PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais UNESP CAMPUS DE ARARAQUARA FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS 12/08/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais UNESP CAMPUS DE ARARAQUARA FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS 12/08/2013"

Transcrição

1 PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais UNESP CAMPUS DE ARARAQUARA FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS 12/08/2013 P.P.R.A. PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (PORTARIA 3.214/78 NR-09) UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO CAMPUS DE ARARAQUARA FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS

2 PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais UNESP CAMPUS DE ARARAQUARA FACULDADE DE CIÊNCIAS E LETRAS 12/08/2013 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS - UNESP OBJETIVO O objetivo do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRA é a preservação da saúde e integridade física dos trabalhadores da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP, através da antecipação, reconhecimento, avaliação e conseqüentemente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham existir no ambiente de trabalho, conforme estabelecido pela NR-09. RISCOS AMBIENTAIS Para efeito do PPRA, consideram-se riscos ambientais os agentes físicos, químicos e biológicos existentes nos ambientes de trabalho que, em função de sua natureza, concentração ou intensidade e tempo de exposição, são capazes de causar danos à saúde do trabalhador, conforme a seguir: Riscos físicos: As diversas formas de energia, tais como ruído, vibrações, pressões anormais, temperaturas extremas, radiações ionizantes, radiações não-ionizantes, bem como infra-som e ultrasom. Riscos químicos: As substâncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo pela via respiratória, nas formas de poeira, fumos, névoas, neblinas, gases ou vapores, ou que, pela natureza da atividade de exposição, possam ter contato ou ser absorvidos pelo organismo através da pele ou por ingestão. Riscos biológicos: As bactérias, fungos, bacilos, parasitas, protozoários, vírus, entre outros. O PPRA não deve ser confundido com o Mapa de Risco (NR-05), sendo que o PPRA é um programa de higiene ocupacional e o Mapa de Risco é um estudo qualitativo realizado pelo próprio trabalhador, através da CIPA, portanto no PPRA não são considerados os riscos ergonômicos e riscos de acidentes. ANTECIPAÇÃO DE RISCOS A UNESP deve realizar a antecipação de riscos através da análise de projetos de novas instalações, métodos ou processos de trabalho, ou modificação dos já existentes, visando identificar os riscos potenciais e introduzir medidas de proteção para sua redução ou eliminação. Para isso, as unidades da UNESP, através de sua Diretoria Administrativa, deve comunicar a equipe de segurança do trabalho para que irá realizar a Antecipação de Riscos das referidas situações. RECONHECIMENTO DE RISCOS O reconhecimento dos riscos será realizado através de inspeções a todos os Setores de trabalho das instalações da UNESP, segundo a Hierarquia Atualizada da unidade (Distribuição dos setores, cargos e funcionários da unidade), para isso, deve ser realizada visita ao local, entrevistas com os trabalhadores e caracterização da exposição dos trabalhadores, o que fica registrado no Formulário - Levantamento de Dados do PPRA. Durante o reconhecimento dos riscos deve conter quando aplicável: A identificação do risco; Determinação e localização das possíveis fontes geradoras; A identificação das possíveis trajetórias e dos meios de propagação dos agentes no ambiente de trabalho; A identificação das funções e determinação do número de trabalhadores expostos; A caracterização das atividades e do tipo de exposição (Análise Qualitativa); A obtenção de dados existentes na empresa, indicativos de possível comprometimento da

3 saúde decorrente do trabalho; Os possíveis danos a saúde relacionados aos riscos identificados, disponíveis na literatura técnica; Descrição das medidas de controle existentes. MEDIDAS DE CONTROLE (MEDIDAS PROPOSTAS) A unidade da UNESP deve adotar medidas de controle necessárias e suficientes para eliminação, minimização ou o controle dos riscos ambientais sempre que forem verificadas uma ou mais das seguintes situações: Identificação, na fase de antecipação de risco potencial a saúde; Constatação, na fase de reconhecimento de risco evidente a saúde; Resultados das avaliações quantitativas das exposições dos trabalhadores que excederem os valores limites previstos na NR-15 ou, na ausência destes, os valores limites de exposição ocupacional adotados pela ACGIH ou aqueles que venham a ser estabelecidos em negociação coletiva de trabalho, desde que mais rigorosos do que os critérios técnicos-legais estabelecidos; Quando, através do controle médico da saúde, ficar caracterizado o nexo causal entre danos observados na saúde dos trabalhadores e a situação de trabalho a que eles ficam expostos. ESTRATÉGIA E METODOLOGIA DE AÇÃO Para implementação das ações necessárias para eliminar, minimizar e controlar os riscos ambientais é elaborado um Cronograma (Plano de Ações) onde serão listadas todas as medidas de controle e atividades (Ações) propostas. A Diretoria Administrativa da unidade da UNESP em conjunto com a equipe de Segurança do Trabalho, estabelece prioridades e metas para realização e conclusão das ações propostas no cronograma do PPRA. A responsabilidade pela efetiva realização e conclusão das ações é da Diretoria da unidade, através de sua estrutura administrativa e recursos próprios. Cabe a equipe de segurança orientar tecnicamente a implementação das referidas ações. Toda ação realizada pela unidade deve-se anexar ao documento base do PPRA as evidencias de sua efetiva conclusão. O PPRA deve ser reavaliado sempre que necessário ou pelo menos uma vez ao ano, durante "Reunião de Segurança", com a participação da Direção da Unidade e a Equipe de Segurança, quando será efetuada análise global do PPRA para avaliação do seu desenvolvimento e realização de ajustes necessários e estabelecimento de novas metas e prioridades. Nesta reunião será elaborado "Relatório Gerencial" contendo as ações propostas, realizadas e concluídas, entre outros assuntos discutidos na reunião. Cópia do Relatório Gerencial deve ser encaminhado para Reitoria para consolidação das informações de todas as unidades da UNESP, a ser apresentado ao Reitor da UNESP. AVALIAÇÃO DOS RISCOS E DA EXPOSIÇÃO DOS TRABALHADORES A avaliação quantitativa deve realizada sempre que necessária para: Comprovar o controle da exposição ou a inexistência dos riscos identificados; Dimensionar a exposição dos trabalhadores; Subsidiar o equacionamento das medidas de controle. O planejamento da realização das avaliações quantitativas devem ser previstos no Cronograma do PPRA. Toda avaliação quantitativa realizada deve ser acompanhada do respectivo "Laudo de Avaliação" que deve ser anexado ao PPRA. O Laudo deve abordar os seguintes itens: Introdução, incluindo objetivos do trabalho, justificativa e datas ou períodos em que foram desenvolvidas as avaliações; Critério de avaliação adotado; Instrumental utilizado;

4 Metodologia de avaliação; Descrição das condições de exposição avaliadas; Dados obtidos; Interpretação dos resultados; Indicação do Responsável Técnico pela Avaliação. IMPLANTAÇÃO DE MEDIDAS DE CONTROLE O estudo, desenvolvimento e implantação de medidas de proteção coletiva deve obedecer a seguinte hierarquia: Medidas que eliminam ou reduzam a utilização ou a formação de agentes prejudiciais a saúde; Medidas que previnam a liberação ou disseminação desses agentes no ambiente de trabalho; Medidas que reduzam os níveis ou a concentração desses agentes no ambiente de trabalho. A implantação de medidas de caráter coletivo deve ser acompanhada de treinamento dos trabalhadores quanto aos procedimentos que assegurem a sua eficiência e de informação sobre as eventuais limitações de proteção que ofereçam. Quando comprovado pelo empregador a inviabilidade técnica da adoção de medidas de proteção coletiva, ou quando estas não forem suficientes ou encontrarem-se em fase de estudo, planejamento ou implantação ou ainda em caráter complementar ou emergencial, deverão ser adotadas outras medidas, obedecendo a seguinte hierarquia: Medidas de caráter administrativo ou de organização do trabalho; Utilização de EPI - Equipamentos de Proteção Individual. Quanto à utilização de EPI deve: Ser realizada seleção de EPI adequado tecnicamente o risco que o trabalhador está exposto e à atividade exercida, considerando-se a eficiência necessária para o controle da exposição ao risco e o conforto oferecido segundo a avaliação do trabalhador usuário. Caracterizar em planilha contendo Nome do Trabalhador com a respectiva identificação dos EPIs utilizados para os riscos ambientais (Relação de EPI x Trabalhador); Elaborar Programa de Treinamento dos trabalhadores quanto a correta utilização e orientação sobre as limitações de proteção dos EPI; Estabelecer procedimento para promover o fornecimento, o uso, a guarda, a higienização, conservação a manutenção e a reposição do EPI; - Registrar através de recibo a entrega do EPI; Realização inspeções periódicas para garantia de utilização de EPI por parte do trabalhador. REGISTRO E DIVULGAÇÃO DOS DADOS Deve ser mantido pelas Unidades da UNESP um registro de todas as informações pertinentes ao PPRA, de forma a constituir um historio técnico e administrativo do desenvolvimento do PPRA. O PPRA e documentos a ele relacionados devem ser arquivados por no mínimo 30 (Trinta) anos pela unidade da UNESP. O registro de dados deve estar sempre disponível aos trabalhadores interessados ou seus representantes e para as autoridades competentes. O PPRA deve ser apresentado a CIPA, devendo ser registrado em Ata de Reunião.

5 PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais CAMPUS DE ARARAQUARA - FCL 12/08/2013 Identificação Empresa CAMPUS DE ARARAQUARA - FCL Endereço RODOVIA ARARAQUARA JAU,KM 1, Cep Cidade ARARAQUARA CNAE Grau de Risco Descrição CNAE Complemento CNPJ Bairro UF BAIRRO DOS MACHADOS SP Unidade: CAMPUS DE ARARAQUARA - FCL Setor: CAMPUS DE ARARAQUARA- FCL A Seção Técnica de Desenvolvimento e Administração de Recursos Humanos da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara é composta por 8(oito) pessoas, todas do sexo feminino. Possui uma porta, um balcão de atendimento e 4 (quatro) janelas, com cortinas verticais, 3 (três) ventiladores de teto, 2 (dois) ares condicionados, 12 luminárias, 9 computadores, 8 cadeiras giratórias, 4 (quatro) armários de aço inoxidáveis, 4 (quatro) armários arquivos também de aço inoxidável, 1 (uma geladeira) e piso paviflex encerado. Cargo: ASSES ADM II RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 MARIA HELENA HADDAD TOVOLLI MARIA JOSE PIACENTI Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 2 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 2 FERNANDO CESAR NUNES JOSE SEBASTIAO SOARES Cargo: ASSIST TEC ADM I Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 ALZIRA AP G SILVA CASTANHARO Cargo: PROF ADJUNTO MS5.2 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 ARNALDO CORTINA Cargo: REGENTE DE CORAL Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 JOSE RICARDO GODOY OCAMPOS Cargo: TEC ADM SUBSTITUTO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 JORDANA REVOREDO CHAVES

6 Cargo: TEC DESPORTIVO Masc.: 3 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 3 Promover a prática de ginástica e outros exercícios físicos e jogos em geral entre alunos, docentes, servidores e outras pessoas interessadas, ensinando-lhes os princípios e regras técnicas dessas atividades desportivas e desenvolvimento harmônico do corpo e a manutenção de boas condições físicas e mentais. JOSE EDIMILSON ESCAMILLA OSMAR ALBERTO VOLPE RAY DE PAULA E SILVA FILHO

7 Setor: CENPE DANTE MOREIRA LEITE - Cargo: ASSES ADM I Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Assessorar, no âmbito administrativo o superior imediato e a área de atuação, emitindo informações, analisando dados, recepcionando pessoas, controlando e analisando processos, máquinas e equipamentos, com vistas a assegurar o eficiente funcionamento da á LUIZA HELENA CADORIM Cargo: ASSISTENTE SOCIAL Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 MARI ELAINE LEONEL TEIXEIRA Cargo: FONOAUDIOLOGO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Identificar, avaliar e tratar problemas ou deficiências ligadas à comunicação, para estabelecer um plano de orientação e/ou terapêutico, empregando técnicas específicas, a fim de possibilitar o seu aperfeiçoamento e/ou reabilitação, bem como a prevenção e MORGANA MURCIA ORTEGA Cargo: PEDAGOGO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Realizar pesquisas e trabalhos de natureza técnico-pedagógica, relacionados ao sistema de ensino e processo de aprendizagem. SANDRA FERNANDES DE FREITAS Cargo: PSICOLOGO Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 Proceder estudos e pesquisas para investigação do comportamento do ser humano, elaborando, ampliando e aplicando técnicas psicológicas que contribuam para o desenvolvimento e aproveitamento do potencial profissional, tendo em vista os objetivos da organização.desenvolver atividades de diagnóstico e intervenção organizacional, voltada para a relação homem-trabalho. JOSEFA EMILIA LOPES RUIZ TAISA BORGES DE SOUZA

8 Setor: DEP DE ADMINISTRACAO PUBLICA - Cargo: ASSIST SUP ACAD I Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 VANESSA FERNANDES DE S RANGEL Cargo: PROF ADJUNTO MS5.1 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 SERGIO AZEVEDO FONSECA Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 5 Fem.: 4 Menor: 0 Total: 9 ALEXANDRE ROSSI ALVARO MARTIM GUEDES ANA CLAUDIA FERNANDES TERENCE ANA CLAUDIA NIEDHARDT CAPELLA ANTONIO CARLOS GAETA OSWALDO GONCALVES JUNIOR PATRICIA BORBA MARCHETTO SORAYA REGINA GASPARETTO VALDEMIR APARECIDO PIRES Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 JORGE DAVID BARRIENTOS PARRA Cargo: PROF SUBSTITUTO- DET Masc.: 3 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 3 FELIPE GONCALVES BRASIL MOACIR DE FREITAS JUNIOR RODRIGO ALBERTO TOLEDO

9 Setor: DEP DE ANTROP POL E FILOSOFIA - Cargo: ASSES ADM I Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Assessorar, no âmbito administrativo o superior imediato e a área de atuação, emitindo informações, analisando dados, recepcionando pessoas, controlando e analisando processos, máquinas e equipamentos, com vistas a assegurar o eficiente funcionamento da á CLEUSA LUZIA NERY Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 CRISTIANA GOBATO LOPES CASTRO Cargo: PROF ADJUNTO MS5.1 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 JOSE LUIS BIZELLI Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 8 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 13 ANA LUCIA DE CASTRO ANTONIO IANNI SEGATTO CARLA GANDINI GIANI MARTELLI CARLOS HENRIQUE GILENO EDGAR TEODORO DA CUNHA JOSE CASTILHO MARQUES NETO MARCELO SANTOS MARCIA TEIXEIRA DE SOUZA MARIA VALDEREZ DE C NEGREIROS RAFAEL ALVES ORSI RENATA MEDEIROS PAOLIELLO SERGIO GERTEL WAGNER DE MELO ROMAO Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 5 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 6 ANGELO DEL VECCHIO DAGOBERTO JOSE FONSECA EDMUNDO ANTONIO PEGGION KARINA LILIA P MARIANO MILTON LAHUERTA PAULO JOSE BRANDO SANTILLI Cargo: PROF COLABORADOR Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. MARIA TERESA MICELI KERBAUY Cargo: PROF SUBSTITUTO- DET Masc.: 1 Fem.: 3 Menor: 0 Total: 4

10 ALESSANDRA SANTOS NASCIMENTO KATIA APARECIDA BAPTISTA KATIA APARECIDA BAPTISTA LUIS FELIPE M DE S ROSELINO Cargo: PROF TITULAR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. MARCO AURELIO NOGUEIRA O E SIL

11 Setor: DEP DE CIENCIAS DA EDUCACAO - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 ROSIMAR APARECIDA MOREIRA Cargo: PROF ADJUNTO MS5.3 Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 ROSA FATIMA DE SOUZA CHALOBA VERA TERESA VALDEMARIN Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 CAMILA FERNANDA BASSETTO MARTA LEANDRO DA SILVA Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 4 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 6 DENIS DOMENEGHETTI BADIA JOSE VAIDERGORN MARIA CRISTINA DE SENZI ZANCUL PAULA RAMOS DE OLIVEIRA RICARDO RIBEIRO SEBASTIAO DE SOUZA LEMES Cargo: PROF SUBSTITUTO- DET Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 FELIPE RICARDO S DE GUSMAO Cargo: PROF TITULAR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. CARLOS ROBERTO DA S MONARCHA

12 Setor: DEP DE DIDATICA - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 SANDRA HELENA TELLAROLI Cargo: PROF ADJUNTO MS5.1 Masc.: 1 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 2 CLAUDIO BENEDITO GOMIDE SOUZA SONIA MARIA DUARTE GREGO Cargo: PROF ADJUNTO MS5.2 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 MARILDA DA SILVA Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 2 Fem.: 7 Menor: 0 Total: 9 ALESSANDRA APARECIDA VIVEIRO CASSIA REGINA C SOSSOLOTE CLAUDETE DE SOUSA NOGUEIRA DENISE MARIA MARGONARI FATIMA NEVES DO AMARAL COSTA FRANCISCO JOSE CARVALHO MAZZEU ROSANGELA SANCHES DA S GILENO ROSELI APARECIDA PARIZZI SILVIO HENRIQUE FISCARELLI Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 1 Fem.: 4 Menor: 0 Total: 5 EDSON DO CARMO INFORSATO LUCI PASTOR MANZOLI LUCI REGINA MUZZETI MARIA REGINA GUARNIERI MARISTELA ANGOTTI Cargo: PROF TITULAR Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. LECTICIA MARCONDES REZENDE

13 Setor: DEP DE ECONOMIA - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 MARCELO TORRES Cargo: AUXILIAR DE ENSINO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 GUILHERME CORREA DE TOLEDO Cargo: PROF ADJUNTO MS5.1 Masc.: 2 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 3 CARLOS ALBERTO CINQUETTI DORA ISABEL PAIVA DA COSTA EDUARDO STRACHMAN Cargo: PROF ADJUNTO MS5.3 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 ENRIQUE AMAYO ZEVALLOS Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 7 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 12 ALEXANDRE SARTORIS NETO ANA ELISA PERICO ANDRE LUIZ CORREA CLAUDIO CESAR DE PAIVA ERIKA CAPELATO FAUSTO SARETTA JOSE RICARDO FUCIDJI MARIO AUGUSTO BERTELLA SEBASTIAO NETO RIBEIRO GUEDES STELA LUIZA DE M ANSANELLI SUZANA CRISTINA F DE PAIVA TATIANA MASSAROLI DE MELO Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 4 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 6 ADILSON MARQUES GENNARI CLAUDIA HELLER ELTON EUSTAQUIO CASAGRANDE ENEAS GONCALVES DE CARVALHO LUCIANA TOGEIRO DE ALMEIDA ROGERIO GOMES Cargo: PROF SUBSTITUTO- DET Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 PAULO CESAR BRIGANTE Cargo: PROF TITULAR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1

14 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. LUIS FERNANDO AYERBE

15 Setor: DEP DE LETRAS MODERNAS - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 KELY CRISTINA CAPECCI PERONE Cargo: ASSIST SUP ACAD II Masc.: 3 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 3 CARLOS ALBERTO FERREIRA JOSE LUIS BOLDRIN ROGERIO SARANZ OLIANI Cargo: PROF ADJUNTO MS5.1 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 GUACIRA MARCONDES M LEITE Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 8 Fem.: 12 Menor: 0 Total: 20 ALCIDES CARDOSO DOS SANTOS ANDRESSA CRISTINA DE OLIVEIRA APARECIDO DONIZETE ROSSI CIBELE CECILIO DE F ROZENFELD CLAUDIA FERNANDA DE C MAURO EGISVANDA ISYS DE A SANDES HILARIO ANTONIO AMARAL JOSE PEDRO ANTUNES LIGIA IARA VINHOLES LUIZ ANTONIO AMARAL MARIA CRISTINA R G EVANGELISTA MARIA DOLORES AYBAR RAMIREZ MARIA GLORIA CUSUMANO MAZZI NATALIA CORREA P F BARCELLOS NILDICEIA APARECIDA ROCHA ODAIR LUIZ NADIN DA SILVA RICARDO MARIA DOS SANTOS SANDRA MARI KANEKO MARQUES SERGIO MAURO SILVIA BEATRIZ ADOUE Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 2 Fem.: 4 Menor: 0 Total: 6 ADALBERTO LUIS VICENTE ANA LUIZA SILVA CAMARANI BENTO CARLOS DIAS DA SILVA KARIN VOLOBUEF SILVANA VIEIRA DA SILVA WILMA PATRICIA M D MAAS Cargo: PROF SUBSTITUTO-DET Masc.: 1 Fem.: 3 Menor: 0 Total: 4 CLAUDIA JOTTO KAWACHI FURLAN FERNANDA SILVA VELOSO LEANDRO SILVEIRA DE ARAUJO STEFANIE FERNANDA P DELLA ROSA

16 Setor: DEP DE LINGUISTICA - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 JAMES REGINALDO R DA MOTTA Cargo: PROF ADJUNTO MS5.2 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 MARIA ROSARIO F V GREGOLIN Cargo: PROF ADJUNTO MS5.3 Masc.: 1 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 2 GLADIS MASSINI-CAGLIARI LUIZ CARLOS CAGLIARI Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 1 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 6 ANGELICA TEREZINHA C RODRIGUES CLAUDIA MANOEL RACHED FERAL DANIEL SOARES DA COSTA EDVANDA BONAVINA DA ROSA GIOVANNA LONGO MARINA CELIA MENDONCA Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 4 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 9 ALESSANDRA DEL RE ANISE DE ABREU G D FERREIRA BRUNNO VINICIUS G VIEIRA CRISTINA MARTINS FARGETTI FERNANDO BRANDAO DOS SANTOS JOAO BATISTA TOLEDO PRADO MARCIO NATALINO THAMOS MARIA CELESTE C DEZOTTI ROSANE DE ANDRADE BERLINCK Cargo: PROF SUBSTITUTO- DET Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 EVANDRO LUIS SALVADOR Cargo: PROF TITULAR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. ANTONIO SUAREZ ABREU

17 Setor: DEP DE LITERATURA - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 SONIA APARECIDA DE SOUZA CORNE Cargo: PROF ADJUNTO MS5.1 Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 MARCIA VALERIA ZAMBONI GOBBI RENATA SOARES JUNQUEIRA Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 FABIANE RENATA BORSATO JULIANA SANTINI Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 2 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 3 ANTONIO DONIZETI PIRES LUIZ GONZAGA MARCHEZAN MARIA LUCIA OUTEIRO FERNANDES Cargo: PROF TITULAR Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. MARIA CELIA DE MORAES LEONEL

18 Setor: DEP DE PSICOLOGIA DA EDUCACAO - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 MARIA ZULEICA BARROS A CASTRO Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 DULCE HELENA CASELLATO MAZON Cargo: AUXILIAR DE ENSINO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 ROBERTO CARLOS MIGUEL Cargo: PROF ADJUNTO MS5.2 Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 PAULO RENNES MARCAL RIBEIRO Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 2 Fem.: 3 Menor: 0 Total: 5 ANTONIO CARLOS DOMENE ELIZA MARIA BARBOSA LUIZ ANTONIO CALMON N LASTORIA MARCIA CRISTINA ARGENTI PEREZ RELMA UREL CARBONE CARNEIRO Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 1 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 3 LEANDRO OSNI ZANIOLO SILVIA REGINA RICCO L SIGOLO SUELI AP ITMAN MONTEIRO Cargo: PROF TITULAR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. NEWTON DUARTE

19 Setor: DEP DE SOCIOLOGIA - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 ELIANE APARECIDA CAMARA Cargo: PROF ADJUNTO MS5.1 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 ANITA SIMIS Cargo: PROF ADJUNTO MS5.2 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 MARIA ORLANDA PINASSI Cargo: PROF ASSIST DR MS3.1 Masc.: 3 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 4 AUGUSTO CACCIA BAVA JUNIOR JOAO CARLOS SOARES ZUIN JOSE DOS REIS SANTOS FILHO MARIA APARECIDA CHAVES JARDIM Cargo: PROF ASSIST DR MS3.2 Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 ELIANA MARIA DE MELO SOUZA MARIA RIBEIRO DO VALLE Cargo: PROF TITULAR Masc.: 1 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 2 Ensinam, articulando o processo de ensino-aprendizagem na formação de profissionais da educação; planejam atividades relativas a cursos e pesquisas; realizam pesquisas científicas sobre o campo educacional; supervisionam formação pedagógica em estágios; orientam alunos; avaliam o trabalho acadêmico científico; coordenam atividades de ensino, pesquisa e extensão. Produzem material de trabalho; prestam atendimento às demandas da comunidade na área da educação escolar e não-escolar (educação formal e informal); participam de atividades administrativas, atualizam-se na área e comunicam-se oralmente e por escrito. JOSE ANTONIO SEGATTO LUCILA SCAVONE

20 Setor: DIRETORIA DE SERV DE ATIV AUX - Cargo: DIR DE SERVICO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Dirigir as atividades sob sua responsabilidade, planejando, organizando acompanhando, supervisionando e analisando as mesmas para assegurar os resultados fixados e assistir à administração da Unidade. ANTONIO JOSE DE FREITAS MENDES Setor: DIVISAO TECNICA ACADEMICA - Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 DEISE AP MARCONDELLI IANI Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 VANIA ANTONIOLI Cargo: ASSIST TEC ADM I Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 ALUIZIO MONTEIRO JUNIOR Setor: DIVISAO TECNICA ADMINISTRATIVA Área administrativa que cuida do RH, Finanças, Materiais, CCI e Unamos, todas as salas, exceto CCI, contam com ar condicionado, computadores individuais, boa iluminação e ventilação.restaurante Universitário (prédio construído em alvenaria, piso cerâmico, divisórias e paredes. Possui estoque de alimentos, sala para estoque de descartáveis e produtos químicos, cozinha, sala de freezer, vestiários). Cargo: ASSES ADM I RU70/08 Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 APARECIDA DE L A FERNANDES Cargo: DIR TEC DE DIVISAO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Dirigir as atividades sob sua responsabilidade, planejando, organizando acompanhando, supervisionando e analisando as mesmas para assegurar os resultados fixados e assistir à administração da Unidade. WILSON SCOGNAMIGLIO FILHO

21 Setor: SC DE ATIV AUXILIARES Parte administrativa esta em sala 21 do prédio administrativo no campus. Atividades realizadas no Biotério (predio independente construído em alvenaria, dividido por salas, banheiro, sala de estufa,copa. Ventilação artificial). Cargo: AG DE TEL E RECEPCAO Masc.: 0 Fem.: 3 Menor: 0 Total: 3 Efetuar serviços de ligação e transmissão telefônicas, assegurando a eficiente operacionalização do sistema.executar serviços de recepção, identificação e atendimento ao público, bem como recebimento e entrega de documentos. MARIA DE LOURDES DA S VIEIRA RITA DE CASSIA DA C LOUZADA SUZY APARECIDA REZENDE Cargo: ASSIST ADMINIST I Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 ALINE TRABUCO DELGADO Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 GIOVANA LUI MARTINHO Cargo: MOTORISTA Masc.: 5 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 5 Dirigir veículos oficiais em território nacional e internacional dentro do itinerário previsto, segundo as regras de trânsito, transportando passageiros, pacientes ou cargas. ERIVALDO GARCIA DE GODOY JOAO ANTONIO DOS SANTOS LUIS CARLOS DA SILVA O MARQUES MAURO ZAMPIERI RONALDO RODRIGUES

22 Setor: SC DE CONSERV E MANUTENCAO Predio construído em alvenaria dividido por salas: salas de supervisão, sala para servidores e guarda de equipamentos, copa, banheiro, oficina interna e oficina externa cercada por alambrado. Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Especificação dos Riscos - Cargo: ASSIST ADMINIST II Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db (A) Nível de Ação 80.0 db (A) Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ar Ocasional Moderado Protetor auditivo tipo plug de inserção Protetor auditivo tipo concha Perda ou diminuição temporária ou permanente da audição. -Realizar medição do nível de Pressão Sonora e avaliação de dosimetria no setor. -Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais. -Realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Protetor Auricular Abafador Protetor Auricular inserção Fica exposto a risco de ruído de modo ocasional durante atividades com máquinas com força motriz como:serra policorte, Lixadeira, Esmeril, Furadeira de bancada etc... Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Agente Fumos de Solda Grupo Químico Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ar Ocasional Moderado Avental de raspa Mangote de raspa Luvas de raspa Protetor facial para soldador Uniforme Calçado de segurança sem biqueira de aço Máscara de solda com auto-escurecimento Mascara respiratória Descartável PFF2 Intoxicação, Asfixia -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais. -Realizar treinamento sobre o uso de EPI's. Máscara para solda com escurecimento automático e proteção de arco elétrico acima de cinco amperes. Avental de Raspa de Couro Luva de Raspa Cano longo Uniforme (Calca e camisa) Botina de segurança Máscara PFF2 "s" Fica exposto a risco de fumos de solda de modo ocasional durante atividades de soldagem e de metais para reparos/confecção de peças, grades, estruturas metálicas, consertos em geral, com a utilização de solda elétrica, oxigênio e acetileno. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Agente Tintas, Vernizes e Solventes Grupo Químico Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Ocasional Calçado de segurança sem biqueira de aço Uniforme Óculos de proteção - CA: Mascara respiratória Descartável PFF2 Dermatose, Intoxicação. -Realizar Inventário de Produtos Químicos;-Possuir FISPQ s de todos produtos utilizados; -Providenciar local externo e bem ventilado para armazenamento de tintas e solventes.

23 Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Óculos de proteção transparente Uniforme Completo Calçado de segurança Máscara descartável PFF2 Realizam ocasionalmente trabalhos / reparos/ pinturas (portas, paredes,janelas, utensílios e paredes) utilizando tintas e solventes. Os trabalhos são realizados conforme solicitação e tem duração em acordo ao tamanho da obra a ser realizada. Análise qualitativa - Visita aos locais de trabalho Agente Biológico Grupo Biológico Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Orientação Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ocasional Moderado Luva de látex Bota impermeável Luva de PVC Contágio ou infecção. Manter a vacinação em dia. -Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais.-realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Luva de PVC Manga longa Bota de Borracha Luva de latex Realizam limpeza, desentupimentos e manutenção em toda parte hidráulica:vaso sanitário, esgotos, limpeza de caixa d'água e desentupimentos conforme solicitação dos departamentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. OSVALDO HERMINIO Cargo: ASSIST OPER I Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Especificação dos Riscos - Cargo: ASSIST OPER I Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ar Ocasional Moderado Protetor auditivo tipo plug de inserção Protetor auditivo tipo concha Perda ou diminuição temporária ou permanente da audição. -Realizar medição do nível de Pressão Sonora e avaliação de dosimetria no setor. -Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais. -Realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Protetor Auricular Abafador Protetor Auricular inserção Fica exposto a risco de ruído de modo ocasional durante atividades com máquinas com força motriz como:serra policorte, Lixadeira, Esmeril, Furadeira de bancada etc... Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Agente Fumos de Solda Grupo Químico Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Ar Ocasional Moderado Avental de raspa Mangote de raspa Luvas de raspa Protetor facial para soldador Uniforme Calçado de segurança sem biqueira de aço Máscara de solda com auto-escurecimento

24 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Mascara respiratória Descartável PFF2 Intoxicação, Asfixia -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais. -Realizar treinamento sobre o uso de EPI's. Máscara para solda com escurecimento automático e proteção de arco elétrico acima de cinco amperes. Avental de Raspa de Couro Luva de Raspa Cano longo Uniforme (Calça e camisa) Botina de segurança Máscara PFF2 "s" Fica exposto a risco de fumos de solda de modo ocasional durante atividades de soldagem e de metais para reparos/confecção de peças, grades, estruturas metálicas, consertos em geral, com a utilização de solda elétrica, oxigênio e acetileno. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Agente Tintas, Vernizes e Solventes Grupo Químico Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ocasional Calçado de segurança sem biqueira de aço Uniforme Óculos de proteção - CA: Mascara respiratória Descartável PFF2 Dermatose, Intoxicação. -Realizar Inventário de Produtos Químicos;-Possuir FISPQs de todos produtos utilizados; -Providenciar local externo e bem ventilado para armazenamento de tintas e solventes. Óculos de proteção transparente Uniforme Completo Calçado de segurança Máscara descartável PFF2 Realizam ocasionalmente trabalhos / reparos/ pinturas (portas, paredes,janelas, utensílios e paredes) utilizando tintas e solventes. Os trabalhos são realizados conforme solicitação e tem duração em acordo ao tamanho da obra a ser realizada. Análise qualitativa - Visita aos locais de trabalho Agente Biológico Grupo Biológico Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Orientação Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ocasional Moderado Luva de látex Bota impermeável Luva de PVC.Contágio ou infecção. Manter a vacinação em dia. -Elaborar planilha EPIxcargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's atráves de inspeções formais.-realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Luva pvc Manga longa Bota de Borracha Luva de latex Realizam limpeza, desentupimentos e manutenção em toda parte hidráulica:vaso sanitário, esgotos, limpeza de caixa d'agua e desentupimentos conforme solicitação dos departamentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. FRANCISCO PAIXAO DE LIMA Cargo: ASSIST OPER II Masc.: 8 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 8 Especificação dos Riscos - Cargo: ASSIST OPER II Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Ar Frequência Ocasional

25 Classificação do Efeito EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Moderado Protetor auditivo tipo plug de inserção Protetor auditivo tipo concha Perda ou diminuição temporária ou permanente da audição. -Realizar medição do nível de Pressão Sonora e avaliação de dosimetria no setor. -Elaborar planilha EPIxcargos, especificar EPI's necessários e adequados para realizaçao das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's atráves de inspeções formais. -Realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Protetor Auricular Abafador Protetor Auricular inserção Fica exposto a risco de ruído de modo ocasional durante atividades com máquinas com força motriz como:serra policorte, Lixadeira, Esmeril, Furadeira de bancada etc... Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Agente Fumos de Solda Grupo Químico Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ar Ocasional Moderado Avental de raspa Mangote de raspa Luvas de raspa Protetor facial para soldador Uniforme Calçado de segurança sem biqueira de aço Máscara de solda com auto-escurecimento Mascara respiratória Descartável PFF2 Intoxicação, Asfixia -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais. -Realizar treinamento sobre o uso de EPI's. Máscara para solda com escurecimento automático e proteção de arco elétrico acima de cinco amperes. Avental de Raspa de Couro Luva de Raspa Cano longo Uniforme ( Calca e camisa) Botina de segurança Máscara PFF2 "s" Fica exposto a risco de fumos de solda de modo ocasional durante atividades de soldagem e de metais para reparos/confecção de peças, grades, estruturas metálicas, consertos em geral, com a utilização de solda elétrica, oxigênio e acetileno. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Agente Tintas, Vernizes e Solventes Grupo Químico Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ocasional Calçado de segurança sem biqueira de aço Uniforme Óculos de proteção - CA: Mascara respiratória Descartável PFF2 Dermatose, Intoxicação. -Realizar Inventário de Produtos Químicos;-Possuir FISPQ s de todos produtos utilizados; -Providenciar local externo e bem ventilado para armazenamento de tintas e solventes. Óculos de proteção transparente Uniforme Completo Calçado de segurança Máscara descartável PFF2 Realizam ocasionalmente trabalhos / reparos/ pinturas (portas, paredes,janelas, utensílios e paredes) utilizando tintas e solventes. Os trabalhos são realizados conforme solicitação e tem duração em acordo ao tamanho da obra a ser realizada. Análise qualitativa - Visita aos locais de trabalho Agente Biológico Grupo Biológico Frequência Classificação do Efeito EPI Ocasional Moderado Luva de látex Bota impermeável

26 Efeito Orientação Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Luva de PVC.Contágio ou infecção. Manter a vacinação em dia. -Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's atráves de inspeções formais.-realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Luva pvc Manga longa Bota de Borracha Luva de latex Realizam limpeza, desentupimentos e manutenção em toda parte hidráulica:vaso sanitário, esgotos, limpeza de caixa d'agua e desentupimentos conforme solicitação dos departamentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. AGNALDO SANTANA DOS SANTOS AIRTON CARDOSO DOS SANTOS CARLOS ALBERTO DA SILVA EDISON MIGUEL JERONIMO ROSA IRINEU MORGADO LUIZ AUGUSTO TURIONI SOBRINHO MACSUEL SILVA DE OLIVEIRA MARIO BIZARRO FILHO

27 Setor: SC DE GRAFICA Galpão construído em alvenaria, cobertura de zinco, piso em granilite. Dividido em salas por divisórias e paredes: almoxarifado de papéis, Produtos químicos, sala de impressão. Cargo: ASSIST ADMINIST I Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 JOSE FRANCISCO DE F CAIRES Cargo: OFICIAL DE SERV GRAF Masc.: 5 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 6 Especificação dos Riscos - Cargo: OFICIAL DE SERV GRAF Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência EPI Efeito Ar Ocasional Protetor auricular tipo plug de inserção Perda ou diminuição temporária ou permanente da audição. Medidas Propostas -Realizar medição quantitativa do agente conforme indicado no cronograma anual em anexo. - Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais.realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Analise Qualitativa Ficam expostos a ruído de modo ocasional durante atividades de impressão, perfuração e corte de papéis utilizando máquinas: Compressor, Guilhotina Hidráulica, off-set rotativa, grampeador, dobradeira. Agente Químico Grupo Químico Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ocasional Calcado de segurança com biqueira de aço Luva nitrílica Óculos de proteção - CA: Uniforme Mascara respiratória Descartável PFF2 Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico- Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso Luva Nitrílica Óculos lentes transparentes Mascara PFF2 Calçado de Segurança Conjunto de Uniforme Ficam expostos a risco químico de modo ocasional durante atividades de revelação, fixação de telas, impressão, limpeza de máquinas e colagem utilizando os seguintes produtos: Revelador, acido fosfórico, gasolina, cola, solventes, tintas. Avaliação Qualitativa - Visita e entrevista com funcionários DARIO G PESSOA DE AZEVEDO JANAINA CLAUDIA TORRES BARBOSA JOSE LUIZ MEM LUIS CARLOS CARVALHO MOISES ARES VALDIR AVELINO HELD

28 Cargo: SUPERVISOR DE SECAO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Especificação dos Riscos - Cargo: SUPERVISOR DE SECAO Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência EPI Efeito Ar Ocasional Protetor auricular tipo plug de inserção Perda ou diminuição temporária ou permanente da audição. Medidas Propostas -Realizar medição quantitativa do agente conforme indicado no cronograma anual em anexo. - Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. -Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais.realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Analise Qualitativa Ficam expostos a ruído de modo ocasional durante atividades de impressão, perfuração e corte de papéis utilizando máquinas: Compressor, Guilhotina Hidráulica, off-set rotativa, grampeador, dobradeira. Agente Químico Grupo Químico Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Ocasional Calcado de segurança com biqueira de aço Luva nitrílica Óculos de proteção - CA: Uniforme Mascara respiratória Descartável PFF2 Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico- Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso Luva Nitrílica Óculos lentes transparentes Mascara PFF2 Calçado de Segurança Conjunto de Uniforme Ficam expostos a risco químico de modo ocasional durante atividades de revelação, fixação de telas, impressão, limpeza de máquinas e colagem utilizando os seguintes produtos: Revelador, acido fosfórico, gasolina, cola, solventes, tintas. Avaliação Qualitativa - Visita e entrevista com funcionários BENTO CARLOS BONAVINA Cargo: SUPERVISOR DE SETOR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 BENEDITO JESUS DE PAIVA

29 Setor: SC TEC ACADEMICA - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 1 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 3 MARIA LUISSA LAMBINI CURTI RODRIGO TAVARES TATIANA PASETTO CORREA SARAIVA Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 LUIS FERNANDO COLETTI Setor: SC TEC APOIO ENSINO,PESQ E EXT - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 1 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 6 ALINE FERREIRA CAVALCANTI CARLA TONI DA SILVA RAMOS JOSE LUIS FREZA NATALIA DE MELO CASTILHO SELMA DE FATIMA CHICARELI TANIA LUCI MANZOLLI Cargo: ASSIST SUP ACAD II Masc.: 4 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 4 EVANDRO DOUGLAS GUIDELLI HENRIQUE DIAS SOARES DE BARROS LUCAS GIROTO DE ABREU RENATO APARECIDO T DE MOURA Cargo: ASSIST SUP ACAD III Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 ERON PEDROSO JANUSKEIVICTZ Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 MAURICIO SALERA

30 Setor: SC TEC DE AQUIS E TRAT INFORM - Cargo: ASSIST SUP ACAD I Masc.: 1 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 3 ELAINE MARIA BERTOCHI MIRANDA LILIAN FRANCISCO RENATO PRANDI FILHO Cargo: BIBLIOTECARIO Masc.: 0 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 5 Planejar, organizar, orientar e executar trabalhos técnicos relativos às atividades biblioteconômicas, visando o processamento, o armazenamento, a recuperação e a disseminação da informação. ALINE APARECIDA MATIAS ANA CRISTINA JORGE CAMILA DOMINGOS PERES SERRADOR LUCIANE ANTONIA PASSONI PRISCILA CARREIRA B VICENTINI Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 GLAUCIA JEREMIAS ROSSI Setor: SC TEC DE DES E ADM DE RH - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 0 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 5 FERNANDA CRISTINA S OUTEIRO MARIA JOSE CORNE A FERREIRA MARIA RAQUEL MORELLI BRAGA PATRICIA CRISTINA F SORBO ROSELY SCODELER Cargo: ASSIST TEC ADM I Masc.: 0 Fem.: 3 Menor: 0 Total: 3 BRUNA ANDRESSA CARRINO EMILIA MARIA GASPAR TOVOLLI LUCIA HELENA VOLLET Cargo: ASSISTENTE SOCIAL Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 NATALIA MARIA TOMASETTO Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1

31 MARIA ANTONIETA MATTOSO PICCO Setor: SC TEC DE REF ATEND USUA E DOC - Cargo: ASSIST SUP ACAD I Masc.: 2 Fem.: 4 Menor: 0 Total: 6 AMANDA TONETTI Q MARTINELO JOSE LUIS DE AVELINO LUCIANA VIANA DIAS SANDRA APARECIDA TIOSSI SILVIA HELENA DE OLIVEIRA UILIAN DONIZETI VIGENTIM Cargo: BIBLIOTECARIO Masc.: 0 Fem.: 2 Menor: 0 Total: 2 Planejar, organizar, orientar e executar trabalhos técnicos relativos às atividades biblioteconômicas, visando o processamento, o armazenamento, a recuperação e a disseminação da informação. ELAINE MARTINIANO T BATISTA MILENA MARIA RODRIGUES Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 SANDRA PEDRO DA SILVA Setor: SC TECNICA DE COMUNICACOES - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 3 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 3 EDUARDO JONAS DO NASCIMENTO JOAO LUIS RIGO PEREIRA VANDERLEI DO CARMO DIAS FILHO Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 GERALDO FILIE JUNIOR

32 Setor: SC TECNICA DE CONTABILIDADE - Cargo: CONTADOR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Planejar, organizar, orientar e executar as atividades contábeis, observando as exigências legais e regulamentares da Contabilidade Governamental. ANDRE HANISCH Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 APARECIDA DAS GRACAS F L CAVAL Setor: SC TECNICA DE FINANCAS - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 2 Fem.: 3 Menor: 0 Total: 5 ERLON RODRIGO DE ALMEIDA GERTZ ROSSI CREDENDIO MARIA TERESINHA G S PINOTTI PEDRO HENRIQUE MIRANDA VANESSA CRISTINA D FERNANDES Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 CELIA APARECIDA DARCOLETO Cargo: TEC CONTABILIDADE Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Auxiliar nos trabalhos de execução orçamentária, movimentação financeira, escrituração contábil e as operações patrimoniais e de prestação de contas, observando as exigências legais e regulamentares da Contabilidade Governamental. ELISABETE DE SOUZA S VICENTE

33 Setor: SC TECNICA DE GRADUACAO - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 1 Fem.: 6 Menor: 0 Total: 7 CATARINA DROUET CARUSO CRISTIANE GISELE ILHESCA JULIANO RODRIGO SANCHES MARICELI MARIA B C DOS SANTOS PATRICIA SANDRINI MASTRIANI SELMA REGINA ANDRIATI BIANCHI SYLVIA REGINA DE O RODRIGUES Setor: SC TECNICA DE MATERIAIS - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 3 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 4 FELIPE SIQUEIRA GUERMANDI HENRIQUE FERNANDES JUNIOR RENATA CRISTINA CARDOSO RICARDO BOSQUETTO Cargo: ASSIST TEC ADM I Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 MARCELO RODRIGUES CURSINO Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 BENEDITO ELIAS NETO

34 Setor: SC TECNICA DE NUTRICAO - Cargo: ASSIST OPER I Masc.: 1 Fem.: 6 Menor: 0 Total: 7 ANDREZA CRISTINA DA CRUZ ASSIS ANTONIO MARCOS COSTA MATTOS GIZELE APARECIDA SIGULI CRESPO MARIA DO CARMO COSMA ALVES ROSELEIDE MARIA DOS SANTOS ROSILENE DA SILVA LIMA VALERIA CRISTINA GREGORIO Funcionário ANDREZA CRISTINA DA CRUZ ASSIS Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Freqüência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Funcionário IBUTG Habitual Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. ANDREZA CRISTINA DA CRUZ ASSIS Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito Analise Qualitativa Funcionário -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam expostos a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros. ANDREZA CRISTINA DA CRUZ ASSIS Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2

35 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPIs adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPIs e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os sequintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente ( a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário ANTONIO MARCOS COSTA MATTOS Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Funcionário IBUTG Habitual Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. ANTONIO MARCOS COSTA MATTOS Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito Analise Qualitativa Funcionário -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam expostos a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros. ANTONIO MARCOS COSTA MATTOS Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme

36 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2 Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os seguintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente (a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário GIZELE APARECIDA SIGULI CRESPO Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Funcionário IBUTG Habitual Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. GIZELE APARECIDA SIGULI CRESPO Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito Analise Qualitativa -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam expostos a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros.

37 Funcionário GIZELE APARECIDA SIGULI CRESPO Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os sequintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente ( a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário ROSELEIDE MARIA DOS SANTOS Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Funcionário IBUTG Habitual Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. ROSELEIDE MARIA DOS SANTOS Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade,

38 Analise Qualitativa desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam exposto a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros. Funcionário ROSELEIDE MARIA DOS SANTOS Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os sequintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente ( a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário ROSILENE DA SILVA LIMA Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Funcionário IBUTG Habitual ROSILENE DA SILVA LIMA Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada

39 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito Analise Qualitativa Funcionário ROSILENE DA SILVA LIMA -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam expostos a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros. Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os seguintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente ( a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário VALERIA CRISTINA GREGORIO Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Frequência EPI Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia IBUTG Habitual Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho.

40 Funcionário VALERIA CRISTINA GREGORIO Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito Analise Qualitativa Funcionário VALERIA CRISTINA GREGORIO -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam expostos a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros. Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os seguintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente (a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Cargo: ASSIST OPER II Masc.: 1 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 2 ADRIANA SANTOS CASTELUCCI MARCO BARROS DE OLIVEIRA Funcionário ADRIANA SANTOS CASTELUCCI Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Frequência EPI Efeito Medidas Propostas IBUTG Habitual Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do

41 Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário ADRIANA SANTOS CASTELUCCI Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito Analise Qualitativa Funcionário ADRIANA SANTOS CASTELUCCI -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam exposto a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros. Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os seguintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente (a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário MARCO BARROS DE OLIVEIRA Agente Calor Grupo Físico Limite de Tolerância Frequência EPI IBUTG Habitual Avental impermeável Bota impermeável Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva para alta temperatura

42 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Óculos de segurança Uniforme Luva de procedimento Fadiga orgânica, taquicardia, hipertensão, etc.. Realizar medição de IBUTG e providenciar estudo para melhorar ventilação natural do ambiente. -Luva Térmica -33cm e 55 cm -Luva Vinil -Touca descartável -Bota de Borracha -Calçado de Segurança -Avental PVC -Coifas Fica exposto a risco calor de modo habitual durante exposição devido à utilização do fogão, chapas e forno elétrico para o preparo de alimentos. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. Funcionário MARCO BARROS DE OLIVEIRA Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Ar Habitual Data Medição Empresa Técnica Utilizada 27/09/ db(a) - NR 15 - Anexo 01 - LT Ruído Contínuo Efeito Analise Qualitativa Funcionário MARCO BARROS DE OLIVEIRA -Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial,distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc.a comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Ficam expostos a Ruído gerados pelos equipamentos disponíveis na cozinha durante processo de preparo de alimentos: Coifas, fogão industrial, processador, liquidificador, descascador dentre outros. Agente Químico Grupo Químico Frequência Habitual EPI Óculos de proteção - CA: Uniforme Avental de PVC Bota de PVC Calçado de segurança sem biqueira de aço Luva de látex Mascara respiratória Descartável PFF2 Efeito Medidas Propostas Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Utilização de compostos químicos diversos que podem causar irritação na pele, mucosas e olhos. Além de, em casos severos, queimaduras na pele, irritação das vias respiratórias e dermatites crônicas. - Inventariar Produtos químicos; - Elaborar cadastro de FISPQS; - Rotular frascos de produtos químicos; - Fornecer EPI s adequados a cada produto químico - Realizar treinamento sobre utilização de EPI s e controle do uso; - Armazenar produtos em local adequado. Calçado se segurança Marluvas Bota de PVC cano médio Luva látex Óculos de Proteção lentes transparentes Touca descartável Uniforme completo Avental PVC Fica exposto a risco químico de modo habitual durante limpeza de utensílios, piso e equipamentos durante a rotina diária na execução das tarefas..são utilizados os seguintes produtos: Detergentes, Água sanitária Limpa inox, Limpa Forno, Sabão em pedra, soda caustica, sabão em pó, desengraxante ( piso da cozinha). Ocasionalmente (a cada seis meses) utilizam desincrustante alcalino para limpeza de peças internas da coifa. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho.

43 Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 RENATA BENASSI DE OLIVEIRA Setor: SC TECNICA DE PÓS-GRADUAÇÃO - Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 1 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 6 ADEMILSON ROMERO ANA LUISA FONTES S BORGES CLAUDIA AUGUSTA SALAMI LIDIANE MATTOS MAURICIO GARCIA MARIA CAROLINA DE FRANCA RITA ENEDINA BENATTI TORRES Cargo: SUPERVISOR TEC SECAO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 MARIA CLARA BOMBARDA DE BRITO Setor: SERV TEC DE BIBLIOT E DOCUMEN - Cargo: ASSIST DE INFORM II Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 LUIZ BORGES G DO NASCIMENTO Cargo: DIR TEC DE SERVICO Masc.: 0 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 1 Dirigir as atividades sob sua responsabilidade, planejando, organizando, acompanhando, supervisionando e analisando as mesmas para assegurar os resultados fixados e assistir à administração da Unidade. ANA PAULA MENESES ALVES

44 Setor: SERVICO TEC DE INFORMATICA - Cargo: ANALISTA INFORM II Masc.: 2 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 2 BRUNO OTTO THEODORO ROSA SERGIO ROCHA Cargo: ASSIST DE INFORM I Masc.: 2 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 3 DANIEL OLIVEIRA BEGNAMI GUILHERME CORREA RAQUEL PIROLLA MARTINS Cargo: ASSIST DE INFORM II Masc.: 3 Fem.: 1 Menor: 0 Total: 4 MARCIA NOGUCHI POTIENS PERCILIO FRAJACOMO JUNIOR RAFAEL HENRIQUE DA SILVA FARIA RUBENS ANTONIO RODRIGUES Cargo: ASSIST SUP ACAD II Masc.: 3 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 3 CARLOS EDUARDO BUENO MARCELO PADOVAN TIAGO SCOTTON Cargo: DIR TEC DE SERVICO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Dirigir as atividades sob sua responsabilidade, planejando, organizando, acompanhando, supervisionando e analisando as mesmas para assegurar os resultados fixados e assistir à administração da Unidade. VALMIR DOTTA

45 Setor: ST DE JARDINAGEM Galpão construído em alvenaria dividido por sala: sala de equipamentos, sala de supervisão,copa, banheiro, area livre coberta cercada por alambrado. Cargo: ASSIST ADMINIST II Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Especificação dos Riscos - Cargo: ASSIST ADMINIST II Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Ar Habitual Sério Protetor auricular tipo plug de inserção Protetor auricular tipo concha Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial, distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc. A comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a Compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Medidas Propostas Realizar medição quantitativa do agente conforme indicado no cronograma anual em anexo. - Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais.realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Protetor auricular inserção Uso de roçadeira costal de haste e disco, roçadeira manual de rodas e poda motorizada (motossera) de cerca viva, soprador nos trabalhos de podas e cortes de árvores, arbustos e gramados. utilizam trator Massey e Agrale 4/100. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. JOSE BENTO GOMES DA SILVA Cargo: ASSIST OPER I Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Especificação dos Riscos - Cargo: ASSIST OPER I Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Ar Habitual Sério Protetor auricular tipo plug de inserção Protetor auricular tipo concha Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial, distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc. A comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a Compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Medidas Propostas Realizar medição quantitativa do agente conforme indicado no cronograma anual em anexo. - Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais.realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Protetor auricular inserção Uso de roçadeira costal de haste e disco, roçadeira manual de rodas e poda motorizada (motossera) de cerca viva, soprador nos trabalhos de podas e cortes de árvores, arbustos e gramados. utilizam trator Massey e Agrale 4/100. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. VALDECIR AP DA CONCEICAO

46 Cargo: ASSIST OPER II Masc.: 6 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 6 Especificação dos Riscos - Cargo: ASSIST OPER II Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Ar Habitual Sério Protetor auricular tipo plug de inserção Protetor auricular tipo concha Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial, distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc. A comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a Compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Medidas Propostas Realizar medição quantitativa do agente conforme indicado no cronograma anual em anexo. - Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais.realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Protetor auricular inserção Uso de roçadeira costal de haste e disco, roçadeira manual de rodas e poda motorizada (motossera) de cerca viva, soprador nos trabalhos de podas e cortes de árvores, arbustos e gramados. utilizam trator Massey e Agrale 4/100. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho. ALESSANDRO PEREIRA LIMA CARLOS EUGENIO GORLA JOSE ANTONIO MORGADO LEONARDO RICO PIRES SERGIO AP GOMES DA SILVA SERGIO LUIS BATOSTO Cargo: SUPERVISOR DE SETOR Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 Especificação dos Riscos - Cargo: SUPERVISOR DE SETOR Agente Ruído Grupo Físico Limite de Tolerância 85.0 db(a) Nível de Ação 80.0 db(a) Meio de Propagação Frequência Classificação do Efeito EPI Efeito Ar Intermitente Sério Protetor auricular tipo plug de inserção Protetor auricular tipo concha Surdez p/ Perda Auditiva Induzida Pelo Ruído - PAIR. Além da surdez o ambiente ruidoso pode gerar distúrbios relacionados a estresse e outros problemas de ordem psíquica, fisiológica e anatômica. O indivíduo pode apresentar vasoconstrição, taquicardia, hipertensão arterial, distúrbios digestivos, fadiga muscular, irritabilidade, ansiedade, excitabilidade, desconforto, etc. A comunicação oral pode ficar extremamente prejudicada no trabalho, dificultando a Compreensão de ordens verbais, avisos de alerta ou perigo. Medidas Propostas Realizar medição quantitativa do agente conforme indicado no cronograma anual em anexo. - Elaborar planilha EPI x cargos, especificar EPI's necessários e adequados para realização das atividades. Exigir e controlar a utilização de EPI's através de inspeções formais.realizar treinamento aos funcionários sobre E.P.I. Medidas Existentes Analise Qualitativa Observações/Metodologia Protetor auricular inserção Uso de roçadeira costal de haste e disco, roçadeira manual de rodas e poda motorizada (motossera) de cerca viva, soprador nos trabalhos de podas e cortes de árvores, arbustos e gramados. utilizam trator Massey e Agrale 4/100. Analise Qualitativa - Entrevista com funcionários e visita ao local de trabalho.

47 ALEXANDRE LUIZ VIEIRA

48 Setor: ST DE ZELADORIA - Cargo: AG DE VIG E RECEPCAO Masc.: 5 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 5 Executar serviços de recepção, identificação, bem como efetuar a vigilância nas dependências das instituições, percorrendo-as sistematicamente e inspecionando-as para evitar entrada de pessoas estranhas, roubos, incêndios e outras anormalidades. AYRTON LAZARETTO FLAURINDO MANOEL DOS SANTOS JESIEL SOUZA MACHADO NILTON ROBERTO DE PAULA BUENO WALDEMAR PUCINATO Cargo: ASSIST ADMINIST I Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 EDERSON LOUZADA Cargo: ASSIST OPER I Masc.: 1 Fem.: 5 Menor: 0 Total: 6 ANA MARIA CARNEVALE BATOSTO ANTONIO C DOS SANTOS NETO BRUNA NADI DE ABREU IRACI MARIA NORATO BARBOSA JURACI CARDOSO BONAVINA MARIA MARCILIA C SERRANO Cargo: SUPERVISOR DE SECAO Masc.: 1 Fem.: 0 Menor: 0 Total: 1 JOSE BATISTA DA SILVA Araraquara, 12 de Agosto de Danielle Vargas Goulart e Silva Técnica Segurança do Trabalho Regional 2 COSTSA RG/MT-SP/

49 OBS. : 1. VER DETALHAMENTO DAS AÇÕES PROPOSTAS NO CADERNO PLANO DE AÇÕES CORRETIVAS; 2. O PLANEJAMENTO DEVERÁ SER ELABORADO PELA DIREÇÃO DA UNIDADE, ESPECIFICANDO RESPONSÁVEL PELO ACOMPANHAMENTO DA ATIVIDADE E RESPECTIVO PRAZO PARA SUA CONCLUSÃO. 3. APÓS A REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DEVE-SE ANEXAR AO PPRA, EVIDENCIAS DA REALIZAÇÃO DAS AÇÕES PLANEJADAS E REALIZADAS. / / NOME / ASSINATURA (DIRETOR DA UNIDADE) Status de execução do cronograma PPRA entre 2009 a %

50 Código Descrição Data Inicial Data Final Data Limite Responsável 1 Apresentação do PPRA aos servidores 16/07/ /08/ /07/ Tecnologia de Combate à Incêndios 4 Equipamento de Proteção Individual 5 GLP - Gás Liquefeito de Petróleo 7 MANUTENÇÃO DOS BEBEDOUROS 8 Armazenamento de GLP -13 quilos 01/07/ /12/ /07/ Unidade/Procedimento Produtos Químicos 10 MANUTENÇÃO PERIODICA/ AR CONDICIONADO 01/07/ /12/ /07/ SINALIZAÇÃO DA CABINE ELÉTRICA 01/07/ /12/ /07/ IDENTIFICAR PAINÉIS ELÉTRICOS 01/07/ /12/ /07/ SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 14 ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUÍMICOS -SC CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO 15 MELHORIA ORGANIZAÇÃO -SC CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO 16 SISTEMA DE COMBATE A INCÊNDIO -SC CONSERVAÇÃO E MANUTENÇÃO 01/07/ /12/ /07/ SEGURANÇA EM TRABALHOS EM ALTURA 18 REPAROS NA INSTALAÇÃO ELÉTRICA 19 RETIRADA DE MATERIAIS SEM UTILIZAÇÃO 01/07/ /12/ /07/ INSTALAÇÃO DE GUARDA CORPO 21 Pintura e manutenção 16/07/ /07/ /07/ Aferições de Nível de Pressão Sonora Danielle/Costsa 23 STI- Escada de acesso 16/07/ /07/ /07/ St. de jardinagem -entulhos 16/07/ /07/ /07/ St. de Jardinagem. Armazenamento de PQ 16/07/ /07/ /07/ St. de Jardinagem-limpeza e conservação 16/07/ /07/ /07/ St. de Jardinagem-SIstema de combate a Incêndio 16/07/ /07/ /07/ Atendimento/Primeiros Socorros 29 Restaurante Universitário- IBUTG 27/09/ /09/ /09/2012 Danielle/COSTSA 30 Restaurante Universitário - Piso 31 Restaurante Universitário- painéis elétricos 01/07/ /12/ /07/ Restaurante Universitário -GLP 33 Restaurante Universitário - 34 Restaurante Universitário- Manipulação de Produtos químicos 35 Restaurante Universitário 07/08/ /08/ /08/ Restaurante Universitário -Adequação do mobiliário 37 Restaurante Universitário- Adequação do espaço físico

51 38 Restaurante Universitário-Central de GLP 39 Restaurante Universitário 40 Restaurante Universitário -Canalização 41 Restaurante Universitário -Identificação das torneiras 16/07/ /04/ /07/ Sc Gráfica 01/07/ /12/ /07/ Sc de Gráfica- Extintores de Incêndio 44 Sc de Gráfica -Procedimento utilizando Produtos químicos 45 Sc de Gráfica - layout 16/07/ /07/ /07/ Sc. Gráfica -Armazenamento de GLP 147 St. de Jardinagem - Melhorar Layout 01/07/ /12/ /07/ RU- Infiltrações/calhas 294 RU- instalações Elétricas 295 Gráfica - Sistema ventilação Exaustora 296 Gráfica- Medição Solventes Colas e tintas Danielle/COSTSA 298 Sc. Manutenção-Medição tintas, vernizes e solventes Danielle/COSTSA 299 Sc. Manutenção Danielle/COSTSA

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

121

122

123

124

125

126

127

HORÁRIO DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA - ANO LETIVO 2014 1º SEMESTRE DIURNO DOCENTE RESPONSÁVEL

HORÁRIO DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA - ANO LETIVO 2014 1º SEMESTRE DIURNO DOCENTE RESPONSÁVEL ADM0020 ADM1004 Direitos Humanos e Cidadania: aprendendo com a mediação de conflitos Tópicos Especiais em Direito Administrativo HORÁRIO DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA - ANO LETIVO

Leia mais

ANEXO VII: NR 9 - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (109.000-3)

ANEXO VII: NR 9 - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (109.000-3) ANEXO VII: NR 9 - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (109.000-3) NR 9 - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (109.000-3) 9.1. Do objeto e campo de aplicação. 9.1.1. Esta Norma Regulamentadora

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO PORTARIA N.º 25, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1994 (*) (DOU de 30/12/94 Seção 1 págs 21.280 a 21.282) (Republicada em 15/12/95 Seção

Leia mais

PORTARIA Nº 25, DE 29.12.94, DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO DOU DE 30.12.94, REPUBLICADA NO DE 15.02.95

PORTARIA Nº 25, DE 29.12.94, DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO DOU DE 30.12.94, REPUBLICADA NO DE 15.02.95 PORTARIA Nº 25, DE 29.12.94, DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO DOU DE 30.12.94, REPUBLICADA NO DE 15.02.95 Norma Regulamentadora NR 9 Riscos ambientais Nova redação Programa de Prevenção de

Leia mais

PPRA / NR 9 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS

PPRA / NR 9 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS PPRA / NR 9 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS SETEMBRO / 2005 SANTA MARIA - RS Avenida. Medianeira 1900, Centro Santa Maria/ RS, CEP 97060-002- Fone (55) 3027 8911 Sumário 1 INTRODUÇÃO... 3 2

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 1 FRANCISCO PEREIRA 36 SENIOR MASC. VITÓRIA S.C. 20.23 2 ANDRE SANTOS 48 SENIOR MASC. C.A.O.VIANENSE 20.27 3 JORGE CUNHA 3 SENIOR MASC. S.C.MARIA DA FONTE 21.14 4 DOMINGOS BARROS

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais UNESP CAMPUS DE RIO CLARO INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E CIÊNCIAS EXATAS 29/03/2011

PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais UNESP CAMPUS DE RIO CLARO INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E CIÊNCIAS EXATAS 29/03/2011 PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais UNESP CAMPUS DE RIO CLARO INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E CIÊNCIAS EXATAS 29/03/2011 P.P.R.A. PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS (PORTARIA 3.214/78 NR-09)

Leia mais

Hospital Sofia Feldman

Hospital Sofia Feldman Hospital Sofia ldman Relatório de Remuneração de Médicos Referente a Mês/Ano: 07/2015 NOME DO TRABALHADOR ROBERTO SALES MARTINS VERCOSA PAULO MAX GARCIA LEITE LUCAS BARBOSA DA SILVA JOAO BATISTA MARINHO

Leia mais

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS)

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS) Sala B5 KFS ALEXANDRE DE ALMEIDA SILVA ALEXANDRE HENRIQUE DA ROCHA OLIVEIRA ALEXANDRE MIGUEL DE ALMEIDA PEREIRA ALEXANDRE SILVA FIGUEIREDO ANA CATARINA GOMES MOREIRA ANA CATARINA MARQUES GOMES ANA MARGARIDA

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

Edital 04/13 - Inglês Grupo 1

Edital 04/13 - Inglês Grupo 1 Edital 04/13 - Inglês Grupo 1 1º DANIELLE OLIVEIRA LELIS GONRING 74,00 25,90 62,00 18,60 100,00 15,00 89,00 17,80 77,30 2º MARA CORRÊA SENNA 96,00 33,60 41,00 12,30 94,00 14,10 83,00 16,60 76,60 3º CAROLINA

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

A SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, e

A SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, e PORTARIA SSST Nº 11, de 13/10/1994 "Publica a minuta do Projeto de Reformulação da Norma Regulamentadora nº 9 - Riscos Ambientais com o seguinte título: Programa de Proteção a Riscos Ambientais". A SECRETARIA

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais A 796 Neuza Soraia Rodrigues Carvalhas Direito e Processual 729 Maria Teresa Barros Ferreira Direito e Processual 938 Rute Isabel Bexiga Ramos Direito e Processual 440 Inês Lopes Raimundo Direito e Processual

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13948 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Gabriela Pedro Fernandes Escola Básica n.º 2 de São Pedro do Sul 13933 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Júlia Capela Pinto Escola Básica n.º 2 de São Pedro do

Leia mais

Resultados da Candidatura a Alojamento

Resultados da Candidatura a Alojamento Resultados da Candidatura a Alojamento Unidade Orgânica: Serviços de Acção Social RESIDÊNCIA: 02 - ESE ANO LECTIVO: 2015/2016 2ª Fase - Resultados Definitivos >>> EDUCAÇÃO BÁSICA 14711 Ana Catarina Mendes

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA TRIÂNGULO MINEIRO ANEXO II INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS CANDIDATOS AUTODECLARADOS NEGROS EDITAL 74 DE 03/12/2015 TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM ADUCAÇÃO INSCRICAO CAMPUS CARGO NOME 19941 CAMPUS PATROCÍNIO TÉCNICO EM ALEX DE SOUZA

Leia mais

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015 LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110 Ano Letivo - 2014/2015 CANDIDATOS ADMITIDOS: Nº Candidato NOME OSERVAÇÕES 1367130034 Alexandra

Leia mais

Resultado Final - Edital 006/2010. Área: Letras - Português/Inglês

Resultado Final - Edital 006/2010. Área: Letras - Português/Inglês MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS PARA O PROVIMENTO

Leia mais

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º s de Castro Daire Turma : A 1498 1 Ana Catarina Costa Esteves 14920 2 Ana Francisca da Silva Fernandes 16292 3 Beatriz Monteiro Andrade 14409 4 Camila Almeida Oliveira

Leia mais

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 OFERTA 2737 433133 2737 435006 2737 433645 2737 431145 2737 411431 2737 447993 2737 432457 2737 412330 2737 415973 2737 427952 2737 417413 2737 417268

Leia mais

Amanda Cardoso de Melo

Amanda Cardoso de Melo Aime Pinheiro Pires participou da palestra: Empreendedor De Sucesso, Amanda Cardoso de Melo Amanda Loschiavo Amoiré Santos Ribeiro Ana Carolina Pereira Pires Ana Carolina Pioto Magalhães Ana Cristina Angelo

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

Inscrição Nome Opção de Curso Status. 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado

Inscrição Nome Opção de Curso Status. 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado Processo Seletivo 2016/1 000000005133 RAQUEL REZENDE DANTAS EDUCACAO FISICA Aprovado 000000004960 VALERIA DIAS MIRANDA EDUCACAO FISICA Aprovado 000000005764 BRUNNO DE PAULA SILVA BARBOSA EDUCACAO FISICA

Leia mais

ANEXO II RESULTADO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013

ANEXO II RESULTADO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013 ANEXO II RESULTADO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 001/2013 ASSISTENTE SOCIAL VOLANTE 197 IVANILDA CORREA PINTO 7,50 1º LUGAR 407 EDILEIA DE ARAUJO RIOS 6,42 2º LUGAR 177 GISELE MARTINEZ LOURENÇO DE OLIVEIRA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015

PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 PROCESSO SELETIVO Nº 206/2015 O Sesc em Minas comunica a relação nominal com as notas da prova ocorrida entre os dias 07/06/2015 à 14/06/2015 Considerando o que está previsto no subitem 5.1.3.1 do Descritivo

Leia mais

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 Professor Responsável: MARTA REGINA DE JESUS Dias / Hora / Local: 6a. Feira - 09/08 das 9:00 às 12:00h

Leia mais

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28 LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600 Horário 28 Graduação Profissional Nº Candidato Nome 24,508 4716699811 Vanda Isabel do Vale Silva Almeida 24,203 8219102942 Cristina Maria da

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado : A 137 1 Adriana Manuela Gomes Pinheiro 14 S S 20 2 Alexandra Pereira Ferreira 28 3 Ângelo Rafael Araújo Gomes S 28 4 Beatriz da Costa Oliveira S 2 5 Domingos Gonçalo Ferreira

Leia mais

Resultado Vestibular 2013/1 (2ª Chamada)

Resultado Vestibular 2013/1 (2ª Chamada) Resultado Vestibular 2013/1 (2ª Chamada) ADMINISTRAÇÃO 1 ARIELA RODRIGUES SILVA 2 CAROLINA DANTAS DOS SANTOS 3 CRISTIANE DA SILVA GUERREIRO 4 GABRYELLA BUENO DO CARMO 5 JESSICA RAMOS DA SILVA 6 JULIA DE

Leia mais

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL Adriana da Conceição Palhares Lopes Alexandra Rodrigues Barbosa Ana Salomé Lopes Queirós Andreia Dias da Costa Bianca Patricia Gonçalves Ramos Carina Filipa Monteiro Rodrigues

Leia mais

Prefeitura da Cidade de São Paulo Secretaria Municipal de Saúde Associação Saúde da Família PROCESSO SELETIVO PAI. Convocação para Dinâmica de Grupo

Prefeitura da Cidade de São Paulo Secretaria Municipal de Saúde Associação Saúde da Família PROCESSO SELETIVO PAI. Convocação para Dinâmica de Grupo PROCESSO SELETIVO PAI Categoria Profissional: Acompanhante Comunitário do Idoso Convocação para Dinâmica de Grupo Os candidatos abaixo deverão comparecer no dia 16/02/12 às na Rua Itápolis, 1440 - Pacaembu

Leia mais

Ministério da Educação Programa Universidade para Todos - ProUni Resultado Processo Seletivo - 1º semestre de 2010

Ministério da Educação Programa Universidade para Todos - ProUni Resultado Processo Seletivo - 1º semestre de 2010 Ministério da Educação Programa Universidade para Todos - ProUni Resultado Processo Seletivo - 1º semestre de 2010 Instituição de Ensino Superior: CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ Unidade

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13008 10 E Técnico de Instalações Elétricas Carlos Jorge Oliveira Rodrigues Escola Secundária de São Pedro do Sul 13791 10 E Técnico de Instalações Elétricas Daniel dos Santos Rodrigues Escola Secundária

Leia mais

ANÁLISE DE DOCUMENTOS - EDITAL 107/2015 - BELFORD ROXO

ANÁLISE DE DOCUMENTOS - EDITAL 107/2015 - BELFORD ROXO ANÁLISE DE DOCUMENTOS - EDITAL 107/2015 - BELFORD ROXO ORGANIZADOR DE EVENTOS JOANA CARLA MARQUES DOS SANTOS 9 LETRAS- PORTUGUES ALINE VERGINIA DOS SANTOS 19 CLARICE DA SILVA SANTOS 9 DANIELLE OLIVEIRA

Leia mais

CAMPUS: MINISTRO PETRONIO PORTELLA - TERESINA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

CAMPUS: MINISTRO PETRONIO PORTELLA - TERESINA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES EDITAL 02/2014/PIBID-UFPI, de 14 de fevereiro de 2014. SELEÇÃO DE SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CAMPUS: MINISTRO PETRONIO PORTELLA - TERESINA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

Leia mais

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos Nome Curso s Amarelos Vermelhos Carlos Júnior Mestrado 4 Jogo 15 Rui Nascimento Mestrado Jerónimo Mestrado 1 Jogo 15 Pedro Francês Mestrado 1 Andre Figueiredo Mestrado 3 Jogo6 Artur Daniel Mestrado 2 João

Leia mais

AMIGOS DO PROJECTO. Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego

AMIGOS DO PROJECTO. Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego AMIGOS DO PROJECTO O projecto Ler Mais e Escrever Melhor nasceu a 17 de Julho de 2008. Encontra-se numa fase de vida a infância que

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 2ª FASE - ECT SUPLENTE EXCLUÍDO LISTA DE CANDIDATOS SERIAÇÃO CARLA MARIA CARNEIRO ALVES Doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologias 3,9 de 5 4 CARLOS EDUARDO DOS

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEAD / UNIRIO PROGRAMA NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PNAP CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área

Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Carina Coelho Cariologia/Med. dentária Preventiva Dentisteria Operatória 1 11 15h00-16h00 Investigação Isabel Roçadas Pires Cariologia/Med.

Leia mais

Obs.: poderá ocorrer mudanças na lista.

Obs.: poderá ocorrer mudanças na lista. ALUNOS APTOS PARA PARTICIPAREM DA COLAÇÃO DE GRAU 2015/2 Obs.: poderá ocorrer mudanças na lista. AGRIMENSURA Nº NOME PENDÊNCIAS 1 Ana Claudia Nardes Carvalho OK 2 Caio Cesar dos Anjos Carneiro OK 3 Carine

Leia mais

Módulo 2. Elaboração do PPRA; Documento Base; Ferramentas para Elaboração; 1º, 2º e 3º Fases de elaboração.

Módulo 2. Elaboração do PPRA; Documento Base; Ferramentas para Elaboração; 1º, 2º e 3º Fases de elaboração. Módulo 2 Elaboração do PPRA; Documento Base; Ferramentas para Elaboração; 1º, 2º e 3º Fases de elaboração. Elaboração do PPRA Para iniciarmos a elaboração do PPRA - Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

ANEXO I - CLASSIFICAÇÃO PROVISÓRIA - PROVA PRÁTICA

ANEXO I - CLASSIFICAÇÃO PROVISÓRIA - PROVA PRÁTICA Prefeitura Municipal de Capivari Concurso Público - 5/2015 PUBLICONSULT ASSESSORIA E CONSULTORIA PUBLICA LTDA ANEXO I - CLASSIFICAÇÃO PROVISÓRIA - PROVA PRÁTICA 1 - Auxiliar de Padeiro Class Inscrição

Leia mais

Campeonato de Inverno de NS FIGURAS CATEGORIA INFANTIL Vila Franca de Xira, 10 de Abril de 2015

Campeonato de Inverno de NS FIGURAS CATEGORIA INFANTIL Vila Franca de Xira, 10 de Abril de 2015 FIGURAS CATEGORIA INFANTIL 1 131962 Maria Lazutina 2 126201 Beatriz Cerqueira Teixeira 3 125652 Maria Tribuzi Melo 4 126262 Mariana Goncalves Carvalho 5 128715 Rita Manuela Silva 6 125651 Mafalda Ventura

Leia mais

PPRA E PCMSO EXIGÊNCIAS E COMPATIBILIDADES. Elizabeth Sadeck Burlamaqui 09.01.2015

PPRA E PCMSO EXIGÊNCIAS E COMPATIBILIDADES. Elizabeth Sadeck Burlamaqui 09.01.2015 EXIGÊNCIAS E COMPATIBILIDADES PCMSO (NR-7) estabelece que o programa deverá ser desenvolvido sob a responsabilidade de um médico coordenador (OBRIGATORIAMENTE MT, podendo este repassar responsabilidades

Leia mais

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior

APURAÇÃO DE RESULTADO ENTREVISTA. 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 15 - ÁREA: DIRETORIA DE EXTENSÃO Secretaria e Coordenação de Estágio. Nível Superior 46 Samuel Souza Evangelista 130 104 Jussara Cândida Soares Desclassificada 45 Bruno José Rupino 130 61 Fabiana Grigógio

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS PPRA (NR/9) (PERÍODO: 01/04/2012 À 01/04/ 2013)

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS PPRA (NR/9) (PERÍODO: 01/04/2012 À 01/04/ 2013) PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS PPRA (NR/9) (PERÍODO: 01/04/2012 À 01/04/ 2013) DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCO AMBIENTAIS - PPRA Empresa : Departamento

Leia mais

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015.

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015. Certifico que, Ademir dos Santos Ferreira, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Certifico que, Almir Junio Gomes Mendonça, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Engenheiro

Leia mais

ANEXO VIII PORTARIA Nº 240, DE 2010. TERCEIRIZADOS (*) CARGO OU ATIVIDADE

ANEXO VIII PORTARIA Nº 240, DE 2010. TERCEIRIZADOS (*) CARGO OU ATIVIDADE TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL ANEXO VIII PORTARIA Nº 240, DE 2010. TERCEIRIZADOS (*) NOME ANDREIA ALMEIDA DA S. MORAES ANTONIA DE MARIA DA SILVA CRISTINA DE OLIVEIRA LIMA DENICE DE SOUZA MIRANDA

Leia mais

Relatório de Diplomas Registrados pela Universidade Federal de Minas Gerais Diplomas Registrados - 38ª Remessa. Assunto: Farmácia

Relatório de Diplomas Registrados pela Universidade Federal de Minas Gerais Diplomas Registrados - 38ª Remessa. Assunto: Farmácia 2640 RD.2013/2 11/09/2013 ACÁCIA TROTA 2013/09.00879 Universidade Federal de Minas Gerais 2666 RD.2013/2 12/09/2013 AILTON BATISTA JUNIOR Ciências Contábeis 2013/09.00916 Universidade Federal de Minas

Leia mais

Técnicos Especializados

Técnicos Especializados Nome da Escola : Data final da candidatura : Disciplina Projeto: Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano, Porto Nº Escola : 153000 2015-09-03 Nº Horário : 75 Escola de Referência para a Educação Bilingue

Leia mais

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Alexandre Luís Albuquerque E Quinhones Gaiolas, 3274/10, Bom com Distinção, Transição, Ana Maria Pires Matias Soares, 3149/10, Muito Bom, Transferência,

Leia mais

Atendimento no sábado 06/11/2010. Grupo I 8h00 às 10h30. Local: Campus Samambaia. José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino

Atendimento no sábado 06/11/2010. Grupo I 8h00 às 10h30. Local: Campus Samambaia. José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino Atendimento no sábado 06/11/2010 Grupo I 8h00 às 10h30 NOME José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino Edmilson de Araujo Cavalcante Alexandre Brito dos Santos Vacirlene Moura

Leia mais

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANDRÊSSA CAIXETA SOUZA 0 Desclassificado

Leia mais

SELEÇÃO PARA O DOUTORADO EM EPIDEMIOLOGIA EM SAÚDE PÚBLICA ENSP/FIOCRUZ 2011

SELEÇÃO PARA O DOUTORADO EM EPIDEMIOLOGIA EM SAÚDE PÚBLICA ENSP/FIOCRUZ 2011 SELEÇÃO PARA O DOUTORADO EM EPIDEMIOLOGIA EM SAÚDE PÚBLICA 29665-462010 Ana Carolina Carioca da Costa SALA 403 29608-462010 Ana Cristina Marques Martins SALA 403 29522-462010 Israel Souza SALA 403 29671-462010

Leia mais

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51 Nº Horário: 51 4625160693 Sofia Margarida Santos Ferreira Admitido 7197226139 Mónica Sofia Jesus Mateus Admitido 6392341730 Gonçalo Jorge Fernandes Rodrigues Fiúza Admitido 7816555741 Dora Maria Gonçalves

Leia mais

Associação Goiana De Integralização E Reabilitação Centro De Reabilitação E Readaptação Dr. Henrique Santillo

Associação Goiana De Integralização E Reabilitação Centro De Reabilitação E Readaptação Dr. Henrique Santillo Associação Goiana De Integralização E Reabilitação Centro De Reabilitação E Readaptação Dr. Henrique Santillo Centro De Estudos Cene/Crer Comissão De Ensino E Treinamento Cept/Crer SELEÇÃO PARA APERFEIÇOAMENTO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VOUZELA E CAMPIA ESCOLA BÁSICA DE CAMPIA MATEMÁTICA - 2013/2014 (3.º período) 2.º Ciclo - TABUADA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VOUZELA E CAMPIA ESCOLA BÁSICA DE CAMPIA MATEMÁTICA - 2013/2014 (3.º período) 2.º Ciclo - TABUADA 2.º Ciclo - TABUADA 1.ºs 6.º Ac 7 Fernando Miguel L. Fontes 100,0 6.º Ac 8 Francisca Vicente Silva 100,0 6.º Bc 2 Daniel Henriques Lourenço 99,6 3.ºs 5.º Bc 16 Simão Pedro Tojal Almeida 99,6 5.º Ac 10

Leia mais

ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG:

ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG: ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG: CURSO: ADMINISTRAÇÃO 1. Ana Gabriela Gonçalves Pereira Amorim - Registro Civil Legível (certidão de casamento ou nascimento) 2.

Leia mais

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 9 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 9 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS - NORMA REGULAMENTADORA Nº 9 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS 9.1 - Do Objeto e Campo de Aplicação Item 9.1 da NR 9 alterado pelo art. 1º da Portaria SSST nº 25 - DOU 30/12/1994 - Republicada

Leia mais

PROCESSO SELETIVO ESCOLAS DE FORMAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL EFETI CLASSIFICADOS

PROCESSO SELETIVO ESCOLAS DE FORMAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL EFETI CLASSIFICADOS 119 Aderiane de Fátima Dias França 6,00 64 Adriana dos Santos Gabriel da Rosa 6,70 14 Adriana Martins Lima 6,00 84 Adriana Rocha Rodrigues 6,00 82 Alessandra de Souza Silva 6,15 104 Alessandra Maria Pereira

Leia mais

SELEÇÃO TUTORES A DISTÂNCIA 2015 2 NOTA FINAL CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA UNIRIO

SELEÇÃO TUTORES A DISTÂNCIA 2015 2 NOTA FINAL CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA UNIRIO / NÃO ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE ANA PAULA SANTOS DE SOUZA 7,50 9,00 9,50 8,67 ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE JOSÉ MAURO DE OLIVEIRA BRAZ 4,50 8,50 9,00 7,33 ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE JONAS SALES DOS SANTOS 6,50

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TRANCOSO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE TRANCOSO Horário da turma: 5.º A 12 9 12 12 12 9 12 12 9 12 9 12 9 12 9 12 9 12 12 12 12 12 12 RC 12 12 12 12 RC Anabela Maria Fonseca Machado e Cunha, Graça Maria Almeida Diogo,,, Paula Isabel Pereira Marques,

Leia mais

UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE ARTES E ARQUITETURA RESULTADO DA PROVA PRÁTICA. Próxima Etapa: ANÁLISE DO CURRÍCULO LATTES

UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE ARTES E ARQUITETURA RESULTADO DA PROVA PRÁTICA. Próxima Etapa: ANÁLISE DO CURRÍCULO LATTES Av. Universitária, 069 l Setor Universitário Caixa Postal 86 l CEP 74605-00 Fone: (62) 3946.308 ou 3089 l Fax: (62) 3946.3080 EDITAL N 62/ 203 PROGRAD UNIDADE ACADÊMICO-ADMINISTRATIVA DE ARTES E ARQUITETURA

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SINTRA Troféu "Sintra a Correr 2009-2010" II Grande Prémio de Rio de Mouro Resultados por Escalão

CÂMARA MUNICIPAL DE SINTRA Troféu Sintra a Correr 2009-2010 II Grande Prémio de Rio de Mouro Resultados por Escalão Benjamins Femininos 1º 3386 Margarida Lopes G. D. R. de Manique de Cima 00:04:40 2º 3400 Raquel Dias G. D. R. de Manique de Cima 00:04:46 3º 1041 Dulce Pina G. D. Joaninhas de Leião 00:05:17 4º 38 Soraia

Leia mais

152729 - Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins 401535 - Escola Secundária Dr. Júlio Martins Relação de Alunos

152729 - Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins 401535 - Escola Secundária Dr. Júlio Martins Relação de Alunos : A 1248 1 Ana Garcia Amarante 1239 2 André Carneiro Rodrigues 124 3 Beatriz Branco Ramos 151 4 Camila Alves Salgado 16485 5 Daniel Emídio Costa dos Santos 1648 6 Débora Barroso Fernandes 16528 Hugo Paulo

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRO GONCALVES COMISSÃO ORGANIZADORA DO TESTE SELETIVO Local das Provas - Candidatos (A-Z)

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRO GONCALVES COMISSÃO ORGANIZADORA DO TESTE SELETIVO Local das Provas - Candidatos (A-Z) ADELICE PEREIRA DE ANDRADE 8/00 PROF DE HAB HISTORIA ADILENE PEREIRA DE ANDRADE 8/00 PROF DE HAB MATEMATICA ALBAMARA DE OLIVEIRA E SOUSA /00 PROF DE EDUC INFANTIL ALDEIDE FERREIRA LIMA /00 PROF POLIVALENCIA

Leia mais

Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015

Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015 Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015 INFANTIL A - MASCULINO - 1000 metros Class. Dorsal Nome Escola 1º 168 NUNO CORDEIRO STª CLARA 2º 244 LUIS FERREIRA STª CLARA 3º 188 FRANCISCO SANTOS STª CLARA

Leia mais

- PPRA NR 9 - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS. Portaria 3.214/78 do M.T.E. MOVELLARE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MÓVEIS LTDA - MATRIZ -

- PPRA NR 9 - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS. Portaria 3.214/78 do M.T.E. MOVELLARE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MÓVEIS LTDA - MATRIZ - - PPRA NR 9 - PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS Portaria 3.214/78 do M.T.E. MOVELLARE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MÓVEIS LTDA - MATRIZ - MAIO/2013 RESTINGA SECA - RS )* 2 1 Aspectos Gerais 1.1 Aspecto

Leia mais

SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA / MG IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR LOCAL DAS PROVAS - VENDA NOVA

SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA / MG IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR LOCAL DAS PROVAS - VENDA NOVA SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA / MG IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR LOCAL DAS PROVAS - VENDA NOVA NR CATEGORIA NOMES 5ª REGIÃO 1 MINISTRO AMANTINO RIBEIRO DE FARIA 2 MINISTRO REGINA APARECIDA

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia PROGRAD Pró Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos

Universidade Federal de Uberlândia PROGRAD Pró Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos Relação de Candidatos Aprovados em cursos de Segunda opção - Especialização a Distância 00 Araguari 7 8 9 0 7 8 9 8 9 88 9 98 700 87 70 707 8 88 78 79 700 89 7 7 90 90 Anair Aparecida de Souza Moretti

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE UM DOCENTE DO GRUPO DE RECRUTAMENTO 100

CONTRATAÇÃO DE UM DOCENTE DO GRUPO DE RECRUTAMENTO 100 CONTRATAÇÃO DE UM DOCENTE DO GRUPO DE RECRUTAMENTO 100 HORÁRIO 1 No âmbito do procedimento concursal lançado pelo Agrupamento de Escolas de Paço de Sousa para a contratação, no regime de contrato de trabalho

Leia mais

Artigo 23.º da Portaria 243/ 2012, de 10 de agosto 10.º ANO

Artigo 23.º da Portaria 243/ 2012, de 10 de agosto 10.º ANO Adriano Filipe Dias Sequeira Ana Carolina Leite da Silva 10.º ANO Ana Filipa Martins Façanha Marques Ana Laura Martins Dengucho Ana Luísa Marques Tomé Ana Sofia Tomé Vicente Andreia Cristina de Oliveira

Leia mais

Processo seletivo - Programa Aprendiz CSN - Maio 2015 Selecionados - curso Mecânica Próxima etapa: Dinâmica de Grupo e Entrevista

Processo seletivo - Programa Aprendiz CSN - Maio 2015 Selecionados - curso Mecânica Próxima etapa: Dinâmica de Grupo e Entrevista ABRAHAO JUNIOR DE SOUZA PEREIRA ALAN SILVA DE ASSIS ALEXANDRE DE SOUZA PEREIRA FILHO ALYSSON DA COSTA ESTEVES ANA CLARA SILVA CABRAL ANDRE DA SILVA VIEIRA JUNIOR ANDRE LUIZ DE OLIVEIRA DOMINGOS ARTHUR

Leia mais

Profa. Mirian Lernic Sartori Diretora da FAFIL. Comissão Organizadora

Profa. Mirian Lernic Sartori Diretora da FAFIL. Comissão Organizadora Certificamos que ABIKEYLA DOS SANTOS NASCIMENTO assistiu à palestra intitulada "CORPO, CIDADE E QUALIDADE DE VIDA: UM NOVO OLHAR" no Certificamos que ADRIELLY BERNARDO CARDOSO assistiu à palestra Certificamos

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 001/2011 RESULTADO FINAL - ORDEM CLASSIFICAÇÃO

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 001/2011 RESULTADO FINAL - ORDEM CLASSIFICAÇÃO 135 CARLUCIA MADALENA DE OLIVEIRA 484.124.365 92,50 HABILITADO 1 HABILITADO 138 CARMEM LUCIA VIEIRA LIETE NOGUEIRA 206.656.658 87,50 HABILITADO 2 HABILITADO 176 CRISTIAN SAMUEL E SILVA MIKALAUSKA 214.491.596

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO PROCESSO SELETIVO 2015 PROVA ESCRITA DE CONHECIMENTO JURÍDICO DOUTORADO BANCA: D-01D LINHA DE PESQUISA: DIREITOS HUMANOS E ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO: FUNDAMENTAÇÃO, PARTICIPAÇÃO E EFETIVIDADE ÁREA DE ESTUDO: DIREITO POLÍTICO SALA: 501 Carlos Athayde Valadares Viegas Ricardo

Leia mais

161342 - Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova 340613 - Escola Básica nº 2 de Condeixa-a-Nova Relação de Alunos

161342 - Agrupamento de Escolas de Condeixa-a-Nova 340613 - Escola Básica nº 2 de Condeixa-a-Nova Relação de Alunos : A 12 1 Adriana Beatriz Pinto Pereira Cortez S 13078 2 Ana Francisca Conceição Costa S 136 3 Ana Francisca Rodrigues Preces 1307 4 António José da Silva Loreto S 13084 Beatriz Moura Neves Beja Facas S

Leia mais

DISCIPLINA: EDUCAÇÃO INFANTIL

DISCIPLINA: EDUCAÇÃO INFANTIL PREFEITURA MUNICIPAL DE SELVÍRIA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Edital de Resultado Parcial nº 001/2015 A Comissão Municipal do Processo Seletivo Simplificado da Secretaria Municipal de Educação de Selvíria-MS,

Leia mais

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Nº de Oferta Ordem Pontuação Nome do Docente 2216 1 100 Cidália Maria Faria Mendes de Sousa 2216 2 100 Mariana Borges Dias Moreira 2216 3 100 Marta Raquel Cardoso

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - SEMED

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - SEMED RELAÇÃO DE PROFESSORES PARA O CONTRATO 2014 - EDUCAÇÃO INFANTIL AO 5º ANO NOME 1. IRENE SILVA DOS SANTOS 2. ERONILDES ALVES PEREIRA 3. JOSILENE DE JESUS CHAVES 4. EDNA MARIA OLIVEIRA SAMPAIO 5. ISABEL

Leia mais

LISTA DE CLASSIFICAÇÃO

LISTA DE CLASSIFICAÇÃO Administração de Empresas Regional: CACHOEIRA PAULISTA SUPERIOR 0074343-7 FLAVIO GONCALVES CHAGAS 233446448 35 58,33 1 Pág. 1 de 10 Administração de Empresas Regional: LORENA SUPERIOR 0026769-4 BRUNA BERNARDES

Leia mais

Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão

Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão Exame Nota No. Nome Regime Recurso Final 22528 Adriana da Silva Afonso Ordinário 1.25 R 21342 Alexandra Crespo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013 AEC - Inglês Oferta nº 2333 Ordem Pontuação Nome do Docente 1 20 Rosa Maria Silva Barbosa 2 19 Catarina Castro Brito

Leia mais

Diretor Subdiretores Secretária do Diretor Serviços Administrativos Serviços Financeiros Recursos Humanos Serviço de Alunos Gabinete de

Diretor Subdiretores Secretária do Diretor Serviços Administrativos Serviços Financeiros Recursos Humanos Serviço de Alunos Gabinete de Diretor Subdiretores Secretária do Diretor Serviços Administrativos Serviços Financeiros Recursos Humanos Serviço de Alunos Gabinete de Pós-Graduações e Mestrados Serviços de Gestão Académica Receção /

Leia mais

CERTIFICADO DE ATIVIDADE DE EXTENSÃO

CERTIFICADO DE ATIVIDADE DE EXTENSÃO Certificamos para os devidos que ESTEVÃO JÚNIOR participou da atividade de extensão de Simulado da OAB, promovida pelas Faculdades Kennedy de Minas Gerais, no dia 07 de outubro de 2015, com carga horária

Leia mais

ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG:

ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG: ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG: CURSO: ADMINISTRAÇÃO 1. Christofer de Carvalho Machado - Certificado de Reservista ou Dispensa de Incorporação(Não serve o de Alistamento

Leia mais

RESULTADO GERAL DO VESTIBULAR 2013.1

RESULTADO GERAL DO VESTIBULAR 2013.1 RESULTADO GERAL DO VESTIBULAR 2013.1 ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS 1 000033 MARIO ALEX HOLANDA DA SILVA 2 000018 ANDRE DA CUNHA COSTA 3 000111 GISELE PRECHEDES NASCIMENTO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS 1 000019

Leia mais

1 ÍNDICE AGRICULTURA FAMILIAR E SUSTENTABILIDADE - Tecnólogo - Pólo de Jales AGRICULTURA FAMILIAR E SUSTENTABILIDADE - Tecnólogo - Pólo de Palmas 03 05 2 406 EAD 10 AGRICULTURA FAMILIAR E SUSTENTABILIDADE

Leia mais

PROCESSO SELETIVO - AMA / AMA-E. 1ª Convocação para Dinâmica de Grupo

PROCESSO SELETIVO - AMA / AMA-E. 1ª Convocação para Dinâmica de Grupo PROCESSO SELETIVO - AMA / AMA-E Categoria Profissional: Técnico em Radiologia 1ª Convocação para Dinâmica de Grupo Prezado candidato, caso tenha realizado a inscrição no período de 16/05/2013 a 20/05/2013

Leia mais

ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG:

ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG: ALUNOS QUE DEVEM DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE DIPLOMA NA REITORIA DA UEMG: CURSO: ADMINISTRAÇÃO 1. Ana Gabriela Gonçalves Pereira Amorim - Registro Civil Legível (certidão de casamento ou nascimento) 2.

Leia mais