Material Técnico. Tratamento Hidra-Reconstrutor

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Material Técnico. Tratamento Hidra-Reconstrutor"

Transcrição

1 Matrial Técnico Tratamnto Hidra-Rconstrutor

2 Entndndo a Pl sua Função 1. Entndndo a Pl - Camadas A pl s divid m 3 camadas: pidrm, drm hipodrm. EPIDERME Situada na suprfíci, a pidrm é a camada mais xtrna da pl. É formada basicamnt plos quratinócitos, mlanócitos células d Langrhans. Suas células multiplicam-s, difrnciam-s rnovam-s para laboração da quratina mlanina. A rnovação da pidrm é important também na protção contra os danos xtrnos, como a radiação ultraviolta. Esta camada é rica m água. Células da pidrm: QUERATINÓCITOS 80% da pidrm - Células mais numrosas da pidrm - Rsponsávis pla quratinização da pl MELANÓCITOS 13% da pidrm - Produzm mlanina - Estão m msmo númro, indpndnt das raças LANGERHANS 4% da pidrm - Rnovam-s constantmnt (xcto no nvlhcimnto) - Rgulam as divisõs clulars mcanismos d protção (controlam antígnos atram linfócitos) DERME A drm é a camada intrmdiária da pl, localizada ntr a pidrm a hipodrm. Esta camada é formada por colágno (rsponsávl pla rsistência firmza da pl), por fibras lásticas (rsponsávis pla rsistência da pl) pla substância fundamntal (gl rico m ácido hialurônico, rsponsávl pla rsistência mcânica hidratação da pl). Nsta camada também stão prsnts os vasos sanguínos, vasos linfáticos, nrvos, folículos pilossbácos glândulas sudoríparas. A drm é formada por duas camadas distintas: CAMADA PAPILAR - Drm suprficial - Tcido conjuntivo frouxo CAMADA RETICULAR - Drm profunda - Tcido conjuntivo dnso. É vascularizada nrvada. * Aprsnta fibras d colágno lastina. HIPODERME É a camada mais profunda da pl. É o tcido subcutâno no qual rpousa a drm. Esta camada é constituída por tcido adiposo com spssura variávl, qu tm como funçõs: a rsrva nrgética, a protção contra traumas mcânicos o isolamnto térmico para manutnção da tmpratura corporal. 2. Hidratação Fisiológica Cutâna A hidratação fisiológica da pl ocorr naturalmnt através dos sguints componnts: Matriz Lipídica (manto hidrolipídico) Lipídos scrtados plas glândulas sbácas Fator d hidratação natural (NMF - Natural moisturizing factor) Mistura d cramidas, ácidos graxos, colstrol outras substâncias qu s organizam ntr os cornócitos unindo-os. São rsponsávis pla rtnção das moléculas d água, favorcndo a hidratação natural. Constituídos por ácidos graxos, triglicrídos, squalno cras. Exrcm a função d formar uma plícula sobr a camada córna, inibindo a vaporação d água. Substâncias higroscópicas (aminoácidos sus drivados) na camada córna qu absorvm umidad, atuando como uma sponja. 1

3 Entndndo a Pl sua Função 3. Atuação dos Agnts Hidratants Os agnts hidratants atuam por mio d três principais mcanismos: oclusão, umctação hidratação ativa. MECANISMO AÇÃO Cobr a camada córna, formando uma OCLUSÃO UMECTAÇÃO FORMULAÇÕES REPRESENTAÇÃO GRÁFICA Substâncias lipofílicas, Film lipofílico Camada córna barrira suprficial qu minimiza a prda d como os ólos vgtais, água transpidérmica (TEWL) a vaporação minrais as gorduras d água. animais. Atuam intrnamnt na camada córna, Substâncias como a uréia, rtndo a água das camadas infriors da glicrina, hialuronato d pl xtrnamnt, rtndo água da sódio, propilnoglicol, atmosfra. hidroáxidos açúcars. EPIDERME Film hidrofílico Camada córna EPIDERME Canal d água Mio d hidratação molcular através da HIDRATAÇÃO ATIVA ativação das aquaporinas. As aquaporinas Produtos contndo são canais d protínas hidrofóbicas qu ativos qu stimulam as atravssam a mmbrana clular prmitm aquaporinas. MEMBRANA CELULAR a ntrada saída d água. 4. Consquências da Falta d Hidratação - Rdução da flxibilidad - Pl opaca sm brilho - Prda da maciz - Surgimnto d rugas d dsidratação linhas d xprssão - Diminuição da barrira d protção natural 2

4 r m Tratamnto Hidra-Rconstrutor Tcnologias utilizadas: Slo Nanotcnologia O nom Nanotcnologia foi scolhido m dcorrência do pquno tamanho d vários itns utilizados para a construção d componnts intlignts d alta tcnologia. O trmo nanotcnologia foi criado pla Univrsidad Cintífica d Tóquio, m No ano d 2000, as psquisas m cima dsta tcnologia aumntaram significativamnt, tanto qu hoj la é o cntro das atnçõs m várias áras da Ciência. A Maqul adicionou Nanopartículas spcíficas patntadas qu, variam su tamanho ntr nanômtros, tm propridads únicas: - Libração controlada /ou prolongada dos ativos - Maior pntração stabilidad do ativo - Efito d aumnto da hidratação da pl - Auxiliar na protção d raios UV - Possum tamanho spcífico para cada aplicação - Sguros, biodgradávis biocompatívis - Sgurança comprovada: nsaios in vitro tsts clínicos - Nanovtors multi-funcionais M O N O I D E TA H I T I A P P E L L AT I O N D O R I G I N E Slo d Origm do Monoï do Tahiti Com inovaçõs constants no mrcado d cosméticos profissionais para stética, a Maqul invst m dsnvolvimnto, garantindo a procdência d matérias-primas a sua concntração lvada no produto. Um novo princípio ativo introduzido pla Maqul no Brasil é o Monoï, provnint dirtamnt do Tahiti. O slo d Origm aparc no rótulo dos cosméticos qu o contém, bm como m todas as viculaçõs scritas. r f co s m parabn é t i co v o rd s Slo Vrd A Maqul dsnvolvu um slo para idntificar os produtos Fr Parabnos. Procupada com o mio ambint a compatibilidad d suas bass, a Maqul vêm lançando produtos FREE PARABENOS E ETOXILADOS, qu mlhoram a prmabilidad do produto, consqüntmnt, o su rsultado. prod to u t u od p com ficá o com ficácia comprovada ovada c ia c o p r Slo Eficácia Os tsts d ficácia dos produtos Maqul são ralizados por laboratórios analíticos habilitados pla ANVISA. O objtivo dst tst é vrificar a ficácia d um produto d uso tópico através da prcpção subjtiva do sujito da psquisa m condiçõs rais d uso. Os voluntários são aprovados d acordo com os critérios d inclusão xclusão stablcidos srão submtidos à ntrvista xam drmatológico. Ests tsts são rigorosos para garantir ao clint um produto d qualidad com rsultados garantidos. 3

5 Tratamnto Hidra-Rconstrutor Produtos: Hidra Forc é uma linha dsnvolvida pla Maqul para a hidratação rconstrução cutâna. Composta por 7 Produtos para Procdimnto Profissional: Lit Hidra Forc 250ml Lit d Limpza Facial Fino com Quinoa Tônico Hidra Forc 250ml Loção Tônica Facial Fina com Quinoa Gomag Hidra Forc 120g Máscara Esfoliant Facial com Nanotcnologia Ionto Hidra Forc 50ml Ionizávl Pólo + com Nanotcnologia Oil Fr Máscara Hidra Forc 200g Ultra-Hidratant Instantâna com Nanotcnologia Crm Hidra Forc 120ml Crm Hidratant Profundo Facial com Nanotcnologia Gl Crm Antirrugas FPS30 120ml Hidra Forc FPS 30 Composta por 4 Produtos para Procdimnto Hom-Car: Lit Hidra Forc 100ml Lit d Limpza Facial Fino com Quinoa Tônico Hidra Forc 100ml Loção Tônica Facial Fina com Quinoa Crm Hidra Forc 50ml Crm Hidratant Profundo Facial com Nanotcnologia Gl Crm Antirrugas FPS30 50ml Hidra Forc FPS30 4

6 Produtos para Procdimnto Hom-Car Lit Hidra Forc. 250ml Lit d Limpza Facial Fino com Quinoa r f parabn o s D txtura fina lv, o Lit Hidra Forc raliza a limpza profunda ao msmo tmpo m qu sus ativos promovm a hidratação da pl. Sua fórmula suav não rssca a pl como um sabont comum. Atua d forma auxiliar na rmoção d maquiagm. Espcialmnt formulado para o rosto, pscoço, colo busto. É indicado para todos os tipos d pl. co s m é t i co v d r PROPRIEDADES - Hidratant - Calmant - Anti-séptico RENDIMENTO APROXIMADO 150 aplicaçõs Também m tamanho Hom Car 100ml! MODO DE USAR Aplicar sobr a pl sca massagar durant 1 minuto. Rtirar com algodão úmido ou água m abundância. Você sntirá sua pl suav macia. Idal para uso na fac, pscoço, colo busto. CARACTERÍSTICAS x INDICAÇÃO CURIOSIDADE INDICAÇÃO TIPO DE PELE GRAU DE OLEOSIDADE DO PRODUTO APARELHOS PARA USO COM ESTE PRODUTO PH DO PRODUTO Higinização diária, auxiliar na rtirada d maquiagm hidratant. Todos os tipos d pl. Oil Fr Nnhum 5,5-6,0 Por qu é chamado d Lit? Lits são mulsõs d pouca viscosidad para limpza da pl. Difrntmnt dos sabonts faciais comuns, promovm a hidratação da pl durant o procsso d higinização, vitando assim o rsscamnto. A txtura do produto é mais fina, suav agradávl ao toqu. O lit animal é uma mulsão d gorduras água (O/A = Ólo m Água), razão pla qual l é branco. O cosmético lit d limpza gralmnt também é do tipo O/A, daí sta comparação. COMPOSIÇÃO ATIVA Quinoa (Chnopodium quinoa) Passiflora (Passiflora incarnata) Bétula (Btula alba) Cristais Líquidos (Propritary tchnology) COMPOSIÇÃO COMPLETA Ctyl alcohol, Citric acid, Aqua, Dissodium EDTA, Glycryl starat, Ctaryl alcohol, Staric acid, Sodium cocoyl glutamat, Propylnglicol, BHT, Sodium lauryl sarcosinat, Cyclomthicon, Phnoxythanol, Sodium chlorid, Sodium saccharin, Parfum, Passiflora incarnata xtract, Chnopodium quinoa sd xtract and Btula alba xtract. 5

7 Produtos para Procdimnto Hom-Car Lit Hidra Forc. 250ml Lit d Limpza Facial Fino com Quinoa D txtura fina lv, o Lit Hidra Forc raliza a limpza profunda ao msmo tmpo m qu sus ativos promovm a hidratação da pl. Sua fórmula suav não rssca a pl como um sabont comum. Atua d forma auxiliar na rmoção d maquiagm. Espcialmnt formulado para o rosto, pscoço, colo busto. É indicado para todos os tipos d pl. GLOSSÁRIO DE ATIVOS Quinoa (Chnopodium quinoa) A Quinoa é cultivada nos Ands Bolivianos há mais d anos. Sua história vm do Império Inca, ond ra considrada um cral milagroso vnrado como símbolo rligioso. Os Incas rconhcram há muito tmpo su alto valor nutricional acrditavam qu a Quinoa tinha propridads mdicinais. Agora st grão dos Duss comça a fazr part das formulaçõs cosméticas. O grão d quinoa é altamnt nutritivo contém aminoácidos, vitaminas minrais para a rposição d nutrints. É hidratant, rstaurador formador d film. Passiflora (Passiflora incarnata) Em 1867, os studos d um invstigador amricano chamaram a atnção para a passiflora (maracujá) dmonstraram o su grand intrss para a mdicina como sdativo antispasmódico. O maracujá é originário da América tropical. Ncssita d tmpraturas lvadas só s aclimata bm nas rgiõs tmpradas. Suas flors lmbram os instrumntos utilizados na crucificação d Cristo, por isso é conhcida m outros idiomas por flor-da-paixão. É rico m vitamina C, por isso atua como antioxidant. O xtrato d passiflora tm ação calmant hidratant. Bétula (Btula alba) Bétula ou vidoiro ou snhora-dos-bosqus são os noms qu s dão à planta qu antigamnt s chamava d árvor da sabdoria, porqu forncia argumntos aos pdagogos para dmonstrar suas doutrinas sadias. Na mdicina altrnativa, a bétula auxilia na liminação d toxinas, purificação do sangu alívio das dors inflamaçõs. A planta contém uma substância rsinosa, a btulalbina, um ácido aromático, o ácido btulábico, flavonóids. As folhas da Bétula alba são antibactrianas daí sua ação anti-séptica cicatrizant. Cristais Líquidos (Propritary tchnology) Est ativo é, na vrdad, uma bas qu forma uma rd d cristais líquidos qu propõm um novo sistma d hidratação, combinando métodos qu atuam d manira sinérgica proporcionando conforto à pl. Possui caractrísticas spciais, tais como total ausência d toxilados propridad d rstaurar o quilíbrio d todos os tipos d pl. PROPRIEDADES ESPECIAIS DOS CRISTAIS LÍQUIDOS Hidratant fisiológico Drivada d matériasprimas d origm vgtal Rquilibra o ph fisiológico da pl a barrira lipídica Aprsnta caractrística hipoalrgênica não irritant Exclnt snsorial moliência 6

8 Produtos para Procdimnto Hom-Car Tônico Hidra Forc. 250ml Loção Tônica Facial Fina com Quinoa r f parabn o s O Tônico Hidra Forc quilibra o ph da pl, dsta forma, mantém suas caractrísticas fisiológicas, vitando su rsscamnto garantindo sua plasticidad hidratação. co s m é t i co v d r PROPRIEDADES - Hidratant - Equilibra o ph da pl - Promov rstauração clular RENDIMENTO APROXIMADO 150 aplicaçõs Também m tamanho Hom Car 100ml! MODO DE USAR Após higinização, aplicar algumas gotas na pl sca, massagar suavmnt dixar absorvr. Pod sr usado com auxílio d algodão. Idal para uso no rosto, pscoço, colo busto. CARACTERÍSTICAS x INDICAÇÃO CURIOSIDADE Escala d ph INDICAÇÃO Tônico para a pl, suav adstringnt rgulador do ph da pl TIPO DE PELE Todos os tipos d pl. GRAU DE OLEOSIDADE DO PRODUTO TEMPO DE ABSORÇÃO PELA PELE APARELHOS PARA USO COM ESTE PRODUTO PH DO PRODUTO Oil Fr D 1 a 2 minutos. Nnhum 5,0-5,5 Ácido Nutro Alcalino ph infrior a 7 ph próximo a 7 ph suprior a 7 Pl sca, snsívl, fina, opaca qu s dscama facilmnt Pl normal, aspcto liso, macio com poros pouco visívis Pl olosa, áspra, com brilho intnso, poros dilatados, poucas rugas, mas com cravos spinhas. COMPOSIÇÃO ATIVA Quinoa (Chnopodium quinoa) Noni (Morinda citrifolia) PCa Zn (Zinc PCa) COMPOSIÇÃO COMPLETA Aqua, Dissodium EDTA, Sodium lauryl sarcosinat, Glycrin, Phnoxythanol, Ura, Panthnol, Parfum, Chnopodium quinoa sd xtract, Morinda citrifolia fruit xtract, Zinc PCA, Polysorbat-20, CI

9 Produtos para Procdimnto Hom-Car Tônico Hidra Forc. 250ml Loção Tônica Facial Fina com Quinoa O Tônico Hidra Forc quilibra o ph da pl, dsta forma, mantém suas caractrísticas fisiológicas, vitando su rsscamnto garantindo sua plasticidad hidratação. GLOSSÁRIO DE ATIVOS Quinoa (Chnopodium quinoa) A Quinoa é cultivada nos Ands Bolivianos há mais d anos. Sua história vm do Império Inca, ond ra considrada um cral milagroso vnrado como símbolo rligioso. Os Incas rconhcram há muito tmpo su alto valor nutricional acrditavam qu a Quinoa tinha propridads mdicinais. Agora st grão dos Duss comça a fazr part das formulaçõs cosméticas. O grão d quinoa é altamnt nutritivo contém aminoácidos, vitaminas minrais para a rposição d nutrints. É hidratant, rstaurador formador d film. Noni (Morinda citrifolia) Originalmnt o Noni crscu no sudst da Ásia. Os povos da China Japão usavam o Noni para tratar a fbr, assim como problmas nos olhos, na pl, na garganta, no stômago, na digstão na rspiração. As várias culturas usaram a fruta como o alimnto, para alimntar rbanhos, na mdicina tópica intrna, como tintura. Por suas propridads antioxidants, os produtos a bas d Noni atuam como rstauradors liminadors d radicais livrs são idais para protção contra agrssõs xtrnas como raios UV. Os ácidos graxos promovm alta nutrição, além d moliência, hidratação profunda rstauração clular. Por contr sais minrais, ag ainda como rminralizant. PCa Zn (Zinc PCa) É um sal d zinco do PCA (Ácido Pirrolidona Carboxílico), portanto um drivado do Ácido O Glutâmico também obtido a partir da cana-d-açúcar. O PCA é um ingrdint funcional d origm natural da pl. É um dos fators mais importants da hidratação fisiológica. A combinação do PCA com Zinco tm fito sinérgico: ao msmo tmpo qu hidrata a pl facilita a absorção, ag como anti-sborréico anti-microbiano. Esta combinação atua também vitando a O O H N 2+ Zn N H O O dgradação do colágno inibindo a formação d rugas. O Zinco possui ainda ação antiinflamatória. O PCa Zn promov snsação d limpza rfrscância após su uso. O 8

10 Gomag Hidra Forc. 120g Máscara Esfoliant Facial com Nanotcnologia A Gomag Hidra Forc Maqul é um novo concito m sfoliação. A proposta da Gomag é fazr uma substituição: sam as impurzas da pl ntram os ativos. Tudo d forma inovadora. r f co s m é parabn t i co v o d r s PROPRIEDADES - Pl limpa, lisa sdosa - Hidratação profunda - Hidratação instantâna - Diminuição d manchas suprficiais - Rnovação clular com rsultado imdiato - Rnovação clular d longo prazo RENDIMENTO APROXIMADO 80 aplicaçõs MODO DE USAR Aplicar uma fina camada da Gomag sobr a pl sca, não massagar dixar por 7 minutos. Dv sr rmovida ainda úmida da pl, fazndo fricção rta ( ) com as pontas dos ddos para formar rolinhos qu irão sfoliar a pl rmovr as células mortas. Após, lavar o rosto com água m abundância scar com auxílio d uma toalha macia. CARACTERÍSTICAS x INDICAÇÃO GOMAGE x ESFOLIANTE INDICAÇÃO TIPO DE PELE GRAU DE OLEOSIDADE DO PRODUTO TEMPO DE ABSORÇÃO PELA PELE APARELHOS PARA USO COM ESTE PRODUTO PH DO PRODUTO Protocolos d dsvitalização, olosidad, rugas, manchas xcsso d comdõs Todos os tipos, xcto as pls snsívis Baixo Tmpo indicado d 7 minutos Nnhum 6,0-6,5 Tabla comparativa ntr a Gomag o Esfoliant: FUNÇÃO CARACTERÍSTICA ABRASÃO APLICAÇÃO REMOÇÃO ESFOLIANTE Rmovr células mortas impurzas, facilitando a pntração d ativos Crm, gl ou mulsão Grânulos d baixa, média ou fort abrasão Aplicar através d movimntos circulars Massagar até complta absorção do produto, rtirando grânulos com auxílio d algodão/toalha. GOMAGE Crm spsso Com ou sm grânulos d baixa ou média abrasão Aplicar fina camada. Não massagar. Movimntos rtos, formando rolinhos. COMPOSIÇÃO ATIVA Nano-Hydroxy Acids (Glycolic Acid, Latic acid, Citric acid, Avna sativa, Glycyrrhiza glabra) Microsfras d Jojoba (Simmomdsia chinnsis) Quinoa (Chnopodium quinoa) Ômga 3 (Camlina sativa) COMPOSIÇÃO AUXILIAR Hibiscus (Hibiscus sabdariffa) Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra) Canola (Brassica napus) Alo Vra 200:1 (Alo barbadnsis) COMPOSIÇÃO COMPLETA Aqua, Disodium EDTA, Alo barbadnsis laf, Acrylats copolymr, Trithanolamin, (Glycolic acid, Latic acid, Citric acid, Oat (Avna Sativa) sd oil, Glycyrrhiza glabra (root) xtract, BHT, Polysorbat 80, Sorbitan monoolat, and 2-Bromo-2-Nitro-1,3-Propandiol, 2,4- Dichlorobnzyl alcohol), Phnoxythanol, Pg-7-Glycryl cocoat, Olus oil, Camlina sativa oil, Hibiscus sabdariffa flowr xtract, Chnopodium quinoa sd xtract, Glycyrrhiza glabra (root) xtract, Canola oil, Tocophryl actat, Ethoxylatd C12-C13 alcohol, Jojoba strs, Polythyln and Parfum. 9

11 Gomag Hidra Forc. 120g Máscara Esfoliant Facial com Nanotcnologia A Gomag Hidra Forc Maqul é um novo concito m sfoliação. A proposta da Gomag é fazr uma substituição: sam as impurzas da pl ntram os ativos. Tudo d forma inovadora. GLOSSÁRIO DE ATIVOS Nano-Hydroxy Acids (Glycolic acid, Latic acid, Citric acid, Avna sativa, Glycyrrhiza glabra) Os Alfa-Hidroxiácidos (AHA) tm sido utilizados m drmatologia há mais d quarnta anos. Ainda assim, nos últimos anos, formulaçõs contndo AHA continuam amplamnt utilizadas plos sus xclnts rsultados. A tcnologia das nanopartículas contndo AHA utilizadas na formulação da Gomag, prmitm maior mais rápida pntração dsts ativos, constituindo uma nova opção trapêutica para uma varidad d condiçõs cutânas possibilitando rsultados ainda mais ficazs. As nanopartículas diminum a spssura da camada córna hiprquratínica, promovndo a rdução da cosão ou adsividad ntr os cornócitos suas camadas. Aprsnta também ação molint, adstringnt claradora da pl. É indicado para as aplicaçõs rlacionadas ao fotonvlhcimnto, no qual atua rduzindo a aparência d linhas finas rugas, tornando a pl mais suav, firm rjuvnscida. É também um xclnt ativo para o tratamnto da acn, quratoss actínicas, manchas snis, pl sca suas variants. Associado ao Nano-Hydroxy Acids, o xtrato d alcaçuz possui ação antiinflamatória bactricida para tratamnto d pls snsívis o ólo d avia, rico m ácidos oléico linoléico vitaminas com propridads antioxidants, qu atuam sinrgicamnt suavizando o fito irritant dos ativos ácidos tornando o uso do Nano-Hydroxy Acids agradávl com rsultados prcptívis. Microsfras d Jojoba (Simmomdsia chinnsis) As microsfras d jojoba são agnts d sfoliação mcânica 100% naturais. As microsfras são obtidas pla hidrognação do ólo d jojoba. O procsso utilizado para a produção dstas microsfras tm origm m quipamntos automatizados com xclnt control do tamanho das partículas, para qu las stjam na faixa d microns d diâmtro. Est tamanho ofrc um fito sfoliant ficint, sm dixar a pl irritada, pois as sfras são arrdondadas sm pontas, difrntmnt das sfras d sílica ou das smnts moídas. Propridads: - Dpositam éstrs d jojoba sobr a pl, dixando-a macia logo após a sfoliação - Mlhora a pntração dos outros ativos - Promov um pling mcânico, auxiliando na rtirada mais profunda d células mortas impurzas - Limpa os poros stimula a produção d células novas - Proporciona uma ativação suav da circulação priférica, muito útil nos tratamntos m qu s dsja qu os ativos pntrm mais profundamnt. Quinoa (Chnopodium quinoa) A Quinoa é cultivada nos Ands Bolivianos há mais d anos. Sua história vm do Império Inca, ond ra considrada um cral milagroso vnrado como símbolo rligioso. Os Incas rconhcram há muito tmpo su alto valor nutricional acrditavam qu a Quinoa tinha propridads mdicinais. Agora st grão dos Duss comça a fazr part das formulaçõs cosméticas. O grão d quinoa é altamnt nutritivo contém aminoácidos, vitaminas minrais para a rposição d nutrints. É hidratant, rstaurador formador d film. 10

12 Gomag Hidra Forc. 120g Máscara Esfoliant Facial com Nanotcnologia A Gomag Hidra Forc Maqul é um novo concito m sfoliação. A proposta da Gomag é fazr uma substituição: sam as impurzas da pl ntram os ativos. Tudo d forma inovadora. GLOSSÁRIO DE ATIVOS Ômga 3 (Camlina sativa) É um lipídio vgtal para tratamnto das dsordns cutânas obtido através da smnt d linhaça. Promov hidratação profunda. O ólo d linhaça é xtraído d smnts ologinosas qu possum lvados tors d ácidos graxos ssnciais: ácido linoléico (52-58%), qu para srm funcionais bioativos, dvm sr xtraídos a frio. O Ômga 3 traz xclnts bnfícios à pl: é um potnt antiinflamatório drmoprottor. Além disso, é capaz d inibir a xprssão das mtaloprotinass d matriz (MMPs), nzimas rsponsávis pla dgradação do colágno lastina na drm. Principais propridads: - Possui alta pntração cutâna, incorporando-s às struturas cutânas altradas - Mlhora os sintomas da inflamação na drmatit atópica na psorías - Rduz a prda transpidérmica d água (TEWL), vitando assim o rsscamnto da pl - Promov hidratação profunda - Mlhora as dfsas naturais normaliza a quratina - Mlhora a função da barrira cutâna - Emolint cicatrizant Hibiscus (Hibiscus sabdariffa) O Hibiscus é uma important planta mdicinal, originária da Índia, Sudão Malásia. Além d admiradas por sua blza ornamntal, os componnts da planta são usados para fins culinários, mdicinais agora cosméticos. Estudos comprovam a prsnça d compostos fnólicos, ácidos orgânicos, stróids, polissacarídos alguns minrais, qu confrm uma ação antibactriana antioxidant. Est podr antioxidant do Hibiscus xplica-s porqu l contém uma xclnt quantidad d antocianinas: qu são pigmntos d cors atrativas d frutas, flors folhas qu variam do vrmlho azul. São da class dos flavonóids rsponsávis plo podr antioxidant. Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra) Distribuída plos cinco continnts, o Alcaçuz é uma planta mditrrâna. Aprciada por su sabor adocicado por suas propridads calmants, os primiros tstmunhos d sua utilização mdicinal rmotam do Egito Antigo. É um tnsoativo natural possui ainda fito tônico, antiirritant, dpurativo, molint rfrscant. O Alcaçuz ainda é dscongstionant, ligiramnt antiséptico sbostático. El é usado para pls snsívis qu continuamnt aprsntam fragilidad plas agrssõs xtrnas (sol, poluição, vnto, strss). 11

13 Gomag Hidra Forc. 120g Máscara Esfoliant Facial com Nanotcnologia A Gomag Hidra Forc Maqul é um novo concito m sfoliação. A proposta da Gomag é fazr uma substituição: sam as impurzas da pl ntram os ativos. Tudo d forma inovadora. GLOSSÁRIO DE ATIVOS Canola (Brassica napus) Drivado das smnts da Brassica napus, o ólo vgtal d Canola é obtido através d procsso critrioso qu otimiza o alto tor d tocofróis naturais (vitamina E) fitostróis. Trata-s d um potnt antioxidant, antiinflamatório rgnrador clular. Alo Vra (Alo barbadnsis) Estima-s qu a polpa do Alo Vra contnha mais d 200 moléculas com atividad biológica, ntr las: polissacarídos, nzimas, aminoácidos, vitaminas, minrais constituints bioquímicos. Todos sss trabalhando sinrgicamnt para promoção dos fitos trapêuticos. A polpa do Alo Vra contém um total d 0,5% d sólidos, ond stão os princípios ativos qu confrm sus bnfícios. O Alo Vra 200:1 corrspond xatamnt a sss sólidos, portanto é o princípio ativo puro da polpa do Alo Vra. Atividad biológica do Alo Vra: Atividad antiinflamatória potnt Inib a dor a inflamação, pois diminui a vasodilatação os fitos dos mdiadors inflamatórios. Possui fito antioxidant liminando os radicais livrs. Exclnt hidratant É uma das razõs para o Alo Vra sr tão popular. Mlhora a capacidad da pl s hidratar, ajuda na rmoção das células mortas tm fito d pntração qu ajuda a transportar outras substâncias através da pl. Podr cicatrizant Estimula a produção d colágno protoglicanas a fim d rparar rmodlar o tcido lsado. Anti-nvlhcimnto Rvrt o quadro dgnrativo através da stimulação da sínts d colágno lastina. Rstaura sistma imunológico Prvin a suprssão do sistma imunológico da pl. Essa imunossuprssão pod sr uma das causas do câncr d pl. 12

14 Ionto Hidra Forc. 50ml Ionizávl Pólo Positivo com Nanotcnologia Oil Fr r f parabn o s O Ionto Hidra Forc foi formulado para atndr ssa ncssidad d pntração rápida ficaz, A hidratação a rvitalização são visívis logo após a aplicação. É indicado também para uso m protocolos contra strias, cicatriz hiprtrófica, cicatriz provnint d acn tratamnto rjuvnscdor da pl. co s m é t i co v d r PROPRIEDADES - Diminui rugas linhas d xprssão - Ação Rtinol-lik - Rgnração da mmbrana clular - Mlhora a distribuição da pigmntação da pl - Eltrocosmético RENDIMENTO APROXIMADO 50 aplicaçõs MODO DE USAR Aplicar algumas gotas utilizar o aparlho d ionização m pólo positivo durant 4 minutos. Não rmovr o produto da pl. CARACTERÍSTICAS x INDICAÇÃO CURIOSIDADE INDICAÇÃO TIPO DE PELE GRAU DE OLEOSIDADE DO PRODUTO Protocolos para rugas, manchas, strias, cicatriz hiprtrófica, cicatriz provnint d acn nvlhcimnto. Todos os tipos, incluindo as pls acnicas Totalmnt oil fr Por qu utilizar a Eltrotrapia? A corrnt létrica qubra as moléculas do princípio ativo transformando-as m íons, prmitindo assim mlhor absorção pntração na pl. Eltrodo + Campo létrico Camada d Ionto Hidra Forc TEMPO DE ABSORÇÃO PELA PELE APARELHOS PARA USO COM ESTE PRODUTO PH DO PRODUTO Rápido Ionização Microcorrnts 6,0-7,0 Ionizando o produto com o pólo da msma carga, provocamos uma rpulsão ntr o produto o ltrodo uma atração ntr o produto a pl, facilitando a pntração! PELE COMPOSIÇÃO ATIVA Nano-Ros Hips (Rosa rubiginosa) Nano-Fac Car(Boswllia cartrii, Cymbopogon martini) COMPOSIÇÃO COMPLETA Aqua, Carbomr, Sodium chlorid, Trithanolamin, Triclosan, Phnoxythanol, Mthylisothiazolinon, Hyaluronic acid, Nano-Fac Car (Aqua, Boswllia cartrii oil, Cymbopogon martini oil, BHT, Polysorbat 80, Phnoxythanol, Propyln glycol, Mthylisothiazolinon), Nano- Ros Hips (Aqua, Rosa canina fruit oil, Tocophryl actat, Polysorbat 20, Phnoxythanol, Propyln glycol, Mthylisothiazolinon). 13

15 Ionto Hidra Forc. 50ml Ionizávl Pólo Positivo com Nanotcnologia Oil Fr O Ionto Hidra Forc foi formulado para atndr ssa ncssidad d pntração rápida ficaz, A hidratação a rvitalização são visívis logo após a aplicação. É indicado também para uso m protocolos contra strias, cicatriz hiprtrófica, cicatriz provnint d acn tratamnto rjuvnscdor da pl. GLOSSÁRIO DE ATIVOS Nano-Ros Hips (Rosa rubiginosa) Nanopartículas contndo o ólo d Rosa Mosquta ncapsulado. Est ólo s dstaca ntr os dmais por sr um ólo vgtal d caractrísticas únicas, possuindo m sua composição quas 80% d ácidos graxos poliinsaturados (ssnciais), os quais são rquridos na formação da strutura da mmbrana clular da pidrm, confrindo fluidz, flxibilidad prmabilidad cutâna. O ácido transrtinóico (drivado da vitamina A) prsnt no ólo d Rosa Mosquta possui atividad no tratamnto rgnração da mmbrana clular dos tcidos cutânos, ajudando a prvnir atnuar o nvlhcimnto prmaturo da pl, diminuindo linhas d xprssão, strias rugas suprficiais. Dstacam-s ainda as açõs d: rgnração cutâna d cicatrizs pós-cirúrgica mlhora na nutrição circulação sanguína; distribuição d pigmntação, liminando manchas da pl causadas plo sol ou por nvlhcimnto; cicatrização d pl aftada por quimaduras ou danificadas pla radiotrapia; mlhora significativa na sintomatologia m pacints com nfrmidads cutânas (pl rsscada, psorías, hiprquratos); açõs prvntivas corrtivas ao fotonvlhcimnto por xposição às radiaçõs solars, ativando a auto gração d mlanina. Os radicais livrs são átomos ou moléculas produzidas continuamnt durant os procssos mtabólicos atuam como mdiadors m várias raçõs bioquímicas, dsmpnhando funçõs rlvants no mtabolismo. No ntanto, a produção xcssiva d radicais livrs pod conduzir a divrsas formas d dano clular. As lsõs causadas plos radicais livrs nas células podm sr prvnidas ou rduzidas por mio da atividad d antioxidants. O licopno, prsnt no ólo d Rosa Mosquta, é considrado um dos mais potnts antioxidants. A ação da Nano-Ros Hips dv-s aos: Ácidos graxos (Ômga 3, Ômga 6, Ômga 9) Antioxidants (Carotnóids, Flavonóids, Vitamina C) Pigmntos Carotnóids (Licopno, Btacarotno, Rubixantina) - POTENTE CICATRIZANTE - REGENERAÇÃO DA MEMBRANA CELULAR - HIDRATAÇÃO PROLONGADA 14

16 Ionto Hidra Forc. 50ml Ionizávl Pólo Positivo com Nanotcnologia Oil Fr O Ionto Hidra Forc foi formulado para atndr ssa ncssidad d pntração rápida ficaz, A hidratação a rvitalização são visívis logo após a aplicação. É indicado também para uso m protocolos contra strias, cicatriz hiprtrófica, cicatriz provnint d acn tratamnto rjuvnscdor da pl. GLOSSÁRIO DE ATIVOS Nano-Fac Car (Boswllia cartrii, Cymbopogon martini) Combinação d Ólos Essnciais (Ólo Essncial d Olíbano + Ólo Essncial d Palmarosa) com ação hidratant rgnradora clular indicada para uso m produtos antinvlhcimnto. O Ólo Essncial d Olíbano (Boswllia cartrii) é xtraído através da dstilação a vapor da rsina, qu s forma m pqunos corts na árvor. É rico m tritrpnóids, qu possum propridads antiinflamatória prottora vascular. Proporciona vitalidad a pls cansadas, constituindo um vrdadiro tônico para a pl. O Ólo Essncial d Palmarosa é um dos mlhors ólos para o tratamnto da flacidz das rugas. Su principal componnt é o Graniol, um ativo capaz d tonificar hidratar a pl, stimular a rgnração clular por isto tm ação Rtinol-Lik, além d atuar como antiinflamatório. A combinação dsts Ólos Essnciais mlhora a firmza, a hidratação, a uniformidad da cor, as rugas prioculars o aspcto gral vitalidad da pl. A ação Rtinol-lik A aplicação tópica do rtinol mlhora as caractrísticas da pl nvlhcida m trmos d linhas d xprssão, rugas, txtura cor da pl, o qu proporciona mlhora significativa na aparência gral da pl. Mas, apsar d sus bnfícios, o ácido rtinóico pod causar grand irritação quando aplicado topicamnt por isso foi proibido m aplicaçõs cosméticas m Um ingrdint ativo, como as nanopartículas Fac-Car, cujo comportamnto é smlhant ao rtinol (ação rtinol-lik ), rgulando o mtabolismo dérmico sm causar irritação é xtraordinário! CURIOSIDADE: O Ólo d Olíbano O trmo olíbano provavlmnt significa ólo do Líbano. O olíbano ra quimado nos altars do Egito como ofrnda aos duss ra usado como rcurso facilitador da mditação. Naqul tmpo, o valor dss ólo ra muito lvado, comparávl ao do ouro. Os gípcios mprgavam o ólo na fabricação d máscaras cosméticas d rjuvnscimnto, m forma d pó cinza, o incnso ra o principal componnt da maquiagm das mulhrs gípcias. 15

17 Máscara Hidra Forc. 200g Ultra-Hidratant Instantâna com Nanotcnologia M O N O I DE TAHITI A P P E L L AT I O N D O R I G I N E A combinação d 8 ativos torna a Máscara Hidra Forc uma potnt aliada nos tratamntos d hidratação profunda, pl dsvitalizada ou nvlhcida ativação da circulação priférica facial. Entr os inúmros bnfícios, dstaca-s a ultra-hidratação com snsação d maciz instantâna. Você snt o rsultado logo após a aplicação! PROPRIEDADES - Rgnração clular - Maciz xtrma - Normaliza os fluxos nrgéticos - Rposição d lipídios nas pls dsidratadas - Modula o crscimnto dos tcidos - Hidratação profunda instantâna RENDIMENTO APROXIMADO 80 aplicaçõs MODO DE USAR Aplicar uma camada gnrosa sobr a pl, massagar por 1 minuto dixar na pl por 15 minutos. Rtirar. CARACTERÍSTICAS x INDICAÇÃO CURIOSIDADE INDICAÇÃO TIPO DE PELE Protocolos para nvlhcimnto, dsvitalização, dsidratação, pós-sol, pl sca xtra sca. Muito indicada para pl snsívl. Todos os tipos, xcto as pls olosas. Por qu nutrir a pl é important? Ao longo dos anos, o procsso d rnovação alimntação clular ntra m dclínio gradativo constant. GRAU DE OLEOSIDADE DO PRODUTO TEMPO DE ABSORÇÃO PELA PELE APARELHOS PARA USO COM ESTE PRODUTO Médio Dixar na pl por até 15 minutos Você pod ampliar o rsultado com uso d Vapor d Ozônio ou Máscara Térmica Há ncssidad d compnsação dsta insuficiência dos nutrints hidratação naturais da pl. Uma pl nutrida é mais lástica, macia iluminada. Portanto, é uma pl saudávl! PH DO PRODUTO 5,5-6,0 COMPOSIÇÃO ATIVA Nano-Vtor Ultra Hidratant (Thobroma grandiflorum) Turmalina (Tourmalin powdr) Monoï do Tahiti (Hydrognatd coconut, Gardnia tahitnsis, Tocophrol) COMPOSIÇÃO AUXILIAR Fosfolipídos d Girassol (Hlianthus annuus) Mantiga d Cupuaçu (Thobroma grandiflorum) Ólo Vgtal d Castanha do Brasil (Brtholltia xclsa) Ólo Vgtal d Algodão (Gossypium hrbacum) Argila Rosa COMPOSIÇÃO COMPLETA Aqua, Disodium EDTA, Xantham gum, PEG14-M, (Sodium acrylats copolymr and Hydrognatd polyisobutn and Phospholipids and Polyglycryl-10 starat and Hlianthus annuus (sunflowr) sd oil), Caprylic/Capric triglycrid, Ctyl alcohol, Ctarth-20, Glycryl starat, (Hydrognatd coconut oil and Gardnia tahitnsis flowr and Tocophrol), Thobroma grandiflorum sd buttr, Brtholltia xclsa sd oil, Olus oil, BHT, Trithanolamin, Solubl collagno, Sorbitol, Glycrin, Phnoxythanol, Lavandula hybrida oil, Cotton sd gossypium oil, (Coffa arabica (coff) sd xtract and Succinil rutin and Siloxantriol alginat and Caffin and Butyln glycol and Dcarboxy carnosin Hcl), Tourmalin, Parfum, Kaolim and (Aqua, Butyrosprmum parkii buttr, Lanolin, Sodiummthyl cocoyl taurat, BHT, 2-Bromo-2-Nitropropan-1,3-Diol, 2,4-Dichlorobnzyl alcohol). 16

18 Máscara Hidra Forc. 200g Ultra-Hidratant Instantâna com Nanotcnologia A combinação d 8 ativos torna a Máscara Hidra Forc uma potnt aliada nos tratamntos d hidratação profunda, pl dsvitalizada ou nvlhcida ativação da circulação priférica facial. Entr os inúmros bnfícios, dstaca-s a ultra-hidratação com snsação d maciz instantâna. Você snt o rsultado logo após a aplicação! GLOSSÁRIO DE ATIVOS Nano-Vtor Ultra Hidratant 5% (Lanolin, Lavandula officinalis, Butyrosprmun parkii) É um ativo ímpar na ára cosmética. Esta nanopartícula é uma combinação da lanolina, do ólo ssncial d lavanda da mantiga d karité. A lanolina anidra, é rica m colstrol outros stróis. Ests componnts ncontram-s prsnts na porção lipídica da mulsão picutâna, sndo assim uma xclnt font d rposição dsts lipídos m pls xtra-scas, atópicas nvlhcidas. A prsnça do ólo ssncial d lavanda nsta nanopartícula promov rgnração clular, confrindo maciz suavidad à pl ao msmo tmpo qu proporciona rlaxamnto plas propridads aromáticas da lavanda. Originária da África, a Karité (Butyrosprmun parkii) é famosa pla mantiga xtraída d sus frutos. A Mantiga d Karité, qu é um xclnt molint, tal como as gorduras vgtais, xrc ação prottora sobr a pl prvnindo contra o rsscamnto. Por contr uma boa quantidad d tocofróis, também possui propridads antioxidants. Karité + + Lanolin Ólo Essncial d Lavanda = Nano-Vtor Ultra Hidratant: Capaz d aumntar a hidratação da pl m 200% Turmalina (Tourmalin powdr) Os cristais são a xprssão máxima da harmonia quilíbrio qu a naturza rvla m uma forma física. Suas propridads são rsultants do grau d composição ordm do rtículo cristalino, qu rsultam m blza, capacidad d conduzir, transformar potncializar fluxos nrgéticos. A utilização d pdras prciosas m formulaçõs cosméticas basia-s fundamntalmnt no concito d trapia dos cristais, sndo rlacionado aos fluxos d nrgia ki chacras (trapia orintal). A Turmalina utilizada nos cosméticos Maqul é um pó ultra-fino. Em sua fórmula ncontramos alumínio, borato, sílica, frro, sódio magnésio. Esta composição minral faz da Turmalina um cristal polarizado qu, mdiant fricção, adquir propridads létricas m suas xtrmidads, tornando-s positivamnt carrgada. Além d su principal rsultado nrgético, a Turmalina possui fito modulador no crscimnto dos tcidos na circulação sanguína, mlhorando o tônus a vitalidad da pl, ofrcndo protção da pl contra o frio vnto. Ação da Turmalina A Turmalina é chamada pdra létrica porqu capta létrons gra ltricidad. Esta ltricidad modula a circulação sanguína promov a vitalidad da pl. Cristais d Turmalina ativados durant a massagm para aplicação da Máscara. Gração d ltricidad * * * * * * * * * PELE * Cristais d Turmalina Estimulação da circulação sanguína vitalidad da pl. 17

19 Máscara Hidra Forc. 200g Ultra-Hidratant Instantâna com Nanotcnologia A combinação d 8 ativos torna a Máscara Hidra Forc uma potnt aliada nos tratamntos d hidratação profunda, pl dsvitalizada ou nvlhcida ativação da circulação priférica facial. Entr os inúmros bnfícios, dstaca-s a ultra-hidratação com snsação d maciz instantâna. Você snt o rsultado logo após a aplicação! GLOSSÁRIO DE ATIVOS Monoï do Tahiti (Hydrognatd coconut, Gardnia tahitnsis, Tocophrol) É xtraído das pétalas da flor d Tiar (Gardênia nativa), cultivada na Polinésia Francsa, uma das ilhas do Tahiti. Combinado com Ólo d Coco rfinado Vitamina E, é considrado um ativo rgnrador do corpo, proporciona uma dliciosa snsação d bm-star. Possui m sua composição: ácidos graxos, stróis tocofróis, fundamntais na manutnção da mmbrana clular dvido ação antioxidant. Hidratant rgnrador profundo: é um ingrdint xótico muito nutritivo, usado para hidratar protgr a pl. Possui como propridads a ação d rparar, hidratar, nutrir rstaurar, slando criando uma barrira nas pls dsvitalizadas agrdidas por fators xtrnos, como o sol. Procsso d xtração do Monoï do Tahiti: Flors d Tiar são macradas por 12 dias. É utilizada uma proporção d 10 flors para 1 litro d uma substância d nflurag spcial do Tahiti. Rsultado: ólo d gardênia. Através da comprssão dos cocos scos do Tahiti, obtém-s um ólo spcial. Ests ólos são rfinados adicionados à Vitamina E para consrvar as propridads. Fosfolipídos d Girassol (Hlianthus annuus) Os fosfolipídos são constituints ssnciais da mmbrana clular possum grand importância na manutnção da barrira cutâna qu corrspond à diminuição da prda transpidérmica d água (TEWL), lvando à diminuição da dsidratação da pl, mlhorando a lasticidad ritma. O Girassol é naturalmnt rico m ácidos graxos ssnciais qu favorcm a rstauração do quilíbrio cutâno. A inclusão dos fosfolipídos d Girassol promov inúmros bnfícios funcionais como: hidratação, rgnração cutâna rconstituição da barrira da pl. Além d um toqu suav avludado. Mantiga d Cupuaçu (Thobroma grandiflorum) A Mantiga d Cupuaçu é um triglicrído qu aprsnta composição quilibrada d ácidos graxos saturados insaturados. O Cupuaçu contém ainda potnts antioxidants polifnóis quantidad d vitamina C comparada a outras frutas, como o limão. A obtnção da mantiga ocorr através d um procsso natural d alta rfinação, sm o uso d substâncias químicas solvnts. Nst procsso d purificação, as impurzas são liminadas, principalmnt substâncias oxidants próxidos orgânicos. A Mantiga d Cupuaçu é hidratant, molint, condicionadora da pl rminralizant. Possui alta capacidad d absorção d água, aproximadamnt 240% suprior a alguns stróis d origm animal vgtal. 18

20 Máscara Hidra Forc. 200g Ultra-Hidratant Instantâna com Nanotcnologia A combinação d 8 ativos torna a Máscara Hidra Forc uma potnt aliada nos tratamntos d hidratação profunda, pl dsvitalizada ou nvlhcida ativação da circulação priférica facial. Entr os inúmros bnfícios, dstaca-s a ultra-hidratação com snsação d maciz instantâna. Você snt o rsultado logo após a aplicação! GLOSSÁRIO DE ATIVOS Ólo Vgtal d Castanha do Brasil (Brtholltia xclsa) A Castanha do Brasil é uma das mais importants árvors amazônicas aprsnta papl fundamntal na organização sócio-conômica d grands áras xtrativistas da florsta. A amêndoa, xtraída do fruto, tm grand utilidad alto valor conômico. A amêndoa é constituída d 60 a 70% d lipídos d 15 a 20% d protína. O ólo é rico m ácidos graxos insaturados (oléico, linoléico pqunas quantidads d mirístico), fitostróis squalno: nutrints ssnciais nos procssos bioquímicos d formação do tcido pitlial. Possui também as vitaminas A E, oligolmntos como o Cálcio, Frro, Zinco, Sódio, Potássio Slênio. O Ólo d Castanha do Brasil é obtido por procsso d prnsagm a frio d ond s obtém um ólo fino valioso d altíssima qualidad qu aprsnta propridads molints, hidratants inibidora da prda transpidérmica d água (TEWL), pois é formador d film d protção. As propridads anti-radicais livrs dst ólo também favorcm a vitalidad da pl. Ólo Vgtal d Algodão (Gossypium hrbacum) O algodão é originário da Índia. O algodoiro é uma planta d clima qunt, qu não suporta o frio. O algodão na forma macia qu conhcmos é a matéria fibrosa qu nvolv as smnts do algodoiro d ond o ólo é xtraído. Estas smnts também são conhcidas como caroços d algodão o ólo xtraído é rico m tocofrol, um antioxidant natural o qual possui variados graus d vitamina E. O Ólo d Algodão contém ainda uma mistura d ácidos graxos saturados insaturados, sndo su principal componnt o ácido linoléico (Ômga 6). A dficiência dos ácidos graxos ssnciais provocam altraçõs sobr a pl como dscamaçõs rsscamntos. Propridads molints, amaciants, suavizants, condicionants da pl hidratants também são atribuídas ao Ólo d Algodão. Argila Rosa Existm rgistros milnars apontando o uso d máscaras d argila como prática trapêutica. O su podr stá rlacionado ao conhcimnto das propridads para curar, hidratar, rconstruir, dsintoxicar, rvitalizar quilibrar o organismo. A argila é um matrial natural composto por partículas xtrmamnt pqunas d silicato minimizado (silicato d alumínio) além d divrsos oligolmntos. A complxibilidad variabilidad das argilas dv-s à variação qualitativa quantitativa dos minrais argilosos não argilosos qu as constitum. A Argila Rosa é uma mistura das Argilas Branca Vrmlha (rica m hmatita vrmlha). Sua principal caractrística é sr xtrmamnt suav mnos absorvnt qu a Argila Vrd. Em função da sua atividad suavizant é spcialmnt indicada m máscaras faciais. É absorvnt, stimulant, anti-séptica ativa as funçõs imunológicas. Vitaliza a pl, dvolv a luminosidad natural, aumnta a circulação hidrata. Por contr Argila Branca, possui fito tnsor, combat à dsstruturação do tcido conjuntivo, ridrata a pl combat os radicais livrs. 19

Tratamento Hidra-Reconstrutor

Tratamento Hidra-Reconstrutor Tratamento Hidra-Reconstrutor www.hidraforce.com.br Entendendo a pele e suas funções A pele se divide em 3 camadas: epiderme, derme e hipoderme. Ela é um sistema complexo e possui muitas funções que podem

Leia mais

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita:

Em cada ciclo, o sistema retorna ao estado inicial: U = 0. Então, quantidade de energia W, cedida, por trabalho, à vizinhança, pode ser escrita: Máquinas Térmicas Para qu um dado sistma raliz um procsso cíclico no qual rtira crta quantidad d nrgia, por calor, d um rsrvatório térmico cd, por trabalho, outra quantidad d nrgia à vizinhança, são ncssários

Leia mais

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis.

Para verificar a atualização desta norma, como revogações ou alterações, acesse o Visalegis. 18/05/12 Anvisa - Lgislação - Portarias Lgislação Para vrificar a atualização dsta norma, como rvogaçõs ou altraçõs, acss o Visalgis. Portaria n º 27, d 13 d janiro d 1998 A Scrtária d Vigilância Sanitária,

Leia mais

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE Lógica Matmática Computacional - Sistma d Ponto Flutuant SISTEM DE PONTO FLUTUNTE s máquinas utilizam a sguint normalização para rprsntação dos númros: 1d dn * B ± 0d L ond 0 di (B 1), para i = 1,,, n,

Leia mais

Catálogo de Perfis Padronizados

Catálogo de Perfis Padronizados Extrusão Gral Catálogo d Prfis P Shaping a lightr futur Frramntaria Estoqu d tarugos rfis Introdução SP no Mundo Fundada m 1963 na Suécia, a Sapa iniciou suas atividads a partir do zro s transformou, m

Leia mais

Plano de Estudo 5º ano - ANUAL

Plano de Estudo 5º ano - ANUAL Plano d Estudo 5º ano - ANUAL Disciplina: Ciências Naturais Unidad Tmática Contúdos 1 Importância das rochas do solo na manutnção dvida. Por qu razão xist vida na Trra? Qu ambint xistm na Trra? Ond xist

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO

ESCOLA BÁSICA D. DOMINGOS JARDO Unidad Didáctica: Trocas nutricionais ntr o organismo o mio nos animais. Comprndr qu a vida dos srs vivos assgurada pla ralização d funçõs spcíficas;. Comprndr qu as funçõs vitais rqurm nrgia;. Assumir-s

Leia mais

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado.

PSICROMETRIA 1. É a quantificação do vapor d água no ar de um ambiente, aberto ou fechado. PSICROMETRIA 1 1. O QUE É? É a quantificação do vapor d água no ar d um ambint, abrto ou fchado. 2. PARA QUE SERVE? A importância da quantificação da umidad atmosférica pod sr prcbida quando s qur, dntr

Leia mais

Desta maneira um relacionamento é mostrado em forma de um diagrama vetorial na Figura 1 (b). Ou poderia ser escrito matematicamente como:

Desta maneira um relacionamento é mostrado em forma de um diagrama vetorial na Figura 1 (b). Ou poderia ser escrito matematicamente como: ASSOCIAÇÃO EDUCACIONA DOM BOSCO FACUDADE DE ENGENHAIA DE ESENDE ENGENHAIA EÉICA EEÔNICA Disciplina: aboratório d Circuitos Elétricos Circuitos m Corrnt Altrnada EXPEIMENO 9 IMPEDÂNCIA DE CICUIOS SÉIE E

Leia mais

As Abordagens do Lean Seis Sigma

As Abordagens do Lean Seis Sigma As Abordagns do Lan Sis Julho/2010 Por: Márcio Abraham (mabraham@stcnt..br) Dirtor Prsidnt Doutor m Engnharia d Produção pla Escola Politécnica da Univrsidad d São Paulo, ond lcionou por 10 anos. Mastr

Leia mais

NR-35 TRABALHO EM ALTURA

NR-35 TRABALHO EM ALTURA Sgurança Saúd do Trabalho ao su alcanc! NR-35 TRABALHO EM ALTURA PREVENÇÃO Esta é a palavra do dia. TODOS OS DIAS! PRECAUÇÃO: Ato ou fito d prvnir ou d s prvnir; A ação d vitar ou diminuir os riscos através

Leia mais

AUTO CENTRAGEM DA PLACA DE RETENÇÃO DE UMA MÁQUINA DE PISTÕES AXIAIS TIPO SWASHPLATE. azevedoglauco@unifei.edu.br

AUTO CENTRAGEM DA PLACA DE RETENÇÃO DE UMA MÁQUINA DE PISTÕES AXIAIS TIPO SWASHPLATE. azevedoglauco@unifei.edu.br AUTO CENTRAGEM DA PLACA DE RETENÇÃO DE UMA MÁQUINA DE PISTÕES AXIAIS TIPO SWASHPLATE Glauco José Rodrigus d Azvdo 1, João Zangrandi Filho 1 Univrsidad Fdral d Itajubá/Mcânica, Av. BPS, 1303 Itajubá-MG,

Leia mais

A FERTILIDADE E A CONCEPÇÃO Introdução ao tema

A FERTILIDADE E A CONCEPÇÃO Introdução ao tema A FERTILIDADE E A CONCEPÇÃO Introdução ao tma O ciclo mnstrual tm a missão d prparar o organismo para consguir uma gravidz com êxito. O 1º dia d mnstruação corrspond ao 1º dia do ciclo mnstrual. Habitualmnt,

Leia mais

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO?

A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? A VARIAÇÃO ENTRE PERDA & PERCA: UM CASO DE MUDANÇA LINGUÍSTICA EM CURSO? Luís Augusto Chavs Frir, UNIOESTE 01. Introdução. Esta é uma psquisa introdutória qu foi concrtizada como um studo piloto d campo,

Leia mais

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena

ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO. Marcelo Sucena ENGENHARIA DE MANUTENÇÃO Marclo Sucna http://www.sucna.ng.br msucna@cntral.rj.gov.br / marclo@sucna.ng.br ABR/2008 MÓDULO 1 A VISÃO SISTÊMICA DO TRANSPORTE s A anális dos subsistmas sus componnts é tão

Leia mais

F o l e s S a n f o n a d o s

F o l e s S a n f o n a d o s Fols Sanfonados Protção individualmnt sob mdida sanfonada por sanfonada A protção prfita para o homm para a máquina. A Hnnig projta produz fols sanfonados para máquinasfrramnta há mais d 50 anos. Hoj a

Leia mais

Desse modo, podemos dizer que as forças que atuam sobre a partícula que forma o pêndulo simples são P 1, P 2 e T.

Desse modo, podemos dizer que as forças que atuam sobre a partícula que forma o pêndulo simples são P 1, P 2 e T. Pêndulo Simpls Um corpo suspnso por um fio, afastado da posição d quilíbrio sobr a linha vrtical qu passa plo ponto d suspnsão, abandonado, oscila. O corpo o fio formam o objto qu chamamos d pêndulo. Vamos

Leia mais

Catálogo M2404. PowerTrap. Série GP Série GT. Bomba Mecânica e Purgador Bomba

Catálogo M2404. PowerTrap. Série GP Série GT. Bomba Mecânica e Purgador Bomba Catálogo M404 PowrTrap Mcânica Séri GP Séri GT Rcupração ficaz do Mlhora a ficiência da planta Aumnto da produtividad qualidad dos produtos são, alguns dos bnfícios da drnagm rcupração do, além d rduzir

Leia mais

PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES

PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES PROCEDIMENTO DE MEDIÇÃO DE ILUMINÂNCIA DE EXTERIORES Rodrigo Sousa Frrira 1, João Paulo Viira Bonifácio 1, Daian Rznd Carrijo 1, Marcos Frnando Mnzs Villa 1, Clarissa Valadars Machado 1, Sbastião Camargo

Leia mais

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO

Experiência n 2 1. Levantamento da Curva Característica da Bomba Centrífuga Radial HERO 8 Expriência n 1 Lvantamnto da Curva Caractrística da Bomba Cntrífuga Radial HERO 1. Objtivo: A prsnt xpriência tm por objtivo a familiarização do aluno com o lvantamnto d uma CCB (Curva Caractrística

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Lançamento MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Higienização, esfoliação, revitalização e hidratação: o básico para tratamentos faciais em tamanhos econômicos e free parabenos HIGIENIZAÇÃO, ESFOLIAÇÃO

Leia mais

MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS

MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS MÓDULO 4 4.8.1 - PROCEDIMENTOS DE TESTES DE ESTANQUEIDADE PARA LINHAS DE ÁGUA, ESGOTO E OUTROS LÍQUIDOS Normas Aplicávis - NBR 15.950 Sistmas para Distribuição d Água Esgoto sob prssão Tubos d politilno

Leia mais

A Beleza que vem da floresta.

A Beleza que vem da floresta. A Beleza que vem da floresta. Bem estar, saúde e sustentabilidade. A Empresa ECO FRIENDLY Fabricante de cosméticos naturais e orgânicos. Utiliza o conceito Eco-Friendly - Amigos do meio ambiente. Possui

Leia mais

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98.

Florianópolis, 09 de abril de 1998. PORTARIA Nº 0173/GR/98. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR PORTARIAS Florianópolis, 09 d abril d 1998 PORTARIA Nº 0173/GR/98 O Ritor da Univrsidad Fdral d Santa Catarina, no uso d suas atribuiçõs statutárias

Leia mais

Modelo de Oferta e Demanda Agregada (OA-DA)

Modelo de Oferta e Demanda Agregada (OA-DA) Modlo d Ofrta Dmanda Agrgada (OA-DA) Lops Vasconcllos (2008), capítulo 7 Dornbusch, Fischr Startz (2008), capítulos 5 6 Blanchard (2004), capítulo 7 O modlo OA-DA xamina as condiçõs d quilíbrio dos mrcados

Leia mais

NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS?

NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS? NANOMATERNITY QUAIS SÃO OS ATIVOS? Ø Nanomaternity care Óleo de Amêndoas Doce Óleo de Semente de Uva Óleo de Linhaça Vitamina E Ø Colágeno Hidrolisado Ø Plantec Olive Active Ø Óleo de Rosa Mosqueta Ø Manteiga

Leia mais

6. Moeda, Preços e Taxa de Câmbio no Longo Prazo

6. Moeda, Preços e Taxa de Câmbio no Longo Prazo 6. Moda, Prços Taxa d Câmbio no Longo Prazo 6. Moda, Prços Taxa d Câmbio no Longo Prazo 6.1. Introdução 6.3. Taxas d Câmbio ominais Rais 6.4. O Princípio da Paridad dos Podrs d Compra Burda & Wyplosz,

Leia mais

ESTUDO DA CINÉTICA DE SECAGEM DO BAGAÇO DO PEDUNCULO DO CAJU IN NATURA E ENRIQUECIDO, COM APLICAÇÃO DO MODELO DIFUSIONAL DE FICK.

ESTUDO DA CINÉTICA DE SECAGEM DO BAGAÇO DO PEDUNCULO DO CAJU IN NATURA E ENRIQUECIDO, COM APLICAÇÃO DO MODELO DIFUSIONAL DE FICK. ESTUDO DA CINÉTICA DE SECAGEM DO BAGAÇO DO PEDUNCULO DO CAJU IN NATURA E ENRIQUECIDO, COM APLICAÇÃO DO MODELO DIFUSIONAL DE FICK. N. M. RIBEIRO FILHO 1 ; R. C. SANTOS 3 ; O. L. S. d ALSINA ; M. F. D. MEDEIROS

Leia mais

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício

OFICINA 9-2ºSementre / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Professores: Edu Vicente / Gabriela / Ulício OFICINA 9-2ºSmntr / MATEMÁTICA 3ª SÉRIE / QUESTÕES TIPENEM Profssors: Edu Vicnt / Gabrila / Ulício 1. (Enm 2012) As curvas d ofrta d dmanda d um produto rprsntam, rspctivamnt, as quantidads qu vnddors

Leia mais

O que são dados categóricos?

O que são dados categóricos? Objtivos: Dscrição d dados catgóricos por tablas gráficos Tst qui-quadrado d adrência Tst qui-quadrado d indpndência Tst qui-quadrado d homognidad O qu são dados catgóricos? São dados dcorrnts da obsrvação

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

Procedimento em duas etapas para o agrupamento de dados de expressão gênica temporal

Procedimento em duas etapas para o agrupamento de dados de expressão gênica temporal Procdimnto m duas tapas para o agrupamnto d dados d xprssão gênica tmporal Moysés Nascimnto Fabyano Fonsca Silva Thlma Sáfadi Ana Carolina Campana Nascimnto Introdução Uma das abordagns mais importants

Leia mais

2.5. Estrutura Diamétrica

2.5. Estrutura Diamétrica F:\MEUS-OCS\LIRO_EF_44\CAP_I_ESTRUTURA-PARTE_4.doc 5.5. Estrutura iamétrica A strutura diamétrica é tamém dnominada d distriuição diamétrica ou distriuição dos diâmtros. Concitua-s distriuição diamétrica

Leia mais

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2

Edital de seleção de candidatos para o Doutorado em Matemática para o Período 2015.2 ] Univrsidad Fdral da Paraíba Cntro d Ciências Exatas da Naturza Dpartamnto d Matmática Univrsidad Fdral d Campina Grand Cntro d Ciências Tcnologia Unidad Acadêmica d Matmática Programa Associado d Pós-Graduação

Leia mais

PLANO de ESTUDO 6.º ANO - ANUAL

PLANO de ESTUDO 6.º ANO - ANUAL PLANO d ESTUDO 6.º ANO - ANUAL Contúdos 1. Trocas nutricionais ntr o organismo o mio nos animais. 1.1. Os alimntos como vículo d nutrints. 1.2.Sistma digstivo do sr d outros animais. 1.2.1. Órgãos do sistma

Leia mais

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS

RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS Fundo Municipal Sd cr Saúd ta- Comissão ria dprmannt Sa d RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº. 015/2013 REGISTRO DE PREÇOS OBJETO: Aquisição d Kit HIV Hpatit (Rgistro d Prços). RETIFICA-SE através

Leia mais

Senado Federal maio/2008

Senado Federal maio/2008 Audiência Pública PL 213/2007 Difrnciação d Prços nas Vndas com Cartõs d Crédito José Antonio Marciano Brasília Snado Fdral maio/2008 1 Rgra d Não Sobr-pr prço - Dfinição Rgra contratual imposta plas socidads

Leia mais

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16

Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÃO PEDRO DA COVA Escola Básica d São Pdro da Cova Planificação :: TIC - 7.º Ano :: 15/16 1.- A Informação, o conhcimnto o mundo das tcnologias A volução das tcnologias d informação

Leia mais

Atitudes Sociolinguísticas em cidades de fronteira: o caso de Bernardo de Irigoyen. Célia Niescoriuk Grad/UEPG. Valeska Gracioso Carlos UEPG.

Atitudes Sociolinguísticas em cidades de fronteira: o caso de Bernardo de Irigoyen. Célia Niescoriuk Grad/UEPG. Valeska Gracioso Carlos UEPG. Atituds Sociolinguísticas m cidads d frontira: o caso d Brnardo d Irigoyn. Célia Niscoriuk Grad/UEPG. Valska Gracioso Carlos UEPG. 1. Introdução: O Brasil Argntina fazm frontira m crca d 1240 km dsd sua

Leia mais

Proposta de Resolução do Exame Nacional de Física e Química A 11.º ano, 2011, 1.ª fase, versão 1

Proposta de Resolução do Exame Nacional de Física e Química A 11.º ano, 2011, 1.ª fase, versão 1 Proposta d Rsolução do Exam Nacional d ísica Química A 11.º ano, 011, 1.ª fas, vrsão 1 Socidad Portugusa d ísica, Divisão d Educação, 8 d Junho d 011, http://d.spf.pt/moodl/ 1. Movimnto rctilíno uniform

Leia mais

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES HÉLIO BERNARDO LOPES Rsumo. Em domínios divrsos da Matmática, como por igual nas suas aplicaçõs, surgm com alguma frquência indtrminaçõs, d tipos divrsos, no cálculo d its, sja

Leia mais

Empresa Elétrica Bragantina S.A

Empresa Elétrica Bragantina S.A Emprsa Elétrica Bragantina S.A Programa Anual d Psquisa Dsnvolvimnto - P&D Ciclo 2006-2007 COMUNICADO 002/2007 A Emprsa Elétrica Bragantina S.A, concssionária d srviço público d distribuição d nrgia létrica,

Leia mais

Dinâmica Longitudinal do Veículo

Dinâmica Longitudinal do Veículo Dinâmica Longitudinal do Vículo 1. Introdução A dinâmica longitudinal do vículo aborda a aclração frnagm do vículo, movndo-s m linha rta. Srão aqui usados os sistmas d coordnadas indicados na figura 1.

Leia mais

Módulo II Resistores, Capacitores e Circuitos

Módulo II Resistores, Capacitores e Circuitos Módulo laudia gina ampos d arvalho Módulo sistors, apacitors ircuitos sistência Elétrica () sistors: sistor é o condutor qu transforma nrgia létrica m calor. omo o rsistor é um condutor d létrons, xistm

Leia mais

LIMPEZA DE VESTIÁRIOS E SANITÁRIOS

LIMPEZA DE VESTIÁRIOS E SANITÁRIOS IT 002/01 SUMÁRIO 1. Objtivo... 2 2. Abrangência... 2 3. Documntos Complmntars... 2 4. Dfiniçõs/Siglas... 2 5. Dscrição dos Procdimntos... 2 6. Rgistros... 6 7. Histórico d Rvisõs... 7 8. Fluxograma...

Leia mais

uma estrutura convencional. Desta forma, o desempenho de um sistema estrutural está diretamente relacionado com o desempenho de suas ligações.

uma estrutura convencional. Desta forma, o desempenho de um sistema estrutural está diretamente relacionado com o desempenho de suas ligações. ISSN 1809-5860 ESTUDO DE UMA LIGAÇÃO VIGA-PILAR UTILIZADA EM GALPÕES DE CONCRETO PRÉ- MOLDADO Anamaria Malachini Miotto 1 & Mounir Khalil El Dbs 2 Rsumo Em gral, as ligaçõs ntr lmntos pré-moldados d concrto

Leia mais

Streptococcus mutans, mas podem me

Streptococcus mutans, mas podem me Estação Saída Estação 1 - Olá moçada!! Mu nom é Strptococcus mutans, mas podm m chamar d Sr. Mutans. Vocês nm imaginam, mas u stou prsnt m uma part muito important do su corpo: a cavidad bucal!! Eu sou

Leia mais

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos:

INSTRUÇÕES. Os formadores deverão reunir pelo menos um dos seguintes requisitos: INSTRUÇÕES Estas instruçõs srvm d orintação para o trino das atividads planadas no projto Europu Uptak_ICT2lifcycl: digital litracy and inclusion to larnrs with disadvantagd background. Dvrão sr usadas

Leia mais

PROTOCOLOS LIMPEZA DE PELE Um procedimento eficaz para cada necessidade da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS

PROTOCOLOS LIMPEZA DE PELE Um procedimento eficaz para cada necessidade da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS S Um procedimento eficaz para cada necessidade da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS SUPORTE AO PROFISSIONAL Um canal exclusivo para você Com o objetivo de reforçar o trabalho do profissional de

Leia mais

03/04/2014. Força central. 3 O problema das forças centrais TÓPICOS FUNDAMENTAIS DE FÍSICA. Redução a problema de um corpo. A importância do problema

03/04/2014. Força central. 3 O problema das forças centrais TÓPICOS FUNDAMENTAIS DE FÍSICA. Redução a problema de um corpo. A importância do problema Força cntral 3 O problma das forças cntrais TÓPICOS FUNDAMENTAIS DE FÍSICA Uma força cntralé uma força (atrativa ou rpulsiva) cuja magnitud dpnd somnt da distância rdo objto à origm é dirigida ao longo

Leia mais

Material Técnico. diamond. shine. Banho de Morango. diamond. shine

Material Técnico. diamond. shine. Banho de Morango. diamond. shine Material Técnico diamond diamond Produtos: didiamond amond Diamond Shine é mais que um Banho de Lua, é uma experiência olfativa, visual e sensorial! A linha completa Diamond Shine possui produtos Profissionais

Leia mais

PENSANDO E DESCOBRINDO!!!

PENSANDO E DESCOBRINDO!!! PENSANDO E DESCOBRINDO!!! Sobr o Chuviro Elétrico... Falarmos agora sobr outra facilidad qu a ltricidad os avanços tcnológicos trouxram, trata-s d um aparlho muito usado m nosso dia a dia, o CHUVEIRO ELÉTRICO!

Leia mais

PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE

PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE PROTOCOLO FACIAL PARA: PRÉ E PÓS LIMPEZA DE PELE Indicação Pele oleosa, acnecia. Pode ser feito após 5 dias da limpeza de pele, como uma sessão de retorno. Pele áspera, grossa e desvitalizada. Frequência:

Leia mais

Definição de Termos Técnicos

Definição de Termos Técnicos Dfinição d Trmos Técnicos Eng. Adriano Luiz pada Attack do Brasil - THD - (Total Harmonic Distortion Distorção Harmônica Total) É a rlação ntr a potência da frqüência fundamntal mdida na saída d um sistma

Leia mais

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA

APONTAMENTOS PRÁTICOS PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA ESQUEMA PRÁTICO ) Prazo Máximo Duração do Inquérito 2) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça 3) Prazo Máximo Duração do Sgrdo d Justiça quando stivr m causa a criminalidad rfrida nas al.ªs i) a m) do

Leia mais

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro.

INEC ESPECIALIZAÇÃO EM : GERÊNCIA CONTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITORIA TURMA III. Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 de Outubro. INEC AUDITRIA Prof. CLAUDECIR PATN ESPECIALIZAÇÃ EM : GERÊNCIA CNTÁBIL, FINANCEIRA E AUDITRIA TURMA III 1 Lins - SP - 2012 2º Dia : 20 utubro. CNTRLE - Concitos; - Auditoria Control Intrno; - Importância

Leia mais

Uma característica importante dos núcleos é a razão N/Z. Para o núcleo de

Uma característica importante dos núcleos é a razão N/Z. Para o núcleo de Dsintgração Radioativa Os núclos, m sua grand maioria, são instávis, ou sja, as rspctivas combinaçõs d prótons nêutrons não originam configuraçõs nuclars stávis. Esss núclos, chamados radioativos, s transformam

Leia mais

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO

OAB 1ª FASE RETA FINAL Disciplina: Direito Administrativo MATERIAL DE APOIO I. PRINCÍPIOS: 1. Suprmacia do Intrss Público sobr o Particular Em sndo a finalidad única do Estado o bm comum, m um vntual confronto ntr um intrss individual o intrss coltivo dv prvalcr o sgundo. 2. Indisponibilidad

Leia mais

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO

2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 1. ÁREA DO CONHECIMENTO CIÊNCIAS HUMANAS: PSICOLOGIA 2. NOME DO CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DAS RELAÇÕES HUMANAS NA ORGANIZAÇÃO 3. JUSTIFICATIVA: Prspctivas no Mrcado Amazonns: A cidad d Manaus possui

Leia mais

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.6 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Discipli: Qualida Softwar Profa. : Kátia Lops Silva Slis adpatados do Prof. Ricardo Almida Falbo Tópicos Espciais Qualida Softwar 007/ Dpartamnto

Leia mais

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade.

A prova tem como referência o Programa de PRÁTICAS DE CONTABILIDADE E GESTÃO do 12º Ano de Escolaridade. Informação - Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Prova Equivalência à Frquência Práticas Contabilida Gstão Duração da prova: 120 minutos / 24.06.2013 12º Ano Escolarida Curso Tcnológico

Leia mais

AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU

AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU ANEXO II Coficint d Condutibilidad Térmica In-Situ AII. ANEXO II COEFICIENTE DE CONDUTIBILIDADE TÉRMICA IN-SITU AII.1. JUSTIFICAÇÃO O conhcimnto da rsistência térmica ral dos componnts da nvolvnt do difício

Leia mais

Período/Série: 5ª a 8ª série Turno: ( ) Matutino ( ) Vespertino ( x ) Noturno

Período/Série: 5ª a 8ª série Turno: ( ) Matutino ( ) Vespertino ( x ) Noturno Pág. 1 Caractrização Curso: PROEJA-FIC ( Curso d Formação Inicial Continuada m Alimntação Intgrado ao Ensino Fundamntal na Modalidad d EJA) Ano/Smstr ltivo: 2011 Príodo/Séri: 5ª a 8ª séri Turno: ( ) Matutino

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO ESTÉTICA FACIAL

MATERIAL TÉCNICO ESTÉTICA FACIAL MATERIAL TÉCNICO ESTÉTICA FACIAL Higienização, esfoliação, revitalização e hidratação: o básico para tratamentos faciais em tamanhos econômicos e free parabenos HIGIENIZAÇÃO, ESFOLIAÇÃO E TONIFICAÇÃO HIGIENIZAÇÃO

Leia mais

DESCUBRA O PODER DO ALOÉ

DESCUBRA O PODER DO ALOÉ DESCUBRA O PODER DO ALOÉ O que é a Coleção de Aloé Vera? A Coleção de Aloé Vera consiste em produtos de alta qualidade com fórmulas delicadas, criada com base em aloé certificado, que dá um amplo cuidado

Leia mais

GERADOR ELETROSTÁTICO

GERADOR ELETROSTÁTICO GERADOR ELETROSTÁTICO Est artigo irá mostrar como construir um grador ltrostático, projto muito famoso m firas d Ciências. É uma máquina muito intrssant dvido às pqunas faíscas qu gra, dmonstrando claramnt

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO (UCB) 3.1.1.1. Organização Didático-Pgógica (4) (5) Mtas Rorganizar a distribuição dos discnts. Elaborar uma Política d contratação gstão d pssoal Rvisar o Projto Pgógico. Rstruturar

Leia mais

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN

- SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Govrno do Estado do Rio Grand do Nort Scrtariado d Estado da Educação Cultura - SEEC UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Pró-Ritoria d Psquisa Pós-Graduação PROPEG Dpartamnto d Psquisa

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

CUSTOS IRREVERSÍVEIS, LEIS DE CUSTOS E GERÊNCIA DE PROJETOS - A VIABILIDADE DE UM PROCESSO DE MUDANÇA

CUSTOS IRREVERSÍVEIS, LEIS DE CUSTOS E GERÊNCIA DE PROJETOS - A VIABILIDADE DE UM PROCESSO DE MUDANÇA CUSTOS IRREVERSÍVEIS, LEIS DE CUSTOS E GERÊNCIA DE PROJETOS - A VIABILIDADE DE UM PROCESSO DE MUDANÇA Márcio Botlho da Fonsca Lima Luiz Buno da Silva Rsumo: Est artigo tm o objtivo d xpor a rlvância do

Leia mais

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas

Planificação de Ciências Naturais. 9.ºAno. Alterações climáticas Planificação d Ciências Naturais 9.ºAno Altraçõs climáticas Inês Hnriqus Sandra Mnds Tma: Biosfra Aula n.º: 1 Duração: 90 minutos Introdução à unid Altraçõs climáticas. Biosfra, concito importância. Dgração

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA CORPORAL

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA CORPORAL Lançamento MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA CORPORAL Massagem, drenagem, esfoliação e eletroterapia: o básico para tratamentos corporais em tamanhos econômicos e free parabenos CREMES PARA MASSAGEM CREMES

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*)

PARECER HOMOLOGADO(*) PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Dspacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União d 17/07/2003 (*) Portaria/MEC nº 1.883, publicada no Diário Oficial da União d 17/07/2003 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL

EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A - EMBRATEL PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO N o 001 - EMBRATEL 1. APLICAÇÃO Est Plano d Srviço ofrc ao usuário do Srviço d Tlfonia Fixa Comutada, a possibilidad d

Leia mais

A ferramenta de planeamento multi

A ferramenta de planeamento multi A frramnta d planamnto multi mdia PLANVIEW TELEVISÃO Brv Aprsntação Softwar d planamnto qu s basia nas audiências d um príodo passado para prvr asaudiências d um príodo futuro Avrsatilidad afacilidad d

Leia mais

Estudo da Transmissão de Sinal em um Cabo co-axial

Estudo da Transmissão de Sinal em um Cabo co-axial Rlatório final d Instrumntação d Ensino F-809 /11/00 Wllington Akira Iwamoto Orintador: Richard Landrs Instituto d Física Glb Wataghin, Unicamp Estudo da Transmissão d Sinal m um Cabo co-axial OBJETIVO

Leia mais

O que são fibras? Atenção:

O que são fibras? Atenção: O qu são fibras? Fibras rprsntam a part mnos digrívl dos alimntos, principalmnt, dos crais intgrais, frutas, lgums, lguminosas, vrduras, raízs tubérculos. Novartis - Viva Saudávl - Fibras Elas prvinm donças

Leia mais

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem PSI-2432: Projto Implmntação d Filtros Digitais Projto Proposto: Convrsor d taxas d amostragm Migul Arjona Ramírz 3 d novmbro d 2005 Est projto consist m implmntar no MATLAB um sistma para troca d taxa

Leia mais

SPRAY MEL, PRÓPOLIS E ROMÃ 30ML. Cód. Produto: 1002 Cód. Barras: 7897646303489 NCM: 04100000 Caixa Embarque: 60 NCM: 04100000 EXTRATO DE PRÓPOLIS 30ML

SPRAY MEL, PRÓPOLIS E ROMÃ 30ML. Cód. Produto: 1002 Cód. Barras: 7897646303489 NCM: 04100000 Caixa Embarque: 60 NCM: 04100000 EXTRATO DE PRÓPOLIS 30ML SPRAY MEL E PRÓPOLIS 30ML SPRAY MEL, PRÓPOLIS E ROMÃ 30ML SPRAY MEL, PRÓPOLIS GENGIBRE E LIMÃO 30ML Cód. Produto: 1000 Cód. Barras: 7897646303458 Cód. Produto: 1002 Cód. Barras: 7897646303489 Cód. Produto:

Leia mais

UMA INTRODUÇÃO A TOPOLOGIA

UMA INTRODUÇÃO A TOPOLOGIA Encontro d Ensino, Psquisa Extnsão, Prsidnt Prudnt, 0 a 3 d outubro, 014 0 UMA INTRODUÇÃO A TOPOLOGIA TÍTULO DO TRABALHO EM INGLES Mário Márcio dos Santos Palhars 1, Antonio Carlos Tamarozzi² Univrsidad

Leia mais

A JUNÇÃO P-N E O DIODO RETIFICADOR

A JUNÇÃO P-N E O DIODO RETIFICADOR A JUNÇÃO P-N E O DIODO RETIFICADOR JOSÉ ARNALDO REDINZ Dpartamnto d Física - Univrsidad Fdral d Viçosa CEP : 36571-, Viçosa MG 8/2 1) A TEORIA DE BANDAS PARA A CONDUÇÃO ELÉTRICA A única toria capaz d xplicar

Leia mais

Tabela 1 - Índice de volume de vendas no comércio varejista (Número índice)

Tabela 1 - Índice de volume de vendas no comércio varejista (Número índice) PESQUISA MENSAL DO COMÉRCIO JULHO DE 2012 A psquisa mnsal do comércio, ralizada plo IBGE, rgistrou um crscimnto positivo d 1,36% no comparativo com o mês d julho d 2012 para o volum d vndas varjista. Podmos

Leia mais

Melhoria contínua da qualidade do ensino

Melhoria contínua da qualidade do ensino 1. OBJETIVO Est procdimnto visa normalizar as ativis snvolvis no âmbito mlhoria contínua quali do nsino dos cursos ministrados na Escola Naval (EN). 2. CAMPO DE APLICAÇÃO O prsnt procdimnto é aplicávl

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO NAIR FORTES ABU-MERHY TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO PLANEJAMENTO DO PARQUE TECNOLÓGICO 2011-2013 Tcnologia d Informação - FEAP 1 - Rlação

Leia mais

Acessórios e auxiliares

Acessórios e auxiliares Acessórios e auxiliares Slim Model Bermuda redutora de medidas e celulite Descrição: A Roupa Modeladora Slim Model é o jeito mais fácil e inovador para melhorar a silhueta e combater a celulite. O diferencial

Leia mais

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores.

PLANO DE CURSO 2011. 3 aulas Data show Aulas expositivas Estudo de casos e análise de precedentes dos Tribunais Estaduais e Superiores. Est Plano d Curso podrá sofrr altraçõs a critério do profssor / ou da Coordnação. PLANO DE CURSO 2011 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Excução civil, tutlas d urgência procdimntos spciais. PROFESSOR:

Leia mais

Isomeria. Isomeria Ocorre quando dois ou mais compostos apresentam a mesma fórmula molecular e diferentes fórmulas estruturais.

Isomeria. Isomeria Ocorre quando dois ou mais compostos apresentam a mesma fórmula molecular e diferentes fórmulas estruturais. SEI Ensina - MILITAR Química Isomria Isomria corr quando dois ou mais compostos aprsntam a msma fórmula molcular difrnts fórmulas struturais. Isomria Plana É quando os isômros difrm m sua strutura plana.

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: EMRC ANO: 5º 1º PERÍODO ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: Vivr juntos AULAS PREVISTAS: 12 COMPETÊNCIAS (O aluno dvrá sr capaz d:) CONTEÚDOS

Leia mais

Protocolos de Tratamentos Faciais

Protocolos de Tratamentos Faciais Protocolos de Tratamentos Faciais A Missão da La Vertuan é: Desenvolver cosméticos com alto padrão de qualidade, eficácia assegurada e resultados comprovados, que proporcionem bem-estar, auto-estima e

Leia mais

TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE.

TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE. TÍTULO: ÉTICA CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO EM ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE. CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI AUTOR(ES):

Leia mais

Custos e despesas total. Número de. de pessoal. empresas ativas

Custos e despesas total. Número de. de pessoal. empresas ativas Tabla 1.7 - Estrutura dos custos dspsas s mprsas industriais com 5 ou mais pssoas ocupas, sgundo as divisõs os grupos d ativids - Brasil - 2012 Unid d invstigação: Emprsa (continua) Divisõs grupos d ativids

Leia mais

Tabela de preços 2011

Tabela de preços 2011 Óleos Vegetais Características A nossa linha de óleos vegetais são seleccionadas para que possa obter os melhores resultados nos diversos tipos de tratamentos, para isso são extraídos de primeira pressão

Leia mais

x 2 sen e 13 y x b intercepta a elipse y 1 4 ponto. A soma dos valores de b é: PROVA DE MATEMÁTICA QUESTÃO 03 Considere a sequência a 1, a2,

x 2 sen e 13 y x b intercepta a elipse y 1 4 ponto. A soma dos valores de b é: PROVA DE MATEMÁTICA QUESTÃO 03 Considere a sequência a 1, a2, UFT/CPESE Vstibular/010. PVA DE MATEMÁTICA QUESTÃ 01 Considr as quaçõs das circunfrências C 1 : x x y y 0 C : x 4x y 4y 0 cujos gráficos stão rprsntados abaixo: QUESTÃ 03 Considr a squência a 1, a, a3,...

Leia mais

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho

S is tem a de G es tã o da Qua lida de. S egura n ça do T ra ba lho S is tm a d G s tã o da Qua lida d S gura n ça do T ra ba lho G s tã o da Qua lida d I n t r n a ti o n a l O r g a n i za ti o n fo r S ta n d a r d i za ti o n (I S O ) Organização Normalização. Intrnacional

Leia mais

SANEAMENTO SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA. Definição. Definição de Saúde Pública

SANEAMENTO SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA SANEAMENTO SAÚDE PÚBLICA. Definição. Definição de Saúde Pública SANEAMENTO Dfinição É o control d todos os fators do mio físico do homm, qu xrcm ou podm xrcr fitos nocivos sobr su bm star físico, mntal social (OMS) Srviços d Sanamnto abastcimnto d água (qualidad quantidad)

Leia mais

Uso Eficiente da Água no setor doméstico. Aproveitamento de águas pluviais e de águas cinzentas. http://www.all-aqua.pt/ 1/

Uso Eficiente da Água no setor doméstico. Aproveitamento de águas pluviais e de águas cinzentas. http://www.all-aqua.pt/ 1/ Uso Eficint da Água no stor doméstico Aprovitamnto d águas pluviais 1/ Aprovitamnto d águas pluviais Águas cinzntas águas rsiduais domésticas não fcais. Ex: águas d banhiras, duchs, lavatórios. 2/ Aprovitamnto

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais