TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL/VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL/VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão"

Transcrição

1 (*) SISTEMA DE CADASTRO TÉCNICO PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO 1. Nome Completo IDENTIFICAÇÃO 2. Inscrição Estadual 3. CNPJ/CPF 4. Endereço Completo 5. Cidade 6. UF 7. CEP 8. Telefone 9. Fax/ 10. Em caso de microempresa, informar o nome e CPF dos Sócios Proprietários 11. Atividade Principal: ATIVIDADES 12. Avicultura Plantel (n.º de cabeças): 13. Suinocultura Plantel (n.º de cabeças): 14. Bovinocultura Plantel a) Corte n.º de cabeças: b) Leite n.º de cabeças: 15. Caprinocultura Plantel (n.º de cabeças): 16. Ovinocultura Plantel (n.º de cabeças): 17. Bubalinocultura Plantel (n.º de cabeças): 18. Coturnicultura Plantel (n.º de cabeças): 19. Escala de Produção/Mês (Agroindústria) Principais Produtos (no caso de Agroindústria) 20. Produto a ser Adquirido (Criador/Agroindústria/Entidade) 21. Consumo Mensal (kg) 22. Intenção de Compra (kg) PERFIL DO BENEFICIÁRIO 23. Atividade 23.1 Criador 23.2 Agroindústria Integrado. Qual Empresa? Independente Cadastrado no PRONAF. Validade da DAP (Anexar): 24. Renda Familiar Mensal R$ 25. Renda Mensal Oriunda da Atividade R$ 26. Propriedade 27. Localização Própria Arrendada Posse Meeiro Assentado Imóvel Alugado Área Rural 28. N.º de Pessoas Envolvidas na Atividade 29. Escolaridade do Proprietário ou Principal Dirigente Área Urbana DECLARAÇÃO Declaro, perante a Conab, serem verdadeiras as informações acima, ser criador/agroindústria de pequeno porte, não estar enquadrado(a) no Cadastro de Compradores de Produtos dos Estoques Governamentais e não transacionar com produtos daquela empresa, nas bolsas de mercadorias e outras congêneres. 30. Nome do Declarante (no caso de microempresa ou entidade informar o cargo) 31. N.º Carteira de Identidade/Órgão Emissor/UF 32. Local e Data 33. Assinatura do Declarante 34. Nome da Entidade CERTIFICAÇÃO PELA ENTIDADE DE CLASSE 35. Nome do Responsável 36. Função/Cargo 37. Local e Data 38. Assinatura e Carimbo do Responsável pela Entidade /018 1

2 AFERIÇÃO DO CONSUMO MENSAL 39. Produto 40. Segmento 41. Plantel (A) 42. Índice (B) 43. Consumo (A x B) AGROINDÚSTRIAS 44. Produto 45. Destinação 46. Capacidade Prod. (A) 47. Índice (B) 48. Consumo (A x B) LIMITE MÁXIMO PARA VENDA 49. Produto 50. Kg/Mês 51. Local e Data AUTENTICAÇÃO PELA CONAB 52. Assinatura e Carimbo do Responsável pela Coleta dos Dados 53. Assinatura e Carimbo do Gerente da Unidade 54. Assinatura e Carimbo do Superintendente Regional /018 2

3 Campos/Descrição: INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO 1 Informar o nome completo do criador de pequeno porte. No caso de agroindústria de pequeno porte, discriminar a razão social comprovar documentalmente, inclusive com documentos relativos a competência legal de posse do empreendimento: próprio ou contrato de cessão anexando cópia. 2 Informar o n.º da Inscrição Estadual, quando se tratar de agroindústria comprovar documentalmente, anexando cópia - ou preencher isento, quando for o caso. 3 Informar o n.º do CNPJ no caso de agroindústria. Informar o CPF quando for criador comprovar documentalmente, anexando cópia. 4 Informar o endereço completo do empreendimento do criador/agroindústria comprovar documentalmente, anexando cópia. 5 Informar o nome da cidade onde se localiza o empreendimento do criador/agroindústria. 6 Informar a Unidade Federativa onde se localiza o empreendimento do criador/agroindústria. 7 Informar o CEP de localização do empreendimento. 8 Informar o n.º do telefone (com DDD) instalado no empreendimento e o n.º do telefone (com DDD) de maior contato do seu principal responsável. 9 Informar o n.º do fax instalado no empreendimento ou o Informar o(s) nome(s) e o CPF do(s) respectivo(s) sócio(s) do empreendimento, quando for o caso, em se tratando de agroindústria comprovar documentalmente, anexando cópia. 11 Informar qual o principal ramo de atividade do empreendimento sob a ótica do Programa de Vendas em Balcão (aquele que demanda maior volume do produto a ser adquirido). 12, 13, 14, 15, 16, 17 e 18 Marcar se o seu segmento é avicultura, suinocultura, bovinocultura, caprinocultura, ovinocultura, bubalinocultura ou coturnicultura. 12.1, 13.1, 14.1, 15.1, 16.1, 17.1 e 18.1 Informar o correspondente plantel (n.º de cabeças) no caso do segmento avicultura, suinocultura, bovinocultura, caprinocultura, ovinocultura, bubalinocultura (búfalos) ou coturnicultura (cordornas). 14a) e 14b) Informar se o tipo de atividade consiste em bovinocultura de corte ou bovinocultura de leite. 19 Informar qual o volume mensal produzido pela agroindústria (produto final/acabado) Informar quais os principais produtos utilizados como insumos no caso de agroindústria. 20 Informar qual o produto pretendido pelo criador ou agroindústria. 3

4 21 Informar qual a demanda mensal (kg) estimada, de acordo com a sua escala de produção. Obs.: Comunicar que tal informação estará sujeita à confirmação por entidade de classe ou Emater, e mesmo pela Conab, in loco, se for necessário. 22 Informar o volume do produto (observar campo 20) a ser demandado mensalmente. Em hipótese nenhuma poderá ser superior à sua demanda mensal estimada (observar campo 21), ainda que inferior ao limite máximo permitido pelo Programa. 23 Identificação da atividade do beneficiário Marcar se o beneficiário é criador e se o mesmo encontra-se integrado a alguma empresa (Ex.: frigorífico, abatedouro, usina de leite ou laticínio, etc) ou se é independente. Marcar, de qualquer forma, se for filiado ao Pronaf. Nesse caso, informar a data de validade da Declaração de Aptidão ao Pronaf DAP (anexar cópia do correspondente documento) Marcar se o beneficiário é agroindústria. 24 Informar a renda familiar mensal do criador de pequeno porte. 25 Informar a receita bruta mensal (rendimentos) oriunda da principal atividade (em conformidade com o campo 11). 26 Marcar a atual condição da propriedade do criador de pequeno porte ou da estrutura física da agroindústria; ou se é assentado (no caso do criador) do Programa de Reforma Agrária. 27 Marcar se tal propriedade ou estrutura se encontra localizada em área urbana ou rural. 28 Informar o número de pessoas envolvidas na execução da atividade principal do criador ou da agroindústria, inclusive o proprietário, sócios e familiares. 29 Informar o grau de escolaridade do criador ou do principal dirigente da agroindústria. 30 Informar o nome completo do declarante. O declarante terá que ser, necessariamente, o próprio criador. No seu impedimento, com apresentação de documento comprobatório, poderá ser aceita declaração da esposa ou de um dos filhos maiores de idade. Quando se tratar de agroindústria, no impedimento do principal dirigente, com a apresentação de documento comprobatório, poderá ser aceita declaração de um dos sócios ou diretor/gerente. 31 Informar o n.º do documento de identidade do declarante, juntamente com o órgão emissor. 32 Informar o local (nome do município e Unidade Federativa) e a data em que foi realizado o cadastramento. 33 Campo destinado à assinatura do declarante (igual à assinatura aposta em seu documento de identidade), a qual deverá ser aferida pelo empregado da Conab encarregado do preenchimento do presente cadastro, dando veracidade às suas informações. 4

5 34 Informar o nome da entidade de classe que deverá ratificar os dados constantes do cadastramento no que concerne aos aspectos específicos do empreendimento. Ex.: plantel, consumo mensal (escala de produção), produto demandado, volume etc. Tal ratificação não eximirá a Conab de coletar informações adicionais, bem como confirmar as informações prestadas em conjunto com organismos federais, estaduais e municipais afins, a exemplo da Emater, no sentido de dar a segurança requerida ao cadastramento. O objetivo é evitar desvios de propósitos na execução do Programa de Vendas em Balcão. Ressalta-se que, nos casos em que o adquirente não se encontrar vinculado a um órgão de classe, excepcionalmente deverá ter o seu cadastro ratificado por outro órgão representativo ou de afinidade com a sua classe (Ex.: sindicatos rurais, associações, cooperativas e federações) ou de apoio e extensão rural (Ex.: Emater e secretarias de agricultura). 35 Informar o nome do responsável pelo órgão de classe que procedeu com a ratificação dos dados prestados pelo criador ou agroindústria. 36 Informar qual a função/cargo do responsável pela ratificação dos dados prestados pelo criador ou agroindústria. 37 Informar o local (nome do município e Unidade Federativa) de domicílio do órgão ratificador e a data em que os dados foram ratificados. 38 Campo destinado à assinatura do responsável pelo órgão (sobre carimbo), dando veracidade aos dados ratificados. 39 Informar o(s) produto(s) de consumo do criador. Vide campo Informar para qual(is) segmento(s) se destina(m) o(s) produto(s) demandado(s). Vide campos 12,13,14, 15, 16, 17 e Informar o plantel correspondente ao segmento informado. Vide campos 12.1, 13.1, 14.1, 15.1, 16.1, 17.1 e Índice estimado de consumo do produto a ser demandado. Fixado pela Diges/Supab. 43 Consumo máximo de cada produto, de acordo com o plantel e o índice estimado. Resultado da fórmula: plantel x índice. 44 Informar o(s) produto(s) de consumo da agroindústria. Vide campo Informar qual(is) a(s) destinação(ões) do(s) produto(s) demandado(s) pela agroindústria. 46 Informar a capacidade/escala de produção da agroindústria/mês (volume mensal produzido do produto final/acabado). Vide campo Índice estimado de consumo do produto demandado. Fixado pela Supab. 48 Consumo máximo de cada produto, de acordo com a capacidade de produção e o índice estimado. Resultado da fórmula: capacidade de produção x índice estimado. 49 Informar qual(is) o(s) produto(s) que poderá(ão) ser adquirido(s). 5

6 50 Informar, após análise/aferição do consumo, qual(is) o(s) volume(s) máximo(s) permitido(s) para venda do(s) correspondente(s) produto(s). 51 Informar o local (nome do município e Unidade Federativa) e a data da confirmação do cadastro e a conseqüente integração do criador/agroindústria no Programa de Vendas em Balcão. 52 Campo destinado à assinatura do empregado da Conab (sobre carimbo) responsável pelo preenchimento do cadastro, análise da documentação apresentada e confirmação das informações requeridas. 53 Campo destinado à assinatura do gerente da unidade da Conab (sobre carimbo) encarregada do processo de cadastramento e integração do criador/agroindústria no Programa de Vendas em Balcão. 54 Campo destinado à assinatura do Superintendente Regional da unidade da Conab (sobre carimbo) encarregada do processo de cadastramento e integração do criador/agroindústria no Programa de Vendas em Balcão. NOTA: O preposto (federação de agricultura e pecuária, sindicato rural e associação de classe da categoria ou similar) dos beneficiários (criador rural e agroindústria de pequeno porte) somente poderá retirar o produto em nome dos mesmos, após o cadastramento individual e a correspondente habilitação pela Conab. 6

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL/VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL/VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão (*) SISTEMA DE CADASTRO TÉCNICO PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO 1. Nome Completo IDENTIFICAÇÃO 2. Inscrição Estadual 3. CNPJ/CPF 4. Endereço Completo 5. Cidade 6. UF 7. CEP 8. Telefone 9. Fax/E-mail 10. Em

Leia mais

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Cadastro Técnico Programa de Vendas em Balcão

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Cadastro Técnico Programa de Vendas em Balcão (*) CADASTRO TÉCNICO PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO CADASTRO TÉCNICO PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO 1. Nome Completo I DENTI FICAÇÃO 2. Inscrição Estadual 3. CNPJ/CPF 4. Endereço Completo 5. Cidade 6. UF 7.

Leia mais

PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO Página: 1/1. CAPÍTULO I GENERALIDADES... 1/2 - Finalidade - Aplicação - Objetivos - Definições - Nota Técnica - Clientes

PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO Página: 1/1. CAPÍTULO I GENERALIDADES... 1/2 - Finalidade - Aplicação - Objetivos - Definições - Nota Técnica - Clientes SISTEMA DE ABASTECIMENTO Código: 40.202 PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO Página: 1/1 ÍNDICE PÁGINA V - Resolução Colegiada Nº 14, de 22/07/2002 VI - Modelo de DANFE/NFe CAPÍTULO I GENERALIDADES... 1/2 I II

Leia mais

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL VENDAS EM BALCÃO

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL VENDAS EM BALCÃO (*) 1) JUSTIFICATIVA: Com o Programa de Vendas em Balcão, o governo permite, de forma efetiva, que os compradores de pequeno porte tenham acesso aos estoques oficiais em igualdade de condições àquelas

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 234, DE 23/7/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM.

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 234, DE 23/7/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 005/11

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 005/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

TÍTULO 27 COMPRA DIRETA DA AGRICULTURA FAMILIAR CDAF Documento 1 Anexo I Declaração de Aptidão ao Pronaf DAP

TÍTULO 27 COMPRA DIRETA DA AGRICULTURA FAMILIAR CDAF Documento 1 Anexo I Declaração de Aptidão ao Pronaf DAP Declaração de Aptidão ao Pronaf Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar Ministério do BRASIL Desenvolvimento Agrário UM PAÍS DE TODOS I - Cadastro do Agricultor Familiar (CAF) a) Ano

Leia mais

ANEXO II INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES MODALIDADE ORDINÁRIA. Instruções de Preenchimento

ANEXO II INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES MODALIDADE ORDINÁRIA. Instruções de Preenchimento ANEXO II Instruções de Preenchimento Observação importante: Este Anexo só deverá ser preenchido por pessoas jurídicas que estejam pleiteando habilitação na modalidade ordinária. QUADRO I. DADOS DO RESPONSÁVEL

Leia mais

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 029/07

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 029/07 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC -

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC - DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DE RENDA BOLSA PERMANÊNCIA DO MEC - ORIENTAÇÕES: a) Apresentar cópia simples dos documentos de todos os membros do grupo familiar (pessoas que vivem na mesma casa,

Leia mais

DAP DECLARAÇÃO DE APTIDÃO AO PRONAF. Osmar Schultz oschultz@emater.pr.gov.br

DAP DECLARAÇÃO DE APTIDÃO AO PRONAF. Osmar Schultz oschultz@emater.pr.gov.br DAP DECLARAÇÃO DE APTIDÃO AO PRONAF Osmar Schultz oschultz@emater.pr.gov.br DAP DECLARAÇÃO DE APTIDÃO AO PRONAF FINALIDADE DA DAP: - INSTRUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO BENEFICIÁRIOS PRONAF - AGRICULTORES FAMILIARES

Leia mais

Relação de documentos exigidos para processo de Bolsa de Estudo FAPCOM 2015

Relação de documentos exigidos para processo de Bolsa de Estudo FAPCOM 2015 Relação de documentos exigidos para processo de Bolsa de Estudo FAPCOM 2015 IMPORTANTE: esta é uma ótima oportunidade para obter uma Bolsa de Estudo na FAPCOM e, para tanto, solicitamos sua atenção para

Leia mais

Crédito Rural Safra 2014/2015 FINAME AGRÍCOLA. Produtores rurais Pessoas Jurídicas e Cooperativas Agropecuárias:

Crédito Rural Safra 2014/2015 FINAME AGRÍCOLA. Produtores rurais Pessoas Jurídicas e Cooperativas Agropecuárias: Linha PSI RURAL Produtores rurais Pessoas Jurídicas e Cooperativas Agropecuárias: a) Aquisição de máquinas e equipamentos; b) Aquisição de implementos agrícolas, tratores, colheitadeiras e similares; Produtores

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 05 DE JULHO DE 2005.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 05 DE JULHO DE 2005. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 05 DE JULHO DE 2005. Dispõe sobre os critérios e procedimentos relativos à concessão de uso do selo combustível social. O MINISTRO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO, no

Leia mais

Documentação Exigida para Inscrição no Cadastro Fiscal do Distrito Federal

Documentação Exigida para Inscrição no Cadastro Fiscal do Distrito Federal Documentação Exigida para Inscrição no Cadastro Fiscal do Distrito Federal Secretaria de Estado de Fazenda do Distrito Federal 2005 ÍNDICE 1) SOCIEDADE EMPRESÁRIA LTDA:... 3 2) SOCIEDADE ANONIMA S/A:...

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI

DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI * Organizar os documentos em blocos de cada membro do grupo familiar. A decisão quanto ao(s) documento(s) a ser(em) apresentado(s) cabe ao coordenador do Prouni, o qual

Leia mais

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS- PROUNI PROCESSO SELETIVO PROUNI PARA 2015/2

PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS- PROUNI PROCESSO SELETIVO PROUNI PARA 2015/2 FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 Fone:

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO 1 GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR INSTRUMENTO DE CHAMADA PÚBLICA Nº 01 /2015 GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR Chamada Pública

Leia mais

PORTARIA Nº 75, DE 25 DE JULHO DE 2003

PORTARIA Nº 75, DE 25 DE JULHO DE 2003 Ministério do Desenvolvimento Agrário Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 75, DE 25 DE JULHO DE 2003 O MINISTRO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO, no uso da competência que lhe confere o art. 87, parágrafo

Leia mais

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL / VENDAS EM BALCÃO

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL / VENDAS EM BALCÃO 1) JUSTIFICATIVA com o Programa de Vendas em Balcão, o governo permitiu, de forma efetiva, que os compradores de pequeno porte tivessem acesso aos estoques oficiais, com igualdade de condições obtidas

Leia mais

PAA Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar

PAA Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DA AGRICULTURA FAMILIAR COORDENAÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO PAA Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar Modalidades do PAA MODALIDADES PROGRAMA

Leia mais

Juventude Rural. Não fique só. Fique sócio. Fique sócia do STTR. Participe do programa. Jovem Saber

Juventude Rural. Não fique só. Fique sócio. Fique sócia do STTR. Participe do programa. Jovem Saber Juventude Rural Não fique só. Fique sócio. Fique sócia do STTR. Participe do programa Jovem Saber PROGRAMA JOVEM SABER 1 O que é o programa Jovem Saber? É um programa de capacitação à distância para jovens

Leia mais

Instruções de Preenchimento Ficha Cadastral

Instruções de Preenchimento Ficha Cadastral Instruções de Preenchimento Ficha Cadastral Ficha de Cadastro A ficha de cadastro tem a finalidade de obter dados necessários para aberturas de contas individualizadas em nome de novos usuários dos serviços

Leia mais

MODELO: FICHA DE REGISTRO DE ENTIDADE

MODELO: FICHA DE REGISTRO DE ENTIDADE MODELO: FICHA DE REGISTRO DE ENTIDADE A inscrição da Entidade no CMDCA é preconizada no Estatuto da Criança e do Adolescente, Art. 90 em seu parágrafo único e no Art. 91 as entidades não-governamentais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO JABOATÃO DOS GUARARAPES / PE SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL SECRETARIA EXCUTIVA DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DO JABOATÃO DOS GUARARAPES / PE SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL SECRETARIA EXCUTIVA DE EDUCAÇÃO ANEXO II DO EDITAL DE REGULAMENTO CADASTRO DE FORNECEDORES DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DIRETAMENTE DA AGRICULTURA FAMILIAR OU DO EMPREENDEDOR FAMILIAR PROJETO DE VENDA DE GÊNERO ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA

Leia mais

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE.

Resolução nº 07914. Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. Resolução nº 07914 Súmula: Regulamenta os procedimentos de Inscrição, Renovação e Suspensão no Cadastro de Licitantes do Estado/CLE. A Secretária de Estado da Administração e da Previdência, no uso das

Leia mais

SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes

SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes Manual do Sistema Associações 1. Pré-Cadastro SICAN...3 2. Preenchimento do cadastro...5

Leia mais

Análise Social para redução de mensalidade 2015

Análise Social para redução de mensalidade 2015 Análise Social para redução de mensalidade 2015 ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Das disposições preliminares 1.1 As bolsas de estudo serão concedidas a alunos selecionados pela Comissão de Bolsas. 1.2 A seleção

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI -

LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - LISTA DE DOCUMENTOS - PROUNI - Os candidatos pré-selecionados devem entrar em contato com o SAE (Serviço de Assistência ao Estudante) para agendar a entrevista. Telefone: 35-3299-3044 Segue abaixo a relação

Leia mais

AVISO DE VENDA DE CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA Nº 177/2007

AVISO DE VENDA DE CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA Nº 177/2007 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO. Salvamento e Recuperação de Dados Parciais... 02. Ficha Cadastral Pessoa Jurídica... 04. Ficha Cadastral Pessoa Física...

MANUAL DE PREENCHIMENTO. Salvamento e Recuperação de Dados Parciais... 02. Ficha Cadastral Pessoa Jurídica... 04. Ficha Cadastral Pessoa Física... MANUAL DE PREENCHIMENTO Salvamento e Recuperação de Dados Parciais... 02 Ficha Cadastral Pessoa Jurídica... 04 Ficha Cadastral Pessoa Física... 15 1 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO FICHA CADASTRAL PESSOA JURÍDICA

Leia mais

PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL SELEÇÃO 2016 ESTUDANTES CONVOCADOS PARA A ENTREVISTA

PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL SELEÇÃO 2016 ESTUDANTES CONVOCADOS PARA A ENTREVISTA PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL SELEÇÃO 2016 ESTUDANTES CONVOCADOS PARA A ENTREVISTA A Divisão de Programas Sociais da PROAES divulga a relação dos estudantes convocados para o processo de entrevista.

Leia mais

Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar

Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Compra e Venda da Produção da Agricultura Familiar para a Alimentação Escolar Hilda Lorena Freitas Agente PNAE/REBRAE Cecane/UNB A partir da Lei n. 11.947/2009 Art. 14. Do total dos recursos financeiros

Leia mais

2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG - AMAZONAS Nº 002/2015.

2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG - AMAZONAS Nº 002/2015. 2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG - AMAZONAS Nº 002/2015. 2ª Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar, no âmbito do PAA, para suplementação alimentar de grupos populacionais

Leia mais

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E AGRICULTURA FAMILIAR Com a aprovação da Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009, e da Resolução FNDE nº 38, de 16 de julho de 2009, as escolas

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA INDIVIDUAL. Chamada Pública Nº 001/2014

CHAMADA PÚBLICA INDIVIDUAL. Chamada Pública Nº 001/2014 CHAMADA PÚBLICA INDIVIDUAL Chamada Pública Nº 001/2014 A Caixa Escolar Segismundo Pereira, com sede nesta cidade de Uberlândia, Av: Ortízio Borges, 1.284, bairro Santa Mônica, torna público para conhecimento

Leia mais

Segurada contribuinte individual e facultativa salário-maternidade. Número de inscrição de contribuinte individual / facultativo.

Segurada contribuinte individual e facultativa salário-maternidade. Número de inscrição de contribuinte individual / facultativo. Previdência social Benefícios Documentação específica, por categoria Segurada contribuinte individual e facultativa salário-maternidade Segurada empregada que adotar ou tiver a guarda judicial de criança

Leia mais

2. DATA, LOCAL E HORA PARA ENTREGA DOS ENVELOPES 3. DATA, LOCAL E HORA PARA ABERTURA DOS ENVELOPES

2. DATA, LOCAL E HORA PARA ENTREGA DOS ENVELOPES 3. DATA, LOCAL E HORA PARA ABERTURA DOS ENVELOPES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Chamada Pública n.º 05/ 2015 para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar para alimentação escolar com Dispensa de Licitação, Lei n.º 11.947 (16/06/2009) e Resolução

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 1. DADOS CADASTRAIS DATA : o 1.1. Projeto Título: Período de realização: Local de desenvolvimento do trabalho/ município/uf: 1 Recursos FBB (R$):

Leia mais

DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA CONCESSÃO DE BOLSA SOCIAL

DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA CONCESSÃO DE BOLSA SOCIAL DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS PARA CONCESSÃO DE BOLSA SOCIAL O responsável legal pelo educando deverá apresentar os documentos abaixo relacionados; de todo os membros do grupo familiar onde o aluno esta inserido,

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO PARA ESCOAMENTO DE VINHOS A GRANEL E/OU ENVASADO PEP N.º 256/08

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO PARA ESCOAMENTO DE VINHOS A GRANEL E/OU ENVASADO PEP N.º 256/08 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - Conab DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - Diges SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - Suope GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

O Programa de Isenção da Taxa de Inscrição a esse Processo Seletivo será regido por este Edital.

O Programa de Isenção da Taxa de Inscrição a esse Processo Seletivo será regido por este Edital. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS EDITAL DO PROGRAMA DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO AO PROCESSO SELETIVO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) faz

Leia mais

FICHA DE REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. Endereço da Matriz : Rua/Av.:... N.º...

FICHA DE REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. Endereço da Matriz : Rua/Av.:... N.º... FICHA DE REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES SETOR DE COMPRAS E LICITAÇÕES Requeremos por meio desta, junto ao Setor de Compras e Licitações Registro n.º EMPRESA Inscrição ( ) Revalidação ( ) Razão Social:...

Leia mais

MANISFESTAÇÃO DE INTERESSE AO EDITAL 01/2012

MANISFESTAÇÃO DE INTERESSE AO EDITAL 01/2012 MANISFESTAÇÃO DE INTERESSE AO EDITAL 01/2012 NOME DO PROJETO: NOME DA ENTIDADE: CNPJ DA ENTIDADE: ENDEREÇO COMPLETO: TELEFONE DE CONTATO: ( ) Email de contato: ASSINATURA DO PRESIDENTE DA ENTIDADE (OU

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS ANEXO IV

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS ANEXO IV ANEXO IV DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA OS CANDIDATOS APROVADOS PELA RESERVA DE VAGAS LEI 12.711 1. Não será aceita documentação incompleta. a) Modalidade 1 Reserva de Vagas: Escola Pública, Cor/Etnia e Renda

Leia mais

Documentação - PROUNI

Documentação - PROUNI Documentação - PROUNI Documentação que deve ser apresentada (original e fotocópia), do candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na Fase de Comprovação de Informações: Documento de identificação

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-RJ Nº 001/2013.

CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-RJ Nº 001/2013. CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-RJ Nº 001/2013. Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar, no âmbito do PAA, para suplementação alimentar de grupos populacionais específicos,

Leia mais

NORMA DE OUTORGA. Assunto: Instrução Documental para Requerimentos de Outorga INTERVENÇÕES E OBRAS

NORMA DE OUTORGA. Assunto: Instrução Documental para Requerimentos de Outorga INTERVENÇÕES E OBRAS Dezembro de 2010 1/... A seguir serão descritos os documentos necessários para abertura de processos administrativos de Outorga para Intervenções e Obras. Cabe salientar que o AGUASPARANÁ a seu critério

Leia mais

Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE

Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE Maria Luiza da Silva MEC/FNDE/PNAE Art. 14. da Art. 14. Do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo trinta por cento deverá ser utilizado na aquisição de gêneros

Leia mais

2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-PR Nº 002/2013

2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-PR Nº 002/2013 2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-PR Nº 002/2013 2ª Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar, no âmbito do PAA, para suplementação alimentar de grupos populacionais específicos,

Leia mais

PARA GESTORES PÚBLICOS

PARA GESTORES PÚBLICOS UM BOM NEGÓCIO PARA O DESENVOLVIMENTO LOCAL PARA GESTORES PÚBLICOS 1 2014 - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado de Minas Gerais - Sebrae. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É

Leia mais

EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR

EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR EDITAL - BOLSA DE ESTUDO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR Inscrições disponíveis no site da Prefeitura Municipal de Joinville Entrega de formulário preenchido e documentação exigida: Servidores Lotados nas demais

Leia mais

Orientações para preenchimento do Plano de Trabalho específico para o PRONAF Infra-Estrutura e Serviços Municipais

Orientações para preenchimento do Plano de Trabalho específico para o PRONAF Infra-Estrutura e Serviços Municipais PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR Orientações para preenchimento do Plano de Trabalho específico para o PRONAF Infra-Estrutura e Serviços Municipais Brasília, fevereiro de 2004

Leia mais

2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-PA Nº 02/2014.

2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-PA Nº 02/2014. 2ª CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-PA Nº 02/2014. 2ª Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar, no âmbito do PAA, para suplementação alimentar de grupos populacionais específicos,

Leia mais

EDITAL Nº. 04/2015 PROGRAMAS DE INGRESSO PROGRAMA DE ISENÇÃO ou REDUÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PISM

EDITAL Nº. 04/2015 PROGRAMAS DE INGRESSO PROGRAMA DE ISENÇÃO ou REDUÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PISM EDITAL Nº. 04/2015 PROGRAMAS DE INGRESSO PROGRAMA DE ISENÇÃO ou REDUÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO PISM O Coordenador Geral de Processos Seletivos da Universidade Federal de Juiz de Fora, no uso de suas atribuições

Leia mais

ANEXO I COMPLEMENTAR COM OS DADOS CONTIDOS NA PLANILHA. Documentos e Informações necessários para o registro provisório de Operadoras na ANS

ANEXO I COMPLEMENTAR COM OS DADOS CONTIDOS NA PLANILHA. Documentos e Informações necessários para o registro provisório de Operadoras na ANS ANEXO I (ANEXOS REVOGADOS PELA RN nº 85, DE 07/12/2004) COMPLEMENTAR COM OS DADOS CONTIDOS NA PLANILHA Documentos e Informações necessários para o registro provisório de Operadoras na ANS 1 - DOCUMENTOS

Leia mais

Como o agricultor familiar pode conseguir e manter o financiamento rural e como se dá à relação com os bancos

Como o agricultor familiar pode conseguir e manter o financiamento rural e como se dá à relação com os bancos Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Como o agricultor familiar pode conseguir e manter o financiamento rural e como se dá à relação com os bancos 1 INTRODUÇÃO Este

Leia mais

Referência do Contrato: CUSD nº ou CCD nº Dados Cadastrais Proprietário / Razão Social. Dados Cadastrais Nome Completo. Testemunha Nome Completo

Referência do Contrato: CUSD nº ou CCD nº Dados Cadastrais Proprietário / Razão Social. Dados Cadastrais Nome Completo. Testemunha Nome Completo Referência do Contrato: CUSD nº ou CCD nº Dados Cadastrais Proprietário / Razão Social No me do Empreendimento (quando aplicável) Nº do CNPJ Nº Inscrição Estadual Nº Inscrição Municipal Código de Atividade

Leia mais

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA:

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA: 1) DA CONCESSÃO: a) Para a CONCESSÃO da Bolsa de Estudo Social será considerado como grupo familiar, além do próprio candidato, o conjunto de pessoas residindo na mesma moradia do candidato; b) O candidato

Leia mais

PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008.

PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008. ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÀRIA E DESENVOLVIMENTO RURAL AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MARANHÃO PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008. O DIRETOR

Leia mais

Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012

Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012 Vagas reservadas - Lei nº 12.711/2012 Candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS - UNILINS

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS - UNILINS CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LINS - UNILINS Regulamentação do Processo Seletivo para Concessão de Bolsa de Estudo Gratuidade. O presente documento regulamenta os procedimentos e os critérios empregados na seleção

Leia mais

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos.

Obs.: Estes são apenas modelos sugestivos. 1 Segue abaixo os modelos sugestivos das seguintes declarações: 1. Declaração de desempregado; 2. Declaração que não exerce atividade remunerada, ou do lar; 3. Declaração sobre recebimento de pensão alimentícia

Leia mais

CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA 2008/2009

CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA 2008/2009 O QUE É O CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA? É uma modalidade de seguro de preços que dá ao produtor rural e/ou sua cooperativa o direito - mas não a obrigação - de vender seu produto para o Governo, numa data

Leia mais

Agricultura familiar: Reunião em São Miguel do Tapuio trata da Lei sobre merenda escolar que abre mercado para empreendedor familiar rural.

Agricultura familiar: Reunião em São Miguel do Tapuio trata da Lei sobre merenda escolar que abre mercado para empreendedor familiar rural. Agricultura familiar: Reunião em São Miguel do Tapuio trata da Lei sobre merenda escolar que abre mercado para empreendedor familiar rural. Através da Secretaria Estadual de Educação e Cultura,a Comissão

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 411, DE 4/12/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM.

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 411, DE 4/12/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ASSESSORES TERRITORIAIS DOS TERRITÓRIOS DOS CAMPOS DE CIMA DA SERRA E LITORAL - RS

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ASSESSORES TERRITORIAIS DOS TERRITÓRIOS DOS CAMPOS DE CIMA DA SERRA E LITORAL - RS EDITAL DE SELEÇÃO PARA ASSESSORES TERRITORIAIS DOS TERRITÓRIOS DOS CAMPOS DE CIMA DA SERRA E LITORAL - RS O PGDR realizará seleção para o preenchimento de vagas de Assessor Territorial (Chamada CNPq/MDA/SPM-PR/

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999 REVOGADA PELA IN SEAP N 03/2004 INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999 O Ministro de Estado da Agricultura e do Abastecimento, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo

Leia mais

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

AGRICULTURA FAMILIAR NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Por meio da Lei nº 11.947/2009, a Agricultura Familiar passa a fornecer gêneros alimentícios a serem servidos nas escolas da Rede Pública de Ensino. Conheça a Lei: Lei nº 11.947/2009 Dispõe sobre o atendimento

Leia mais

Contribuinte individual / facultativo aposentadoria por idade

Contribuinte individual / facultativo aposentadoria por idade Previdência social Aposentadoria por idade Documentação específica, por categoria Contribuinte individual / facultativo aposentadoria por idade Empregado(a) doméstico(a) aposentadoria por idade Segurado

Leia mais

Manual de Documentos para Cadastramento de Fornecedores de Bens e Prestadores de Pequenos Serviços na Unidade de Negócio de Exploração e Produção do

Manual de Documentos para Cadastramento de Fornecedores de Bens e Prestadores de Pequenos Serviços na Unidade de Negócio de Exploração e Produção do Manual de Documentos para Cadastramento de Fornecedores de Bens e Prestadores de Pequenos Serviços na Unidade de Negócio de Exploração e Produção do Espírito Santo 2/18 OBJETIVO Este documento tem por

Leia mais

ANEXO I. FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS

ANEXO I. FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS ANEXO I FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS ( ) Fiz inscrição para o Programa de Bolsas de Inclusão Social - PBIS Edital 003/2014

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO PARA O ESCOAMENTO DE MILHO EM GRÃOS PEP Nº 180/10

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO PARA O ESCOAMENTO DE MILHO EM GRÃOS PEP Nº 180/10 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

Número de Identificação do Trabalhador NIT (PIS/Pasep) ou número de inscrição do contribuinte individual / facultativo.

Número de Identificação do Trabalhador NIT (PIS/Pasep) ou número de inscrição do contribuinte individual / facultativo. Previdência social Benefícios Documentação específica, por categoria Contribuinte individual e facultativo auxílio-reclusão Segurado(a) empregado(a) e desempregado(a) auxílio reclusão Empregado(a) doméstico(a)

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE DADOS DO CANDIDATO, DO FIADOR E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR.

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE DADOS DO CANDIDATO, DO FIADOR E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR. RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE DADOS DO CANDIDATO, DO FIADOR E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR. Documentos de Identificação: - Carteira de Identidade ou Carteira Nacional de Habilitação, no prazo

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS INSTRUÇÕES HSBC Brasil Administradora de Consórcio Ltda. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS 1- Preencher a Ficha Cadastral em sua totalidade de forma legível, datar e assinar com reconhecimento de

Leia mais

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO

3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO 3 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO BÁSICO IDENTIFICAÇÃO Nome do projeto Instituição proponente CNPJ/MF da Instituição proponente Responsável pela instituição proponente (nome, CPF, RG, endereço, telefone,

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE No ato de entrega dos documentos o candidato deve apresentar os originais e as cópias para conferência. 1.Documentos Diversos a) Cópia de documento de identificação (ou certidão de nascimento, quando menor

Leia mais

PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS (PAA) Modalidade: Compra com Doação Simultânea (CDS)

PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS (PAA) Modalidade: Compra com Doação Simultânea (CDS) PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS (PAA) Modalidade: Compra com Doação Simultânea (CDS) Organização Fornecedora (Associação ou Cooperativa) Organização Recebedora (Creches, Asilos, Escolas, APAE, etc.)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS EDITAL N 0 43/2015 de 01/04/2015 PROGRAMA DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO AOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2º

Leia mais

Contribuinte individual / facultativo aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença

Contribuinte individual / facultativo aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença Previdência social Benefícios Documentação específica, por categoria Contribuinte individual / facultativo aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença Empregado(a) doméstico(a) aposentadoria por invalidez

Leia mais

Produção de Pastagens com Nitrogênio Biológico Uma Tecnologia Sustentável

Produção de Pastagens com Nitrogênio Biológico Uma Tecnologia Sustentável EPAGRI Rio Fortuna (SC) Produção de Pastagens com Nitrogênio Biológico Uma Tecnologia Sustentável Categoria Agropecuária 1. Sobre a organização participante: Razão social: - EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUARIA

Leia mais

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS 1. DOCUMENTOS ESSENCIAIS: ( ) Declaração de matrícula 1.2 Documentos de identificação do estudante: ( ) RG ou documento oficial com foto. ( ) CPF 1.3 Documentação civil: (

Leia mais

Presidência da República Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais

Presidência da República Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais Presidência da República Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais Equipe Técnica Cristiana dos Santos Luiz Cecília Bezerra Sousa Dênis

Leia mais

O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples ou originais de todo o grupo familiar os documentos abaixo:

O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples ou originais de todo o grupo familiar os documentos abaixo: LISTA DE DOCUMENTOS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS QUE DEVERÃO SER APRESENTADOS PELO REQUERENTE JUNTAMENTE COM A FICHA PREENCHIDA E ASSINADA. O Responsável Financeiro deverá entregar cópias autenticadas/ simples

Leia mais

( ) Coobrigado*, assinalar grau de parentesco: ( ) Pai, ( ) Mãe, ( ) Cônjuge

( ) Coobrigado*, assinalar grau de parentesco: ( ) Pai, ( ) Mãe, ( ) Cônjuge CONSÓRCIO AUTOMÓVEL FICHA CADASTRAL - PESSOA FÍSICA GRUPO (s) COTA (s) Gentileza informar os dados de todas as cotas que serão utilizadas nesta operação. INFORME QUAL A SUA PARTICIPAÇÃO (Apenas uma opção

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA EDITAL Nº 01 / 2015 PARA ISENÇÃO DA QUOTA MENSAL ESCOLAR PARA ALUNOS CARENTES O Comandante e Diretor de Ensino

Leia mais

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 012/08

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 012/08 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2ª edição de 2015

Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2ª edição de 2015 Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Sistema de Seleção Unificada - Sisu Termo de Adesão - 2ª edição de 2015 1 - Dados cadastrais da Instituição de Educação Superior - IES

Leia mais

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário FNO-ITINERANTE 2012. São Gabriel da Cachoeira (AM). 24/04/2012

BANCO DA AMAZÔNIA. Seminário FNO-ITINERANTE 2012. São Gabriel da Cachoeira (AM). 24/04/2012 BANCO DA AMAZÔNIA Seminário FNO-ITINERANTE 2012 São Gabriel da Cachoeira (AM). 24/04/2012 Município de São Gabriel da Cachoeira - AM Principais Destaques. Considerado um ponto estratégico pelo país e,

Leia mais