P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/08

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/08"

Transcrição

1 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/08 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) T ( C) + 73,15 1 atm 760,0 mmhg PV nrt n a + V P m d V ( V nb) nrt

2 1 a Questão Uma solução aquosa de ácido clorídrico, HCl, cuja densidade 1,13 g ml -1 contém 5,7% de HCl em massa. a) Considerando que um volume de 1,5 ml da solução aquosa de HCl reagiu com 1,00 g de ferro, de acordo com a reação 1, calcule o rendimento percentual sabendo que 0,0070 g de gás hidrogênio, H, foram obtidos. b) Uma amostra sólida de,05 g contendo ferro, Fe, e alumínio, Al, é totalmente reagida com ecesso da solução de HCl de acordo com a reação 1 e com a reação, produzindo 0,105 g de H. Determine a percentagem, em massa, do Al na amostra. Fe(s) + HCl(aq) FeCl (aq) + H (g) Reação 1 Al(s) + 6 HCl(aq) AlCl 3 (aq) + 3 H (g) Reação

3 Resolução: Primeiro calcular a concentração molar do HCl(aq): 5,7 g de HCl 100 g de solução Concentração molar do HCl 1mol de HCl 36,46 g de HCl 1mL de solução 100 g de solução 1,13 g de solução 0,705 mol de HCl 0,08850 L de solução 0,704 mol de HCl 100 g de solução 88,50mL de solução 7,97 moll 1 a) Verificar qual é o reagente limitante: 1L 7,95 mol de HCl 1mol de H 1,5 ml 1000 ml 1L mol de HCl 1mol de Fe 1mol de H 1,00 de Fe 0,0179 mol de H 55,85 g de Fe 1 mol de Fe O HCl(aq) é o reagente limitante. 0, , % 0,00497 mol de H,0 g de H 0,00497mol de H 0,0100 g de H(rendimento teórico) 1mol de H O rendimento percentual é então :(0,0070 g é o rendimento real) b) considere que a massa de Al na amostra seja representada por 0,105 gh (,05 ) gfe 1mol Fe 55,85 g Fe 1mol H,0 gh 1mol Fe 1mol H 1mol Al 3 mol H,0 g H + ""g Al 6,98 g Al mol Al 1mol H 0,105 g H (,05 ) 0, ,11 0,105 0,074-0, ,11 0,0308 0,076 X 0,0308 0,405 g de Al 0,076 Agora calcular a composição percentual de Al 0,405 g Al % Al ,8%,05 g da amostra

4 a Questão Considere a reação de formação do iodeto de chumbo, PbI ; a partir do iodeto de potássio, KI, em nitrato de chumbo, Pb(NO 3 ). KI(aq) + Pb(NO 3 ) (aq) PbI (s) + KNO 3 (aq) Sabendo que 100 ml de uma solução aquosa de KI,,0 mol L -1 reage de forma completa com 100 ml de solução aquosa de Pb(NO 3 ), 1,0 mol L -1 para formação de iodeto de chumbo, PbI, responda os itens abaio. a) Calcule a fração molar do KI na solução,0 mol L -1, sabendo que a densidade da solução é 1,05 g ml -1. b) Calcule a quantidade de Pb(NO 3 ), em gramas, necessária para preparar 100 ml da solução 1,0 mol L -1. c) Calcule a concentração do KNO 3, em mol L -1, após a reação. Considere o volume ocupado pela massa do PbI (s) desprezível. d) Calcule a quantidade máima de PbI, em gramas, que pode ser formada.

5 Resolução: a) mol 1L MM KI 39, , g d 1,05 g 1 ml 0, mol 166 g 33, g Kl m solução 105,0 g 100 ml mol -m Kl 33, g m H O 71,8 g 18 3,988 mol H O HI n KI nki + n H O 0, 0, 3, ,048 0,05 b) MM 07, + {[14 + 3(15)]} 331g Pb(NO 3 ) m M m M.MM.V MM.V 1mol 331g 0,1L 33,1 g L mol -1 c) [KNO3 ] (moll ) VPbI desprezível KI(aq) + Pb(NO 3 ) (aq) KNO 3 (aq) + PbI (s) 100 ml 100 ml mol L -1 1mol L -1 Como os volumes de KI e Pb(NO 3 ) são iguais cada um ficou diluído à metade () quando foram colocados para reagir. Logo [KI] inicio da reação 1 mol L -1 [Pb(NO 3 ) ] inicio da reação 0,5 mol L -1 Como a reação precisa de KI: 1 Pb(NO 3 ) 3 e já temos esta proporção, estamos no ponto estequiométrico, ou seja, não há ecesso. Pela estequiometria KI KNO 3 1 KI 1 KNO 3 [KNO 3 ] [KI] 1 mol L -1

6 d) mpbi? KI + Pb(NO 3 ) KNO 3 + PbI Pela proporção estequiométrica 1 1 0,5 em 00 ml 0, 0,1 MM PbI 07, + (16,9) 461 g 1 mol 46,1 g 0,1

7 3 a Questão Em um reator fechado de volume igual a 10,0 L, uma massa de 00,0 g de urânio, U, foi colocada para reagir com gás flúor, F, inicialmente à pressão de 31,8 atm e temperatura de 50 C. Baseado nessas informações e assumindo o comportamento ideal para os gases, responda os itens a e b abaio. U(s) + 3F (g) UF 6 (g) a) Calcule a quantidade máima, em gramas, de UF 6 que se poderia obter na reação. b) Calcule a pressão total no reator no final da reação, considerando que o rendimento foi de 75% e que a temperatura foi mantida constante. c) Calcule a densidade do gás UF 6 a 100 C e 1 atm.

8 Resolução: a) Fazer uma relação de mols de reagentes: nu um/mmu 00 g/38 g mol -1 0,84 mol nf PV/RT (31,8 atm 10 L) / (0,08 atm L mol -1 K K) 1 mol O U é o reagente limitante, pois está em menor quantidade em relação ao balanço estequiométrico. U(s) + 3F (g) UF 6 (g) Início 0,84 mol 1 mol 0 mol Fim 0 (1,5) mol 0,84 mol muf 6 nuf 6 MMUF 6 0,84 35 g mol -1 95,6 g b) Se o rendimento for de 75%, as quantidades relativas da reação seriam calculadas em relação a 75% de 0,84 mol de UF 6, ou seja, 0,63 mol.: U(s) + F (g) UF 6 (g) Início 0,84 mol 1 mol 0 mol Fim 0,1 mol (1 1,9) mol 0,63 mol Ao final, tem-se dois componentes gasosos, o F residual (10,1 mol) e UF 6 (0,63 mol) Assim, o número total de gases no reator, ao final do processo seria 10,1 + 0,63 10,73 mol. Logo: P nrt/v 10,73 mol 0,08 atm L mol -1 K K / 10 L 8,4 atm. c) A C, um mol de UF 6 (35 g) ocuparia o seguinte volume: V nrt/p 1 mol 0,08 atm L mol -1 K K / 1 atm 30,5 L D m/v 35 g / 30,5 L 11,5 g L -1.

9 4 a Questão A Companhia Siderúrgica Nacional utiliza hematita, Fe O 3, para obtenção de ferro, Fe, considerando os equilíbrios abaio e supondo que essas reações ocorrem em um reator fechado de volume V. Faça o que se pede abaio: Fe O 3 (s) + 6CO(g) 4Fe(s) + 6CO (g) -3 K p1,110 Reação 1 6CO (g) 6CO(g) + 3O (g) -36 K p,710 Reação a) Escreva as epressões das constantes de equilíbrio, K e K. b) Eplique o efeito do aumento da temperatura no equilíbrio da reação 1 sabendo que esta reação é endotérmica? c) Eplique o efeito da diminuição do volume do reator no equilíbrio da reação. d) Eplique o efeito da pressão parcial de CO (g) no equilíbrio da reação. e) Escreva a reação química global a partir da reação 1 e, e calcule a pressão parcial de O no equilíbrio. p1 p a) Kps (1) P CO 6 / P CO 6 Kps () P CO 6 P O 3 / P CO 6 Resolução: b) c) d) Desloca para a direita (formação de produtos) Desloca para a esquerda (formação de reagentes) Desloca para a direita (formação de produtos) e) FeO3(s) 4 Fe(s) + 3O(g) Kps P O 3 5, P O 3 P O 3 1, atm

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/09/11

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/09/11 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/09/11 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L -1 K -1 T (K) = T ( C) + 73,15

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 14/09/2013

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 14/09/2013 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 14/09/2013 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K)

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/11/09

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/11/09 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 8/11/09 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão Dados gerais: 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 G o = H o - T S o G = - n F E o RT E =

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/07

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/07 1 - ROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/07 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) T ( C) + 73,15 1

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/05

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/05 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/05 Nome: Nº de Matrícula: Gabarito Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R 0,0821 atm L mol -1 K -1 K C + 273,15

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 15/09/2012

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 15/09/2012 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 15/09/01 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) = T ( C) + 73,15

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/06/08

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/06/08 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 8/06/08 Nome: Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes e equações: R 0,08 atm L mol -1 K -1 8,314 J mol -1

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Reagentes

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química:

ESTEQUIOMETRIA. Estudo das reações. Descrevendo uma reação química. Indicadores de uma reação química: ESTEQUIOMETRIA Estudo das reações Indicadores de uma reação química: Produção de um gás Liberação ou absorção de calor Formação de um precipitado Mudança de cor 3 Descrevendo uma reação química Representação

Leia mais

P4 PROVA DE QUÍMICA GERAL 02/12/08

P4 PROVA DE QUÍMICA GERAL 02/12/08 P4 PROVA DE QUÍMICA GERAL 0/1/08 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes e equações: R = 0,08 atm L mol -1 K -1 = 8,314

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA ESTEQUIOMETRIA Estequiometria é a parte da Química que estuda as proporções dos elementos que se combinam ou que reagem. MASSA ATÓMICA (u) É a massa do átomo medida em unidades de massa atómica (u). A

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 05/12/12

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 05/12/12 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 05/12/12 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes e equações: 273,15 K = 0 C R = 0,0821

Leia mais

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Os cálculos estequiométricos correspondem aos cálculos de massa, de quantidade de matéria e em alguns casos, de volumes das substâncias envolvidas

Leia mais

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria Professor Marcus Ennes -Estequiometria - RELAÇÕES FUNDAMENTAIS RAZÃO E PROPORÇÃO 1) Um formigueiro é composto por 2.000 formigas. Cada formiga consome por dia, 1.500 moléculas de glicose (C 6 H 12 O 6

Leia mais

Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados versão gases_v2_2005 Prof. Fabricio R.

Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados versão gases_v2_2005 Prof. Fabricio R. Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados Prof. Fabricio R. Sensato 1) Imagine que o pneu de uma bicicleta, contendo 0,406 mol de ar arrebente se a pressão interna

Leia mais

UNIRIO - Disciplina de Química Geral Lista de exercícios 2. 6NiF 2 (s) + 2Cl 2 (g) + 3O 2 (g)

UNIRIO - Disciplina de Química Geral Lista de exercícios 2. 6NiF 2 (s) + 2Cl 2 (g) + 3O 2 (g) UNIRIO - Disciplina de Química Geral Lista de exercícios 1. O trifluoreto de cloro, ClF, é um gás altamente tóxico, que pode ser usado, por exemplo, para converter óxido de níquel, NiO, em fluoreto de

Leia mais

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Química Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Re Resolução 1. O carbeto de cálcio CaC 2 (s) (massa molar = 64 g mol 1 ), também conhecido como carbureto, pode ser obtido aquecendo-se

Leia mais

Material 4: Estequiometria EQUAÇÕES QUÍMICAS REAGENTES PRODUTOS. Sódio + Água hidróxido de sódio + Hidrogênio

Material 4: Estequiometria EQUAÇÕES QUÍMICAS REAGENTES PRODUTOS. Sódio + Água hidróxido de sódio + Hidrogênio EQUAÇÕES QUÍMICAS REAÇÃO QUÍMICA: É o processo de uma mudança química (Átkins). Este processo é representado por meio de uma EQUAÇÃO QUÌMICA. As EQUAÇÕES QUÍMICAS são representadas por: REAGENTES PRODUTOS

Leia mais

Estequiometria. Priscila Milani

Estequiometria. Priscila Milani Estequiometria Priscila Milani Cálculo de massa para amostras impuras: Reagentes impuros, principalmente em reações industriais, ou porque eles são mais baratos ou porque eles já são encontrados na Natureza

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 08/04/03

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 08/04/03 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 08/04/03 Nome: Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: GABARITO Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,0 2 a 2,0 3 a 2,0 4 a 2,0 5 a 2,0 Total 10,0 R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 K =

Leia mais

A B EQUILÍBRIO QUÍMICO. H 2 + 2ICl I 2 + 2HCl. % Ach

A B EQUILÍBRIO QUÍMICO. H 2 + 2ICl I 2 + 2HCl. % Ach A B EQUILÍBRIO QUÍMICO H 2 + 2ICl I 2 + 2HCl!. % % Ach. Ac 1 Equilíbrio Químico - Reversibilidade de reações químicas A B Exemplo: N 2 (g) + 3H 2 (g) 2NH 3 (g) equilíbrio dinâmico aa + bb yy + zz Constante

Leia mais

Estequiometria Folha 04 Prof.: João Roberto Mazzei

Estequiometria Folha 04 Prof.: João Roberto Mazzei 01- (UFRRJ 2005) Observe a figura e leia o texto. No balão A, são adicionados carbonato de sódio e ácido clorídrico em quantidades suficientes para a produção de 11,2 litros de um gás, nas CNTP, sendo

Leia mais

11ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS Energia Livre

11ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS Energia Livre Pg. 1/5 1ª. Questão Considere o processo de sublimação (eq. 1) e a reação de dissociação (eq. 2) do iodo e responda o que se pede. Sublimação do iodo: I 2 (s) I 2 (g) eq. 1 Reação de dissociação do iodo:

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/09/04

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/09/04 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/09/0 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 K = C + 73,15 1 atm

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE Como pode cair no enem (UFF) O cloreto de alumínio é um reagente muito utilizado em processos industriais que pode ser obtido por meio da

Leia mais

Banco de Questões para o 2º ano MEDF. 1. De acordo com o gráfico abaixo, assinale o caminho que sugere a presença de catalisador. Explique.

Banco de Questões para o 2º ano MEDF. 1. De acordo com o gráfico abaixo, assinale o caminho que sugere a presença de catalisador. Explique. Banco de Questões para o 2º ano MEDF Cinética Química 1. De acordo com o gráfico abaixo, assinale o caminho que sugere a presença de catalisador. Explique. Gabarito: O caminho que sugere a presença de

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/05

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/05 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/05 Nome: Nº de Matrícula: Gabarito Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes K w [H + ] [OH - ] 1,0 x 10-14 a 5 o C F

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/07

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/07 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 8/06/07 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão Dados gerais: G = - n F E o a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 0,0 RT ΔE = ΔE lnq nf G = G o +

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA - QUÍMICA - Grupo J

PADRÃO DE RESPOSTA - QUÍMICA - Grupo J PADRÃO DE RESPOSTA - QUÍMICA - Grupo J 1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor Num recipiente de 3,0 L de capacidade, as seguintes pressões parciais foram medidas: N 2 = 0,500 atm; H 2 = 0,400 atm;

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS EXTRAS 2º TRIMESTRE 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS EXTRAS 2º TRIMESTRE 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professor: Lúcia Nascimento COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

21. Considere a seguinte expressão de constante de equilíbrio em termos de pressões parciais: K p =

21. Considere a seguinte expressão de constante de equilíbrio em termos de pressões parciais: K p = PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO 2003-2005 1 O DIA GABARITO 1 13 QUÍMICA QUESTÕES DE 21 A 30 21. Considere a seguinte expressão de constante de equilíbrio em termos de pressões parciais: K p = 1 p CO2 Dentre as

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/06/12

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/06/12 P4 - POVA DE QUÍMICA GEAL 30/06/ Nome: Nº de Matrícula: GABAITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau evisão a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 0,0 Constantes e equações: 73,5 K = 0 C = 0,08 atm L mol - K - = 8,345

Leia mais

9ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS 1 a. Lei da Termodinâmica

9ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS 1 a. Lei da Termodinâmica Pg. 1/5 1 a Questão Na combustão completa de 1,00 L de gás natural, a 25,0 C e pressão constante de 1,00 atm, houve liberação de 43,6 kj de calor. Sabendo que este gás é uma mistura contendo metano, CH

Leia mais

Química Fascículo 03 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida

Química Fascículo 03 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Química Fascículo 03 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Índice Estequiometria...1 Exercícios...2 Gabarito...4 Estequiometria Balanço de massas e de quantidades

Leia mais

Exercícios de Equilíbrio Químico

Exercícios de Equilíbrio Químico Exercícios de Equilíbrio Químico 1. Para a produção de energia, os mamíferos oxidam compostos de carbono nos tecidos, produzindo dióxido de carbono gasoso, CO (g), como principal subproduto. O principal

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 03/07/10

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 03/07/10 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 0/07/10 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes e equações: R = 0,08 atm L mol -1 K -1 = 8,14

Leia mais

Química. Xandão (Renan Micha) Soluções

Química. Xandão (Renan Micha) Soluções Soluções Soluções 1. (FUVEST) Sabe-se que os metais ferro (Fe 0 ), magnésio (Mg 0 ) e estanho (Sn 0 ) reagem com soluções de ácidos minerais, liberando gás hidrogênio e formando íons divalentes em solução.

Leia mais

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula /

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 4ª aula / 2016-2 Prof. Mauricio X. Coutrim (disponível em: http://professor.ufop.br/mcoutrim) REAÇÃO EM SOLUÇÃO AQUOSA São reações envolvendo compostos iônicos

Leia mais

Química Geral Experimental - Aula 6

Química Geral Experimental - Aula 6 Química Geral Experimental - Aula 6 Título da Prática: Determinação da massa molar do Magnésio. Objetivos: Determinação de sua massa molar do Magnésio a partir da reação com ácido. Acompanhar a cinética

Leia mais

FORMULÁRIO DE DIVULGAÇÃO DO CONTEÚDO DA PROVA FINAL E RECUPERAÇÃO FINAL

FORMULÁRIO DE DIVULGAÇÃO DO CONTEÚDO DA PROVA FINAL E RECUPERAÇÃO FINAL FORMULÁRIO DE DIVULGAÇÃO DO CONTEÚDO DA PROVA FINAL E RECUPERAÇÃO FINAL A) SÉRIE/ANO: 2º Ano Médio B) DISCIPLINA: Química - Enio C) CONTEÚDO A SER EXIGIDO/ORIENTAÇÃO PARA O ESTUDO: SOLUÇÕES: Coeficiente

Leia mais

Na obtenção de prata por eletrólise de solução aquosa de nitrato de prata, o metal se forma no: a) cátodo, por redução de íons Ag(+) b) cátodo, por

Na obtenção de prata por eletrólise de solução aquosa de nitrato de prata, o metal se forma no: a) cátodo, por redução de íons Ag(+) b) cátodo, por Na obtenção de prata por eletrólise de solução aquosa de nitrato de prata, o metal se forma no: a) cátodo, por redução de íons Ag(+) b) cátodo, por oxidação de íons ag(+) c) cátodo, por redução de átomos

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/06/09

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/06/09 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/06/09 Nome: Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes e equações: 1 atm = 760 mmhg R = 0,082

Leia mais

Exercícios: Cálculo estequiométrico

Exercícios: Cálculo estequiométrico Química Ficha 4 2 os anos Rodrigo fev/12 Nome: Nº: Turma: Exercícios: Cálculo estequiométrico 1. O carbeto de silício, SiC, é conhecido como carborundo. É uma substância muito dura, usada como abrasivo,

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/05

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/05 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/05 Nome: Nº de Matrícula: (Gabarito) Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,0 a,0 3 a,0 4 a,0 5 a,0 Total 10,0 Constantes K w [H + ] [OH - ] 1,0 x 10-14 a

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/11

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/11 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/11 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados gerais: G = - n F E G = G o + RT ln Q F = 96500

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/10/12

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/10/12 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/10/12 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados: T (K) = T ( C) + 273,15 R = 8,314

Leia mais

IME º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 Uma fonte de vanádio é o mineral vanadinita, cuja fórmula é Pb 5 (VO 4 ) 3 Cl. DETERMINE: A) A porcentagem em massa de vanádio

Leia mais

LABORATÓRIO DE QUÍMICA QUI126 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS

LABORATÓRIO DE QUÍMICA QUI126 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS 1. Soluções básicas servem para a dissolução de gorduras sólidas que obstruem tubulações das cozinhas. O hidróxido de sódio é um exemplo, pois reage com gorduras e gera produtos solúveis. Qual a massa

Leia mais

símbolos que indicam o estado da matéria de cada componente da reação: s para sólido, l para líquido, g para gasoso e aq para aquoso

símbolos que indicam o estado da matéria de cada componente da reação: s para sólido, l para líquido, g para gasoso e aq para aquoso ESTEQUIOMETRIA Estequiometria é uma palavra de origem grega que significa quantidade. Os cálculos decorrentes da estequiometria são importantes para quantificarmos reações químicas, ou seja, descobrirmos

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 22/10/05.

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 22/10/05. P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 22/10/05. Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes e Fatores de Conversão R = 8,314

Leia mais

Lista de Exercícios Lei de Hess, Cinética Química e Equilíbrio Químico Prof. Benfica

Lista de Exercícios Lei de Hess, Cinética Química e Equilíbrio Químico Prof. Benfica Lista de Exercícios Lei de Hess, Cinética Química e Equilíbrio Químico Prof. Benfica 1) A entalpia da reação (I) não pode ser medida diretamente em um calorímetro porque a reação de carbono com excesso

Leia mais

É proibido portar celular

É proibido portar celular Química Teste/Prova os anos Rodrigo abr/ Nome: Nº: Turma: INSTRUÇÕES GERAIS. Nenhum material deve estar embaixo das carteiras. Livros e mochilas devem ficar guardados no armário.. Sobre a mesa, deixe apenas

Leia mais

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química.

O processo B é químico. Ocorre uma recombinação entre os átomos, formando novas substâncias químicas. Há ocorrência de reação química. 01 O processo A é físico. Não há transformação das espécies químicas apresentadas, ou seja, é um processo de mistura sem que haja a ocorrência de reação química. O processo B é químico. Ocorre uma recombinação

Leia mais

Química Analítica I Tratamento dos dados analíticos Soluções analíticas

Química Analítica I Tratamento dos dados analíticos Soluções analíticas Química Analítica I Tratamento dos dados analíticos Soluções analíticas Profª Simone Noremberg Kunz 2 Mol Medidas em química analítica É a quantidade de uma espécie química que contém 6,02x10 23 partículas

Leia mais

Departamento de Física e Química Química Básica Rodrigo Vieira Rodrigues. Constante produto solubilidade

Departamento de Física e Química Química Básica Rodrigo Vieira Rodrigues. Constante produto solubilidade Departamento de Física e Química Química Básica Rodrigo Vieira Rodrigues Constante produto solubilidade Equilíbrio de Solubilidade Considerando uma solução saturada de cloreto de prata, AgCl. Se continuarmos

Leia mais

1. (Fuvest modificado) Ao misturar acetona com bromo, na presença de ácido, ocorre a transformação representada pela equação química:

1. (Fuvest modificado) Ao misturar acetona com bromo, na presença de ácido, ocorre a transformação representada pela equação química: Química Avaliação Mensal 3 os anos Décio e Vivian mar/12 Nome: Nº: Turma: GABARITO PROVA MENSAL 1º BIMESTRE 1. (Fuvest 2012 - modificado) Ao misturar acetona com bromo, na presença de ácido, ocorre a transformação

Leia mais

GABARITO - QUÍMICA - Grupo A

GABARITO - QUÍMICA - Grupo A GABARITO - QUÍMICA - Grupo A 1 a QUESTÃO: (2,0 pontos) Avaliador Revisor O teor do íon Cl - existente nos fluidos corporais pode ser determinado através de uma analise volumétrica do íon Cl - com o íon

Leia mais

REAÇÕES QUÍMICAS. Equações Químicas. (l) (s) + 6 Cl 2. (g) 4 PCl 3 P 4

REAÇÕES QUÍMICAS. Equações Químicas. (l) (s) + 6 Cl 2. (g) 4 PCl 3 P 4 ESTEQUIOMETRIA REAÇÕES QUÍMICAS Conversão de substâncias simples ou compostos em diferentes substâncias simples ou compostos Fumaça branca de NH 4 Cl resultante da reação química entre NH 3 e HCl Equações

Leia mais

PAGQuímica 2011/1 Exercícios de Equilíbrio Químico

PAGQuímica 2011/1 Exercícios de Equilíbrio Químico PAGQuímica 2011/1 Exercícios de Equilíbrio Químico 1. Para o equilíbrio gasoso entre NO e O 2 formando NO 2 (2 NO (g) + O 2 (g) 2 NO 2 (g)), a constante de equilíbrio é Kc = 6,45 x 10 5. a) em que concentração

Leia mais

3ª Série / Vestibular. As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar que, na reação:

3ª Série / Vestibular. As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar que, na reação: 3ª Série / Vestibular 01. I _ 2SO 2(g) + O 2(g) 2SO 3(g) II _ SO 3(g) + H 2O(l) H 2SO 4(ag) As equações (I) e (II), acima, representam reações que podem ocorrer na formação do H 2SO 4. É correto afirmar

Leia mais

Especial Específicas (UNIFESP, UNESP, UEPG)

Especial Específicas (UNIFESP, UNESP, UEPG) Especial Específicas (UNIFESP, UNESP, UEPG) 1. (UNIFESP) Os polímeros fazem parte do nosso cotidiano e suas propriedades, como temperatura de fusão, massa molar, densidade, reatividade química, dentre

Leia mais

(a) Calcule a percentagem de urânio na carnotita. (b) Que massa de urânio pode ser obtida a partir de 1350 g de carnotita.

(a) Calcule a percentagem de urânio na carnotita. (b) Que massa de urânio pode ser obtida a partir de 1350 g de carnotita. Cálculos com fórmulas e equações químicas 3. 3.1 A análise de uma pequena amostra de Pb 3 (PO 4 ) 2 apresentou a quantidade de 0,100 g de chumbo. Responda os itens abaixo usando estes dados e as massas

Leia mais

Lista de exercícios - Bloco 2 - Aula 25 a 28 - Equilíbrio Químico - Conceitos gerais e cálculo (Kc e Kp) 1. (Unicid - Medicina 2017) Considere os equilíbrios: 1. 2 SO 2 (g) + O 2 (g) 2 SO 3 (g) 25 Kc =

Leia mais

Prof. Vanderlei I Paula -

Prof. Vanderlei I Paula - Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Físico Química I Prof. Vanderlei I Paula Gabarito 3 a lista de exercícios 01 Alimentos desidratados apresentam maior durabilidade e mantêm a maioria das

Leia mais

Equilíbrio Químico Folha 2.1 Prof.: João Roberto Mazzei

Equilíbrio Químico Folha 2.1 Prof.: João Roberto Mazzei 01. A cisteína é um aminoácido que contém enxofre e é encontrada na feijoada, devido às proteínas da carne e derivados. A reação de conversão da cisteína em cistina ocorre de acordo com a seguinte equação

Leia mais

1.1. A partir de 10 mol de ácido nítrico qual é a massa de nitrato de amónio que se obtém?

1.1. A partir de 10 mol de ácido nítrico qual é a massa de nitrato de amónio que se obtém? Escola Secundária de Lagoa Física e Química A 11º Ano Turma A Paula Melo Silva Ficha de Trabalho 5 Cálculos estequiométricos 1. O ácido nítrico é uma das mais importantes substâncias inorgânicas industriais.

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08 2 - ROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Quão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes: R 8,314 J mol -1 K -1 0,0821 atm L

Leia mais

1 Titulação Redox (Volumetria de Oxirredução)

1 Titulação Redox (Volumetria de Oxirredução) 1 Titulação Redox (Volumetria de Oxirredução) Considere a titulação de 100,0 ml de Fe 2+ 0,100 M com Ce 4+ 0,100 M; em uma solução com H 2 S0 4 0,5 M. DADOS: Fe 3+ + e Fe 2+ E = 0,700 V ; Ce 4+ + e Ce

Leia mais

A) Se a massa molar do composto C é 76 g.mol 1, determine as fórmulas químicas para os compostos A, B, C, D e E.

A) Se a massa molar do composto C é 76 g.mol 1, determine as fórmulas químicas para os compostos A, B, C, D e E. VTB 2008 2ª ETAPA Solução Comentada da Prova de Química 01. Na análise de 5 (cinco) diferentes compostos (A, B, C, D e E) formados apenas por nitrogênio e oxigênio, observou-se que as relações de massas

Leia mais

Cálculo Estequiométrico

Cálculo Estequiométrico Cálculo Estequiométrico 1. (UFPE-PE) Um pedaço de ferro pesando 5,60 gramas sofreu corrosão quando exposto ao ar úmido por um período prolongado. A camada de ferrugem formada foi removida e pesada, tendo

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 16/05/03

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 16/05/03 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 6/05/03 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Constantes: Questão Valor Grau Revisão a 2,0 2 a 2,0 3 a 2,0 4 a 2,0 5 a 2,0 Total 0,0 R = 8,34 J mol - K - R =

Leia mais

Solubilidade, estequiometria, misturas e gases

Solubilidade, estequiometria, misturas e gases Solubilidade, estequiometria, misturas e gases 1) O cientista italiano Amedeo Avogadro, na tentativa de compreender relações de volumes nas reações dos gases, propôs uma hipótese, estabelecendo que (CNTP

Leia mais

CONSIDERAÇÕES INICIAIS

CONSIDERAÇÕES INICIAIS REAÇÕES INORGÂNICAS CONSIDERAÇÕES INICIAIS CLASSIFICAÇÕES 1. Reação de síntese ou adição 2. Reação de decomposição ou análise 3. Reação de deslocamento ou simples troca 3.1 Metais Zn (s) + CuSO 4(aq) ZnSO

Leia mais

AULA 10 ESTEQUIOMETRIA

AULA 10 ESTEQUIOMETRIA AULA 10 ESTEQUIOMETRIA Cálculo estequiométrico ou estequiometria é o cálculo de quantidades de substâncias que interagem, pode ser do reagente consumido ou do produto formado. Baseia-se nas proporções

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO. Profa. Loraine Jacobs DAQBI.

EQUILÍBRIO QUÍMICO. Profa. Loraine Jacobs DAQBI. EQUILÍBRIO QUÍMICO Profa. Loraine Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs É a parte da físico-química que estuda as reações reversíveis e as condições para

Leia mais

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO 1- Um aluno de química, ao investigar as propriedades de gases, colocou uma garrafa plástica (PET), contendo ar e devidamente fechada, em um freezer e observou

Leia mais

Relações Mássicas em Reacções Químicas

Relações Mássicas em Reacções Químicas Capítulo 3 Relações Mássicas em Reacções Químicas Massa Atómica N.º de Avogadro e Massa Molar Massa Molecular Espectrómetro de Massa Composição Percentual dos Compostos Determinação Experimental de Fórmulas

Leia mais

Cargo: B Técnico de Laboratório - Química

Cargo: B Técnico de Laboratório - Química da Parte Discursiva da Prova Objetiva-Discursiva QUESTÃO 1: Cargo: B-204 - Técnico de Laboratório - Química Uma forma de obter H 2 limpo para utilizar em células a combustível é através do processo de

Leia mais

SOLUÇÕES PREPARO DE SOLUÇÕES. 1. Concentração (C) 3. Percentagem em massa ou em volume. 2. Concentração molar (M)

SOLUÇÕES PREPARO DE SOLUÇÕES. 1. Concentração (C) 3. Percentagem em massa ou em volume. 2. Concentração molar (M) PREPARO DE SOLUÇÕES SOLUÇÕES (a) (b) (c) 1. Concentração (C) C = massa de soluto / volume da solução A unidade usual para concentração é gramas por litro (g/l). 2. Concentração molar (M) M = mol de soluto

Leia mais

Departamento de Física e Química Química Básica Rodrigo Vieira Rodrigues

Departamento de Física e Química Química Básica Rodrigo Vieira Rodrigues Departamento de Física e Química Química Básica Rodrigo Vieira Rodrigues Equilíbrio Químico Todas as reações tendem alcançar o equilíbrio químico Quando as velocidades das reações directa e inversa forem

Leia mais

Estequiometria. Índice. Por Victor Costa

Estequiometria. Índice. Por Victor Costa Estequiometria Por Victor Costa Índice 1. Massa atômica 2. Mol 3. Massa molar 4. Massa molecular 5. Composição percentual 6. Reação química 7. Balanceamento 8. Reagente limitante 9. Rendimento Essa aula

Leia mais

Fuvest 2009 (Questão 1 a 8)

Fuvest 2009 (Questão 1 a 8) (Questão 1 a 8) 1. Água pode ser eletrolisada com a finalidade de se demonstrar sua composição. A figura representa uma aparelhagem em que foi feita a eletrólise da água, usando eletrodos inertes de platina.

Leia mais

O que você deve saber sobre

O que você deve saber sobre O que você deve saber sobre Podemos conhecer as grandezas que regem a quantificação dos fenômenos químicos identificando o comportamento da massa, do número de partículas e do volume de diferentes substâncias.

Leia mais

(g) (92 g/mol). O sistema é aquecido até 27 C, ocorrendo a reação a seguir: 1 N 2. (g) F 2 NO 2. (g) é igual a 20%, calcule a pressão parcial de N 2

(g) (92 g/mol). O sistema é aquecido até 27 C, ocorrendo a reação a seguir: 1 N 2. (g) F 2 NO 2. (g) é igual a 20%, calcule a pressão parcial de N 2 Resolução das atividades complementares 3 Química Q34 Grau de equilíbrio a p. 10 1 (Faap-SP) Em um recipiente indeformável de 10 L são colocados 46 g de N (9 g/mol). O sistema é aquecido até 7, ocorrendo

Leia mais

PAG Química Equilíbrio Químico 1. Para o equilíbrio gasoso entre NO e O 2 formando NO 2 (2 NO (g) + O 2 (g) 2 NO 2 (g)), a constante de equilíbrio é

PAG Química Equilíbrio Químico 1. Para o equilíbrio gasoso entre NO e O 2 formando NO 2 (2 NO (g) + O 2 (g) 2 NO 2 (g)), a constante de equilíbrio é 1. Para o equilíbrio gasoso entre NO e O 2 formando NO 2 (2 NO (g) + O 2 (g) 2 NO 2 (g)), a constante de equilíbrio é Kc = 6,45 x 10 5. a) em que concentração de O 2 as concentrações de NO 2 e de NO são

Leia mais

Química PROF.Fill. Gabarito comentado pelo professor Fill, que compõe a nossa maravilhosa equipe de Química.

Química PROF.Fill. Gabarito comentado pelo professor Fill, que compõe a nossa maravilhosa equipe de Química. Química PROFFill Uerj 2013/2014 Gabarito comentado pelo professor Fill, que compõe a nossa maravilhosa equipe de Química Um nanotubo é uma estrutura cilíndrica microscópica formada apenas por átomos de

Leia mais

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I Aluno (a): Profº: RICARDO Série: Data: / / Disc: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I 1. Uma Massa fixa de um gás ideal foi submetida a uma série de transformações isotérmicas e alguns dos valores

Leia mais

Lista de exercícios extras: Casos Especiais de Cálculo Estequiométrico.

Lista de exercícios extras: Casos Especiais de Cálculo Estequiométrico. DISCIPLINA PROFESSOR QUÍMICA REVISADA DATA (rubrica) ROSEMARIE 03 2017 NOME Nº ANO TURMA ENSINO 2º MÉDIO Lista de exercícios extras: Casos Especiais de Cálculo Estequiométrico. 01. (Ufrj) A diferença de

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO CURCEP UNIDADE 09 QUÍMICA B

EQUILÍBRIO QUÍMICO CURCEP UNIDADE 09 QUÍMICA B EQUILÍBRIO QUÍMICO CURCEP UNIDADE 09 QUÍMICA B 01 - (UFPR) O íon cromato (CrO 4 ) de cor amarela e o íon dicromato (CrO7 ) de cor laranja podem ser utilizados em processos de eletrodeposição para produzir

Leia mais

Química C Extensivo V. 1

Química C Extensivo V. 1 GABARIT Química C Extensivo V. 1 Exercícios 01) C 10 H 14 5 NSP C: 12. 10 = 120 H: 1. 14 = 14 :. 5 = 80 N: 14. 1 = 14 S: 32. 1 = 32 P: 31. 1 = 31 291 u 02) C 9 H 13 3 N C: 12. 9 = 108 H: 1. 13 = 13 :.

Leia mais

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira)

Qui. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Semana 15 Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. 23

Leia mais

Aula INTRODUÇÃO À ESTEQUIOMETRIA META OBJETIVOS PRÉ-REQUISITOS

Aula INTRODUÇÃO À ESTEQUIOMETRIA META OBJETIVOS PRÉ-REQUISITOS INTRODUÇÃO À ESTEQUIOMETRIA Aula 9 META Apresentar o estudo das equações usadas para representar as mudanças químicas e utilizar essas equações para definir as quantidades relativas de elementos combinados

Leia mais

PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS2007/UFG

PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS2007/UFG UFG-PS/7 PROVAS DA SEGUNDA ETAPA PS7/UFG Esta parte do relatório mostra o desempenho dos candidatos do grupo na prova de Química da ª etapa do PS7. Inicialmente, são apresentados os dados gerais dos candidatos

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA Folha 01 João Roberto Mazzei

ESTEQUIOMETRIA Folha 01 João Roberto Mazzei 01. (UFC 2009) O principal componente da cal, importante produto industrial fabricado no Ceará, é o óxido de cálcio (CaO). A produção de CaO se processa de acordo com a seguinte reação química: CaCO 3(s)

Leia mais

Exercícios de Termoquímica

Exercícios de Termoquímica Exercícios de Termoquímica 1. Quando se adiciona cal viva (CaO) à água, há uma liberação de calor devida à seguinte reação química: CaO + H2O Ca (OH)2 + X kcal/mol Sabendo-se que as entalpias de formação

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA DE REAÇÕES QUÍMICAS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

ESTEQUIOMETRIA DE REAÇÕES QUÍMICAS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS ESTEQUIOMETRIA DE REAÇÕES QUÍMICAS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Aula 10 META Mostrar como se realizam cálculos estequiométricos de reações em que um dos reagentes encontra-se em excesso, além de calcular

Leia mais

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K Disciplina de Físico Química I - Equação de Clapeyron Misturas Gases reais. Prof. Vanderlei Inácio de Paula contato: vanderleip@anchieta.br Lei de Avogadro 1 Lei de Avogadro Equação de Clayperon CNTP 1

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA. Lista IV complementar. 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada:

ESTEQUIOMETRIA. Lista IV complementar. 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada: 1. A combustão completa do metanol pode ser representada pela equação nãobalanceada: CH 3 OH (l) + O 2(g) = CO 2(g) + H 2 O (l) (A) 1,0 mol (B) 1,5 mols (C) 2,0 mols (D) 2,5 mols (E) 3,0 mols Quando se

Leia mais

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação?

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Capítulo 2 Gases 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Van der Waals verificou que o fato do gás real não se comportar como o gás ideal é

Leia mais

Gabarito Química Grupo J. 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor. Considerando-se as substâncias I, II e III mostradas abaixo,

Gabarito Química Grupo J. 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor. Considerando-se as substâncias I, II e III mostradas abaixo, VESTIB LAR Gabarito Química Grupo J 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor Considerando-se as substâncias I, II e III mostradas abaixo, I) 2-clorobutano II) hidroxi benzeno III) tolueno a) Escreva

Leia mais