Gestão de pessoas e desempenho organizacional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de pessoas e desempenho organizacional"

Transcrição

1 Aula 12 Gestão de pessoas e desempenho organizacional Agenda 1 Seminário 2 Medindo a performance do RH 1

2 Seminário 5 Competing on talent analytics. Davenport, Harris & Shapiro. Harvard Business Review, Medindo a performance do RH 2

3 Pano de fundo Crescente competição. Todas as áreas precisam ser avaliadas em sua capacidade de gerar valor para a organização. Maior importância das pessoas na geração de resultados / vantagem competitiva. 5 Desempenho do RH e da organização Desempenho do RH Performance individual Capacidade Motivação Oportunidade para contribuir Desempenho organizacional 6 3

4 Objetivos Avaliar o desempenho da área e dos processos de recursos humanos. Identificar práticas de RH que realmente implicam em melhor performance da organização. Medir, avaliar e melhorar tais práticas, contribuindo para a performance da organização. 7 Questões Como medir o desempenho organizacional Variável dependente Como identificar e medir indicadores de desempenho do RH. Variáveis independentes 8 4

5 Dimensões do desempenho organizacional Desempenho Financeiro Retorno acima da média, participação de mercado Desempenho Operacional Inovação, qualidade, tecnologia, aprendizagem Eficácia Organizacional Contribuições para o desenvolvimento econômico e promoção do bem estar social Fonte: Venkatraman & Ramanujam (1986) Métricas de avaliação do desempenho organizacional Medidas financeiras Lucratividade Faturamento ROI (return on investment) Medidas operacionais Produtividade Medidas qualitativas Satisfação Comprometimento Clima Satisfação do consumidor Qualidade do produto 10 5

6 Métricas de avaliação do desempenho do RH Estratégia corporativa Políticas e práticas de RH Indicadores de desempenho do RH 11 Métricas de avaliação do desempenho do RH Medidas tradicionais Tempo para preenchimento de vagas em aberto. Custos de contratação. Percentual de funcionários treinados. Horas de treinamento oferecidas. Qual a relação com a estratégia? 12 6

7 Métricas de avaliação do desempenho do RH Desafio Criar um sistema de mensuração que demonstre o impacto do RH sobre o desempenho da empresa. Como? Compreender como as pessoas criam valor para a organização. Avaliar o papel do RH na implementação da estratégia. 13 Métricas de avaliação do desempenho do RH High Performance Work Practices Precursor: Huselid, 1995 Indicadores de gestão do capital humano Bassi& McMurrer 14 7

8 High Performance Work Practices Estrutura organizacional e qualidade da força de trabalho Rotatividade Lucratividade Motivação Produtividade 15 Fonte: Huselid, 1995 High Performance Work Practices Competência Recrutamento e seleção Oportunidades de carreira / mobilidade interna Treinamento, desenvolvimento e educação Motivação Avaliação orientada para resultados Segurança no emprego Participação nos lucros / incentivos e recompensas Oportunidade Participação do empregado / voz / comunicação Job description - características do trabalho Condições de trabalho 16 8

9 Indicadores de gestão do capital humano Fonte: Bassi & McMurrer. Maximizing your return on people, 2007 Objetivo Propor um conjunto de medidas com impacto significativo sobre a performance da empresa. Medidas propostas Variável independente indicadores de gestão do capital humano Variável dependente Desempenho financeiro Acidentes de trabalho Desempenho de alunos (escola) Valor das ações 18 9

10 Indicadores propostos Práticas de liderança Engajamento dos funcionários Acesso a informação Otimização de pessoal Capacidade de aprendizado 19 10

11 Como medir Desempenho do RH Índice de Maturidade (1 a 5) Avaliar variação dos índices de maturidade com a variação nos indicadores de desempenho Ao longo do tempo Entre unidades (fábricas, departamentos, etc.) 21 Exemplo Unidade 1 Unidade 2 Unidade 3 Unidade 4 RH RH RH RH RH Lucro Lucro = f (RH1, RH2, RH3, RH4, RH5) Lucro = X o + X 1 RH1 + X 2 RH2 + X 3 RH3 + X 4 RH4 + X 5 RH

12 A realidade das empresas brasileiras Lacombe & Albuquerque, 2008 Três grupos de empresas Processo de avaliação Nº de empresas % do total Avaliação completa 23 26% Avaliação em transição 52 59% Avaliação em estágio inicial 13 15% TOTAL % 24 Universo: Maiores e Melhores Exame 12

13 Estágios de avaliação Estágio inicial Avaliação completa Avaliação pouco estruturada Avaliação da estratégia. Não se avalia a estratégia nem a gestão de pessoas. Foco em custos / medidas quantitativas Avaliação de políticas e práticas de gestão de pessoas. Avaliação dos profissionais e da área de RH. Indicadores de desempenho usados para tomada de decisão. 25 Conclusões Avaliação do desempenho do RH ainda incipiente nas organizações brasileiras. Processo de avaliação é predominantemente informal, pouco contribuindo para melhorar do desempenho da área

Gestão de pessoas e desempenho organizacional

Gestão de pessoas e desempenho organizacional Aula 12 Gestão de pessoas e desempenho organizacional Agenda 1 Seminário 2 Medindo a performance do RH 1 Seminário 5 Competing on talent analytics. Davenport, Harris & Shapiro. Harvard Business Review,

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e Desenvolvimento Aula 8 Treinamento e Desenvolvimento Agenda 1 2 Seminário T&D e Estratégia de RH 3 4 Treinamento & Desenvolvimento Desenvolvimento de Lideranças 1 Seminário 3 The Young and the Clueless Bunker, K. A.;

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e Desenvolvimento Treinamento e Desenvolvimento Agenda 1 2 T&D e Estratégia de RH Treinamento & Desenvolvimento 3 4 Coaching & Mentoring Desenvolvimento de Lideranças 1 T&D e Estratégia de RH Relembrando... Os processos

Leia mais

10/8/2011. Administração de Recursos Humanos TREINAMENTO: DESENVOLVIMENTO: Concluindo: T&D é o processo educacional aplicado de

10/8/2011. Administração de Recursos Humanos TREINAMENTO: DESENVOLVIMENTO: Concluindo: T&D é o processo educacional aplicado de TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL Administração de Recursos Humanos É o processo de desenvolver qualidades nos RHs para habilitá-los a serem mais produtivos e contribuir melhor para o alcance dos

Leia mais

19/07/2016. Aula 9. Gestão do Desempenho. Prof. Lucia B. Oliveira. Prof. Lucia B. Oliveira. Agenda. Seminário. Prof. Lucia B.

19/07/2016. Aula 9. Gestão do Desempenho. Prof. Lucia B. Oliveira. Prof. Lucia B. Oliveira. Agenda. Seminário. Prof. Lucia B. Aula 9 Gestão do Desempenho Agenda 1 Seminário 2 Gestão do Desempenho 1 Seminário 4 Getting 360-Degree Feedback Right Maury A. Peiperl Harvard Business Review, 2001. Gestão do Desempenho 2 Gestão Estratégica

Leia mais

11/04/2017. Aula 9. Gestão de Recursos Humanos. Agenda. Seminário 7. Gestão de RH

11/04/2017. Aula 9. Gestão de Recursos Humanos. Agenda. Seminário 7. Gestão de RH Aula 9 Gestão de Recursos Humanos Agenda Seminário 7 Gestão de RH 2 1 Gestão de RH Gestão de Recursos Humanos O conjunto de políticas, práticas e programas que tem por objetivo atrair, selecionar, socializar,

Leia mais

Capítulo 3 Estratégia e análise de recursos humanos

Capítulo 3 Estratégia e análise de recursos humanos slide 1 Capítulo 3 Estratégia e análise de recursos humanos slide 2 Objetivos de aprendizagem 1. Explicar por que o planejamento estratégico é importante para todos os gestores. 2. Explicar com exemplos

Leia mais

02/12/2014. Aula 10. Gestão do Desempenho. Prof. Lucia B. Oliveira. Prof. Lucia B. Oliveira. Agenda. Seminário. Prof. Lucia B.

02/12/2014. Aula 10. Gestão do Desempenho. Prof. Lucia B. Oliveira. Prof. Lucia B. Oliveira. Agenda. Seminário. Prof. Lucia B. Aula 10 Gestão do Desempenho Agenda 1 Seminário 2 Gestão do Desempenho 1 Seminário 4 Getting 360-Degree Feedback Right Maury A. Peiperl Harvard Business Review, 2001. Gestão do Desempenho 2 Gestão Estratégica

Leia mais

Tendências na área de Recursos Humanos

Tendências na área de Recursos Humanos Tendências na área de Recursos Humanos Confira a 6ª edição do maior censo de Recursos Humanos, realizado pelo RH Portal em 2016. Veja o que os profissionais estão falando sobre a realidade do RH no mercado

Leia mais

HEALTH WEALTH CAREER MERCER LEARNING FORTALECENDO HOJE OS LÍDERES DE RH DE AMANHÃ

HEALTH WEALTH CAREER MERCER LEARNING FORTALECENDO HOJE OS LÍDERES DE RH DE AMANHÃ HEALTH WEALTH CAREER MERCER LEARNING FORTALECENDO HOJE OS LÍDERES DE RH DE AMANHÃ MERCER LEARNING O Mercer Learning é um programa de Desenvolvimento em Gestão do Capital Humano aproveitamos os mais de

Leia mais

de tecnologia P A R A EM 2016

de tecnologia P A R A EM 2016 ^ TENDENCIAS de tecnologia P A R A + RH EM 2016 Panto O RH de hoje faz + - MAIS com menos A expansão das plataformas de avaliação nas últimas décadas transformou praticamente toda a gestão de RH das empresas.

Leia mais

Administração e Organização II

Administração e Organização II Administração e Organização II Agregar Pessoas Prof. Dr. Marco Antonio Pereira marcopereira@usp.br Agregar Pessoas Recrutamento / Seleção Imagem: http://blog.acelerato.com/gestao/recrutamento-e-selecao-otimizando-o-processo-nas-organizacoes/

Leia mais

O Que São Indicadores de RH? Os Melhores Indicadores para Medir a Eficiência da sua Equipe

O Que São Indicadores de RH? Os Melhores Indicadores para Medir a Eficiência da sua Equipe O que são: Os melhores indicadores para medir a eficiência da sua equipe, normalmente estão ligados à área de recursos humanos (RH) e englobam itens como número de treinamentos, eventos, admissões/demissões,

Leia mais

"Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana". Carl Jung

Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana. Carl Jung Instituição de Coaching, Treinamento & Desenvolvimento Humano, com atuação em todo Brasil com a Missão de disseminar a cultura do Coaching para todas as pessoas que puderem fazer uso da metodologia como

Leia mais

19/09/2016. Recrutamento & Seleção

19/09/2016. Recrutamento & Seleção Recrutamento & Seleção Recrutamento & Seleção 1 Atividades da área de recrutamento & seleção Definir estratégia de recrutamento & seleção. Identificar e estabelecer parcerias com consultorias externas.

Leia mais

Workshop de Gestão de Recursos Humanos Objetivos Gerais Dotar os participantes de técnicas, métodos e instrumentos que vão fazer melhorar o planeamento, o acompanhamento e a Gestão dos Recursos Humanos.

Leia mais

PROGRAMA CURSO: MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO. DISCIPLINA: Gestão de Recursos Humanos CRÉDITOS: 03. PERÍODO: CARGA HORÁRIA: 45 horas

PROGRAMA CURSO: MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO. DISCIPLINA: Gestão de Recursos Humanos CRÉDITOS: 03. PERÍODO: CARGA HORÁRIA: 45 horas PROGRAMA CURSO: MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: Gestão de Recursos Humanos CRÉDITOS: 03 PERÍODO: 2015.2 CARGA HORÁRIA: 45 horas PROFESSOR: Lucia B. Oliveira, D.Sc E-mail: lucia.oliveira@ibmecrj.br

Leia mais

BALANCED SCORECARD. PARA MANUTENÇÃO para melhorar a performance do departamento. Elabore, Planeie, Implemente. Curso.

BALANCED SCORECARD. PARA MANUTENÇÃO para melhorar a performance do departamento. Elabore, Planeie, Implemente. Curso. Curso Elabore, Planeie, Implemente BALANCED SCORECARD PARA MANUTENÇÃO para melhorar a performance do departamento Balanced Scorecard como ferramenta de gestão estratégica Como elaborar o mapa estratégico

Leia mais

11/05/2017. Módulo III Planejamento e gestão da carreira. Gestão de Talentos & Carreiras. Prof. Lucia B. Oliveira

11/05/2017. Módulo III Planejamento e gestão da carreira. Gestão de Talentos & Carreiras. Prof. Lucia B. Oliveira Módulo III Planejamento e gestão da carreira Gestão de Talentos & Carreiras Prof. Lucia B. Oliveira 1 Gestão de Talentos O que é gestão de talentos? = gestão de recursos humanos = planejamento de necessidades

Leia mais

Master Executive Coach

Master Executive Coach Master Executive Coach S O B R E O I N S T I T U T O M E N T O R C O A C H Instituição de Coaching, Treinamento & Desenvolvimento Humano, com atuação em todo Brasil com a Missão de disseminar a cultura

Leia mais

Gestão de Talentos & Carreiras

Gestão de Talentos & Carreiras Aula 6 Gestão de Talentos & Carreiras Agenda 1 Seminário 2 Gestão de talentos 3 Gestão da carreira 1 Seminário 2 Peter Cappelli Talent management for the twenty-first century HBR, 2008. Gestão de Talentos

Leia mais

Ementas. Certificate in Business Administration CBA

Ementas. Certificate in Business Administration CBA Ementas Certificate in Business Administration CBA Agosto 2012 Módulo Fundamental Administração Financeira EMENTA: Disciplina desenvolve a capacidade de contribuição para as decisões gerenciais aplicando

Leia mais

Apresentação -Métricas

Apresentação -Métricas Clique para editar o estilo do título mestre Apresentação -Métricas 25 de Março de 2013 1/15 Apresentação - Métricas Sumário 1. Cenário atual 2. Metodologia de métricas da FSB 1. Cenário atual 1. Cenário

Leia mais

Gestão do Desempenho. Gestão Estratégica de RH. Reter e engajar. Capacitar. Atrair 26/10/2016. Gestão do Desempenho. Recrutamento & Seleção

Gestão do Desempenho. Gestão Estratégica de RH. Reter e engajar. Capacitar. Atrair 26/10/2016. Gestão do Desempenho. Recrutamento & Seleção Gestão do Desempenho Ref.: Livro-texto, Cap. 8 Gestão Estratégica de RH Atrair Capacitar Reter e engajar Gestão do Desempenho Recrutamento & Seleção Treinamento & Desenvolvimento Recompensa 2 1 Avaliação

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO DE CASO NA NORMANDO GOMES & IRMÃOS (NORMANDO RECAP)

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO DE CASO NA NORMANDO GOMES & IRMÃOS (NORMANDO RECAP) ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: UM ESTUDO DE CASO NA NORMANDO GOMES & IRMÃOS (NORMANDO RECAP) Andrea

Leia mais

Gestão de Negócios (8)

Gestão de Negócios (8) Gestão de Negócios (8) Modelo: BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Hernan E. Contreras Alday A grande idéia O Balanced Scorecard (painel balanceado de controle) usa, essencialmente, a medição integral de desempenho

Leia mais

FORMAÇÃO DE ANALISTA DISC

FORMAÇÃO DE ANALISTA DISC FORMAÇÃO DE ANALISTA DISC Mapeamento de Perfil Comportamental A TEORIA DISC DISC é um modelo baseado no trabalho do Dr. William Moulton Marston (1893-1947) para examinar o comportamento dos indivíduos

Leia mais

Sustentabilidade nos negócios. Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle

Sustentabilidade nos negócios. Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle Sustentabilidade nos negócios Fernando Carvalho Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle Sustentabilidade nos Negócios Agenda Um pouco do do Bradesco Sustentabilidade e o Bradesco Planejamento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM

Leia mais

Mais informações: (31)

Mais informações: (31) Segundo a definição do GRI (Global Reporting Initiative), um dos principais desafios do desenvolvimento sustentável é a exigência de escolhas inovadoras e novas formas de pensar. Hoje o Brasil corporativo

Leia mais

PLANO DE ENSINO semestre. Apresentar conceitos modernos de Gestão de Pessoas. Apresentar conceitos modernos de Gestão de.

PLANO DE ENSINO semestre. Apresentar conceitos modernos de Gestão de Pessoas. Apresentar conceitos modernos de Gestão de. PLANO DE ENSINO - 2016.2 DISCIPLINA: SU-B0065 Gestão de PROFESSOR: ANDERSON LOPES CARGA HORÁRIA: 60 HORAS TURMA: DF05-N101 SALA: 07 DATA Nº. MÓDU CONTEÚDO OBJETIVO METODOLOGIA RECURSO AULA LO 08/08/2016

Leia mais

Marketing Analítico Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Marketing Analítico Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

P-07 CASE IBOPE: ROI EM RECURSOS HUMANOS. AMÉLIA CAETANO (11)

P-07 CASE IBOPE: ROI EM RECURSOS HUMANOS. AMÉLIA CAETANO (11) P-07 CASE IBOPE: ROI EM RECURSOS HUMANOS AMÉLIA CAETANO amelia.caetano@ibope.com (11) 3066-1812 Sobre o IBOPE O RH Estratégico Como identificar e desenvolver os indicadores ROI Return on Investiment Case

Leia mais

O IMPACTO DAS AÇÕES EM QUALIDADE DE VIDA NA SAÚDE CORPORATIVA

O IMPACTO DAS AÇÕES EM QUALIDADE DE VIDA NA SAÚDE CORPORATIVA O IMPACTO DAS AÇÕES EM QUALIDADE DE VIDA NA SAÚDE CORPORATIVA Sâmia Simurro Junho / 2011 DETERMINANTES DA SAÚDE E DO BEM-ESTAR William Haskel, Stanford University, 1988 QUALIDADE DE VIDA NAS EMPRESAS Lugar

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA

A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA A IMPORTÂNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL PARA O SUCESSO DA EMPRESA O sucesso de uma empresa e um bom clima organizacional estão intimamente ligados. Quando os funcionários sentem felicidade nas tarefas e

Leia mais

Business Partner em RH: Planejamento Estratégico de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Business Partner em RH: Planejamento Estratégico de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

6ª Ed. Remuneração Estratégica e Benefícios. Aplicação das melhores práticas e políticas de remuneração, benefícios e programas motivacionais

6ª Ed. Remuneração Estratégica e Benefícios. Aplicação das melhores práticas e políticas de remuneração, benefícios e programas motivacionais 6ª Ed. Remuneração Estratégica e Benefícios Aplicação das melhores práticas e políticas de remuneração, benefícios e programas motivacionais 22 de novembro de 2016 São Paulo/SP APOIO REALIZAÇÃO CENTRAL

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e Desenvolvimento Treinamento e Desenvolvimento Aprendizagem organizacional e gestão do conhecimento Resolução sistemática de problemas; Experiências realizadas por outros. Circulação de conhecimento; Garvin (1993) Experimentação;

Leia mais

Ricardo Augusto Bordin Guimarães Auditoria Administrativa Hospitalar ricardo@rgauditoria.com.br (51) 9841.7580 www.rgauditoria.com.br www.twitter.com/ricardorgaud Qualidade e Gestão em Saúde através da

Leia mais

Prêmio Nacional de Inovação

Prêmio Nacional de Inovação Prêmio Nacional de Inovação 2013 Caderno de Avaliação Categoria EMPRESA: Agentes Locais de Inovação Método: Esta dimensão visa facilitar o entendimento de como estão sendo utilizados sistemas, métodos

Leia mais

Gestão de Pessoas Natura

Gestão de Pessoas Natura Seminário Internacional Em Busca da Excelência 2004 Gestão de Pessoas Natura Flavio Pesiguelo Natura 24/03/2004 Natura Maior empresa brasileira de cosméticos Nascida em 1969 Países em que atua: Brasil,

Leia mais

PAEX Parceiros para a Excelência. ESTRATÉGIA E GESTÃO Prof. Volnei P. Garcia

PAEX Parceiros para a Excelência. ESTRATÉGIA E GESTÃO Prof. Volnei P. Garcia PAEX Parceiros para a Excelência ESTRATÉGIA E GESTÃO Prof. Volnei P. Garcia A CRIAÇÃO DE VALOR PARA OS STAKEHOLDERS O melhor lugar para se trabalhar Sociedade Órgãos Reguladores O maior retorno sobre o

Leia mais

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos BSC Para KAPLAN & NORTON (1997), o Scorecard deve contar a história da estratégia, começando pelos objetivos financeiros a longo prazo e relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas

Leia mais

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto

Rio de Janeiro 16/08/2011. Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas. Francisco Teixeira Neto Rio de Janeiro 16/08/2011 Modelo de Excelência da Gestão (MEG) para Micro e Pequenas Empresas Francisco Teixeira Neto Só gerencia quem mede! O que é o MPE Brasil? Ferramenta de Gestão para medir o grau

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Unidade 4: Implementação e controle do planejamento estratégico 1 SEÇÃO 4.1 A ESTRUTURA E A CULTURA ORGANIZACIONAL NA IMPLEMENTAÇÃO DA ESTRATÉGIA 2 Estrutura organizacional Especifica

Leia mais

Atendimento a Empresas. Como a Voitto pode acelerar os resultados da sua empresa por meio do Desenvolvimento de Pessoas.

Atendimento a Empresas. Como a Voitto pode acelerar os resultados da sua empresa por meio do Desenvolvimento de Pessoas. Atendimento a Empresas Como a Voitto pode acelerar os resultados da sua empresa por meio do Desenvolvimento de Pessoas. 1. Programa de Atendimento Corporativo Voitto Fundada em Maio de 2008, a Voitto é

Leia mais

CURSOS ONLINE EAD MÁRCIO RODRIGUES Conhecimento a um clique de distância

CURSOS ONLINE EAD MÁRCIO RODRIGUES Conhecimento a um clique de distância CURSOS ONLINE EAD MÁRCIO RODRIGUES Conhecimento a um clique de distância www.eadmarciorodrigues.com.br O EAD Márcio Rodrigues é uma plataforma virtual de ensino composta por aulas multimídias que possibilitam

Leia mais

Case Capacitação e Desenvolvimento Melhores Práticas Gestão de Pessoas 2012

Case Capacitação e Desenvolvimento Melhores Práticas Gestão de Pessoas 2012 Case Capacitação e Desenvolvimento Melhores Práticas Gestão de Pessoas 2012 A UNIMED NOVA IGUAÇU Abrangência Nova Iguaçu Belford Roxo Japeri Mesquita Nilópolis São João de Meriti Queimados Paracambi Posição

Leia mais

processo contínuo, dinâmico;

processo contínuo, dinâmico; Avaliação de Desempenho/Performance é a avaliação do desempenho atual ou passado do funcionário em relação a padrões de desempenho. O Processo envolve: a) Estabelecer padrões de desempenho; b) Avaliar

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE. Aula 7

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE. Aula 7 CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 7 22/09/2011 Professor Leomir J. Borba- professor.leomir@gmail.com http://professorleomir.wordpress.com 1 AGENDA Estudos de viabilidade Bibliografia 22/09/2011

Leia mais

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP

BALANCED SCORECARD. Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Adilson de Oliveira Doutor em Engenharia de Computação Poli USP Mestre em Ciência da Informação PUCCAMP Gestão Estratégica e BSC Balanced Scoredcard GESTÃO ESTRATÉGICA GESTÃO

Leia mais

Curso Administração. Carga Horária Semestral Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica Prática Total

Curso Administração. Carga Horária Semestral Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica Prática Total . PLANO DE ENSINO - 2 o SEMESTRE/2011 Disciplina Administração de Recursos Humanos I Curso Administração Turno/Horário 4ª Feira 1 o e 2 o h 6ª Feira - 1º e 2ºh Professor(a) Nazaré da Silva Dias Ferrão

Leia mais

.:. Aula 6.:. Levantamento de Necessidades de Treinamento. Profª Daniela Cartoni

.:. Aula 6.:. Levantamento de Necessidades de Treinamento. Profª Daniela Cartoni .:. Aula 6.:. Levantamento de Necessidades de Treinamento Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br T,D&D Antes: somente conceito de treinamento Hoje: ampliação para desenvolvimento e educação

Leia mais

Nesse artigo falaremos sobre:

Nesse artigo falaremos sobre: Este conteúdo faz parte da série: Consultores Ver 5 posts dessa série Nesse artigo falaremos sobre: O mundo da consultoria em Recursos Humanos 1. Planilha de Avaliação de Desempenho (por Competências)

Leia mais

Estrutura e papéis do RH

Estrutura e papéis do RH Aula 3 Estrutura e papéis do RH Agenda 1 2 3 Competências da organização Estrutura e papéis do RH Competências do profissional de RH 1 Competências da Organização ULRICH, Dave; SMALLWOOD, Norm. Capitalizing

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Aula 5

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Aula 5 CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 5 1 AGENDA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Tecnicas e conhecimentos (PMI) Processo Praxis 3.0 (Baseado em PMI) Visão Geral Atividades Bibliografia 2 Questões

Leia mais

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato: do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: Estado: CEP:

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato:  do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: Estado: CEP: PANORAMA DO TREINAMENTO NO BRASIL - 2016 Dados, informações, fatos, análises. Este questionário em PDF é para auxiliar na coleta de dados. As perguntas devem ser respondidas no link: www.cmpesquisa.com.br/t&d

Leia mais

Geração Mobile: Como Sobreviver em um Futuro Pós-LMS HENRY SCHMITZ e GREG BATEMAN

Geração Mobile: Como Sobreviver em um Futuro Pós-LMS HENRY SCHMITZ e GREG BATEMAN Geração Mobile: Como Sobreviver em um Futuro Pós-LMS HENRY SCHMITZ e GREG BATEMAN Projeto Yoza África do Sul - 2009 Inclusão social baseada em envolvimento tecnológico Apenas 7% da população tem acesso

Leia mais

TENDÊNCIAS PARA O MERCADO DE COACHING

TENDÊNCIAS PARA O MERCADO DE COACHING TENDÊNCIAS PARA O MERCADO DE COACHING 2017 ANÁLISE REALIZADA POR: CAROLINE CALAÇA - (DEVELOPMENT) FONTES: SHERPA SURVEY 2016 ERICKSON INTERNATIONAL SURVEY Perfil das pessoas que responderam a pesquisa

Leia mais

Desenvolvimento de pessoas e de organizações

Desenvolvimento de pessoas e de organizações Desenvolvimento de pessoas e de organizações www.profsaravalli.com GESTÃO DE CONCEITOS E NOMENCLATURAS ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL A Gestão de Pessoas (GP) é responsável por um conjunto de políticas e práticas

Leia mais

HOME OFFICE MANAGEMENT CONTATO. Telefone: (11) A MELHOR FORMA DE TRABALHAR

HOME OFFICE MANAGEMENT CONTATO. Telefone: (11) A MELHOR FORMA DE TRABALHAR HOME OFFICE MANAGEMENT A MELHOR FORMA DE TRABALHAR www.homeoffice.com.br CONTATO Telefone: (11) 4321-2204 E-mail: contato@homeoffice.com.br /homeofficemanagement /homeofficemanagement /homeofficemanagement

Leia mais

IPL - Indicador Proativo do Líder Para o desenvolvimento de Líderes em Segurança. Gerdau. Junho/2016 Leonardo Prado

IPL - Indicador Proativo do Líder Para o desenvolvimento de Líderes em Segurança. Gerdau. Junho/2016 Leonardo Prado IPL - Indicador Proativo do Líder Para o desenvolvimento de Líderes em Segurança Gerdau Junho/2016 Leonardo Prado Prática do IPL para Desenvolvimento de Líderes Ferramenta para apoiar o desenvolvimento

Leia mais

Definição do Potencial. Potencial. Capacidade + Aspiração + Engajamento. Classificação do Potencial. Potencial 0 a 1 ano. Potencial 1 a 3 anos

Definição do Potencial. Potencial. Capacidade + Aspiração + Engajamento. Classificação do Potencial. Potencial 0 a 1 ano. Potencial 1 a 3 anos Não é POTENCIAL Definição do Potencial Potencial = Capacidade + Aspiração + Engajamento Classificação do Potencial Potencial 0 a 1 ano Potencial 1 a 3 anos Potencial Adequado Prontidão para ser promovido

Leia mais

Clima Organizacional

Clima Organizacional slide 1 Clima Organizacional Maria Cristina Bohnenberger cristin@feevale.br Conceitos de Clima organizacional É a qualidade ou propriedade do ambiente organizacional que é percebida ou experimentada pelos

Leia mais

Inteligência Competitiva em Empresas em Rede Volume, Qualidade e Velocidade das informações

Inteligência Competitiva em Empresas em Rede Volume, Qualidade e Velocidade das informações Inteligência Competitiva em Empresas em Rede Volume, Qualidade e Velocidade das informações https://scholar.google.com.br/scholar?q=redes+empresariais+estruturadas&hl=pt- BR&as_sdt=0&as_vis=1&oi=scholart&sa=X&ved=0CBoQgQMwAGoVChMIos3NxZbgyAIVQh4eCh0PEw3j

Leia mais

Workshop: Gerenciamento de Portfólio Instrutor: Luis Augusto dos Santos, MSc,PMP

Workshop: Gerenciamento de Portfólio Instrutor: Luis Augusto dos Santos, MSc,PMP Workshop: Gerenciamento de Instrutor: Luis Augusto dos Santos, MSc,PMP Agenda Introdução ao Gerenciamento de Identificar e Categorizar Lista de programas e projetos Os programas, projetos e operações alinhados

Leia mais

OKR para os desafios de um RH moderno

OKR para os desafios de um RH moderno 1 OKR para os desafios de um RH moderno índice 2 Introdução... 03 O que é OKR?... 06 Benefícios da metodologia OKR... 12 Número de colaboradores... 20 Indicadores... 22 Sobre nós... 30 Introdução 3 Quando

Leia mais

TRANSPORTADORES. Tudo para que a sua empresa chegue ao destino do sucesso, de forma mais rápida e assertiva.

TRANSPORTADORES. Tudo para que a sua empresa chegue ao destino do sucesso, de forma mais rápida e assertiva. Segmento DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA TRANSPORTADORES Para a sua empresa de transportes, as soluções de software de gestão para o segmento distribuição e logística da TOTVS oferecem automação e otimização

Leia mais

Gestão de Pessoas A contribuição dos modelos de Acreditação Hospitalar para os resultados da Organização.

Gestão de Pessoas A contribuição dos modelos de Acreditação Hospitalar para os resultados da Organização. Gestão de Pessoas A contribuição dos modelos de Acreditação Hospitalar para os resultados da Organização. Rosangela Martha Gerente Recursos Humanos O RH estratégico é capaz de influenciar não apenas o

Leia mais

Gestão por Competência

Gestão por Competência Gestão por Competência Vera Gobetti 04/05/2017 GESTÃO POR COMPETÊNCIAS É UMA EVOLUÇÃO DA GESTÃO DE PESSOAS A Competência é sustentada em 3 pilares: 1- Conhecimento 2- Habilidades 3- Atitudes Aspectos Fundamentais

Leia mais

PROGRAMA. Disciplina: Administração de Pessoal Código: ADM Professora: Simone da Costa Fernandes Behr. Período: 2006/2

PROGRAMA. Disciplina: Administração de Pessoal Código: ADM Professora: Simone da Costa Fernandes Behr. Período: 2006/2 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas Departamento de Administração Av. Fernando Ferrari, 514 - Campus Universitário - Goiabeiras CEP. 29075.910 -ES Brasil- Tel.

Leia mais

G E S T Ã O D E I N V E S T I M E N T O S E C U S T O S D E C A P I T A L H U M A N O E M T E M P O S D E C R I S E

G E S T Ã O D E I N V E S T I M E N T O S E C U S T O S D E C A P I T A L H U M A N O E M T E M P O S D E C R I S E H E A L T H W E A L T H C A R E E R G E S T Ã O D E I N V E S T I M E N T O S E C U S T O S D E C A P I T A L H U M A N O E M T E M P O S D E C R I S E 0 1 D E O U T U B R O D E 2015 C E O C H A L L E

Leia mais

Capítulo 4 Recrutamento: análise e descrição de cargos, gestão de talentos

Capítulo 4 Recrutamento: análise e descrição de cargos, gestão de talentos Capítulo 4 Recrutamento: análise e descrição de cargos, gestão de talentos slide 1 Objetivos de aprendizagem 1. Explicar a importância da gestão de talentos. 2. Explicar a análise de cargos, incluindo

Leia mais

Clientes fidelizados e satisfeitos

Clientes fidelizados e satisfeitos GESTÃO DE PESSOAS NAS EMPRESAS CONTÁBEIS Uma abordagem prática O QUE TODO EMPRESÁRIO SONHA... Pessoas qualificadas, motivadas e produtivas Baixa rotatividade Clientes fidelizados e satisfeitos PLANEJAMENTO

Leia mais

O QUE IMPULSIONA O ENGAJAMENTO DO COLABORADOR E POR QUE ISSO IMPORTA

O QUE IMPULSIONA O ENGAJAMENTO DO COLABORADOR E POR QUE ISSO IMPORTA O QUE IMPULSIONA O ENGAJAMENTO DO COLABORADOR E POR QUE ISSO IMPORTA White Paper de Dale Carnegie Training Copyright 2012 Dale Carnegie & Associates, Inc. All rights reserved. drive_engagement_012413_wp_pr

Leia mais

Capítulo 5 Planejamento de pessoal e recrutamento

Capítulo 5 Planejamento de pessoal e recrutamento Capítulo 5 Planejamento de pessoal e recrutamento slide 1 Objetivos de aprendizagem 1. Listar as etapas do processo de recrutamento e seleção. 2. Explicar as principais técnicas utilizadas no planejamento

Leia mais

ADMSINF CONTEÚDO 3 1

ADMSINF CONTEÚDO 3 1 ADMSINF CONTEÚDO 3 1 OBJETIVOS DA AULA - Compreender a importância dos SI na criação de vantagem competitiva; - Estratégias competitivas genéricas - Atitudes estratégicas e reflexos na gestão e operação

Leia mais

Teoria em Recursos Humanos

Teoria em Recursos Humanos Aula 2 Teoria em Recursos Humanos Prof. Lucia B. Oliveira Agenda 1 2 3 Evolução teórica em RH Desenvolvimento de teoria em RH Abordagens teóricas à gestão de RH 1 Algumas definições Administração de Recursos

Leia mais

Cooperativa de Trabalho na Área da Saúde e Assistência Social.

Cooperativa de Trabalho na Área da Saúde e Assistência Social. Cooperativa de Trabalho na Área da Saúde e Assistência Social. 01 SOBRE Qualidade com parcerias de sucesso. A Mitra é uma cooperativa de trabalho que oferece serviços e soluções para sua área de Recursos

Leia mais

Boost your investment

Boost your investment Boost your investment O Valor das Pessoas em Processo de Aquisição Realidade e Desafios Desafios A importância do Capital Humano no processo de aquisição revela-se no facto comprovado de alguns dos maiores

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional

Pesquisa de Clima Organizacional Pesquisa de Clima Organizacional As pessoas representam alto investimento para as organizações. É evidente que o sucesso de um empreendimento não depende somente da competência dos gestores em reconhecer

Leia mais

Recrutamento & Seleção

Recrutamento & Seleção Aula 6 Recrutamento & Seleção Agenda 1 2 3 Estudo de Caso: SG Cowen New Recruits Recrutamento & Seleção Melhores práticas 1 SG Cowen New Recruits Estudo de caso Melhores MBAs 2014 #1 Harvard University

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

Objetivos. Pilares de Engajamento Seguros Unimed

Objetivos. Pilares de Engajamento Seguros Unimed Pilares de Engajamento Seguros Unimed Objetivos Cuidar de pessoas é o valor mais importante da Seguros Unimed e isso começa dentro de casa. Gestão de Pessoas é um dos pilares estratégicos da Seguradora,

Leia mais

Gestão de Pessoas HCM

Gestão de Pessoas HCM Gestão de Pessoas HCM Com o Gestão de Pessoas da Senior, você terá uma das ferramentas mais completas do mercado para gerenciar pessoas de forma integrada e atualizada às obrigações trabalhistas, previdenciárias

Leia mais

Visão geral da gestão de recursos humanos

Visão geral da gestão de recursos humanos Visão geral da gestão de recursos humanos 1 Referência: Cap.1 Livro-texto Por que estudar GRH? Empresas competem por meio das pessoas. Sucesso das empresas depende, cada vez mais, da capacidade de gerenciar

Leia mais

COMO OBTER RETORNO SOBRE INVESTIMENTO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

COMO OBTER RETORNO SOBRE INVESTIMENTO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS COMO OBTER RETORNO SOBRE INVESTIMENTO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SUMÁRIO Introdução... 3 O que é e como funciona o ROI no RH... 5 Por que investir na Gestão de Talentos?... 8 Como reduzir custos da

Leia mais

Falta de. Engajamento. dos colaboradores. Qual o impacto para a empresa?

Falta de. Engajamento. dos colaboradores. Qual o impacto para a empresa? Falta de Engajamento dos colaboradores Qual o impacto para a empresa? 1 Índice Introdução Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 3 Capítulo 4 Conclusão 3 4 9 11 12 13 2 Introdução Quando se fala em estratégias

Leia mais

RH e Folha de Pagamento Soluções que agregam valor ao seu negócio. People Knowledge Technology

RH e Folha de Pagamento Soluções que agregam valor ao seu negócio. People Knowledge Technology RH e Folha de Pagamento Soluções que agregam valor ao seu negócio People Knowledge Technology Nós Trabalhamos para o seu Sucesso Há duas décadas a Datamace se dedica ao desenvolvimento de soluções integradas

Leia mais

Ativos Intangíveis. Qualidade

Ativos Intangíveis. Qualidade Qualidade Todos os anos são crescentes os índices de qualidade e confiabilidade das usinas do sistema. Os resultados de 2005 comprovam isso: o índice de disponibilidade da unidade geradora (DUG) subiu

Leia mais

F M H ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO. Ano Lectivo 2009/2010 OBJECTIVOS:

F M H ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO. Ano Lectivo 2009/2010 OBJECTIVOS: Ano Lectivo 2009/2010 F M Recursos Humanos H ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO OBJECTIVOS: Analisar o fluxo de trabalho, identificando as entradas, as actividades e as saídas na produção de bens e serviços;

Leia mais

Balanced Scorecard. Daciane de Oliveira Silva. Referências: Livro Estratégias de Empresas: Lobato et.al (Cap. 7)

Balanced Scorecard. Daciane de Oliveira Silva. Referências: Livro Estratégias de Empresas: Lobato et.al (Cap. 7) Balanced Scorecard Daciane de Oliveira Silva Referências: Livro Estratégias de Empresas: Lobato et.al (Cap. 7) Ferramenta de implementação e controle das estratégias, com enfoque financeiro e não financeiro.

Leia mais

Profa. Cláudia Palladino. Unidade II SUPRIMENTO DE MÃO DE OBRA

Profa. Cláudia Palladino. Unidade II SUPRIMENTO DE MÃO DE OBRA Profa. Cláudia Palladino Unidade II SUPRIMENTO DE MÃO DE OBRA Temática do recrutamento O recrutamento: É uma ação externa da empresa; Influência o mercado de recursos humanos; Absorve os candidatos de

Leia mais

METODOLOGIA. 250 empresas avaliadas 2 formas de análise: Análise Comparativa de Performance Qualitativa Análise de Processos - quantitativa

METODOLOGIA. 250 empresas avaliadas 2 formas de análise: Análise Comparativa de Performance Qualitativa Análise de Processos - quantitativa METODOLOGIA 250 empresas avaliadas 2 formas de análise: Análise Comparativa de Performance Qualitativa Análise de Processos - quantitativa ANÁLISE COMPARATIVA DE PERFORMANCE - QUALITATIVA Faturamento mensal

Leia mais

Disciplina: GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Disciplina: GERENCIAMENTO DE PROJETOS Disciplina: GERENCIAMENTO DE PROJETOS Contextualização No início dos anos 1960, o Gerenciamento de Projetos foi formalizado como ciência. Os negócios e outras organizações começaram a enxergar o benefício

Leia mais

O VALOR DA GOVERNANÇA FAMILIAR O QUE É, PARA QUE SERVE E POR ONDE COMEÇAR?

O VALOR DA GOVERNANÇA FAMILIAR O QUE É, PARA QUE SERVE E POR ONDE COMEÇAR? O VALOR DA GOVERNANÇA FAMILIAR O QUE É, PARA QUE SERVE E POR ONDE COMEÇAR? EMPRESAS FAMILIARES O QUE SÃO? Empresas pequenas, geridas de forma intuitiva por um pai, uma mãe e seus filhos? NÃO EXATAMENTE!

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 028

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 028 1/ 6 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão geral do documento 02 Revisão geral do documento 03 Revisão geral do documento Demais envolvidos na análise e aprovação

Leia mais

Marcelo Henrique dos Santos

Marcelo Henrique dos Santos Marcelo Henrique dos Santos Mestrado em Educação (em andamento) MBA em Marketing e Vendas (em andamento) Especialista em games Bacharel em Sistema de Informação Email: marcelosantos@outlook.com TECNOLOGIA

Leia mais

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato: do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: CEP:

1. DADOS DA EMPRESA. Nome do contato:  do contato: Telefone do contato: Nome da Empresa: Endereço: Cidade: CEP: PANORAMA DO TREINAMENTO NO BRASIL - 2015 Dados, informações, fatos, análises. Este questionário em PDF é para auxiliar na coleta de dados. As perguntas devem ser respondidas no link: www.cmpesquisa.com.br/t&d

Leia mais

CURSO: ADMINISTRAÇÃO

CURSO: ADMINISTRAÇÃO CURSO: ADMINISTRAÇÃO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: MATEMÁTICA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO Equações do primeiro e segundo graus com problemas. Problemas aplicando sistemas; sistemas com três incógnitas

Leia mais