Serviços Auxiliares 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Serviços Auxiliares 1"

Transcrição

1 Serviços Auxiliares 1

2 Direção-Geral Diretor-Geral: Bel. Omar Jacques Amorim Gabinete Conforme previsto no art. 59 do Regimento Interno, ao Diretor-Geral compete a coordenação e a supervisão das atividades exercidas pelas Direções Administrativa, Judiciária e Financeira e pelo Departamento de Informática. Compreende, também, a supervisão da tramitação administrativa dos precatórios. No ano 2008 ocorreram vários encontros de trabalho, especialmente com as Diretorias do Tribunal, visando a tratar das demandas do Judiciário e do fluxo dos processos, concatenando com as prioridades estabelecidas pela Presidência. Merece destaque a ativa participação junto a entes externos, possibilitando o incremento da execução orçamentária com a liberação adicional de recursos, junto à Secretaria Estadual da Fazenda, viabilizando a aprovação de projetos de lei de interesse da Administração, junto à Assembléia Legislativa do Estado, coordenando reuniões de trabalho com os demais Poderes visando ao redesenho da Lei de Diretrizes Orçamentárias e a questões de ordem previdenciária. Outra medida que alcançou êxito foram as tratativas junto à Prefeitura Municipal de Porto Alegre buscando viabilizar a aprovação dos projetos de instalação do novo Foro Cível e do Anexo do prédio do Tribunal de Justiça, a qual foi efetivada mediante a celebração de Termo de Compromisso com o Executivo Municipal, possibilitando o breve início da grande obra que abrigará o novo Foro. Efetiva atuação na implementação do Projeto Planejando o Judiciário, coordenado pelo Conselho de Administração, Planejamento e Gestão, mediante o acompanhamento e execução de palestras, apresentadas aos Juízes Diretores de Foros em 8 comarcas-pólo e no Foro Central da Capital. Desenvolvido pela Assessoria de Planejamento, objetiva conduzir a Administração à identificação das necessidades estruturais e funcionais, por meio de processo amplo e democrático, apresentadas e hierarquizadas pelos magistrados representantes de suas comarcas. Por fim, neste exercício, o Poder Judiciário, empenhado no aperfeiçoamento da gestão administrativa, sob a coordenação do Diretor-Geral, diligenciou no sentido de possibilitar a celebração de Termo de Convênio com o QUALI- DADE RS (PGQP), objetivando a conjugação de esforços e de recursos para execução do Programa de Melhoria da Gestão na Administração Pública PMG-AP, o qual foi efetivado em 09 de outubro e contará com a consultoria especializada do Instituto de Desenvolvimento Gerencial S/A. Na mesma linha, em fase final de negociação, buscou a implementação de dois novos sistemas: o novo sistema de recursos humanos (RHE), que possibilitará adequado controle e planejamento de questões atinentes ao pagamento de pessoal, e o Sistema Integrado de Gestão Empresarial (ERP), que visa a promover a melhoria dos fluxos, controles, acompanhamento e informações gerenciais, bem como a otimização dos processos administrativos. Serviços Auxiliares 2

3 Departamento de Informática Diretor: Bel. Luis Felipe Schneider O Departamento de Informática, em 2008, investiu na preparação de sua estrutura e de sua equipe para o desenvolvimento do Processo Judicial Eletrônico, cuja implantação iniciará em 2009 pelas Varas da Execução Fiscal. Entre outras providências, foram adquiridas ferramentas mais modernas e robustas para o desenvolvimento de sistemas baseados na Internet, bem como iniciada a adoção de processos formais de gestão de Tecnologia da Informação. Já antecipando algumas alterações que serão introduzidas com a adoção do Processo Judicial Eletrônico, passou a ser possível a assinatura digital de despachos e sentenças no Themis de 1º Grau, a exemplo do que já ocorre no Themis de 2º Grau. Para tanto, foi contratada a emissão de certificados digitais para os magistrados de 1º grau, que serão armazenados em cartões inteligentes personalizados. Ainda no Themis de 1º Grau, a pasta de trabalho dos cartórios passou a permitir a geração de documentos em lote, funcionalidade também introduzida na pasta de trabalho dos magistrados e implantada em fase piloto nas Varas da Fazenda Pública do Fórum Central de Porto Alegre. Paralelamente, deu-se prosseguimento ao desenvolvimento de novas funcionalidades nos sistemas já existentes, incluindo a implantação do módulo de Juizados da Infância e da Juventude em 15 comarcas, incluindo Porto Alegre, e de Varas de Execução Criminal em 4 comarcas. Com estes dois, completam-se todos os módulos integrantes dos Sistemas Themis de 1º e de 2º Graus. Durante o ano, foram realizados investimentos e contratações de serviços que totalizaram aproximadamente 24 milhões de reais, determinando a evolução demonstrada abaixo: INVESTIMENTOS EM INFORMÁTICA Serviços Auxiliares 3

4 Foram adquiridos 815 computadores portáteis (notebooks) para todos os magistrados, além de microcomputadores que serão instalados no decorrer de 2009, a fim de complementar e renovar o parque. Ao todo, entre microcomputadores, notebooks, servidores centrais, multifuncionais e impressoras, foram adquiridos mais de equipamentos, conforme gráfico: AQUISIÇÕES DE EQUIPAMENTOS Sistema Themis de 1º Grau Implantado em todas as comarcas do Estado, o Sistema Themis de 1º Grau sofreu uma reformulação geral, que modernizou sua estrutura interna. Foram liberadas, ao longo do ano, 47 novas versões, incluindo novos módulos, além de melhorias e correções nos já existentes, em um total de programas e 498 modelos de documentos alterados. Módulo do Juizado da Infância e da Juventude: está implantado em 15 comarcas, incluindo Porto Alegre. Entre as principais funcionalidades desenvolvidas, destacam-se: realização de ajustes nos mapas estatísticos; consultas a processos sentenciados, com atuação da Defensoria Pública, a adolescentes recolhidos e internados provisoriamente; tratamento de processos baixados sem representação e sem remissão e com maiores de 21 anos; informação de abrigamento para processos cíveis; tratamento da natureza de Contravenções Penais; complementação das medidas dos processos de execução, com reflexo nos antecedentes; restrições de acesso ao módulo de objetos apreendidos; e criação de novos modelos de documentos, incluindo mandado de intimação, e novos relatórios. Módulo das Varas de Execução Criminal: está implantado em 4 comarcas, tendo recebido diversas modificações como: criação da pasta de trabalho do gabinete do magistrado; acréscimo de 70 novos modelos de documentos; possibilidade de inclusão de réus e condenações registradas em processos oriundos de outras comarcas; registro de documentos pendentes de juntada; acompanhamento da limitação de fim de semana e de outras penas restritivas de direito; controle do pagamento de prestação pecuniária; tratamento para unificação de condenações; tratamento para revogação e restabelecimento de sursis, de PSC, entre outras; transferência de PECs entre comarcas; carga e devolução de PECs para advogados e para o Ministério Público; e registro das visitas aos presídios. Módulo do Júri: O módulo do Júri recebeu adequações para atender às alterações das Leis nº /08 e nº /08. Serviços Auxiliares 4

5 Geração de Documentos em Lote: a nova funcionalidade trouxe mais facilidade e agilidade na redação de documentos. Emissão de Antecedentes Cíveis: foi aprimorado o mecanismo de consulta de forma a relacionar, no resultado de uma busca, apenas os réus que atendam aos critérios para emissão de certidão positiva, procedimento semelhante ao adotado para os antecedentes criminais. Tratamento Especial para a Defensoria Pública: foi disponibilizado módulo onde os Defensores Públicos são cadastrados por órgão julgador, assim como é feito com a Promotoria de Justiça, e podem ser associados às partes dos processos como representantes, sem identificá-los individualmente pela OAB ou nome. Emissão da Guia de Atos Isolados: foi disponibilizado acesso rápido para emissão das guias mais utilizadas pelos cartórios, sem a necessidade de acesso via cadastro de custas. Módulo de Cálculos Monetários: já instalado em todas as contadorias, permite a realização de cálculos dos mais diversos tipos e utilizando diferentes índices de correção, tendo sido disponibilizado também para os gabinetes de magistrados de 1º e de 2º graus. Sistema Themis de 2º Grau Implantado em todos os órgãos julgadores do Tribunal de Justiça, o Sistema Themis de 2º Grau teve 15 versões liberadas ao longo do ano, incluindo novas funcionalidades, melhorias e correções. Foram introduzidas integrações com outros sistemas, como o Módulo de Cálculos Monetários e o Sistema de Gravação de Audiências e Sessões, ferramenta utilizada pelo Departamento de Taquigrafia e Estenotipia para gravação de áudio durante as sessões de julgamento informatizadas. Foram implementadas melhorias na redação de documentos, como a geração automática de números de ofícios e o Assistente de Geração de Ofícios para o Tribunal Pleno. Foram realizadas adaptações no sistema para suporte às novas Tabelas Padronizadas de Classificação Processual do Conselho Nacional de Justiça, atendendo à Resolução nº 46, de , e procurando manter a compatibilidade com o Sistema Themis de 1º Grau. Sistema Themis Administrativo Implantado em todos os setores do Tribunal de Justiça, o Sistema Themis Administrativo passou a atender também ao Fórum Central de Porto Alegre. Em 2008, foram desenvolvidas as seguintes melhorias: Módulo de Pasta de Trabalho: implantação nos gabinetes dos magistrados que atuam no Conselho da Magistratura, na Secretaria das Comissões e na Secretaria do Tribunal Pleno, incluindo novas funções, como a pesquisa da Jurisprudência Administrativa, o cadastramento da decisão antes da sessão e a visualização de todos os documentos da sessão. Novo Módulo de Redação de Documentos: permite redigir documentos conforme modelos administrativos do Tribunal de Justiça e modelos personalizados pelos setores, tendo sido implantado na Corregedoria- -Geral da Justiça. Entre outras funcionalidades, permite consultar a relação de processos do usuário, grupo ou setor, localizar processos por número, realiza controle de atualizações nos documentos, permitindo visualizar seu histórico, e realiza sua liberação no andamento dos processos. Inclusão, na consulta de Publicações Administrativas na Intranet, de documentos não publicados no Diário da Justiça, além da disponibilização dos seguintes relatórios: processos por Juiz-Corregedor, processos por servidor, relação de processos selecionados conforme filtros diversos e estatística de documentos por autor e por Redator. Serviços Auxiliares 5

6 Selo Digital de Fiscalização Notarial e Registral O Tribunal de Justiça desenvolveu e implantou em 2007 a primeira solução no País de fiscalização da atividade de serventias extrajudiciais inteiramente eletrônica. Em 2008, a solução recebeu os seguintes aprimoramentos: Implantação de classe de selos para atos cartoriais combinados, trazendo simplificação e agilidade na prática dos atos e na prestação de contas, sem prejuízo à atividade de fiscalização. Desenvolvimento das rotinas que realizarão automaticamente, a partir de fevereiro de 2009, o ressarcimento dos atos gratuitos praticados pelas serventias e a distribuição de valores visando a garantir renda mínima às deficitárias. Melhorias no sistema gerencial utilizado pela Corregedoria-Geral da Justiça e pela Direção Financeira para controle da atividade e acompanhamento do faturamento das serventias. Sistema de Controle de Arrecadação Em 2008, o sistema deixou de ser apenas uma simples ferramenta de consulta e passou a apoiar as atividades gerenciais. Agora é possível, por exemplo, registrar a devolução dos valores arrecadados através de uma guia de custas, tanto integral como parcialmente. Para que seja viável a conciliação dos dados de arrecadação com o saldo atualizado de contas bancárias, foi alterado o fluxo das informações de pagamento das guias, bem como criados novos relatórios gerenciais. Intranet e Internet O número de acessos ao site do Tribunal de Justiça na Internet vem aumentando ano a ano, conforme se observa no gráfico abaixo. Em relação a 2007, houve um aumento de aproximadamente 50%, tendo atingido, em setembro e outubro, mais de 30 milhões de consultas processuais, mantendo uma média de mais de 25 milhões por mês. Além disso, são realizadas mensalmente mais de 2 milhões de consultas à jurisprudência e mais de 60 mil consultas ao Diário da Justiça Eletrônico. Ao longo do ano foi distribuído aos usuários um volume de informações da ordem de 12 terabytes (12 mil gigabytes). Serviços Auxiliares 6

7 Em 2008, foi disponibilizada a emissão do Alvará de Folha Corrida via Internet, simplificando esta operação, trazendo mais conforto aos usuários e diminuindo o número de pessoas que acorrem aos fóruns. Também foi implantado, após testes realizados em 2007, o Sistema Push, que remete aos advogados e demais interessados todas as movimentações ocorridas nos processos de seu interesse. Integrado ao Sistema Themis de 2º Grau, foi implantado o Boletim Eletrônico de Ementas, que divulga de forma dinâmica e a partir das sugestões dos próprios Relatores, os julgados mais importantes, controversos ou que apresentam novidades em termos processuais. Também foram publicadas na Internet a consulta aos processos administrativos e a geração de Guia de Preparo de Recursos. Ao final do ano, o site da Internet passou a contar com acesso à Ouvidoria do Poder Judiciário, permitindo submeter, via formulário eletrônico, dúvidas, reclamações, sugestões, críticas e elogios, além de divulgar outras formas de acesso. Projetos do Conselho Nacional de Justiça O Tribunal de Justiça continuou a participar ativamente de projetos de informatização e modernização do Poder Judiciário conduzidos pelo CNJ, como a Padronização de Tabelas de Classificação Processual e a definição do Número Único dos Processos Judiciais, além de ter sido convidado a integrar o Comitê de Gestão dos Sistemas Informatizados. O Tribunal de Justiça também foi piloto na implantação do Andamento Processual Unificado (APU), projeto do CNJ que visa a criar repositório integrado do andamento dos processos judiciais. Infra-estrutura Central de Tecnologia da Informação Em 2008 foram conduzidos inúmeros projetos de modernização da infra-estrutura central de processamento de dados, incluindo: Aquisição de moderna solução de servidores de processamento centralizado (blade), que concentra em um único rack 37 equipamentos, podendo ser até mesmo duplicada sem ocupar maior espaço físico na sala-cofre em que opera o datacenter, além de promover a economia de energia. Instalação de rede sem fio (wireless) nos prédios do Tribunal de Justiça e do Fórum Central de Porto Alegre. Ampliação da infra-estrutura central de armazenamento de dados, cuja capacidade passou a ser de 40 terabytes ( gigabytes). Aquisição de solução para ampliação do espaço destinado ao armazenamento de mensagens de correio eletrônico. Atualização da infra-estrutura central de rede que conecta os 191 prédios do Poder Judiciário, nos quais estão instalados mais de 11 mil computadores. Ampliação dos 2 links redundantes de conexão à Internet, passando a oferecer 38 megabits por segundo. Implantação de solução integrada de filtragem de acesso à Internet, que permite o bloqueio dinâmico de sites com conteúdo impróprio. Aquisição de solução para gerência de impressão, visando a controlar o quantitativo de impressões e promover a economia de papel e insumos de impressão. Atualização e ampliação das soluções de antivírus, virtualização de equipamentos servidores e cópias de segurança (backup). Serviços Auxiliares 7

8 Infra-estrutura de Tecnologia da Informação nas Comarcas Para melhorar a infra-estrutura das comarcas, em 2008 foram realizados expressivos investimentos, como: Contratação de novos links de comunicação de dados entre as comarcas do interior do Estado e o datacenter em Porto Alegre. Até abril de 2009, a banda de acesso em todas as comarcas será ampliada em até 5 vezes, trazendo significativa melhora na velocidade de acesso aos dados centralizados e à Internet. Também será viabilizado o tráfego de conteúdo multimídia e a implementação de tecnologia de voz sobre IP (VoIP), pela interligação das centrais telefônicas, tendo como decorrência a redução dos custos com ligações de longa distância. Também será viabilizado o acesso remoto ao Sistema Themis pelos magistrados do interior, tendo sido adquiridas mais 150 licenças do software Metaframe. Substituição dos equipamentos servidores centrais em 55 comarcas, trazendo maior desempenho e segurança. Aquisição de 100 novos equipamentos de rede para substituição e ampliação da capacidade de acesso. Atendimento a usuários O atendimento aos usuários dos serviços de Tecnologia da Informação e Comunicações do Poder Judiciário é prestado por técnicos e estagiários próprios, além de empresas terceirizadas. A Central de Atendimento telefônico opera 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. No horário normal de funcionamento do Poder Judiciário, atuam equipes residentes nos prédios do Tribunal, do Palácio da Justiça e do Fórum Central de Porto Alegre. São mantidas equipes volantes terceirizadas para atendimento aos demais prédios da Capital e em 13 comarcas do interior do Estado, a partir das quais atendem às demais comarcas da região. Durante 2008 foi atendida a uma média mensal de quase 13 mil ligações e pedidos via Intranet, originados por magistrados, servidores e serventias extrajudiciais, requerendo os mais diferentes tipos de serviço, desde informações e alteração de cadastros e permissões, até a comunicação e solicitação de atendimento em caso de dúvidas na operação de softwares e sistemas ou defeitos em equipamentos. Em 13 de outubro, entrou em operação a nova Central de Atendimento, com nova empresa terceirizada e novos critérios de qualidade exigidos em contrato. Com isto, passou-se a operar com um índice de ligações abandonadas inferior a 5%. Serviços Auxiliares 8

9 Direção Administrativa Gabinete Diretora Administrativa: Belª Liliana Maria Giora O ano 2008 teve um significado especial para a Diretoria Administrativa, pois, efetivamente, coordenou e supervisionou todos os seus Departamentos, Unidades e Núcleos com a perfeita integração entre eles. Foram providas reuniões com Diretores, Secretários, Assessores e Chefias, a fim de aproximar grupos de trabalho e manter coeso o espírito de equipe. A Direção Administrativa, com suas atividades bastante diversificadas, atuou na gerência de pessoal, projetos e de processos, coordenando os Departamentos subordinados: Recursos Humanos; Magistrados e Outros Juízes; Engenharia, Arquitetura e Manutenção; Material e Patrimônio; Artes Gráficas; Médico Judiciário e Unidade de Protocolo, Arquivo Administrativo e Equipes de Segurança, Transporte, Reprografia e Zeladoria de Prédio. Agindo nas diversas etapas processuais administrativas, planejando, propondo e conferindo, obteve-se celeridade e melhoria no desenvolvimento operacional nos mais variados setores. Houve, por parte da Diretoria Administrativa, efetiva atuação na Comissão de Avaliação Especial, a qual examina as questões relativas aos concursos para ingresso no serviço público de portadores de deficiência física e mental, analisando a sua melhor adequação aos cargos oferecidos. Ocorreram, ainda, atividades na Comissão de Promoções, em que se procedeu ao exame das avaliações de merecimento e títulos dos servidores de carreira da Secretaria do Tribunal de Justiça, para efeitos de progressão funcional. Até a metade do mês de dezembro, foram analisados e despachados processos administrativos relativos a vantagens, promoções, confirmações no estágio probatório, substituições, efetividade e aposentadorias de servidores do 1º e do 2º graus, bem como expedição de notas de expedientes referente às decisões do Presidente e do 2º Vice-Presidente. Houve, ainda, despacho nos processos de provimento de cargos do 1º grau, por remoção, e nomeações de cargos do 2º grau decorrentes de aprovação em concurso público. Foram efetuadas análises de pagamentos de diárias dos servidores do 1º grau e magistrados. Procedeu, ademais, à análise de processos de compras, dispensas, inexigibilidades e aberturas de licitações de seus departamentos vinculados, em especial o de Material e Patrimônio, cujo volume de compras é notadamente expressivo. Dentre as obras de engenharia concluídas em 2008, citam-se: Foros de Getúlio Vargas e Nova Petrópolis (novas), Foro de Montenegro (ampliação). Em execução, estão os Foros de Cachoeira do Sul, Uruguaiana, Rodeio Bonito, Lagoa Vermelha, Itaqui, Soledade, Alegrete, Passo Fundo, Viamão e Encantado. Ao final de 2008, foram licitadas as edificações dos Foros: Cível de Porto Alegre, Regional do 4º Distrito, Portão, Arroio Grande, Butiá, Três de Maio, São Pedro do Sul, Lajeado e Vacaria, cujas obras iniciam em Serviços Auxiliares 9

10 TABELA DE ATIVIDADES 2008 Documento Presidente 1º Vice- 2º Vice- Diretora -Presidente -Presidente Administrativa Despachos e Decisões Ofícios Memorandos 88 Notas de Expediente 61 Expedientes Diversos Total Total Geral Serviços Auxiliares 10

11 Unidade de Apoio e Serviços Gerais EQUIPE DE REPROGRAFIA Chefe de Equipe: Sra. Claudete Franco Machado A Equipe de Reprografia do Tribunal é responsável pela extração de cópias externas solicitadas via Processual, Câmaras; cópias internas para o Pleno, Grupos Criminais e Cíveis, bem como, cópias em grande quantidade para os demais Setores, e encadernações. A partir de maio de 2008 o Departamento de Informática passou a controlar o relatório de cópias das unidades que possuem máquinas multifuncionais, ficando a Equipe de Reprografia com o controle, das máquinas locadas. No decorrer do ano 2008, o Setor teve um acréscimo no montante das cópias de , em relação a 2007, totalizando cópias extraídas na unidade da Equipe de Reprografia da sala 506 do Tribunal de Justiça, sendo que, o total extraído por todas as unidades foi de cópias no ano. Movimentação/Setor Obs.: O mês de dezembro foi encerrado no dia RELATÓRIO DE JANEIRO A DEZEMBRO 2008 Pagas por Particulares Requisitadas Inutilizadas Creditadas Total Extraídas Apoio das Vices º Andar Biblioteca º Andar Borges º Andar Processual Subtotal Foro Central Foro Reg. Tristeza Foro Reg. Alto Petrópolis Foro Reg. Sarandi Foro Reg. Partenon Foro Reg. Restinga Foro Reg. Quarto Distrito Subtotal Total Serviços Auxiliares 11

12 EQUIPE DE SEGURANÇA Chefe de Equipe: Bel. Antônio César Carré A Equipe de Segurança é constituída por 188 servidores, incluída a Chefia, com atribuições de Policiamento ostensivo e armado durante as 24 horas do dia, para garantir a integridade física dos magistrados, dos funcionários e dos clientes externos, a vigilância do patrimônio do Judiciário, o fornecimento de informações ao público, monitoramento de alarmes dos foros das comarcas do interior do Estado e Capital (assessoria em segurança) e investigações de interesse do Órgão, com atuações em todos os prédios do Poder Judiciário da Capital, Foros do interior e Justiça Instantânea. Ao longo do ano, foram realizados alguns cursos de aperfeiçoamento para os seguranças, ministrados pela Brigada Militar, com ênfase nas técnicas de manuseio e prática de tiro. Foram realizadas escoltas, por seguranças devidamente treinados, aos Juízes da Vara de Execuções Criminais e outros, quando em visitas aos presídios da Capital e do interior. Gerenciamento da segurança terceirizada no Foro Central e Foros Regionais. Supervisão e fiscalização pela chefia dos plantões da segurança nos diversos postos, através de rondas diurnas, atendendo a uma determinação da Administração, para tanto, contando com a colaboração da Equipe de Transportes na cedência de um automóvel. A Equipe de Segurança monitora, nas 24 horas do dia, pelo Sistema de Alarmes Inteligentes, os foros das comarcas do interior, que agora já são 166, mais 06 Foros Regionais da Capital, o Arquivo Centralizado, o Departamento de Material e Patrimônio, o Arquivo Judicial e o Departamento de Artes Gráficas. Esse trabalho é realizado pelos seguranças do Centro de Operações no Tribunal de Justiça, sendo que a Capital conta, também, com a Equipe de Ronda Noturna. Organização na formação de Brigadistas de Incêndio nos prédios da Capital e palestra referente à Prevenção e Combate a Sinistros Aspectos Motivacionais, realizada em 17 de dezembro. Total de atividades executadas nos prédios do Poder Judiciário: Entrada de Público Externo e Atendimentos de Pessoas nos Prédios de Porto Alegre Número de Armas Retidas na Capital Número de Prisões Realizadas 100 Número de Pessoas Identificadas no Palácio, no Tribunal e no DAG Segurança em Audiências Realizadas nos Foros Regionais Segurança em Juizados Especiais no Foro Central (Noite) e Regionais Segurança em Sessões do TJ Segurança em Sessões de Júri no Foro Central 363 Serviços Auxiliares 12

13 EQUIPE DE TRANSPORTES Chefe de Equipe: Sr. Valdomiro Elias de Miranda Ferreira A Equipe é responsável pelos deslocamentos a serviço dos setores do Tribunal de Justiça, tais como serviço de malotes, no qual é feita a coleta e entrega dos respectivos volumes, entre os magistrados, as Câmaras e os Gabinetes; serviço de manutenção predial e telefônica; serviço de informática e outros; e também a serviço da Justiça de 1º Grau. Para tanto, conta com o apoio dos 97 colaboradores lotados na Equipe, os quais utilizam-se dos 99 veículos que, somados a outros 06, que se encontram distribuídos em comarcas do interior, além dos 03 cedidos a órgãos do Estado, compõem a frota, que totaliza 108 veículos. Durante este ano, foram efetuados pela Equipe atendimentos e 831 viagens. Mês Gasolina Diesel Deslocamentos Viagens Consertos Lavagens Janeiro , , Fevereiro 8.809, , Março , , Abril , , Maio 8.807, , Junho , , Julho , , Agosto 9.866, , Setembro , , Outubro , , Novembro , , Dezembro 5.003, , Total , , Serviços Auxiliares 13

14 Unidade de Protocolo e Arquivo Administrativo Coordenadora: Belª Tamara Robinson No ano 2008, a Unidade de Protocolo e Arquivo Administrativo nova denominação conferida pelo Ato Regimental nº 01/2008 abrangeu os setores remanescentes do extinto Departamento de Comunicações Administrativas DCA, com a fusão da Unidade de Comunicações e do Serviço de Microfilmagem e Arquivo. É o órgão de orientação, coordenação e controle das atividades pertinentes ao trato e ao arquivamento da documentação administrativa no âmbito do Poder Judiciário, salvo aquela de competência da Corregedoria-Geral de Justiça. Durante este exercício, a Unidade desenvolveu suas atividades utilizando concomitantemente o Sistema de Protocolo Integrado (SPI PROCERGS) e o Sistema Themis Administrativo, autuando expedientes administrativos por meio da PROCERGS e 380 no Sistema Themis Administrativo, entre os quais precatórios, aberturas de licitação, pagamentos diversos, prestações de contas, pensões alimentícias, assentamentos funcionais, pensões de magistrados e de servidores, isenções de imposto de renda, reclamatórias trabalhistas, diárias de magistrados e conversão em pecúnia de períodos de férias e licença-prêmio não usufruídos, valendo-se de ambos os Sistemas também no que respeita a pesquisa e a juntada de solicitações de partes e de servidores. Realizou apensações, anexações e desanexações de processos, assim como procedeu à abertura de novos volumes de expedientes em tramitação e à reparação de documentos, zelando pela sua integridade. No que se refere ao armazenamento eletrônico de dados, foi finalizada a digitalização dos mapas de freqüência de todas as comarcas, de 1991 a Também foram criadas estruturas de banco de dados, no Access, o que possibilitou o escaneamento e a remessa, via rede, dos documentos digitalizados, procedendo-se, ainda, à digitalização de tiras de julgamento (de 1984 a 2003), de atas de sessão (de 1980 a 2004), bem como de fichas de andamento processual (de 1986 a 1994), provenientes do Conselho da Magistratura/TJRGS. Também de sua competência, a Unidade de Protocolo promoveu as medidas necessárias à guarda, à organização e à manutenção do arquivo administrativo corrente, o qual conta com aproximadamente processos, e de matéria microfilmada, com cerca de microfilmes, os quais contêm informações funcionais de magistrados e de servidores ativos e inativos do Poder Judiciário. Serviços Auxiliares 14

15 Departamento de Artes Gráficas Diretora: Luci Geny Gonçalves O suporte a magistrados e servidores do Judiciário, como ferramenta de trabalho, é o escopo principal das publicações produzidas pelo Departamento de Artes Gráficas, bem como parte desta produção é posta à venda também por intermédio dos distribuidores autorizados. Foram editadas 20 publicações periódicas e 08 obras avulsas com circulação nacional, além de Argentina, Portugal e Estados Unidos. Além do ingresso de receita com a venda de obras, também são convertidas em renda a favor do Poder Judiciário as reciclagens dos resíduos de produção. Ao findar o ano em que o Departamento de Artes Gráficas comemorou 39 anos de atividades, além da produção gráfica anual, merecem destaque as publicações, por iniciativa da Comissão de Biblioteca e de Jurisprudência e do Conselho Editorial da Revista de Jurisprudência do Tribunal de Justiça, de três Obras Jurídicas (Constituição Federal e Constituição Estadual; Código Civil e Código de Processo Civil; e Código Penal e Código de Processo Penal), bem como, por proposição do Exmo. Sr. Des. Luiz Felipe Brasil Santos, Corregedor-Geral da Justiça, da Coleção Administração Judiciária, composta por dissertações de um grupo de Juízes gaúchos que participaram do Programa de Mestrado Profissionalizante em Poder Judiciário da Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getúlio Vargas, e do manual Procedimento Operacional Padrão, destinado às Unidades Jurisdicionais de 1º Grau. Relativamente às Obras Jurídicas (matérias baixadas dos sites e ferramentas essenciais e imprescindíveis à execução das tarefas atinentes a magistrados e servidores do Poder Judiciário, cujo custo por exemplar foi de R$ 1,78, R$ 2,33 e R$ 3,06 matéria penal, constitucional e cível, respectivamente, cabe ressaltar que, em pesquisa realizada junto a livrarias que comercializam obras com conteúdo semelhante, obteve- -se como menor custo unitário o valor de R$ 27,00, com desconto de 10% para pagamento à vista. Foi acolhida, pelo Conselho Editorial da Revista de Jurisprudência, sugestão no sentido da supressão da publicação, a partir de , das ementas no Diário da Justiça Eletrônico, em decorrência da disponibilização quinzenal do Boletim Eletrônico de Ementas no site do Tribunal de Justiça, evitando, assim, informações paralelas emitidas por outra unidade da Instituição. Foram desenvolvidos pelo Departamento de Artes Gráficas, para uso da Seção de Expedição, Controle e Comercialização: a) planilhas para controle automático do estoque de publicações, o qual passou a apresentar dados atualizados em tempo real, inclusive para fins de inventário; b) relatórios para elaboração da prestação de contas relativa às vendas e à alienação de sucatas; c) planilhas para registro e controle do quadro funcional e de estagiários; e d) planilhas de protocolo de entrega das publicações para magistrados de Porto Alegre e para setores do 2º grau, individualizada por publicação periódica. Ainda, foi reativado o controle de solicitações de materiais do almoxarifado interno do Departamento de Artes Gráficas e implantado um sistema de requisição para o fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual EPIs, mediante substituição. Considerando periódicos, foram impressos exemplares, tendo sido editados: Revistas de Jurisprudência n os 264, 265, 266, 267 e 268; dos Juizados Especiais n os 49-50; do Juizado da Infância e da Juventude n os e 14; Multijuris n os 5 e 6; Jurisprudência Penal Militar n os e ; Relatório Anual 2007; Lista de Antigüidade 2008; Agendas 2008 dos Tribunais de Justiça e de Justiça Militar; Coleção Administração Judiciária, vol. I; Cadernos do Centro de Estudos, vol. III, além das Obras Jurídicas acima citadas. Entre as obras avulsas foram editados: manual Procedimento Operacional Padrão Unidades Jurisdicionais de 1º Grau; Revista Justiça & História, vol. 6, nº 12; livreto 20 Anos de Penas Alternativas no Rio Grande do Sul; jornal Serviços Auxiliares 15

16 Justiça para o Século 21; cartilhas do Projeto Formando Gerações, Mediação Comunitária e do Jurado; e revista Ecos de Liberdade FAESP, totalizando exemplares. A produção de impressos padronizados (PJs e JMs), utilizados pelas Justiças de 1º e de 2º Graus e pelo Tribunal de Justiça Militar, alcançou unidades. Assim como em 2007, também em 2008, a produção das Agendas e do Calendário do Poder Judiciário foi totalmente realizada pelo Departamento. Acrescente-se a esta produção: criação de 109 layouts; diagramação de 35 obras (livros, livretos, cartilhas, etc.) e a impressão, em equipamento digital, de 520 folders, capas e rótulos para CD, 27 carteiras de magistrados, cartões de visitas, cartões sociais, cartazes, certificados/diplomas, convites para solenidades, entre outros. No que diz respeito à revisão ortográfica e semântica e à padronização dos conteúdos que são inseridos em trabalhos gráficos produzidos no Departamento, a Terceira Leitura (final), realizada pela Seção de Revisão, passou a ser executada exclusivamente na tela do computador, objetivando agilidade e redução de gastos com insumos. A arrecadação decorrente da venda de obras, impressos padronizados e sucatas, além da reprodução de cópias, totalizou R$ ,99 no período de dezembro de 2007 até o mês de novembro de As publicações no Diário da Justiça Eletrônico, com pagamento no ato, alcançaram R$ ,14 e, em relação às publicações sujeitas a eventual cobrança posterior, ,66 URCs, até , o que representou o montante de R$ ,00, tomando- -se por base o valor da URC do mês de dezembro de Também em 2008, foi autorizada a aquisição de sistema para recebimento de matérias advindas dos 1º e 2º graus, editais e matérias administrativas, respectivamente, a serem disponibilizadas no Diário da Justiça Eletrônico, o qual alcança a média diária de 670 páginas. O sistema, a ser implantado em breve, propiciará o recebimento, a classificação e o ordenamento, embasado na estrutura organizacional do Poder Judiciário, das matérias e possibilitará o controle destas publicações no que tange a prazos processuais e à contagem exata de caracteres, necessária à aferição de valores para fins de cobrança. Quantitativos do Diário da Justiça Eletrônico 1. Número de Edições Número de Páginas Publicadas Notas de Expediente/Editais Publicados Tribunal de Justiça (Administrativo) NE/Editais de Julgamento (2º Grau) Turmas Recursais Ministério Público Tribunal de Justiça Militar Tribunal Regional Eleitoral Legislação 3.8. Jurisprudência Foros Central e Regionais Comarcas do Interior Departamento Processual Editais (1º Grau) Capital Interior Total de Matérias Publicadas Obs.: Levantamento relativo ao período de a Serviços Auxiliares 16

17 Conforme dados disponíveis em de janeiro a novembro de 2008, foram acessadas páginas e baixados cadernos do Diário da Justiça Eletrônico. Foi autorizada a aquisição de equipamentos necessários à execução de tarefas de furação e colocação de espiral e wire-o (acabamento na confecção de apostilas, manuais, agendas, calendários, etc.), os quais propiciarão redução do tempo de acabamento da produção gráfica, economicidade e qualidade dos trabalhos. Na 8ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho SIPAT, realizada no mês de agosto, foram exitosamente abordados os seguintes temas: O Resgate da Paixão pelo Trabalho, Lesões por Esforços Repetitivos/ Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho LER/DORT, A Reflexão dos Acidentes Emocionais no Ambiente Profissional, Segurança no Trabalho e Uso Consciente de Equipamentos de Proteção Individual EPIs e Atitudes Positivas na Segurança do Trabalho com Ênfase em Prevenção e Comunicação. Passaram a ser emitidas Ordens de Serviço para todos os trabalhos realizados no Departamento de Artes Gráficas, nas quais estão minuciosamente descritas suas peculiaridades, possibilitando controle absoluto das diferentes etapas de produção em cada Seção, desde o recebimento da autorização para sua execução até sua conclusão e remessa ao solicitante. Foi autorizada a manutenção do atual horário de expediente efetivo do Departamento, ou seja, das 7h às 19h, considerando, entre outras, as necessidades específicas da Central de Correspondência do Poder Judiciário, responsável pelo recebimento, triagem e distribuição de processos e correspondências no âmbito de todo o Judiciário Estadual, bem como do setor responsável pela editoração do Diário da Justiça Eletrônico, sua disponibilização e por todos os controles decorrentes das publicações nele inseridas (acompanhamento de prazos processuais, cobrança, etc.). Encontra-se em fase de avaliação a proposição formulada pelo Departamento no sentido da emissão de normativa única que discipline a movimentação de processos, correspondências e outros documentos, via Central de Correspondências do Poder Judiciário, visando a eliminar a ocorrência de eventuais extravios, diante do elevado volume de documentos que circulam no Poder Judiciário, considerando critérios de economicidade, razoabilidade e eficiência, a ocorrência de encaminhamento de determinadas correspondências em desacordo com as normas existentes, bem como a necessidade de padronização dos procedimentos relativos ao uso do malote. Relativamente às dependências do Departamento de Artes Gráficas, além das reformas realizadas no decorrer de 2008, principalmente, no intuito de otimizar espaços, antes até insalubres e inadequados, destinados a depósitos de insumos gráficos (papéis, químicos, etc.) e almoxarifado, foi promovida a troca de local de equipamentos, de forma a agilizar o fluxo produtivo, bem como reduzir a exposição dos servidores aos ruídos decorrentes de sua operação. Considerando que é pela Seção de Arte e Composição que a maioria dos trabalhos são iniciados no Departamento, encontra-se em fase de implantação processo de Padronização que visa a criar rotinas de execução de tarefas, como salvamento de arquivos para layout ou para impressão, fechamento de arquivos, formatação da página para criação de capas, definição de formas de tratamento de imagem, de utilização de programas usados para tratamento de imagem e para diagramação de texto, entre outros. Por intermédio desta Padronização, pretende-se aperfeiçoar o processo de pré-criação, sem engessar o processo de criação, tornando o primeiro uniforme e possibilitando aos servidores do setor o acesso a essas informações e, conseqüentemente, facilitando seu entendimento. A Seção de Arte e Composição criou planilhas de Controle de Tarefas, as quais possibilitam, dentre outros recursos, a cada nova edição de determinado trabalho, o resgate de dados referentes à execução daquela publicação, empregando rapidez e eficiência às rotinas. A Seção de Fotomecânica, responsável pela pré-impressão (gravação de chapas utilizadas no processo de impressão), promoveu melhorias em equipamentos, tais como: a) substituição do equipamento no qual roda o software Plate Setter Xcalibur, eliminando possibilidade de erros decorrentes da baixa capacidade da antiga máquina; b) troca da placa de comunicação da gravadora de filmes Avantra, que conta agora com dispositivos que conferem agilidade à produção dos fotolitos. Quanto às melhorias nas rotinas, passou o setor a se encarregar do fechamento de arquivos, tendo em vista as especificidades dos softwares utilizados nesta tarefa, eliminando o retrabalho. Serviços Auxiliares 17

18 Departamento de Engenharia, Arquitetura e Manutenção Diretor: Arq. Amilcar Ferreira No cumprimento de suas atribuições, o Departamento de Engenharia, Arquitetura e Manutenção DEAM, ao longo de 2008, executou atividades que compreenderam construções, ampliações, reformas de prédios, instalações de equipamentos, implantações de rede lógica, mudanças de leiaute, manutenção predial, vistorias de prédios e terrenos e, principalmente, elaboração de novos projetos arquitetônicos. Obras novas Foram concluídos 02 prédios novos, totalizando um acréscimo de 4.872,76m² ao patrimônio do Estado nas Comarcas de Getúlio Vargas e Nova Petrópolis. Encontra-se em execução a construção de 10 obras de novos Foros nas seguintes localidades: Cachoeira do Sul, Uruguaiana, Rodeio Bonito, Lagoa Vermelha, Itaqui, Soledade, Alegrete, Passo Fundo, Viamão e Encantado. A construção do novo edifício do Foro Cível, que contará com ,72m², já com contrato firmado com a empresa vencedora da licitação, terá efetivo início em janeiro de Igualmente, outras 08 obras, licitadas em 2008, terão início ainda em janeiro de 2009, são elas: Foro Regional do 4º Distrito, Foros das Comarcas de Portão, Arroio Grande, Butiá, Três de Maio, São Pedro do Sul, Lajeado e Vacaria. Encontram-se em fase de projeto, para lançamento de licitação e início das obras ainda em 2009, os prédios dos Foros das Comarcas de Eldorado do Sul, São Luiz Gonzaga, Ivoti, Capão da Canoa, Viamão (Anexo), Seberi, Marcelino Ramos, Farroupilha, Agudo, Nonoai, Dois Irmãos, Arroio do Tigre, Iraí, Faxinal do Soturno, Parobé e Porto Alegre (Alto Petrópolis, Restinga e Anexo do Tribunal de Justiça). Ampliações e reformas Foram concluídas a ampliação do Foro da Comarca de Montenegro e a reforma do Foro de Caxias do Sul. Encontra-se em execução a ampliação do prédio do Foro de Alvorada. As ampliações das Comarcas de Sapucaia do Sul, São Sebastião do Caí e Rosário do Sul e as reformas das Comarcas de Santana do Livramento e Bento Gonçalves, licitadas no final deste exercício, terão o início de suas obras em janeiro de Manutenção predial A Unidade de Manutenção de Prédios, durante o exercício 2008, efetuou mais de intervenções de serviços diversos de manutenção corretiva em vários prédios do Poder Judiciário, sendo 232 na área de ar-condicionado, em elétrica, 477 em construção civil, 879 em hidráulica, em marcenaria e em telefonia. Quanto aos sistemas de ar-condicionado e elevadores, foram solicitados contratos de manutenção preventiva e corretiva com empresas especializadas, tendo em vista o atendimento das normas legais relativas a essas áreas, promovendo o atendimento rápido, seguro e eficaz aos usuários. Obtenção de terrenos Foram recebidas as doações de terrenos para construção dos novos Foros nas Comarcas de Capão da Canoa, Dois Irmãos, Santiago, Farroupilha e Faxinal do Soturno, pelos respectivos Municípios. Mobiliário Atento às qualificações dos ambientes de trabalho, o Departamento desenvolveu projetos de leiautes visando à aquisição de mobiliário para as instalações dos novos prédios, perfazendo um total de 02 Foros: Getúlio Vargas e Nova Petrópolis. Também foram feitas aquisições de estações de trabalho durante o ano 2008, através de ata de registro de preços, o que possibilitou agilidade no atendimento das solicitações. Foram equipadas com mobiliário novo as varas e juizados instalados em diversas comarcas, bem como efetuadas complementações das estações de trabalho em diversos Foros do interior do Estado e da Capital. Serviços Auxiliares 18

19 Departamento de Magistrados e Outros Juízes Diretor: Bel. Francisco Carlos Peters de Abreu O Departamento de Magistrados e Outros Juízes é responsável pela execução e controle das atividades relativas à aplicação da legislação referente aos magistrados, quanto a direitos, deveres, vantagens e registros funcionais, bem como pelo registro dos dados relativos à criação, instalação e provimento de comarcas, varas e juizados e pelo controle dos dados referentes aos Juizados de Paz. Durante o primeiro semestre de 2008, foi instalada a 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio Grande ( ), a 2ª Vara da Comarca de Charqueadas ( ), a 2ª Vara da Comarca de Taquari ( ), a 4ª Vara Cível Especializada em Família, Sucessões e Infância e Juventude da Comarca de Cachoeirinha ( ), a 3ª Vara Cível da Comarca de Gravataí ( ), a 2ª Vara da Comarca de Horizontina ( ), a 3ª Vara Cível da Comarca de Cruz Alta ( ), a 3ª Vara Cível Especializada em Família, Sucessões e Infância e Juventude da Comarca de Alegrete ( ), a 3ª Vara Cível, Especializada em Família, Sucessões e Infância e Juventude da Comarca de Santana do Livramento ( ), a Comarca de Ivoti e respectivo JEC ( ), o Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Porto Alegre ( ), a Vara Criminal da Comarca de Sapiranga ( ) e o 10º Juizado Especial Cível da Comarca de Porto Alegre ( ). No segundo semestre, foi instalada a Vara Criminal da Comarca de Torres ( ), a 2ª Vara da Comarca de Canguçu ( ), a 2ª Vara Criminal da Comarca de Carazinho ( ), a 3ª Vara Cível da Comarca de Tramandaí ( ), a Vara Criminal e o Juizado Especial Cível da Comarca de Esteio ( ), o Juizado Especial Cível da Comarca de Sapiranga ( ), o Juizado Especial Cível da Comarca de Carazinho ( ), a 3ª Vara da Comarca de Venâncio Aires ( ) e a 3ª Vara Criminal da Comarca de São Leopoldo ( ). Outrossim, foram criados 15 novos cargos de Desembargador, conforme a Lei nº , de , e, durante o ano 2008, houve a posse de 27 Desembargadores, sendo que a mais numerosa ocorreu no dia , quando 13 novos Desembargadores tomaram posse. Há que mencionar ainda o expressivo número de aposentadorias de magistrados registradas em 2008, num total de 24, que, juntamente com a instalação das diversas varas/comarcas/juizados já mencionados, geraram, ao longo do ano, 41 remoções, 62 promoções, 27 reclassificações e 49 classificações, tendo como resultado o quadro a seguir. Cargos Providos Homens Em % Mulheres Em % Total Desembargadores Entr. Final Juízes Entr. Intermediária Entr. Inicial Subtotal Pretores Total Serviços Auxiliares 19

20 Departamento de Material e Patrimônio Diretor: Bel. Paulo Sérgio Mendonça Durante o ano 2008, no cumprimento de suas atribuições, o Departamento de Material e Patrimônio DMP contabilizou kg de materiais e bens permanentes transportados, que representam volumes expedidos. Ao longo do ano, foram recebidos pelo Departamento pedidos, emitidos atendimentos e emitidas guias de remessa/recolhimento, das quais pelo Serviço Comercial e pelo Serviço de Patrimônio. Os veículos do Tribunal de Justiça que atenderam o DMP (06 Caminhões e 01 carro) para a realização de roteiros de entrega/recolhimento de materiais de expediente, bens permanentes, mudanças, percorreram, no ano 2008, cerca de km. No ano 2008, a exemplo do ano anterior, foi registrado um grande número de mudanças: foram realizadas 105 mudanças/instalações, dentre foros do interior do Estado, setores administrativos da Capital e gabinetes de magistrados, sendo que os Foros de Ivoti, de Getúlio Vargas e de Nova Petrópolis foram transferidos para novos prédios. O número de bens permanentes usados e reaproveitados totalizou itens, sendo 333 consertados diretamente na marcenaria do DMP. No Inventário 2008, de obrigatoriedade anual, foi mantida a realização via sistema informatizado para o envio das cargas patrimoniais, com visível melhoria na interface do sistema, com preenchimento e devolução direta pelos usuários, procedendo-se, ao final, a conferência dos dados e a correção das possíveis inconsistências. Esta medida representou economia de custos sem o envio de listagens de papel e redução dos prazos o serviço foi realizado em dois meses (dois a menos do que o ano 2007). Com as publicações da Ordem de Serviço nº 04/08-DG, que se refere à determinação de emissão de Termo de Referência por parte dos foros, departamentos ou setores solicitantes para aquisição de materiais e serviços, e do Ato nº 28/08-P, que define a Intranet como sendo o caminho único para pedidos de materiais, agilizaram-se os certames de aquisição de bens e os atendimentos dos pedidos de materiais. Serviços Auxiliares 20

21 Departamento Médico Judiciário Diretor: Dr. Alberto Naiditch No ano 2008, o Departamento Médico Judiciário enfrentou o problema do acúmulo de processos aguardando pauta para perícias judiciais. A estratégia adotada, traçada em conjunto com a Direção-Geral e a Presidência do Tribunal de Justiça, foi a devolução às comarcas de origem da metade mais recente do estoque quase 8 mil processos nas especialidades médicas de ortopedia, neurologia e psiquiatria, para que os magistrados nomeassem peritos para atuar nesses feitos. Além disto, foi suspensa a remessa ao DMJ de processos das referidas áreas médicas. Por outro lado, houve uma reorganização das pautas de perícias realizadas no Departamento que redundou num acréscimo de cerca de 6% em relação às perícias realizadas no ano anterior. Com isto, o estoque foi reduzido, sendo possível antever a sua eliminação durante o primeiro trimestre do próximo ano. Na área da Medicina do Trabalho, foram realizados, pela primeira vez, os exames periódicos dos funcionários celetistas, conforme estabelece a legislação trabalhista. A Secretaria de Investigação de Paternidade registrou o agendamento e a realização do maior número de exames de DNA verificado desde a sua implantação. Neste ano, houve, ainda, o acompanhamento psicológico e psiquiátrico de três turmas de Juízes Substitutos (empossados em 2007), relativo ao processo de vitaliciamento à Magistratura. O vitaliciamento de duas destas turmas foi concluído no decorrer do ano. Com relação às avaliações de ingresso de candidatos para cargos no Poder Judiciário, foi realizado o maior número de exames já registrado. A maioria de ingressantes foi de servidores destinados à Justiça de 1º Grau. Finalmente, na área assistencial, além da atividade regular, foi realizada a VII Semana de Saúde. UNIDADE MÉDICO-ASSISTENCIAL Consultas Realizadas Licenças Concedidas Avaliações de Ingresso (clínicas, oftalmológicas, psiquiátricas, psicológicas) Avaliações de Vitaliciamento de Magistrados (psicológicas e psiquiátricas) 120 Exames Periódicos (celetistas) 228 Outros Atendimentos (urgências, emergências, requisições de exames) AMBULATÓRIO Pacientes Atendidos Procedimentos Realizados Serviços Auxiliares 21

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 59, DE 14 DE MARÇO DE 2008. Dispõe sobre alterações no Manual de Atribuições da Seção Judiciária do Paraná e estabelece outras providências. O VICE-PRESIDENTE, NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DO

Leia mais

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso

Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso Anexo V - Descrição dos cargos de provimento efetivo da Carreira Judiciária, atribuições principais e requisitos para ingresso (artigo 7º da Lei nº, de de de 2008.) GRUPO OCUPACIONAL DE ATIVIDADES TÉCNICAS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO RESOLUÇÃO nº483/2009 Data da Norma: 04/03/2009 Órgão expedidor: ÓRGÃO ESPECIAL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Fonte: DJE de 22/06/2009, p. 1-77 Ementa: Cria o Programa de Gestão de Documentos Arquivísticos do

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3a REGIÃO. Gabinete da Presidência ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. outras providências.

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3a REGIÃO. Gabinete da Presidência ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. outras providências. ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. Regulamenta a prestação de serviços durante o período de recesso previsto na Lei n. 5.010/66 e dá outras providências. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010

ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Publicada no Diário da Justiça Eletrônico, em 11/5/2010. ATO REGULAMENTAR Nº 9, DE 7 DE MAIO DE 2010 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, nos termos

Leia mais

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS.

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. 01. ADVOGADO Assessorar os vereadores na elaboração de proposições complexas que exijam conhecimentos especializados de técnica legislativa, nos projetos de lei, decreto

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO Publicada no Boletim de Serviço de 30/03/2009 Publicada no e-dj1 de 30/03/2009 PODER JUDICIÁRIO 10.100.02 RESOLUÇÃO/PRESI 600-007 DE 13 DE MARÇO DE 2009 (*) Dispõe sobre o realinhamento administrativo

Leia mais

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS

12.1 AÇÕES E INDICAÇÕES DE PROJETOS 43 Considerando os Objetivos Estratégicos, Indicadores e Metas, foram elaboradas para cada Objetivo, as Ações e indicados Projetos com uma concepção corporativa. O Plano Operacional possui um caráter sistêmico,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007)

RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Publicação: 29/08/03 RESOLUÇÃO Nº 424/2003 (Revogada pela Resolução nº 522/2007) Cria a Superintendência Administrativa do Tribunal de Justiça e estabelece seu Regulamento. A CORTE SUPERIOR DO TRIBUNAL

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 520/CDOC.SEJUD.GP, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2010.

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 520/CDOC.SEJUD.GP, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2010. TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 520/CDOC.SEJUD.GP, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2010. Dispõe sobre os procedimentos para publicação de documentos na Biblioteca Digital do Tribunal Superior do Trabalho

Leia mais

RESOLUCAO TJ/OE Nº 16, de 30/11/2009 (ESTADUAL) DJERJ, ADM 60 (8) - 01/12/2009

RESOLUCAO TJ/OE Nº 16, de 30/11/2009 (ESTADUAL) DJERJ, ADM 60 (8) - 01/12/2009 RESOLUCAO TJ/OE Nº 16, de 30/11/2009 (ESTADUAL) DJERJ, ADM 60 (8) - 01/12/2009 RESOLUÇÃO Nº. 16/2009 Autoriza a implantação do Processo Eletrônico no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA

TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA Nº Conhecimento / Habilidade Curso ESAJ 1 2 3 Sistema Operacional (Windows) Processador de Texto (Word, Broffice Writer)

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 149/2010. O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso das atribuições legais,

RESOLUÇÃO Nº 149/2010. O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso das atribuições legais, RESOLUÇÃO Nº 149/2010 Autoriza a implantação do Processo Eletrônico no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado do Acre e dá outras providências. O Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso das atribuições

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para a realização da gestão do Cartório de Juizado Especial Cível (JEC).

Estabelecer critérios e procedimentos para a realização da gestão do Cartório de Juizado Especial Cível (JEC). Proposto por: Equipe do Juizado Especial Cível Analisado por: Representante da Administração Superior (RAS coordenador) Aprovado por: Juiz de Direito Coordenador do SIGA/JEC 1 OBJETIVO Estabelecer critérios

Leia mais

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 3º JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUIZ FEDERAL TITULAR DR. MARCO FALCÃO CRITSINELIS

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 3º JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUIZ FEDERAL TITULAR DR. MARCO FALCÃO CRITSINELIS GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 3º JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUIZ FEDERAL TITULAR DR. MARCO FALCÃO CRITSINELIS Partindo de levantamentos realizados no questionário da

Leia mais

O Desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, no exercício de suas atribuições legais, etc.

O Desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha, Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, no exercício de suas atribuições legais, etc. ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO Nº.../2008 Dispõe sobre a implantação do controle dos selos de autenticidade pelo novo Sistema de Impressão de Guia Extrajudicial Online

Leia mais

AVISO CGJ Nº 126 de 30 de Janeiro de 2013.

AVISO CGJ Nº 126 de 30 de Janeiro de 2013. AVISO CGJ Nº 26 de 30 de Janeiro de 203. O Desembargador ANTONIO JOSÉ AZEVEDO PINTO, Corregedor Geral da Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no exercício das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça Revogado pela Portaria STJ n. 417 de 24 de outubro de 2012 PORTARIA N. 329 DE 19 DE OUTUBRO DE 2011. Dispõe sobre o controle de acesso, circulação e permanência de pessoas no Superior Tribunal de Justiça.

Leia mais

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011

Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Resolução nº 126 do Conselho Nacional de Justiça, de 22 de fevereiro de 2011 Dispõe sobre o Plano Nacional de Capacitação Judicial de magistrados e servidores do Poder Judiciário (Publicada no DJ-e nº

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

Distribuidor Geral de Linhas e ramais telefônicos.

Distribuidor Geral de Linhas e ramais telefônicos. Proposto por: Equipe do Departamento de Segurança Eletrônica e de Telecomunicações (DETEL) Analisado por: Diretor do Departamento de Segurança Eletrônica e de Telecomunicações (DETEL) Aprovado por: Diretor

Leia mais

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 23ª VARA FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUÍZA FEDERAL TITULAR DRA. MARIA AMELIA ALMEIDA SENOS DE CARVALHO JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DRA. LUCIANA DA CUNHA VILLAR

Leia mais

SUMÁRIO SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES

SUMÁRIO SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...11 SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES CAPÍTULO I - BREVE RECONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA JUSTIÇA FEDERAL NO BRASIL...17

Leia mais

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO MARANHÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO MARANHÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO N.º 01/2010-TJ PODER JUDICIÁRIO Dispõe sobre o controle de frequência dos servidores do Poder Judiciário do Estado do Maranhão. O PRESIDENTE DO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

Serviços Auxiliares 1

Serviços Auxiliares 1 Serviços Auxiliares 1 Direção-Geral Diretor-Geral: Bel. Omar Jacques Amorim Gabinete De acordo com o previsto no art. 59 do Regimento Interno, ao Diretor-Geral compete a coordenação e a supervisão das

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO PROVIMENTO Nº 09, DE 18 NOVEMBRO DE 2010.

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO PROVIMENTO Nº 09, DE 18 NOVEMBRO DE 2010. PROVIMENTO Nº 09, DE 18 NOVEMBRO DE 2010. Disciplina, no âmbito da Justiça do Trabalho da 4ª Região, a digitalização e a remessa de processos através de sistema eletrônico ao Tribunal Superior do Trabalho,

Leia mais

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS

(ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS (ANEXO 2) FICHA DOS PROJETOS 1 - SUAP - Sistema Unificado de Acompanhamento Processual Implantar, a partir de diretrizes do CSJT, sistema único de acompanhamento processual, em substituição aos diversos

Leia mais

REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICA JURÍDICA A atividade prática do Curso de Direito da Fundação Padre Albino teve suas bases fixadas já no Projeto Pedagógico aprovado pelo MEC, constando ainda no Projeto de

Leia mais

Final década de 90: rumo à obsolescência. TJRS perdeu muito terreno frente a outras cortes TI não era considerada foco de planejamento

Final década de 90: rumo à obsolescência. TJRS perdeu muito terreno frente a outras cortes TI não era considerada foco de planejamento Governo Eletrônico Tribunal de Justiça a do Rio Grande do Sul Histórico Década de 70: primórdios Primeiro Tribunal de Justiça a ser informatizado no Brasil TJRS = pioneirismo Décadas de 80 e 90 Investimentos

Leia mais

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis

Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis Processo Judicial Eletrônico: Juizados Especiais Cíveis BPM Day Serra Gaúcha 2013 Carolina Möbus Volnei Rogério Hugen O Poder Judiciário De acordo com o fundamento do Estado, o Poder Judiciário tem a Missão

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa RESOLUÇÃO DE MESA Nº 847/2008 (atualizada até a Resolução de Mesa nº 951, de 3 de novembro de 2009) Regulamenta a

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO INTERNO DE REMOÇÃO N.º 04/2014, DE 09 DE JUNHO DE 2014.

EDITAL DO CONCURSO INTERNO DE REMOÇÃO N.º 04/2014, DE 09 DE JUNHO DE 2014. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO EDITAL DO CONCURSO INTERNO DE REMOÇÃO N.º 04/24, DE 09 DE JUNHO DE 24. O DIRETOR-GERAL DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 Dispõe sobre a auto-intimação eletrônica de advogados no âmbito dos Juizados Especiais Federais na 2 a Região. O CORREGEDOR-GERAL DA JUSTIÇA FEDERAL

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para organizar e realizar sessões de julgamento.

Estabelecer critérios e procedimentos para organizar e realizar sessões de julgamento. Proposto por: Analisado por: Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria Geral de Apoio aos Órgãos Jurisdicionais (DGJUR) Integrante da Comissão de Gestão Estratégica (COGES) Chefe do Poder Judiciário do

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 016, de 1º de junho de 2009. (Modificada pela Res. 019/2010)

RESOLUÇÃO N o 016, de 1º de junho de 2009. (Modificada pela Res. 019/2010) RESOLUÇÃO N o 016, de 1º de junho de 2009. (Modificada pela Res. 019/2010) Aprova Regimento Interno da Pró-Reitoria de Administração PROAD. O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Diário da Justiça 30.01.09

Diário da Justiça 30.01.09 Diário da Justiça 30.01.09 CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA PROVIMENTO Nº 01/09-CGJ PROCESSO Nº 22509-0300/04-0 PARECER Nº 12/2009-DNS SUBSTITUIÇÕES NOS SERVIÇOS AUXILIARES DA JUSTIÇA DE 1º GRAU. ALTERA OS

Leia mais

ATO REGULAMENTAR Nº 19, DE 16 DE OUTUBRO DE 2014

ATO REGULAMENTAR Nº 19, DE 16 DE OUTUBRO DE 2014 Publicado no Diário da Justiça Eletrônico, nº 205, p. 3-5 em 20/10/2014. ATO REGULAMENTAR Nº 19, DE 16 DE OUTUBRO DE 2014 Altera dispositivos do Regulamento da Secretaria. O PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL

Leia mais

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE Referente ao Projeto de Lei nº 0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4597, de 07/10/2009. Autor: Tribunal de Justiça do Estado do Amapá Altera

Leia mais

ANEXO I Cargos do Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça TABELA 1 OCUPACIONAL ESPECIAL (ESP) TOTAL 121 TOTAL 148

ANEXO I Cargos do Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça TABELA 1 OCUPACIONAL ESPECIAL (ESP) TOTAL 121 TOTAL 148 SITUAÇÃO ATUAL DENOMINAÇÃ GRUPO O OCUPACIO NAL ASSESSOR SUPERIOR JURÍDICO ANEXO I Cargos do Quadro de Pessoal da Secretaria do Tribunal de Justiça Nº CARGOS 121 TABELA 1 SITUAÇÃO PROPOSTA GRUPO DENOMINAÇÃO

Leia mais

SISTEMAS Á DISPOSIÇÃO DA PRIMEIRA INSTÂNCIA

SISTEMAS Á DISPOSIÇÃO DA PRIMEIRA INSTÂNCIA 0 SISTEMAS Á DISPOSIÇÃO DA PRIMEIRA INSTÂNCIA 1. APOLO Descrição: Sistema de acompanhamento processual. Usuários: Juízes, servidores, advogados e partes de processos distribuídos nas Comarcas. Objetivo:

Leia mais

O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições constitucionais e regimentais;

O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, no uso de suas atribuições constitucionais e regimentais; Recomendação nº 37, de 15 de agosto de 2011 Texto Original Recomendação nº 46/2013 Recomenda aos Tribunais a observância das normas de funcionamento do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória

Leia mais

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG

Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Antônio Francisco Morais Rolla Diretor Executivo de Informática TJMG Tipos de Justiça: Federal Estadual (Comum e Militar) Trabalho Eleitoral No TJMG Justiça Comum: 1ª e 2ª Instâncias Juizados Especiais

Leia mais

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA

FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA FACULDADE ZUMBI DOS PALMARES CURSO DE DIREITO PRÁTICA JURÍDICA Regras Básicas para as Atividades de Prática Jurídica a partir do ano letivo de 2013 Visitas Orientadas 72 Horas Obrigatórias Visitas Justiça

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Secretaria dos Transportes Metropolitanos ESTRADA DE FERRO CAMPOS DO JORDÃO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Secretaria dos Transportes Metropolitanos ESTRADA DE FERRO CAMPOS DO JORDÃO AN EXO II I DE SCRI ÇÃO DOS CARGOS 1. DF - DIRETORIA FERROVIÁRIA 1.1 Analista Ferroviário (Expediente / Assistência Jurídica) Atividades de nível superior relacionadas com a preparação de correspondência

Leia mais

Desenvolvimento da Iluminação Pública no Brasil. Sistemas de gestão da iluminação pública

Desenvolvimento da Iluminação Pública no Brasil. Sistemas de gestão da iluminação pública 14 Capítulo IX Sistemas de gestão da iluminação pública Por Luciano Haas Rosito* Conforme apresentado no capítulo anterior, uma das oportunidades de melhoria na iluminação pública justamente refere-se

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA

SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA LEGISLAÇÃO: Lei Municipal nº 8.834 de 01/07/2002 e Decreto 550 de 19/09/2007. ATRIBUIÇÕES: 10 - SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA 10.010 - COORDENAÇÃO GERAL

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014.

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. Regulamenta os procedimentos a serem adotados no âmbito da Justiça do Trabalho da 4ª Região em virtude da implantação do PJe- JT, revoga o Provimento

Leia mais

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22

ÍNDICE. Introdução 2. Missão 4. Visão de Futuro 5. Objetivos Estratégicos 6. Mapa Estratégico 7. Metas, Indicadores e Ações 8. Considerações Finais 22 ÍNDICE Introdução 2 Missão 4 Visão de Futuro 5 Objetivos Estratégicos 6 Mapa Estratégico 7 Metas, Indicadores e Ações 8 Considerações Finais 22 1 INTRODUÇÃO O Plano Estratégico do Supremo Tribunal de Federal,

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

FACULDADE DE DIREITO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CAPÍTULO I DA FINALIDADE ART. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica, subordinado à Faculdade de Direito

Leia mais

Relacionar recomendações para a gestão da prestação jurisdicional em Vara Empresarial.

Relacionar recomendações para a gestão da prestação jurisdicional em Vara Empresarial. Proposto por: GERIR A ENTREGA DA PRESTAÇÃO JURISDICIONAL Equipe da Vara Empresarial Analisado por: RAS da Vara Empresarial Aprovado por: Juiz de Direito da Vara Empresarial 1 OBJETIVO Relacionar recomendações

Leia mais

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL LÍNGUA PORTUGUESA Compreensão e interpretação de textos Tipologia textual Ortografia oficial Acentuação gráfica Emprego das classes de palavras Emprego do sinal indicativo de crase Sintaxe da oração e

Leia mais

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei

oposição por parte dos novos servidores (art. 40, 4º, 5º e 7º, da Lei Complementar Estadual nº 234/2002, com redação implementada pela Lei TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 1 TJ/ES, DE 16 DE DEZEMBRO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº T2-RSP-2012/00079 DE 24 DE SETEMBRO DE 2012 PUBLICADA NO E-DJF2R DE 27/09/2012, ÀS FLS. 01/03.

RESOLUÇÃO Nº T2-RSP-2012/00079 DE 24 DE SETEMBRO DE 2012 PUBLICADA NO E-DJF2R DE 27/09/2012, ÀS FLS. 01/03. RESOLUÇÃO Nº T2-RSP-2012/00079 DE 24 DE SETEMBRO DE 2012 PUBLICADA NO E-DJF2R DE 27/09/2012, ÀS FLS. 01/03. Disciplina, no âmbito do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, os procedimentos relativos à

Leia mais

CARTILHA CONTROLE ELETRÔNICO DA SITUAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

CARTILHA CONTROLE ELETRÔNICO DA SITUAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CARTILHA CONTROLE ELETRÔNICO DA SITUAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Aracaju-SE, junho de 2015 1 SUMÁRIO I - APRESENTAÇÃO... 3 II - PROCEDIMENTO NO SISTEMA INFORMATIZADO... 3 III - DO REGISTRO DA SITUAÇÃO

Leia mais

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 786/2013-PGJ, DE 16 DE SETEMBRO DE 2013 (Protocolado nº 11.327/09)

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 786/2013-PGJ, DE 16 DE SETEMBRO DE 2013 (Protocolado nº 11.327/09) A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 786/2013-PGJ, DE 16 DE SETEMBRO DE 2013 (Protocolado nº 11.327/09) Altera o art. 4º-A do Ato Normativo nº 572/2009-PGJ, de 30 de janeiro de

Leia mais

Decreto Nº 44.856, de 26 de abril de 2000 Publicação: Diário Oficial v.110, n.80, 27/04/2000 Categoria: Administração Pública Reorganiza o

Decreto Nº 44.856, de 26 de abril de 2000 Publicação: Diário Oficial v.110, n.80, 27/04/2000 Categoria: Administração Pública Reorganiza o Decreto Nº 44.856, de 26 de abril de 2000 Publicação: Diário Oficial v.110, n.80, 27/04/2000 Categoria: Administração Pública Reorganiza o departamento de administração e planejamento da Polícia Civil

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1/2015

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1/2015 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1/2015 TERMO DE REFERÊNCIA PARA REALIZAR A AUTOMATIZAÇÃO DA ANÁLISE DOS PROCESSOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO CEARÁ. SUMÁRIO Objetivo da contratação...2

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO ANEXO I EDITAL N /24 DE 20 DE MAIO DE 24 PROCESSO SELETIVO EXTERNO UNIDADE TERESINA CÓDIGO CARGO (PROFISSIONAL) A- Assessor Técnico III Pedagógico) A-02 Assessor Técnico III Pedagógico Segmento Gastronomia)

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA

SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA SOLUÇÕES IDEAIS PARA A GESTÃO PÚBLICA A EMPRESA A Lexsom é uma empresa especializada em soluções de informática com atuação no mercado nacional desde 1989, tem como principal foco o desenvolvimento integrado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL - 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL - 2ª REGIÃO OFÍCIO CIRCULAR Nº T2-OCI-2010/00037 Rio de Janeiro, 25 de março de 2010. Senhor(a) Juiz(a), No 3º Encontro Nacional do Poder Judiciário, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça e ocorrido no último

Leia mais

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público

OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA. PJ-28 a PJ-50. Provimento: Concurso Público OFICIAL DE APOIO - CLASSE D LOTADO EM CONTADORIA PJ-28 a PJ-50 Provimento: Concurso Público ATRIBUIÇÕES ATUAIS PREVISTAS NA RESOLUÇÃO 367/2001 NOVAS ATRIBUIÇÕES PROPOSTAS PLEO TJMG * QUALIFICAÇÃO EXIGIDA

Leia mais

MINUTA DE MACROPROCESSOS FINALÍSTICOS

MINUTA DE MACROPROCESSOS FINALÍSTICOS FL. 114 166 MINUTA DE MACROPROCESSOS FINALÍSTICOS MACROPROCESSO PROCESSO SUBPROCESSO Atermação- 1º grau Distribuição 1º e 2º graus Triagem Inicial 1º e 2º graus Providências Preliminares Redistribuição

Leia mais

E&L ERP Almoxarifado

E&L ERP Almoxarifado Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: Prevendo todas as rotinas necessárias ao bom funcionamento da administração de materiais, o produz automaticamente as médias

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 16.627, DE 19 DE AGOSTO DE 2013. Define os exemplos de atribuições dos cargos de Arquiteto, Assistente Social, Contador, Enfermeiro, Fonoaudiólogo e Odontólogo, criado pela Lei Complementar

Leia mais

ENUNCIADOS DO FORUM NACIONAL DA MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO

ENUNCIADOS DO FORUM NACIONAL DA MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO ENUNCIADOS DO FORUM NACIONAL DA MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO Semestralmente o Fórum Nacional da Mediação e Conciliação se reúne e promove discussões objetivando levantar boas práticas que possam aprimorar o

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUAS FRIAS CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUAS FRIAS CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ASSITENTE SOCIAL: Planejar, coordenar, controlar e avaliar programas e projetos na área do Serviço Social aplicados a indivíduos, grupos e comunidades. Elaborar e /ou participar

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. Acresce o 7 ao artigo 9º da Instrução Normativa nº 003, de 23 de setembro de 2009, que estabelece

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos SIG Sistema Integrado de Gestão SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos Agenda Contextualização Visão Geral dos seguintes sistemas: SIPAA, SGPP, SIGRH, SIGADMIN, SIGED. Conceitos

Leia mais

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos DOC MQB -02 MQB.pdf 1/5 Cargo: Assistente de Laboratório 1. Planejar o trabalho de apoio do laboratório: Interpretar ordens de serviços programadas, programar o suprimento de materiais, as etapas de trabalho,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 139, DE 29 DE JUNHO DE 2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 139, DE 29 DE JUNHO DE 2012 Publicada no Boletim de Serviço, n. 7, p. 13-18 em 6/7/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 139, DE 29 DE JUNHO DE 2012 Dispõe sobre o fornecimento e a autenticação de cópias e impressões e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 522/2007 (Alterada pela Resolução nº 579/2008)

RESOLUÇÃO Nº 522/2007 (Alterada pela Resolução nº 579/2008) Publicação: 10/01/07 RESOLUÇÃO Nº 522/2007 (Alterada pela Resolução nº 579/2008) Revoga as Resoluções nº 424/2003 e nº 425/2003 e dispõe sobre a Superintendência Administrativa. A CORTE SUPERIOR DO TRIBUNAL

Leia mais

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014.

PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. PORTARIA Nº 7.596, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta as atribuições e responsabilidades da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA Processo CG nº 681/2006. Procedimentos

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA Processo CG nº 681/2006. Procedimentos Projeto Paternidade Responsável. Procedimentos genitoras Primeira Etapa Convocação das 1) Seleção de escolas Verificar no material fornecido o nome do Dirigente Regional, com o qual será feito contato

Leia mais

EDITORA DA UEL. Histórico

EDITORA DA UEL. Histórico EDITORA DA UEL Histórico A Editora da Universidade Estadual de Londrina, denominada EDUEL, é um órgão de Apoio, criado em 1995. Tem como objetivo publicar material de qualidade e relevância científica,

Leia mais

GESTÃO DOCUMENTAL CLASSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS E ATOS PREPARATÓRIOS PARA SUA ELIMINAÇÃO

GESTÃO DOCUMENTAL CLASSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS E ATOS PREPARATÓRIOS PARA SUA ELIMINAÇÃO Ministério Público P do Estado de São Paulo GESTÃO DOCUMENTAL CLASSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS E ATOS PREPARATÓRIOS PARA SUA ELIMINAÇÃO DOCUMENTO DE ARQUIVO CICLO DE VIDA LOCAL DE GUARDA VALOR DO DOCUMENTO

Leia mais

Sumário. Antecedentes legais. Atividades relevantes. O que é o SIGAP. Estrutura simplificada do SIGAP. Principais benefícios

Sumário. Antecedentes legais. Atividades relevantes. O que é o SIGAP. Estrutura simplificada do SIGAP. Principais benefícios Sumário Antecedentes legais Atividades relevantes O que é o SIGAP Relevância do SIGAP para o acompanhamento de projetos Estrutura simplificada do SIGAP Principais benefícios Atividades em desenvolvimento

Leia mais

15. Escola Superior da Magistratura

15. Escola Superior da Magistratura 15. Escola Superior da Magistratura 15.1 Introdução No decorrer do biênio 2013-2015, a Gestão da Escola Superior da Magistratura do Estado Ceará (Esmec), sob direção do Desembargador Haroldo Correia de

Leia mais

ANEXO IV TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO TABELA DE TEMPORALIDADE E DESTINAÇÃO DE DOCUMENTOS - ÁREA- FIM

ANEXO IV TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO TABELA DE TEMPORALIDADE E DESTINAÇÃO DE DOCUMENTOS - ÁREA- FIM TABELA DE TEMPORALIDADE E DE DOCUMENTOS - ÁREA- FIM 700 ATIVIDADES JUDICIÁIS DE 1ª INSTÂNCIA 710 VARAS DO TRABALHO 710.1 - Alvará de Seguro Desemprego Original - Requerente Até retirada Via - Pasta 2 anos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG Secretaria Geral RESOLUÇÃO Nº 052/2011, DE 25 DE OUTUBRO DE 2011 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho

Leia mais

1.200 1.000. Nº de precatórios protocolados. Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez.

1.200 1.000. Nº de precatórios protocolados. Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. 1.200 Nº de precatórios protocolados 1.000 800 600 400 200 0 Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. 1997 1998 1999 2000 2001 6.000 5.000 Nº de Precatórios 4.000 3.000 2.000 1.000 0

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE MACEIÓ - SEMA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MACEIÓ REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE MACEIÓ - SEMA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MACEIÓ REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA SOCIEDADE EDUCACIONAL DE MACEIÓ - SEMA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MACEIÓ FAMA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Art. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) da Faculdade de Ciências

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES - 2013 Exmo. Sr. Presidente Tenho a honra de encaminhar a V.Exa. o Relatório Anual das Atividades desenvolvidas por esta Coordenadoria de Controle Interno, no exercício de

Leia mais

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual.

6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. 5.4. ORÇAMENTO Objetivo Estratégico: 6 - Garantir recursos orçamentários necessários para funcionamento do Poder Judiciário Estadual. Descrição do Objetivo: Garantir a disponibilização dos recursos necessários

Leia mais

Nova regulamentação do PJe na Justiça Trabalhista. O quê mudou?

Nova regulamentação do PJe na Justiça Trabalhista. O quê mudou? Nova regulamentação do PJe na Justiça Trabalhista. O quê mudou? O Conselho Superior da Justiça do Trabalho editou a nova Resolução 136/2014, revogando a Resolução 94/2012 que regulamenta o sistema PJe-JT

Leia mais

JUR. 04 GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO

JUR. 04 GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO 1 de 15 GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO MACROPROCESSO ASSESSORIA TÉCNICA PROCESSO GESTÃO DO CONTENCIOSO FECOMERCIO 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DOCUMENTOS RELACIONADOS... 2 4. PROCEDIMENTOS...

Leia mais

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010 DJe de 17/06/2010 (cópia sem assinatura digital) DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE VARA CÍVEL DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE PORTARIA N 001/2010 Dispõe quanto ao procedimento de habilitação de pretendentes

Leia mais

INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIAS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE

INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIAS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E FALÊNCIAS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE RELATÓRIO Excelentíssimo

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Vara Judicial de Bom Jesus/RS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Vara Judicial de Bom Jesus/RS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Vara Judicial de Bom Jesus/RS GERENCIAMENTO + PLANEJAMENTO = RESULTADOS POSITIVOS Tema: Gestão do Processo Judicial PORTO ALEGRE/RS, 30 DE AGOSTO DE 2011.

Leia mais

Conselho da Magistratura

Conselho da Magistratura Des. José Aquino Flôres de Camargo Presidente Des. Luiz Felipe Silveira Difini 1º Vice-Presidente Des. Manuel José Martinez Lucas 2º Vice-Presidente Des. Francisco José Moesch 3º Vice-Presidente Des. Tasso

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 9 17/10/2013 13:46 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.165, DE 29 DE ABRIL DE 2010. Regulamenta o inciso I do art. 48 da Lei n o 6.450, de 14 de outubro

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RECOMENDAÇÃO Nº 37, DE 15 DE AGOSTO DE 2011 Recomenda aos Tribunais a observância das normas de funcionamento do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário

Leia mais

TRE-RS. Guia de Referência para Advogados

TRE-RS. Guia de Referência para Advogados TRE-RS Guia de Referência para Advogados JUSTIÇA ELEITORAL TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO RIO GRANDE DO SUL GUIA DE REFERÊNCIA PARA ADVOGADOS Porto Alegre Maio/2014 SECRETARIA JUDICIÁRIA DO TRE-RS Organização

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 3681 - ANTAQ, DE 6 DE OUTUBRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 3681 - ANTAQ, DE 6 DE OUTUBRO DE 2014. RESOLUÇÃO Nº 3681 - ANTAQ, DE 6 DE OUTUBRO DE 2014. APROVA A ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E OS PROCEDIMENTOS DE ASSESSORAMENTO E CONSULTORIA JURÍDICA DA PROCURADORIA FEDERAL JUNTO À AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

PROVIMENTO Nº 20, DE 09 DE OUTUBRO DE 2013. O CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PROVIMENTO Nº 20, DE 09 DE OUTUBRO DE 2013. O CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PROVIMENTO Nº 20, DE 09 DE OUTUBRO DE 2013. Institui a emissão de Certidões Judiciais Cíveis e Criminais, inclusive por meio eletrônico, no âmbito da 1ª Instância do Poder Judiciário do Estado de Alagoas

Leia mais

ELIMINAR DOCUMENTOS NAS UNIDADES ORGANIZACIONAIS

ELIMINAR DOCUMENTOS NAS UNIDADES ORGANIZACIONAIS Proposto por: Divisão de Gestão de Documentos - DIGED Analisado por: Diretor do Departamento de Gestão de Acervos Arquivísticos (DEGEA) Aprovado por: Diretor-Geral de Apoio aos Órgãos Jurisdicionais (DGJUR)

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 01/2015 EDITAL COMPLEMENTAR Nº 01 O CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CRMV-MG

Leia mais