RELATÓRIO. Reunião de CEOs de multinacionais com o Ministro Luiz Fernando Furlan realizada em 2 de dezembro de 2004:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO. Reunião de CEOs de multinacionais com o Ministro Luiz Fernando Furlan realizada em 2 de dezembro de 2004:"

Transcrição

1 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Tecnologia Industrial RELATÓRIO Reunião de CEOs de multinacionais com o Ministro Luiz Fernando Furlan realizada em 2 de dezembro de 2004: Centros Globais de Prestação de Serviços no Brasil REPORT Meeting of CEOs of multinationals with Minister Luiz Fernando Furlan held on December 2, 2004: Global Shared Service Centers in Brasil

2 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Tecnologia Industrial RELATÓRIO DA Reunião de CEOs de Multinacionais com o Ministro Luiz Fernando Furlan realizada em 2 de dezembro de 2004 No dia 2 de dezembro de 2004 o Ministro Furlan recebeu dirigentes de empresas transnacionais com o objetivo de incentivá-los a investir em tecnologias da informação, particularmente em software e serviços correlatos, a partir do novo marco representado pela PITCE Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior, lançada pelo Presidente da República em 31 de março de 2004, a qual elenca essa industria como setor prioritário. Nesse novo marco o governo estabeleceu a meta de elevar as exportações brasileiras desses produtos e serviços para U$ 2 bilhões até o ano de Nesta meta, o Programa de Software da PITCE inclui as exportações dos variados serviços baseados nas tecnologias da informação, inclusive os chamados Shared Service Centers, através dos quais empresas transnacionais prestam, em alguns poucos centros, grande parte dos serviços internos da corporação, utilizáveis em todo o mundo por suas empresas afiliadas e, por vezes, também para seus clientes. Estimular empresas transnacionais para a localização no Brasil desses centros de suporte, e conhecer seu potencial e suas necessidades para atraírem esses investimentos para o Brasil, foi o objetivo deste primeiro encontro do Senhor Ministro com os dirigentes que nos deram a honra e a satisfação de comparecer ao mesmo, e que nomeio a seguir: Alcoa Alumínio, Baxter Hospitalar, Bayer, Becton Dickinson, Boehringer Ingelheim, Brás Planeta, Bristol- Myers Squibb, Bunge, Cargill Agrícola, Caterpillar Brasil, DaimlerChrysler, Degussa Brasil, IBM, Mapfre, Monsanto, Nalco, Nestlé, PPG Industrial, Procter & Gamble, Renault, Robert Bosch, Rhodia Brasil, Saint - Gobain, Softway, Syngenta Proteção de Cultivos, T-Systems, Visteon Sistemas Automotivos, Voith Siemens e Volkswagen do Brasil. Na ocasião, a Secretaria de Tecnologia Industrial do MDIC distribuiu pequeno formulário cujo objetivo era melhor conhecer os investimentos das empresas e suas visões sobre o tema, e que serviriam de base para as reflexões conjuntas que se pretende realizar em um segundo encontro. É o Relatório baseado nesse formulário que ora temos a satisfação de distribuir, e pelo qual se confirma plenamente o potencial do Brasil para a atração desses investimentos. Roberto Jaguaribe Secretário de Tecnologia Industrial

3 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. RELATÓRIO DA Reunião de CEOs de Multinacionais com o Ministro Luiz Fernando Furlan realizada em 2 de dezembro de 2004 Estiveram presentes à reunião presidentes e diretores das seguintes empresas: Alcoa Alumínio, Baxter Hospitalar, Bayer, Becton Dickinson, Boehringer Ingelheim, Brás Planeta, Bristol-Myers Squibb, Bunge, Cargill Agrícola, Caterpillar Brasil, DaimlerChrysler, Degussa Brasil, IBM, Mapfre, Monsanto, Nalco, Nestlé, PPG Industrial, Procter & Gamble, Renault, Robert Bosch, Rhodia Brasil, Saint-Gobain, Softway, Syngenta Proteção de Cultivos, T-Systems, Visteon Sistemas Automotivos, Voith Siemens e Volkswagen do Brasil. Assunto: Promover o Brasil como um dos países mais competitivos para a localização de Centros Globais de Prestação de Serviços de Empresas Multinacionais (Global Shared Service Centers) Objetivo: Através dessa primeira reunião com um grupo seleto de presidentes de multinacionais, trazer à agenda dos mesmos o assunto Global Shared Service Centers, de forma a incluí-lo na pauta de iniciativas que suas companhias deveriam considerar para o mútuo benefício da empresa e do país. Conceito: De acordo com a respeitada consultoria de TI - Gartner, existe uma tendência à recentralização de organizações de TI em empresas globais, de maneira a responder à competição global e aproveitar oportunidades criadas pela melhoria das condições econômicas mundiais. Segundo suas pesquisas, com o avanço das telecomunicações e da Internet, há uma forte tendência à centralização das organizações de TI em apenas algumas áreas geográficas visando reduzir custo, facilitar a gestão e melhorar a qualidade dos serviços de TI. Neste cenário, o Brasil desponta como uma excelente alternativa, por dispor entre outras qualidades de: Excelente infra-estrutura de telecomunicações Fuso horário conveniente Rapidez de acesso aéreo (inúmeros vôos diretos) Amplo contingente de profissionais altamente qualificados Profícuo histórico de relacionamento com multinacionais Cultura ocidental Grande parque de multinacionais plenamente estabelecidas no país: infra-estrutura física, RH, fornecedores, referências, experiência, etc. O MDIC, responsável por metas estabelecidas na PITCE e contando com o suporte de Sociedade SOFTEX, propõe o desafio às empresas convidadas a participar deste grupo piloto no sentido de aprofundar a análise da proposta em pauta, identificando oportunidades, pontos fortes e eventuais fraquezas para a implementação de Centros Globais de Prestação de Serviços no Brasil. Resultado esperado: Conservadoramente, se admitirmos que até 2007 duzentas multinacionais venham a instalar Centros de Prestação de Serviços no país com um número médio de 100 profissionais cada, teremos:

4 200 x 100= profissionais de TI US$ /ano/profissional (custo médio de offshore) = US$ 400 Milhões/ ano Uma extensão natural para estes Centros é que os mesmos se transformem em Centrais de BPO (Business Process Outsourcing) com um potencial econômico ainda maior. Agenda da reunião: 15:00 15:10 Abertura - Ministro Furlan > abordando o compromisso com a PITCE, metas de exportação de TI e a contribuição que as multinacionais de não TI também podem dar ao atingimento daquelas metas. O conceito seria propor-se a colheita dos frutos maduros e mais baixos junto as empresas de não TI, enquanto outras iniciativas mais específicas tramitam no governo a fim de aumentar a competitividade das empresas multinacionais de TI para a exportação de serviços. 15:10 15:20 Sociedade Softex > abordando agenda e breve explicação de quem é a sociedade e as iniciativas em curso em suporte ao PITCE nas áreas de: exportação PSI-SW; qualidade MPS-Br e observatório econômico do setor de TI. 15:20 15:50 Ione de Almeida Coco Vice Presidente Gartner Latin America > apresentando a tendência à re-centralização de organizações de TI em empresas globais, o modelo da evolução da TI no Brasil e uma análise SWOT do Brasil como fonte de serviço. 15:50 16:10 IBM: Rogério Oliveira Presidente > apresentando o case do Centro Global de Prestação de Serviços da IBM em Hortolândia. 16:10 16:30 Debates e Encerramento - Ministro Furlan > propondo um canal de comunicação STI/MDIC - e agendando uma nova reunião para março do ano próximo para monitoração do progresso.

5 Relatório sobre o questionário distribuído na reunião 1 Qual a tendência de integração de serviços de Tecnologia da Informação (TI) em sua companhia? Por país, regional ou global? Como o Brasil se insere neste contexto? Mais de 50% das empresas que responderam ao questionário demonstram uma tendência a integração global dos serviços de Tecnologia da Informação (TI), pois desta forma é possível garantir uma maior padronização e harmonização de produtos e soluções de TI, o que permite uma redução dos custos e esforços nestas atividades, além do aumento das sinergias nesta área. Algumas empresas ressaltam que a abrangência da integração depende da oportunidade de cada área de negócios e das características dos serviços compartilhados, gerando integração de serviços de tecnologia da informação em três níveis (local, regional e global), sendo que a tendência é que para processos de negócio mais específicos o suporte seja feito de forma descentralizada. Neste contexto o Brasil tem sido considerado um player relevante, em função da inserção do país no mercado global e da presença de infra-estrutura e recursos de padrão mundial. No caso da empresa A, o país já é responsável pelo Centro regional de CRM, porém outras empresas ressaltam dificuldades em função de custo de link de comunicação, do idioma inglês, e das legislações trabalhista e tributária. 2 Existem iniciativas de BPO (Business Process Outsourcing)? Regionais ou globais? O Brasil é uma alternativa? Por que? Iniciativas BPO 52% 48% Possuel BPO Não usam 18% possuem ações tímidas de BPO; Fatores favoráveis ao BPO no Brasil: experiência e know-how sobre os temas em questão, boa infra-estrutura de telecom, massa crítica atual que permite atender alguns outros países sem maiores investimentos, custo de mão de obra e fuso horário favorável. Fatores desfavoráveis ao BPO no Brasil: questão tributária. Cerca de 52% das empresas possuem iniciativas de BPO (dentre estas 18% possuem ações tímidas), segundo as respostas ao questionário, um caminho natural já que o outsourcing é uma tendência mundial na área de TI. Dentre estas iniciativas algumas empresas possuem ações globais (por exemplo para distribuição de softwares padrões), ou um mix global e regional (exemplo: serviços de Help Desk), mas a tendência é regional.

6 Nas empresas onde existe este direcionamento BPO, o Brasil tem sido considerado como uma alternativa viável, tendo como pontos positivos, a experiência e know-how sobre os temas em questão, boa infra-estrutura de telecom, a massa crítica atual que permite absorver alguns novos países sem maiores investimentos, custo de mão de obra e fuso horário favorável.contudo a questão tributária brasileira pesa negativamente, quando comparamos com os demais países da América do Sul. No entanto outros 48% não possuem iniciativas em BPO, e umas das justificativas citadas seria a maturidade das empresas prestadoras de serviços em geral, o comprometimento dos fornecedores para um relacionamento de longo prazo e as exigências e particularidades do negócio que impedem um avanço mais rápido neste processo. Ademais os custos do BPO nem sempre são convidativos se comparados com os custos internos. 3 A preferência de sua companhia é por Centros de Serviços próprios (cativos) ou terceirizados (outsourced)? Sua companhia está a par das iniciativas da PITCE em promover e aumentar a capacitação do país nesta área? Centro de Serviços PITCE 33% 39% Próprios Tercerizados 24% 48% Sim Não Depende do Caso 28% 29% Não responderam Dos 48% das empresas que estão a par das iniciativas da PITCE, 90% possuem informações apenas básicas, e desejam mais detalhes. Dentre as vinte e uma empresas que responderam o questionário, 39% demonstraram preferência por Centros de Serviços próprios, e outros 28% têm optado preferencialmente por Centro de Serviço tercerizado. O restante das empresas (33%) fazem a escolha entre insourcing ou outsourcing caso a caso (business case), e para isso levam em conta não somente os custos envolvidos (insourcing X outsourcing), mas também se é necessário ou desejável reter o conhecimento especifico do serviço em que questão dentro da companhia, além da capacidade dos fornecedores. Quanto às iniciativas da PITCE (Política industrial, Tecnológica e de Comercio Exterior), 48% das empresas tinham conhecimento, sendo que 80% destas possuem informações básicas divulgadas através dos meios de comunicação. 29% restantes não tinham conhecimento sobre esta política, e tiveram o primeiro contato na reunião de 02/12/2004 em Brasília, e 24% não responderam a questão.

7 4 Como sua companhia avalia o Brasil em sua competitividade para atrair esses Centros de Serviços, quanto a: *Infra-estrutura: Infra-estrutura 29% 10% 61% Boa Precisa melhorar Não respondeu Fatores favoráveis: boa infra-estrutura de telecomunicações Fatores desfavoráveis: custo de telecomunicações, disponibilidade de banda larga, burocracia nas importações de produtos e serviços específicos. Dentre as 19 empresas que responderam a questão em relação a infra-estrutura, 61% consideram que o Brasil está bem posicionado nesta área, sendo que nos últimos anos houve avanços significativos. Outros 29% acham que o país está em fase de crescimento e precisa melhorar, para isso necessita investimentos em comunicação (na área de telecom, espera-se que a disponibilidade de banda larga ao nível nacional aumente rapidamente e que os custos sejam mais competitivos que os atuais) e melhorias no processo de importação de produtos e serviços específicos, que são extremamente burocráticos e onerosos. *Qualificação de profissionais - Qualificação Profissional 19% Boa 5% Razoável 10% Baixa 66% Não respondeu Fatores favoráveis: flexibilidade, criatividade e conhecimento Fatores desfavoráveis: acesso a um bom nível de estudo, capacitação quanto à metodologia internacional.

8 Em relação a qualificação dos profissionais 66 % das empresas consideram a qualificação dos profissionais brasileiros boa, destacando características como flexibilidade, criatividade e conhecimento. No entanto 10% avaliam a qualificação do profissional brasileiro como razoável e outros 5% como baixa (devido ao pouco acesso a um bom nível de estudo). Estes 15% acham que existem pontos críticos na capacitação quanto a metodologias amplamente aceitas internacionalmente, tais como COBIT, ITIL, PMO, etc., aliado ao domínio de diversos idiomas. *Compatibilidade cultural - Compatibilidade Cultural 10% 24% 66% Boa Razoável Não respondeu Fatores favoráveis: pluralidade cultural, flexibilidade, facilidade de adaptação aos hábitos e costumes dos países não ocidentais. Fatores desfavoráveis: barreiras a vencer quando se trata de aceitar serviços prestados por terceiros, especialmente de fora do país. 66% das empresas que responderam o questionário acham que o Brasil tem uma vantagem competitiva neste quesito, especialmente pela questão da pluralidade de nossa própria cultura, além da flexibilidade dos brasileiros que certamente é um diferencial. Ademais o brasileiro tem demonstrado enorme facilidade de adaptação aos hábitos e costumes de países não ocidentais. Outros 12% avaliam a compatibilidade cultural mediana, pois têm, por exemplo, barreiras a vencer quando se trata de aceitar serviços prestados por terceiros, especialmente de fora do país. *Segurança de dados Segurança de Dados 24% 33% 43% Boa Regular Não respondeu

9 Em relação segurança de dados 43 % consideram que o país tem uma política adequada as normas internacionais. Outros 33% avaliam este item como regular já que há problema de falta de legislação específica e punição adequada para o alto índice de "ataques" virtuais através da rede. *Custo Custos 24% 14% 5% 57% Competitivos Razoáveis Elevados Não respondeu Fatores positivos: custo da mão de obra Fatores Negativos: encargos sociais, legislação trabalhista, imposto sobre serviços, alto custos de telecomunicações e hardware. 57% consideram os custos brasileiros competitivos, principalmente em relação a mão de obra, 24% avaliam como razoáveis pois poderiam ser melhores se não fossem os encargos sociais. E 14% das empresas avaliam os custos do país negativamente, sendo que esta avaliação é justificada por problemas como: Legislação Trabalhista, muito antiga e restritiva significando um custo muito elevado para as empresas, altos custos de telecomunicações e de hardware. Além dos encargos sociais, a alta taxa tributaria e a recente elevação dos impostos de serviços (PIS e COFINS) são um obstáculo concreto à criação de Centros de Serviço no Brasil ("custo Brasil"). Para a empresa B, por exemplo, deveria-se negociar a isenção ou redução dos impostos de serviços para estas iniciativas de exportação através de Centros de Serviços. *Disponibilidade de idiomas- Disponibilidade de Idiomas 19% 10% Bom 42% Razoável Fraca 29% Não respondeu Das 21 empresas que responderam o questionário 42% consideram a disponibilidade de idiomas boa. Outros 29% consideram razoável, pois, por exemplo em línguas como espanhol há uma boa compreensão, mas o inglês ainda se apresenta como um problema.

10 E 19% consideram a disponibilidade de idiomas no Brasil um problema, pois poucos brasileiros dominam línguas estrangeiras até mesmo o inglês. Logo são necessários bons investimentos no aprimoramento dos profissionais, pois a formação acadêmica é muito aquém das necessidades e os padrões de qualidade exigidos. *Estabilidade política - A estabilidade política brasileira não é vista como um problema pelas 17 empresas que opinaram, pois segundo as mesmas a percepção interna e externa são altamente favoráveis em relação a este quesito. *Suporte governamental Suporte Governamental 19% 14% 14% 19% 34% Bom Em crescimento Baixo Desconhecido Não respondeu O suporte governamental é avaliado como bom por 19% das empresas que responderam ao questionário.outros 34% consideram este item em fase de crescimento, e para isso é necessário acelerar os incentivos e iniciativas visando recuperar o tempo perdido, pois através destas iniciativas pode-se, em conjunto, identificar as áreas que necessitam de suporte, como acredita a empresa C. E 14% consideram o suporte governamental baixo/carente (necessário maior divulgação), e 19% desconhecem o suporte governamental do Brasil. 5 - Dentre as atividades abaixo, quais teriam maior potencial de se implementar um piloto no Brasil para suporte global no curto prazo? *Desenvolvimento de aplicativos; *Suporte para aplicativos (ex. Suporte para ERP, BI, CRM, etc.) *Infra-estrutura de TI Suporte para Monitoramento remoto de hardware Monitoramento remoto de redes locais e networks Help Desk Administração de banco de dados Administração de segurança TI Suporte técnico *Contact Centers

11 *BPO Desenvolvimento de aplicativos é considerado como uma atividade com potencial para se implementar um piloto no Brasil para suporte global no curto prazo, por 14 empresas. Já o suporte para aplicativos é considerado viável por 9 empresas. Em relação a infra-estrutura de TI, 7 empresas optariam por suporte para , 5 por monitoramento remoto de hardware, 7 por monitoramento remoto de redes locais e networks, 8 Help Desk, 8 por administração de banco de dados, 7 por administração de segurança TI, e 5 por suporte técnico. O contact center e BPO são considerados com potencial por poucas empresas, respectivamente 2 e 4 empresas consideram estas atividades atrativas. Observação: Duas empresas, apesar de avaliarem positivamente a competitividade brasileira fizeram questão de salientar a importância do marketing para apresentar a capacidade e a competitividade desses centros de serviços aos outros países e que o governo brasileiro tem um papel fundamental no desenvolvimento de uma política externa de divulgação das potencialidades brasileiras em TI.

12 Ministry of Development, Industry and Foreign Trade REPORT Meeting of Regional CEOs of Multinationals with Minister Luiz Fernando Furlan, held on December 2, 2004 The regional or country presidents and directors of the following companies were present at the meeting: Alcoa Alumínio, Baxter Hospitalar, Bayer, Becton Dickinson, Boehringer Ingelheim, Brás Planeta, Bristol-Myers Squibb, Bunge, Cargill Agrícola, Caterpillar Brasil, DaimlerChrysler, Degussa Brasil, IBM, Mapfre, Monsanto, Nalco, Nestlé, PPG Ind ustrial, Procter & Gamble, Renault, Robert Bosch, Rhodia Brasil, Saint-Gobain, Softway, Syngenta Proteção de Cultivos, T-Systems, Visteon Sistemas Automotivos, Voith Siemens and Volkswagen do Brasil. Subject: To promote Brazil as one of the most competitive countries for the establishment of Global Shared Service Centers for Multinational Companies (multinationals). Objective: Through this first meeting with a select group of regional presidents of multinationals, bring to their agenda the issue of Global Shared Service Centers, with the objective of including it in the initiatives their companies should take into consideration for the mutual benefit of the company and the country. Concept: According to the respected IT advisory office Gartner, there is a trend to the recentralization of IT organizations at global corporations, in order to meet the global competition and to take profit from the opportunities created by the improvement of world economic conditions. According to its researches, with the improvement of telecommunications and Internet, there is a strong trend to the centralization of IT organizations in some geographic areas, aiming at reducing costs, facilitating management and improving the quality of IT services. Within this scenario, Brazil emerges as an excellent alternative, since it has, among other qualities: An excellent telecommunications infrastructure A convenient time zone Convenience of air-based access (countless direct flights) A wide contingent of highly qualified professio nals A extensive history of relationships with multinationals Western culture A host of multinationals fully established in Brazil: physical infrastructure, HR, suppliers, references, experience etc. The Ministry of Development, Industry and Foreign Trade, responsible for the goals established on the PITCE (Industrial, Technological and Foreign Trade Policy) and relying on the support from the SOFTEX Society, proposes a challenge to the companies invited to participate in this pilot group with the objective of deepening the analysis of the proposal under discussion to identify

13 opportunities, strong points and weaknesses for the implementation of Global Shared Service Centers in Brazil. Expected result: Conservatively, if we estimate that through the year 2007, two hundred multinationals will install Shared Service Centers in Brazil, with an average number of 100 professionals each, we will have: 200 x 100 = 20,000 IT professionals US$20,000/year/professional (average offshore cost) = US$ 400 million /year A natural extension to these Centers is that they may become BPO (Business Process Outsourcing) Centers with even greater economic potential. Meeting agenda : 15:00 15:10 - Opening Minister Furlan > commented on the commitment with PITCE, IT export goals and the contribution that the non-it multinationals may provide to the achievement of those goals. The concept would be to propose going after the low hanging fruit of the non-it companies, while other more specific initiatives are in progress at the Government in order to increase competitiveness of the IT multinational companies for exporting services. 15:10 15:20 Softex Society > commented on the agenda and made a brief explanation of the corporation and its initiatives that are in progress to support PITCE in the areas of: export PSI-SW; quality MPS-Br and economic observatory of their Brazilian IT sector. 15:20 15:50 Ione de Almeida Coco Vice-President of Gartner Latin America > presented the trend towards the recentralization of IT organizations in global corporations, the model of IT evolution in Brazil and a SWOT analysis of Brazil as a source of services. 15:50 16:10 IBM: Rogério Oliveira President > presented the Global Shared Service Centers case at IBM in Hortô landia. 16:10 16:30 Discussions and Closing Minister Furlan > proposed a communication channel STI/Ministry of Development, Industry and Foreign Trade - and scheduled a new meeting for March of next year, for monitoring the progress.

14 Report on the questionnaire distributed during the meeting 1 What is the trend toward the integration of Information Technology (IT) services in your company? By country, regional or global? How is Brazil inserted within this context? More than 50% of the corporations that answered the questionnaire demonstrated a trend toward the global integration of Information Technology (IT) services, since in this way it is possible to assure a greater standardization and harmonization of IT products and solutions, which will allow a reduction in costs and efforts in these activities, in addition to increasing synergies in this area. Some corporations emphasize that the reach of the integration depends on the opportunity of each business area and of the features of the shared services, generating integration of information technology services on three levels (local, regional and global), the trend being that for more specific business processes the support is normally done in a decentralized way. In such context, Brazil has been considered a relevant player, due to its insertion into the global market and the presence of infrastructure and resources at a world level. In the case of company A, Brazil is already responsible for the regional CRM center; however, other companies outline some difficulties due to the telecommunication link cost, the English language, and of the labor and tax legislation. 2 Are there BPO (Business Process Outsourcing) initiatives? Regional or global? Is Brazil an alternative? Why? BPO initiatives 52% 48% Have BPO Do not use them 18% have limited BPO actions; Factors favorable to BPO in Brazil: experience and know-how on the issues in question, a good telecom infrastructure, real critical mass which enables the assistance to other countries without major investments, favorable manpower cost and time zone. Unfavorable factors to BPO in Brazil: tax issue. Approximately 52% of the corporations have BPO initiatives (among these, 18% have limited activity), according to the answers in the questionnaire, a natural way since the outsourcing is a world trend in the IT area. Among these initiatives, some corporations have global actions (for example, for the distribution of standard software), or a global and regional mix (for example: Help Desk services), but the trend is regional.

15 At the corporations with a BPO orientation, Brazil has been considered as a feasible alternative, with positive points such as the experience and the know-how on the issues in question, a good telecom infrastructure, a current critical mass that allows the absorption of some countries without great investments, favorable manpower cost and time zone. However, the Brazilian tax issue has a negative impact, when compared to other South American countries. However, the remaining 48% do not have BPO initiatives, and one of the mentioned justifications would be the maturity of the general service rendering corporations, the supplier s commitment to a long-term relatio nship and the business requirements and details hindering faster progress in this process. Furthermore, BPO costs are not always attractive when compared to internal costs. 3 Is the preference of your company for own (captive) or outsourced Service Ce nters? Is your company aware of the PITCE initiatives to promote and increase country s capacity in this area? Service Centers PITCE Own 33% 28% 39% Outsourced Depending on case 24% Yes 48% No 29% Did not answer Of the 48% of the corporations which are aware of the PITCE initiatives, 90% have only basic information, and want to have more details. Of the twenty-one corporations that answered the questionnaire, 39% have shown preference for their own Service Centers and 28% have been opting for outsourced Service Centers. The remaining corporations (33%) chose between insourcing or outsourcing on a case by case basis (business case) and, as such they take into account not only the costs involved (insourcing vs. outsourcing) but also if it is necessary or desirable to retain the specific knowledge on the service in question inside de company, in addition to the suppliers capacity. As to the PITCE (Industrial, Technological and Foreign Trade Policy) initiatives, 48% of the corporations were aware of them, and 80% of them have basic information disseminated through the communication media, 29% were now aware of this policy and had their first contact during the meeting of 12/02/2004 in Brasília. 24% did not answer the question. 4 How does your company evaluate Brazil in its competitiveness to attract Service Centers, related to: * Infrastructure:

16 Infrastruture 29% 10% G 61% Good Need to improve Dit not answer Favorable factors: good telecommunications infrastructure Unfavorable factors: telecommunications cost, broad band availability, bureaucracy in the specific products and services imports. Of the 19 corporations that answered the question regarding infrastructure, 61% consider Brazil to be well positioned in this area and that in the recent years there has been significant progress. Twenty-nine percent are of the opinion that the country is going through a growing phase and needs to improve, and therefore requires investments in communication (in the telecom area, it is expected that the broad band availability at the national level will quickly improve and that the costs will be more competitive than the current ones) and improvement in the process of specific products and services import, which is extremely bureaucratic and onerous. *Qualification of professionals Professional Qualification 5% 10% 19% 66% Good Reasonable Low Did not answer

17 Favorable factors: flexibility, creativity and knowledge Unfavorable factors: access to a good level of education, capacity building on international methodology In relation to the qualification of professionals, 66% of the corporations are of the opinion that the qualification of Brazilian professionals is good, and gave emphasis to features like flexibility, creativity and knowledge. However, 10% evaluate the qualification of the Brazilian professional as reasonable and 5% as low (due to the reduced access to a good level of education). These 15% feel that there are critical points in capacity building, as to the methodologies widely accepted at the international level, such as COBIT, ITIL, PMO etc., allied to the command of several languages. *Cultural compatibility Cultural Compatibility 10% 24% 66% Good Reasonable Did not answer Favorable factors: cultural diversity, flexibility, facility of adaptation to the habits and customs of non-western countries. Unfavorable factors: barriers to be overcome regarding services rendered by third parties, especially abroad. Sixty-six percent of the corporations that answered the questionnaire are of the opinion that Brazil has a competitive advantage in this subject, especially due to the issue of diversity of our own culture, in addition to the flexibility of the Brazilians which is certainly a differential. Furthermore, the Brazilian citizen has shown a great easiness in adapting himself/herself to the habits and customs of the non-western countries. Twelve percent evaluate the culture compatibility at the median, since they have, for example, barriers to be overcome as regards the acceptance of services rendered by third parties, especially abroad. *Data sacurity

18 Data Security 24% 33% 43% Good Regular Did not answer Regarding data security, 43% consider that Brazil has a policy in line with international standards. Thirty-three percent evaluate this item as regular, since there is the issue of lack of specific legislation and adequate penalty for the high rate of virtual attacks through the network. *Cost Costs 24% 14% 5% 57% Competitive Reasonable High Did not answer Positive factors: manpower cost Negative factors : social costs, labor legislation, tax on services, high costs of telecommunications and hardware Fifty-seven per cent consider the Brazilian costs competitive as far as manpower is concerned. 24% evaluate manpower costs as reasonable but could be better without the social charges. And 14% of the corporations evaluate Brazil s costs negatively. This evaluation is based in problems such as: very old and restrictive labor laws, meaning a very high cost to the corporations, high costs of telecommunications and hardware. In addition to the social charges, the high tax rate and the recent increase of taxes on services (PIS and COFINS) are a concrete hindrance to the establishment of Service Centers in Brazil ( cost Brazil ). For the corporation B, for example, the exemption or reduction of taxes on services should be negotiated for these export initiatives through Service Centers. *Availability of languages

19 Availiability of Languages 19% 10% 42% 29% Good Reasonable Weak Weak Of the 21 corporations that answered the questionnaire, 42% consider the availability of languages good. Twenty-nine percent consider it reasonable, since, for example, there is a good understanding of Spanish, although the English language is still a problem. Nineteen percent consider the availability of languages in Brazil a problem, since only a few Brazilians master foreign languages, even the English language. Therefore, good investments are needed for the improvement of professionals, since their academic background is well behind the needs and the patterns of the required quality. *Political stability The Brazilian political stability is not considered a problem by the seventeen companies that gave their opinions, since according to them the internal and external perceptions are highly favorable in relation to this subject. Government's Support 19% 14% 19% Good Growing Low 14% 34% Unknown Did not answer Government s support is evaluated as good by 19% of the corporations which answered the questionnaire. Thirty-four percent consider this item in a growth stage and it is necessary to accelerate incentives and initiatives with the objective of recovering the time lost, since through these initiatives it will be possible to jointly identify the areas which need support, as corporation C believes. Fourteen percent consider the government s support low/lacking (more dissemination is needed) and 19% are not aware of the Brazilian government s support.

20 5 Among the below activities, which would have a greater potential for the implementation a pilot in Brazil for global support on a short -time basis? Development of applications; Support for applications (for example, Support to ERP, BI, CRM etc.) IT infrastructure Support to Hardware remote monitoring Local networks remote monitoring Help Desk Database administration IT security administration Technical support * Contact Centers *BPO The development of activities is considered an activity with potential for the implementation on a short term of a pilot in Brazil for global support, by 14 companies. The support for applications is considered feasible by 9 companies. As regards the IT infrastructure, 7 companies would opt for support, 5 for hardware remote monitoring, 7 for remote monitoring of local networks, 8 Help Desks, 8 for database administration, 7 for IT security administration and 5 for technical support. The contact center and BPO are considered as having potential by few companies, respectively 2 and 4 companies consider these activities attractive. Remarks: Two companies, despite the fact that they evaluated the Brazilian competitiveness as positive, pointed out the importance of marketing the service centers capacity and competitiveness to other countries and that the Brazilian government has an important role in the development of an external policy for the dissemination of the IT Brazilian potential.

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Atividade Aduaneira Customs Broker Transporte Marítimo Sea Freight ESPANHA SPAIN Transporte Aéreo Air Freight Expresso Internacional FedEx International

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Toda uma organização ao seu serviço! Constituídos em 1980 por Eduardo Rangel, rapidamente marcámos

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship

and work, with work having a multiplication factor double). Relacionamento Comercial Internacional International Commercial Relationship Sucesso é a união de três elementos: confiança, reciprocidade e trabalho, tendo o trabalho um fator duplo de multiplicação (success is basically the union of three elements: trust, reciprocity and work,

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

Indicadores de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) em Software e Serviços de TI: o Caso da Lei do Bem (nº 11.196/05)

Indicadores de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) em Software e Serviços de TI: o Caso da Lei do Bem (nº 11.196/05) Universidade de Brasília Indicadores de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) em Software e Serviços de TI: o Caso da Lei do Bem (nº 11.196/05) Rafael Henrique Rodrigues Moreira BRASÍLIA 2014 Universidade

Leia mais

A Modernização Tecnológica no Setor Público: a experiência de cooperação

A Modernização Tecnológica no Setor Público: a experiência de cooperação A Modernização Tecnológica no Setor Público: a experiência de cooperação Clarice Stella Porciuncula 1 Analista de Sistemas da PUC-RS Especialista em Sistemas de Informação e Telemática na UFRGS Analista

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies)

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies) IMPACT INVESTING WE STARTED... A Venture Capital Fund Focused on Impact Investing Suport: Financial TA Criterias to select a company: Social Impact Profitabilty Scalability Investment Thesis (Ed, HC,

Leia mais

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração VICTOR HUGO SANTANA ARAÚJO ANÁLISE DAS FORÇAS DE PORTER NUMA EMPRESA DO RAMO FARMACÊUTICO:

Leia mais

egovernment The Endless Frontier

egovernment The Endless Frontier CENTRO DE GESTÃO DA REDE INFORMÁTICA DO GOVERNO (Management Center for the Electronic Government Network) egovernment The Endless Frontier Alexandre Caldas 29 th June 2010 Summary VISION AND LEADERSHIP

Leia mais

Índice. TIC Aqui tem Software e Serviço TIC

Índice. TIC Aqui tem Software e Serviço TIC 1 Índice TIC 2 TIC Aqui tem Software e Serviço IMAGEM I ) Importância do TIC II) Evolução / Inovação como competição III) Cenário Mundial de IT BPO Services IV) Cenário de TIC no Brasil V) Posicionamento

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez IT Governance e ISO/IEC 20000 Susana Velez Desafios de TI Manter TI disponível Entregar valor aos clientes Gerir os custos de TI Gerir a complexidade Alinhar TI com o negócio Garantir conformidade com

Leia mais

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles

Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric cars and end-of-life vehicles Adcley Souza (adcley.souza@hotmail.com) Sustainability issues in the Brazilian automotive industry: electric

Leia mais

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata:

SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: SAP Multinacional alemã de tecnologia, líder global em software de gestão de processos, contrata: Vaga: Estagiário Área Jurídica Área: Legal Department O Departamento Jurídico é uma área dinâmica que possui

Leia mais

A. Situação / Situation

A. Situação / Situation A. Situação / Situation A Assembleia Mundial da Saúde (OMS) aprova em 1969 o Regulamento Sanitário Internacional, revisto pela quarta vez em 2005. Esta última versão entrou em vigor no plano internacional

Leia mais

Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC

Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC Junior Saviniec Ferreira; Letícia Stroparo Tozetti Faculdade Educacional de Araucária RESUMO O problema de estoque elevado é cada vez menos frequente

Leia mais

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures

Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures GeoInfo - 2006 Interoperability through Web Services: Evaluating OGC Standards in Client Development for Spatial Data Infrastructures Leonardo Lacerda Alves Clodoveu A. Davis Jr. Information Systems Lab

Leia mais

Impasses e Conflitos na Relação entre TI e Business:

Impasses e Conflitos na Relação entre TI e Business: Selma de Fátima Sampaio de Carvalho Impasses e Conflitos na Relação entre TI e Business: Um Estudo de Caso em Empresas de Telecomunicações no Brasil Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao programa

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

Melhorando o ambiente de negócios por meio da transparência no Estado de São Paulo Dentro do MoU (Memorando de Entendimento) que o Governo do Estado tem com o Reino Unido estão sendo promovidos vários

Leia mais

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL?

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? Doing Business in Brazil: Pathways to Success, Innovation and Access under the Legal Framework Keynote Speaker: Mr. José Ricardo de Bastos Martins Partner of Peixoto

Leia mais

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment

Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment Analysis, development and monitoring of business processes in Corporate environment SAFIRA is an IT consulting boutique known for transforming the way organizations do business, or fulfil their missions,

Leia mais

Services IMPORT ON BEHALF OF THIRD PARTY IMPORT EXPORT UNDER ORDER IMPORT INTERNATIONAL CONSULTING AND CUSTOMIZED PROJECTS

Services IMPORT ON BEHALF OF THIRD PARTY IMPORT EXPORT UNDER ORDER IMPORT INTERNATIONAL CONSULTING AND CUSTOMIZED PROJECTS Services IMPORT IMPORT ON BEHALF OF THIRD PARTY UNDER ORDER IMPORT EXPORT INTERNATIONAL CONSULTING AND CUSTOMIZED PROJECTS OUTSOURCING, PROCUREMENT, PURCHASING AGENT, Import: 7 TRADEX is updated to current

Leia mais

Certificação de software Precisa-se se de uma Política... Manuel Lousada MDIC/STI

Certificação de software Precisa-se se de uma Política... Manuel Lousada MDIC/STI Certificação de software Precisa-se se de uma Política... Manuel Lousada MDIC/STI Imagino que outros já tenham mostrado o panorama internacional... Mas pode ser interessante olhar dados recentes Recomendo

Leia mais

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE

Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE Salud Brasil SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE IV EXPOEPI International Perspectives on Air Quality: Risk Management Principles for Oficina de Trabalho: Os Desafios e Perspectivas da Vigilância Ambiental

Leia mais

Transferência de Tecnologia. Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro

Transferência de Tecnologia. Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro Transferência de Tecnologia Programa de Capacitação em Valorização de Tecnologias Universidade de Aveiro Eurico Neves Análise de Mercado Análise de Produto / Serviço Estratégias de licenciamento Distribuição

Leia mais

The Brazil United States Consumer Product Safety Conference Brazil United States Joint Press Statement June 10, 2011 Rio de Janeiro, Brazil Common Interests Ensuring a high level of consumer product safety

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

O EXPOSYSTEMS The Exposystems

O EXPOSYSTEMS The Exposystems O EXPOSYSTEMS The Exposystems Em sua 10ª edição, o ExpoSystems, consolidado como principal evento Sul-Americano da Indústria de feiras e eventos, é imperdível para empresas que buscam incrementar e globalizar

Leia mais

OFFICE. Office Background

OFFICE. Office Background OFFICE Office Background Since it was founded in 2001, steady growth has been registered by the office in the Brazilian market of corporate law, a field in which our services are exemplary. The consolidation

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 74/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies

Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies Federal Court of Accounts Brazil (TCU) Auditing Climate Change Policies JUNNIUS MARQUES ARIFA Head of Department of Agriculture and Environmental Audit TCU s mandate and jurisdiction 1. Role of Supreme

Leia mais

ATUADORES e TRAVAS TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL CATÁLOGO DE PEÇAS REPOSIÇÃO AUTOMOTIVA 2014 / 2015

ATUADORES e TRAVAS TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL CATÁLOGO DE PEÇAS REPOSIÇÃO AUTOMOTIVA 2014 / 2015 ATUADORES e TRAVAS 2015 TECNOLOGIA EUROPÉIA DRIFT BRASIL Atuante no setor de mobilidade, orientando-se pela tecnologia, inovação e sustentabilidade, a Drift Brasil desenvolve soluções para o segmento automotivo

Leia mais

Consultoria em Direito do Trabalho

Consultoria em Direito do Trabalho Consultoria em Direito do Trabalho A Consultoria em Direito do Trabalho desenvolvida pelo Escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados compreende dois serviços distintos: consultoria preventiva (o

Leia mais

The Challenges of Global Food Supply Chains Os Desafios da Cadeia Global de Alimentos. David Acheson, MD Leavitt Partners LLC

The Challenges of Global Food Supply Chains Os Desafios da Cadeia Global de Alimentos. David Acheson, MD Leavitt Partners LLC The Challenges of Global Food Supply Chains Os Desafios da Cadeia Global de Alimentos David Acheson, MD Leavitt Partners LLC Outline Esboço Factors Driving Changes Fatores que impulsionam as mudanças Challenges

Leia mais

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption.

Braskem Maxio. Resinas da linha Braskem Maxio Braskem Maxio Grades. Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption. Maio / May 2015 Resinas da linha Grades Redução de Consumo Energético Lower Energy Consumption RP 141 RP 347 RP 340S RP 340R RP 149 H 105 Produtividade Higher Productivity H 202HC CP 191XP VA8010SUV Redução

Leia mais

O novo papel de Recursos Humanos: o que é RH Estratégico e qual é a sua contribuição para os negócios

O novo papel de Recursos Humanos: o que é RH Estratégico e qual é a sua contribuição para os negócios Gustavo Leonette de Moura Estevão O novo papel de Recursos Humanos: o que é RH Estratégico e qual é a sua contribuição para os negócios Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

O conceito de organizações de aprendizagem em uma empresa de telefonia móvel

O conceito de organizações de aprendizagem em uma empresa de telefonia móvel Andre dos Santos Souza O conceito de organizações de aprendizagem em uma empresa de telefonia móvel Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Administração de Empresas

Leia mais

GERENCIAMENTO DE INFRAESTRUTURA

GERENCIAMENTO DE INFRAESTRUTURA Projeto Integrado GERENCIAMENTO DE INFRAESTRUTURA Novembro - 2013 São Bernardo do Campo - SP Luís C Cordeiro- Gestão da Tecnologia da Informação linsys.com.br Página 1 Projeto Integrado GERENCIAMENTO DE

Leia mais

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios

Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA Capital Humano e Capital Social: Construir Capacidades para o Desenvolvimento dos Territórios Sandra Sofia Brito da Silva Dissertação

Leia mais

Integração de Imigrantes

Integração de Imigrantes Integração de Imigrantes ODEMIRA INTEGRA It is a project born from the need to improve and increase support measures, reception and integration of immigrants. 47% of immigrants registered in the district

Leia mais

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS

SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS SCHOOLS LOOKING FOR STUDENTS FOR ERASMUS PLACEMENTS 2015 /16 ESTÁGIOS ERASMUS EM ESCOLAS * ERASMUS PLACEMENTS IN SCHOOLS * [POR FAVOR, PREENCHA O FORMULÁRIO NA (NUMA DAS) LÍNGUA(S) DE TRABALHO DO ESTÁGIO:

Leia mais

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange 15 de Fevereiro 2006 1 A TIVIT nasce da fusão entre a modernidade e o

Leia mais

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA

ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA CRISTINA ZAK RIBEIRO ESTUDO SOBRE O PLANEJAMENTO DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE DE PRODUTOS QUÍMICOS E GERENCIAMENTO DE SUAS OPERAÇÕES EM UMA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA São Paulo 2007 CRISTINA ZAK RIBEIRO

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA. A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação. Por. Ana Margarida Nisa Vintém UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA A Reputação e a Responsabilidade Social na BP Portugal: A importância da Comunicação Relatório de estágio apresentado à Universidade Católica Portuguesa para obtenção do

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO. Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática São Paulo 2010 JOÃO FÁBIO PORTO Diálogo e interatividade em videoaulas de matemática

Leia mais

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya)

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) Processo de exportação de perecíveis aos EUA (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) World Production of Tropical Fruit World production of tropical

Leia mais

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco

Software product lines. Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Software product lines basic concepts Paulo Borba Informatics Center Federal University of Pernambuco Um produto www.usm.maine.edu

Leia mais

Evolução do Outsourcing IT: Real ICT A evolução do IT Outsourcing é baseada em soluções end to end flexíveis e com um único SLA orientado ao negócio. Rui Franco Chief Sales & Support Officer T-Systems

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio

IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio IBM MobileFirst: Identificando e Capturando novas oportunidades de negócio Eduardo Macedo Curro Gerente de Soluções de Mobilidade 2014 IBM Corporation 1 Quais são as principais tendências do mercado de

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

Semestre do plano de estudos 1

Semestre do plano de estudos 1 Nome UC Inglês CU Name Código UC 6 Curso LEC Semestre do plano de estudos 1 Área científica Gestão Duração Semestral Horas de trabalho 54 ECTS 2 Horas de contacto TP - 22,5 Observações n.a. Docente responsável

Leia mais

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425 CMDB no ITIL v3 Miguel Mira da Silva mms@ist.utl.pt 919.671.425 1 CMDB v2 Configuration Management IT components and the services provided with them are known as CI (Configuration Items) Hardware, software,

Leia mais

Riscos na Implantação de Warehouse Management System (WMS) em Centro de Distribuição: Estudo de Caso

Riscos na Implantação de Warehouse Management System (WMS) em Centro de Distribuição: Estudo de Caso Alcione Santos Dolavale Riscos na Implantação de Warehouse Management System (WMS) em Centro de Distribuição: Estudo de Caso Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para

Leia mais

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores

A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores A Aviação no Comércio Europeu de Licenças de Emissão Especificidades para pequenos emissores Departamento de Alterações Climáticas, Ar e Ruído (DACAR) Divisão de Poluição Atmosférica e Alterações Climáticas

Leia mais

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF

BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF ==> Download: BRIGHAM AND EHRHARDT PDF BRIGHAM AND EHRHARDT PDF - Are you searching for Brigham And Ehrhardt Books? Now, you will be happy that at this time Brigham And Ehrhardt

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

FDLI s Brazil Conference

FDLI s Brazil Conference Programa Alimentos Seguros: uma experiência brasileira Food Safety Program: a Brazilian experience FDLI s Brazil Conference Zeide Lúcia Gusmão, MSc. National Coordinator PAS SENAI Nacional Department São

Leia mais

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16

Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito 2015-16 Mestrado em Ciências Jurídicas Especialização em História do Direito Unidade curricular História do Direito Português I (1º sem). Docente responsável e respectiva carga lectiva na unidade curricular Prof.

Leia mais

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia

ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia ACEF/1112/02477 Decisão de apresentação de pronúncia Decisão de Apresentação de Pronúncia ao Relatório da Comissão de Avaliação Externa 1. Tendo recebido

Leia mais

Integração do processo de compra estratégica com as ferramentas de compra eletrônica

Integração do processo de compra estratégica com as ferramentas de compra eletrônica Lincoln Wolf de Almeida Neves Integração do processo de compra estratégica com as ferramentas de compra eletrônica Dissertação de Mestrado (Opção profissional) Dissertação apresentada como requisito parcial

Leia mais

O COMÉRCIO ELETRÔNICO EVOLUI E CONSOLIDA-SE NO MERCADO BRASILEIRO

O COMÉRCIO ELETRÔNICO EVOLUI E CONSOLIDA-SE NO MERCADO BRASILEIRO O COMÉRCIO ELETRÔNICO EVOLUI E CONSOLIDA-SE NO MERCADO BRASILEIRO Alberto Luiz Albertin Professor do Departamento de Informática e de Métodos Quantitativos Aplicados à Administração da EAESP/FGV, Coordenador

Leia mais

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures

Catálogo casa de banho l WC accessories. gestos que apetecem l tempting gestures Catálogo casa de banho l WC accessories gestos que apetecem l tempting gestures VALENÇA BRAGA A NOSSA MISSÃO......VALORIZAR E ENGRADECER A TUPAI PORTO AVEIRO ÁGUEDA - COIMBRA GPS - N 40.58567º W 8.46558º

Leia mais

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding

Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Interactive Internet TV Architecture Based on Scalable Video Coding Pedro Gomes Moscoso Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia de Redes de Comunicações Presidente: Orientador: Co-Orientador:

Leia mais

MATHEUS DE ALMEIDA GOMES NATHAN DANIEL GOMES SANTOS RENAN HENRIQUE SANTOS DA SILVA ITIL/COBIT

MATHEUS DE ALMEIDA GOMES NATHAN DANIEL GOMES SANTOS RENAN HENRIQUE SANTOS DA SILVA ITIL/COBIT MATHEUS DE ALMEIDA GOMES NATHAN DANIEL GOMES SANTOS RENAN HENRIQUE SANTOS DA SILVA ITIL/COBIT São Paulo 2015 Faculdade de Tecnologia de São Caetano do Sul ITIL/COBIT Monografia submetida como exigência

Leia mais

Criando diferenciais competitivos e minimizando riscos com uma boa. Claudio Yamashita Country Manager Intralinks Brasil

Criando diferenciais competitivos e minimizando riscos com uma boa. Claudio Yamashita Country Manager Intralinks Brasil Criando diferenciais competitivos e Informação minimizando riscos com uma boa Governança da Claudio Yamashita Country Manager Intralinks Brasil PESQUISA GLOBAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 2014 - EY Pensando

Leia mais

Terceirização de Serviços de Tecnologia da Informação: Experiência Consultiva de Profissionais de TI

Terceirização de Serviços de Tecnologia da Informação: Experiência Consultiva de Profissionais de TI Silvia Griselda Andueza Terceirização de Serviços de Tecnologia da Informação: Experiência Consultiva de Profissionais de TI Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação

Leia mais

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio

COSEC. Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio COSEC 8 de Agosto de 2011 Valorização do Real e Mercado Futuro de Câmbio Roberto Giannetti da Fonseca Diretor Titular Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior Mitos e Mistérios do Mercado

Leia mais

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS Ana Helena da Silva, MCI12017 Cristiana Coelho, MCI12013 2 SUMMARY 1. Introduction 2. The importance of IT in Organizations 3. Principles of Security 4. Information

Leia mais

Solutions. Adição de Ingredientes. TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m. O Tempo de Ciclo do Processo é determinado pelo TC da operação mais lenta.

Solutions. Adição de Ingredientes. TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m. O Tempo de Ciclo do Processo é determinado pelo TC da operação mais lenta. Operations Management Homework 1 Solutions Question 1 Encomenda Preparação da Massa Amassar Adição de Ingredientes Espera Forno Entrega TC=0.5m TC=2m TC=1m TC=3m TC=10m TC=1.5m (se mesmo operador) O Tempo

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 APRESENTAÇÃO ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão NBR 5410:1997 NBR 5410:2004

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 67/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 67/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS

Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos. Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Educação Vocacional e Técnica nos Estados Unidos Érica Amorim Simon Schwartzman IETS Os principais modelos Modelo europeu tradicional: diferenciação no secundário entre vertentes acadêmicas e técnico-profissionais

Leia mais

ELEnA European Local ENergy Assistance

ELEnA European Local ENergy Assistance ECO.AP Programa de Eficiência Energética na Administração Pública ELEnA European Local ENergy Assistance Lisboa, 6/03/2015 Desafios 1 Conhecimento: a) Edifícios/equipamentos; b) Capacidade técnica; c)

Leia mais

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA.

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. PAULO RICARDO H. BALDUINO 0 Conteúdo 1. Introdução

Leia mais

Posicionando-se para o futuro da computação em nuvem no Brasil

Posicionando-se para o futuro da computação em nuvem no Brasil Posicionando-se para o futuro da computação em nuvem no Brasil A parceria estratégica global estabelecida entre a Capgemini e a EMC acelera o desenvolvimento e o fornecimento de soluções de última geração

Leia mais

A meus pais, Ari e Célia, sempre presentes, todo o meu amor incondicional!

A meus pais, Ari e Célia, sempre presentes, todo o meu amor incondicional! ii A meus pais, Ari e Célia, sempre presentes, todo o meu amor incondicional! iii Agradeço à Deus, esta força maior, pela vida, pela sabedoria e pelo amor. Mas, sobretudo, por me ensinar saber fazer ser

Leia mais

O INTÉRPRETE EM SEU MEIO PROFISSIONAL

O INTÉRPRETE EM SEU MEIO PROFISSIONAL Rebecca Frances Atkinson O INTÉRPRETE EM SEU MEIO PROFISSIONAL Por uma voz mais alta Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Letras da PUC-Rio como requisito parcial

Leia mais

Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas)

Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas) Information technology specialist (systems integration) Especialista em tecnologia da informação (integração de sistemas) Professional activities/tasks Design and produce complex ICT systems by integrating

Leia mais

Revisão do Mapeamento de Processos em Levantamentos Topográficos de Áreas Patrimoniais. Antônio Diego Oliveira de Almeida Ivanildo Barbosa

Revisão do Mapeamento de Processos em Levantamentos Topográficos de Áreas Patrimoniais. Antônio Diego Oliveira de Almeida Ivanildo Barbosa Revisão do Mapeamento de Processos em Levantamentos Topográficos de Áreas Patrimoniais Antônio Diego Oliveira de Almeida Ivanildo Barbosa Instituto Militar de Engenharia - IME CEP 22290-270 - Rio de Janeiro

Leia mais

ECONOMIA E AGRONEGÓCIO: A IMPORTÂNCIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS NO SETOR SUCROALCOOLEIRO

ECONOMIA E AGRONEGÓCIO: A IMPORTÂNCIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS NO SETOR SUCROALCOOLEIRO ECONOMIA E AGRONEGÓCIO: A IMPORTÂNCIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS NO SETOR SUCROALCOOLEIRO 61 Ana Caroline Veiga Universidade do Oeste Paulista, Curso de Administração, Presidente Prudente, SP. Email:

Leia mais

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office

DPI. Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office DPI Núcleo de Apoio ao Desenvolvimento de Projetos e Internacionalização Project Development And Internationalization Support Office Apresentação/Presentation Criado em 1 de março de 2011, o Núcleo de

Leia mais

Workshop Internet das Coisas

Workshop Internet das Coisas 58o. Painel TELEBRASIL Workshop Internet das Coisas Margarida Baptista BNDES Seminário IoT BNDES Visões e Perspectivas Tecnologias Habilitadoras Estratégias e Políticas de Governo Aplicações Manufatura,

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. Evolução das funções e novas competências emergentes: os profissionais da distribuição postal dos CTT

Instituto Politécnico de Setúbal. Evolução das funções e novas competências emergentes: os profissionais da distribuição postal dos CTT Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Ciências Empresariais Evolução das funções e novas competências emergentes: os profissionais da distribuição postal dos CTT Floriano Manuel Graúdo Lagarto

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 14/2014 TEXTO Brazil Leads Decline Among World's Biggest Companies THE losses OF São Paulo's stock market AND THE decline OF Brazil's real made Brazilian companies THE biggest losers among THE world's major companies,

Leia mais

Online Collaborative Learning Design

Online Collaborative Learning Design "Online Collaborative Learning Design" Course to be offered by Charlotte N. Lani Gunawardena, Ph.D. Regents Professor University of New Mexico, Albuquerque, New Mexico, USA July 7- August 14, 2014 Course

Leia mais

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1.

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1. weaker people. This definition includes three important components:1. Bullying is aggressive behavior that involves unwanted, negative actions. 2. Bullying involves a pattern of behavior repeated over

Leia mais

Workshop Construir valor com a gestão de sistemas integrados. ISO/IEC 20000 IT Service Management

Workshop Construir valor com a gestão de sistemas integrados. ISO/IEC 20000 IT Service Management Workshop Construir valor com a gestão de sistemas integrados ISO/IEC 20000 IT Service Management Agenda ISO/IEC 20000 ISO/IEC 20000 ISO/IEC 20000 Âmbito ISO/IEC 20000 vs ITIL ITSM Motivação Benefícios

Leia mais