o VELHO TESTAMENlO GÊNESIS a II SAMUEL (Curso de Religião 301) Manual do Aluno

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "o VELHO TESTAMENlO GÊNESIS a II SAMUEL (Curso de Religião 301) Manual do Aluno"

Transcrição

1

2 o VELHO TESTAMENlO GÊNESIS a II SAMUEL (Curso de Religião 301) Manual do Aluno Preparado pelo Sistema Educacional da Igreja Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

3 Título do Original em Inglês "Old Testament Student Manual" Genesis - 2 Samuel (Religion 301) Traduzido para o português em 1984 Copyright 1980 A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Todos os Direitos Reservados Impresso no Brasil

4 iü, Indice v Mapas e Gráficos vii Capítulo I Para Nosso Benefício e Instrução : A Vantagem de Estudarmos o Velho Testamento (Introdução) Capítulo 2 A Criação (Gênesis 1-2) Capítulo 3 A Queda (Gênesis 3) Seção Especial A - Quem É o Deus do Velho Testamento? Capítulo 1 9 Uma Exortação à Obediência, Parte I (Deuteronômio 1-1 6) Capítulo 4 Os Patriarcas (Gênesis ) Capítulo 20 Uma Exortação à Obediência, Parte 2 (Deuteronômio ) Prefácio Seção Especial E - O Problema dos Grandes Números no Velho Testamento Capítulo 1 7 As Peregrinações no Deserto, Parte 1 (Números 1-12) Capítulo 1 8 As Peregrinações no Deserto, Parte 2 (Números 13-36) Capítulo 2 1 A Entrada na Terra Prometida (Josué 1-24) 235 Seção Especial B - Os Convênios e o Meio de Realizá-los : A Chave para a Exaltação Capítulo 22 O Reinado dos Juízes, Parte I (Juízes 1-1 2) 25 1 Capítulo 5 Abraão: O Pai dos Fiéis (Gênesis ) Capítulo 6 Abraão: Um Modelo de Fé e Retidão (Gênesis ) Capítulo 23 O Reinado dos Juízes, Parte 2 (Juízes ; Rute 1-4) Capítulo 7 O Convênio Continua com Isaque e Jacó (Gênesis 24 36) Capítulo 24 O Profeta Samuel e Saul, Rei de Israel (I Samuel 1-1 5) Capítulo 8 José : O Poder da Preparação (Gênesis 37-50) Capítulo 25 O Chamado Recebido por Davi para Guiar Israel (I Samuel ) Capítulo 26 A Decadência do Rei Davi (IISamuel 1-1 2) 287 Capítulo 9 "Deixa Ir o Meu Povo" (Êxodo 1-1 0) Capítulo 27 O Preço do Pecado: Tragédia na Casa de Davi (IISamueI ) _ Seção Especial F - Idolatria: Antiga e Moderna Seção Especial C - Os Simbolismos e Protótipos Usados no Velho Testamento Seção Especial G - Estilos Literários Hebraicos Capítulo 1 0 A Páscoa Judaica e o Êxodo (Êxodo ) Capítulo 28 O Livro de Salmos : Canções do Coração de Israel (Salmos) Capítulo I I Os Dez Mandamentos (Êxodo 20) Capítulo 1 2 A Lei Mosaica: Um Evangelho Preparátorio (Êxodo ; ) Capítulo 1 3 A Casa do Senhor no Deserto (Êxodo 25-30; 35-40) Capítulo 14 Urna Lei de Cerimônias e Ordenanç as, Parte I : Os Sacrifícios e O fertas (Levítico 1-1 0) Capítulo 15 Urna Lei de Cerimônias e Ordenanças, Parte 2: As Coisas Limpas e Imundas (Levítico ) Seção Especial D - A Festas e Comemorações Capítulo 1 6 Urna Lei d e Cerimônias e Ordenanças, Parte 3: Leis de Misericórdia e Justiça (Levítico ) Bibliografia Índice d e Autores Índice de Escrituras : Índice de Assuntos

5

6 Prefácio A Importância de Estudarmos o Velho Testamento O Velho Testamento tem influenciado grandemente inúmeras pessoas no decorrer dos séculos. Mesmo hoje em dia, três das maiores religiões do mundo, o cristianismo, o islamismo, e o judaismo - têm suas raizes plantadas em seu fértil solo. Com exceção dos povos para os quais os livros foram originalmente escritos, suas mensagens talvez sejam de maior valor para os que vivem na dispensação da plenitude dos tempos do que para qualquer outro grupo que viveu nas gerações anteriores. Elas são especialmente preciosas para os santos dos últimos dias. Algumas das lições e ensinamentos que tornam o estudo cuidadoso do Velho Testamento não somente significativo, mas de vital importância, são: 1. O testemunho da existência de Deus. 2. A história do início da humanidade como uma raça divina, a qual foi colocada aqui na terra com objetivos celestiais e eternos. 3. A importância de obtermos um relacionamento perfeito com Deus, por meio de convênios. 4. A história e propósito do estabelecimento de uma linhagem eleita, através da qual o sacerdócio seria restaurado nos últimos dias. 5. O desenvolvimento da lei que serviria de base ' à maior parte das leis civis e criminais. 6. O conhecimento de que Deus influencia diretamente a vida dos homens e nações, e que, por intermédio dele, muitas pessoas são divinamente conduzidas, inspiradas e protegidas. 7. As conseqüências da desobediência e rebeldia contra Deus e suas leis. 8. A infâmia de toda e qualquer forma de idolatria, e os mandamentos do Senhor contra esse pecado. 9. A necessidade de permanecermos fiéis, mesmo em meio a sofrimentos e aflições. 10. A maneira pela qual os santos podem escapar às grandes destruições que ocorrerão nos últimos dias A grandeza do terrível dia em que o Senhor voltará à terra em sua glória. 12. O testemunho de que o Deus do Velho Testamento é Jesus Cristo, e de que ele veio ao mundo para livrar os homens do cativeiro da morte, e tornar possível que se libertem do pecado, sendo capazes, assim, de voltar à presença de Deus, o Pai. Os preciosos ensinamentos desse livro sagrado foram escritos para o nosso beneficio. Os autores das obras que se encontram registradas na Bíblia ansiavam por que sua mensagem fosse clara e compreensível. Com o decorrer do tempo, devido às inúmeras traduções e aos desígnios corruptos dos homens, parte dessa clareza foi obscurecida. Entretanto, para a felicidade dos santos dos últimos dias, boa parte dela foi restaurada através de (1) comentários inspirados dos profetas modernos; (2) orientação do Espírito Santo; e (3) revelação da plenitude do evangelho que se encontra em outras obras-padrão, especialmente no Livro de Mórmon. Qual Deve Ser Nossa Meta ou Objetivo ao Fazermos Este Curso? Moisés declarou à antiga Israel: "A ti te foi mostrado para que soubesses que o Senhor é Deus; nenhum outro há senão ele." (Deuteronômio 4:35.) O objetivo deste curso é proporcionar-lhe a oportunidade de conhecer o Deus do Velho Testamento de maneira poderosa, íntima e pessoal. Ele é o nosso Redentor, e nossa meta para este curso deve ser a de sermos capazes de declarar, como Jó: "Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra." (Jó 19:25.) Nas páginas do Velho Testamento, podemos vislumbrar a Jesus, em seu estado pré-mortal, operando junto aos filhos de nosso Pai Celestial, com a finalidade de lhes proporcionar a salvação. Através destes relatos, podemos aprender como nos achegarmos mais a Cristo. Moisés fez uma bela síntese desse processo com as seguintes palavras, de profundo significado: "Então... buscará ao Senhor teu Deus, e o acharás, quando o buscares de todo o teu coração e de toda a tua alma." (Deuteronômio 4:29.) Que maior objetivo poderíamos atingir? Como Alcançar Essa Meta com Maior Eficácia? O Senhor declarou, através do Profeta Jeremias: "Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas." (Jeremias 2: 13.) As cisternas eram extremamente importantes, como fontes de suprimento de água, pois era delas que o povo dependia para se preservar contra as incertezas da natureza. Elas eram cavadas na rocha viva, e muitas vezes esta era cheia de fissuras e incapaz de reter o precioso líquido. Usando este fato como uma metáfora, o Senhor fez duas acusações contra Israel. A primeira dizia respeito à falta de confiança que tinham nele. O povo escolhido podia confiar eternamente em Jeová como a fonte de água viva, mas a antiga Israel cavara novas cisternas para seu uso, isto é, voltara-se a outros mananciais, em busca de vida e poder espiritual. Segundo, estas novas cisternas não poderiam reter o Espírito, da mesma forma que as cisternas rachadas não poderiam preservar a água. Assim sendo, a antiga Israel agia como um povo que se encontra em meio a uma seca e ignora a cisterna que contém todas as reservas necessárias, para ajudá-los, e volta-se para fontes que nada podem fornecer-lhes. Cada capítulo deste manual tem por objetivo ajudá-lo a encontrar a verdadeira fonte de água viva - Jesus Cristo. No Velho Testamento, esse manancial é o Senhor, e você deve ter como objetivo, procurar conhecê-lo melhor. Cada lição contém uma designação de leitura do Velho Testamento. Ela será a parte principal de seu estudo, e você deve lê-la cuidadosamente, ao estudar os materiais. Este manual (Curso de Religião 301) abrange aproximadamente a metade do Velho Testamento, de Gênesis a II Samuel, inclusive alguns trechos de Salmos. A outra parte do Velho Testamento será coberta no manual do Curso de Religião 302.

7 vi o objetivo deste curso não é fazer com que você leia cada capítulo desta primeira etapa do Veiho Testamento. Todavia, depois de haver completado as seções des.ignadas nos blocos de leitura, você terá lido a maior parte dele e adquirido a habilidade necessária para compreend(:r por si próprio as passagens restantes. Combinado à oraçiio sincera, o estudo das escrituras pode tornar-se uma fonte de revelação pessoal e um caminho através do qual você poderá obter maior poder espiritual em sua vida diária. Ele será a senda que o conduzirá à fonte que saciará slla sede, à única cheia de água viva. 1. Uma breve seção introdutória que estabelece o cenário histórico das escrituras que você irá estudar. 2. Uma designação de leitura. 3. Uma seção de notas e comentários (principalmente dos líderes da Igreja) que ajudará a esclarecer escrituras particularmente dificeis. 4. Uma seção de Pontos a Ponderar, que chama sua atenção para algumas das principais lições que poderá aprender naquela parte do Velho Testamento, e lhe dará a oportunidade de considerar profundamente como poderá aplicar tais ensinamentos em sua vida. Por Que o Aluno Precisa de um Manual Próprio? Como Usar seu ManuaI do Aluno Algumas partes das escrituras antigas não são facilmente entendidas pelo leitor de hoje. Até mesmo os j udeus que retornaram do exílio (por volta de 500 A. C.), prec-isaram de assistência para compreendê-las. A Bíblia registra que Esdras, o escriba "explicava ao povo a lei... Assim (os escribas) leram no livro, na lei de Deus, distintamente; e deram o sentido de modo que se entendesse a leitura". (Neemias 8 :7-8.) Embora a maior parte do problema se devesse a alterações lingüísticas, ainda assim a palavra do Senhor precisava ser explicada. O mesmo acontece' hoje em dia. Textos adulterados, linguagem arcaica e falta de conhecimento da parte doutrinária, histórica ou g :ográfica causam dificuldades na leitura e compreensão do Velho Testamento. Tendo em vista essas dificuldades, este manual lhe proporciona os seguintes auxílios: 1. Informações histórica que o ajudarão a entender melhor o mundo do Oriente Médio em que os profetas proferiram suas mensagens. 2. Informações esclarecedoras a respeito dos profetas do Velho Testamento e também sobre importantes personagens políticas de suas respectivas épocas. 3. Esclarecimentos importantes sobre diversos livros do Velho Testamento. 4. Comentários interpretativos e proféticos sobre as passagens mais importantes e sobre algumas escrituras de dificil compreensão. 5. Uma seção de mapas e gráficos identificando pontos geográficos preponderantes, algumas das atividades mais importantes dos profetas e israelitas.da época, um esboço cronológico dos eventos que estarão sendo estudados, e medidas atuais equivalentes às usadas no tempo do Velho Testamento. O Velho Testamento é o texto básico deste curso de estudo. O manual do aluno não foi criado com o objetivo de substituir a leitura das escrituras, nem pode tomar o lugar da orientação do Espírito Santo que você pode obter através de oração fervorosa. Eis algumas sugestões a respeito de como este manual poderá ser usado com maior eficácia: 1. Antes de examinar as escrituras, estude os mapas, a fim de obter uma idéia sobre a localização das diversas terras, regiões, povos, cidades e acidentes geográficos. À medida que der prosseguimento ao estudo, examine-os sempre que for necessário. 2. Estude a designação de leitura de cada capítulo. O número de capítulos que terá de ler para cada período de aula pode variar dependendo de seu instrutor, e de você estar estudando em base semestral, trimestral ou pelo método de estudo individual. Seja quaj. for o sistema, você acabará lendo a maior parte do Velho Testamento, de Gênesis a II Samuel, e os salmos selecionados. 3. Estude as seções especiais tão logo as encontre. Você verá que compreender a história, geografia ou teologia nelas explicadas o ajudará a compreender melhor as escrituras, quando as ler. 4. Leia as Notas e Comentários relativos às passagens dificeis de entender. 5. Complete as designações que se encontram em Pontos a Ponderar, conforme for orientado pelo instrutor. 6. Use os índices que se encontram no fim do manual, para localizar uma determinada escritura, autor ou assunto. Organização do Manual Os vinte e oito capítulos do manual foram organizados na mesma ordem dos livros do Velho Testamento, com exceção do capítulo relativo aos Salmos. Considerando que a maior parte dos salmos foram escritos por Davi, você receberá designação de estudá-los logo após haver lido a respeito da vida dele. Periodicamente, você encontrará, em meio aos textos, seções especiais - num total de sete - cujo objetivo é fornecer informações que o ajudarão a entender melhor os capítulos subseqüentes. Este manual deve ser: usado como um meio de ajudá-lo a organizar e tirar o máximo proveito de seu estudo das passagens das escrituras. O seguinte esboço da org.anização de cada capítulo evidencia esse propósito: Como Usar as Referências Internas Neste manual, encontram-se diversos trechos de obras de eminentes autores bíblicos. Foram usadas algumas referências abreviadas desses livros, para interromper a leitura o mínimo possível. A seção bibliográfica, que se encontra no fim do manual, fornece uma relação completa desses textos. Foi criado um sistema especial para identificar as citações extraidas de Commentary on the Old Testament, de C. F. Keil e F. Delitzsch, uma obra que originalmente foi publicada em vinte e cinco volumes, mas que, na reimpressão, foi resumida para apenas dez. Isto quer dizer que, em alguns casos, um livro pode ter três páginas diferentes com o mesmo número. Para dar uma referência mais curta, estabelecemos um sistema constituído de três números. Por exemplo: Commentary, 3 : 2: 5 1 significa que a referência se encontra na p. 5 1 do volume dois, que se. encontra no livro 3.

8 Mapas e Gráficos vü Relevo da Palestina. O Velho Mundo no Tempo dos Patriarcas. O Êxodo. Os Reinos de Israel e Judá. As Dispensações do Evangelho. A Família de Abraão. Gráfico Cronológico, dos Patriarcas ao Reino Unido. Sistema Monetário. Medidas-padrão de Volume Pesos e Medidas. Medidas Lineares. Antigo Calendário Judaico.

9

10 Relevo da Palestina N Planícies de Sarom Jerusalém Maciço montanhoso da Transjordânia Região de Sefe1á s Nível do Mar Mediterrâneo Jericó o Nível do Fundo do Mar Morto Mar Morto - 3% m m. s :'a-..&d'--n Monte Gerizim 869m. Monte Sião 774m. Monte Moriá 744m. Monte das Oliveiras 812m. Monte Ebal 935 m. Monte Gilboll 512m. Monte Tabor 560m. Monte Hermon 2760m.- Mar Morto Jericó Jerusalém Mar da Galiléia Lago Hulé

11 o GRANDE MAR. )!.. I, ,.--",,;- t 00 (HeIiÓPOIi ênfi. (Nofe)

12 MAR CÁSPIO,., /,",,, ' / ( j,ti / (' (!' " ( " '- I --,, 0.0 ;.J / / / } )./,/"'> / GOLFO PÉRSICP

13

14 Os Reinos de Israel e Judá Escala I o km o GRANDE MAR r.golan,... ""'" Betruorom \.Miz Aij!' lom qibeon,eglbeá Quiriate-Jearim.. Jerusatlm Ecron..Bete-Sames Ashdode. Azecá. Belé'" Libná Asquelom Medeba AMON Gaza Eglom Gate Laquls.Debir.Ziclague FILISTEUS MOA8E.8erseba MIDIANITAS NEGEV AMALEVUITAS

15 As Dispensações do Evangelho DISPENSAÇÃO JAREDITA Aprox A.C. Torre de Babel. Confusão de línguas e dispersão. TRIBOS PERDIDAS Levadas ao cativeiro entre os anos A.C. (ignora-se quantas dispensações têm havido entre as tribos. perdidas) --"-1- PRIMEIRA DISPENSAÇÃO. Adão (4000 A.C.) 1 I Sete I 1>nos I 6 gerações Cainã I j Maalalel 1 Jarede SEGUN i!spensação --t - TERCEIEpENSAÇÃO I Noé (2944 A.C.) I Sem I Arpachade I Selá 1 Eber I Pelegue I Reú.1 Serugue I Naor I Terá I QUARTA PISPENSAÇAO 1 idade) Abraão (1992 A.C., caio tenha nascido quando Terá _ estava com 130 anos d I que 6 gerações I Jacó (Israel) 3 '''j'''' 10 gerações (Moisés 5:6-12; 6:64-68) O início da mortalidade. Adão ensinou a seus filhos. (Moisés 6:25-39; 7:68-69; 8:1; D&C 107:49) Enoque provavelmente foi chamado pelo Senhor aos 65 anos de idade. A dispensação provavelmente teve início no ano 3313 A.C., 687 anos após o início da primeira. (Ver D&C 107:47-49.) (Gênesis 6:8-9, 13; 7:6; Moisés 8: 19) Noé caminhou com Deus. Entra na arca aos 600 anos de idade. O dilúvio iniciou-se aproximadamente no ano 2344 A.C.; início da terceira dispensação com apenas 8 pessoas, 969 anos após haver-se iniciado a segunda. (Abraão 1:16-19; 2:14; Gênesis 12:1-4; 17: 1) Abraão foi chamado pelo Senhor quando tinha cerca de 75 anos de idade (Gênesis 12:4) ou 62 (Abraão 2: 14). A quarta dispensação começou aproximadamente no ano 1917 A.C., 427 anos após o início da terceira. Rúben 1 Simeão I Levi Judá Zebulom lssacar Gade I Coate I A{lrão QUINTA DISPENSAÇÃO - I Moisés (nascido aproximadamente no ano 1567 A.c.) Tinha 80 anos, quando os filhos de Israel foram libertados. A quinta dispensação iniciou-se cerca de 1487 A.C., 430 anos após a quarta dispensação (ver Êxodo 3:7-12). I Davi I Jeconias (levado cativo para a Babilônia) I Jesus Cristo (nascido no anoll D.C.) SEXTA DISPENSAÇÃO I Doze Apóstolos 14 gerações de Abraão a Davi (Mateus 1: 17) t 14 gerações ----L t 14 gerações (Dispensação do meridiano dos tempos) Aser Teve início aproximadamente no ano 30 D.C., cerca de 1517 anos após o início da quinta. SÉTIMA DISPENSAÇÃO I Joseph Smith (nascido no ano de 1805) (Dispensação da plenitude dos tempos) (Atos 3:19-21; Efésios 1:9-10; D&C 27: 13). Joseph Smith estava com 24!inos e 3 meses, quando A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos Dias foi organizada, no ano de Início da última dispensação, 1800 anos após o início da sexta. Dã I I Efraim Manassés 1 1 Diversas gerações 1 I Ismael Leí DISPENSAÇÃO DE LEÍ-NÉFI (600 A.C.) I Néfi e Leí (20 A.C.) (Helamã 10:3-17; 11:19-23; 3 Néfi 7:15-19; 9:15-22; 11 :7-40) Início dos 200 anos de paz -34 D.C. las datas são apenas estimativas, e não devem ser consideradas exatas. Baseiam-se na Cronologia de Calmet, que mais se aproxima das datas mencionadas no livro Lectures on Fai/h, de Joseph Smith. A Cronologia de Ussher apresenta uma diferença de cerca de quatro anos para cada uma das antigas eras aqui apresentadas. Assim sendo, em tal registro a época adâmica é tidalcomo tendo ocorrido no ano 4004 A.C., e o nascimento do Salvador no ano 4 A.C. (Adaptado do artigo intitulado "Our Gospel Dispensations", de autoria de Joseph Fielding Smith, Jr., publicado na revista Instructor, novembro de 1959.)

16 A Família de Abraão ABRAÃO: "Pai de Muitas Nações" I ABRAÃO (ABRÃO) Casou-se com Sara (Sarai) (filha de Harã) (Gê" i'l lj '29) NOÉ SEM TERÁ (bisneto de Noé na sétima geração) (Gênesis 11: 10-26) I NAOR r:; Casou-se com Milca (filha de Harã) MILCA (""' i, HARÃ LÓ ISCÁ SARAI (Gênesis 11 :27-29) (Abraão 2:2) ISAQUE (Gênesis 18:1-14; 21: 1-3) Casou-se com Rebeca (filha de Betuel) (Gênesis 25:2 1-26) I ESAÚ I I REBECA (Gênesis 22:23) I JACÓ BETUEL I I LÉIA I. LABÃO (Gêncsis 24:29) I I RAQUEL Através de Hagar, serva de Sara, Abraão teve Ismael (ver Gênesis 17:20). Após o falecimento de Sara, Abraão casou-se com Quetura, com a qual teve seis filhos, os quais se acham mencionados em Gênesis 25:1-2. (vendeu sua primogenitura a Jacó) (Gênesis 25:29-34) (Gênesis 29: 16) JACÓ: Pai das Doze Tribos -- LÉIA (Gênesis 29:30-35) (Gênesis 30:17-21) RÚBEN SIMEÃO LEVI JUDÁ ISSACAR ZEBULOM DINÁ (uma filha) RAQUEL JOSÉ I (Gênesis 30:22-24) (Gênesis 35: 16-18) I Casou-se com Asenate (Gênesis 41 :45) I BENJAMIM I, MANASSES I EFRAIM BILHA (serva de Raquel) (Gênesis 30:4-8) DÃ NAFTALI (Gênesis 41:50-52) I a tribo da primogenitura (Gênesis 48) ZILPA ---l GADE LINHAGEM DE LEÍ (serva de Léia) (Gênesis 30:9-13) ASER (Alma 10:3) (Adaptado do artigo intitulado "The Family of Abraham", publicado em Instructor, janeiro de 1964.)

17 i,

18 \. 1 "" J I, \,\, I?i \1\\,\",

19 , ISRAEL NO EGITO!, I : i REINADO DOS JUÍZES

20 EXÍUO

21 Sistema Monetário do Velho Testamento Embora, sem dúvida, alguma, os metais preciosos fossem usados para fins de comércio, eles apenas faziam parte de um sistema de intercâmbio baseado em troca, a qual induía gêneros perecíveis ou duráveis. O dinheiro tornou -se de uso popular durante o sétimo século A. C., porém jamais conseguiu substituir a antiga forma de negociação. Desde as épocas mais remotas, o ouro, a prata e o cobre foram os metais mais usados para essa finalidade. Entretanto, gradualmente foi-se desenvolvendo um sistema melhor padronizado. Pesavam-se os metais e se lhes examinava a qualidade. Os nomes de alguns deles se tornaram também os das moedas, as quais originariamente eram grosseiramente circulares e continham um sinete ou efígie. O peso de tais moedas raramente era superior ao de um sido de ouro ou de prata. Moedas de prata Gera sido 20 geras 3000 sidos = = 1 sido 1 talento 1 sido 1 talento Moedas de ouro Gera sido 20 geras 3000 sidos = = 1 sido 1 talento O talento de ouro tinha apenas um pouco mais que a metade do tamanho do talento de prata, porém pesava o mesmo. 1 sido 1 talento

22 Medidas-padrão de Volume Medidas para Líquidos Bato (22 litros ou 5, 8 galões) gg lll\t\ VVV gg ggg 1 ômer (ou coro) 10 batos " uma carga de jumento" (220 litros ou 58 galões) = Him (3,66 litros ou 3,9 quartos de galão) Cabo Log (0,3 litros) Medidas para Secos Efa (22 litros ou 62 cestos) 5 efas 1 leteque (meio ômer) ( 1 10 litros ou 3 cestos) = Seá (7, 3 litros ou 6,6 quartos de galão) 10 efas 1 6mer (220 litros ou 6,2 cestos) =

23 Pesos e Medidas Embora tanto Davi como Ezequiel tenham procurado padronizar o sistema de pesos e medidas, jamais conseguiram fazê-lo de modo completo. Alguns indivíduos inescrupulosos tentaram tirar proveito dessa situação, utilizando-se de dois tipos diferentes de peso. A fim de se protegerem contra semelhante defraudação, não raro as 10 geras 1 beca (aprox. 6 grs) pessoas levavam consigo, numa bolsa ou saco, seu próprio peso. A necessidade de ser usado tal procedimento fez com que os profetas levantassem a voz em severas repreensões, pois era uma clara evidência da aviltante condição espiritual em que se encontrava o povo israelita. 2 becas 1 siclo (aprox. II grs) A AAAA «::A:--A-=--A=-AAAA AAAAAAA AAAAAAA AAAAAAA AAAAA 50 siclos 1 mina (aprox. 500 grs) 60 minas 1 talento (aprox. 30 kg) o siclo real, mais pesado que o comum, tinha 1 3 gramas. O duplo talento, de maior peso, equivalia a 60 quilos.

24 Medidas Lineares 1. Côvado ou cúbito (medida que ia desde o cotovelo até a ponta do dedo médio): 45 cm. O côvado real era um palmo mais longo que o comum: 52 cm. 6 cúbitos equivaliam ao tamanho de um junco. 2. Palmo (medida da mão aberta, desde o polegar ao dedo mínimo): um palmo era igual a meio côvado ou 23 cm dedos (ou largura O.i mau na base dos dedos) 7,6 cm. 4. Dedo ou dígito (114 da mão) 3/4 de polegada ou 1,9 cm. J

25 Antigo Calendário Judaico 14?: Pãscoa, seguida pela Festa dos Pães Asmos ( xodo 12:6; \ Lucas 22: 13-20) 21?: Primídas (Sete semanas) I / Equinócio de primavml / / Pentecostes 14?/15?: Purim "' (Ester 9:26-28) "'- Inicio da colh ita da cevada 4 mes Tamaz Colheita do trigo de inverno Estaçao quente lsaias 18:4 5?mes Abe Colheita de uvas, timaras, figos e azeitonas. Iniciadas vindimas: Números 13:20 8?mes MwIIesh_ (Bul) 7?mes TIsrI (Etanim) Colheita de legumes, milho, aigodao, romis e azeitonas. Vmdima geral lsaias 32:10 25?: Festa das Luzes, ou da Dedicação (João 10:22) 15?-21?: Festa dos Tabernáculos/Cabanas (Neemias 8) \.!O?: Dia da Expiação (Levítico 16:29-30) \ I?: Ano NovolToQue das Trombetas (Levítico 23:23-25)

26

27 o Pl<I1\1:F.n O L I V R O D E 1\1:0181':8 ('IfA'\1Af>()

28 Introdução Para Nosso Benefício e Instrução: A Vantagem de Estudarmos o Velho Testamento (1-1) Introdução Provavelmente não seria incorreto dizer que muitos membros da Igrej a negligenciam o Velho Testamento como livro de escrituras. Não é difícil compreender essa atitude. O Velho Testamento é o livro de escrituras mais extenso, tendo quase o dobro do tamanho do Livro de Mórmon. Sua história e cultura são as mais distantes de nossa época. Contém uma descrição precisa e detalhada da lei mosaica, e algumas de suas ordenanças foram cumpridas ou substituídas na dispensação atual pelas ordenanças do evangelho restaurado. Conseqüentemente, algumas partes desse livro, como as ext nsas listas... genealógicas, censos e descrições mmuclosas de ntuals agora obsoletos, podem parecer insignificantes, comparadas às outras escrituras. Vezes há, ainda, em que a linguagem da tradução do Velho Testamento é arcaica e difícil de ser entendida. Não é de admirar, portanto, que muitos membros da Igreja, embora estej am familiarizados com algumas de suas histórias, j amais tenham lido todo este livro de escrituras. Não obstante, tanto os profetas antigos como os modernos têm salientado o quanto ele é valioso para ajudar os homens a conhecerem a Deus. O apóstolo Paulo, comentando os atributos de.. Timóteo, declarou o seguinte : "... desde a tua mellllllce sabes as sagradas letras ". (II Timóteo 3: 1 5.) Pelo que sabemos, as únicas escrituras que Timóteo tinha a seu dispor eram as que agora conhecemos como o Velho. Testamento. Observe o que Paulo declarou a esse respeito : 1. Elas podem tornar-nos sábios para a salvação. (Vej a II Timóteo 3: 1 5.) 2. Foram dadas pela inspiração de Deus. (Vej a II Timóteo 3 : 1 6.) 3. São proveitosas para ensinar, para repreender, para corrigir e instruir em justiça. (Vej a o versículo 1 6) 4. Ajudam o homem de Deus a se tornar perfeito e completamente preparado para toda obra. (Vej a II Timóteo 3 : 1 7.) Quando os rebeldes irmãos do profeta Néfi. ridicularizaram a idéia de que ele pudesse construir um navio que os levasse à terra prometida, Néfi confundiu-os, citando exemplos que se encontravam nas placas de latão (Vej a 1 Néfi 1 7 : ). Estas continham escritos que. emos hoje em dia no Velho Testamento. Numa ou ra oc slao, ele explicou que havia lido para seu povo muitas coisas que estavam gravadas nas placas de l t o, entre elas os escritos de Moisés e Isaías, com o objetlvo de: 1. Aj udá-los a conhecer o que o Senhor havia feito em outras terras, entre os povos antigos. (Vej a 1 Néfi 19:22.) 2. Melhor persuadi-los a acreditar no Senhor, seu Redentor. (Vej a 1 Néfi 19:23.) 3. Fazê-los aplicarem todas as escrituras a (si) para (seu) proveito e instrução. (Veja I Néfi 1 9:23.) 1 Reflita em sua própria situação por um momento. Sua motivaçüo para estudar as escrituras emana de um profund,) desej o de aprender a respeito de Deus e dos atos por ele fi!alizados entre os homens? Vo ê está proc rando obter vigor espiritual nas escrituras, a fim de aperfeiçoar sua vida. achegando-se mais a Cristo? Paulo e Néfi declarar ilm que, como todas as outras escrituras, o Velho Testamento ajudá-lo-á a alcançar os objetivos mencion ados acima. Você gostaria de aprender mais sobre nosso Pl:.i Celestial e aqueles que o serviram fielmente? Então procure conhecer a história da vida dos profetas e patriarcas. Você gostaria de ganhar inspiraçã?, através dos exemplo:; de homens e mulheres que conseguiram sobrepujar suas fraquezas e alcançar a perfeição? Leia o que fizeram José, Abraão, Sara, Jó e inúmero o t os personagens bíblicos. Gostaria de encontrar prm.clplos de vivência diária que o aj udassem a achegar-se mais a Deus? O Velho Testamento os tem em abundância. Gostaria de conhecer melhor a Jeová, o Senhor Jesus Cristo, que veio à terra para ser o nosso Redentor? Então leia o Velho Testamento, pois ele, como as demais escrituras, testifica de Sua d ivindade, amor e misericórdia. o VELHO TESTAMENTO É ESCRITURA (1-2) O Velho Testamento, como Todas as Outras Escritur3s, Foi Dado por Deus para o Nosso Benefício "O Velho e o Novo Testamento, o Livro de Mórmon e o livro de Doutrina e Convênios... são como um farol em meio ao oceano, ou uma placa que indica o. caminho que devemos trilhar. Para onde eles apontam? A fonte de toda luz... Foi, com este obj etivo que foram escritos. Eles provêm de Deus; são valiosos e necessários : através deles, podemos estabelecer a doutrina de Cristo. " (Brigham Young, em Journal of Discourses, Vol. 8, p ) (1-3) Como Todas as Escrituras, o Velho Testamento nos é Edificante e Profundamente Benéfico Atualmente "A Bíblia nos apresenta um retrato global da vida de. seus persdnagens. Podemos esperar, portanto, que revele algumas fragilidades humanas. Todavia, '!lui.tos de.ss.es elementos humanos revelam genuínos deslglllos religiosos, se os compreendermos à luz dos padrões sociais de sua própria época... "O aluno diligente que realmente aprecia a Blblla, sempre a estudará considerando as valiosas contribuições que suas mensagens podem transmitir à nossa vida religiosa atual. Não podemos nos contentar ap nas em ler suas histórias como simples passatempo, mas sim entesourá-las profundamente em nossas almas, para que possam tornar-nos indivíduos melhores. Os registros da,

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação?

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação? A BÍBLIA Parte 2 Objetivo para mudança de vida: Dar ao estudante um senso profundo e duradouro de confiança em sua capacidade de entender a Bíblia. Capacidade esta que lhe foi dada por Deus. Você se lembra

Leia mais

Pérola de Grande Valor é um volume de escrituras

Pérola de Grande Valor é um volume de escrituras C A P Í T U L O 3 8 Pérola de Grande Valor Pérola de Grande Valor é um volume de escrituras escrito por profetas. Há cinco partes em Pérola de Grande Valor: o livro de Moisés, o livro de Abraão, Joseph

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Objetivo: Compreender o que é a Bíblia e como foi organizada.

Objetivo: Compreender o que é a Bíblia e como foi organizada. Capítulo 1: A Bíblia e Como ela foi Organizada Objetivo: Compreender o que é a Bíblia e como foi organizada. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção

Leia mais

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO.

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO. Ao contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia."

APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA. Responda o questionário! Tema Conhecendo a Bíblia. APRENDENDO SOBRE A BIBLIA. TEOLOGIA PURA Responda o questionário! Tema "Conhecendo a Bíblia." Responda estas questões relacionadas à bíblia, e teste seus conhecimentos e quem acertar acima de 88% ganha

Leia mais

SUMÁRIO. Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21

SUMÁRIO. Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21 SUMÁRIO NARRATIVA TEXTOS PÁG Prefácio 09 Introdução 11 Agradecimentos 13 Apresentação 15 Cronologia do Velho Testamento 21 Gráfico: A Integração dos Livros do Velho Testamento em Ordem Cronológica Gráfico:

Leia mais

Introdução ao Evangelho

Introdução ao Evangelho CENTRO ESPÍRITA ISMAEL DEPARTAMENTO DE ENSINO DOUTRINÁRIO CURSO DE INTRODUÇÃO AO EVANGELHO Introdução ao Evangelho AULA 5 POVOAMENTO DA TERRA, MOISÉS E SUA MISSÃO AULA DE HOJE PARÁBOLA DO TESOURO ESCONDIDO

Leia mais

PRIMEIRA SEQÜÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA. Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos

PRIMEIRA SEQÜÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA. Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos PRIMEIRA SEQÜÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA TEMPO NECESSÁRIO: Duas semanas OBJETIVO: Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos A Primeira Seqüência é para quem está começando a ler a Bíblia. Três

Leia mais

OS MÓRMONS SÃO BÍBLICOS? Pr. Davi

OS MÓRMONS SÃO BÍBLICOS? Pr. Davi OS MÓRMONS SÃO BÍBLICOS? Pr. Davi ANALISANDO A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ou Mórmons como são conhecidos, foi fundada em 06 de abril de 1830. São Chamados mórmons por causa do

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

A Palavra de Sabedoria

A Palavra de Sabedoria A Palavra de Sabedoria Visto que nossa condição física influencia nossa espiritualidade, nosso Pai Celestial nos dá mandamentos com o objetivo de melhorar tanto a nossa saúde física como a espiritual.

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

LIVRO INFANTIL PARA COLORIR

LIVRO INFANTIL PARA COLORIR LIVRO INFANTIL PARA COLORIR Este livro foi formulado de tal maneira que os pais podem interagir e ensinar seus filhos a Palavra de Deus. Colorindo uma página por dia, e preenchendo as frases que acompanham

Leia mais

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito 9.9 Jesus Cristo é homem perfeito Aula 48 Assim como é importante verificarmos na Palavra de Deus e crermos que Jesus Cristo é Deus, também é importante verificarmos e crermos na humanidade de Jesus após

Leia mais

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP

conheça sua Bíblia Estudos Panorâmicos no AT e NT TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP TODA QUINTA-FEIRA - DAS 19H30 ÀS 21H - RUA JOSÉ ALVES GUEDES, 1332 - JD. SONIA JAGUARIÚNA/SP A! Uma grande biblioteca 66 livros Escritos por cerca de 40 homens Em um período de 1600 anos Livros agrupados

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB)

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) A Igreja de Jesus Cristo está comprometida somente com o Antigo e Novo Testamentos como a única autoridade escrita de fé e conduta.

Leia mais

A BÍBLIA. Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência

A BÍBLIA. Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência Conhecendo a Bíblia A BÍBLIA Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência Divisão em capítulos: Stephen Langton, em 1227 e Cardeal Hugo de Sancto Caro, por volta de 1260. Divisão por versículos:

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos.

Esperança em um mundo mal Obadias 1-21. Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Esperança em um mundo mal Obadias 1-21 Propósito: Confiar em Cristo independente do mundo em que vivemos. Introdução Obadias É o livro mais curto do Antigo Testamento. Quase nada se sabe sobre o autor.

Leia mais

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação)

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação) O batismo do Espírito Santo (continuação) #62 Estamos falando sobre alguns dons do Espírito Santo; falamos de suas obras, dos seus atributos, como opera o novo nascimento e, por último, estamos falando

Leia mais

Colossenses 1:15. Colossenses 1:15. Colossenses 1:15. Colossenses 1:15. [Jesus] é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.

Colossenses 1:15. Colossenses 1:15. Colossenses 1:15. Colossenses 1:15. [Jesus] é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação. Colossenses 1:15 Colossenses 1:15 Colossenses 1:15 Colossenses 1:15 [Jesus] é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação. [Jesus] é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a

Leia mais

Condições Gerais de Uso e Permissões de Cópias

Condições Gerais de Uso e Permissões de Cópias - Ensino Sistêmico sobre a Vida Cristã - Condições Gerais de Uso e Permissões de Cópias Série: Informações Gerais sobre o Ensino Sistêmico Sobre Vida Cristã 1ª Edição Out/2013 - Copyright do Autor Ver

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros

Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros Lição 6 Deus Age por Amor do Nome Dele: Sua Justiça e Misericórdia (Ezequiel 18:1-20:44) Opovo da época de Ezequiel, como fazem muitas pessoas hoje, tentava justificar seus erros pela tática perversa de

Leia mais

Porque Deus mandou construir o tabernáculo?

Porque Deus mandou construir o tabernáculo? Aula 39 Área da Adoração Êxodo 19:5~6 Qual o significado de: vós me sereis reino sacerdotal? Significa que toda a nação, não parte, me sereis reino sacerdotal, povo santo, nação santa. Israel era uma nação

Leia mais

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o

Lição 4. Usando a Bíblia. A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o Livro 1 página 28 Lição 4 Usando a Bíblia A importância da Bíblia na sua vida: É muito importante que um novo cristão estabeleça o hábito de ler regularmente a Bíblia. É uma fonte de bênção, inspiração,

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007)

Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007) Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007) Por favor, poderiam abrir em primeira aos Coríntios, a primeira

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30 PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:2730 FILIPENSES 1:2730 Somente deveis portarvos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO CHAMADO POR DEUS. Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP

CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO CHAMADO POR DEUS. Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP CURSO DE BÍBLIA ANTIGO TESTAMENTO A HISTÓRIA DE UM POVO CHAMADO POR DEUS Paróquia de São Benedito Santa Cruz do Rio Pardo SP APRESENTAÇÃO Vocês têm em suas mãos o Curso de Bíblia. Este curso já tem sua

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

sumário 1. rumo ao SINAI... 3 3. rebelião no deserto... 31 4. o deserto ouve... 46 5. jericó... 62

sumário 1. rumo ao SINAI... 3 3. rebelião no deserto... 31 4. o deserto ouve... 46 5. jericó... 62 sumário 1. rumo ao SINAI... 3 2. os mandamentos... 14 3. rebelião no deserto... 31 4. o deserto ouve... 46 5. jericó... 62 6. israel avança... 78 7. o cântico de débora... 95 8. gideão, o guerreiro...

Leia mais

Aula 02 1.8 Divisão da Bíblia e livros a) Como os livros foram reconhecidos e aceitos? padrão regra de fé II Pedro 3:15~16

Aula 02 1.8 Divisão da Bíblia e livros a) Como os livros foram reconhecidos e aceitos? padrão regra de fé II Pedro 3:15~16 1.8 Divisão da Bíblia e livros Velho Testamento 39 livros Novo Testamento 27 livros 40 escritores diferentes Período de 1600 anos para ser escrita a Bíblia, (aprox. entre 1500 a.c. e 100 d.c.) a) Como

Leia mais

PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO. Aula 1- Considerações Iniciais

PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO. Aula 1- Considerações Iniciais PANORAMA DO ANTIGO TESTAMENTO Aula 1- Considerações Iniciais a) A importância de uma visão panorâmica Resumir grandes eventos da nossa vida é, por si só, um grande desafio. Esquecer detalhes importantes

Leia mais

A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais

A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais A Aliança Abraâmica e as Suas Implicações Atuais Preparado para a Associação de Igrejas Batistas Regulares do Rio Grande do Norte 6-9 de Janeiro de 2010, Acampamento Elim, RN Pr. Barry Alan Farlow Professor

Leia mais

Uma biblioteca composta de 66 livros. 1.1 O significado da Palavra Bíblia

Uma biblioteca composta de 66 livros. 1.1 O significado da Palavra Bíblia Aula 1 10/09/2014 Uma biblioteca composta de 66 livros 39 antigo testamento 27 novo testamento 1.1 O significado da Palavra Bíblia Grego = Livros ou coleção de pequenos livros João Crisostomos disseminação

Leia mais

06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes

06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes 06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes O Espírito Santo e a Igreja Igreja Metodista 06- Meus Primeiros Passos Rev. Dino Arí Fernandes O Espírito Santo e a IGREJA Para melhor entender o tema, sugerimos

Leia mais

LIÇÃO 2 O Ensino Cristão É Importante

LIÇÃO 2 O Ensino Cristão É Importante LIÇÃO 2 O Ensino Cristão É Importante Na Lição 1, estudámos sobre o ensino cristão como ministério, assinalando a diferença entre ensinar, pregar e testemunhar. Aprendemos também que Jesus Cristo nos mandou

Leia mais

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano A Bíblia, na parte denominada Antigo Testamento (Torá), é o principal documento da história dos hebreus. Foi escrita ao longo

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

Sola Scriptura Somos diferentes?

Sola Scriptura Somos diferentes? Sola Scriptura Somos diferentes? Introdução: 3 pilares da Reforma Protestante: sola Scriptura, sola fide, sola gratia Mesmo em forma de afirmação, cada pilar também é negação. Por exemplo, a expressão,

Leia mais

LIÇAO 2 Jesus Cristo: um Exemplo de Crescimento

LIÇAO 2 Jesus Cristo: um Exemplo de Crescimento - LIÇAO 2 Jesus Cristo: um Exemplo de Crescimento Você se lembra de alguma vez em que você realmente surpreendeu seus pais, ou um professor com alguma demonstração de amadurecimento? Alguma vez já viu

Leia mais

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 Definição de Dispensação: período de tempo durante o qual a humanidade é moralmente responsável diante de Deus em

Leia mais

LIÇÃO 1 ENSINANDO COM AUTORIDADE Mateus 5.1-2; 7.28-29. Estudo Indutivo

LIÇÃO 1 ENSINANDO COM AUTORIDADE Mateus 5.1-2; 7.28-29. Estudo Indutivo LIÇÃO 1 ENSINANDO COM AUTORIDADE Mateus 5.1-2; 7.28-29 1. Por que é relevante saber a quem Jesus se dirigiu quando proferiu o Sermão do Monte? 2. Com base no texto de Mateus 4.24, é possível saber qual

Leia mais

Primeiros Passos na Vida Cristã

Primeiros Passos na Vida Cristã IGREJA BATISTA FUNDAMENTALISTA CRISTO É VIDA D I S C I P U L A D O Primeiros Passos na Vida Cristã C a p í t u l o ADEUS 1À VIDA VELHA Discipulador: / / No Culto... APÓS O Culto... Agora você é um nascido

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14)

Português. Sagrada Família de Jesus, Maria e José B. Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Português Sagrada Família de Jesus, Maria e José B Deus apareceu na terra e começou a viver no meio de nós. (cf. Bar 3,38) Leitura I Ben-Sirá 3,3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) Deus quis honrar os pais nos filhos

Leia mais

A Experiência do Novo Nascimento

A Experiência do Novo Nascimento Pr. Patrick Robert Briney Mission Boulevard Baptist Church A Experiência do Novo Nascimento A Série das Verdades do Evangelho (caderno 6) The Born Again Experience Tradução Pr. Anastácio Pereira de Sousa

Leia mais

CONHECENDO AS SEITAS

CONHECENDO AS SEITAS CONHECENDO AS SEITAS RELIGIÃO: deriva do termo latino "Re-Ligare", que significa "religação" com o divino. SEITA: é um grupo que afirma ser cristão, porém nega uma verdade essencial do cristianismo bíblico.

Leia mais

Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem!

Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem! Obedecer a Deus, Honrar aos pais e viver bem! Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada.

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

SUA SEGURANÇA COM DEUS

SUA SEGURANÇA COM DEUS SUA SEGURANÇA COM DEUS Deus deseja que você tenha convicções em sua vida espiritual. Seu pai celestial não quer que você viva com dúvidas e inseguranças acerca de sua condição espiritual e relacionamento

Leia mais

Lição Um. Um Novo Princípio. O Poder Transformador de Cristo

Lição Um. Um Novo Princípio. O Poder Transformador de Cristo Livro 1 página 4 Lição Um Um Novo Princípio O Poder Transformador de Cristo Da Palavra de Deus: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7

Panorama do Antigo Testamento. Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7 Panorama do Antigo Testamento Escola Bíblica IECI 1º Semestre de 2015 Aula 7 RECAPITULAÇÃO - AT RECAPITULAÇÃO - AT RECAPITULAÇÃO - AT CRONOLOGIA DO AT CRONOLOGIA DO AT 1. Da criação a Abraão (criação 2000

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE?

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? Texto: Apocalipse 21:1-2 Então vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém,

Leia mais

O Antigo Testamento Deus mostra-se no Antigo Testamento como Aquele que criou o mundo por amor e permanece fiel ao ser humano, mesmo que este, pelo

O Antigo Testamento Deus mostra-se no Antigo Testamento como Aquele que criou o mundo por amor e permanece fiel ao ser humano, mesmo que este, pelo A missão na Bíblia A Bíblia No Antigo Testamento, a Missão é o convite para que o povo se purifique da idolatria e da magia e caminhe junto de Deus. No Novo Testamento, a Missão é envio aos confins do

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ O BATISMO DO SENHOR JESUS CRISTO E O COMEÇO DE SEU MINIST ÉRIO Volume 03 Escola: Nome : Professor (a): Data : / / 5) VAMOS BRINCAR DE FORCA? Marque com um x na letra

Leia mais

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação Domingo, 29/03/2009 Autor: Fábio Ramos A Recapitulação Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF Aula 5 - Justiça e Justificação 1 Visão Geral I) somos servos que servem evangelizando II) perdidos estão

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

A CHAVE DE RENOVAÇÃO ESPIRITUAL: UM CORAÇÃO RESPONSIVO

A CHAVE DE RENOVAÇÃO ESPIRITUAL: UM CORAÇÃO RESPONSIVO A CHAVE DE RENOVAÇÃO ESPIRITUAL: UM CORAÇÃO RESPONSIVO A pergunta dos discípulos foi clara e lógica: Por que lhes falas por parábolas? (Mt 13.10). Mas a resposta de Jesus a essa pergunta simples foi, e

Leia mais

segunda-feira, 20 de agosto de 12

segunda-feira, 20 de agosto de 12 o perigo: abordagens contemporâneas (remakes) Sempre e sempre, de novo, a figura de Jesus tem sido terrivelmente amputada a fim de adaptar-se ao gosto de cada geração. Durante toda a história da igreja

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais

As mulheres SUD podem herdai todas as bênçãos eternas prometidas.

As mulheres SUD podem herdai todas as bênçãos eternas prometidas. E a abençoarei, e será mãe das nações (Gênesis 17:16). Educação Familiar no Lar 4 As mulheres SUD podem herdai todas as bênçãos eternas prometidas. A Maternidade É uma Herança Divina O Presidente Joseph

Leia mais

Pedro Livro de Atos ITQ-Vila Ema Prof.Baroni

Pedro Livro de Atos ITQ-Vila Ema Prof.Baroni Pedro Livro de Atos ITQ-Vila Ema Prof.Baroni Os Apóstolos Recebem o Espírito Santo (2:1-4) As coisas relatadas no capítulo 2 aconteceram no dia de Pentecostes (2:1), que foi o dia depois do sétimo sábado

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

Estudos na Palavra de Deus. Jovens

Estudos na Palavra de Deus. Jovens Estudos na Palavra de Deus Jovens Grandes Santos de Deus Jovens programação Jovens Sirvo a um Deus preciso Richard Roger (1550-1618) Jovens Família Igreja Sociedade Jovens CTB Os Puritanos Juliano Heyse

Leia mais

A SAGRADA ESCRITURA. Por Marcelo Rodolfo da Costa

A SAGRADA ESCRITURA. Por Marcelo Rodolfo da Costa A SAGRADA ESCRITURA Por Marcelo Rodolfo da Costa A palavra bíblia é de origem grega do termo "biblion" que no plural significa "livros". Logo a bíblia é uma coleção de livros. Ela surge no meio de um oriente,

Leia mais

Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado.

Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado. 1 Mosaicos #2 Um Novo e superior Testamento Hb 1:1-3 Introdução: Se desejamos compreender o hoje, muitas vezes precisaremos percorrer o passado. Neste sentido a Carta aos Hebreus é uma releitura da lei,

Leia mais

Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO. Aula 1 IBCU

Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO. Aula 1 IBCU Panorama do Antigo Testamento INTRODUÇÃO Aula 1 IBCU Estrutura do Curso 1. Introdução (09.03) 2. O Pentateuco (16.03) 3. Livros Históricos Parte 1 (23.03) 4. Livros Históricos Parte 2 (30.03) 5. Livros

Leia mais

Livros Históricos. Introdução

Livros Históricos. Introdução Livros Históricos Introdução Em nosso Cânon, os livros históricos são doze: Josué, Juízes, Rute, 1 e 2 Samuel, 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas, Esdras, Neemias e Ester. Cânon Judaico: Josué, Juízes, 1 e 2 Samuel,

Leia mais

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 Exercícios para prática e discussão 1. Em que período e contexto Jeremias desenvolveu seu ministério? 2. Por que é importante

Leia mais

LIÇÃO 5 INTERPRETAÇÃO 2ª PARTE INTRODUÇÃO

LIÇÃO 5 INTERPRETAÇÃO 2ª PARTE INTRODUÇÃO 29 LIÇÃO 5 INTERPRETAÇÃO 2ª PARTE INTRODUÇÃO No capítulo anterior falamos sobre as regras de interpretação e a necessidade de conhecermos o contexto de uma passagem e também da importância das palavras.

Leia mais

Lição 1. Lição 2. Lição 5

Lição 1. Lição 2. Lição 5 Caro responsável, O tema desta revista O Livro de Deus trata especificamente da Bíblia, enfatizando às crianças que ela é a Palavra de Deus, onde Ele nos conta sobre si mesmo e nos diz como devemos viver

Leia mais

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1)

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) Ministério de Intercessão A Intercessão e a Batalha Espiritual Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) O que é Intercessão?

Leia mais

I. A decadência espiritual da sociedade - O Sal Se tor vers. 1-5

I. A decadência espiritual da sociedade - O Sal Se tor vers. 1-5 ESTUDO 09-6:1-13 A MANIFESTAÇÃO DA IRA E DA GRAÇA DE DEUS : Existem aspectos no Evangelho de Cristo que são extremamente duros, e ao mesmo tempo consoladores. Quando pensamos na seriedade do pecado diante

Leia mais

Capítulo 1 A perspectiva escatológica do Antigo Testamento

Capítulo 1 A perspectiva escatológica do Antigo Testamento Capítulo 1 A perspectiva escatológica do Antigo Testamento PARA ENTENDER CORRETAMENTE A ESCATOLOGIA BÍBLICA, é preciso vê-la como um dos aspectos integrantes de toda a revelação bíblica. A escatologia

Leia mais

O Arrebatamento da Igreja

O Arrebatamento da Igreja Texto Base: 1Ts 4.13-18 O Arrebatamento da Igreja "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois,

Leia mais

INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1

INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1 I NTRODUÇÃO À BÍ BLI A Revisão aula 1 INTRODUÇÃO À BÍBLIA Revisão aula 1 A BÍBLIA... UM CONJUNTO DE 66 LIVROS, COMEÇOU A SER ESCRITO HÁ MAIS OU MENOS 3500 ANOS, DEMOROU QUASE 1600 ANOS PARA SER CONCLUÍDO,

Leia mais

ENSINAR DISCIPULAR SER DISCIPULADO

ENSINAR DISCIPULAR SER DISCIPULADO ENSINAR ENSINAR DISCIPULAR SER DISCIPULADO DISCIPULAR A Palavra de Deus A Palavra de Deus gera a vida, cria a fé, produz mudanças, afugenta o Diabo, realiza milagres, cura feridas, edifica o caráter, transforma

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

CARNE UM LIVRETE SOBRE CRESCIMENTO ESPIRITUAL PARA CRISTÃOS FAMINTOS

CARNE UM LIVRETE SOBRE CRESCIMENTO ESPIRITUAL PARA CRISTÃOS FAMINTOS CARNE UM LIVRETE SOBRE CRESCIMENTO ESPIRITUAL PARA CRISTÃOS FAMINTOS 2 SÉRIE CRESCIMENTO CRISTÃO Por Jerry Dean e Frank Hamrick editora batista regular CONSTRUINDO VIDAS NA PALAVRA DE DEUS Rua Kansas,

Leia mais

Conceitos Básicos. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos

Conceitos Básicos. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos Oséias Salvação Conceitos Básicos Oséias, o profeta, era filho de Beeri. Profetizou em Israel, durante o reinado de Jeroboão II (Século VIII a.c.), cumpre seu ministério por 30 anos O nome Oséias era comum

Leia mais

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha 7 João Desfrutando João ao máximo Pode-se resumir o fato mais relevante de toda a história em quatro palavras: Jesus Cristo é Deus! A maior declaração da Bíblia

Leia mais

(3ª AULAS) - A BÍBLIA COMO UM LIVRO II - As divisões das Escrituras E S T U D A N D O A L I Ç Ã O!!!

(3ª AULAS) - A BÍBLIA COMO UM LIVRO II - As divisões das Escrituras E S T U D A N D O A L I Ç Ã O!!! (3ª AULAS) - A BÍBLIA COMO UM LIVRO II - As divisões das Escrituras TEMA: OBJETIVO: MEMORIZAR: REFLEXÃO: ABORDAGEM DO ALUNO A ORGANIZAÇÃO DOS LIVROS DA BÍBLIA Que o aluno se familiarize com as divisões

Leia mais

Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos

Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos Lição 5 26 de julho a 2 de agosto Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos Sábado à tarde Ano Bíblico: Is 11 14 VERSO PARA MEMORIZAR: Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais (Mt 10:31). LEITURAS

Leia mais

CONSOLADOR PROMETIDO A TERCEIRA REVELAÇÃO

CONSOLADOR PROMETIDO A TERCEIRA REVELAÇÃO CONSOLADOR PROMETIDO A TERCEIRA REVELAÇÃO Se me amais, guardai os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro consolador, para que fique eternamente convosco, o Espírito da Verdade, a quem

Leia mais

Livre arbítrio, eleição, predestinação: dá para conciliar?

Livre arbítrio, eleição, predestinação: dá para conciliar? Livre arbítrio, eleição, predestinação: dá para conciliar? O livre arbítrio tem sido definido como a capacidade que o homem tem de escolher entre o bem e o mal, entre o certo e o errado, e é óbvio, a de

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais