FÁBRICA DE SABÃO DE GLICERINA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FÁBRICA DE SABÃO DE GLICERINA"

Transcrição

1 FÁBRICA DE SABÃO DE GLICERINA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: fabricação de sabonete artesanal Produtos Ofertados/Produzidos: sabonete de glicerina em barra Investimento inicial: R$ 25 mil Área: 20 m2 APRESENTAÇÃO Nos dias atuais, onde as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a saúde e a estética, uma grande oportunidade é atuar no mercado de produtos para banho como sabonetes, sais, entre outros. A grande maioria dos sabonetes industriais não contém em sua fórmula componentes que tratam a pele de forma adequada. Eles se concentram, na maioria das vezes, apenas na produção de espuma abundante. Já os sabonetes fabricados artesanalmente podem abranger, de forma eficiente, o atendimento das necessidades de hidratação, adstringência, clareamento de manchas e o relaxamento da pele, através de seus mais de cem tipos diferentes de fórmulas e aromas, além da sua diversidade de formatos e cores. Por exigir baixo investimento, a fabricação de sabonetes artesanais de glicerina é bastante atraente e, por esse mesmo motivo, muito concorrida. Mas com matériaprima de qualidade e criatividade é possível criar um negócio competitivo. Segundo especialistas no assunto, fabricar sabonete é como cozinhar, basta seguir a receita e ir acrescentando os ingredientes. Para produzi-los artesanalmente basta derreter a base de glicerina em um recipiente de vidro e acrescentar essência e corante. Embora à primeira vista pareça simples, a fabricação requer bastante prática, uma vez que exige certos conhecimentos técnicos. Em geral, progridem nessa atividade aqueles que através dos anos vêm se inteirando de tudo quanto a ela se refere. Ao fabricante que se inicia no ramo recomenda-se realizar contatos com empresários do setor e contar com a colaboração de alguém que conheça bem o aspecto produtivo. MERCADO Por se tratar de produto de higiene e limpeza, o consumo de sabonete é grande, atingindo praticamente todas as classes sociais. Apesar disso, é um mercado bastante competitivo devido a presença de grandes empresas. O segmento de sabonetes em barra possui diversas marcas, porém um número reduzido de fabricantes. A Unilever, a Colgate e a Unisoap juntas detêm cerca de 80% do setor.

2 Uma boa sugestão é atuar na produção de sabonetes artesanais. Cada vez mais, cresce a procura por produtos elaborados através de processos 100% artesanais, e que têm como base propriedades comumente encontradas na natureza como: algas marinhas, ervas, frutas, mel, entre outros. Algumas avaliações são essenciais para o sucesso do seu empreendimento: procure conhecer as características dos seus futuros clientes, porque preferem comprar tais produtos, quando fazem suas compras e quais são suas tendências de consumo. Na vida, a gente sabe que das adversidades podem surgir oportunidades. No mundo dos negócios não é diferente: a maioria das empresas bem sucedidas, algum dia enfrentou dificuldades e adotou a mudança como alternativa de sobrevivência naquele momento, para depois, fortalecida, apresentar-se competitiva ao concorrente. LOCALIZAÇÃO A escolha do local e do espaço físico necessário para instalar seu negócio é uma decisão muito importante para o sucesso do empreendimento. O local deve oferecer infra-estrutura adequada e condições que propiciem o seu desenvolvimento. As atividades econômicas da maioria das cidades são regulamentadas pelo Plano Diretor Urbano (PDU). É essa Lei que determina o tipo de atividade que pode funcionar em determinado endereço. A consulta de local junto à Prefeitura é o primeiro passo para avaliar a implantação de sua fábrica de sabonetes artesanais. Na Prefeitura de Vitória o PDU é fornecido a partir de consulta no site. ESTRUTURA A estrutura básica deve contar com uma área mínima de 20m². As posições e distribuição dos equipamentos, balcões de atendimento, depósitos, entre outros é importante para a integração das atividades a serem executadas. Para alcançar satisfatoriamente a produção desejada, você deverá considerar o layout interno (ambiente, decoração, facilidade de movimentação, luminosidade, entre outros) e o externo (vitrinas, fachada, letreiros, entrada e saída, estacionamento, entre outros) da sua empresa. EQUIPAMENTOS Os equipamentos implementados dependerão substancialmente a estrutura que vai ser montada. Vai variar de acordo com o processo e mecanismo de trabalho adotado. Num processo artesanal, os equipamentos utilizados são: fogão, caneca de ágata, termômetro específico, balança digital de cozinha.

3 INVESTIMENTO A fabricação de sabonetes não requer grandes investimentos, quando feitos artesanalmente, segundo os consultores do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT/Sebraetec). No entanto, é recomendável recorrer a cursos específicos, sejam eles básicos ou de aperfeiçoamento. Muitos são oferecidos pelos próprios fornecedores de matéria-prima e equipamentos. Empresários do ramo artesanal afirmam que é possível iniciar as atividades com investimento de apenas R$ 25 mil. Com esse capital, são adquiridos: fogão, caneca de ágata, termômetro específico e balança digital de cozinha. Calcula-se ainda gastos com aluguel, telefone, fax, computador, dois funcionários, automóvel, móveis e matéria-prima, dentre elas: vidros, essências, fôrmas, base para sabonete, corante, parafina e embalagens. Investindo em AUTOMAÇÃO Uma tendência cada vez mais presente nas empresas que buscam o sucesso é automatizar as diversas atividades desenvolvidas. A automação melhora o dinamismo dos serviços oferecidos, reduzindo filas, tempo de espera, agilizando a emissão de notas fiscais, entre outros. Existem muitas opções que possibilitam essa facilidade: caixas eletrônicas isoladas ou integradas, impressoras para preenchimento automático de cheques, impressoras de notas fiscais nos caixas, código de barras nos produtos, banco de dados sobre cada produto ou serviço e cadastro de clientes.investigue de que forma a adoção de um equipamento dessa natureza pode ser capaz de incrementar seus lucros. PESSOAL Na hora de selecionar as pessoas que irão trabalhar na sua empresa, você deve levar em consideração as habilidades específicas exigidas para cada tipo de atividade que desenvolverão. Na linha de produção, por exemplo, é fundamental que empregue mão-de-obra qualificada que, na maioria dos casos, não se encontra pronta no mercado, tendo assim que formá-la usando as diversas opções de treinamento. A mão-de-obra requerida para uma fábrica de sabonetes artesanais é facilmente treinável. Do encarregado da produção, exige-se algum conhecimento químico, domínio das fórmulas e de informações técnicas. Já na área de vendas, saber ouvir, ter boa vontade, ser persistente e flexibilidade, são mais relevantes. Mas existem características que são comuns a profissionais de todas as áreas: pessoas felizes com a vida, criativas, ágeis, prestativas e que tenham iniciativa. Essas características podem ser desenvolvidas através de treinamentos periódicos, lembrando que não só os funcionários e gerentes devem ser treinados, mas também, o dono do empreendimento deve sempre se atualizar para se manter competitivo no mercado. PROCESSOS PRODUTIVOS Fazer sabonete é uma arte. Os sabonetes comercialmente vendidos são na verdade detergentes sintéticos. Em

4 comparação, o sabonete artesanal é a forma pura e verdadeira do sabonete. Eles não contêm detergentes sintéticos nem os conservantes encontrados nos sabonetes comerciais. O uso dessas cargas tem como objetivo prolongar seu prazo de conservação nas prateleiras das lojas. Dos sabonetes comerciais é retirada a glicerina natural, proveniente do próprio processo de fabricação de sabões. A glicerina é um derivado de componentes graxos que elimina a agressividade causada à pele presente nos sabonetes comuns. Usado desde a cosmética antiga, permanece até hoje como elemento de uso obrigatório nas formulações que proporcionam profunda ação hidratante. PORQUE A GLICERINA É IMPORTANTE? A glicerina é um umectante. Uma molécula de glicerina é criada para cada três moléculas de sabão. Os fabricantes de sabonetes comerciais retiram a glicerina do sabonete e a revendem para a indústria de cosméticos e farmacêuticas. No sabonete artesanal é naturalmente formada e permanece no sabonete. O Sabonete Artesanal é naturalmente mais macio. Pode-se perceber que quando ele é fresco, absorvendo a umidade do ar em pequenas gotas que deixam a sua superfície úmida. Os materiais básicos para se fazer sabonete artesanal são: Base glicerinada (base p/ sabonete), formas, corantes a base d'agua, e essências. RECEITA BÁSICA Material Utilizado: -1kg de base para sabonete de glicerina transparente -10ml de corante de água ou alimentício -20ml de essência oleosa -2 colheres (sopa) de álcool de cereais -termômetro para culinária -colher de plástico -fôrmas de silicone, acetato ou recipiente plástico -papel-filme para embalar Observação: as formulações fornecidas são a título indicativo, sem qualquer garantia implícita ou declarada, nem qualquer responsabilidade. Por conseqüência, todas as sugestões, todas as fórmulas ou valores indicados, devem ser considerados como indicação orientadora sujeita a sucessivas elaborações e a desenvolvimentos ditados pela experiência de quem os utiliza. Modo de Fazer: Em uma panela, corte a base de glicerina e derreta-a em banho-maria. Procure não mexer enquanto estiver dissolvendo para que não forme muita espuma. Retire do fogo e aguarde a temperatura baixar até entre 50ºC e 55ºC. Misture, então, o corante e a essência. Acrescente o álcool de cereais e aguarde 1 minuto. Coloque a mistura na fôrma que você desejar e espere solidificar. O tempo para endurecer vai variar de acordo com a fôrma que você estiver utilizando. Desenforme. Espere mais ou menos duas horas e embrulhe o sabonete no papel-filme. Como decorar Sabonetes A partir da receita básica de sabonete artesanal, você pode decorar sabonetes com

5 ervas aromáticas (como erva-doce, camomila), especiarias (cravo, canela), flores secas, produtos desidratados ou conchas. Acrescente esses produtos no momento em que estiver colocando o corante e o álcool de cereais. Pré-colagem Quando o produto que você for utilizar para decorar o sabonete for muito leve e flutuar na fôrma (como no caso de folhas e pétalas secas), use a técnica da précolagem. Prepare a base como na receita básica. Coloque a decoração na fôrma e despeje a base de glicerina até a metade da fôrma. As folhas flutuarão. Com a ajuda de um palito, coloque a decoração na posição que você deseja. Espere 1 minuto ou até que se forme uma película. Preencha, então, a fôrma com o resto da base e proceda normalmente. EXTRATOS GLICÓLICOS PARA FABRICAÇÃO DE SABONETES PRODUTO: PARTE UTILIZADA - USO TERAPÊUTICO Abacaxi (Bromélia ananás, Linné): fruto - Adstringente, emoliente, clareador de manchas e antioxidante. Acerola (Malpighia glabra, Linné): poupa - Coadjuvante no tratamento contra envelhecimento precoce (contém ácido ascórbico que possui ação antioxidante e sequestrante de radicais livres); possui ação remineralizante, hidratante e coadjuvante no condicionamento capilar. Açaí (Euterpe oleácea): fruto - Emoliente, hidratante e remineralizante. Algas Marinhas (Hypnea,sp): algas - Na pele tem ação suavizante, remineralizante, protetora de tecidos, hidratante, emoliente; em produtos emagrecedores como coadjuvante para o tratamento da celulite, agente anti-adipoidade. Na cosmética capilar confere flexibilidade e brilho ao cabelo. Alecrim (Rosmarinus officinalis Linné): folha e flor - Em preparações capilares tem ação rubefaciente (ativante da circulação), anti-séptico, fator de brilho e tonificante. Na pele é interessante em produtos para pele oleosa, tendo ação refrescante e anti-séptica. Alfazema (Lavandula officinalis, Chaix): flor - É levemente rubefaciante e também anti-séptico. Amêndoas (Amygdalus communis, D.C): fruto - Excelente emoliente para loções, cremes, óleos de banho, etc. Andiroba (Carapa guyanensis, Aubl): semente - É emoliente e hidratante. Aquiléia (Achillea millefolium, Linné): folha e f ores - Indicado para peles oleosas e acnéicas, massagens e banhos relaxantes. Para produtos infantis é utilizado em cremes e xampus. Arnica Nacional (Solidago microglosa, D.C): parte aérea - Na cosmética é utilizado como hiperemiante (ativador da circulação local) e antiinflamatório. Arnica Montana (Arnica Montana, Linné): flor - Contusões, hematomas, distensões musculares, dores reumáticas, estimulante capilar e combate o excesso de oleosidade dos cabelos.

6 Aveia (Avena sativa, Linné): flocos - Na cosmética cutânea suavizante, remineralizante, restauradora de tecidos, nutritiva, hidratante, e emoliente. Babosa (Aloe vera Linné): mucílago - Usado na cosmética capilar para dar força e brilho aos cabelos. Também usado em cremes e loções para peles secas, irritadas e delicadas. Bétula (Betula albal Linné): folha - Tem ação anti-séptica usada em produtos para pele e cabelos oleosos. Beterraba (Beta vulgaris, Linné): raiz - Para contusão e eczemas. Calêndula (Calendula officinalis Linné): flor - Ação antiinflamatória, cicatrizante e anti-séptica na preparação de cremes e loções para peles sensíveis, com problemas de infecção, acne, produtos pós - barba, pós - depilação e pós sol. Camomila (Matricaria chamomilla, Linné): flor - Como calmante da pele, possui ação antiinflamatória, sedativa, emoliente, normalizadora e purificadora da pele. Utilizada em loções tônicas e cremes para peles sensíveis ou infantis, xampus e rinses clareadores. Cenoura (Daucus carota, Linné): raiz - Anti Oxidante. Possui propriedades nutritivas, hidratantes e emolientes à pele. Centela Asiática (Centella asiática, Linné Urban): parte aérea - Através de seus princípios ativos age de capilares e vasos linfáticos, combatendo processos degenerativos do tecido conjuntivo. Coco (Cocus nucifera, L): fruto - Nutritivo, hidratante, artrite, reumatismo, entorses e hemorróidas. Confrey (Symphytum officinale, Linné): folha - Na cosmética cutânea tem ação regeneradora, cicatrizante, restauradora de tecidos, coadjuvante na acne, antiséptico e antiinflamatório. Cupuaçú (Theobroma grandiflorum): fruto - Remineralizante nutritiva, hidratante e suavizante. Erva Doce (Pimpinella ansium, Linné): semente - Anti-séptico, calmante e refrescante. Fucus (Fucus vesiculosos): algas - Anti-seborréico, amaciante e emoliente dermoprotetor. Germe de Trigo (Triticum sativum, Linné): flocos - Utilizado em cremes para pele seca, tem ação emoliente, hidratante, nutritivo e amaciante. Hamamélis (Hamamelis virginiana, Linné): folha - Usado como adstringente, refrescante, tônico e no tratamento da oleosidade excessiva da pele e cabelos. Hortelã (Mentha piperita, Linné): folha - Utilizado como tônico, refrescante e aromático, possui ação anti-séptica. Leite de cabra: leite - Hidratante e umectante. Macela (Achyrocline satureoides, D.C): inflorescências - Ações antiinflamatórias,

7 anti-sépticas, sedativas e analgésicas. Calmante da pele e para peles cansadas diminui inflamações. Malva (Malva silvestris, Linné): folha e flor - Usada em cremes e loções para a face, mãos e peles sensíveis por sua propriedade emoliente, calmante, e hidratante. Na cosmética capilar auxilia no condicionamento. Mamão (Carica papaya, Linné): fruto - Remineralizante, hidratante, amaciante e condicionador. Auxilia em formulações para amaciar a pele e no tratamento de cabelos ressecados e quebradiços. Maracujá Fruto (Passifllora alata, Ait): fruto - Vasoprotetor, fecha os poros e é refrescante. Mel: (Apis melífera): mel - Hidratante e nutritivo Mil Flores (Achillea millefolium, Linné): parte aérea - Levemente adstringente, antiséptica, cicatrizante, para o tratamento de peles irritadas e sensíveis. Pepino (Cucumis sativus, Linné): fruto - Tem ação calmante descongestionante, refrescante, age hidratando a pele e protegendo os tecidos. Própolis (Propolis): resina - Apresenta ação anti-séptica, antiinflamatória, coadjuvante na acne. Tem propriedades cicatrizantes. Sálvia (Salvia officinalis, Linné): folha e sumidades florais - Usada como coadjuvante no tratamento de rugas, em produtos para pele oleosa, como antiséptico em produtos para banho e pós banho. Sete Ervas: folhas e raízes - Anti-radicais livres, antioxidante e adstringente. Taiuiá (Trianosperma ficifolia): raiz - Contra enfermidades da pele. COMEÇANDO Uma vez colocado em funcionamento o novo negócio, estabelece-se um novo desafio: a sua gestão competitiva, capaz de oferecer ao mercado os melhores produtos e serviços e assegurar o retorno do capital investido. Gerenciar o negócio significa colocar à prova o talento, o conhecimento e a experiência do empreendedor. Administrar é o processo de organizar o que foi planejado, assegurando a liderança e o controle na execução do trabalho de todos que fazem parte direta ou indiretamente da empresa. É usar os recursos administrativos disponíveis com vistas a alcançar os objetivos estabelecidos. E é aqui que entra a importância da busca contínua de informações. Estas podem ser adquiridas através da leitura, vídeos técnicos e administrativos, em feiras, palestras, treinamentos, e outros eventos. O próprio SEBRAE oferece muitos cursos de aperfeiçoamento: Administração Básica para Pequenas Empresas, Técnicas para Negociações, Lucratividade Crescer, Sobreviver ou Morrer, Análise e Planejamento Financeiro, Controles Financeiros, Desenvolvimento das Habilidades Gerenciais, Gestão de Pessoas, entre outros.

8 CLIENTES Para ganhar projeção no mercado você deve lançar um olhar crítico sobre seu futuro negócio, analisá-lo do ponto de vista do consumidor e a partir daí definir a clientela que pretende conquistar. Você pode começar identificando segmentos específicos e levantar informações como renda, idade, classe social, nível de instrução, etc., para traçar o perfil dos futuros consumidores do produto que sua empresa venderá. Os sabonetes artesanais têm como clientes potenciais vários segmentos, como lojas de produtos naturais, perfumarias e empresas que distribuem brindes. Porém, é importante definir se vai atuar no mercado consumidor direto ou no mercado indireto e manter sempre atualizado um cadastro de clientes. DIVULGAÇÃO O ditado popular diz que a propaganda é a alma do negócio, mas a gente pode continuar dizendo que os "músculos" também são importantes. Assim, entendemos que dotar os clientes internos (funcionários, os "músculos" do negócio) de informações sobre os produtos oferecidos é a chave para vendê-los ao cliente externo. Voltando à "alma do negócio", concluímos que para atingir o consumidor e garantir as vendas, você deve planejar o seu marketing. E como fazer isso? A primeira sugestão é fazer uma análise da sua realidade: identifique quais são os custos de seus serviços, adapte-os e busque a otimização de sua alocação. Mantenha seus consumidores motivados, partindo para uma revisão da sua estrutura de comercialização, avaliando paralelamente, se essa estrutura atinge seu mercadoalvo com sucesso. Lembre-se que o marketing deve ser contínuo e sistêmico. Considere ainda, que num plano de marketing é importante o conhecimento de elementos como preço, produto (serviço), ponto (localização) e promoção. Avaliar as preferências e necessidades de seus clientes em relação às funções, finanças, facilidade, "feeling" (sensibilidade) e futuro. A divulgação pode ser feita através de panfletos e anúncios em jornais comunitários. Distribuir amostras dos sabonetes, com nome e telefone na embalagem, é estratégia para divulgar o negócio. DIVERSIFICAÇÃO Complementando a linha de banho, pode-se diversificar oferecendo também uma linha de pastas esfoliantes, hidratantes, shampoos em barra, sabonetes líquidos e espumas, sais e esferas efervescentes para banheiras. Outra idéia é oferece presentes originais e lembranças especiais para festas infantis e maternidade.

9 LEMBRETES Numa economia que tende à estabilização, saber definir o preço certo dos seus produtos é uma das ferramentas mais importantes da sua empresa. Harmonizar o desejo do consumidor e a expectativa de ganho do proprietário é o grande desafio. Enquanto o consumidor sempre deseja pagar menos e ter mercadorias de qualidade, o sonho do empresário é obter o melhor retorno, com o menor custo. Uma sugestão é buscar inspiração para essa "arte" em cursos que orientem o empreendedor a equacionar essa questão, como por exemplo, aqueles que ensinam a formação de preços. LINKS INTERESSANTES Manual Sabão e Glicerina - Aprenda a fazer sabonetes 100% artesanais e vegetais Arte & Educação LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA Recomenda-se fazer uma consulta ao PROCON para adequar seus produtos às especificações do Código de Defesa do Consumidor (Lei nº / Código de Defesa do Consumidor Alterada pela Lei nº 8.656/1993, Lei nº 8.703/1993, Lei nº 8.884/1994, Lei nº 9.008/1995, Lei nº 9.298/1996 e Lei nº 9.870/1999). É interessante, também, fazer uma consulta à CARTILHA DO FORNECEDOR CAPIXABA, que se encontra disponível na Biblioteca do SEBRAE/ES. Esta atividade exige o conhecimento de algumas leis: Nível Federal: LEI Nº 5991/73. Dispõe sobre o controle sanitário do comércio de produtos de limpeza e higiene Regulamentada pelo Decreto nº /1974, alterada pelo Decreto nº /1987, Decreto nº 793/93 e Lei nº 5.348/2005. LEI Nº 6360/76. Dispõe sobre a vigilância a que ficam sujeitos os produtos de limpeza e higiene alterada pela Lei nº 6.480/1977, Lei nº 9.787/99, Lei nº 9.782/1999, Lei /2005, Lei nº /2003 e Medida Provisória nº /2001. DECRETO Nº 793/93 altera os decretos nº /74 e nº /77, que regulamentavam as respectivas leis, e da outras providências. LEI Nº 9782/99. Cria a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, orgão fiscalizador. A nível estadual, a fiscalização cabe a Secretaria Estadual de Saúde, conforme o Código Estadual de Saúde Regulamentada pelo Decreto nº 3.029/1999, alterada pela Lei nº 8.080/1990, Lei nº 9.986/2000, Lei nº /2004 e Medida Provisória nº /2001. LEI Nº 2590/71, regulamentada pelo decreto nº 1277-N/79, onde dispõe sobre a atividade e discrimina algumas providências, tais como: - Aprovação da autoridade sanitária; - Responsável técnico habilitado; - Registro no Ministério da Saúde. Revogada pela Lei nº 6.066/1999.

10 Nível Estadual: - PORTARIA 278 R. Dispõe sobre a documentação necessária para o licenciamento de Indústrias de Medicamentos, Cosméticos, Perfumes, Produtos de Higiene, Correlatos e Saneantes Domissanitários. REGISTRO ESPECIAL Para registrar sua empresa você precisa de um contador. Profissional legalmente habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxilia-lo na escolha da forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários exigidos pelos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas. Além disso, ele é conhecedor da legislação tributária à qual está subordinada a nossa produção e comercialização. Mas, na hora de escolher tal prestador de serviço, deve-se dar preferência a profissionais qualificados, que tenha boa reputação no mercado e melhor que seja indicado por alguém que já tenha estabelecido com ele uma relação de trabalho. Para legalizar a empresa é necessário procurar os órgãos responsáveis para as devidas inscrições: - Registro na Junta Comercial; - Registro na Secretaria da Receita Federal; - Registro na Secretaria de Estado da Fazenda; - Registro na Prefeitura do Município; - Registro no INSS; - Registro no Sindicato Patronal (empresa ficará obrigada a recolher por ocasião da constituição e até o dia 31 de janeiro de cada ano, a Contribuição Sindical Patronal); - Registro na Prefeitura para obter o alvará de funcionamento; - Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema Conectividade Social - INSS ; - Você deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar a sua fábrica para fazer a consulta de local e efetuar a inscrição municipal para obter o alvará de funcionamento. Embora o produto (sabonete) seja resultado de um processo artesanal, para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o órgão do governo que regula e fiscaliza produtos cosméticos, o trabalho não se enquadra nesta categoria. Tudo o que remete ao cosmético é encarado como algo industrial sendo, portanto, necessário possuir um químico responsável pelo produto. Por isso, após o registro normal da empresa, o empresário do setor de produtos de higiene e limpeza deve preocupar-se com o registro da marca no INPI. Além disso, por estarem sujeitos à fiscalização do Conselho Regional de química, deverão obter o registro junto à Divisão de Saneantes Domissanitários (DISAD), da Secretaria de Saúde do estado, além de ter químico responsável com registro no CRQ. EVENTOS O empreendedor deve estar sempre em contato com as entidades e associações para obter informações sobre os eventos que ocorrerão dentro da sua área (tipo, data, local de realização). Os eventos como feiras, roda de negócios, congressos, etc., são muito importantes para o empresário ficar por dentro das tendências de mercado, conhecer novos produtos e tecnologias, realizar parcerias e fazer bons

11 negócios. Onde pesquisar: União Brasileira de Feiras e Eventos - 20º Congresso Brasileiro de Cosmetologia - FCE Cosmetique 18 a 20 de abril de Local: Transamérica Expo Center, em São Paulo, SP. Brasil. Tel.: (11) HIGIEXPO Feira de Produtos e Serviços para Higiene, Limpeza e Conservação Ambiental Período: 24 a 26 de Agosto de 2005 ITM Expo Av. Eng. Roberto Zuccoloto, 555 -Vila Leopoldina FEIRA ARTESANAL Realizada anualmente em São Paulo, a Artesanal reúne artesãos e fornecedores de matéria-prima de todo o Brasil. De um lado, fabricantes de materiais para arte e artesanato estarão demonstrando seus lançamentos e as técnicas para sua utilização, oferecendo as ferramentas para quem faz. De outro, artesãos vão comercializar seus trabalhos. Em 2006, o evento ocorrerá no período de 06/07/2006 a 09/07/ São Paulo SP Tel: (11) CURSOS E TREINAMENTOS Os cursos de empreendedorismo dão base para estruturar o seu plano de negócios, planejar a empresa e desenvolver características próprias e indispensáveis a empreendedores. Iniciando um Pequeno Grande Negócio Carga horária: 30h Empretec Carga horária: 72h SEBRAE/ES Av. Jerônimo Monteiro, 935 Ed. Sebrae Centro Vitória/ES CEP: Tel.: Administração Básica para Pequenas Empresas Carga horária: 20h O Administração Básica para Pequenas Empresas tem o objetivo de levar aos empresários informações sobre as principais áreas da administração de uma pequena empresa. É um instrumento para que os obstáculos encontrados sejam superados com maior facilidade ampliando, consequentemente, o horizonte de conhecimentos necessários nessa função. SEBRAE/ES

12 Av. Jerônimo Monteiro, 935 Ed. Sebrae Centro Vitória/ES CEP: Tel.: Por ser um mercado competitivo, é importante a participação em cursos para obter aprimoramento técnico, além de conhecimentos em Aromaterapia, Fitoterapia e Cosmetologia. Site Sabão e Glicerina - Aprenda a fazer sabonetes 100% artesanais e vegetais Associação Brasileira de Cosmetologia Rua Ana Catharina Randi, 25 - Jardim Petrópolis - São Paulo/SP. CEP Tel.: (11) Fax:(11) Cursos Peter Paiva Av. Piassanguaba casa D - Plto. Paulista/SP Tel.:(11) NOTÍCIAS Fique sempre atento aos noticiários, programas de televisão, revistas específicas, jornais (cadernos especiais), etc., pois estes são meios de manter-se atualizado quanto às novidades da sua área de atuação. REVISTA MEU PRÓPRIO NEGÓCIO. Nº 33. Sabonetes artesanais invadem as prateleiras. 01/10/2005. Quando deu à luz sua filha, Rie Teruya de Souza parou de trabalhar. Um ano depois, viu que era hora de retornar ao trabalho, porém, com um novo desafio: não ser mais empregada. Para tanto, pesquisou várias opções, até que os sabonetes artesanais lhe chamaram a atenção. "Sempre gostei de artesanato e este era um nicho de mercado que tinha muito a ser explorado", relembra Rie. A idéia inicial era fornecer sabonetes para hotéis, mas o projeto foi adiado porque a estrutura necessária para produzi-los teria que ser maior do que a que possuía na época. Apesar disso, a empresária gostou do segmento e cativou a clientela com seus kits de banho. No final de 2001, a Aroma Brasil já havia se consolidado. Atualmente, a empresa produz sabonetes em barra e líquidos, além de sais de banho, todos feitos com matérias-primas naturais. "Consigo vender para vários segmentos, como lojas de produtos naturais, perfumarias, empresas que distribuem brindes e pessoas físicas atrás de presentes", conta Rie. Embora o sabonete seja considerado um produto artesanal, para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o órgão do governo que regula e fiscaliza produtos cosméticos, o trabalho não se enquadra nesta categoria. "Tudo o que

13 remete ao cosmético é encarado como algo industrial. É necessário possuir um químico responsável pelo produto", explica Rie. Para trabalhar corretamente, a empresária fez um curso técnico de química. Com toda esta dedicação, a Aroma Brasil conseguiu expandir os negócios. "Em 2003, abri a Sabão e Glicerina, que é a empresa pela qual eu vendo produtos para a fabricação dos sabonetes e dou cursos", fala a empreendedora. Para quem ficou animado, a notícia é boa: segundo Rie, o mercado tem espaço para mais gente atuar. O investimento inicial é de R$ 10 mil, sendo que a estrutura pode ser montada em casa. O dinheiro serve para a compra de fogão, caneca de ágata, termômetro específico, balança digital de cozinha, formas, matéria-prima e embalagens. INVESTIMENTO: R$ 10 mil LUCRO: R$ 2,5 mil TEMPO ESTIMADO DE RETORNO: 6 meses AROMABRASIL - tel.: (11) Sabonetes do Maranhão conquistam os EUA. O Estado de São Paulo, 13/01/2003. Quebradeiras de coco de babaçu abrem fábrica e exportam para redes sofisticadas Nas prateleiras das sofisticadas redes Body Shop, inglesa, e Pacific Sensuals, americana, barras de sabonete de babaçu, embaladas artesanalmente, escondem uma história de sucesso de pequenas comunidades do Estado do Maranhão. São sabonetes produzidos por mãos femininas em uma minúscula fábrica de Ludovico, cidade a 350 quilômetros da capital São Luís. É essa pequena empresa, que abriu as portas em 1996 com recursos de organizações não-governamentais européias e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que abastece consumidores exigentes e dispostos a pagar a mais por um produto ecologicamente correto. Melhor: que alimenta parte da população de uma região maranhense que antes vivia do escambo, com a população trocando babaçu por arroz e feijão. A fábrica de sabonetes, com capacidade de produção de 12 mil barras por ano, exporta hoje 10 mil apenas para a Pacific Sensuals, que de Chicago (EUA) distribui os sabonetes para a sua rede de lojas. No rótulo, um motivo de orgulho das fabricantes: Babaçu Livre. Na verdade, uma referência à Lei Municipal do Babaçu Livre, de 1997, que permitiu às quebradeiras de coco da região de Lago do Junco colher os frutos caídos no chão, independentemente da posse da terra. Um exemplo que está sendo seguido por outros municípios como forma de dar uma outra perspectiva de vida à população e maior consciência sobre a preservação do meio ambiente. É essa colheita ecológica do coco de babaçu que alimenta a cadeia de produção que também abastece com o óleo deste fruto da terra empresas de cosméticos. Luciene Figueiredo, de 36 anos, uma das representantes da Associação em Áreas de Assentamento no Estado do Maranhão (Assema), que presta assistência a esses produtores, orgulha-se das mudanças que micro e pequenas empresas da comunidade estão proporcionando à região, paralelamente à legalização das terras. Para o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o modelo que a

14 região está desenvolvendo é o de "cluster", uma ilha de especialização e excelência no aproveitamento do babaçu. É com esse produto e se valendo das exigências ecológicas que os produtores da região esperam abrir as portas no início deste ano de uma loja, a Embaixada do Babaçu Livre, em São Luís, para que o consumidor local também tenha acesso ao produto que hoje americanos e ingleses usam com orgulho. "Vamos incluir outros produtos para venda, como doces e frutas cristalizadas que algumas famílias começam a desenvolver, com o diferencial de que são produtos orgânicos", diz a mineira Luciene, que já se sente maranhense, Estado que adotou para viver desde Dentro da visão de "cluster", a produção da região de Ludovico já está integrada. A base do "sabonete da mulher", como é conhecido o produto que leva o rótulo de Babaçu Livre, é o óleo de babaçu, muito usado em cosméticos. São as próprias mulheres que recolhem o coco, quebram a amêndoa e vendem para a Cooperativa dos Pequenos Produtores Agroextrativistas de Lago do Junco (Coppalj), unidade de beneficiamento que processa o fruto e extrai o óleo. Nessa região, onde está a pequena Ludovico, as palmeiras são uma constante em toda a paisagem, e os cocos se espalham pelo chão. A cooperativa, que também é vinculada à Assema, exporta por ano cerca de 65 toneladas de óleo para a inglesa Body Shop. A Aveda é outra empresa cliente da Coppalj. "Se não tivéssemos encontrado essa alternativa, poderíamos estar hoje nas periferias das grandes cidades", diz João Valdeci, sócio da Coppalj e atual secretário de Agricultura de Lago do Junco. Luciene também não imagina deixar a região. Ao contrário, diz, orgulhosa, que a renda das mulheres melhorou muito com a abertura da fábrica de sabonetes: "Lá as mulheres conseguem ganhar até o triplo do que ganhavam apenas quebrando o coco e vendendo as amêndoas". A Coppalj, que melhor paga na região, por exemplo, compra o quilo a R$ 0,75. Mas o trabalho é árduo, antes de chegar a um quilo é preciso catar o coco e depois de quebrá-lo selecionar as amêndoas. Por isso mesmo, Ivete Ramos, casada, mãe de sete filhos, se sente orgulhosa hoje ao garantir o sustento da família com uma renda mensal de R$ 80, que ganha na coleta do coco de babaçu e na fabricação do sabonete. "Com esse dinheiro já comprei um guarda-roupa e um fogão a gás", diz, e lembra que, antes da fábrica de sabonete, ela e suas amigas precisavam trabalhar um dia inteiro nos babaçuais para conseguir um quilo de comida. Para Luciene, com novos investimentos a região teria como rapidamente ampliar a renda. A dificuldade está na obtenção de crédito porque os sabonetes e o óleo vendido têm de garantir o rendimento das famílias, o capital de giro e investimento. Para o economista da Universidade de Campinas Luciano Coutinho, um dos desafios que se impõem ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é ter capilaridade para chegar a essas micro e pequenas empresas que, neste caso, de sabonete em sabonete, garantem não só participação nas exportações como a abertura de novos nichos de mercado, que diversificam a pauta de vendas externas do País. ENTIDADES JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Av. Nossa Senhora da Penha, Praia do Canto - Vitória/ES. CEP: Tel.: (27) Site do Estado do Rio de Janeiro. PREFEITURA DE VITÓRIA

15 SEMUS - Sec. Municipal de Saúde Vigilância Sanitária do Município de Vitória. Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 1185 Forte São João Vitória/ES. CEP Tel.: (27) / / SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DO ESPÍRITO SANTO Rua Duque de Caxias, no Centro Vitória/ES. CEP Tels.: (27) FAX: (27) PREFEITURA DE VITÓRIA SEMUS - Sec. Municipal de Saúde Vigilância Sanitária do Município de Vitória. Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, 1185 Forte São João Vitória/ES CEP Tel.: (27) / / ABIPLA Associação Brasileira da Indústria de Produtos de Limpeza e Afins Avenida Brigadeiro Faria Lima, o.Andar - Conjunto 111 São Paulo/SP CEP Tel: (11) / Fax: (11) CFQ Conselho Federal de Química Setor de Autarquia Sul - SAUS - Quadra 05 - Bloco I - CEP: Brasília/DF. Tel.: (61) / / Fax: (61) CRQ Conselho Regional de Química 3º Região (RJ/ES) R. Alcindo Guanabara, 24-13º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ. CEP Tel.: (21) ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária SEPN 515, Bloco B - Edifício Ômega Brasília/DF. CEP Tel.: (61) ABIHPEC - Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos Av Paulista, º andar. Conj Bela Vista. São Paulo/SP. CEP Tel.: (11) / Fax: (11)

16 FORNECEDORES E FABRICANTES O fornecimento de sebo não encontra grades problemas, a não ser de variação de preço com a demanda do abate bovino. Quanto ao fornecimento de soda cáustica, ocorre presença de intermediário que faz aumentar o valor em 30 a 100%, pois os fabricantes vendem apenas em grandes quantidades. Matéria-prima: essências, bases/glicerina, formas, etc Arte Feita Rua São Savino, 20 - São Bernardo do Campo/SP. Cep Tel.: (11) Casa das Essências Rua Silveira Martins, 78. Sé /SP. Cep Tel.: (11) Galeria das Essências Rua Silveira Martins, 110, Centro/SP. Tel.: (11) / Cherry Essências Rua Tabatingueira, 113, Centro/SP. Tel.: (11) Matriz Embalagens e Essências LTDA Rua Silveira Martins, 141, Centro SP. Tel.: (11) Aboissa Óleos Vegetais Largo do Arouche, 396, 2º andar São Paulo SP. Tel: (11) Fax: (11) Máquinas, equipamentos e embalagens para sabões e sabonetes LR Máquinas Especiais Av. Washington Luiz, 619 Santo Amaro - SP Tel: (11) Fax: (11) MAZBRA S.A. Indústria e Comércio Rua Arnaldo Magnicaro, Jurubatuba- São Paulo/SP.

17 CEP Tel.: (11) Fax: (11) CARTONAGEM FLOR DE MAIO S/A R. Protocolo, 456 S. João Climaco/SP. CEP Tel.: (11) Fax: (11) Produto: Fornecedor de embalagem EMBAGRAF EMBALAGEM GRÁFICA E EDITORA LTDA R. Sta. Amélia 1 Vila Paraíso - Guarulhos/SP. CEP Tel.: (11) Fax: (11) Produto: Fornecedor de embalagem BIBLIOGRAFIA TIPS - consulta n.º SB4599 /RS Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios ano VI n.º 67 Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios ano X n.º 117 Como Fazer Sabões e Artigos de Toucador, Ed. Icone, 8º edição Matos, Carlos. Sabonete de marca famosa é ganha pão de terceirizado. Diário do Comércio & Indústria, 11/08/2003. Revista meu próprio negócio. nº 33. Sabonetes artesanais invadem as prateleiras, 01/10/2005. Franco, Carlos. Sabonetes do Maranhão conquistam os EUA. O Estado de São Paulo, 13/01/2003. Endereços na Internet: Assoc. Bras. Indust. Prod. de Limp. e Afins Agência Nacional de Vigilância Sanitária Agência de Vigilância Sanitária Secretaria Municipal de Saúde de Vitória PROCON - Vitória

18 Secretaria de Saúde do ES A Resposta Técnica é um material meramente informativo acerca dos empreendimentos existentes no segmento correspondente ao seu título. Os dados apresentados são extraídos de publicações técnicas e, em linhas gerais, não têm a pretensão de ser um guia para a implementação dos respectivos negócios. É destinada apenas à apresentação de um panorama da atividade ao futuro empresário, que poderá enriquecer suas idéias com as informações apresentadas, mas carecerá de um estudo mais detalhado e específico para a implementação do seu empreendimento. ÁREA RESPONSÁVEL E DATA DE ATUALIZAÇÃO UCE Unidade de Capacitação Empresarial - SEBRAE/ES Data de atualização: Janeiro de 2006.

FÁBRICA DE VASSOURAS

FÁBRICA DE VASSOURAS FÁBRICA DE VASSOURAS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: secundário Ramo de Atividade: indústria Tipo de Negócio: fabricação de vassouras Produtos Ofertados/Produzidos: vassouras e rodos Investimento inicial:

Leia mais

Ecologie agora é Bril Cosméticos

Ecologie agora é Bril Cosméticos Ecologie agora é Bril Cosméticos Diversidade de produtos será reforçada na Beauty Fair Nasce uma nova empresa de cosméticos no mercado brasileiro. A Bril Cosméticos surgiu a partir da aquisição da Ecologie,

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

Natural&Orgânico. Beleza&Bem Estar. Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia

Natural&Orgânico. Beleza&Bem Estar. Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia Natural&Orgânico Equilíbrio Harmonia Beleza&Bem Estar Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia Bem vindos a Beleza Natural! Na Arte dos Aromas, a natureza é a nossa fonte de inspiração. Acreditamos

Leia mais

IDÉIAS DE NEGÓCIO ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE

IDÉIAS DE NEGÓCIO ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE (Fonte: SEBRAE/MS SEBRAE/SC) APRESENTAÇÃO DE NEGÓCIOS Contabilidade é um trabalho minucioso que atua nas áreas fiscal, tributária e trabalhista; exigindo muita análise e tempo. Por isso, a maioria das

Leia mais

A Beleza que vem da floresta.

A Beleza que vem da floresta. A Beleza que vem da floresta. Bem estar, saúde e sustentabilidade. A Empresa ECO FRIENDLY Fabricante de cosméticos naturais e orgânicos. Utiliza o conceito Eco-Friendly - Amigos do meio ambiente. Possui

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional

O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O primeiro guia online de anúncios de Guarulhos a se tornar franquia nacional O guia online Vitrine de Guarulhos é um dos produtos do Grupo Vitrine X3, lançado no dia 11/11/11 com o objetivo de promover

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS

LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS LOJA DE LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS FICHA TÉCNICA Setor da Economia: Terciário. Ramo de Atividade: Livros e Artigos Religiosos. Tipo de Negócio: Comércio de Livros e Artigos Religiosos. APRESENTAÇÃO Diante

Leia mais

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo BEM VINDO A FRUIT & LOG 2009! ABRINDO

Leia mais

Cosméticos com. Argila Branca. Manganês: ação específica na formação do colágeno. Anti-infeccioso, cicatrizante, antialérgico.

Cosméticos com. Argila Branca. Manganês: ação específica na formação do colágeno. Anti-infeccioso, cicatrizante, antialérgico. Cosméticos com Argila Branca Utilizando como base de seus produtos a argila branca, a Clay Beleza da Terra preocupa-se com o bem estar de sua pele e inova em sua nova linha de cosméticos, trazendo para

Leia mais

:: Sabão Líquido :: Em um balde ou recipiente bem grande, despejar a soda e 1 litro de água, mexendo por ceca de 5 minutos;

:: Sabão Líquido :: Em um balde ou recipiente bem grande, despejar a soda e 1 litro de água, mexendo por ceca de 5 minutos; :: Sabão Líquido :: Para fazer 30 litros Ingredientes: 1,5 litros de azeite (morno) ½ quilo de soda cáustica 1,5 litros de álcool líquido 1 litro de água (1ª etapa) 27 litros de água (2ª etapa) 2 colheres

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

A HISTÓRIA DO SABONETE

A HISTÓRIA DO SABONETE SABONETES por: Colunista Portal Educação SABONETE BARRA DE OLIVA UMA PRODUÇÃO DE PRECIOSIDADES DO POMAR. CONFIRA NA LOJA www.luciamotta.loja2.com.br Os sabonetes são cosméticos detergentes Na antiguidade,

Leia mais

Opção. sites. A tua melhor opção!

Opção. sites. A tua melhor opção! Opção A tua melhor opção! Queremos te apresentar um negócio que vai te conduzir ao sucesso!!! O MUNDO... MUDOU! Todos sabemos que a internet tem ocupado um lugar relevante na vida das pessoas, e conseqüentemente,

Leia mais

COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO

COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO COMPONENTES DA ESTRUTURA DO PLANO DE NEGÓCIO No Modelo de Plano de Negócio, disponível no seu ambiente do Concurso você terá um passo a passo para elaborar o seu Plano, bem como todo o conteúdo necessário

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Lançamento MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Higienização, esfoliação, revitalização e hidratação: o básico para tratamentos faciais em tamanhos econômicos e free parabenos HIGIENIZAÇÃO, ESFOLIAÇÃO

Leia mais

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos 5 Plano Financeiro Investimento total Nessa etapa, você irá determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar. O investimento total é formado pelos: investimentos fixos;

Leia mais

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br.

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br. Marketing Ambiental Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. O que temos visto e ouvido falar das empresas ou associado a elas? Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br 2 3 Sílvia

Leia mais

Dito isso, vamos ao que interessa para se abrir um escritório contábil:

Dito isso, vamos ao que interessa para se abrir um escritório contábil: Introdução Como faço para abrir o meu escritório? Administrativamente falando, um escritório de contabilidade é um negócio como outro qualquer. Logo, abrir um escritório contábil vai requerer de você,

Leia mais

27/10/2008 PLANEJAR PARA CRESCER PLANEJAR É: Preparar sua Empresa para o futuro, para o. direção que você vai tomar.

27/10/2008 PLANEJAR PARA CRESCER PLANEJAR É: Preparar sua Empresa para o futuro, para o. direção que você vai tomar. 21 a 23 de outubro de 2008 Promoção www.njesaocarlos.com.br Apoio PLANEJAR PARA CRESCER Deonir Tofolo Membro do NJE Diretor da Policarbon PLANEJAR É: Preparar sua Empresa para o futuro, para o crescimento

Leia mais

Table of Contents. Sobre o material. Geo Studio. Apresentação. Mercado de Rastreadores. Mercado de Rastreadores. Equipamentos. Estrutura.

Table of Contents. Sobre o material. Geo Studio. Apresentação. Mercado de Rastreadores. Mercado de Rastreadores. Equipamentos. Estrutura. Table of Contents Sobre o material Geo Studio Apresentação Mercado de Rastreadores Mercado de Rastreadores Equipamentos Estrutura Estrutrua Localização Pessoal Mercadoria Produtividade da Empresa Automação

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

04 Os números da empresa

04 Os números da empresa 04 Os números da empresa Além de conhecer o mercado e situar-se nele, o empreendedor tem de saber com clareza o que ocorre com os números de sua empresa. Neste capítulo conheça os principais conceitos,

Leia mais

CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E INSTRUTORIA

CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E INSTRUTORIA CREDENCIAMENTO DE PESSOAS JURÍDICAS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA E INSTRUTORIA PERGUNTAS FREQUENTES Este guia com perguntas e respostas foi desenvolvido para possibilitar um melhor entendimento

Leia mais

Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa

Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa Este manual foi elaborado a partir de pesquisas nos vários sites de artesanato da Internet brasileira. Ele é gratuito e seu uso e leitura é reservado

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira Artigo 16 Como montar uma Cafeteira O consumo de café é um hábito entre os brasileiros, seja em casa, no trabalho ou na rua. Esse hábito vem crescendo e se modificando também. O interesse pelos cafés finos

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

COOPERATIVISMO - ORGANIZAÇÃO SOCIAL COMO BASE DO DESNVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR Osvaldir Dalbello e Diane Franz EPAGRI, Paraná.

COOPERATIVISMO - ORGANIZAÇÃO SOCIAL COMO BASE DO DESNVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR Osvaldir Dalbello e Diane Franz EPAGRI, Paraná. COOPERATIVISMO - ORGANIZAÇÃO SOCIAL COMO BASE DO DESNVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR Osvaldir Dalbello e Diane Franz EPAGRI, Paraná. 1.Introdução A cooperação sempre existiu na história

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

ESCRITÓRIO DE COBRANÇA

ESCRITÓRIO DE COBRANÇA Página 1 de 8 ESCRITÓRIO DE COBRANÇA FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: cobranças de débitos em aberto Produtos Ofertados/Produzidos : serviço de cobrança

Leia mais

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI

VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI empreendendo com VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI ÍNDICE O MERCADO MUNDIAL 03 A SUA MARCA 05 ENTENDA A PRODUÇÃO 07 DISTRIBUIÇÃO 11 TERCEIRIZAÇÃO 13 INVESTIMENTO 14 EXIGÊNCIAS LEGAIS

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

delicatto CATÁLOGO DE PRODUTOS

delicatto CATÁLOGO DE PRODUTOS delicatto CATÁLOGO DE PRODUTOS Fundada em 2009, a DELICATTO é composta por uma equipe de profissionais especializados em formulações cosméticas veterinárias com atuação na área de desenvolvimento de fórmulas

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios. Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia

Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios. Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia Filomena Garcia Sócia-Diretora do Grupo Cherto: Comercial, Expansão de Franquias e Rede de Negócios

Leia mais

OIT DESENVOLVIMENTO DE EMPRESA SOCIAL: UMA LISTA DE FERRAMENTAS E RECURSOS

OIT DESENVOLVIMENTO DE EMPRESA SOCIAL: UMA LISTA DE FERRAMENTAS E RECURSOS OIT DESENVOLVIMENTO DE EMPRESA SOCIAL: UMA LISTA DE FERRAMENTAS E RECURSOS FERRAMENTA A QUEM É DESTINADA? O QUE É O QUE FAZ OBJETIVOS Guia de finanças para as empresas sociais na África do Sul Guia Jurídico

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

Página 1 de 11 CRECHE

Página 1 de 11 CRECHE Página 1 de 11 CRECHE FICHA TÉCNICA Setor da Economia : terciário Ramo de Atividade : serviço Tipo de Negócio : Educação Infantil Produtos Ofertados/Produzidos : Serviços de Educação Infantil para crianças

Leia mais

Sistema Integrado de Licenciamento - SIL

Sistema Integrado de Licenciamento - SIL Sistema Integrado de Licenciamento - SIL CERTIFICADO DE LICENCIAMENTO INTEGRADO SECRETARIA ESTADUAL DE GESTÃO PÚBLICA Prefeitura do Município de Tatuí Governo do Estado de São Paulo É importante saber

Leia mais

FINANCEIRA FICHA TÉCNICA

FINANCEIRA FICHA TÉCNICA FINANCEIRA FICHA TÉCNICA Setor da Economia: terciário Ramo de Atividade: serviço Tipo de Negócio: agência de financiamentos Produtos Ofertados/Produzidos: operações de câmbio e empréstimos Investimento

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

ciência cosmética PORTFOLIO Marcas e Produtos

ciência cosmética PORTFOLIO Marcas e Produtos ciência cosmética PORTFOLIO Marcas e Produtos Eficácia e qualidade aliadas à tecnologia e inovação. Esse é o nosso compromisso. Há 15 anos, a Bioclean promove beleza e autoestima através de suas linhas

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual

Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Orientações sobre Micro Empreendedor Individual Micro Empreendedor individual Definição Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Leia mais

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Manual de Educação Financeira MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Dicas para planejar e poupar seu dinheiro 1 A filosofia da Manual de Educação Financeira 2 Um dos princípios básicos das Cooperativas de Crédito

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO CLÍNICA DE ESTÉTICA 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

Roteiro do Programa APRESENTAÇÃO. Este manual apresentará passo a passo o Programa de Auto-Atendimento

Roteiro do Programa APRESENTAÇÃO. Este manual apresentará passo a passo o Programa de Auto-Atendimento NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Roteiro do Programa Manual Etapa Zero Bem-vindo! É um prazer ter você participando do Programa de Auto-Atendimento Negócio Certo, concebido pelo Sebrae

Leia mais

SAC: Fale com quem resolve

SAC: Fale com quem resolve SAC: Fale com quem resolve A Febraban e a sociedade DECRETO 6523/08: UM NOVO CENÁRIO PARA OS SACs NOS BANCOS O setor bancário está cada vez mais consciente de seu papel na sociedade e deseja assumi-lo

Leia mais

Linha VYMANA Cosméticos naturais para Corpo, Cabelos e Rosto.

Linha VYMANA Cosméticos naturais para Corpo, Cabelos e Rosto. Linha VYMANA Cosméticos naturais para Corpo, Cabelos e Rosto. Cosméticos naturais feitos com extratos da Amazônia potencializados com a Turmalina! Condicionador de Açai e Acerola Equilibrante Bifásico

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

Aprenda a Trabalhar com Telemensagens

Aprenda a Trabalhar com Telemensagens Aprenda a Trabalhar com Telemensagens 2 Incluindo dicas de Cestas, Flores, Presentes e Internet Do Iniciante ao Profissional www.as2.com.br 1 Aprenda a Trabalhar com Telemensagens FASCÍCULO 2 Adquira o

Leia mais

Tabela de preços 2011

Tabela de preços 2011 Óleos Vegetais Características A nossa linha de óleos vegetais são seleccionadas para que possa obter os melhores resultados nos diversos tipos de tratamentos, para isso são extraídos de primeira pressão

Leia mais

Produtos Sunyata Pon Lee

Produtos Sunyata Pon Lee Produtos Sunyata Pon Lee Sol, Terra, Água, Plantas, Flores, Néctar Abelhas, Colheita Seleção, Elaboração, Envase, Fusão da Natureza com o Trabalho Humano. Este é o produto Catálogo de Produtos: Extrato

Leia mais

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques

Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques Construindo um Plano de Negócios Fabiano Marques "Um bom plano de negócios deve mostrar claramente a competência da equipe, o potencial do mercado-alvo e uma idéia realmente inovadora; culminando em um

Leia mais

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade?

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade? Nas atividades empresariais, a área financeira assume, a cada dia, funções mais amplas de coordenação entre o operacional e as expectativas dos acionistas na busca de resultados com os menores riscos.

Leia mais

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações.

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações. TRIPLE A SYSTEM TRIPLO NO COMBATE CONTRA A ACNE Redução de 30% dos comedões e de 65% da oleosidade Aprovado por mais de 85% dos pacientes TRIPLE A SYSTEM é um sistema triplo no combate à acne, formado

Leia mais

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial FOCOS DE ATUAÇÃO Tema 8. Expansão da base industrial Para crescer, a indústria capixaba tem um foco de atuação que pode lhe garantir um futuro promissor: fortalecer as micro, pequenas e médias indústrias,

Leia mais

Sistema Gestão Comercial 2012

Sistema Gestão Comercial 2012 Sistema Gestão Comercial 2012 Charles Mendonça Analista de Sistemas Charles Informática Tecnologia & Sistemas Charles System Gestão Empresarial O Charles System é um software para empresas ou profissionais

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!

Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013 Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! O que é importante para você? O que é importante para você? Saúde! O que

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

2. Conforme exigido no Anexo II, item 1.4 do edital os produtos devem atender às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e emprego.

2. Conforme exigido no Anexo II, item 1.4 do edital os produtos devem atender às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e emprego. Ilmo. Sr. Dr. Pregoeiro SESI/BA Pregão Eletrônico 20/2012 Objeto: Razões de Recurso IMUNOSUL DISTRIBUIDORA DE VACINAS E PRODUTOS MÉDICOS HOSPITALARES LTDA, já qualificada, em face do Pregão Presencial

Leia mais

Receitas. de produtos de beleza elaborados com alimentos

Receitas. de produtos de beleza elaborados com alimentos 10 Receitas de produtos de beleza elaborados com alimentos Ficha Técnica Título: Guia 10 receitas de produtos de beleza elaborados com alimentos Concepção: Teresa Rodrigues; Sandra Dias; Sónia Xará; Mariana

Leia mais

Sinta-se bem, sinta-se Bella!

Sinta-se bem, sinta-se Bella! Sinta-se bem, sinta-se Bella! Sinta-se bem, sinta-se Bella! CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015 PRÉ-DEPILAÇÃO DEPILAÇÃO PROFISSIONAL HIGIENIZA A PELE E OTIMIZA A DEPILAÇÃO DEPILAÇÃO COM EXCELENTE RENDIMENTO, PRATICIDADE

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza

Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza Comunidade Solidária: parcerias contra a pobreza OConselho da Comunidade Solidária foi criado em 1995 com base na constatação de que a sociedade civil contemporânea se apresenta como parceira indispensável

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

Produtos Naturais SHINSEI, o melhor para Você em sua Essência

Produtos Naturais SHINSEI, o melhor para Você em sua Essência Produtos Naturais SHINSEI, o melhor para Você Essência A EMPRESA A Phytos Essence traz para você a tecnologia e a qualidade dos produtos SHINSEI para o bem estar e cuidado diário do corpo. Com estrutura

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

Sede Sebrae Nacional

Sede Sebrae Nacional Sede Sebrae Nacional Somos o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa, uma entidade privada sem fins lucrativos, e a nossa missão é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável

Leia mais

08 Capital de giro e fluxo de caixa

08 Capital de giro e fluxo de caixa 08 Capital de giro e fluxo de caixa Qual o capital que sua empresa precisa para funcionar antes de receber o pagamento dos clientes? Como calcular os gastos, as entradas de dinheiro, e as variações de

Leia mais

Pesquisa sobre o Perfil dos Empreendedores e das Empresas Sul Mineiras

Pesquisa sobre o Perfil dos Empreendedores e das Empresas Sul Mineiras Pesquisa sobre o Perfil dos Empreendedores e das Empresas Sul Mineiras 2012 2 Sumário Apresentação... 3 A Pesquisa Perfil dos Empreendedores Sul Mineiros Sexo. 4 Estado Civil.. 5 Faixa Etária.. 6 Perfil

Leia mais

Nossos produtos são livres de: Utilizado para espessar shampoos e sabonetes. Danificam os fios dos cabelos. Sal

Nossos produtos são livres de: Utilizado para espessar shampoos e sabonetes. Danificam os fios dos cabelos. Sal www.arvensis.com.br Experiências naturalmente transformadoras A ARVENSIS inspirou-se em várias culturas ao redor do mundo e desenvolveu produtos naturais enriquecidos com ativos orgânicos exóticos com

Leia mais

Bril Cosméticos Ecologie - apresenta sua linha Natural Pro no 21 Encontro Regional da Beleza em Fortaleza

Bril Cosméticos Ecologie - apresenta sua linha Natural Pro no 21 Encontro Regional da Beleza em Fortaleza Bril Cosméticos Ecologie - apresenta sua linha Natural Pro no 21 Encontro Regional da Beleza em Fortaleza A mais nova empresa de cosméticos brasileira destacará sua linha de produtos que une o natural

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Pessoa física que deseja constituir um negócio

Leia mais

O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques

O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques Seguindo a estrutura proposta em Dornelas (2005), apresentada a seguir, podemos montar um plano de negócios de forma eficaz. É importante frisar

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são palestras

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Análise externa Roberto César 1 A análise externa tem por finalidade estudar a relação existente entre a empresa e seu ambiente em termos de oportunidades e ameaças, bem como a

Leia mais

Tema 2: Mercado. Assunto 4: Conhecendo o mercado fornecedor. Unidade 1: Fornecedor é parceiro

Tema 2: Mercado. Assunto 4: Conhecendo o mercado fornecedor. Unidade 1: Fornecedor é parceiro Tema 2: Mercado Assunto 4: Conhecendo o mercado fornecedor Unidade 1: Fornecedor é parceiro Olá, caro(a) aluno(a). Este material destina-se ao seu uso como aluno(a) inscrito(a) no Curso Aprender a Empreender

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00)

ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) 3 ABRIL ATENDIMENTO AO CLIENTE - 15H (R$ 90,00) DATA: 06 a 10/04/2015 HORÁRIO: 19h às 22h CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Bem tratado ou bem atendido? Momentos da verdade das empresas O perfil do profissional de

Leia mais

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO CAPÍTULO 30 FORTALECIMENTO DO PAPEL DO COMÉRCIO E DA INDÚSTRIA INTRODUÇÃO 30.1. O comércio e a indústria, inclusive as empresas transnacionais,

Leia mais

PN PLANO DE NEGÓCIOS. Gestão e Empreendedorismo

PN PLANO DE NEGÓCIOS. Gestão e Empreendedorismo PN PLANO DE NEGÓCIOS Conceito PLANO DE NEGÓCIO É um documento que contempla a descrição do empreendimento e o modelo de gestão que sustentará a empresa É O CARTÃO DE VISITA DA EMPRESA Plano de Negócio

Leia mais

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia.

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia. Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia Elisabeth Gomes 6º Conferencia Anual de Inteligência Competitiva IBC São Paulo

Leia mais

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro.

Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro. Página 1 de 9 2. Análise de Mercado 2.1 Estudo dos Clientes O que é e como fazer? Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do seu plano. Afinal, sem clientes não há negócios. Os clientes não

Leia mais

Empreendedorismo de Negócios com Informática

Empreendedorismo de Negócios com Informática Empreendedorismo de Negócios com Informática Aula 6 Plano de Negócios Empreendedorismo de Negócios com Informática - Plano de Negócios 1 Conteúdo Sumário Executivo Apresentação da Empresa Plano de Marketing

Leia mais

Modo de usar: Aplicar na zona lesionada massajando até total absorção.

Modo de usar: Aplicar na zona lesionada massajando até total absorção. Linha Corporal Gel Bálsamo 150 ml 36.00 O Gel Bálsamo tem acção analgésica. Ajuda a combater dores articulares, contusões, entorses, luxações, reumatismo e constipações. Óptimo para frieiras, nódoas negras,

Leia mais