PROVIMENTO CGJ Nº 09 / 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROVIMENTO CGJ Nº 09 / 2015"

Transcrição

1 PROVIMENTO CGJ Nº 09 / 2015 Dispõe sobre a atualização da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça - Parte Judicial, ante a vigência do novo Código de Processo Civil (Lei nº /2015). A CORREGEDORA-GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, Desembargadora Maria Augusta Vaz Monteiro de Figueiredo, no exercício das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso XVIII, do artigo 22, da Lei de Organização e Divisão Judiciárias do Estado do Rio de Janeiro; CONSIDERANDO que é dever da Corregedoria Geral da Justiça zelar pela constante atualização e aprimoramento da Consolidação Normativa; CONSIDERANDO a edição da Lei nº /2015; CONSIDERANDO que a certidão a que se refere o art. 615-A é de ajuizamento da execução e que o artigo 828 do novo Código de Processo Civil determina que a certidão seja expedida após a admissão da execução pelo juiz; CONSIDERANDO que o novo Código de Processo Civil não trouxe norma correspondente ao previsto no parágrafo 5º do artigo 475-J do Código de Processo Civil de 1973; CONSIDERANDO que o prazo para impugnação à execução transcorre independentemente de penhora ou nova intimação, conforme caput do artigo 525 do novo Código de Processo Civil; CONSIDERANDO que, para autos eletrônicos, a juntada da cópia da petição do agravo de instrumento, do comprovante de sua interposição e da relação dos documentos que instruíram o recurso é facultativa, por força do artigo do novo Código de Processo Civil; CONSIDERANDO o que foi decidido no processo ; RESOLVE: Art. 1º. Revogar a Subseção VII - Da certidão comprobatória do ajuizamento da execução e, consequentemente, os artigos 41, 42, 43, 44 e 45 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça - Parte Judicial.

2 Art. 2º. Alterar o parágrafo 2º do artigo 53 da Consolidação a seguinte redação: Art. 53. (...) 2º. O pré-cadastramento não interrompe a prescrição, o que somente ocorrerá quando da distribuição da inicial, na forma do artigo 240 do Código de Processo Civil. Art. 3º. Alterar o parágrafo único do artigo 55 da Consolidação a seguinte redação: Art. 55. (...). Parágrafo Único. O lançamento dos dados no sistema não dispensa a instrução das petições iniciais, na forma do artigo 320 do Código de Processo Civil, e dos demais atos desta Corregedoria Geral da Justiça. Art. 4º. Alterar o parágrafo 3º do artigo 84 da Consolidação a seguinte redação: Art. 84. (...) 3º. Os Protocolos Integrados receberão, ademais, as petições a que alude o artigo 340 do Código de Processo Civil, quando o Juízo destinatário for de outro Estado, devendo o interessado fornecer de forma clara e precisa, o seu correto endereçamento. Recolhida as custas pertinentes, será a petição encaminhada através de Aviso de Recebimento, sendo este arquivado em pasta própria. Na hipótese da petição ser dirigida a um Juízo dentro do Estado, proceder-se-á na forma do caput deste artigo. Art. 5º. Inserir o artigo 160-A na Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, com a seguinte redação: Art. 160-A. O Chefe de Serventia judicial de primeira instância, ou quem o substitua, emitirá a certidão de admissão da execução pelo juiz prevista no artigo 828 do Código de Processo Civil, sempre que a mesma for requerida pelo credor. 1º. O requerente deve demonstrar o recolhimento antecipado das custas judiciais, em qualquer caso, no valor previsto na Tabela de Custas vigente, salvo quando seja beneficiário da gratuidade de justiça. 2º. Igualmente se dispensa a antecipação das custas devidas pela emissão da certidão, quando se trate de ação de execução de título extrajudicial proposta perante Juizado Especial Cível e do Consumidor, cabendo, porém, seu recolhimento nas hipóteses do inciso III, do parágrafo único, do artigo 55, da Lei nº 9099/95.

3 Art. 6º. Alterar o parágrafo 1º do artigo 183 da Consolidação a seguinte redação: Art (...) 1. Estando os autos disponibilizados em Cartório, o advogado, mesmo sem mandato judicial, poderá examiná-los, desde que não esteja configurada quaisquer das hipóteses disciplinadas no artigo 189 do Código de Processo Civil, bem como do parágrafo 1º do artigo 7º da Lei nº. 8906/94. Art. 7º. Alterar o artigo 183-A da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art. 183-A. Os processos que não estejam abarcados nas hipóteses previstas no artigo 189 do Código de Processo Civil e que não tenham decisão determinando o seu trâmite em segredo de justiça poderão ser consultados no balcão da serventia por qualquer pessoa, desde que não impeça o regular andamento processual e que os autos estejam disponíveis em cartório. Art. 8º. Alterar o inciso I do artigo 192 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art (...) I - tratar-se das hipóteses excepcionadas no artigo 247 do Código de Processo Civil ou em lei; Art. 9º. Alterar o parágrafo 6º do artigo 224-D da Consolidação a seguinte redação: Art. 224-D. (...) 6. Caso o processo tenha sido objeto de restauração judicial de autos (artigos 712 e seguintes do Código de Processo Civil), a DGTEC autorizará o arquivamento especial independentemente de prévia análise pela Corregedoria Geral de Justiça. Art. 10. Alterar os incisos I, II e V do artigo 225 da Consolidação a seguinte redação: Art (...) I - suspensão do processo na forma das alíneas a e b do inciso V do artigo 313 do Código de Processo Civil; II - suspensão de execução na forma do inciso III do artigo 921 e do artigo 922 do Código de Processo Civil, em caso de prazo superior a 180 (cento e oitenta) dias; (...)

4 V - processos judiciais referentes a acordos com prazos superiores a 1 (um) ano (alínea b do inciso III do artigo 487 do Código de Processo Civil). Art. 11. Revogar a alínea d do inciso II do parágrafo 1º do artigo 229-A da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça. Art. 12. Alterar o inciso I do parágrafo 4º do artigo 229-A da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art. 229-A. (...) 4º. (...) I - quando o processo for extinto por quaisquer das hipóteses previstas no artigo 485 do Código de Processo Civil, sendo a parte autora beneficiária de gratuidade de justiça; Art. 13. Alterar a alínea c do inciso XXVIII do artigo 250 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art (...) (...) XXVIII - (...) c) valor do crédito exequendo, acrescido da multa e honorários de advogado a que se refere o parágrafo 1º do artigo 523 do Código de Processo Civil, se for o caso, a ser informado pelo credor; Art. 14. Revogar o inciso XVIII do artigo 267 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça. Art. 15. Alterar o inciso XIII, XVI e XXIV do artigo 267 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art (...) (...) XIII - Intimar para audiência: partes e seus respectivos patronos, testemunhas, defensoria pública, perito e assistentes técnicos, quando for o caso (parágrafos 4º a 7º do artigo 357 e artigos 450 e seguintes, todos do Código de Processo Civil); (...) XVI - Intimar o devedor, quando não houver a interposição de recurso com efeito suspensivo, para pagamento do principal, custas em grerj, e ônus de sucumbência, por guia de depósito judicial, sob pena da multa e honorários de advogado a que se refere o parágrafo 1º do artigo 523 do Código de Processo Civil. (...) XXIV - Intimar a parte autora para promover o andamento do feito, em 5 (cinco) dias, sob pena de extinção do processo, nos casos do parágrafo 1º do artigo 485 do Código de Processo Civil.

5 Art. 16. Alterar o inciso II do artigo 270 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art (...) II - oficiar ao Cartório de Registro de Interdições e Tutelas, ao Cartório de Registro de Pessoas Naturais e ao TRE - Tribunal Regional Eleitoral, nas ações de interdição e de nomeação de curador ao enfermo ou deficiente propostas em proteção ao idoso em situação de risco, em até 48 horas após a decisão ou a sentença de mérito, nos termos do parágrafo 3º do artigo 755 do Código de Processo Civil, comunicando a ato judicial de interdição bem como informando, se for o caso, a data em que o curador prestou compromisso; Art. 17. Alterar o inciso XV do artigo 286 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art (...) XV. certificar se houve cumprimento ao disposto no parágrafo 2º do artigo do Código de Processo Civil, quando da interposição de Agravo de Instrumento, em autos físicos; Art. 18. Alterar o artigo 397 da Consolidação Normativa da Corregedoria Geral da Justiça, que passará a viger com a seguinte redação: Art O recolhimento de valores, para fins de depósito judicial, é atribuição de pessoa nomeada pelo Juiz competente para o feito, observando-se o disposto nos artigos 159 a 161 do Código de Processo Civil. Art. 19. Alterar o parágrafo 1º do artigo 400 da Consolidação a seguinte redação: Art (...) 1º. A decisão do Juízo competente determinando a atuação do Depositário Judicial da CDJ importa na sua autorização para a nomeação de preposto cadastrado na central, na forma do parágrafo único do artigo 160 do Código de Processo Civil, salvo se houver expressa determinação em sentido diverso. Art. 20. Este provimento entrará em vigor na data da entrada em vigor da Lei nº /2015, revogadas as disposições em contrário, em especial o Provimento nº 28/2007, o Aviso nº 1000/2013 e o Aviso nº 909/2015. Rio de Janeiro, 11 de fevereiro de 2016.

6 Desembargadora MARIA AUGUSTA VAZ MONTEIRO DE FIGUEIREDO Corregedora-Geral da Justiça

Estabelecer critérios e procedimentos para publicação de andamento dos processos de Execução Fiscal.

Estabelecer critérios e procedimentos para publicação de andamento dos processos de Execução Fiscal. 111 PUBLICAR ANDAMENTO DE PROCESSOS DE EXECUÇÕES FISCAIS Proposto por: Equipe da Central de Dívida Ativa (CADAT) Analisado por: RAS Coordenador da Central de Dívida Ativa (CADAT) Aprovado por: Juiz Coordenador

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES CUSTAS JUDICIAIS

PERGUNTAS FREQUENTES CUSTAS JUDICIAIS PERGUNTAS FREQUENTES CUSTAS JUDICIAIS 1- Como proceder com relação aos Mandados de Segurança?... 2 2- É possível distribuir um feito sem recolher custas iniciais?... 2 3- É necessário recolher custas referentes

Leia mais

DECRETA: Art. 2º A prova de regularidade perante a Fazenda Pública Municipal de Teresina será efetuada mediante a apresentação de:

DECRETA: Art. 2º A prova de regularidade perante a Fazenda Pública Municipal de Teresina será efetuada mediante a apresentação de: 1 DECRETO Nº 9.468, DE 8 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a regulamentação da emissão de certidões no âmbito da Fazenda Pública Municipal. O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso das atribuições

Leia mais

PROVIMENTO Nº CGJ 11/2008-GSEC. A DESEMBARGADORA TELMA BRITTO, CORREGEDORA-GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

PROVIMENTO Nº CGJ 11/2008-GSEC. A DESEMBARGADORA TELMA BRITTO, CORREGEDORA-GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, 1 PROVIMENTO Nº CGJ 11/2008-GSEC Disciplina a utilização de livros cartorários impressos e dá outras providências. A DESEMBARGADORA TELMA BRITTO, CORREGEDORA-GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso

Leia mais

Cabe contra decisões dos juízos de primeira instância e também dos de segunda instância.

Cabe contra decisões dos juízos de primeira instância e também dos de segunda instância. 2. AGRAVO 2.1. Conceito É o recurso cabível contra decisões interlocutórias, isto é, aquelas que têm conteúdo decisório, porém não implicam em qualquer situação prevista nos artigos 267 ou 269 do CPC.

Leia mais

Juizados Especiais Cíveis

Juizados Especiais Cíveis Juizados Especiais Cíveis Juiz de Direito/RS 1) O que é Juizado Especial Cível? É uma justiça mais célere, informal, totalmente gratuita, destinada a julgar as causas de menor complexidade. São aquelas

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 25/2014 TP

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 25/2014 TP Processo nº 18.917-0/2014 Interessado TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE MATO GROSSO Assunto Dar nova redação ao artigo 286 da Resolução Normativa n 14/2007, instituindo o benefício de desconto sobre, multas

Leia mais

COMO EMITIR A GRU. Atenção: As custas devem ser recolhidas por meio de GRU exclusivamente na Caixa Econômica Federal

COMO EMITIR A GRU. Atenção: As custas devem ser recolhidas por meio de GRU exclusivamente na Caixa Econômica Federal COMO EMITIR A GRU Passo-a-passo para preenchimento de GRU de Custas Iniciais, Complementares, Recursais/Finais e Certidões na Justiça Federal de 1º Grau em São Paulo Atenção: As custas devem ser recolhidas

Leia mais

Enunciado nº 01.2016:

Enunciado nº 01.2016: AVISO CONJUNTO TJ/COJES nº 15/2016 O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, Desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, e a Presidente da Comissão Judiciária de Articulação

Leia mais

Diante do exposto, indaga-se: aplicar-se-ia o princípio da anterioridade tributária ao presente caso?

Diante do exposto, indaga-se: aplicar-se-ia o princípio da anterioridade tributária ao presente caso? RECIPROCIDADE TRIBUTÁRIA E TAXA JUDICIÁRIA (Estudo elaborado pelo Diretor da Divisão de Custas da Corregedoria-Geral da Justiça, Ricardo Vieira de Lima, a partir das decisões da CGJ sobre a matéria em

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão nº 25 INTEGRAÇÃO SAJ/SG X SAJ/PG

Procedimento Operacional Padrão nº 25 INTEGRAÇÃO SAJ/SG X SAJ/PG 1 Sumário INTRODUÇÃO... 2 1. RECURSO ELETRÔNICO... 2 1.1. Envio de Recurso Eletrônico... 2 1.2. Recebimento de Recurso Eletrônico... 4 2. DECLÍNIO DE COMPETÊNCIA... 4 2.1. Recebimento de Declínio de Competência

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011. GOVERNO MUNICIPAL DE CAUCAIA Secretaria de Finanças e Planejamento INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01 / 2011. Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados com relação ao indeferimento da opção e da exclusão do

Leia mais

DISPÕE SOBRE O RITO PROCESSUAL NOS PROCESSOS ESPECIAIS PARA RECO- NHECIMENTO DE DÍVIDA, E DÁ OUTRAS PRO- VIDÊNCIAS.

DISPÕE SOBRE O RITO PROCESSUAL NOS PROCESSOS ESPECIAIS PARA RECO- NHECIMENTO DE DÍVIDA, E DÁ OUTRAS PRO- VIDÊNCIAS. DECRETO Nº 364, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2011. DISPÕE SOBRE O RITO PROCESSUAL NOS PROCESSOS ESPECIAIS PARA RECO- NHECIMENTO DE DÍVIDA, E DÁ OUTRAS PRO- VIDÊNCIAS. O Senhor SATURNINO MASSON, Prefeito Municipal

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 23.478 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 84-36.2016.6.00.0000 CLASSE 26 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº 23.478 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 84-36.2016.6.00.0000 CLASSE 26 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.478 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 84-36.2016.6.00.0000 CLASSE 26 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toffoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Estabelece diretrizes gerais

Leia mais

Propostas de reforma legislativa da Lei nº 15.424/04. (Lei de Emolumentos Mineira) Telma Lúcia Sarsur

Propostas de reforma legislativa da Lei nº 15.424/04. (Lei de Emolumentos Mineira) Telma Lúcia Sarsur Propostas de reforma legislativa da Lei nº 15.424/04 (Lei de Emolumentos Mineira) Telma Lúcia Sarsur 1 I Propostas relativas à revisão de preceitos legais já incorporados à lei Supressão da parte final

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão nº 07 Consulta Processual de 2º Grau no Portal e-saj

Procedimento Operacional Padrão nº 07 Consulta Processual de 2º Grau no Portal e-saj Procedimento Operacional Padrão nº 07 Consulta Processual de 2º Grau no Portal e-saj 1 Introdução O Portal e-saj disponibiliza os seguintes serviços: - peticionamento eletrônico; - intimações e citações

Leia mais

O que é porte de remessa e retorno dos autos e quando é devido? Quando há isenção do pagamento do porte de remessa e retorno dos autos?

O que é porte de remessa e retorno dos autos e quando é devido? Quando há isenção do pagamento do porte de remessa e retorno dos autos? Perguntas Frequentes Custas Processuais 1. O que é preparo? Preparo é o recolhimento das custas judiciais e do porte de remessa e retorno dos autos para o ajuizamento de uma ação ou a interposição de um

Leia mais

Considerando, por fim, os princípios que norteiam os Juizados Especiais, sobretudo da celeridade e da informalidade (art. 2º da Lei nº 9.

Considerando, por fim, os princípios que norteiam os Juizados Especiais, sobretudo da celeridade e da informalidade (art. 2º da Lei nº 9. PORTARIA N. 16/2013 A Doutora LUCIANA DE SOUZA SANCHEZ, Juíza Federal Presidente do Juizado Especial Federal Cível de Santos, Seção Judiciária de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e regulamentares,

Leia mais

DECRETO Nº 10.628 DE 04 DE SETEMBRO DE 2001.

DECRETO Nº 10.628 DE 04 DE SETEMBRO DE 2001. DECRETO Nº 10.628 DE 04 DE SETEMBRO DE 2001. Altera dispositivos do Decreto nº 9.513, de 14 de junho de 1996, que dispõe sobre a utilização de equipamento Emissor de Cupom Fiscal-ECF, por contribuinte

Leia mais

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório.

RELATÓRIO. 3. Sem contrarrazões. 4. É o relatório. PROCESSO Nº: 0806625-97.2014.4.05.8100 - APELAÇÃO RELATÓRIO 1. Trata-se de apelação interposto pela Caixa Econômica Federal - CEF, contra sentença do Juízo da 8ª Vara Federal Seção Judiciária do Ceará,

Leia mais

TÍTULO I DAS FORMAS DE EXTINÇÃO E EXCLUSÃO DOS CRÉDITOS CAPÍTULO I DOS CASOS DE EXTINÇÃO E EXCLUSÃO

TÍTULO I DAS FORMAS DE EXTINÇÃO E EXCLUSÃO DOS CRÉDITOS CAPÍTULO I DOS CASOS DE EXTINÇÃO E EXCLUSÃO RESOLUÇÃO CFC N.º 1368/11 Estabelece critérios para concessão de parcelamento de créditos de exercícios encerrados, de transação, de isenção e de remissão pelos Conselhos de Contabilidade e dá outras providências.

Leia mais

INQUÉRITO CIVIL E PROCEDIMENTO PREPARATÓRIO. Histórico, Finalidade, Instauração e Conclusão

INQUÉRITO CIVIL E PROCEDIMENTO PREPARATÓRIO. Histórico, Finalidade, Instauração e Conclusão INQUÉRITO CIVIL E PROCEDIMENTO PREPARATÓRIO Histórico, Finalidade, Instauração e Conclusão Inquérito Civil e Inquérito Policial Inquérito Policial Inquérito Civil Investigação sobre a ocorrência e autoria

Leia mais

Seção 14 As Custas Processuais

Seção 14 As Custas Processuais Seção 14 As Custas Processuais 2.14.1 As Custas e Emolumentos dos atos praticados no Foro Judicial e Extrajudicial poderão ser reajustados por meio de Provimento. 2.14.2 A taxa judiciária e as custas judiciais

Leia mais

distribuídos e não movimentados, cujos autos não se encontram mais em cartório e não têm destino conhecido).

distribuídos e não movimentados, cujos autos não se encontram mais em cartório e não têm destino conhecido). Acervo Físico - Total de processos em andamento na Serventia. Excluem-se os processos secundários encerrados e os processos cujos últimos andamentos sejam: Arquivamento, Devolução de Carta Precatória,

Leia mais

Ação de Exigir Contas

Ação de Exigir Contas Ação de Exigir Contas Previsão legal e Observações! No NCPC está disciplinado nos arts. 550/553! Possuía previsão no CPC/73 estava disciplinado no art. 914/919.! Obs. No CPC73 o nome de tal ação era de

Leia mais

LEI N 7.410, DE 03 DE OUTUBRO DE 2003. Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte

LEI N 7.410, DE 03 DE OUTUBRO DE 2003. Faço saber que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte LEI N 7.410, DE 03 DE OUTUBRO DE 2003. 0 GOVERNADOR DO ESTADO DA PARAÍBA: Dispõe sobre a criação do Fundo de Apoio ao Registro das Pessoas Naturais - FARPEN e da Contribuição ao Custeio dos Atos Gratuitos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA AUDITORIA GERAL DO ESTADO ATO DO AUDITOR *INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE Nº 29 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014

SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA AUDITORIA GERAL DO ESTADO ATO DO AUDITOR *INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE Nº 29 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014 SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA AUDITORIA GERAL DO ESTADO ATO DO AUDITOR *INSTRUÇÃO NORMATIVA AGE Nº 29 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2014 ESTABELECE NORMAS DE ORGANIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DAS PRESTAÇÕES DE CONTAS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA SAREC Nº 01, de 02 de janeiro de 2014 Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados nos processos administrativos relativos à baixa de inscrição. O SECRETÁRIO MUNICIPAL ADJUNTO DA

Leia mais

B) CARTAS: A menção aos artigos 221, 222 e 238 (atual CPC) será retirada do teor dos modelos institucionais, conforme exemplos abaixo:

B) CARTAS: A menção aos artigos 221, 222 e 238 (atual CPC) será retirada do teor dos modelos institucionais, conforme exemplos abaixo: I) CATEGORIAS: (5), (1), PRECATÓRIAS (46): 1) ATOS PROCESSUAIS DO TEMPO E LUGAR DOS ATOS PROCESSUAIS: De: Art. 172, 2º CPC/1973 Para: Art. 212, 2º NCPC/2015 A) E PRECATÓRIAS: A menção aos benefícios do

Leia mais

RESOLUÇÃO TCE/MA Nº 214, DE 30 DE ABRIL DE 2014.

RESOLUÇÃO TCE/MA Nº 214, DE 30 DE ABRIL DE 2014. RESOLUÇÃO TCE/MA Nº 214, DE 30 DE ABRIL DE 2014. Dispõe sobre os procedimentos de acompanhamento, controle e registro das decisões que resultem em sanção a ser aplicada pelo Tribunal de Contas do Estado

Leia mais

Resolução CAJ/SSA/OAB/SP n.º 03/2013

Resolução CAJ/SSA/OAB/SP n.º 03/2013 Resolução CAJ/SSA/OAB/SP n.º 03/2013 Dispõe sobre o Plano Estratégico de Atuação da Comissão de Assistência Judiciária, e dá outras providências. A Comissão de Assistência Judiciária da Subseção de Santo

Leia mais

Para interposição de recurso especial e de recurso ordinário em mandado de segurança são devidos porte de remessa e retorno dos autos e custas.

Para interposição de recurso especial e de recurso ordinário em mandado de segurança são devidos porte de remessa e retorno dos autos e custas. DÚVIDAS FREQÜENTES RECOLHIMENTO DAS CUSTAS E DO PORTE DE REMESSA E RETORNO DOS AUTOS DO RECURSO ESPECIAL E DO RECURSO ORDINÁRIO DE COMPETÊNCIA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Para interposição de recurso

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO. O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO. O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO Nº 730 /10 Dispõe sobre a requisição e a cessão de servidores e empregados públicos para auxiliarem os trabalhos de preparação e realização das Eleições

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009.

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Revoga a Instrução Normativa nº 006, de 30 de junho de 2004, e estabelece os procedimentos para formalização do Processo de Acompanhamento

Leia mais

de 21 de junho de 2011, e considerando o disposto na Lei nº 5.147, de 25 de julho de 2005, resolve:

de 21 de junho de 2011, e considerando o disposto na Lei nº 5.147, de 25 de julho de 2005, resolve: Instrução Normativa SMR nº 5, de 15 de outubro de 2015. Estabelece os procedimentos para dedução da base de cálculo do ISS dos valores dos materiais empregados na construção civil. O SECRETÁRIO MUNICIPAL

Leia mais

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARANÁ GABINETE DO DELEGADO GERAL PORTARIA Nº 001/2006-DPC

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARANÁ GABINETE DO DELEGADO GERAL PORTARIA Nº 001/2006-DPC PORTARIA Nº 001/2006-DPC O DELEGADO GERAL DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições legais e regulamentares, CONSIDERANDO a edição do Estatuto do Desarmamento, aprovado pela Lei Federal

Leia mais

OFÍCIO-CIRCULAR Nº 060/2015-CGJ. Senhores Magistrados e Servidores:

OFÍCIO-CIRCULAR Nº 060/2015-CGJ. Senhores Magistrados e Servidores: OFÍCIO-CIRCULAR Nº 060/2015-CGJ Processo n º. 4973-14/000003-2 Porto Alegre, 11 de junho de 2015. Divulga orientações relativas à incidência e aplicação prática da Lei Estadual nº 14.634/14, que institui

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro DECRETO Nº 7.827, DE 16 DE OUTUBRO DE 2012

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro DECRETO Nº 7.827, DE 16 DE OUTUBRO DE 2012 Ministério da Saúde Gabinete do Ministro DECRETO Nº 7.827, DE 16 DE OUTUBRO DE 2012 Regulamenta os procedimentos de condicionamento e restabelecimento das transferências de recursos provenientes das receitas

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.975/2011 (Publicada no D.O.U. de 29 de julho de 2011, Seção I, p. 336-337) Revogada pela Resolução CFM nº 1979/2011 Fixa os valores das anuidades e taxas

Leia mais

Decreto n 3.391/2.013

Decreto n 3.391/2.013 Decreto n 3.391/2.013 Dispõe sobre a cobrança e parcelamento de créditos tributários e não-tributários pela Procuradoria Jurídica do Município de Ouro Preto. O Prefeito de Ouro Preto, no exercício de seu

Leia mais

Mestre Anderson Nogueira Oliveira Prática Jurídica I PETIÇÃO INICIAL

Mestre Anderson Nogueira Oliveira Prática Jurídica I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL 1. ENDEREÇAMENTO a) Fundamentação I Art. 42 a 53 do Novo CPC II Art. 108 e 109 da Constituição Federal de 1988 2. EXEMPLOS DE ENDEREÇAMENTOS VARA CÍVEL ESTADUAL Excelentíssimo Senhor Doutor

Leia mais

RESOLUÇÃO AGE Nº 223, DE 17 DE SETEMBRO DE 2008.

RESOLUÇÃO AGE Nº 223, DE 17 DE SETEMBRO DE 2008. RESOLUÇÃO AGE Nº 223, DE 17 DE SETEMBRO DE 2008. Dispõe sobre o rateio dos honorários de sucumbência devidos aos integrantes da carreira de Advogado Autárquico. O ADVOGADO-GERAL DO ESTADO, no uso de suas

Leia mais

ESTADO DE SÃO P A U L O

ESTADO DE SÃO P A U L O RESOLUÇÃO SC N.º 110, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013. Dispõe sobre a aplicação das sanções administrativas previstas na Lei Federal 8.666, de 21.06.1993 e na Lei Estadual 6.544, de 22.11.1989, no âmbito dos

Leia mais

II - ao Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens e Direitos - ITCMD;

II - ao Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens e Direitos - ITCMD; DECRETO Nº 61.696, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2015 Regulamenta a Lei nº 16.029, de 3 de dezembro de 2015, que institui o Programa de Parcelamento de Débitos - PPD no Estado de São Paulo e dá outras providências.

Leia mais

Direito Processual Civil IV

Direito Processual Civil IV Direito Processual Civil IV 8º Semestre Profª Maria Carolina Beraldo carolberaldo@gmail.com EXECUÇÃO Teoria Geral (cont.) Títulos executivos judiciais Art. 475-N. São títulos executivos judiciais: (Incluído

Leia mais

RESOLUÇÃO N 2.025. Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos.

RESOLUÇÃO N 2.025. Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. RESOLUÇÃO N 2.025 Altera e consolida as normas relativas à abertura, manutenção e movimentação de contas de depósitos. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31.12.64, torna

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PODER JUDICIÁRIO. Provimento nº 06/2012

ESTADO DE SERGIPE PODER JUDICIÁRIO. Provimento nº 06/2012 Provimento nº 06/2012 Dispõe sobre a lavratura de Escritura Pública de Declaração de União Estável homoafetiva e autoriza o processamento de pedido de habilitação para casamento entre pessoas do mesmo

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.979/2011 (Publicada no D.O.U. 13 dez. 2011. Seção I, p.224-225) Fixa os valores das anuidades e taxas para o exercício de 2012, revoga as Resoluções CFM

Leia mais

Art. 267. Extingue-se o processo, sem resolução de mérito:(redação dada pela Lei nº 11.232, de 2005) V -quando o juiz acolher a alegação de

Art. 267. Extingue-se o processo, sem resolução de mérito:(redação dada pela Lei nº 11.232, de 2005) V -quando o juiz acolher a alegação de 1. (OAB 136) De acordo com o Código de Processo Civil (CPC), extingue-se o processo sem resolução de mérito quando A) o juiz reconhece a prescrição ou a decadência. B) as partes transigem. C) o autor renuncia

Leia mais

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015

Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Informe Técnico Agência das Bacias PCJ n 01/2015 Procedimentos e Requisitos Necessários para a Solicitação de inclusão no Mecanismo Diferenciado de Pagamento Abatimento do ValorDBO, referente a cobrança

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO DE REFORMA AGRÁRIA INCRA Superintendência Regional do Rio Grande do Sul

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO DE REFORMA AGRÁRIA INCRA Superintendência Regional do Rio Grande do Sul MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO INSTITUTO NACIONAL DE COLONIZAÇÃO DE REFORMA AGRÁRIA INCRA Superintendência Regional do Rio Grande do Sul EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS A LOTES VAGOS EM ASSENTAMENTOS

Leia mais

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014.

DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. DOM DE 03/09/2014 Republicada, no DOM de 09/09/2014, por ter saído incompleta. Alterada pela IN nº 36/2014, no DOM de 15/10/2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA SEFAZ/DGRM Nº 29/2014 Dispõe sobre os procedimentos

Leia mais

TERMO DE ACORDO DE PARCELAMENTO JUDICIAL

TERMO DE ACORDO DE PARCELAMENTO JUDICIAL TERMO DE ACORDO DE PARCELAMENTO JUDICIAL IDENTIFICAÇÃO DO SUJEITO PASSIVO: Nome: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Aos...dias do mês de... de 20..., compareceu à Procuradoria-Geral do Estado o representante

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 11, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013. (Republicação)

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 11, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013. (Republicação) PROVIMENTO CONJUNTO Nº 11, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013. (Republicação) (Texto compilado com as alterações promovidas pelo Provimento Conjunto nº 06/2014) Dispõe sobre procedimentos a serem observados nas

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos relacionados ao andamento dos processos judiciais em sede dos Juizados Especiais Cíveis.

Estabelecer critérios e procedimentos relacionados ao andamento dos processos judiciais em sede dos Juizados Especiais Cíveis. Proposto por: Equipe do Juizado Especial Cível Analisado por: Representante da Administração Superior (RAS Coordenador) Aprovado por: Juiz de Direito Coordenador do SIGA/JEC 1 OBJETIVO Estabelecer critérios

Leia mais

NOVO CPC: A HOMOLOGAÇÃO DE SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL

NOVO CPC: A HOMOLOGAÇÃO DE SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL NOVO CPC: A HOMOLOGAÇÃO DE SENTENÇA ESTRANGEIRA DE DIVÓRCIO CONSENSUAL Gracielle Veloso Advogada. Consultora Notarial, Registral e Imobiliária A eficácia da sentença estrangeira no Brasil depende de prévia

Leia mais

CARTILHA SOBRE O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA. Sumário

CARTILHA SOBRE O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA. Sumário CNPDP Certidão de Não Pagamento de Despesas Processuais CARTILHA SOBRE O FUNCIONAMENTO DO SISTEMA Elaborado por: Gerência de Orientação aos Sistemas Judiciais Informatizados (GESCOM) e Gerência de Sistemas

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 159/2014-TCE/AP

RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 159/2014-TCE/AP RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 159/2014-TCE/AP Estabelece normas sobre o processo de homologação dos cálculos das quotas de ICMS devidas aos Municípios, conforme determina o art. 112, XVII da Constituição Estadual.

Leia mais

2. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

2. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 2. AÇÃO DE 2.1 O direito de pagar - É um dever ou um direito? - A mora do credor exclui a do devedor? 2.2 A liberação natural e a liberação forçada do devedor - Liberação natural: pagamento por acordo

Leia mais

RESOLUÇÃO AGE Nº 15 DE 16 DE JUNHO DE 2016.

RESOLUÇÃO AGE Nº 15 DE 16 DE JUNHO DE 2016. RESOLUÇÃO AGE Nº 15 DE 16 DE JUNHO DE 2016. Regulamenta procedimentos atinentes à carga de autos no Poder Judiciário e a sua movimentação no âmbito interno da Advocacia-Geral do Estado. O ADVOGADO-GERAL

Leia mais

Ano 2015, Número 243 Brasília, quinta-feira, 24 de dezembro de 2015 Página 79

Ano 2015, Número 243 Brasília, quinta-feira, 24 de dezembro de 2015 Página 79 Página 79 PUBLICAÇÃO DE DECISÕES Nº 484/2015 RESOLUÇÃO Nº 23.466 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 576-62.2015.6.00.0000 CLASSE 26 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relatora: Ministra Maria Thereza de Assis Moura Interessado:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE Corregedoria Geral da Justiça

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO ACRE Corregedoria Geral da Justiça OF/COGER/Nº 179/2014 Rio Branco-AC, 30 de abril de 2014. A Sua Excelência o Senhor Clovis de Souza Lodi Juiz de Direito em exercício na Vara Única - Cível da Comarca de Assis Brasil Assunto: Correição

Leia mais

REGIMENTO DE CUSTAS E EMOLUMENTOS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Lei Complementar 156/97

REGIMENTO DE CUSTAS E EMOLUMENTOS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Lei Complementar 156/97 REGIMENTO DE CUSTAS E EMOLUMENTOS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Lei Complementar 156/97 LEI COMPLEMENTAR nº 219, de 31de dezembro de 2001 (Alterada pela Lei Complementar n. 242, de 30 de dezembro de 2002,

Leia mais

Secretaria de Defesa Social POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO Gabinete do Chefe de Polícia PORTARIA GAB/PCPE Nº 686/2011

Secretaria de Defesa Social POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO Gabinete do Chefe de Polícia PORTARIA GAB/PCPE Nº 686/2011 2011. Recife, 21 de junho de PORTARIA GAB/PCPE Nº 686/2011 Dis ciplina o processo de programação e controle de férias dos servidores da Polícia Civil de Pernambuco para o exercício de 2012, e dá outras

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE CARTAS PRECATÓRIAS (POR ADVOGADOS E JUÍZOS DEPRECANTES) PJE

DISTRIBUIÇÃO DE CARTAS PRECATÓRIAS (POR ADVOGADOS E JUÍZOS DEPRECANTES) PJE DISTRIBUIÇÃO DE CARTAS PRECATÓRIAS (POR ADVOGADOS E JUÍZOS DEPRECANTES) PJE PJE 1 ÍNDICE Definições... Distribuição de carta precatória POR ADVOGADO... Distribuição de carta precatória POR JUÍZO DEPRECANTE...

Leia mais

PROCURADORIA A GERAL DO ESTA T DO DE SÃO PA P ULO

PROCURADORIA A GERAL DO ESTA T DO DE SÃO PA P ULO PROCURADORIA GERAL DO ESTADO DE SÃO PAULO V Curso de Aperfeiçoamento e Prática Forense dos Estagiários da Procuradoria Judicial da Capital 06/11/2014 PREVIDENCIÁRIO DE PENSÃO POR MORTE CONCEDIDO EM DESCONFOMIDADE

Leia mais

LEI Nº15.834, 27 de julho de 2015. DISPÕE SOBRE DESPESAS PROCESSUAIS DEVIDAS AO ESTADO DO CEARÁ.

LEI Nº15.834, 27 de julho de 2015. DISPÕE SOBRE DESPESAS PROCESSUAIS DEVIDAS AO ESTADO DO CEARÁ. LEI Nº15.834, 27 de julho de 2015. DISPÕE SOBRE DESPESAS PROCESSUAIS DEVIDAS AO ESTADO DO CEARÁ. O GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ. Faço saber que a Assembleia Legislativa decretou e eu sanciono a seguinte

Leia mais

Resolução nº 5063, de 30 de março de 2016

Resolução nº 5063, de 30 de março de 2016 Altera a Resolução nº 233 de 25/06/2003 Altera a Resolução nº 3075 de 26/03/2009 Altera a Resolução nº 4282 de 17/02/2014 Resolução nº 5063, de 30 de março de 2016 Dispõe sobre procedimentos a serem observados

Leia mais

DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL:

DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL: DOCUMENTOS PARA OBTER PRIMEIRO CREDENCIAMENTO; AUTÔNOMO PESSOA FÍSICA: 1. Requerimento do interessado (acompanhado de cópia do RG ou CNH do mesmo); 2. Carteira Nacional de Habilitação Categoria D ou E

Leia mais

De acordo com a relação de credores publicada, consta o seguinte crédito de sua titularidade:

De acordo com a relação de credores publicada, consta o seguinte crédito de sua titularidade: Belo Horizonte, [DATA] Comunicado: [NUMERAÇÃO] A/C [NOME DA EMPRESA] Prezado (s) Senhor (es), Em cumprimento ao disposto no art. 22, inc. I, a, da Lei n. 11.101/2005, na qualidade de Administrador Judicial

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2016-GR/UFAL, de 02/06/2016.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2016-GR/UFAL, de 02/06/2016. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL Gabinete da Reitoria GR/UFAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2016-GR/UFAL, de 02/06/2016. Dispõe sobre o parcelamento extrajudicial de créditos

Leia mais

Sumário. Prefácio, xv

Sumário. Prefácio, xv Prefácio, xv 1 2 Recursos, 1 1 Conceito, 1 2 Natureza jurídica do recurso, 2 3 Atos sujeitos a recurso, 2 4 Princípios gerais dos recursos, 3 5 Recursos previstos no CPC, 3 5.1 Apelação, 4 5.2 Embargos

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É OBRIGATÓRIA!

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É OBRIGATÓRIA! CONTRIBUIÇÃO SINDICAL CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É OBRIGATÓRIA! CONTRIBUIÇÃO SINDICAL É BRIGATÓRIA A Contribuição Sindical, prevista no art. 578 da CLT e capítulos seguintes, tem caráter obrigatório, sendo

Leia mais

O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Resolução CFC nº 1.050/05 Aprova a NBC P 2.3 Impedimento e Suspeição O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas Brasileiras de

Leia mais

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL

PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL Programa (60 horas) I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II ACESSO AO DIREITO 2.1 Modalidades de acesso

Leia mais

Extensão dos efeitos de decisão judicial transitada em julgado a quem não foi parte na relação processual

Extensão dos efeitos de decisão judicial transitada em julgado a quem não foi parte na relação processual Extensão dos efeitos de decisão judicial transitada em julgado a quem não foi parte na relação processual Parecer n o 14/00-CRTS Ementa: 1.Extensão dos efeitos de decisão judicial transitada em julgado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ CONSULTA DE PROCESSOS DO 1º GRAU - INTERNET

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ CONSULTA DE PROCESSOS DO 1º GRAU - INTERNET DADOS DO PROCESSO PODER JUDICIÁRIO Nº Processo: 0005466-33.2013.814.0008 Data da Distribuição: Comarca: BARCARENA Instância: Vara: 1º GRAU 1ª VARA CIVEL DE BARCARENA Gabinete: GABINETE DA 1ª VARA CIVEL

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 249, de 2012. Dispõe sobre a atividade dos corretores de seguros de ramos elementares e dos corretores de seguros de vida,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, inciso V, da Constituição Estadual,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, inciso V, da Constituição Estadual, Dispõe sobre a reavaliação e a renegociação dos contratos em vigor e das licitações em curso, no âmbito dos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual. O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso

Leia mais

TÍTULOS DE CRÉDITO AÇÕES

TÍTULOS DE CRÉDITO AÇÕES AÇÕES Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br MSN: armindocastro1@hotmail.com Homepage: www.armindo.com.br Cel: 8405-7311 AÇÃO CAMBIÁRIA CONCEITO Ação de execução de títulos de crédito.

Leia mais

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF

Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal SINJ-DF DECRETO Nº 33.564, DE 09 DE MARÇO DE 2012. Regulamenta as hipóteses de impedimento para a posse e exercício na administração pública direta

Leia mais

ÍNDICE GERAL. Índice Sistemático... Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 1. Bibliografia... 1809

ÍNDICE GERAL. Índice Sistemático... Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 1. Bibliografia... 1809 ÍNDICE GERAL Índice Sistemático... VII Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 1 Bibliografia... 1809 Índice Alfabético-Remissivo do Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015)...

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMBORIÚ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EDITAL N 019/2015 Dispõe sobre os procedimentos de matrícula e rematrícula para atualização de dados dos alunos e abre as inscrições para as novas matrículas na rede pública municipal de ensino para o

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO Registro: 2013.0000222885 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0021361-58.2009.8.26.0196, da Comarca de Franca,

Leia mais

PROFESSOR AO VIVO. Revisão Prof. Darlan Barroso. Estudo Dirigido Execução

PROFESSOR AO VIVO. Revisão Prof. Darlan Barroso. Estudo Dirigido Execução PROFESSOR AO VIVO Revisão Prof. Darlan Barroso Estudo Dirigido Execução Ação de conhecimento ou execução? Documento é título executivo? Qual o tipo de título? Qual a obrigação? Documento é título executivo?

Leia mais

A responsabilidade do preposto no exercício de sua função. Solange Dias Neves Advogada OAB/RS 34.649

A responsabilidade do preposto no exercício de sua função. Solange Dias Neves Advogada OAB/RS 34.649 A responsabilidade do preposto no exercício de sua função. Solange Dias Neves Advogada OAB/RS 34.649 A proposta de trabalho: Levar para a empresa o aperfeiçoamento dos empregados que exercem cargos de

Leia mais

A presidente do Conselho Regional de Serviço Social CRESS 17ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

A presidente do Conselho Regional de Serviço Social CRESS 17ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CRESS Nº 034/2010. Vitória 30 de julho de 2010 A presidente do Conselho Regional de Serviço Social CRESS 17ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais, Considerando a aprovação

Leia mais

A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho)

A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho) 1 A contestação na prova da 2ª fase da OAB (Direito do Trabalho) Carlos Augusto Marcondes de Oliveira Monteiro * Mais uma segunda fase se aproxima. Conforme mencionei no artigo anterior, 3 são as principais

Leia mais

OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL. Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB.

OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL. Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB. OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE EMPRESARIAL PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL Artigo 9º e 4º do artigo 10 Lei 11.101/2005, procuração, CPC e estatuto da OAB. Trata-se de uma habilitação de crédito retardatária.

Leia mais

Processos Urgentes Procedimentos Cautelares

Processos Urgentes Procedimentos Cautelares PRÁTICAS PROCESSUAIS ADMINISTRATIVAS Processos Urgentes Coimbra, 28.10.2010 José Pereira de Sousa - Advogado 1 Os Processos Urgentes e os cumprem o Princípio da Tutela Jurisdicional Efectiva, princípio

Leia mais

Documentos exigidos para registro de Representante Comercial Autônomo (RCA), pessoa natural, em acordo com o art. 3º da Lei nº 4.886/65 e alterações):

Documentos exigidos para registro de Representante Comercial Autônomo (RCA), pessoa natural, em acordo com o art. 3º da Lei nº 4.886/65 e alterações): Fone/Fax: (67) 3047-0707 / 9982-0503 Site: www.corems.org.br E-Mail: corems@corems.org.br Documentos exigidos para registro de Representante Comercial Autônomo (RCA), pessoa natural, em acordo com o art.

Leia mais

PROCESSO: 0262600-66.1992.5.01.0013 - RTOrd Acórdão - 7a Turma

PROCESSO: 0262600-66.1992.5.01.0013 - RTOrd Acórdão - 7a Turma PROCESSO: 0262600-66.1992.5.01.0013 - RTOrd Acórdão - 7a Turma CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS SUPOSTA INÉRCIA DO INSS PRECLUSÃO INEXISTÊNCIA EXECUÇÃO DE OFÍCIO IMPOSIÇÃO CONSTITUCIONAL Tratando-se de crédito

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 24ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 24ª CÂMARA DE DIREITO PRIVADO Registro: 2012.0000352134 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 0059371-75.2012.8.26.0000, da Comarca de São José dos Campos, em que é agravante LUIZ ARAUJO SIQUEIRA,

Leia mais

Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 12/2015

Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 12/2015 Prefeitura de São José do Rio Preto, 09 de Setembro de 2015. Ano XII nº 3534 DHOJE SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO SME Nº 12/2015 Regulamenta o processo de Remoção por títulos dos titulares

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL 2ª Vara Federal da 15ª Subseção Judiciária São Carlos

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL 2ª Vara Federal da 15ª Subseção Judiciária São Carlos PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL 2ª Vara Federal da 15ª Subseção Judiciária São Carlos Popular, quer por meio de empresa/firma individual, quer por intermédio de sociedade constituída sob qualquer das

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DISTRIBUIÇÃO

MANUAL DO USUÁRIO DISTRIBUIÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DERUS Departamento de Relacionamento com o Usuário MANUAL DO USUÁRIO DISTRIBUIÇÃO VERSÃO 3.11 GRERJ Eletrônica TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

Publicada no Diário Oficial de Santa Catarina, número 19.854 de 10/07/2014

Publicada no Diário Oficial de Santa Catarina, número 19.854 de 10/07/2014 RESOLUÇÃO Nº 01/2014 Publicada no Diário Oficial de Santa Catarina, número 19.854 de 10/07/2014 A presente Resolução, com fundamento no art. 8º, IV, da Lei nº. 8934/94, visa regular aspectos referentes

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 norte, lote 7, Bloco B Brasília DF. CEP 70.760-542.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 norte, lote 7, Bloco B Brasília DF. CEP 70.760-542. Curitiba, 04 de abril de 2016. Ao Egrégio CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 norte, lote 7, Bloco B Brasília DF. CEP 70.760-542. E mail: atividadeperitos@cnj.jus.br Ref. Consulta pública relativa

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ESPECIAL DE COMPENSAÇÃO FECOM

REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ESPECIAL DE COMPENSAÇÃO FECOM REGIMENTO INTERNO DO FUNDO ESPECIAL DE COMPENSAÇÃO FECOM Fundo Especial de Compensação FECOM Presidente Carlos Afonso Santos de Andrade Membros Amanda de Jesus Moraes Bezerra Casas Tesoureira Nilmar Dutra

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL ESPECIAL DE FINANÇAS Gabinete do Secretário

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL ESPECIAL DE FINANÇAS Gabinete do Secretário RESOLUÇÃO SEMFI Nº 007/2008 Complementa normas para tramitação de expedientes no âmbito da Secretaria Municipal Especial de Finanças, e dá outras providências. O Secretário Municipal Especial de Finanças

Leia mais