BATISMO Catequese para Pais e Padrinhos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BATISMO Catequese para Pais e Padrinhos"

Transcrição

1 ORIENTAÇÕES PASTORAIS Da: Diretrizes e Orientações, pag.25 QUANTO AOS PADRINHOS 14. Podem ser padrinhos: pessoas católicas, com 16 (dezesseis) anos completos, de preferência confirmados, que participem da caminhada da Igreja e tenham efetivamente uma vivência cristã. Casais que vivem juntos e não são casados na Igreja não devem ser padrinhos. Sejam orientados para valorizar o sacramento do matrimonio. Admite-se um padrinho só ou uma só madrinha, ou também um padrinho e uma madrinha. (Canon 873). 15. Parentesco, amizade, mandato político, estima e consideração não habilitam para ser padrinho! Ser padrinho e madrinha é uma missão eclesial, confiada pela comunidade eclesial a uma pessoa reconhecida como minimamente preparada para ajudar um afilhado a conhecer e viver a fé do batismo. A vivência da própria fé, inclusive com participação na vida comunitária e sacramental é indispensável. 16. Para ajudar as pessoas que se dispõem a fazer estes passos no discipulado de Jesus, a comunidade deve oferecer encontros específicos que ajudem na evangelização que corresponda ao espírito do batismo e seu compromisso e/ou propor um tempo que irá observar esta participação. DIOCESE DE RUY BARBOSA BATISMO Catequese para Pais e Padrinhos PREPARAÇÃO E CELEBRAÇÃO DO BATISMO 19. Por isso, pais e padrinhos devem ser devidamente preparados (Cân ). Nesta preparação distinguimos dois aspectos: - A instrução sobre o significado do Sacramento do Batismo e dos compromissos vitais dele decorrentes, juntamente com o incentivo de assumi-los. - A vivência como discípulos que participam sempre mais conscientemente da vida da Igreja e que continuam e crescem na caminhada. 20. O Batismo é um momento forte de acolhida pastoral para pais e padrinhos e o ideal é chegarmos a um crescimento comunitário na fé em que não se necessite mais de encontros de preparação, mas onde a participação e o testemunho cristão das famílias sejam os critérios para a admissão ao Batismo e a comprovação, pelo conselho da comunidade, desta participação regular na vida da comunidade que celebra e vive a sua fé, portanto nas celebrações semanais, nos encontros e nos compromissos cristãos, já possa ser considerada preparação. 21. Somente as pessoas engajadas nas pastorais podem ser dispensadas da peparaçãoinstrução. Por outro lado, sua participação e testemunho nos encontros significam uma valiosa contribuição. 22. O comprovante da preparação esclareça a referência à participação em encontros específicos ou à participação efetiva na vida da comunidade. Terá validade de 2 (dois) anos. Pode ser revalidado, e neste caso espera-se pelo critério da participação comunitária comprovada mais do que por causa de encontros específicos repetidos. 23. Crianças e adolescentes entre oito (8) e quatorze (14) anos de idade já entram na própria iniciação cristã e devem se preparar para os primeiros sacramentos que entram neste processo, Batismo e Eucaristia, através da catequese. Serão batizados pouco antes de sua primeira participação na Comunhão Eucarística em celebração separada do Batismo de crianças menores de 08 anos. 24. Adolescentes a partir de 14 anos entram na iniciação cristã e se preparam para Batismo, Eucaristia e Confirmação participando da catequese com os demais jovens que estão se preparando para a Confirmação ou Crisma. 16

2 APRESENTAÇÃO O Batismo é o primeiro Sacramento da Iniciação Cristã. É a porta de entrada para a vida com Deus e a vida na Igreja. Por isso, pais e padrinhos devem assumir com empenho e responsabilidade a educação dos seus filhos e afilhados na vida cristã. A proposta deste livrinho é ajudá-los a refletir sobre seus verdadeiros papeis. São 4 encontros de profunda reflexão, sendo o 4 encontro uma participação na Celebração da Comunidade: Missa ou Celebração da Palavra. Estes encontros possibilitam perspectivas de fé para uma nova vida que surge e que vai ser batizada. Equipe dos Animadores do Batismo dade de nascer da água e do Espírito Santo para entrar no Reino de Deus. É a partir da água, símbolo de vida, que somos batizados(as) para uma vida nova, uma vida transformada. Vamos todos estender as nossa mãos e rezar, juntos, a oração que segue, pedindo a Deus que abençoe esta água: Senhor nosso Deus, dignai-vos abençoar esta água. Fostes vós que a criastes para fecundar a terra, para lavar nossos corpos e refazer nossas forças. Que esta água seja para nós uma recordação do nosso batismo e nos renove o compromisso de amar a Deus e amar o próximo como a nós mesmos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém. Neste instante, para tomar consciência do nosso Batismo, que não pode ficar esquecido no passado, cada um vai traçar, com a água, o sinal da cruz na própria testa, dizendo em voz alta: Eu,...(nome)... renovo as promessas do meu Batismo, comprometendome a viver como um(a) verdadeiro(a) filho(a) de Deus, irmão (irmã) de Jesus Cristo e templo do Espírito Santo. Canto Final (Sugestões: Água viva) 4º ENCONTRO CELEBRAR Pais e Padrinhos estão convidados a participar da Celebração na Comunidade: Missa ou Celebração da Palavra. Sejam apresentados à Comunidade e nas reflexões do Padre o do Ministro da Palavra, sejam valorizados, chamando a atenção sobre a responsabilidade de serem pais e padrinhos, continuando a participar ativamente na Comunidade. No final da celebração, pode-se entregar o Comprovante. 2 Ver as Orientações sobre o Batismo ( Diretrizes e Orientações pag. 26, n.22): O comprovante da preparação esclareça a referência à participação em encontros específicos ou à participação efetiva na vida da comunidade. Terá validade de 2 (dois) anos. Pode ser revalidado, e neste caso espera-se pelo critério da participação comunitária comprovada mais do que por causa de encontros específicos repetidos. 15

3 ÁGUA A água é um presente gratuito de Deus. É sinal de vida e purificação. Jesus Cristo foi batizado nas água do Rio Jordão. Todo cristão, no seu batismo, é imerso na água, recebendo através desta a vida divina. A água simboliza o dom do Espírito de Deus e o crescimento espiritual, que resulta do nosso compromisso com as promessas batismais. Os primeiros cristãos chamavam o batismo de banho de purificação, pois, pelo gesto de derramar água na cabeça, a pessoa se purificava dos seus pecados e começava a fazer parte de uma comunidade. ÓLEO Todo batizado é ungido com óleo: no peito e na fronte. O óleo penetra na pele e transmite no corpo novo vigor, agilidade, prontidão. O Batismo é o novo vigor que penetra até o íntimo no coração do batizado, que se deixa converter pela vida em Deus. VELA Na celebração do batismo, acende-se uma vela no Círio Pascal. Ela representa Jesus ressuscitado, que vence a escuridão do túmulo e as trevas do pecado, ressuscitando glorioso e cheio de luz. O gesto de acender uma vela no Círio Pascal simboliza a união do batizado com Jesus Cristo. Significa que quem recebe o batismo, passa a receber a vida nova de Deus, como u- ma vela recebe vida ao ser acesa em outra. VESTE BRANCA (BATISMAL) O branco é símbolo da paz, da vitória, da pureza, da plenitude, da perfeição. A cor branca manifesta que o cristão já participa da ressurreição de Jesus. Quem se batiza é purificado em Cristo, nasce de novo, se reveste de Cristo para ser anunciador da paz. Canto (Sugestão: Pelo Batismo 3ª e 4ª estrofes ) ORAÇÃO FINAL Jesus falou a Nicodemos que era preciso nascer da água e do Espírito Santo para entrar no reino de Deus. Fixemos nosso olhar na água que se encontra sobre a mesa. (Pausa). Queremos através desta água lembrar o que Jesus falou a Nicodemos: da necessi- 14 ORAÇÃO INICIAL (para todos os três encontros) Animador: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Todos: Amém! Animador: Ao iniciar o nosso encontro, vamos pedir as luzes de Deus para que a vida e a fé sejam fortalecidas através da nossa união e reflexão. Canto (Espírito Santo... ) Animador: Deus nos chama através do Sacramento do Batismo. Por esta graça queremos louvá-lo e bendizê-lo. Lado A: Nós vos louvamos por todas as coisas bonitas que existem no mundo, sobretudo a vida das pessoas. Lado B: Nós vos louvamos porque nos reunis em uma grande família, onde temos a missão de testemunhar a fraternidade, a acolhida, a solidariedade, a justiça, a verdade, o amor. Lado A: Nós vos louvamos pela graça do Batismo, através do qual manifestastes vosso amor e vossa ternura de Pai. Lado B: Nos vos louvamos porque nos destes vosso Filho Jesus que, cheio do Espírito Santo, nos convida a segui-lo, assumindo o seu jeito de viver. Todos: Nós vos louvamos porque através do batismo somos ungidos pelo Espírito Santo e enviados com a missão de viver a nossa fé em comunidade, educar nossos filhos na prática do amor fraterno. Animador: Nós vos bendizemos, Trindade Santa, pelo dom da vida e da fé. Nós vos oferecemos este encontro para o vosso louvor. Invoquemos Maria para que ela esteja conosco e fortaleça nossa fé. Todos: Ave Maria... 3

4 ORAÇÃO INICIAL (pag. 3) ACOLHIDA 1º ENCONTRO TEMA: JESUS CRISTO DINÂMICA DE APRESENTAÇÃO Material: Pedaços de papel, caneta e caixa Desenvolvimento da dinâmica: 1 Passo: Pedir para cada participante escrever seu nome no papel e colocar na caixa. 2 Passo: Pedir para cada participante pegar um papel que está na caixa e procurar a pessoa indicada Sugestão: Enquanto as pessoas se procuram, coloca-se uma música. Faz-se uma apresentação rápida A IMPORTÂNCIA DO NOME O nome faz parte da nossa história. A criança, logo que começa a despertar, atende ao chamado pelo nome. O nome nos faz lembrar que um dia fomos batizados. O nome nos acompanha por onde formos, seja na família, na escola, no trabalho... Certamente, um dia, alguém nos perguntou: Como você se chama? Ou, qual o seu nome? Com a resposta nos identificamos. Dizemos quem somos. Deus também nos conhece pelo nosso nome. PALAVRA DE DEUS: Isaías 45, 4 Eu chamei você pelo nome Nós também queremos reconhecer e louvar o nome de Deus e toda a sua grandeza. Vamos ler juntos e bendizer o nome de Deus, através do Salmo 8: Lado 1: Teu nome Senhor é tão bonito. Tu moras nos céus lá nas alturas. Até criancinhas pequeninas já sabem. Que vences o inimigo. Lado2: Nos tratas Senhor, por nosso nome, E cuidas de nós com todo o amor.por isso, felizes, te louvamos, Cantando as glórias de teu nome. QUEM É JESUS? QUAL A SUA MISSÃO? (Motivação com fotos de Jesus. Participação das pessoas para responder as perguntas e Reflexão sobre as respostas) 4 de servir a Deus da melhor maneira que a consciência lhe indique, morre sem encontrar quem o batize, parte justificado, isto é, em paz com Deus. 3º) O Batismo de sangue: Acontece quando alguém morre por Cristo, antes mesmo de receber o batismo de água. É o caso dos Santos inocentes que entregaram sua vida para salvar a de Cristo. Ou, então, outros Santos que foram martirizados, antes de receber o batismo, como aconteceram nas primeiras perseguições, no início do cristianismo. A PALAVRA DE DEUS ILUMINA A NOSSA VIDA Canto de aclamação (Sugestão: Pelo Batismo 2ª estrofe) Evangelho (João 3, ) - Reflexão SER BATIZADO É SER COMO JESUS Sal da terra : Todos sabem que uma pitada de sal na sopa torna-a muito gostosa. Ora, um mundo sem cristão, é um mundo sem sabor. O cristão torna o mundo saboroso para Deus. Mas, se o batizado não salga, isto é, não vive o compromisso assumido no batismo esforçar-se para que todos façam parte da grande família de Deus quem lhe dará sabor para ser agradável a Deus? Quem a tornará melhor? Luz do mundo : O mundo exige que o batizado brilhe sempre com seu bom exemplo e com suas palavras. Seu dever consiste, pois, em unir os homens a Deus e entre si pela caridade, pelo culto a Deus e pela fé. Ser batizado é nascer para uma vida nova, é viver uma vida nova, deixarse guiar pelo Espírito Santo, converter-se continuamente (todos os dias), participar da vida de fé da comunidade, tornar-se testemunha do amor, da fraternidade, da verdade e da justiça. DVD Os sete sinais da vida, Parte II, O Batismo. Ed. Verbo Filme SIMBOLOGIA DO BATISMO O símbolo litúrgico é a comunicação do mistério da ação salvífica de Jesus Cristo. Por isso, toda simbologia, usada nos sacramentos, expressa um conteúdo sagrado. SINAL DA CRUZ È um gesto feito na fronte do batizando. Ele exprime o primeiro encontro da criança com a fé em Jesus Cristo. É a salvação, oferecida por sua morte e ressurreição. Jesus testemunhou através da cruz o maior ato de amor, dando a sua vida por todos nós. 13

5 entrada para a vida com Deus e a vida na Igreja. Ninguém pode receber outro sacramento sem antes ser batizado. Todo sacramento é iniciativa do a- mor de Deus. É como um presente que Deus nos oferece. Cabe a cada um de nós aceitar e assumir esse presente. O Batismo é sacramento de fé. É pela fé que temos a força de assumir os compromissos próprios de cristãos, batizados. O Batismo cristão tem o seu fundamento no batismo de Cristo, no Jordão (Mt 3, 13-17). Jesus, batizado nas águas do Jordão, recebe o Espírito de Deus para o cumprimento de sua missão, que é missão de salvação, reconduzindo todos ao Pai, numa só família, chamada a viver na alegria, fraternidade, liberdade e justiça. Repleto do Espírito Santo, Jesus volta para a Galiléia (Lc 4, 14), aí revela o seu projeto de vida, o seu programa de ação. Ao concluir sua missão, Jesus ordena aos seus discípulos: Ide e fazei discípulos todas as nações, batizando as pessoas em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt 28, 19-20) e ensinando-as a observar tudo o que eu vos mandei. Não basta batizar: é preciso viver como pessoa ensinada, educada na fé. Três são os tipos de batismo: 1º) Batismo de água: O batismo de água pode ser realizado de duas maneiras: Por infusão: é o batismo que, normalmente, é administrado em nossas igrejas. O ministro derrama água na testa da criança que está sendo batizada e, ao mesmo tempo, pronuncia as palavras: Eu te batizo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. (Ministro é quem administra o batismo) Por imersão: é o batismo que se fazia no início da Igreja, quando se mergulhava por três vezes na água a pessoa, enquanto o ministro pronunciava as palavras: Eu te batizo.... Algumas Igrejas do Oriente e também uma ou outra Igreja não-católica entre nós, ainda hoje batizam assim. 2º) O Batismo de desejo: Dá-se quando uma pessoa, com uso da razão, deseja receber o batismo. Quando alguém, com o desejo de receber o batismo, ou então, com a vontade 12 A PALAVRA DE DEUS ILUMINA A NOSSA VI- DA Canto de aclamação Evangelho (Marcos 1, 9-11) - Reflexão JESUS, FILHO AMADO DE DEUS A cena do batismo no Jordão mostra que Jesus é o Filho amado de Deus, o Messias, o Salvador do mundo. O próprio Pai proclama: Tu és meu Filho amado. Em ti encontro meu agrado, ponho toda a minha afeição. O batismo de Jesus é a revelação de que Ele é o esperado, o próprio Filho de Deus, presente no mundo para libertar e salvar a humanidade. O relato de Lucas 4, mostra, que após o seu batismo, Jesus apresenta publicamente o programa de sua missão messiânica. Ouçamos, com muita atenção, a leitura deste texto: (Lc, 4, 18-19) O Espírito do Senhor desceu sobre mim, porque ele me consagrou com unção, para anunciar a Boa Notícia aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos presos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos, e para proclamar um ano de graça do Senhor. A exemplo dos profetas, Jesus foi ungido e enviado pelo Espírito Santo, como Rei-Messias, Servo de Javé, para consolar e libertar os pobres e aflitos e trazer a todos a salvação prometida por Deus. Jesus inicia a sua missão na Galiléia, anunciando: O Reino de Deus está próximo! Acreditem nesta boa notícia! Através de Jesus, Deus vem libertar e salvar o seu povo de todos os males que oprimem a vida das pessoas: a doença, a injustiça, a fome, a discriminação, o ódio, o pecado e a morte. Canto (sugestão: Um Certo Galileu - 1ª e 2ª estrofes) Jesus, o Bom Pastor, aparece como testemunha do Deus da Vida. Ele vem para que todos tenham vida plena e feliz! No Reino de Deus que Jesus vem anunciar, a ordem é: Amar a Deus e ao irmão, partilhar, perdoar sempre, abençoar o inimigo, rezar pelos que nos maltratam, fazer o bem a todos sem esperar recompensa. Jesus nos deu o exemplo: Passou pelo mundo, fazendo o bem a todos. No entanto, mataram-no, suspendendo-o numa cruz! Mas Deus o ressuscitou! Ele disse: Este é o meu mandamento: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos. (Jo 15, 12-13) 5

6 Seremos amigos de Jesus e seus fiéis seguidores, se fizermos o que Ele nos manda. Pelo Batismo, morremos para o pecado para vivermos uma vida nova em Cristo. Mortos para o pecado, vivamos para Deus em Cristo Jesus. O apóstolo Paulo mostra como viver esta vida de homens e mulheres novos, conforme a vontade de Deus: Que a nossa caridade não seja fingida. Amemo-nos mutuamente com amor terno e fraternal. (Rom 12, 9-10). Sejamos alegres na esperança, pacientes na tribulação, perseverantes na oração. (Rom 12, 12). É preciso socorrer nossos irmãos em suas necessidades, alegrar-se com os que se alegram, chorar com os que choram. (Rom 12, 13-14). Canto (sugestão: Um Certo Galileu - continua...) COMPROMISSOS: 1. O que aprendemos para a nossa vida de batizados com o exemplo de Jesus, com suas atitudes, seu modo de agir, suas palavras...? 2. Que compromisso prático vamos assumir para viver com mais fidelidade o nosso batismo? ORAÇÃO FINAL Como batizados, somos chamados a seguir o exemplo de Jesus, nosso modelo e mestre, nosso irmão maior. Todos: Jesus, queremos seguir-te, e estar contigo, escutar-te e contemplarte para aprender o teu jeito de agir, de amar e acolher as pessoas. Lado A: Queremos seguir-te, vivendo e celebrando nossa fé em comunidade. Lado B: Queremos seguir-te Jesus, sendo fiéis à nossa família, afastando tudo o que possa prejudicar a união e o amor entre pais e filhos. Todos: Queremos seguir-te como pais e padrinhos, educando nossos filhos e afilhados no caminho da fé, do amor, da partilha, da solidariedade e da justiça. Lado A: Jesus, tu disseste: Quem quiser ser meu discípulo, tome a sua cruz e me siga. Todos: Ajuda-nos a assumir e enfrentar as dificuldades, favorecendo uma convivência alegre, harmoniosa, onde crianças, adolescentes, jovens e adultos, pais e filhos vivam na dignidade de verdadeiros filhos de Deus. 6 Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém! ORAÇÃO INICIAL (pag. 3) 3º ENCONTRO TEMA: BATISMO Canto (Sugestão: Pelo Batismo 1ª e 2ª estrofes) OS SACRAMENTOS Sacramentos são sinais do amor de Deus pela humanidade, e isso não esgota o sentido que essa palavra carrega, uma vez que os sacramentos não são apenas sinais do amor de Deus, mas são o próprio Deus nesses sinais. Assim, para a doutrina católica, a hóstia consagrada não apenas representa Jesus. Ela é Jesus. O sacramento da reconciliação não simboliza apenas o perdão dos pecados, mas realmente perdoa os pecados. Sacramento é um conceito cristão que marca as várias fases de vida de quem crê em Jesus. Os sacramentos foram instituídos por Cristo e confiados à Igreja para que sejam levados a todos os povos. São sinais e meios pelos quais se exprime e se fortifica a fé, se presta culto a Deus e se realiza a santificação dos homens. São evidências do amor e a proximidade de Deus. São 7 os sacramentos : Batismo, Eucaristia, Confissão, Crisma, Matrimônio, Ordem e Unção dos Enfermos. Existem três Sacramentos que são considerados como Os Sacramentos de Iniciação Cristã : o Batismo, a Eucaristia e a Crisma. Cada Sacramento é um sinal eficaz (água no Batismo, óleo no Crisma, etc...) que transmite a graça de Deus. Ele não depende do ministro que o ministra (depende só de Cristo), mas os seus frutos dependem da disposição (preparação) com que a pessoa o recebe. Canto (Sugestão: Pelo Batismo 3ª e 4ª estrofes) DVD Os sete sinais da vida, Parte I, Introdução Geral. Ed. Verbo Filme SACRAMENTO DO BATISMO O Batismo é o primeiro dos Sacramentos da iniciação cristã. É a porta de 11

7 Lado 1: Conhecer Jesus Cristo e assumir seus ensinamentos; Lado 2: Lutar para que todos tenham vida e vida em abundância; Lado 1: Participar da vida da comunidade: celebrações, novenas, festas, movimentos sociais; etc; Lado 2: Participar das organizações e lutas pelos direitos que todos têm como cidadãos: saúde, educação, trabalho, salário digno, moradia, lazer... Cumprir os respectivos deveres; Lado 1: Socorrer os necessitados (doentes, abandonados, idosos...); Lado 2: Conhecer, ler, estudar, rezar, viver e anunciar a Palavra de Deus; Todos: A nossa fé cresce quando nos encorajamos a participar da comunidade, dando testemunho da presença viva de Jesus Cristo. Canto (Sugestão: Vai Missionário) ORAÇÃO FINAL Vamos rezar, pedindo a Deus, Pai de bondade e mãe de ternura, para sermos a comunidade-igreja que Jesus quer. (Neste momento, cada um diz o nome da sua comunidade. A cada nome citado, todos repetem a palavra de Deus): Todos: Ide por todo mundo, pregai o Evangelho a toda criatura, batizando em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Façamos, todos juntos, a oração: Pai-Nosso... BÊNÇÃO Vamos estender a nossa mão sobre o outro e rezar: Lado B: Numa sociedade individualista e egoísta onde muitos procuram acumular bens e excluir as pessoas. Todos: Ensina-nos, como batizados, que somos chamados a partilhar e a acolher, sobretudo, os mais fracos e humildes, os idosos e doentes, os deficientes e abandonados. Lado A: Numa sociedade, onde o poder é dominação, ambição é prestígio. Todos: Ensina-nos, como cristãos, a servir com alegria e simplicidade. Lado B: Numa sociedade egoísta, individualista que esquece a necessidade dos outros. Todos: Ensina-nos a viver em comunidade, onde pais e filhos aprendam a viver como cristãos na solidariedade. BÊNÇÃO Que Deus nos abençoe, Nos faça alegres na esperança, Pacientes nas dificuldades, Perseverantes na oração, Vivendo em harmonia, Uns com os outros. (Cf. Rom 12, ) Canto Deus te abençoe. Deus te proteja. Deus te dê a paz. 2º ENCONTRO TEMA: COMUNIDADE: LUGAR DE PARTILHA E DE FÉ Senhor, nosso Deus, fonte de toda a vida, dai-nos sempre vida em abundância. Queremos nos comprometer em viver sempre em comunidade. Pedimos a coragem, a esperança e a alegria de viver como cristãos e cristãs. Maria, Mãe da Igreja, conceda-nos a graça de sermos sensíveis às necessidades de nossos irmãos e irmãs, anunciando e testemunhando Jesus Cristo, Libertador e Salvador. 10 ORAÇÃO INICIAL (pag. 3) Canto (Sugestão: Agora é tempo de ser Igreja) VIVER EM COMUNIDADE Ninguém vive sozinho neste mundo, porque ninguém é uma ilha. Como exemplo, veja a roupa que você está usando: alguém cultivou o algodão ou criou essa roupa; na fábrica da indústria de roupas, vários operários trabalharam para que ficasse do jeito que você gostou... E assim, você precisou de outros; outros precisam de você, do seu trabalho, da sua ajuda. Olhando para Jesus, vemos que Ele não quis anunciar o Reino de Deus 7

8 sozinho. Primeiro, formou um grupo de discípulos, depois, com eles, começou a falar do Reino (Mc 1, 16-20; ). Nós não podemos viver fora da comunidade. Ela é importante para o desenvolvimento humano e cristão. Nela aprendemos a viver do jeito que Deus quer: Aprendemos a respeitar a outra pessoa e suas ideias. Desenvolvemos atitudes de solidariedade, diálogo, partilha... Descobrimos valores fundamentais da vida: o amor, o perdão, a justiça, o respeito, a verdade... Vivemos a nossa fé em Jesus Cristo, seguindo seus ensinamentos e seu e- xemplo de vida. Viver em comunidade é estar aberto e acolher o outro, do jeito que ele é, reconhecendo seus valores. REFLETINDO 1. O que nós entendemos por comunidade? 2. Participamos de alguma comunidade? Onde? Como? 3. Que importância tem viver em comunidade? 4. Em que precisamos crescer em nossa comunidade? A PALAVRA DE DEUS ILUMINA A NOSSA VIDA Canto de aclamação Leitura (Atos do Apóstolos 2, 42-47) - Reflexão MISSÃO DO BATIZADO NA COMUNIDADE Com o Batismo, nossa vida interior se transforma. Participamos da vida e do sacerdócio de Cristo vivo e ressuscitado. Pelo batismo, também participamos do sacerdócio de Cristo. Precisamos, pois, fazer o papel dele, isto é, ser medianeiros entre Deus e os homens. O batizado deve ser ponte que traz Deus aos homens e leva os homens a Deus. O cristão tem como uma das missões unir a comunidade cristã, para que, unida, marche para Deus. Cada membro da família, no dia do Batismo de um familiar, deverá refletir para ver se está dentro de sua comunidade familiar ou do bairro como pólo de união ou como mina de esfacelamento. O cristão que não une a comunidade está traindo sua missão de batizado. 8 Sendo o Batismo um acontecimento importante, por conferir a vida divina ao batizando, tornado-o membro da Igreja, sua preparação não pode ser descurada. O Batismo de um membro da família convida a gente a pensar e a rever o caminho trilhado até então, e a examinar se não se necessita trocar de rumo em face do compromisso assumido com Cristo e sua Igreja. Todo batizado, seguidor de Jesus, assume a sua missão: Anunciando o amor do Pai que nos criou; Denunciando todo tipo de injustiça, opressão, egoísmo, violência e desrespeito à dignidade da pessoa; Testemunhando Jesus Cristo pela vivência do mandamento do amor: Amai-vos uns aos outros como eu vos amo. (João 15, 12); Celebrando o mistério pascal que confere a todos os que dele participam a missão de testemunhar com a vida o compromisso batismal, principalmente, na participação da missa dominical. Canto (Sugestão: E Missão de todos) Dinâmica: FÉ E VIDA OBJETIVO : Mostrar que a fé deve estar ligada com a realidade e participação da comunidade. MATERIAL : 3 copos com água e 3 sonrisais (efervescentes). DESENVOLVIMENTOS : O Sonrisal é a nossa fé, o copo com água é a comunidade. No 1º copo colocar o sonrisal fechado no lado de fora do copo. Será que nossa fé não está igual ao sonrisal, fechado e alheio à comunidade? Será que nossa fé não está alienada? No 2º copo colocar o sonrisal fechado dentro do copo. O sonrisal está na água, mas não se mistura. Nós estamos dentro da Comunidade, mas será que não estamos fechados ao próximo que nos pede ajuda? Será que não vivemos uma fé individualista? Abrir um sonrisal e misturar com a água do 3º copo.o sonrisal irá se misturar com água e se tranformará em remédio. Nossa fé deve ser transformadora, inserida na comunidade, deve estar ligada à ação. "A FÉ SEM OBRAS É MORTA". COMPROMISSOS DO BATIZADO A participação do batizado na comunidade exige alguns compromissos: 9

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã;

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Pastoral do Batismo Sacramentos Batismo O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Consiste em derramar

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa)

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) Cântico de Entrada SAUDAÇÃO E MONIÇÃO INICIAL DIÁLOGO COM OS PAIS E PADRINHOS Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais: (dizem o nome do filho). Que pedis à Igreja

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária Caro jovem,, Que alegria saber que como você muitos jovens estão encontrando um caminho para a oração pessoal e diária. Continue animado com a busca de um relacionamento mais pessoal

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

SACRAMENTO É SINAL SENSÍVEL E EFICAZ DA GRAÇA. ELES SÃO SINAIS SENSÍVEIS EMITIDOS POR DEUS, PARA NOSSA SALVAÇÃO E SANTIFICAÇÃO.

SACRAMENTO É SINAL SENSÍVEL E EFICAZ DA GRAÇA. ELES SÃO SINAIS SENSÍVEIS EMITIDOS POR DEUS, PARA NOSSA SALVAÇÃO E SANTIFICAÇÃO. INTRODUÇÃO AOS SACRAMENTOS E SACRAMENTO DO BATISMO (PARÓQUIA DE SANTA SUZANA - ESCOLA SANTO AGOSTINHO) O QUE É SACRAMENTO? 1 IDÉIA BÁSICA DEUS NÃO QUER VIVER LONGE DO HOMEM; AO CONTRÁRIO, QUER FICAR UNIDO

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

Vício é uma palavra proveniente do latim vitium que significa falha ou defeito; é um mau hábito que causa dependência física ou emocional; é uma fuga

Vício é uma palavra proveniente do latim vitium que significa falha ou defeito; é um mau hábito que causa dependência física ou emocional; é uma fuga Introdução Ouço uma voz que me diz: O homem necessita de alguém que lhe esclareça quem ele é, que o instrua acerca de seus deveres, que o dirija para a virtude, renove seu coração, que o restabeleça em

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim 5º DOMINGO DA PÁSCOA 18 de maio de 2014 Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim Leituras: Atos 6, 1-7; Salmo 32 (33), 1-2,4-5.18-19; Primeira Carta de Pedro 2, 4-9; João

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre Caridade e partilha Vivemos em nossa arquidiocese o Ano da Caridade. Neste tempo, dentro daquilo que programou o Plano de Pastoral, somos chamados a nos organizar melhor em nossos trabalhos de caridade

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Bem - Aventuranças Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Eu estou à tua porta a bater, Eu estou à tua porta a bater, Se me abrires a porta entrarei para enviar. Eu preciso

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós!

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! CELEBRAÇÃO DO 5º DOMINGO DA PÁSCOA 03 de maio de 2015 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! Leituras: Atos 9, 26-31; Salmo 22; Primeira Carta de João 3, 18-24; João 15, 1-8. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

ENCONTROS DE PREPARAÇÃO PARA O BATISMO

ENCONTROS DE PREPARAÇÃO PARA O BATISMO ENCONTROS DE PREPARAÇÃO PARA O BATISMO 2 Prezado agente da Pastoral do Batismo, vivemos uma realidade gritante em nossa igreja: muitos batizados, mas poucos catequizados. Lamentavelmente muitos batizados

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA Assim nós invocamos a presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Hino: HPD II 330 Abraço de

Leia mais

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA

O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA O ENCONTRO DE CATEQUESE E SUA DINÂMICA Nestes últimos anos tem-se falado em Catequese Renovada e muitos pontos positivos contribuíram para que ela assim fosse chamada. Percebemos que algumas propostas

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM 26 de julho de 2015 Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes Leituras: Segundo Livro dos Reis 4, 42-44; Salmo 144 (145),

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA

CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA CATEQUESE COMO INICIAÇÃO À EUCARISTIA PE. GREGÓRIO LUTZ Certamente o título deste artigo não causa estranheza à grande maioria dos leitores da Revista de Liturgia. Mas mesmo assim me parece conveniente

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014

FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014 FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014 Tu és o meu Filho amado: Eu hoje te gerei! Leituras: Isaías 42, 1-4.6-7; Salmo 28 (29); Atos dos Apóstolos 10, 34-38; Mateus 3, 13-17. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

Os Mandamentos da Igreja

Os Mandamentos da Igreja Os Mandamentos da Igreja Por Marcelo Rodolfo da Costa Os mandamentos da Igreja situam-se na linha de uma vida moral ligada à vida litúrgica e que dela se alimenta CIC 2041 Os Mandamentos da Igreja tem

Leia mais

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação ***************************************************************************

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação *************************************************************************** DIOCESE DE AMPARO - PASTORAL DA EDUCAÇÃO- MARÇO / 2015 Todo cristão batizado deve ser missionário Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Salmo 24 (25) Amados Educadores

Leia mais

Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife

Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife RITO EUCARÍSTICO DE CAAPORÃ Em forma de literatura de Cordel Aprovado pela Diocese Anglicana de Recife CANTO DE ENTRADA Venham todos e louvemos / com muita sinceridade A eterna aliança / Sacramento de

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS RITOS INICIAIS ANIM.: Celebramos hoje a Eucaristia, ação de graças a Deus, nosso Pai, por todos os pais do colégio.

Leia mais

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor!

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 2º ROTEIRO EUCARISTIA Mistério Pascal celebrado na comunidade de fé! 3º ENCONTRO EVANGELHO Amor para anunciar e transformar o mundo! 1915-2015 SUBSÍDIOS

Leia mais

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO E SÃO VICENTE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA DA VÍGILIA DE PENTECOSTES COM OFÍCIO DIVINO Comunidade São Sebastião 19h30min Terço Como de costume RITOS INICIAIS Enquanto se entoa o refrão

Leia mais

Jubileu de Prata 25 ANOS

Jubileu de Prata 25 ANOS Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária

A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A iniciação cristã como pedagogia de vida comunitária A evangelização nos dá a alegria do encontro com a Boa Nova da Ressurreição de Cristo. A maioria das pessoas procura angustiada a razão de sua vida

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a Lei,

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede 18º DOMINGO DO TEMPO COMUM 02 de agosto de 2015 Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede Leituras: Êxodo 16, 2-4.12-15; Salmo 77 (78), 3.4bc.23-24.25.54; Carta de São Paulo

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

Dá-me de beber! João 4,7

Dá-me de beber! João 4,7 SEMANA DE ORAÇÃO PELA UNIDADE DOS CRISTÃOS 18 a 25 Janeiro de 2015 Dá-me de beber! João 4,7 CONSELHO PORTUGUÊS DE IGREJAS CRISTÃS COMISSÃO EPISCOPAL MISSÃO E NOVA EVANGELIZAÇÃO CELEBRAÇÃO DE CULTO ECUMÉNICO

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

Paróquia Santo Agostinho Pastoral do Batismo Valduir Graff. Sejam bem-vindos(as) à casa do Pai! Deus não descansa enquanto não os(as) seduzir!

Paróquia Santo Agostinho Pastoral do Batismo Valduir Graff. Sejam bem-vindos(as) à casa do Pai! Deus não descansa enquanto não os(as) seduzir! Paróquia Santo Agostinho Pastoral do Batismo Valduir Graff Sejam bem-vindos(as) à casa do Pai! Deus não descansa enquanto não os(as) seduzir! 1 ENCONTRO COM DEUS Façamos a experiência do encontro com Deus

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

APOSTOLADO DA ORAÇÃO APOSTOLADO DA ORAÇÃO INFORMATIVO APOSTOLADO DA ORAÇÃO ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS - SC Outubro: Mês Missionário A missão é feita: com os pés dos que partem... com os joelhos dos que rezam... e as mãos

Leia mais

Missa - 10/5/2015. Entrada

Missa - 10/5/2015. Entrada Missa - 10/5/2015 ntrada m F#m 1. Todos unidos formamos um só corpo, um povo que na Páscoa nasceu. G Membros de Cristo, no sangue redimidos, Igreja peregrina de eus. m F#m Vive conosco a força do spírito,

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante.

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante. Aula 25 Creio na Igreja Católica.1 Frei Hipólito Martendal, OFM. 1. Leitura de At 2, 1-15. Ler e explicar... Dia de Pentecostes (=Quinquagésima) é o 50º dia depois da Páscoa. Os judeus celebravam a Aliança

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

Batismo do Senhor. Homilia comentada para a Família Salesiana. Mc 1,7-11

Batismo do Senhor. Homilia comentada para a Família Salesiana. Mc 1,7-11 Batismo do Senhor Homilia comentada para a Família Salesiana P. J. Rocha Monteiro, sdb Mc 1,7-11 1. Introdução. Cenário. O tema do Batismo do Senhor poderia ser definido como construir uma igreja para

Leia mais

HOMILIA DO PAPA BENTO XVI. Aeroporto Cuatro Vientos de Madrid Sábado, 20 de Agosto de 2011. Queridos amigos!

HOMILIA DO PAPA BENTO XVI. Aeroporto Cuatro Vientos de Madrid Sábado, 20 de Agosto de 2011. Queridos amigos! HOMILIA DO PAPA BENTO XVI Aeroporto Cuatro Vientos de Madrid Sábado, 20 de Agosto de 2011 Queridos amigos! Saúdo-vos a todos, e de modo particular aos jovens que me formularam as perguntas, agradecendo-lhes

Leia mais

Vem, Senhor Jesus! (Apc 22,20)

Vem, Senhor Jesus! (Apc 22,20) DEZEMBRO 2014 Editorial Chegamos ao último mês do ano, um mês especial onde ainda temos a oportunidade de nos aproximarmos mais Dele, que é o Natal, período de nascimento de Cristo. O movimento Pólen nos

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ AMAI-VOS Domingo passado, ao celebrar o tema da misericórdia, tive a oportunidade de estar com milhares de pessoas tanto na Catedral Metropolitana como no anúncio e instalação do Santuário da Misericórdia,

Leia mais

P á g i n a 1 7 PAROQUIA N. SRA. RAINHA DOS APOSTOLOS CANTOS DA QUARESMA - 2015. Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo

P á g i n a 1 7 PAROQUIA N. SRA. RAINHA DOS APOSTOLOS CANTOS DA QUARESMA - 2015. Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo Cantos de Entrada: 1) Entrada/Senhor Eis Aqui o Teu Povo Refrão: Senhor, eis aqui o teu povo que vem implorar teu perdão; É grande o nosso pecado, porém é maior o teu coração. 1. Sabendo que acolheste

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B

COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B Tema: Ficai atentos, pois não sabeis quando chegará o momento. Acolhida: Sejam todos bem-vindos. Vamos refletir e rezar em comunidade, acolhendo a

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

A Fe Parte 3 Vivenciemos nossa Fé com alegria

A Fe Parte 3 Vivenciemos nossa Fé com alegria Ano Novo 2013 Carta Pastoral do Bispo D. Paulo Otsuka Yoshinao Diocese de Kyoto A Fe Parte 3 Vivenciemos nossa Fé com alegria Fiquem sempre alegres no Senhor! Fl.4,4. O maior presente do cristianismo é

Leia mais

ROTEIROS PARA A VIGÍLIA

ROTEIROS PARA A VIGÍLIA ROTEIROS PARA A VIGÍLIA - PREPARAÇÃO: dividir funções entre leitor, dirigente, equipe de acolhida (dependendo do local e da quantidade de pessoas), equipe de música, se possível um ministro da eucaristia

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR

CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR CELEBRAÇÃO DO AMOR Paróquia São Pedro e São Paulo - Toledo PR O que Deus uniu o homem não separe! ACOLHIDA Comentarista: Estamos reunidos para celebrar o Amor. Do amor desses dois jovens. N e N vai nascer

Leia mais

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos.

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos. Músicas para Páscoa AO PARTIRMOS O PÃO E C#m #m B7 E7 A C#M Refr.: Ao partirmos o pão reconhecemos/ Jesus Cristo por nós ressuscitado./ Sua paz B7 E A B7 E recebemos e levamos,/ Ao nosso irmão que está

Leia mais

Leituras: Ex 34, 4b-6.8-9; 2 Cor 13, 11-13; Jo 3, 16 18

Leituras: Ex 34, 4b-6.8-9; 2 Cor 13, 11-13; Jo 3, 16 18 // De acordo com o calendário litúrgico, neste domingo (19), comemoramos a festa da Santíssima Trindade. Dom Emanuele Bargellini - Prior do Mosteiro da Transfiguração (Mogi das Cruzes - São Paulo), doutor

Leia mais

Hora Santa pela santificação do Clero

Hora Santa pela santificação do Clero Hora Santa pela santificação do Clero Solenidade do Sagrado Coração de Jesus - 12 de Junho de 2015 1. ABERTURA Animador: Caríssimos irmãos e irmãos, neste dia em que a Igreja celebra a Solenidade do Sagrado

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA ÍNDICE GERAL

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA ÍNDICE GERAL CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA ÍNDICE GERAL CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA ÍNDICE GERAL PRÓLOGO I. A Vida do homem conhecer e amar a Deus II. Transmitir a fé a catequese III. Finalidade e destinatários deste

Leia mais