INFLUÊNCIA DA OBSTRUÇÃO RESPIRATÓRIA NASAL NO CRESCIMENTO VERTICAL MAXILAR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFLUÊNCIA DA OBSTRUÇÃO RESPIRATÓRIA NASAL NO CRESCIMENTO VERTICAL MAXILAR"

Transcrição

1 13 INFLUÊNCIA DA OBSTRUÇÃO RESPIRATÓRIA NASAL NO CRESCIMENTO VERTICAL MAXILAR The influence of nasal breath obstruction in maxillary vertical growth Silvia Mara Rodrigues da Silva * Silva SMR. Influência da obstrução respiratória nasal no crescimento vertical maxilar. SOTAU R. virtual Odontol. 2007, 1(3) Resumo O objetivo deste trabalho foi estabelecer uma relação entre a obstrução respiratória nasal e o aumento vertical maxilar, através da cefalometria. Sessenta imagens radiográficas cefalométricas laterais, de indivíduos brasileiros, em uma faixa etária entre 7 e 16 anos, foram divididas em dois grupos, 30 respiradores nasais e 30 respiradores bucais, sem relato de tratamento ortodôntico anterior. Para avaliação do crescimento vertical foi medido o ângulo do Plano Palatino e Mandibular. O teste t de Student apresentou para os grupos masculino e total significância estatística com o valor de p <0,0001, o que confirma a hipótese de que existe diferença estatística entre pacientes respiradores bucais e respiradores nasais, com o aumento do valor de ENA-ENP.Go-Me no grupo bucal indicando maior crescimento vertical posterior da maxila nestes pacientes. Concluiu-se que pacientes respiradores bucais apresentaram aumento do ângulo ENA_ENP. Go-Me; o dimorfismo sexual deve ser estudado para justificar melhor a diferença entre homens e mulheres. O rosto longo apresentado por estes pacientes é devido ao crescimento vertical da maxila, especialmente na região posterior, que inclina o plano palatino e provoca o giro mandibular. Abstract The aim of this research was to establish the relation between nasal obstruction and vertical growth through cephalometric exam. Sixty cephalometric radiograph exams from Brazilian individuals, aged 7-16 years, were divided in two groups, with 30 nasal breathers and 30 oral breathers, without previous orthodontic treatment. In order to evaluate the vertical growth, the angle formed by Palatine and Madibular Plane was measured for each subject. The Student s t test showed statistical significance to male group and total group (p<0,001), and that confirms the hypothesis of different growth between oral and nasal breathers, with higher values NAS-PNS.GoMe meaning more vertical maxillary growth in oral breather group. In conclusion, oral breathing individuals presented higher NAS-PNS.GoMe angle; the sexual dimorphism have to be better studied. The long face patterns of these individuals results from maxillary vertical growth, specially in posterior region, and causes inclination of the palatine plane and mandibular rotation. Palavras-Chaves Respiração bucal, crescimento & desenvolvimento Keywords Mouth breathing, growth & development * Especialista em Ortodontia pelo CTA

2 14 INTRODUÇÃO A respiração é a primeira função desenvolvida por ocasião do nascimento, estabelecendo-se como principal função do organismo. Somente as cavidades nasais possuem as condições perfeitas para filtrar partículas e microorganismos do ar e fazer com que ele chegue aos pulmões na temperatura ideal, favorecendo o organismo com uma excelente oxigenação e, conseqüentemente, proporcionando melhor qualidade de vida para o indivíduo 1. A cabeça do recém-nato corresponde a um quarto do tamanho do corpo, chegando à puberdade a um oitavo do corpo; isto mostra que partes do nosso organismo crescem em diferentes velocidades nas várias fases da vida 2. Atualmente muitos pacientes apresentam um quadro de respiração bucal associados a problemas ortodônticos. Esse distúrbio da respiração está associado ao desvio de outras funções estomatognáticas: sucção, mastigação, deglutição e fala, causando importante alteração morfofuncional nesse sistema. A hipertrofia das vegetações adenóides é a maior causadora da face alongada 4, porém existem autores 5 que procuram alertar não ser só a hipertrofia a responsável por esta deformidade, mas também a rinite alérgica. O prejuízo respiratório nasal foi associado a crescimento vertical alterado durante pelo menos meio século. Nos estudos de Trask 6 e Bresolin 7 esse aumento vertical já foi sugerido. A resposta postural imediata a uma obstrução nasal foi a abertura significante dos lábios, mandíbula rotada para trás e movimento descendente do osso hióide 8. Estas respostas funcionais poderiam ser associadas a um mecanismo reflexivo que facilitam a passagem do ar pela orofaringe 9. A deformidade facial, como a face longa, olheiras, olhos caídos, lábios entreabertos, protrusão da arcada superior, retrusão da arcada inferior e lábios ressecados, hipotônicos é uma realidade no respirador bucal. Além disso, existem outras alterações importantes nestes pacientes, coma a síndrome da apnéia noturna, a hipoventilação pulmonar e desenvolvimento anormal do tórax. MATERIAIS E MÉTODOS Figura 1. Planos Palatino (ENA-ENP) e Mandibular (Go- Me) Como a face tem maior velocidade de crescimento nos primeiros dez anos de vida 3, é necessário propiciar as melhores condições para que este desenvolvimento se processe da maneira mais harmônica possível, sendo que a obstrução nasal constitui uma das causas mais freqüentes na alteração do desenvolvimento. Todo paciente com obstrução nasal crônica pode tornar-se um respirador bucal, o que normalmente leva a alteração na face, principalmente durante a fase de crescimento. A respiração bucal, seja ela causada por fatores alérgicos, obstrutivos ou ainda viciosos, é um distúrbio que incomoda e diminui muito a qualidade de vida das pessoas portadoras de tal síndrome. O material foi obtido através da análise de 200 prontuários do arquivo da clínica de ortodontia do CTA no município de São José dos Campos, estado de São Paulo. Foram objetos deste estudo 60 imagens radiográficas cefalométricas laterais, de indivíduos brasileiros, em uma faixa etária entre 7 e 16 anos, divididos em duas amostras, onde 30 eram respiradores nasais e 30 respiradores bucais, cada grupo composto de 15 do gênero feminino e 15 do gênero masculino. Todas as crianças apresentavam dentição completa, ausência de cáries, ausência de restaurações e/ou, no máximo, pequenas restaurações sem relato de tratamento ortodôntico anterior. Para a avaliação do crescimento facial, foram realizados os traçados das 60 radiografias, selecionando-se os planos: Plano Palatal (ENA-ENP): para o seu traçado foram utilizados os pontos Espinha Nasal Anterior e Espinha Nasal Posterior. Plano Mandibular (Go-Me): Para seu traçado são utilizados os pontos: Gônio e Mentoniano.

3 15 O ângulo ENA-ENP/Go-Me, formado pelos planos palatino e mandibular foi o escolhido para avaliar os efeitos da respiração bucal no crescimento facial (Figura 1). Para a análise dos níveis de significância das diferenças entre as médias aritméticas do ângulo formado pelos planos ENA-ENP e Go-Me entre grupos, foi utilizado o teste t de Student. RESULTADOS O resultado das variáveis estudadas nos gupos RBF (respiradores bucais femininos), RBM (respiradores bucais masculinos), RNF (respiradores nasais femininos), e RNM (respiradores nasais masculinos) estão na Tabela 1. ENA-ENP.Go-Me Grupos: Média (Desvio Padrão) Fem Nasal Fem Bucal 28,67 (±4,43) 31,47 (±3,85) 0,075 N.S. Masc Nasal Masc Bucal 25,80 (±5,15) 35,13 (±5,26) >0,0001 Total Nasal Total Bucal 27,58(±4,88) 33,36 (±5,07) >0,0001 Tabela 1. Resultado do teste t de Student. Para a análise dos níveis de significância das diferenças entre as medidas do ângulo formado pelos planos Palatino e Mandibular entre grupos, foi utilizado o teste t de Student, comparando-se os grupos feminino (nasal e bucal), masculino (nasal e bucal) e todos os respiradores nasais e respiradores bucais 10. A Tabela 1 apresenta os resultados da comparação entre os grupos do teste t de Student, mostrando que entre os grupos respiradores nasais e respirador bucal feminino, o resultado não é estatisticamente significante no intervalo de confiança de 95%, podendo-se, entretanto considerá-lo como marginalmente significante, pois a diferença entre estes grupos tem 7,5% de possibilidade de ocorrer por acaso. Convém lembrar que o grupo feminino apresenta a maior diferença da média de idade, com os respiradores nasais mais próximos do surto puberal de crescimento (Tabela 2). Os grupos masculino e total apresentaram significância estatística com o valor de p < 0,0001, o que confirma a hipótese de que existe diferença estatística no valor do ângulo ENA-ENP.Go-Me entre pacientes respiradores bucais e p respiradores nasais, com o aumento do valor no grupo bucal, indicando maior crescimento vertical posterior da maxila nestes pacientes (Figura 2). DISCUSSÃO O respirador bucal tem maior crescimento vertical da Maxila, representado pelo ângulo do plano palatino com o plano mandibular. A estatística mostrou grande diferença para os grupos Total e para o Masculino, mas não tão grande para o grupo feminino. Idade Média (D.P.) Dif Nasal 12,43 (±3,24) Masculino Bucal 11,64 (±2,57) 0,79 Feminino Nasal 12,28 (±1,99) Bucal 10,78 (±1,71) 1,51 Total Nasal 12,36 (±2,64) Bucal 11,21 (±2,19) 1,15 Total Geral 11,78 (±2,47) Tabela 2. Mostra a média de idade dos grupos e o desvio padrão As alterações ocorrem de forma mais significativa nos períodos de maior crescimento. O resultado apenas marginalmente significante encontrado na diferença do grupo feminino pode ser explicado pela diferença na idade da amostra. Embora a diferença de idade entre os grupos não seja significativa, no grupo feminino a diferença foi de 1,51 anos, o grupo feminino respirador bucal está em fase de crescimento mais adiantado, o que pode explicar o resultado inconsistente neste grupo (Tabela 2). Também é possível deduzir do boxplot na figura 2, que o grupo feminino tem distribuição diferente dos demais grupos, podendo ser causada por características faciais não relacionadas com o tipo de respiração. O crescimento da parte posterior do palato, indicado pelo aumento do ângulo ENA-ENP. Go-Me pode ser observado clinicamente pelo nariz curto e arrebitado apresentado por estes pacientes 1,11. Além da recuperação da forma feita pelo ortodontista, é necessário que a função respiratória nasal seja restabelecida para que seja obtida a estabilidade do resultado 1,3,12. O ângulo do plano Palatino e plano Mandibular está aumentado nos grupos de respiradores bucais. Isto ocorre pelo crescimento maior da parte posterior da maxila, causando aumento da face posterior pela rotação mandibular. Em um estudo para determinar a associação entre rosto longo e função respiratória, Harvold et al13 e Yamada14 produziram artificialmente respiração bucal em macacos, encontrando maior divergência, gerando rosto longo nos espécimes.

4 16 O dimorfismo sexual deve ser estudado para justificar melhor a diferença entre homens e mulheres. O rosto longo apresentado por estes pacientes é devido ao crescimento vertical da maxila, especialmente na região posterior, que inclina o plano palatino e provoca o giro mandibular. O reconhecimento dos efeitos da respiração bucal deve ser feita o mais precocemente possível, para minimizar os efeitos deletérios no crescimento facial. É fundamental a importância do tratamento multidisciplinar, envolvendo ortodontista, fonoaudiólogo e otorrinolaringologista, para estabilidade do caso. Figura 2. Boxplot com os resultados da amostra. A adenoidectomia modifica ou corrige o padrão de crescimento produzido pela hipertrofia15. Este resultado foi observado por Linder-Aronson et al. em estudo sobre crescimento de pacientes que realizaram esta cirurgia. Further, Woodside e Linder-Aronson 16 e também Sarver 17 encontraram correlação positiva entre resistência da via aérea nasal e altura da face anterior. Muita atenção é dada ao formato do palato, como ogival11, e ao estreitamento da arcada superior, porém no respirador bucal, o ortodontista está em face de um problema vertical. A expansão palatina, embora indicada, necessita de ser acompanhada de controle do crescimento vertical, para evitar o giro da mandíbula e aumento da face, aumentando a face longa. Foi sugerido por Vellini 18 e Moyers 19,20 que os problemas respiratórios nasais são um fator local importante para a má oclusão associado à deformidade dento alveolar. CONCLUSÕES Com base nos dados obtidos neste trabalho, é possível concluir que: Pacientes respiradores bucais apresentam aumento do ângulo ENA-ENP.Go-Me. REFERÊNCIAS 1. Lusvarghi L. Identificando o respirador bucal. Revista da APCD 1999;53(4): Subtelny JD. Effect of diseases of tonsila and adenoids on dentofacial morphology. An. Otol. Rhinol. Laryngol.1975;84: Mocellin M. Respirador bucal. In: Petrelli E. Ortodontia para fonoaudiologia. São Paulo: Lovise; 1992.p Gerlach H. Klinische erfahrungen uber die Korrelation von Mundatung und Kieferanomalien [Clinical experiences concerning the correlation of oral respiration and jaw anomalies.] Dtsch Zahnarztl Z Sep 15;8(18): Steele CH. An otolaryngologist views the tonsil and adenoid problem. Am J Orthod Jul;54(7): Trask GM, Shapiro GG, Shapiro PA. The effects of perennial allergic rhinitis on dental and skeletal development: a comparison of sibling pairs.am J Orthod Dentofacial Orthop Oct;92(4): Bresolin D, Shapiro PA, Shapiro EE, Chapko MK, Dassel S. MouthBreathing in allergic children: its relationship to dentofacial development. Am J Orthod 1983;83: Tourne LP, Schweiger J. Immediate postural responses to total nasal obstruction. Am J Orthod Dentofacial Orthop Dec;110(6): Tourne LPM. Growth of the pharynx and its physiological implications. Am J Orthod Dentofac Orthop 1991;99: Kirkman, T.W. (1996) Statistists to Use. Acesso em 15/07/ Queluz D P, Gimenez CMM. A síndrome do respirador bucal. Revista do Cromg. 2000; 6(1): Miranda PPC, Mashuda SYK, Periotto MC, Araújo RJH. Enfoque multidisciplinar na síndrome do respirador bucal. Revista Paulista de Odontologia,2002;24(3).

5 Harvold E, Tomer B, Vargervik K, Chierici G. Primate experiments on oral respiration. Am J Orthod 1981;79: Yamada T, Tanne K, Miyamoto K, Yamauchi K. IInfluences of nasal respiratory obstruction on craniofacial growth in young Macaca fuscata monkeys. Am J Orthod Dentofacial Orthop Jan;111(1): Linder-Aronson S, Woodside DG, Lundström A. Mandibular growth direction following adenoidectomy. Am J Orthod Apr;89(4): Woodside DG, Linder-Aronson S. The channelization of upper and lower anterior face heights compared to population standard in males between ages 6to 20- years, Eur J Orthod 1979;1: Vig PS, Sarver DM, Hall DJ, Warren DW. Quantitative evaluation of nasal airflow in relation to facial morphology. Am J Orthod Mar;79(3): Vellini F. Hábitos em ortodontia; Ortodontia Diagnóstico e planejamento clínico; 1ª edição Artes Médicas. 19. Moyers RE. Etiologia da maloclusão; Ortodontia; 4ª edição ; Guaanabara Koogan. 20. Moyers RE. Análise da Musculatura Mandibular e Bucofacial ; Ortodontia; 4ª edição ; Guanabara Koogan.

UNITERMOS: Radiografia cefalométrica lateral; Hipertrofia de adenóides; Altura facial anterior inferior.

UNITERMOS: Radiografia cefalométrica lateral; Hipertrofia de adenóides; Altura facial anterior inferior. PESQUISA TRABALHO DE Avaliação Radiográfica da Altura Facial Anterior Inferior (AFAI) em Pacientes com e sem Obstrução da Nasofaringe Radiographic Evaluation of Anterior Lower Facial Height (AFAI) in Patients

Leia mais

RESPIRAÇÃO ORAL, APRENDIZAGEM ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO INFANTIL

RESPIRAÇÃO ORAL, APRENDIZAGEM ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO INFANTIL RESPIRAÇÃO ORAL, APRENDIZAGEM ESCOLAR E DESENVOLVIMENTO INFANTIL KAZAKEVICH, Juliana Godói (UEM) KAJIHARA, Olinda Teruko (Orientadora/UEM) Agência Financiadora CAPES INTRODUÇÃO A respiração nasal, condição

Leia mais

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto 1 COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto Resumo da monografia apresentada no curso de especilização em Ortodontia da Universidade

Leia mais

Palavras-chave: Respiração bucal, maloclusão, postura, coluna vertebral. Key-words: Mouth breathing, malocclusion, posture, Artigo Original ABSTRACT

Palavras-chave: Respiração bucal, maloclusão, postura, coluna vertebral. Key-words: Mouth breathing, malocclusion, posture, Artigo Original ABSTRACT Artigo Original Relação da oclusão dentária com a postura de cabeça e coluna cervical em crianças respiradoras orais Relationship between dental occlusion, the head and cervical spine-position in mouth

Leia mais

Espaço nasofaringeano. Avaliação pela telerradiografia

Espaço nasofaringeano. Avaliação pela telerradiografia Avaliação Radiográfica Espaço nasofaringeano. Avaliação pela telerradiografia Cristiane Celli Matheus dos Santos-Pinto*, Paulo Roberto dos Santos-Pinto**, Edvaldo Luiz Ramalli***, Ary dos Santos-Pinto****,

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE PAULO CESAR VITORINO PEREIRA

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE PAULO CESAR VITORINO PEREIRA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE PAULO CESAR VITORINO PEREIRA RELAÇÃO DO PADRÃO RESPIRATÓRIO E O TIPO DE MALOCLUSÃO EM UMA AMOSTRA DE PACIENTES BRASILEIROS. São Paulo 2010 PAULO CESAR VITORINO PEREIRA

Leia mais

Palavras-chave: Respiração oral. Problemas de Aprendizagem. Educação.

Palavras-chave: Respiração oral. Problemas de Aprendizagem. Educação. 1 O PROBLEMA DA OBSTRUÇÃO NASAL NA INFÂNCIA Profa Dra Olinda Teruko Kajihara (DTP- UEM) Juliana Godoi Kazakevich (PIC- UEM) Juliana Amazilia Neves (PIC-UEM) RESUMO Doenças que ocorrem na infância, como,

Leia mais

O Papel da Hipertrofia Adenotonsilar na Síndrome do Respirador Bucal

O Papel da Hipertrofia Adenotonsilar na Síndrome do Respirador Bucal O Papel da Hipertrofia Adenotonsilar na Síndrome do Respirador Bucal Mesa Redonda Moderador: Paulo L. Pontes Participantes: Ana Tereza Britto, Gabriela D. de Carvalho, Marcos Mocellin e Ricardo Godinho

Leia mais

PROBLEMAS DE VOZ EM ALUNOS RESPIRADORES ORAIS: REVISÃO INICIAL DA LITERATURA NACIONAL

PROBLEMAS DE VOZ EM ALUNOS RESPIRADORES ORAIS: REVISÃO INICIAL DA LITERATURA NACIONAL 1 PROBLEMAS DE VOZ EM ALUNOS RESPIRADORES ORAIS: REVISÃO INICIAL DA LITERATURA NACIONAL NISHIMURA, Cintia Megumi KAJIHARA, Olinda Teruko INTRODUÇÃO A respiração é uma função vital que interfere no funcionamento

Leia mais

ESTUDO CEFALOMÉTRICO COMPARATIVO DAS DIMENSÕES CRANIOFACIAIS ENTRE CRIANÇAS, RESPIRADORAS NASAIS E BUCAIS, COM MALOCLUSÃO CLASSE II, DIVISÃO 1.

ESTUDO CEFALOMÉTRICO COMPARATIVO DAS DIMENSÕES CRANIOFACIAIS ENTRE CRIANÇAS, RESPIRADORAS NASAIS E BUCAIS, COM MALOCLUSÃO CLASSE II, DIVISÃO 1. ESTUDO CEFALOMÉTRICO COMPARATIVO DAS DIMENSÕES CRANIOFACIAIS ENTRE CRIANÇAS, RESPIRADORAS NASAIS E BUCAIS, COM MALOCLUSÃO CLASSE II, DIVISÃO 1. Comparative cephalometric study of the craniofacial dimensions,

Leia mais

AVALIAÇÃO CEFALOMÉTRICA DA OROFARINGE

AVALIAÇÃO CEFALOMÉTRICA DA OROFARINGE ARTIGO AVALIAÇÃO CEFALOMÉTRICA DA OROFARINGE CEPHALOMETRIC EVALUATION OF THE OROPHARYNX Nuernberg, Cecília Helena Garcia* Vilella, Oswaldo de Vasconcellos** RESUMO Introdução: O estabelecimento dos valores

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARA A IDENTIFICAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS

A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARA A IDENTIFICAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS A FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL PARA A IDENTIFICAÇÃO PRECOCE DE CRIANÇAS RESPIRADORAS ORAIS JULIANA GODOI KAZAKEVICH 1 JULIANA AMAZILIA NEVES 2 OLINDA TERUKO KAJIHARA 3 Introdução A Constituição

Leia mais

Contribuição multidisciplinar no diagnóstico e no tratamento das obstruções da nasofaringe e da respiração bucal

Contribuição multidisciplinar no diagnóstico e no tratamento das obstruções da nasofaringe e da respiração bucal Tratamento Multidisciplinar Contribuição multidisciplinar no diagnóstico e no tratamento das obstruções da nasofaringe e da respiração bucal Daniel Ianni Filho*, Milene Maria Bertolini**, Mônica Lanzellotti

Leia mais

A obstrução nasal e o diagnóstico ortodôntico

A obstrução nasal e o diagnóstico ortodôntico A r t i g o I n é d i t o A obstrução e o diagnóstico ortodôntico Renata C. DiFrancesco*, Eugênia Georgeous Papanikoulau Bregola**, Laura S. Pereira***, Rubens Simões de Lima**** Resumo Objetivo: analisar

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

AVALIAÇÃO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA COMO MEIO DIAGNÓSTICO DA HIPERTROFIA DAS CONCHAS NASAIS

AVALIAÇÃO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA COMO MEIO DIAGNÓSTICO DA HIPERTROFIA DAS CONCHAS NASAIS AVALIAÇÃO DA RADIOGRAFIA AVALIAÇÃO DA RADIOGRAFIA PANORÂMICA COMO MEIO DIAGNÓSTICO DA HIPERTROFIA DAS CONCHAS NASAIS Evaluate the panoramic radiolography a valuable standard diagnosis for nasal hypertrophy

Leia mais

SINTOMATOLOGIA DO RESPIRADOR ORAL MOUTH BREATHING SYMPTOMS CHRISTHIANE BLANCO PAULO

SINTOMATOLOGIA DO RESPIRADOR ORAL MOUTH BREATHING SYMPTOMS CHRISTHIANE BLANCO PAULO 1 SINTOMATOLOGIA DO RESPIRADOR ORAL MOUTH BREATHING SYMPTOMS CHRISTHIANE BLANCO PAULO Especialização em Motricidade Oral pelo Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica (CEFAC) Fonoaudióloga Formada

Leia mais

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso LUNA, Aníbal H. B.; ALVES, Giorvan Ânderson dos Santos; FIGUEIREDO, Ludmila Silva de; PAIVA, Marcos A. Farias; CAVALCANTI, Raquel Lopes; RESUMO Introdução:

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

Alterações Verticais em Paciente com Mordida Aberta e Altura Excessiva da Face Inferior após Expansão Rápida da Maxila

Alterações Verticais em Paciente com Mordida Aberta e Altura Excessiva da Face Inferior após Expansão Rápida da Maxila rtigo de Divulgação lterações Verticais em Paciente com Mordida berta e ltura Excessiva da Face Inferior após Expansão Rápida da Maxila Vertical Changes in a Patient with Open ite and Excessive Lower nterior

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde Bucal HIGIENE BUCAL NA PRIMEIRA INFÂNCIA A finalidade

Leia mais

RESPIRADOR ORAL. Profa Dra M Cândida Rizzo. Conceito

RESPIRADOR ORAL. Profa Dra M Cândida Rizzo. Conceito RESPIRADOR ORAL Profa Dra M Cândida Rizzo Conceito O paciente respirador oral caracteriza-se por apresentar um padrão respiratório pela boca, por período não menor que seis meses, podendo ocorrer durante

Leia mais

A INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE AS ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES E A FONOAUDIOLOGIA: EXISTE ESTA RELAÇÃO NOS DIAS DE HOJE?

A INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE AS ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES E A FONOAUDIOLOGIA: EXISTE ESTA RELAÇÃO NOS DIAS DE HOJE? CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica Motricidade Oral A INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE AS ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DOS MAXILARES E A FONOAUDIOLOGIA: EXISTE ESTA RELAÇÃO NOS DIAS

Leia mais

Avaliação dos Fatores Obstrutivos da Via Aérea Superior em Pacientes com Má Oclusão de Classe II Divisão 1ª de Angle, por Meio da Vídeo-Endoscopia*

Avaliação dos Fatores Obstrutivos da Via Aérea Superior em Pacientes com Má Oclusão de Classe II Divisão 1ª de Angle, por Meio da Vídeo-Endoscopia* Artigo Inédito Avaliação dos Fatores Obstrutivos da Via Aérea Superior em Pacientes com Má Oclusão de Classe II Divisão 1ª de Angle, por Meio da Vídeo-Endoscopia* Characteristics Video-Endoscopy in Patients

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

Efeito da Expansão Rápida da Maxila na Cavidade Nasal avaliado por Rinometria Acústica 1

Efeito da Expansão Rápida da Maxila na Cavidade Nasal avaliado por Rinometria Acústica 1 Artigo Inédito Efeito da Expansão Rápida da Maxila na Cavidade Nasal avaliado por Rinometria Acústica 1 Effect of Rapid Maxillary Expansion on Nasal Cavity Geometry evaluated by Acoustic Rhinometry Ernani

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

INSTITUIÇÃO CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRAS FABÍOLA SARTORI COLLA

INSTITUIÇÃO CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRAS FABÍOLA SARTORI COLLA INSTITUIÇÃO CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRAS FABÍOLA SARTORI COLLA AVALIAÇÃO DA AFAI DE CRIANÇAS COM OBSTRUÇÃO NASAL SEVERA: ANTES E APÓS CIRURGIA DE ADENOIDECTOMIA Manaus 2014 FABÍOLA SARTORI COLLA

Leia mais

RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA A SER ENFRENTADO PELO PROFESSOR NA ATUALIDADE

RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA A SER ENFRENTADO PELO PROFESSOR NA ATUALIDADE 238 RESPIRAÇÃO ORAL: UM PROBLEMA A SER ENFRENTADO PELO PROFESSOR NA ATUALIDADE Juliana Amazilia Neves (PIC-UEM) julianaamazilia@hotmail.com Juliana Godoi Kazakevich (PIC-UEM) Profa Dra Olinda Teruko Kajihara

Leia mais

RESPIRAÇÃO ORAL: UM TEMA QUE PRECISA SER DISCUTIDO PELOS PROFESSORES RESUMO

RESPIRAÇÃO ORAL: UM TEMA QUE PRECISA SER DISCUTIDO PELOS PROFESSORES RESUMO 1 RESPIRAÇÃO ORAL: UM TEMA QUE PRECISA SER DISCUTIDO PELOS PROFESSORES Prof a Dr a Olinda T. Kajihara (UEM/DTP) * Paula Meneguetti Blanco (Bolsista do PIBIC/CNPq-UEM)* Prof a Ms Miriam A. B. Godoy (UEPG/DEMET)*

Leia mais

DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO OBJETIVOS CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006 CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO OBJETIVOS CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DOS DISTÚRBIOS DO SONO AASM 2006 CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS DO SONO CARLOS A A VIEGAS UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA OBJETIVOS Classificação dos distúrbios do sono Classificação dos distúrbios respiratórios do sono Definições: ronco, ravas (rera),

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI Marcus Vinicius Neiva Nunes do Rego - NOVAFAPI Olívia de Freitas Mendes - NOVAFAPI Thaís Lima Rocha NOVAFAPI Núbia Queiroz

Leia mais

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE Karla Larissa Vas Estero 1, Lizzie Ramos Moretti 1, Luciana Manzotti de Marchi 2, Maria Paula Jacobucci

Leia mais

HIPERTROFIA DAS VEGETAÇÕES ADENÓIDES E RINITE ALÉRGICA: POR QUE ALTERAM A RESPIRAÇÃO?

HIPERTROFIA DAS VEGETAÇÕES ADENÓIDES E RINITE ALÉRGICA: POR QUE ALTERAM A RESPIRAÇÃO? CEFAC CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA HIPERTROFIA DAS VEGETAÇÕES ADENÓIDES E RINITE ALÉRGICA: POR QUE ALTERAM A RESPIRAÇÃO? CARLA MENEZES DE LIMA RECIFE 1998 CEFAC CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária.

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária. Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe

Leia mais

CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica. Motricidade Oral. Os Efeitos da Respiração Bucal No Sistema Estomatognático

CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica. Motricidade Oral. Os Efeitos da Respiração Bucal No Sistema Estomatognático CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia Clínica Motricidade Oral Os Efeitos da Respiração Bucal No Sistema Estomatognático Annita dos Reis Kibrit Monografia de conclusão do Curso de Especialização

Leia mais

dentes de homens e mulheres, havendo uma tendência dos homens apresentarem dentes maiores no sentido mésio-distal do que as mulheres

dentes de homens e mulheres, havendo uma tendência dos homens apresentarem dentes maiores no sentido mésio-distal do que as mulheres Análise da discrepância de tamanho dentário em pacientes da Clínica de Ortodontia da FO/UERJ 94 96 porcentagem 92 90 88 86 84 82 80 78 RT - Bolton Razão total Razão anterior Error Bars show 95,0% C I of

Leia mais

A MULTIDISCIPLINARIDADE NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL

A MULTIDISCIPLINARIDADE NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL 1 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE - SOEBRÁS A MULTIDISCIPLINARIDADE NO TRATAMENTO DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL SUZI DE MORAIS BRITO Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia

Leia mais

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA RÚBIA VEZARO VANZ

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA RÚBIA VEZARO VANZ 0 UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA RÚBIA VEZARO VANZ INTER-RELAÇÃO ENTRE A ORTODONTIA E A FONOAUDIOLOGIA NA TOMADA DE DECISÃO DE TRATAMENTO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP PROPRIEDADES FÍSICAS DE FIOS ORTODÔNTICOS DE AÇO APÓS UTILIZAÇÃO CLÍNICA CRISTINA YURI OKADA KOBAYASHI

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP PROPRIEDADES FÍSICAS DE FIOS ORTODÔNTICOS DE AÇO APÓS UTILIZAÇÃO CLÍNICA CRISTINA YURI OKADA KOBAYASHI UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP PROPRIEDADES FÍSICAS DE FIOS ORTODÔNTICOS DE AÇO APÓS UTILIZAÇÃO CLÍNICA Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Paulista UNIP para

Leia mais

GRADE OU ESPORÃO? UMA COMPARAÇÃO ENTRE OS PONTOS DE VISTA ENTRE ORTODONTISTAS DE BELO HORIZONTE

GRADE OU ESPORÃO? UMA COMPARAÇÃO ENTRE OS PONTOS DE VISTA ENTRE ORTODONTISTAS DE BELO HORIZONTE CEFAC CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL GRADE OU ESPORÃO? UMA COMPARAÇÃO ENTRE OS PONTOS DE VISTA ENTRE ORTODONTISTAS DE BELO HORIZONTE ANA MARIA PARIZZI BELO HORIZONTE

Leia mais

RESPIRADOR BUCAL : PERSPECTIVAS CLÍNICAS NA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR

RESPIRADOR BUCAL : PERSPECTIVAS CLÍNICAS NA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR RESPIRADOR BUCAL : PERSPECTIVAS CLÍNICAS NA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR Jucyara Menezes Aroucha Professora da Universidade Moacyr Bastos (RJ / Brasil) Formadora do CEFOC - UFP Fonoaudióloga do Projecto

Leia mais

INSTITUTO MINEIRO DE PÓS-GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS

INSTITUTO MINEIRO DE PÓS-GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS INSTITUTO MINEIRO DE PÓS-GRADUAÇÃO FUNORTE/SOEBRÁS RESPIRAÇÃO ORAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS UMA REVISÃO DA LITERATURA LETÍCIA DUARTE SOUZA Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ATENDIMENTO DE ALUNOS RESPIRADORES ORAIS

A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ATENDIMENTO DE ALUNOS RESPIRADORES ORAIS A FORMAÇÃO DO PEDAGOGO PARA O ATENDIMENTO DE ALUNOS RESPIRADORES ORAIS JULIANA AMAZILIA NEVES 1 JULIANA GODOI KAZAKEVICH 2 OLINDA TERUKO KAJIHARA 3 Introdução A aprendizagem escolar pode ser prejudicada

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS RESPIRAÇÃO BUCAL SÍNDROME MULTIFATORIAL/TRATAMENTO MULTIDISCIPLINAR JULIANO SEITE TAKATA CUIABÁ 2010 1 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRAS RESPIRAÇÃO

Leia mais

AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO TIPO FACIAL NOS TAMANHOS DOS ESPAÇOS AÉREOS NASO E BUCOFARÍNGEO

AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO TIPO FACIAL NOS TAMANHOS DOS ESPAÇOS AÉREOS NASO E BUCOFARÍNGEO UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO FACULDADE DE ODONTOLOGIA ORTODONTIA AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO TIPO FACIAL NOS TAMANHOS DOS ESPAÇOS AÉREOS NASO E BUCOFARÍNGEO ALINE MARIA ALENCAR DE CASTRO São Bernardo

Leia mais

SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES EM DIAGNÓSTICO, PREVENÇÃO E TRATAMENTO

SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES EM DIAGNÓSTICO, PREVENÇÃO E TRATAMENTO INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/SOEBRÁS SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL: ALGUMAS CONSIDERAÇÕES EM DIAGNÓSTICO, PREVENÇÃO E TRATAMENTO RICARDO ÁVILA DE PAIVA CAMPO BELO - MG MAIO / 2011 INSTITUTO DE

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA Data: Nome do Paciente: Orientador(es): Nome do Aluno: QUALIFICAÇÃO Nacionalidade: Naturalidade: Etnia: Gênero: Data Nascimento: IDADE: Anos: Meses: Endereço: Bairro:

Leia mais

Avaliação da radiografia cefalométrica lateral como meio de diagnóstico da hipertrofia de adenoide

Avaliação da radiografia cefalométrica lateral como meio de diagnóstico da hipertrofia de adenoide A r t i g o I n é d i t o Avaliação da radiografia cefalométrica lateral como meio de diagnóstico da hipertrofia de adenoide Marcelo de Castellucci e Barbosa*, Luégya Amorim Henriques Knop**, Marcus Miranda

Leia mais

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Maia de Oliveira Junior, Wilson; Vigorito, Julio Wilson Determinação dos valores cefalométricos em amazonenses

Leia mais

Sandra Filipa dos Santos Rodrigues

Sandra Filipa dos Santos Rodrigues Sandra Filipa dos Santos Rodrigues Respiração bucal: implicações biológicas, fisiológicas e ortopédicas Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto, 2014 Sandra Filipa dos Santos

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS RESPIRAÇÃO BUCAL: ASPECTOS ORTODÔNTICOS JOSÉ NUNES DE OLIVEIRA NETO ARACAJU-SE 2012 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS RESPIRAÇÃO BUCAL: ASPECTOS

Leia mais

T4K TRAINER PRÉ-ORTODÔNTICO TRATAMENTO PARA CRIANÇAS EM DENTIÇÃO MISTA COM MALOCLUSÃO EM DESENVOLVIMENTO

T4K TRAINER PRÉ-ORTODÔNTICO TRATAMENTO PARA CRIANÇAS EM DENTIÇÃO MISTA COM MALOCLUSÃO EM DESENVOLVIMENTO T4K TRAINER PRÉ-ORTODÔNTICO TRATAMENTO PARA CRIANÇAS EM DENTIÇÃO MISTA COM MALOCLUSÃO EM DESENVOLVIMENTO INCORPORANDO GUIA DE CRESCIMENTO DENTAL TREINAMENTO MIOFUNCIONAL E POSICIONAMENTO MANDIBULAR MANUAL

Leia mais

T4B TRAINER PARA BRAQUETES CORRIGE HÁBITOS MIOFUNCIONAIS DELETÉRIOS REDUZ O TRAUMA SOBRE OS TECIDOS MOLES CAUSADOS PELOS BRAQUETES

T4B TRAINER PARA BRAQUETES CORRIGE HÁBITOS MIOFUNCIONAIS DELETÉRIOS REDUZ O TRAUMA SOBRE OS TECIDOS MOLES CAUSADOS PELOS BRAQUETES T4B TRAINER PARA BRAQUETES CORRIGE HÁBITOS MIOFUNCIONAIS DELETÉRIOS REDUZ O TRAUMA SOBRE OS TECIDOS MOLES CAUSADOS PELOS BRAQUETES AUMENTA A EFICIÊNCIA DOS APARELHOS FIXOS TRATA OS SINTOMAS DE ATM EM TEMPO

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

Grade Palatina como Auxiliar no Fechamento da Mordida Aberta Anterior

Grade Palatina como Auxiliar no Fechamento da Mordida Aberta Anterior TRABALHO DE PESQUISA Grade Palatina como Auxiliar no Fechamento da Mordida Aberta Anterior Palatine Bar as an Auxiliary Measure to Close Anterior Open Bite Sérgio Rúbio Pinto Bastos* Bastos SRP. Grade

Leia mais

ASPECTOS MULTIDISCIPLINARES DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL

ASPECTOS MULTIDISCIPLINARES DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL ASPECTOS MULTIDISCIPLINARES DA SÍNDROME DO RESPIRADOR BUCAL Ayla Martins Lobo* Erida Carvalho de Freitas* Gilberto Hot Rebouças* Olivia Zuccolotto Moreira* Rayan de Andrade Magalhães* Marileny Boechat

Leia mais

SANDRA MARIA NOBRE DAVID

SANDRA MARIA NOBRE DAVID 0 SANDRA MARIA NOBRE DAVID RELAÇÃO ENTRE AS IMAGENS DIGITALIZADAS DE RADIOGRAFIAS PANORÂMICAS E CEFALOMÉTRICAS LATERAIS, DA HIPERTROFIA DO CORNETO INFERIOR EM INDIVÍDUOS RESPIRADORES BUCAIS Tese apresentada

Leia mais

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal MÁ-OCLUSÃO Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal Sanitarista: Inconveniente estético ou funcional de grande magnitude que possa interferir no relacionamento do indivíduo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CALLIANDRA PATRÍCIA VOLACO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CALLIANDRA PATRÍCIA VOLACO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CALLIANDRA PATRÍCIA VOLACO PADRÃO ESQUELÉTICO E CARACTERÍSTICAS OCLUSAIS DE CRIANÇAS RESPIRADORAS BUCAIS E NASAIS CURITIBA 2012 CALLIANDRA PATRÍCIA VOLACO PADRÃO ESQUELÉTICO

Leia mais

O conhecimento dos ortodontistas sobre a atuação fonoaudiológica em respiradores bucais

O conhecimento dos ortodontistas sobre a atuação fonoaudiológica em respiradores bucais O conhecimento dos ortodontistas sobre a atuação fonoaudiológica em respiradores bucais The knowledge of orthodontists about the acting of speech therapy in mouth breathers Juliane Bervian * Rosicler Rodrigues

Leia mais

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS

CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS CIRURGIAS ORTOGNÁTICAS Informações ao paciente Contém: 1. Explicação geral sobre cirurgias ortognáticas, 2. Perguntas e respostas, A cirurgia ortognática, também chamada de ortodontia cirúrgica, é um tipo

Leia mais

Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial Print ISSN 1415-5419

Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial Print ISSN 1415-5419 Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial - Clinical relationship among s... Page 1 of 12 Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial Print ISSN 1415-5419 Rev. Dent. Press Ortodon.

Leia mais

Fonodialogando. Sucção Digital UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA. Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança

Fonodialogando. Sucção Digital UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA. Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança Fonodialogando Sucção Digital Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA O que é Sucção? Asucção é um reflexo próprio da espécie adquirido na o n

Leia mais

2. REVISÃO DE LITERATURA 2.1 RESPIRAÇÃO BUCAL

2. REVISÃO DE LITERATURA 2.1 RESPIRAÇÃO BUCAL 17 1. INTRODUÇÃO O padrão de respiração bucal em crianças pode gerar repercussões sistêmicas, levando a consequências negativas na qualidade de vida dos indivíduos devido ao seu impacto pessoal, físico,

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

FACULDADE CIODONTO ALEXANDRINA F. NOGUEIRA EFEITOS DA EXPANSÃO RÁPIDA DA MAXILA NA RESPIRAÇÃO BUCAL

FACULDADE CIODONTO ALEXANDRINA F. NOGUEIRA EFEITOS DA EXPANSÃO RÁPIDA DA MAXILA NA RESPIRAÇÃO BUCAL FACULDADE CIODONTO ALEXANDRINA F. NOGUEIRA EFEITOS DA EXPANSÃO RÁPIDA DA MAXILA NA RESPIRAÇÃO BUCAL GUARULHOS 2011 FACULDADE CIODONTO ALEXANDRINA F. NOGUEIRA EFEITOS DA EXPANSÃO RÁPIDA DA MAXILA NA RESPIRAÇÃO

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO NA MASTIGAÇÃO EM CRIANÇAS* The food influence in chewing in children ADRIANA MARQUES SILVA 1

A INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO NA MASTIGAÇÃO EM CRIANÇAS* The food influence in chewing in children ADRIANA MARQUES SILVA 1 A INFLUÊNCIA DA ALIMENTAÇÃO NA MASTIGAÇÃO EM CRIANÇAS* The food influence in chewing in children ADRIANA MARQUES SILVA 1 Especialização em Motricidade Oral pelo Centro de Especialização em Fonoaudiologia

Leia mais

ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA: UMA PRÁTICA NA RESPIRAÇÃO BUCAL

ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA: UMA PRÁTICA NA RESPIRAÇÃO BUCAL CEFAC CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA: UMA PRÁTICA NA RESPIRAÇÃO BUCAL JULIANA CRUZ KREPSKY Monografia de Conclusão do Curso de Especialização

Leia mais

Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista

Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista A r t i g o d e F o n o a u d i o l o g i a Distância interincisiva máxima em crianças na dentadura mista Débora Martins Cattoni*, Fernanda Dreux Miranda Fernandes** Resumo A distância interincisiva máxima

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA

ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE ITAPEVA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA SIMPÓSIO APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO EM CRIANÇAS Itapeva São Paulo Brasil ASSOCIAÇÃO CULTURAL EDUCACIONAL DE

Leia mais

A utilização da Ortodontia Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes

A utilização da Ortodontia Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes Orthod. Sci. Pract. 2014; 7(27):401-406. utilização da Ortodontia Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes The use of Myofunctional Orthodontics in the treatment of children and teenagers

Leia mais

O POSICIONAMENTO DA LÍNGUA NA MORDIDA ABERTA: Atuação ortodôntica e fonoaudiológica

O POSICIONAMENTO DA LÍNGUA NA MORDIDA ABERTA: Atuação ortodôntica e fonoaudiológica CEFAC Centro de Especialização em Fonoaudiologia clínica Motricidade Oral O POSICIONAMENTO DA LÍNGUA NA MORDIDA ABERTA: Atuação ortodôntica e fonoaudiológica Monografia de conclusão do curso de Especialização

Leia mais

CURVA DE VELOCIDADE DE CRESCIMENTO E ESTÁGIOS DE OSSIFICAÇÃO

CURVA DE VELOCIDADE DE CRESCIMENTO E ESTÁGIOS DE OSSIFICAÇÃO CURVA DE VELOCIDADE DE CRESCIMENTO E ESTÁGIOS DE OSSIFICAÇÃO Estimativa do crescimento normal A previsão da direção, do período, e da quantidade de crescimento residual na face de uma criança é importante

Leia mais

Análise das alterações miofuncionais na correção da mordida aberta anterior

Análise das alterações miofuncionais na correção da mordida aberta anterior Caso Clínico Análise das alterações miofuncionais na correção da mordida aberta anterior Joanna A. Binato*, Wagner S. Alviano**, Maria da Conceição A. Ferraz***, Margareth M. G. de Souza**** A mordida

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DA ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA EM PACIENTES RESPIRADORES BUCAIS

PARTICIPAÇÃO DA ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA EM PACIENTES RESPIRADORES BUCAIS 1 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS PARTICIPAÇÃO DA ORTODONTIA E FONOAUDIOLOGIA EM PACIENTES RESPIRADORES BUCAIS MARCOS EUGÊNIO DIAS NUNES Santo André 2011 2 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato M.Sc.Viviane Marques DIAGNÓSTICO 1º diagnóstico: Através da ultrasonografia (Entre a 12ª e 14ª semana de gestação). O diagnóstico das fissuras submucosa

Leia mais

Influência da exposição gengival na estética do sorriso*

Influência da exposição gengival na estética do sorriso* A r t i g o I n é d i t o Influência da exposição gengival na estética do sorriso* Milene Brum Dutra**, Daltro Enéas Ritter***, Adriano Borgatto****, Carla D Agostine Derech*****, Roberto Rocha****** Resumo

Leia mais

DISFUNÇÕES OROFACIAIS NOS PACIENTES EM TRATAMENTO ORTODÔNTICO

DISFUNÇÕES OROFACIAIS NOS PACIENTES EM TRATAMENTO ORTODÔNTICO 456 Maciel CTV, Barbosa MH, Toldo CA, Faza FCB, Chiappetta ALML DISFUNÇÕES OROFACIAIS NOS PACIENTES EM TRATAMENTO ORTODÔNTICO Orofacial dysfunctions in pacient under orthodontic treatment Cristina Tostes

Leia mais

SÍNDROME DA RESPIRAÇÃO BUCAL EM ADOLESCENTES: ESTUDO SÉRIE DE CASOS.

SÍNDROME DA RESPIRAÇÃO BUCAL EM ADOLESCENTES: ESTUDO SÉRIE DE CASOS. INSTITUTO MATERNO-INFANTIL DE PERNAMBUCO (IMIP) PROGRAMA DE MESTRADO EM SAÚDE MATERNO INFANTIL SÍNDROME DA RESPIRAÇÃO BUCAL EM ADOLESCENTES: ESTUDO SÉRIE DE CASOS. CONCIANA DUARTE MONTE RECIFE - 2004 SÍNDROME

Leia mais

COMPARAÇÃO CEFALOMÉTRICA ENTRE JOVENS COM IDADE DE OITO A DEZ ANOS COM E SEM HÁBITOS DE SUCÇÃO

COMPARAÇÃO CEFALOMÉTRICA ENTRE JOVENS COM IDADE DE OITO A DEZ ANOS COM E SEM HÁBITOS DE SUCÇÃO FOL Faculdade de Odontologia de Lins / UNIMEP COMPARAÇÃO CEFALOMÉTRICA ENTRE JOVENS COM IDADE DE OITO A DEZ ANOS COM E SEM HÁBITOS DE SUCÇÃO CEPHALOMETRIC COMPARISON BETWEEN CHILDREN FROM 8 TO 10 YEARS

Leia mais

Importância do exame radiográfico

Importância do exame radiográfico Exames e Indicações Importância do exame radiográfico O exame radiográfico de rotina associado ao exame clínico é a maneira mais efetiva de se obter o índice diagnóstico de 100% de cárie (segundo Estevam

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Odontologia 2013-1 INCIDÊNCIA DE HIPERTROFIA DE CORNETOS NASAIS INFERIORES NUMA POPULAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

Inter-relação entre a Ortodontia e a Fonoaudiologia na tomada de decisão de tratamento de indivíduos com respiração bucal

Inter-relação entre a Ortodontia e a Fonoaudiologia na tomada de decisão de tratamento de indivíduos com respiração bucal Inter-relação entre a Ortodontia e a Fonoaudiologia na tomada de decisão de tratamento de indivíduos com respiração bucal Rúbia Vezaro Vanz 1, Lilian Rigo 2, Angela Vezaro Vanz 3, Anamaria Estacia 4, Lincoln

Leia mais

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

UFPB PRG X ENCONTRO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA 6CCSDCOSMT28 USO DE RADIOGRAFIAS CARPAIS NA DETERMINAÇÃO DA IDADE ÓSSEA IMPORTÂNCIA E APLICAÇÕES Amanda Maria Medeiros de Araujo (1) ; André Ânderson Pereira Germano (2) ; Adriana Dias Batista Rosa (2)

Leia mais

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS Revista de Endodontia Pesquisa e Ensino On Line - Ano 4, Número 7, Janeiro/Junho, 2008. 1 OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO

Leia mais

A MORDIDA ABERTA. A mordida aberta pode estar associada com:

A MORDIDA ABERTA. A mordida aberta pode estar associada com: 1 A MORDIDA ABERTA A mordida aberta é a ausência de contato vertical normal entre dentes antagonistas. Pode ser anterior ou posterior e se apresentar com o trespasse vertical dos incisivos (sem contatos

Leia mais

Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development

Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development Aleitamento Materno no Desenvolvimento e Formação Saudável da Cavidade Bucal do Bebê Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development Marila Rezende Azevedo Helio Gomes da Silva RESUMO É fundamental

Leia mais

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria The importance of early diagnosis and intervention in the treatment of malocclusion in pediatric dentistry

Leia mais

LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME DA APNEIA E HIPOAPNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E O TRATAMENTO ATRAVÉS DE APARELHOS INTRA-BUCAIS JI-PARANÁ

LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME DA APNEIA E HIPOAPNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E O TRATAMENTO ATRAVÉS DE APARELHOS INTRA-BUCAIS JI-PARANÁ LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME DA APNEIA E HIPOAPNEIA OBSTRUTIVA DO SONO E O TRATAMENTO ATRAVÉS DE APARELHOS INTRA-BUCAIS JI-PARANÁ 2015 LUCIANA CRISTINA DE OLIVEIRA MATAROLLI SÍNDROME

Leia mais

Alterações orofaciais em doenças alérgicas de vias aéreas

Alterações orofaciais em doenças alérgicas de vias aéreas Artigo de Revisão Alterações orofaciais em doenças alérgicas de vias aéreas Orofacial alterations in allergic diseases of the airways Anete Branco 1, Giesela Fleischer Ferrari 2, Silke Anna T. Weber 3

Leia mais

ANÁLISE RADIOGRÁFICA DA POSIÇÃO HABITUAL DA LÍNGUA NOS PORTADORES DE DISTOCLUSÃO*

ANÁLISE RADIOGRÁFICA DA POSIÇÃO HABITUAL DA LÍNGUA NOS PORTADORES DE DISTOCLUSÃO* 1 ANÁLISE RADIOGRÁFICA DA POSIÇÃO HABITUAL DA LÍNGUA NOS PORTADORES DE DISTOCLUSÃO* Radiographic analysis of the tongue s habitual position in distoclusion MARION RENÉE MORY(1) LAISA EGLI DE CAMPOS BARONI

Leia mais

Respiração bucal em pacientes com rinite alérgica: fatores associados e complicações

Respiração bucal em pacientes com rinite alérgica: fatores associados e complicações 06/29-04/183 Rev. bras. alerg. imunopatol. Copyright 2006 by ASBAI ARTIGO ORIGINAL Respiração bucal em pacientes com rinite alérgica: fatores associados e complicações Mouth breathing in patients with

Leia mais

OCORRÊNCIA DE HIPERNASALIDADE APÓS ADENOIDECTOMIA

OCORRÊNCIA DE HIPERNASALIDADE APÓS ADENOIDECTOMIA OCORRÊNCIA DE HIPERNASALIDADE APÓS ADENOIDECTOMIA Roberta Côrtes 1 Silvia Helena Alvarez Piazentin-Penna 2 1 Fonoaudióloga, aluna do Curso de Especialização em Motricidade Oral do Hospital de Reabilitação

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais