor? Quais melhores práticas para enfrentá-las? 15h30 DEBATE LIVRE COORDENADO PELO MODERADOR COM PAINELISTAS E AUDIÊNCIA Esta sessão objetiva fomentar discussões e interação entre o público presente e os painelistas acerca dos temas desta sessão. É uma oportunidade de interagir livremente com os especialistas do setor e tirar dúvidas com respeito aos assuntos em pauta. Luiz Albieri Sócio TAX REVIEW GESTÃO TRIBUTÁRIA PAINELISTAS: André F. Edelstein Sócio ADVOCACIA WALTENBERG 16h00 Reservamos aqui uma sessão especial que permite à comercializadoras participantes se reunirem com seus clientes e prospects do setor para a formulação de negócios e definição de estratégias para Aproveite para gerar novos negócios, parcerias e atualizar clientes com novas informações com base no que foi discutido durante os dois dias de evento. BENEFÍCIOS PARA COMERCIALIZADORAS: Espaço exclusivamente reservado para reuniões, troca de informações e contatos sem interferir na programação do Fórum. As reuniões oferecem oportunidades para relacionamento comercial com consumidores potenciais. Para mais informações, fale na Blue Ocean no (11) ou BENEFÍCIOS PARA CONSUMIDORES: Oportunidade única e GRATUITA para reunir-se com especialistas do setor energético, atualizar-se sobre as perspectivas e tendências do Mercado Livre de Energia, e traçar junto à eles um panorama estratégico para a sua demanda e consumo de energia no curto, médio e longo prazo, frente à um cenário de incertezas nas industrias. Para mais informações e confirmar participação nesta sessão, RSVP para 18h00 Encerramento do Fórum de Comercialização de Energia 2015

10 inscrições realizadas até 10 de Janeiro de 2015 inscrições realizadas após 10 de Janeiro de 2015 FCE 2015 R$ 2.890,00 R$ 3.290,00 O valor da inscrição inclui acesso ao evento, além de almoços, coffee breaks, material do evento, acesso wi-fi, certificado e envio das apresentações após o evento APROVEITE! Consulte-nos sobre descontos especiais para a inscrição de grupos Para inscrever-se, entre em contato pelo (11) ou Golden Tulip Paulista Plaza Alameda Santos, 85 Jardins São Paulo - SP Tel.: (011) Contate a Re9se, nossa agência oficial, para auxílio com a hospedagem e passagem aérea para este evento. Entre em contato com: Soraia Germano (11)

11

Sumário Executivo. 24 e 25 de Fevereiro de 2014 Auditório Furnas Rio de Janeiro

Sumário Executivo. 24 e 25 de Fevereiro de 2014 Auditório Furnas Rio de Janeiro Balanço e Perspectivas para o Mercado de Comercialização de Energia no Brasil e Posição dos Agentes frente a um Cenário de Incertezas Regulatórias em 2014 24 e 25 de Fevereiro de 2014 Auditório Furnas

Leia mais

29 e 30 de Abril de 2013 Auditório de Furnas Rio de Janeiro RJ

29 e 30 de Abril de 2013 Auditório de Furnas Rio de Janeiro RJ www.comercializacaoeolica.com.br Realização 29 e 30 de Abril de 2013 Auditório de Furnas Rio de Janeiro RJ Patrocínio Apoio Oficial e Promoção Apoio Especial Fórum de Comercialização de Energia Eólica

Leia mais

Apoiador Oficial. Apoiadores Institucionais. Realização

Apoiador Oficial. Apoiadores Institucionais. Realização Apoiador Oficial Apoiadores Institucionais Realização A Blue Ocean Business Events tem como objetivo sempre promover encontros que tratem de temas de alta relevância para as mais diversas verticais de

Leia mais

ENERGIA NO BRASIL 2013/2015 07 de novembro de 2012 - Hotel Blue Tree Faria Lima - São Paulo

ENERGIA NO BRASIL 2013/2015 07 de novembro de 2012 - Hotel Blue Tree Faria Lima - São Paulo Esclarecimentos sobre o pacote de medidas anunciadas pelo governo no dia 11/09/2012 Entenda os reflexos das novas politicas e das mudanças regulatórias para o custo da energia nos próximos anos PORTARIA

Leia mais

12 Fórum Direito de Energia Elétrica

12 Fórum Direito de Energia Elétrica O Espaço Informativo e Deliberativo de Excelência para o Setor Elétrico Brasileiro 12 Fórum Direito de Energia Elétrica Constitucionalidade da Intervenção do Estado, Impactos da Renovação das Concessões

Leia mais

Preço Futuro da Energia Elétrica" Paulo Cezar C. Tavares Presidente da SOLenergias

Preço Futuro da Energia Elétrica Paulo Cezar C. Tavares Presidente da SOLenergias Preço Futuro da Energia Elétrica" Paulo Cezar C. Tavares Presidente da SOLenergias ÍNDICE 1. Antecedentes 2. Eventos relevantes para formação do Preço 2.1 MP 579 (lei 12.783 ) 2.2 CNPE 03 2.3 PRT 455 2.4

Leia mais

PALESTRANTES CONFIRMADOS

PALESTRANTES CONFIRMADOS Patrocínio: PALESTRANTES CONFIRMADOS José Rosenblatt Diretor PSR José Said de Brito Excelência Energética Jerson Kelman Professor COPEE-UFRJ Apoiadores Confirmados: Xisto Vieira Filho ABRAGET João Carlos

Leia mais

Perspectivas da Contratação de Energia no Mercado Livre

Perspectivas da Contratação de Energia no Mercado Livre Perspectivas da Contratação de Energia no Mercado Livre 19 de Agosto de 2008 ABRACEEL www.abraceel.com.br Venda de Energia Leilão de Energia de Reserva Mercado Livre de Fontes Incentivadas CCEE O Papel

Leia mais

Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia

Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia Nelson Leite Presidente da ABRADEE 1 Porto Alegre, 18 de junho de 2015 1 Agenda 1 - Panorama do setor de distribuição de E. Elétrica 2 - Perspectivas

Leia mais

Mercado de Energia: O Futuro dos Ambientes de Contratação Livre e Regulado Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração da CCEE

Mercado de Energia: O Futuro dos Ambientes de Contratação Livre e Regulado Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração da CCEE Richard Lee Hochstetler Instituto Acende Brasil Mercado de Energia: O Futuro dos Ambientes de Contratação Livre e Regulado Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração da CCEE MERCADO DE ENERGIA:

Leia mais

O Pacote do Governo e o Impacto para o Mercado Livre de Energia Elétrica. Cristopher Alexander Vlavianos, Presidente Comerc Energia

O Pacote do Governo e o Impacto para o Mercado Livre de Energia Elétrica. Cristopher Alexander Vlavianos, Presidente Comerc Energia O Pacote do Governo e o Impacto para o Mercado Livre de Energia Elétrica Cristopher Alexander Vlavianos, Presidente Comerc Energia 10 de Dezembro de 2012 Linha do Tempo do Mercado Livre no Brasil 1995

Leia mais

Panorama do Mercado Livre de Energia Elétrica

Panorama do Mercado Livre de Energia Elétrica Panorama do Mercado Livre de Energia Elétrica Aspectos Regulatórios Luiz Fernando Leone Vianna 08.08.2011 A Apine Perfil dos Sócios geradores privados de energia elétrica concessionárias de geração estaduais

Leia mais

Riscos e garantias para a comercialização e consumo de energia em projetos de PCH`s

Riscos e garantias para a comercialização e consumo de energia em projetos de PCH`s Riscos e garantias para a comercialização e consumo de energia em projetos de PCH`s PCH 2009:Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas Abril de 2009 Histórico da

Leia mais

LASE 2015 + WORKSHOP 2: + BRAIN DATE: Seminário de Licenciamento e Gestão Socioambiental no Setor Elétrico. 6 a. edição

LASE 2015 + WORKSHOP 2: + BRAIN DATE: Seminário de Licenciamento e Gestão Socioambiental no Setor Elétrico. 6 a. edição tel 2738-0838 / liberomais.com.br LASE 2015 Seminário de Licenciamento e Gestão Socioambiental no Setor Elétrico 6 a edição Panorama do setor elétrico: MP, leilões, inovações e aspectos Reportando aos

Leia mais

Mercado de Energia Elétrica

Mercado de Energia Elétrica Centro Universitário Fundação Santo André MBA Gestão de Energia Mercado de Energia Elétrica Prof. Eduardo Matsudo AULA 07 Santo André, 13 de junho de 2011 Gestor de Energia - Mercado Objetivos ótica da

Leia mais

Workshop Andrade & Canellas 2010 Mercado de Energia Práticas e Expectativa. A Visão dos Geradores

Workshop Andrade & Canellas 2010 Mercado de Energia Práticas e Expectativa. A Visão dos Geradores Workshop Andrade & Canellas 2010 Mercado de Energia Práticas e Expectativa A Visão dos Geradores Edson Luiz da Silva Diretor de Regulação A Apine Perfil dos Sócios Geradores privados de energia elétrica

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA

COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA 11ª EDIÇÃO COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA 22 e 23 de fevereiro de 2011 Paulista Plaza Hotel - São Paulo SP Planejamento de Contratação de Energia e Principais Setores que Alavancarão o Consumo de Energia em

Leia mais

III Workshop Inovação para o Estabelecimento do Setor de Energia Solar Fotovoltaica no Brasil. Nelson Fonseca Leite Presidente 06/03/2013

III Workshop Inovação para o Estabelecimento do Setor de Energia Solar Fotovoltaica no Brasil. Nelson Fonseca Leite Presidente 06/03/2013 III Workshop Inovação para o Estabelecimento do Setor de Energia Solar Fotovoltaica no Brasil Nelson Fonseca Leite Presidente 06/03/2013 PRINCIPAIS INDICADORES DO SETOR DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

Leia mais

Colóquio Solar Apresenta. SolarInvest 2013. Quinto Encontro Nacional de Política Energética e Industrial para Energia Solar no Brasil

Colóquio Solar Apresenta. SolarInvest 2013. Quinto Encontro Nacional de Política Energética e Industrial para Energia Solar no Brasil Colóquio Solar Apresenta SolarInvest 2013 Quinto Encontro Nacional de Política Energética e Industrial para Energia Solar no Brasil 15 e 16 de abril, Grand Hotel Mercure Parque do Ibirapuera - São Paulo

Leia mais

Diversificação da Matriz Elétrica Nacional. João Mello A&C Energia

Diversificação da Matriz Elétrica Nacional. João Mello A&C Energia Diversificação da Matriz Elétrica Nacional João Mello A&C Energia Agenda 1. O Momento Atual 2. O Efeito Tarifário 3. As Perspectivas com Novas Fontes 4. Considerações Finais Agenda 1. O Momento Atual 2.

Leia mais

Leilões de Energia Elétrica Mercado Regulado Brasileiro Visão Panorâmica

Leilões de Energia Elétrica Mercado Regulado Brasileiro Visão Panorâmica Leilões de Energia Elétrica Mercado Regulado Brasileiro Visão Panorâmica Reunião Técnica da ABINEE Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica 19 de novembrode 2013 Alexandre Viana Gerência

Leia mais

Entenda a Indústria. energia elétrica

Entenda a Indústria. energia elétrica ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE DISTRIBUIDORES DE ENERGIA ELÉTRICA Entenda a Indústria de Energia Elétrica Módulo 6 O mercado de energia elétrica Entenda a Indústria de Energia Elétrica Módulo 6 5 A geração e

Leia mais

3 a. 22 e 23 de julho de 2013 Blue Tree Premium Faria lima São Paulo

3 a. 22 e 23 de julho de 2013 Blue Tree Premium Faria lima São Paulo 3 a edição 22 e 23 de julho de 2013 Blue Tree Premium Faria lima São Paulo RISCOS DE MERCADO RISCOS REGULATÓRIOS RISCOS DE CRÉDITO RISCOS JURÍDICOS RISCOS OPERACIONAIS RISCOS HIDROLÓGICOS RISCOS CLIMÁTICOS

Leia mais

VI ENCONTRO NACIONAL DA ABRAPCH A importância da Geração Distribuída num momento de crise energética

VI ENCONTRO NACIONAL DA ABRAPCH A importância da Geração Distribuída num momento de crise energética VI ENCONTRO NACIONAL DA ABRAPCH A importância da Geração Distribuída num momento de crise energética Copel Distribuição S.A Vlademir Daleffe 25/03/2015 1 VI ENCONTRO NACIONAL DA ABRAPCH 1. Composição tarifária

Leia mais

PALESTRANTES CONFIRMADOS

PALESTRANTES CONFIRMADOS Patrocínio: PALESTRANTES CONFIRMADOS Apoiadores Confirmados: José Rosenblatt Diretor PSR Elifas Simas Presidente CRM Jerson Kelman Professor COPPE-UFRJ Xisto Vieira Filho Presidente ABRAGET João Carlos

Leia mais

Agentes do setor pedem liberação da venda de excedentes e isonomia entre o ACL e ACR, para que o mercado livre possa crescer de forma sustentável

Agentes do setor pedem liberação da venda de excedentes e isonomia entre o ACL e ACR, para que o mercado livre possa crescer de forma sustentável Mercado livre: desafios para a expansão Agentes do setor pedem liberação da venda de excedentes e isonomia entre o ACL e ACR, para que o mercado livre possa crescer de forma sustentável O mercado livre

Leia mais

Contribuição do grupo Energisa à Consulta Pública nº 015/2010

Contribuição do grupo Energisa à Consulta Pública nº 015/2010 Rio de Janeiro, 09 de novembro de 2010. Contribuição do grupo Energisa à Consulta Pública nº 015/2010 Apresentamos nossas considerações acerca dos questionamentos apresentados na Nota Técnica nº043/2010-srd/aneel,

Leia mais

Cenários de Preço Futuro de Energia

Cenários de Preço Futuro de Energia Cenários de Preço Futuro de Energia Novembro/2010 Tractebel Energia GDF SUEZ - todos os direitos reservados 1 Aviso importante Este material pode incluir declarações que representem expectativas sobre

Leia mais

Ricardo Lima Conselheiro de Administração

Ricardo Lima Conselheiro de Administração XVII Simpósio Jurídico ABCE Riscos e Tendências do Ambiente de Contratação Livre Ricardo Lima Conselheiro de Administração 19 de setembro de 2011 Estrutura Legal da Comercialização Visão Geral das Operações

Leia mais

TREINAMENTO: TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA

TREINAMENTO: TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA TREINAMENTO: TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA PROGRAMA Principais Fatos das Reformas Institucionais da Indústria de Energia Elétrica 1 Introdução 2 Histórico das Reformas do Setor Elétrico Brasileiro

Leia mais

Agenda Regulatória ANEEL 2014/2015 - Destaques

Agenda Regulatória ANEEL 2014/2015 - Destaques Agenda Regulatória ANEEL 2014/2015 - Destaques Carlos Alberto Mattar Superintendente - SRD 13 de março de 2014 Rio de Janeiro - RJ Sumário I. Balanço 2013 II. Pautas para GTDC - 2014 III. Principais audiências

Leia mais

Programa de Incentivos aos Leilões de Energia e à Geração Distribuída do Governo de Pernambuco João Bosco de Almeida

Programa de Incentivos aos Leilões de Energia e à Geração Distribuída do Governo de Pernambuco João Bosco de Almeida Programa de Incentivos aos Leilões de Energia e à Geração Distribuída do Governo de Pernambuco João Bosco de Almeida Secretário de Infraestrutura Energia Renovável em Pernambuco Desenvolvimento Técnico,

Leia mais

Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação

Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação Élbia Melo 12/02/2010 Agenda O Setor Elétrico Brasileiro Comercialização

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010

ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010 ENERGIAS RENOVÁVEIS NO BRASIL MAIO 2010 Índice Conceito de Energia Renovável Energias Renováveis no Brasil Aspectos Gerais de Projetos Eólicos, a Biomassa e PCHs Outorga de Autorização de Projetos Incentivos

Leia mais

Empresa Parceira Realização

Empresa Parceira Realização Empresa Parceira Realização A Blue Ocean Business Events tem como objetivo sempre promover encontros que tratem de temas de alta relevância para as mais diversas verticais de mercado. Tratando-os como

Leia mais

Em resumo, tarifa de energia elétrica dos consumidores cativos é, de forma um pouco mais detalhada, constituída por:

Em resumo, tarifa de energia elétrica dos consumidores cativos é, de forma um pouco mais detalhada, constituída por: A Tarifa de Energia O que é a tarifa de energia? Simplificadamente, a tarifa de energia é o preço cobrado por unidade de energia (R$/kWh). Em essência, é de se esperar que o preço da energia elétrica seja

Leia mais

As PCHs no contexto energético futuro no Brasil

As PCHs no contexto energético futuro no Brasil As PCHs no contexto energético futuro no Brasil Campinas, 29 de Outubro de 2013. Charles Lenzi Agenda de Hoje Conjuntura Atual Desafios da Competitividade Nossas propostas Conclusões A ABRAGEL Associação

Leia mais

V Conferência da RELOP - Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa

V Conferência da RELOP - Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa V Conferência da RELOP - Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa Aspetos regulatórios da energia renovável no Brasil Fernando Colli Munhoz Assessor Sup. de Regulação

Leia mais

Escalada Tarifária do Setor Elétrico

Escalada Tarifária do Setor Elétrico Escalada Tarifária do Setor Elétrico Priscila Lino priscila@psr-inc.com FIESP São Paulo, 19 de agosto de 2015 1 Retrospectiva 2012 Set/12: Edição da MP n o 579 que trata da renovação das concessões: Anúncio

Leia mais

Painel Geração Renovável Energia Solar Fotovoltaica

Painel Geração Renovável Energia Solar Fotovoltaica Painel Geração Renovável Energia Solar Fotovoltaica Nelson Colaferro Presidente do Conselho de Administração Brasília 28/05/2015 Energia Solar Fotovoltaica 2 Quem Somos Reúne empresas nacionais e internacionais

Leia mais

Clique para adicionar um título. Setor Elétrico Brasileiro: Cenário atual e perspectivas

Clique para adicionar um título. Setor Elétrico Brasileiro: Cenário atual e perspectivas Clique para adicionar um título Setor Elétrico Brasileiro: Cenário atual e perspectivas Clique Agendapara adicionar um título O Atual Modelo de Comercialização A MP 579 e a Lei 12.783 O Risco de suprimento

Leia mais

Regras de Comercialização 2013. Apresentação no InfoPLD 25.02.2013

Regras de Comercialização 2013. Apresentação no InfoPLD 25.02.2013 Regras de Comercialização 2013 Apresentação no InfoPLD 25.02.2013 Agenda Alterações aprovadas Contribuições acatadas 2 Alterações Aprovadas 1) Regime de Cotas de Garantia Física 2) Sazonalização de Garantia

Leia mais

Simpósio Brasileiro sobre Pequenas e Médias Centrais Hidrelétrica. Comercialização 1/20. DCM Diretoria Comercial

Simpósio Brasileiro sobre Pequenas e Médias Centrais Hidrelétrica. Comercialização 1/20. DCM Diretoria Comercial Legislação de Geração de Energia Elétrica Comercialização 1/20 AGENDA: 1. Geração de serviço público, produtores independentes e autoprodução de energia elétrica; 2. Incentivos para a autoprodução de energia

Leia mais

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Dívida enfraquece caixa das empresas

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Dívida enfraquece caixa das empresas Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Dívida enfraquece caixa das empresas A legítima demanda dos consumidores pela contínua melhoria da qualidade dos serviços prestados pelas distribuidoras

Leia mais

HMB HEALTH MANAGEMENT BRAZIL

HMB HEALTH MANAGEMENT BRAZIL A Blue Ocean Business Events tem como objetivo sempre promover encontros que tratem de temas de alta relevância para as mais diversas verticais de mercado. Tratando-os como Oceanos Azuis, pela sua característica

Leia mais

Energia Solar no Brasil. 12/04/2012 Rio de Janeiro - RJ

Energia Solar no Brasil. 12/04/2012 Rio de Janeiro - RJ Fórum Canalenergia/Cogen Potencial e Perspectivas da Energia Solar no Brasil O Processo da Regulação da Geração Distribuída Edvaldo Alves de Santana 12/04/2012 Rio de Janeiro - RJ Objetivos e princípio

Leia mais

Riscos e Garantias para a Comercialização de Energia de PCHs Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas

Riscos e Garantias para a Comercialização de Energia de PCHs Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas Riscos e Garantias para a Comercialização de Energia de PCHs Encontro Nacional de Operadores e Investidores em Pequenas Centrais Hidrelétricas Luciano Macedo Freire Conselho de Administração 07 de abril

Leia mais

Assinatura Digital. Contratos de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado - CCEARs

Assinatura Digital. Contratos de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado - CCEARs Assinatura Digital Contratos de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado - CCEARs Agenda O papel da CCEE Visão geral da comercialização de energia elétrica no Brasil Processo de Assinatura

Leia mais

Dinâmica Empresarial e Mecanismo de Formação de Preço Seminário Internacional de Integração Energética Brasil Colômbia

Dinâmica Empresarial e Mecanismo de Formação de Preço Seminário Internacional de Integração Energética Brasil Colômbia Dinâmica Empresarial e Mecanismo de Formação de Preço Seminário Internacional de Integração Energética Brasil Colômbia Antônio Carlos Fraga Machado Presidente do Conselho de Administração da CCEE 15 de

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA NO MERCADO LIVRE

COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA NO MERCADO LIVRE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA NO MERCADO LIVRE AGENDA CARACTERISTICAS CONSUMIDOR LIVRE ESPECIAL; CUSTO DE OPORTUNIDADE ENTRE MERCADO LIVRE E MERCADO CATIVO; ESTUDOS DE CASO; HISTÓRICO E VOLATILIDADE DOS PREÇOS

Leia mais

Ciclo de debates sobre Energia e Desenvolvimento Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal 01/04/2013

Ciclo de debates sobre Energia e Desenvolvimento Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal 01/04/2013 Ciclo de debates sobre Energia e Desenvolvimento Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado Federal 01/04/2013 Agenda I - COMISSÃO DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA - CI Agenda CI 2013/2014 - Investimento

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DO FÓRUM DAS ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS PRÓ- DESENVOLVIMENTO DO MERCADO DE GÁS NATURAL CONSULTA PÚBLICA ANEEL Nº 005/2014

CONTRIBUIÇÃO DO FÓRUM DAS ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS PRÓ- DESENVOLVIMENTO DO MERCADO DE GÁS NATURAL CONSULTA PÚBLICA ANEEL Nº 005/2014 CONTRIBUIÇÃO DO FÓRUM DAS ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS PRÓ- DESENVOLVIMENTO DO MERCADO DE GÁS NATURAL CONSULTA PÚBLICA ANEEL Nº 005/2014 Descrição: Obter subsídios para identificar a necessidade de criação

Leia mais

Comercialização de Energia Elétrica: Gerador de Fonte Alternativa X Consumidor ou Conjunto de Consumidores com Carga > 500 kw.

Comercialização de Energia Elétrica: Gerador de Fonte Alternativa X Consumidor ou Conjunto de Consumidores com Carga > 500 kw. Comercialização de Energia Elétrica: Gerador de Fonte Alternativa X Consumidor ou Conjunto de Consumidores com Carga > 500 kw. AP 033 - Sugestões Proposta da AP 033: Possibilidade de retorno do Consumidor

Leia mais

Renovação de Concessões de Geração e Oportunidades de Maximização da Energia Assegurada

Renovação de Concessões de Geração e Oportunidades de Maximização da Energia Assegurada Desenhando o futuro... Renovação de Concessões de Geração e Oportunidades de Maximização da Energia Assegurada Flávio Antônio Neiva Presidente da ABRAGE Uberlândia, 29 de maio de 2009 1 Empresas Associadas

Leia mais

O Mercado Livre de Energia Elétrica Cleber Mosquiara

O Mercado Livre de Energia Elétrica Cleber Mosquiara Usina Hidrelétrica Ourinhos O Mercado Livre de Energia Elétrica Cleber Mosquiara Usina Hidrelétrica Barra Agenda Grupo Votorantim Votorantim Energia Análise do Setor Elétrico e o Mercado Livre Contatos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL GE Distributed Power Jose Renato Bruzadin Sales Manager Brazil T +55 11 2504-8829 M+55 11 99196-4809 Jose.bruzadini@ge.com São Paulo, 11 de Julho de 2014 NOME DA INSTITUIÇÃO: GE Distributed Power AGÊNCIA

Leia mais

Seminário Renovação de Concessões do Setor Público de Energia Elétrica Painel 3 O Futuro das Concessões A Visão dos Agentes de Geração

Seminário Renovação de Concessões do Setor Público de Energia Elétrica Painel 3 O Futuro das Concessões A Visão dos Agentes de Geração Seminário Renovação de Concessões do Setor Público de Energia Elétrica Painel 3 O Futuro das Concessões A Visão dos Agentes de Geração Maurício de Abreu Soares Diretor Executivo da ABRAGE Porto Alegre

Leia mais

Leilões de Energia. Eng. José Jurhosa Junior ANEEL

Leilões de Energia. Eng. José Jurhosa Junior ANEEL Leilões de Energia Eng. José Jurhosa Junior ANEEL Cidade do México, D.F. Jan/ 2013 Conteúdo Visão geral Leilões e contratos Processo e sistemáticas 2 Modelo Setor Elétrico Brasileiro Ambiente de contratação

Leia mais

Simulador de Custos de Contratação de Energia para Grandes Consumidores

Simulador de Custos de Contratação de Energia para Grandes Consumidores Simulador de Custos de Contratação de Energia para Grandes Consumidores Aluno: Bruna dos Guaranys Martins Orientador: Delberis Araújo Lima Projeto: 1011 Introdução No Brasil, existem diferentes tipos de

Leia mais

16ª Edição Tributação em Energia

16ª Edição Tributação em Energia Descontos especiais para grupos 16ª Edição Tributação em Energia 23 e 24 de Junho São Paulo www.informagroup.com.br O único evento voltado para Tributação de Empresas de Energia Elétrica, que apresenta

Leia mais

2 O Novo Modelo e os Leilões de Energia

2 O Novo Modelo e os Leilões de Energia 2 O Novo Modelo e os Leilões de Energia 2.1. Breve Histórico da Reestruturação do Setor Elétrico Brasileiro No início da década de 90, o setor elétrico brasileiro apresentava uma estrutura predominantemente

Leia mais

Smart Grid e Net Metering no Brasil

Smart Grid e Net Metering no Brasil Smart Grid e Net Metering no Brasil Daniel Vieira Superintendência de Regulação dos Serviços de Distribuição SRD/ANEEL Cidade do México 30/01/2013 Sistema de Distribuição 63 concessionárias de distribuição

Leia mais

Os Impactos da MP 579 no Mercado de Energia Elétrica Brasileiro

Os Impactos da MP 579 no Mercado de Energia Elétrica Brasileiro Os Impactos da MP 579 no Mercado de Energia Elétrica Brasileiro João Carlos Mello - CEO Novembro de 2012 Objetivo Esta é uma síntese do impacto da Medida Provisória nº 579 (MP 579) no setor elétrico nacional

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO AES BRASIL

CONTRIBUIÇÃO AES BRASIL CONTRIBUIÇÃO AES BRASIL Consulta Pública 015/2010 A) Caracterização dos empreendimentos A1. Qual seria a melhor forma de caracterização de uma pequena central geradora distribuída, além da fonte primária

Leia mais

. / 012343// 156 01 2 /. 31. 0 7131. 1 8 93

. / 012343// 156 01 2 /. 31. 0 7131. 1 8 93 !" ##" $#%#" &&&#" "' (" &&" ')&#" (*+"((,"(-. / 012343// 156 01 2 /. 31. 0 7131. 1 8 93!" Centro Nacional de Referência em Biomassa (CENBIO) Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) Universidade de

Leia mais

COGERAÇÃO: ASPECTOS LEGAIS E REGULATÓRIOS

COGERAÇÃO: ASPECTOS LEGAIS E REGULATÓRIOS COGERAÇÃO: ASPECTOS LEGAIS E REGULATÓRIOS Compreenda a regulamentação referente à cogeração de energia e discuta possíveis mudanças as no setor Gabriel Barja São Paulo, outubro de 2006 Viabilidade Viabilidade

Leia mais

BOLETIM DE NOTÍCIAS. Janela de Negócios. Market News. Edital do Leilão de Geração A-1 entra em audiência pública. 5 de outubro de 2015

BOLETIM DE NOTÍCIAS. Janela de Negócios. Market News. Edital do Leilão de Geração A-1 entra em audiência pública. 5 de outubro de 2015 BOLETIM DE NOTÍCIAS Janela de Negócios Demanda de Energia I5: Períodos de Suprimento Montante em (MW médios) Ideia de preço (NÃO É PROPOSTA) 1º trimestre 2016 Até 5 R$185/MWm Demanda de Energia Convencional:

Leia mais

Energia Solar Fotovoltaica

Energia Solar Fotovoltaica Energia Solar Fotovoltaica Dr. Rodrigo Lopes Sauaia Diretor Executivo São Paulo 12/05/2015 Energia Solar Fotovoltaica 2 Quem Somos Reúne empresas nacionais e internacionais de toda a cadeia produtiva do

Leia mais

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Apresentação O Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS ocorrerá nos dias 13, 14 e 15 de outubro de

Leia mais

Histórico Trade Energy

Histórico Trade Energy Consumidor Livre Histórico Trade Energy Fundação da empresa com sede em Brasília Sócios: INEPAR ENERGIA, DESENVIX, ENERGÉTICA-TECH Autorização da ANEEL segunda Comercializadora no país Adesão pioneira

Leia mais

André Ramos Diretor Executivo Blue Ocean Business Events

André Ramos Diretor Executivo Blue Ocean Business Events Realização Caro Leitor, Quando idealizamos o Fórum de Geração Termelétrica Cenários, não tínhamos dúvida sobre a boa receptividade que este projeto encontraria. O setor é um dos mais focados em inovação,

Leia mais

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Duas importantes medidas foram anunciadas no fim de março pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para tornar mais

Leia mais

20 E 21 DE MARÇO DE 2012 CENTRO DE CONVENÇÕES CAESAR PARK FARIA LIMA SÃO PAULO SP APOIO DE MÍDIA. Construcoes REALIZAÇÃO.

20 E 21 DE MARÇO DE 2012 CENTRO DE CONVENÇÕES CAESAR PARK FARIA LIMA SÃO PAULO SP APOIO DE MÍDIA. Construcoes REALIZAÇÃO. REVISTA CONSTRUÇÃO, INFRAESTRUTURA E SUSTENTABILIDADE A EQUAÇÃO: {MEIO-AMBIENTE, REGULAÇÃO E FINANCIAMENTO} E AS NECESSIDADES DOS INVESTIDORES PARA A RETOMADA DOS PROJETOS DE PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS

Leia mais

18 de novembro de 2009 Colóquio Solar NATAL-RN 11 de dezembro de 2009 Conferência Nacional para Energia Solar SÃO PAULO-SP

18 de novembro de 2009 Colóquio Solar NATAL-RN 11 de dezembro de 2009 Conferência Nacional para Energia Solar SÃO PAULO-SP Colóquio e Conferência Nacional Encontro técnico-econômico para desenvolvimento e aplicação de projetos de energia solar na matriz energética brasileira 18 de novembro de 2009 Colóquio Solar NATAL-RN 11

Leia mais

A Evolução do Mercado Livre de Energia

A Evolução do Mercado Livre de Energia A Evolução do Mercado Livre de Energia 4º ENASE Antonio Carlos Fraga Machado Presidente do Conselho de Administração 13 de setembro de 2007 Agenda Evolução do Mercado Livre de Energia O Mercado de Energia

Leia mais

A Opção Nuclear Brasileira Estratégia irreversível para o desenvolvimento nacional Oportunidades e desafios da engenharia e da indústria brasileira

A Opção Nuclear Brasileira Estratégia irreversível para o desenvolvimento nacional Oportunidades e desafios da engenharia e da indústria brasileira APRESENTAÇÃO O potencial hidrelétrico brasileiro, que atualmente é a prioridade do governo federal, começa a se esgotar dentro de aproximadamente 20 anos. Diante dessa perspectiva, a energia nuclear passou

Leia mais

Perspectivas para o Mercado de Energia Elétrica Manoel Arlindo Zaroni Torres

Perspectivas para o Mercado de Energia Elétrica Manoel Arlindo Zaroni Torres Perspectivas para o Mercado de Energia Elétrica Manoel Arlindo Zaroni Torres São Paulo, 10 de fevereiro de 2015 Conjuntura hidrológica bastante adversa 2014 foi 10º ano mais seco da história (84 anos)

Leia mais

PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015

PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015 VII Congresso de Reestruturação e Recuperação de Empresas PROPOSTA DE PATROCÍNIO 2015 LOCAL: HOTEL RENAISSANCE - SP A TMA Brasil TMA Brasil é o capítulo brasileiro da Turnaround Management Association,

Leia mais

Considerações da ABRAGE sobre o Vencimento das Concessões de. Brasília, 06 de julho de 2011

Considerações da ABRAGE sobre o Vencimento das Concessões de. Brasília, 06 de julho de 2011 Audiência Pública no Senado Federal Considerações da ABRAGE sobre o Vencimento das Concessões de Usinas Hidrelétricas Brasília, 06 de julho de 2011 A ABRAGE Associação civil sem fins lucrativos; Instituída

Leia mais

Impactos da MP nº 579

Impactos da MP nº 579 Impactos da MP nº 579 José Rosenblatt jrosenb@psr-inc.com Agência Dinheiro Vivo São Paulo, 10 de dezembro de 2012 1 Sumário Resumo das medidas e questões Geração Transmissão Encargos Impactos da MP Tarifas

Leia mais

A Regulação da Conexão ao Sistema

A Regulação da Conexão ao Sistema Painel 2: Aspectos Regulatórios em Pauta para Fontes Alternativas A Regulação da Conexão ao Sistema João Mello - Presidente Fontes Alternativas Conexão A conexão de fontes alternativas possuem características

Leia mais

INFORMAÇÕES AO MERCADO

INFORMAÇÕES AO MERCADO Panorama 2014 1 índice Panorama 2014 Governança do setor elétrico brasileiro A comercialização de energia A CCEE A CCEE Principais atividades Conta-ACR A CCEE em números Quem pode se associar à CCEE? DADOS

Leia mais

A Construção e Implantação dos Parques Eólicos no Brasil e a Continuidade dos Investimentos no Pós-Leilão

A Construção e Implantação dos Parques Eólicos no Brasil e a Continuidade dos Investimentos no Pós-Leilão Fórum Nacional Eólico Carta dos Ventos 10 e 11 de junho de 2010 Serhs Natal Grand Hotel Natal - RN A Construção e Implantação dos Parques Eólicos no Brasil e a Continuidade dos Investimentos no Pós-Leilão

Leia mais

Medidas divulgadas pelo Governo Federal para o fortalecimento do setor elétrico nacional

Medidas divulgadas pelo Governo Federal para o fortalecimento do setor elétrico nacional Medidas divulgadas pelo Governo Federal para o fortalecimento do setor elétrico nacional Perguntas e Respostas Perguntas mais frequentes sobre as medidas divulgadas pelo Governo Federal Março 2014 Apresentação

Leia mais

GERAÇÃO DISTRIBUÍDA: VANTAGENS E DESVANTAGENS

GERAÇÃO DISTRIBUÍDA: VANTAGENS E DESVANTAGENS GERAÇÃO DISTRIBUÍDA: VANTAGENS E DESVANTAGENS Wilson Pereira BARBOSA Filho 1 (wilson.filho@meioambiente.mg.gov.br) Abílio César Soares de AZEVEDO 2 1 Mestre em Gestão Ambiental. Fundação Estadual do meio

Leia mais

Energia Solar Fotovoltaica: Oportunidades e Desafios

Energia Solar Fotovoltaica: Oportunidades e Desafios Energia Solar Fotovoltaica: Oportunidades e Desafios Dr. Rodrigo Lopes Sauaia Diretor Executivo VI Seminário de Energia Cuiabá (MT) 23/06/2015 Energia Solar Fotovoltaica 2 Quem Somos Reúne empresas nacionais

Leia mais

9,2 (+) O&M (Fixo e Variável)

9,2 (+) O&M (Fixo e Variável) Setembro de 2012 Edição Especial 1 OPINIÃO IMPACTO TARIFÁRIO DA RENOVAÇÃO DAS CONCESSÕES Os benefícios para os consumidores provêm da redução de três componentes tarifários: 1. Custo de geração; 2. Custo

Leia mais

aeronaves: mercado e regulação no Brasil Manutenção de apresenta Informações e inscrições 11 505165355 ou info@viex-americas.com

aeronaves: mercado e regulação no Brasil Manutenção de apresenta Informações e inscrições 11 505165355 ou info@viex-americas.com REVISTA CONSTRUÇÃO, INFRAESTRUTURA E SUSTENTABILIDADE apresenta Manutenção de aeronaves: mercado e regulação no Brasil Patrocínio Platina: Patrocínio Prata: Apoio: Cerri & Fávero Advogados Associados Grandes

Leia mais

Energia Elétrica: A importância de um operador de mercado eficiente

Energia Elétrica: A importância de um operador de mercado eficiente Energia Elétrica: A importância de um operador de mercado eficiente Simpósio Brasileiro para Gestão de Estratégias de Comercialização de Energia e Eficiência Energética PUC-RJ Alexandre Viana Gerência

Leia mais

A Distribuidora do Futuro e a Expansão do Mercado Livre

A Distribuidora do Futuro e a Expansão do Mercado Livre A Distribuidora do Futuro e a Expansão do Mercado Livre Luiz Barroso luiz@psr-inc.com 7º Encontro Anual do Mercado Livre, Novembro de 2015 1 Temário Contexto e propostas Solucionando o passado: Passivos

Leia mais

Painel: Nova abordagem na formação dos preços 23 / 9 / 2008, Brasília Alvorada Hotel, DF

Painel: Nova abordagem na formação dos preços 23 / 9 / 2008, Brasília Alvorada Hotel, DF Painel: Nova abordagem na formação dos preços 23 / 9 / 2008, Brasília Alvorada Hotel, DF Élbia Melo, Conselheira da - CCEE Edgard Pereira, Edgard Pereira & Associados Paulo Pedrosa, Abraceel Roberto Castro,

Leia mais

Não Aceita 4. Contribuições Recebidas Contribuição: ABRADEE Justificativa Avaliação ANEEL: Parcialmente Aceita Art. 1º

Não Aceita 4. Contribuições Recebidas Contribuição: ABRADEE Justificativa Avaliação ANEEL: Parcialmente Aceita Art. 1º COMPLEMENTO AO Anexo I da Nota Técnica n o Nota Técnica no 077/2015-SRM-SRD-SRG-SGT-SFF-SCG/ANEEL de 08/05/2015 (Análise de contribuições que não constaram do RAC Minuta de Resolução, Anexo I da NT 08/05/2015)

Leia mais

Energia Solar Regulação & Oportunidades de Negócios

Energia Solar Regulação & Oportunidades de Negócios Energia Solar Regulação & Oportunidades de Negócios SOL Maior fonte de energia da Terra... um novo e sustentável ciclo de produção descentralizada de energia 16/07/2015 COGEN Associação da Indústria de

Leia mais

XVIII SEPEF - Seminário de Planejamento Econômico-Financeiro do Setor Elétrico. Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XVIII SEPEF - Seminário de Planejamento Econômico-Financeiro do Setor Elétrico. Rio de Janeiro - RJ - Brasil XVIII SEPEF - Seminário de Planejamento Econômico-Financeiro do Setor Elétrico Rio de Janeiro - RJ - Brasil Comercialização de Energia, Aspectos Regulatórios, e/ou Viabilidade de Fontes Alternativas de

Leia mais

Congresso Brasileiro. Regulação da Mineração

Congresso Brasileiro. Regulação da Mineração Congresso Brasileiro sobre a Regulação da Mineração O caminho para a maturação regulatória Avaliação das propostas governamentais e consequências para a cadeia produtiva Aplicabilidade Jurídica da Legislação

Leia mais

SOL Maior fonte de energia da Terra. A Cadeia de Valor para a Geração Fotovoltaica no Brasil Newton Duarte Vice Presidente Executivo da COGEN

SOL Maior fonte de energia da Terra. A Cadeia de Valor para a Geração Fotovoltaica no Brasil Newton Duarte Vice Presidente Executivo da COGEN termosolar fotovoltaica SOL Maior fonte de energia da Terra A Cadeia de Valor para a Geração Fotovoltaica no Brasil Newton Duarte Vice Presidente Executivo da COGEN 17/09/2014 Relatório GT COGEN SOLAR

Leia mais

XXII SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XXII SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA XXII SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AB/XXX/YY 13 a 16 de Outubro de 2013 Brasília - DF GRUPO VI GRUPO DE ESTUDO GRUPO DE ESTUDO DE COMERCIALIZAÇÃO, ECONOMIA E REGULAÇÃO

Leia mais

A SILENCIOSA MUDANÇA DO MODELO DE NEGÓCIOS DO SETOR ELÉTRICO MUNDIAL (*)

A SILENCIOSA MUDANÇA DO MODELO DE NEGÓCIOS DO SETOR ELÉTRICO MUNDIAL (*) A SILENCIOSA MUDANÇA DO MODELO DE NEGÓCIOS DO SETOR ELÉTRICO MUNDIAL (*) A evolução tecnológica proporcionada pelas Smart Grids já colocou em plena marcha, mundialmente e silenciosamente, uma grande mudança

Leia mais