MISSÃO ALIANÇA UMA ORGANIZAÇÃO MISSIONÁRIA DIACONAL. Políticas e Princípios da Missão Aliança sobre Diaconia INTRODUÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MISSÃO ALIANÇA UMA ORGANIZAÇÃO MISSIONÁRIA DIACONAL. Políticas e Princípios da Missão Aliança sobre Diaconia INTRODUÇÃO"

Transcrição

1 1 MISSÃO ALIANÇA UMA ORGANIZAÇÃO MISSIONÁRIA DIACONAL Políticas e Princípios da Missão Aliança sobre Diaconia INTRODUÇÃO Missão Aliança quer com este documento fornecer seu entendimento sobre diaconia, e de como este entendimento é traduzido em ações nos países onde a Missão Aliança trabalha. Este documento consiste de quatro partes. A primeira parte é uma discussão geral do que é diaconia, com especial ênfase na fundamentação teológica. A segunda parte consiste em referências bíblicas de passagens relevantes sobre diaconia. Na terceira parte, enfocamos a diaconia na Missão Aliança. Aqui apresentamos o que os nossos documentos básicos dizem acerca da diaconia, apresentando também como a diaconia é colocada em prática e expressa através do nosso trabalho. A quarta e última parte desse documento são perguntas e respostas sobre diaconia.

2 ÍNDICE 1. O QUE É DIACONIA?... 3 Fundamentação Teológica Cristocêntrica...3 O Reino de Deus...4 Diaconia comum e diaconia especial... 4 Diaconia comum...4 Diaconia especial... 4 Os grupos-alvo da Diaconia... 4 Diaconia o serviço da Igreja... 4 Missão e diaconia O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE DIACONIA... 5 As palavras diakonia / diakonos / diakoneo no Novo Testamento... 5 Textos importantes sobre o serviço diaconal... 5 Isaías 58 O Verdadeiro Jejum...5 Isaías A Nova Jerusalém...5 Mateus Não dominar, mas servir...5 Mateus O Dia do Julgamento...5 Lucas Bom Samaritano...6 João Jesus lava os pés dos seus discípulos...6 Tiago 2 Rico e Pobre, Fé e Obras O QUE DIZ A MISSÃO ALIANÇA SOBRE DIACONIA... 6 Missão Aliança como uma parte do Corpo de Cristo...6 Diaconia como uma plataforma...6 O Documento de Estratégia da Missão Aliança afirma que:...6 Gratidão...6 Estilo de Vida...6 Sinal...6 O valor intrínseco da diaconia... 6 Todo o Ser Humano... 7 Justiça, não caridade Luta ao lado dos pobres... 7 Participação e Empoderamento Igrejas diaconais... 7 Diaconia em países fechados DIACONIA: PERGUNTAS E RESPOSTAS... 8

3 O QUE É DIACONIA? Diaconia é uma palavra grega, que significa serviço ou ministério. A palavra tem um significado geral secular, e é usado no Novo Testamento em diferentes ocasiões, sem referir-se a um tipo específico de serviço ou ministério. A palavra aparece tanto como substantivo (diakonos / servo), como verbo (diakoneo / servir), e referindo-se ao ministério de Jesus (diakonia) no mundo. No Plano Diaconal da Igreja da Noruega (2007), a diaconia é definida como O cuidado da igreja por seus semelhantes. É o Evangelho em ação, expresso através do amor ao próximo, da comunhão inclusiva, da preservação da criação de Deus, e da luta pela justiça. Fundamentação Teológica Antes de entrarmos na discussão sobre diaconia, definiremos alguns princípios teológicos relevantes para o bom entendimento do que é diaconia. Cristocêntrica A diaconia é centrada em Cristo: na sua vida, exemplo, morte e ressurreição. Deus tornou-se carne em Jesus Cristo, e habitou entre nós, no nosso mundo (Jo 1.14). Ele se esvaziou, tomando a forma de servo (Fp 2.6 8). É o que conhecemos por Encarnação Deus fazendo-se carne. Através disso, Deus mostra o seu amor pelo mundo, tornando-se um de nós. A diaconia tem Jesus como modelo e exemplo. Através de sua vida e ministério, Jesus cuidou das pessoas ele curou enfermos, ministrou aos pobres, tocou nos impuros, reconheceu o valor das mulheres, abraçou os marginalizados, e repreendeu a injustiça. Após a sua ressurreição, Jesus apareceu aos seus discípulos e lhes disse: Como o Pai me enviou, eu vos envio. Como discípulos seus, somos chamados a seguir o seu exemplo, cuidando das pessoas com necessidades. Quando Jesus morreu na cruz, ele tomou sobre si todos os pecados do mundo. Expiou toda a maldade e injustiça, e triunfou sobre a morte. Este é o fundamento da diaconia e a nossa motivação para continuar lutando. Uma luta por tudo que seja admirável e honrável, e contra toda injustiça e sofrimento. Teologia da Criação A criação do mundo, do homem e da mulher foi feita segundo a vontade de Deus, e ele viu que tudo era bom (Gn 1.31). Isto implica numa afirmação sobre a totalidade da criação de Deus. Na cosmovisão bíblica, tanto a dimensão física quanto a espiritual tem um valor. Isto contrastou grandemente com o dualismo grego, que distinguia entre o mundo físico e o espiritual, onde o mundo espiritual era considerado mais real e de maior valor e importância. Quando a humanidade rebelou-se contra Deus, o pecado entrou no mundo trazendo conseqüências para toda a criação (Gn 3). A queda do homem criou uma ruptura no relacionamento entre o homem e Deus, mas também entre o homem e os seus semelhantes. Não somente a humanidade, mas toda a criação sofre sob as conseqüências da entrada do pecado no mundo (Rm ). Quando Jesus morreu e ressuscitou, Deus reconciliou consigo toda a criação (Cl 1.19,20). Toda a criação foi desejada e aprovada por Deus. Toda a criação foi subjugada pela queda, e toda a criação é objeto da reconciliação e da restauração por Deus. Através disto vemos o amor e o cuidado de Deus por tudo que criou. A luz dos desafios ambientais de nossa época, este é um conhecimento importante. À humanidade foi dada a responsabilidade da mordomia da criação de Deus. A preservação do meio-ambiente, a luta pela reconciliação e paz, o empenho pela justiça e contra tudo que ameaça a vida, é levar a sério esta responsabilidade da mordomia. 1 O Ser Humano Todos os seres humanos são criados à imagem de Deus (Gn 1.27) e têm um valor inato (Sl 8). Isto é válido para todos os seres humanos, independentemente de seu relacionamento com o Criador. Todos os seres humanos têm o mesmo valor, não importa qual status social, gênero, raça, cor, credo ou habilidades que tenham. Esta é uma confirmação vital do valor igual de todos os seres humanos, em um mundo cheio de diferenças. Somos destinados à salvação divina como seres humanos completos, e não somente como almas. O amor e o cuidado de Deus pelos seres humanos abrangem os aspectos espirituais bem como os aspectos físicos e sociais. A história de Zaqueu, em Lucas 19, ilustra isto: ele tornou-se parte da família de Deus, abandonou suas más ações, devolveu o que havia recolhido em excesso e foi assim incluído na comunidade. O cuidado particular de Deus pelos pobres, pelas viúvas, pelos órfãos, pelos estrangeiros, pelos fracos e marginalizados, é um tema comum através de toda a Bíblia. Deus ama todos os seres humanos igualmente, mas numa sociedade onde as pessoas são marginalizadas e mal-tratadas, ele fica do lado do fraco. Nossa vida espiritual e o nosso relacionamento com Deus precisam produzir frutos (Is 58). 1 No documento interdenominacional O Pacto de Lausanne, a teologia da criação é central na argumentação da responsabilidade social cristã (Parágrafo 5).

4 4 O Reino de Deus A vinda de Cristo trouxe também a vinda do Reino de Deus (Mc 1.16). O Reino de Deus já está presente entre nós, mas é também algo que estamos esperando. Nós vivemos num período entre eras: já, mas ainda não. Como cristãos, já somos nascidos de novo (2Co 5.17), e aceitos no seu Reino (Cl 1.13). Por causa disto, somos chamados a viver uma vida de acordo com os valores do Reino, aqui e agora. Tanto o Antigo como o Novo Testamento, nos falam da visão de um novo céu, e de uma nova terra uma visão do futuro (Is , Ap ). A visão de novo céu e terra descreve aspectos espiritual, social, econômico e cultural. Para nós cristãos, que já estamos vivendo a nossa nova vida no Reino de Deus, esta visão fornece uma direção e conteúdo para o nosso envolvimento e compromisso neste mundo. Diaconia comum e diaconia especial Diaconia comum A forma com que diaconia é usada diversas vezes no Novo Testamento, refere-se a serviço, num sentido geral. Este serviço é uma atitude, um estilo de vida, mais do que uma atividade ou um projeto. Não podemos recusar este serviço, ele é para todos (Mq 6.8; Mc ). Na parábola do bom samaritano (Lc ), Jesus explica as conseqüências práticas do mandamento de amar ao próximo. De acordo com esta parábola, todos têm uma obrigação de servir e amar, e o alvo deste serviço e amor é toda a humanidade. Em sua epístola aos Coríntios, Paulo escreve sobre o amor que nunca falha: O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura os seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca perece... (1Co a) O amor direcionado ao próximo, dura pela eternidade. Diaconia especial Diaconia é tanto um chamado geral para servir, quanto um serviço mais especializado no qual algumas pessoas entram. Uma definição de diaconia de , usada pela Igreja da Noruega, enfatiza a diaconia como um ministério dirigido particularmente aos necessitados. Diaconia é trabalho, ajuda e alívio diante das necessidades. Diaconia faz uma opção, se colocando ao lado do fraco. 2 O serviço diaconal é o cuidado do próximo e o trabalho que edifica a comunhão da igreja e o ministério que de maneira especial se dirige a pessoas com necessidades os mais vulneráveis. A Bíblia promete que um dia todo sofrimento terá fim. Neste sentido, a diaconia também tem seu fim. Nós vamos praticar diaconia até que Jesus venha outra vez. Quando definimos diaconia, é então importante que a definição seja suficientemente ampla para abranger um estilo de vida, mais do que simplesmente projetos; e que seja estreita o bastante para não perder sua força no encontro com a necessidade, injustiça e sofrimento. Os grupos-alvo da Diaconia Como já foi dito, a diaconia em geral é direcionada a todas as pessoas. Todas as pessoas podem ser alvo do amor e do serviço cristão. O amor de Deus não conhece limites, tão pouco os conhece a diaconia. Entretanto, a diaconia tem um foco especial para com pessoas necessitadas. O sofrimento pode vir em diferentes formas: doença, ansiedade, solidão, pobreza, opressão, discriminação e sede espiritual. A diaconia prioriza o ser humano todo, e todas as necessidades humanas, quer sejam espirituais, materiais ou sociais. De acordo com o Novo Testamento, nós, como cristãos, recebemos uma grande responsabilidade sobre aqueles que pertencem à família da fé (Gl 6.10). Esta comunidade de crentes consiste de uma nova espécie de parentesco. Ela constrói pontes entre divisões tradicionais (Gl 3.28), criando uma mútua dependência. E isto implica em que as posições de doador e receptor, podem a qualquer momento ser trocadas. O corpo humano e seus membros são usados como ilustração desta comunidade (Rm 12.5; 1Pe ). Diaconia o serviço da Igreja Na definição de diaconia para a Igreja da Noruega, a igreja é o sujeito atuante. Diaconia é um serviço ou ministério que origina do serviço de adoração da igreja. A Igreja da Noruega e outras denominações geralmente têm os seus próprios ministérios diaconais: instituições, projetos e programas de diaconia. Neste contexto, a igreja é entendida como Corpo de Cristo, a comunidade de todos os que crêem. Jesus é a fonte e o modelo da diaconia, e diaconia é praticada por pessoas e instituições que o têm como modelo, compartilhando um chamado de ser as mãos e os pés de Jesus Cristo na terra. Missão e diaconia Missão é o envio da igreja para o mundo (Mt ; Jo ). A Teologia da Missão freqüentemente usa o termo Missio Dei para frisar que missio no seu sentido mais profundo, é a missão de Deus, uma missão que é maior e mais extensa que os nossos projetos e programas. A missão de Deus afeta todas as partes do ser humano: tanto o espiritual, quanto o social, o relacionamento com Deus, o relacionamento entre as pessoas e o relacionamento com a criação de Deus. Neste sentido, a diaconia é uma parte integral da Grande Comissão de Jesus Cristo.

5 5 Diaconia é portanto missão, mas ao mesmo tempo, missão é mais do que somente diaconia. Na Missão Aliança, nós cremos que temos um chamado especial voltado ao trabalho missionário diaconal. 2. O QUE A BÍBLIA ENSINA SOBRE DIACONIA As palavras diakonia / diakonos / diakoneo no Novo Testamento Os textos a seguir são exemplos do uso das palavras gregas para serviço (diakonia), servo (diakonos) e servir (diakoneo), no Novo Testamento: Mateus 20.26: Não será assim entre vocês. Ao contrário, quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo (diakonos). Mateus 20.28: Como o filho do homem que não veio para ser servido (diakoneo), mas para servir (diakoneo) e dar a sua vida em resgate por muitos. Marcos 15.41: Na Galiléia, elas tinham seguido e servido (diakoneo) a Jesus. Muitas outras mulheres que tinham subido com ele para Jerusalém também estavam ali. Lucas 12.37: Felizes os servos cujo senhor os encontrar vigiando quando voltar. Eu lhes afirmo que ele se vestirá para servir, fará que se reclinem à mesa, e virá servi-los (diakoneo). João 12.26: Quem me serve (diakoneo) precisa seguirme; e, onde estou, o meu servo (diakonos) também estará. Aquele que me serve (diakoneo), meu Pai o honrará. Atos : Depois oraram: Senhor, tu conheces o coração de todos. Mostra-nos qual destes dois tens escolhido para assumir este ministério (diakonia) apostólico que Judas abandonou, indo para o lugar que lhe era devido. Atos 6.3 4: Irmãos, escolham entre vocês sete homens de bom testemunho, cheios do Espírito e de sabedoria. Passaremos a eles essa tarefa e nos dedicaremos à oração e ao ministério (diakonia) da palavra. Atos 20.24: Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão-somente puder terminar a corrida e completar o ministério (diakonia) que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus. 1 Coríntios : Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diferentes tipos de ministérios (diakonia), mas o Senhor é o mesmo. Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus que efetua tudo em todos. 2 Coríntios 5.18: Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério (diakonia) da reconciliação, 2 Coríntios 9.1 2: Não tenho necessidade de escreverlhes a respeito dessa assistência (diakonia) aos santos. Reconheço a sua disposição em ajudar e já mostrei aos Macedônios o orgulho que tenho de vocês, dizendo-lhes que, desde o ano passado, vocês de Acaia estavam prontos a contribuir; e a dedicação de vocês motivou a muitos. 1 Pedro : Cada um exerça o dom que recebeu para servir (diakoneo) os outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas. Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve (diakoneo), faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém. Textos importantes sobre o serviço diaconal Os seguintes, são textos centrais para o entendimento do conceito da diaconia na Bíblia: Isaías 58 O Verdadeiro Jejum A nossa vida espiritual e o nosso relacionamento com Deus devem influenciar o nosso relacionamento com outras pessoas. O jejum que Deus escolheu foi compartilhar a nossa comida com o faminto, abrigar o pobre e desamparado, vestir o que está despido, e tratar todas as pessoas com justiça e respeito. Isaías A Nova Jerusalém Esta visão profética da nova Jerusalém contém aspectos sociais, econômicos, culturais e espirituais. Fala da mortalidade infantil, do cuidado com os idosos, das questões habitacionais, e do relacionamento com Deus e com os nossos semelhantes. O serviço diaconal é interpretado à luz de uma visão profética, a qual dá inspiração, motivação e direção. Mateus Não dominar, mas servir As coisas são viradas de ponta-cabeça no reino de Deus. Aquele que quiser ser grande deve tornar-se servo. Serviço é uma atitude, e uma perspectiva geral. Não pode ser recusado, ou rejeitado. Uma vida de serviço é o estilo de vida que Jesus escolheu para os Seus seguidores. Mateus O Dia do Julgamento O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram. Servir a Deus é servir ao próximo. Quando encontramos com pessoas pobres ou oprimidas nós encontramos com Deus.

6 6 Lucas Bom Samaritano O amor cruza as fronteiras, ele é específico e inovador. O samaritano cuidou do homem assaltado, de uma tal maneira que extrapolou as práticas culturais e religiosas daquele tempo. Ele, que era impiedosamente discriminado, demonstrou misericórdia pelo seu semelhante. O amor ao próximo precisa ser traduzido em ações concretas. João Jesus lava os pés dos seus discípulos Jesus tomou para Si o lugar de servo, e lavou os pés de Seus discípulos. Ele Se humilhou, e fez o que nenhum mestre, senhor, ou mesmo um escravo judeu normalmente fazia. Ele deu aos Seus discípulos um exemplo para seguir, e mandou-nos fazer o mesmo. Tiago 2 Rico e Pobre, Fé e Obras Palavras e ações devem estar relacionadas. A fé, sem o trabalho de mãos e pés, é em si morta. O amor não permite discriminação ou marginalização. Como crentes no nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, não mostrem favoritismo. 3. O QUE DIZ A MISSÃO ALIANÇA SOBRE DIACONIA Nesta parte vamos estudar mais acerca do que diz a Missão Aliança sobre a diaconia em seus documentos, Estatuto e Documento de Estratégia já existentes. Nós também relacionaremos com o trabalho que se realiza nos países com os quais cooperamos. Missão Aliança como uma parte do Corpo de Cristo Anteriormente definimos diaconia como uma parte do ministério da igreja no mundo. A Missão Aliança é uma organização interdenominacional, e não está ligada a nenhuma denominação em particular. No entanto, consideramo-nos parte integral da Igreja de Cristo na terra. Fazemos parte da Grande Comissão que Deus deu à sua Igreja e experimentamos um chamado especial para a realização do serviço diaconal. Diaconia como uma plataforma A diaconia é a plataforma que reúne todo o trabalho que Missão Aliança realiza desde a administração até a realização dos projetos de desenvolvimento e o trabalho em cooperação com as igrejas. Todas as diferentes atividades e projetos nascem no chamado a um serviço diaconal. A diaconia encontra o ser humano tal como é em suas necessidades sociais, materiais e espirituais. O trabalho diaconal é basicamente a nossa maneira de agradecer a Deus por sua abundante graça em nosso favor. É a insistente e irrepreensível fé cristã que todos aqueles que têm sido rejeitados e passam necessidades, também têm direito à vida e à dignidade. E ainda é, não menos, uma sólida confirmação de que há futuro e esperança para cada situação em que as pessoas estejam vivendo uma realidade que irá aparecer plenamente no Reino de Deus. Gratidão, um estilo de vida, e um sinal: esta é em suma, a posição da Missão Aliança no que se refere ao trabalho diaconal. Gratidão A diaconia é um agradecimento a Deus pelo que temos recebido e pelo que tem feito por nós. Diaconia não são as boas obras que fazemos para merecer a salvação e a graça de Deus. Jesus já pagou o preço por nós quando morreu na cruz em nosso lugar. Mas, a diaconia é uma resposta natural em agradecimento pela nova vida que recebemos. Estilo de Vida A diaconia não pode ser reduzida a atividades ou projetos, é um estilo de vida que Jesus escolheu para os seus seguidores. Isto, não é algo que possa ser recusado ou rejeitado. Ser um seguidor de Jesus é seguir o seu exemplo, fazer o que ele fez, ir onde ele foi e cuidar daquilo que Jesus cuidou. Ser discípulo de Cristo é segui -lo a seu serviço pelo mundo. Sinal Como atos do Reino de Deus, o serviço diaconal aponta para algo além do nosso horizonte. Trabalhos diaconais são sinais que apontam para o futuro, para além deles mesmos. Eles são as primícias, uma antevisão do Reino de Deus. Através deles, o Reino de Deus já está presente. Um dia, toda pobreza, sofrimento e injustiça terão fim. Cada vez que aliviamos o sofrimento ou combatemos a injustiça, é um sinal da presença do Reino de Deus. Mas é também um sinal do que ainda está por vir: o dia da vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e a plenitude do Reino de Deus entre nós. O Documento de Estratégia da Missão Aliança afirma que: A diaconia não é, a princípio, uma atividade ou projeto relacionado com igrejas ou com o trabalho missionário, mas sim um estilo de vida que Jesus escolheu para os seus seguidores. É parte integral do que significa ser um discípulo de Jesus Cristo. O valor intrínseco da diaconia O Documento de Estratégia da Missão Aliança declara que diaconia é uma parte da missão da igreja e não um suplemento à pregação do Evangelho, ou uma estratégia para a introdução do Evangelho. A diaconia tem o seu valor próprio. É correto, justo e bíblico amar ao próximo, lutar contra a pobreza, fazer o bem e resistir à injustiça, quer os indivídu-

7 7 os alvo desses benefícios convertam-se, ou não. É fidelidade à nossa responsabilidade em sermos mordomos da criação de Deus e amar o próximo como a nós mesmos. Mas também desejamos e oramos para que as pessoas possam ver Jesus e a nossa fé cristã através do que fazemos e de como vivemos, embora isto não seja uma condição para o valor intrínseco de nosso trabalho diaconal. Desta forma, a diaconia não pode tolerar exigências ou condições confessionais. Todo o Ser Humano O Estatuto declara que: A Missão Aliança tenta atingir este objetivo através da pregação da Palavra de Deus, impressa ou falada, e pelo serviço diaconal, na certeza de que o cuidado com o ser humano total é uma conseqüência do Evangelho. A Missão Aliança procura focar nas necessidades do ser humano como um todo necessidades espirituais, materiais e sociais. 3 Por este motivo, nossos projetos incluem componentes tais como: água, saúde, educação, sustento, micro-crédito, treinamento de liderança e estudos diaconais. Justiça, não caridade A estratégia da Missão Aliança em projetos de cooperação para o desenvolvimento enfatiza a sua preocupação para uma abordagem baseada na justiça. Direitos humanos básicos, direito das crianças, direito das mulheres, dos deficientes físicos e dos indígenas são as bases de nosso trabalho. Uma aproximação baseada em direitos também almeja enfatizar que diaconia não é caridade, mas sim justiça. Isto também corresponde com a admoestação bíblica a não fazer injustiça ao fraco e ao pobre. Luta ao lado dos pobres De acordo com o Documento de Estratégia, os principais grupos-alvo da Missão Aliança são os pobres, os discriminados e os abandonados. A Missão Aliança está do lado do pobre, e atreve-se a ser um advogado para o pobre, ainda que isto possa levar a problemas com as autoridades. Quando se promove o valor dos pobres, freqüentemente entra-se em choque e disputas com os governos e as agencia que os exploram. Na maioria dos casos, alguns são ricos porque outros são pobres, e vice-versa. Neste sentido, a Missão Aliança é parcial e tem sua lealdade e solidariedade dirigidas aos pobres e negligenciados. Participação e Empoderamento A participação, cooperação e responsabilidade dos grupos -alvo são importantes princípios norteadores para a Missão 3 O Exército de Salvação define o relacionamento entre estes dois aspectos do ministério cristão da seguinte maneira: O Exército de Salvação tem, desde seu começo, considerado a pregação da Palavra e o trabalho social como dois diferentes aspectos do mesmo ministério. Nosso trabalho é inseparavelmente conectado à fé cristã, e ao amor ao próximo, o que para nós significa cuidar do ser humano como um todo. Vemos o ser humano como uma pessoa completa com necessidades físicas, mentais, espirituais e sociais. Aliança (ver Documento de Estratégia). Os projetos devem basear-se nas necessidades e prioridades expressas das populações-alvo. Os grupos-alvo devem responsabilizar-se pessoalmente pelo planejamento e pela implementação dos projetos. Tal abordagem promove as idéias diaconais de igualdade e dignidade. O papel da Missão Aliança é caminhar junto com os pobres na sua luta pela sua própria existência. Devemos respeitar suas escolhas e habilidades e vontade para tomar responsabilidade pelo desenvolvimento de suas famílias e comunidades. Portanto, empoderamento (transferência de poder ou potencialização) é uma meta em si mesma. Através de nossos projetos a população local é fortalecida no seu conhecimento e capacitação para reivindicar seus direitos perante as autoridades. Igrejas diaconais A Missão Aliança não planta igrejas, mas faz um trabalho amplo de fortalecimento de igrejas. Nos países onde a Missão Aliança pode cooperar com as igrejas locais, temos um enfoque especial no fortalecimento da identidade diaconal e no envolvimento das igrejas. Consegue-se isto através do treinamento focado em diaconia e na motivação das igrejas para se envolverem com suas comunidades locais (ver Documento de Estratégia). Em alguns lugares, o trabalho de desenvolvimento será canalizado através das igrejas. Em outros locais, organizações de desenvolvimento comunitário local serão um parceiro mais estratégico na medida em que elas representam os grupos alvos do projeto. Em lugares onde as igrejas não estão envolvidas no trabalho de desenvolvimento da comunidade, a Missão Aliança irá encorajá-los a se envolver com as organizações locais (ver Documento de Estratégia). Diaconia em países fechados Em alguns países onde a Missão Aliança está envolvida, existem restrições das autoridades no que se refere à cooperação com as igrejas. Quando a Missão Aliança inicia seu trabalho de desenvolvimento em qualquer país, fazemos acordos com as autoridades para delimitação de nossos projetos e atividades. A Missão Aliança quer ser reconhecida como um parceiro confiável, que não trabalha com uma agenda escondida. Respeitamos as leis e regulamentos aplicáveis ao nosso trabalho nesses países. No entanto, também queremos ser explícitos a respeito de quem somos. Se permitirem nosso trabalho entre os pobres e marginalizados, como já dissemos anteriormente, dentro das delimitações que nos foram garantidas pelas autoridades, tal trabalho também deverá ser encarado como serviço diaconal, ainda que nos tenha sido vedada a cooperação com igrejas locais. A Missão Aliança tem uma perspectiva de longo prazo. Nos países onde existem tais restrições para cooperação com as igrejas, ainda assim nosso objetivo é que isso se tornará possível em longo prazo. O nosso desafio permanente é fazer o que podemos dentro das limitações permitidas.

8 8 GRATIDÃO SINAL ESTILO DE VIDA

9 DIACONIA: PERGUNTAS E RESPOSTAS 1º Questão: Qual o significado da palavra diaconia? Resposta: A palavra diaconia é originária do grego e significa serviço ou ministério. Comentário: A família das palavras diakonia / diakonos / diakoneo aparece aproximadamente 100 vezes no Novo Testamento e é usada de formas diferentes sobre diferentes tipos de serviço ou ministério. Isto pode ser ministério para Deus, ações, ou caridade, tal como ajudar os pobres, famintos, sedentos, prisioneiros, etc. Os primeiros cristãos herdaram o termo diaconia, da cultura helênica, onde o serviço era visto como algo ordinário e desprezível. Um dos sofistas chegou a dizer: Como pode alguém ser feliz se tem de servir a outrem?. Os cristãos, entretanto, deram à palavra um significado radicalmente novo e positivo. 2º Questão: O que é diaconia? Resposta: A diaconia é o amor cristão pelo próximo, posto em prática. Comentário: A definição de 1988 da Igreja da Noruega declara que: A diaconia pode ser definida como o cuidado da igreja por seus semelhantes e desenvolvendo nela um espírito comunitário e de serviço particularmente dirigido a pessoas com necessidades. Somente quando o nosso amor ao próximo se reverte em ação, é que podemos de fato falar de diaconia. Diaconia são atos de amor que brotam da nossa fé em Deus como Criador, em Jesus Cristo como nosso Salvador e no Espírito Santo como nosso Inspirador. Entretanto, a diaconia é entendida de maneiras diferentes em algumas tradições teológicas. Alguns são da opinião de que a diaconia só pode existir dentro do programa diaconal de suas igrejas, como na Junta Diaconal. De acordo com eles, a diaconia é um trabalho exclusivo do corpo de diáconos da igreja. Outros são da opinião de que a diaconia é exercida onde quer que as pessoas façam boas obras. Isso significaria que qualquer boa obra feita em amor ao próximo, seja por um cristão ou por qualquer outra pessoa, seria diaconia. De acordo com esta visão, não existe diferença entre diaconia e amor ao próximo os dois termos significam a mesma coisa. O desafio da diaconia são os aspectos vulneráveis da existência humana aflições, crises, sofrimento, opressão, pobreza. Enfim, qualquer situação onde a dignidade humana é desrespeitada. A diaconia efetiva o amor de Deus para os seres humanos através das ações ao próximo. As ações em si podem ser de auxílio à saúde, ajuda social, trabalho solidário e medidas preventivas. Enfim, a diaconia é uma qualidade de ação, que é primeiramente vista e reconhecida pelo beneficiário. 3º Questão: Qual a diferença entre amor ao próximo e diaconia? Resposta: O amor fraternal pode ser praticado por todas as pessoas independentemente de fé. A diaconia, entretanto, é o amor fraternal em ação, derivando do modelo de Cristo. Comentário: O amor fraternal é amar ao próximo como a si mesmo (Lc 10). Isso é um desafio geral para cada pessoa em sua relação com os demais. Outras religiões como o Islamismo e o Judaísmo têm mandamentos semelhantes. Diaconia, porém, vê Cristo como fonte e modelo. As características deste modelo são explicitamente ilustradas nos seguintes textos: 1. Na parábola do bom samaritano, onde o samaritano demonstra uma preocupação não egoísta por um estranho (Lc 10). 2. O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram. Servir é dar ao faminto algo para comer, e ao sedento algo para beber, abrigar os estrangeiros, providenciar vestimentas para o que está nu, cuidar dos doentes e visitar os que estão encarcerados (Mt 25). 3. Quem quiser tornar-se importante entre vocês, deverá ser servo (Mt 20). Jesus colocou-se como servo de todos. 4. Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros (Jo 13). Jesus nos dá o exemplo de uma comunidade de serviço. 4º Questão: Qual a diferença entre diaconia e proclamação (do evangelho)? Resposta: A proclamação é verbal, diaconia é ação. Comentário: A fé sem obras é morta. A diaconia é inspirada pela proclamação e interpreta a proclamação através da prática. Cada ação será interpretada. A diaconia é uma expressão ativa da fé que dela emana. Uma ação pode em alguns casos ficar solitária sem palavras, mas em outros contextos se fortalece ao acompanhar a ação com palavras ou símbolos que demonstram de onde se origina a ação. Por isso, algumas vezes a diaconia é chamada de linguagem do corpo da igreja. 5º Questão: Quais são os valores fundamentais da diaconia? Resposta: Prudência, firmeza, temperança, justiça, fé, esperança e amor. Comentário: Estas clássicas virtudes cardeais cristãs também são características da diaconia. Como uma base para a compreensão do que é diaconia para a Igreja da Noruega, a justiça e o cuidado serão especialmente destacados. Os valores fundamentais da diaconia são os principais valores

10 10 qualitativos que podem inspirar-nos à pratica diaconal. E estes são os parâmetros dentro dos quais a prática diaconal será interpretada. A formulação dos valores fundamentais da diaconia é uma tentativa de especificar as qualidades e os conceitos-chave encontrados nos exemplos de Jesus. 6º Questão: Quem são os grupos-alvo da diaconia? Resposta: A diaconia objetiva os grupos ou indivíduos que estão em sofrimento, maltratados, oprimidos ou que estejam sendo sujeitos a quaisquer outros tipos de injustiça. Comentário: Todos nós somos vulneráveis e dependentes dos cuidados e preocupações de nossos semelhantes. Por isso mesmo, algumas vezes todos precisamos da atenção amorosa da diaconia. Porém, alguns indivíduos e grupos estão mais expostos que outros, e encontram-se emaranhados em circunstâncias mais complicadas. A diaconia tem uma especial responsabilidade para com os pobres, os marginalizados e os esquecidos revelar a injustiça, e lutar contra ela. O desafio é radical, e é exemplificado pelo mandamento: amem os seus inimigos. Isto é uma reflexão sobre o fato de que o amor de Deus que engloba todas as pessoas, e de que Jesus se identifica em particular com aqueles que são excluídos socialmente. 7º Questão: Quem faz diaconia? Resposta: A diaconia é feita por indivíduos ou instituições que tenham Jesus como sua fonte e modelo. Comentário: Deus criou todos à sua própria imagem. Qualquer boa ação é, portanto, uma expressão do amor de Deus, independentemente da confissão ou credo de quem a pratica. Contudo, a diaconia é um conceito cristão que indica as ações oriundas do amor de alguém, que tem a Cristo Jesus como modelo. A diaconia é, portanto, praticada por indivíduos, em igrejas, em instituições e em organizações com um ministério diaconal específico. 8º Questão: Somente os cristãos podem fazer diaconia? Resposta: Todos os colaboradores ou funcionários de uma organização diaconal podem contribuir para a diaconia, independente de sua confissão ou credo. Comentário: Dentro de uma organização diaconal, um colaborador ou funcionário que tenha uma fé não-cristã também pode contribuir para a diaconia, sempre e quando sua ação estiver dentro da realização do compromisso da organização. Como um co-trabalhador na organização com um ministério diaconal, cada um é parte do esforço coletivo de diaconia. A motivação ou confissão do indivíduo não determina o caráter diaconal do esforço da organização. Entretanto, se o trabalho da organização ou instituição pretende ser chamado de diaconal, a ausência de uma confissão cristã num de seus colaboradores ou funcionários deve ser a exceção, e não a regra. A diaconia acontece na interação entre indivíduos diferentes e trata também de transmissão de valores. Como conseqüência, a fé individual é de grande importância. Pelo que foi exposto, fica evidente que um trabalhador não-cristão em uma organização não-cristã pode praticar o amor fraternal, porém não a diaconia. O elemento decisivo aqui é portanto, não a confissão individual, mas o conjunto coletivo e organizacional das ações. 9º Questão: Onde podemos encontrar a diaconia? Resposta: A diaconia pode ser encontrada tanto nas situações cotidianas onde exista o amor fraternal cristão, como em um ministério especial da igreja, através de trabalho de desenvolvimento, cuidado da saúde, etc. Comentários: A palavra diaconia pode ser usada de duas maneiras diferentes: Falamos de diaconia comum e de diaconia especial. O que é diaconia comum? A diaconia comum é o amor fraternal cristão em ação. O que determina se uma ação é ou não diaconal, não é somente o sujeito da ação, mas também a ação é experimentada e interpretada pelo seu receptor. E o que é diaconia especial? A igreja desenvolveu um ministério especial para a prática da diaconia. Este ministério é exercido pelos diáconos e obreiros das igrejas, e também por instituições e organizações diaconais. O termo diácono é usado para identificar aqueles que são ordenados para exercerem este ministério especial na igreja. Os diáconos são mencionados já no Novo Testamento, e o ministério diaconal tem sido parte do ministério da igreja desde o seu começo. 10º Questão: Qual o maior desafio da diaconia nos dias de hoje? Resposta: Ler a história do bom samaritano, adaptá-la para o nosso tempo, e transformá-la em ação. Comentário: Os desafios da diaconia estão em constante mudança e devem em todo o tempo, ser reinterpretados e reformulados. Quando um desafio é formulado, essa é a hora de agir, de acordo com os valores fundamentais da diaconia. Alguns de nossos maiores desafios nestes dias são a solidão, a falta de solidariedade, a crescente pobreza, a injusta distribuição da riqueza, a exclusão e a dissolução das comunidades. O desafio da diaconia é manter-se firme e persistente no seu serviço em uma época contemporânea complexa.

11 11

12 12 Av João Gualberto 1430 Cj. 03 CEP Curitiba, PR fax

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

Lição Oito. Amando aos Outros. (Desenvolvendo um Estilo Compassivo de Vida)

Lição Oito. Amando aos Outros. (Desenvolvendo um Estilo Compassivo de Vida) Livrinho 2 Pàgina 60 Lição Oito Amando aos Outros (Desenvolvendo um Estilo Compassivo de Vida) O amor fica ao centro real do Cristianismo. Ele resume numa só palavra a própria essência da fé cristã. Foi

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB)

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) A Igreja de Jesus Cristo está comprometida somente com o Antigo e Novo Testamentos como a única autoridade escrita de fé e conduta.

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a Lei,

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Igreja Nova Apostólica Internacional Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Depois de, na última edição, termos abordado os aspetos inclusivos e exclusivos no Antigo e no Novo Testamento,

Leia mais

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA TRILHO PEDRA VIVA ROTEIRO PARA PLANTAÇÃO DE VIDAS Um provérbio chinês nos lembra : se sua visão é para um ano, plante trigo; se sua visão é para uma década, plante árvores; se sua visão é para toda a vida,

Leia mais

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Uma breve meditação sobre Mudança de Estruturas O objetivo desta meditação é redescobrir a dimensão espiritual contida na metodologia de mudança

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO Estudo Bíblico Bispo Luiz Vergílio / Caxias do Sul/RS Abril de 2009 Ministerial de Pastores e Pastoras 1 MISSÃO DA IGREJA E CRESCIMENTO I. IGREJA

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

2015 O ANO DO DISCIPULADO

2015 O ANO DO DISCIPULADO IGREJA DE CRISTO NO BRASIL MINISTÉRIO ICRV 2015 O ANO DO DISCIPULADO NOSSA FUNDAÇÃO A Igreja de Cristo no Brasil foi fundada em 13 de dezembro de 1932, na cidade de Mossoró RN. Como organização denominacional,

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

RECAPITULANDO... MATEUS 28:18-20

RECAPITULANDO... MATEUS 28:18-20 MÓDULO 1 RECAPITULANDO... MATEUS 28:18-20 18 Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. 19 Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os

Leia mais

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Tearfund: Missão, Declaração de Fé, Valores

Tearfund: Missão, Declaração de Fé, Valores Tearfund: Missão, Declaração de Fé, Valores Declaração de Propósito e Missão O propósito da Tearfund é servir a Jesus Cristo, capacitando aqueles que compartilham da fé cristã evangélica a levar boas novas

Leia mais

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA Assim nós invocamos a presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Hino: HPD II 330 Abraço de

Leia mais

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro?

O seu conceito das religiões é como o seguinte quadro? ...as religiões? Sim, eu creio que sim, pois não importa a qual religião pertença. O importante é apoiar a que tem e saber levá-la. Todas conduzem a Deus. Eu tenho minha religião e você tem a sua, e assim

Leia mais

Lição 8 Trabalhar com Líderes

Lição 8 Trabalhar com Líderes Lição 8 Trabalhar com Líderes Já havia mais de um ano que o António se tornara membro da sua igreja. Ele tinha aprendido tanto! Começou a pensar nos líderes da igreja que o tinham ajudado. Pensava naqueles

Leia mais

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO

JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO JOVENS COM UMA MISSÃO JOCUM ARACAJU PROJETO INTERCESSÃO INTERCESSORES E GRUPOS DE INTERCESSÃO Miss. Gustavo Lima Silva (Beréu) & Wanessa S. B. Santos Silva (Brasil) Recife, 2010. SUMÁRIO INTRODUÇÃO...

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br

Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br Semana Acadêmica na Faculdade Batista Pioneira 09 a 13 de março de 2015 Prof. Me Rui Osvaldo Teske rui@teske.com.br O planejamento não diz respeito a decisões futuras, mas às implicações futuras de decisões

Leia mais

O Discipulado e a Vida da Igreja

O Discipulado e a Vida da Igreja Série Estudos Bíblicos Nº 2 O Discipulado e a Vida da Igreja Um Estudo Bíblico Essencial ao Crescimento e Maturidade Cristã Ademir Ifanger E s t u d o s B í b l i c o s P á g i n a 2 Índice Estudo Bíblico

Leia mais

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito 9.9 Jesus Cristo é homem perfeito Aula 48 Assim como é importante verificarmos na Palavra de Deus e crermos que Jesus Cristo é Deus, também é importante verificarmos e crermos na humanidade de Jesus após

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos

Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos Lição 5 26 de julho a 2 de agosto Mateus 10: Jesus e Seus Discípulos Sábado à tarde Ano Bíblico: Is 11 14 VERSO PARA MEMORIZAR: Não temais, pois! Bem mais valeis vós do que muitos pardais (Mt 10:31). LEITURAS

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária Caro jovem,, Que alegria saber que como você muitos jovens estão encontrando um caminho para a oração pessoal e diária. Continue animado com a busca de um relacionamento mais pessoal

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

Considerações sobre o Evangelho de João

Considerações sobre o Evangelho de João 1 Considerações sobre o Evangelho de João. O Evangelho de João nasceu do anúncio vivo, da memória de homens e mulheres que guardavam e transmitiam os ensinamentos transmitidos por Jesus.. O chão = vida

Leia mais

Jesus revela-nos que Deus é. Pai. Conselho Inter-paroquial de Catequese Esporões, 24 de Janeiro de 2008

Jesus revela-nos que Deus é. Pai. Conselho Inter-paroquial de Catequese Esporões, 24 de Janeiro de 2008 Jesus revela-nos que Deus é Pai Conselho Inter-paroquial de Catequese Esporões, 24 de Janeiro de 2008 Quem inventou Deus? Desde sempre que os homens acreditaram na existência de forças muito poderosas

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros

Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros Lição 3 O Plano de Deus Para os Obreiros O António estudou as razões por que os crentes da Igreja primitiva se reuniam. Observou que muitos tipos de necessidades reuniam os crentes a necessidade de ensino,

Leia mais

Demonstração de Maturidade

Demonstração de Maturidade Demonstração de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 4.12-17 12 - Então disse ao seu servo Geazi: Chama esta sunamita. E chamando-a ele, ela se pôs diante dele. 13 - Porque ele tinha falado a Geazi:

Leia mais

A cruz e a ressurreição de Jesus: perdão na família

A cruz e a ressurreição de Jesus: perdão na família Lição 1 A cruz e a ressurreição de Jesus: perdão na família Princípio de construção A base de transformação e de restauração da família é o perdão da cruz e o poder da ressurreição de Cristo. Objetivos

Leia mais

Plano Para a vida e a Missão da Igreja

Plano Para a vida e a Missão da Igreja Plano Para a vida e a Missão da Igreja O "Plano para a Vida e a Missão da Igreja" é continuação dos Planos Quadrienais de 1973 e 1978 e conseqüência direta da consulta nacional de 1981 sobre a Vida e a

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação)

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação) O batismo do Espírito Santo (continuação) #62 Estamos falando sobre alguns dons do Espírito Santo; falamos de suas obras, dos seus atributos, como opera o novo nascimento e, por último, estamos falando

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

Dons Espirituais. A maior causa de nossa fraqueza espiritual como um povo é a falta de fé real nos dons espirituais. (Review and Herald 14/08/1868).

Dons Espirituais. A maior causa de nossa fraqueza espiritual como um povo é a falta de fé real nos dons espirituais. (Review and Herald 14/08/1868). Dons Espirituais Por que é importante conhecer o tema? Somos admoestados a conhecê-los. (I Corintios 12:1). Somos motivados a usá-los. (I Timóteo 4:10). Somos responsáveis pelo uso. (I Pedro 4:10). A maior

Leia mais

6. Pergunta de Transição: Quem é o meu próximo? 7. Frase de Transição: Quando usamos de misericórdia estamos agindo para a salvação.

6. Pergunta de Transição: Quem é o meu próximo? 7. Frase de Transição: Quando usamos de misericórdia estamos agindo para a salvação. 1 SERMÃO EXPOSITIVO TITULO: UM MINISTÉRIO DE COMPAIXÃO Lucas 10:25-37. INTRODUÇÃO 1. Saudações: Saúdo a todos os irmãos e amigos desta igreja com a paz do Senhor Jesus e a certeza na esperança de sua breve

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo?

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? OS FUNDAMENTOS Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? O justo é chamado a perseverar com fé, esperança e amor. Não importa quais sejam as crises, o justo não pode

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

AULA 4 O MESSIAS: SATISFAÇÃO DEFINITIVA, ADORAÇÃO VERDADEIRA E EVANGELIZAÇÃO SEM FRONTEIRAS TEMA: A PRIORIDADE DA EVANGELIZAÇÃO TEXTO: JOÃO 4.

AULA 4 O MESSIAS: SATISFAÇÃO DEFINITIVA, ADORAÇÃO VERDADEIRA E EVANGELIZAÇÃO SEM FRONTEIRAS TEMA: A PRIORIDADE DA EVANGELIZAÇÃO TEXTO: JOÃO 4. AULA 4 O MESSIAS: SATISFAÇÃO DEFINITIVA, ADORAÇÃO VERDADEIRA E EVANGELIZAÇÃO SEM FRONTEIRAS TEMA: A PRIORIDADE DA EVANGELIZAÇÃO TEXTO: JOÃO 4.1-42 INTRODUÇÃO A narrativa da Mulher Samaritana se desenvolve

Leia mais

Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso. Conselho Mundial das Igrejas. Aliança Evangélica Mundial

Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso. Conselho Mundial das Igrejas. Aliança Evangélica Mundial Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso Conselho Mundial das Igrejas Aliança Evangélica Mundial A missão pertence à essência da igreja. Proclamar a palavra de Deus e testemunhá-la ao mundo é

Leia mais

DESENVOLVENDO MEMBROS MADUROS

DESENVOLVENDO MEMBROS MADUROS DESENVOLVENDO MEMBROS MADUROS Movendo Pessoas da Congregação para os Comprometidos para que não mais sejamos como meninos Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo.

Leia mais

Lição 01 O propósito eterno de Deus

Lição 01 O propósito eterno de Deus Lição 01 O propósito eterno de Deus LEITURA BÍBLICA Romanos 8:28,29 Gênesis 1:27,28 Efésios 1:4,5 e 11 VERDADE CENTRAL Deus tem um propósito original e eterno para minha vida! OBJETIVO DA LIÇÃO Que eu

Leia mais

UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE

UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE ESTUDOS Fevereiro/14-2ª SEMANA CÉLULA FAMILIAR UM NOVO ANO, UMA NOVA CHANCE Texto Bíblico: João 8:3-11 Tem um dito popular que diz que errar é humano. Normalmente nos lembramos desse dito, e gostamos de

Leia mais

Lição 7 Compreendendo a Visão da nossa Igreja

Lição 7 Compreendendo a Visão da nossa Igreja Lição 7 Compreendendo a Visão da nossa Igreja 1. O PROPÓSITO DESTA LIÇÃO Nesta lição queremos estudar e compreender melhor a visão que Deus tem nos dado como Convenção para nossas Igrejas locais. Já explicamos

Leia mais

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio

BIÊNIO 2012-2013. Tema Geral da Igreja Metodista IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA. Tema para o Biênio 1 IGREJA METODISTA PASTORAL IMED PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E PLANO DE AÇÃO BIÊNIO 2012-2013 Tema Geral da Igreja Metodista "IGREJA: COMUNIDADE MISSIONÁRIA A SERVIÇO DO POVO ESPALHANDO A SANTIDADE BÍBLICA

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

DIACONIA I. Aula nº 4

DIACONIA I. Aula nº 4 DIACONIA I Prof. Dr. Nelson Célio de Mesquita Rocha Aula nº 4 A dimensão prática da Diaconia A prática diaconal é tão antiga quanto a Igreja. 1 Na comunidade dos apóstolos, o compartilhar dos bens fez

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Uma perspectiva bíblica do meio ambiente

Uma perspectiva bíblica do meio ambiente SEÇÃO 2 Uma perspectiva bíblica do meio Os cristãos deveriam se importar com o meio? Às vezes, os cristãos relutam em levar as questões ambientais a sério. Em alguns casos, isto ocorre porque não compreendemos

Leia mais

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados...

Apostila de Fundamentos. Arrependimento. Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... Apostila de Fundamentos Arrependimento Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados... (Atos 3:19) A r r e p e n d i m e n t o P á g i n a 2 Arrependimento É muito importante

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE Vicente de Paulo dizia: "Que coisa boa, sem igual, praticar a Caridade. Praticá-la é o mesmo que praticar todas as virtudes juntas. É como trabalhar junto com Jesus e cooperar com ele na salvação e no

Leia mais

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 1 Sumário Prefácio...3 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera Ministério de Grupos Pequenos Março

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior

No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS. Pr. Cristiano Nickel Junior No princípio era aquele que é a Palavra... João 1.1 UMA IGREJA COM PROPÓSITOS Pr. Cristiano Nickel Junior O propósito é que a Igreja seja um exército com bandeiras Martyn Lloyd-Jones No princípio era aquele

Leia mais

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus LEMA E VISÃO 2012.2015 ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus Por Pr. Amadilson de Paula Diretor

Leia mais

O Que Deus Realmente Quer

O Que Deus Realmente Quer Livrinho 2 Pàgina 19 Lição Três O Que Deus Realmente Quer Muitas pessoas ficam confusas acerca da verdadeira natureza do seu relacionamento com Deus. Esta confusão resulta dum conceito errado da natureza

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA

BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA BÍBLIA, PALAVRA DE DEUS EM PALAVRA HUMANA 1 - Palavra de Deus testemunhada no AT e no NT. A Bíblia testemunha a Palavra de Deus que chegou ao povo de Israel formando o Antigo Testamento; é Palavra de Deus

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

A Bíblia afirma que Jesus é Deus

A Bíblia afirma que Jesus é Deus A Bíblia afirma que Jesus é Deus Há pessoas (inclusive grupos religiosos) que entendem que Jesus foi apenas um grande homem, um mestre maravilhoso e um grande profeta. Mas a Bíblia nos ensina que Jesus

Leia mais

O Deus testemunhado por Jesus Cristo o Pai. Objetivos 12/4/2012. Identidade e relevância da cristologia. Cláudio Ribeiro

O Deus testemunhado por Jesus Cristo o Pai. Objetivos 12/4/2012. Identidade e relevância da cristologia. Cláudio Ribeiro O Deus testemunhado por Jesus Cristo o Pai Cláudio Ribeiro Objetivos Avaliar a doutrina de Trindade suas raízes, premissas fundamentais, ênfases e mudanças no contexto global da história da Igreja e as

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

Igreja Pentecostal da Bíblia

Igreja Pentecostal da Bíblia Igreja Pentecostal da Bíblia 2014 O Ano de Josué ** Fidelidade Josué cap. 24 ** Pastoreio # 014 Direção Nacional Retorno: Antes do pastoreio #014 é hora de ouvir: Motive os envolvidos no pastoreio a relatar

Leia mais

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI

Lição 07 A COMUNIDADE DO REI Lição 07 A COMUNIDADE DO REI OBJETIVO: Apresentar ao estudante, o ensino bíblico sobre a relação entre a Igreja e o Reino de Deus, para que, como súdito desse reino testemunhe com ousadia e sirva em amor.

Leia mais

www.sede.umnovotempo.org.br/estudos JEJUM DO AVIVAMENTO

www.sede.umnovotempo.org.br/estudos JEJUM DO AVIVAMENTO JEJUM DO AVIVAMENTO 1 Dia do Jejum do Avivamento Leitura: Romanos 13:10 à 14 Introdução: Avivamento ou avivar é tornar mais vivo, mais desperto e renovado. O avivamento está ligado a disposição de reformar,

Leia mais

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br 34 Lição 5 A Quem deve ser batizado? Antes de subir ao céu, o Senhor Jesus Cristo ordenou aos seus discípulos: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda a criatura. Quem crê e for batizado

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

Pobreza e o desenvolvimento

Pobreza e o desenvolvimento Seção A1 Pobreza e o desenvol Descrição Esta seção fará uma introdução geral da pobreza e do desenvol. É provável que todos os participantes já usem estes termos, mas eles podem interpretá-los de maneiras

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais