RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO ATIVIDADE DO BLOCO 1 20 QUESTÕES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO ATIVIDADE DO BLOCO 1 20 QUESTÕES"

Transcrição

1 RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO ATIVIDADE DO BLOCO 1 20 QUESTÕES As questões foram elaboradas pelo prof. Sérgio Faro e valerão apenas como exercício para o seu conhecimento. São 20 questões de múltipla escolha. Aproveite para estudar e acompanhe na plataforma, pois os tutores iniciarão um fórum para tirar as dúvidas sobre estas questões. Você obterá o gabarito deste questionário no dia 8/09, data em que termina o prazo para postagem de suas dúvidas no fórum Não deixe de escrever para o tutor, caso necessite. Bons estudos! 1. Sobre as noções de lógica é correto afirmar que: a) são restritas aos contextos matemáticos; b) estão inseridas nos contextos da área de exatas; c) não estão inseridas apenas nos contextos matemáticos; d) são utilizadas apenas em contextos escolares. 2. A lógica aristotélica baseia-se no pressuposto de que a razão humana é capaz de deduzir conclusões a partir de afirmações ou negações anteriores. Se as premissas forem verdadeiras, as conclusões também serão. Para garantir que as afirmações (sentenças) não tenham mais de um sentido se faz necessário, segundo Aristóteles, que elas sejam enunciadas de que forma? a) categórica; b) geral; c) específica; d) por meio de uma falácia. 3. Tendo como base a seguinte afirmação universal: Todos os alunos sentem dificuldades em estudar a disciplina Raciocínio Lógico Matemático. Como fica a negação universal correspondente? a) Existem alunos que sentem dificuldades em estudar a disciplina Raciocínio Lógico Matemático; b) Alguns alunos não sentem dificuldades em estudar a disciplina Raciocínio Lógico Matemático;

2 c) Existem alunos que não sentem dificuldades em estudar a disciplina Raciocínio Lógico Matemático; d) Nenhum aluno sente dificuldade em estudar a disciplina. 4. Silogismo é um modo de raciocínio dedutivo que na sua forma padrão consta de: a) duas proposições como premissas e outra como conclusão; b) três proposições como premissas e uma conclusão; c) proposições iniciais e sem conclusão; d) apenas conclusões 5. São válidos os seguintes argumentos I- Todos os portugueses são europeus. Joaquim era português. Logo, Joaquim era europeu. II- Todo A é B. Todo C é A. Logo C é B. III- Todo x é y. Logo, todo y é x. a) somente I b) somente II c) somente III d) somente I e II 6. São válidos os seguintes argumentos: I- Alguns professores são engenheiros. Nenhum professor é infalível. Portanto, nenhum engenheiro é infalível. II- Nenhum A é B. Todo C é A. Logo nenhum C é B. III- Algum x é y. Logo, algum y é x. a) somente I b) somente II c) somente III d) somente II e III 7. (Banco Central do Brasil, Adaptada) Assinale a frase que contradiz a seguinte sentença: Nenhum pescador é mentiroso. a) Algum pescador é mentiroso. b) Nenhum mentiroso é pescador.

3 c) Todo pescador não é mentiroso d) Algum mentiroso não é pescador. 8. Quem não fuma economiza dinheiro. Nenhum vegetariano fuma. Logo, a) quem fuma não economiza dinheiro. b) quem economiza dinheiro é vegetariano. c) todo vegetariano economiza dinheiro. d) nenhum vegetariano economiza dinheiro. 9. Todos os jornalistas defendem a liberdade de expressão. Mário não é jornalista. Logo, a) nem todos os jornalistas defendem a liberdade de expressão. b) não existe jornalista que não defenda a liberdade de expressão. c) existe jornalista que não defende a liberdade de expressão. d) Mário não defende a liberdade de expressão. 10. (ICMS-SP/1997- Adaptada) Assinale a alternativa em que se chega a uma conclusão por um processo de dedução. a) Vejo um cisne branco, outro cisne branco, outro cisne branco... então todos os cisnes são brancos. b) Vi um cisne, então ele é branco c) Todos os cisnes são brancos, então este cisne é branco. d) Vi dois cisnes brancos, então outros cisnes devem ser brancos. 11. (ICMS- SP/1997- Adaptada) Assinale a única alternativa que apresenta uma contradição. a) Todo espião não é vegetariano e algum vegetariano é espião. b) Todo espião é vegetariano e algum vegetariano não é espião. c) Nenhum espião é vegetariano e algum espião não é vegetariano. d) Todo vegetariano é espião e algum espião não é vegetariano. 12. Considere a seguinte sentença composta condicional ( se, então): Se formiga é um mamífero, então o Brasil pertence ao primeiro mundo. Esta proposição condicional admite valor lógico:

4 a) falso b) verdadeiro 13. Assinale a proposição cujo valor lógico indicado está correto. a) Não é verdade que 13 é um número par (F) b) É falso que = 7 e =5 (F) c) É falso que = 8 ou 4 = 3 ( F) d) Não é verdade que Campinas é a capital de São Paulo (F) 14. O dia a dia de um ser humano é regido por uma sequência de decisões e ações que perfeitamente encontram explicação nos fundamentos da Lógica Matemática e da Semântica. Julgue as frases abaixo: I- A Lógica Matemática e a Semântica estão relacionadas, na medida em que a Lógica é a ciência que coloca ordem nas operações da razão, a fim de se atingir a verdade. E, é também tarefa da Semântica estabelecer em que circunstâncias no mundo uma determinada sentença é verdadeira. II-O estudo das significações das palavras é um assunto, na língua portuguesa, da Semântica. a) I está correta. b) II está correta. c) ambas estão corretas. d) ambas estão incorretas. 15. (ICMS-SP/1997-Adaptada) O paciente não pode estar bem e ainda ter febre. O paciente está bem. Logo, o paciente a) tem febre e não está bem b) tem febre ou não está bem c) não tem febre d) tem febre 16. Se formiga é um mamífero, então o Brasil é um país da Europa. Esta proposição condicional admite valor lógico: a) falso

5 b) verdadeiro 17. A frase Capital Inicial é o nome de um conjunto de valsa ou 6² = 36 é uma disjunção de duas proposições. Considerando-se p a proposição Capital Inicial é o nome de um conjunto de valsa e q a proposição 6² = 36, o valor lógico da proposição composta p ou q é: a) falso b) verdadeiro 18. Assinale a proposição composta logicamente verdadeira: a) (2 = 9) (2. 3 = 5) b) (10 = 10) (2. 3 = 5) c) (2 = 3) e (2. 3 = 5) d) (2 = 3) ou (2. 3 = 5) 19. Se p é uma proposição verdadeira, então: a) p ^ q é verdadeira, qualquer que seja q; b) p v q é verdadeira, qualquer que seja q; c) p ^ q é verdadeira só se q for falsa; d) p q é falsa, qualquer que seja q 20. O princípio da lógica clássica que diz que Dadas duas proposições contraditórias (uma é negação da outra), uma delas certamente é falsa, é o : a) Princípio da identidade; b) Princípio da não contradição; c) Princípio do terceiro excluído; d) Princípio da lógica formal

Noções de Lógica Matemática

Noções de Lógica Matemática Notas de aulas 2009 Noções de Lógica Matemática Lógica é... A Lógica é a ciência que visa estudar e estabelecer leis formais que bem dirijam as operações da mente. A Lógica é a ciência que trata das formas

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO Simplif icado

RACIOCÍNIO LÓGICO Simplif icado Sérgio Carvalho Weber Campos RACIOCÍNIO LÓGICO Simplif icado Volume 1 2ª edição Revista, atualizada e ampliada Inclui Gráficos, tabelas e outros elementos visuais para melhor aprendizado Exercícios resolvidos

Leia mais

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do STJ de 2015, aplicada em 27/09/2015.

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do STJ de 2015, aplicada em 27/09/2015. de Raciocínio Lógico do STJ de 20, aplicada em 27/09/20. Raciocínio Lógico p/ STJ Mariana é uma estudante que tem grande apreço pela matemática, apesar de achar essa uma área muito difícil. Sempre que

Leia mais

Aula 03 Proposições e Conectivos. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes

Aula 03 Proposições e Conectivos. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes Aula 03 Proposições e Conectivos Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes Agenda da Aula Proposições: Valores Lógicos; Tipos (simples e compostas). Conectivos. Revisando O que é

Leia mais

Aula 00. Raciocínio Lógico Quantitativo para IBGE. Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves

Aula 00. Raciocínio Lógico Quantitativo para IBGE. Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves Aula 00 Raciocínio Lógico Quantitativo Professor: Guilherme Neves www.pontodosconcursos.com.br 1 Aula 00 Aula Demonstrativa Raciocínio Lógico Quantitativo Apresentação... 3 Modelos de questões resolvidas

Leia mais

Bases Matemáticas. Daniel Miranda 1. 23 de maio de 2011. sala 819 - Bloco B página: daniel.miranda

Bases Matemáticas. Daniel Miranda 1. 23 de maio de 2011. sala 819 - Bloco B página:  daniel.miranda Daniel 1 1 email: daniel.miranda@ufabc.edu.br sala 819 - Bloco B página: http://hostel.ufabc.edu.br/ daniel.miranda 23 de maio de 2011 Elementos de Lógica e Linguagem Matemática Definição Uma proposição

Leia mais

1.1.A Lógica como Estudo das Condições de Coerência do Pensamento e do Discurso.

1.1.A Lógica como Estudo das Condições de Coerência do Pensamento e do Discurso. 1.A Distinção Validade Verdade Conceitos nucleares específicos: lógica, juízo/proposição vs raciocínio/argumento, validade vs verdade, forma vs conteúdo, inferência válida, dedução, indução. 1.1.A Lógica

Leia mais

Fundamentos de Lógica Matemática

Fundamentos de Lógica Matemática Webconferência 4-08/03/2012 Técnicas dedutivas Prof. L. M. Levada http://www.dc.ufscar.br/ alexandre Departamento de Computação (DC) Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) 2012/1 Objetivos Maneiras

Leia mais

VEJA O CONTEÚDO DO ÚLTIMO EDITAL (2011/2012, ORGANIZADO PELA FCC)

VEJA O CONTEÚDO DO ÚLTIMO EDITAL (2011/2012, ORGANIZADO PELA FCC) AULA 01 CONCEITOS BÁSICOS DE LÓGICA E PRINCÍPIOS Olá amigos, meu nome é Adeilson de Melo. Fui convidado para ministrar aulas dessa apaixonante matéria que é o Raciocínio Lógico Matemático. ESPERO QUE TODOS

Leia mais

Afirmação verdadeira: frase, falada ou escrita, que declara um facto que é aceite no momento em que é ouvido ou lido.

Afirmação verdadeira: frase, falada ou escrita, que declara um facto que é aceite no momento em que é ouvido ou lido. Matemática Discreta ESTiG\IPB 2012/13 Cap1 Lógica pg 1 I- Lógica Informal Afirmação verdadeira: frase, falada ou escrita, que declara um facto que é aceite no momento em que é ouvido ou lido. Afirmação

Leia mais

Lógica para computação Professor Marlon Marcon

Lógica para computação Professor Marlon Marcon Lógica para computação Professor Marlon Marcon INTRODUÇÃO O objetivo geral da logica formal é a mecanização do raciocnio, ou seja, A obtenção de informação a partir de informações prévias por meio de recursos

Leia mais

Sumário 1. PROBLEMAS DE RACIOCÍNIO INTUITIVO ESPACIAL, NUMÉRICO E VERBAL...1 2. PROBLEMAS DE ARGUMENTAÇÃO LÓGICA INTUITIVA...55

Sumário 1. PROBLEMAS DE RACIOCÍNIO INTUITIVO ESPACIAL, NUMÉRICO E VERBAL...1 2. PROBLEMAS DE ARGUMENTAÇÃO LÓGICA INTUITIVA...55 IX Sumário 1. PROBLEMAS DE RACIOCÍNIO INTUITIVO ESPACIAL, NUMÉRICO E VERBAL...1 Solução dos exercícios... 29 2. PROBLEMAS DE ARGUMENTAÇÃO LÓGICA INTUITIVA...55 Solução dos exercícios... 64 3. conjuntos...77

Leia mais

* Lógica Proposicional Formas de Argumento

* Lógica Proposicional Formas de Argumento * Lógica Proposicional Formas de Argumento Hoje é segunda-feira ou sexta-feira. Hoje não é segunda-feira. Hoje é sexta-feira. Lógica, Informática e Comunicação Elthon Allex da Silva Oliveira e-mail: el7hon@gmail.com

Leia mais

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do MPOG/ENAP de 2015, aplicada em 30/08/2015.

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do MPOG/ENAP de 2015, aplicada em 30/08/2015. de Raciocínio Lógico do MPOG/ENAP de 2015, aplicada em 30/08/2015. Considerando a proposição P: Se João se esforçar o bastante, então João conseguirá o que desejar, julgue os itens a seguir. 43 A proposição

Leia mais

(Equivalência e Implicação lógica aula 10

(Equivalência e Implicação lógica aula 10 Aula 2 (Equivalência e Implicação lógica aula 10 Professor: Renê Furtado Felix - Faculdade: UNIP E-mail: rffelix70@yahoo.com.br - Site: renecomputer.net Equivalência em Lógica Logica - Professor Renê F

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO

RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO RACIOCÍNIO LÓGICO QUANTITATIVO AULA 1 ESTUDO DA LÓGICA O estudo da lógica é o estudo dos métodos e princípios usados para distinguir o raciocínio correto do incorreto. A lógica tem sido freqüentemente

Leia mais

Raciocínio Lógico para o INSS Resolução de questões Prof. Adeilson de Melo Revisão 3 Lógica das Proposições

Raciocínio Lógico para o INSS Resolução de questões Prof. Adeilson de Melo Revisão 3 Lógica das Proposições Professor Adeilson de Melo www.profranciscojunior.com.br p. 1 de 7 Olá galera! Estou de volta! Agora iniciaremos o estudo de lógica das proposições. Esse assunto é muito importante para seu concurso. Pois,

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO Simplificado

RACIOCÍNIO LÓGICO Simplificado Sérgio Carvalho Weber Campos RCIOCÍNIO LÓGICO Simplificado Volume 1 2ª edição Revista, atualizada e ampliada Material Complementar PRINCIPIS CONCEITOS, REGRS E FÓRMULS DO LIVRO RCIOCÍNIO LÓGICO SIMPLIFICDO

Leia mais

Sumário. OS ENIGMAS DE SHERAZADE... 13 I Ele fala a verdade ou mente?... 13 I I Um truque com os números... 14

Sumário. OS ENIGMAS DE SHERAZADE... 13 I Ele fala a verdade ou mente?... 13 I I Um truque com os números... 14 Sumário OS ENIGMAS DE SHERAZADE... 13 I Ele fala a verdade ou mente?... 13 I I Um truque com os números... 14 CAPÍTULO 1 LÓGICA DE PRIMEIRA ORDEM-PROPOSICIONAL... 15 Estruturas Lógicas... 15 I Sentenças...

Leia mais

Correção de exercícios do manual. Página 53

Correção de exercícios do manual. Página 53 Correção de exercícios do manual Página 53 Seja P: a pena de morte foi abolida. a) O enunciado diz-nos que É falso que a pena de morte tenha sido abolida é falsa. Como É falso que a pena de morte tenha

Leia mais

Noções básicas de Lógica

Noções básicas de Lógica Noções básicas de Lógica Consideremos uma linguagem, com certos símbolos. Chamamos expressão a uma sequências de símbolos. uma expressão com significado Uma expressão pode ser expressão sem significado

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO E SILOGISMO NOS ANALÍTICOS DE ARISTÓTELES

DEMONSTRAÇÃO E SILOGISMO NOS ANALÍTICOS DE ARISTÓTELES DEMONSTRAÇÃO E SILOGISMO NOS ANALÍTICOS DE ARISTÓTELES FRANCINE MARIA RIBEIRO 1 Resumo: A ciência aristotélica, tal como descrita nos Segundos Analíticos, é uma ciência demonstrativa. Por demonstração

Leia mais

Silogística Aristotélica

Silogística Aristotélica Silogística Aristotélica Prof. Paulo Margutti Com base na possibilidade de padronizar todas as sentenças de conformidade com os tipos A, E, I e O, Aristóteles considerava que todos os argumentos poderiam

Leia mais

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do TRE/MT, aplicada em 13/12/2015.

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico do TRE/MT, aplicada em 13/12/2015. de Raciocínio Lógico do TRE/MT, aplicada em 13/12/2015. Raciocínio Lógico p/ TRE-MT Analista Judiciário QUESTÃO 19 Um grupo de 300 soldados deve ser vacinado contra febre amarela e malária. Sabendo-se

Leia mais

PREPARATÓRIO PROFMAT/ AULA 3

PREPARATÓRIO PROFMAT/ AULA 3 PREPARATÓRIO PROFMAT/ AULA 3 Números, Progressões e Lógica Prof. Ronaldo Busse Números Uma questão presente nos exames de seleção até aqui foi a comparação entre grandezas numéricas. O procedimento indicado

Leia mais

Raciocínio Lógico Matemático

Raciocínio Lógico Matemático Raciocínio Lógico Matemático Cap. 5 - Equivalência Lógica Equivalência Lógica Caro aluno, no último capítulo estudamos as implicações lógicas e foi enfatizado que o ponto fundamental da implicação lógica

Leia mais

1. À primeira coluna (P), atribui-se uma quantidade de valores V igual à metade do total de linhas

1. À primeira coluna (P), atribui-se uma quantidade de valores V igual à metade do total de linhas LÓGICA MATEMÁTICA Walter Sousa Resumo teórico 1) PROPOSIÇÕES LÓGICAS SIMPLES Uma proposição é uma sentença declarativa que pode ser classificada em verdadeira (V) ou falsa (F), mas não ambas as interpretações.

Leia mais

LÓGICA FORMAL Tabelas Verdade

LÓGICA FORMAL Tabelas Verdade LÓGICA FORMAL Tabelas Verdade Prof. Evanivaldo C. Silva Jr. Seção 1 Expressões: exclamações, interrogações, afirmações... Aquele aluno deve ser inteligente. Você já almoçou hoje? Um elefante é maior do

Leia mais

Versão 2. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 2. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Filosofia Versão 2 Teste Intermédio Filosofia Versão 2 Duração do Teste: 90 minutos 20.04.2012 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Na folha de respostas,

Leia mais

2º. Semestre de 2006 Marcelo Nogueira São José dos Campos - SP

2º. Semestre de 2006 Marcelo Nogueira São José dos Campos - SP (Exercício 01) Simbolize, no nível proposicional, os seguintes argumentos: (a) Os vencimentos aumentam somente se há inflação. Se há inflação, então o custo de vida aumenta. Os vencimentos não aumentaram.

Leia mais

PROPOSIÇÕES (SIMPLES E COMPOSTAS)/ CONECTIVOS/TAUTOLOGIA/TABELA VERDADE

PROPOSIÇÕES (SIMPLES E COMPOSTAS)/ CONECTIVOS/TAUTOLOGIA/TABELA VERDADE PROPOSIÇÕES (SIMPLES E COMPOSTAS)/ CONECTIVOS/TAUTOLOGIA/TABELA VERDADE Ser síndico não é fácil. Além das cobranças de uns e da inadimplência de outros, ele está sujeito a passar por desonesto. A esse

Leia mais

Introdução à lógica. Lógica. Material produzido por: Bruno Portela Rafael Soares Ramon Matzenbacher Vinícius Schreiner

Introdução à lógica. Lógica. Material produzido por: Bruno Portela Rafael Soares Ramon Matzenbacher Vinícius Schreiner Introdução à lógica Lógica Material produzido por: Bruno Portela Rafael Soares Ramon Matzenbacher Vinícius Schreiner ARGUMENTO O que é um argumento? Aurelhão: Raciocínio, indício ou prova pelo qual se

Leia mais

Álge g bra b B ooleana n Bernardo Gonçalves

Álge g bra b B ooleana n Bernardo Gonçalves Álgebra Booleana Bernardo Gonçalves Sumário Histórico Álgebra de Boole Axiomas da Álgebra de Boole Álgebra de Boole de dois valores literais Teoremas da Álgebra de Boole Simplificação de expressões booleanas

Leia mais

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público Comentadas pelo professor: Gabriel Rampini Raciocínio Lógico-Quantitativo 1) Q264165 Raciocínio Lógico Raciocínio Lógico-Psicotécnico Ano: 2012 Banca: ESAF Órgão: Receita Federal Prova: Auditor Fiscal

Leia mais

6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS)

6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS) 1 6 - PROVAS CESGRANRIO(CONCURSOS BANCO CENTRAL E OUROS) 01 - Em uma rua há 10 casas do lado direito e outras 10 do lado esquerdo. Todas as casas são numeradas de tal forma que, de um lado da rua, ficam

Leia mais

Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática. Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br

Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática. Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br Oficina: Jogar para gostar e aprender matemática Profa. Dra. Adriana M. Corder Molinari dri.molinari@uol.com.br 1 Implicações do Jogo Quatro Cores: Para jogar bem, é preciso economia de cores e consideração

Leia mais

PROPOSIÇÕES. Proposições Simples e Proposições Compostas. Conceito de Proposição

PROPOSIÇÕES. Proposições Simples e Proposições Compostas. Conceito de Proposição PROPOSIÇÕES Conceito de Proposição Definição: chama-se proposição todo o conjunto de palavras ou símbolos que exprimem um pensamento de sentido completo. As proposições transmitem pensamentos, isto é,

Leia mais

SOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO DO INSS - 2008 TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL PROVA BRANCA.

SOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO DO INSS - 2008 TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL PROVA BRANCA. SOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO DO INSS - 2008 TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL PROVA BRANCA. Professor Joselias www.concurseiros.org Março de 2008. Um dos indicadores de saúde comumente utilizados

Leia mais

Notas de aula de Lógica para Ciência da Computação. Aula 11, 2012/2

Notas de aula de Lógica para Ciência da Computação. Aula 11, 2012/2 Notas de aula de Lógica para Ciência da Computação Aula 11, 2012/2 Renata de Freitas e Petrucio Viana Departamento de Análise, IME UFF 21 de fevereiro de 2013 Sumário 1 Ineficiência das tabelas de verdade

Leia mais

FILOSOFIA 11º ano. Demonstração e argumentação: Lógica e retórica

FILOSOFIA 11º ano. Demonstração e argumentação: Lógica e retórica FILOSOFIA 11º ano Demonstração e argumentação: Lógica e retórica Governo da República Portuguesa Demonstração/argumentação Conforme os tipos de argumentos (razões) que nos servimos para justificar uma

Leia mais

LÓGICA CLÁSSICA: UM PROBLEMA DE IDENTIDADE

LÓGICA CLÁSSICA: UM PROBLEMA DE IDENTIDADE 15 LÓGICA CLÁSSICA: UM PROBLEMA DE IDENTIDADE Robinson Moreira Tenório Prof. Assistente do Dep. de Ciências Humanas e Filosofia Doutorando em Educação - USP RESUMO - O princípio da identidade afirma que

Leia mais

MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 01 PONTO, RETA E PLANO

MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 01 PONTO, RETA E PLANO MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 01 PONTO, RETA E PLANO r s A E B D C F α G H A B r r s r s α r P s s r α A α B C α P B r A α r α P α r P P α r A B r α A B r r r P α A B α A B F F α α=β α β = α = β α β α β

Leia mais

Organizadores: Denise Maria Rosa dos Santos, Márcia Luísa Tomazzoni, Mateus Rocha da Silva e Mayara de Andrade.

Organizadores: Denise Maria Rosa dos Santos, Márcia Luísa Tomazzoni, Mateus Rocha da Silva e Mayara de Andrade. INTRODUÇÃO À LÓGICA Denise Maria Rosa dos Santos Organizadores: Denise Maria Rosa dos Santos, Márcia Luísa Tomazzoni, Mateus Rocha da Silva e Mayara de Andrade. 1. Duração: 02 horas e 30 minutos. 2. Recursos

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS CURSO DELEGADO FEDERAL

NÚCLEO PREPARATÓRIO PARA CONCURSOS CURSO DELEGADO FEDERAL RACIOCÍNIO LÓGICO II Professor Ademir Bispo AULAS 3 e 4 PROPOSIÇÕES CONDICIONAIS As proposições condicionais relacionam causa com efeito ou hipótese com tese. p: O mês de maio tem 31 dias. q: O sol é uma

Leia mais

(Lógica) História, Silogismo e falácia

(Lógica) História, Silogismo e falácia aula 02 (Lógica) História, Silogismo e falácia Professor: Renê Furtado Felix E-mail: rffelix70@yahoo.com.br Site: http://www.renecomputer.net/pdflog.html Definição: Introdução O que é a Lógica Computacional?

Leia mais

Lista de Exercícios 5: Soluções Teoria dos Conjuntos

Lista de Exercícios 5: Soluções Teoria dos Conjuntos UFMG/ICEx/DCC DCC Matemática Discreta Lista de Exercícios 5: Soluções Teoria dos Conjuntos Ciências Exatas & Engenharias 2 o Semestre de 206. Escreva uma negação para a seguinte afirmação: conjuntos A,

Leia mais

FUNDAMENTOS DE LÓGICA PARA ADMINISTRAÇÃO. André Luiz Galdino

FUNDAMENTOS DE LÓGICA PARA ADMINISTRAÇÃO. André Luiz Galdino FUNDAMENTOS DE LÓGICA PARA ADMINISTRAÇÃO André Luiz Galdino SUMÁRIO 1. Noções de Lógica Matemática 3 1.1 Cálculo Proposicional 4 1.2 Tabelas Verdade 16 1.3 Contingência, Tautologia e Contra-Tautologia

Leia mais

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1.

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1. INTRODUÇÃO... 2 DEFINIÇÃO... 2 DESCRIÇÃO... 2 APRESENTAÇÃO... 2 RELAÇÃO DE PERTINÊNCIA... 3 CONJUNTOS IGUAIS... 4 SUBCONJUNTOS E RELAÇÃO DE INCLUSÃO... 7 QUANTIFICADORES... 10 IMPLICAÇAO E EQUIVALÊNCIA...

Leia mais

Comandos de Desvio 1

Comandos de Desvio 1 Programação de Computadores I UFOP DECOM 2014 1 Aula prática 3 Comandos de Desvio 1 Sumário Resumo Nesta aula você irá resolver problemas que requerem uma decisão com base em um teste, ou condição. Para

Leia mais

UM JOGO DE DOMINÓ PARA A LÓGICA PROPOSICIONAL

UM JOGO DE DOMINÓ PARA A LÓGICA PROPOSICIONAL UM JOGO DE DOMINÓ PARA A LÓGICA PROPOSICIONAL Fernanda Pires da Silva 1 e José Ricardo R. Zeni 2, 3 1 Curso de licenciatura em matemática 2 o ano e-mail: nandamiss@ig.com.br 2 DMEC (Departamento de Matemática,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE RIO DE MOURO EXERCÍCIOS DE LÓGICA - INSTRUÇÕES GERAIS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE RIO DE MOURO EXERCÍCIOS DE LÓGICA - INSTRUÇÕES GERAIS EXERCÍCIOS DE LÓGICA - INSTRUÇÕES GERAIS Caro aluno, Vai encontrar aqui um conjunto de exercícios de lógica cujo objetivo é facilitar-lhe o estudo autónomo. Estes exercícios irão estar disponíveis num

Leia mais

01. Mario, ao chegar a uma cidade com princípios lógicos, viu na placa de Bem Vindo! o ( ) x Px Bx Vx. Mais adiante, em outra placa, havia a

01. Mario, ao chegar a uma cidade com princípios lógicos, viu na placa de Bem Vindo! o ( ) x Px Bx Vx. Mais adiante, em outra placa, havia a PROVA DE RACIOCÍNIO LÓGICO EDIÇÃO JUNHO 2009 01. Mario, ao chegar a uma cidade com princípios lógicos, viu na placa de Bem Vindo! o ( ) seguinte escrito: ( ) x Px Bx Vx. Mais adiante, em outra placa, havia

Leia mais

http://geocities.yahoo.com.br/logicaemconcursos Prof. Leonardo Barroso http://geocities.yahoo.com.br/logicaemconcursos Prof.

http://geocities.yahoo.com.br/logicaemconcursos Prof. Leonardo Barroso http://geocities.yahoo.com.br/logicaemconcursos Prof. PROVA DE RACIOCÍNIO LÓGICO-QUANTITATIVO ANEEL - Técnico Administrativo Aplicada em 07//2004pela ESAF 3- Surfo ou estudo. Fumo ou não surfo. Velejo ou não estudo. Ora, não velejo. Assim, a) estudo e fumo.

Leia mais

Como se desenvolve o trabalho filosófico? Como constrói o filósofo esses argumentos?

Como se desenvolve o trabalho filosófico? Como constrói o filósofo esses argumentos? O que é filosofia? A filosofia é uma atividade interrogativa (dimensão teórica) que tenta responder a problemas e questões que nos são comuns, discutindo-os e analisando-os. Questões como O que é o conhecimento?,

Leia mais

INTRODUÇÃO LÓGICA MATEMÁTICA

INTRODUÇÃO LÓGICA MATEMÁTICA INTRODUÇÃO À LÓGICA MATEMÁTICA Prof. Antonio A. Pinho Rio de Janeiro Julho de 1999 INTRODUÇÃO À LÓGICA MATEMÁTICA 1 ÍNDICE I. INTRODUÇÃO 1. Lógica Formal. 2 2. Dedução e Indução. 3 3. Lógica Clássica e

Leia mais

Tabela de um Enunciado Simbolizado

Tabela de um Enunciado Simbolizado Lógica para Ciência da Computação I Lógica Matemática Texto 5 Tabela de um Enunciado Simbolizado Sumário 1 Tabelas dos conectivos 2 1.1 Observações................................ 5 1.2 Exercício resolvido............................

Leia mais

Lógica. Na Grécia Antiga, 342 a.c, o filósofo Aristóteles sistematizou o conhecimento existente em Lógica, elevando-o à categoria de ciência.

Lógica. Na Grécia Antiga, 342 a.c, o filósofo Aristóteles sistematizou o conhecimento existente em Lógica, elevando-o à categoria de ciência. Notas de aula Prof. Licinius (ICIBE/UFRA) Lógica A Lógica tem, por objeto de estudo, as leis gerais do pensamento, e as formas de aplicar essas leis corretamente na investigação da verdade. Na Grécia Antiga,

Leia mais

Num caso como no outro, o filosofar apresenta-se como uma actividade que consiste

Num caso como no outro, o filosofar apresenta-se como uma actividade que consiste 1.3.A Dimensão Discursiva do Trabalho Filosófico 1.3.1.Os Instrumentos do Trabalho Discursivo a) O trabalho filosófico Disse-se atrás que mais importante do que a filosofia é o filosofar, o trabalho que

Leia mais

Unidade 10 Análise combinatória. Introdução Princípio Fundamental da contagem Fatorial

Unidade 10 Análise combinatória. Introdução Princípio Fundamental da contagem Fatorial Unidade 10 Análise combinatória Introdução Princípio Fundamental da contagem Fatorial Introdução A escolha do presente que você deseja ganhar em seu aniversário, a decisão de uma grande empresa quando

Leia mais

RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO. Ana Paula Gargano

RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO. Ana Paula Gargano RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO Ana Paula Gargano ESTRUTURAS LÓGICAS Sentenças São frases que apresentam significado. As sentenças podem ser abertas ou fechadas. 1. Sentença aberta: apresentam variáveis.

Leia mais

1 Teoria de conjuntos e lógica

1 Teoria de conjuntos e lógica 1 Teoria de conjuntos e lógica Estes breves apontamentos dizem respeito à parte do programa dedicada à teoria de conjuntos e à lógica matemática. Embora concebidos sem grandes formalismos e com poucas

Leia mais

Mentiras & Verdades. Introdução. Introdução. Introdução. Lógica Aplicada

Mentiras & Verdades. Introdução. Introdução. Introdução. Lógica Aplicada s & s Marco Vaz Sérgio Rodrigues Envolve enunciados com uma série de declarações entrelaçadas entre si, e que, a princípio, não sabemos são verdadeiras ou falsas (mentiras). Trata de questões em que alguns

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I MATEMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I MATEMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA I MATEMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL E ENSINO MÉDIO Título do Podcast Área Segmento Duração Razões e proporções Ciências da Natureza I Matemática Ensino

Leia mais

Versão 2 [retificadas páginas 2 e 4] Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Versão 2 [retificadas páginas 2 e 4] Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Teste Intermédio de Filosofia Versão 2 [retificadas páginas 2 e 4] Teste Intermédio Filosofia Versão 2 Duração do Teste: 90 minutos 17.04.2013 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/2.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico da ANS (Técnico Administrativo) de 2016, aplicada em 21/02/2016.

Resolução da Prova de Raciocínio Lógico da ANS (Técnico Administrativo) de 2016, aplicada em 21/02/2016. Raciocínio Lógico p/ NS Resolução da Prova de Raciocínio Lógico da NS (Técnico dministrativo) de 2016, aplicada em 21/02/2016. 11 - De acordo com o raciocínio lógico-matemático, a negação da frase: o obstetra

Leia mais

Lógica e Raciocínio. Raciocínio Dedutivo. Universidade da Madeira. http://dme.uma.pt/edu/ler/

Lógica e Raciocínio. Raciocínio Dedutivo. Universidade da Madeira. http://dme.uma.pt/edu/ler/ Lógica e Raciocínio Universidade da Madeira http://dme.uma.pt/edu/ler/ Raciocínio Dedutivo 1 O presente powerpoint foi inspirado na aula do Professor Fernando Martínez Manrique da Universidade de Granada,

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA Docente: FABIO LUIS BACCARIN Telefones: (43) 3422-0725 / 9116-4048 E-mail: fbaccarin@fecea.br Nome da Disciplina: Álgebra Elementar Curso: Licenciatura em Matemática Carga

Leia mais

Cálculo proposicional

Cálculo proposicional Cálculo proposicional Proposição Proposições são sentenças afirmativas declarativas que não sejam ambígüas e que possuem a propriedade de serem ou verdadeiras ou falsas, mas não ambas. Exemplos:. Gatos

Leia mais

Apontamentos de matemática 5.º ano - Múltiplos e divisores

Apontamentos de matemática 5.º ano - Múltiplos e divisores Múltiplos e divisores (revisão do 1.º ciclo) Os múltiplos de um número inteiro obtêm-se multiplicando esse número pela sequência dos números inteiros. Exemplos: Alguns múltiplos de 6 são: 0, 6, 12, 18,

Leia mais

A forma geral de uma equação de estado é: p = f ( T,

A forma geral de uma equação de estado é: p = f ( T, Aula: 01 Temática: O Gás Ideal Em nossa primeira aula, estudaremos o estado mais simples da matéria, o gás, que é capaz de encher qualquer recipiente que o contenha. Iniciaremos por uma descrição idealizada

Leia mais

1.1.2.Os Instrumentos Lógicos do Pensamento

1.1.2.Os Instrumentos Lógicos do Pensamento 1.1.2.Os Instrumentos Lógicos do Pensamento Para pensar, necessitamos, não apenas dos princípios lógicos (princípios reguladores do pensamento válido), mas também de instrumentos lógicos (utensílios, meios

Leia mais

Belém, 7-9 Out 2009 I COLÓQUIO KANT E O KANTISMO - UFPA ANAIS (Vol. 1, Nº 1) UFPA / FAFIL A Filosofia Teórica de Kant ISSN: 2237-4973

Belém, 7-9 Out 2009 I COLÓQUIO KANT E O KANTISMO - UFPA ANAIS (Vol. 1, Nº 1) UFPA / FAFIL A Filosofia Teórica de Kant ISSN: 2237-4973 A SEMÂNTICA EM KANT, LOPARIC E TARSKI Luís Eduardo Ramos de Souza UFPA / FAFIL lued@ufpa.br Resumo: O objetivo deste trabalho é realizar uma análise comparativa da concepção semântica de Kant contida na

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA BAHIA CONCURSO PÚBLICO 2012 ORGANIZAÇÃO: SUPREMA CONSULTORIA E CONCURSOS.

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA BAHIA CONCURSO PÚBLICO 2012 ORGANIZAÇÃO: SUPREMA CONSULTORIA E CONCURSOS. PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA BAHIA CONCURSO PÚBLICO 2012 ORGANIZAÇÃO: SUPREMA CONSULTORIA E CONCURSOS. Feira de Santana-Bahia, 27 de fevereiro de 2012. RESPOSTAS AOS RECURSOS DO GABARITO PRELIMINAR NÍVEL:

Leia mais

DESPACHO N.º 2015/R/14

DESPACHO N.º 2015/R/14 DESPACHO N.º 2015/R/14 Assunto: Regulamento do Concurso Especial de Acesso ao Ciclo de Estudo Integrado Conducente ao Grau de Mestre em Medicina Para Licenciados Artigo 1.º Objeto e âmbito O presente Regulamento

Leia mais

D e p a r t a m e n t o d e C i ê n c i a s E x p e r i m e n t a i s G r u p o 5 2 0 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano letivo de 2013/2014

D e p a r t a m e n t o d e C i ê n c i a s E x p e r i m e n t a i s G r u p o 5 2 0 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano letivo de 2013/2014 D e p a r t a m e n t o d e C i ê n c i a s E x p e r i m e n t a i s G r u p o 5 2 0 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Ano letivo de 2013/2014 Os critérios específicos presentes neste documento constituem uma base

Leia mais

OBSERVAÇÕES: EXERCÍCIOS

OBSERVAÇÕES: EXERCÍCIOS OBSERVAÇÕES: 1. Esta lista de exercícios poderá ser resolvida individualmente ou em grupos de 2 pessoas. 2. A lista possui 25 exercícios, destes você deve responder os 5 primeiros exercícios e os outros

Leia mais

AULA 06 A Ciência e as Ciências Sociais

AULA 06 A Ciência e as Ciências Sociais 1 AULA 06 A Ciência e as Ciências Sociais Ernesto F. L. Amaral 20 de agosto de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Babbie, Earl. Métodos de Pesquisas de Survey. 2001. Belo Horizonte: Editora UFMG. pp.57-76.

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA FÍSICA - ENSINO MÉDIO

SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA FÍSICA - ENSINO MÉDIO SEQUÊNCIA DIDÁTICA PODCAST ÁREA CIÊNCIAS DA NATUREZA FÍSICA - ENSINO MÉDIO Título do Podcast Área Segmento Duração Relações matemáticas entre grandezas físicas Ciências da Natureza Física e Matemática

Leia mais

Sobre a Indistinguibilidade entre a Negação e o Condicional

Sobre a Indistinguibilidade entre a Negação e o Condicional XVI EBL - Encontro Brasileiro de Lógica Sobre a Indistinguibilidade entre a Negação e o Condicional Prof. Dr. Daniel Durante Pereira Alves Departamento de Filosofia - DFIL Centro de Ciências Humanas, Letras

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa 2013. Ano: 9 Turma: 91/92

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa 2013. Ano: 9 Turma: 91/92 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2013 Disciplina: ARTE Professor (a): JANAINA Ano: 9 Turma: 91/92 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça

Leia mais

Prova de Conhecimentos Específicos

Prova de Conhecimentos Específicos Prova de Conhecimentos Específicos Leia o texto e responda às perguntas que se seguem: Texto 5 10 15 O ensino tradicional de língua portuguesa investiu, erroneamente, no conhecimento da descrição da língua

Leia mais

Ficha de Exercícios nº 2

Ficha de Exercícios nº 2 Nova School of Business and Economics Álgebra Linear Ficha de Exercícios nº 2 Matrizes, Determinantes e Sistemas de Equações Lineares 1 O produto de duas matrizes, A e B, é a matriz nula (mxn). O que pode

Leia mais

Relações. Antonio Alfredo Ferreira Loureiro. loureiro@dcc.ufmg.br http://www.dcc.ufmg.br/~loureiro. UFMG/ICEx/DCC MD Relações 1

Relações. Antonio Alfredo Ferreira Loureiro. loureiro@dcc.ufmg.br http://www.dcc.ufmg.br/~loureiro. UFMG/ICEx/DCC MD Relações 1 Relações Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br http://www.dcc.ufmg.br/~loureiro MD Relações 1 Introdução O mundo está povoado por relações: família, emprego, governo, negócios, etc. Entidades

Leia mais

Sugestão de Avaliação. Praticando. Edição Renovada. Matemática. 6 o ano 1 o bimestre Unidades 1, 2 e 3

Sugestão de Avaliação. Praticando. Edição Renovada. Matemática. 6 o ano 1 o bimestre Unidades 1, 2 e 3 Sugestão de Avaliação Edição Renovada Praticando 6 Matemática 6 o ano 1 o bimestre Unidades 1, e 3 Nome: n o : Série/Turma: Escola: Professor: Data: / / a) 1 Que números são estes? Escreva-os utilizando

Leia mais

Matemática/15 6ºmat301r 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos para Recuperação Final de Matemática - 6 ano 1 Trimestre

Matemática/15 6ºmat301r 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos para Recuperação Final de Matemática - 6 ano 1 Trimestre Matemática/15 6ºmat301r 6º ano Turma: 1º trimestre Nome: Data: / / Roteiro de Estudos para Recuperação Final de Matemática - 6 ano 1 Trimestre Os conteúdos estão abaixo selecionados e deverão ser estudados

Leia mais

Resolução de Questões!!!

Resolução de Questões!!! 1) Considere a seguinte proposição: Raciocínio Lógico Se João está na praia, então João não usa camiseta. Resolução de Questões!!! A negação da proposição acima é logicamente equivalente à proposição:

Leia mais

38 a OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁ TICA

38 a OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁ TICA 38 a OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁ TICA Primeira Fase Nível 2 (8 o ou 9 o ano) Sexta-feira, 17 de junho de 2016. Caro(a) aluno(a): A duração da prova é de 3 horas. Você poderá, se necessário, solicitar

Leia mais

TEORIA DOS CONJUNTOS

TEORIA DOS CONJUNTOS Matemática Prof.: Joaquim Rodrigues 1 TEORI DOS CONJUNTOS INTRODUÇÃO O conceito de classe ou conjunto de objetos é um dos mais fundamentais em toda a matemática. Podemos pensar num conjunto como sendo

Leia mais

MATEMÁTICA PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO

MATEMÁTICA PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PROVA 2º BIMESTRE 8º ANO 2010 QUESTÃO 1 Alberto quis apostar uma corrida

Leia mais

Processo Seletivo 2016. Caderno de Prova. Redação. Raciocínio Lógico. Questionário. Programa de Mestrado Acadêmico. Candidato(a): Área: Stricto Sensu

Processo Seletivo 2016. Caderno de Prova. Redação. Raciocínio Lógico. Questionário. Programa de Mestrado Acadêmico. Candidato(a): Área: Stricto Sensu Programa de Mestrado Acadêmico Stricto Sensu Processo Seletivo 2016 Caderno de Prova Redação Raciocínio Lógico Questionário Candidato(a): Área: Planejamento e Qualidade Ambiental Saúde e Meio Ambiente

Leia mais

FABIANO KLEIN CRITÉRIOS NÃO CLÁSSICOS DE DIVISIBILIDADE

FABIANO KLEIN CRITÉRIOS NÃO CLÁSSICOS DE DIVISIBILIDADE FABIANO KLEIN CRITÉRIOS NÃO CLÁSSICOS DE DIVISIBILIDADE FLORIANÓPOLIS 2007 FABIANO KLEIN CRITÉRIOS NÃO CLÁSSICOS DE DIVISIBILIDADE Trabalho de conclusão de Curso apresentado ao curso de Matemática Habilitação

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. Ano: 6º Turma: 6.1

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2014. Ano: 6º Turma: 6.1 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: Matemática Professor (a): Flávia Lúcia Ano: 6º Turma: 6.1 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Proposições simples e compostas

Proposições simples e compostas Proposições simples Observe as seguintes sentenças: Os gatos não voam. Como é o seu nome? Saia já daqui! Não se esqueça de estudar. Que dia lindo! Embora todas as sentenças anteriores façam parte da nossa

Leia mais

INDUÇÃO MATEMÁTICA. Primeiro Princípio de Indução Matemática

INDUÇÃO MATEMÁTICA. Primeiro Princípio de Indução Matemática INDUÇÃO MATEMÁTICA Indução Matemática é um método de prova matemática tipicamente usado para estabelecer que um dado enunciado é verdadeiro para todos os números naturais, ou então que é verdadeiro para

Leia mais

Simplificação de Expressões Booleanas e Circuitos Lógicos

Simplificação de Expressões Booleanas e Circuitos Lógicos Simplificação de Expressões Booleanas e Circuitos Lógicos Margrit Reni Krug Julho/22 Tópicos Revisão Álgebra Booleana Revisão portas lógicas Circuitos lógicos soma de produtos produto de somas Simplificação

Leia mais

uma variável proposicinal P 1 é uma fórmula (proposicional), chamada de fórmula atômica, e sua complexidade é c(p ) = 0;

uma variável proposicinal P 1 é uma fórmula (proposicional), chamada de fórmula atômica, e sua complexidade é c(p ) = 0; Capítulo 5 Cálculo Proposicional 51 Conceitos Iniciais Vamos introduzir a primeira linguagem formal (artificial) em nosso estudo, que é a Linguagem Proposicional Os símbolos com os quais será definida

Leia mais

Matemática - Módulo 1

Matemática - Módulo 1 1. Considerações iniciais Matemática - Módulo 1 TEORIA DOS CONJUNTOS O capítulo que se inicia trata de um assunto que, via-de-regra, é abordado em um plano secundário dentro dos temas que norteiam o ensino

Leia mais