Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Ingresso e Capacitação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Ingresso e Capacitação"

Transcrição

1 Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Ingresso e Capacitação Plano de Capacitação dos Servidores

2 1. INTRODUÇÃO PLANO DE CAPACITAÇÃO Capacitação INTEGRAÇÃO DE NOVOS SERVIDORES: Curso de Línguas CURSO: RELAÇÕES INTERPESSOAIS DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS EMOCIONAIS CURSO DE INFORMÁTICA CURSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O SETOR PUBLICO CAPACITAÇÃO À DISTÂNCIA Gestão Publica Modulo I Treinamento Treinamentos Especificos: CURSO: ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS PLANEJAMENTO E LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS Gestão de Materiais PRÁTICA DE PROCEDIMENTOS LICITATÓRIOS ELABORAÇÃO DE EDITAIS PARA AQUISIÇÕES NO SETOR PÚBLICO SISTEMAS ELETRÔNICOS DE COMPRAS FORMAÇÃO DE PREGOEIROS: PREGÃO ELETRÔNICO REGISTRO DE PREÇOS Gestão de contratos de suprimentos Gestão de Contratos de Serviços TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS ASPECTOS DO PLANEJAMENTO E DO JULGAMENTO DA LICITAÇÃO E COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS NOS SERVIÇOS CONTÍNUOS CONTRATAÇÃO DIRETA: DISPENSA E INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÕES TREINAMENTO SIASG A Legislação de Pessoal e o SIAPE como Instrumento de Gestão

3 Elaboração de Planos de Capacitação Gestão por Competências Lei de Responsabilidade Fiscal Curso: Prático da Legislação de Pessoal Lei n de 1990.(Atualizado Pela Lei /08 e /09) Treinamentos Diversos: EXCEL-AVANÇADO PORTUGUÊS NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO E REVISÃO PROGRAMAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO PROGRAMA BEM VIVER PROGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA A APOSENTADORIA PLANEJANDO O SEU FUTURO SEMANA DA QUALIDADE DE VIDA RESULTADOS ESPERADOS RECURSOS AVALIAÇÃO CERTIFICAÇÃO FORMAS DE DIVULGAÇÃO INSCRIÇÃO EM CURSOS DE CAPACITAÇÃO INSCRIÇÃO PARA ATUAR COMO INTRUTOR/FACILITADOR DE APRENDIZAGEM...55 Cronograma Capacitação Formação de Auditores:...15 Referências:

4 1. INTRODUÇÃO A Diretoria de Gestão de Pessoas do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, em conformidade com a política nacional de desenvolvimento dos servidores, coloca à disposição da sua comunidade interna o Plano de Capacitação para o ano de Esse plano irá nortear as ações de desenvolvimento integral dos servidores, integrando ações de capacitação, treinamento e qualidade de vida, a fim de, através da promoção de uma aprendizagem organizacional propiciar um crescimento pessoal e laboral dos servidores que gerará um melhor desempenho da instituição. Neste documento estão expressas as ações de Capacitação, Treinamento e Ações de Qualidade de vida. Para a elaboração deste plano, contou-se com a colaboração dos servidores integrantes dos departamentos de Recursos Humanos dos Campus, a fim de levantar necessidades e realmente oferecer ações que sejam pertinentes tanto ao servidor, quanto à Instituição. 4

5 2. PLANO DE CAPACITAÇÃO 2011 O plano de capacitação 2011 contempla três linhas de ação: a capacitação para o desenvolvimento dos servidores, o treinamento funcional e as ações de qualidade de vida. 2.1 Capacitação Entende-se como capacitação o processo permanente e deliberado de aprendizagem, que utiliza ações de aperfeiçoamento e qualificação, com a finalidade de contribuir para o desenvolvimento de competências institucionais, por meio do desenvolvimento de competências individuais. As ações de capacitação serão oferecidas para todos os servidores dos diversos campi da Instituição. A realização dos mesmos dependerá do número de servidores interessados em cursar os cursos oferecidos, obedecendo aos critérios de cada ação tendo em vista a otimização de recursos da instituição. No ano de 2011, pretende-se contemplar ações que englobem todos os ambientes organizacionais, e, em um primeiro momento, serão disponibilizados ao público interno os cursos de informática, línguas e gestão pública (EAD) em todos os campi. Também teremos a possibilidade de realização de outras ações dependendo da demanda de campus. As ações de capacitação previstas para 2011 foram construídas a partir de um levantamento realizado junto aos campi do Instituto, podendo ocorrer alterações no decorrer do ano de acordo com o interesse da instituição ou dos servidores. 5

6 2.1.1 CAPACITAÇÃO PRESENCIAL Os cursos previstos no presente Plano de Capacitação para o ano de 2011, contemplam os cursos oferecidos pelo próprio instituto, bem como os realizados pelas instituições regulares de ensino, ENAP, ESAF, Rede de Cooperação e Aprendizagem (RCI) e Sistema S e GESPública INTEGRAÇÃO DE NOVOS SERVIDORES:. Visa o conhecimento da função do Estado, das especificidades do serviço público, da missão da DO IFRS e da conduta do servidor público e sua integração no ambiente institucional. Acolhimento e integração dos novos servidores; Apresentação das Pró-Reitorias, seus departamentos e atribuições; Apresentação das Diretorias Sistêmicas (Gestão de Pessoas e Informática) Apresentação do Setor de Comunicação Institucional O centenário da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica; Implantação dos Institutos Federais; Educação Profissional e Tecnológica em perspectiva histórica; Institutos Federais como política pública; Objetivo e Metas Institucionais Responsabilidades Institucionais da Unidade Missão Visão Institucional Valores Finalidades Público alvo: servidores novos que ingressaram no IFRS Pré-requisito: não possui Carga Horária: 16 horas Nº. de Vagas: número de servidores novos que ingressaram Período de realização: conforme calendário de ingressos Ambiente Organizacional: todos LÍNGUAS 6

7 Visa o aprendizado de línguas, cabendo a cada campus, de acordo com a demanda interna optar por determinada língua. CURSO: Línguas Objetivo:: desenvolver a habilidade de leitura e interpretação o de textos técnicos e acadêmicos na língua, nas áreas de Ciências Humanas e Sociais aplicadas. Público alvo:servidores que necessitam da língua inglesa no desenvolvimento das suas atividades ou para a sua qualificação. Pré-requisito: ensino médio completo Carga Horária: 181 horas Nº. de Vagas: mínimo de 10 e máximo de 20 Período de realização: Março a Julho (90 horas) e Agosto a Dezembro (90 horas) Ambiente Organizacional: todos 7

8 CURSO: RELAÇÕES INTERPESSOAIS DESENVOLVENDO COMPETÊNCIAS EMOCIONAIS Objetivo:: Criar condições teórico-práticas e desenvolver conteúdos sobre os fatores que influenciam o comportamento humano para o aperfeiçoamento de competência no relacionamento interpessoal. Público-alvo:servidores técnico-administrativos e docentes Pré-Requisito: ensino fundamental completo Carga Horária:40 horas Nº. de Vagas: 40 Período de Realização Ambiente Organizacional: todos Conteúdo: Expectativas, crenças e valores Autoconhecimento: fator decisivo para a convivência saudável e produtiva Como chegar a um consenso Entendendo as emoções Como aprender com o outro A habilidade de dar e receber Feedback Competência (conhecimento habilidade atitude) A importância da comunicação Percepção de si e do outro Comportamento Interpessoal O corpo fala Relacionamentos interdependentes Uma proposta de plano de desenvolvimento pessoal e profissional 8

9 CURSO DE INFORMÁTICA Objetivo:: Capacitar os servidores do IFRS com conhecimentos básicos do sistema operacional Windows, criação e edição de textos, criação e edição de planilhas, criação e edição de apresentações, navegação na internet e banco de dados. Pré-requisito: ensino fundamental completo Carga Horária:181 horas Nº. de Vagas: de acordo com a disponibilidade de laboratório de informática de cada campi, mínimo de 10 servidores Período de Realização Ambiente Organizacional: todos Conteúdo: Windows Word Excel Power Point Internet Acess BR Office 9

10 CURSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O SETOR PÚBLICO Objetivos: Identificar a importância do planejamento estratégico nas organizações públicas;caracterizar os elementos constitutivos do planejamento estratégico nas organizações públicas e Identificar os aspectos relevantes para a implementação do planejamento estratégico. Público Alvo: Gestores, Diretores, Coordenadores Carga Horária:180 horas Nº. de Vagas: 30 Período de Realização: Maio/2011 Ambiente Organizacional: todos Conteúdo: Planejamento na Administração Pública com o Método Balanced Scorecard: Planejamento Estratégico nas Organizações Públicas: O Ciclo de Planejamento do Governo Federal; A Missão, Visão e Valores; Análise Estratégica do Ambiente Interno e Externo; Mapa Estratégico; Indicadores e Metas Estratégicas; Projetos Estratégicos e Planos de Ação; Implementação do Planejamento Estratégico: Planejamento Estratégico no cotidiano das Organizações Públicas; Os desafios da implementação do Planejamento Estratégico nas Organizações Públicas; Planejamento Estratégico e a Mudança Organizacional; Fórum de Discussão. 10

11 FORMAÇÃO DE TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS Público Alvo: Chefias de Gabinete e coordenadores de RH dos campus Carga horária: 200 horas Nº de Vagas: 30 Período de Realização: Maio/2011 Ambiente Organizacional: todos Conteúdo: Funcionários de Escolas: Cidadãos, educadores, profissionais e gestores; Educadores e educandos: tempos históricos Homem, pensamento e cultura: abordagem antropológica Relações interpessoais: abordagem psicológica Educação e Sociedade: abordagem sociológica da educação Gestão da Educação Escolar Educação Inclusiva Informática Básica Produção Textual Noções de Direito administrativo e do trabalho 11

12 2.2 - CAPACITAÇÃO À DISTÂNCIA Os cursos a distância previstos no presente Plano de Capacitação para o ano de 2011, contemplam os cursos oferecidos pelo próprio instituto, bem como os realizados pelas instituições regulares de ensino, ENAP, rede de cooperação e aprendizagem (RCI) e Sistema S e GESPública Gestão Publica Modulo I Carga Horária:180 horas Nº. de Vagas: 50 Período de Realização Ambiente Organizacional: todos Conteúdo: Unidade 1: Introdução 30 horas Conceitos Básicos A Gestão Pública no Brasil Entidades, Órgãos e Agentes Unidade 2: Administração Pública 30 horas A Atividade Administrativa Regime Jurídico Princípios da Administração Pública Unidade 3: Orçamento e Direito Administrativo 30 horas Orçamento Público Direito Administrativo Unidade 4: Licitações 30 horas Noções Gerais sobre Licitações Modalidades de Licitação A Transformação Necessária na Gestão Pública Parcerias Unidade 5: Qualidade no Atendimento ao Cidadão 30 horas Noções Gerais sobre Qualidade no atendimento Cliente interno/externo A importância da comunicação Unidade 6: A importância do trabalho em equipe 30 horas (modulo presencial) Comprometimento e envolvimento Criatividade Saber ouvir e falar Responsabilidade Transparência, liberdade e respeito 12

13 Valores e atitudes Profissionalismo Comunicação Liderança Gestão do Conhecimento Medidores de Desempenho 13

14 3 Treinamento No presente plano de capacitação o conceito utilizado de treinamento abrange qualquer tipo de experiência destinada a facilitar um ensino que será útil no desempenho de um cargo atual ou futuro. São ações pontuais desenvolvidas de acordo com a especificidade de cada setor a fim de o servidor consiga adquirir conhecimentos e desenvolver habilidades tendo em vista a melhoria de seu próprio desempenho, do setor onde trabalha e de toda a instituição. O levantamento das necessidades de treinamento deu-se através de consulta aos setores da reitoria e também aos campi a fim de se planejar as ações para o próximo ano. Por se tratar de demandas pontuais, as mesmas poderão sofrer alterações no decorrer do ano de 2011 uma vez que a instituição é dinâmica e novos desafios se apresentam no dia-a-dia. Em principio as ações de treinamento serão realizadas através de parcerias com outras instituições de ensino e acontecerão de forma presencial, podendo sofrer alterações a fim de contemplar as necessidades que por ventura venham a surgir no decorrer do ano. 14

15 3.1 Treinamentos Específicos: Formação de Auditores: Objetivo: visa dar aos auditores do instituto uma visão abrangente e permitir que o mesmo consiga realizar as tarefas de auditoria em consonância com a legislação com a utilização de novas metodologias de auditoria. 1. CONTROLE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Fundamentação legal do controle na administração pública Competências do Sistema de Controle interno Competências e estrutura dos órgãos de Controle externo Interação entre os controles interno e externo 2. INTRODUÇÃO À AUDITORIA GOVERNAMENTAL Auditoria: conceitos básicos, origem e evolução Finalidades da auditoria governamental Objetivos da auditoria governamental Abrangência da auditoria governamental Formas de execução da auditoria governamental Classificação Auditoria interna Auditoria independente (externa) Auditoria de conformidade Auditoria contábil-financeira Auditoria de legalidade Auditora operacional Auditoria de gestão Auditoria de tecnologia da informação Auditoria de obras Auditoria de pessoal Auditoria ambiental Auditoria da qualidade 3. NORMAS DE AUDITORIA GOVERNAMENTAL E CONDUTA ÉTICA DO AUDITOR Finalidades e classificação das normas Normas relativas à pessoa do auditor Normas relativas à opinião do auditor Normas relativas à execução do trabalho Normas para elaboração de relatório Normas ligadas à ética profissional Normas internacionais de auditoria. 15

16 4. CONTROLES INTERNOS Definição e objetivos Princípios Fontes de informação Testes de controle interno Risco em auditoria. 5. PLANEJAMENTO DA AUDITORIA GOVERNAMENTAL Planos de Atividades de Auditoria Levantamentos Preliminares Visão geral Matriz de planejamento. 6. EXECUÇÃO DA AUDITORIA GOVERNAMENTAL Matriz de procedimentos Técnicas de auditoria exame documental inspeção física conferência de cálculos observação indagações oral e escrita corte das operações ou "cut off confirmação externa correlação das informações obtidas teste laboratorial rastreamento entrevista circularização conciliação análise de contas revisão analítica triangulação Papéis de trabalho Informatização da atividade de auditoria. 7. COMUNICAÇÃO DOS RESULTADOS Relatório de auditoria Requisitos do relatório Estrutura do relatório Controle de qualidade. 8. MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE. 16

17 9. BENEFÍCIOS DE CONTROLE Carga Horária:120 horas Período de realização: Março a Junho 2011 Nº. de vagas: 15 17

18 CURSO: ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS. Objetivo:: Apresentação das Ferramentas e métodos para a elaboração de projetos; As bases do planejamento; Iniciação do projeto; Planejamento do Projeto; Execução e controle do Projeto; Encerramento e avaliação do projeto. Carga Horária: 20 horas Período de realização: Março a Julho Nº. de vagas: 20 A- Gestão da qualidade no serviço público Objetivo:: Capacitar servidores para atuarem como gestores do programa de qualidade no serviço público a fim de possibilitar a participação da instituição no Premio Nacional de Gestão Publica promovido pela GES Publica. Este curso prevê ações presenciais e participação em cursos em EAD diretamente no site do GesPública do Ministério do Planejamento. Para dar sustentabilidade ao processo de avaliação, o PQGF planeja, executa, corrige e avalia as ações de capacitação para a Banca Examinadora. Estas ações estão traduzidas nos cursos listados abaixo, que necessitam de inscrição prévia: - Módulo 1 - Conhecendo o Gespública, com 30 horas de duração, modalidade Ensino à Distância (EaD). É pré-requisito para participar do Módulo 2, com nota mínima para aprovação de 60%. A metodologia adotada é estudo teórico, em módulos com exercícios e avaliação final obrigatória. - Módulo 2 - Preparação para Banca Examinadora do PQGF, modalidade Ensino à Distância (EaD), com 30 horas de duração. É pré-requisito para participar da etapa 2, com nota mínima para aprovação de 60%. A metodologia adotada é estudo teórico, em módulos com exercícios e avaliação final obrigatória. - Oficina para Preparação para Banca Examinadora. É pré-requisito para seleção e nomeação em Banca Examinadora. A Oficina tem duração de 16 horas/aula. A metodologia utilizada é a de oficina, permitindo aos participantes a simulação das relações e a interação de conhecimento semelhante ao que ocorre em Bancas Examinadoras. - Oficina de Elaboração do RA e Visita - 8 horas. Participarão os nomeados para Banca Examinadora. da gestão pública, o intercâmbio com profissionais de outras áreas e outras organizações e o aperfeiçoamento profissional e gerencial. Período de realização: Março a Julho Nº. de vagas: 20 18

19 PLANEJAMENTO E LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS Objetivos: identificar as principais tendências e desafios atuais na gestão da logística pública; compreender a relevância da visão estratégica na gestão da logística pública e seus impactos na logística de suprimentos; conhecer métodos e técnicas de planejamento aplicadas à gestão da logística de suprimentos; identificar e perceber a relevância das interações entre os processos de aquisição e o planejamento da organização; compreender a relevância e as implicações do conhecimento do mercado, do relacionamento e negociação com fornecedores e do atendimento ao cliente interno nos processos de compras conhecer e utilizar mecanismos de gestão favoráveis à coordenação de processos de compras segundo os princípios de eficácia e eficiência. Principais tópicos considerações básicas: a visão holística e o enfoque sistêmico; a diversificação dos produtos; globalização e dimensões competitivas; Objetivos da organização; modelos de transformação e sistemas produtivos; logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos (GCS); conceito; desempenho logístico, indicadores de desempenho; interações das funções logísticas na organização; custos e logística; funções da logística; estoques; serviço ao cliente; armazenagem; localização (teorias de localização, localização na indústria, técnicas de localização); transportes; estratégia logística e planejamento; a estratégia corporativa; a estratégia logística; o planejamento logístico; Objetivos do serviço ao cliente; o produto logístico; logística de serviços ao cliente; processamento de pedidos; planejamento e controle da cadeia de suprimentos; atividades componentes; distribuição física; gestão de materiais. 19

20 gestão de fornecedores: marketing de fornecedores e tendências de mercado; análise de mercado e pesquisa de preços; relação cliente/fornecedor e seleção de fornecedores; suprimentos: a função compra; operação do sistema de compras; qualidade em compra; preço-custo; condições de compra e estratégias de aquisição (identificação de necessidades e especificação de requisitos); a negociação objetivos e estratégias de negociação; práticas de negociação no processo de compras); fontes de fornecimento; LEC; análise econômica; EDI; tecnologia e sistema de informação na logística: conceitos; comércio eletrônico; novas tecnologias; e-business; m-commerce; business intelligence; gerência eletrônica de documentos; CRM; aspectos jurídicos do CE; coordenação de processos de compra; controle de qualidade; definição de indicadores de desempenho no processo de aquisição; benchmarking de compras. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 20

21 Gestão de Materiais Objetivo: reconhecer a importância da gestão de materiais na cadeia de suprimentos e sua contribuição para a elevação dos níveis de eficácia, eficiência e efetividade nas organizações públicas; conhecer o processo de gestão do material de acordo com a perspectiva sistêmica da organização; conhecer métodos e aplicar técnicas que subsidiem as ações de planejamento, organização, gerenciamento e monitoração dos estoques, de forma a garantir o fornecimento contínuo, eficiente e econômico dos materiais necessários à efetividade dos processos de trabalho nas organizações públicas. Principais tópicos administração de estoques: função e Objetivos (políticas, princípios básicos); estratégia de estoque: sistemas de estocagem e manuseio, previsões logísticas, política de estoques, programação de suprimentos; sistema de planejamento de estoques: Objetivos de custo e de nível de serviço; retorno de capital e giro de estoques; previsão de estoques: métodos (último período, média móvel e mínimos quadrados); evolução de consumo (constante, sazonal e de tendência); níveis de estoque: curva dente de serra; tempo de reposição e de pedido; estoque mínimo e máximo; estoque de segurança; lote econômico: de compra (sem faltas, com faltas); de produção (sem faltas, com faltas); com restrição de investimento; lote econômico e inflação; avaliação de estoque: custo médio; métodos (FIFO, LIFO); armazenamento de materiais: necessidades de espaço físico e localização de depósitos; classificação ABC (planejamento, aplicação e montagem); inventário físico; recursos patrimoniais; depreciação. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 21

22 PRÁTICA DE PROCEDIMENTOS LICITATÓRIOS Objetivos: Treinamento de profissionais que terão a responsabilidade de promover o processo de compras e aquisições de bens e serviços para todo o setor público. O curso foi desenvolvido com a finalidade de ensinar a elaboração de procedimento licitatório desde o pedido inicial até a contratação, passando por todas as etapas de um certame licitatório. Tem o caráter de ser eminentemente prático, com a produção de todos os atos e procedimentos simulados de uma licitação, com produção de atos interativos pela instrutoria para fazer frente aqueles praticados pelos treinandos nas simulações e que mereçam correções de desvios procedimentais. Contempla toda a legislação de regência, bem como a LC 123/06 e IN-02/08 do MPOG. Público alvo - Comissões de licitação, Pregoeiros, comissões de Cadastro e fiscais de contratos, ordenadores de despesas, assessores jurídicos, servidores de órgãos de controle, servidores que atuam na área orçamentária e financeira e a todos aqueles que direta ou indiretamente dependam ou pratiquem atos relacionados com as contrações Conteúdo Programático: Palestra de visão sistêmica das licitações na administração pública; Princípios aplicáveis em licitações ; Apresentação da legislação aplicável; Formalização do processo licitatório, organização e autuação dos documentos; Elaboração do pedido para contratação e seu objeto; Elaboração do termo de referência e projeto básico; Pesquisa de preços de mercado, formalidades e finalidade; Reserva orçamentária/ Destaque; Aprovação do objeto/projeto básico/termo de referência; Escolha e definição da modalidade e tipo da licitação em razão do objeto licitado; Declaração orçamentária na forma da Lei de Responsabilidade Fiscal quando for o caso; Autorização para licitar; Designação da Comissão de licitação e Pregoeiro; Elaboração de minutas de edital/convite e contratos; Aprovação pela assessoria jurídica; Expedição do edital definitivo e seus anexos; Elaboração dos extratos de publicidade e divulgação prazos, formas e meios; Tratamento às impugnações de licitantes, cidadãos, órgãos de controle recebimento e providências; Reabertura de prazo por alteração editalícia; Sessão de abertura do certame providências e formalidades; Credenciamento dos licitantes formalidades legais; Recebimento dos documentos e propostas; Elaboração da ata; Abertura dos envelopes e julgamento e análise dos documentos de habilitação Habilitação e inabilitação reapresentação escoimada dos documentos; Diligências necessárias; Obediência dos prazos recursais ou tratamento na forma da Lei; Divulgação do resultado da habilitação e publicidade; Recebimento e providências dos recursos administrativos; Abertura das propostas e julgamento a questão de amostras como referencial de julgamento - classificação e desclassificação; Reapresentação de propostas - escoimada hipóteses; Análise da inexequibilidade de preços; Divulgação do resultado atendendo as formalidades legais; Recebimento 22

23 de recursos e providências; Elaboração de relatórios do certame; Confrontação dos preços do certame com os preços de mercado; Proposição de homologação da licitação; Adjudicação do objeto aos licitantes vencedores; Convocação para assinatura do contrato; Lavratura, expedição e assinatura do contrato; Publicação do extrato de contrato; Revogação e anulação hipóteses e providências; As questões das micros e pequenas empresas com tratamento diferenciado; Regras para contagem de prazos. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 23

24 ELABORAÇÃO DE EDITAIS PARA AQUISIÇÕES NO SETOR PÚBLICO Objetivos: definir o critério de julgamento das licitações públicas (tipo: menor preço, melhor técnica, técnica e preço, maior lance ou oferta, pregão eletrônico ou presencial); identificar as fases da licitação com base na legislação aplicada à logística; elaborar editais para aquisições no setor público com base nos critérios de julgamento (tipo: menor preço, melhor técnica, técnica e preço, maior lance ou oferta, pregão eletrônico ou presencial); elaborar projeto básico com base no art. 6º, XI Lei nº 8.666/93; identificar os critérios de publicidade do edital; redigir a minuta do contrato a ser firmado findado o processo licitatório. Principais tópicos elaboração de termos de referência e editais; definição do termo de referência e de edital; estrutura do termo de referência e do edital; especificação de materiais e serviços; exemplos e simulação da elaboração de um termo de referência e edital; principais falhas e cuidados necessários na elaboração do termo de referência e do edital; editais e pregão eletrônico; comissões permanentes de licitação e comissões especiais de licitação: constituição e funcionamento. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 24

25 SISTEMAS ELETRÔNICOS DE COMPRAS Objetivos: Definir os sistemas eletrônicos de compras; Compreender a estrutura e o funcionamento de um sistema eletrônico de compras; Identificar as principais formas de transações eletrônicas; Conhecer experiências nacionais e internacionais na área de sistemas eletrônicos de compras; Identificar os impactos e as vantagens dos sistemas eletrônicos nos processos de compras governamentais; Conhecer a estrutura e o funcionamento do Comprasnet; Conhecer os fundamentos e a aplicação da cotação eletrônica. Principais tópicos Definição de compras eletrônicas; ICP-Brasil e compras eletrônicas; Dormas de transações eletrônicas (agregadores, centros de negócios, negociação uma a uma, leilões e sistemas eletrônicos autoexecutáveis); Modelos de propriedade e remuneração; Portais de compra governamentais (business to government); B2G; Impactos e vantagens dos sistemas eletrônicos no processo de compras governamentais; Experiências internacionais e nacionais: Buyers.gov (EUA), Compranet (México), ChileCompra (Chile), Comprasnet (Brasil); Comprasnet: estrutura e funcionamento; Cotação eletrônica. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 25

26 FORMAÇÃO DE PREGOEIROS: PREGÃO ELETRÔNICO Objetivos: conduzir processos de pregão eletrônico; conhecer e aplicar a legislação vigente sobre pregão eletrônico; negociar tarefas de compras públicas, dominando aspectos técnicos e comportamentais. Principais tópicos:base legal / Objetos que podem ser licitados Vedação / Formas de realização do pregão / Obrigatoriedade de se utilizar à modalidade do pregão / Estudo do perfil do pregoeiro conceito de pregão eletrônico; legislação atual - Objetos que podem ser licitados Vedação procedimentos do pregão eletrônico;negociação;fases do processo licitatório: Sessão publica de abertura do pregão providências e formalidades / Credenciamento dos licitantes formalidades, classificação, Julgamento com apresentação de amostra vedação e possibilidade / habilitação (inversão das fases e desburocratização da habilitação); Exame da documentação de habilitação habilitado ou inabilitado / Convocação do segundo classificado negociação habilitação / Recursos prazos - decadência / Adjudicação competência / Proposição de homologação da licitação /vantagens do pregão eletrônico;simulação do pregão eletrônico. Designação do pregoeiro e equipe de apoio / Limite de atuação do pregoeiro e da equipe de apoio / Atribuições do pregoeiro / Atribuições da autoridade competente (ordenador da despesa) As questões das micros e pequenas empresas com tratamento diferenciado / Regras para contagem de prazos / As sanções administrativas no pregão Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 26

27 REGISTRO DE PREÇOS Objetivos: Conhecer os procedimentos essenciais do sistema de registro de preços; Reduzir o número de processos de licitações; Aprimorar o gerenciamento de estoques e almoxarifado virtual; Identificar a operacionalização do Sistema de Registro de Preços (SRP) no Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais (Siasg). Principais tópicos Amparo Legal A Regulamentação O SRP e as Licitações Convencionais O SRP e Sistema de Registro Cadastral O SRP e a Pré-Qualificação A Questão da Padronização Vantagens e Desvantagens Condições Básicas Órgão gerenciador; Órgão participante; Participante extraordinário A Ata de Registro de Preços A Questão do Contrato Os Preços Repactuação de preços Majoração de preços Redução de preços O Reajustamento A atualização financeira Considerações Gerais Publicações Preferência do beneficiário do registro A obrigatoriedade do fornecimento Participação múltipla no SRP O cancelamento do registro. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 27

28 3.10 GESTÃO DE CONTRATOS DE SUPRIMENTO Objetivo: conhecer a estrutura e os termos do contrato na área de suprimentos; planejar e monitorar as despesas referentes a contratos; exercer o monitoramento dos contratos; coletar e fornecer informações gerenciais; dominar o uso de instrumentos técnicos básicos para exercer sua atividade; fornecer subsídios para as áreas envolvidas nos processos de contratação. Principais tópicos Princípios: etapas da contratação; termos de referência, editais e contratos; contrato, aditivos contratuais e execução do contrato; organização do processo; fases da despesa pública; monitoramento; cultura de contratos e informalidade; assertividade e segurança, subordinação relacional e resultados. Público-alvo: Servidores públicos que atuam na área de suprimentos. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: Gestão de Contratos de Serviços Objetivo: conhecer o perfil desejável e as atribuições do gestor de contrato e desenvolver postura pró-ativa e ética; planejar e monitorar as despesas referentes ao contrato sob sua responsabilidade; exercer o monitoramento permanente dos contratos; levantar e fornecer informações gerenciais; conhecer a importância do gerenciamento eficaz de contratos de terceirização; conhecer as etapas do processo de contratação; conhecer e aplicar as dimensões éticas, comportamentais e gerenciais na sua área de atuação; ter instrumentos técnicos básicos para exercer sua atividade; fornecer subsídios para as áreas envolvidas no processo de contratação. Principais tópicos conceito de contrato; caracterização do contrato de serviço; contrato de prestação de serviços: categoria de serviços; execução dos contratos: convocação do adjudicatário; instrumento de contrato; forma escrita; publicidade do contrato; estrutura do contrato; fases da execução do objeto: garantias da execução; obrigações das partes; controle e fiscalização; responsabilidade por encargos; duração e prorrogação dos contratos: duração dos contratos; prorrogação dos contratos; recebimento do objeto; sanção administrativas, penais e civis; rescisão dos contratos administrativos; inexecução do contrato por fato atribuível ao contratado; inexecução por fato atribuível à administração; ocorrência de fato alheio ao contrato e à vontade das partes; razões de interesse público; nulidade; gestor de contratos: perfil e papel do gestor de contratos; fluxo da contratação e atuação do 28

29 gestor; monitorização do contrato: formas de controle; indicadores de controle; principais cuida dos no acompanhamento de contratos. Público-alvo: Servidores públicos que atuam na área de suprimentos Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 29

30 TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS ASPECTOS DO PLANEJAMENTO E DO JULGAMENTO DA LICITAÇÃO E COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS NOS SERVIÇOS CONTÍNUOS a. Terceirização Conceitos Gerais O que é terceirização? terceirização:contratação de serviços continuados; Fundamentos legais; Legislação vigente. b. Instrução Normativa 02, de 30 de abril de 2008 e alterações Motivações da IN02/08; Conceitos gerais e principais alterações da IN 02/08 decorrentes das IN s 03/09, IN s 04/09 e 05/09; Aplicabilidade da IN nº. 02/08; Serviços a serem terceirizados, nos termos da IN 02/08 e alterações posteriores; Novas práticas possíveis em licitações de serviços. c. Planejamento de acordo com a IN 02 Planejamento e estruturação da Licitação e do contrato; Disciplinar as contratações de serviços continuados ou não; Contratação de serviços ou contratação de resultados? Definição dos meios; Acordo de Níveis de Serviços; Recomendações com o Projeto Básico e o Termo de Referência; Terceirização o que pode e o que não pode ser terceirizado; Inexigibilidade de Licitações; Instrumentos convocatórios. (que deve conter e o que é vetado) d. Planilha e Projeto Básico Apresentação das propostas; Natureza da Planilha de Custos e Formação de Preços; Objetivo:s da Planilha; Obrigatoriedade do artigo 29-A da IN 02; Indícios de inexequiblidade dos preços; Composição da Planilha de Custos e Formação de Preços; Elaboração da Planilha de custos e formação de preços - pregão; 30

31 Critérios utilizados para aferir a regularidade; Condução e julgamento das Licitações (propostas) menor preço, técnica e preço, desclassificação; Composição analítica e sintética do preço; Remuneração e encargos de Serviços Terceirizados. e. Regras de Fiscalização e Controle de Qualidade. A Fiscalização é completa: de meios, resultados e de obrigações fiscais e trabalhistas; Procedimentos de fiscalização e de gestão da qualidade do serviço, especificandose os indicadores e instrumentos de medição que serão adotados pelo órgão ou entidade contratante; Instrumentos de controle para avaliar os resultados; Analise de anexo IV da IN 02, manual de fiscalização; Como proceder na fiscalização do pagamento das verbas trabalhistas; Aspectos da Súmula 331 do TST; Responsabilidade trabalhistas e previdenciárias; Encargos sociais; Insumos de mão de obra e diversos; Diferenças entre gestor e fiscal do contrato; Responsabilidades do gestor e do fiscal de acordo com a IN 02/08; Perfil e qualificação dos gestores de contrato; Documentos devem formalizar a gestão dos contratos; Atribuições e responsabilidades do preposto. Pagamento através da conta vinculada incluído pela IN 03; Procedimentos do anexo VII da IN 02; Garantia e Vigência de Contratos. f. Vedações nas contratações. Serviços distintos devem ser licitados e contratados separadamente; Art. 20: inciso I fixação do quantitativo de mão de obra (é preciso utilizar UNIDADE DE MEDIDA); fornecimento de bens ou serviços impertinentes ao objeto da contratação; exigir o compromisso de 3 alheio à disputa; Segregação de funções fiscalização e execução. g. Repactuação e Revisão Contratual. 31

32 Legalidade do equilíbrio econômico-financeiro; Os reajustes dos serviços continuados com dedicação exclusiva de mão; Decreto nº 2.271/97; Repactuação Definição (anexo I da IN02/08); Repactuação, Prorrogação e Manutenção do Equilíbrio Econômico dos Contratos; Procedimentos da Repactuação. h. Contratações de Serviço de Vigilância e limpeza. Análise dos temas mais polêmicos em relação a contratação de serviços de vigilância e limpeza, incluindo as portarias de valores limites. Período de realização: Agosto a Novembro Nº. de vagas: 20 32

33 CONTRATAÇÃO DIRETA: DISPENSA E INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÕES. Conteúdo Programático 1) Os princípios norteadores e as proibições previstas pela Lei de Licitações para as compras e contratações públicas; especialmente quanto à conceituação e aplicabilidade das licitações dispensadas, dispensáveis e inexigíveis - suas particularidades, enquadramentos e diferenças; 2) Definições e especificações legais do objeto; requisitos normativos indispensáveis; parcelamento do objeto; possibilidade de exigência e análise de amostras; contratação e publicidade; 3) Considerações sobre as vantagens e desvantagens relacionadas a padronização de bens; 4) Contratação de serviços técnicos profissionais especializados de natureza singular; serviços singulares; fornecedor comprovadamente exclusivo; profissionais de notória especialização; profissionais-artistas; 5) Fundamentos e princípios basilares da contratação direta; possibilidades de dispensa; justificativas, motivos e documentos necessários; possibilidade de fracionamento do objeto; 33

34 TREINAMENTO SIASG O Curso será ministrado por equipe do Ministério do Planejamento e irá contemplar: a) Cadastramento/habilitação de usuários; b) Troca de senha/reativação de usuário; c) Treinamentos no SIASG, módulos: SICAF; SIDEC; SISPP; SISME; EMPENHO; COMUNICA; SICON - Cronograma Físico Financeiro; Pregão presencial e eletrônico - operacional; SISRP; SICONV; d) Dúvidas sobre Normas; e) Cadastramento de códigos de materiais/serviços. Período: Março/2011 Numero de Horas: 36 Vagas: 30 34

35 A Legislação de Pessoal e o SIAPE como Instrumento de Gestão Público-alvo: Servidores públicos federais que atuam como coordenadores gerais de recursos humanos. Objetivos de aprendizagem Ao final do curso o participante deverá ser capaz de: Conhecer o funcionamento do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal (Sipec) e as respectivas instâncias administrativas; Entender a importância da legislação nos processos administrativos relacionados com a gestão de pessoas, verificando que as ações do dia a dia do gestor são pautadas em dispositivos legais; Compreender a legislação como instrumento de gestão; Conhecer os procedimentos regulamentares da gestão de informações funcionais dos servidores junto ao Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape). Principais tópicos * o modelo organizacional da gestão de pessoas no Governo Federal; * princípios que norteiam a Administração Pública; * a importância da legislação para a gestão dos recursos públicos; * processos da gestão de pessoas na Administração Pública federal, relacionados com as informações funcionais, previstos no ordenamento jurídico; * a legislação aplicada ao SIAPE. Metodologia Exposição dialogada, estudos de casos, debates e trabalho em grupo. Carga horária 20horas 35

36 Elaboração de Planos de Capacitação Público-alvo Coordenadores da área de recursos humanos e técnicos da área de capacitação de pessoas. Objetivos de aprendizagem Ao final do curso, o participante deverá ser capaz de: - Analisar conceitos e principais enfoques na área de Aprendizagem no Trabalho; - Diferenciar conceitos de capacitação, desenvolvimento e educação; - Conceituar e descrever competência individual e competência institucional; - Identificar as relações de interdependência entre, a aprendizagem, a competência e o desempenho; - Descrever conceitos e princípios inerentes ao enfoque sistêmico da capacitação; - Identificar a importância do diagnóstico de demandas para a elaboração do plano de capacitação; - Descrever as etapas de estruturação do plano de capacitação e desenvolvimento. Principais tópicos - Conceito de aprendizagem no trabalho; - Principais abordagens teóricas com ênfase na perspectiva cognitivista; - Aprendizagem formal e informal no trabalho; - Características individuais relacionadas à aprendizagem; - Relações entre aprendizagem, competência e desempenho; - Contextos organizacionais facilitadores aos processos de aprendizagem no trabalho; - Distinções conceituais - informação, instrução, capacitação, desenvolvimento e educação; - A capacitação na perspectiva sistêmica - diagnóstico de necessidades, planejamento e avaliação; - A importância do mapeamento de competências para o diagnóstico de necessidade de aprendizagem; - Os diferentes níveis do diagnóstico de necessidade de aprendizagem - estratégico, do trabalho e individual; - A importância do diagnóstico de necessidades no nível estratégico para o delineamento de programas estratégicos de capacitação e desenvolvimento; - O diagnóstico de necessidades no nível organizacional, trabalho e individual; - O planejamento no nível organizacional e instrucional; - Avaliação de resultados de eventos de capacitação e desenvolvimento. Metodologia 36

37 Exposição dialogada, leitura compartilhada, exercícios práticos e discussões em grupo. Carga horária 32 horas 37

38 Gestão por Competências Público-alvo: Coordenadores Gerais, coordenadores e equipes de R.H. Objetivos de aprendizagem Ao final do curso, o participante deverá ser capaz de: Conceituar competência individual e competência organizacional; Discutir a inserção da noção de competência no contexto organizacional, em geral, e no setor público, em particular; Descrever conceitos, pressupostos, propósitos e processos inerentes à gestão por competências; Identificar relações de interdependência entre estratégia organizacional, aprendizagem, competência e desempenho; Descrever as implicações do Decreto nº 5.707, de 23/02/2006, sobre o processo de desenvolvimento de competências individuais na administração pública; Descrever a importância e o propósito do mapeamento de competências; Formular descrições de competências institucionais e de competências individuais; Identificar métodos e técnicas de pesquisa aplicados ao mapeamento de competências relevantes para a organização; Identificar competências relevantes a diferentes contextos, propósitos, papéis ocupacionais e organizações; Reconhecer a importância e as contribuições da gestão por competências para o aprimoramento das práticas de gestão de pessoas na administração pública. Principais tópicos Conceitos e tipos de competências; Dimensões da competência individual: conhecimentos, habilidades e atitudes; Da competência individual à competência coletiva; A competência nos diferentes níveis organizacionais; A gestão por competências: objetivos, pressupostos e etapas; Relação entre estratégia organizacional, aprendizagem, competência e desempenho; O Decreto no 5.707, de 23 de fevereiro de 2006, e suas implicações; Experiências de gestão por competências no setor público; O mapeamento como etapa fundamental da gestão por competências; Descrição de competências institucionais e de competências individuais; Cuidados metodológicos, condições e critérios associados à descrição de competências; 38

39 Métodos e técnicas de pesquisa aplicados ao mapeamento de competências: análise documental, observação, entrevista, grupo focal e questionário; Principais aplicações do mapeamento de competências; Planejando o mapeamento de competências: primeiros passos. Metodologia Exposição dialogada, debates, discussões em grupo e exercícios práticos. Carga horária 24 horas 39

40 Lei de Responsabilidade Fiscal Público alvo :Gerentes e servidores públicos federais das áreas de orçamento e finanças e de pessoal dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Objetivos de aprendizagem Ao final do curso, o participante deverá ser capaz de: Compreender os princípios e as diretrizes que compõem a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), consolidando seu papel como gestor público; Compreender, de forma ampla e integrada, a gestão fiscal. Principais tópicos Princípios da gestão fiscal responsável; Objetivos da Lei Complementar no 101/2000; Planejamento/orçamento na LRF; As novas normas introduzidas pela LRF para a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO); Eeceita pública e transferências; Despesa pública e de pessoal (limites); Dívida e endividamento; Gestão patrimonial; Transparência, controle e fiscalização; Os crimes de responsabilização fiscal; Aspectos destacados sob a ótica municipal; Dúvidas mais frequentes. Metodologia Exposição dialogada. Carga horária 21 horas 40

41 Curso: Prático da Legislação de Pessoal Lei n de 1990.(Atualizado Pela Lei /08 e /09). Regras de Aposentadoria Com as Alterações das Emendas Constitucionais ns. 41/03 e 47/05 e as Orientações Normativas do Ministério da Previdência Social ns. 02/2009 e 03/2009. Objetivo: Facilitar o aprendizado da legislação bem assim a sua correta aplicação por parte daqueles que atuam na área de recursos humanos dos órgãos integrantes do Sistema de Pessoal Civil-SIPEC. Servidores das Áreas de Recursos Humanos, auditores, diretores Concurso Público Posse Exercício Estágio probatório Estabilidade FORMAS DE PROVIMENTO DE CARGO PÚBLICO Nomeação Promoção Progressão Readaptação Reversão Aproveitamento Reintegração Recondução FORMAS DE VACÂNCIA DO CARGO PÚBLICO Exoneração Demissão Promoção Readaptação Aposentadoria Posse em outro cargo inacumulável Falecimento Remoção Redistribuição Diárias Indenização de Transportes Ajuda de custo Adicional Noturno 41

42 Gratificações Férias Licenças Cessão Concessões Adicional por tempo de serviço Insalubridade Auxílio Moradia Auxílio alimentação Auxílio transporte Auxílio pré-escolar Acumulação de cargos Auxílio funeral Natalidade Reclusão Remuneração Reposição ao erário Substituição Incorporação de vantagens. 42

43 Reforma da Previdência: Emendas Constitucionais ns. 41/03 e 47//05 e as ONs do MPS ns 02/09 e 03/09. Lei /08 e /09 Carga Horária: 120 Horas Período: Março a Dezembro

44 3.2 Treinamentos Diversos: EXCEL-AVANÇADO. Capacitar os participantes a criar planilhas no Microsoft Excel, empregando macros e funções definidas pelo usuário, com lógica e organização. Público alvo. Conteúdo Programático: Funções Avançadas e Funções Financeiras; Usando filtros, Filtro avançado; Importar banco de dados externos e organizar dados; Subtotais, Validar dados; Funções de banco de dados; Tabela dinâmica; Auditoria de formulas; Atingir meta; Cenários; Macro Gravada Metodologia: aulas expositivas e exercícios (1 computador por aluno) PORTUGUÊS NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO E REVISÃO Capacitar os inscritos para escrever corretamente, observando a norma culta, evitando vícios de linguagem e erros comuns de uso da vírgula, de regência verbal, de crase, de pronúncia, de ortografia e de outros conteúdos de uso prático para quem necessita elaborar textos concisos, claros e objetivos. Procedimento Metodológico: aulas expositivo-dialogadas e uso de material didático próprio em forma de apostila. Conteúdo Programático: Ortografia, acentuação gráfica, uso dos porquês; alguns empregos do substantivo, do adjetivo, dos pronomes e dos verbos; uso da vírgula e dos outros sinais de pontuação, concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal; crase, colocação pronominal, emprego do hífen, dicas diversas e tira-dúvidas gramatical; nova reforma ortográfica. 44

45 4. PROGRAMAÇÃO DE QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Linha de desenvolvimento: Saúde e Qualidade de Vida Visa à execução de ações que promovam a saúde, segurança e qualidade de vida do servidor, e ao desenvolvimento de projetos voltados à responsabilidade social PROGRAMA BEM VIVER Objetivo:: desenvolver um conjunto de ações a partir da identificação de fatores que podem afetar as relações e processos de trabalho no intuito de evit ar e/ou minimizar os efeitos nocivos à saúde em geral, à segurança e ao bem-estar, proporcionando a melhoria do ambiente organizacional. Público alvo: Servidores Técnico-Administrativos das Unidades/Órgãos da DO IFRS. Atividades: Oficina: Qualidade de Vida no Trabalho. Carga Horária:16 horas Período de realização: Nº. de vagas: Oficina: Relações Interpessoais. Carga Horária:16 Período de realização: Nº. de vagas: Oficina: Ginástica Laboral. Carga Horária: Nº. de Vagas: Período de Realização 45

46 CICLO DE OFICINAS QUALIVIDA Objetivo:: promover práticas corporais e manuais visando o desenvolvimento das potencialidades e habilidades dos participantes. Público-alvo: servidores da DO IFRS, com inscrições prévias Atividades: Oficina: Alongamento e consciência corporal Carga Horária: Período de realização: Nº. de vagas: 40 Oficina: Yoga Carga Horária:52 horas Período de realização: Nº. de vagas: 46

47 PROGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA A APOSENTADORIA PLANEJANDO O SEU FUTURO Objetivo:: proporcionar aos pré-aposentados subsídios para o desligamento da Instituição na estruturação de um novo projeto de vida com novas formas de realização profissional e satisfação pessoal. Público alvo: servidores que estejam a pelo menos 02 anos do tempo da aposentadoria, voluntária ou compulsória, e recém-aposentada. Atividades: Curso : Planejando seu futuro Carga horária: 20 horas Nº. de vagas: Data: Abril (a definir) Oficina: Auto conhecimento e gestão estratégica das escolhas pessoais Carga horária: 15 horas Nº. de vagas: 50 Período de realização: maio a setembro. Oficina: Empreendedorismo Carga Horária:3 horas Período de realização Nº. de vagas: Oficina: Legislação Previdenciária Carga Horária:03 horas Período de realização: agosto Nº. de vagas: 50 Oficina: Retorno ao Lar Carga Horária:03 horas Período de realização: setembro Nº. de vagas: 50 47

48 SEMANA DA QUALIDADE DE VIDA Objetivo:: possibilitar ao servidor momentos de informação e reflexão quanto ao seu cotidiano, colaborando para maior humanização do ambiente organizacional. Público-alvo: servidores do IFRS, com inscrições prévias Palestra: Alimentação Saudável Carga Horária:2 horas Data: (a definir) Nº. de vagas: 200 Palestra: Saúde Bucal Carga Horária:2 horas Data: Outubro (a definir) Nº. de vagas: 200 Palestra: Talentos Humanos Carga Horária:2 horas. Data: Outubro (a definir) Nº. de vagas:

49 5 - RESULTADOS ESPERADOS A proposta para 2010 privilegia a especialização dos servidores na Gestão Institucional, na ampliação dos conhecimentos de tecnologias da Informação e introduz Curso a Distância na área de Atendimento ao Público elaborado pela própria Universidade, além de intensificar a capacitação dos servidores técnicoadministrativos para atividades pedagógicas, tornando-o um tutor eficiente de atividades de grupos incentivando o uso de métodos andragógicos para o treinamento de educadores de adultos, explorando abordagens e métodos apropriados. 49

Resolução nº 020, de 29 de março de 2011.

Resolução nº 020, de 29 de março de 2011. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Conselho Superior Resolução nº

Leia mais

Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Ingresso e Capacitação

Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Ingresso e Capacitação Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Ingresso e Capacitação Plano de Capacitação dos Servidores 2011 1. INTRODUÇÃO... 5 2. PLANO DE CAPACITAÇÃO 2011... 6 2.1 Capacitação... 6 2.1.1 CAPACITAÇÃO

Leia mais

GRUPO. CEP: 57020-670 - Cel. 8830-6001. WAPPE PUBLICIDADE E EVENTOS LTDA Unidade de Cursos www.wap.com.br CNPJ: 05.823.069/0001-39

GRUPO. CEP: 57020-670 - Cel. 8830-6001. WAPPE PUBLICIDADE E EVENTOS LTDA Unidade de Cursos www.wap.com.br CNPJ: 05.823.069/0001-39 Curso de Licitações, Contratos e Sistema de Registro de Preços (SRP) - 20 e 21 de Março Módulo i- licitação Definição O dever de licitar Quem pode licitar Pressuposto Natureza jurídica e fundamentos Legislação

Leia mais

Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes

Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes Análise e melhoria de processos - MASP Servidores públicos federais interessados em conhecer a gestão da qualidade e utilizá-la na melhoria

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS ANALISTA DO SEGURO SOCIAL CONHECIMENTOS BÁSICOS VOLUME I ÍNDICE Língua Portuguesa 1 Compreensão e interpretação de textos.... 1 2 Tipologia textual.... 10 3 Ortografia

Leia mais

LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS PASSO A PASSO PARA MUNICÍPIOS

LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS PASSO A PASSO PARA MUNICÍPIOS CURSO DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO NOVO LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS PASSO A PASSO PARA MUNICÍPIOS Brasília, Data a definir! Carga Horária: 24 horas/atividade Horário: das 8h30 às 18h (com

Leia mais

CURSO: Inglês Básico

CURSO: Inglês Básico Av. Piauí, nº 330 Bairro dos Estados - 58.030-330 - João Pessoa PB Curso: Informática Básica Objetivo: Proporcionar conhecimentos básicos para construção de planilhas, fórmulas e gráficos no Excel.. Público-alvo:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA. Área: Gestão Pública EMENTAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA. Área: Gestão Pública EMENTAS Área: Gestão Pública EMENTAS Período: Setembro a Novembro de 2012 CURSO: Desenvolvimento de Lideranças Ampliar a competência gerencial dos participantes com ênfase na função e papéis frente às mudanças

Leia mais

CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS A DISTÂNCIA- EAD PARA SERVIDORES DO TCE E JURISDICIONADOS

CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS A DISTÂNCIA- EAD PARA SERVIDORES DO TCE E JURISDICIONADOS CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS - EAD PARA SERVIDORES DO TCE E CURSOS OBJETIVO PÚBLICO-ALVO CARGA HORÁRIA N. DE VAGAS MODALIDADE 1. As Novas Normas de Contabilidade Aplicada

Leia mais

ELABORAÇÃO DE EDITAIS,

ELABORAÇÃO DE EDITAIS, ELABORAÇÃO DE EDITAIS, TERMOS DE REFERÊNCIA E PROJETOS BÁSICOS Os cuidados necessários no planejamento das licitações O direito de preferência para bens e serviços produzidos no Brasil As regras de sustentabilidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATINHOS Estado do Paraná CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATINHOS Estado do Paraná CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA CG Nº 001 DE 02 de junho de 2014 Institui o Plano de atividades de Auditoria Interna no ano de 2014 e dá outras providências. O CONTROLADOR GERAL DO MUNICPIO DE MATINHOS, no uso de

Leia mais

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INTRODUÇÃO À GESTÃO PÚBLICA

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INTRODUÇÃO À GESTÃO PÚBLICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS SANTA CRUZ COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS PROJETO

Leia mais

BRASÍLIA - DF ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS APRESENTAÇÃO. www.connectoncursos.com.br/encontrolicitacao

BRASÍLIA - DF ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS APRESENTAÇÃO. www.connectoncursos.com.br/encontrolicitacao QUESTÕES FUNDAMENTAIS E CONTROVERTIDAS Coordenador Científico: Fabrício Motta ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS 24 HORAS DE TREINAMENTO - Planejamento das Contratações e Licitações

Leia mais

Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos.

Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos. Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos. CARGA HORÁRIA: 32 horas EMENTA: Este curso está fundamentado nas melhores práticas de gestão pública

Leia mais

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA SRP SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA SRP SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS TERMO DE REFERÊNCIA SRP SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS Carga Horária de 16 Horas 07 e 08 de Dezembro Rio de Janeiro - RJ LC 123/06 e LC 147/14 Atualizada pelo Novo Decreto

Leia mais

Palestrante: Lucimara Oldani Taborda Coimbra

Palestrante: Lucimara Oldani Taborda Coimbra Apresentação: Capacitar e formar servidores e gestores públicos ampliando seus conhecimentos de forma prática para tornar para tornar mais ágeis as Contratações Públicas. Legislação Pregão: Lei n.º 10.520/02,

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DOS CURSOS DE DESENVOLVIMENTO DE SERVIDORES PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS 1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS

ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO DE PESSOAS O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo para

Leia mais

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras

G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S. VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras G E S T Ã O D E C O M P R A S P O R R E G I S T R O D E P R E Ç O S VALDIR AUGUSTO DA SILVA Gestão Estratégica de Compras Portal de Compras SUMÁRIO O Sistema de Registro de Preços do Governo do Estado

Leia mais

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS TUTOR e CONTEUDISTA LÚCIO FLÁVIO FERRAZ Auditor Federal de Controle Externo do TCU PLANO DE CURSO Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA...

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Informática Básica (Windows, Word, Internet). Curso: Excel Básico

Informática Básica (Windows, Word, Internet). Curso: Excel Básico Informática Básica (Windows, Word, Internet). Objetivo: Proporcionar conhecimentos básicos no sistema operacional windows, word e excel. Público alvo: Servidores públicos municipais, que ainda não tenham

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO NOÇÕES EM GESTÃO E PROCESSOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

CURSO DE CAPACITAÇÃO NOÇÕES EM GESTÃO E PROCESSOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS PAU DOS FERROS COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS CURSO DE CAPACITAÇÃO NOÇÕES

Leia mais

CAERN. Descrição de Perfis

CAERN. Descrição de Perfis Nível: Superior Reporte: Coordenador Sumário Participar do planejamento e desenvolvimento das políticas e práticas de Recursos Humanos da empresa. Desenvolver atividades técnicas de avaliação comportamental

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO BSC E MÓDULO 2 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORGANIZACIONAL (PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PROCESSO Nº 23062.000509/12-59

PROCESSO Nº 23062.000509/12-59 Destaques da Proposta de Programa de Capacitação dos Servidores Técnico- Administrativos em Educação aprovados durante a 435ª Reunião do Conselho Diretor PROCESSO Nº 23062.000509/12-59 ALTERAÇÕES GERAIS

Leia mais

Gestão e Controle nas Contratações Governamentais

Gestão e Controle nas Contratações Governamentais Gestão e Controle nas Contratações Governamentais Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação Departamento de Logística e Serviços Gerais Brasília

Leia mais

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas)

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas) Apresentação Trata-se de um Sistema complexo e em contínua evolução. Em 2012, mudanças significativas, como por exemplo, a implantação do Módulo de Acompanhamento e Fiscalização, Cotação Prévia de Preços

Leia mais

EDITAL Nº 05 DDG/CGPROG/2013

EDITAL Nº 05 DDG/CGPROG/2013 PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA CADASTRO DE INSTRUTORES DOS CURSOS DE GESTÃO DE MATERIAIS E FUNDAMENTOS DA GESTÃO DA LOGÍSTICA PÚBLICA E TEORIA GERAL DA LICITAÇÃO EDITAL Nº 05 DDG/CGPROG/2013

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

Programa de Capacitação

Programa de Capacitação Programa de Capacitação 1. Introdução As transformações dos processos de trabalho e a rapidez com que surgem novos conhecimentos e informações têm exigido uma capacitação permanente e continuada para propiciar

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

Gestão Por Competências nas IFES

Gestão Por Competências nas IFES Goiânia 22 de Novembro de 2012 Gestão Por Competências nas IFES Anielson Barbosa da Silva anielson@uol.com.br A G E N D A 1 Desafios da Gestão de Pessoas nas IFES. 2 3 Bases Legais da Gestão de Pessoas

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS E EQUIPES DE APOIO, LICITAÇÕES E CONTRATOS E SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS

CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS E EQUIPES DE APOIO, LICITAÇÕES E CONTRATOS E SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS APRESENTA: CAPACITAÇÃO E FORMAÇÃO DE PREGOEIROS E EQUIPES DE APOIO, LICITAÇÕES E CONTRATOS E SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS INCLUINDO NOVA LEI 7.892/13 DATA: 31 DE AGOSTO E 01 DE SETEMBRO LOCAL: BRASILIA

Leia mais

Instrução Normativa xx de... 2014.

Instrução Normativa xx de... 2014. REGULAMENTO PARA AFASTAMENTO DE SERVIDORES DOCENTES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL PARA CAPACITAÇÃO EM PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU E PÓS-DOUTORADO

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO. EDITAL ESMPU n. 177/2008

ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO. EDITAL ESMPU n. 177/2008 ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO EDITAL ESMPU n. 177/2008 A Escola Superior do Ministério Público da União ESMPU comunica que estarão abertas, no período de 13 a 15 de outubro de 2008, as

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO, PRESENCIAL E SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS - SRP

PREGÃO ELETRÔNICO, PRESENCIAL E SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS - SRP CURSO DE FORMAÇÃO E ATUALIZAÇÃO PARA PREGOEIROS NOVO PREGÃO ELETRÔNICO, PRESENCIAL E SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS - SRP Carga Horária: 16 horas/atividade Brasília, 07 e 08 de outubro de 2015 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 81-CEPE/UNICENTRO, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011. Aprova o Curso de Especialização em Administração Pública, modalidade regular, a ser ministrado no Campus de Irati, da UNICENTRO. O VICE-REITOR,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico. Professor: Renato Custódio da Silva PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Ética e Cidadania Organizacional Eixo Tecnológico: Segurança

Leia mais

Senhor Gestor, CCDQV/DRH/PRAD

Senhor Gestor, CCDQV/DRH/PRAD Memo Circular nº 001/CCDQV Porto Velho, 18 de fevereiro de 2013 Senhor Gestor, A UNIR, procurando manter o desenvolvimento contínuo de seus servidores para melhorar a eficiência, eficácia e qualidade no

Leia mais

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação s Possíveis Achados 1 As características da unidade de controle interno atendem aos preceitos normativos e jurisprudenciais? Ato que criou

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2013.1 Atualizado em 7 de agosto BRUSQUE de 2013 pela Assessoria (SC) de Desenvolvimento 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 INTRODUÇÃO

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) Atualizado em 15 de janeiro de 2015 pela 2015 Assessoria

Leia mais

CURSO Elaboração de Especificações de Itens para o Catálogo de bens, materiais e serviços.

CURSO Elaboração de Especificações de Itens para o Catálogo de bens, materiais e serviços. CURSO Elaboração de Especificações de Itens para o Catálogo de bens, materiais e serviços. FRANCISCO JOSÉ COELHO BEZERRA Gestor de Registro de Preços Fortaleza 26 a 28/11/2014 SORAYA QUIXADÁ BEZERRA Gestora

Leia mais

REGULAMENTO MES MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS Universidade Ibirapuera Aprovado pela Res. CONSUN nº 10/07, de 19.09.07 REGULAMENTO MES - MECANISMOS DE ESTUDOS SISTÊMICOS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática

Serviço Público. Manutenção e Suporte em Informática Serviço Público Manutenção e Suporte em Informática Wilson Pedro Coordenador do Curso de Serviço Público etec_sp@ifma.edu.br Carla Gomes de Faria Coordenadora do Curso de Manutenção e Suporte em Informática

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 3.931, DE 19 DE SETEMBRO DE 2001. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS

PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS PLANILHAS DE CUSTOS E PREÇOS DA IN 02/08 - MPOG E SUAS ALTERAÇÕES FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS TERCEIRIZADOS Alterações Conforme Novas Disposições da IN 06/13 MPOG de 23/12/2013 31/Mar e 01/Abr de 2014 -

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

GESPÚBLICA Rede Nacional de Consultores. Apresentação SERVIÇO PÚBLICO RELEVANTE

GESPÚBLICA Rede Nacional de Consultores. Apresentação SERVIÇO PÚBLICO RELEVANTE GESPÚBLICA Rede Nacional de Consultores Apresentação A Rede de Nacional de Consultores "ad hoc" do Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GesPública se constitui elemento de suma importância

Leia mais

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 Súmula: Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno Municipal, nos termos do artigo 31 da Constituição Federal e do artigo 59 da Lei Complementar n 101/2000 e cria a

Leia mais

CURSO: CONTABILIDADE PÚBLICA E ANÁLISE DE BALANÇOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: TEORIA E PRÁTICA. Período: Abril e Setembro

CURSO: CONTABILIDADE PÚBLICA E ANÁLISE DE BALANÇOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: TEORIA E PRÁTICA. Período: Abril e Setembro CURSO: CONTABILIDADE PÚBLICA E ANÁLISE DE BALANÇOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: TEORIA E PRÁTICA Período: Abril e Setembro Público Alvo: Servidores que trabalham na área contábil financeira do estado. Objetivo:

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE 2013 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE PADI DA FACULDADE DE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃDO

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

EDITAL Nº 006/RIFB, 17 DE ABRIL DE 2015

EDITAL Nº 006/RIFB, 17 DE ABRIL DE 2015 EDITAL Nº 006/RIFB, 17 DE ABRIL DE 2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONSTITUIÇÃO DO BANCO DE FORMADORES/INSTRUTORES INTERNOS PARA ATUAÇÃO NOS EVENTOS DE CAPACITAÇÃO OFERTADOS NO PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO -

Leia mais

CURSO DE PORTUGUÊS AVANÇADO COM ÊNFASE EM LINGUAGEM JURÍDICA

CURSO DE PORTUGUÊS AVANÇADO COM ÊNFASE EM LINGUAGEM JURÍDICA CURSO DE PORTUGUÊS AVANÇADO COM ÊNFASE EM LINGUAGEM JURÍDICA 1 JUSTIFICATIVA O Curso de Português Avançado com Ênfase em Linguagem Jurídica, na modalidade a distância, tem por finalidade atender a necessidade

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE INSTRUTORES CGDP/SRH Nº 01/2010 CREDENCIAMENTO DE INSTRUTORES PARA CURSOS DO PROGRAMA

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL LÍNGUA PORTUGUESA Compreensão e interpretação de textos Tipologia textual Ortografia oficial Acentuação gráfica Emprego das classes de palavras Emprego do sinal indicativo de crase Sintaxe da oração e

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

Política de Logística de Suprimento

Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento Política de Logística de Suprimento 5 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas Eletrobras, através da integração

Leia mais

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA COMPRAS E SERVIÇOS COMO PLANEJAR, JULGAR A LICITAÇÃO E GERIR A ATA E O CONTRATO

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA COMPRAS E SERVIÇOS COMO PLANEJAR, JULGAR A LICITAÇÃO E GERIR A ATA E O CONTRATO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA COMPRAS E SERVIÇOS COMO PLANEJAR, JULGAR A LICITAÇÃO E GERIR A ATA E O CONTRATO Melhores práticas, análise de casos concretos e checklist dos procedimentos Aspectos polêmicos

Leia mais

SEMINÁRIO NACIONAL - A NOVA GESTÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO

SEMINÁRIO NACIONAL - A NOVA GESTÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO SEMINÁRIO NACIONAL - A NOVA GESTÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DIA 24 DE JULHO ADMINISTRAÇÃO ORÇAMENTÁRIA FINANCEIRA E CONTÁBIL DO PATRIMÔNIO PÚBLICO 1 - PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Pregoeiros, Membros de Comissões de Licitações, Administradores Auditores e Procuradores, profissionais envolvidos nas compras públicas.

Pregoeiros, Membros de Comissões de Licitações, Administradores Auditores e Procuradores, profissionais envolvidos nas compras públicas. CURITIBA - PR 21 E 22 DE MARÇO Objetivo: Reciclar, treinar e formar servidores e gestores públicos ampliando seus conhecimentos de forma prática para agilizar os mecanismos das Contratações Públicas, baseadas

Leia mais

O QUE MUDA NAS CONTRATAÇÕES DE SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PELA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COM A NOVA IN Nº 04/14

O QUE MUDA NAS CONTRATAÇÕES DE SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PELA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COM A NOVA IN Nº 04/14 O QUE MUDA NAS CONTRATAÇÕES DE SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PELA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COM A NOVA IN Nº 04/14 ABORDAGEM COM AS ALTERAÇÕES DA IN Nº 02/15 DO PLANEJAMENTO DA CONTRATAÇÃO À GESTÃO DOS

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA SELECIONAR MULTIPLICADORES PARA OS CURSOS DE Gestão por Competências e Gestão de Materiais.

PROCESSO SELETIVO PARA SELECIONAR MULTIPLICADORES PARA OS CURSOS DE Gestão por Competências e Gestão de Materiais. EDITAL N o 057, DE 31 DE JULHO DE 2015 PROCESSO SELETIVO PARA SELECIONAR MULTIPLICADORES PARA OS CURSOS DE Gestão por Competências e Gestão de Materiais. O Reitor INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007

RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007 RESOLUÇÃO UnC-CONSEPE 040/2007 Aprova a Reformulação do Regimento da Educação a Distância O Reitor da Universidade do Contestado, no uso de suas atribuições, de acordo com o Art. 25 do Estatuto da Universidade

Leia mais

IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos. O f i c i n a 3. Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009.

IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos. O f i c i n a 3. Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009. IV Seminário de Execução Financeira de Projetos Financiados com Recursos Externos O f i c i n a 3 Convênios (SICONV - Sistemas e Legislação) Brasília, de 7 e 8 de maio de 2009. Ementa da Oficina Nº 3

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO INTRODUÇÃO Ser reconhecido como o melhor tribunal para se trabalhar e de melhores resultados. Visão de Futuro do TRT da 8ª Região. INTRODUÇÃO Prática adotada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região que consiste

Leia mais

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL a) formulação, implantação e avaliação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico e

Leia mais

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI

NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI NORMA PARA REGULAMENTAÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS AGENTES DE COMPRAS DA UNIFEI Dispõe sobre as atribuições dos agentes de compras

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004

DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 DIÁRIO OFICIAL EDIÇÃO Nº 030224 de 30/06/2004 GABINETE DO GOVERNADOR D E C R E T O Nº 1.093, DE 29 DE JUNHO DE 2004 Institui, no âmbito da Administração Pública Estadual, o Sistema de Registro de Preços

Leia mais

Portal de Compras do Governo Federal Comprasnet. Mauro Forlan Brasilia, DF, 26/06/2013.

Portal de Compras do Governo Federal Comprasnet. Mauro Forlan Brasilia, DF, 26/06/2013. Portal de Compras do Governo Federal Comprasnet Mauro Forlan Brasilia, DF, 26/06/2013. Visão geral do SIASG Comprasnet Cadastro de Fornecedores SICAF Cadastro de Materiais CATMAT Cadastro de Serviços CATSER

Leia mais

2. Classificar atos e fatos contábeis.

2. Classificar atos e fatos contábeis. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio de ASSISTENTE FINANCEIRO II.1 PROCESSOS DE OPERAÇÕES CONTÁBEIS Função: Planejamento de Processos Contábeis 1. Interpretar os fundamentos e conceitos da contabilidade.

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Projetos DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Projetos 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que apontam a

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA DECRETO N.º 2356/2013 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Rosane Minetto Selig, Prefeita Municipal de Ouro

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

Assessoria de Imprensa e Comunicação

Assessoria de Imprensa e Comunicação PORTARIA 74/06 - SMG Assessoria de Imprensa e Comunicação Dispõe sobre os critérios e procedimentos para valoração e apuração dos pontos relativos à capacitação e participação em atividades realizadas

Leia mais

PARANÁ ---------------------------- GOVERNO DO ESTADO PROGRAMA FORMAÇÃO DE GESTORES PARA O TERCEIRO SETOR

PARANÁ ---------------------------- GOVERNO DO ESTADO PROGRAMA FORMAÇÃO DE GESTORES PARA O TERCEIRO SETOR PARANÁ ---------------------------- GOVERNO DO ESTADO PROGRAMA FORMAÇÃO DE GESTORES PARA O TERCEIRO SETOR CURITIBA Maio 2012 1 PROGRAMA TÍTULO: Formação de Gestores para o Terceiro Setor. JUSTIFICATIVA:

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho

Comportamento Humano: Liderança, Motivação e Gestão do Desempenho A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL

Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL Regulamento dos Cursos do Programa ESMP-VIRTUAL A DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS no exercício de suas atribuições legais, com fundamento no art. 65, inciso II da Lei

Leia mais

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU - BRASIL REGULAMENTO DO PROCESSO SELETIVO Nº 10.15 A FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU BRASIL (FPTI-BR) torna público que serão recebidas as inscrições para o Processo Seletivo nº 10.15 sob contratação em regime

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES

EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES A Associação Brasileira de Orçamento Público - Unidade Regional do Rio Grande do Sul (ABOP-RS), fundada em 04 de dezembro de 1974, como uma associação civil

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA 008/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS

EDITAL DE ABERTURA 008/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS ecretaria da dministração e dos ecursos umanos EDITAL DE ABERTURA 008/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS 1. DA REALIZAÇÃO A Fundação para o Desenvolvimento

Leia mais