REGULAMENTO DO APURAMENTO NACIONAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DO APURAMENTO NACIONAL"

Transcrição

1 REGULAMENTO DO APURAMENTO NACIONAL 7 e 8 de março 2014 ISF voleibol 2014 Campeonato Mundial Escolar ESPINHO & SANTA MARIA DA FEIRA 9 a 17 de ABRIL de 2014

2 CAMPEONATO MUNDIAL DE VOLEIBOL ESCOLAR 9 A 17 DE ABRIL DE 2014 ESPINHO & SANTA MARIA DA FEIRA 2

3 INTRODUÇÃO O Comité Executivo da International School Sport Federation (I.S.F.) incumbiu Portugal de realizar o próximo Campeonato Mundial de voleibol escolar, em Espinho e Santa Maria da Feira, de 9 a 17 de Abril de Há, pois, necessidade de apurar uma equipa nacional de cada género (Masculino e Feminino), pelo que será realizado um torneio de apuramento para encontrar os respetivos representantes nacionais, em Coimbra, nos dias 7 e 8 Março de Tendo em conta as situações específicas de participação neste evento mundial, o presente regulamento enquadra todos os agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas do ensino oficial, os estabelecimentos de ensino cooperativo e profissional, dependentes ou não do Ministério da Educação e Ciência interessados nessa participação, particularmente na fase de apuramento nacional. 3

4 1. CANDIDATURA PARA PARTICIPAÇÃO NA FASE DE APURAMENTO. A participação nesta competição é aberta aos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas do ensino oficial, aos estabelecimentos de ensino cooperativo e profissional, dependentes ou não do Ministério da Educação e Ciência, que manifestem interesse junto da respetiva Coordenação Local do Desporto Escolar (CLDE), desde que estejam inscritos (na base de dados do Desporto Escolar), no presente ano letivo, com um Grupo Equipa de voleibol no escalão Iniciado, juvenil e/ou júnior, no mesmo género (masculino ou feminino) e que pretendem participar, de acordo com as datas definidas no ponto 3.3 deste regulamento. 2. APURAMENTO FASE NACIONAL. O torneio de apuramento nacional está previsto ser realizado nos dias 7 e 8 de Março de 2014, em Coimbra. Este apuramento será realizado com a participação máxima de quatro (4) equipas por género, devendo por isso existir, em caso de necessidade, uma fase anterior de apuramento entre Direções de Serviços Regionais. No máximo só poderá participar um representante, em cada género, de cada Direção de Serviços Regionais (DSR). As Direções de Serviços Regionais deverão indicar, impreterivelmente, até ao dia 07 de Fevereiro de 2014 o(s) seu(s) Estabelecimento(s) de Ensino representante(s). Para o efeito, se existir a necessidade de apuramento local/regional do respetivo representante, deverão indicar à DGE/ Divisão do Desporto Escolar, o local, data e hora em que realizarão esse apuramento, com a antecedência de 10 dias. 4

5 3. COMPOSIÇÃO DAS EQUIPAS E REGRAS DE PARTICIPAÇÃO 3.1. Só poderão participar equipas de escola/agrupamento. Cada DSR poderá apresentar uma equipa feminina e/ou uma equipa masculina Todos os(as) jogadores(as) deverão estar inscritos(as) no Grupo(s)/Equipa(s) mediante as regras definidas para a participação no Programa do Desporto Escolar vigente, desde o inicio do presente ano letivo (2013/2014), com exceção do salvaguardado no ponto Poderão participar jogadores(as) nascidos(as) em 1996/1997/1998 e Nenhum elemento nascido antes ou depois destes anos serão aceites Poderão participar agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas do ensino oficial, estabelecimentos de ensino cooperativo e profissional, dependentes ou não do Ministério da Educação e Ciência, que possuam Grupos Equipas inscritos em voleibol, nos escalões de iniciados, juvenis e/ou juniores, desde que os alunos estejam inscritos na base de dados no corrente ano letivo e que cumpram o disposto no ponto 3.3. Em caso de inscrição de uma equipa iniciada e/ou juvenil, e em regime de exceção, os alunos(as) nascidos(as) entre 1999 e 1996, poderão ser inscritos neste apuramento desde que tenham, nos últimos dois (2) anos, uma inscrição no Programa do Desporto Escolar Cada equipa é composta por doze (12) jogadores(as) e um (1) Professor(a). 5

6 3.6. Os agrupamentos de escolas, escolas não agrupadas do ensino oficial, os estabelecimentos de ensino cooperativo e profissional, dependentes ou não do Ministério da Educação e Ciência deverão declarar, sob compromisso de honra, que todos os alunos participantes estão matriculados no Estabelecimento de Ensino e/ou inscritos no Grupo/Equipa mediante as regras definidas para a participação no Programa do Desporto Escolar vigente entre 2013/ Os jogos serão arbitrados por árbitros nacionais, nomeados pela Federação Portuguesa de Voleibol, em acordo com a Divisão do Desporto Escolar A inscrição do agrupamento de escolas, escola não agrupadas do ensino oficial, dos estabelecimentos de ensino cooperativo e profissional, dependentes ou não do Ministério da Educação e Ciência neste torneio, só será aceite mediante o envio da Ficha de Inscrição específica em anexo. 4. REGULAMENTO ESPECÍFICO 4.1. Aplica se o Regulamento Geral de Provas, Regulamento Específico de voleibol e Regras Oficias de voleibol da Federação Portuguesa de voleibol Os jogos disputam se à melhor de 5 sets, de acordo com o estipulado para o efeito. Dependendo do número de equipas inscritas em cada escalão/género, poderá a Coordenação Nacional do Desporto Escolar decidir realizar os jogos à melhor de 3 sets, com o 3º set disputado até aos 15 pontos, com diferença de dois As bolas oficiais são a Molten V5M5000, preferencialmente. Todas as equipas deverão apresentar se com as respetivas bolas necessárias para o aquecimento. 6

7 4.4. As equipas poderão apresentar 12 jogadores(as) e entre os quais 2 (dois) poderão ser Líberos. Estando estes elementos confinados, em jogo, ao estipulado pelas regras da FPV O formato final da competição será de acordo com o número de equipas inscritas. Para o efeito deverá ser divulgado e realizado o respetivo sorteio da competição até ao 21 de fevereiro de A altura da rede é de 2,24 m para o género feminino e 2,43 m para o masculino. Para saber mais informações poderão consultar a página: Contatar: Ministério da Educação e Ciência Desporto Escolar Dr. Paulo Gomes Av. 24 de Julho, 140, Lisboa Portugal

REGULAMENTO DO APURAMENTO NACIONAL

REGULAMENTO DO APURAMENTO NACIONAL REGULAMENTO DO APURAMENTO NACIONAL 25 a 28 de fevereiro 2017 Portalegre, Alter do Chão e Crato ISF Orientação 2017 Campeonato Mundial Escolar Palermo - Itália 22 a 28 de abril de 2017 INTRODUÇÃO O Comité

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL XIRA 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL XIRA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL XIRA 2016 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 REGULAMENTO DO VOLEIBOL DE PAVILHÃO... 4 2. INSCRIÇÕES... 4 3. ESCALÕES ETÁRIOS / TEMPO DE JOGO... 4 4. CONSTITUIÇÃO / IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Introdução. Em todas as situações omissas, a FGP é soberana.

Introdução. Em todas as situações omissas, a FGP é soberana. Calendário de Competições de Ginástica Rítmica 2008/2009 Introdução O presente documento regulamenta os princípios orientadores de participação de todos os intervenientes (Associações e Clubes) nas Competições

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL. (Revisto em Setembro de 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL. (Revisto em Setembro de 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL 2013 2017 (Revisto em Setembro de 2014) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes da modalidade 3 3. 3. Constituição

Leia mais

INTRODUÇÃO. Em todas as situações omissas, a FGP é soberana.

INTRODUÇÃO. Em todas as situações omissas, a FGP é soberana. Regulamento de Competições de Ginástica Rítmica 2008 INTRODUÇÃO O presente documento vem substituir o anterior documento de 1999/2004 e regulamenta os princípios orientadores de participação de todos os

Leia mais

Regulamento Torneio Futebol Total 2016 (Futebol 7)

Regulamento Torneio Futebol Total 2016 (Futebol 7) Regulamento Torneio Futebol Total 2016 (Futebol 7) 1. REGRAS O Torneio Futebol Total (Futebol 7) será jogado de acordo com as regras em vigor para a época de 2015/2016, na Federação Portuguesa de Futebol.

Leia mais

Circular n.º 1 COMUNICAMOS AOS CLUBES NOSSOS FILIADOS, E DEMAIS INTERESSADOS:

Circular n.º 1 COMUNICAMOS AOS CLUBES NOSSOS FILIADOS, E DEMAIS INTERESSADOS: Circular n.º 1 COMUNICAMOS AOS CLUBES NOSSOS FILIADOS, E DEMAIS INTERESSADOS: 1. FILIAÇÃO DE CLUBES A efetuar junto da AVB de 06 a 28 de Agosto, em impresso próprio, acompanhado da quantia de 60. 2. INSCRIÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL 2009-2013 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ESCALÕES ETÁRIOS/ BOLA DE JOGO/DURAÇÃO DE JOGO...4 3. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA...5 4. ARBITRAGEM...6 5. CLASSIFICAÇÃO/ PONTUAÇÃO/DESEMPATE...7

Leia mais

Regulamento Específico de Atletismo

Regulamento Específico de Atletismo Regulamento Específico de Atletismo ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ESCALÕES ETÁRIOS... 4 3. DISCIPLINAS... 4 4. PARTICIPAÇÃO / INSCRIÇÃO... 4 5. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA DE AJUIZAMENTO... 5 6. REGULAMENTO

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 FUTSAL FEMININO REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 FUTSAL FEMININO REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 FUTSAL FEMININO REGULAMENTO 1. Organização A organização da competição de Futsal Feminino nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da.

Leia mais

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BADMINTON

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BADMINTON GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BADMINTON 00-00 ÍNDICE INTRODUÇÃO.... ESCALÕES ETÁRIOS.... QUADROS COMPETITIVOS..... Modelos-Fases de Competição..... INFANTIS... 5..

Leia mais

Direção de Serviços do Desporto Escolar. Regulamento Específico Andebol

Direção de Serviços do Desporto Escolar. Regulamento Específico Andebol Direção de Serviços do Desporto Escolar Regulamento Específico Andebol Ano Lectivo 2012-2013 Índice Introdução... 3 1 - Infantis Masculinos e Femininos (Andebol de 5)... 3 2 - Iniciados Masculinos e Femininos...

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 FUTEBOL DE 11 E DE 7 REGULAMENTO 1. Organização A organização das competições de Futebol de 11 e de 7 nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 são da responsabilidade

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P.2 2. ESCALÕES ETÁRIOS P.3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS P.3 4. REGULAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO P.3 4.1. FASE LOCAL P.4 4.2. FASE REGIONAL P.5

Leia mais

Liga CDLPC- Basquetebol - 5.º /6.º Anos

Liga CDLPC- Basquetebol - 5.º /6.º Anos Informações Gerais Os torneios disputar-se-ão em sistema de campeonato, ao longo do ano letivo. De acordo com o número de equipas participantes, poderá haver uma fase final em sistema de playoffs. A data

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO DE VOLEIBOL 2009-2013 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ESCALÕES ETÁRIOS, DIMENSÕES DO CAMPO E ALTURA DA REDE... 4 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS... 4 4. REGULAMENTOS... 4 4.1. INFANTIS

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE 2015/2016 PROVAS OFICIAIS

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE 2015/2016 PROVAS OFICIAIS REGULAMENTO ESPECÍFICO DE 2015/2016 PROVAS OFICIAIS INDICE INDICE... 2 PO1 CAMPEONATO NACIONAL DA 1.ª DIVISÃO MASCULINOS... 5 1 PRÉMIOS... 5... 5... 5 PO2 CAMPEONATO NACIONAL DA 2.ª DIVISÃO MASCULINOS...

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SETÚBAL

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SETÚBAL COMUNICADO OFICIAL Nº 004 13.07.2016 ÉPOCA 2016/17 REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS (RPO) - AFSETÚBAL REGULAMENTAÇÃO RELACIONADA COM A PARTICIPAÇÃO DAS EQUIPAS B REGULAMENTAÇÃO RELACIONADA COM A PARTICIPAÇÃO

Leia mais

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL 2001-2002 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 1. ESCALÕES ETÁRIOS/BOLA DE JOGO... 4 2. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA... 4 3. DURAÇÃO DO JOGO...

Leia mais

COLÉGIO RESSURREIÇÃO ESCOLA DE ESPORTES 2009 NORMAS E PROCEDIMENTOS

COLÉGIO RESSURREIÇÃO ESCOLA DE ESPORTES 2009 NORMAS E PROCEDIMENTOS COLÉGIO RESSURREIÇÃO ESCOLA DE ESPORTES 2009 NORMAS E PROCEDIMENTOS Ficha de Inscrição Eu autorizo meu filho (a) da série a participar das atividades esportivas relacionadas nesta cartilha. Estou ciente

Leia mais

DOCUMENTO ORIENTADOR VOLEIBOL DE PRAIA

DOCUMENTO ORIENTADOR VOLEIBOL DE PRAIA DOCUMENTO ORIENTADOR VOLEIBOL DE PRAIA 05 06 ETAPA - BRAGA /VIANA DO CASTELO 0 abril - Praia da Amorosa 05 06 ÍNDICE. ORGANIZAÇÃO. REGULAMENTO. EQUIPAMENTO. ALIMENTAÇÃO 5. ARBITRAGEM 6. SISTEMA DE COMPETIÇÃO

Leia mais

Regulamento Técnico 2016 * VOLEIBOL

Regulamento Técnico 2016 * VOLEIBOL Regulamento Técnico 2016 * VOLEIBOL 1. DOS JOGOS: Os jogos de Voleibol serão regidos pelas Regras Oficiais vigentes da Confederação Brasileira de Voleibol, observadas as exceções previstas neste Regulamento

Leia mais

1º G. P. ATLETISMO BRAGA PRISCOS

1º G. P. ATLETISMO BRAGA PRISCOS 1º G. P. ATLETISMO BRAGA PRISCOS 1. ORGANIZAÇÃO, DATA E OBJETIVOS Numa organização da Junta de Freguesia de Priscos, com o apoio da Câmara Municipal de Braga e da Associação de Atletismo de Braga vai realizar-se

Leia mais

Serão disputadas as seguintes modalidades esportivas em formato de INTERCLASSES:

Serão disputadas as seguintes modalidades esportivas em formato de INTERCLASSES: O Departamento de Educação Física e Esportes convida os amigos dos alunos do 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, a participarem da III Copa Interclasses ENIAC 2015. Esta copa será realizada

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTEBOL DE 7

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTEBOL DE 7 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTEBOL DE 7 Índice 1. Introdução 3 2. Escalões Etários/Bola de Jogo/Duração de Jogo 3 3. Constituição da Equipa 4 4. Classificação/Pontuação 4 5. Arbitragem 6 6. Mesa de Secretariado

Leia mais

COMUNICADO Nº 38 2014/2015 03 de Junho de 2015 1- CURSO DE TREINADORES GRAU I - CANCELAMENTO

COMUNICADO Nº 38 2014/2015 03 de Junho de 2015 1- CURSO DE TREINADORES GRAU I - CANCELAMENTO COMUNICADO Nº 38 2014/2015 03 de Junho de 2015 1- CURSO DE TREINADORES GRAU I - CANCELAMENTO A Associação de Voleibol de São Miguel, informa do cancelamento da realização do curso de treinadores grau I,

Leia mais

2º CURSO DE TREINADORES DE FUTEBOL UEFA "Basic" / Grau II março 2016 a junho 2017

2º CURSO DE TREINADORES DE FUTEBOL UEFA Basic / Grau II março 2016 a junho 2017 1. ORGANIZAÇÃO O Curso de Treinadores de Futebol UEFA Basic / Grau II será organizado pela Associação de Futebol de Santarém nos termos das Normas de Licenciamento de Cursos de Treinadores da FPF. A responsabilidade

Leia mais

Torneio MegaSprint 2016

Torneio MegaSprint 2016 Torneio MegaSprint 2016 Desporto Escolar Atletismo Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira em colaboração com a Direção de Serviços do Desporto Escolar FINAL REGIONAL Ribeira Brava 9 de abril

Leia mais

Regulamento Prova SQUASH

Regulamento Prova SQUASH Regulamento Prova SQUASH Gabinete de Actividades Desportivas da Universidade do Porto GADUP Rua da Boa Hora n.º 18-A 4050-099 Porto Telefone: 222 074 164 Fax: 222 003 067 E-mail: gadup@sas.up.pt Web: www.sas.up.pt

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA TABELA DE ENCARGOS

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA TABELA DE ENCARGOS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA TABELA DE ENCARGOS ÉPOCA 2015/2016 Ténis de Mesa MODALIDADE OLÍMPICA TABELA DE ENCARGOS PARA 2015/2016 1. CAUÇÃO Valor da caução a enviar à FPTM por cheque pelos Clubes

Leia mais

fundadoras e filiadas ativas nesta temporada

fundadoras e filiadas ativas nesta temporada Poderão participar do Desafio NDU de Basquete, as Atléticas fundadoras e filiadas ativas nesta temporada. Não haverá custo de inscrição ou arbitragem para a Atlética. Novas Atléticas que estiverem interessadas

Leia mais

Regulamento Específico Queimada

Regulamento Específico Queimada XXIII JOGOS INTERCOLEGIAIS 2014 Regulamento Específico Queimada 1 Regras A competição de Queimada dos Jogos Intercolegiais de Juiz de Fora 2014 obedecerá às regras específicas desse Regulamento que se

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO RUGBY 2013-2017

REGULAMENTO ESPECÍFICO RUGBY 2013-2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO RUGBY 2013-2017 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes da modalidade 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento Técnico

Leia mais

Regulamento Específico. Atletismo

Regulamento Específico. Atletismo Regulamento Específico Atletismo 2015 Art. 1º - A competição de atletismo dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 obedecerá às Regras Oficiais da IAAF - Associação Internacional das Federações de

Leia mais

CAPÍTULO XII GINÁSTICA RÍTMICA SEÇÃO I DO JASC

CAPÍTULO XII GINÁSTICA RÍTMICA SEÇÃO I DO JASC CAPÍTULO XII GINÁSTICA RÍTMICA SEÇÃO I DO JASC Art. 170. A Ginástica Rítmica nos JASC seguirá as exigências da categoria adulta da Federação de Ginástica de Santa Catarina, conforme normas do código de

Leia mais

Normas de Funcionamento da Componente de Apoio à Família (CAF)

Normas de Funcionamento da Componente de Apoio à Família (CAF) Normas de Funcionamento da Componente de Apoio à Família (CAF) A educação pré-escolar destina-se a todas as crianças com idades compreendidas entre os 3 anos e a idade de ingresso no ensino básico e constitui

Leia mais

C.C.R.E.7 DE SETEMBRO CAMPEONATO DE VERÃO VOLEI DE PRAIA

C.C.R.E.7 DE SETEMBRO CAMPEONATO DE VERÃO VOLEI DE PRAIA VOLEI DE PRAIA 2014 VOLEI DE PRAIA DUPLAS Art.1º - O Campeonato de Verão de Vôlei de Praia de Duplas do C.C.R.E. 7 de Setembro obedecerá as regras oficiais adotadas pela CBV e pelo que dispuser este regulamento.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. Único Só poderão participar os funcionários efetivamente locados nesse empreendimento.

REGULAMENTO GERAL. Único Só poderão participar os funcionários efetivamente locados nesse empreendimento. REGULAMENTO GERAL I OBJETIVOS Artigo 1 - Reunir e integrar socialmente, através do desporto, empresas e funcionários, estimulando a prática esportiva de atividade física e intelectual nas empresas, promovendo

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ. (Revisto em novembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ. (Revisto em novembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013 2017 (Revisto em novembro de 2015) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P.2 2. ESCALÕES ETÁRIOS P.3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS P.3 4. REGULAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO P.4 4.1. FASE LOCAL

Leia mais

DOCUMENTO ORIENTADOR DO TORNEIO DE ENCERRAMENTO DE CADETES

DOCUMENTO ORIENTADOR DO TORNEIO DE ENCERRAMENTO DE CADETES Torneio de Encerramento de Cadetes DOCUMENTO ORIENTADOR DO TORNEIO DE ENCERRAMENTO DE CADETES 1. Data de Realizacão 22 de Maio (Domingo). 2. Local Piscina do Complexo Desportivo Cidade de Almada. 3. Participantes

Leia mais

FEDERAÇÃO DE GINÁSTICA DE SANTA CATARINA

FEDERAÇÃO DE GINÁSTICA DE SANTA CATARINA 1 GENERALIDADES TORNEIO ESTADUAL DE GINÁSTICA RÍTMICA REGULAMENTO TÉCNICO 2015 1.1 É aberta a participação no Torneio Estadual de Ginástica Rítmica a qualquer entidade filiada ou não à FGSC. 1.2 As inscrições

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÉMIO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º

REGULAMENTO DO PRÉMIO. CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º REGULAMENTO DO PRÉMIO CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1.A Fundação Ilídio Pinho, o Ministério da Educação e Ciência e o Ministério da Economia celebraram um Protocolo com vista à instituição de

Leia mais

E D I T A L. do curso de Sistemas de Informação, bacharelado, da Faculdade Pilares: de 05 a 13 de março de 2010.

E D I T A L. do curso de Sistemas de Informação, bacharelado, da Faculdade Pilares: de 05 a 13 de março de 2010. EDITAL CCSI N.º 01/2010 DEFINE PERÍODO DE INSCRIÇÕES PARA AS DISCIPLINAS DE TRATAMENTO ESPECIAL DTE s DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, BACHARELADO, DA. O Coordenador do curso de Sistemas de Informação,

Leia mais

COMUNICADO N.º01 15/16

COMUNICADO N.º01 15/16 COMUNICADO N.º01 15/16 02.11.15 Para conhecimento dos Clubes Filiados, Organismos Desportivos, Órgãos de Comunicação Social e demais interessados informamos: 1º VOLEIBOL 1.1 - BOLA OFICIAL CAMPEONATOS

Leia mais

ATENÇÃO: Serão desconsideradas as inscrições dos alunos cujo segmento/série não seja integrado à Rede Pitágoras.

ATENÇÃO: Serão desconsideradas as inscrições dos alunos cujo segmento/série não seja integrado à Rede Pitágoras. INFORMAÇÕES GERAIS Podem participar do Simulado ENEMVest 2013 todas as escolas parceiras da Rede Pitágoras, devidamente inscritas, cujos alunos estejam regularmente matriculados na 1.ª, 2.ª e 3.ª séries

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS INTERNOS DA UFRR 25 ANOS

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS INTERNOS DA UFRR 25 ANOS REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS INTERNOS DA UFRR 25 ANOS 1 Sumário TÍTULO I...3 CAPÍTULO I DA FINALIDADE DO EVENTO...3 TÍTULO II...3 CAPÍTULO I DA REALIZAÇÃO...3 CAPÍTULO II DAS RESPONSABILIDADES...3 TÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ. (Revisto em janeiro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ. (Revisto em janeiro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013 2017 (Revisto em janeiro de 2015) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P.2 2. ESCALÕES ETÁRIOS P.3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS P.3 4. REGULAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO P.3 4.1. FASE LOCAL

Leia mais

LDGDM- LIGA DESPORTIVA DE GONDOMAR

LDGDM- LIGA DESPORTIVA DE GONDOMAR CAMPEONATO DE GONDOMAR Pré-escolas Futebol de 5 Futebol de 3 1. Condições de participação a) Podem participar neste Campeonato as colectividades sediadas em Gondomar, e inscritas no Cadastro Municipal

Leia mais

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES 2015 REGULAMENTO PADRÃO DE TORNEIOS ABERTOS

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES 2015 REGULAMENTO PADRÃO DE TORNEIOS ABERTOS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES 2015 REGULAMENTO PADRÃO DE TORNEIOS ABERTOS 2) DAS CATEGORIAS 12MP 12ME 14MP 14ME 16MP 16ME 18M 11/12 Anos Masculino Principiantes 11/12 Anos Masculino Estreantes 13/14 Anos Masculino

Leia mais

ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. IDENTIFICAÇÃO DO PRATICANTE 3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS 3 4. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 5 5. SISTEMA DE COMPETIÇÃO 5

ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. IDENTIFICAÇÃO DO PRATICANTE 3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS 3 4. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 5 5. SISTEMA DE COMPETIÇÃO 5 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. IDENTIFICAÇÃO DO PRATICANTE 3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS 3 4. CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 5 5. SISTEMA DE COMPETIÇÃO 5 6. CLASSIFICAÇÃO/PONTUAÇÃO 6 7. ARBITRAGEM 6 8. REGRAS ESPECÍFICAS

Leia mais

Leis do Jogo do IRB (Lei 3) Número de jogadores de uma equipa e as substituições permitidas

Leis do Jogo do IRB (Lei 3) Número de jogadores de uma equipa e as substituições permitidas Leis do Jogo do IRB (Lei 3) Número de jogadores de uma equipa e as substituições permitidas 3.3. Equipa com Menos de Quinze Jogadores Uma Federação pode autorizar a realização de jogos com menos de quinze

Leia mais

IV Meeting dos Profissionais do Direito Privado Brasileiro

IV Meeting dos Profissionais do Direito Privado Brasileiro IV Meeting dos Profissionais do Direito Privado Brasileiro EDITAL OLIMPÍADAS DO CONHECIMENTO JURÍDICO A Academia Brasileira de Direito Civil (ABDC), nos termos do presente edital, torna público que estão

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL 2013-2014 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes da modalidade 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO

REGULAMENTO ESPECÍFICO REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS MODALIDADES ESPORTIVAS INTERCLASSES E INTERESCOLAS REGULAMENTO ESPECÍFICO Segue o Regulamento com os ajustes realizados e informado previamente. Lembrando que todas as crianças

Leia mais

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2002/2003 ÍNDICE INTRODUÇÃO...2 1. CONSTITUIÇÃO / IDENTIFICAÇÃO DAS EQUIPAS..3 2. DURAÇÃO DOS JOGOS...4 3. A BOLA...6 4. CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

Circuito Regional de RUGBY

Circuito Regional de RUGBY Circuito Regional de RUGBY Região Centro DOCUMENTO ORIENTADOR Ano letivo de 2016-17 INDICE INTRODUÇÃO ORGANIZAÇÃO APOIOS REGULAMENTO ESPECÍFICO INSCRIÇÕES RECEÇÃO DAS COMITIVAS SECRETARIADO PERMANENTE

Leia mais

Gala do Desporto 2012

Gala do Desporto 2012 Gala do Desporto 2012 Reunião de Câmara 05-Nov-2012 Índice 1. Introdução... 3 2. Destinatários... 3 3. Processo e prazo de candidatura... 3 4. Processo de seleção... 3 5. Critérios de seleção... 4 7. Exceções...

Leia mais

CONCURSO DE DESENHO A Minha Nota de Euro

CONCURSO DE DESENHO A Minha Nota de Euro CONCURSO DE DESENHO A Minha Nota de Euro 1ª edição março de 2015 REGULAMENTO Quanto vale a tua nota? Para que serve? O que farias com ela? Desenha a tua nota e fala-nos do valor do dinheiro 1 REGULAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASQUETEBOL 2007-2008 e 2008-2009 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ESCALÕES ETÁRIOS/ BOLA DE JOGO... 4 3. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA... 4 4.ARBITRAGEM... 5 5. DURAÇÃO DO JOGO... 6 6.

Leia mais

EDUCAÇÃO PRÉ ESCOLAR. Normas de Funcionamento. da Componente de Apoio à Família (CAF)

EDUCAÇÃO PRÉ ESCOLAR. Normas de Funcionamento. da Componente de Apoio à Família (CAF) EDUCAÇÃO PRÉ ESCOLAR Normas de Funcionamento da Componente de Apoio à Família (CAF) A educação pré-escolar destina-se a todas as crianças com idades compreendidas entre os 3 anos e a idade de ingresso

Leia mais

Regulamento Específico. Ginástica Rítmica Módulo I

Regulamento Específico. Ginástica Rítmica Módulo I Regulamento Específico Ginástica Rítmica Módulo I 2015 Art. 1º - A competição de ginástica rítmica dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 será regida de acordo com as regras oficiais da Federação

Leia mais

Regulamento Específico. Handebol

Regulamento Específico. Handebol Regulamento Específico Handebol 2015 Art. 1º - A competição de handebol dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 obedecerá às Regras Oficiais da Federação Internacional de Handebol - IHF adotadas

Leia mais

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 5º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2014

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 5º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2014 Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 5º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2014 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1 O CONGRESSO INTERNACIONAL CBL DO LIVRO DIGITAL CONGRESSO,

Leia mais

EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO

EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ - IFCE CAMPUS BOA VIAGEM EDITAL N.º 06/2016 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA INGRESSO NO CURSO DE EXTENSÃO DE INTRODUÇÃO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Juvenis/ Iniciados (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Juvenis/ Iniciados (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE (Futsal) Época 2016-2017 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO CORVO CLUBE DESPORTIVO ESCOLAR DO CORVO ILHA DAS FLORES GRUPO DESPORTIVO FAZENDENSE (A e B) GRUPO

Leia mais

CONCURSO DE DESENHO LIVRE

CONCURSO DE DESENHO LIVRE CONCURSO DE DESENHO LIVRE ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS REGULAMENTO Artigo 1º OBJECTIVO O presente concurso tem como objectivo sensibilizar os alunos do Ensino Básico e a comunidade em geral,

Leia mais

Cascais com Rugby Projeto para escolas do 1ºCiclo Ano Letivo 2013/2014. Projeto Cascais com Rugby, nas escolas do 1º Ciclo

Cascais com Rugby Projeto para escolas do 1ºCiclo Ano Letivo 2013/2014. Projeto Cascais com Rugby, nas escolas do 1º Ciclo Cascais com Rugby Projeto para escolas do 1ºCiclo Ano Letivo 2013/2014 Introdução A Federação Portuguesa de Rugby (FPR) acordou com o Gabinete Coordenador do Desporto Escolar dar inicio ao Programa Nestum,

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE CHEFES DE DEPARTAMENTOS ACADÊMICOS DA UTFPR

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE CHEFES DE DEPARTAMENTOS ACADÊMICOS DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria Conselho de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE CHEFES DE DEPARTAMENTOS ACADÊMICOS DA UTFPR APROVADO

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO VOLEIBOL ATC

REGULAMENTO INTERNO VOLEIBOL ATC REGULAMENTO INTERNO VOLEIBOL ATC DAS FINALIDADES I- O presente regulamento disciplina todas as atividades desenvolvidas pelo Departamento de Vôlei do clube. DA COMPOSIÇÃO II- O Clube disponibiliza equipes

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO

REGULAMENTO ESPECÍFICO REGULAMENTO ESPECÍFICO XII TORNEIO CONCELHIO DE FUTSAL VILA NOVA DE FOZ CÔA MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE FOZ CÔA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO FUTSAL 2016 O PRESENTE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO FUTSAL APLICA-SE

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 CIRCULAR Nº 16 2013/2014 2000/2001 Para conhecimento das Associações, Clubes seus filiados, Rádio,

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL. (Revisto em Setembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL. (Revisto em Setembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO VOLEIBOL 2013 2017 (Revisto em Setembro de 2015) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes da modalidade 3 3. Constituição

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, PORTO Tel: Fax:

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, PORTO Tel: Fax: FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE VOLEIBOL Avª de França, 549 4050-279 PORTO Tel: 22 834 95 70 Fax: 22 832 54 94 CIRCULAR Nº 21 2010/2011 Para conhecimento das Associações, Clubes seus filiados, Rádio, Televisão,

Leia mais

REGULAMENTO DO 13.º TORNEIO DE FUTSAL INTER-FREGUESIAS DO CONCELHO DE FERREIRA DO ZÊZERE TORNEIO PAULO CRUZ

REGULAMENTO DO 13.º TORNEIO DE FUTSAL INTER-FREGUESIAS DO CONCELHO DE FERREIRA DO ZÊZERE TORNEIO PAULO CRUZ REGULAMENTO DO 13.º TORNEIO DE FUTSAL INTER-FREGUESIAS DO CONCELHO DE FERREIRA DO ZÊZERE TORNEIO PAULO CRUZ 1. INTRODUÇÃO O 13.º Torneio de Futsal Inter-Freguesias do concelho de Ferreira do Zêzere Torneio

Leia mais

Orientações para inscrição aos cursos de língua inglesa ofertados pelas universidades federais parceiras do Programa IsF

Orientações para inscrição aos cursos de língua inglesa ofertados pelas universidades federais parceiras do Programa IsF Orientações para inscrição aos cursos de língua inglesa ofertados pelas universidades federais parceiras do Programa IsF Prezad@ candidat@, Se você já realizou o TOEFL ITP pelo Programa IsF e é aluno (graduação,

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ATLETISMO. Revisto em Setembro 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO ATLETISMO. Revisto em Setembro 2014 REGULAMENTO ESPECÍFICO ATLETISMO 2013 2017 Revisto em Setembro 2014 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 1. PROVA DE CORTA MATO... 4 1.1. PARTICIPAÇÃO/INSCRIÇÕES... 4 1.2. ESCALÕES ETÁRIOS... 4 1.3. LOCAL... 4 1.4.

Leia mais

REGULAMENTO DAS PROVAS DE AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS

REGULAMENTO DAS PROVAS DE AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS REGULAMENTO DAS PROVAS DE AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS (Decreto-Lei nº 64/2006, de 21 de Março, com as alterações produzidas pelo Decreto-Lei nª.

Leia mais

Dar oportunidade a que mais jovens tenham acesso ao desporto, nomeadamente ao Voleibol

Dar oportunidade a que mais jovens tenham acesso ao desporto, nomeadamente ao Voleibol GIRA + Este projecto vem dar continuidade ao nível II do Gira-Volei, permitindo que os atletas possam prosseguir com a prática do Voleibol e assim aprender ou aperfeiçoar as técnicas utilizadas no nível

Leia mais

TRAVESSIA DA CIDADE DE PENEDO PERCURSO 3.500m INFANTIL A SENIOR

TRAVESSIA DA CIDADE DE PENEDO PERCURSO 3.500m INFANTIL A SENIOR TRAVESSIA DA CIDADE DE PENEDO PERCURSO 3.500m INFANTIL A SENIOR Data: 10 de janeiro de 2016 (domingo) Local: Rio São Francisco (Penedo) Percurso: 3.500 metros (Infantil a Senior) Data limite de inscrição:

Leia mais

Rio das Ostras, 07 de outubro de 2014

Rio das Ostras, 07 de outubro de 2014 Rio das Ostras, 07 de outubro de 2014 Prezados professores, Temos o prazer de convidar esta conceituada instituição para participar da 1ª FEST GIRO, a ser realizada nos dias 6 e 7 de dezembro de 2014,

Leia mais

Normas para apresentação dos trabalhos

Normas para apresentação dos trabalhos Normas para apresentação dos trabalhos 1. Da inscrição Os trabalhos só poderão ser inscritos mediante submissão de resumo. O resumo deverá obedecer ao seguinte formato: - ter no mínimo de 350 e no máximo

Leia mais

Instituto Federal do Maranhão IFMA Campus imperatriz

Instituto Federal do Maranhão IFMA Campus imperatriz Instituto Federal do Maranhão IFMA Campus imperatriz Imperatriz 2015 EDITAL DE REGULAMENTAÇÂO Art. 1 - O primeiro torneio de futsal do CAIEEE será regido pelas regras presentes neste edital. I DAS FINALIDADES

Leia mais

Regulamento. Esta iniciativa tem por base promover a divulgação do que melhor se faz ao nível de produção musical a nível Nacional.

Regulamento. Esta iniciativa tem por base promover a divulgação do que melhor se faz ao nível de produção musical a nível Nacional. 1 Âmbito Regulamento Esta iniciativa tem por base promover a divulgação do que melhor se faz ao nível de produção musical a nível Nacional. 2 Destinatários Podem concorrer todos os projectos que ainda

Leia mais

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 6º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2016

Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 6º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2016 Regulamento para a participação de trabalhos científicos e acadêmicos no 6º Congresso Internacional CBL do Livro Digital - 2016 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1 O CONGRESSO INTERNACIONAL CBL DO LIVRO DIGITAL CONGRESSO,

Leia mais

31º TROFÉU "CORRIDA DAS COLETIVIDADES DO CONCELHO DE LOURES"

31º TROFÉU CORRIDA DAS COLETIVIDADES DO CONCELHO DE LOURES 31º TROFÉU "CORRIDA DAS COLETIVIDADES DO CONCELHO DE LOURES" iniciativa Divisão de Desporto e Juventude Freguesias do Concelho de Loures Associações desportivas do Concelho de Loures 2015 Introdução e

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016, de 31 de março de 2016.

EDITAL Nº 01/2016, de 31 de março de 2016. EDITAL Nº 01/2016, de 31 de março de 2016. NORMAS DO PROCESSO ELEITORAL PARA ESCOLHA DOS MEMBROS DA COMISSÃO PERMANENTE DE PESSOAL DOCENTE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECONCAVO DA BAHIA. A PRESIDENTE DA

Leia mais

Programa do Desporto Escolar Ano III. 18 nov 2015 AE D. Maria II - Braga

Programa do Desporto Escolar Ano III. 18 nov 2015 AE D. Maria II - Braga Programa do Desporto Escolar 2013-2017 Ano III 18 nov 2015 AE D. Maria II - Braga Reunião de Coordenação de Professores/Responsáveis Futsal Ano letivo 2015 / 2016 EQUIPA DA CLDE Luís Covas Carlos Dias

Leia mais

REGULAMENTO Campeonato Nacional da III divisão de Futsal

REGULAMENTO Campeonato Nacional da III divisão de Futsal REGULAMENTO Campeonato Nacional da III divisão de Futsal 1 CAPÍTULO I 5520. ORGANIZAÇÃO TÉCNICA 5520.1 - O CAMPEONATO NACIONAL DA III DIVISÃO É DISPUTADO POR SESSENTA E SEIS CLUBES, CINQUENTA E SEIS CLUBES

Leia mais

Regulamento Vote nos Melhores

Regulamento Vote nos Melhores Regulamento Vote nos Melhores Artigo 1.º Objecto 1. O Regulamento Vote nos Melhores estabelece a forma como se irá desenvolver a votação para atribuição dos Prémios anuais e mensais Individuais, nas categorias

Leia mais

PROVA INSERIDA NO 32º TROFEU CORRIDA DAS COLECTIVIDADES DO CONCELHO DE LOURES. Infantado Futebol Clube. Associação de Atletismo de Lisboa

PROVA INSERIDA NO 32º TROFEU CORRIDA DAS COLECTIVIDADES DO CONCELHO DE LOURES. Infantado Futebol Clube. Associação de Atletismo de Lisboa 1ª Corrida 12 de Junho de 2016 Freguesia de Loures / Infantado PROVA INSERIDA NO 32º TROFEU CORRIDA DAS COLECTIVIDADES DO CONCELHO DE LOURES Organização: Infantado Futebol Clube Junta de Freguesia de Loures

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO ATLETISMO

REGULAMENTO TÉCNICO ATLETISMO ATLETISMO Art. 1º - As competições de Atletismo serão regidas pelas Regras de Competições da Federação Internacional de Atletismo Amador, pelas normas da CBAT (Confederação Brasileira de Atletismo), por

Leia mais

1 TORNEIO 4X4 DE VOLEIBOL/ 2016

1 TORNEIO 4X4 DE VOLEIBOL/ 2016 DATA E LOCAL: /2016 (RTA-FEIRA), GINÁSIO DO CERMAG/. IDADE LIVRE. CATEGORIAS: FEMININO (INÍCIO AS 08:00 HORAS)/MASCULINO (INÍCIO AS 12:00 HORAS)/MISTO (INÍCIO AS 16:00 HORAS). ALTURA DA REDE: MASCULINO

Leia mais

Instituto de Educação Ivoti GEGA 2015. Interturmas/Interséries 10 de novembro de 2015. Regulamento

Instituto de Educação Ivoti GEGA 2015. Interturmas/Interséries 10 de novembro de 2015. Regulamento Instituto de Educação Ivoti GEGA 2015 Interturmas/Interséries 10 de novembro de 2015 Regulamento 1.Participantes Cada turma será considerada uma equipe. Sendo assim, cada equipe poderá ser representada

Leia mais

5. O concurso terá duas modalidades, de acordo com a abrangência territorial. A saber:

5. O concurso terá duas modalidades, de acordo com a abrangência territorial. A saber: REGULAMENTO DO 12º CONCURSO LITERÁRIO MARIO QUINTANA SINTRAJUFE-RS 2016 1. O Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal no RS Sintrajufe-RS, promove seu 12º Concurso Literário, que visa despertar

Leia mais

Futebol Feminino no Desporto Escolar. DIA DO FUTEBOL FEMININO (FPF/Desporto Escolar/AF) Regulamentação 2014/2015

Futebol Feminino no Desporto Escolar. DIA DO FUTEBOL FEMININO (FPF/Desporto Escolar/AF) Regulamentação 2014/2015 DIA DO FUTEBOL FEMININO (FPF/Desporto Escolar/AF) Regulamentação 2014/2015 1 REGULAMENTO DA PROVA CAPÍTULO I ORGANIZAÇÃO TÉCNICA 01 - GENERALIDADES 01.01 A elaboração do calendário dos Torneios Regionais

Leia mais

COMUNICADO Nº 30/2016

COMUNICADO Nº 30/2016 COMUNICADO Nº 30/2016 Exmos. Senhores, Para vosso conhecimento e como único aviso oficial, informamos V. Exas. do seguinte: SUMÁRIO Pág. 1 HÓQUEI EM PATINS 1.1 Inscrições - Época 2016/2017 Campeonato Nacional

Leia mais

DISPÕE SOBRE AS NORMAS PARA A COMPOSIÇÃO DOS ATLETAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA:

DISPÕE SOBRE AS NORMAS PARA A COMPOSIÇÃO DOS ATLETAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA: Folha: 1/9 DISPÕE SOBRE AS A COMPOSIÇÃO DOS ATLETAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA: 1. Para a composição da Seleção Brasileira, no mês de janeiro de cada ano, os atletas deverão passar por um Processo Seletivo,

Leia mais

As aulas teóricas serão realizadas no Auditório da Sede da AFVR e as práticas em campos a definir.

As aulas teóricas serão realizadas no Auditório da Sede da AFVR e as práticas em campos a definir. Organização O Curso de Treinadores de Futebol UEFA C / Raízes (Grau I) é organizado pela Associação de Futebol de Vila Real (AFVR), nos termos das Normas de Licenciamento de Cursos de Treinadores da Federação

Leia mais

Regulamento CAPÍTULO I SOBRE O CONCURSO

Regulamento CAPÍTULO I SOBRE O CONCURSO A COORDENAÇÃO GERAL da III SECITEC por meio deste edital abre inscrições para o 1º Concurso de desenho Arte e Ciência Regulamento CAPÍTULO I SOBRE O CONCURSO Parágrafo único Tema: luz, ciência e vida.

Leia mais

IIº CAMPEONATO CLUBE ESPANHOL DE FUTEBOL DE 6

IIº CAMPEONATO CLUBE ESPANHOL DE FUTEBOL DE 6 IIº CAMPEONATO CLUBE ESPANHOL DE FUTEBOL DE 6 REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º - O 2º Campeonato Clube Espanhol de Futebol de 6 será promovido pela superintendência de esporte do

Leia mais