INTEGRATED SYSTEM THE FOREST HARVEST AND TRANSPORT MODEL MUST MEET THE COMPLETE DYNAMIC OF A COMPANY, FROM THE IDEAL RAW MATERIAL TO THE FINAL PRODUCT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTEGRATED SYSTEM THE FOREST HARVEST AND TRANSPORT MODEL MUST MEET THE COMPLETE DYNAMIC OF A COMPANY, FROM THE IDEAL RAW MATERIAL TO THE FINAL PRODUCT"

Transcrição

1 INTEGRATED SYSTEM THE FOREST HARVEST AND TRANSPORT MODEL MUST MEET THE COMPLETE DYNAMIC OF A COMPANY, FROM THE IDEAL RAW MATERIAL TO THE FINAL PRODUCT Novembro de 2014 REVISTA REFERÊNCIA FLORESTAL 35

2 PRINCIPAL P ara que a operação florestal tenha sucesso ela tem que ser encarada como um sistema. Observar somente uma parte do processo e deixar de lado a conexão entre todas as etapas é a melhor maneira de obter prejuízo. Para estipular o modelo de colheita e transporte florestal o empreendedor precisa entender as demandas específicas do produto final, quais equipamentos se encaixam para o volume necessário para abastecer o mercado, distâncias, processo de produção, mão de obra e por aí vai. Fazer a ligação de todos esses aspectos é a chave para estabelecer o sistema mais adequado para determinada situação. Quando se estabelece uma operação de colheita e transporte florestal a intenção é que seja produtiva e o mais econômica possível. Para isso é imprescindível entender que a logística envolve todo o processo de produção entre a obtenção da matéria-prima, processo industrial e a entrega do produto ao cliente. Trata-se de um sistema que se complementa. Não se pode olhar apenas a movimentação de produtos em determinada fase do processo, como na colheita da madeira, por exemplo, orienta Marcio Funchal, diretor da Consufor, consultoria em negócios e estratégias. De acordo com ele também é necessário dimensionar a logística de toda a operação em conjunto. Se o empreendimento for verticalizado (floresta e indústria) a estrutura de operação e logística deve ser estabelecida para atender à estratégia da empresa. E não como se vê muitas vezes no mercado que adapta a estratégia do negócio à estrutura de máquinas e equipamentos existentes. O dimensionamento do sistema que a empresa vai adotar tem que levar em conta aspectos importantes: volume de madeira a ser transportado por dia de operação; distância de transporte da floresta à indústria e correspondente tempo de deslocamento; tipo de madeira a ser consumida (diâmetro e comprimento) e tipo de corte (idade e se é proveniente de corte raso ou desbaste); quantidade de frentes de operação para cada tipo F or a forest operation to succeed, it must be viewed as a system. Looking at only part of the process and forgetting about the connection between all the steps is the best way to lose money. In stipulating the forest harvesting and transport model, entrepreneurs need to understand the specific demands of the final product, what equipment is the most suitable for the volume necessary for supplying the market, distances, production process, labor and so forth. Making the connection of all these aspects is the key to establishing the most suitable system for a given situation. When establishing a forest harvest and transport operation, the intention is that it should be productive and the most economic possible. For this it is essential to understand that logistics involves the entire production process from obtaining raw materials to the manufacturing process and delivery of the final product to the customer. It is a system that complements itself. You cannot just look at the material handling at a particular stage of the process, such as timber harvest, for example, says Marcio Funchal, Director of Consufor, consultants in business and strategies. According to him, it is also necessary to size the logistics of the entire operation as a whole. If the venture is vertical (forest and industry) the operating structure and logistics should be established to meet the company s strategy. And not as you see many times in the market, where the business strategy is adapted to the structure of the existing machinery Foto: divulgação and equipment. The sizing of the system that the company will adopt has to take into account important aspects: timber volume to be transported per day of operation; transport distance from the forest to the plant and the corresponding time; type of timber being consumed (diameter and length), and type of harvest (age 36

3 Foto: divulgação de madeira; volume e tempo de estoque de madeira no pátio da indústria (estoque regulador). Também é importante estabelecer a sistemática de medição do volume/peso de madeira colhida e transportada (se peso ou volume, medição estimada em campo e confirmação em balança na indústria, balança na saída da floresta, medição por estimativa de capacidade de transporte por caminhão ou outros). Com base nesses inputs, será possível dimensionar qual o melhor sistema logístico para atender a demanda da indústria, garante Marcio. Com esses dados em mãos se define o tipo de colheita (full tree, cut-to-length em comprimento fixo ou variável), a quantidade de frentes de operação, por tipo de colheita (corte raso ou desbaste) e composição de cada frente de colheita, kit de operação, (modelo e capacidade das máquinas, conjunto de máquinas e local de realização de cada atividade desgalhe, traçamento e empilhamento). and using clear-cut or thinning); number of operating fronts for each type of timber; volume and time of wood inventory in the plant yard (inventory turnover). It is also important to establish a systematic method for the measurement of the volume/weight of the timber harvested and transported (using estimated weight or volume in the field and confirmation by weighing in the plant yard, weighing on leaving the forest, measurement by estimated truck capacity, or other). Based on these inputs, it is possible to design the best logistics system to meet the demand of the plant, says consultant Marcio. With this data in hand the type of harvest can be defined (full tree, cut-to-length in fixed or variable lengths), the number of operating fronts, by type of crop (clear-cut or thinning) and composition of each harvest front, operating kit (equipment model and Novembro de 2014 REVISTA REFERÊNCIA FLORESTAL 37

4 PRINCIPAL Foto: divulgação Também é possível realizar o dimensionamento da produtividade de cada frente de operação (tempo e volume de madeira processada por kit, e quantidade de kits por frente operacional); calcular os estoques necessários em pátios temporários (beira da estrada) e, se for o caso, pátios de classificação e distribuição de madeira em local estratégico dentro da fazenda, além do dimensionamento do kit de carregamento de madeira nos caminhões, em cada frente de operação (tipo de máquina e produtividade). Como complemento a toda operação essa base de dados é quem vai orientar a parte final no processo, ou seja, ditar o dimensionamento da frota para transporte de madeira à indústria (tipo de caminhão e reboque ou semirreboque, capacidade de carga, tempo de deslocamento, quantidade de viagens de abastecimento por dia, etc). capacity, machinery. and location for carrying out each activity debranching, cutting and stacking). You can also size the production on each operating front (time and volume of timber processed by kit, and the number of kits for each operating front; calculate the stocks needed in temporary yards (side of the road) and, if applicable, classification and timber distribution yards in strategic location within the farm, besides sizing the kit for loading timber on the trucks, on each operating front (machine type and productivity). As a complement to the whole operation, this database is what will guide the final part in the process, namely, dictate the size of the truck fleet to transport the timber to the plant (kind of truck and trailer or semi- 38

5 Em síntese, o porte e quantidade de máquinas são resultados das necessidades do modelo de operação Marcio Funchal, diretor da Consufor Por fim vem a estrutura de recebimento de madeira no pátio (área física necessária, sistema de medição e conferência de volume ou peso e método de estocagem, que normalmente é o Fifo (do inglês, primeiro que entra, primeiro que sai). Além da classificação, usualmente por diâmetro, comprimento e orientação da ponta fina, pode ser feita previamente no carregamento na floresta, por classificação visual no descarregamento no pátio ou por classificador automático de tora e estocagem. Todas essas possibilidades devem orientar a escolha do tipo e quantidade de maquinário para movimentação das toras no pátio. Em síntese, o porte e quantidade de máquinas são resultados das necessidades do modelo de operação, define Marcio. trailer, load capacity, time, number of trips per day, etc). Finally, there is the receiving structure in the log yard (physical area required, measurement system and volume or weight conference, and storage method, which is typically Fifo (First In, First Out). As well classification, usually by diameter, length and orientation of the thin end, can be made in advance during loading in the forest, or by visual classification during unloading in the yard or by an automatic log and sorter. All these possibilities should be a guide in choosing of the type and number of machines for log handling in the yard. In summary, the size and number of machines are the results of operating model needs, defines consultant Marcio. Novembro de 2014 REVISTA REFERÊNCIA FLORESTAL 39

6 PRINCIPAL NÃO EXISTE RECEITA O consultor afirma que o erro mais comum é deixar de encarar a operação como um sistema. Como não há um planejamento pronto que sirva para todas as situações algumas empresas optam por saídas fáceis, mas que nem sempre são adequadas. Se apegar às qualidades de determinada máquina ou equipamento, pensando que a máquina é a solução, afirma Marcio. A relação tem que ser o melhor custo alinhado ao melhor resultado para a indústria. Nem sempre o mais barato é o melhor, adverte. O tombamento incorreto da árvore durante a colheita pode comprometer a qualidade da fibra e trazer problemas dimensionais no produto acabado (rachaduras em molduras). O grave é que esse problema vai aparecer visualmente somente após a secagem na estufa, quando o produto estiver indo para pré-pintura ou despacho na expedição. A escolha pelo comprimento da tora a ser transportada (curta ou longa) depende muito mais da demanda da indústria. No MDF, HDF e celulose, não importa para o produto final o comprimento, afinal a madeira será desagregada em partículas, pondera Marcio. Já em uma serraria que produz vigas, tábuas e pontaletes de grande dimensão, que são peças inteiras com cinco m (metros) ou mais, é obrigatório receber toras compridas. Se for uma laminadora, o torno estará dimensionado para laminar tora de até 2,40 m, pois o compensado padrão tem 2,20 m de comprimento. Independente da necessidade da indústria, o importante é o conceito geral de que os custos aumentam à medida que surgem mais operação de movimentação da madeira, resume o consultor. Para baixar custos do sistema tem que se pensar em minimizar a quantidade de atividades ao longo da jornada da tora entre a floresta e a indústria. THERE IS NO RECIPE The consultant states that the most common mistake is not looking at the operation as a system. As there is no ready plan for every situation, some companies opt for easy solutions, but they are not always suitable. Sticking with qualities produced by a particular machine or piece of equipment, thinking that the machine is the solution, he says. The relationship has to be the best cost aligned to the best outcome for the plant. Not always is the cheapest the best, he warns. The incorrect felling of a tree during harvest can compromise the quality of fiber and lead to dimensional problems in the finished product (cracks in frames). The serious thing is that this problem will only appear visually after drying in the oven, when the product is going to pre-paint or shipping. The choice of the length of the log to be transported (short or long), very much depends on plant demand. For MDF, HDF and pulp, no matter the end product size, the timber will be disaggregated into particles, says consultant Marcio. Where as in a sawmill that produces beams, planks and large strips, which can be up to five meters long or more, it is mandatory to receive long logs. If a veneer producer, the lathe will be scaled to laminate up to 2.40 m long logs, as plywood is usually 2.20 m long. Independent of plant needs, the important thing is the general concept that the cost increases as the more the timber is handled, summarizes the consultant. To lower system costs, one has to think in minimizing the number of activities carried out after felling and before processing in the plant. 40

7 Observamos o volume a ser produzido e as variáveis, tais como relevo e distância entre outras características Aponta Yedo Tortato Filho, gerente da TMO Companhia Olsen de Tratores Agro Industrial Foto: divulgação Novembro de 2014 REVISTA REFERÊNCIA FLORESTAL 41

8 PRINCIPAL Foto: divulgação 42

9 NA MEDIDA CERTA Muitos fabricantes de equipamentos absorveram o conceito que a operação de transporte e colheita faz parte de um sistema amplo e interligado. Por isso levam em conta diversos aspectos para elaborar a melhor solução. Observamos o volume a ser produzido e as variáveis, tais como relevo e distância entre outras, aponta Yedo Tortato Filho, gerente da TMO Companhia Olsen de Tratores Agro Industrial. Para obter as informações necessárias, a fabricante solicita todas as características do local de trabalho, volume a ser produzido e a capacidade de investimento. Indicamos um conjunto ideal para o cliente, garante Yedo. Caso a TMO não tenha o equipamento ideal, orienta o tipo de máquina que deve suprir a demanda. Entre os pontos avaliados antes de definir o tipo e porte do equipamento estão o comprimento da madeira que será transportada. Esse aspecto quase define a máquina ideal, depois o volume pretendido mensalmente, avalia Yedo. O gerente assegura que com esses e outros dados complementares é possível dimensionar a máquina ou o conjunto corretamente. De maneira geral um carregador florestal, por exemplo, trabalhando em turno de oito horas deve ter uma produção de 20 viagens com feixes de madeira de eucalipto com 3,60 m e 23 viagens com feixes da espécie com seis metros. O maior custo nessas operações está ligado ao consumo de combustível. A orientação é adquirir tratores mais eficientes, e em certas ocasiões mudar certos aspectos da rotina. Operador capacitado também é importante. O engenheiro Rodrigo Rubin, do departamento de Engenharia e Comercial da Penzsaur, lembra que no caso do autocarregável não existe um equipamento padrão, são diversos modelos que atendem diferentes necessidades. Por isso é preciso observar os seguintes pontos: tipo de terreno (ondulado ou plano), características da madeira, distância do transbordo e a produção necessária, ressalta o profissional. IN THE RIGHT MEASURE Many equipment manufacturers absorbed the concept that the transport and harvest operation is part of a broad and interconnected system. For this, they take into account several aspects to elaborate the best solution. We look at the volume to be produced and the variables, such as topography and distance between the other fronts, says Tortato Yedo Filho, Manager for TMO Companhia Olsen de Tratores Agro Industrial. To obtain the necessary information, the manufacturer requests all the characteristics of the operating front, volume to be produced and the investment capacity. We indicate the ideal machinery for the customer, ensures TMO Manager Yedo. If TMO doesn t have the ideal equipment, it indicates the type of machine that best meets customer needs. Amongst the points assessed before defining the type and size of the equipment is the length of the timber log that will be transported. This aspect almost defines the ideal machine, after the desired volume on a monthly basis, says TMO Manager Yedo. The Manager ensures that with this and other additional data it is possible to size the equipment or machinery correctly. Generally a log carrier, for example, working an eight-hour shift, should make 20 trips with 3.60 m long eucalyptus timber logs and with 6 m long logs, 23 trips. Most of the cost in these operations is linked to fuel consumption. The advice is to acquire more efficient tractors, and in certain cases, change certain aspects of the routine. Having properly trained operators is also important. Engineer Rodrigo Rubin, from the Engineering and Sales Department for Penzsaur, reminds us that in the case of self-loading there is no standard equipment; there are several models that meet different needs. Therefore, we must look at the following points: type of terrain (undulating or flat), timber characteristics, transhipment distance and required production, emphasizes the professional. Novembro de 2014 REVISTA REFERÊNCIA FLORESTAL 43

10 PRINCIPAL Os dois principais custos dentro da operação dos autocarregáveis são manutenção e consumo de combustível. A manutenção preventiva bem feita, além de treinamentos para os operadores, reduz custos, recomenda Rodrigo. Já o consumo de combustível pode ser minimizado com o dimensionamento correto do trator com o conjunto autocarregável, e optar por trabalhar com um sistema hidráulico com Load Sensing, que envia o óleo para o equipamento conforme a necessidade. As fabricantes concordam que existe uma solução ideal para cada situação. Por isso é imprescindível realizar a avaliação de toda a operação cuidadosamente para que o equipamento seja introduzido sob medida. Erro no dimensionamento traz gargalo para a operação ou aumento de custo desnecessário quando superdimensionado. The two main costs of the self-loading operation are maintenance and fuel consumption. Preventative maintenance carried out properly, in addition to operator training, reduces costs, Says Engineer Rodrigo. The fuel consumption can be minimized with proper self-loading tractor trailer sizing, and choosing to work with a hydraulic system with Load Sensing, which oils the equipment as required. Equipment manufacturers agree that there is an ideal solution for every situation. That s why it is essential to carry out an evaluation of the entire operation carefully so that the equipment is introduced as ordered. Errors in undersizing create bottlenecks for the operation, or in oversizing, unnecessary cost increases. Foto: Penzsaur 44

11 A manutenção preventiva bem feita, além de treinamentos para os operadores, reduz custos Rodrigo Rubin, do departamento de Engenharia e Comercial da Penzsaur CARROCERIAS BACHIEGA PISO MÓVEL Trabalhamos com locações de gaiolas com piso móvel Fones: (19) (19)

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO - UNINOVE PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO - UNINOVE PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO - UNINOVE PROGRAMA DE MESTRADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ANÁLISE DO IMPACTO PRODUTIVO DA IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE COLETA DE DADOS EM TEMPO REAL INTEGRADO COM ERP DANNIEL

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto

Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Águas de Restos de Concretos Reciclagem Notas de aula Prof. Eduardo C. S. Thomaz Sistema de Reciclagem da Água dos Restos de Concreto Exemplo: Firma Sohnt / USA - Concrete Reclaimer Conjunto do Sistema

Leia mais

Serviços: API REST. URL - Recurso

Serviços: API REST. URL - Recurso Serviços: API REST URL - Recurso URLs reflectem recursos Cada entidade principal deve corresponder a um recurso Cada recurso deve ter um único URL Os URLs referem em geral substantivos URLs podem reflectir

Leia mais

HYDRAULIC PRESSES OMECO INDÚSTRIA & COMÉRCIO DE MÁQUINAS LTDA

HYDRAULIC PRESSES OMECO INDÚSTRIA & COMÉRCIO DE MÁQUINAS LTDA HYDRAULIC PRESSES OMECO INDÚSTRIA & COMÉRCIO DE MÁQUINAS LTDA Avenida das Indústrias, 2450 - CIC CEP 81.310-060 - Curitiba - Paraná - Brazil Fone: (41) 3316 7100 Fax: (41) 3316 7103 omeco@omeco.com.br

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014

Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Otimização geral de processos (OEE) Fabian Prehn Campinas Setembro 2014 Agenda Agenda Futuro da produção farmacêutica Future of pharmaceutical production Compressão como principal ponto no processo de

Leia mais

Consultoria em Direito do Trabalho

Consultoria em Direito do Trabalho Consultoria em Direito do Trabalho A Consultoria em Direito do Trabalho desenvolvida pelo Escritório Vernalha Guimarães & Pereira Advogados compreende dois serviços distintos: consultoria preventiva (o

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE DOIS SISTEMAS OPERACIONAIS DE TRANSPORTE UTILIZANDO TORAS DE COMPRIMENTOS VARIADOS

ESTUDO COMPARATIVO ENTRE DOIS SISTEMAS OPERACIONAIS DE TRANSPORTE UTILIZANDO TORAS DE COMPRIMENTOS VARIADOS IPEF, n.33, p.27-30, ago.1986 ESTUDO COMPARATIVO ENTRE DOIS SISTEMAS OPERACIONAIS DE TRANSPORTE UTILIZANDO TORAS DE COMPRIMENTOS VARIADOS FERNANDO SEIXAS ESALQ-USP, Departamento de Ciências Florestais

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão: 26 30 41 A questão 26 do código 02, que corresponde à questão 30 do código 04 e à questão 41 do código 06 Nº de Inscrição: 2033285 2041257 2030195 2033529 2032517 2080361 2120179 2120586 2037160

Leia mais

Teoria Económica Clássica e Neoclássica

Teoria Económica Clássica e Neoclássica Teoria Económica Clássica e Neoclássica Nuno Martins Universidade dos Açores Jornadas de Estatística Regional 29 de Novembro, Angra do Heroísmo, Portugal Definição de ciência económica Teoria clássica:

Leia mais

CONSUMO DE COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES EM ATIVIDADES DIRETAS E INDIRETAS DE COLHEITA E TRANSPORTE FLORESTAL

CONSUMO DE COMBUSTÍVEIS E LUBRIFICANTES EM ATIVIDADES DIRETAS E INDIRETAS DE COLHEITA E TRANSPORTE FLORESTAL REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DA FAIT ISSN 1807-9989 Publicação semestral da Faculdade de Ciências Agrárias de Itapeva/SP Ano II, Número 03, janeiro de 2006 Periodicidade: semestral

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO CURSO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UMA VANTAGEM COMPETITIVA COM A TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS AMANDA ZADRES DANIELA LILIANE ELIANE NUNES ELISANGELA MENDES Guarulhos

Leia mais

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS

ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EM EMPRESAS SEGURADORAS THE CAPITAL STRUCTURE: AN ANALYSE ON INSURANCE COMPANIES FREDERIKE MONIKA BUDINER METTE MARCO ANTÔNIO DOS SANTOS MARTINS PAULA FERNANDA BUTZEN

Leia mais

Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC

Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC Altos Níveis de Estoque nas Indústrias de Conexões de PVC Junior Saviniec Ferreira; Letícia Stroparo Tozetti Faculdade Educacional de Araucária RESUMO O problema de estoque elevado é cada vez menos frequente

Leia mais

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development?

Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Cowboys, Ankle Sprains, and Keepers of Quality: How Is Video Game Development Different from Software Development? Emerson Murphy-Hill Thomas Zimmermann and Nachiappan Nagappan Guilherme H. Assis Abstract

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

// gaiato private label

// gaiato private label // gaiato private label // a empresa // the company A Calçado Gaiato é uma empresa prestadora de serviços no setor de calçado, criada em 2000 por Luís Pinto Oliveira e Mário Pinto Oliveira, sócios-fundadores

Leia mais

Português 207 Portuguese for Business

Português 207 Portuguese for Business Português 207 Portuguese for Business Spring 2012: Porugal and the EU Instructor: Jared Hendrickson Office: 1149 Van Hise Office Hours: Monday and Thursday, 11:00 am-12:00 pm e-mail: jwhendrickso@wisc.edu

Leia mais

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline

Administração de Capital de Giro e Planejamento a Curto Prazo. Chapter Outline 26-0 Universidade Federal de Itajubá Instituto de Engenharia de Produção e Gestão Curso de Finanças Corporativas Prof. Edson Pamplona (www.iem.efei.br/edson) CAPÍTULO 27 Administração de Capital de Giro

Leia mais

Uma empresa do grupo:

Uma empresa do grupo: Rua Horta dos Bacelos, Lt. 18, 3º - 2690-390 Santa Iria de Azóia T: +351 219 533130 F: +351 219 533131 info@hseabra.seabraglobal.com www.seabraglobal.com Uma empresa do grupo: 02 03 Icestop é um sistema

Leia mais

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing

User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing User interface evaluation experiences: A brief comparison between usability and communicability testing Kern, Bryan; B.S.; The State University of New York at Oswego kern@oswego.edu Tavares, Tatiana; PhD;

Leia mais

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer?

Câmbio MONEY CHANGER. I d like to exchange some money. Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Where can I find a money changer? MONEY CHANGER Câmbio I d like to exchange some money. Where can I find a money changer? Gostaria de cambiar um pouco de dinheiro. Onde posso encontrar um câmbio? I d like to exchange (I would) Where can

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410

APRESENTAÇÃO. ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 APRESENTAÇÃO ABNT CB-3 Comitê Brasileiro de Eletricidade Comissão de Estudo CE 03:064.01 Instalações Elétricas de Baixa Tensão NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão NBR 5410:1997 NBR 5410:2004

Leia mais

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA

75, 8.º DTO 1250-068 LISBOA EAbrief: Medida de incentivo ao emprego mediante o reembolso da taxa social única EAbrief: Employment incentive measure through the unique social rate reimbursement Portaria n.º 229/2012, de 03 de Agosto

Leia mais

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya)

Processo de exportação de perecíveis aos EUA. (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) Processo de exportação de perecíveis aos EUA (Frederico Tavares - Gerente de Comércio Internacional, UGBP: Union of Growers of Brazilian Papaya) World Production of Tropical Fruit World production of tropical

Leia mais

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL?

HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? HOW DO YOU BECOME A LAWYER IN BRAZIL? Doing Business in Brazil: Pathways to Success, Innovation and Access under the Legal Framework Keynote Speaker: Mr. José Ricardo de Bastos Martins Partner of Peixoto

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

Equipe da Diretoria Florestal da Veracel¹

Equipe da Diretoria Florestal da Veracel¹ MuDANÇA NO PROCESSO DE COLHEITA FLORESTAL COM INTERAÇÃO NA SILVICULTURA Equipe da Diretoria Florestal da Veracel¹ RESUMO Com importância crescente da indústria de base florestal, a cadeia produtiva do

Leia mais

Presentation Apresentação

Presentation Apresentação Presentation Apresentação In 2015, SOLLOS celebrates eleven years under the creative direction of designer Jader Almeida, one of the most recognized Brazilian designers, and ratifies its position as an

Leia mais

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS

INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS INFORMATION SECURITY IN ORGANIZATIONS Ana Helena da Silva, MCI12017 Cristiana Coelho, MCI12013 2 SUMMARY 1. Introduction 2. The importance of IT in Organizations 3. Principles of Security 4. Information

Leia mais

LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO Prêmio James McGuire

LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO Prêmio James McGuire Chamada para as Inscrições de Propostas 2015 LAUREATE INTERNATIONAL UNIVERSITIES EMPREENDEDORISMO E INOVAÇÃO Prêmio James McGuire O Prêmio para empreendimento JAMES McGUIRE é uma competição promovida pela

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Introduction to Network Design and Planning

Introduction to Network Design and Planning Introduction to Network Design and Planning Joao.Neves@fe.up.pt 1 In the Beginning... The project of a Network was the result of the inspiration of a guru or an "artist" (after all was considered an art...)

Leia mais

2012 State of the Industry Survey

2012 State of the Industry Survey 2012 State of the Industry Survey Contact Information Por favor, preencha suas informações de contato (* indicates required information) Nome * Título * Title Razão Social completa da Empresa/Organização

Leia mais

Neutron Reference Measurements to Petroleum Industry

Neutron Reference Measurements to Petroleum Industry LABORATÓRIO NACIONAL DE METROLOGIA DAS RADIAÇÕES IONIZANTES IRD- Instituto de Radioproteção e Dosimetria Neutron Reference Measurements to Petroleum Industry Karla C. de Souza Patrão, Evaldo S. da Fonseca,

Leia mais

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio

Inglês. Guião. Teste Intermédio de Inglês. Parte IV Interação oral em pares. Teste Intermédio Teste Intermédio de Inglês Parte IV Interação oral em pares Teste Intermédio Inglês Guião Duração do Teste: 10 a 15 minutos De 25.02.2013 a 10.04.2013 9.º Ano de Escolaridade D TI de Inglês Página 1/ 7

Leia mais

2 Categorias Categories Todas as categorias de actividade são apresentadas neste espaço All activity categories are presented in this space

2 Categorias Categories Todas as categorias de actividade são apresentadas neste espaço All activity categories are presented in this space 1 Próximas Actividades Next Activities Visualiza as próximas actividades a ter inicio, com a indicação do tempo restante Displays upcoming activities and indicating the remaining time 2 Categorias Categories

Leia mais

AUMENTO DE PRODUTIVIDADE DA FROTA DE CAMINHÕES RODOVIÁRIOS COM A PADRONIZAÇÃO DE CARGAS MINERAÇÃO PARAGOMINAS S.A.

AUMENTO DE PRODUTIVIDADE DA FROTA DE CAMINHÕES RODOVIÁRIOS COM A PADRONIZAÇÃO DE CARGAS MINERAÇÃO PARAGOMINAS S.A. AUMENTO DE PRODUTIVIDADE DA FROTA DE CAMINHÕES RODOVIÁRIOS COM A PADRONIZAÇÃO DE CARGAS MINERAÇÃO PARAGOMINAS S.A. Fábio Trindade Pereira, Engenheiro de Minas, Mineração Paragominas S/A. fabio.trindade@vale.com

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil

manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil These guides possess a lot information especially advanced tips such as the optimum settings configuration for manualdepsiquiatriainfantil manual

Leia mais

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA.

COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. COMITÊ DO ESPECTRO PARA RADIODIFUSÃO - CER SPECTRUM DAY 16.08.2011 A REVISÃO DA REGULAMENTAÇÃO DO USO DA FAIXA DE 3,5 GHZ UMA NECESSIDADE COMPROVADA. PAULO RICARDO H. BALDUINO 0 Conteúdo 1. Introdução

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03 UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education PORTUGUESE 0540/03 Paper 3 Speaking/Listening Role Play Card One No Additional Materials are

Leia mais

manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil

manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil manualdepsiquiatriainfant il manual de psiquiatria infantil Topic on this manual is about the greatest of those manualdepsiquiatriainfantil manual de psiquiatria infantil might have lots 1000s of different

Leia mais

DE LINGAS MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA ELEVAÇÃO DE CARGA

DE LINGAS MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA ELEVAÇÃO DE CARGA Inovando com qualidade e segurança FABRICAÇÃO E RECERTIFICAÇÃO DE LINGAS MATERIAIS E EQUIPAMENTOS PARA ELEVAÇÃO DE CARGA SLINGS MANUFACTURING AND RECERTIFICATION MATERIALS AND EQUIPMENT FOR LIFTING AND

Leia mais

MANEJO DE FLORESTAS PARA SERRARIA NAS EMPRESAS NACIONAIS: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS DE MANEJO DE EUCALIPTO PARA SERRARIA

MANEJO DE FLORESTAS PARA SERRARIA NAS EMPRESAS NACIONAIS: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS DE MANEJO DE EUCALIPTO PARA SERRARIA SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE UTILIZAÇÃO DA MADEIRA DE EUCALIPTO PARA SERRARIA MANEJO DE FLORESTAS PARA SERRARIA NAS EMPRESAS NACIONAIS: ALGUMAS EXPERIÊNCIAS DE MANEJO DE EUCALIPTO PARA SERRARIA Cláudio Renck

Leia mais

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education

UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education UNIVERSITY OF CAMBRIDGE INTERNATIONAL EXAMINATIONS International General Certificate of Secondary Education *5148359301* PORTUGUESE 0540/03 Paper 3 Speaking Role Play Card One 1 March 30 April 2013 No

Leia mais

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho

Banca examinadora: Professor Paulo N. Figueiredo, Professora Fátima Bayma de Oliveira e Professor Joaquim Rubens Fontes Filho Título: Direção e Taxa (Velocidade) de Acumulação de Capacidades Tecnológicas: Evidências de uma Pequena Amostra de Empresas de Software no Rio de Janeiro, 2004 Autor(a): Eduardo Coelho da Paz Miranda

Leia mais

GRUPNOR A ENGENHARIA AO SERVIÇO DOS TRANSPORTES VERTICAIS. Design and Quality

GRUPNOR A ENGENHARIA AO SERVIÇO DOS TRANSPORTES VERTICAIS. Design and Quality GRUPNOR A ENGENHARIA AO SERVIÇO DOS TRANSPORTES VERTICAIS Design and Quality G A GRUPNOR é uma empresa Portuguesa com mais de três décadas de existência. É uma marca de referência no mercado dos elevadores,

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

** PESSOA SINGULAR ** 1. SE OPTAR POR EFETUAR O DESPACHO DIRETAMENTE JUNTO DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA ALFÂNDEGA

** PESSOA SINGULAR ** 1. SE OPTAR POR EFETUAR O DESPACHO DIRETAMENTE JUNTO DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA ALFÂNDEGA ** PESSOA SINGULAR ** 1. SE OPTAR POR EFETUAR O DESPACHO DIRETAMENTE JUNTO DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA ALFÂNDEGA Se é uma Pessoa Singular, e quer optar por efetuar o despacho diretamente junto

Leia mais

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?.

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?. Part A I. TEXT. WORKING CHILDREN Over a million school children in Britain have part-time Jobs. The number is growing, too. More and more teenagers are working before school, after school or on weekends.

Leia mais

Ciência Florestal, Santa Maria, v. 20, n. 1, p. 177-186, jan.-mar., 2010 ISSN 0103-9954

Ciência Florestal, Santa Maria, v. 20, n. 1, p. 177-186, jan.-mar., 2010 ISSN 0103-9954 Ciência Florestal, Santa Maria, v. 20, n. 1, p. 177-186, jan.-mar., 2010 ISSN 0103-9954 177 AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE OPERADORES NO TREINAMENTO COM SIMULADOR DE REALIDADE VIRTUAL FORWARDER EVALUATION

Leia mais

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies)

Types of Investments: Equity (9 companies) Convertible Notes (10 companies) IMPACT INVESTING WE STARTED... A Venture Capital Fund Focused on Impact Investing Suport: Financial TA Criterias to select a company: Social Impact Profitabilty Scalability Investment Thesis (Ed, HC,

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Atividade Aduaneira Customs Broker Transporte Marítimo Sea Freight ESPANHA SPAIN Transporte Aéreo Air Freight Expresso Internacional FedEx International

Leia mais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais

Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais Global Logistics Solutions Soluções Logísticas Globais BEM VINDO AO MUNDO RANGEL WELCOME TO RANGEL WORLD Toda uma organização ao seu serviço! Constituídos em 1980 por Eduardo Rangel, rapidamente marcámos

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Company Presentation ESCADAS EM ALUMÍNIO PLATAFORMAS DE TRABALHO EM ALUMÍNIO TORRES EM ALUMÍNIO

APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Company Presentation ESCADAS EM ALUMÍNIO PLATAFORMAS DE TRABALHO EM ALUMÍNIO TORRES EM ALUMÍNIO APRESENTAÇÃO DA EMPRESA Company Presentation ESCADAS EM ALUMÍNIO Aluminium Ladders PLATAFORMAS DE TRABALHO EM ALUMÍNIO Aluminium Work Platforms TORRES EM ALUMÍNIO Aluminium Towers PRANCHAS E RODAPÉS EM

Leia mais

Solicitação de Mudança 01

Solicitação de Mudança 01 Solicitação de Mudança 01 Refatorar a especificação da linha de produtos Crisis Management System permitindo que o suporte ao registro de LOG seja opcional. Isso significa que o comportamento descrito

Leia mais

RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS

RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS RENATO SOARES DE AGUILAR ADEQUAÇÃO DE UM SISTEMA DE PICKING NO ARMAZÉM DE PRODUTOS ACABADOS DE UMA EMPRESA DE PRODUTOS ELÉTRICOS Escola de Engenharia Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de

Leia mais

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial

Métodos Formais em Engenharia de Software. VDMToolTutorial Métodos Formais em Engenharia de Software VDMToolTutorial Ana Paiva apaiva@fe.up.pt www.fe.up.pt/~apaiva Agenda Install Start Create a project Write a specification Add a file to a project Check syntax

Leia mais

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person?

Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014. 1.º Momento. 4 (A), are you a health-conscious person? Prova Oral de Inglês Duração da Prova: 20 a 25 minutos 2013/2014 GUIÃO A Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho 1.º Momento Intervenientes e Tempos

Leia mais

Ontology Building Process: The Wine Domain

Ontology Building Process: The Wine Domain Ontology Building Process: The Wine Domain João Graça, Márcio Mourão, Orlando Anunciação, Pedro Monteiro, H. Sofia Pinto, and Virgílio Loureiro Summary Context Ontology Wine Domain Existing Wine Ontologies

Leia mais

Project Management Activities

Project Management Activities Id Name Duração Início Término Predecessoras 1 Project Management Activities 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 2 Plan the Project 36 dias Sex 05/10/12 Sex 23/11/12 3 Define the work 15 dias Sex 05/10/12

Leia mais

PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA ESTEIRA NO SETOR DE CORTE E DOBRA DE UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA

PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA ESTEIRA NO SETOR DE CORTE E DOBRA DE UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA PROJETO PARA IMPLANTAÇÃO DE UMA ESTEIRA NO SETOR DE CORTE E DOBRA DE UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA José de Souza (ISI SIM) souza.jose@senairs.org.br Clayton André Oliveira da Motta (ISI SIM) clayton.motta@senairs.org.br

Leia mais

Completing your Participant Agreement Como preencher o Contrato de Participação

Completing your Participant Agreement Como preencher o Contrato de Participação Completing your Participant Agreement Como preencher o Contrato de Participação A quick-start guide for stock plan participants. Um guia rápido para participantes do plano de compra de ações. Your company

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS LENHOSOS EM PROPRIEDADES PARTICULARES REUSING WOOD DEBRIS FROM PRIVATE PROPERTIES

REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS LENHOSOS EM PROPRIEDADES PARTICULARES REUSING WOOD DEBRIS FROM PRIVATE PROPERTIES REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS LENHOSOS EM PROPRIEDADES PARTICULARES REUSING WOOD DEBRIS FROM PRIVATE PROPERTIES APRESENTAÇÃO O designer Hugo França propõe um melhor reaproveitamento para resíduos lenhosos

Leia mais

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1

Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Normas Gráficas do Símbolo e Logótipo aicep Portugal Global aicep Portugal Global Symbol and Logo Graphic Guidelines Capítulo 1 Chapter 1 Introdução Introduction Normas Gráficas Este manual fornece os

Leia mais

Desenvolvimento Ágil 1

Desenvolvimento Ágil 1 Desenvolvimento Ágil 1 Just-in-Time Custo = Espaço + Publicidade + Pessoal De que forma poderiamos bater a concorrência se um destes factores fosse zero? 2 Just-in-time Inventory is waste. Custo de armazenamento

Leia mais

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015 Pets reality There are about 30 millions abandoned pets only in Brazil. Among these amount, about 10 millions are cats and the other 20 are dogs, according to WHO (World Health Organization). In large

Leia mais

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion

O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion O SEU NEGÓCIO ESTÁ NA MODA Your Business is in fashion Fazemos parte do processo de retalho de moda com o objetivo de aumentar as suas vendas Desde a fundação em 1980 que somos um operador ativo e inovador,

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS CRITÉRIOS TÉCNICOS NA DETERMINAÇÃO DA ROTA ÓTIMA DE TRANSPORTE COM AUXÍLIO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS CRITÉRIOS TÉCNICOS NA DETERMINAÇÃO DA ROTA ÓTIMA DE TRANSPORTE COM AUXÍLIO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS CRITÉRIOS TÉCNICOS NA DETERMINAÇÃO DA ROTA ÓTIMA DE TRANSPORTE COM AUXÍLIO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA Paulo Costa de Oliveira Filho 1 Eduardo da Silva Lopes 2

Leia mais

Automatic machines for ladder and stepladder production

Automatic machines for ladder and stepladder production Automatic machines for ladder and stepladder production We provide solutions for: Bending / Driling / Punching / Riveting / Assembly Small Stepladder Aluminium Stepladder Extension Ladder Ladder Folding

Leia mais

T Ã O B O M Q U A N T O N O V O

T Ã O B O M Q U A N T O N O V O D I S S E R T A Ç Ã O D E M E S T R A D O M A S T E R I N G D I S S E R T A T I O N A V A L I A Ç Ã O D A C O N D I Ç Ã O D E T Ã O B O M Q U A N T O N O V O U M A A P L I C A Ç Ã O E N V O L V E N D O

Leia mais

hdd enclosure caixa externa para disco rígido

hdd enclosure caixa externa para disco rígido hdd enclosure caixa externa para disco rígido USER S GUIDE SPECIFICATONS HDD Support: SATA 2.5 Material: Aluminium and plastics Input connections: SATA HDD Output connections: USB 3.0 (up to 5.0Gbps)

Leia mais

SELEÇÃO E CÁLCULO DE TRANSMISSÃO POR CORREIAS V V BELT TRANSMISSION SELECTION AND CALCULATION TR02

SELEÇÃO E CÁLCULO DE TRANSMISSÃO POR CORREIAS V V BELT TRANSMISSION SELECTION AND CALCULATION TR02 te SELEÇÃO E CÁLCULO DE TRANSMISSÃO POR CORREIAS V V BELT TRANSMISSION SELECTION AND CALCULATION Dados de Entrada (Conhecidos) Potencia de acionamento (motor)(kw, CV, HP) Rotação (motor)(rpm) Tipo de equipamento

Leia mais

Objetivo da Consulta: Amparo Legal para adoção de Cláusula Restritiva de Utilização para aeronaves BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH

Objetivo da Consulta: Amparo Legal para adoção de Cláusula Restritiva de Utilização para aeronaves BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH BRADESCO SEGUROS A MULTI-CHANNEL APPROACH 10th International Microinsurance Conference 2014 Mexico DF, 13/nov/2014 The Objetivo correspondent da Consulta: Amparo Legal para adoção de The Objetivo correspondent

Leia mais

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual

Easy Linux! FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL. IPortalMais: a «brainware» company www.iportalmais.pt. Manual IPortalMais: a «brainware» company FUNAMBOL FOR IPBRICK MANUAL Easy Linux! Title: Subject: Client: Reference: Funambol Client for Mozilla Thunderbird Doc.: Jose Lopes Author: N/Ref.: Date: 2009-04-17 Rev.:

Leia mais

SATA 3.5. hd:basic. hdd enclosure caixa externa para disco rígido

SATA 3.5. hd:basic. hdd enclosure caixa externa para disco rígido SATA 3.5 hd:basic hdd enclosure caixa externa para disco rígido hd:basic USER S GUIDE SPECIFICATIONS HDD support: SATA 3.5 Material: Aluminium Input connections: SATA HDD Output connections: USB 2.0

Leia mais

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2.

Aqui pode escolher o Sistema operativo, e o software. Para falar, faça download do Cliente 2. TeamSpeak PORTUGUES ENGLISH Tutorial de registo num servidor de TeamSpeak Registration tutorial for a TeamSpeak server Feito por [WB ].::B*A*C*O::. membro de [WB ] War*Brothers - Non Dvcor Dvco Made by:

Leia mais

Av. New Jersey, 279 - Arujá - SP - CEP 07400-000 Tel: +55 11 3681-0962 / Fax: +55 11 3683 4471 comercial@brasillaurent.com.br

Av. New Jersey, 279 - Arujá - SP - CEP 07400-000 Tel: +55 11 3681-0962 / Fax: +55 11 3683 4471 comercial@brasillaurent.com.br Av. New Jersey, 279 - Arujá - SP - CEP 07400-000 Tel: +55 11 3681-0962 / Fax: +55 11 3683 4471 comercial@brasillaurent.com.br A EMPRESA The Company A BRASIL LAU RENT, com um moderno parque de máquinas

Leia mais

OS CUSTOS DA MÁ QUALIDADE NA SECAGEM DE MADEIRA EM ESTUFA

OS CUSTOS DA MÁ QUALIDADE NA SECAGEM DE MADEIRA EM ESTUFA OS CUSTOS DA MÁ QUALIDADE NA SECAGEM DE MADEIRA EM ESTUFA Danièlle Previdi Olandoski Universidade Federal do Paraná Rua Bom Jesus, 650 Juvevê 80.035-010 Curitiba Fone (041) 352.2443 Fax(041)253.2332-e-mail:ms@softall.com.br

Leia mais

Edital Prêmio James McGuire 2015

Edital Prêmio James McGuire 2015 Edital Prêmio James McGuire 2015 O Prêmio para empreendimento James McGuire é uma competição promovida pela Rede Laureate International Universities, exclusivamente para as suas Instituições de Ensino

Leia mais

Strings. COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br 2014-II

Strings. COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br 2014-II Strings COM10615-Tópicos Especiais em Programação I edmar.kampke@ufes.br Introdução Uma estrutura de dados fundamental Crescente Importância Aplicações: Busca do Google Genoma Humano 2 Caracteres Codificação

Leia mais

:: FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF ::

:: FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF :: :: FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF :: [Download] FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF FERRAMENTAS MRP APLICADAS PDF - Looking for Ferramentas Mrp Aplicadas Books? Now, you will be thankful that at this time Ferramentas

Leia mais

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013

Consórcio do Politecnico di Milano. Fevereiro 2013 Consórcio do Politecnico di Milano Fevereiro 2013 DESIGN DEFINITIONS SENAI & POLI.design Fevereiro 2013 Design como uma atividade específica no processo de P&D que visa a projetação dos aspectos funcionais

Leia mais

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br

Institutional Skills. Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS. Passo a passo. www.britishcouncil.org.br Institutional Skills Sessão informativa INSTITUTIONAL SKILLS Passo a passo 2 2 British Council e Newton Fund O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades

Leia mais

1. How will you tell the rent-a-car worker that you d like to rent a car? 2. How will you ask the rent-a-car worker the kind of cars they have?

1. How will you tell the rent-a-car worker that you d like to rent a car? 2. How will you ask the rent-a-car worker the kind of cars they have? I d like to rent a car. What kind of car do you have? Gostaria de alugar um carro. Que tipo de carro você tem? I d like to rent a car. return the car to the Airport. Gostaria de alugar um carro. devolver

Leia mais

Eventos Internacional

Eventos Internacional Eventos Internacional Site Inspection Novembro 2014 Apoio Elisabete Sorrentino, Cintia Hayashi Evento: ESOMAR Latin American Conference Entidade Apoiada: World Association of Research Professionals -ESOMAR-

Leia mais

User Guide Manual de Utilizador

User Guide Manual de Utilizador 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE User Guide Manual de Utilizador 2014 1Life Simplify it All rights reserved. www.1-life.eu 2 2400 DPI OPTICAL GAMING MOUSE ENGLISH USER GUIDE...4 MANUAL DE UTILIZADOR PORTUGUÊS...18

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 17 de Abril de 2008 Versão Portuguesa 1. O que é uma Certidão Permanente?...4 2. Como posso ter acesso a uma Certidão Permanente?...4 3. Onde posso pedir uma Certidão Permanente?...4

Leia mais

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS

SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS 1 de 7 26/6/2009 16:33 SISTEMA LOGÍSTICO DE APOIO À DECISÃO NAS OPERAÇÕES DE TRANSFERÊNCIA DE DERIVADOS DA REDE DE DUTOS DA PETROBRAS Suelen Neves Boschetto, Flávio Neves Jr CPGEI Universidade Tecnológica

Leia mais

Como monitorar seu processo de esterilização. com segurança e qualidade. Nome do autor

Como monitorar seu processo de esterilização. com segurança e qualidade. Nome do autor Como monitorar seu processo de esterilização Nome do autor com segurança e qualidade Richard Bancroft Engenheiro Albert Browne (Inglaterra) Gessilene Barbosa Enfermeira Mack Medical (Brasil) Agenda Mapeamento

Leia mais

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges

3 o ANO ENSINO MÉDIO. Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges 3 o ANO ENSINO MÉDIO Prof. a Christiane Mourão Prof. a Cláudia Borges Unidade II Science Health and nature 2 Aula 5.1 Conteúdos Phrasal Verbs in texts 3 Habilidade Identificar os phrasal verbs em textos

Leia mais

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1.

What is Bullying? Bullying is the intimidation or mistreating of weaker people. This definition includes three important components:1. weaker people. This definition includes three important components:1. Bullying is aggressive behavior that involves unwanted, negative actions. 2. Bullying involves a pattern of behavior repeated over

Leia mais

Simulação Gráfica e Visão Computacional. Soraia Raupp Musse

Simulação Gráfica e Visão Computacional. Soraia Raupp Musse Simulação Gráfica e Visão Computacional Soraia Raupp Musse Objetivo Analisar exemplos comerciais e do estado-da-arte científicos que utilizam dados reais para aprimorar a qualidade de simulações e animações.

Leia mais