XI Encontro Nacional de Aleitamento Materno

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "XI Encontro Nacional de Aleitamento Materno"

Transcrição

1 XI Encontro Nacional de Aleitamento Materno

2 O Amamentar para Mães com Necessidades Especiais O amamentar entre as mães cardiopatas

3 Cirurgia Cardíaca Cardiologia Pediátrica Mudança no Prognóstico 60-70% Óbitos na infância 70-75% Adolescência Adulto

4 Cardiologia Pediátrica Feto Adulto RN/Lactente GUCH GUCH Grown up congenital heart (Europa, Japão, Reino Unido)

5 Cardiopatias Congênitas Acianogênicas Cianogênicas Hiperfluxo Normo Fluxo Obstrução VSVE Malformação Vasos Base Alteração desenvolvimento ventriculos

6 Acianogênicas Lesões de Shunt (E D) PCA, CIV, CIA, DSAV Valvar ou Vascular CoAo, EAo, EP, Ebstein

7 Cianogênicas T4F AP+CIV EP+CIA AT TGA TAC DVSVD VU DATVP Defeitos Septais com HP

8 O amamentar entre as mães cardiopatas 2000 : adultos com cardiopatias moderada a gravemente complexas adultos com cardiopatias mais simples

9 Gravidez Volume sangüíneo e débito cardíaco Insuficiência Cardíaca Resistência vascular sistêmica Shunt D E Hipercoagulabilidade e estase venosa em MMII trombose venosa e embolia Uterino compressão diafragma capacidade pulmonar total e vital

10 Gravidez Gravidez bem tolerada: - Classe funcional I e II - Lesões mínimas - Bom resultado cirúrgico Maior risco - Grande Shunt E D sem doença vascular pulmonar - >40a com CIA arritmia supra ventricular - CIA embolia paradoxal (prevenção de trombose venosa)

11 Gravidez Cardiopatia cianogênica não operada fertilidade Aborto espontâneo, trabalho de parto prematuro ou PIG Pacientes com HP (primária ou secundária) risco de óbito durante a gravidez, trabalho de parto e parto

12 O amamentar entre as mães cardiopatas Incentivar amamentação na saúde da mulher impacto positivo Amamentação efeitos benéficos mãe e filhos

13 O amamentar entre as mães cardiopatas Prejuízo da reserva cardíaca cumulativo Cada gestação acentua o déficit funcional Grávidas cardiopatas a gestação alto risco durante

14 O amamentar entre as mães cardiopatas Até 2ª metade do século XX Antes da idade reprodutiva Durante a gravidez

15 O amamentar entre as mães cardiopatas Cirurgia Mulheres Cardiopatas em idade fértil Partos de mães cardiopatas

16 O amamentar entre as mães cardiopatas Cirurgia Cardíaca fertilidade Risco da Gravidez Gestantes (morbi-mortalidade)

17 O amamentar entre as mães cardiopatas Óbitos maternos 2000 a 2002 (Reino Unido): Cardiopatias 2ª causa mais freqüente 20% cardiopatias congênitas

18 O amamentar entre as mães cardiopatas evolução de 2491 gestações em mulheres com cardiopatia congênita estrutural: Complicações cardíacas em 11% (arritmia 4,5% e ICC 5%) Eventos cardiovasculares: IAM, AVC e Óbito Eisenmenger e cardiopatias cianogênicas não tratadas ou tratadas paliativamente 9% complicações hipertensivas (população geral) e mais freqüentemente em TGA, CoAo e EPV e EAo

19 O amamentar entre as mães cardiopatas Amamentação Cansaço e risco de mastite com bacteremia em mães cardiopatas sintomáticas Mamadeira

20 LRR, 26 anos PO Tardio Jatene + IAo

21 CMBM: PO Tardio Jatene -34 anos 1ª gestação: 12anos CMBM: PO Tardio Jatene - 34 anos 2ª gestação: 10anos

22

23

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA RISCO CIRÚRGICO. 9/7/2003 Dr. José Mário Espínola - AMPB 1

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA RISCO CIRÚRGICO. 9/7/2003 Dr. José Mário Espínola - AMPB 1 ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA 1 I- CONCEITO: avaliação realizada por cardiologista, com fortes bases epidemiológicas, objetivando determinar classificação funcional do paciente, e risco de complicações

Leia mais

Cardiopatia Congênita Acianótica. com Hiperfluxo Pulmonar. Marco Antônio Bramorski. Florianópolis

Cardiopatia Congênita Acianótica. com Hiperfluxo Pulmonar. Marco Antônio Bramorski. Florianópolis Curso Nacional de Reciclagem em Cardiologia Região Sul Cardiopatia Congênita Acianótica com Hiperfluxo Pulmonar Marco Antônio Bramorski Florianópolis - 2006 Circulação Pulmonar Normal O2 x ad ae AAP VVP

Leia mais

Tratamento Percutâneo das Cardiopatias Congenitas. Célia Fátima Anhesini Benetti Gerente de Enfermagem Serviço de Hemodinâmica do HCor São Paulo - SP

Tratamento Percutâneo das Cardiopatias Congenitas. Célia Fátima Anhesini Benetti Gerente de Enfermagem Serviço de Hemodinâmica do HCor São Paulo - SP Tratamento Percutâneo das Cardiopatias Congenitas Célia Fátima Anhesini Benetti Gerente de Enfermagem Serviço de Hemodinâmica do HCor São Paulo - SP Tratamento Percutâneo das Cardiopatias Congênitas Célia

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA 1 FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA Av. Prof. Alfredo Balena 190-2 0 andar Caixa postal 340 - CEP 30130-100 031-3409-9759 e 3409-9760 cirurgia@medicina.ufmg.br CIR TÓPICOS CLÍNICA

Leia mais

Intervenções percutâneas. Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo

Intervenções percutâneas. Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo Intervenções percutâneas Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo Célia Maria C. Silva Declaro que não existe conflito de interesse nesta minha apresentação Estenose Valvar Aórtica

Leia mais

COORDENADOR: PROF. LUIZ F. SALAZAR DISCIPLINA: SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR

COORDENADOR: PROF. LUIZ F. SALAZAR DISCIPLINA: SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR PROCAPE / - CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA ANO: 0 HORÁRIO: 07:30 HS. ( em ponto) COORNADOR: PROF. LUIZ F. SALAZAR DISCIPLINA: SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR 07.0 ª A ANAMNESE EM CARDIOLOGIA SINTOMAS Dr.Luiz

Leia mais

PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 TÍTULO

PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 TÍTULO 1 PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 A CIRCULAÇÃO EXTRACORPOREA NA CIRURGIA CARDÍACA BRASILEIRA: HISTÓRICO, AVANÇOS E DESAFIOS. 2 A DISSECÇÃO AÓRTICA E O TRATAMENTO ENDOVASCULAR 3 A IMPORTÂNCIA DA

Leia mais

08h30-08h45 Analise das novas diretrizes de CRM da ESC 2014. Indicaçao e procedimento na CRM em pacientes com FE diminuída

08h30-08h45 Analise das novas diretrizes de CRM da ESC 2014. Indicaçao e procedimento na CRM em pacientes com FE diminuída PROGRAMA CIENTÍFICO Quinta-feira 13 de agosto de 2015 SALA A MESA REDONDA - DAC CRÔNICA Analise das novas diretrizes de CRM da ESC 2014 Indicaçao e procedimento na CRM em pacientes com FE diminuída Quando

Leia mais

Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD

Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD Carlo B Pilla e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2012 Obstruções à VSVD Estenose subvalvar pulmonar* Estenose valvar

Leia mais

Redução da mortalidade na infância no Brasil. Setembro de 2013

Redução da mortalidade na infância no Brasil. Setembro de 2013 Redução da mortalidade na infância no Brasil Setembro de 2013 Taxa de mortalidade na infância 62 Redução de 77% em 22 anos (em menores de 5 anos) 1990 33 14 2000 *Parâmetro comparado internacionalmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Curso de Graduação em Enfermagem Liga de Enfermagem em Neurologia

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Curso de Graduação em Enfermagem Liga de Enfermagem em Neurologia UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Curso de Graduação em Enfermagem Liga de Enfermagem em Neurologia Acidente Vascular Cerebral Isquêmico em Crianças, as, Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico na Criança

Leia mais

Terapêutica anticoagulante oral

Terapêutica anticoagulante oral Terapêutica anticoagulante oral Quando iniciar? Quando e como suspender? Quando parar definitivamente? Eugénia Cruz e Sara Morais Serviço de Hematologia Clínica, Hospital de Santo António 1º Encontro Proximidade

Leia mais

PROGAMAÇÃO V CURSO TEÓRICO RESIDENTE CARDIOLOGIA SMC

PROGAMAÇÃO V CURSO TEÓRICO RESIDENTE CARDIOLOGIA SMC PROGAMAÇÃO V CURSO TEÓRICO RESIDENTE CARDIOLOGIA SMC MÓDULO AVANÇADO: 2º Semestre de 2013 LOCAL: ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE MINAS GERAIS ESTRUTURA DAS AULAS: - Participantes: Um palestrante + Um debatedor +

Leia mais

Uma proposta para nomenclatura dos defeitos congênitos do sistema cardiovascular

Uma proposta para nomenclatura dos defeitos congênitos do sistema cardiovascular Rev Bras Cir Cardiovasc 2002; 17(1): 1-5. Abreu Filho C A C, Dallan L A O, Lisboa L A F, Platania F, Iglézias J C R, Cabral R H, Bordallo R, Dallan L A P, Oliveira S Artigo Especial Uma proposta para nomenclatura

Leia mais

CARDIOPATIAS CONGÉNITAS CIA

CARDIOPATIAS CONGÉNITAS CIA CARDIOPATIAS CONGÉNITAS CIA A CIA consiste num tipo de cardiopatia congénita do tipo não cianótica, em que há um defeito do septo inter-auricular originando uma comunicação anómala que proporciona a passagem

Leia mais

Rede de Teleassistência de Minas Gerais. Antonio Ribeiro Hospital das Clínicas da UFMG

Rede de Teleassistência de Minas Gerais. Antonio Ribeiro Hospital das Clínicas da UFMG Rede de Teleassistência de Minas Gerais Antonio Ribeiro Hospital das Clínicas da UFMG Outubro de 2014 até Setembro/2014 Número de akvidades 50.000 45.000 ECGs (821 pontos) e Teleconsultorias online e

Leia mais

2ª Turma do Curso de Pós Graduação UTI Pediátrica e Neonatal de Campinas

2ª Turma do Curso de Pós Graduação UTI Pediátrica e Neonatal de Campinas Trabalho de Conclusão de Curso 2ª Turma do Curso de Pós Graduação UTI Pediátrica e Neonatal de Campinas Instituto Terzius Faculdade Redentor Análise dos Óbitos Neonatais Ocorridos na Maternidade Municipal

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA Código: ENFAEN2 Disciplina: ADMINISTRAÇÃO EM ENFERMAGEM II (Enfermagem ao adulto e ao idoso em doenças tropicais) E ENFAENF (Administração em enfermagem I) Teoria: 60h Prática: 60h Teoria: 3 Prática: 3

Leia mais

O que fazer. Gesso e fraturas.

O que fazer. Gesso e fraturas. DOUTOR,POSSO VOAR? (extraído de http://www.orkut.com.br/main#commmsgs?cmm=17111880&tid=5625830708854803828, em 15/05/2012) Posso viajar de avião se estou com conjuntivite ou depois de me recuperar de um

Leia mais

ESTUDO SOBRE OS FATORES DE RISCO E POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES EM CRIANÇAS SUBMETIDAS À CIRURGIA PARA CORREÇÃO DE CARDIOPATIAS CONGÊNITAS

ESTUDO SOBRE OS FATORES DE RISCO E POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES EM CRIANÇAS SUBMETIDAS À CIRURGIA PARA CORREÇÃO DE CARDIOPATIAS CONGÊNITAS 0 UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA UNAMA Daniel Chagas de Pontes Jackeline Assunção Pantaleão ESTUDO SOBRE OS FATORES DE RISCO E POSSÍVEIS COMPLICAÇÕES EM CRIANÇAS SUBMETIDAS À CIRURGIA PARA CORREÇÃO DE CARDIOPATIAS

Leia mais

Lesão coronária tardia após cirurgia de switch arterial na transposição de grandes artérias

Lesão coronária tardia após cirurgia de switch arterial na transposição de grandes artérias Lesão coronária tardia após cirurgia de switch arterial na transposição de grandes artérias F.X.Valente 1, C. Trigo 2, J.D.F. Martins 2, I. Freitas 2, F. Paramés 2, M. António 2, L. Bakero 3, J. Fragata

Leia mais

Curso de Revisão para Enfermagem em Intervenção Cardiovascular 2012

Curso de Revisão para Enfermagem em Intervenção Cardiovascular 2012 Serviço de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista Hospital São Paulo Hospital do Rim e Hipertensão UNIFESP - EPM Curso de Revisão para Enfermagem em Intervenção Cardiovascular 2012 Eduardo Rodrigues

Leia mais

TES TE T S E ER GOMÉTRIC GOMÉTRIC (Te ( ste de esforço ç )

TES TE T S E ER GOMÉTRIC GOMÉTRIC (Te ( ste de esforço ç ) TESTE ERGOMÉTRICO (Teste de esforço) Definição - um dos exames mais importantes de diagnóstico, avaliação clínica e prognóstico dos pacientes com doença arterial coronariana (DAC). - método rápido, barato,

Leia mais

Doenças do Sistema Circulatório

Doenças do Sistema Circulatório Doenças do Sistema Circulatório Dados Mundiais: Mortes por grupos de causas - 2000 Total de Mortes: 55.694.000 Causas Externas ( 9.1%) Doenças Não Transmissíveis (59.0%) Doenças transmissíveis, mortalidade

Leia mais

Histórico Diagnóstico Indicações Tratamento cirúrgico Resultados e Complicações

Histórico Diagnóstico Indicações Tratamento cirúrgico Resultados e Complicações Valvulopatias Cardíacas II - Visão Cirúrgica Insuficiência Mitral Histórico Diagnóstico Indicações Tratamento cirúrgico Resultados e Complicações Prof. Dr. Jehorvan L. Carvalho História Existem relatos

Leia mais

Ecocardiografia Fetal como rotina pré-natal no rastreamento de cardiopatias congênitas.

Ecocardiografia Fetal como rotina pré-natal no rastreamento de cardiopatias congênitas. Ecocardiografia Fetal como rotina pré-natal no rastreamento de cardiopatias congênitas. Fetal Echocardiography as part of routine prenatal ultrasonographic screening on detection of congenital heart disease.

Leia mais

Ivan da Costa Barros Pedro Gemal

Ivan da Costa Barros Pedro Gemal Semiologia Abordagem ao paciente cardiopata Ivan da Costa Barros Pedro Gemal DESAFIO!! 2011 Universidade Federal Fluminense 1. Paciente idoso procura PS à noite queixando- se de falta de ar, taquicárdico

Leia mais

O PAPEL DA ENFERMAGEM NA REABILITAÇÃO CARDIACA RAQUEL BOLAS

O PAPEL DA ENFERMAGEM NA REABILITAÇÃO CARDIACA RAQUEL BOLAS O PAPEL DA ENFERMAGEM NA REABILITAÇÃO CARDIACA RAQUEL BOLAS Ericeira, 11 de Fevereiro 2011 DEFINIÇÃO De acordo com a OMS (2003), a Reabilitação Cardíaca é um conjunto De acordo com a OMS (2003), a Reabilitação

Leia mais

TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA. Observação:

TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA. Observação: TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA Observação: Exposição dos temas livres TL 01 a TL 21 sexta de 08h as 12h, com apresentação 09:45h Exposição dos temas livres TL

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PROJETO DE LEI N2 1 6 21 /2011

CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PROJETO DE LEI N2 1 6 21 /2011 yl 162iR 1 CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PROJETO DE LEI N2 1 6 21 /2011 Institui o Dia de Conscientização da Cardiopatia Congênita. A Câmara Municipal de Belo Horizonte decreta: Art. 1 2 - Fica instituído

Leia mais

ENGRAVIDAR NOVAMENTE OU NÃO ENGRAVIDAR EIS A QUESTÃO

ENGRAVIDAR NOVAMENTE OU NÃO ENGRAVIDAR EIS A QUESTÃO III Workshop Internacional de Atualização em Hepatologia TRATAMENTO CLÍNICO E ENDOSCÓPICO DAS VARIZES ESÔFAGO-GÁSTRICAS STRICAS ENGRAVIDAR NOVAMENTE OU NÃO ENGRAVIDAR EIS A QUESTÃO MÁRIO REIS ÁLVARES-DA-SILVA

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO, DETECÇÃO E TRATAMENTO DAS CARDIOPATIAS CONGÊNITAS E ADQUIRIDAS CARDIOPED

PROGRAMA DE PREVENÇÃO, DETECÇÃO E TRATAMENTO DAS CARDIOPATIAS CONGÊNITAS E ADQUIRIDAS CARDIOPED 1 PROGRAMA DE PREVENÇÃO, DETECÇÃO E TRATAMENTO DAS CARDIOPATIAS CONGÊNITAS E ADQUIRIDAS CARDIOPED RESUMO Grinberg Medeiros Botelho 1 Cidalia de Lourdes de Moura Santos 2 Victor Emmanuel Andrade Carneiro

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA PARA GRUPOS ESPECIAIS-GESTANTES

ATIVIDADE FÍSICA PARA GRUPOS ESPECIAIS-GESTANTES ESPECIALIZAÇÃO EM ATIVIDADE FÍSICA NA SAÚDE COLETIVA ATIVIDADE FÍSICA PARA GRUPOS ESPECIAIS-GESTANTES Prof. Msc. Moisés Mendes Universidade Estadual do Piauí- Teresina www.moisesmendes.com professormoises300@hotmail.com

Leia mais

CARDIOLOGIA ORIENTAÇÃO P/ ENCAMINHAMENTO À ESPECIALIDADE

CARDIOLOGIA ORIENTAÇÃO P/ ENCAMINHAMENTO À ESPECIALIDADE CARDIOLOGIA ORIENTAÇÃO P/ ENCAMINHAMENTO À ESPECIALIDADE DOR TORÁCICA CARDÍACA LOCAL: Precordio c/ ou s/ irradiação Pescoço (face anterior) MSE (interno) FORMA: Opressão Queimação Mal Estar FATORES DESENCADEANTES:

Leia mais

Tabagismo Passivo. Jane Domingues de Faria Oliveira Mestre em Educação Física UNICAMP

Tabagismo Passivo. Jane Domingues de Faria Oliveira Mestre em Educação Física UNICAMP 11 Tabagismo Passivo Jane Domingues de Faria Oliveira Mestre em Educação Física UNICAMP tabagismo é atualmente reconhecido como uma dependência O química que expõe os indivíduos a inúmeras substâncias

Leia mais

Relatório do Comitê de Morte Materna 2011 Município de Porto Alegre.

Relatório do Comitê de Morte Materna 2011 Município de Porto Alegre. Relatório do Comitê de Morte Materna 2011 Município de Porto Alegre. As últimas décadas do século XX foram marcadas por grandes avanços científicos e tecnológicos nas áreas de saúde materna e pré-natal.

Leia mais

CARDIOPATIAS CONGÊNITAS EM ADULTOS (CCA)

CARDIOPATIAS CONGÊNITAS EM ADULTOS (CCA) 1 CARDIOPATIAS CONGÊNITAS EM ADULTOS (CCA) 2 SUMÁRIO CARDIOPATIAS CONGÊNITAS EM ADULTOS 1 INTRODUÇÃO 2 FORMAÇÃO DE UM CENTRO ESPECIALIZADO EM CCA 2.1 Por quê? 2.2 Transição do cardiopediatra para os centros

Leia mais

ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL

ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL ASSISTÊNCIA PRÉ-NATAL Agenda aberta à qualquer hora, para atendimento pré-natal por médico ou enfermeiro treinado, ou para atividades em grupo, ampliando-se as possibilidades de recepção e ingresso da

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CIR

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CIR 1 FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA Av. Prof. Alfredo Balena 190-2 0 andar Caixa postal 340 - CEP 30130-100 031-3409-9759 e 3409-9760 cirurgia@medicina.ufmg.br CIR Disciplina Optativa

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública. Prova Discursiva INSTRUÇÕES Medicina Fetal Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o enunciado das 2 (duas) questões da prova discursiva.

Leia mais

As Doenças da Tiróide e a Gravidez

As Doenças da Tiróide e a Gravidez As Doenças da Tiróide e a Gravidez As Doenças da Tiróide e a Gravidez Que efeito tem a gravidez no funcionamento da tiróide? Várias alterações fisiológicas próprias da gravidez obrigam a glândula tiróide

Leia mais

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 28 de Fevereiro

Leia mais

PATOLOGIAS FETAIS E TRATAMENTO CLÍNICO INTRA-UTERINO. arritmias cardíacas. hipo e hipertireoidismo. defeitos do tubo neural

PATOLOGIAS FETAIS E TRATAMENTO CLÍNICO INTRA-UTERINO. arritmias cardíacas. hipo e hipertireoidismo. defeitos do tubo neural 13. TERAPÊUTICA FETAL MEDICAMENTOSA Entende-se por terapêutica fetal medicamentosa ou clínica, quando nos valemos da administração de certos medicamentos específicos, visando o tratamento de alguma patologia

Leia mais

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc Insuficiência Cardíaca Conceito É a incapacidade do coração em adequar sua ejeção às necessidades metabólicas do organismo, ou fazê-la

Leia mais

PROBLEMAS CARDÍACOS PATROCÍNIO

PROBLEMAS CARDÍACOS PATROCÍNIO PROBLEMAS Quase metade dos bebês que nascem com síndrome de Down têm problemas cardíacos congênitos, ou seja, presentes no nascimento. Algumas questões são simples e não têm maiores consequências, outras

Leia mais

Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17

Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17 Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17 Tabela 01 - Pacientes com Síndromes Coronarianas Agudas à Internação na Unidade - Principais Características Clinicas - Todos os Pacientes Egressos da

Leia mais

Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17

Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17 Cardiologia - Síndromes Coronarianas Agudas 1 / 17 Tabela 01 - Pacientes com Síndromes Coronarianas Agudas à Internação na Unidade - Principais Características Clinicas - Todos os Pacientes Egressos da

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 088/05 CIB/RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

RESOLUÇÃO Nº 088/05 CIB/RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: RESOLUÇÃO Nº 088/05 CIB/RS A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: a avaliação do Pacto de Indicadores da Atenção Básica 2004, Anexo I desta Resolução;

Leia mais

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução

ALEITAMENTO MATERNO. I Introdução ALEITAMENTO MATERNO I Introdução O incentivo ao aleitamento materno continua sendo um grande desafio em saúde pública, considerando-se o alto índice de desmame precoce e o grande número de óbitos infantis

Leia mais

Setor Bairros de Itajaí

Setor Bairros de Itajaí 2007 O projeto Uma Conversa Salva Uma Vida, no período de março a dezembro de 2007, beneficiou diretamente 110 famílias, 51 crianças foram acompanhadas semanal, quinzenal ou mensalmente, totalizando 173

Leia mais

Departamento de Cirurgia da FAMED - UFBA

Departamento de Cirurgia da FAMED - UFBA Departamento de Cirurgia da FAMED - UFBA Disciplina: CLÍNICA CIRÚRGICA I MÓDULO CIRURGIA TORÁCICA Plano e Roteiro de Aula Teórica Cardiopatias Congênitas Cianóticas Prof. Jehorvan Lisboa Carvalho 1 CARDIOPATIAS

Leia mais

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES SUBMETIDOS À CORREÇÃO CIRÚRGICA DE CARDIOPATIAS CONGÊNITAS NO HOSPITAL SÃO LUCAS DA PUC- RS Porto Alegre 2012

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES SUBMETIDOS À CORREÇÃO CIRÚRGICA DE CARDIOPATIAS CONGÊNITAS NO HOSPITAL SÃO LUCAS DA PUC- RS Porto Alegre 2012 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA/PEDIATRIA E SAÚDE DA CRIANÇA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO NICASIO HARUHIKO TANAKA PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS PACIENTES

Leia mais

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Tabela 01 - Principais Antecedentes e Fatores de Risco para Doença Cardiovascular à Internação na Unidade Todos os Pacientes Egressos da Unidade Hipertensão Arterial

Leia mais

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Tabela 01 - Principais Antecedentes e Fatores de Risco para Doença Cardiovascular à Internação na Unidade Todos os Pacientes Egressos da Unidade Hipertensão Arterial

Leia mais

SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR

SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR Yáskara Benevides Guenka Acadêmica do 4º ano de Medicina UFMS Liga de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Campo Grande MS 27/06/2012 SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR ALTERAÇÕES DAS

Leia mais

DIABETES E GRAVIDEZ 1. CONCEITO

DIABETES E GRAVIDEZ 1. CONCEITO DIABETES E GRAVIDEZ 1. CONCEITO Diabete é uma síndrome caracterizada por elevação crônica da glicemia de jejum e/ou das pós-prandiais, devido a defeito absoluto ou relativo da produção de insulina, ou

Leia mais

Cirurgia Valvar em Gestantes. Experiência em Oito Casos

Cirurgia Valvar em Gestantes. Experiência em Oito Casos Cirurgia Valvar em Gestantes. Experiência em Oito Casos Pablo Maria Alberto Pomerantzeff, Anderson Benício, Carlos Manuel de Almeida Brandão, Walkiria Samuel Ávila, Paulo Cesar Luiz Bueno, Max Grinberg,

Leia mais

COMO FUNCIONA O CORAÇÃO?

COMO FUNCIONA O CORAÇÃO? PROBLEMAS Pesquisas recentes sugerem que, em média, a cada 700 recém-nascidos, um tem síndrome de Down. Quase metade destes bebês têm problemas cardíacos congênitos, ou seja, presentes no nascimento. Algumas

Leia mais

SAF. Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo

SAF. Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo SAF Síndrome do Anticorpo Antifosfolipídeo CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: Comissão de Vasculopatias ILUSTRAÇÃO DA CAPA: Gilvan Nunes EDITORAÇÃO: Rian Narcizo Mariano PRODUÇÃO: www.letracapital.com.br Copyright

Leia mais

CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE DEFESA DA SAÚDE CESAU ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 064 /2015 - CESAU

CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE DEFESA DA SAÚDE CESAU ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 064 /2015 - CESAU ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 064 /2015 - CESAU Salvador, 13 de abril de 2015 OBJETO: Parecer. - Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde- CESAU REFERÊNCIA: 3 a promotoria de Justiça de Dias D'Àvila / Dispensação

Leia mais

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Tabela 01 - Principais Antecedentes e Fatores de Risco para Doença Cardiovascular à Internação na Unidade Todos os Pacientes Egressos da Unidade Hipertensão Arterial

Leia mais

CAPÍTULO 21 ÓBITO FETAL. » Precoce antes da 20ª semana» Intermédio - entre 20ª e a 28ª semana» Tardio após 28ª semana

CAPÍTULO 21 ÓBITO FETAL. » Precoce antes da 20ª semana» Intermédio - entre 20ª e a 28ª semana» Tardio após 28ª semana CAPÍTULO 21 ÓBITO FETAL Deinição (OMS) - morte do produto da concepção ocorrida antes da expulsão ou de sua extração completa do organismo materno, independentemente da duração da gestação. 1. CLASSIfICAçãO»

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

ANEXO 1. Aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-UNIFESP)

ANEXO 1. Aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-UNIFESP) 94 95 96 97 ANEXO 1 Aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa (CEP-UNIFESP) 98 99 Anexo 2 Termo de consentimento livre e esclarecido Consentimento informado para realização de Estudo Eletrofisiológico e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ONOFRE LOPES COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ONOFRE LOPES COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ONOFRE LOPES COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA PROGRAMA DA PROVA GERAL DO CONCURSO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 01- CLÍNICA MÉDICA Insuficiência

Leia mais

Mario Julio Franco. Declaração de conflito de interesse

Mario Julio Franco. Declaração de conflito de interesse Mario Julio Franco Declaração de conflito de interesse Não recebi qualquer forma de pagamento ou auxílio financeiro de entidade pública ou privada para pesquisa ou desenvolvimento de método diagnóstico

Leia mais

Câmara Municipal de Vereadores

Câmara Municipal de Vereadores PROJETO DE LEI Nº7462 /LEGISLATIVO 2010 Inclui no calendário oficial do Município de Santa Maria o Dia da conscientização da Cardiopatia Congênita, a ser realizado dia 12 de junho, e dá outras providências

Leia mais

EDITAL GDG Nº. 038/2007 INSCRIÇÕES PARA CONCURSO À LIVRE DOCÊNCIA

EDITAL GDG Nº. 038/2007 INSCRIÇÕES PARA CONCURSO À LIVRE DOCÊNCIA EDITAL GDG Nº. 038/2007 INSCRIÇÕES PARA CONCURSO À LIVRE DOCÊNCIA O PROF DR HUMBERTO LIEDTKE JUNIOR, Diretor Geral da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto - FAMERP - Autarquia de Regime Especial,

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR Coordenadores: Drs. Clerio Azevedo e Marcelo Hadlich 1. Objetivos do Programa Proporcionar, aos pós-graduandos, formação especializada

Leia mais

HIGROMA CÍSTICO E LINFANGIOMA

HIGROMA CÍSTICO E LINFANGIOMA FETUS CENTRO DE ESTUDOS PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA FETAL HIGROMA CÍSTICO E LINFANGIOMA WELLINGTON FERREIRA BRUM SÃO PAULO SP 2011 HIGROMA CÍSTICO E LINFANGIOMA Introdução A gestante quando inicia o seu

Leia mais

INTERVALO E VISITA À EXPOSIÇÃO PARALELA - TEMA LIVRE PÔSTER GRUPO I

INTERVALO E VISITA À EXPOSIÇÃO PARALELA - TEMA LIVRE PÔSTER GRUPO I XXII CONGRESSO NACIONAL DO DEPARTAMENTO DE ERGOMETRIA, EXERCÍCIO, REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR, CARDIOLOGIA NUCLEAR E CARDIOLOGIA DO ESPORTE. PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA QUINTA-FEIRA 29 DE OUTUBRO DE 2015 07:30H

Leia mais

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria O programa de Residência em Pediatria prevê 60 horas de jornada de trabalho semanal, sendo 40 horas de atividades rotineiras e 20 horas de

Leia mais

Semiologia Cardiovascular

Semiologia Cardiovascular Semiologia Cardiovascular Cardiopatias Congênitas Carolina Cunto de Athayde I Introdução: a) Definição: anormalidade na estrutura ou função cardiovascular que está presente ao nascer, mesmo quando descoberta

Leia mais

Doris Silvia Barbosa de Souza. Avaliação de Estresse e Enfrentamento das Mães de. Crianças com Cardiopatias Congênitas

Doris Silvia Barbosa de Souza. Avaliação de Estresse e Enfrentamento das Mães de. Crianças com Cardiopatias Congênitas Doris Silvia Barbosa de Souza Avaliação de Estresse e Enfrentamento das Mães de Crianças com Cardiopatias Congênitas BOTUCATU 2010 Doris Silvia Barbosa de Souza Avaliação de Estresse e Enfrentamento das

Leia mais

Impetrato: Estado de Minas Gerais e Município de Cláudio/MG. TEMA: Enoxaparina 40mg (Clexane ) para profilaxia de abortamento de repetição em gestante

Impetrato: Estado de Minas Gerais e Município de Cláudio/MG. TEMA: Enoxaparina 40mg (Clexane ) para profilaxia de abortamento de repetição em gestante Data: 04/08/2014 NTRR 161 2014 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Solicitante: Juíza de Direito: Dra. Marcilene da Conceição Miranda Número do processo: 166.14.001419-1 Impetrato: Estado de

Leia mais

REALIZAÇÃO DE EXAMES DE ULTRASSOGRAFIA EM MULHERES PARTICIPANTES DO X ENCONTRO DAS LIGAS ACADÊMICAS DA FACULDADE DE MEDICINA

REALIZAÇÃO DE EXAMES DE ULTRASSOGRAFIA EM MULHERES PARTICIPANTES DO X ENCONTRO DAS LIGAS ACADÊMICAS DA FACULDADE DE MEDICINA REALIZAÇÃO DE EXAMES DE ULTRASSOGRAFIA EM MULHERES PARTICIPANTES DO X ENCONTRO DAS LIGAS ACADÊMICAS DA FACULDADE DE MEDICINA BARBOSA, Raul Carlos 1 ; BORBA, Victor Caponi 2 ; BARBOSA, Tercília Almeida

Leia mais

Dissertação MORTALIDADE INFANTIL NO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO-RS: FATORES ASSOCIADOS E CAUSAS CARDIOVASCULARES. Camila de Andrade Brum

Dissertação MORTALIDADE INFANTIL NO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO-RS: FATORES ASSOCIADOS E CAUSAS CARDIOVASCULARES. Camila de Andrade Brum Dissertação MORTALIDADE INFANTIL NO MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO-RS: FATORES ASSOCIADOS E CAUSAS CARDIOVASCULARES Camila de Andrade Brum INSTITUTO DE CARDIOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL FUNDAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Leia mais

Elevação dos custos do setor saúde

Elevação dos custos do setor saúde Elevação dos custos do setor saúde Envelhecimento da população: Diminuição da taxa de fecundidade Aumento da expectativa de vida Aumento da demanda por serviços de saúde. Transição epidemiológica: Aumento

Leia mais

SERVIÇO DE CARDIOLOGIA - IRMANDADE SANTA CASA DE MISERICÓRDIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP

SERVIÇO DE CARDIOLOGIA - IRMANDADE SANTA CASA DE MISERICÓRDIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP SERVIÇO DE CARDIOLOGIA - IRMANDADE SANTA CASA DE MISERICÓRDIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP EDITAL/ REGULAMENTO INTERNO ESTÁGIO MÉDICO EM CARDIOLOGIA CLÍNICA 1. CORPO CLÍNICO. A disciplina de Cardiologia

Leia mais

PROGRAMAS DAS PROVAS NÍVEL E

PROGRAMAS DAS PROVAS NÍVEL E PARA TODOS OS CARGOS: PORTUGUÊS: 1. Compreensão de textos informativos e argumentativos e de textos de ordem prática (ordens de serviço, instruções, cartas e ofícios). 2. Domínio da norma do português

Leia mais

Preenchimento da declaração de Óbito. IV Curso de Capacitação para Registro em Morbimortalidade 20 de novembro de 2015 Salvador - Bahia

Preenchimento da declaração de Óbito. IV Curso de Capacitação para Registro em Morbimortalidade 20 de novembro de 2015 Salvador - Bahia Preenchimento da declaração de Óbito IV Curso de Capacitação para Registro em Morbimortalidade 20 de novembro de 2015 Salvador - Bahia Atestado médico de causa de morte É a parte da Declaração de Óbito

Leia mais

HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016

HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016 HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 2 de Fevereiro

Leia mais

Filosofia de trabalho e missões

Filosofia de trabalho e missões Filosofia de trabalho e missões As atividades de ensino e assistência na UTI Neonatal do Hospital São Paulo, Hospital Universitário da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (HPS-EPM/Unifesp),

Leia mais

CARTILHA DA GRÁVIDA 1

CARTILHA DA GRÁVIDA 1 CARTILHA DA GRÁVIDA 1 2 SUMÁRIO SOBRE A FEBRASGO 4 PRIMEIROS SINTOMAS 5 ETAPAS DA GESTAÇÃO 6 IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL 8 OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL JUNTO À MÃE 9 OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL JUNTO AO BEBÊ 10 OBJETIVOS

Leia mais

Cartilha. Gravidez Mais Segura

Cartilha. Gravidez Mais Segura Cartilha Gravidez Mais Segura Cuidados, alertas e um universo de segurança durante o período gestacional. Pré-natal: o primeiro passo O pré-natal é uma das formas mais seguras de garantir uma gestação

Leia mais

Dr. Fernando Ganem Doutor pela Faculdade de Medicina da USP Diretor do Serviço de Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libanês

Dr. Fernando Ganem Doutor pela Faculdade de Medicina da USP Diretor do Serviço de Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libanês Coordenação Dr. Fernando Ganem Doutor pela Faculdade de Medicina da USP Diretor do Serviço de Pronto-Atendimento do Hospital Sírio-Libanês Prof. Dr. Augusto Scalabrini Neto Professor Associado pela Faculdade

Leia mais

ARRITMIAS FETAIS EPIDEMIOLOGIA E FISIPATOLOGIA

ARRITMIAS FETAIS EPIDEMIOLOGIA E FISIPATOLOGIA ARRITMIAS FETAIS INTRODUÇÃO O coração humano pode desenvolver arritmias ou distúrbios de condução em resposta à isquemia, distúrbios hidroeletrolíticos, alterações de pós e pré-carga, defeitos estruturais,

Leia mais

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Diabetes é uma doença ocasionada pela total falta de produção de insulina pelo pâncreas ou pela quantidade insuficiente da substância no corpo. A insulina

Leia mais

Impetrato: Município de Andradas e Estado de Minas Gerais. TEMA: Enoxaparina 40mg (Clexane ) para tratamento de trombofilia, em vigência de gestação.

Impetrato: Município de Andradas e Estado de Minas Gerais. TEMA: Enoxaparina 40mg (Clexane ) para tratamento de trombofilia, em vigência de gestação. NTRR 75/2014 Solicitante: Juiz de Direito: Dr. Eduardo Soares de Araújo Data: 25/04/2014 Medicamento X Material Procedimento Cobertura Número do processo: 0019840-90.2014.8.13.0026 Impetrato: Município

Leia mais

Adaptações Cardiovasculares da Gestante ao Exercício

Adaptações Cardiovasculares da Gestante ao Exercício Desde as décadas de 60 e 70 o exercício promove Aumento do volume sanguíneo Aumento do volume cardíaco e suas câmaras Aumento do volume sistólico Aumento do débito cardíaco que pode ser alcançado Aumento

Leia mais

Índice Remissivo do Volume 91-2008

Índice Remissivo do Volume 91-2008 Por Assunto A Acidente cerebrovascular/complicações Acidente vascular na doença de Chagas, 306 Abscesso Opção para tratamento de abscesso aórtico, 72 Acesso radial Acesso ulnar Angioplastia primária pelo

Leia mais

PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO CARDÍACA FASE II

PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO CARDÍACA FASE II PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO CARDÍACA FASE II III SIMPÓSIO DE FISIOTERAPIA EM CARDIOLOGIA 30 de Outubro a 02 de Novembro de 2004 DAIANA CRISTINE BÜNDCHEN INSTITUTO DE CARDIOLOGIA DE CRUZ ALTA-CT SERVIÇO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL

A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL A IMPORTÂNCIA DO PRÉ-NATAL Programa BemVindo - www.bemvindo.org.br A OMS - Organização Mundial da Saúde diz que "Pré-Natal" é conjunto de cuidados médicos, nutricionais, psicológicos e sociais, destinados

Leia mais

cateter de Swan-Ganz

cateter de Swan-Ganz cateter de Swan-Ganz Dr. William Ganz Dr. Jeremy Swan A introdução, por Swan e Ganz, de um cateter que permitia o registro de parâmetros hemodinâmicos na artéria pulmonar a partir de 1970 revolucionou

Leia mais

Perfil epidemiológico de pacientes com cardiopatias congênitas em um hospital de Palmas, Tocantins, Brasil.

Perfil epidemiológico de pacientes com cardiopatias congênitas em um hospital de Palmas, Tocantins, Brasil. ORIGINAL ARTICLE Perfil epidemiológico de pacientes com cardiopatias congênitas em um hospital de Palmas, Tocantins, Brasil. Isabella Carvalho Oliveira a, Anselmo Fernandes de Oliveira a, Pedro Henrique

Leia mais

Identificar como funciona o sistema de gestão da rede (espaços de pactuação colegiado de gestão, PPI, CIR, CIB, entre outros);

Identificar como funciona o sistema de gestão da rede (espaços de pactuação colegiado de gestão, PPI, CIR, CIB, entre outros); ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PLANO DE AÇÃO REGIONAL DAS LINHAS DE CUIDADO DAS PESSOAS COM HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA, COM DIABETES MELLITUS E/OU EXCESSO DE PESO NO CONTEXTO DA REDE DE ATENÇÃO

Leia mais

Busca Ativa por Cardiopatias Congênitas É Factível? Experiência em Oito Cidades Brasileiras

Busca Ativa por Cardiopatias Congênitas É Factível? Experiência em Oito Cidades Brasileiras Internacional Journal of Cardiovascular Sciences. 2015;28(2):95-100 95 É Factível? Experiência em Oito Cidades Brasileiras Active Search for Congenital Heart Disease Is Possible? Experience from Eight

Leia mais

TABAGISMO E GÊNERO NO BRASIL"

TABAGISMO E GÊNERO NO BRASIL TABAGISMO E GÊNERO NO BRASIL" SEMINÁRIO INTERNACIONAL CONTROLE SOCIAL DO TABACO EM DEBATE - PROPOSTAS DE ACTUAÇÃO 13 DE NOVEMBRO 2006 Ministério da Saúde Nos países em desenvolvimento, os fumantes constituem

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA Código: ENFEOGP Disciplina: ENFERMAGEM EM OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA (ESTAGIO) Prática: 120 Prática: 04 Conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias ao desenvolvimento da metodologia de assistência

Leia mais

PROMOÇÃO DA SAÚDE DA MULHER. André Luis Ferreira Santos Mestre e doutor pela UNICAMP Professor do Departamento de Medicina da UNITAU 2009

PROMOÇÃO DA SAÚDE DA MULHER. André Luis Ferreira Santos Mestre e doutor pela UNICAMP Professor do Departamento de Medicina da UNITAU 2009 PROMOÇÃO DA SAÚDE DA MULHER André Luis Ferreira Santos Mestre e doutor pela UNICAMP Professor do Departamento de Medicina da UNITAU 2009 ENFRENTAMOS VÁRIOS PROBLEMAS O PROBLEMA DA CULTURA MODERNA DO IMEDIATISMO,

Leia mais