Assinale a alternativa que indica o nome do artista autor da obra citada. Em relação a essa obra, é correto afirmar que:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Assinale a alternativa que indica o nome do artista autor da obra citada. Em relação a essa obra, é correto afirmar que:"

Transcrição

1

2 2 O termo impressionismo surgiu em função da obra a seguir, que foi um dos primeiros quadros de um importante artista francês, "Impressão, nascer do sol", quando de uma crítica feita ao quadro pelo pintor e escritor Louis Leroy. A expressão foi usada originalmente de forma pejorativa, mas o artista e os demais artistas desse movimento artístico adotaram a denominação, sabendo da revolução que estavam iniciando na pintura. Marat foi um importante personagem na Revolução Francesa (1789). Seu assassinato teve várias representações. Uma delas foi o quadro de David "A Morte de Marat", um símbolo do movimento revolucionário e de grande importância para a história da arte. Assinale a alternativa que indica o nome do artista autor da obra citada. (A) Alfred Sisley. (B) Claude Monet. (C) Eduard Manet. (D) Pierre-Auguste Renoir. (E) Jean Frédéric Bazille. Os movimentos culturais do final do século XIX e das primeiras décadas do século XX dialogavam com as mudanças que ocorriam na sociedade ocidental, com a afirmação do modo de produção capitalista e com as novas formas de pensar e de sentir o mundo. Com o modernismo e as vanguardas artísticas, houve mudanças importantes, pois: ( ) Matisse, Van Gogh e Picasso expressaram com seus quadros mudanças nas concepções estéticas da pintura. ( ) o dadaísmo procurou radicalizar em suas propostas, criticando os valores estabelecidos, com destaque para a obra de artistas como Marcel Duchamp. ( ) o surrealismo trouxe a exploração do inconsciente, presente na pintura do espanhol Salvador Dali e na obra literária do francês André Breton. ( ) com obras que causaram impacto, houve um rompimento frente aos modelos clássicos que adotavam regras e limites para o artista. A análise correta das afirmativas encontra-se na alternativa: (A) V F V F. (B) F F V V. (C) F V V F. (D) F V V V. (E) V V V V. Em relação a essa obra, é correto afirmar que: (A) David ressaltou características da história pessoal de Marat, ou seja, um revolucionário de origem humilde e camponesa. (B) Marat foi retratado como um símbolo dos radicais girondinos, responsáveis pela expulsão dos montanheses da Convenção e execução de seus líderes. (C) David inaugurou a pintura histórica, mítica e heroica, apresentando a eternidade do personagem. (D) David retratou Marat de uma forma não épica, diferenciando sua obra do idealismo da arte acadêmica aristocrática. (E) David transformou Marat em personagem das tragédias gregas e sua morte em um ato romântico da revolução. O Renascimento correspondeu: (A) a um velho estilo artístico e à mesma forma medieval de encarar a vida e vivê-la. (B) a um estilo artístico eclético e a uma vida de recolhimento e opulência cultivada durante séculos na Idade Média. (C) ao socialismo medieval, que readaptou a escolástica medieval ao pensamento lúdico reinante. (D) a um novo estilo artístico e a uma forma nova de encarar a vida e vivê-la, constituindo assim uma mudança de mentalidade. (E) a um período de calma e quietude, com um estilo artístico conservador das imposições estéticas impostas e cultivadas na cultura medieval.

3 No início do século XX muitos artistas percebiam a necessidade de uma modernização estética no país. Sobre o assunto, leia o texto a seguir. Tal necessidade (...) seria manifestada por duas correntes distintas, mas com pontos em comum. A primeira delas era liderada por segmentos que viam na estética naturalista e na temática local uma forma de se desvencilhar dos valores acadêmicos propugnados e raramente alcançados pela Academia Imperial. A segunda, dentro dessa mesma necessidade, agruparia os artistas e intelectuais ligados ao Modernismo que, não acreditando mais na possibilidade de construção de uma arte nacional baseada apenas na estética naturalista, propunham na prática que a essa base já existente fossem incluídos certos postulados retirados das vanguardas históricas europeias e do retorno à ordem. (CHIARELLI, Tadeu. Arte Internacional Brasileira. São Paulo: Lemos, p.18.) Com base no texto e em seus conhecimentos sobre a arte brasileira no século XX, responda às questões 5 e 6. Sobre a estética naturalista, é correto afirmar: (A) Busca uma imagem idealizada da realidade física e humana. (B) Atém-se à representação de paisagens e naturezas-mortas. (C) Preocupa-se em representar fielmente a realidade exterior. (D) Considera a natureza o motivo ideal para representar estados de espírito. (E) Privilegia os elementos formais intrínsecos da linguagem artística. 3 Nesse contexto, para que a taxa média diária de monóxido de carbono ultrapasse o valor de 61 partes por milhão, é necessário que tenham sido transcorridos no mínimo: (A) 2 anos. (B) 2 anos e 6 meses. (C) 3 anos. (D) 3 anos e 6 meses. (E) 4 anos. Considere as funções reais de f e g tal que f(x) = x e que existe a composta de g com f dada por (gof)(x) = 2 2 x + 1. Sobre a função g, é incorreto afirmar que ela é: (A) par (B) sobrejetora (C) tal que g(x) 0 x IR (D) crescente se x [1, + [ (E) monotônica. A figura mostra parte de um campo de futebol, em que estão representados um dos gols e a marca do pênalti (ponto P). A Academia Imperial, referida no texto, chamava-se inicialmente Escola Real de Artes e Ofícios. Foi fundada em 1816 por D. João VI, o que explica o fato de sua produção estar comprometida com os interesses políticos e ideológicos do Império. Retratos da família real, cenas de festas oficiais, cerimônias de aclamação e coroação constroem uma imagem idealizada do Brasil. A partir dessas informações e com base em seus conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que a Academia Imperial tinha uma concepção estética vinculada ao: (A) Barroco português. (B) Neoclassicismo francês. (C) Expressionismo alemão. (D) Renascimento italiano. (E) Realismo flamengo. Um estudo das condições ambientais na região central de uma grande cidade indicou que a taxa média diária (C ) de monóxido de carbono presente no ar de C(p) = 0,5p + 1 parte de milhão, para uma quantidade de (p) milhares de habitantes. Estima-se que, daqui a t anos, a população nessa região será de p(t) = 2t 2 t milhares de habitantes. Considere que a marca do pênalti equidista das duas traves do gol, que são perpendiculares ao plano do campo, além das medidas a seguir, que foram aproximadas para facilitar as contas. Distância da marca do pênalti até a linha do gol: 11 metros. Largura do gol: 8 metros. Altura do gol: 2,5 metros. Um atacante chuta a bola da marca do pênalti e ela, seguindo uma trajetória reta, choca-se contra a junção da trave esquerda com o travessão (ponto T). Nessa situação, a bola terá percorrido, do momento do chute até o choque, uma distância, em metros, aproximadamente igual a: (A) 12. (B) 14. (C) 16. (D) 18. (E) 20.

4 O Sr. Joaquim comprou um terreno em um loteamento numa praia do litoral sul de Pernambuco. O terreno tem a forma de um paralelogramo (figura a seguir) com a base medindo 20 metros e a altura medindo 15 metros. Os pontos M e N dividem a diagonal BD em três partes iguais. No triângulo CMN, ele vai cultivar flores. Qual é a área que o Sr. Joaquim destinou para esse cultivo, em m 2? (A) 2 (B) 2 2 (C) 3 2 (D) 3 (E) A figura a seguir consta de um hexágono formado por 24 triângulos equiláteros de lado 1. A área sombreada é formada por três triângulos equiláteros de tamanhos distintos entre si. Se S é a área sombreada e B é a área não sombreada do hexágono, o valor de S B é (A) 37. (B) 39. (C) 45. (D) 48. (E) 50. A prefeitura de certa cidade reservou um terreno plano, com o formato de um quadrilátero, para construir um parque, que servirá de área de lazer para os habitantes dessa cidade. O quadrilátero ABCD, a seguir, representa a planta do terreno com algumas medições que foram efetuadas: Com base nos dados apresentados nessa figura, é correto afirmar que a área do terreno reservado para o parque mede: Use: 3 = 1, 73 (A) (B) (C) (D) (E) (A) m 2 (B) m 2 (C) m 2 (D) m 2 (E) m 2 O segmento AB é lado de um hexágono regular de área 3. O ponto P pertence à mediatriz de AB de tal modo que a área do triângulo PAB vale 2. Então, a distância de P ao segmento AB é igual a Na cidade de Florença, em 1348, nenhuma prevenção foi válida, nem valeu a pena qualquer providência dos homens. A praga, a despeito de tudo, começou a mostrar, quase ao principiar na primavera, de modo horripilante e de maneira milagrosa, os seus efeitos. Pouco adiantaram as súplicas humildes feitas em número muito elevado, às vezes por pessoas devotas isoladas, por procissões de pessoas, alinhadas, dirigidas a Deus. BOCCACCIO, Giovanni. Decamerão. São Paulo: Nova Cultural, p (Trecho adaptado). Escrito entre os anos de 1348 e 1353, Decamerão relata os horrores provocados pela peste negra na cidade de Florença. O trecho apresentado ressalta:

5 (A) a epidemia como um castigo impiedoso de Deus ante os pecados dos homens. (B) a epidemia como consequência do atraso da ciência no mundo medieval. (C) a experiência da epidemia como determinante no surgimento da Reforma Religiosa. (D) a vulnerabilidade humana diante da experiência trágica da epidemia. (E) uma visão satírica da Peste Negra como resultado da ignorância humana. Considere a tela e o trecho que se seguem. Os centros artísticos, na verdade, poderiam ser definidos como lugares caracterizados pela presença de um número razoável de artistas e de grupos significativos de consumidores, que por motivações variadas glorificação familiar ou individual, desejo de hegemonia ou ânsia de salvação eterna estão dispostos a investir em obras de arte uma parte das suas riquezas. Este último ponto implica, evidentemente, que o centro seja um lugar ao qual afluem quantidades consideráveis de recursos eventualmente destinados à produção artística. Além disso, poderá ser dotado de instituições de tutela, formação e promoção de artistas, bem como de distribuição das obras. Por fim, terá um público muito mais vasto que o dos consumidores propriamente ditos: um público não homogêneo, certamente (...). (Carlo Ginzburg. A micro-história e outros ensaios, 1991.) 5 Os centros artísticos descritos no texto podem ser identificados: (A) nos mosteiros medievais, onde se valorizava especialmente a arte sacra. (B) nas cidades modernas, onde floresceu o Renascimento cultural. (C) nos centros urbanos romanos, onde predominava a escultura gótica. (D) nas cidades-estados gregas, onde o estilo dórico era hegemônico. (E) nos castelos senhoriais, onde prevalecia a arquitetura românica. Óleo sobre tela. José María Obregón. Inspiração de Cristóvão Colombo México. A pintura captura os dois elementos centrais do mito de Colombo: o uso brilhante da tecnologia de seu tempo e, sobretudo, a genialidade de sua visão. Os contextos mais amplos das atividades dos conquistadores foram sobrepujados por uma visão personalista da Conquista, visão que confere primazia de causa e explicação a um punhado de homens excepcionais. O nosso Colombo é um homem não do século XV,mas do XIX com tintas do século XX. RESTALL, Matthew. Sete Mitos da Conquista Espanhola. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, p (Trecho adaptado). Da perspectiva da obra de Restall, a obra Inspiração de Cristóvão Colombo revela: (A) informações sobre o Descobrimento da América sob a perspectiva de Colombo. (B) a busca obstinada de Colombo por novas terras, advinda da devoção à ciência e à fé. (C) uma imagem idealizada de Colombo e do Descobrimento da América. (D) o momento histórico no qual o Descobrimento da América era projetado por Colombo. (E) a reprodução exata dos acontecimentos do séc. XV. Sobre o reinado de D. Pedro I ( ), é possível afirmar que ele, embora tendo o apoio: (A) dos grandes proprietários de terra, perdeu a sustentação política por governar como um monarca absolutista, o que acabou gerando a abdicação em favor de seu filho D. Pedro de Alcântara. (B) das camadas mais desprivilegiadas da sociedade, perdeu o apoio dos portugueses e dos proprietários em virtude das reformas sociais que procurou empreender no Brasil após a independência. (C) das potências europeias, contava com a oposição dos comerciantes, soldados e analfabetos que não tinham direito a voto, segundo a Constituição de 1824, o que acabou gerando um desgaste político. (D) das camadas média e baixa no Brasil, considerou ser mais vantajoso abdicar e assumir o trono em Portugal como D. Pedro IV, em virtude das denúncias de corrupção que as elites fizeram de membros do seu governo. (E) dos portugueses e liberais exaltados, passou a contar com o ódio da maioria dos brasileiros em virtude de ter encomendado a morte do jornalista Libero Badaró, o que acabou gerando a Noite das Garrafadas com repressão do imperador à população. Fui liberal; então a liberdade era nova no país (...) o poder era tudo; fui liberal. Hoje (...) os princípios democráticos tudo ganharam (...) a sociedade, que então corria risco pelo poder, corre risco pela desorganização e pela anarquia. (Bernardo Pereira de Vasconcelos, Apud João Camilo de Oliveira Torres. Os construtores do Império p.55.)

6 O discurso apresentado, proferido pelo deputado regressista em 1838, demonstra o temor dos representantes da elite quanto aos rumos do período regencial ( ). Pode ser considerada como causa dessa preocupação: (A) A supressão da Guerra Nacional. (B) A política regencial do protecionismo alfandegário. (C) As rebeliões ocorridas durante todo o período regencial. (D) A possibilidade de nova união entre as coroas portuguesa e brasileira. (E) A intenção do Partido Progressista em antecipar a maioridade de Pedro II. O denominado Golpe da Maioridade, processo concluído em 23 de julho de 1840, pode ser considerado uma vitória do(s): (A) segmentos populares, que promoveram agitações em várias províncias em prol da entronização do futuro Imperador, comprometido com as demandas desses segmentos. (B) Partido Conservador, que tramava secretamente pela votação de uma emenda a favor da maioridade, visando ampliar sua área de influência política. (C) dois partidos Liberal e Conservador pois ambos se uniram em torno da causa da Maioridade do Príncipe Herdeiro. Afinal, não havia grandes cisões ideológicas entre os dois grupos. (D) Partido Liberal, criador do Clube da Maioridade, que dirigiu uma comissão ao Príncipe Herdeiro, com o pedido de antecipação de sua maioridade, recebendo uma resposta positiva. (E) grupos religiosos, interessados em influenciar o novo monarca a acabar com a prática do padroado. Observe as imagens e o excerto: Tudo assenta pois, neste país, no escravo negro; na roça, ele rega com seu suor as plantações do agricultor; na cidade, o comerciante fá-lo carregar pesados fardos; se pertence ao capitalista é como operário ou na qualidade de moço de recados que aumenta a renda senhor. DEBRET, Jean Baptiste. Prancha 32 Negras livres vivendo de suas atividades In: DEBRET, Jean Baptiste. Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1979, p Sobre o contexto histórico e as relações sociais e de poder que lhes são inerentes, representados nas reproduções de imagem e no excerto de Jean Baptiste Debret ( ), analise as proposições a seguir: I. As imagens reproduzem o cotidiano do ambiente de trabalho e da rua, vivenciado pelas negras livres na primeira metade do século XIX, nas cidades. II. O excerto e as imagens indicam a significativa participação dos negros na economia do Brasil dos oitocentos, seja na condição de escravos ou na de libertos. III. Nas imagens, a observação sensível do vestuário e dos calçados supõe que também entre a população negra havia relações sociais hierárquicas. Assinale a alternativa correta. (A) Somente as afirmativas I e III são verdadeiras. (B) Somente a afirmativa II é verdadeira. (C) Somente a afirmativa III é verdadeira. (D) Somente as afirmativas I e II são verdadeiras. (E) Todas as afirmativas são verdadeiras. No Discurso do método, René Descartes ( ) diz: "... eu bem via que, ao supor um triângulo, era preciso que seus três ângulos fossem iguais a dois retos, mas nem por isso via algo que me assegurasse de que houvesse no mundo algum triângulo. [...] voltando a examinar a ideia que eu tinha de um Ser perfeito, achava que nele a existência estava compreendida [...]". A comparação feita por Descartes entre o triângulo e o Ser perfeito tem por objetivo concluir que: (A) A existência está inclusa necessariamente na ideia do Ser perfeito do mesmo modo que na de um triângulo está compreendido que seus três ângulos são iguais a dois retos. (B) O triângulo só pode ser concebido como a figura cuja soma dos ângulos internos é igual a dois retos, se, como na ideia do Ser perfeito, esteja suposta a sua existência. (C) Assim como na ideia do Ser perfeito está inclusa a existência, esta está inclusa também na ideia do triângulo. (D) A garantia da existência de um triângulo é dada pela sua semelhança à ideia do Ser perfeito. (E) A ideia do Ser perfeito só pode ser concebida se a ela acrescentarmos a ideia de existência. 6 DEBRET, Jean Baptiste. Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1979, p. 85. Em suas Meditações, René Descartes empreende um método argumentativo que lhe permite questionar todo o conhecimento adquirido, na busca por se esvaziar de todas as opiniões e crenças para, a partir daí, estabelecer algo

7 firme e constante nas ciências. Tal método cartesiano implica uma ordem necessária na apresentação de seus argumentos. É o que se vê na passagem da "Meditação Segunda" para a "Meditação Terceira", nas quais Descartes prova antes a existência: (A) de Deus, e depois a existência do ser pensante. (B) do ser pensante, e depois a existência de Deus. (C) do gênio maligno, e depois a existência de Deus. (D) de Deus, e depois a existência do gênio maligno. (E) dos sentidos, e depois a existência do ser pensante. 7 Com base no texto, é correto afirmar que o método científico de Galileu: (A) É experimental e necessita de uma instância teórica que antecede a experiência. (B) É um método segundo o qual a experiência interpreta a natureza. (C) É independente da experiência, pois a razão está afastada dela. (D) É um método no qual há o predomínio da experiência sobre a razão. (E) É um método segundo o qual a matemática determina a estrutura da natureza. Sob o ponto de vista aristotélico, a metafísica apresenta, quando comparada com as outras ciências, uma prioridade lógica em virtude de seu objeto específico. Essa prioridade lógica decorre da prioridade ontológica de seu objeto específico, em virtude de "todas as outras ciências pressuporem a metafísica do mesmo modo como todas as determinações da substância pressupõem a substância". De acordo com o texto, isso significa que: (Dicionário Abbagnano, p. 663) (A) o conhecimento de natureza metafísica é contingente e, portanto, sujeito às variações de natureza empírica. (B) por "prioridade ontológica" pode-se entender o estudo das propriedades acidentais do ser. (C) a metafísica está diretamente relacionada com a universalidade. (D) o conhecimento metafísico está subordinado aos vários tipos de conhecimento científico. (E) do conhecimento metafísico não se pode derivar a existência de gêneros e espécies. Sobre as descobertas científicas do século XVII, é correto afirmar que: (A) romperam com sistema, de Galileu Galilei, impondo um modelo experimental para verificação dos fenômenos naturais; (B) recuperaram o modelo aristotélico de universo, rompendo, portanto, com a concepção propagada pela Igreja medieval de corpos celestes estáticos; (C) romperam com sistema de Galileu Galilei, impondo um modelo experimental aristotélico para verificação dos fenômenos naturais; (D) a partir do modelo experimental desenvolvido por Galileu Galilei romperam com o sistema de Aristóteles sustentado pela Igreja Medieval; (E) recuperaram o modelo aristotélico de cosmos, rompendo, portanto, com a concepção propagada pela Igreja medieval do universo em movimento. Considerando o pensamento empirista, assinale a alternativa correta. (A) A fonte do conhecimento verdadeiro é a sensação. (B) Descartes afasta a experiência intelectual do conhecimento verdadeiro. (C) Descartes evidencia a experiência sensível para alcançar o conhecimento verdadeiro. (D) A fonte do conhecimento verdadeiro é a iluminação divina. (E) A fonte do conhecimento verdadeiro é a razão. O Índice de Exclusão Social, criado em 2002, sintetiza a situação de cada município brasileiro no que se refere à renda familiar, taxa de emprego, desigualdade de renda, taxa de alfabetização e de escolarização, porcentagem de jovens e número de homicídios. Entre as regiões brasileiras, foi identificada uma grande desigualdade: o Norte e o Nordeste são caracterizados como selvas de exclusão, enquanto o Centro Sul abriga os acampamentos de inclusão e novas formas de exclusão social. [...] a maneira pela qual Galileu concebe um método científico correto implica uma predominância da razão sobre a simples experiência, a substituição de uma realidade empiricamente conhecida por modelos ideais (matemáticos), a primazia da teoria sobre os fatos. Só assim é que [...] um verdadeiro método experimental pôde ser elaborado. Um método no qual a teoria matemática determina a própria estrutura da pesquisa experimental, ou, para retomar os próprios termos de Galileu, um método que utiliza a linguagem matemática (geométrica) para formular suas indagações à natureza e para interpretar as respostas que ela dá. (KOIRÉ, Alexandre. Estudos de história do pensamento científico. Trad. de Márcia Ramalho. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária p. 74.) Essas novas formas de exclusão encontradas no Centro Sul, típicas das grandes cidades, podem ser identificadas, principalmente, por: (A) inserção precária no mercado de trabalho, violência urbana, segregação socioespacial. (B) baixos níveis de renda, precária escolarização e elevadas taxas de migração campo-cidade.

8 (C) reduzidos graus de consumo, limitada oferta de bens culturais e desestruturação do emprego formal. (D) elevação das taxas de mortalidade, evasão de pessoal qualificado e redução da desigualdade. (E) ingresso da mulher no mercado de trabalho, redução da renda da classe média, segregação racial. 8 No gráfico a seguir, estão representadas mudanças no perfil socioeconômico da população brasileira entre 2002 e As justificativas morais para essa colonização, no entanto, estavam relacionadas com o que se chamava de darwinismo social, cujo significado é: Adaptado de Folha de S. Paulo, 18/04/2010 Um dos principais fatores que possibilitaram as mudanças representadas no gráfico é: (A) elevação do poder aquisitivo. (B) ampliação da expectativa de vida. (C) estabilização da oferta de emprego. (D) diminuição da taxa de analfabetismo. (E) redução do poder aquisitivo. "O amor vem por princípio, a ordem por base; O progresso é que deve vir por fim. Desprezaste esta lei de Augusto Comte E foste ser feliz longe de mim." (Noel Rosa / Orestes Barbosa) Esses versos referem-se a uma das novas ideias espalhadas pelas classes urbanas da sociedade brasileira, no final do século XIX. Assinale a alternativa que diz respeito à filosofia mencionada nos versos: (A) Marxismo. (B) Positivismo. (C) Liberalismo. (D) Socialismo. (E) Existencialismo. (A) O homem branco tinha a tarefa de cristianizar as populações pagãs de outros continentes, resgatando-as de religiões animistas e de práticas antropofágicas. (B) O homem branco de origem europeia estava imbuído de uma missão civilizadora, através da qual deveria levar para seus irmãos de outras cores, incapazes de fazer isso por si mesmos, as vantagens da civilização e do progresso, resgatando-os da barbárie e do atraso aos quais estavam submetidos. (C) Os colonizadores europeus tinham a tarefa de ensinar os princípios fundamentais da democracia, ensinando aos povos colonizados o processo de governo democrático, permitindo-lhes se afastar de governos tirânicos e autocratas. (D) A colonização tinha como tarefa repassar aos povos colonizados os fundamentos da economia capitalista, para que eles mesmos pudessem gerenciar as riquezas de seus territórios e, com isso, possibilitar o desenvolvimento social de seu país. (E) Estudar, segundo uma perspectiva antropológica, a organização das sociedades colonizadas, conhecer seus princípios religiosos, políticos, culturais e sociais, com o objetivo de ajudar a preservá-los. "O estudo sociológico de Émile Durkheim sobre o suicídio foi publicado no ano de 1897, e teve como principal motivação não somente estudar a especificidade de um fenômeno relevante, mas também comprovar a própria viabilidade de uma ciência social". A partir da segunda metade do século XIX, as potências europeias começaram a disputar áreas coloniais na África, na Ásia e na Oceania. Seus objetivos eram a busca por fontes de matérias-primas, mercado consumidor, mão de obra e oportunidades para investimento. (Émile Durkheim - O Suicídio). Com relação a esse autor, assinale a única alternativa INCORRETA.

9 (A) No decorrer de sua vida, Durkheim se envolveu em três temas políticos: o caso Dreyfus, a Primeira Guerra Mundial e a questão da Sociologia aplicada à comunicação. (B) Durkheim observa que o estudo sociológico do suicídio lhe daria oportunidade de aplicar os princípios contidos em sua obra Regras do Método Sociológico. (C) Durkheim procurou estudar o suicídio com o intuito de demonstrar, cientificamente, com dados, que sobre ele (o suicídio) pode haver uma determinação social, externa ao indivíduo. (D) Cada sociedade tem, portanto, em cada momento de sua história, uma aptidão definida para o suicídio. (E) Existem duas espécies de causas extrassociais a que se pode atribuir, a priori, uma influência sobre a taxa de suicídios: são as disposições orgânicopsíquicas e a natureza do meio físico. Observe o trecho a seguir: (A) Ação racional relativa a valores. (B) Ação educacional. (C) Ação racional relativa a fins. (D) Ação afetiva. (E) Ação tradicional. Considere os seguintes ácidos, com seus respectivos graus de ionização (a 18 C) e usos: H3PO4 (α=27%), usado na preparação de fertilizantes e como acidulante em bebidas refrigerantes. H2S (α=7,6x10 2 %), usado como redutor. HClO4 (α=97%), usado na medicina, em análises químicas e como catalisador em explosivos. HCN (α=8,0x10 3 %), usado na fabricação de plásticos, corantes e fumigantes para orquídeas e poda de árvores. Podemos afirmar que: (A) HClO4 e HCN são triácidos. (B) H3PO4 e H2S são hidrácidos. (C) H3PO4 é considerado um ácido semiforte. (D) H2S é um ácido ternário. (E) O HCN e o H3PO4 são os hidrácidos mais fortes. 9 Na embalagem de um produto usado para desentupir pias e ralos, à base de soda cáustica (hidróxido de sódio - NaOH), são encontradas, entre outras, as instruções: Menin, da MRV A trajetória profissional de Menin serve de estímulo a quem planeja construir carreira de empreendedor. Em meados da década de 70, ele era um universitário sonhador em Belo Horizonte, às voltas com cálculos na faculdade de engenharia. Hoje, é dono de uma das maiores construtoras de imóveis residenciais do país, a MRV. O mérito de Menin foi ter vislumbrado uma oportunidade e apostado suas fichas nela. Tudo começou quando, no 3º ano da faculdade, ele fazia estágio numa construtora. Lá, era responsável por uma área considerada marginal dentro da firma: o atendimento a clientes de classes mais baixas. Percebendo que ali podia estar sua galinha dos ovos de ouro, Menin resolveu projetar um negócio para atender aquela clientela. Primeiro, construiu pequenas casas em bairros populares de Belo Horizonte. Depois, passou a vender apartamentos semipadronizados com preços até 25% mais baixos. Após definir seu nicho de mercado, Menin elaborou uma cartilha que a empresa segue à risca até hoje. (Revista Veja, 12 de abril de 2000) A que tipo de ação social Weber atribui a atitude do empresário Menin? "CUIDADO: Em caso de contato, lavar imediatamente os olhos ou a pele com água em abundância durante quinze minutos. Se ingerido, não provocar vômito. Dar grande quantidade de água e também vinagre diluído em um copo de água. A seguir, dar uma colher de óleo comestível". "Não reaproveitar a embalagem vazia. Lavar a colher utilizada como medida com bastante água corrente antes de reutilizá-la. Não adicionar água à embalagem com o produto. A seguir estão relacionadas algumas dessas instruções com as justificativas para o uso desses procedimentos, com base nas propriedades da soda cáustica e das outras espécies envolvidas. Assinale a alternativa que contém uma justificativa INCORRETA para a instrução relacionada. (A) INSTRUÇÃO: Dar vinagre diluído em um copo de água; JUSTIFICATIVA: O vinagre diluído neutraliza a soda cáustica através de reação ácido-base. (B) INSTRUÇÃO: Lavar a colher utilizada como medida com bastante água corrente antes de reutilizá-la; JUSTIFICATIVA: A utilização de grande quantidade de água deve-se ao fato de a soda cáustica ser insolúvel na água. (C) INSTRUÇÃO: Não adicionar água à embalagem com o produto; JUSTIFICATIVA: A adição de água à embalagem com produto provoca forte aquecimento.

10 (D) INSTRUÇÃO: Não reaproveitar a embalagem vazia; JUSTIFICATIVA: A embalagem pode estar contaminada com resíduos de soda cáustica. (E) INSTRUÇÃO: em caso de contato, lavar imediatamente os olhos ou a pele com água em abundância por quinze minutos; JUSTIFICATIVA: No contato com a água NaOH se dissolve bem, o que teria a possibilidade de retira- -lo quase que a sua totalidade. Em três frascos rotulados A, B e C e contendo 100ml de água cada um, são colocados 0,1mol, respectivamente, de hidróxido de potássio, hidróxido de cobre (II) e hidróxido de níquel (II). Após agitar o suficiente para garantir que todo soluto possível de se dissolver já esteja dissolvido, mede-se as condutividades elétricas das misturas. Obtém-se que as condutividades das misturas dos frascos B e C são semelhantes e muito menores do que a do frasco A. Assinale a opção que contém a afirmação FALSA. (A) Nos frascos B e C, a parte do hidróxido que está dissolvida encontra-se dissociada ionicamente. (B) A condutividade elétrica da mistura do frasco A é a maior, porque se trata de uma solução 1 molar de eletrólito forte. (C) Os três solutos são monobase, dibase e dibase respectivamente, porém os hidróxidos de cobre (II) e de níquel (II) são pouco solúveis. (D) Os hidróxidos dos copos B e C são bases fracas, porque nem toda quantidade dissolvida está dissociada ionicamente. (E) Soluções muito diluídas com igual concentração molar desses 2 últimos hidróxidos citados deveriam apresentar condutividades elétricas semelhantes. 10 Sabe-se que algumas frutas e legumes, tais como a banana e a batata, escurecem quando expostas ao oxigênio do ar. O escurecimento é devido a uma reação, catalisada por uma enzima, que ocorre entre o oxigênio e compostos fenólicos presentes no alimento. É conhecido que a adição de gotas de limão, que contém ácido ascórbico, evita o escurecimento. No entanto, se o limão for substituído por vinagre, o escurecimento não é evitado. Com relação a esse fato, analise as afirmações seguintes. I. O ácido ascórbico é um composto antioxidante. II. Embalar o alimento a vácuo é procedimento alternativo de prevenção do escurecimento de frutas e legumes. III. O fator responsável pela prevenção do escurecimento das frutas e legumes é a acidez. Está correto apenas o contido em: (A) I. (B) II. (C) III. (D) I e II. (E) II e III. As fórmulas estruturais de alguns componentes de óleos essenciais, responsáveis pelo aroma de certas ervas e flores, são: Considerando ambas as reações (combustão do etanol e a ocorrida no bafômetro), é correto afirmar que, Dentre esses compostos, são isômeros: (A) anetol e linalol. (B) eugenol e linalol. (C) citronelal e eugenol. (D) linalol e citronelal. (E) eugenol e anetol. Durante uma pesquisa de análise química orgânica, verificou-se a existência de dois aldeídos isoméricos, cuja fórmula é C3H5BrO. (A) em ambas, os átomos de oxigênio se reduzem e os de carbono se oxidam. (B) na combustão, os átomos que se reduzem são os de oxigênio e, na reação do bafômetro, os de cromo. (C) em ambas, os átomos de carbono se reduzem e os de oxigênio se oxidam. (D) na combustão, os átomos que se oxidam são os de oxigênio e, na reação do bafômetro, os de cromo. (E) na combustão, os átomos que se oxidam são os de carbono e, na reação do bafômetro, os de cromo.

11 Quais estruturas correspondem à situação citada? (A) Somente as estruturas I e III. (B) Nenhum composto apresentado é um aldeído. (C) As estruturas I e V. (D) Compostos contendo halogênios não apresentam isomeria. (E) Os compostos I, II e V são aldeídos isoméricos. O dia 25 de abril é considerado o Dia Mundial de Combate à Malária. Neste ano, a ONU fez um apelo para que a doença, uma das mais antigas a atingir a humanidade, seja erradicada até Em todo o mundo, cerca de 800 mil pessoas morrem por ano em decorrência da doença, em especial na África. No Brasil, a partir do início da década de 1990, a malária se estabilizou em cerca de 500 mil casos por ano a maciça maioria na Amazônia Legal, experimentando uma queda para pouco mais de 300 mil em 2008 e (Giovana Girardi. Unespciência, ano 2, n. 20, junho de Adaptado.) 11 Todos eram impiedosamente trucidados porque não conseguiam responder ao enigma que ela lhes propunha. Desgraça que só terminou quando apareceu um esperto rapaz, vindo de Corinto e chamado Édipo. Ele matou a charada, provocando o suicídio da fera. O resto da lenda é bem conhecido. Pois bem, o desenvolvimento sustentável também é um enigma à espera do seu Édipo [...]. VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento Sustentável: o desafio do século XXI. 3a edição. Rio de Janeiro: Garamond, 2008, p.3. O desenvolvimento sustentável se define de forma enigmática por constituir-se enquanto o desafio do Século XXI. Nesta perspectiva, pode-se afirmar: (A) A privatização da água proposta pelo Banco Mundial é uma medida de uso e apropriação racional da natureza com vistas à sustentabilidade socioeconômica e ambiental. (B) Os conflitos socioambientais evidenciam as contradições da relação estabelecida entre a sociedade e a natureza no modelo de desenvolvimento capitalista. (C) O Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), proposto pelo governo federal, tem como projeto estruturante a criação de reservas e parques nacionais para a promoção do desenvolvimento sustentável na Amazônia. (D) A regulação da biodiversidade pela Organização das Nações Unidas (ONU), enquanto patrimônio da humanidade, vem garantindo o cumprimento legal da política ambiental brasileira. (E) A conservação natural dos ecossistemas terrestres para a reprodução social da vida torna evidente o desenvolvimento sustentável no capitalismo. (www.medicinanet.com.br. Adaptado.) Com base na leitura do texto e na observação do mapa, pode-se afirmar que a maior incidência de casos de malária ocorre em regiões com o domínio do clima: (A) desértico. (B) mediterrâneo. (C) subtropical. (D) temperado. (E) equatorial. Importantes invenções dos séculos XIX e XX Em tempos de Rio+20, leio o trecho a seguir: Mostrengo enviado para punir o povo de Tebas por ter afrontado os deuses, a Esfinge tinha cabeça e seios de mulher, corpo e patas de leoa, e asas de águia. Instalada às portas da cidade, ela exigia que seus melhores jovens a enfrentassem. Adaptado de BOMENY, Helena e outros. Tempos modernos, tempos de sociologia. São Paulo: Editora do Brasil, As invenções apresentadas no quadro afetaram o mundo contemporâneo, em especial, no que se refere à circulação de ideias, pessoas e mercadorias. Em conjunto, essas invenções tiveram efeito principalmente sobre a ampliação da: (A) intervenção estatal. (B) integração territorial. (C) distribuição da riqueza. (D) mobilidade ocupacional. (E) equiparação da economia.

12 12 O dissidente chinês Liu Xiaobo obteve, nesta sexta-feira, o Prêmio Nobel da Paz 2010, devido ao uso da não-violência na defesa dos direitos humanos, no seu país natal. A China reagiu duramente, qualificando a decisão de uma blasfêmia ao próprio prêmio. Folha de S.Paulo, 08/10/2010 Observe os mapas: A conquista do Prêmio Nobel pelo ativista chinês, que participou das manifestações ocorridas na Praça da Paz Celestial, em Pequim, as quais foram duramente reprimidas pelo governo em 1989, evidencia as contradições com as quais a China se depara no início do século XXI, porque: I. a abertura econômica, a partir de 1978, acabou com o coletivismo dos tempos maoístas e foi responsável pelo crescimento do PIB chinês, favorecido pelos investimentos estrangeiros no país. II. ao assumir o governo, Deng Xiaoping combinou abertura econômica com totalitarismo político e, mesmo constatando o crescimento desigual no interior da China, tem resolvido os impasses políticos por meio de negociações pacíficas. III. o paradoxo entre o totalitarismo político e adoção de liberdade de mercado na China tem desgastado as instituições de poder, que recorrem ao exercício da força para conservar o poder diante de um país influenciado pela economia de mercado. É correto afirmar que: (A) somente I está correta. (B) somente II está correta. (C) somente I e II estão corretas. (D) somente I e III estão corretas. (E) I, II e III estão corretas. A insolação é parâmetro básico para a configuração dos grandes conjuntos climáticos, observando-se que, no Brasil, predominam climas quentes. Como consequência das características climáticas, é correto afirmar: (A) O território brasileiro caracteriza-se por uma homogeneidade biológica nos domínios florestais. (B) A instabilidade climática do Quaternário contribuiu tanto para a pequena diversidade biológica quanto para o baixo grau de endemismo das formações florestais brasileiras. (C) Nos planaltos e chapadas da Bacia do Paraná, as condições do clima subtropical, principalmente a elevada amplitude térmica anual, funcionam como fatores estimulantes; por isso, a biodiversidade é maior nesses locais do que nas florestas tropicais e equatoriais. (D) Nos planaltos e depressões do Brasil central, o domínio dos cerrados apresenta solos com baixa fertilidade, com acidez e com alta concentração de ferro e alumínio, condições agravadas pela característica do clima tropical. (E) A homogeneidade fisionômica da cobertura vegetal no domínio da caatinga ocorre devido à adaptação das plantas a fatores climáticos e pedológicos locais, fazendo desse domínio uma região ecologicamente pouco vulnerável. THERY, H: MELLO, N.A de.atlas do Brasil: disparidades e dinâmicas do território São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, P.66. Asserção Há relação entre a insolação e a evaporação PORQUE a evaporação máxima ocorre em áreas com clima mais seco Razão. (A) Asserção correta, razão correta, e a razão justifica a asserção. (B) Asserção correta, razão errada, mas a razão não justifica a asserção. (C) Asserção correta, razão errada. (D) Asserção errada, razão correta. (E) Asserção e razão erradas. Observe a seguir a carta sinótica do Brasil, que evidencia os campos de alta pressão (A) e de baixa pressão (B) sobre o continente. A carta apresenta, ainda, as linhas de mesma pressão (isóbaras), que vão de 1010 a 1030 milibar (mb), a propagação de uma frente fria sobre o Brasil central, do centro de mais alta pressão (1030mb) para os de pressões menores (1014 e 1012mb) e, também, o deslocamento de uma frente quente sobre a porção Sudeste do País, além de uma frente fria sobre o litoral do Nordeste.

13 13 Observe o gráfico referente à taxa de fotossíntese de duas espécies de plantas adultas, 1 e 2, em diferentes intensidades de luz. Com base no gráfico e em seus conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar-se que: Sobre as informações contidas na carta sinótica, assinale a alternativa correta: (A) Os centros de alta pressão de 1030 e 1014 indicados em A dificultam a ocorrência de chuvas pelo fato de serem áreas dispersoras de vento. (B) Uma frente fria ocorre quando o ar quente, mais denso e mais pesado, empurra o ar frio para cima e para frente. (C) A frente fria que corta o Brasil de NW a SE deixa o tempo estável, com baixa umidade e nebulosidade reduzida, uma vez que o ar frio é normalmente seco. (D) A frente fria, localizada próxima ao litoral do nordeste, não consegue produzir chuvas nesta região, fato este que explica a seca no semiárido nordestino. (E) As áreas de baixa pressão são dispersoras de vento. Em um experimento foram obtidos dados que permitiram a construção do gráfico a seguir. (A) 1 poderia ser cultivada no interior de uma casa. (B) 1 provavelmente é uma umbrófila. (C) 2 pode ser arbusto da Mata Atlântica. (D) 2 pode ser uma espécie do cerrado. (E) 2 possui maior eficiência fotossintética. A digestão consiste na quebra de moléculas complexas, convertendo-as em moléculas simples para serem absorvidas. Na espécie humana, essa quebra se dá pela ação de enzimas hidrolíticas liberadas durante o percurso do bolo alimentar pelo tubo digestivo. A sincronização entre a passagem do alimento e a liberação de enzimas nos humanos é feita pela ação de alguns hormônios. Sobre esses hormônios e suas respectivas ações, assinale a única afirmativa correta. (A) O hormônio secretina é produzido no duodeno, conduzido até ao estômago e estimula a secreção do suco gástrico. (B) O hormônio gastrina é produzido no estômago e atua na vesícula biliar estimulando a liberação de bile. (C) O duodeno libera o hormônio secretina que, levado ao pâncreas, estimula a liberação de suco pancreático rico em bicarbonato. (D) É o hormônio enterogastrona que, produzido no intestino delgado, é transportado ao estômago onde estimula a liberação do suco gástrico. (E) O hormônio colecistocinina produzido no fígado estimula as contrações da vesícula biliar e, consequentemente, a liberação de bile para o duodeno. A partir da interpretação do gráfico, identifica(m)-se o(s) segmento(s) em que a luz é o fator limitante do processo. Trata-se do(s) segmento(s): (A) A, apenas. (B) D e E. (C) B e C. (D) D, E e F. (E) A, B e C. Bebê anencéfalo completa nove meses e está bem de saúde. [...] Superando todas as expectativas médicas, a menina M. de J.F. chegou ao seu nono mês de vida. Ela nasceu portadora de anencefalia. Ao nascer, segundo os médicos, a garotinha teria apenas algumas horas de vida, mas ela continua crescendo e se desenvolvendo [...] Fonte: CN Notícias - Patrocínio Paulista, SP noticias.cancaonova.com/noticia LucianoBatista

14 (...) Anencefalia é uma desordem cerebral, que resulta de defeito no tubo neural... Acredita-se que a dieta da mãe e sua ingestão de vitaminas possam ter alguma influência. Estudos recentes têm mostrado que a suplementação de vitamina ou na dieta da mulher em idade reprodutiva possa reduzir significativamente a incidência de defeitos no tubo neural (...). Fonte: Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas que contêm a vitamina envolvida na formação do tubo neural. (A) Vitamina A ou retinol. (B) Vitamina B3 ou niacina. (C) Vitamina B5 ou ácido pantotênico. (D) Vitamina B9 ou ácido fólico. (E) Vitamina C ou ácido ascórbico. 14 Em tempos modernos, doamos agasalhos, óculos, e até óvulos... exclamou uma personagem de novela diante da amiga que cogitava a doação de suas células não fertilizadas que restaram de um procedimento de inseminação artificial. Supondo que as células a serem doadas tenham sido coletadas da tuba uterina da doadora e mantiveram-se exatamente na fase em que se encontravam quando da ovulação, pode-se dizer que estavam em metáfase: (A) I e apresentavam n cromossomos, cada um deles com duas cromátides. (B) I e apresentavam 2n cromossomos, cada um deles com uma única cromátide. (C) II e apresentavam n cromossomos, cada um deles com uma única cromátide. (D) II e apresentavam n cromossomos, cada um deles com duas cromátides. (E) II e apresentavam 2n cromossomos, cada um deles com duas cromátides. A produção de soro antiofídico é feita por meio da extração da peçonha de serpentes que, após tratamento, é introduzida em um cavalo. Em seguida são feitas sangrias para avaliar a concentração de anticorpos produzidos pelo cavalo. Quando essa concentração atinge o valor desejado, é realizada a sangria final para obtenção do soro. As hemácias são devolvidas ao animal, por meio de uma técnica denominada plasmaferese, a fim de reduzir os efeitos colaterais provocados pela sangria. Disponível em: Acesso em: 28 abr (adaptado). A plasmaferese é importante, pois, se o animal ficar com uma baixa quantidade de hemácias, poderá apresentar: (A) febre alta e constante. (B) redução de imunidade. (C) aumento da pressão arterial. (D) quadro de leucemia profunda. (E) problemas no transporte de oxigênio. Em suínos, a sensibilidade ao anestésico halothane é de grande importância econômica, uma vez que os animais sensíveis são altamente propensos a stress, provocando prejuízos por morte súbita e condenação de carcaças. Essa sensibilidade é provocada pela homozigose do gene h, e os animais afetados não podem ser identificados morfologicamente, até que a doença se manifeste, antes de atingirem a maturidade sexual. Um criador cruzou um macho e uma fêmea de genótipos desconhecidos e obteve um filhote que manifestou a doença. O mesmo casal foi cruzado mais uma vez e teve dois filhotes. Temeroso de perder também estes animais, o criador quer saber qual a probabilidade de ambos os filhotes serem afetados. Assinale a resposta correta. (A) 6,25%. (B) 12,5%. (C) 25%. (D) 50%. (E) 100%. Para repor a bola em jogo rapidamente, um goleiro dá um chute e a bola sai de seus pés com uma velocidade inicial de 40 m/s, cuja direção faz um ângulo de 30º com o chão. Ela percorre, horizontalmente, 100 m do campo e entra no gol adversário. Quanto tempo ela levou para entrar no gol, desde que perdeu o contato com o pé do goleiro? (considere a aceleração da gravidade 10 m/s 2, cós 30º = 0,9 e sem 30º = 0,5) (A) 1,6 s. (B) 2,8 s. (C) 3,2 s. (D) 3,6 s. (E) 4,4 s. Num teste de balística, um projétil foi lançado do solo sob um ângulo α ( senα = 0,6 e cosα = 0,8) retornando ao solo em 6,0 s. Considerando desprezível a resistência do ar e a aceleração da gravidade com o valor 10m s 2, a velocidade de lançamento do projétil, em m/s, e o respectivo alcance, em m, foram: (A) 50 e 240. (B) 50 e 120. (C) 40 e 240. (D) 40 e 120. (E) 30 e 240. De dentro de um automóvel em movimento retilíneo uniforme, numa estrada horizontal, um estudante olha pela janela lateral e observa a chuva caindo, fazendo um ângulo θ com a direção vertical, com sen(θ) = 0,8 e cos(θ) = 0,6. Para uma pessoa parada na estrada, a chuva cai verticalmente, com velocidade constante de módulo v. Se o velocímetro do automóvel marca 80,0 km/h, pode-se concluir que o valor de v é igual a: (A) 48,0 km/h. (B) 60,0 km/h. (C) 64,0 km/h. (D) 80,0 km/h. (E) 106,7 km/h.

15 15 O arco-íris é um fenômeno ótico em que a luz do Sol é decomposta em seu espectro de cores (dispersão) pela interação com as gotas de chuva aproximadamente esféricas em suspensão na atmosfera. A figura a seguir mostra esquematicamente como isso ocorre no caso do arco-íris primário. Nela encontram-se ilustradas: Três tipos de circuitos elétricos diferentes podem ser montados com uma bateria e três lâmpadas idênticas. Em uma primeira montagem, ao se queimar uma das lâmpadas, as outras duas permanecerão acesas. Em uma segunda montagem, ao se queimar uma das lâmpadas, as outras duas apagarão. Em uma terceira montagem, ao se queimarem duas lâmpadas, a terceira permanecerá acesa. Qual das hipóteses a seguir é verdadeira? (A) duas refrações e uma reflexão. (B) duas reflexões e uma refração. (C) duas reflexões e duas refrações. (D) três refrações. (E) três reflexões. (A) Todas as lâmpadas da primeira montagem estão em série e todas as da terceira montagem estão em paralelo com a bateria. (B) Todas as lâmpadas da segunda montagem estão em paralelo e todas as da terceira montagem estão em série com a bateria. (C) Todas as lâmpadas da primeira montagem estão em série e todas as da segunda montagem estão em paralelo com a bateria. (D) Todas as lâmpadas da segunda montagem estão em série e todas as da terceira montagem estão em paralelo com a bateria. (E) Todas as lâmpadas da primeira montagem estão em paralelo e todas as da terceira montagem estão em série com a bateria. Na figura a seguir é mostrado a propagação de um feixe de luz (a) que incide sobre uma placa transparente de faces paralelas. Como consequência dessa incidência são originados outros feixes denominados (b), (c), (d), (e) e (f). Em alguns conjuntos de lâmpadas usados para enfeitar árvores de natal, as lâmpadas estão ligadas em série. Se um desses conjuntos estiver em funcionamento e uma das lâmpadas se queimar, (A) as demais continuam acesas. (B) as demais se apagam. (C) se for a quinta lâmpada a se queimar, apenas as quatro primeiras lâmpadas permanecem acesas. (D) se for a quinta lâmpada a se queimar, as quatro primeiras lâmpadas se apagam e as demais permanecem acesas. (E) As demais queimam. ALONSO, M., FINN, E. Física, Volumen II: Campos y Ondas, México, D. F.: Addison-Wesley Iberoamericana, 1985, p (com adaptações). Análise as seguintes afirmações: I. Os raios (a) e (c) são paralelos. II. Os raios (f) e (e) não são paralelos. III. Os raios (f) e (e) são paralelos. IV. Os raios (a) e (c) não são paralelos. V. Os raios (b) e (d) são simétricos em relação a um eixo perpendicular à face inferior que passa pelo ponto P. (A) I, III e V são corretas. (B) II e IV são corretas. (C) III e IV são corretas. (D) I e II são corretas. (E) I e IV são incorretas.

16 16

A Sociologia de Weber

A Sociologia de Weber Material de apoio para Monitoria 1. (UFU 2011) A questão do método nas ciências humanas (também denominadas ciências históricas, ciências sociais, ciências do espírito, ciências da cultura) foi objeto

Leia mais

O homem e o meio ambiente

O homem e o meio ambiente A U A UL LA O homem e o meio ambiente Nesta aula, que inicia nosso aprendizado sobre o meio ambiente, vamos prestar atenção às condições ambientais dos lugares que você conhece. Veremos que em alguns bairros

Leia mais

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data:

Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: Professor: MARCOS ROBERTO Disciplina: HISTÓRIA Aluno(a): Série: 9º ano - REGULAR Turno: MANHÃ Turma: Data: REVISÃO FINAL PARA O SIMULADO 1ª Avaliação: Imperialismo na Ásia e na África 01. Podemos sempre

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010

PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010 PROVA DE GEOGRAFIA UFRGS 2010 51. Ainda é 31 de dezembro no Brasil quando a televisão noticia a chegada do Ano Novo em diferentes países. Entre os países que comemoram a chegada do Ano Novo antes do Brasil,

Leia mais

História da Arte - Linha do Tempo

História da Arte - Linha do Tempo História da Arte - Linha do Tempo PRÉ- HISTÓRIA (1000000 A 3600 a.c.) Primeiras manifestações artísticas. Pinturas e gravuras encontradas nas paredes das cavernas. Sangue de animais, saliva, fragmentos

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Habilidades: - Conhecer e distinguir diferentes momentos

Leia mais

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa:

Neoclassicismo. Segundo a leitura acima analise os itens e marque uma ÚNICA alternativa: Neoclassicismo Questão 01 De acordo com a tendência neoclássica, uma obra de arte só seria perfeitamente bela na medida em que imitasse não as formas da natureza, mas as que os artistas clássicos gregos

Leia mais

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37

Município D 8.902 545 6,12 Município E 231.977 3.544 1,53 Município F 93.655 1.280 1,37 01 - Os problemas ambientais estão na ordem do dia dos debates científicos, das agendas políticas, da mídia e das relações econômicas. Até muito recentemente, ao se falar de meio ambiente, as instituições

Leia mais

SIMULADO 4 JORNAL EXTRA ESCOLAS TÉCNICAS HISTÓRIA

SIMULADO 4 JORNAL EXTRA ESCOLAS TÉCNICAS HISTÓRIA SIMULADO 4 JORNAL EXTRA ESCOLAS TÉCNICAS HISTÓRIA QUESTÃO 01 De uma forma inteiramente inédita, os humanistas, entre os séculos XV e XVI, criaram uma nova forma de entender a realidade. Magia e ciência,

Leia mais

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos:

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos: A CONTRIBUIÇÃO DE MAX WEBER (1864 1920) Max Weber foi o grande sistematizador da sociologia na Alemanha por volta do século XIX, um pouco mais tarde do que a França, que foi impulsionada pelo positivismo.

Leia mais

3º BIMESTRE 2ª Avaliação Área de Ciências Humanas Aula 148 Revisão e avaliação de Humanas

3º BIMESTRE 2ª Avaliação Área de Ciências Humanas Aula 148 Revisão e avaliação de Humanas 3º BIMESTRE 2ª Avaliação Área de Ciências Humanas Aula 148 Revisão e avaliação de Humanas 2 Tipos de vegetação Vegetação é caracterizada como o conjunto de plantas de uma determinada região. Em razão da

Leia mais

LANÇAMENTO OBLÍQUO (PROF. VADO)

LANÇAMENTO OBLÍQUO (PROF. VADO) LANÇAMENTO OBLÍQUO (PROF. VADO) 01) PUCSP- Suponha que em uma partida de futebol, o goleiro, ao bater o tiro de meta, chuta a bola, imprimindo-lhe uma velocidade V 0 cujo vetor forma, com a horizontal,

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre

Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre Lista de exercícios Sociologia- 1 ano- 1 trimestre 01-O homo sapiens moderno espécie que pertencemos se constitui por meio do grupo, ou seja, sociedade. Qual das características abaixo é essencial para

Leia mais

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas SECRETÁRIA EXECUTIVA

Leia mais

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro?

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro? População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRNTE 8 A - aula 25 Profº André Tomasini Localizado na Região Centro-Oeste. Campos inundados na estação das chuvas (verão) áreas de florestas equatorial e tropical. Nas áreas mais

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / /2011 ENSINO FUNDAMENTAL SÉRIE: 6ª série/7 ano TURMA: TURNO: DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR: Equipe de Geografia Roteiro e lista de Recuperação

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G CADERNO DE EXERCÍCIOS 1G Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Relevo H5 2 Agricultura Familiar H12 3 Revoltas Separatistas no Brasil Colonial H42 4 Período

Leia mais

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades

Climatologia. humanos, visto que diversas de suas atividades Climatologia É uma parte da que estuda o tempo e o clima cientificamente, utilizando principalmente técnicas estatísticas na obtenção de padrões. É uma ciência de grande importância para os seres humanos,

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Analise o mapa

Leia mais

Reconhecer as diferenças

Reconhecer as diferenças A U A UL LA Reconhecer as diferenças Nesta aula, vamos aprender que os solos são o resultado mais imediato da integração dos processos físicos e biológicos na superfície da Terra. A formação e o desenvolvimento

Leia mais

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda

CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda CURSO e COLÉGIO ESPECÍFICO Ltda www.especifico.com.br DISCIPLINA : Sociologia PROF: Waldenir do Prado DATA:06/02/2012 O que é Sociologia? Estudo objetivo das relações que surgem e se reproduzem, especificamente,

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE DISCIPLINA: Língua Portuguesa Texto 2 Jovens estão consumindo mais álcool O álcool é a droga mais usada entre jovens com menos de 18 anos. Estudo feito pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

Leia mais

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo

FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber. Ipê Amarelo FORMAÇÃO VEGETAL BRASILEIRA DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS Aziz Ab`Saber Ipê Amarelo Fatores que influenciam na distribuição das formações vegetais: Clima 1. Temperatura; 2. Umidade; 3. Massas de ar; 4. Incidência

Leia mais

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES

MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MANUAL SERVIÇOS AMBIENTAIS NO CORREDOR ETNOAMBIENTAL TUPI MONDÉ CADERNO DE ATIVIDADES MÓDULO I Corredor Etnoambiental Tupi Mondé Atividade 1 Conhecendo mais sobre nosso passado, presente e futuro 1. No

Leia mais

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX

ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX ARTES: A TRANSIÇÃO DO SÉCULO XVIII PARA O SÉCULO XIX Neoclassicismo ou Academicismo: * Últimas décadas do século XVIII e primeiras do XIX; * Retoma os princípios da arte da Antiguidade grecoromana; * A

Leia mais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais 1. Observe o mapa a seguir. As partes destacadas no mapa indicam: a) Áreas de clima desértico. b) Áreas de conflito. c) Áreas

Leia mais

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO

ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO NOME: ANO: 2º EM Nº: PROF.(A): Claudia Lobo DATA: ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA 3º Trimestre/2014 GABARITO 1. A fenilcetonúria é uma doença que tem herança autossômica recessiva. Considere

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

Cinemática sem fórmulas?

Cinemática sem fórmulas? Cinemática sem fórmulas? Prof. Fernando Lang da Silveira IF-UFRGS Segundo Piaget a idéia de velocidade nas crianças é geneticamente anterior a de espaço percorrido, de deslocamento. Einstein, ao assistir

Leia mais

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO

REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO REVISÃO AMÉRICA ANGLO SAXÔNICA E MÉXICO DIVISÃO DO CONTINENTE AMERICANO Os países que pertencem a América do Norte são: EUA, Canadá e México. Os países que pertencem a América Anglo Saxônica são: EUA

Leia mais

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica 0 O que é Filosofia? Essa pergunta permite muitas respostas... Alguns podem apontar que a Filosofia é o estudo de tudo ou o nada que pretende abarcar tudo.

Leia mais

LUGARES E PAISAGENS DO PLANETA TERRA

LUGARES E PAISAGENS DO PLANETA TERRA LUGARES E PAISAGENS DO PLANETA TERRA AS ÁGUAS DE SUPERFÍCIE Os rios são cursos naturais de água doce. Eles podem se originar a partir do derretimento de neve e de geleiras, de um lago ou das águas das

Leia mais

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo GEOGRAFIA Professores: Marcus, Ronaldo Questão que trabalha conceitos de cálculo de escala, um tema comum nas provas da UFPR. O tema foi trabalhado no Módulo 05 da apostila II de Geografia I. Para melhor

Leia mais

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEDAS GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO, PROJETOS E CAPACITAÇÃO TEXTO I

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL - SEDAS GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO, PROJETOS E CAPACITAÇÃO TEXTO I TEXTO I Igualdade de Gênero no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher As desigualdades são sentidas de formas diferentes pelas pessoas dependendo do seu envolvimento com a questão. As mulheres sentem

Leia mais

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR

GABARITO PRÉ-VESTIBULAR LINGUAGENS 01. C 02. D 03. C 04. B 05. C 06. C 07. * 08. B 09. A 10. D 11. B 12. A 13. D 14. B 15. D LÍNGUA ESTRANGEIRA 16. D 17. A 18. D 19. B 20. B 21. D MATEMÁTICA 22. D 23. C De acordo com as informações,

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo

História. baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo História baseado nos Padrões Curriculares do Estado de São Paulo 1 PROPOSTA CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA Middle e High School 2 6 th Grade A vida na Grécia antiga: sociedade, vida cotidiana, mitos,

Leia mais

José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE

José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE José Fernandes de Lima Membro da Câmara de Educação Básica do CNE Cabe a denominação de novas diretrizes? Qual o significado das DCNGEB nunca terem sido escritas? Educação como direito Fazer com que as

Leia mais

PROVA de HISTÓRIA 2ª ETAPA do VESTIBULAR 2006. Questão 01 II) Leia, atentamente, o trecho abaixo e responda ao que se pede:

PROVA de HISTÓRIA 2ª ETAPA do VESTIBULAR 2006. Questão 01 II) Leia, atentamente, o trecho abaixo e responda ao que se pede: PROVA de HISTÓRIA 2ª ETAPA do VESTIBULAR 2006 (cada questão desta prova vale até cinco pontos) Questão 01 Leia, atentamente, o trecho abaixo e responda ao que se pede: Para o filósofo grego Platão, nenhuma

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Ciências Nome: Ano: 5º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências da Natureza Disciplina:

Leia mais

A arte do século XIX

A arte do século XIX A arte do século XIX Índice Introdução ; Impressionismo ; Romantismo ; Realismo ; Conclusão ; Bibliografia. Introdução Durante este trabalho irei falar e explicar o que é a arte no século XIX, especificando

Leia mais

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO

HISTÓRIA - 6º AO 9º ANO A FORMAÇÃO DO CURRÍCULO DA REDE O solicitou-nos uma base para colocar em discussão com os professores de história da rede de São Roque. O ponto de partida foi a grade curricular formulada em 2008 pelos

Leia mais

2 A Derivada. 2.1 Velocidade Média e Velocidade Instantânea

2 A Derivada. 2.1 Velocidade Média e Velocidade Instantânea 2 O objetivo geral desse curso de Cálculo será o de estudar dois conceitos básicos: a Derivada e a Integral. No decorrer do curso esses dois conceitos, embora motivados de formas distintas, serão por mais

Leia mais

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista?

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? Navegar era preciso, era Navegar era preciso navegar... Por quê? O que motivou o expansionismo marítimo no século

Leia mais

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R:

a) Cite o nome do estado brasileiro onde aparece a maior parte do domínio das araucárias. R: Data: /08/2014 Bimestre: 2 Nome: 7 ANO A Nº Disciplina: Geografia Professor: Geraldo Valor da Prova / Atividade: 2,0 (DOIS) Nota: GRUPO 3 1-(1,0) A paisagem brasileira está dividida em domínios morfoclimáticos.

Leia mais

Observar a paisagem. Nesta aula, vamos verificar como a noção de

Observar a paisagem. Nesta aula, vamos verificar como a noção de A U A UL LA Observar a paisagem Nesta aula, vamos verificar como a noção de paisagem está presente na Geografia. Veremos que a observação da paisagem é o ponto de partida para a compreensão do espaço geográfico,

Leia mais

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.:

01- O que é tempo atmosférico? R.: 02- O que é clima? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= TEMPO ATMOSFÉRICO

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 01

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 LISTA DE EXERCÍCIOS 01 01 - (Unicamp 2014) Desde o período neolítico, os povos de distintas partes do mundo desenvolveram sistemas agrários próprios aproveitando as condições naturais de seus habitats

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO

EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO EXERCÍCIOS SOBRE RENASCIMENTO TEXTO O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana, ocorreram nesse

Leia mais

PROCESSO DE INGRESSO NA UPE

PROCESSO DE INGRESSO NA UPE PROCESSO DE INGRESSO NA UPE SOCIOLOGIA 2º dia 1 SOCIOLOGIA VESTIBULAR 11. A Sociologia surgiu das reflexões que alguns pensadores fizeram acerca das transformações ocorridas na sociedade do seu tempo.

Leia mais

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO DISCIPLINA Física II 2º ANO ENSINO MÉDIO MÓDULO DE RECUPERAÇÃO ALUNO(A) Nº TURMA TURNO Manhã 1º SEMESTRE DATA / / 01- A figura representa um feixe de raios paralelos incidentes numa superfície S e os correspondentes

Leia mais

Nosso objetivo será mostrar como obter informações qualitativas sobre a refração da luz em um sistema óptico cilíndrico.

Nosso objetivo será mostrar como obter informações qualitativas sobre a refração da luz em um sistema óptico cilíndrico. Introdução Nosso objetivo será mostrar como obter informações qualitativas sobre a refração da luz em um sistema óptico cilíndrico. A confecção do experimento permitirá também a observação da dispersão

Leia mais

1. Um corpo arremessado tem sua trajetória representada pelo gráfico de uma parábola, conforme a figura a seguir.

1. Um corpo arremessado tem sua trajetória representada pelo gráfico de uma parábola, conforme a figura a seguir. 1. Um corpo arremessado tem sua trajetória representada pelo gráfico de uma parábola, conforme a figura a seguir. Nessa trajetória, a altura máxima, em metros, atingida pelo corpo foi de a) 0,52m. b) 0,64m.

Leia mais

Geografia QUESTÕES de 01 a 06 INSTRUÇÕES: Questão 01 (Valor: 15 pontos)

Geografia QUESTÕES de 01 a 06 INSTRUÇÕES: Questão 01 (Valor: 15 pontos) Geografia QUESTÕES de 01 a 06 LEIA CUIDADOSAMENTE O ENUNCIADO DE CADA QUESTÃO, FORMULE SUAS RESPOSTAS COM OBJETIVIDADE E CORREÇÃO DE LINGUAGEM E, EM SEGUIDA, TRANSCREVA COMPLETAMENTE CADA UMA NA FOLHA

Leia mais

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável Sustentabilidade Socioambiental Resistência à pobreza Desenvolvimento Saúde/Segurança alimentar Saneamento básico Educação Habitação Lazer Trabalho/

Leia mais

DINÂMICA. Força Resultante: É a força que produz o mesmo efeito que todas as outras aplicadas a um corpo.

DINÂMICA. Força Resultante: É a força que produz o mesmo efeito que todas as outras aplicadas a um corpo. DINÂMICA Quando se fala em dinâmica de corpos, a imagem que vem à cabeça é a clássica e mitológica de Isaac Newton, lendo seu livro sob uma macieira. Repentinamente, uma maçã cai sobre a sua cabeça. Segundo

Leia mais

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável

E C O L O G I A. Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que a tornam habitável E C O L O G I A Deriva do grego oikos, com sentido de casa e logos com sentido de estudo Portanto, trata-se do estudo do ambiente da casa Incluindo todos os organismos e todos os processos funcionais que

Leia mais

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Climas do Brasil GEOGRAFIA DAVI PAULINO Grande extensão territorial Diversidade no clima das regiões Efeito no clima sobre fatores socioeconômicos Agricultura População Motivação! Massas de Ar Grandes

Leia mais

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A O capitalismo teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo ( Ásia, África,

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO É claro que o Brasil não brotou do chão como uma planta. O Solo que o Brasil hoje ocupa já existia, o que não existia era o seu território, a porção do espaço sob domínio,

Leia mais

ESPELHOS PLANOS. Calcule a distância percorrida por esse raio.

ESPELHOS PLANOS. Calcule a distância percorrida por esse raio. ESPELHOS PLANOS 1. (Fuvest - ADAPTADO) Madalena é física. Isso se deve a influência de sua mãe que foi professora emérita na faculdade onde lecionou. A figura adiante representa um dos experimentos de

Leia mais

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira

Sociologia. Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira Sociologia Professor: Matheus Bortoleto Rodrigues E-mail: bortoletomatheus@yahoo.com.br Escola: Dr. José Ferreira [...] tudo o que é real tem uma natureza definida que se impõe, com a qual é preciso contar,

Leia mais

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Aula Expositiva pelo IP.TV Dinâmica Local Interativa Interatividade via IP.TV e Chat público e privado Email e rede

Leia mais

Sistema Digestivo - Função

Sistema Digestivo - Função Sistema Digestivo Fome Saciedade Sistema Digestivo - Função O organismo humano recebe os nutrientes através dos alimentos. Estes alimentos têm de ser transformados em substâncias utilizáveis, envolvendo

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores.

LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO. 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO 1. Quais foram as principais características da escolástica? Cite alguns de seus pensadores. 2. Como acontecia a aprendizagem nas escolas no período medieval? Quem era apto

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 5.º ANO/EF 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados na

Leia mais

Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico:

Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico: PROVA DE FÍSICA QUESTÃO 0 Um carro está andando ao longo de uma estrada reta e plana. Sua posição em função do tempo está representada neste gráfico: Sejam v P, v Q e v R os módulos das velocidades do

Leia mais

Teorema de Pitágoras. Módulo 1 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e Suas Tecnologias Matemática 1

Teorema de Pitágoras. Módulo 1 Unidade 10. Para início de conversa... Matemática e Suas Tecnologias Matemática 1 Módulo 1 Unidade 10 Teorema de Pitágoras Para início de conversa... Certamente, você já deve ter ouvido falar no Teorema de Pitágoras. Pois bem, nesta unidade, ele será o centro das atenções, mas vamos

Leia mais

UNOCHAPECÓ Lista 03 de exercícios Mecânica (lançamento de projéteis) Prof: Visoli

UNOCHAPECÓ Lista 03 de exercícios Mecânica (lançamento de projéteis) Prof: Visoli UNOCHAPECÓ Lista 03 de exercícios Mecânica (lançamento de projéteis) Prof: Visoli 1. A figura abaixo mostra o mapa de uma cidade em que as ruas retilíneas se cruzam perpendicularmente e cada quarteirão

Leia mais

MATÉRIA 6º 2º Dez/13 NOTA

MATÉRIA 6º 2º Dez/13 NOTA Valores eternos. TD Recuperação MATÉRIA Geografia ANO/TURMA SEMESTRE DATA 6º 2º Dez/13 ALUNO(A) PROFESSOR(A) Tiago Bastos TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS NOTA VISTO DOS PAIS/RESPONSÁVEIS 1. Analise e

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno.

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno. 1. ASPECTOS GERAIS Comércio é um conceito que possui como significado prático, trocas, venda e compra de determinado produto. No início do desenvolvimento econômico, o comércio era efetuado através da

Leia mais

Caracterização Cronológica

Caracterização Cronológica Caracterização Cronológica Filosofia Medieval Século V ao XV Ano 0 (zero) Nascimento do Cristo Plotino (204-270) Neoplatônicos Patrística: Os grandes padres da igreja Santo Agostinho ( 354-430) Escolástica:

Leia mais

1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO

1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO 1. INTRODUÇÃO CONCEITUAL SOBRE O DESENVOLVIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO A análise da evolução temporal (ou dinâmica) da economia constitui o objeto de atenção fundamental do desenvolvimento econômico,

Leia mais

1- Fonte Primária 2- Fonte Secundária. 3- Fonte Puntiforme 4- Fonte Extensa

1- Fonte Primária 2- Fonte Secundária. 3- Fonte Puntiforme 4- Fonte Extensa Setor 3210 ÓPTICA GEOMÉTRICA Prof. Calil A Óptica estuda a energia denominada luz. 1- Quando nos preocupamos em estudar os defeitos da visão e como curá-los, estamos estudando a Óptica Fisiológica. Estudar

Leia mais

Elementos Climáticos CLIMA

Elementos Climáticos CLIMA CLIMA Elementos Climáticos O entendimento e a caracterização do clima de um lugar dependem do estudo do comportamento do tempo durante pelo menos 30 anos: das variações da temperatura e da umidade, do

Leia mais

O maior ângulo entre os espelhos, para que se possam enxergar onze imagens inteiras desse objeto, será de: a) 20 b) 30 c) 45 d) 60 e) 120

O maior ângulo entre os espelhos, para que se possam enxergar onze imagens inteiras desse objeto, será de: a) 20 b) 30 c) 45 d) 60 e) 120 Colégio Jesus Adolescente Ensino Médio 1º Bimestre Disciplina Física Setor B Turma 1º ANO Professor Gnomo Lista de Exercício Bimestral Aulas 6 a 8 1) A figura a seguir representa um raio de luz incidindo

Leia mais

MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA?

MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA? MAS O QUE É A NATUREZA DO PLANETA TERRA? A UNIÃO DOS ELEMENTOS NATURAIS https://www.youtube.com/watch?v=hhrd22fwezs&list=plc294ebed8a38c9f4&index=5 Os seres humanos chamam de natureza: O Solo que é o conjunto

Leia mais

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO 1 Nome: nº Data: / /2012 ano bimestre Profa.: Denise Lista de Recuperação de Arte 6º ANO Nota: 1) A arte fez parte da vida do homem desde a pré-história ( período anterior ao surgimento da escrita ) que

Leia mais

PADRÃO PLÁSTICO TOM.

PADRÃO PLÁSTICO TOM. PADRÃO PLÁSTICO TOM. Os princípios de dinâmica de um padrão tonal são muito parecidos com o que vimos em relação aos da linha. Ao colocarmos algumas pinceladas de preto sobre um campo, eles articulam uma

Leia mais

A constituição do sujeito em Michel Foucault: práticas de sujeição e práticas de subjetivação

A constituição do sujeito em Michel Foucault: práticas de sujeição e práticas de subjetivação A constituição do sujeito em Michel Foucault: práticas de sujeição e práticas de subjetivação Marcela Alves de Araújo França CASTANHEIRA Adriano CORREIA Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Filosofia

Leia mais

A GOVERNANÇA INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: ECOSOC, COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, PNUMA

A GOVERNANÇA INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: ECOSOC, COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, PNUMA A GOVERNANÇA INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: ECOSOC, COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL, PNUMA Tarciso Dal Maso Jardim 1 A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável,

Leia mais

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens Jean Baptiste Debret nasceu em Paris, na França, em 18 de abril de 1768. Formado pela Academia de Belas Artes de Paris, Debret foi um dos membros da Missão

Leia mais

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE

RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE RESUMO PARA RECUPERAÇÃO 2º TRIMESTRE Conceitos Diversos Estado É uma organização políticoadministrativa da sociedade. Estado-nação - Quando um território delimitado é composto de um governo e uma população

Leia mais

DA TEORIA À PRÁTICA: UMA ANÁLISE DIALÉTICA

DA TEORIA À PRÁTICA: UMA ANÁLISE DIALÉTICA DA TEORIA À PRÁTICA: UMA ANÁLISE DIALÉTICA JURUMENHA, Lindelma Taveira Ribeiro. 1 Universidade Regional do Cariri URCA lindelmafisica@gmail.com FERNANDES, Manuel José Pina 2 Universidade Regional do Cariri

Leia mais

1 A sociedade dos indivíduos

1 A sociedade dos indivíduos Unidade 1 A sociedade dos indivíduos Nós, seres humanos, nascemos e vivemos em sociedade porque necessitamos uns dos outros. Thinkstock/Getty Images Akg-images/Latin Stock Akg-images/Latin Stock Album/akg

Leia mais

Associação Juinense de Educação Superior do Vale do Juruena Faculdade de Ciências Contábeis e Administração do Vale do Juruena

Associação Juinense de Educação Superior do Vale do Juruena Faculdade de Ciências Contábeis e Administração do Vale do Juruena Associação Juinense de Educação Superior do Vale do Juruena Faculdade de Ciências Contábeis e Administração do Vale do Juruena Curso: Especialização em Psicopedagogia Módulo: Noções Fundamentais de Direito

Leia mais

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO

AULA 2 A CONTABILIDADE E O MEIO AMBIENTE. Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO Professor: ALAN Coordenador: Prof. LAÉRCIO 1 2 1. Conceituar a Contabilidade Ambiental; 2. Definir Meio Ambiente 3. Citar as finalidades da Contabilidade Ambiental; 4. Conhecer a evolução histórica; 3

Leia mais

UNIDADE 10 ESTUDOS DE MECÂNICA - INÍCIO LISTA DE EXERCÍCIOS

UNIDADE 10 ESTUDOS DE MECÂNICA - INÍCIO LISTA DE EXERCÍCIOS INTRODUÇÃO À FÍSICA turma MAN 26/2 profa. Marta F. Barroso UNIDADE 1 LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADE 1 ESTUDOS DE MECÂNICA - INÍCIO Exercício 1 Movendo-se com velocidade constante de 15 m/s, um trem, cujo

Leia mais

Disciplina: Dinâmicas do mundo moderno Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros ESTUDO DIRIGIDO

Disciplina: Dinâmicas do mundo moderno Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros ESTUDO DIRIGIDO Disciplina: Dinâmicas do mundo moderno Prof. Dr. Alexandre H. de Quadros ESTUDO DIRIGIDO Para responder, siga as opiniões expressas do texto: Canto, O. do; J. Almeida. Meio ambiente: determinismos, metamorfoses

Leia mais

Lista 04. F.02 Espelhos Planos e Esféricos

Lista 04. F.02 Espelhos Planos e Esféricos F.02 Espelhos Planos e Esféricos 2º Série do Ensino Médio Turma: Turno: Vespertino Lista 03 Lista 04 Questão 01) Obedecendo às condições de Gauss, um espelho esférico fornece, de um objeto retilíneo de

Leia mais

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br África Acredita-se que a situação atual da África seja resultado da maneira em que foi colonizado pelos Europeus. Por meio de colônia de exploração de recursos mineiras, separação dos territórios tribais

Leia mais

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011 COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011 O Sol e a dinâmica da natureza. O Sol e a dinâmica da natureza. Cap. II - Os climas do planeta Tempo e Clima são a mesma coisa ou não? O que

Leia mais

ORIENTE MÉDIO. Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II. Jerusalém Muro das Lamentações e Cúpula da Rocha

ORIENTE MÉDIO. Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II. Jerusalém Muro das Lamentações e Cúpula da Rocha Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Aula II ORIENTE MÉDIO -Região marcada por vários conflitos étnicos, políticos e religiosos. -Costuma-se considerar 18 países como pertencentes ao Oriente

Leia mais

Programa de Retomada de Conteúdo - 3º Bimestre

Programa de Retomada de Conteúdo - 3º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Programa de Retomada de Conteúdo

Leia mais

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014

7ºano 2º período vespertino 25 de abril de 2014 GEOGRAFIA QUESTÃO 1 A Demografia é a ciência que estuda as características das populações humanas e exprime-se geralmente através de valores estatísticos. As características da população estudadas pela

Leia mais

Exercícios de Revisão - 1

Exercícios de Revisão - 1 Exercícios de Revisão - 1 1. Sobre a relação entre a revolução industrial e o surgimento da sociologia como ciência, assinale o que for incorreto. a) A consolidação do modelo econômico baseado na indústria

Leia mais

Escola E.B. 2,3 de António Feijó. Ano letivo 2014 2015. Planificação anual. 7º ano de escolaridade

Escola E.B. 2,3 de António Feijó. Ano letivo 2014 2015. Planificação anual. 7º ano de escolaridade Escola E.B.,3 de António Feijó Ano letivo 04 05 Planificação anual 7º ano de escolaridade A Terra. Estudos e representações A representação da superfície terrestre A Geografia e o território Compreender

Leia mais

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão.

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. Senso comum... aranha caranguejeira ou aranha-marrom? Epistemologia Moderna e Contemporânea EPISTEMOLOGIA investiga o conhecimento. limites. possibilidades.

Leia mais