Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro 2010 www.casadefranciscodeassis.org.br"

Transcrição

1 Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro 2010

2 2 - Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro 2010 EDITORIAL INFORME SOCIAL Se você precisa de atendimento no Setor Terapêutico ou de Assistência Social, dirija-se à Secretaria e marque uma consulta ou entrevista. Todos os atendimentos serão feitos com hora e dia marcados com antecedência. Amigas e amigos: O ano está acabando, o setor Espiritual encerrará suas atividades no dia 15 de dezembro, retornando apenas em Fevereiro e o último dia de aulas da Creche será no dia 17 de dezembro. Como sempre, foi um ano de muita batalha e expectativas. A liberação da verba do convênio com o CEDCA, ao que parece, ficará para o próximo ano, impedindo a execução de muitas benfeitorias, como a substituição da mobília da creche. A nossa Vivência da Primavera foi um grande sucesso e, no dia 6 deste mês, realizamos o nosso Brechó Chique 3ª Edição e ainda teremos, no dia 27, o evento Presságios Para encerrar o ano, no dia 4 de dezembro faremos o nosso tradicional churrasco de confraternização, cujos convites estarão à venda na Secretaria por R$ 35,00. Vamos reunir os amigos e comemorar mais um ano de conquistas! Quantos eventos, não? Impossível seria manter nosso atendimento espiritual e projetos sociais sem eles. No final do ano, então, fica mais difícil, pois os compromissos são ainda maiores pois, além dos pagamentos de salários, temos o 13º e férias coletivas dos funcionários. Por esse motivo, faço um apelo a todos os amigos da CFA, para que não deixem de contribuir nos próximos meses, pois sem a ajuda de vocês não teremos condições de honrar tudo isso, comprometendo a continuidade dos trabalhos da Casa. Também conto com vocês na campanha Traga mais um amigo para a CFA, onde cada um nos ajudará conquistando pelo menos mais um contribuinte, divulgando o nosso trabalho, mostrando a importância e o impacto social que causa. Como é bom estarmos juntos, fazendo a nossa parte por um Brasil melhor e mais justo, ajudando os nossos irmãos a conquistar melhores oportunidades e cidadania! Repetindo a frase de Chico Xavier, Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. Venha nos ajudar a construir esse novo fim para o nosso país, seja voluntário, contribua, apadrinhe uma criança. Se cada um de nós carregar um copo d'água, apagaremos o incêndio! Como não haverá a edição de Dezembro do Clara Palavra, apenas um informativo prestando conta dos atendimentos e da movimentação do ano, encerro desejando a todos um Natal de muito amor, PAZ e harmonia, que 2011 seja um ano repleto de realizações e que a Corrente Franciscana os ilumine e ampare. Elizabeth Menezes Bomfim Diretoria para o Mandato 2010 / 2012: Presidente - Elizabeth Menezes Bomfim; Vice-Presidente - Fernando Soares de Moura Lins; 1ª Secretária - Vera Moraes; 2ª Secretária - Berenice Maria da Silva; 1ª Tesoureira - Regina Célia de Souza Pereira; 2ª Tesoureira - Anita Galperin Barberi; Conselho Fiscal - Jorge Luiz da Rocha, Janet Jabour, Geuza Muguet Costa; Suplentes - Patricia Vasconcelos Boavista da Cunha, José Eduardo Albuquerque Sampaio; Conselho Superior Beatriz Antunes Frering, Ágata Messina, Paulo Roberto de Lima, Dolores dos Santos, Sérgio Luiz Rodrigues da Cruz; Suplentes - José Carlos dos Santos, Hilsete de Faria Ribeiro. Clara Palavra Colaboradores: Benedito Calheiros Bomfim, Beth Bomfim, Janet Jabour, Myrian Coutinho, Thaís Meyer Barreto Design gráfico: Andrei Bastos CASA DE FRANCISCO DE ASSIS SESSÕES PÚBLICAS Segundas-feiras 19 horas (fechamento dos portões às 19:30 horas) Quartas-feiras 14 horas (fechamento dos portões às 14:30 horas) Homeopatia (crianças) Dra. Roseane Debatin CRM Nutrição Dra. Valéria W. Azevedo CRN Psicologia Infantil Daniel Fraga Pacheco Machado CRP 05/35406 Psicologia Angela P. Machado CRP 05/18245 Aline Tarouquela M. de Sousa e Silva CRP 05/38594 Ângela Maria T. Leão CRP 05/1431 Carla Aparecida Gomes Ferreira CRP 05/28816 Lúcia Angélica R. Carvalho CRP 05/20691 Priscilla Guimarães Rebello de Mendonça CRP 05/13050 Polyanne da Silva Mendonça CRP Soraya Sayão B. Gomes CRP Urbano F. P. da Conceição CRP 05/28933 Vitória Pamplona CRP 05/03078 (Orientações a gestantes) Psiquiatria Dr. Edson Carpes CRM Ginecologia Carmen Candelária CRM Cardiologia Dr. Lúcio Pereira de Souza CRM Fisioterapia Micheleni Menezes Maurat CREFITO F Odontologia (adultos e crianças) Dr. José Ricardo Furtado CRO Dra. Jamilla B. M. da Silveira CRO 5690 Dra. Gilse N. de Bretas Carvalho CRO 2082 Dr. William Lucas Vidovich CRO Shiatsu / Bioenergética / Reflexologia Valquirio Quirino Bomfim Encaminhamento jurídico Dr. Carlos Roberto C. de Matos OAB/RJ Dr. Wolnei Mesquitela Maia OAB/RJ Dra. Ida Angélica Ribeiro OAB/RJ Dra. Débora de Almeida Carvalho OAB/RJ Serviço Social Renata Silva CRESS Clara Palavra é um informativo da Casa de Francisco de Assis, declarada de utilidade pública estadual pelo Decreto 808/84 de * Declarada de utilidade pública federal pela portaria 972 de * CNAS Conselho Nacional de Assistência Social nº /01-14 * CMAS Conselho Municipal de Assistência Social nº 0295/00 * CMDCA Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente nº 49/2004 de 20/10/2004 Inscr. Municipal/ISS nº * CNPJ / Rua Alice, 308 Laranjeiras Rio de Janeiro / RJ CEP tel/fax: (21) e (21)

3 Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro NA CRECHE SANTA CLARA, O RESPEITO À NATUREZA Estimulados pelo evento Vivência da Primavera, uma tradição da CFA que acontece há 20 anos no mês de outubro, as crianças da Creche Santa Clara também entraram nas questões de cidadania, respeito à natureza e preservação do meioambiente. Veja alguns dos trabalhos produzidos por eles, em sala de aula, a respeito desses temas. Comemora-se este ano o centenário de Chico Xavier e muitos eventos irão marcar a data. Em homenagem ao grande médium mineiro, o jornal Clara Palavra está publicando, ao longo de todo o ano de 2010, fatos da vida dele relatados no livro Lindos Casos de Chico Xavier, de autoria de Ramiro Gama. A PRIMEIRA SESSÃO De princípios de 1920 a 1927, Chico não mais conseguiu avistar-se pessoalmente com o espírito de Dona Maria João de Deus, sua mãe. Integrado na comunidade católica, obedecia às obrigações que lhe eram indicadas pela Igreja. Confessava-se, comungava, comparecia pontualmente à missa e acompanhava as procissões. Terminara o curso primário no Grupo Escolar São José, de Pedro Leopoldo, em 1923, levantando-se às seis da manhã para começar às sete as tarefas escolares e entrando para o serviço da fábrica às três da tarde para sair às onze da noite. O trabalho, porém, era exaustivo e, em 1925, deixou a fábrica empregando-se na venda do Sr. José Felizardo Sobrinho, onde o trabalho ia das seis e meia da manhã às oito da noite, com o salário de treze cruzeiros por mês. Entretanto, continuavam as perturbações noturnas. Depois de dormir, caía em transes surpreendentes. Perambulava pela casa, falava em voz alta, dava notícias de pessoas que sofriam no Além, mantinha longas conversações, cujo fio era impenetrável aos familiares aflitos... Em 1927, porém, eis que sua irmã, d. Maria da Conceição Xavier, cai doente. Era um doloroso processo de obsessão. Tratada carinhosamente pelo confrade Sr. José Hermínio Perácio, a jovem curou-se. Foi assim que se realizou a primeira sessão espírita no lar da família Xavier, em Pedro Leopoldo. Perácio, na direção, pronunciava vibrante prece. Na mesa, dois livros. Eram eles o Evangelho Segundo o Espiritismo e O livro dos Espíritos, de Allan Kardec. O espírito de Dona Maria João de Deus comparece e grafa longa mensagem aos filhos presentes, através da médium D. Carmem Pena Perácio, devotada esposa do companheiro a que nos referimos. Reporta-se a cada filho de maneira particular. E, dirigindo-se ao Chico, comove-o escrevendo: - Chico, meu filho, eis que nos achamos juntos novamente. Os livros à sua frente são dois tesouros de luz. Estude-os, cumpra os seus deveres e, em breve, a Bondade Divina nos permitirá mostrar a você os seus novos caminhos. E assim, realmente, aconteceu.

4 4 - Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro 2010 Realmente o tema desperta algumas dúvidas. Mesmo alguns companheiros espíritas perguntam se devem ou não ir aos cemitérios no dia 2 de Novembro, se isto é importante ou não. Antes de tudo, lembremos que o respeito instintivo do homem pelos desencarnados, os chamados mortos, é uma conseqüência natural da intuição que as pessoas têm da vida futura. Não faria nenhum sentido o respeito ou as homenagens aos mortos se no fundo o homem não acreditasse que aqueles seres queridos continuassem vivendo de alguma forma. É um fato curioso que mesmo aqueles que se dizem materialistas ou ateus nutrem este respeito pelos mortos. Embora o culto aos mortos ou antepassados seja de todos os tempos, Léon Denis nos diz que o estabelecimento de uma data específica para a comemoração dos mortos é uma iniciativa dos druidas, antigo povo que viveu na região que hoje é a França. Os druidas, um povo que acreditava na continuação da existência depois da morte, se reunia nos lares, não nos cemitérios, no primeiro dia de novembro, para homenagear e evocar os mortos. A noção de imortalidade que a maioria das pessoas tem, no entanto, ainda é confusa, fazendo com que as multidões se encaminhem para os cemitérios, como se o cemitério fosse a morada eterna daqueles que pereceram. O Espiritismo ensina o respeito aos desencarnados como um dever de fraternidade, mas mostra que as expressões de carinho não precisam ser realizadas no cemitério, nem é necessário haver um dia especial para que tais lembranças ou homenagens sejam realizadas. Mas para os espíritos desencarnados, o dia 2 de Novembro tem alguma coisa mais solene, mais importante? Eles se preparam para visitar os que vão orar sobre os túmulos? É preciso entender que nossa comunicação com os desencarnados é realizada através do pensamento. As preces, as orações, são vibrações do pensamento que alcançam os espíritos. Nossos entes queridos desencarnados são sensíveis ao nosso pensamento. Se existe entre eles e nós o sentimento de verdadeira afeição, se existe esse laço de sintonia, eles percebem nossos sentimentos e nossas preces, independente de ser dia de finados ou não. Esse é o aspecto consolador da Doutrina Espírita: a certeza de que nossos queridos desencarnados, nossos pais, filhos, parentes e amigos, continuam vivos e continuam em relação conosco através do pensamento. Não podemos privar de sua presença física, mas o sentimento verdadeiro nos une e eles estão em relação conosco, conforme as condições espirituais em que se encontrem. Realizaram a grande viagem de retorno à pátria espiritual antes de nós, nos precederam na jornada de retorno, mas continuam vivos e atuantes. Um amigo incrédulo uma vez nos falou: Só vou continuar vivo na lembrança das pessoas. Não é verdade. Continuamos tão vivos após a morte quanto estamos vivos agora. Apenas não dispomos mais deste corpo de carne, pesado e grosseiro. Então, os espíritos atendem sim aos chamados do pensamento daqueles que visitam os túmulos. No dia 2 de Novembro, portanto, como nos informam os amigos espirituais, o movimento nos cemitérios, no plano espiritual, é muito maior, porque é muito maior o número de pessoas que evocam, pelas preces e pelos sentimentos, os desencarnados. Questões sobre o tema: P - Se estes desencarnados pudessem se tornar visíveis, como eles se mostrariam? R - Com a forma que tinham quando estavam encarnados, para que pudessem ser reconhecidos. Não é raro que o espírito quando desencarne sofra ou provoque alterações na sua aparência, ou seja, no seu corpo espiritual. Espíritos que estão em equilíbrio mental e emocional podem se apresentar com uma aparência mais jovem do que tinham quando estavam encarnados, enquanto outros podem inclusive adotar a aparência que tinham em outra encarnação.por outro lado, espíritos que estão em desequilíbrio podem ter uma aparência muito diferente da que tinham no corpo, pois o corpo espiritual mostra o verdadeiro estado interior do espírito. P - E quanto aos espíritos esquecidos, cujos túmulos não são visitados? Como se sentem? R - Isto depende muito do estado do espírito.muitos já reconhecem que a visita aos túmulos não é fundamental para se sentirem amados. Outros, no entanto, comparecem aos cemitérios na esperança de encontrar alguém que ainda se lembre deles e se entristecem quando se vêem sozinhos. P - A visita ao túmulo traz mais satisfação ao desencarnado do que uma prece feita em sua intenção? R - Visitar o túmulo é a exteriorização da lembrança que se tem do espírito querido, é uma forma de manifestar a saudade, o respeito e o carinho. Desde que realizada com boa intenção, sem ser apenas um compromisso social ou protocolar, desde que não se prenda a manifestações de desespero, de cobranças, de acusações, como ocorre em muitas situações, a visitação ao túmulo não é condenável. Apenas é desnecessária, pois a entidade espiritual não se encontra no cemitério, e pode ser lembrada e homenageada através da prece em qualquer lugar. A prece ditada pelo coração, pelo sentimento, santifica a lembrança e é sempre recebida com prazer e alegria pelo desencarnado. P - No ambiente espiritual dos cemitérios comparecem apenas os espíritos cujos corpos foram lá enterrados? R - Não. Segundo as narrativas, o ambiente espiritual dos cemitérios fica bastante tumultuado no chamado Dia de Finados. E isto ocorre por vários motivos. Primeiro, como já dissemos, pela própria quantidade de pessoas que visitam os túmulos. Cada um de nós levamos nossas companhias espirituais, somos acompanhados pelos espíritos familiares. Depois, porque muitos espíritos que estão vagando desocupados e curiosos do plano espiritual também acorrem aos cemitérios, atraídos pelo movimento da multidão, tal como ocorre entre os encarnados. Alguns comparecem respeitosos enquanto outros se entregam à galhofa e à zombaria. P -- E existem espíritos que permanecem fixados no ambiente do cemitério depois de sua desencarnação? R - Sim, embora esta não seja uma ocorrência comum. Além disso, devemos nos lembrar que nos cemitérios, bem como em qualquer lugar, existem equipes espirituais trabalhando para auxiliar, dentro do possível, os que estão em sofrimento. P - Os espíritos dão alguma importância ao tratamento que é dado ao seu túmulo? As flores, os enfeites, as velas, os mausoléus,influenciam no estado espiritual do desencarnado? R - Não. Somente os espíritos ainda muito ligados às manifestações materiais poderiam se importar com o estado do seu túmulo, e mesmos estes, em pouco tempo, percebem a inutilidade, em termos espirituais, de tais arranjos. O carinho com que são cuidados os túmulos só tem algum sentido para os encarnados, que devem se precaver para não criarem um estranho tipo de culto. Não devemos converter as necrópoles vazias em salas de visita do além. Há locais mais indicados para nos lembrarmos daqueles que partiram. P - E que tipo de local seria este? R _ O lar! Nossos entes familiares que já desencarnaram podem ser lembrados na própria intimidade e no aconchego de nosso lar, ao invés da frieza dos cemitérios e catacumbas. Eles sempre preferirão receber nossa mensagem de saudade e carinho envolvida nas vibrações do ambiente familiar. Qualquer que seja a situação espiritual em que eles se encontrem, serão alcançados pelo nosso pensamento. Por isso, devemos nos esforçar para, sempre que lembrarmos deles, que nosso pensamento seja de saudade equilibrada, de desejo de paz e bem-estar, de apoio e afeto, e nunca de desespero, de acusação, de culpa, de remorso. P - Mas a tristeza é natural, não? R - Sim, mas não permitamos que a saudade se converta em angústia, em depressão. Usemos os recursos da confiança irrestrita em Deus, da certeza de Sua justiça e sua bondade. Deus é Amor, e onde haja a expressão do amor, a presença divina se faz. Vamos permitir que essa presença acalme nosso coração e tranquilize nosso pensamento, compreendendo que os afetos verdadeiros não são destruídos pela morte física, não são encerrados na sepultura. Dois motivos, portanto, para não cultivarmos a tristeza: sentimos saudades e não estamos mortos; nossos amados não estão mortos e sentem saudades... Se formos capazes de orar, com serenidade e confiança, envolvendo a saudade com a esperança, sentiremos a presença deles entre nós, envolvendo nossos corações em alegria e paz. Referências: O Livro dos Espíritos - Allan Kardec (Questões 320 a 329); Livro Quem tem medo da morte? - RichardSimonetti. *semfronteirasparaosagrado.blogspot.com

5 Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro NOITE DE NATAL* A vós todos peço que, na Noite de Natal, quando estiverem reunidos às suas famílias e entes queridos, que rezem, que tirem uns minutinhos para pedir a Jesus pelo Rio de Janeiro, que as consciências se compenetrem da necessidade de paz. Que as desavenças sejam contornadas com amor e que todos possam, juntos, pedir ao Cristo que ampare e proteja a todos, de todos os credos. Assim, irmanados, vencerão a nuvem negra das forças do mal que está dominando no momento. Tenham fé. Orem. Graças a Deus Frei Beto *Mensagem recebida pela médium Elisa, na CFA, em 14/12/2005 Qual o verdadeiro sentido do Natal? Deve ser o de auto- conscientização, buscando a comunhão com os valores do Bem, ligados aos interesses do Espírito e da vida imortal, porque a Terra, para os encarnados, é apenas um curso de pequena duração e ninguém fica na Escola a existência inteira, um dia voltamos para Casa para avaliar os deveres realizados. O que nos atrai não são as boas idéias, mas os interesses. A Doutrina do Cristo, cheia de boas idéias, está conosco a mais de dois mil anos e não mudamos o suficiente. infelizmente, ainda não fomos atraídos por esses ideais. Mas à medida que evoluímos pelo estudo, pelo amor e pela dor, mudam os nossos interesses e vamos crescendo. Quanto mais sepultamos as nossas vaidades, o nosso orgulho e o nosso egoísmo, mais somos atraídos pela luz do Cristo e nos tornamos felizes. O que representa a Estrela de Belém para os Espíritas? Representa a Luz Protetora dos Planos Superiores, resumindo uma Infinidade de Espíritos Luminares que vieram assistir e dar o suporte ao Cristo em sua tarefa de orientação e exemplos para todos nós. Será que lembramos dos companheiros que estão nas zonas umbralinas no Natal? Como se sentem esses Irmãos? A espiritualidade nos ensina, pelas penas de Chico Xavier, que alguns nem sabem dessa data ou comemoração. Outros, que se encontram em situações melhores, sentem-se extremamente tristes por estarem afastados dos seus familiares; outros ainda vivem refletindo e lamentando as oportunidades perdidas e sofrendo a dor da saudade e da separação em razão da resistência e da rebeldia em não aceitar o processo de mudança e transformação no caminho do Bem. A falta de Reforma íntima nos afasta de quem amamos. Muitos filhos, maridos, esposas, demoram a encontrar-se na erraticidade, em razão do mau direcionamento do livre arbítrio, tendo em vista seus investimentos no mundo material, nas fantasias, nas ilusões, em detrimento do sentido real da própria existência. A fuga no enfrentamento dos desafios ou o desprezo de buscar a prática das lições do bem nos causa muita dor moral. NATAL é isso aí, renovação permanente. Todo segundo é hora de mudar para melhor, Amando, Servido e passando nesta vida com trabalho no Bem, na Solidariedade, na Tolerância, com muita Fraternidade. E então? Vamos pensar nisso? (A.D.) *www.forumespirita.net O Natal para o Espírita representa a comemoração do aniversário de Jesus. O dono da festa é o Mestre, quem deve receber os presentes e as homenagens é o aniversariante e não nós. O aniversariante tem os seus convidados que são os pobres, os deserdados, os coxos, os estropiados, os sofredores, etc... Será que realmente somos convidados do Cristo nessa festa? Qual o presente que deveremos lhe oferecer? O que Ele gostaria de receber? Sabemos que o que Ele mais quer é que cumpramos a vontade de Deus, Nosso Pai. E todos os dias renovamos os nossos compromissos no "Pai Nosso", dizendo: "Seja feita a Vossa vontade" Será que estamos fazendo a nossa parte? Será que estamos nessa festa ou fomos barrados? A maioria de nós, mesmo espíritas, ainda vemos o Natal como uma festa de consumo, reforçando o culto ao materialismo e à materialidade, trocando presentes entre si, quando, em verdade, não somos os homenageados, nem a festa é nossa... Será que o Cristo se sente feliz com isso? A nossa reverência ao Cristo deve ser em Espírito e Verdade apenas, buscando somente materializar a Vontade do Pai que está em todo o Evangelho. E como deve ser essa comemoração? Com uma prece, uma reflexão sobre os objetivos alcançados, com uma análise crítica interior onde possamos verificar se os compromissos assumidos antes do reencarne estão sendo cumpridos, porque o único e maior objetivo que temos na presente existência é de edificar em nós o Bem. Para esse desiderato, acertamos de forma pessoal e intransferível com o Cristo, um mandato de renovação. Nosso compromisso é o de nos conhecermos melhor, conformando nossa vida com a Vontade de Deus, de nos reformarmos intimamente e nos tornarmos homens e mulheres de Bem, edificando dentro de nós o Belo, o Bem e a Justiça. Infelizmente, Papai Noel ainda é mais importante que o Cristo. O Cristo ainda se encontra desvalorizado e esquecido dentro de nós. Nossas mesas estão fartas e se fala muito de solidariedade, mas não se tem sensibilidade ainda com a dor alheia. Nos falta consciência, falamos muito, mas ainda não sentimos a fraternidade pulsar o coração. Estamos reféns e prisioneiros das aparências, do materialismo, dos cultos exteriores, do consumismo, colocando em segundo lugar o Reino do Espírito, o Reino de Deus. Os interesses espirituais ainda não tem vez nem voz em nossos corações.

6 6 - Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro 2010 CONSULTÓRIO JURÍDICO Benedito Calheiros Bomfim* DIREITO DAS MULHERES No passado, durante séculos, a mulher era relegada a uma posição de inferioridade, vivia reclusa, submetida à autoridade do pai, que escolhia com quem a filha devia casar, depois do que passava a obedecer ao marido, a cuja vontade se sujeitava. Era criada e educada para o casamento, para a vida doméstica, procriação, dedicação aos filhos e obediência ao marido, sendo-lhe vedado o exercício de qualquer profissão. Nas classes pobres, elas contribuíam para o sustento da família trabalhando como costureira, lavadeira, doméstica. Nesta última atividade, aliviavam as despesas familiares, porque, embora não fossem remuneradas, recebiam alimentação e vestuário, com o que aliviavam os encargos familiares. Outras, levadas pela miséria, se prostituíam. O poder absoluto da autoridade paterna sobre a família caracterizava a sociedade como patriarcal. A submissão feminina equivalia a um regime de servidão, ditado basicamente pela total dependência econômica. A mulher tinha deveres, mas não possuía direitos. Considerada incapaz, até mesmo o acesso à cultura lhe era proibido. A honra da mulher, no período pré-nupcial, repousava em sua virginidade. Na Idade Média, dizia-se que o homem era criado para a guerra e a mulher para o prazer do guerreiro. Houve época em que o casamento, ajustado previamente entre famílias, dependia do dote da noiva, dos bens com que o pai aquinhoava a filha no ato na escolha do marido, o qual passava a administrar o patrimônio desta. O casamento era tido como uma união indissolúvel, sacramentada por Deus. Essa cultura patriarcal, machista, foi predominante no Brasil colonial e se estendeu até o século passado.. Com o tempo e a mudança das condições materiais de vida, o progresso técnico e a evolução social, pouco a pouco a situação da mulher também se transformou, libertando-a da sujeição ao marido e dos preconceitos. Ela passou, por força da necessidade, a conquistar independência, contribuir para a economia familiar, competir com o homem no mercado de trabalho, disputando, muitas vezes com superioridade, funções, cargos e postos nos serviços público e privado. Os modernos métodos anticoncepcionais, permitindo a limitação de filhos, produziram uma revolução nos costumes, na organização da família, na cultura da sociedade. O Código Civil de 1916, que tratou do direito de família, manteve a tradição jurídica que considerava a mulher casada como incapaz, equiparada aos índios e aos menores, e confirmou a superioridade do homem como chefe do núcleo familiar. A separação do marido só podia ocorrer por desquite litigioso, caso em que a mulher só teria direito a (pensão de) alimentos se fosse inocente e pobre. O divórcio, contudo, só veio a ser instituído em A Constituição de 1934 concedeu às mulheres os mesmos direitos políticos que os homens. O direito ao voto, todavia, só lhes foi reconhecido em A Lei , que criou o divórcio, entre outras inovações transformou o desquite em separação judicial, só permitiu um único divórcio, desobrigou a mulher de adotar o sobrenome do marido, obrigou os cônjuges separados a contribuírem para a manutenção dos filhos, estabeleceu a comunhão parcial de bens, a menos que, no ato do casamento, fosse estabelecida outra forma. Manteve, porém, a atribuição da chefia da família ao marido. A atual Constituição, de 1988, inspirada nas grandes transformações sociais, econômicas, culturais e técnicas ocorridas no país, afirmou que todos são iguais perante a lei sem distinção de qualquer natureza, estabeleceu a igualdade entre homens e mulheres no tocante a direitos e obrigações, legalizou a união estável, reconheceu os filhos havidos fora do casamento, inclusive os adulterinos, e equiparou-os aos filhos legítimos. Foi retirado do Código Penal o crime de adultério, embora a conduta continue um dos motivos para a dissolução do casamento. Leis posteriores, de 1994 e 1996, deram àqueles que mantinham relacionamento dessa natureza direito a pensão alimentar, à herança, à habitação. Aboliu-se também a distinção e classificação entre filhos (nascidos fora do casamento) adulterinos, naturais, incestuosos, bem como os adotivos. Apesar de todas essas garantias, a mulher continua a ser discriminada. Para citar só alguns exemplos, sofrem frequentemente violências domésticas, ganham no trabalho salário inferior ao dos homens. Pela insignificância de seu número, praticamente não integram a composição parlamentar. *Benedito Calheiros Bomfim é membro da Academia Nacional de Direito do Trabalho, Ex-Presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros, Ex-Conselheiro Federal da OAB O PRAZER DA BOA COZINHA SUCO DA LUZ E DO SOL Esta é uma das receitas que o Dr. Alberto Gonzales ensina na sua Oficina das Sementes.* Ingredientes: - pepino picado, maça picada, cenoura, inhame, beterraba ou abóbora picados - verduras (de preferência orgânicas) como alface, agrião, salsa, coentro, couve, espinafre - sementes ou grãos germinados como girassol, quinoa, gergelim, amêndoa, grão de bico - amendoas, castanhas de caju Modo de Preparar: A cada suco, alternar 3 tipos de folhas, cerca de 3 folhas de cada (couve, chicória, agrião, alface, repolho, acelga, etc.). Para diferenciar o sabor, alterne os temperos: salsa, gengibre, etc. Use sementes germinadas (trigo, aveia, gergelim) ou castanhas hidratadas (nozes, amêndoas, castanha do Pará, semente de linhaça). No copo do liquidificador, coloque o pepino junto à hélice, depois a maçã cortada em pedaços, se quiser ainda inhame, beterraba ou abóbora picados. Ligue o liquidificador e soque os ingredientes com a cenoura. Se a ordem correta for respeitada, o giro da hélice e a socagem com cenoura formarão uma papa, girando no sentido do liquidificador. Aí pode haver uma coagem, se a papa estiver muito espessa. Acrescente as folhas, os temperos, as sementes e/ou as castanhas. Bata novamente no liquidificador. Coe. Tomar pela manhã, em jejum, logo depois de coado. PARA GERMINAR - trigo em grão, aveia em grão, semente de girassol, etc. Deixar de molho na água, durante a noite. No dia seguinte, escorra a água e deixe as sementes em uma peneira ou escorredor e regue de 6 a 8 horas. No outro dia, as sementes estão apontando um "narizinho". Estão germinadas. PARA HIDRATAR? deixe as castanhas ou semente de linhaça de molho, á noite, em água. No dia seguinte, use-as no suco. PARA COAR? faça um coador com tecido do tipo voal, que pode ser encontrado em qualquer casa de tecidos. Corte o tecido formando um círculo e queime as bordas com uma vela para não desfiar. Na borda, faça furos com um incenso, formando buracos onde vai passar um elástico, que será preso com um nó. Está pronto o coador. PARA BEBER? Depois de coar, acrescente um fio de azeite extra-virgem ao suco (para absorção das vitaminas lipossolúveis). *Esta e outras receitas vivas se encontram no livro "LUGAR DE MÉDICO É NA COZINHA", escrito pelo Dr. Alberto Peribanez Gonzalez. *Acesse também o site RESENHA LITERÁRIA MENTES INTERCONECTADAS E A LEI DA ATRAÇÃO Neste livro, Suely Caldas Schubert apresenta, em uma exposição simples e ao mesmo tempo profunda, uma visão acerca da ciência e da Espiritualidade, com base em algumas das mais modernas teorias que abordam a transcendência da vida e propõem, em definitivo, uma mudança do paradigma cartesiano e de seus postulados materialistas. A autora, igualmente, enfoca alguns dos princípios básicos da física quântica, que abrem novas perspectivas para o conhecimento humano e que evidenciam, a partir da constatação de que há em todo o Universo uma fantástica teia cósmica, um entrelaçamento que une todos os seres e todas as coisas.

7 Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro Verão com saúde Marcia Mochel Dias* Nos últimos anos, tem aumentado consideravelmente a temperatura no planeta, exigindo maiores cuidados com a saúde. Na cidade do Rio de Janeiro, cercada de praias e com sol quase o ano inteiro, devemos redobrar a atenção no período do verão para evitar as doenças decorrentes do excesso de calor. As complicações mais freqüentes no verão são a insolação, a intermação, as micoses e a intoxicação alimentar. Em decorrência da perda de líquidos, surge a desidratação, câimbras, prostração, cansaço, queda da pressão arterial e mesmo choque, nos casos extremos. A insolação é provocada pela exposição excessiva a um ambiente muito quente e seco e o excesso de sol pode provocar falta de ar, dor de cabeça, náuseas e tontura, temperatura do corpo elevada, pele quente, avermelhada e seca, extremidades arroxeadas e até a inconsciência. A desidratação se manifesta e podem ocorrer queimaduras graves, o que aumenta em 25 vezes a chance da pessoa desenvolver câncer de pele. O risco de insolação existe mesmo sem estar diretamente exposto ao sol. Neste caso, se chama de intermação, que é o aumento da temperatura interna do corpo. Ficar debaixo do guarda-sol o tempo todo engana. A areia reflete o sol, aumentando a temperatura da pessoa pelo excesso de calor. Nesse caso, a pessoa não queima, mas assa, e os sintomas são idênticos aos da insolação. Ao primeiro sinal de insolação ou de intermação, procure sombra e local arejado. Em casos de queimadura e de aumento da temperatura corporal, a dica é mergulhar em uma banheira de água gelada ou colocar toalhas umedecidas sobre o corpo associado ao uso de ventiladores, tomar muito líquido durante todo o dia (não precisa ser só água; pode alternar com soro caseiro), usar roupas claras e leves e hidratante para o corpo. É importante saber identificar os sinais da insolação e tentar controlá-los. Se agravada essa situação, a pessoa deve procurar um serviço médico pois haverá necessidade de internação para repor líquidos através de soro na veia. Algumas dicas em casos de insolação ou de intermação: - Aplique compressas de água gelada, com um pano molhado, diretamente nas áreas queimadas por vários minutos (não aplique gelo ou bolsas de gelo), molhando o pano repetidamente para mantê-lo gelado e aliviar o desconforto. Pode adicionar um produto suavizante, como bicarbonato de sódio, aveia ou maisena, à compressa de água. Misture um pouco de bicarbonato ou maisena na água antes de molhar o pano ou embrulhe aveia seca numa gaze de algodão e passe na água. Depois, jogue a aveia fora e molhe o pano na água que restou. - Evite o sol por alguns dias e tente ficar em ambiente mais frio porque a queimadura faz com que os vasos sangüíneos da pele se dilatem e irradiem calor para a sua pele. - Tome banhos frios: entrar em uma banheira de água fria (ou chuveiro) é uma ótima maneira de refrescar a queimadura e melhorar as dores, especialmente se for extensa e numa região difícil de alcançar (como as costas). Evite usar sabonete, pois pode irritar e ressecar sua pele; se quiser, use um sabonete suave e enxague bem. Não esfregue a pele com pano, esponja e bucha e evite ficar na água muito tempo para não ressecar a pele excessivamente. - Para prevenir o ressecamento da pele, aplique um hidratante imediatamente após o banho. Para um alívio refrescante da dor, deixe o hidratante na geladeira antes de usar. - Beba muito líquido, especialmente água. É possível determinar se você está hidratado observando a urina que, se estiver relativamente clara, significa que você está bem. Se estiver escura, você precisa beber mais água. - Observe as bolhas que surgirem para não inflamar e não estoure ou retire a camada protetora. Nesses casos, procure um médico para acompanhar e utilizar medicamentos que possam ajudar no tratamento e no alívio dos sintomas, como anestésicos locais. Com o tempo a pele vai se recuperando, mas continue tendo cuidados, porque demorará vários meses para que sua pele retorne ao mesmo nível de sensibilidade. A exposição ao sol enquanto a pele ainda está se curando provoca novas queimaduras rapidamente e ficará mais danificada do que antes. Aproveite o verão e mantenha os cuidados com a sua saúde. * Médica e médium da CFA Quais as perspectivas para o Brasil e o mundo em 2011 e nos anos subsequentes? Este será o tema do Presságios 2011, que acontece no dia 27 de novembro, na Casa de Francisco de Assis, e cuja versão internet estará disponível a partir de 10 de dezembro. Nesta nova edição do evento Presságios, oito astrólogos discutem temas que realmente podem afetar nossas vidas. Celisa Beranger, Márcia Mattos, Fernando Fernandes, Carlos Hollanda, Dimitri Camiloto, Vanessa Tuleski, Lúcia Torres e Nivaldo Pereira (estes dois últimos apenas na versão internet) irão fazer previsões para o novo período presidencial que se inicia em 1º de janeiro, a aceleração das mudanças climáticas, as tensas relações internacionais e as incertezas econômicas para os anos vindouros. O ingresso custa R$ 65,00 e dá direito a acessar as palestras pela internet. Inscrições através do site: Bazar São Francisco de Assis Rua Pinheiro Machado, 17 Loja B Laranjeiras RJ Todas as doações vendidas no bazar revertem para as obras sociais da Casa de Francisco de Assis

8 8 - Informativo da Casa de Francisco de Assis - Novembro 2010 ESCLARECENDO DÚVIDAS Livro dos Espíritos Cap. IV Da pluralidade das Existências Pergunta 185: O estado físico e moral dos seres vivos é perpetuamente o mesmo em cada mundo? Informações na Secretaria da CFA. Resposta: Não, os mundos também estão sujeitos à lei d o p r o g r e s s o. To d o s começaram como o vosso, por um estado inferior e a p r ó p r i a Ter r a s o f r e r á idêntica transformação. Tornar-se-á um paraíso, quando os homens se houverem tornados bons.

Palestra Virtual. Tema: Perda dos Entes Queridos. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Perda dos Entes Queridos. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Perda dos Entes Queridos Palestrante: Mauro Operti Rio de Janeiro 08/05/1998 Organizadores da palestra: Moderador: Macroz (nick:

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015

Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Instituição Beneficente A Luz Divina Grupo da Fraternidade CONDUTA DOS MÉDIUNS 07 / 08 / 2015 Durante os meus estudos, fiquei me perguntando, o que trazer de muito especial para compartilhar com os irmãos,

Leia mais

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 01/12/2003 POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? 2 Índice Geral I POR QUE NÃO ORAMOS COM FREQUÊNCIA?... 4 II QUANDO NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS... 5 III

Leia mais

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Chico Xavier

Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo. Título: Chico Xavier Plano de Aula 6 Centro Espírita Ismênia de Jesus Evangelização Espírita Ismênia de Jesus Plano de Aula 1º Ciclo Educadora: Rafael e Andréia Dia: 16/03/2015 Título: Chico Xavier Horário: 20 às 21hs Objetivos

Leia mais

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF

Pluralidade dos Mundos Habitados. Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Habitados Paulo Roberto de Mattos Pereira Centro Espírita Casa do Caminho - DF Jesus referiu-se em algum momento de suas pregações à existência de outros mundos habitados? Qualquer pessoa que pensa, ao

Leia mais

Estudo Espírita. Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org.

Estudo Espírita. Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org. Estudo Espírita Promovido pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Centro Espírita Léon Denis http://www.celd.org.br Tema: O Livro dos Espíritos - questões 223 a 232 Expositor: Andreia Azevedo

Leia mais

PROJETO EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO CURSO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO DOS PAIS

PROJETO EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO CURSO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO DOS PAIS PROJETO EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO CURSO DE ORIENTAÇÃO E EDUCAÇÃO DOS PAIS Marcus De Mario 2014 CONTATO COM MARCUS DE MARIO E-mail: marcusdemario@gmail.com Telefones: (21) 3381-1429 / 99397-1688 Site: www.marcusdemario.com.br

Leia mais

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS

CARTA DA TERRA PARA CRIANÇAS 1 CARTA DA TERRA A Carta da Terra é uma declaração de princípios fundamentais para a construção de uma sociedade que seja justa, sustentável e pacífica. Ela diz o que devemos fazer para cuidar do mundo:

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s...

U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s... U m h o m e m q u e v i v e u c o m o e x e m p l o r e a l d e t u d o a q u i l o q u e t r a n s m i t i u e m s u a s m e n s a g e n s... Aqui não estão as mensagens mediúnicas, mas algumas palavras

Leia mais

Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro

Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro para crianças Junto com todos os povos da Terra nós formamos uma grande família. E cada um de nós compartilha a responsabilidade pelo presente e pelo futuro bem-estar da família humana e de todo o mundo

Leia mais

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente!

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente! Círculo de Casais - Dirigentes: Abel e Lourdinha Passos Paróquia são Francisco Xavier Niterói RJ 19/12/03 Comentarista: Chegou o Natal! Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para

Leia mais

MEDIUNIDADE COM JESUS CRÔNICAS DO ALÉM TÚMULO DE HUMBERTO DE CAMPOS- PSICOGRAFIA DE CHICO XAVIER

MEDIUNIDADE COM JESUS CRÔNICAS DO ALÉM TÚMULO DE HUMBERTO DE CAMPOS- PSICOGRAFIA DE CHICO XAVIER MEDIUNIDADE COM JESUS CRÔNICAS DO ALÉM TÚMULO DE HUMBERTO DE CAMPOS- PSICOGRAFIA DE CHICO XAVIER 1 REUNIDO ESTAVA O REINO DAS SOMBRAS. E O PODEROSO CHEFE DAS TREVAS. ESTAVA PREOCUPADO COM O ESPIRITISMO

Leia mais

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ

Fraternidade Espírita Lar de Luz - FELLUZ PROGRAMAÇÃO JANEIRO 2008 07 10 14 17 21 24 28 31 20:30 21:30 ANO NOVO: COMPROMISSOS E IDEALIZAÇÕES PARA O ANO QUE SE INICIA Salim 20:30 21:30 MEDIUNIDADE COM JESUS Regina Bedeschi 20:30 21:30 O HOMEM NO

Leia mais

Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva

Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva Comunicação Espiritual J. C. P. Novembro de 2009 Marlon (Espírito) Psicofonia compilada por Maria José Gontijo Revisão Filipe Alex da Silva Resumo: Trata-se de uma comunicação pessoal de um amigo do grupo

Leia mais

COMO NOS LIBERTARMOS??

COMO NOS LIBERTARMOS?? COMO NOS LIBERTARMOS?? 1 / 9 O Espiritismo veio ensinar o processo de libertação. O modo de se libertar de todas as servidões inferiores. Suely Caldas Schubert - /Desobsessão Eu sou a porta. A verdade

Leia mais

ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS

ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS ESPIRITA FELIZ - COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA - ESPIRITA FELIZ COMO FAZER PARA EVOLUIR NA ESCALA ESPIRITA ESPIRITISMO BENEFÍCIOS MENSAGENS ESPIRITAS E-BOOK C.E.S. JOVEM ESPIRITA FELIZ COMO

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Mulher e o Lar Palestrante: Vânia de Sá Earp Rio de Janeiro 06/10/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "jaja" (nick: Moderador

Leia mais

GEDCC 89 ANOS NOSSA ESPIRITUALIDADE JORNADA DAS ESCOLHAS E DECISÕES SEXTA-FEIRA 04/04/2014

GEDCC 89 ANOS NOSSA ESPIRITUALIDADE JORNADA DAS ESCOLHAS E DECISÕES SEXTA-FEIRA 04/04/2014 SEXTA-FEIRA 04/04/2014 Que haja Paz em vossos corações. As opções que fazemos, no decorrer de nossas vidas, determinam os caminhos para que possamos chegar juntos ao Pai. E a opção do Amor ao próximo,

Leia mais

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo

Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Curso de Passes 2015 (Aula 1 - Reflexões) Grupo de Fraternidade Fabiano de Cristo Informações sobre o curso Início: Neste dia Duração: Algumas Reencarnações Objetivo: Melhoria pessoal ( ajuda na reforma

Leia mais

pensamentos para o seu dia a dia

pensamentos para o seu dia a dia pensamentos para o seu dia a dia Israel Belo de Azevedo 1Vida e espiritualidade 1 Adrenalina no tédio O interesse por filmes sobre o fim do mundo pode ser uma forma de dar conteúdo ao tédio. Se a vida

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Vida em Sociedade Palestrante: Regina de Agostini Rio de Janeiro 05/02/1999 Organizadores da palestra: Moderador: "Brab" (nick: [Moderador])

Leia mais

OCUPAÇÕES E MISSÕES DOS ESPÍRITOS

OCUPAÇÕES E MISSÕES DOS ESPÍRITOS O LIVRO DOS ESPÍRITOS CAPÍTULO 10 OCUPAÇÕES E MISSÕES DOS ESPÍRITOS 558 Os Espíritos fazem outra coisa além de se aperfeiçoar individualmente? Eles concorrem para a harmonia do universo ao executar os

Leia mais

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a Oração u m a c o n v e r s a d a a l m a 11 12 O Evangelho relata que por diversas vezes, quando ninguém mais estava precisando de alguma ajuda ou conselho, Jesus se ausentava para ficar sozinho. Natural

Leia mais

REGIS DE MORAIS ANTE TUA FACE. Para o Evangelho no Lar

REGIS DE MORAIS ANTE TUA FACE. Para o Evangelho no Lar REGIS DE MORAIS ANTE TUA FACE Para o Evangelho no Lar CAMPINAS SP 2010 SUMÁRIO 1. Evangelho no lar (Apresentação)... 1 2. Dores e luzes... 5 3. Aflições... 9 4. Amorização... 15 5. Angústias... 19 6. Conselho

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

TRABALHO VOLUNTÁRIO VISITA AO LAR DA TERCEIRA IDADE DONA VILMA

TRABALHO VOLUNTÁRIO VISITA AO LAR DA TERCEIRA IDADE DONA VILMA 140 TRABALHO VOLUNTÁRIO VISITA AO LAR DA TERCEIRA IDADE DONA VILMA Lucas Moreira Professor Almiro Ferreira RESUMO Através deste trabalho será desenvolvido o conceito de responsabilidade social, onde para

Leia mais

Você quer ser um Discípulo de Jesus?

Você quer ser um Discípulo de Jesus? Você quer ser um Discípulo de Jesus? A História do povo de Israel é a mesma história da humanidade hoje Ezequel 37:1-4 Eu senti a presença poderosa do Senhor, e o seu Espírito me levou e me pôs no meio

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!!

MURAL DEZEMBRO 2015. Compromisso NATAL SOLIDÁRIO. O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Compromisso NATAL SOLIDÁRIO O Natal está chegando e nessa data não podemos esquecer de ajudar quem precisa!! Todos os anos os Correios fazem uma ação muito bacana para que as crianças carentes possam ter

Leia mais

Explicar o significado de bem e de mal, segundo as orientações espíritas.

Explicar o significado de bem e de mal, segundo as orientações espíritas. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo III Os vícios e as virtudes Conceituar bem e mal Explicar o

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA: MOCIDADE ESPÍRITA:

CENTRO ESPÍRITA: MOCIDADE ESPÍRITA: CENTRO ESPÍRITA: MOCIDADE ESPÍRITA: Curso: O Jovem e a Família Aula 08: Pais e Filhos Instrutores: Data: Duração: 55 minutos Objetivos: Entender que são os membros que compõem a parentela corporal; Valorizar

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vida no Além Túmulo Palestrante: Guilherme Kremer Rio de Janeiro 07/07/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Luno" (nick:

Leia mais

Estudo Bíblico Colossenses Guia do Líder Por Mark Pitcher. LIÇÃO 1 SUA MAIOR PRIORIDADE - Colossenses 3:1-4

Estudo Bíblico Colossenses Guia do Líder Por Mark Pitcher. LIÇÃO 1 SUA MAIOR PRIORIDADE - Colossenses 3:1-4 Estudo Bíblico Colossenses Guia do Líder Por Mark Pitcher Os quatro estudos a seguir tratam sobre a passagem de Colossenses 3:1-17, que enfatiza a importância de Jesus Cristo ter sua vida por completo.

Leia mais

O quanto você se conhece? O quanto você se cuida? Encontre aqui informações úteis e descomplicadas.

O quanto você se conhece? O quanto você se cuida? Encontre aqui informações úteis e descomplicadas. O quanto você se conhece? O quanto você se cuida? Encontre aqui informações úteis e descomplicadas. O bem-estar da mulher começa com autoconhecimento, que se conduz em equilíbrio e se traduz em saúde.

Leia mais

O verdadeiro espírito de Natal!

O verdadeiro espírito de Natal! ROTARY DE ITAÚNA DISTRITO 4560 Ano Rotário 2014/2015 BOLETIM DE NATAL Boletim Especial de Natal Presidente: Henrique Rocha Penido - Secretária: Governadora Patrícia Gonçalves Nogueira MENSAGEM DO PRESIDENTE

Leia mais

Preparação para o trabalho

Preparação para o trabalho Preparação para o trabalho Em Seara dos Médiuns, Emmanuel afirma: Ser médium é ser ajudante do Mundo Espiritual. E ser ajudante em determinado trabalho é ser alguém que auxilia, espontaneamente, descansando

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vontade Palestrante: Dulce Alcione Rio de Janeiro 29/09/2000 Organizadores da palestra: Moderador: "Luno" (nick: [Moderador]) "Médium

Leia mais

EDUARDO ZIBORDI CAMARGO

EDUARDO ZIBORDI CAMARGO EDUARDO ZIBORDI CAMARGO Dudu era o segundo filho do casal Flávio Camargo e Elza Zibordi Camargo, quando desencarnou, aos sete anos incompletos. Hoje, além de Flávia, a família se enriqueceu com o nascimento

Leia mais

2010 United States Spiritist Council

2010 United States Spiritist Council 2010 United States Spiritist Council O Evangelho no Lar é um espaço para o crescimento espiritual. Nos ajuda a sermos tolerantes, respeitosos e compassivos para com os outros e nós mesmos, ao mesmo tempo

Leia mais

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO

ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ATRAINDO E MANTENDO A MULTIDÃO ANOTAÇÕES Como Planejar Um Culto Sensível Aos Não-crentes INTRODUÇÃO Uma das características do ministério de Jesus é que ele atraía muitas pessoas A Bíblia diz que "Numerosas

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

6ª Aula A Vontade de Deus

6ª Aula A Vontade de Deus 6ª Aula A Vontade de Deus Objetivo do curso: Ajudar cada cristão a orar mais! Ajudar cada cristão a entender que a oração é o meio pelo qual Deus é CONVIDADO a fazer parte de nossas vidas (não há outra

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

O líder convida um membro para ler em voz alta o objetivo da sessão:

O líder convida um membro para ler em voz alta o objetivo da sessão: SESSÃO 3 'Eis a tua mãe' Ambiente Em uma mesa pequena, coloque uma Bíblia, abriu para a passagem do Evangelho leia nesta sessão. Também coloca na mesa uma pequena estátua ou uma imagem de Maria e uma vela

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e I João 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a respeito do Verbo da vida 2 (pois a vida foi manifestada, e nós

Leia mais

PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170

PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170 PARTE SEGUNDA - Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos CAPÍTULO 4 Da pluralidade das existências 1. Reencarnação. Perguntas 166 a 170 166 Como a alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corporal,

Leia mais

"Maria!"! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist!

Maria!! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist! CartadePentecostes2015 AbadeGeralOCist "Maria" Carissimos, vos escrevo repensando na Semana Santa que passei em Jerusalém, na Basílica do Santo Sepulcro, hóspede dos Franciscanos. Colhi esta ocasião para

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz

TÓPICOS. 9. Evangelho no Lar Exceções 10. Mensagem de André Luiz REUNIÕES MEDIÚNICAS TÓPICOS 1.Conceito de Reunião Mediúnica 2.Características 3.Responsabilidade do Médium 4.Condições para a realização de uma reunião mediúnica 5.Objetivo e natureza das reuniões 6.Necessidades

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Necessidade do Trabalho. Palestrante: Márcio Alves. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Necessidade do Trabalho. Palestrante: Márcio Alves. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Necessidade do Trabalho. Palestrante: Márcio Alves Rio de Janeiro 11/03/2005 Organizadores da Palestra: Moderador:

Leia mais

sinal de tristeza. Sinal de morte!

sinal de tristeza. Sinal de morte! CULTO FAMÍLIA: Reflexão sobre a morte e o luto Acreditamos que todos nós já sofremos a perda de alguém, seja familiar, amigo, vizinho ou apenas conhecido. Nos sentimos impotentes, indefesos, medrosos diante

Leia mais

Estas palavras ainda tocam profundamente almas sensíveis, especialmente aquelas que vivenciam momentos de aflição ou cansaço emocional.

Estas palavras ainda tocam profundamente almas sensíveis, especialmente aquelas que vivenciam momentos de aflição ou cansaço emocional. Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei comigo que sou brando e humilde de coração e achareis repouso para vossas almas,

Leia mais

MARIA ÍCONE DA IGREJA SOLIDÁRIA NAS DORES DO POVO

MARIA ÍCONE DA IGREJA SOLIDÁRIA NAS DORES DO POVO MARIA ÍCONE DA IGREJA SOLIDÁRIA NAS DORES DO POVO Reflexão Estamos preparando o Jubileu dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida e 160 anos da declaração do Dogma da Imaculada Conceição

Leia mais

THEREZINHA OLIVEIRA SUICÍDIO? UM DOLOROSO ENGANO. 3 a ed.

THEREZINHA OLIVEIRA SUICÍDIO? UM DOLOROSO ENGANO. 3 a ed. THEREZINHA OLIVEIRA SUICÍDIO? UM DOLOROSO ENGANO 3 a ed. Campinas SP 2006 PARA E PENSA A um passo do ato desesperado, para e pensa: O suicídio não trará solução para o momento aflitivo que atravessas.

Leia mais

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 1 1. Objetivos: Ensinar que quando Moisés aproximou-se de Deus, os israelitas estavam com medo. Ensinar que hoje em dia, por causa de Jesus, podemos nos sentir perto de Deus

Leia mais

Esperança e Consolação

Esperança e Consolação Esperança e Consolação MARCELO ANDRÉ CLETO 29.04.2015 Esperança Definições (dicionário Aurélio) 1 Disposição do espírito que induz a esperar que uma coisa se há de realizar ou suceder. 2 Expectativa. 3

Leia mais

Manoel Cândido e Silva

Manoel Cândido e Silva Manoel Cândido e Silva Temas deste Mundo e do Outro Campinas SP 2008 Sumário Prefácio...IX A parábola da ovelha perdida...1 Servir sempre... 5 Mensagem aos que sofrem... 9 Jesus e o jovem rico... Sócrates

Leia mais

Missa da Vigília NATAL DO SENHOR

Missa da Vigília NATAL DO SENHOR 172 ANO C NATAL DO ENHOR Missa da Vigília rmãos e irmãs em Cristo: O Evangelho da genealogia de Jesus lembrou-nos as gerações que esperaram o alvador. Como elas, também nós oramos a Deus, dizendo (ou:

Leia mais

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG Um cacique kaingang, meu amigo, me escreveu pedindo sugestões para desenvolver, no Dia do Índio, o seguinte tema em uma palestra: "Os Valores Culturais da Etnia Kaingáng".

Leia mais

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo:

Relaxamento: Valor: Técnica: Fundo: Honestidade Honestidade Esta é a qualidade de honesto. Ser digno de confiança, justo, decente, consciencioso, sério. Ser honesto significa ser honrado, ter um comportamento moralmente irrepreensível. Quando

Leia mais

07 Sucos Para Sua Dieta

07 Sucos Para Sua Dieta EmagrecaRapido.net 07 Sucos Para Sua Dieta 1 Este e-book foi elaborado com letras grandes para facilitar sua leitura! São 7 receitas de sucos para você emagrecer, são opções para o dia todo. Introdução

Leia mais

Dia 24 - DOAR. Você consegue ver mudanças internas?

Dia 24 - DOAR. Você consegue ver mudanças internas? Jesus deu a resposta aos fariseus naquele dia. Portanto, deem aos pobres o que está dentro dos seus copos e dos seus pratos, e assim tudo ficará limpo para vocês. (Lc 11.41). Com aquela Palavra, Ele tocou

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: A Vida em Família. Palestrante: Amália Silveira. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: A Vida em Família. Palestrante: Amália Silveira. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: A Vida em Família Palestrante: Amália Silveira Rio de Janeiro 10/03/2000 Organizadores da palestra: Moderador: Brab (nick: < Moderador

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

MENSAGENS RECEBIDAS. Coração a Coração. Grupo Espírita Fé Amor Caridade.

MENSAGENS RECEBIDAS. Coração a Coração. Grupo Espírita Fé Amor Caridade. 1 MENSAGENS RECEBIDAS Coração a Coração Grupo Espírita Fé Amor Caridade. 2 3 4 Há um ano... A migos de minh alma. Quando iniciamos timidamente os primeiros passos em nossos encontros, conversando sobre

Leia mais

QUEM É A PESSOA IDOSA?

QUEM É A PESSOA IDOSA? INTRODUÇÃO Líder, este caderno é seu, para cadastrar e acompanhar as pessoas idosas no domicílio. Ele contém os principais indicadores que nos levam a conhecer a realidade na qual vivem as pessoas, permitindo

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA

CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA CURSO FLUIDOTERAPIA ESPÍRITA: PASSES E ÁGUA FLUIDIFICADA A APLICAÇÃO DE PASSES O MÉDIUM APLICADOR DE PASSES O MÉDIUM APLICADOR DE PASSES Vimos em nossa 4ª. vídeo-aula sobre fluidoterapia espírita que

Leia mais

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! SÉRIE: QUEM É JESUS? Jesus é o Cordeiro de Deus Data: / 09 / 2010 - Semana 4. No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! 1 / 7 1)

Leia mais

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus 1ª Carta de João A Palavra da Vida 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e o que as nossas mãos apalparam da Palavra da Vida 2 vida esta que

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO

EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO EVANGELIZAÇÃO É AMOR E LUZ É JESUS NO CORAÇÃO Lenildo Solano EVANGELIZAÇÃO EM MÚSICA - Sequência Musical: 01- Aula de Evangelização 02- Deus 03- Jesus 04- Anjos da Guarda 05- Oração 06- Espiritismo 07-

Leia mais

SECRETARIADO FRATERNO NACIONAL DA JUFRA DO BRASIL

SECRETARIADO FRATERNO NACIONAL DA JUFRA DO BRASIL SECRETARIADO FRATERNO NACIONAL DA JUFRA DO BRASIL R. Homem de Melo, 80 Cambeba, Fortaleza - CE CEP: 60.841-605 Saudações de paz e Bem irmãos e irmãs da Juventude Franciscana do Brasil. Espero por meio

Leia mais

JESUS, MOISÉS E ELIAS Lição 30. 1. Objetivos: Mostrar que Jesus está sobre todas as pessoas porque é o filho de Deus..

JESUS, MOISÉS E ELIAS Lição 30. 1. Objetivos: Mostrar que Jesus está sobre todas as pessoas porque é o filho de Deus.. JESUS, MOISÉS E ELIAS Lição 30 1 1. Objetivos: Mostrar que Jesus está sobre todas as pessoas porque é o filho de Deus.. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.1-13; Marcos 2.1-13; Lucas 9.28-36 (Leitura bíblica para

Leia mais

SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO VOLUNTÁRIO. www.espiritizar.com.br

SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO VOLUNTÁRIO. www.espiritizar.com.br SEMINÁRIO O SIGNIFICADO DAS LEIS DIVINAS NO TRABALHO A PROGRAMAÇÃO DA REENCARNAÇÃO Meditando sobre o significado das Leis Divinas em nossas vidas: Feche os olhos e entre em contato com você mesmo(a) em

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Implantar o Seu Reino na Terra

Implantar o Seu Reino na Terra CHAMADOS PARA RESPLANDECER A LUZ DO SENHOR ENTRE TODOS OS POVOS Disse Jesus: Venham a mim todos que estão cansados e oprimidos e eu darei alivio para vocês Mat. 11.28 VISÃO DO MDA MÉTODO DE DISCIPULADO

Leia mais

A ESPIRITUALIDADE: UM ALICERCE PARA O ENVELHECIMENTO ATIVO. Profª Dra Leoni Zenevicz Universidade Federal da Fronteira Sul -UFFS

A ESPIRITUALIDADE: UM ALICERCE PARA O ENVELHECIMENTO ATIVO. Profª Dra Leoni Zenevicz Universidade Federal da Fronteira Sul -UFFS I SEMINÁRIO ESTADUAL SOBRE ENVELHECIMENTO ATIVO A ESPIRITUALIDADE: UM ALICERCE PARA O ENVELHECIMENTO ATIVO Profª Dra Leoni Zenevicz Universidade Federal da Fronteira Sul -UFFS ESTAÇÕES DA VIDA... PRIMAVERA..

Leia mais