Tubos de PVC para Coleta de Esgoto Sanitário

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tubos de PVC para Coleta de Esgoto Sanitário"

Transcrição

1 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA SANEAMENTO, EDIFICAÇÕES, ENERGIA E IRRIGAÇÃO - ASFAMAS Tubos de PVC para Coleta de Esgoto Sanitário Natal Garrafoli Diretor do Grupo Setorial de Tubos e Conexões de Plásticos da ASFAMAS

2 CRITÉRIO E RESPONSABILIDADE NA FABRICAÇÃO DE TUBOS DE PVC Missão da ASFAMAS Como agente das indústrias, implementar e coordenar ações para mudança e melhoria contínua da qualidade e produtividade do setor, preservando-se os valores éticos dos profissionais envolvidos, comprometendo-se com a proteção e defesa do consumidor e a conservação do meio ambiente.

3 O PVC NO CICLO DA ÁGUA Captação de Água em Mananciais (Bombeamento) PVC na Captação Tratamento (ETA) PVC na Distribuição Meio Ambiente Despejo de Esgoto (Est. Elevatórias ou Gravidade) Consumidor (Ligações Prediais) PVC no Sistema Coletor

4 REPRESENTATIVIDADE DO MERCADO PVC No Brasil, o consumo de PVC para a fabricação de tubos e conexões é considerável... Local 1994 (%) 2001 (%) 2003 (%) 2006 (%) MUNDO ESTADOS UNIDOS CHINA EUROPA n/d ÍNDIA n/d BRASIL FONTE: CMAI World Vinyls Analysis 2007

5 REPRESENTATIVIDADE DO MERCADO PVC... e cresceu expressivamente no período : MUNDO ESTADOS UNIDOS CHINA EUROPA ÍNDIA BRASIL Local Consumo de PVC - Tubos e conexões 2006 (kt) TAXA DE AUMENTO ANUAL (% a.a.) Consumo de PVC 4,8 2,4 11,5-0,3 10,9 3,4 Consumo de PVC Tubos e conexões 5,4 3,0 12,5-2,3 10,9 3,4 FONTE: CMAI World Vinyls Analysis 2007

6 REPRESENTATIVIDADE DO MERCADO PVC Coletores de Esgoto Sanitário Segmentação do mercado de tubos para infra-estrutura na América do Norte Fonte: UniBell

7 REPRESENTATIVIDADE DO MERCADO PVC Demanda de PVC para tubos (DN 100 a DN 400) em comparação a outros materiais -EUA Clean Water Act of 1977

8 REPRESENTATIVIDADE DO MERCADO PVC Fonte: Sabesp Os tubos de PVC vêm sendo aplicados desde 1975 no Brasil.

9 QUALIDADE DOS TUBOS DE PVC PARA INFRA-ESTRUTURA Norma de desempenho de produto TUBOS ESGOTO COLETOR: NBR 7362: Sistemas enterrados para condução de esgoto Parte 1: Requisitos para tubos de PVC com junta elástica; Parte 2: Requisitos para tubos de PVC com parede maciça; Parte 3: Requisitos para tubos de PVC com dupla parede; Parte 4: Requisitos para tubos de PVC com parede de núcleo celular. ENSAIOS DE DESEMPENHO ESPECIFICADOS: Análise Dimensional e Visual; Determinação do teor de cinzas; Determinação da temperatura de amolecimento Vicat ; Determinação da densidade; Verificação da resistência ao impacto; Verificação do desempenho da junta elástica; Determinação da Classe de Rigidez; Estabilidade dimensional.

10 Tecnologias de Tubos de PVC para esgoto sanitário SANEAMENTO Esgotamento Sanitário Tubos parede maciça Tubos estruturados Núcleo de parede celular Tubos estruturados - Dupla Parede

11 SISTEMAS DE JUNTA Tipos de junta JUNTA ELÁSTICA JE Junta elástica JEI Junta elástica integrada (com anel integrado a bolsa) JERI Junta elástica removível integrada (com anel removível alojado a bolsa) Vantagens junta integrada: Anel de borracha já alojado no sulco; Evita a colocação errada do anel e/ou deslizamento indevido; Maior produtividade na instalação.

12 Algumas vantagens dos tubos de PVC para Esgoto Sanitário Resistência química e à corrosão longevidade de operação; Leveza transporte; maior produtividade de instalação e Módulo de elasticidade (flexibilidade) vantagem nas aplicações enterradas (interação solo-tubo); Maior resistência à abrasão e ao desgaste; Junta elástica facilidade de execução e desempenho à estanqueidade;

13 Algumas vantagens dos tubos de PVC para Esgoto Sanitário Benefício sócio-ambiental: Processo de produção eficiente quanto ao consumo de energia; Mria-prima principal: sal marinho (57%), recurso natural abundante na natureza; 100% reciclável - pesquisa realizada em 2005 pela Plastivida revelou que a taxa de reciclagem do PVC no Brasil já atinge 16,5%. Organização Setorial Implementação do Programa Setorial da Qualidade de Tubos de PVC para Infraestrutura. Estrutura reconhecida pelo governo federal através do Programa PBQP- H do Ministério das Cidades.

14 Benefício sócio-ambiental PVC

15 Programa de Garantia da Qualidade de Tubulações de PVC para Infra-Estrutura ENTIDADES PROMOTORAS ASFAMAS-PVC - Asssociação Brasileira dos Fabricantes de Materiais e Equipamentos para Saneamento, Edificações, Energia e Irrigação - Grupo Setorial de Tubos e Conexões de Plásticos CEDIPLAC Centro de Desenvolvimento e Documentação da Habitação e Infra-estrutura Urbana BRASKEM - BRASKEM S/A SOLVAY - SOLVAY INDUPA DO BRASIL S/A ENTIDADE DE TERCEIRA PARTE: TESIS Tecnologia de Sistemas em Engenharia Ltda. LABORATÓRIOS INSTITUCIONAIS: ANALYTICAL Solutions IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo L. F. BAUER Laboratório Falcão Bauer LABTESIS Laboratório da TESIS (acreditado pelo INMETRO CRL nº 0162) SOLVAY BRASKEM

16 Programa de Garantia da Qualidade de Tubulações de PVC para Infra-Estrutura Empresas participantes e empresas de saneamento (Ref.: Mar./08) Razão Social AMANCO do Brasil S/A ASPERBRAS Bahia Ltda. ASPERBRAS Nordeste Irrigação Ltda. Localização das fábricas PE/SP BA / RN / SP Marcas comercializadas AMANCO AKROS FORTILIT FORTILIT ASPERBRAS CARDINALI Indústria e Comércio Ltda. SP CARDINALI Companhia PROVIDÊNCIA Indústria e Comércio PR PROVINIL CORR PLASTIK Industrial Ltda. SP CORR PLASTIK DVG Indústria e Comércio de Plásticos Ltda. MG PLASTUBOS HIDROPLAST Indústria e Comércio Ltda. PE HIDROPLAST Indústria e Com. de Plásticos MAJESTIC Ltda. PLASTILIT Produtos Plásticos do Paraná Ltda SP PR MAJESTIC PLASTILIT TIGRE S/A Tubos e Conexões BA/SC/SP TIGRE TUBOZAN Indústria Plástica Ltda. SC TUBOZAN Empresa de saneamento CAESB - Companhia de Águas e Esgotos de Brasília CAGECE - Companhia de Água e Esgoto do Ceará CASAN - Companhia Catarinense de Águas e Esgotos CESAN Companhia Espírito Santense de Saneamento COMPESA - Companhia Pernambucana de Saneamento EMBASA - Empresa Baiana de Águas e Saneamento SAAE-AL Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Alagoinhas SAAE-AR Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Aracruz SAAE-VR - Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda SABESP - Companhia Saneamento do Estado de São Paulo SAMAE - Serviço Autonomo Municipal de Água e Esgoto SANEAGO - Companhia de Saneamento de Goiás SANEPAR - Companhia de Saneamento do Paraná Localização Brasília/DF Fortaleza/CE Florianópolis/SC Serra/ES Recife/PE Salvador/BA Alagoinhas/BA Aracruz/ES Volta Redonda /RJ Franca/SP Blumenau/SC Goiânia/GO Curitiba/PR

17 Programa de Garantia da Qualidade de Tubulações de PVC para Infra-Estrutura Avaliação sistemática da qualidade dos tubos de PVC para infra-estrutura 7% 93% Empresas participantes do Programa Empresas não participantes do Programa

18 Programa de Garantia da Qualidade de Tubulações de PVC para Infra-Estrutura AÇÕES DO PROGRAMA: Revisões Normativas; Realização periódica de auditorias em fábricas, companhias concessionárias ou canteiros de obras; Realização dos ensaios especificados nas Normas adotadas pelo Programa (NBR5647/04, NBR7362/05 e NBR7665/99); Publicação periódica da relação de empresas qualificadas. Número de auditorias realizadas em fábrica e em empresas de saneamento pelo Programa de Garantia da Qualidade Quantidade de ensaios realizados pelo Programa de Garantia da Qualidade Número de visitas realizadas Quantidade

19 Programa de Garantia da Qualidade de Tubulações de PVC para Infra-Estrutura Trimestralmente são elaborados Relatórios Setoriais que são disponibilizados no site do PBQP-H e subsidiam a divulgação institucional dos Programas. O site do PBQP-H também apresenta a relação de empresas qualificadas do PGQ1-IE, que é atualizada a cada trimestre.

20 Produtos para Coleta de Esgoto TUBO DE PVC RÍGIDO CONCRETO MANILHA CERÂMICA PEAD

21 Comparação entre os materiais Critérios Importantes Características importantes do material para uma rede coletora de esgotos sanitários: Estanqueidade; Rugosidade; Resistência à abrasão (corrosão); Facilidade de execução. O PVC possui normalização definindo as condições de assentamento.

22 Comparação entre os materiais RUGOSIDADE A rugosidade do material determina a inclinação da rede coletora de esgotos sanitários, interferindo desta forma, no volume de material escavado. Material Concreto Manilha PVC n de Manning Rugosidade (mm) Menor rugosidade Menores volumes de escavação Fonte - Caso prático: Recanto das Emas Convênio CEDIPLAC e CAESB - Sistema Condominial 100% Plástico

23 Comparação entre os materiais ABRASÃO RESISTÊNCIA À ABRASÃO A resistência à abrasão é um parâmetro importante para a escolha do material para tubos para esgoto sanitário. Fonte - Caso prático: Recanto das Emas Convênio CEDIPLAC e CAESB - Sistema Condominial 100% Plástico

24 Comparação entre os materiais ABRASÃO RESISTÊNCIA À ABRASÃO É importante que o material da rede de esgoto seja resistente à abrasão, uma vez que os esgotos sanitários possuem areia e materiais abrasivos. O PVC é o material mais resistente à abrasão quando comparado com a manilha cerâmica e com o o concreto. Fonte - Caso prático: Recanto das Emas Convênio CEDIPLAC e CAESB - Sistema Condominial 100% Plástico

25 Comparação entre os materiais PVC x PEAD x Cerâmico Para um mesmo diâmetro externo, quanto maior a espessura da parede do tubo, menor o diâmetro interno e menor a capacidade de escoamento:

26 Comparação entre os materiais PVC x PEAD x Cerâmico Para um mesmo diâmetro externo, quanto maior a espessura da parede do tubo, menor o diâmetro interno e menor a capacidade de escoamento:

27 Comparação entre os materiais EXECUÇÃO Vantagens PVC: São mais leves, sendo que dependendo da profundidade da rede, não há necessidade de uso de equipamentos pesados para a montagem e transporte dos componentes das redes coletoras; Maior produtividade reduzindo significativamente os custos de mão de obra. Fonte - Caso prático: Recanto das Emas Convênio CEDIPLAC e CAESB - Sistema Condominial 100% Plástico

28 Comparação entre os materiais EXECUÇÃO Características Volume de escavação Juntas Montagem Tubos de concreto /manilha cerâmica Maior Asfálticas Elástica Utilização de equipamentos pesados Tubos de PVC Menor Junta elástica integrada Montagem de componentes ponta e bolsa com junta elástica integrada Fonte - Caso prático: Recanto das Emas Convênio CEDIPLAC e CAESB - Sistema Condominial 100% Plástico

29 CONCLUSÕES Comparação entre os materiais PRODUTIVIDADE Fonte - Caso prático: Recanto das Emas Convênio CEDIPLAC e CAESB ANÁLISE DOS TRECHOS - Sistema Condominial 100% Plástico Preparo de Fundo Ganho de Produtividade da Manilha = 58,33% Conclusões: obras com manilha são feitas sem o devido cuidado Assentamento Ganho de Produtividade do PVC = 72,72% A cada 1 m de manilha são assentados 1,72 m de tubos de PVC Reaterro Ganho de Produtividade do PVC próximo de 50%

Entidade Setorial Nacional Mantenedora ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE MATERIAIS PARA SANEAMENTO

Entidade Setorial Nacional Mantenedora ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE MATERIAIS PARA SANEAMENTO Entidade Setorial Nacional Mantenedora ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE MATERIAIS PARA SANEAMENTO Av. Queiroz Filho, 1700 Vila A Sobrado 87 Condomínio Villa Lobos Office Park Vila Hamburguesa 05319-000

Leia mais

Tubos e conexões de PVC, Tecnologia e Qualidade à serviço da comunidade

Tubos e conexões de PVC, Tecnologia e Qualidade à serviço da comunidade Tubos e conexões de PVC, Tecnologia e Qualidade à serviço da comunidade Natal Garrafoli Diretor Executivo do Grupo Setorial de Tubos e Conexões de PVC CRITÉRIO E RESPONSABILIDADE NA FABRICAÇÃO DE TUBOS

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS A PLASTUBOS é uma empresa do Grupo Empresarial DVG, especializada na produção de tubos rígidos e conexões de PVC para água e esgoto predial, infra-estrutura, irrigação e eletricidade.

Leia mais

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort s o l u ç õ e s a m a n c o i n f r a e s t r u t u r a Linha Amanco Novafort para Redes Coletoras de Esgotos e Águas Pluviais para Infraestrutura A linha Amanco

Leia mais

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1 - INTRODUÇÃO. A escolha do material a empregar (tipo de tubulação) nas redes coletoras de esgotos sanitários é função das características dos esgotos,

Leia mais

Linha Amanco Biax. Amanco Biax. Linha. Soluções Amanco. Tripla Certificação. Soluções Amanco LINHA AMANCO BIAX. Soluções Amanco

Linha Amanco Biax. Amanco Biax. Linha. Soluções Amanco. Tripla Certificação. Soluções Amanco LINHA AMANCO BIAX. Soluções Amanco úde ualidade gurança 2007 :2008 LINHA AMANCO BIAX S O L U Ç Õ E S Tripla Certificação A Amanco Brasil é comprometida com a qualidade, sendo a única empresa fabricante de tubos e conexões do Brasil a ter

Leia mais

APLICAÇÃO DE TUBOS CERÂMICOS NA COLETA E TRANSPORTE DE ESGOTOS SANITÁRIOS"

APLICAÇÃO DE TUBOS CERÂMICOS NA COLETA E TRANSPORTE DE ESGOTOS SANITÁRIOS APLICAÇÃO DE TUBOS CERÂMICOS NA COLETA E TRANSPORTE DE ESGOTOS SANITÁRIOS" PALESTRANTE: Eng o Civil Antonio Livio Abraços Jorge 28 de Março de 2008 Marcos na História do Saneamento Tubos cerâmicos são

Leia mais

PGQ-2 PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE COMPONENTES PARA CONSTRUÇÃO CIVIL FABRICADOS COM PERFIS DE PVC SETORIAL JANELAS

PGQ-2 PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE COMPONENTES PARA CONSTRUÇÃO CIVIL FABRICADOS COM PERFIS DE PVC SETORIAL JANELAS AFAP-PVC: TESIS: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE PERFIS DE PVC PARA CONSTRUÇÃO CIVIL TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA REFERÊNCIA: PGQ 2 - F - PGQ-2 PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE COMPONENTES

Leia mais

Entidade Setorial Nacional Mantenedora

Entidade Setorial Nacional Mantenedora Entidade Setorial Nacional Mantenedora Associação Brasileira dos Fabricantes de Perfis de PVC para Construção Civil Av. Angélica 1968 cj. 53/54 I Higienópolis I CEP-01228 200 I São Paulo I SP http://www.afap.org.br

Leia mais

Continuação aula 3 - unidades do Sistema de Esgotamento Sanitário

Continuação aula 3 - unidades do Sistema de Esgotamento Sanitário Continuação aula 3 - unidades do Sistema de Esgotamento Sanitário e) Órgãos acessórios: Dispositivos fixos e não mecanizados destinados a facilitar a inspeção e limpeza dos coletores, construídos em pontos

Leia mais

Avaliações Técnicas ITA reconhecida pelo PBQP-H

Avaliações Técnicas ITA reconhecida pelo PBQP-H PBQP-H INMETRO Programas Setoriais da Qualidade EGT credenciada pelo PBQP-H e acreditada pelo INMETRO Avaliações Técnicas ITA reconhecida pelo PBQP-H Mais de 250 ensaios acreditados pelo INMETRO SINAT

Leia mais

Plásticos: soluções modernas para o saneamento. Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação

Plásticos: soluções modernas para o saneamento. Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação Plásticos: soluções modernas para o saneamento Rogerio Kohntopp Tecnologia, Qualidade, Sustentabilidade e Inovação Visão, Missão e Valores Visão Missão Valores Temos certeza que o lugar onde as pessoas

Leia mais

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS 1 MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS A presente especificação destina-se a estabelecer as diretrizes básicas e definir características técnicas a serem observadas para execução das instalações da

Leia mais

Caixa de Inspeção e Interligação

Caixa de Inspeção e Interligação Caixa de Inspeção e Interligação Localização no website Tigre: Obra predial Esgoto CAIXA DE INSPEÇÃO e/ou Obra predial Águas Pluviais CAIXA DE INTERLIGAÇÃO Função/Aplicação: Caixa de Inspeção: destinada

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS - SANITÁRIA - Arquivo 828-M-SAN.DOC Página 1 1. SERVIÇOS COMPLEMENTARES Serão executados

Leia mais

II-169 A PRODUTIVIDADE NA EXECUÇÃO DE REDES COLETORAS DE ESGOTOS SANITÁRIOS COMPARATIVO ENTRE OS SISTEMAS TRADICIONAL E 100% PLÁSTICO

II-169 A PRODUTIVIDADE NA EXECUÇÃO DE REDES COLETORAS DE ESGOTOS SANITÁRIOS COMPARATIVO ENTRE OS SISTEMAS TRADICIONAL E 100% PLÁSTICO II-169 A PRODUTIVIDADE NA EXECUÇÃO DE REDES COLETORAS DE ESGOTOS SANITÁRIOS COMPARATIVO ENTRE OS SISTEMAS TRADICIONAL E 100% PLÁSTICO Carla Araújo Sautchúk (1) Engenheira Civil pela Escola Politécnica

Leia mais

guia de instalação cisterna vertical

guia de instalação cisterna vertical guia de instalação cisterna vertical FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Armazenar água pluvial ou água potável à temperatura ambiente. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, escolas ou qualquer

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS Resumo Executivo do Relatório Setorial n 005 JULHO/2004 - ABRAFATI: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TESIS: TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA REFERÊNCIA: PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE

Leia mais

Associação Brasileira de Tubos Poliolefínicos e Sistemas

Associação Brasileira de Tubos Poliolefínicos e Sistemas Aplicações do polietileno (PE) em Sistemas Coletores de Esgotos Sanitários Associação Brasileira de Tubos Poliolefínicos e Sistemas - Fundada em setembro de 1994; - Missão: Atuar institucionalmente para

Leia mais

Caixa Múltipla de Esgoto CAIXA DE GORDURA, CAIXA DE INSPEÇÃO E COMPLEMENTOS

Caixa Múltipla de Esgoto CAIXA DE GORDURA, CAIXA DE INSPEÇÃO E COMPLEMENTOS Caixa Múltipla de Esgoto CAIXA DE GORDURA, CAIXA DE INSPEÇÃO E COMPLEMENTOS Localização no Website Tigre: Obra Predial Esgoto CAIXA MÚLTIPLA ESGOTO Função: A linha Caixa Múltipla Esgoto completa a solução

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco PBAfort

MANUAL TÉCNICO Amanco PBAfort Amanco PBAfort Os tubos Amanco PBAfort constituem a linha em PVC rígido utilizada na construção de redes enterradas para condução de água. São resistentes à corrosão tanto em relação à água transportada

Leia mais

Catálogo de Produtos. tubos e conexões. Líder na América Latina em. Responsabilidade Sócio-Ambiental. A Mexichem. O Grupo Amanco

Catálogo de Produtos. tubos e conexões. Líder na América Latina em. Responsabilidade Sócio-Ambiental. A Mexichem. O Grupo Amanco Catálogo de Produtos 25 anos Distribuidora Uma Empresa focada nas pessoas e na prestação de serviços Fotos meramente ilustrativas - 2012 A Mexichem Mexichem é um grupo mexicano de empresas químicas e petroquímicas

Leia mais

RESPOSTA TÉCNICA. Título. Fossa séptica. Resumo. Instrução para instalação de fossa séptica. Palavras-chave. Fossa séptica; esgoto; tratamento.

RESPOSTA TÉCNICA. Título. Fossa séptica. Resumo. Instrução para instalação de fossa séptica. Palavras-chave. Fossa séptica; esgoto; tratamento. RESPOSTA TÉCNICA Título Fossa séptica Resumo Instrução para instalação de fossa séptica. Palavras-chave Fossa séptica; esgoto; tratamento. Assunto Meio ambiente, reciclagem e tratamento de resíduos Demanda

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM FIBRA DE VIDRO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO DE FOSSA SÉPTICA E SUMIDOURO EM SUA CASA

INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO DE FOSSA SÉPTICA E SUMIDOURO EM SUA CASA INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO DE FOSSA SÉPTICA E SUMIDOURO EM SUA CASA A participação da Comunidade é fundamental Na preservação do Meio Ambiente COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL ASSESSORIA

Leia mais

PREDIAL CATÁLOGO DE PRODUTOS

PREDIAL CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS PREDIAL Mexichem Brasil A Mexichem Brasil é a subsidiária brasileira do Grupo Mexichem, com atuação nos setores de tubos e conexões e de geotêxteis nãotecido e detentora das marcas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA PROGRAMA SETORIAL DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA PROGRAMA SETORIAL DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS Resumo Executivo do Relatório Setorial n 010 OUTUBRO/2005 ABRAFATI: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TESIS: TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA REFERÊNCIA: PROGRAMA SETORIAL DA QUALIDADE

Leia mais

Hidráulica de Linhas pressurizadas. FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf

Hidráulica de Linhas pressurizadas. FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf Hidráulica de Linhas pressurizadas Parte 1 - Tubulações FEAGRI/UNICAMP - 2014 Prof. Roberto Testezlaf Tubulações A qualidade e integridade de instalação depende: Escolha do material e do diâmetro adequado

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS - ABRAFATI: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TESIS: TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA REFERÊNCIA: PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS ASSUNTO: RESUMO EXECUTIVO DO

Leia mais

Vinilfort 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS: 2. BENEFÍCIOS: Função: Transporte de esgoto sanitário em redes coletoras;

Vinilfort 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS: 2. BENEFÍCIOS: Função: Transporte de esgoto sanitário em redes coletoras; Vinilfort Localização no Website Tigre: Obra Infra-estrutura Saneamento Esgoto VINILFORT Função: Transporte de esgoto sanitário em redes coletoras; Aplicações: Ligações prediais, redes coletoras, interceptores

Leia mais

PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE ARGAMASSAS COLANTES

PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE ARGAMASSAS COLANTES SINAPROCIM: SINPROCIM: SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE CIMENTO SINDICATO DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE CIMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO REFERÊNCIA: PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE ARGAMASSAS

Leia mais

SQ/IT084 Fundamentos do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias. Rev4 Janeiro/2015

SQ/IT084 Fundamentos do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias. Rev4 Janeiro/2015 SUMÁRIO SQ/IT084 Fundamentos do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias Rev4 Janeiro/2015 1 Introdução 2 Documentos complementares 3 Conceituação 4 Requisitos do programa setorial da qualidade

Leia mais

DMAE Departamento Municipal de Água e Esgotos

DMAE Departamento Municipal de Água e Esgotos DMAE Departamento Municipal de Água e Esgotos Eng. Adinaldo Soares de Fraga Coordenação de Manutenção de adutoras adinaldo@dmae.prefpoa.com.br Telefone: (51)3289-9855 Estrutura do Sistema de Água Extensão

Leia mais

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 LIGAÇÕES PREDIAIS PÁGINA 1/49 MOS 4ª Edição ESPECIFICAÇÕES MÓDULO 17 VERSÃO 00 DATA jun/2012 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 1701 a 1714 LIGAÇÃO PREDIAL DE

Leia mais

Elastron, membrana anticorrosiva e impermeabilizante. Fácil, a frio e sem juntas.

Elastron, membrana anticorrosiva e impermeabilizante. Fácil, a frio e sem juntas. Elastron, membrana anticorrosiva e impermeabilizante. Fácil, a frio e sem juntas. SOMA DE VALORES A JR Tecnologia em Superfícies (nome fantasia) iniciou suas atividades em 1991 com o nome JR Gonçalves

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/OGU BACIA LUZ D AYARA Coletor Luz D ayara 500 mm Escavações das valas, acompanhando

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Vila Olinda Instalações dos dispositivos de sinalização para

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA ABRAFATI: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TESIS: TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA REFERÊNCIA: PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS ASSUNTO: RESUMO EXECUTIVO DO RELATÓRIO

Leia mais

Secretaria Nacional de Habitação Ministério das Cidades

Secretaria Nacional de Habitação Ministério das Cidades O Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat o Sistema Nacional de Qualificação de Materiais e Componentes e Sistemas Construtivos 28 de novembro de 2008 Secretaria Nacional de Habitação

Leia mais

INFRAERO VT.06/557.92/04747/00 2 / 7

INFRAERO VT.06/557.92/04747/00 2 / 7 REV MODIFICAÇÃO DATA PROJETISTA DESENHISTA APROVO Coordenador Contrato: CREA/UF: Autor do Projeto Resp. Técnico: CREA/UF: Co-Autor: CREA/UF: MARGARET SIEGLE 4522D/ES ELISSA M. M. FRINHANI 5548/D-ES NUMERO:

Leia mais

Sistema de Esgoto. Materiais das Tubulações. Profª Gersina Nobre

Sistema de Esgoto. Materiais das Tubulações. Profª Gersina Nobre Sistema de Esgoto Materiais das Tubulações Profª Gersina Nobre Materiais das tubulações Fatores que devem ser observados na escolha: Resistência a cargas externas; Resistência a abrasão e a ataque químico;

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort Amanco Ramalfort Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Ramalfort foram desenvolvidos para condução de água no trecho compreendido entre o ponto de derivação da rede de distribuição de água e o kit cavalete

Leia mais

Competência Técnica de Laboratórios - INMETRO. Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2014. MARCOS AURÉLIO LIMA OLIVEIRA Inmetro - Cgcre

Competência Técnica de Laboratórios - INMETRO. Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2014. MARCOS AURÉLIO LIMA OLIVEIRA Inmetro - Cgcre Divisão de Acreditação de Laboratórios DICLA/Cgcre Competência Técnica de Laboratórios - INMETRO Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2014 MARCOS AURÉLIO LIMA OLIVEIRA Inmetro - Cgcre A Coordenação Geral

Leia mais

Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013.

Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 558, de 19 de novembro de 2013. O PRESIDENTE

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DE PRODUTOS

QUALIFICAÇÃO DE PRODUTOS QUALIFICAÇÃO DE PRODUTOS HISTÓRICO DO PSQ-Esquadrias de Alumínio - ABR/2001: AFEAL implementa o Programa Setorial da Qualidade (PSQ) de Esquadrias de Alumínio. O referido programa está inserido no Programa

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Vila Olinda Parque Universitário Sinalização ao longo das

Leia mais

Sistema de tubos em polipropileno de alta resistência para esgoto e águas pluviais. Maior segurança. Máxima resistência.

Sistema de tubos em polipropileno de alta resistência para esgoto e águas pluviais. Maior segurança. Máxima resistência. Sistema de tubos em polipropileno de alta resistência para esgoto e águas pluviais. Maior segurança. Máxima resistência. União deslizante de duplo lábio: maior segurança e facilidade de trabalho. O anel

Leia mais

RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 2º TRIMESTRE DE 2009

RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 2º TRIMESTRE DE 2009 PSBJ- Programa de Saneamento da Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 2º TRIMESTRE DE 2009 As obras (tanto as concluídas quanto as em andamento)

Leia mais

Coletor Esgoto. Transporte de esgoto sanitário em redes coletoras.

Coletor Esgoto. Transporte de esgoto sanitário em redes coletoras. Coletor Esgoto Obra Infra-estrutura Saneamento Esgoto Coletor esgoto Transporte de esgoto sanitário em redes coletoras. Ligações prediais, redes coletoras, interceptores de esgoto sanitário, sistemas condominais,

Leia mais

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTOS DE ITAPIRA

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTOS DE ITAPIRA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO PARA LOTEAMENTOS URBANOS 1 DO OBJETIVO A presente Norma estabelece os requisitos mínimos a serem obedecidos

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM POLIETILENO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Ductilfort Desenho e Dimensões

MANUAL TÉCNICO Amanco Ductilfort Desenho e Dimensões Amanco Ductilfort Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Ductilfort são uma linha em PVC dúctil utilizada na construção de redes para condução de água. Perfeitamente intercambiáveis às tubulações de ferro

Leia mais

4.1 Tubo Coletor de Esgoto Kanasan Ocre

4.1 Tubo Coletor de Esgoto Kanasan Ocre 4.1 Tubo Coletor de Esgoto Kanasan Ocre O Kanasan é um tubo corrugado de dupla parede, fabricado em Polietileno de Alta Densidade (PEAD), semi rígido, anelado externamente e liso internamente (Figura 1,

Leia mais

ASTM D2992-96. Time (hours)

ASTM D2992-96. Time (hours) HDB Resultado em Termos de Pressão ASTM D2992-96 0.8 1,0 HDB C- tec DN400, PN10, SN10000 0.6 Pressure (Bar/100) 0.4 0.2 0,39898995 Regression line 0,180523362 Failed samples 0,1.1 G-Tec - runnin 0 1 10

Leia mais

2ª Conferência Latinoamericana de Saneamento LATINOSAN 2010. Fernando Pinto Dias Perrone Gerente do Departamento de Projetos de Eficiência Energética

2ª Conferência Latinoamericana de Saneamento LATINOSAN 2010. Fernando Pinto Dias Perrone Gerente do Departamento de Projetos de Eficiência Energética 2ª Conferência Latinoamericana de Saneamento LATINOSAN 2010 Fernando Pinto Dias Perrone Gerente do Departamento de Projetos de Eficiência Energética Março de 2010 O PROCEL SANEAR Objetivos Promover o uso

Leia mais

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC

CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC CONEXÕES PARA ÁGUA FRIA EM PVC Tubos e Conexões de PVC, para Água Fria, com Junta Soldável Norma Regulamentadora: ABNT NBR 5648 / jan 1999. Campo de Aplicação: Sistemas Prediais, condominiais e pequenas

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Celfort Tubos

MANUAL TÉCNICO Amanco Celfort Tubos Amanco Celfort Tubos Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Celfort fazem parte da linha de tubos coletores em PVC utilizados pelas empresas públicas e privadas para a construção e manutenção de redes coletoras

Leia mais

Especificação Técnica de Projeto N.º 001

Especificação Técnica de Projeto N.º 001 SERVIÇO AUTONOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE SOROCABA ETP 001 Especificação Técnica de Projeto N.º 001 INDICE 1. 2. 3. 3.1. 4. 4.1. 4.2. 4.3. 4.4. 4.5. 4.6. 4.7. 4.8. 4.9. 4.10. 4.11. 4.11.1. 4.11.2. 4.11.3. 4.11.4.

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Colefort Tubos

MANUAL TÉCNICO Amanco Colefort Tubos Amanco Colefort Tubos Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Colefort fazem parte da linha de tubos coletores em PVC utilizados pelas empresas públicas e privadas para a construção e manutenção de redes coletoras

Leia mais

Entidade Setorial Nacional Mantenedora

Entidade Setorial Nacional Mantenedora Entidade Setorial Nacional Mantenedora Associação Brasileira de Materiais Compósitos Av. Professor Almeida Prado, 532 - Prédio 31 - Térreo - Sala 1 Cidade Universitária - 05508-901 São Paulo - SP - Tel/Fax:

Leia mais

DOCUMENTOS E NORMALIZAÇÃO TÉCNICA ABNT

DOCUMENTOS E NORMALIZAÇÃO TÉCNICA ABNT DOCUMENTOS E NORMALIZAÇÃO TÉCNICA ABNT Qualificação dos ensaios - criticidade das propriedades de desempenho; Condução de experimentos e discussões técnicas; Garantia da qualidade das medidas metrologia

Leia mais

7.815,15 3.0 SERVIÇOS TÉCNICOS 3.1 Locação de valas com nivelamento m 8.186,62 0,75 1,19 1,94 15.882,04

7.815,15 3.0 SERVIÇOS TÉCNICOS 3.1 Locação de valas com nivelamento m 8.186,62 0,75 1,19 1,94 15.882,04 PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL / RS SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO Planilia Orçamentária da Obra Sede do Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS TC/PAC 0567 - FUNASA REDE COLETORA

Leia mais

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762 Apresentação Apresentação Fundada em 2003, a Masterfer é, hoje, uma renomada fornecedora de produtos para saneamento. Prima por possuir um atendimento de forma única e objetiva, o que a credencia apresentar

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda. BACIA C - BNDES Vila Adriana Serviços primários que consistem na sinalização

Leia mais

TUBOS EM AÇO CARBONO COM SOLDA HELICOIDAL CONFORME NORMA NBR 5622

TUBOS EM AÇO CARBONO COM SOLDA HELICOIDAL CONFORME NORMA NBR 5622 TUBOS EM AÇO CARBONO COM SOLDA HELICOIDAL CONFORME NORMA NBR 5622 APRESENTAÇÃO Atuando no mercado desde 1988, a DRAGTEC, empresa conceituada no mercado de tubos, apresenta sua linha de produtos para comercialização,

Leia mais

Soluções de Drenagem para Obras Civis e Rodoviárias com Tubulação Corrugada de PEAD Tigre/ADS Eng. Bruno de Moura Gomes.

Soluções de Drenagem para Obras Civis e Rodoviárias com Tubulação Corrugada de PEAD Tigre/ADS Eng. Bruno de Moura Gomes. Soluções de Drenagem para Obras Civis e Rodoviárias com Tubulação Corrugada de PEAD Tigre/ADS Eng. Bruno de Moura Gomes. AGETOP Goiânia-Go, 22 de abril 2013 Introdução A Tubos Tigre e a ADS, empresas líderes

Leia mais

Entidade Gestora Técnica

Entidade Gestora Técnica 1 SINDICATO NACIONAL DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE CIMENTO SINDICATO DA INDÚSTRIA DE PRODUTOS DE CIMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO Av. Paulista, 1313 10º andar Conj. 1070 01311-923 São Paulo SP Tel.: (11) 3149-4040

Leia mais

Título: QUALIDADE E DURABILIDADE DOS KITS HIDRÁULICOS NA APLICAÇÃO EM SISTEMA DRYWALL

Título: QUALIDADE E DURABILIDADE DOS KITS HIDRÁULICOS NA APLICAÇÃO EM SISTEMA DRYWALL Título: QUALIDADE E DURABILIDADE DOS KITS HIDRÁULICOS NA APLICAÇÃO EM SISTEMA DRYWALL Categoria: QUALIDADE, CONFORMIDADE E SUSTENTABILIDADE EM INSTALAÇÕES Responsável pelo Case: Vitor Paulo Ferrari Cargo:

Leia mais

GeoTigre. Características Técnicas. Função e Aplicação. Benefícios. Irrigação GeoTigre

GeoTigre. Características Técnicas. Função e Aplicação. Benefícios. Irrigação GeoTigre Seguindo sua tradição de suprir os setores de recursos hídricos e saneamento com soluções técnicas e econômicas, a TIGRE disponibiliza no mercado a linha, filtros e tubos de revestimento para poços tubulares

Leia mais

SQ/IT084 Fundamentos do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias. Ed01/Rev1 Fevereiro de 2012

SQ/IT084 Fundamentos do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias. Ed01/Rev1 Fevereiro de 2012 SUMÁRIO SQ/IT084 Fundamentos do Programa Setorial da Qualidade de Tintas Imobiliárias Ed01/Rev1 Fevereiro de 2012 1 Introdução 2 Documentos complementares 3 Conceituação 4 Requisitos do programa setorial

Leia mais

vendas1@juntasamf.com.br

vendas1@juntasamf.com.br À Sr( a) Ref.: Apresentação para Cadastro de Fornecedor Prezados Senhores, Vimos através desta, apresentar a Juntas AMF Ind. e Com. de Peças Ltda., uma empresa que já se tornou referencia no mercado de

Leia mais

Relatório Setorial nº019

Relatório Setorial nº019 Entidade Setorial Nacional Mantenedora Associação Brasileira do Drywall Rua Julio Diniz, 56 cj. 41 V. Olímpia CEP 04547-090 São Paulo SP Tel./Fax: (11) 3842-2433 http://www.drywall.org.br Entidade Gestora

Leia mais

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES

MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES MÓDULO 2 2.3 - CONEXÕES Os fabricantes e as conexões devem ser pré-qualificados através de certificados de qualificação emitidos por organismos/laboratórios reconhecidos, ou pelo próprio sistema de qualificação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA ABRAFATI: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE TINTAS TESIS: TECNOLOGIA DE SISTEMAS EM ENGENHARIA REFERÊNCIA: PROGRAMA DE GARANTIA DA QUALIDADE DE TINTAS IMOBILIÁRIAS ASSUNTO: RESUMO EXECUTIVO DO RELATÓRIO

Leia mais

PVC DEFOFO Evolução conceitual

PVC DEFOFO Evolução conceitual ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS FABRICANTES DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA SANEAMENTO - ASFAMAS PVC DEFOFO Evolução conceitual Natal Garrafoli Diretor Grupo Setorial de PVC 1 CRITÉRIO E RESPONSABILIDADE 33

Leia mais

Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall. TESIS - Tecnologia de Sistemas em Engenharia Ltda.

Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall. TESIS - Tecnologia de Sistemas em Engenharia Ltda. Entidade Setorial Nacional Mantenedora Associação Brasileira dos Fabricantes de Chapas para Drywall Rua Julio Diniz, 56 cj. 41 V. Olímpia CEP 04547-090 São Paulo SP Tel./Fax: (11) 3842-2433 http://www.drywall.org.br

Leia mais

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA

MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa de soluções para armazenamento de água no Brasil. Campeã de vendas no seu segmento, garante a liderança no mercado

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DRENO CORRUGADO CIMFLEX

MANUAL TÉCNICO DRENO CORRUGADO CIMFLEX 1. INTRODUÇÃO O DRENO CIMFLEX é um tubo dreno corrugado fabricado em PEAD (Polietileno de Alta Densidade), de seção circular e com excelente raio de curvatura, destinado a coletar e escoar o excesso de

Leia mais

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL

ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONAL GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS DATA: FEV/2011 1 de 10 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. NORMAS E ESPECIFICAÇÕES... 3 3. SISTEMAS

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS CATÁLOGO TÉCNICO DE MATERIAIS VOLUME III MATERIAIS DE PE/PP/PVC TOMO XVIII SELIM DE PVC JUNHO/2015 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS CATÁLOGO TÉCNICO DE MATERIAS

Leia mais

INTRODUÇÃO E CONCEPÇÃO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

INTRODUÇÃO E CONCEPÇÃO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO INTRODUÇÃO E CONCEPÇÃO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA Prof. Hugo Alexandre Soares

Leia mais

Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano

Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano Reservatórios e Redes de Distribuição de Água Universidade Federal de Ouro Preto Escola de

Leia mais

MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO. Conexões Mecânicas: NBR 15.803;ISO 14.236; UNI 9561; Módulo 1.3

MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO. Conexões Mecânicas: NBR 15.803;ISO 14.236; UNI 9561; Módulo 1.3 MÓDULO 6 LINHAS ANTI INCÊNDIO 1 Normas Aplicáveis Tubos: NBR 15.561; EN 12.201-2; Módulo 1.2 Conexões Soldáveis: NBR 15.593;EN 12.201-3; Módulo 1.3 Diretrizes para Projetos: NBR 15.802; Conexões Mecânicas:

Leia mais

ÍNDICE VINILFORT E VINILFORT ULTRA

ÍNDICE VINILFORT E VINILFORT ULTRA ÍNICE VINILFORT E VINILFORT ULTRA Características da Linha Vinilfort Itens da Linha Vinilfort Características da Linha Vinilfort Ultra Itens da Linha Vinilfort Ultra Instruções Gerais Tabelas de Perda

Leia mais

Telhas Térmicas Dânica

Telhas Térmicas Dânica Telhas Térmicas Dânica Sem dúvida, o melhor produto Dânica: sem dúvida, a melhor solução A telha térmica TermoRoof Dânica é o resultado da união entre resistência, versatilidade e conforto térmico. Leve

Leia mais

VISÃO 2011 Estar entre as 03 empresas do Brasil que mais avançaram na universalização dos serviços de água e esgotamento sanitário.

VISÃO 2011 Estar entre as 03 empresas do Brasil que mais avançaram na universalização dos serviços de água e esgotamento sanitário. MISSÃO Garantir o acesso aos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, em cooperação com os municípios, buscando a universalização de modo sustentável, contribuindo para a melhoria da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO DECIV DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL Sistemas de Esgotos DISCIPLINA: SANEAMENTO PROF. CARLOS EDUARDO F MELLO e-mail: cefmello@gmail.com Conceito Sistemas de Esgotos

Leia mais

O impacto da Norma de Desempenho NBR 15575 na Indústria de materiais e componentes visando o atendimento do desempenho acústico

O impacto da Norma de Desempenho NBR 15575 na Indústria de materiais e componentes visando o atendimento do desempenho acústico O impacto da Norma de Desempenho NBR 15575 na Indústria de materiais e componentes visando o atendimento do desempenho acústico Vera Fernandes Hachich Sócia-gerente da PBQP-H INMETRO Programas Setoriais

Leia mais

Comissão Setorial de Poliuretanos FEIPLAR/FEIPUR 11 a 13 de Novembro de 2014

Comissão Setorial de Poliuretanos FEIPLAR/FEIPUR 11 a 13 de Novembro de 2014 Comissão Setorial de Poliuretanos FEIPLAR/FEIPUR 11 a 13 de Novembro de 2014 Brasil: uma vocação natural para a indústria química País rico em petróleo, gás, biodiversidade, minerais e terras raras Comissão

Leia mais

Conexões TUPY para Tubos de Aço de Condução

Conexões TUPY para Tubos de Aço de Condução Apresentação Conexões Conexões TUPY para Tubos de Aço de Condução Linha completa de conexões de ferro fundido maleável. Fabricadas com roscas padrão BSP ou padrão NPT, e também conexões por sistemas de

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 04 Isolamento térmico AQUECIMENTO DE TUBULAÇÕES Motivos Manter em condições de escoamento líquidos de alta viscosidade ou materiais que sejam sólidos

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento de água do Brasil. Campeã em

Leia mais

OPORTUNIDADES DE PPPs E CONCESSÕES EM SANEAMENTO

OPORTUNIDADES DE PPPs E CONCESSÕES EM SANEAMENTO SEMINÁRIO INTERNACIONAL PARCERIAS PARA O DESENVOLVIMENTO - PPPs e CONCESSÕES OPORTUNIDADES DE PPPs E CONCESSÕES EM SANEAMENTO Rio de Janeiro, 16 de Abril de 2012 Johnny Ferreira dos Santos Diretor de Água

Leia mais

VAZÕES DE ESGOTO. Ricardo Franci Gonçalves Giovana Martinelli da Silva

VAZÕES DE ESGOTO. Ricardo Franci Gonçalves Giovana Martinelli da Silva Universidade Federal do Espírito Santo Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental VAZÕES DE ESGOTO Ricardo Franci Gonçalves Giovana Martinelli da Silva Caracterização da Quantidade de Esgotos Concepção

Leia mais

COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS

COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS COBRE: TUBOS E OBRAS ARTESANAIS EMPRESA PARANAPANEMA JULHO - 2013 COBRE INTRODUÇÃO - Fundamental no desenvolvimento das primeiras civilizações, o cobre mantém-se como o melhor e mais indicado material

Leia mais

MISSÃO POLÍTICA EQUIPE COMERCIAL. Linha de Saneamento. Desenvolvimento de soluções na área de medição e distribuição de energia elétrica e hidráulica.

MISSÃO POLÍTICA EQUIPE COMERCIAL. Linha de Saneamento. Desenvolvimento de soluções na área de medição e distribuição de energia elétrica e hidráulica. LINHA DE SANEAMENTO 2015 MISSÃO Desenvolvimento de soluções na área de medição e distribuição de energia elétrica e hidráulica. VISÃO Ser referência de qualidade na área de medição e distribuição de energia

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB P SUL Ceilândia - DF Novas Instalações Código do Projeto: 3946-11 SIA Sul Quadra 4C Bloco D Loja 37

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/OGU BACIA LUZ D AYARA Coletor Luz D ayara 500 mm Execução de Poços de Visita

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Parque Universitário BACIA I Coletor Vila Goulart 300 mm Instalações

Leia mais

TUBOS DE PVC E PEAD EM REDES DE ESGOTO

TUBOS DE PVC E PEAD EM REDES DE ESGOTO SINAPI SISTEMA NACIONAL DE PESQUISA DE CUSTOS E ÍNDICES DA CONSTRUÇÃO CIVIL CADERNOS TÉCNICOS DE COMPOSIÇÕES PARA TUBOS DE PVC E PEAD EM REDES DE ESGOTO LOTE 3 Versão: 004 Vigência: 06/2015 Última atualização:

Leia mais